MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA HERMES

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA HERMES"

Transcrição

1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA HERMES 1. Introdução Esse documento tem por objetivo descrever o funcionamento e formas de utilização do módulo de Requisição de Materiais do Sistema de Controle Patrimonial Hermes. 2. Tela inicial O acesso ao módulo de Requisição de Materiais é feito através da entrada Hermes Patrimônio (Sistemas TJPR) na área restrita da Intranet (http://intranet). A partir dessa opção o operador visualiza a tela inicial do Sistema: 1

2 Na tela inicial do sistema aparecem os seguintes elementos: Identificação do sistema; Menu de opções; Nome do usuário; Links padrão de navegação (Início, ajuda, fechar). O link Início leva o usuário de volta à tela inicial a partir de qualquer ponto do sistema, o link Fechar encerra a aplicação e o link Ajuda oferece uma lista de manuais do sistema. 3. Menu do Sistema O módulo de Requisição de Materiais dispõe das seguintes opções encontradas na entrada Requisição do menu principal do sistema: Requisitar material: é a opção através da qual o usuário procede a requisição de materiais de consumo ao estoque. 2

3 Vincular órgão requisitante: essa opção permite que o usuário se vincule a um requisitante previamente cadastrado no sistema. Pelo menos uma vez o usuário precisa realizar o vínculo, bastando para tanto informar o código e a senha do requisitante. 4. Requisição de materiais 4.1. Vinculando o usuário ao requisitante Para poder requisitar materiais de consumo através do sistema, o requisitante (repartição do Tribunal em cujo nome será feita a requisição) deverá ser pré-cadastrado pelo órgão responsável pelo atendimento (Departamento do Patrimônio), que fornecerá ao usuário (servidor habilitado a usar o sistema) o código e senha do requisitante. O usuário deve, então, vincular-se ao requisitante já cadastrado para fazer os pedidos. Através da opção Requisitar material do menu Requisição, o usuário que ainda não se vinculou a um requisitante será solicitado a fazê-lo, conforme a seguinte instrução: Nesta tela é apresentada a lista de requisitantes que já estão vinculados ao usuário. Como o usuário ainda não realizou nenhum vínculo, deve fazê-lo através do botão Novo. Na tela que se segue, o usuário deverá preencher o código e a senha do requisitante em nome do qual serão feitos os pedidos. O nome do órgão oficial e a descrição do requisitante deverão aparecer corretamente nos campos apropriados após o usuário informar o código do requisitante. Caso o código informado não seja correto, o sistema imprimirá Código inválido nos campos referidos. 3

4 erro. Caso o usuário informe uma senha incorreta, também será apresentada uma mensagem de Importante: Caso o usuário tenha esquecido a senha ou o código do requisitante, deverá entrar em contato com a Divisão de Administração de Materiais do Departamento do Patrimônio a fim de solicitar uma nova senha. Após informar corretamente o código e a senha do requisitante, o usuário deverá confirmar as informações prestadas através do botão Salvar. IMPORTANTE: O usuário tem a possibilidade de se vincular a mais de um requisitante, desde que esteja autorizado para tal e conheça o código e a senha do requisitante. Caso o usuário queira vincular-se a outro requisitante imediatamente após salvar o vínculo atual, poderá marcar a opção Continuar cadastrando. Depois de salvar são apresentadas as informações do requisitante vinculado, onde o usuário pode, ainda, alterar a senha ou remover o vínculo, conforme a tela a seguir. 4

5 Importante: O usuário precisa vincular-se a um requisitante somente na primeira vez que utilizar o sistema ou quando tiver que vincular-se a um outro requisitante Criando uma nova requisição Tendo o usuário se vinculado a um requisitante, ele poderá manipular suas requisições. Para tanto ele deverá acessar novamente a opção Requisitar material do menu requisição. Essa opção apresenta uma lista com as requisições eventualmente já realizadas pelo requisitante. Nessa tela o operador poderá: Criar uma nova requisição através do botão Novo, que estará visível caso o requisitante ainda não tenha uma requisição na situação aberta ; Pesquisar requisições já realizadas, preenchendo os campos correspondentes ao período em que as requisições foram feitas; 5

6 Tomar uma das requisições da lista para visualizar seus dados ou editá-lo, caso seja uma requisição aberta; Visualizar o cronograma de atendimento através do link com o mesmo nome. Após pressionar o botão Novo, o usuário deverá informar a senha do requisitante para a nova requisição. Observação: Caso o usuário esteja vinculado a mais de um requisitante, deverá escolher um deles para fazer a requisição. Após pressionar o botão Continuar, é apresentada a nova requisição para o usuário. 6

7 Nessa tela o usuário pode conferir as informações da nova requisição, como o número, código e nome do requisitante, estoque que fará o atendimento, data da criação e a data de limite do pedido, após a qual a requisição passa para a situação pronta. Há um campo onde o usuário poderá inserir suas observações que, posteriormente, serão lidas pelo atendente. A aba itens contém a lista de materiais requisitados Incluindo itens na requisição Para a inclusão de um novo item na requisição, o usuário deve pressionar o botão Adicionar. Em seguida, é apresentada a tela de inclusão de um novo item. Nessa tela, o usuário deve informar o material a ser requisitado, bem como a quantidade. O usuário pode informar o material digitando o código correspondente ou solicitando auxílio, através do botão Pesquisando o material a ser requisitado Após pressionar o botão no respectivo estoque. é apresentada ao usuário uma tela para pesquisa de materiais 7

8 Nessa tela, o usuário deve proceder à pesquisa de materiais de consumo, fornecendo o código ou a descrição do material como parâmetros de pesquisa e pressionando o botão Pesquisar. Caso os critérios de pesquisa sejam deixados em branco, o sistema retorna uma listagem completa dos materiais em estoque. A pesquisa por código ou descrição é feita por semelhança. Dessa forma, se o usuário informar 12 no campo código, o sistema retornará os materiais cujos códigos iniciem com 12, como 12125, por exemplo. Na pesquisa por descrição, o sistema retornará os materiais cujas descrições contenham o texto informado. Se o usuário digitar minuta, poderá aparecer o material bloco para minuta 100 x 1 via, por exemplo. Quando o resultado da pesquisa apresentar muitos itens, a lista será dividida em páginas que serão acessíveis ao usuário através dos botões de navegação. As setas simples da esquerda e da direita indicam, respectivamente, a navegação para a página anterior ou para a próxima página. As setas duplas indicam a navegação para a primeira e a última página, respectivamente. Após localizar o material que se quer incluir, o usuário deve selecioná-lo e pressionar o botão Confirmar. A tela de inclusão de itens será novamente apresentada com o código e a descrição do material preenchidos. Além disso, será indicado se o material possui recipiente retornável ou não. 8

