Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line"

Transcrição

1 Declaração On Line Manual de Apoio à Utilização do Sistema

2 Manual do Usuário Versão 1.0

3 INTRODUÇÃO... 4 AUTENTICANDO-SE NO SISTEMA... 4 EM CASO DE ESQUECIMENTO DA SENHA... 5 ALTERANDO A SENHA DE ACESSO AO SISTEMA... 5 VISÃO GERAL DO AMBIENTE DO SISTEMA DECLARAÇÃO ON LINE... 5 SISTEMA DECLARAÇÃO ON LINE MENU PRINCIPAL... 5 DECLARAÇÃO ON LINE... 6 Abertura Mensal... 6 Lançar Atos Notariais... 9 Lançar Selos Utilizados/Inutilizados Lançar Atos Notariais - Justiça do Trabalho e Dívida Ativa : Visualizar Declaração Emitir Guia de Recolhimento Emitir Declaração (TJMT) Lançar depósito judicial: Efetuar Baixa Provisória: PEDIDO DE SELO Pedido de Selo: Visualizar pedido de Selo: Emitir Guia de Recolhimento: Recebimento de Selos: Devolução de Selo Consulta : Devolução de Selo - Cadastro: CADASTRO Solicitação de Acesso: Solicitação de Retificação: Retificação de Declaração Cadastro: Visualizar Declaração Retificadora: Emitir Guia de Recolhimento: Emitir Declaração Retificadora (TJMT): IMPLEMENTAÇÃO DO SISTEMA NO CARTÓRIO... 32

4 INTRODUÇÃO O servirá de apoio aos cartórios nos registros das declarações de atos notarias e de registro on line. Este sistema disponibiliza também a emissão dos Pedidos On Line de Selos que serão feitos diretamente para a Casa da Moeda. AUTENTICANDO-SE NO SISTEMA Digite o endereço do em seu navegador. Será exibida a seguinte tela: Preencha o campo Login com sua matrícula e o campo Senha com a senha que você recebeu através de , do sistema Declaração On Line. Clique no botão Entrar. 4

5 EM CASO DE ESQUECIMENTO DA SENHA Em caso de esquecimento da senha de acesso ao sistema, basta clicar sobre o link Lembrar senha na tela de logon. O mostrará o lembrete de senha digitado no momento da definição da senha de acesso. ALTERANDO A SENHA DE ACESSO AO SISTEMA Para alterar a senha, clique no link Alterar senha. O sistema irá solicitar a antiga e a nova senha bem como um novo lembrete de senha. Criando nova senha VISÃO GERAL DO AMBIENTE DO SISTEMA DECLARAÇÃO ON LINE SISTEMA DECLARAÇÃO ON LINE MENU PRINCIPAL Para os usuários com acesso Cartórios, as seguintes funcionalidades serão disponibilizadas: Realizar Abertura Mensal; Lançar Atos Notariais; Lançar Selos Utilizados/Inutilizados; Visualizar Declaração; Emitir Guia de Recolhimento; Emitir Declaração; 5

6 Links de acesso às Funcionalidades do sistema DECLARAÇÃO ON LINE O SISTEMA DECLARAÇÃO ON LINE é um sistema desenvolvido para plataforma web. Desta forma, sua aparência e a forma de uso são similares à navegação em qualquer site da Internet. Observe a imagem acima para conhecer os elementos visuais do sistema. Abertura Mensal Através desta funcionalidade, o cartório poderá Realizar uma Nova Abertura Mensal. Você poderá trabalhar com até dois meses em aberto, portanto, deverá sempre fechar o último mês para assim trabalhar com o próximo mês, do contrário, se tentar abrir mais de dois meses o sistema irá alertá-lo com a seguinte mensagem: Para realizar uma nova abertura mensal, siga as ilustrações a seguir: A tela abaixo demonstra como cadastrar uma nova abertura mensal. O Sistema irá exibir ainda a tela seguinte: 6

7 Tela - Consulta Abertura Mensal Detalhamento da Tela Acima Tela Cadastro de Abertura Mensal ABERTURA MENSAL: Comarca: O sistema irá trazer automaticamente a comarca; Distrito/Município: O sistema irá trazer automaticamente o distrito/município; Serventia: O sistema irá trazer automaticamente a serventia; 7

8 INFORMAÇÕES DA ABERTURA: Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Ano: O sistema irá trazer automaticamente o ano; Mês: O sistema irá trazer automaticamente o mês; Vigência: O sistema irá trazer automaticamente o período inicial e final de vigência; Dia Limite de Declaração: O sistema irá trazer automaticamente o dia limite da declaração; Número da Declaração: O sistema irá trazer automaticamente o número da declaração; Preenchidos os campos, clique sobre os Botões: Confirma Abertura: Para Salvar as informações da abertura do mês; Salvas as informações, o sistema irá exibir a seguinte tela com mensagem de sucesso. Ok: Para fechar a tela de mensagem de sucesso na abertura; Consultar - Abertura Mensal Através desta funcionalidade, o cartório poderá Consultar e visualizar todas as aberturas mensais que estejam em aberto e as fechadas. Para visualizar, basta seguir os passos abaixo: Tela Consulta abertura mensal, detalhada Clique em Consultar. Clique sobre a seta para selecionar o Ano que desejar. Clique sobre a seta para selecionar o Mês que desejar. Para efetuar a consulta, siga os seguintes passos: 8

9 Consulta Aberturas Mensais: Mês: Selecione o Mês que desejar, ou apenas clique sobre o botão Consultar; Ano: Selecione o Ano que desejar, ou apenas clique sobre o botão Consultar; Em seguida o sistema irá exibir todas as Aberturas Mensais cadastradas no Sistema Declaração On Line. LEMBRETE Para saber a situação das aberturas que foram cadastradas no sistema, na grid de consulta o sistema irá exibir a coluna Situação, que trará o detalhamento de todas as situações atuais das aberturas mensais. Lançar Atos Notarias Através desta funcionalidade, o cartório poderá Lançar os Atos Notariais, seguindo as instruções a seguir: Tela de Cadastro Atos Notariais A tela acima é do lançamento de atos notariais; para efetuar o lançamento, preencha os campos conforme instruções a seguir: IMPORTANTE Os campos Tabela F, FCRPN serão preenchidos automaticamente quando o ato incidir na tabela F, e o campo Total do Ato será preenchido automaticamente conforme a quantidade e o valor do emolumento. 9

10 ATOS NOTARIAIS: Comarca: O sistema irá trazer automaticamente a comarca; Distrito/Município: O sistema irá trazer automaticamente o distrito/município; Serventia: O sistema irá trazer automaticamente a serventia; LANÇAMENTO DO ATO NOTARIAL: Data de Registro do Ato: Informe a data de registro do ato; Quantidade: Informe a quantidade desejada; Tipo de Ato Notarial: Clique, caso o ato seja de micro/pequena empresa. Após selecionar, o sistema preencherá o Ato Notarial somente de micro/pequena empresa. Ato Notarial: Clique sobre a seta para selecionar o ato notarial; Após selecionar o Ato, o sistema preencherá automaticamente os seguintes campos: Identificação do Ato: Conforme o Ato selecionado, o sistema irá trazer a identificação referente ao ato selecionado; Descrição do Ato: Conforme o Ato selecionado, o sistema irá trazer a descrição referente ao ato selecionado; Vigência: Conforme o Ato selecionado, o sistema irá trazer a vigência referente ao ato selecionado; Preenchidos os campos, clique sobre os Botões: Salvar e Novo: Para Salvar as informações cadastradas e continuar cadastrando; Salvar e Fechar: Para Salvar as informações cadastradas e fechar a tela de cadastro; Fechar: Para fechar a tela de cadastro; Salvas as informações, o sistema irá exibir a seguinte tela com mensagem de sucesso. Ok: Para fechar a tela de mensagem de sucesso no cadastro; IMPORTANTE Conforme o Ato selecionado o campo Emolumentos ficará habilitado para o usuário informar o valor; este campo é obrigatório, portanto informe o valor. Lançar Selos Utilizados/Inutilizados Através desta funcionalidade, o cartório poderá Lançar Selos que serão utilizados e inutilizados no sistema Declaração On Line. Para lançar, basta seguir os passos abaixo: Preencha os campos conforme instruções a seguir: LANÇAMENTO DE SELOS: Comarca: O sistema irá trazer automaticamente a comarca; 10

