INTRODUÇÃO REQUISITOS TECNOLÓGICOS E DE AMBIENTE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INTRODUÇÃO REQUISITOS TECNOLÓGICOS E DE AMBIENTE"

Transcrição

1 INTRODUÇÃO Na intenção de realizar um novo sistema financeiro para a gestão de recursos de convênios celebrados pela Academia Brasileira de Ciências, o setor de informática juntamente com o setor financeiro elaborou este documento com as informações consideradas relevantes do sistema atual com o objetivo de que as propostas oferecidas para a realização do novo sistema ofereçam as funcionalidades que atendam as necessidades já contempladas pelo atual sistema e possíveis melhorias. Especificaremos as exigências técnicas mínimas do software a ser desenvolvido. REQUISITOS TECNOLÓGICOS E DE AMBIENTE 1 Os softwares deverão permitir aplicação em rede, sendo multiusuários; 2 Janelas e telas do sistema devem ser plenamente ajustáveis independentes da resolução utilizada (de 800X600 até 1600X1200 inclusive em resoluções WIDE), e independente da configuração dos recursos visuais do sistema operacional. 3 O software deverá possuir mecanismos de segurança que permitam garantir a autenticidade, integridade e sigilo das informações nos processos e transações de seus módulos. 4 Os softwares devem ser totalmente integrados entre si, garantindo uma única transação por usuário desencadeie todas as ações a ela pertinentes, tornando os processos totalmente integrados entre os sistemas e módulos. 9 de julho de 2009 Pág.: 1

2 5 O sistema deve possuir recurso de gerenciamento interno de impressões, aonde um trabalho que seja gerado nas estações de trabalho nos diversos setores possa: 6 Todos os recursos/serviços necessários aos módulos Servidor, se houver, (ex.: interatividade, segurança e etc), devem ser completamente compatíveis com o sistema operacional Microsoft Windows 2003 Server; 7 O banco de dados deve ser o SQL Server, instalado em servidor remoto, dentro da ABC. 8 O softwares de inteface de operação do usuário devem ser voltados para a Web, em intranet ou extranet. Os usuários autenticados devem poder executar as rotinas em qualquer computador da ABC, sem necessidade de instalação ou configuração previa. 9 de julho de 2009 Pág.: 2

3 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA E FUNCIONAL DOS SOFTWARES Especificações do software financeiro (módulos: controle de acesso, controle do caixa, plano de contas, e, de pagamento APG) MÓDULO DE CONTROLE DE ACESSO Introdução O acesso ao sistema só poderá ser realizado por pessoas devidamente autorizadas, ou seja, para que o usuário tenha acesso ao sistema é necessário que seu login e senha estejam habilitados. Os usuários deverão ter níveis de acesso diferenciados. O administrador ficará responsável pelo cadastro do novo usuário, por liberar ou bloquear o acesso ao sistema e configurações, enquanto os demais usuários acessarão somente as áreas específicas do sistema onde atuam. Estrutura 1- Módulo de Cadastro Cadastro de usuário e de permissão de acesso ao sistema, aos módulos e funcionalidades do sistema, definida pelo administrador. 2- Módulo de Controle de Acesso Bloqueio das contas; bloqueio do sistema, de módulos e ferramentas. 3- Módulo de Acesso ao sistema Acesso (login) e saída (logout) pelos usuários ao sistema; alteração de senha 9 de julho de 2009 Pág.: 3

4 do usuário. O sistema deve possuir ferramenta de monitoração de usuários onde estejam disponíveis as seguintes informações: nome do usuário, nome da estação de trabalho que o usuário esta utilizando para acessar o sistema e as operações realizadas. As operações realizadas pelo usuário deverão ser armazenadas através da ferramenta de LOG das principais operações do sistema executadas pelo usuário. MÓDULO DE CONTROLE DO CAIXA Introdução Módulo necessário para o controle do fluxo de caixa através do registro de entrada e saídas em espécie. Ao final de um período (diário) é realizado o fechamento do caixa e é emitido um relatório de balancete financeiro. Estrutura 1- Módulo de Cadastro de Suprimento Neste módulo é realizada a rotina para informar o saldo inicial do caixa em espécie, no início do exercício em questão. Observação: O valor pode ser negativo, para indicar o saldo inicial devedor; O valor hoje adotado para realizar o suprimento do caixa é de R$ 1.000,00; O pedido de novo suprimento é realizado quando o caixa está com saldo igual ou inferior a R$ 250,00. Por esse motivo é importante que o sistema emita algum alerta quando o saldo estiver nesse valor para o responsável por controlar o caixa possa tomar as devidas providencias. 2- Modulo de Lançamento 9 de julho de 2009 Pág.: 4

5 Cadastro dos registros de entrada e saída do caixa, onde o registro de entrada ou de saída apresenta os seguintes campos primordiais: número e tipo do documento (entrada ou saída), data de lançamento (é a data da movimentação/lançamento efetivo do caixa), descrição do lançamento (usuário fornecer um detalhamento sobre a receita/despesa lançada) e valor (é o valor respectivo do pagamento/recebimento no lançamento em questão). Observação: O usuário deve informar um valor superior a 0 (zero), pois valores negativos não serão aceitos.. Quando o lançamento é de saída o campo data deve ser preenchido automaticamente pelo sistema. Quando um lançamento for preenchido sem o documento é importante que este seja classificado como reserva de valor, pois o caixa só é fechado com lançamentos que estejam com todos os campos obrigatórios preenchidos. 3- Módulo de Estorno O estorno é realizado quando é necessário modificar o registro do caixa atual. Observação: Quando o caixa é fechado os seus lançamentos não poderão ser alterados ou estornados. 4- Módulo de Alteração Somente o campo de descrição poderá ser alterado em um lançamento de caixa. 5- Módulo de Consulta Exibe os lançamentos de pagamentos e recebimentos feitos em espécie de 9 de julho de 2009 Pág.: 5

