Ambiente de Pagamentos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ambiente de Pagamentos"

Transcrição

1 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃOTRIBUTÁRIA DIRETORIA DE INFORMAÇÕES Ambiente de Pagamentos Manual do Contribuinte Versão 26/09/2011

2 Índice Analítico 1. Introdução ao Ambiente de Pagamentos 2 2. O Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais DARE-SP 2 3. Acesso ao sistema Ambiente de Pagamentos Contribuinte sem Senha Contribuinte com Senha Contribuinte usando Certificado Digital 7 4. Emissão de DARE Emitir Documento de Arrecadação 9 5. Consultas Consultar Situação do DARE Visualização da Situação do DARE-SP Reimprimir o DARE-SP Trocar de Empresa 24 1

3 1. Introdução ao Ambiente de Pagamentos O Novo Sistema Ambiente de Pagamentos refere-se a uma inovação na forma de arrecadação de tributos e demais receitas públicas administrados pela Secretaria da Fazenda. Na nova sistemática, os contribuintes utilizam o Sistema Ambiente de Pagamentos para emitir o documento de arrecadação e recolhê-lo nas instituições bancárias autorizadas pela Secretaria da Fazenda. A transmissão da informação pelos Bancos é mais ágil, conseqüentemente confere melhor controle sobre os pagamentos e maior celeridade na prestação dos serviços pelos órgãos do Estado de São Paulo. A emissão dos Documentos de Arrecadação deve ocorrer por meio do site da Secretaria da Fazenda na rede mundial de computadores (www.fazenda.sp.gov.br/pagamentos). Inicialmente, o Sistema Ambiente de Pagamentos está habilitado a emitir somente documentos com o Código de Receita (Emolumentos da Junta Comercial). Para o recolhimento dos emolumentos da JUCESP, o DARE-SP deve ser gerado: a) Referente ao serviço Protocolo de Atos compreendendo atos de constituição, alteração e encerramento de empresas, indiretamente pelo Sistema Ambiente de Pagamentos, mediante consulta ao referido sistema pelo sistema denominado Cadastro WEB, que emite o DARE-SP exclusivamente a partir do endereço eletrônico: O sistema Cadastro WEB emite um único DARE-SP por processo. O DARE-SP emitido deve possuir somente um documento complementar. Uma vinculação automática realizada entre o processo gerado no sistema Cadastro WEB e o DARE-SP respectivo, cujo valor é calculado em tempo real, de acordo com os tipos de atos que compõem o processo. b) Referente aos serviços de Certidão Específica e Solicitação de Digitalização diretamente no sistema Ambiente de Pagamentos e indiretamente no sistema denominado JucespOnline, disponível no endereço eletrônico que consulta o sistema Ambiente de Pagamentos para a geração do documento de arrecadação. 2. O Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais DARE-SP No Sistema Ambiente de Pagamentos, a arrecadação de tributos e demais receitas públicas estaduais deve ocorrer por meio do Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais DARE-SP e não mais pela Guia de Arrecadação de Receitas Estaduais GARE. O DARE-SP é composto de, basicamente, duas partes: O Documento Principal este contém os dados principais do contribuinte que está recolhendo o tributo. Dados como: CNPJ Base ou CPF, endereço, Nome ou Razão Social, Telefone, Valor Total do Documento, Quantidade de Documentos Detalhe; O(s) Documento(s) Complementar (es) estes devem conter as informações pertinentes ao recolhimento dos tributos e demais receitas públicas a que se refere. Dados como: Código e Descrição da Receita, Tipo e Descrição do Serviço, Nome ou Razão Social, CNPJ completo, Observação se houver. Os demais campos dependem do código de receita. Características principais do DARE-SP: 2

4 Deve ser emitido através do Sistema Ambiente de Pagamentos, seja pelo site da SEFAZ na rede mundial de computadores (www.fazenda.sp.gov.br/pagamentos), seja por outro meio eletrônico homologado por esta Secretaria; Possui Número de Controle Único fornecido pela Secretaria da Fazenda para cada Documento emitido pelo Sistema Ambiente de Pagamentos. Facilita a busca, recuperação e acompanhamento de situação do recolhimento; Todos os Documentos serão gerados com Código de Barras, sem exceção; Permite ao contribuinte agregar em um único documento diversos débitos, por exemplo, pode efetuar num mesmo DARE-SP três pagamentos de diferentes serviços, preenchendo três Documentos complementares, sendo emitido um único Documento Principal para o recolhimento (exceto o serviço Protocolo de Atos da JUCESP para o qual deve ser gerado um único documento detalhe para cada DARE-SP); Data de Vencimento do Documento Se o contribuinte não efetuar o recolhimento até o dia do vencimento do Documento, o pagamento deste deve ser recusado pelo banco, sendo necessário retornar ao Sistema Ambiente de Pagamentos para efetuar a emissão de novo Documento, desta forma, o contribuinte está sujeito a eventuais multas e juros, dentre outros encargos. 3