11 Distrito/Município: O sistema irá trazer automaticamente o distrito/município; Serventia: O sistema irá trazer automaticamente a serventia; Exemplo de Selo Utilizado LANÇAMENTO DE SELOS UTILIZADOS/INUTILIZADOS: Mês/Ano: Informe o mês/ano; Declaração Vigência: Este campo virá preenchido automaticamente pelo sistema; Situação do Selo: Selecione a situação do selo; Quantidade: Informe a quantidade; Valor Total: O sistema irá calcular automaticamente o total, conforme a quantia informada; Preenchidos os campos, clique sobre os Botões: Salvar e Novo: Para Salvar as informações cadastradas e continuar cadastrando; Salvar e Fechar: Para Salvar as informações cadastradas e fechar a tela de cadastro; Fechar: Para fechar a tela de cadastro; Salvas as informações, o sistema exibe a tela abaixo com mensagem de sucesso. Ok: Para fechar a tela de mensagem de sucesso no cadastro. 11

12 Exemplo de Selo Inutilizado Para a quantidade de selos inutilizados deverá ser lançadas suas respectivas séries. IMPORTANTE: Lembramos sempre que a inutilização dos selos deverá ocorrer uma (01) vez por mês. IMPORTANTE Os campos de cor Vermelha são de preenchimento obrigatório. 12

13 Lançar Atos Notariais - Justiça do Trabalho e Dívida Ativa : Através desta funcionalidade, o cartório poderá Consultar e visualizar todas declarações referente aos atos praticados para a Justiça do Trabalho e Dívida Ativa que estejam em aberto e as fechadas. Para visualizar, basta seguir os passos abaixo: Para efetuar a consulta, siga os seguintes passos: Mês/Ano: Selecione o Mês/Ano que desejar; Escolha Justiça do Trabalho ou Dívida Ativa e clique sobre o botão Consultar; Em seguida, o sistema irá exibir a Declaração Total de Atos Notariais da Justiça de Trabalho ou Dívida Ativa que estão Abertas. Caso deseje consultar as fechadas, deverá clicar em Listar Declarações Fechadas. IMPORTANTE O Cartório poderá somente alterar ou excluir a Declaração Total da Justiça de Trabalho ou Dívida Ativa, se a declaração estiver aberta. Lançar Atos Notariais Justiça do Trabalho e Dívida Ativa NOVO: 13

14 Através desta funcionalidade, o cartório poderá cadastrar uma Declaração Total da Justiça do Trabalho ou Dívida Ativa. Você poderá somente cadastrar uma declaração por mês referente aos atos da Justiça do Trabalho ou Dívida Ativa, que será o total delas. Para realizar uma nova Declaração de Justiça do Trabalho/Dívida Ativa, siga as ilustrações abaixo demonstradas de como cadastrar uma nova Declaração de Justiça do Trabalho/Dívida Ativa. Para Salvar as informações, clique no botão Salvar e fechar. O Sistema irá exibir ainda a tela seguinte: IMPORTANTE O Valor Recebido deverá ser declarado também na Declaração de Atos Notariais, no menu Lançar atos Notariais. 14

15 Visualizar Declaração Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Através desta funcionalidade, o cartório poderá Visualizar a Declaração. Selecione a opção para visualizar as declarações e o sistema irá exibir a seguinte tela: O sistema trará o Mês. O sistema trará o Ano. O sistema trará o Nome do Titular. O sistema trará automaticamente os campos preenchidos; caso exista mais um mês em aberto, você poderá selecioná-lo clicando sobre a seta na tela de consulta, para assim poder visualizálo. Selecionado o Mês, clique sobre o botão Visualizar, e o sistema irá trazer todas as informações, conforme tela a seguir: MODELO MODELO 15

16 LEMBRETE Clique sobre o botão LIMPAR, para limpar a tela de consulta e efetuar uma nova busca. LEMBRETE Clique sobre o botão FECHAR, para fechar a tela de consulta e efetuar uma nova busca. 16

17 Emitir Guia de Recolhimento Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Através desta funcionalidade, o cartório poderá emitir as Guias de Recolhimento. Selecione a opção para visualizar as guias, e o sistema irá exibir a seguinte tela: O sistema trará automaticamente os campos preenchidos, caso tenha mais um mês em aberto você poderá selecioná-lo clicando sobre a seta na tela de consulta, para assim poder visualizálo. Selecionados o Ano e a Declaração, clique sobre o botão Visualizar e o sistema irá trazer todas as informações, conforme tela a seguir: 9TAXA EXTRA 17

18 LEMBRETE Clique sobre o botão LIMPAR, para limpar a tela de consulta e efetuar uma nova busca. LEMBRETE Clique sobre o botão FECHAR, para fechar a tela de consulta e efetuar uma nova busca. Emitir Declaração (TJMT) Através desta funcionalidade, o cartório poderá emitir as Declarações. Selecione a opção para visualizar as declarações, e o sistema irá exibir a seguinte tela: O sistema trará automaticamente os campos preenchidos; caso haja dois meses em aberto você poderá selecioná-lo clicando sobre a seta na tela de consulta, para assim poder visualizálo. Selecionados o Ano e a Declaração, clique sobre o botão Visualizar e o sistema irá emitir uma mensagem para confirmar se o usuário realmente deseja emitir a declaração do ato notarial, pois, ao confirmar, ela será dada como encerrada. 18

19 IMPORTANTE: Muito cuidado ao confirmar, pois, uma vez confirmado o encerramento, o sistema entenderá que a declaração do ato notarial para o mês selecionado na consulta pode ser encerrada. IMPORTANTE: É importante informar que o Valor total dos selos utilizados deve ser igual ao Valor total de atos declarados; caso contrário, o sistema não irá encerrar e irá emitir a seguinte mensagem: Lançar depósito judicial: Esta funcionalidade possibilita ao usuário de uma serventia declarar o depósito judicial efetuado, referente ao pagamento de custas de uma declaração de atos e registros notariais. Ressaltamos, ainda, quanto ao lançamento do depósito judicial até o envio da declaração para o TJMT, em que a sua situação é Lançado ; nesse período, o depósito judicial poderá ser alterado ou deletado. A Serventia deverá encaminhar ao Departamento de controle e Arrecadação uma cópia do depósito judicial, via e correio para confirmação. Após o envio da declaração para o TJMT, a sua situação fica Aguardando Confirmação. Esta situação se faz necessária porque o Departamento de Controle de Arrecadação DCA realiza uma validação de todos os depósitos judiciais anexados à declaração; nesse período, o depósito judicial não poderá ser mais alterado ou deletado. Tela - Consultar 19