6 acordo com o resultado da busca realizada no caixa do dia ou nos demais caixas já fechados. Na interface exibida neste módulo deverá conter opções de busca por uma data específica ou por período de data de lançamento, descrição do lançamento e valor. Como resposta à consulta o sistema deverá fornecer zero ou mais registros de lançamentos, onde o usuário poderá visualizar os detalhes de um determinado lançamento e suas informações referentes ao caixa ao qual este lançamento foi realizado. 6- Modulo de Impressão Neste módulo o usuário poderá imprimir informações referentes a um determinado lançamento, na opção relatório do lançamento, e imprimir informações referentes ao caixa, na opção relatório do caixa. Relatório de lançamento do caixa é semelhante à opção de busca, onde o usuário poderá buscar um lançamento específico e imprimir as informações deste registro. Relatório de caixa exibirá os lançamentos registrados em um determinado caixa, pois o usuário poderá escolher o caixa que deverá ter suas informações impressas e esta escolha deve ser realizada por data de abertura do caixa (como padrão deverá exibir a data de abertura do caixa que estiver aberto e caso não possua nenhum aberto, deverá exibir a data do caixa mais recente). O relatório de caixa deverá conter a data de emissão do relatório, quem solicitou a emissão do mesmo, os dados dos lançamentos referentes ao caixa (data de lançamento, tipo de documento, descrição, valor de entrada e de saída), o saldo inicial do caixa, o somatório dos créditos e débitos dos lançamentos e o saldo atual do caixa. Este conteúdo deverá estar na ordem da data de lançamento. Observação: 9 de julho de 2009 Pág.: 6

7 Quando o usuário informar que o relatório é de solicitação de suprimento, o mesmo deverá conter duas linhas, uma onde deverá ser preenchida com o valor de autorização de suprimento e outra para ser assinada pelo autorizador de suprimento. Todos os relatórios podem ser pré-visualizados antes da impressão efetiva, permitindo ter exata informação do número de páginas geradas/necessárias no relatório em questão. O sistema deverá exibir a caixa de diálogo de impressora, para que o usuário escolha a impressora desejada entre as instaladas no seu equipamento. 7- Modulo de Fechamento do período Neste módulo o usuário poderá encerrar um exercício. O Fechamento do período consiste em agrupar todos os lançamentos realizados até aquele momento no caixa que está aberto, transportando os saldos para o novo caixa e impedido que os lançamentos sejam alterados posteriores. No momento do fechamento o sistema deverá verificar se existe algum lançamento em reserva de valor (lançamento sem documentação preenchida) e exibi-los para preenchimento, mas caso o usuário deseje fechar o caixa sem preencher os lançamentos pendentes, estes lançamentos serão movidos para o próximo caixa e o caixa atual será fechado com os demais lançamentos. 9 de julho de 2009 Pág.: 7

8 MÓDULO DE PLANO DE CONTAS Introdução Módulo necessário para a administração dos dados das instituições, dos convênios, dos projetos e das rubricas que terão seus recursos financeiros gerenciados no sistema. Estrutura 1- Módulo de Cadastro Cadastro das instituições, convênios, dos projetos e das rubricas, além dos seguintes cadastros complementares: cadastro do valor orçado e creditado (receita) para cada rubrica; cadastro do número (número do documento físico do convênio aprovado), do coordenador e da data de inicio e término de cada convênio. 9 de julho de 2009 Pág.: 8

9 MÓDULO DE PAGAMENTO (APG) Introdução O objetivo deste módulo é possibilitar o controle das solicitações de pagamentos, que são realizadas através de requisição, e dos pagamentos de despesas, a partir da confirmação da ordem de compra ou de serviço, que são realizados através da APG. Todas as despesas da ABC serão efetuadas de acordo com as disposições do Regulamento de Aquisição de Bens e Serviços nº 1/2007. O processo de pagamento é realizado através do encaminhamento das fichas de requisição devidamente preenchida e assinada para o setor financeiro, neste a pessoa responsável irá cadastrar os dados referentes à requisição no sistema e ao liquidar será gerada uma ordem de pagamento (APG). Quando as APGs forem liquidadas será gerado um relatório impresso e em casos específicos um recibo. Estrutura 1- Módulo de Cadastro da Requisição Cadastro da requisição deve ser realizado através do fornecimento dos dados para a liberação (pagamento) da mesma. Existem diferentes tipos de requisições e cada uma com dados específicos de acordo com o que esta sendo requerido. Requisição de Contratação De Empregado Requisição de Despesas de Caixa Requisição de Diárias Requisição de Material de Escritório e de Informática (materiais que 9 de julho de 2009 Pág.: 9

10 já constem do estoque da ABC) Requisição de Passagem Requisição de Aquisição de Material de Consumo e equipamentos/material permanente Requisição de Serviços de Terceiros Eventuais Pessoa Física Requisição de Aquisição de Bens/Contratação de Serviços 2- Módulo de Cadastro Complementar Cadastro complementar é o cadastro de informações necessárias no momento do pagamento da requisição, são estes: cadastro do solicitante, do autorizador, do beneficiário, da forma de pagamento (cheque ou dinheiro), da fonte pagadora (conta bancária, pessoa física, pessoa jurídica, caixa). 3- Módulo de Pagamento ou Liquidação No momento em que a requisição receber as informações necessárias para efetuar a operação de pagamento, elas irão para uma lista para poderem ser selecionadas (um ou mais requisição) para que seja cadastrado o número do cheque, multa, juros e desconto (quando existir) e a forma de liquidar. Os dados são enviados para uma impressora de cheque para que o mesmo seja confeccionado e depois é gerada a APG impressa e no caso de requisição do tipo diária e passagem, então deverá ser impresso o recibo. 4- Módulo de Estorno APG. O estorno é realizado quando é necessário modificar a forma de liquidar a 5- Módulo de Exclusão 9 de julho de 2009 Pág.: 10

11 Ao excluir uma APG o sistema deverá ser deverá fazer uma exclusão lógica, pois o registro a ser excluído deverá permanecer de forma que se tenha acesso à consulta das seguintes informações: os dados da APG que foi excluída, quando esta foi excluída e por quem foi realizada a operação. 6- Módulo de Relatório No sistema o usuário poderá emitir os seguintes relatórios: Relatório das requisições que estão incompletas Relatório das APGs que ainda não foram liquidadas Relatório das APGs liquidadas É importante fornecer pesquisa de dados de qualquer competência, ou seja, que exista a opção de emissão de um relatório especifico através da busca por data de emissão, data de pagamento, por solicitante, por autorizador, por beneficiário, por forma de pagamento e por uma determinada fonte pagadora, como por exemplo: Relatório de todos os pagamentos realizados por um determinado convênio Relatório de todos os pagamentos realizados em um determinado período Relatório de todas as APGs pagas por um determinado cheque 9 de julho de 2009 Pág.: 11