9 Salvando o item da requisição Após preencher corretamente o material e a quantidade, o usuário deve pressionar o botão Salvar. Se o usuário pretender incluir itens em série na requisição, deverá marcar a opção Continuar cadastrando antes de salvar o item. Após salvar o item, a requisição é apresentada novamente com a lista de itens atualizada Removendo itens da requisição Para remover itens da requisição, o usuário deve, primeiro, pressionar o botão Remover da aba Itens. Será apresentada uma tela com os itens da requisição para a remoção. 9

10 Nessa tela o usuário deverá marcar os itens a serem removidos e pressionar o botão Remover Salvando a requisição Depois de ter informado corretamente os itens da requisição, o usuário deve concluir o processo através do botão Salvar da requisição. Após o salvamento, a requisição é apresentada novamente ao usuário apenas para a visualização dos dados informados. A partir desse ponto, o usuário pode editar novamente os dados da requisição, através do botão Alterar, ou encerrar o processo através do botão Voltar. 10

11 Após a escolha do botão Voltar, será novamente apresentada a tela com a lista das requisições feitas pelo requisitante, onde deve constar a requisição que o usuário acabou de criar/editar. Importante: Uma requisição criada permanece na situação aberta até a data de limite de pedido definida no cronograma de atendimento do Departamento do Patrimônio. Uma requisição aberta pode ser ainda alterada pelo requisitante. Após essa data, a requisição passa para a situação pronta, quando o requisitante não mais poderá fazer alterações, somente visualizar seus dados Editando uma requisição O usuário requisitante pode alterar a requisição a qualquer momento enquanto a mesma estiver na situação aberta. Uma requisição permanece aberta até a data de limite de pedido definido pelo cronograma de atendimento do Departamento do Patrimônio. O sistema permite apenas que uma requisição esteja aberta. A partir do momento em que a requisição estiver pronta para o atendimento, o requisitante não poderá alterar seus dados e nem criar uma nova requisição. Para editar uma requisição aberta, o usuário deve acessar a opção Requisitar Material do menu Requisição. A partir da tela que contém a pesquisa e listagem das requisições, o usuário poderá escolher uma requisição aberta, cujos dados serão apresentados para o usuário para visualização. 11

12 Para editar a requisição, o usuário deverá pressionar o botão Alterar, após o que será novamente solicitada a informação da senha do requisitante. 5. Vinculando novos requisitantes O sistema permite que um único usuário (servidor habilitado) requisite materiais de consumo para diversos requisitantes (repartição do Tribunal responsável pela requisição). Para tanto deverá conhecer a senha de cada requisitante. Para vincular um novo requisitante o usuário deverá escolher a opção Vincular Requisitante do menu Requisição. Em seguida, é apresentada a tela com a lista de requisitantes vinculados ao usuário que, da mesma forma com que fez o primeiro vínculo, deve pressionar o botão Novo e rosseguir conforme o título 4.1 (Vinculando o usuário ao requisitante). 6. Desvinculando um requisitante 12

13 A desvinculação é o processo contrário à vinculação. A partir do momento que o usuário não mais pretender manipular as requisições de um determinado requisitante, ele poderá desvinculá-lo. Para tanto é necessário acessar a opção Vincular órgão requisitante do menu Requisição e escolher o requisitante que se quer desvincular da lista. Tendo aberto a tela de visualização do requisitante escolhido, o usuário poderá desvincularse do requisitante pressionando o botão Remover. Após a desvinculação, o usuário não poderá visualizar, editar ou criar requisições para esse requisitante. Após ter desvinculado um requisitante, o usuário pode vinculá-lo novamente, repetindo os passos do título 4.1 (Vinculando o usuário ao requisitante). 7. Manipulando requisições para requisitantes diferentes A partir do momento em que o usuário está vinculado a mais de um requisitante, ele pode manipular requisições em nome desses diversos requisitantes. O usuário deve escolher o requisitante no momento de pesquisar requisições ou criar uma nova. Através da opção Requisitar Material do menu Requisição, o usuário deverá escolher o requisitante para o qual quer manipular as requisições. As requisições listadas na pesquisa serão aquelas correspondentes ao requisitante escolhido pelo usuário. Da mesma forma, quando for criar uma nova requisição, o usuário deverá escolher para qual requisitante será criada. 13

14 Antes de criar a requisição, o usuário deve escolher o requisitante e informar a senha correspondente. 8. Consultando o cronograma de atendimento As requisições de materiais são feitas e atendidas conforme as datas definidas no Cronograma de Atendimento, que é feito pela Divisão de Administração de Materiais do Departamento do Patrimônio. Um requisitante pode elaborar requisições desde que haja uma janela de atendimento prevista para ele no cronograma. Para consultar o cronograma, o usuário deve escolher a opção Requisitar material do menu Requisição e acessar o link Cronograma de Atendimento, que fica na parte inferior direita da tela. Na tela será apresentada uma lista com os requisitantes vinculados ao usuário. 14

15 Para saber as janelas de atendimento previstas no cronograma para cada requisitante, o usuário deve expandir a linha do requisitante no sinal (+) que está à esquerda do mesmo. Cada janela de atendimento tem uma data de limite de pedido, que define a última data em que o requisitante ainda pode solicitar materiais. A partir dessa data, as requisições passam do estado aberta para o estado pronta, quando o requisitante não mais poderá solicitar. A data de saída prevê o dia em que será concluído o atendimento da requisição. A partir dessa data, o requisitante poderá criar uma nova requisição, desde que haja uma janela de atendimento seguinte. 9. Ocorrência de erros 9.1. Tempo de espera da sessão O usuário deve estar atento para a ocorrência de erros causados pelo tempo de espera da sessão, que pode expirar. Por exemplo, se o usuário permanece com o sistema aberto durante muito tempo sem operá-lo, pode defrontar-se com uma mensagem de erro ao voltar a fazê-lo. Nesse caso, uma medida simples é fechar e abri novamente. De qualquer forma, recomenda-se não manter o sistema aberto enquanto não estiver sendo utilizado, por questões de segurança Usuário não consegue se vincular a requisitante Para que seja vinculado um requisitante, o mesmo deve estar cadastrado junto à Divisão de Adminitração de Materiais do Departamento do Patrimônio, que é o órgão que promove o atendimento das requisições. Após o cadastro, o responsável pelo atendimento disponibiliza os dados do requisitante (código e senha) para o responsável da repartição do Tribunal correspondente. Se o usuário busca vincular-se a um requisitante e não obtém êxito, tendo em mãos o código e senha, deve entrar em contato com os responsáveis pelo atendimento para que confiram os dados cadastrais do requisitante, inclusive se o mesmo é um requisitante ativo Usuário não consegue requisitar materiais O usuário não conseguirá requisitar materiais caso já tenha alguma requisição em atendimento (requisição pronta ) ou caso não tenha uma janela de atendimento prevista no cronograma de atendimento. No primeiro caso, deverá aguardar até que a requisição seja atendida. No segundo caso, poderá consultar o cronograma ou entrar em contato com o responsável pelo atendimento. 15