5 Destinação dos Documentos: Documento Principal deve ser utilizado para efetuar o pagamento junto à rede bancária, podendo a via do contribuinte autenticada servir como comprovante de pagamento. Documento Complementar deve ser utilizado como o meio apropriado para a solicitação dos serviços junto ao órgão prestador. 3. Acesso ao sistema Ambiente de Pagamentos O contribuinte ou interessado pode acessar o Sistema Ambiente de Pagamentos através do site da Secretaria da Fazenda na rede mundial de computadores (www.fazenda.sp.gov.br/pagamentos). Na Tela inicial do Sistema são apresentadas as opções de acesso ao usuário, que pode selecionar o Perfil Contribuinte, que disponibiliza as seguintes situações: 4

6 Contribuinte sem Senha: para o qual não é exigida a digitação de usuário e senha, sendo dispensada a utilização de certificação digital; Contribuinte com Senha: para o qual é exigida a digitação das informações de Usuário e Senha do Posto Fiscal Eletrônico PFE ou a utilização do Certificado digital com senha. Integrado com Active Directory (usuário logado na rede); Contribuinte usando Certificado Digital: para o qual é solicitada a autenticação junto ao certificado digital Contribuinte sem Senha Ao Contribuinte sem Senha somente é permitido acesso à funcionalidade de geração e impressão do DARE-SP Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais, não sendo autorizado o acesso a outras funcionalidades, tais como: Consultas da Situação dos Documentos de Arrecadação e Configurações de Conta. 5

7 Esse perfil tem acesso apenas à Emissão de DARE Interface utilizada para emitir guias e consultar as guias já emitidas Contribuinte com Senha O Contribuinte com Senha ao acessar o Sistema encontra uma tela do tipo portal, com opções de menus para que possa realizar as ações desejadas. Integrado com Active Directory (usuário logado na rede); 6

8 Esse perfil tem acesso as opções do menu Consultar e Emissão de DARE podendo gerar um DARE. Confirmar Opção usada para trocar de empresa; Consultar Consulta Situação de Documentos. Emissão de DARE Opção para gerar um DARE Contribuinte usando Certificado Digital O Contribuinte com Senha pode usar o certificado digital e a senha do certificado digital para se autenticar no sistema. 7

9 Esse perfil tem acesso a opção de menu Consultar além das opções do contribuinte logado sem senha. Confirmar Opção usada para trocar de empresa; Consultar Consulta Situação de Documentos. 4. Emissão de DARE Na opção do menu Emissão de DARE, tem-se acesso a emitir, gerar e imprimir o documento de arrecadação DARE-SP. 8

10 4.1. Emitir Documento de Arrecadação Na tela Emissão de DARE, o sistema apresenta a aba: DEMAIS RECEITAS O Usuário deve escolher o tipo de receita que deseja recolher e clicar na aba correspondente. Inicialmente, está disponível somente o recolhimento de DARE-DEMAIS RECEITAS, órgão JUCESP (Junta Comercial do Estado de São Paulo). Ao clicar em DEMAIS RECEITAS, são apresentados dois campos. No primeiro, o contribuinte seleciona o nome do órgão e, no segundo, o serviço que deseja pagar. Em seguida deve pressionar o botão ok. 9

11 Selecionado um serviço, é mostrada uma tela na qual o usuário deve preencher os dados do formulário. Ao finalizar deve clicar em INCLUIR DÉBITO. 10

12 O sistema valida os dados do débito apresentado e o insere na cesta de débitos. Cesta de Débitos Após a inclusão de cada débito é apresentada a tela Finalizar Cesta. Nela o contribuinte visualiza a lista de todos os débitos já incluídos. 11

13 Caso o Usuário deseje cancelar/excluir algum dos débitos, basta selecionar e clicar em Remover Débitos Selecionados. Caso a lista de débitos esteja completa, basta clicar em Emitir DARE. Se desejar incluir outro débito na Cesta, o contribuinte deve clicar novamente na aba DEMAIS RECEITAS (ou outra) e repetir os passos anteriores. Atenção! O Sistema só permite a inclusão de débitos do mesmo CNPJ base ou CPF no Documento. O Sistema permite a inclusão máxima de 100 (cem) débitos para cada DARE-SP. Após a emissão, o contribuinte pode imprimir o DARE-SP ou efetuar o download do arquivo contendo o documento. 12