12 REQUISITOS DA IMPLANTANÇÃO Na implantação os dados existentes no sistema atual deverão ser importados de forma a evitar a interrupção das atividades realizadas pelo setor financeiro através do sistema financeiro para a gestão de recursos de convênios, tais como: pagamentos de APGs e prestação de contas dos convênios. 9 de julho de 2009 Pág.: 12

13 REQUISITOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE A garantia é de um ano. Essa proposta deve estar acompanhada de précontrato de manutenção para o período posterior ao fim da garantia. Para esse contrato, os tempo será contado de 8h às 18h, de segunda à sexta-feira, exceto feriados, exceto quando for especificado de forma diferente. 1- Suporte Técnico Deverá ser prestado durante todo o período contratual, sem custo adicional à contratante, suporte técnico aos usuários dos softwares, no prazo de acordo com a categoria do problema. O tempo de retorno das chamadas para a Central de Atendimento deverá ser de 95% das chamadas com tempo inferior a 10 minutos. 2- Categoria do problema a. Problema nível 0 Um problema que carece de atendimento emergencial. O retorno dos chamados por atendimento telefônico deve ser, em 95% dos casos, com tempo inferior a 15 minutos. O chamado deve ser encerrado em um prazo máximo de 24 horas corridas. b. Problema nível 1 Um problema que foi identificado com antecedência, porém já tem prazo para que a rotina, onde ele se encontra, seja usada. O retorno dos chamados por atendimento telefônico deve ser, em 90% dos casos, com tempo inferior a 3 horas. O chamado deve ser encerrado em um prazo máximo de 5 dias úteis. c. Problema nível 2 Um problema que foi identificado com antecedência, e não tem prazo certo para que a rotina, onde ele se encontra, seja usada. O retorno dos chamados por atendimento telefônico deve ser, em 85% dos casos, com tempo inferior a 24 horas corridas. O chamado deve ser encerrado em um prazo máximo de 15 dias úteis. 9 de julho de 2009 Pág.: 13

14 A recategorização só pode ser feita pela contratada se tiver anuência da contratante. 3- Atualização O sistema deve possibilitar que as atualizações ocorram das seguintes formas, ou em classificação semelhante ou mais detalhada, no que se refere ao acesso ao mesmo durante as atualizações. - Atualizações Simplificadas -> Ocorram sem que seja necessário o bloqueio de qualquer usuário do sistema, em qualquer módulo. - Atualizações Complexas Pontuais -> Ocorram normalmente sendo necessário apenas o bloqueio dos módulos os quais sejam afetados pela atualização. - Atualizações Complexas Gerais -> Ocorram normalmente sendo necessário o bloqueio de todo o sistema, retornando em curto espaço de tempo. 9 de julho de 2009 Pág.: 14

15 REQUISITOS DE CAPACITAÇÃO E TREINAMENTO Deverá ser ministrado, ao término das atividades de instalação e configuração dos softwares (conversão, customização e implantação), capacitação/treinamento aos funcionários do departamento financeiro e do departamento de tecnologia objetivando a orientação na utilização dos softwares, para o departamento financeiro, e a orientação na identificação de possíveis problemas, para o departamento tecnológico. Tais atividades deverão se iniciar após a implantação dos softwares, e estarem concluídas no prazo de até 30 (trinta) dias. CONTATOS PARA DÚVIDAS E PARA A ENTREGA DAS PROPOSTAS As dúvidas não resolvidas por esse documento podem ser dirimidas com um dos contatos abaixo. As propostas, preferencialmente acompanhadas de folders de apresentação da empresa interessada, podem ser entregues na ABC até 31 de agosto de Adriana Farias Gerente Financeiro (21) Carla Marilia Analista de Sistemas (21) Fernando Verissimo Gerente de Informática e Tecnologias (21) g.br 9 de julho de 2009 Pág.: 15

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

Os itens adicionados nesta lista serão retirados do estoque até que você os devolva.

Os itens adicionados nesta lista serão retirados do estoque até que você os devolva. Funções do Rackine. Será abordado aqui de forma simples e abreviada, as principais funções de cada tela do Rackine. Focando apenas em descrever o que cada parte do software faz. Para informações relativas

Leia mais

SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE

SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE Manual elabora por: Benedito Elias Neto FCL - Araraquara Seção Técnica de Materiais SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE MANUAL DE UTILIZAÇÃO Implantação do Sistema de Requisição ON-LINE (RMS) REQUISIÇÃO DE MATERIAL

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA

MANUAL PARA USO DO SISTEMA Clínicas Odontológicas MANUAL PARA USO DO SISTEMA (GCO) GERENCIADOR CLÍNICO ODONTOLÓGICO SmilePrev Versão 2.0 SmilePrev Clínicas Odontológicas www.smilepev.com 2008 REQUISITOS BÁSICOS DO SISTEMA HARDWARE

Leia mais

FINANCEIRO Manual OPERACIONAL

FINANCEIRO Manual OPERACIONAL SISTEMA DE GESTÃO HDIAS HAMILTON DIAS (31) 8829.9195 8540.8872 www.hdias.com.br hamilton-dias@ig.com.br FINANCEIRO Manual OPERACIONAL Pagina 2 de 14 ÍNDICE Receitas e Despesas... 3 Como Acessar... 3 Como

Leia mais

Material de Apoio. SEB - Contas a Pagar. Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com

Material de Apoio. SEB - Contas a Pagar. Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com Material de Apoio SEB - Contas a Pagar Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com Conteúdo CONFIGURAÇÃO... 3 Cadastro de Fornecedores... 3 Métodos de Pagamento...