20 Apenas serventias previamente autorizadas pelo DCA Departamento de Controle de Arrecadação - poderão realizar lançamentos de depósitos judiciais no sistema. Na tentativa de uma serventia não autorizada, o sistema não permitirá o cadastramento. Veja figura abaixo: O usuário deve estar autenticado no sistema, para que assim o sistema possa identificar a Comarca, o Município e a Serventia. Tela Cadastro/Novo Efetuar Baixa Provisória: Através desta funcionalidade, é permitido ao Cartório declarar a baixa provisória de guia de recolhimento, referente ao pagamento de custas de uma declaração de atos e registros notariais. Lembramos sempre que o Cartório deverá estar autenticado no sistema. 20

21 PEDIDO DE SELO Pedido de Selo: Nesta funcionalidade é permitido controlar a quantidade mínima de estampas, considerando assim o período, o porte do Cartório e tipo de estampa. Pedido de Selo Consulta: Ao clicar no botão consulta, será aberta a tela de filtro, onde o Cartório poderá consultar, incluir, alterar ou apagar um registro. O cartório só poderá alterar ou excluir o pedido de selo, quando a situação do pedido estiver lançada. Assim que chegarem os selos, e a situação do pedido estiver Enviado Serventia, o Cartório deverá confirmar o recebimento dos selos, clicando no botão Recebimento de Selos. Pedido de Selo Cadastro: Para que seja emitido o formulário do Pedido de Selo é necessário que o Cartório preencha todos os campos obrigatórios, quer dizer, os campos escritos em vermelho, pois os demais são preenchidos conforme o perfil do Cartório. 21

22 Tela Cadastro de Selo IMPORTANTE O usuário deve estar autenticado no sistema, para que assim o sistema possa identificar a Comarca, o Município e a Serventia. Tela Cadastro de Selo (Relação de Selos) IMPORTANTE Os Campos escritos em vermelho são de preenchimento obrigatório. 22

23 Visualizar pedido de Selo: Através desta funcionalidade, o usuário poderá acessar as visualizações de Declarações na da página de filtro, onde informará o ano desejado para pesquisa; será informada somente a lista de declarações relativas ao ano desejado. Emitir Guia de Recolhimento: Esta funcionalidade permite ao Cartório informar o Mês e o ano em que serão gerados os pedidos de Selos à Casa da Moeda, conforme o período informado. Serão disponibilizados o pedido e a visualização dos selos através do sistema Declaração On-line. Lembramos, ainda, caso existam Guias de Recolhimento emitidas e não pagas, e que estejam dentro do seu período de vigência, o sistema informará mensagem de alerta, Guia de Recolhimento Emitida Falta Pagamento, e não será permitido emitir esta Guia até que o Cartório pague a guia pendente. 23

24 Recebimento de Selos: Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Esta funcionalidade permite ao Cartório consultar o lote de selos enviados pela Casa da Moeda, bem como dar o recebimento do mesmo lote. Fazendo isso o sistema automaticamente alimentará o estoque de selos remanescente no fechamento da Declaração. Na tela de pedido de selo, caso a situação do pedido de selo estiver constando como enviado Serventia, você poderá clicar em recebimento de Selos que aparecerá na tela Consulte Lotes de Recebimento de Selos, que está logo abaixo: Ao pressionar o Botão Selos Recebidos, será aberta a tela Lançamento de Recebimento de Selos. Na tela de Consulta LOTES de Recebimento de Selos, você deverá clicar em Selos Recebidos, para visualizar a quantidade de Selos Recebidos e assim informar a data de recebimento, e clicar no botão Salvar e Fechar. IMPORTANTE Você deverá conferir os Tipos de Selos, Quantidade, Série Inicial e Série Final do pedido de selo solicitado, antes de pressionar o botão Salvar e Fechar. 24

25 Devolução de Selo Consulta : Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Através desta funcionalidade, o cartório poderá Consultar e visualizar todas as Devoluções de Selos. Para visualizar, basta seguir os passos abaixo: Para efetuar a consulta siga os seguintes passos: Mês: Selecione o Mês que desejar; Ano: Selecione o Ano e clique sobre o botão Consultar; Em seguida o sistema irá exibir a(s) Devoluções de Selos. O usuário poderá alterar ou excluir a Devolução somente se estiver em Situação de Lançado. Após o selo devolvido chegar ao Cartório, o usuário deverá clicar em Confirmar Recebimento. Geralmente são devolvidos os selos que vieram da Casa da Moeda com defeitos. 25

26 Devolução de Selo - Cadastro: Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Através desta funcionalidade, o cartório poderá cadastrar uma Devolução de Selo que já foi pedida. Veja ainda a demonstração da tela seguinte: Numero do Pedido: Você deverá escolher o pedido clicando na lupa; Data da Devolução: Você deverá digitar a data da Devolução do selo; Tipo de Selo Recebido: Você deverá selecionar o Tipo de Selo mostrado na listagem; Número da Série Inicial/Final: Você deverá digitar a Série Inicial e Final do Selo; Observação: Não há necessidade de preencher este campo. Preenchidos os campos, clique sobre o Botão Salvar e Fechar. 26

27 CADASTRO Solicitação de Acesso: O usuário deve estar autenticado no sistema, para que assim o sistema possa identificar a Comarca, o Município e a Serventia; deverá ainda ter permissão de administrador do sistema para poder realizar a operação de solicitação de acesso. Serão cadastrados no sistema Declaração On-line somente os prepostos que estiverem Ativos e cujo Código Serventia seja igual ao Código Serventia do usuário logado, ou seja, o mesmo que esteja fazendo o cadastro no sistema. O preposto selecionado deve ter um , caso contrário o sistema não libera a solicitação de acesso. 27

28 O usuário deve estar autenticado no sistema, para que assim o sistema possa identificar a Comarca, o Município e a Serventia; deverá ainda ter permissão de administrador do sistema para poder realizar a operação de solicitação de acesso. Solicitação de Retificação: A solicitação de retificação é obrigatória apenas no caso Recolhimento a maior para o FUNAJURIS; nesse caso, o valor recolhido ao FUNAJURIS é maior que o devido. Com a declaração retificadora, o valor dessa diferença é creditado para a serventia para que seja deduzido no próximo mês. Por ser um procedimento que deduz valores na próxima declaração, é necessário que o cartorário solicite a retificação para que o DCA possa avaliar e liberar esse tipo de retificação. O cartorário informa o mês/ano a ser retificado, justifica a retificação e envia a solicitação para o DCA. Na confirmação desse processo, é enviado um para um endereço pré-cadastrado no sistema, informando que a solicitação foi realizada. 28

29 Tela de Cadastramento Retificação de Declaração Cadastro: Através desta funcionalidade, o cartório poderá cadastrar uma Retificação de Declaração, ou seja, alterar uma declaração que já foi enviada para o TJMT. A tela abaixo demonstra como cadastrar uma nova Retificação de Declaração. O Sistema irá exibir ainda a tela seguinte: Ano: Você deverá escolher o ano da Declaração; Mês: Você deverá escolher o mês da Declaração e clicar em Retificar Declaração para exibir a Declaração já gravada, de acordo com o ano e o mês informados; IMPORTANTE A Retificação de Declaração só retifica os atos declarados e não os Selos. 29