16 9.4. Usuário não tem acesso a opções do menu O acesso do usuário a opções do menu ou a certas funcionalidades do sistema é controlado através do sistema de segurança da Intranet. Se alguma opção de menu, botão ou link não aparecem ou se alguma funcionalidade não puder ser executada por restrições de segurança, o usu 16

Para utilizar os recursos do Filiados online é necessário se identificar para isso entre com o login e a senha do seu sindicato nesta página.

Para utilizar os recursos do Filiados online é necessário se identificar para isso entre com o login e a senha do seu sindicato nesta página. Para utilizar os recursos do Filiados online é necessário se identificar para isso entre com o login e a senha do seu sindicato nesta página. Esta é a página Inicial do sistema nela estarão expostas notícias

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line Declaração On Line Manual de Apoio à Utilização do Sistema Manual do Usuário Versão 1.0 INTRODUÇÃO... 4 AUTENTICANDO-SE NO SISTEMA... 4 EM CASO DE ESQUECIMENTO DA SENHA... 5 ALTERANDO A SENHA DE ACESSO

Leia mais

Cadastro de Usuários e Agendamento de Consultas

Cadastro de Usuários e Agendamento de Consultas 2013 Cadastro de Usuários e Agendamento de Consultas Cris Podologia 1 Conteúdo 1) Cadastro... 3 2) Agendamento... 8 3) Atualização e Complemento do Cadastro... 13 a) Perfil... 15 b) Endereço... 15 4) Recuperação

Leia mais

Sistema Integrado de Atendimento

Sistema Integrado de Atendimento Sistema Integrado de Atendimento Sistema Integrado de Atendimento. Um sistema moderno, completo e abrangente que modifica a realidade do atendimento de sua empresa, proporcionando maior segurança na tomada

Leia mais

Manual do usuário Sistema de Ordem de Serviço HMV/OS 5.0

Manual do usuário Sistema de Ordem de Serviço HMV/OS 5.0 Manual do usuário Sistema de Ordem de Serviço HMV/OS 5.0 DESENVOLVEDOR JORGE ALDRUEI FUNARI ALVES 1 Sistema de ordem de serviço HMV Apresentação HMV/OS 4.0 O sistema HMV/OS foi desenvolvido por Comtrate

Leia mais

MANUAL DA SECRETARIA

MANUAL DA SECRETARIA MANUAL DA SECRETARIA Conteúdo Tela de acesso... 2 Liberação de acesso ao sistema... 3 Funcionários... 3 Secretaria... 5 Tutores... 7 Autores... 8 Configuração dos cursos da Instituição de Ensino... 9 Novo

Leia mais

Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I.

Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I. Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I. MILI S.A. - D.T.I. Índice 1 ACESSANDO O PORTAL IPEDIDOS... 3 1.1 Login...5 1.2 Tela Principal, Mensagens e Atendimento On-line...6 2 CADASTRAR... 10 2.1 Pedido...10

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (GOOGLE CHROME)

MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (GOOGLE CHROME) MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (GOOGLE CHROME) VERSÃO 10 Atualizado em 30/12/2015 Página 1 de 30 A renovação online do certificado somente poderá ser feita uma única vez (e-cpf)

Leia mais

Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site.

Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site. Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site. Atenção: Os dados que aparecem nas imagens abaixo, são meramente ilustrativos, naturalmente os dados que devem ser visualizados,

Leia mais

Manual. Cadastro de Usuários. ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária. www.anvisa.gov.br Brasília, 27 de fevereiro de 2008.

Manual. Cadastro de Usuários. ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária. www.anvisa.gov.br Brasília, 27 de fevereiro de 2008. ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária Manual Cadastro de Usuários Gerência-Geral de Gestão de Tecnologia da Informação Gerência de Desenvolvimento de Sistemas www.anvisa.gov.br Brasília, 27

Leia mais

F O R T A L E Z A MANUAL DO GUIA ON-LINE

F O R T A L E Z A MANUAL DO GUIA ON-LINE MANUAL DO GUIA ON-LINE Bem vindo ao Manual do Guia On-Line, aqui você irá aprender a utilizar esta eficiente ferramenta desenvolvida para facilitar e agilizar o atendimento odontológico. Tela inicial Na

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (INTERNET EXPLORER)

MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (INTERNET EXPLORER) MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (INTERNET EXPLORER) VERSÃO 10 Atualizado em 30/12/2015 Página 1 de 21 A renovação online do certificado somente poderá ser feita uma única vez (e-cpf)

Leia mais

GUIA RÁPIDO DO USUÁRIO (Sistema NFSE) Acesse nossos manuais em: ead.sempretecnologia.com.br

GUIA RÁPIDO DO USUÁRIO (Sistema NFSE) Acesse nossos manuais em: ead.sempretecnologia.com.br GUIA RÁPIDO DO USUÁRIO () Acesse nossos manuais em: ead.sempretecnologia.com.br Sumário Configurações iniciais... 3 Acessando o sistema... 3 Alterando a senha de acesso... 3 Cadastrando clientes... 4 Cadastrando

Leia mais

Roteiro para Cadastramento no Módulo PC Online do SiGPC Data de atualização: 10/2/2012

Roteiro para Cadastramento no Módulo PC Online do SiGPC Data de atualização: 10/2/2012 Roteiro para Cadastramento no Módulo PC Online do SiGPC Data de atualização: 10/2/2012 Para começar, tenha em mãos o seguinte: A mensagem eletrônica ou ofício que você recebeu do FNDE contendo Usuário

Leia mais

CADASTRO DE OBRAS E PROJETOS DE ENGENHARIA

CADASTRO DE OBRAS E PROJETOS DE ENGENHARIA CADASTRO DE OBRAS E PROJETOS DE ENGENHARIA SET 2014 2 INTRODUÇÃO Este manual objetiva orientar os servidores no processo do cadastro de projetos no Sistema Channel para viabilizar o acompanhamento físico-financeiro

Leia mais

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO?