Leia mais

Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar

Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar Desenvolvido por Hamilton Dias (31) 8829.9195 Belo Horizonte hamilton-dias@ig.com.br www.h-dias.cjb.net ÍNDICE Introdução...3 Implantação...3 Instalação...3

Leia mais

Procedimento Quanto a Solicitação e Emissão de Cheque Avulso

Procedimento Quanto a Solicitação e Emissão de Cheque Avulso I - FINALIDADE: Informatizar o processo de solicitação e emissão de cheques avulsos, além de proporcionar maior segurança e sigilo das informações. II - ÂMBITO DE APLICAÇÃO: Este procedimento se aplica

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

Apresentação Análise Essencial Projeto Implantação do Sistema Treinamento Suporte Técnico

Apresentação Análise Essencial Projeto Implantação do Sistema Treinamento Suporte Técnico Apresentação Um projeto de informatização tem como principal função analisar as características da empresa e apontar os pontos onde são necessários controles informatizados, fazendo uma análise junto à

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.07 Movimentações... 4 Movimentações de Caixa... 4 Entradas... 6 Recebimento em Dinheiro... 8 Recebimento em Cheque... 8 Troco... 15 Saídas... 17 Movimentações de Banco... 22

Leia mais

Sumário. www.samisistemas.com.br Porto Alegre 51 3254.5454 Florianópolis 48 3094.1775 São Paulo 11 3076.499 Rio de Janeiro 21 3031.

Sumário. www.samisistemas.com.br Porto Alegre 51 3254.5454 Florianópolis 48 3094.1775 São Paulo 11 3076.499 Rio de Janeiro 21 3031. Sumário Legenda... 3 1. Caixa... 4 1.1. Caixa... 4 1.1.1. Abertura de Caixa... 4 1.1.1.1. Lançamentos de Caixa... 6 1.1.2. Fechamento de Caixa... 38 1.2. Consultas... 39 1.2.1. Fita do Caixa... 39 1.2.2.

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1

Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1 Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1 2013 GVDASA Sistemas Caixa AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica I Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Conteúdo Part I Introdução

Leia mais

MEGASALE PAF-ECF AOB SOFTWARE INFORMATICA LTDA

MEGASALE PAF-ECF AOB SOFTWARE INFORMATICA LTDA MEGASALE PAF-ECF 2 MEGASALE PAF-ECF Tabela de Conteúdo Introdução 4 Login Megasale PAF-ECF 5 Frente de Loja (E.C.F) 5 1 Buscando... uma Pré-Venda 9 2 Buscando... um DAV 12 Incluindo Pré-Venda 14 Incluindo

Leia mais

Programa Salão de Beleza

Programa Salão de Beleza Polyvan Informática e Computação Gráfica Ltda. Email : polyvan@polyvanet.com.br MSN : polyvan@polyvanet.com.br Programa Salão de Beleza Objetivo : Controla serviços, comissões dos funcionários, débitos

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1

Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1 Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação

Leia mais

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CADASTRO DA EMPRESA... 8 3. CONTROLE DE PERMISSÕES... 14 4. CONFIGURAÇÕES DA EMPRESA... 19 5. CND...

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CADASTRO DA EMPRESA... 8 3. CONTROLE DE PERMISSÕES... 14 4. CONFIGURAÇÕES DA EMPRESA... 19 5. CND... Sage CND Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 1.1. Primeiro Acesso... 2 1.2. Conhecendo a Plataforma Sage... 4 1.2.1. Seleção de Empresa de Trabalho... 4 1.2.2. Sair do sistema/minhas Configurações... 5 1.2.3.

Leia mais

Tutorial contas a pagar

Tutorial contas a pagar Tutorial contas a pagar Conteúdo 1. Cadastro de contas contábeis... 2 2. Cadastro de conta corrente... 4 3. Cadastro de fornecedores... 5 4. Efetuar lançamento de Contas à pagar... 6 5. Pesquisar Lançamento...

Leia mais

NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR

NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR Todos os direitos reservados. PC Sistemas 1.0 - Data: 28/08/2012 Página 1 de 47 Sumário Apresentação... 4 1. PROCEDIMENTOS INICIAIS... 5 1.1. Realizar Atualizações...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO MODULO ALMOXARIFADO SUAP

MANUAL DO USUÁRIO MODULO ALMOXARIFADO SUAP MANUAL DO USUÁRIO MODULO ALMOXARIFADO SUAP Pouso Alegre MG 2013 SUMÁRIO 1. Introdução.... 6 2. Efetuar Entrada de Material.... 8 2.1. Entrada de Material por Compra.... 8 2.1.1. Cadastro de Empenho...

Leia mais

ANEXO III ESPECIFICAÇÃO REQUERIDA DO SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRÔNICA.

ANEXO III ESPECIFICAÇÃO REQUERIDA DO SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRÔNICA. EDITAL CONCORRÊNCIA 01/2015 ANEXO III ESPECIFICAÇÃO REQUERIDA DO SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRÔNICA. Este Anexo apresenta as especificações requeridas para o Sistema de Bilhetagem Eletrônica SBE a ser implantado

Leia mais

Manual Do Usuário ClinicaBR

Manual Do Usuário ClinicaBR Manual Do Usuário ClinicaBR SUMÁRIO 1 Introdução... 01 2 ClinicaBR... 01 3 Como se cadastrar... 01 4 Versão experimental... 02 5 Requisitos mínimos p/ utilização... 03 6 Perfis de acesso... 03 6.1 Usuário

Leia mais

Movimento. Financeiro. Bancário. Contas a Pagar. Lançamento de Contas a Pagar (simples) Contas a Receber. Lançamento de Contas a Receber (simples)

Movimento. Financeiro. Bancário. Contas a Pagar. Lançamento de Contas a Pagar (simples) Contas a Receber. Lançamento de Contas a Receber (simples) Movimento Financeiro Contas a Pagar Lançamento de Contas a Pagar (simples) Contas a Receber Lançamento de Contas a Receber (simples) Movimento de Caixa Fechamento Caixa Bancos Apropriações de Centros de

Leia mais

BH PARK Software de Estacionamento

BH PARK Software de Estacionamento BH PARK Software de Estacionamento WWW.ASASSOFTWARES.COM.BR Índice 1 Informações Básicas... 1 1.1 Sair da aplicação... 1 1.2 Travar aplicação... 1 1.3 Licenciando a aplicação... 1 1.4 Contrato de Manutenção...

Leia mais

Sistema para Administração de Condomínio www.condominiomais.com.br SUMÁRIO

Sistema para Administração de Condomínio www.condominiomais.com.br SUMÁRIO SUMÁRIO I. MENU... 2 II. CONSULTA / ALTERAÇÃO / ESTORNO... 4 III. MENSAGEM... 5 IV. MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA... 6 CONSULTA... 6 LANÇAMENTO... 7 V. BOLETO... 8 VI. RELATÓRIO... 10 VII. RESERVA... 11 VIII.