30 A tela abaixo demonstra os atos da declaração gravada: Se o ato não existir na declaração, selecione-o e clique em excluir. Caso a quantidade do ato esteja errada, você deverá selecioná-lo, excluir e adicionar clicando em novo. Caso o ato tenha faltado na Declaração você deverá apenas adicionar clicando em novo. A tela abaixo demonstra como adicionar um ato na Retificação da Declaração: Quantidade: Você deverá digitar a quantidade do Ato; Ato Declaração: Você deverá selecionar o Ato Notarial na listagem; Preenchidos os campos, clique sobre o Botão Salvar e Fechar. 30

31 Visualizar Declaração Retificadora: Através desta funcionalidade, o cartório poderá Visualizar a Retificação da Declaração. Para visualizar, basta seguir os passos abaixo: Ano: Escolha um ano na listagem. Declaração: Escolha a Declaração que já foi retificada e depois clique em Visualizar. Emitir Guia de Recolhimento: Através desta funcionalidade, o cartório poderá Emitir a Guia da Retificação da Declaração para o pagamento. Para visualizar, basta seguir os passos abaixo: Ano: Escolha um ano na listagem. Declaração: Escolha a Declaração que já foi retificada e depois clique em Visualizar. IMPORTANTE Na Guia da Retificação só será mostrado o valor dos atos retificados e não o valor total da Declaração. 31

32 Emitir Declaração Retificadora (TJMT): Através desta funcionalidade, o cartório poderá Emitir a Retificação da Declaração para o TJMT, ou seja, será feito o fechamento da retificação. Para visualizar, basta seguir os passos abaixo: Ano: Escolha um ano na listagem. Declaração: Escolha a Declaração que já foi retificada e depois clique em Visualizar. Lançar Depósito Judicial: Através desta funcionalidade, o cartório poderá Consultar e Lançar Depósitos Judiciais. O lançamento de Depósito Judicial da retificação tem a mesma idéia da Declaração principal; para melhores detalhes, favor verificar no capítulo 1. IMPORTANTE Somente Cartórios já definidos pela Corregedoria/Depto de Controle e Arrecadação do TJMT podem usar esta opção de pagamento de Declarações. IMPLEMENTAÇÃO DO SISTEMA NO CARTÓRIO: 1º Passo: Encaminhar ao Departamento de Controle e Arrecadação o saldo do selos remanescentes do mês anterior ao da implementação, para que o DCA possa cadastrar o saldo dos selos. 2º Passo: Acesse o Sistema Declaração OnLine no menu Cadastro > Prepostos e atualize o cadastro do titular com o de contato. 3º Passo: Acesse o menu Cadastro > Solicitação de Acesso e solicite o acesso do titular com o perfil administrado, e um será enviado para ele com o seu login e senha. O login é formado pelos 9 primeiros dígitos do CPF (sem pontos) e a senha provisória é: Agora o Titular pode solicitar acesso ao sistema para os demais funcionários do cartório. 32

Guia Rápido do Usuário

Guia Rápido do Usuário CERTIDÕES UNIFICADAS Guia Rápido do Usuário CERTUNI Versão 1.0.0 CASA DA MOEDA DO BRASIL Conteúdo Acessando o Sistema... 3 Alterando Senhas... 3 Encerrando sua Sessão... 4 Gerando Pedido... 4 Alterando

Leia mais

Manual de Instruções ISS WEB SISTEMA ISS WEB. Sil Tecnologia LTDA

Manual de Instruções ISS WEB SISTEMA ISS WEB. Sil Tecnologia LTDA SISTEMA ISS WEB Sil Tecnologia LTDA Sumário INTRODUÇÃO 3 1. ACESSO AO SISTEMA 4 2. AUTORIZAR USUÁRIO 5 3. TELA PRINCIPAL 6 4. ALTERAR SENHA 7 5. TOMADORES DE SERVIÇO 7 5.1 Lista de Declarações de Serviços

Leia mais

Manual do Usuário. Menus: Produtor Rural, Propriedade Rural e GTA Módulo: Produtor Rural. dezembro de 13

Manual do Usuário. Menus: Produtor Rural, Propriedade Rural e GTA Módulo: Produtor Rural. dezembro de 13 Manual do Usuário Menus: Produtor Rural, Propriedade Rural e GTA Módulo: Produtor Rural dezembro de 13 Este documento foi produzido por Praça dos Açorianos, s/n CEP 90010-340 Porto Alegre, RS (51) 3210-3100

Leia mais

1º Passo. Página para acessar o FacWeb

1º Passo. Página para acessar o FacWeb Página para acessar o FacWeb 1º Passo O usuário deverá digitar no campo usuário/senha - o CPF e/ou CNPJ / no campo Acesso deve ser preenchido conforme tipo da Clínica, Laboratório e ou médico/ Logo em

Leia mais

SERVIÇOS REQUERIMENTO

SERVIÇOS REQUERIMENTO Certidão e Reimpressão de Documentos 1 / 17 todos os direitos reservados. ÍNDICE Introdução... 3 Acesso Restrito... 4 Cadastro... 4 Serviços Requerimento... 6 Certidão Web... 7 Certidão Simplificada...

Leia mais

Integração de Mandados com Custas

Integração de Mandados com Custas Integração de Mandados com Custas I Considerações Iniciais Para facilitar o trabalho dos advogados, a emissão da guia de custas para o Oficial de Justiça, será feita através do portal de serviços e-saj.

Leia mais

Prestação de Contas Eletrônica

Prestação de Contas Eletrônica TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MANUAL DO USUÁRIO Prestação de Contas Eletrônica TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 2/17 Sumário 1- ACESSO... 3 2- TELA DE INÍCIO... 4 3- CADASTRAMENTO...

Leia mais

SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço. Passo a Passo Gestor de Compras

SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço. Passo a Passo Gestor de Compras SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço Passo a Passo Gestor de Compras Como acessar Como Acessar O acesso ao Sistema se faz através da página da SEPLAG Clicando no Link destacado Como Acessar

Leia mais

MANUAL DE ACESSO AO MYSUITE

MANUAL DE ACESSO AO MYSUITE MANUAL DE ACESSO AO MYSUITE A Ferramenta de Atendimento Online MySuite é a nova forma de atendimento utilizada pela Gerpos. Por meio dela, é possível solicitar atendimentos do Suporte Técnico e de outros

Leia mais

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Versão Fevereiro/2013 Índice PCS - Módulo de Prestação de Contas...3 Acesso ao Módulo PCS...3 1. Contas financeiras...5 1.1. Cadastro de

Leia mais

Passo a Passo para Rematrícula Online 2015

Passo a Passo para Rematrícula Online 2015 1. Entrar no site do Colégio: www.riobranco.org.br a) Digitar o Login, que é o número da Matrícula do Aluno (Seta 1) Dica: O número da matrícula pode ser localizado na carteirinha, boletim do aluno, ou

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (GOOGLE CHROME)

MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (GOOGLE CHROME) MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (GOOGLE CHROME) VERSÃO 10 Atualizado em 30/12/2015 Página 1 de 30 A renovação online do certificado somente poderá ser feita uma única vez (e-cpf)

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Geral Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema de Almoxarifado

Leia mais

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 MANUAL DE USO DO SISTEMA GOVERNO DIGITAL ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 2.0. SOLICITAÇÕES DE AIDF E AUTORIZAÇÃO DE EMISSÃO DE NOTA

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (INTERNET EXPLORER)

MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (INTERNET EXPLORER) MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (INTERNET EXPLORER) VERSÃO 10 Atualizado em 30/12/2015 Página 1 de 21 A renovação online do certificado somente poderá ser feita uma única vez (e-cpf)