14 13

15 O contribuinte pode efetuar o recolhimento do Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais DARE-SP nos terminais de caixa ou de auto-atendimento dos Bancos conveniados com a Secretaria da Fazenda. Se preferir e houver necessidade, é possível pode pagar pela internet, clicando no logotipo abaixo. 14

16 O sistema irá abri o site do banco escolhido. 15

17 Somente o DARE-SP Documento Principal pode ser autenticado pelo Banco. O(s) Documento(s) complementar (es) não é (são) autenticado(s). Cada Documento complementar corresponde ao serviço ou ao débito tributário conforme constar no preenchimento. Dessa forma, o contribuinte deve apresentar cada Documento Detalhe no respectivo órgão prestador do serviço para que seja efetuada a conferência de pagamento dentro do Sistema Ambiente de Pagamentos. 5. Consultas A consulta somente está habilitada para Usuários que possuam autorização e senha ou certificação digital do Sistema Ambiente de Pagamentos. O acesso a essa consulta é negado aos Usuários não identificados. Para realizar o acesso é necessário em: Consultar Situação do Documento 16

18 5.1. Consultar Situação do DARE Esta funcionalidade é responsável por realizar a consulta da situação dos documentos de arrecadação emitidos no Sistema Ambiente de Pagamentos. Na opção do menu de consulta, ao clicar em Consultar Situação do Documento, o sistema apresenta a tela contendo os filtros de pesquisa: Número do Documento Principal, Número do Documento Detalhe, Inscrição Estadual, Período de Emissão, Período de Pagamento, Banco de Pagamento, Receita, Valor, DAREs Pagos/ Não Pagos/ Todos. O Campo CPF / CNPJ Base do emissor é fixo para a pesquisa, pois o sigilo do contribuinte deve ser respeitado. Na tela de consulta da Situação do DARE o contribuinte deve preencher os filtros de pesquisa que desejar para a realização da pesquisa e clicar no botão Consultar. 17

19 O sistema busca o Documento de Arrecadação (DARE-SP) de acordo com os dados inseridos pelo contribuinte. O sistema informa que não foi encontrado DAREs, caso não existam documentos que atendam aos parâmetros selecionados. Caso existam Documentos que atendam aos parâmetros consultados, este serão listado com informações de valores data de emissão, status do pagamento e detalhes. 18

20 5.2. Visualização da Situação do DARE-SP Após a realização da pesquisa da Situação do DARE-SP, ao clicar no ícone Detalhes de um dos documentos retornados pela pesquisa, são fornecidas todas as informações contidas no documento selecionado. 19

21 Caso a consulta tenha seja realizada por documentos não pagos, o contribuinte terá a opção de fazer o pagamento on-line. 20

22 È necessário clicar em detalhes e será apresentada a opção de pagamento On-Line. 21

23 Ao clicar no logotipo desejado, o contribuinte será redirecionado para o banco escolhido Reimprimir o DARE-SP Verificados os Detalhes de um registro, pode ser realizada a reimpressão do documento de arrecadação. Ao clicar no botão Reimprimir Guia, o sistema apresenta um arquivo PDF com a reimpressão do documento de arrecadação DARE-SP. 22

24 23

25 Caso o Sistema já tenha recebido a informação pelo Banco de que o pagamento foi efetuado, a situação do Documento está como paga e se o usuário desejar reimprimir o documento, o mesmo apresenta uma marca d água em plano de fundo com a inscrição DARE PAGO, este aviso é para que o contribuinte não efetue novamente o pagamento deste documento. Caso o DARE-SP já esteja paga o sistema permite que o usuário reimprima o documento de arrecadação, porém com uma marca d água indicando ao caixa do banco para que não o receba. 6. Trocar de Empresa Essa funcionalidade permite ao contribuinte realizar a alteração de empresa vinculada ao seu CPF, sem a necessidade de sair e entrar novamente no sistema. São listadas as empresas que o contribuinte tenha vinculo (sócio), sendo permitido selecionar qualquer uma dessas empresas para poder realizar ações com o perfil da empresa/pessoa física que desejar. Para acessar a funcionalidade clique na opção de Trocar de Empresa. 24

26 O sistema apresenta tela de seleção com a lista de empresas que o usuário possui vínculo. Selecione a opção desejada e a empresa e clique no botão Prosseguir. O sistema direciona o foco para a página já com a alteração da empresa realizada. 25

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 1 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA Documento de Arrecadação Estadual DAE Manual do Usuário Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 66.053-000 Av. Visconde de Souza Franco, 110 Reduto Belém PA Tel.:(091)

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA Apresentação Este sistema faz parte do Portal NFS Digital e tem o intuito de ser utilizado por emissores de Nota Fiscal de Serviços