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ MANUAL DO USUÁRIO ACESSO AO SISTEMA

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ MANUAL DO USUÁRIO ACESSO AO SISTEMA O ISS-e é um sistema completo de gestão do ISS do Município de Maringá, composto pelos módulos de: - NFS-e (Nota Fiscal de Serviços Eletrônica) - DMS-e (Declaração Mensal de Serviços Eletrônica) - AIDF-e

Leia mais

1223o TUTORIAL PEDIDO DE VENDA. Realização: DEPARTAMENTO DE IMPLANTAÇÃO EQUIPE DE DOCUMENTAÇÃO

1223o TUTORIAL PEDIDO DE VENDA. Realização: DEPARTAMENTO DE IMPLANTAÇÃO EQUIPE DE DOCUMENTAÇÃO 1223o TUTORIAL PEDIDO DE VENDA Realização: DEPARTAMENTO DE IMPLANTAÇÃO EQUIPE DE DOCUMENTAÇÃO TUTORIAL PEDIDO DE VENDA Casa Magalhães Comércio e Representações Ltda O objetivo deste tutorial é apresentar

Leia mais

SCPI 8.0. Guia Rápido. Parametrizando o Módulo CONTAS. Introdução. Informações da Entidade. Nesta Edição

SCPI 8.0. Guia Rápido. Parametrizando o Módulo CONTAS. Introdução. Informações da Entidade. Nesta Edição SCPI 8.0 Guia Rápido Parametrizando o Módulo CONTAS Introdução Nesta Edição 1 Informações da Entidade 2 Cadastro das Entidades 3 Cargos e Nomes 4 Parâmetros Gerais Antes de iniciar os trabalhos diários

Leia mais

Mobility Gestão Mobility Gestão Guia de Vendas 07/01/2009

Mobility Gestão Mobility Gestão Guia de Vendas 07/01/2009 Mobility Gestão Guia de Vendas 07/01/2009 O Mobility Gestão é um software de retaguarda para o segmento de Varejo, visando o controle total do estoque e movimentações de venda. Desenvolvido para trabalhar

Leia mais

CPS FINANÇAS PESSOAIS MANUAL DO USUÁRIO

CPS FINANÇAS PESSOAIS MANUAL DO USUÁRIO APRESENTAÇÃO O CPS FINANÇAS PESSOAIS é um software desenvolvido para gerenciar a movimentação financeira de forma pessoal, rápida e simplificada fornecendo relatórios e demonstrativos. Este manual é parte

Leia mais

Usuários. Manual. Pergamum

Usuários. Manual. Pergamum Usuários Manual Pergamum Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 1-2 2 CADASTRANDO UM NOVO USUÁRIO/OPERADOR... 2-1 3 UTILIZANDO O MÓDULO DE USUÁRIOS... 3-2 3.1 CONFIGURAÇÃO DE GUIAS NO EXPLORER... 3-3 4 CADASTRO...

Leia mais

Índice. http://www.gosoft.com.br/atualiza/gosoftsigadmservico.pdf Versão 4.0

Índice. http://www.gosoft.com.br/atualiza/gosoftsigadmservico.pdf Versão 4.0 Índice I ENVIO DE BOLETOS POR E-MAIL... 2 APRESENTAÇÃO... 2 ALTERAÇÕES NO SIGADM CONDOMÍNIO... 4 ALTERAÇÕES NO SIGADM IMÓVEIS... 6 ALTERAÇÕES NO SIGADM CONCILIAÇÃO BANCÁRIA... 8 ALTERAÇÕES NO SIGADM CONDOMÍNIO

Leia mais

InfoMix Tecnologia. Soluções em Tecnologia da Informação. SYSFARM Sistema de Gerenciamento de Farmácias. Documento Requisitos Versão 1.

InfoMix Tecnologia. Soluções em Tecnologia da Informação. SYSFARM Sistema de Gerenciamento de Farmácias. Documento Requisitos Versão 1. SYSFARM Sistema de Gerenciamento de Farmácias Documento Requisitos Versão 1.1 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 06/09/2009 1.0 Elaboração da para análise da 1º versão Marcos Silva do documento

Leia mais

Treinamento de. Linx Pos

Treinamento de. Linx Pos Treinamento de caixa Linx Pos Será instalados no terminal da loja, o ícone, conforme imagem abaixo: Linx POS ÍNDICE Abertura de caixa e leitura X Lançamentos Cancelamento de itens Consulta preços no ato

Leia mais

ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 06.01.02. Abaixo constam as alterações referentes aversão 06.01.02 do dia 12/06/2013:

ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 06.01.02. Abaixo constam as alterações referentes aversão 06.01.02 do dia 12/06/2013: ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 06.01.02 Abaixo constam as alterações referentes aversão 06.01.02 do dia 12/06/2013: ATENÇÃO: Versões intermediarias não são de atualização obrigatório para todos os clientes, apenas

Leia mais

PATRONAGE - ADMINISTRAÇÃO DE BOLSAS E AUXÍLIOS FAPEMA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO Rua

PATRONAGE - ADMINISTRAÇÃO DE BOLSAS E AUXÍLIOS FAPEMA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO Rua 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 1 COMO ACESSAR O PATRONAGE... 4 2 INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO... 5 3 PRESTAÇÃO DE CONTAS... 8 3.1 Execução do projeto... 8 3.2 Autorização de recursos (remanejamento de recurso,

Leia mais

Manual Software Controle de Jukebox. Manual. Software Controle de Jukebox

Manual Software Controle de Jukebox. Manual. Software Controle de Jukebox Manual Software Controle de Jukebox Versão 1.0 2014 Sumário 1. Principais Características... 2 2. Software Controle de Jukebox... 3 I. Tela Principal... 4 1 Data Cobrança... 4 2 Linha... 4 3 Cobrador...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Home -------------------------------------------------------------------------------------------------------- 7 2. Cadastros -------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis

Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis Módulo Cadastro SIGLA Digital Relação de Controles de Acesso Página 1 de 22 Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis Agenda Telefônica Cadastro simplificado de telefones. Tem

Leia mais

Livro Caixa. www.controlenanet.com.br. Copyright 2015 - ControleNaNet

Livro Caixa. www.controlenanet.com.br. Copyright 2015 - ControleNaNet www.controlenanet.com.br Copyright 2015 - ControleNaNet Conteúdo Tela Principal... 3 Como imprimir?... 4 As Listagens nas Telas... 7 Clientes... 8 Consulta... 9 Inclusão... 11 Alteração... 13 Exclusão...