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO? Índice BlueControl... 3 1 - Efetuando o logon no Windows... 4 2 - Efetuando o login no BlueControl... 5 3 - A grade de horários... 9 3.1 - Trabalhando com o calendário... 9 3.2 - Cancelando uma atividade

Leia mais

MANUAL DE ACESSO AO MYSUITE

MANUAL DE ACESSO AO MYSUITE MANUAL DE ACESSO AO MYSUITE A Ferramenta de Atendimento Online MySuite é a nova forma de atendimento utilizada pela Gerpos. Por meio dela, é possível solicitar atendimentos do Suporte Técnico e de outros

Leia mais

Sistema de Ponto Eletrônico. Ponto Secullum 4

Sistema de Ponto Eletrônico. Ponto Secullum 4 Sistema de Ponto Eletrônico Ponto Secullum 4 Clique no icone Ponto Secullum 4 para abrir o Programa Digite seu usuário e senha Obs: A senha deverá ser alterada no 1º acesso Clique no botão Fechar Para

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR ACESSANDO O PORTAL DO PROFESSOR Para acessar o portal do professor, acesse o endereço que você recebeu através da instituição de ensino ou acesse diretamente o endereço:

Leia mais

Manual do Módulo de PC Online

Manual do Módulo de PC Online do Módulo de PC Online Agilis Conteúdo Introdução... 4 Acesso à Funcionalidade... 5 1. Internet Explorer 6.x... 7 2. Internet Explorer 7.x... 9 3. Netscape Navigator 7.x... 10 4. Netscape Navigator 7.2x...

Leia mais

SIGA Manual -1ª - Edição

SIGA Manual -1ª - Edição SIGA Manual -1ª - Edição ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 4 2. MÓDULO DE PROCESSOS 4 3. ACESSO AO SISTEMA 4 3.1 Acessando o Sistema 4 3.2 Primeiro Acesso 5 3.3 Login do Fornecedor 5 o Teclado Virtual 5 o Máquina Virtual

Leia mais

Portal de Aprendizado Tutorial do Aluno

Portal de Aprendizado Tutorial do Aluno Portal de Aprendizado Tutorial do Aluno Índice 1 Acessando o Portal... 2 1.1 Verificação do Browser... 2 1.2 Entre em contato... 3 1.3 Portal Autenticado... 5 2 Meus Cursos... 6 2.1 Matriculando-se em

Leia mais

PASSO A PASSO PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS NO SITE DO IAMAR IMPORTANTE:

PASSO A PASSO PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS NO SITE DO IAMAR IMPORTANTE: IMPORTANTE: Recomendamos que o formulário seja preenchido com calma e bastante atenção. Quanto mais claras e detalhadas forem as informações mais chances seu projeto terá de ser compreendido na íntegra

Leia mais

Manual do Emissor RPS

Manual do Emissor RPS Manual do Emissor RPS Fly E-Nota 1/14 Índice 1.Instalação...3 1.1.Pré-requisitos da instalação...3 1.2.Baixar e instalar do Emissor RPS...3 1.3.Carregar as configurações do prestador...4 1.4.Instalação

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO DE SOLICITAÇÃO DE FORMULÁRIOS (SASF) USUÁRIOS MUNICIPAIS VERSÃO 1.1 BRASÍLIA DF Agosto/2015 2011 Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

LGTi Tecnologia. Manual - Outlook Web App. Soluções Inteligentes. Siner Engenharia

LGTi Tecnologia. Manual - Outlook Web App. Soluções Inteligentes. Siner Engenharia LGTi Tecnologia Soluções Inteligentes Manual - Outlook Web App Siner Engenharia Sumário Acessando o Outlook Web App (Webmail)... 3 Email no Outlook Web App... 5 Criar uma nova mensagem... 6 Trabalhando

Leia mais

Juiz de Fora, Maio de 2015

Juiz de Fora, Maio de 2015 GUIA DE INSCRIÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA Juiz de Fora, Maio de 2015 Apoio: SHA ACN 00031/11 Para iniciar a inscrição do projeto, o usuário deverá acessar o link: inovare.ifsudestemg.edu.br e clicar em

Leia mais

Manual do Sistema HDI Online / Worksite (Circulação: Corretoras parceiras da HDI Seguros )

Manual do Sistema HDI Online / Worksite (Circulação: Corretoras parceiras da HDI Seguros ) Manual do (Circulação: Corretoras parceiras da HDI Seguros ) HDI Seguros Departamento de Produto Automóvel Produto Auto Magda Dioclecio Martins 01 1/47 1. Introdução 1.1. Objetivo Aplicabilidades múltiplas

Leia mais

Gerenciador de Multi-Projetos. Manual do Usuário. 2000 GMP Corporation

Gerenciador de Multi-Projetos. Manual do Usuário. 2000 GMP Corporation GMP Corporation Gerenciador de Multi-Projetos Manual do Usuário 2000 GMP Corporation Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 24/08/2004 1.0 Versão inicial do documento Bárbara Siqueira Equipe

Leia mais

COMO ADICIONAR BANNER ROTATIVO Portal Ebserh Site dos Hospitais Universitários

COMO ADICIONAR BANNER ROTATIVO Portal Ebserh Site dos Hospitais Universitários COMO ADICIONAR BANNER ROTATIVO Portal Ebserh Site dos Hospitais Universitários Versão 1.1 Histórico de Alteração Versão Descrição Autor 1.0 Criação do documento Renata Rezio 1.1 Manuais Pág. 2 de 10 Manual

Leia mais

Novas formas de trabalhar estão se desenvolvendo a partir do uso das. Lotacional, com o propósito de facilitar o controle mediante a

Novas formas de trabalhar estão se desenvolvendo a partir do uso das. Lotacional, com o propósito de facilitar o controle mediante a Apresentação Novas formas de trabalhar estão se desenvolvendo a partir do uso das tecnologias de comunicação. A Diretoria de Material e Patrimônio vem disponibilizar o Manual de Gestão Patrimonial para

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO AMBIENTAL SIGAM

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO AMBIENTAL SIGAM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO AMBIENTAL SIGAM MANUAL REQUERIMENTO ON LINE 2009 Fundação Instituto de Administração FIA Página Inicial Ao acessar a tela inicial, clique sobre a frase: Inicie o Requerimento

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DOMINIO ATENDIMENTO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DOMINIO ATENDIMENTO Rua Afonso Arrechea, 240, Santo Ant. do Sudoeste - PR Tel 46 3563-1518 Fax 46 3563-3780 contato@diferencialcontabil.cnt.br www.diferencialcontabil.cnt.br MANUAL DE UTILIZAÇÃO DOMINIO ATENDIMENTO VERSÃO