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO AMBIENTAL SIGAM

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO AMBIENTAL SIGAM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO AMBIENTAL SIGAM MANUAL REQUERIMENTO ON LINE 2009 Fundação Instituto de Administração FIA Página Inicial Ao acessar a tela inicial, clique sobre a frase: Inicie o Requerimento

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO DO CERTIFICADO TIPO A1

MANUAL DE EMISSÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 MANUAL DE EMISSÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 VERSÃO 9 Atualizado em 10/10/2014 Página 1 A renovação online do certificado somente poderá ser feita uma única vez e em sistema operacional Windows XP SP3 ou Windows

Leia mais

MALOTE DIGITAL. Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG

MALOTE DIGITAL. Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG MALOTE DIGITAL Este Manual foi adaptado pela Coordenadoria da Escola dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso e DAPI Departamento de Aprimoramento da 1ª Instância Autores Conselho

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO SISTEMA DE PAGAMENTO ONLINE. Versão: 01.08

MANUAL DE INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO SISTEMA DE PAGAMENTO ONLINE. Versão: 01.08 MANUAL DE INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO SISTEMA DE PAGAMENTO ONLINE Versão: 01.08 Índice Instalação do Sistema...03 Tela inicial do Sistema...10 Módulos...11 Conteúdo do Menu Arquivo...11 Finalizar...11 Inclusão

Leia mais

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE 2 1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE ATENDIMENTO... 6 4 - A TELA AGENDA... 7 4.1 - TIPOS

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR ACESSANDO O PORTAL DO PROFESSOR Para acessar o portal do professor, acesse o endereço que você recebeu através da instituição de ensino ou acesse diretamente o endereço:

Leia mais

Themis Serviços On Line - Publicações

Themis Serviços On Line - Publicações Nome do documento Guia do Usuário Themis Serviços On Line - Publicações Sumário Introdução:... 3 1 - Cadastro dos Usuários do Themis Serviços On Line:... 3 2 - Acesso ao Sistema Themis Serviços On Line:...

Leia mais

Orientações para o Lançamento de Notas. Diretor

Orientações para o Lançamento de Notas. Diretor Orientações para o Lançamento de Notas Diretor 1 CONTEÚDO Conteúdo... 2 Como acessar o Conexão Educação... 3 Lançamento de Notas... 5 Notas por Turma... 5 Liberação de Lançamento de Notas... 13 2 COMO

Leia mais

- Nota Fiscal Eletrônica -

- Nota Fiscal Eletrônica - Manual Portal de Clientes e Transportadores - Nota Fiscal Eletrônica - ÍNDICE. INTRODUÇÃO 3. OBJETIVO 3.2 ABRANGÊNCIA 3 2. FUNCIONALIDADES 3 2. CADASTRO DE CLIENTES NO PORTAL 3 2.2 CONSULTA NOTAS FISCAIS

Leia mais

Guia Site Empresarial

Guia Site Empresarial Guia Site Empresarial Índice 1 - Fazer Fatura... 2 1.1 - Fazer uma nova fatura por valores de crédito... 2 1.2 - Fazer fatura alterando limites dos cartões... 6 1.3 - Fazer fatura repetindo última solicitação

Leia mais

MANUAL - CONTABILIDADE

MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. MÓDULO CONTABILIDADE...4 2.1. PLANO CONTÁBIL...4 2.2. BOLETIM CONTÁBIL...4 2.2.1. Lançamentos Contábeis...5

Leia mais

Manual CENAD - Central Notarial de Autenticação Digital

Manual CENAD - Central Notarial de Autenticação Digital Manual CENAD - Central Notarial de Autenticação Digital Desenvolvido por: Gustavo da Silva Betete Versão: 1.0 Revisado por:renan LuisGonçalves Soares Equipe responsável: Setor de Tecnologia da Informação

Leia mais

Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I.

Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I. Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I. MILI S.A. - D.T.I. Índice 1 ACESSANDO O PORTAL IPEDIDOS... 3 1.1 Login...5 1.2 Tela Principal, Mensagens e Atendimento On-line...6 2 CADASTRAR... 10 2.1 Pedido...10

Leia mais

Advogado - Procurador

Advogado - Procurador Advogado - Procurador Conteúdo 1 Cadastro do Advogado 1.1 Verificar requisitos para o Cadastro 1.2 Orientação ao Advogado sobre os Links de instalações 1.3 Preencher o Formulário de Cadastro 1.4 Visualizar

Leia mais

Busca Por Nome da Empresa:

Busca Por Nome da Empresa: CERTIDÃO ESPECÍFICA Ao escolher o Tipo de Certidão Específica, será exibida uma breve definição da certidão simplificada e a tabela de preços. Após escolher o tipo de certidão desejada, clique no botão.

Leia mais

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO?

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO? Índice BlueControl... 3 1 - Efetuando o logon no Windows... 4 2 - Efetuando o login no BlueControl... 5 3 - A grade de horários... 9 3.1 - Trabalhando com o calendário... 9 3.2 - Cancelando uma atividade

Leia mais

Cartão Usuário ISSEM

Cartão Usuário ISSEM Cartão Usuário ISSEM Objetivo: O sistema é on-line e oferece ao segurado do Instituto, facilidade e rapidez nos atendimentos junto aos nossos credenciados. Com o uso de um cartão, o segurado pode dirigir-se

Leia mais

Manual do Módulo de PC Online

Manual do Módulo de PC Online do Módulo de PC Online Agilis Conteúdo Introdução... 4 Acesso à Funcionalidade... 5 1. Internet Explorer 6.x... 7 2. Internet Explorer 7.x... 9 3. Netscape Navigator 7.x... 10 4. Netscape Navigator 7.2x...

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO VERSÃO 2014 Junho de 2014 SIGFIS-Sistema Integrado

Leia mais

Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site.

Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site. Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site. Atenção: Os dados que aparecem nas imagens abaixo, são meramente ilustrativos, naturalmente os dados que devem ser visualizados,

Leia mais

Contato/Suporte = Para dúvidas ao efetuar o cadastro ou para acessar.

Contato/Suporte = Para dúvidas ao efetuar o cadastro ou para acessar. 1 Central Eletrônica de Integração e Informações (CEI) dos Atos Notariais e Registrais dos Cartórios Extrajudiciais do Estado de Mato Grosso Manual de Utilização da Central, Anoreg-MT Versão 1.2 Descrição

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

CSPUWEB - Cadastro de Sistemas. e Permissões de Usuários

CSPUWEB - Cadastro de Sistemas. e Permissões de Usuários CSPUWEB - Cadastro de Sistemas e Permissões de Usuários - Manual do Usuário - Novembro/2009 Versão 2.0 21 de novembro de 2009 [CSPUWEB MANUAL DO USUÁRIO] SUMÁRIO Capitulo 1 Cadastro de Sistemas e Permissões

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA HERMES

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA HERMES MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA HERMES 1. Introdução Esse documento tem por objetivo descrever o funcionamento e formas de utilização do módulo de Requisição de Materiais do Sistema de Controle Patrimonial

Leia mais

M a n u a l d o U s u á r i o F i n a l

M a n u a l d o U s u á r i o F i n a l M a n u a l d o U s u á r i o F i n a l I T I L A D V A N C E D Todos os direitos reservados ao Qualitor. Uso autorizado mediante licenciamento Qualitor Porto Alegre RS Av. Ceará, 1652 São João 90240-512

Leia mais

Manual de Utilização e-rh para Servidor em Geral

Manual de Utilização e-rh para Servidor em Geral UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA UEPB PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS P.R.R.H Manual de Utilização e-rh para Servidor em Geral (Módulo Recadastramento) 1 SUMÁRIO 1. SEÇÃO - INFORMAÇÕES INICIAIS... 3 1.1.