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D A NOTA FISCAL AVULSA ÍNDICE 1. Acesso ao Portal do Sistema...6 2. Requerimento de Acesso para os novos usuários...6 2.1 Tipo

Leia mais

MANUAL DA AGENFA. Controle de Documentos para Digitalização SEFAZ - CDD. Módulo da Agenfa MAI / 2011 VERSÃO 01

MANUAL DA AGENFA. Controle de Documentos para Digitalização SEFAZ - CDD. Módulo da Agenfa MAI / 2011 VERSÃO 01 MANUAL DA AGENFA SEFAZ - CDD Controle de Documentos para Digitalização Módulo da Agenfa MAI / 2011 VERSÃO 01 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 03 CAPTURANDO DOCUMENTOS NA AGENFA... 04 PRINCIPAL... 05 CAPTURAR... 07

Leia mais

Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários

Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários Secretaria De Estado de Fazenda Superintendência de Gestão da Informação Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários DECLARAÇÃO DE COMPRA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D A NFS-e NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NOTA NATALENSE ÍNDICE INFORMAÇÕES GERAIS...4 1. Acesso ao Portal do Sistema...7

Leia mais

APLICAÇÕES WEB GUIA DO USUÁRIO

APLICAÇÕES WEB GUIA DO USUÁRIO Parte:...................................... Gabarito Assunto:............................ Atualização: Original........................ Página: 1 SIA 7.5 - Sistema Integrado de Arrecadação APLICAÇÕES

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO ANTECIPACÃO DE ICMS MANUAL DO USUÁRIO - CONTRIBUINTE

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO ANTECIPACÃO DE ICMS MANUAL DO USUÁRIO - CONTRIBUINTE SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO ANTECIPACÃO DE ICMS MANUAL DO USUÁRIO - CONTRIBUINTE Versão 1.0 Belém PA - Maio 2014 Sumário 1. Introdução...

Leia mais

Manual de Utilização. Versão 1.0.1

Manual de Utilização. Versão 1.0.1 Manual de Utilização Versão 1.0.1 Conteúdo 1 Funções do Conhecimento... 3 1.1 Restaurar... 3 1.2 Localiza Certificado... 4 1.3 Exibir Mensagem Vencimento Certificado... 4 1.4 Execução Server... 5 1.5 Configurações

Leia mais

Utilizando o SISPC para efetuar Registros

Utilizando o SISPC para efetuar Registros Utilizando o SISPC para efetuar Registros 1. Registros O b j e t i v o Através do módulo de registros do sistema serão executadas as operações de inclusão de pessoas inadimplentes na base de dados do SPC.

Leia mais

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Página1 e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é Nota Fiscal de Serviço eletrônica

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica do Tomador de Serviços NFTS

Nota Fiscal Eletrônica do Tomador de Serviços NFTS Nota Fiscal Eletrônica do Tomador de Serviços NFTS Versão 1.0 Nota Salvador NFS-e Versão do Manual: 1.0 pág. 2 Manual do Sistema da Nota Fiscal Eletrônica do Tomador de Serviços NFTS ÍNDICE 1. Acessando

Leia mais

Nota Fiscal Paulista. Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Nota Fiscal Paulista. Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Nota Fiscal Paulista Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) Versão 1.1 15/02/2008 Página 1 de 17 Índice Analítico 1. Considerações Iniciais 3 2. Instalação do

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica Avulsa NF-e Avulsa

Nota Fiscal Eletrônica Avulsa NF-e Avulsa Nota Fiscal Eletrônica Avulsa NF-e Avulsa 1 Manual para emissão de Nota Fiscal Eletrônica Avulsa NF-e Avulsa Microempreendedor Individual 2014. INTRODUÇÃO A Nota Fiscal Eletrônica Avulsa (NF-e Avulsa)

Leia mais

MANUAL DE USO FACGTO AUTORIZADOR ONLINE DE ODONTOLOGIA

MANUAL DE USO FACGTO AUTORIZADOR ONLINE DE ODONTOLOGIA MANUAL DE USO FACGTO AUTORIZADOR ONLINE DE ODONTOLOGIA 1 Acessar o endereço www.unafiscosaude.org.br, no menu Credenciados>Prestadores odontológicos>se deseja acessar o Sistema Facgto clique aqui. 1.2

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA. Acesso ao Sistema - Pessoa Física

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA. Acesso ao Sistema - Pessoa Física ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA Acesso ao Sistema - Pessoa Física Página 2 de 36 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 1.1. DEFINIÇÃO... 4 2. REGRAS PARA CADASTRAMENTO... 5 3. SENHA WEB... 6