Leia mais

UnionWeb Condominium

UnionWeb Condominium UnionWeb Condominium Esse manual contém explicações técnicas de configuração e manutenção administrativa. Não deve ser repassado para moradores, é para utilização da Administradora ou responsável para

Leia mais

Manual de instalação e utilização do programa Faróis Vinco Pedidos

Manual de instalação e utilização do programa Faróis Vinco Pedidos Página 1 de 23 SUMÁRIO 1. Pré-requisitos do computador para instalação do sistema Faróis Vinco Pedidos... 2 2. Instalação do... 3 3. Executando o sistema pela primeira vez... 5 4. Menus do sistema... 6

Leia mais

FALE CONOSCO TUTORIAL

FALE CONOSCO TUTORIAL FLE CONOSCO TUTORIL Índice 1. Como acessar a ferramenta... 2 Figura 1 Link de acesso para a ferramenta Fale Conosco... 2 Figura 2 cesso ao Fale Conosco... 3 Figura 4 Esqueci minha senha... 4 Figura 5 Tela

Leia mais

Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente. Versão 1.1

Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente. Versão 1.1 Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente Versão 1.1 Sumário Sistema de Relacionamento com Cliente 3 1 Introdução... ao Ambiente do Sistema 4 Acessando... o Sistema 4 Sobre a Tela... do Sistema

Leia mais

Manual Operacional do Assessor Jurídico

Manual Operacional do Assessor Jurídico Manual Operacional do Assessor Jurídico SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS E SERVIÇOS - MÓDULO COMPRAS - EMISSÃO DE PARECER JURÍDICO PARA PROCESSOS DE COMPRA COM EDITAL OU DE DISPENSA DE LICITAÇÃO

Leia mais

O QUE É A CENTRAL DE JOGOS?

O QUE É A CENTRAL DE JOGOS? O QUE É A CENTRAL? A Central de Jogos consiste de duas partes: Um site na Internet e um programa de computador (Central) que deve ser instalado em sua máquina. No site www.centraldejogos.com.br, você pode

Leia mais

Manual de utilização do Sistema de Informação em Ciência e Tecnologia - SISC&T. Perfil: consultor ad-hoc Avaliação do projeto PPSUS

Manual de utilização do Sistema de Informação em Ciência e Tecnologia - SISC&T. Perfil: consultor ad-hoc Avaliação do projeto PPSUS Ministério da Saúde Manual de utilização do Sistema de Informação em Ciência e Tecnologia - SISC&T Perfil: consultor ad-hoc Avaliação do projeto PPSUS Brasília, 28 de abril de 2009 Índice: Informações

Leia mais

F.A.Q. PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

F.A.Q. PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO F.A.Q. PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Página 1 Sumário DÚVIDAS GERAIS... 3 PREGÃO ELETRÔNICO... 6 Página 2 DÚVIDAS GERAIS 1. O que é o Fluxograma das Etapas? Resposta: O fluxograma representa

Leia mais

Themis Serviços On Line - Publicações

Themis Serviços On Line - Publicações Nome do documento Guia do Usuário Themis Serviços On Line - Publicações Sumário Introdução:... 3 1 - Cadastro dos Usuários do Themis Serviços On Line:... 3 2 - Acesso ao Sistema Themis Serviços On Line:...

Leia mais

Esta alteração é feita de duas formas: Cadastro de pedido de compra e ajuste de estoque.

Esta alteração é feita de duas formas: Cadastro de pedido de compra e ajuste de estoque. 5. ALTERAÇÃO DO ESTOQUE ATUAL Não é possível alterar o estoque de um produto na tela Cadastro de Produto. Esta alteração é feita de duas formas: Cadastro de pedido de compra e ajuste de estoque. 5.1. Cadastro

Leia mais

Passo a Passo do Cadastro Funcionários no SIGLA Digital

Passo a Passo do Cadastro Funcionários no SIGLA Digital Passo a Passo do Cadastro Funcionários no SIGLA Digital Funcionários Página 1 de 12 O cadastro de funcionários permite cadastrar o usuário que vai utilizar o SIGLA Digital e também seus dados pessoais.

Leia mais

DIVISÃO DE QUALIDADE DE VIDA

DIVISÃO DE QUALIDADE DE VIDA DIVISÃO DE QUALIDADE DE VIDA Seleção de projetos culturais Orientações gerais para uso do sistema online MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE CAPTAÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS ONLINE DO SESI-SP O SESI-SP na área

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Geral Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema de Almoxarifado

Leia mais

Os botões padrões são encontrados na parte superior esquerda da aplicação. O primeiro botão Portal leva o colaborador à página inicial do Qualitor.

Os botões padrões são encontrados na parte superior esquerda da aplicação. O primeiro botão Portal leva o colaborador à página inicial do Qualitor. 1 Introdução Para uma melhor compreensão das várias opções de manipulação dos chamados, foi criado esse breve manual que contempla as funcionalidades disponibilizadas ao perfil comercial. 2 Botões Padrões

Leia mais

GUIA DE CONFIGURAÇÃO BALANÇA TOPMAX S & URANO INTEGRA

GUIA DE CONFIGURAÇÃO BALANÇA TOPMAX S & URANO INTEGRA GUIA DE CONFIGURAÇÃO BALANÇA TOPMAX S & URANO INTEGRA Abaixo seguem os passos necessários para que você possa cadastrar um Equipamento do tipo Balança Topmax S no Software Urano Integra. Passo 1: Acessar

Leia mais

PROCEDIMENTO DO CLIENTE

PROCEDIMENTO DO CLIENTE PROCEDIMENTO DO CLIENTE Título: Manual da Loja Virtual. Objetivo: Como anunciar produtos e acompanhar as vendas. Onde: Empresa Quem: Cliente Quando: Início Através deste manual, veremos como anunciar e

Leia mais

Manual de utilização do EAD SINPEEM. EaD Sinpeem

Manual de utilização do EAD SINPEEM. EaD Sinpeem 2015 Manual de utilização do EAD SINPEEM EaD Sinpeem 2 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2. COMO ACESSAR UM CURSO... 3 3. COMO ALTERAR MINHA SENHA... 5 4. COMO EDITAR MEU PERFIL... 5 5. COMO ACESSAR O CURSO...