Leia mais

Beauty 9.4 Salão de Beleza

Beauty 9.4 Salão de Beleza Polyvan Informática e computação Gráfica Ltda. Email: polyvan@polyvanet.com.br Beauty 9.4 Salão de Beleza Objetivo: Controla serviços, comissões dos funcionários, débitos dos clientes, contas apagar controle

Leia mais

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade DM003.0 Página 1 / 42 Índice 1 APRESENTAÇÃO... 4 DETALHAMENTO DOS LINKS DO TECBIZ ONLINE... 5 2 INICIAL... 5 3 ASSOCIADO... 5 3.1 SELECIONA ASSOCIADO... 5 3.2 ALTERAR

Leia mais

NEWCOLLECTOR SISTEMA DE COBRANÇA. Controle Judicial. Manual de Instruções. Versão 8.32

NEWCOLLECTOR SISTEMA DE COBRANÇA. Controle Judicial. Manual de Instruções. Versão 8.32 NEWCOLLECTOR SISTEMA DE COBRANÇA Controle Judicial Manual de Instruções Versão 8.32 1 Sumário 1 CONTROLE DE COBRANÇA JUDICIAL... 4 1.1 ARQUIVO... 4 1.1.1 Processos...4 1.1.1.1 Réus Principais do Processo...13

Leia mais

PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro

PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro SUMÁRIO 1. FINANCEIRO... 5 1.1. ED - SECRETARIA... 5 1.2. ED - ESCOLA... 5 1.3. USUÁRIOS POR ENTIDADE NO ED SECRETARIA E ESCOLA... 6 2. FINANCEIRO - SECRETARIA... 7 2.1.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D A NOTA FISCAL AVULSA ÍNDICE 1. Acesso ao Portal do Sistema...6 2. Requerimento de Acesso para os novos usuários...6 2.1 Tipo

Leia mais

Agendamento para Importação de Notas Fiscais

Agendamento para Importação de Notas Fiscais LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet Manual do Usuário Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Vendas...3 Os Recibos...6 Como imprimir?...7 As Listagens...9 Clientes... 10 Consulta... 11 Inclusão... 13 Alteração... 14 Exclusão...

Leia mais

MANUAL DE CONTROLE BANCÁRIO

MANUAL DE CONTROLE BANCÁRIO MANUAL DE CONTROLE BANCÁRIO Prezado Cliente, Este é o material de apoio aos usuários e implantadores do SOFTLAND COMERCIAL, o seu sistema integrado de gestão empresarial. O bom uso deste manual o habilitará

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

Manual do Módulo de PC Online

Manual do Módulo de PC Online do Módulo de PC Online Agilis Conteúdo Introdução... 4 Acesso à Funcionalidade... 5 1. Internet Explorer 6.x... 7 2. Internet Explorer 7.x... 9 3. Netscape Navigator 7.x... 10 4. Netscape Navigator 7.2x...

Leia mais

Elaborado por SIGA-EPT. Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado

Elaborado por SIGA-EPT. Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado Elaborado por SIGA-EPT Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado Versão Dezembro - 2009 Sumário 1 Introdução 5 1.1 Entrando no sistema e repassando as opções................... 5 1.2 Administração......................................

Leia mais

MÓDULO 5 Movimentações

MÓDULO 5 Movimentações MÓDULO 5 Movimentações Bem-vindo(a) ao quinto módulo do curso. Agora que você já conhece as entradas no HÓRUS, aprenderá como são feitas as movimentações. As movimentações do HÓRUS são: Requisição ao Almoxarifado:

Leia mais

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13 1-13 INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.12

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.12 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.12 Pagueban...2 Bancos...2 Configurando Contas...5 Aba Conta Banco...5 Fornecedores Referências Bancárias...7 Duplicatas a Pagar...9 Aba Geral...10 Aba PagueBan...11 Rastreamento

Leia mais

AVISO. Treinamento GVcollege Módulo Contas a Pagar 2

AVISO. Treinamento GVcollege Módulo Contas a Pagar 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013

Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013 Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013 Sumário 1. Ambiente Group Shopping... 3 2. Alteração na Tela de Contratos e Controle de Edições... 7 3. Propagação de Contratos... 10 4. Configuração de Impressora

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

Menu Acesso - Lista de Operações Acessíveis Trade Solution - Versão 2.23g

Menu Acesso - Lista de Operações Acessíveis Trade Solution - Versão 2.23g Menu Acesso - Lista de Operações Acessíveis Trade Solution - Versão 2.23g Esta listagem apresenta as operações de acesso de acordo com o módulo do Trade Solution onde elas causam impacto. Se a operação

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE DE ESTOQUE MANUAL PARA REQUISITANTES

SISTEMA DE CONTROLE DE ESTOQUE MANUAL PARA REQUISITANTES UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO UNIVERSITÁRIO DIRETORIA GERAL DE ADMINISTRAÇÃO SISTEMA DE CONTROLE DE ESTOQUE MANUAL PARA REQUISITANTES SISTEMA 1ª EDIÇÃO SETEMBRO/2013

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

SicoobNet Empresarial. Manual do Usuário. Versão 1.0

SicoobNet Empresarial. Manual do Usuário. Versão 1.0 SicoobNet Empresarial Manual do Versão 1.0 Manual do Data: 04/0/2008 Histórico Data Versão Descrição Autor 04/0/2008 1.0 Criação do Manual Ileana Karla GECOQ Gerência de Controle e Qualidade Página: 2/122

Leia mais

Manual do sistema Lojamix PDV

Manual do sistema Lojamix PDV Manual do sistema Lojamix PDV Versão 1.10 Data da última atualização 07/11/2011 SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS...3 LISTA DE Siglas...4 Primeiros passos...5 Acessando o ambiente de configuração...5 Acessando

Leia mais

Manual Sistema Curumim. Índice

Manual Sistema Curumim. Índice Versão 1.0 Índice 1. Instalação do Sistema... 3 2. Botões e Legenda... 4 3. Login do Sistema... 5 4. Tela Principal... 6 5. Dados Cadastrais da Empresa... 7 6. Aluno Cadastro... 8 7. Aluno - Cadastro de

Leia mais

Manual Girassol Food Cadastro

Manual Girassol Food Cadastro Cadastro INTRODUÇÃO Seja bem vindo ao Guia de Utilização do Sistema Girassol Food. Este guia trará todos os módulos detalhadamente, permitindo o esclarecimento de dúvidas sobre o funcionamento e os recursos

Leia mais

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com.