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA PED MANUAL INTERNET

SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA PED MANUAL INTERNET SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA MANUAL INTERNET ÍNDICE Sistema Integrado de Administração da Receita 1 INTRODUÇÃO GERAL... 4 2 INTRODUÇÃO AO... 4 2.1 OBJETIVOS... 4 2.2 BENEFÍCIOS... 4 2.3

Leia mais

Manual de Utilização. Sistema. Recibo Provisório de Serviço

Manual de Utilização. Sistema. Recibo Provisório de Serviço Manual de Utilização Sistema Recibo Provisório de Serviço Versão 1.0 17/08/2011 Sumário Introdução... 5 1. Primeiro Acesso... 7 2. Funções do e-rps... 8 2.1 Menu Superior... 8 2.1.1 Arquivo......8 2.1.2

Leia mais

Manual do Usuário. SefazNET com Bootstrap

Manual do Usuário. SefazNET com Bootstrap Manual do Usuário SefazNET com Bootstrap Versão: 01.03 Data: 05/12/2014 Responsável: Armando Wodson de Sousa Vieira E-mail: centraldeservicos@sefaz.ma.gov.br Célula de Gestão de Pessoas e Administração

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA FAZENDA. Nota Fiscal Paulista. Manual do Consumidor

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA FAZENDA. Nota Fiscal Paulista. Manual do Consumidor GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA FAZENDA Nota Fiscal Paulista Manual do Consumidor Versão 1.2 28/12/2007 Índice Analítico 1. Considerações Gerais 2 1.1 Definição 2 1.2

Leia mais

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE Guia do Usuário ÍNDICE ÍNDICE Setembro /2009 www.4rsistemas.com.br 15 3262 8444 IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 3 Sou localizado no município... 4 Não sou localizado no município... 4 ACESSO AO SISTEMA... 5 Tela

Leia mais

Manual do Software de Cobrança Itaú

Manual do Software de Cobrança Itaú Banco Itaú SA Manual do Software de Cobrança Itaú Última atualização: agosto/2006 Índice 1 Visão Geral 03 2 Instalação 03 3 Inserindo os dados de sua empresa 03 4 Inserindo os dados dos títulos de Cobrança

Leia mais

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Página1 e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é MDF-e?... 03 2. Safeweb e-nota MDF-e... 04 3. Acesso e-nota

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS CSGII - COORDENADORIA SETORIAL DE GESTÃO DA INFORMÁTICA E INFORMAÇÃO. Nota Fiscal Alagoana Manual do Consumidor

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS CSGII - COORDENADORIA SETORIAL DE GESTÃO DA INFORMÁTICA E INFORMAÇÃO. Nota Fiscal Alagoana Manual do Consumidor GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS CSGII - COORDENADORIA SETORIAL DE GESTÃO DA INFORMÁTICA E INFORMAÇÃO Nota Fiscal Alagoana Manual do Consumidor Versão 1.0 07/11/2008 Índice Analítico 1. Considerações Gerais...

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO WEB TRIBUTOS SAATRI

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO WEB TRIBUTOS SAATRI MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO WEB TRIBUTOS SAATRI 130325 SUMÁRIO SAATRI (Serviço de Auto Atendimento Tributário)... 3 ECONÔMICO... 4 Acesso ao Sistema... 4 Emissão de Certidão Negativa... 5 Verificar Autenticidade

Leia mais

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas 2014 V.1.0 SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Contas Médicas SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Módulos CONTAS MÉDICAS Capa

Leia mais

MANUAL NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇO

MANUAL NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇO MANUAL NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇO Versão: 1.0 1.0 - CREDENCIAMENTO 1º Passo Acesse o site: www.almenara.mg.gov.br e clique no menu superior Serviços e em seguida na opção Nota Fiscal Eletrônica,

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Manual do Sistema

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Manual do Sistema 1 Índice Apresentação... 3 Entrada no sistema... 4 Manual da NFe de Serviços Módulo Tomador... 5 Consultar RPS Recibo Provisório de Serviços... 6 Verificar a Autenticidade de Nota Fiscal...7 Geração de

Leia mais

Certidão Online Manual do Usuário

Certidão Online Manual do Usuário JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Certidão Online Manual do Usuário Versão 3.1 Lista de Tópicos - Navegação Rápida CADASTRANDO O USUÁRIO... 3 ACESSANDO O SISTEMA... 5 CERTIDAO SIMPLIFICADA NADA

Leia mais

NFE Nota Fiscal eletrônica. Versão 2.0 (07/2012)

NFE Nota Fiscal eletrônica. Versão 2.0 (07/2012) NFE Nota Fiscal eletrônica Versão 2.0 (07/2012) Sumário INTRODUÇÃO... 2 COMO OBTER AUTORIZAÇÃO PARA EMISSÃO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA... 3 2º VIA DE SOLICITAÇÃO/AUTORIZAÇÃO DE IMPRESSÃO DE DOCUMENTOS FISCAIS...