Leia mais

ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. 04 2 ACESSO. 05 3 CONSULTA DE PROTOCOLO. 07 4 PROTOCOLOS PENDENTES. 08 5 CONFIRMAÇÃO DE RECEBIMENTO. 09 6 ANDAMENTO DE PROTOCOLO

ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. 04 2 ACESSO. 05 3 CONSULTA DE PROTOCOLO. 07 4 PROTOCOLOS PENDENTES. 08 5 CONFIRMAÇÃO DE RECEBIMENTO. 09 6 ANDAMENTO DE PROTOCOLO ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 04 2 ACESSO... 05 3 CONSULTA DE PROTOCOLO... 07 4 PROTOCOLOS PENDENTES... 08 5 CONFIRMAÇÃO DE RECEBIMENTO... 09 6 ANDAMENTO DE PROTOCOLO... 10 1 INTRODUÇÃO SISTEMA DE CONTROLE DE

Leia mais

Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site.

Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site. Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site. Atenção: Os dados que aparecem nas imagens abaixo, são meramente ilustrativos, naturalmente os dados que devem ser visualizados,

Leia mais

MANUAL DE INSCRIÇÃO NAS LINHAS DE AÇÃO PROGRAMA DE INVESTIMENTO SPCINE E BRASIL DE TODAS AS TELAS

MANUAL DE INSCRIÇÃO NAS LINHAS DE AÇÃO PROGRAMA DE INVESTIMENTO SPCINE E BRASIL DE TODAS AS TELAS MANUAL DE INSCRIÇÃO NAS LINHAS DE AÇÃO PROGRAMA DE INVESTIMENTO SPCINE E BRASIL DE TODAS AS TELAS ÍNDICE ENTRANDO NA PLATAFORMA... 4 PREENCHENDO O CADASTRO INDIVIDUAL... 7 FAZENDO INSCRIÇÃO NAS LINHAS

Leia mais

Manual de Utilização e-rh para Servidor em Geral

Manual de Utilização e-rh para Servidor em Geral UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA UEPB PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS P.R.R.H Manual de Utilização e-rh para Servidor em Geral (Módulo Recadastramento) 1 SUMÁRIO 1. SEÇÃO - INFORMAÇÕES INICIAIS... 3 1.1.

Leia mais

SERVIÇOS REQUERIMENTO

SERVIÇOS REQUERIMENTO Certidão e Reimpressão de Documentos 1 / 17 todos os direitos reservados. ÍNDICE Introdução... 3 Acesso Restrito... 4 Cadastro... 4 Serviços Requerimento... 6 Certidão Web... 7 Certidão Simplificada...

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO DO CERTIFICADO TIPO A1

MANUAL DE EMISSÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 MANUAL DE EMISSÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 VERSÃO 9 Atualizado em 10/10/2014 Página 1 A renovação online do certificado somente poderá ser feita uma única vez e em sistema operacional Windows XP SP3 ou Windows

Leia mais

Prestação de Contas Eletrônica

Prestação de Contas Eletrônica TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MANUAL DO USUÁRIO Prestação de Contas Eletrônica TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 2/17 Sumário 1- ACESSO... 3 2- TELA DE INÍCIO... 4 3- CADASTRAMENTO...

Leia mais

Guia Rápido do Usuário

Guia Rápido do Usuário CERTIDÕES UNIFICADAS Guia Rápido do Usuário CERTUNI Versão 1.0.0 CASA DA MOEDA DO BRASIL Conteúdo Acessando o Sistema... 3 Alterando Senhas... 3 Encerrando sua Sessão... 4 Gerando Pedido... 4 Alterando

Leia mais

Monitor de Comercialização - Proponente MT-212-00056-2

Monitor de Comercialização - Proponente MT-212-00056-2 Monitor de Comercialização - Proponente MT-212-00056-2 Última Atualização: 08/01/2015 Índice I Como acessar um Leilão II Informações básicas III Anexos IV Painel de Lances V Envio de Lances VI Prorrogação

Leia mais

Prefeitura Municipal de Sete Lagoas Secretaria de Planejamento Orçamento e Tecnologia Subsecretaria de Tecnologia da Informação

Prefeitura Municipal de Sete Lagoas Secretaria de Planejamento Orçamento e Tecnologia Subsecretaria de Tecnologia da Informação Tutorial para abertura de chamado Este sistema foi personalizado, instalado e configurado pela equipe da. O objetivo desta implantação é informatizar os registros de atendimento de suporte técnico para

Leia mais

MANUAL SICCL SQL SRTVS 701 Bloco O Ed. MultiEmpresarial Sala 804 Brasília/DF CEP 70340-000 Fone/Fax: (061) 3212-6700 E-mail: implanta@conselhos.com.

MANUAL SICCL SQL SRTVS 701 Bloco O Ed. MultiEmpresarial Sala 804 Brasília/DF CEP 70340-000 Fone/Fax: (061) 3212-6700 E-mail: implanta@conselhos.com. MANUAL SICCL SQL ÍNDICE ACESSANDO O SISTEMA SG - COMPRAS E CONTRATOS... 3 ATENDENDO SOLICITAÇÕES DE ITENS E SERVIÇOS... 5 VERIFICANDO A DISPONIBILIDADE DE RECURSOS... 7 ATENDER SOLICITAÇÕES COM PROCESSO

Leia mais

SLEA SISTEMA DE LICENCIAMENTO ELETRÔNICO DE ATIVIDADES DA PREFEITURA DE SÃO PAULO

SLEA SISTEMA DE LICENCIAMENTO ELETRÔNICO DE ATIVIDADES DA PREFEITURA DE SÃO PAULO SLEA SISTEMA DE LICENCIAMENTO ELETRÔNICO DE ATIVIDADES DA PREFEITURA DE SÃO PAULO Manual passo-a-passo para obtenção do Auto de Licença de Funcionamento/ Auto de Licença de Funcionamento Condicionado Eletrônico

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Manual de Utilização Versão 3.10 Sumário 1 Funções do Emissor... 3 1.1 Aba Inicial... 4 1.2 Aba Sistema... 5 1.2.1 Mensagem Sistema... 5 1.2.2 Extras... 6 1.2.3 Contingência... 6 1.2.4 Execução... 7 1.3

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.2. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.2. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.2 ExpressoMG 16/12/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

CARTOSOFT GUIA PRÁTICO PROCART SISTEMAS

CARTOSOFT GUIA PRÁTICO PROCART SISTEMAS CARTOSOFT GUIA PRÁTICO PROCART SISTEMAS INSTALAÇÃO DO SISTEMA E CONFIGURAÇÃO PARA USO EM REDE Versão 1.1 Instalação Programa Cartosoft 1 INICIANDO 1.1 Instalando o Programa Clique no programa InstaladorCartosoft.exe.