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com. Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com.br 1-15 INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior,

Leia mais

MENUS TELA INICIAL. Movimento de Ferramentaria. Alternar entre casas do grupo. Cadastro de Ferramentas. Não Implementado. Cadastro de Funcionários

MENUS TELA INICIAL. Movimento de Ferramentaria. Alternar entre casas do grupo. Cadastro de Ferramentas. Não Implementado. Cadastro de Funcionários FERRAMENTARIA TELA INICIAL Ao autenticar no sistema com usuário e senha cadastrados é apresentada a seguinte tela ao lado esquerdo, sendo essa tela a página inicial do sistema de Ferramentaria. MENUS TELA

Leia mais

DESCRITIVO TÉCNICO - VERSÃO DESKTOP

DESCRITIVO TÉCNICO - VERSÃO DESKTOP sistema para gerenciamento de instituições de ensino DESCRITIVO TÉCNICO - VERSÃO DESKTOP Nossa Empresa A Sponte Informática é uma empresa brasileira, localizada em Pato Branco, cidade considerada pólo

Leia mais

Consignação Manual do Correspondente Consignação

Consignação Manual do Correspondente Consignação Manual do Correspondente Consignação Banestes S.A. - Banco do Estado do Espírito Santo GCONS - Gerência de Consignação SUMÁRIO 1. Conceito...3 2. Apresentação...3 3. Informações Gerais...3 3.1. Condições

Leia mais

SOFTWARE PARA ADMINISTRAÇÃO DE SALÕES DE BELEZA. O seu salão já está utilizando os recursos que o sistema TEODORA oferece?

SOFTWARE PARA ADMINISTRAÇÃO DE SALÕES DE BELEZA. O seu salão já está utilizando os recursos que o sistema TEODORA oferece? SOFTWARE PARA ADMINISTRAÇÃO DE SALÕES DE BELEZA O seu salão já está utilizando os recursos que o sistema TEODORA oferece? Não? Então conheça o sistema que é a maior inovação tecnológica voltada para o

Leia mais

Request For Proposal (RFP) Desenvolvimento de um Web Site para a Varella Vídeo

Request For Proposal (RFP) Desenvolvimento de um Web Site para a Varella Vídeo Request For Proposal (RFP) Desenvolvimento de um Web Site para a Varella Vídeo OBJETIVO O objetivo deste documento elaborado pela Varella Vídeo é fornecer as informações necessárias para que empresas cuja

Leia mais

Manual de utilização do. sistema integrado de controle médico WWW.ISA.NET.BR

Manual de utilização do. sistema integrado de controle médico WWW.ISA.NET.BR Manual de utilização do sistema integrado de controle médico WWW.ISA.NET.BR Sistema integrado de controle médico Acesso... 3 Menu principal... 4 Cadastrar... 6 Cadastro de pacientes... 6 Convênios... 10

Leia mais

CEP 2 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX)

CEP 2 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX) ANEXO 2 INFORMAÇÕES GERAIS VISTORIA 1. É obrigatória a visita ao hospital, para que a empresa faça uma vistoria prévia das condições, instalações, capacidade dos equipamentos, migração do software e da

Leia mais

Portal do Servidor Publico. Cartilha de Orientação Acesso ao PORTAL

Portal do Servidor Publico. Cartilha de Orientação Acesso ao PORTAL Portal do Servidor Publico Cartilha de Orientação Acesso ao PORTAL 1 Indice Apresentação do Portal... 03 Acesso ao Portal do Servidor Publico... 04 Solicitar Senha... 04 Disponibilidade do Portal... 06

Leia mais

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E-

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E- 2014 ÍNDICE 1. Cadastros básicos 2. Módulos básicos (Incluso em todas as versões) CMC BASE 3. Agenda 4. Arquivos 5. Empresas ou Cadastros de empresas 6. Pessoas ou cadastro de pessoas 7. Módulos que compõem

Leia mais

NeXT ERP Sistema de gestão empresarial A solução integrada e eficiente para sua empresa

NeXT ERP Sistema de gestão empresarial A solução integrada e eficiente para sua empresa Gerencie facilmente seu negócio com o NeXT ERP O que é o NeXT Software? - Um avançado software integrado capaz de automatizar e integrar os processos de negócio de sua empresa - Possibilita que as informações

Leia mais

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New 1 Roteiro passo a passo Módulo Vendas Balcão Sistema Gestor New Instruções para configuração e utilização do módulo Vendas balcão com uso de Impressora fiscal (ECF) 2 ÍNDICE 1. Cadastro da empresa......3

Leia mais

TEF Transferência Eletrônica de Fundos

TEF Transferência Eletrônica de Fundos 1. VISÃO GERAL 1.1 OBJETIVOS: O TEF é uma solução eficiente e robusta para atender as necessidades do dia a dia de empresas que buscam maior comodidade e segurança nas transações com cartões, adequação

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Movimentação de Contas Sumário 1 MOVIMENTAÇÃO DE CONTAS...3 2 CONTAS A RECEBER...8 2.1 Lançamento Contas a Receber...9 2.2 Baixa Contas a Receber...11 3 CONTAS A PAGAR...13

Leia mais

Treinamento Sistema Folha Union Módulo III

Treinamento Sistema Folha Union Módulo III FOLHA DE PAGAMENTO MÓDULO III - MOVIMENTOS Folha Union> Vale transporte> Cadastro de tarifas Valor - Insira o valor atual e a data de vigência. Cadastre ou altere os tipos de transportes utilizados de

Leia mais

SophiA Biblioteca - Treinamento Cadastro de Usuários

SophiA Biblioteca - Treinamento Cadastro de Usuários SophiA Biblioteca - Treinamento Cadastro de Usuários Para realizar um cadastro de usuário, clique na aba USUÁRIOS e em seguida no botão. Aba Dados Nome: cadastro do nome do novo usuário. Código: É possível