Leia mais

Requerimento UNIVERSAL

Requerimento UNIVERSAL Requerimento UNIVERSAL 1 / 10 ÍNDICE ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3 ACESSO RESTRITO... 4 CADASTRO... 4 REQUERIMENTO UNIVERSAL... 6 CONSTITUIÇÃO E ALTERAÇÃO... 7 OUTROS SERVIÇOS... 8 REIMPRESSÃO DE DOCUMENTOS...

Leia mais

Clique aqui para começar. Cartilha do Empregador Doméstico para emissão da GRF Guia de Recolhimento do FGTS

Clique aqui para começar. Cartilha do Empregador Doméstico para emissão da GRF Guia de Recolhimento do FGTS Clique aqui para começar Cartilha do Empregador Doméstico para emissão da GRF Guia de Recolhimento do FGTS Informações adicionais Você poderá navegar livremente na cartilha utilizando os botões localizados

Leia mais

Sistema de Impostos. Impostos Portal do Contribuinte. Manual do Utilizador. Versão 1.3. República de Angola Ministério das Finanças

Sistema de Impostos. Impostos Portal do Contribuinte. Manual do Utilizador. Versão 1.3. República de Angola Ministério das Finanças Sistema de Impostos República de Angola Impostos Portal do Contribuinte Versão 1.3 Sistema de Impostos República de Angola Índice Item Página 1. Acesso ao Sistema...3 2. Informações...4 3. Declarar Imposto...

Leia mais

Copyright 2004/2015 - VLC

Copyright 2004/2015 - VLC Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Perguntas Frequentes Versão 8.1 Atualizado em 26/08/2015 Copyright 2004/2015 - VLC As informações contidas neste caderno de Perguntas e Respostas são de propriedade da

Leia mais

Passos para teste de boletos pré-produção

Passos para teste de boletos pré-produção Passos para teste de boletos pré-produção Os passos citados abaixo apenas poderão ser efetuados após a homologação dos boletos junto ao banco. Este processo é realizado pela MTI e liberado à empresa que

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual da Declaração Eletrônica de Serviços de Instituições Financeiras (DES-IF) Todos os dados e valores apresentados neste manual são ficticios. Qualquer dúvida consulte a legislação vigente. Página

Leia mais

manual Sistema de Gestão de Contribuições

manual Sistema de Gestão de Contribuições manual Sistema de Gestão de Contribuições Conteúdo 1. Login 4 2. Home 5 3. Informações básicas 3.1. Menus 6 3.2. Números e status 7 3.3. Ações 8 4. Ambientes da ferramenta 4.1. Sindicato 13 4.2. Empresas

Leia mais

Manual do REC. Sistema de Registro de Categorias

Manual do REC. Sistema de Registro de Categorias Manual do REC Sistema de Registro de Categorias (Usuário Externo) Atualizado em Dezembro/2013 Versão 2.0 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 6 2. FLUXO DO SISTEMA... 6 3. AUTENTICAÇÃO... 7 4. VINCULAR REPRESENTANTE/REPRESENTADO...

Leia mais

Manual de Utilização Autorizador Web V2

Manual de Utilização Autorizador Web V2 Manual de Utilização Autorizador Web V2 OBJETIVO Esse manual tem como objetivo o auxílio no uso do Autorizador de Guias Web V2 do Padre Albino Saúde. Ele serve para base de consulta de como efetuar todos

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO PEDIDO DE USO DE ECF MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.0

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO PEDIDO DE USO DE ECF MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO PEDIDO DE USO DE ECF MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.0 Belém Agosto - 2013 1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Identificação Acesso ao Sistema... 4 3. Painel

Leia mais

MANUAL PARA CREDENCIAMENTO DE ESTABELECIMENTOS PARA EMISSÃO DE NF-e

MANUAL PARA CREDENCIAMENTO DE ESTABELECIMENTOS PARA EMISSÃO DE NF-e MANUAL PARA CREDENCIAMENTO DE ESTABELECIMENTOS PARA EMISSÃO DE NF-e Este documento tem por objetivo orientar a etapa de Credenciamento para emissão de Nota Fiscal eletrônica (NF-e) por contribuintes paranaenses.

Leia mais

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Usuário Anônimo Versão 1.3 11/02/2011 SUMÁRIO Apresentação... 3 Objetivos... 3 1. Solicitação de CeC... 4 1.1. Cadastro de Pessoas Físicas... 6 1.1.1 Cadastro de

Leia mais

MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento

MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento SEBRAE-GO 1 Sumário Introdução... 3 1) Acesso ao Sistema... 4 1.1. LOGIN... 4 1.2. ALTERAR SENHA... 7 1.3. RECUPERAR SENHA...