Leia mais

Eletron-DS Pedido Eletrônico 1

Eletron-DS Pedido Eletrônico 1 1 2 Eletron-DS Julho / 2010 3 Índice Sistema... 4 Menu Digitar Pedido... 6 Menu Consultar Pedidos... 9 Menu Conexão Fornecedor... 10 4 Sistema Pré-requesitos: - Windows Vista ou Superior; - Acesso a Internet.

Leia mais

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 MANUAL DE USO DO SISTEMA GOVERNO DIGITAL ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 2.0. SOLICITAÇÕES DE AIDF E AUTORIZAÇÃO DE EMISSÃO DE NOTA

Leia mais

PORTAL ACADÊMICO ALUNO

PORTAL ACADÊMICO ALUNO PORTAL ACADÊMICO ALUNO Sumário 1. LOGIN... 3 2. DADOS PESSOAIS... 6 3. OCORRÊNCIAS... 6 4. ACESSO AOS BOLETINS... 7 5. DESBLOQUEIO DE POP UP... 7 6. DOWNLOAD DE MATERIAIS DAS DISCIPLINAS... 9 7. CADASTROS

Leia mais

Espaço do Coordenador

Espaço do Coordenador Espaço do Coordenador Guia de utilização Versão 2.5 PARTE 6: Pedidos de pessoal 2 SUMÁRIO 8.4 PEDIDOS DE PESSOAL... 6 8.4.1 CLT... 7 8.4.2 ESTAGIÁRIO... 17 8.4.3 AUTÔNOMO... 26 8.4.4 VALE ALIMENTAÇÃO/REFEIÇÃO...

Leia mais

Manual do SeCI. Sistema Eletrônico de Prevenção de Conflitos de Interesses. Guia do Administrador

Manual do SeCI. Sistema Eletrônico de Prevenção de Conflitos de Interesses. Guia do Administrador Manual do SeCI Sistema Eletrônico de Prevenção de Conflitos de Interesses Guia do Administrador CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO CGU SAS, Quadra 01, Bloco A, Edifício Darcy Ribeiro 70070-905 Brasília-DF cgu@cgu.gov.br

Leia mais

Com a implantação do Módulo de Vacina, a população soteropolitana receberá vários benefícios que facilitarão a VIDA de todos nós.

Com a implantação do Módulo de Vacina, a população soteropolitana receberá vários benefícios que facilitarão a VIDA de todos nós. O Módulo de Vacina será um divisor de águas dentro da SMS do Salvador. Com a implantação do módulo, as salas de vacinas serão informatizadas, como também alguns de seus processos serão automatizados. Permitirá

Leia mais

- Nota Fiscal Eletrônica -

- Nota Fiscal Eletrônica - Manual Portal de Clientes e Transportadores - Nota Fiscal Eletrônica - ÍNDICE. INTRODUÇÃO 3. OBJETIVO 3.2 ABRANGÊNCIA 3 2. FUNCIONALIDADES 3 2. CADASTRO DE CLIENTES NO PORTAL 3 2.2 CONSULTA NOTAS FISCAIS

Leia mais

Advogado - Procurador

Advogado - Procurador Advogado - Procurador Conteúdo 1 Cadastro do Advogado 1.1 Verificar requisitos para o Cadastro 1.2 Orientação ao Advogado sobre os Links de instalações 1.3 Preencher o Formulário de Cadastro 1.4 Visualizar

Leia mais

Manual do Aluno Moodle

Manual do Aluno Moodle Manual do Aluno Moodle Site: Moodle PUCRS Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Curso: Moodle PUCRS Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Livro: Manual do Aluno Moodle Impresso

Leia mais

FAQ Sistema Eletrônico de Informações SEI-MP

FAQ Sistema Eletrônico de Informações SEI-MP FAQ Sistema Eletrônico de Informações SEI-MP 1. Quem pode obter o acesso ao SEI-MP? O SEI-MP está disponível apenas para usuários e colaboradores internos do MP. Usuários externos não estão autorizados

Leia mais

Portal de Compras. São José do Rio Preto

Portal de Compras. São José do Rio Preto Portal de Compras São José do Rio Preto Sumário DÚVIDAS GERAIS...2 PREGÃO ELETRÔNICO... 4 EMPRO Empresa Municipal de Processamento de Dados 1 DÚVIDAS GERAIS 1.O que é o Fluxograma das Etapas? Resposta:

Leia mais

REMOÇÃO 2015 Versão 10/04/2015

REMOÇÃO 2015 Versão 10/04/2015 Versão 10/04/2015 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 03 ACESSANDO O SISTEMA... 04 CONSULTA DE VAGAS... 06 CRIAR SOLICITAÇÃO PARA REMOÇÃO 2015... 09 PREENCHENDO A COMARCA/FORO... 10 ALTERANDO A SOLICITAÇÃO CADASTRADA...

Leia mais

Manual de Instalação SIM/SINASC

Manual de Instalação SIM/SINASC Manual de Instalação SIM/SINASC Agosto/2009 Versão 2.2 Índice CAPÍTULO 01 INTRODUÇÃO... 4 CAPÍTULO 02 - PERFIL DO HARDWARE... 5 CAPÍTULO 03 INSTALADOR SIM SINASC 2.2... 6 CAPÍTULO 04 - MODO DE INSTALAÇÃO...

Leia mais

Manual de Rotinas para Usuários. Advogados da União. Procuradoria da União no Estado do Ceará PU/CE SAPIENS. Sistema da AGU de Inteligência Jurídica

Manual de Rotinas para Usuários. Advogados da União. Procuradoria da União no Estado do Ceará PU/CE SAPIENS. Sistema da AGU de Inteligência Jurídica Manual de Rotinas para Usuários Advogados da União Procuradoria da União no Estado do Ceará PU/CE SAPIENS Sistema da AGU de Inteligência Jurídica Versão 1.0 2015 1 INTRODUÇÃO 3 1.1 O QUE É O SAPIENS? 3

Leia mais

Manual de Operação do CADSUS WEB Modo Consulta

Manual de Operação do CADSUS WEB Modo Consulta Manual de Operação do CADSUS WEB Modo Consulta Agosto/2014 Sumário Sistema CADSUS WEB... 3 Orientações para Navegadores... 4 Acesso ao Sistema... 4 Página para Consulta... 5 Alteração de senha... 7 Perda

Leia mais

Escritório Virtual - Apresentação. Acesso ao Portal do Escritório Virtual

Escritório Virtual - Apresentação. Acesso ao Portal do Escritório Virtual Página2 Escritório Virtual - Apresentação O escritório Virtual visa uma aproximação entre o escritório e seus clientes, possibilitando encurtar caminhos para envio e recebimento de arquivos e informações