Leia mais

Manual de Operação do CADSUS WEB Modo Consulta

Manual de Operação do CADSUS WEB Modo Consulta Manual de Operação do CADSUS WEB Modo Consulta Agosto/2014 Sumário Sistema CADSUS WEB... 3 Orientações para Navegadores... 4 Acesso ao Sistema... 4 Página para Consulta... 5 Alteração de senha... 7 Perda

Leia mais

Manual. Cadastro de Usuários. ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária. www.anvisa.gov.br Brasília, 27 de fevereiro de 2008.

Manual. Cadastro de Usuários. ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária. www.anvisa.gov.br Brasília, 27 de fevereiro de 2008. ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária Manual Cadastro de Usuários Gerência-Geral de Gestão de Tecnologia da Informação Gerência de Desenvolvimento de Sistemas www.anvisa.gov.br Brasília, 27

Leia mais

Procedimentos para Realização de Avaliação de Desempenho Etapa 1: Organizar Estrutura

Procedimentos para Realização de Avaliação de Desempenho Etapa 1: Organizar Estrutura Procedimentos para Realização de Avaliação de Desempenho Etapa 1: Organizar Estrutura Versão: V0_0_3 Data: 11 de abril de 2014 Diretoria Geral de Recursos Humanos - DGRH Site: http://www.dgrh.unicamp.br

Leia mais

MANUAL DO PETICIONAMENTO ELETRÔNICO

MANUAL DO PETICIONAMENTO ELETRÔNICO 2013 MANUAL DO PETICIONAMENTO ELETRÔNICO Via Sistema de Automação da Justiça (SAJ) DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL Homero Lupo Medeiros Defensor Público de Primeira Instância SUMÁRIO

Leia mais

Manual NOV - PDV. Versão 1.0

Manual NOV - PDV. Versão 1.0 Manual NOV - PDV Versão 1.0 Sumário 01 Captura de Nota Fiscal...3 02 Remessa de Entrada...6 03 Remessa de Saída......9 04 Pedido Normal...12 05 Pedido Especial...16 06 Nota Fiscal Avulsa...18 07 Controle

Leia mais

CADASTRAMENTO DE EMPRESAS PERGUNTAS FREQUENTES

CADASTRAMENTO DE EMPRESAS PERGUNTAS FREQUENTES CADASTRAMENTO DE EMPRESAS PERGUNTAS FREQUENTES 1 Quais são os sujeitos que devem ser cadastrados e o que cada um representa no cadastro da empresa?...2 2 Como fazer para cadastrar uma empresa?...3 3 Cliquei

Leia mais

Memorando nº 08/2015 Em 07 de Maio de 2015

Memorando nº 08/2015 Em 07 de Maio de 2015 DESTINATÁRIO (S): ASSUNTO: Aos Senhores Magistrados e Servidores das Varas com competência Criminal, Juizado Especial Criminal e de Execução de Penas e Medidas Alternativas Instrução Normativa Conjunta

Leia mais

Acompanhamento e Execução de Projetos

Acompanhamento e Execução de Projetos Acompanhamento e Execução de Projetos Manual do Usuário Atualizado em: 28/11/2013 Página 1/24 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ABRANGÊNCIA DO SISTEMA... 3 3. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 4. COMO ACESSAR O SISTEMA...

Leia mais

MANUAL VERSÃO 1.13-abv

MANUAL VERSÃO 1.13-abv 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1. O QUE É O EOL?... 3 2. ACESSANDO O EOL... 3 4. EXAMES ADMISSIONAIS... 4 5. MUDANÇA DE FUNÇÃO... 6 6. EXAMES DEMISSIONAL E RETORNO AO TRABALHO... 8 7. EXAMES PERIÓDICOS... 9

Leia mais

GUIA RÁPIDO DO USUÁRIO (Sistema NFSE) Acesse nossos manuais em: ead.sempretecnologia.com.br

GUIA RÁPIDO DO USUÁRIO (Sistema NFSE) Acesse nossos manuais em: ead.sempretecnologia.com.br GUIA RÁPIDO DO USUÁRIO () Acesse nossos manuais em: ead.sempretecnologia.com.br Sumário Configurações iniciais... 3 Acessando o sistema... 3 Alterando a senha de acesso... 3 Cadastrando clientes... 4 Cadastrando

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL Manual do ITIV PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D O ITIV PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL Manual do ITIV ÍNDICE INFORMAÇÕES GERAIS...3

Leia mais

MANUAL SISTEMA AJG/CJF

MANUAL SISTEMA AJG/CJF MANUAL DO SISTEMA AJG/CJF ÍNDICE 1. SEJA BEM VINDO AO AJG... 3 1.1 Seja Bem-Vindo!... 3 2. SOBRE A AJUDA... 4 2.1 Como navegar no ajuda on-line... 4 3. SOBRE O SISTEMA... 5 3.1 Sobre o sistema... 5 3.2

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS EXTRAJUDICIAL SIG-EX

SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS EXTRAJUDICIAL SIG-EX SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS EXTRAJUDICIAL SIG-EX Atualizado em 27.05.2011 MANUAL DO USUÁRIO 1. Apresentação 1.1. Acessando o Sistema 1.2. Tela Principal 2. Página Principal SUMÁRIO 3. Módulo Corregedoria

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÃO. 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo:

GUIA DE ORIENTAÇÃO. 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo: GUIA DE ORIENTAÇÃO 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo: 1.1 - ACESSAR O SITE DA PREFEITURA: 1.2 - CLICAR NA OPÇÃO: SERVIÇOS >> NOTA FISCAAL ELETRÔNICA 1.3 - Aguarde carregar

Leia mais

SIGA Sistema de Gestão de Almoxarifado

SIGA Sistema de Gestão de Almoxarifado SIGA Sistema de Gestão de Almoxarifado Como acessar O acesso ao Sistema se faz através da página da SEPLAG Clicando no Link destacado Clicar no Link destacado e será exibida a tela de login do Guardião.

Leia mais

Módulo de Extensão SIGAA. Gerenciamento de Participantes

Módulo de Extensão SIGAA. Gerenciamento de Participantes Módulo de Extensão SIGAA Gerenciamento de Participantes ÍNDICE Instruções gerais Pg. 03 Recomendações Pg. 03 Acessibilidade ao sistema Pg. 03 Acesso ao SIGAA Pg. 03 Acesso ao módulo extensão - docente

Leia mais

Manual do Usuário - Cliente Externo

Manual do Usuário - Cliente Externo Versão 3.0 SGCL - Sistema de Gestão de Conteúdo Local SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1. Referências... 4 2. COMO ESTÁ ORGANIZADO O MANUAL... 4 3. FUNCIONALIDADES GERAIS DO SISTEMA... 5 3.1. Acessar a Central

Leia mais

Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente. Versão 1.1

Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente. Versão 1.1 Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente Versão 1.1 Sumário Sistema de Relacionamento com Cliente 3 1 Introdução... ao Ambiente do Sistema 4 Acessando... o Sistema 4 Sobre a Tela... do Sistema

Leia mais

Manual SIGETEC. Sistema de Gestão Tecnológica MANUAL DO USUÁRIO. Proinfo. Ministério da Educação

Manual SIGETEC. Sistema de Gestão Tecnológica MANUAL DO USUÁRIO. Proinfo. Ministério da Educação Manual SIGETEC Sistema de Gestão Tecnológica MANUAL DO USUÁRIO Proinfo Ministério da Educação Índice Login 4 Esqueceu sua Senha 5 Trocar Senha 5 Financeiro Importação de Arquivos 7 Log de Importação de

Leia mais

APLICATIVO WebSIGOM *Este documento não pode ser impresso ou comercializado.