Leia mais

VISTORIA DO SISTEMA REGIN PREFEITURAS

VISTORIA DO SISTEMA REGIN PREFEITURAS Página 1 / 29 ÍNDICE ÍNDICE... 2 APRESENTAÇÃO... 3 MÓDULO DE ACESSO... 3 CONFIGURAÇÃO MÓDULO VISTORIA... 4 ANÁLISE DOS PROTOCOLOS... 5 CONTROLE DE EXPORTAÇÃO MÓDULO VISTORIA... 8 DISPOSITIVO REGIN PREFEITURA...

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA MANUAL DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO VERSÃO 1.0

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA MANUAL DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO VERSÃO 1.0 MANUAL DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO VERSÃO 1.0 INTRODUÇÃO O Tribunal de Justiça deu mais um passo rumo à modernização do Poder Judiciário da Bahia. Trata-se do Sistema de Habilitação de Casamento via

Leia mais

Manual do Sistema Carteira do Idoso

Manual do Sistema Carteira do Idoso Manual do Sistema Carteira do Idoso SUMÁRIO Manual do Sistema Carteira do Idoso... 3 1. Acessando o Sistema... 3 2. Tela Inicial... 4 2.1. Início... 5 2.2. Pesquisar Idoso... 5 2.2.1. Como pesquisar o

Leia mais

Resumo das funcionalidades

Resumo das funcionalidades Resumo das funcionalidades Menu MENU Dados Cadastrais Atualizar Cadastro Troca Senha Grupo Usuários Incluir Atualizar Funcionários Incluir Atualizar Atualizar Uso Diário Importar Instruções Processar Status

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO NOTA FISCAL AVULSA ORIENTAÇÕES PARA EMISSÃO PELA WEB

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO NOTA FISCAL AVULSA ORIENTAÇÕES PARA EMISSÃO PELA WEB PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO NOTA FISCAL AVULSA ORIENTAÇÕES PARA EMISSÃO PELA WEB Página 2 de 11 INFORMAÇÕES GERAIS O Sistema de emissão de Nota Fiscal Avulsa - NFA

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE INTRODUÇÃO O portal do Afrafep Saúde é um sistema WEB integrado ao sistema HEALTH*Tools. O site consiste em uma área onde os Usuários e a Rede Credenciada,

Leia mais

1 INFORMAÇÕES PRELIMINARES SOBRE O PROTOCOLO ON-LINE DO CADASTRO MOBILIÁRIO

1 INFORMAÇÕES PRELIMINARES SOBRE O PROTOCOLO ON-LINE DO CADASTRO MOBILIÁRIO 1 INFORMAÇÕES PRELIMINARES SOBRE O PROTOCOLO ON-LINE DO CADASTRO MOBILIÁRIO Para dar mais agilidade ao processo de inscrição de alvará de localização e permanência no Município de Joinville, alguns procedimentos

Leia mais

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual Aplicativo da Manifestação do Destinatário Manual Novembro de 2012 1 Sumário 1 Aplicativo de Manifestação do Destinatário...4 2 Iniciando o aplicativo...4 3 Menus...5 3.1 Manifestação Destinatário...5

Leia mais

Faturamento Eletrônico - CASSEMS

Faturamento Eletrônico - CASSEMS 1 Conteúdo 1. Informações Iniciais... 3 1.1. Sobre o documento... 3 1.2. Organização deste Documento... 3 2. Orientações Básicas... 3 2.1. Sobre o Faturamento Digital... 3 3. Instalação do Sistema... 4

Leia mais

Prefeitura de Araxá - MG

Prefeitura de Araxá - MG ARAXÁ - MG sexta-feira, 10 de setembro de 2015 Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço ÍNDICE Desbloquear PopUps Legislação Cadastrando A Senha Eletrônica Acessando O Sistema De Nfs- E Pela Primeira

Leia mais

lnclusão de Solicitação de Cópia de Processo Físico anterior à adoção do E-Process Usuário: Contribuinte inscrito ou não inscrito

lnclusão de Solicitação de Cópia de Processo Físico anterior à adoção do E-Process Usuário: Contribuinte inscrito ou não inscrito lnclusão de Solicitação de Cópia de Processo Físico anterior à adoção do E-Process Solicitação de Cópia de Processo Físico Usuário: Contribuinte inscrito ou não inscrito O Documento de Arrecadação DAR-1/AUT,

Leia mais

Sistema de Prestação de Contas Siprec

Sistema de Prestação de Contas Siprec Sistema de Prestação de Contas Siprec Manual de Utilização Perfil Beneficiário Versão 1.3.4 Agosto de 2013 1 SUMÁRIO Manual do Usuário... 3 1. Objetivo do manual... 3 2. Sobre o sistema... 3 3. Quem deve