Leia mais

Site Fácil. Guia do Usuário. PROCERGS Divisão 5

Site Fácil. Guia do Usuário. PROCERGS Divisão 5 Site Fácil Guia do Usuário PROCERGS Divisão 5 Este documento foi produzido pela PROCERGS - Divisão 5. Praça dos Açorianos, s/n - CEP 90010-340 Porto Alegre, RS (051) 210-3100 http:\\www.procergs.com.br

Leia mais

Portaria Express 2.0

Portaria Express 2.0 Portaria Express 2.0 A portaria do seu condomínio mais segura e eficiente. Com a preocupação cada vez mais necessária de segurança nos condomínio e empresas, investe-se muito em segurança. Câmeras, cercas,

Leia mais

MIT072 Manual de Operação do Portal - Professores

MIT072 Manual de Operação do Portal - Professores ACESSO AO PORTAL Para acessar o Portal, o professor deve entrar no site Https://meu.ifmg.edu.br/Corpore.Net/Logon.aspx. Na página apresentada será necessário fazer o login preenchendo os campos Usuário

Leia mais

Curso Juventude Brasileira e Ensino Médio Inovador. Manual do ambiente Moodle

Curso Juventude Brasileira e Ensino Médio Inovador. Manual do ambiente Moodle Curso Juventude Brasileira e Ensino Médio Inovador Manual do ambiente Moodle CURSO DE INTRODUÇÃO AO MOODLE 1. Introdução Estamos começando nossa viagem e nossa primeira parada é na unidade denominada Curso

Leia mais

Índice. 5. Editar as seções de um curso 6. Estruturar o curso 7. Publicar o curso 8. Resumo do Fluxo de criação de um curso no educommons

Índice. 5. Editar as seções de um curso 6. Estruturar o curso 7. Publicar o curso 8. Resumo do Fluxo de criação de um curso no educommons Manual do Professor Índice 1. Selecionar a categoria na qual incluir o curso 2. Adicionar um curso novo 3. Importar o template do curso 4. Fazer upload de conteúdos do novo curso para a plataforma 4.1.

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO VERSÃO 2014 Junho de 2014 SIGFIS-Sistema Integrado

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE EAD (Educação a Distância) ÍNDICE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE EAD (Educação a Distância) ÍNDICE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE EAD (Educação a Distância) ÍNDICE FORMAS DE ACESSO AO AMBIENTE EAD... 2 O AMBIENTE EAD... 2 TERMO DE COMPROMISSO... 3 CONHECENDO A HOME PAGE DO TREINAMENTO EAD... 3 ETAPAS

Leia mais

MANUAL SISTEMA NFS-e

MANUAL SISTEMA NFS-e MANUAL SISTEMA NFS-e SUMARIO Tela Inicial NFe 03 Efetuar Login 1º Acesso Caso não possua Usuário e/ou Senha 03 Efetuar Login 1º Acesso Possuindo o Usuário e Senha 04 Primeira Tela 05 Menu de Opções 05

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS. Versão 2.1

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS. Versão 2.1 NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS Versão 2.1 SUMÁRIO SUMÁRIO... 2 1. INTRODUÇÃO... 3 2. LAYOUT DO ARQUIVO... 4 3. TRANSMITINDO O ARQUIVO... 5 4. CONSULTANDO

Leia mais

TUTORIAL CANON IMAGE GATEWAY

TUTORIAL CANON IMAGE GATEWAY TUTORIAL CANON IMAGE GATEWAY Registrar Adicionar uma câmera comum Config. Serviços Web em Câmeras PowerShot Config. Serviços Web em Câmeras PowerShot Configurar Serviços Web em Câmeras EOS Configurar Serviços

Leia mais

SC Tickets Sistema de Cadastro de Tickets de TI

SC Tickets Sistema de Cadastro de Tickets de TI Manual do Usuário Manual do Usuário SC Tickets Sistema de Cadastro de Tickets de TI Suporte e Help Desk - IMA Linhas gerais - Objetivos SC Tickets Sistema de Cadastro de Tickets de Suporte, desenvolvido

Leia mais

Manual do Portal do Aluno

Manual do Portal do Aluno Manual do Portal do Aluno Setor de Tecnologia da Informação T.I. Escola Superior Batista do Amazonas Última revisão: 9/10/2012 Conteúdo 1. Acessando o Portal do Aluno... 3 2. Menu do Portal do Aluno...

Leia mais

Sistema de Solicitação de Serviços

Sistema de Solicitação de Serviços UTFPR Câmpus Guarapuava Departamento de Serviços Gerais DESEG Sistema de Solicitação de Serviços Manual do Usuário Sumário Sistema de Solicitação de Serviços... 1 Login... 1 Tela inicial... 2 Home... 2

Leia mais

MANUAL WEBDRIVE. webdrive.whirlpool.com.br

MANUAL WEBDRIVE. webdrive.whirlpool.com.br MANUAL WEBDRIVE webdrive.whirlpool.com.br 1 Sumário 1. O Webdrive p. 04 2. Acessando o sistema p. 04 2.1 Esqueci minha senha 2.2 Página principal 2.3 Efetuar logoff 2.4 Criar e alterar Usuários 2.5 Criar

Leia mais

MANUAL DO AVA GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS. Rua Ramos Ferreira, 991 A - Centro Fone: (92) 3878-7479 / 3233-6836 Manaus AM CEP: 69010-120

MANUAL DO AVA GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS. Rua Ramos Ferreira, 991 A - Centro Fone: (92) 3878-7479 / 3233-6836 Manaus AM CEP: 69010-120 MANUAL DO AVA 1. O QUE É EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA? A Educação a Distância, como dispõe o Decreto nº 5.622, de 19/12/2005, caracterizase como uma modalidade educacional na qual a mediação didático-pedagógica

Leia mais

Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem

Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem Ambiente de Comunidades - Manual para Administradores do Sistema - Atualizado em 04/04/2011 LISTA DE FIGURAS FIGURA 1 PÁGINA DE ACESSO AO SIGRA... 7 FIGURA

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO DO PORTAL DE ATENDIMENTO AO PRESTADOR

MANUAL DE PREENCHIMENTO DO PORTAL DE ATENDIMENTO AO PRESTADOR MANUAL DE PREENCHIMENTO DO PORTAL DE ATENDIMENTO AO PRESTADOR Este Manual tem por finalidade orientar o preenchimento do Novo Portal de Serviços de Atendimento ao Prestador no atendimento aos beneficiários

Leia mais

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML Observação: O arquivo XML da nota fiscal deve estar salvo em seu computador. Se o seu fornecedor não enviou o arquivo por e-mail, você pode obter o arquivo pela internet,

Leia mais