APLICATIVO WebSIGOM *Este documento não pode ser impresso ou comercializado. APLICATIVO WebSIGOM *Este documento não pode ser impresso ou comercializado. Índice: 1- Acessando o WebSIGOM pág. 03 2- Menu Cadastro pág. 04 2.1- Para inserir um novo usuário pág. 04 2.2- Para consultar

Leia mais

SERVIÇOS REQUERIMENTO

SERVIÇOS REQUERIMENTO 1 / 15 todos os direitos reservados. ÍNDICE Introdução... 3 Acesso Restrito... 4 Cadastro... 4 Serviços Requerimento... 6 Certidão Web... 7 Certidão Simplificada... 8 Certidão Específica... 10 Certidão

Leia mais

MALOTE DIGITAL. Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG

MALOTE DIGITAL. Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG MALOTE DIGITAL Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG Adaptações TJMT Lise Mangabeira Escola dos Servidores Reginaldo Cardoso DAPI Ruy Castrilon D.A. Readaptações TCE MT (Download do manual no site

Leia mais

MANUAL DA SECRETARIA

MANUAL DA SECRETARIA MANUAL DA SECRETARIA Conteúdo Tela de acesso... 2 Liberação de acesso ao sistema... 3 Funcionários... 3 Secretaria... 5 Tutores... 7 Autores... 8 Configuração dos cursos da Instituição de Ensino... 9 Novo

Leia mais

Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site.

Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site. Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site. Atenção: Os dados que aparecem nas imagens abaixo, são meramente ilustrativos, naturalmente os dados que devem ser visualizados,

Leia mais

ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS

ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCISCO BELTRÃO SECRETARIA DE FINANÇAS / DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS Olá Tomadores de Serviço, a Prefeitura Municipal

Leia mais

ÍNDICE 1. SEJA BEM-VINDO... 2 SOBRE O SISTEMA... 3 2. FUNCIONALIDADES DO SISTEMA... 4

ÍNDICE 1. SEJA BEM-VINDO... 2 SOBRE O SISTEMA... 3 2. FUNCIONALIDADES DO SISTEMA... 4 ÍNDICE 1. SEJA BEM-VINDO... 2 1.1 Seja Bem-Vindo!... 2 SOBRE O SISTEMA... 3 1.2 Sobre o sistema... 3 1.3 Navegação... 3 2. FUNCIONALIDADES DO SISTEMA... 4 2.1 Efetuar Login Internet... 4 2.1.1 Efetuar

Leia mais

CADASTRAMENTO DE EMPRESAS NA ANVISA PERGUNTAS FREQUENTES

CADASTRAMENTO DE EMPRESAS NA ANVISA PERGUNTAS FREQUENTES CADASTRAMENTO DE EMPRESAS NA ANVISA PERGUNTAS FREQUENTES Quais são os sujeitos que devem ser cadastrados e o que cada um representa no cadastro da empresa?...2 Como fazer para cadastrar uma empresa?...3

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO DO PORTAL DE ATENDIMENTO AO PRESTADOR

MANUAL DE PREENCHIMENTO DO PORTAL DE ATENDIMENTO AO PRESTADOR MANUAL DE PREENCHIMENTO DO PORTAL DE ATENDIMENTO AO PRESTADOR Este Manual tem por finalidade orientar o preenchimento do Novo Portal de Serviços de Atendimento ao Prestador no atendimento aos beneficiários

Leia mais

Sistema de Processo Seletivo Simplificado

Sistema de Processo Seletivo Simplificado TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PROCESSO SELETIVO Sistema de Processo Seletivo Simplificado VILA VELHA 2015 SUMÁRIO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO 1 SISTEMA DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO... 3 2 COMO ACESSAR O SISTEMA

Leia mais

Índice. 1. Registro de Usuários. 2. Acesso ao Sistema. 3. Logar no Sistema. 4. Esquecimento de Senha. 5. Alteração de Senha

Índice. 1. Registro de Usuários. 2. Acesso ao Sistema. 3. Logar no Sistema. 4. Esquecimento de Senha. 5. Alteração de Senha Índice 1. Registro de Usuários 2. Acesso ao Sistema 3. Logar no Sistema 4. Esquecimento de Senha 5. Alteração de Senha 6. Sistema SISAUTO - Sistema de Automonitoramento de Efluentes Líquidos Industriais

Leia mais

PEDIDOS WEB MANUAL DO USUÁRIO

PEDIDOS WEB MANUAL DO USUÁRIO PEDIDOS WEB MANUAL DO USUÁRIO CONTEÚDO Sobre o site... 2 Segurança -Trocar Senha... 4 Segurança Cadastrarusuários... 5 Configurações Preços... 6 Configurações Dados de Contato... 7 Configurações Assinatura

Leia mais

Abaixo será listado passo a passo o processo de cadastro, login e compra de produtos anunciados em nosso portal.

Abaixo será listado passo a passo o processo de cadastro, login e compra de produtos anunciados em nosso portal. Manual do Comprador 1 Comprar Anúncios Abaixo será listado passo a passo o processo de cadastro, login e compra de produtos anunciados em nosso portal. 1.1 CRIAR CONTA TURISMO AGORA Para comprar produtos

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: 2 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento

Leia mais

Escritório Virtual - Apresentação. Acesso ao Portal do Escritório Virtual

Escritório Virtual - Apresentação. Acesso ao Portal do Escritório Virtual Página2 Escritório Virtual - Apresentação O escritório Virtual visa uma aproximação entre o escritório e seus clientes, possibilitando encurtar caminhos para envio e recebimento de arquivos e informações

Leia mais

Espaço do Coordenador

Espaço do Coordenador Espaço do Coordenador Guia de utilização Versão 2.5 PARTE 6: Pedidos de pessoal 2 SUMÁRIO 8.4 PEDIDOS DE PESSOAL... 6 8.4.1 CLT... 7 8.4.2 ESTAGIÁRIO... 17 8.4.3 AUTÔNOMO... 26 8.4.4 VALE ALIMENTAÇÃO/REFEIÇÃO...

Leia mais

1 PASSO Acesse o link: http://www.siapec.emdagro.se.gov.br/siapecest/. Abrirá a tela de login a seguir:

1 PASSO Acesse o link: http://www.siapec.emdagro.se.gov.br/siapecest/. Abrirá a tela de login a seguir: MANUAL DE EMISSÃO DE e-gta PELO PRODUTOR Caro Produtor, para acessar o SIAPEC primeiro é necessário que você tenha o Nº do seu CPF e uma senha cadastrada no sistema. O cadastro é feito pelo órgão de defesa.