Leia mais

1 Atualização... ERP 8.8.2

1 Atualização... ERP 8.8.2 DEAK SISTEMAS 2 MANUAL - Deak Frente de Caixa 8.8.2 Sumário I 1 - Introdução 4 II 2 - Instalação 4 1 Atualização... ERP 8.8.2 8 III 3 - Configurações 9 1 3.1... - Cadastros de Bancos 10 2 3.2... - Cadastro

Leia mais

Domínio Registro. Teclas de atalho para ajudar na utilização do Sistema e cadastros em todos dos Módulos. Menu Controle

Domínio Registro. Teclas de atalho para ajudar na utilização do Sistema e cadastros em todos dos Módulos. Menu Controle Domínio Registro O Domínio Registro foi desenvolvido para gerenciar todos os processos referentes à abertura e fechamento de empresas, permite a confecção de contratos, alterações e distratos sociais,

Leia mais

DPAlmox - Windows MANUAL DO USUÁRIO

DPAlmox - Windows MANUAL DO USUÁRIO - Windows MANUAL DO USUÁRIO DPSISTEMAS www.dpsistemas.com.br 1. Registrando o programa... 3 2. Entrando no programa Login... 5 3. Tela Principal do Sistema... 6 4. Utilizando os botões de navegação...

Leia mais

INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO... 3. CONTAS A RECEBER... 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER...

INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO... 3. CONTAS A RECEBER... 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER... 1 2 INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO......6 3. CONTAS A RECEBER......6 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER...6 3.2. LANÇAMENTO MANUAL DE CONTAS A RECEBER...7 3.3. GERAÇÃO

Leia mais

MANUAL DE FÉRIAS SIGRH PARA SECRETÁRIAS E CHEFIAS

MANUAL DE FÉRIAS SIGRH PARA SECRETÁRIAS E CHEFIAS MANUAL DE FÉRIAS SIGRH PARA SECRETÁRIAS E CHEFIAS Universidade Federal de Itajubá Diretoria de Pessoal Janeiro/2015 Prezadas Chefias e Secretárias, Com o intuito de orientar as Diretorias e Institutos

Leia mais

Gestor Empresarial - Financeiro. Release Versão 1.076

Gestor Empresarial - Financeiro. Release Versão 1.076 Gestor Empresarial - Financeiro Release Versão 1.076 Maio/2013 Produto : AeroSoft Gestor Empresarial - Financeiro Versão : v1.076 Data Liberação : 21/04/2013 A seguir são apresentadas as novas funções

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DO M3

MANUAL DO USUÁRIO DO M3 MANUAL DO USUÁRIO DO M3 1 CADASTROS 1.1 Clientes Abre uma tela de busca na qual o usuário poderá localizar o cadastro dos clientes da empresa. Preencha o campo de busca com o nome, ou parte do nome, e

Leia mais

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Sumário Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Fazendo Login no Sistema Tela inicial do Portal WEB Criando um

Leia mais

Manual NOV - PDV. Versão 1.0

Manual NOV - PDV. Versão 1.0 Manual NOV - PDV Versão 1.0 Sumário 01 Captura de Nota Fiscal...3 02 Remessa de Entrada...6 03 Remessa de Saída......9 04 Pedido Normal...12 05 Pedido Especial...16 06 Nota Fiscal Avulsa...18 07 Controle

Leia mais

GUIA DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE COMPRAS VIA WEB

GUIA DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE COMPRAS VIA WEB GUIA DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE COMPRAS VIA WEB ( c) 2010 Todos os direitos reservados a ABCG Campo Grande-MS INDICE 1. Introdução ao compras web 05 2. Fluxo do processo de compras web 06 3. Como ingressar

Leia mais

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INDICE 1. INTRODUÇÃO 2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO 2.1. COMPARTILHANDO O DIRETÓRIO DO APLICATIVO 3. INTERFACE DO APLICATIVO 3.1. ÁREA DO MENU 3.1.2. APLICANDO A CHAVE DE LICENÇA AO APLICATIVO 3.1.3 EFETUANDO

Leia mais

Relatórios. Financeiro... 3. Detalhes financeiros da classe... 3. Detalhes financeiros do plano... 4. Detalhes financeiros dos alunos...

Relatórios. Financeiro... 3. Detalhes financeiros da classe... 3. Detalhes financeiros do plano... 4. Detalhes financeiros dos alunos... Relatórios Financeiro... 3 Detalhes financeiros da classe... 3 Detalhes financeiros do plano... 4 Detalhes financeiros dos alunos... 5 Vencimento diferenciado... 6 Não emitir boleto... 7 Diferenças entre

Leia mais

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 ArpPrintServer Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO SISTEMA... 3 REQUISITOS DE SISTEMA... 4 INSTALAÇÃO

Leia mais

Sistema Xibobó de Gestão de Eventos Caso de Uso: Processar Venda e Acompanhamento de Entrega de Ingressos

Sistema Xibobó de Gestão de Eventos Caso de Uso: Processar Venda e Acompanhamento de Entrega de Ingressos Sistema Xibobó de Gestão de Eventos Caso de Uso: Processar Venda e Acompanhamento de 1 Breve Descrição Processar vendas através de Promotores de Eventos ou Internet, controlando o processo de emissão e

Leia mais

Manual sistema Laundry 4.0

Manual sistema Laundry 4.0 Manual sistema Laundry 4.0 Sistema para serviços de Lavanderia Comércios Empresa responsável Novacorp informática Fone (41) 3013-1006 E-mail marcio@novacorp.com.br WWW.novacorp.com.br Sumario 1 Este manual

Leia mais

Sistema MSYS - Sistema Financeiro para Produtoras de Cinema e Vídeo

Sistema MSYS - Sistema Financeiro para Produtoras de Cinema e Vídeo Sistema MSYS - Sistema Financeiro para Produtoras de Cinema e Vídeo Resumo O desenvolvimento de um sistema específico para Produtoras de Cinema foi iniciado em 1984, quando fui convidado pela Companhia

Leia mais

1. Controle de exercício

1. Controle de exercício 1 1. Controle de exercício Para realizar lançamentos e emitir relatório o módulo Contabil obriga a criação de exercícios, que na verdade representam os anos de atividade da empresa. Confira algumas dicas

Leia mais