Leia mais

CALEDÁRIO ESCOLAR. Página 1 de 24

CALEDÁRIO ESCOLAR. Página 1 de 24 Página 1 de 24 SISTEMA DE CALENDÁRIO ESCOLAR O Sistema de Calendário Escolar é a primeira etapa de uma grande evolução que ocorrerá nos sistemas de informatização da Secretaria de Estado da Educação. As

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DE AUTORIZAÇÃO VIA WEB

MANUAL OPERACIONAL DE AUTORIZAÇÃO VIA WEB MANUAL OPERACIONAL DE AUTORIZAÇÃO VIA WEB Fortaleza 2014 Pag:1 GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ Governador Cid Ferreira Gomes Vice Governador Domigos Gomes de Aguiar Filho SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO

Leia mais

MANUAL AUTORIZADOR ON-LINE

MANUAL AUTORIZADOR ON-LINE MANUAL AUTORIZADOR ON-LINE ANS nº 34.600-4 AUTORIZADOR ON-LINE Para ter acesso ao autorizador on-line da Uniodonto Piracicaba siga os passos abaixo: 1 Acesse www.uniodontopiracicaba.com.br e clique em

Leia mais

Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 8

Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 8 Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 O QUE É GISSONLINE?... 6 FILOSOFIA DA GISSONLINE... 6 BENEFÍCIOS QUE A GISSONLINE OFERECE... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Manual do Portal do Fornecedor. isupplier

Manual do Portal do Fornecedor. isupplier isupplier Revisão 01 Setembro 2011 Sumário 1 Acesso ao portal isupplier... 03 2 Home Funções da Tela Inicial... 05 3 Ordens de Compra Consultar Ordens de Compra... 07 4 Entregas Consultar Entregas... 13

Leia mais

PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DA ATENÇÃO BÁSICA TUTORIAL PARA O MÉDICO RELATÓRIO DE PRIMEIRAS IMPRESSÕES PROVAB 2014

PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DA ATENÇÃO BÁSICA TUTORIAL PARA O MÉDICO RELATÓRIO DE PRIMEIRAS IMPRESSÕES PROVAB 2014 PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DA ATENÇÃO BÁSICA TUTORIAL PARA O MÉDICO RELATÓRIO DE PRIMEIRAS IMPRESSÕES PROVAB 2014 Brasília/DF, 6 de outubro de 2014. 1 APRESENTAÇÃO RELATÓRIO DE PRIMEIRAS IMPRESSÕES

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Manual do Sistema

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Manual do Sistema 1 Índice Apresentação... 3 Entrada no sistema... 4 Manual da NFe de Serviços Módulo Tomador... 5 Consultar RPS Recibo Provisório de Serviços... 6 Verificar a Autenticidade de Nota Fiscal... 7 Geração de

Leia mais

Modulonet Mobile Android

Modulonet Mobile Android Modulonet Mobile Android 1 - Modulonet App, o que é?... 1 2 - Início... 2 3 - Saiba Mais... 3 4 - Cadastrar-se... 4 5 - Acesso e Autenticação... 5 5.1 - Validações... 6 6 - Falha na autenticação... 7 7

Leia mais

Sistema Qualicell na Internet

Sistema Qualicell na Internet Sistema Qualicell na Internet Área do Lojista (Estabelecimento) I) Acesso Acessar o Site www.qualicell.com.br e clicar em Área do Lojista 1 Para acessar o Sistema Qualicell, é necessário informar o Login

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DOMINIO ATENDIMENTO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DOMINIO ATENDIMENTO Rua Afonso Arrechea, 240, Santo Ant. do Sudoeste - PR Tel 46 3563-1518 Fax 46 3563-3780 contato@diferencialcontabil.cnt.br www.diferencialcontabil.cnt.br MANUAL DE UTILIZAÇÃO DOMINIO ATENDIMENTO VERSÃO

Leia mais

SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços

SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MANUAL DO USUÁRIO SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 2/24 ÍNDICE Instruções

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.07 Configurando o Módulo... 3 Contas... 3 Conta Caixa... 5 Aba Geral... 5 Aba Empresas... 8 Conta Banco... 9 Aba Geral... 9 Aba Conta Banco... 10 Aba Empresas... 12 Tipos de

Leia mais

Manual do Usuário CFCWeb BA

Manual do Usuário CFCWeb BA ÍNDICE Acesso ao sistema... 2 Tela Principal... 3 Cadastro de Candidatos... 5 Agenda Teórico... 6 Agenda Prático... 7 Consulta Agendamentos do Candidato por Serviço... 9 Cadastro de Grade Horária... 10

Leia mais

Cadastro de Usuários e Agendamento de Consultas

Cadastro de Usuários e Agendamento de Consultas 2013 Cadastro de Usuários e Agendamento de Consultas Cris Podologia 1 Conteúdo 1) Cadastro... 3 2) Agendamento... 8 3) Atualização e Complemento do Cadastro... 13 a) Perfil... 15 b) Endereço... 15 4) Recuperação

Leia mais

Guia para Utilização do Site. Apoio Integrado à Gestão Descentralizada do SUS

Guia para Utilização do Site. Apoio Integrado à Gestão Descentralizada do SUS Guia para Utilização do Site Apoio Integrado à Gestão Descentralizada do SUS Endereço: http://www.saude.gov.br/apoio Abaixo é apresentada a tela de entrada do Site de Apoio Integrado à Gestão Descentralizada

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.2. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.2. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.2 ExpressoMG 16/12/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

1- Acessando o sistema

1- Acessando o sistema 1- Acessando o sistema Na barra de endereços de páginas da Internet escrever o seguinte endereço: webnet.sec.ba.gov.br Na tela inicial do sistema você deve informar os dados para a verificação de acesso.

Leia mais

Manual Portal da Empresa

Manual Portal da Empresa Manual Portal da Empresa 1. INTRODUÇÃO... 3 2. COMO ACESSAR O PORTAL DA EMPRESA... 4 3. COMO OBTER UM LOGIN DE ACESSO... 4 4. COMO RESGATAR SENHA... 5 5. COMO INFORMAR UMA ADMISSÃO... 5 6. COMO VISUALIZAR

Leia mais

SIGA Manual -1ª - Edição

SIGA Manual -1ª - Edição SIGA Manual -1ª - Edição ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 4 2. MÓDULO DE PROCESSOS 4 3. ACESSO AO SISTEMA 4 3.1 Acessando o Sistema 4 3.2 Primeiro Acesso 5 3.3 Login do Fornecedor 5 o Teclado Virtual 5 o Máquina Virtual

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. SISTEMA CONTÁBIL WEB versão: GA2.0.5

MANUAL DO USUÁRIO. SISTEMA CONTÁBIL WEB versão: GA2.0.5 MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA CONTÁBIL WEB versão: GA2.0.5 Atualizado em: 30/01/2010 Planeta Contábil 2009 Todos os Direitos Reservados (www.planetacontabil.com.br) 1/25 CONSIDERAÇÕES: Este manual é destinado

Leia mais

Manual do Usuário do Produto EmiteNF-e. Manual do Usuário

Manual do Usuário do Produto EmiteNF-e. Manual do Usuário Manual do Usuário Produto: EmiteNF-e Versão: 1.2 Índice 1. Introdução... 2 2. Acesso ao EmiteNF-e... 2 3. Configurações Gerais... 4 3.1 Gerenciamento de Usuários... 4 3.2 Verificação de Disponibilidade

Leia mais

SISCOF - Manual do Usuário

SISCOF - Manual do Usuário SISCOF - Manual do Usuário SERPRO / SUPDE / DECTA / DE901 SISTEMA DE CONTROLE DE FREQUÊNCIA Versão 1.2 Sumário SISCOF Sistema de Controle de Frequência 1. Login e Senha... 2 1.1 Como Efetuar Login No Sistema...

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO Acesse o site www.teubilhete.com.br, selecione a opção Teu Online, e clique no botão, preencha o formulário com os dados de sua empresa. Reúna duas vias impressas do Contrato

Leia mais