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ MANUAL DO USUÁRIO NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA ÍCONES PADRÕES UTILIZADOS 2

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ MANUAL DO USUÁRIO NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA ÍCONES PADRÕES UTILIZADOS 2 ÍNDICE ÍCONES PADRÕES UTILIZADOS 2 PARTE 1 DADOS DO PRESTADOR DE SERVIÇO 4 PARTE 2 SOLICITAÇÃO DE AUTORIZAÇÃO PARA EMISSÃO DE NFS-e 7 PARTE 3 ALTERAR SENHA 9 PARTE 4 GERENCIAMENTO DE USUÁRIOS E PERMISSÕES

Leia mais

MENUS TELA INICIAL. Movimento de Ferramentaria. Alternar entre casas do grupo. Cadastro de Ferramentas. Não Implementado. Cadastro de Funcionários

MENUS TELA INICIAL. Movimento de Ferramentaria. Alternar entre casas do grupo. Cadastro de Ferramentas. Não Implementado. Cadastro de Funcionários FERRAMENTARIA TELA INICIAL Ao autenticar no sistema com usuário e senha cadastrados é apresentada a seguinte tela ao lado esquerdo, sendo essa tela a página inicial do sistema de Ferramentaria. MENUS TELA

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Manual do Sistema

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Manual do Sistema 1 Índice Apresentação... 3 Entrada no sistema... 4 Manual da NFe de Serviços Módulo Tomador... 5 Consultar RPS Recibo Provisório de Serviços... 6 Verificar a Autenticidade de Nota Fiscal...7 Geração de

Leia mais

ISSWEB Contribuintes de Outro Município FIORILLI SOFTWARE

ISSWEB Contribuintes de Outro Município FIORILLI SOFTWARE Manual do Sistema de ISS ISSWEB Contribuintes de Outro Município FIORILLI SOFTWARE Manual do Sistema de ISS 1 CONTEÚDO 1. Menu Contribuintes 1.1 Página Inicial... 2 1.2 Dados Gerais... 2 1.3 Trocar Contribuinte...

Leia mais

DIF-e - MANUAL DE ORIENTAÇÃO AO CONTRIBUINTE

DIF-e - MANUAL DE ORIENTAÇÃO AO CONTRIBUINTE Página 1 de REVISÃO DATA VERSÃO DO HISTÓRICO DAS ALTERAÇÕES SISTEMA 00 1.0 Emissão inicial. Página 2 de Sumário 1. Introdução... 4 2. Modelo Conceitual... 4 3. Programa Cliente... 5 3.1 Telas de Configuração...

Leia mais

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CADASTRO DA EMPRESA... 8 3. CONTROLE DE PERMISSÕES... 14 4. CONFIGURAÇÕES DA EMPRESA... 19 5. CND...

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CADASTRO DA EMPRESA... 8 3. CONTROLE DE PERMISSÕES... 14 4. CONFIGURAÇÕES DA EMPRESA... 19 5. CND... Sage CND Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 1.1. Primeiro Acesso... 2 1.2. Conhecendo a Plataforma Sage... 4 1.2.1. Seleção de Empresa de Trabalho... 4 1.2.2. Sair do sistema/minhas Configurações... 5 1.2.3.

Leia mais

Objetivos. Página - 2

Objetivos. Página - 2 Índice Índice... 1 Objetivos... 2 Configurações... 3 Cadastro de Bancos... 3 Plano de Contas... 3 Conta Corrente... 4 Instruções Bancárias... 6 Portadores Bancários... 7 Cadastro de Clientes... 8 Boletos...

Leia mais

ÍNDICE. 1 -SIAT ONLINE Considerações Gerais 1.1 - Benefícios Pessoas Físicas. 1.2 - Benefícios Pessoas Jurídicas. 1.3 - Tela Inicial anônimos

ÍNDICE. 1 -SIAT ONLINE Considerações Gerais 1.1 - Benefícios Pessoas Físicas. 1.2 - Benefícios Pessoas Jurídicas. 1.3 - Tela Inicial anônimos ÍNDICE 1 -SIAT ONLINE Considerações Gerais 1.1 - Benefícios Pessoas Físicas. 1.2 - Benefícios Pessoas Jurídicas. 1.3 - Tela Inicial anônimos 1.4 Acesso Restrito Direcionado a Empresas 2 - Consulta Débito

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: 2 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento

Leia mais

MANUAL DO PORTAL DO BENEFICIÁRIO

MANUAL DO PORTAL DO BENEFICIÁRIO MANUAL DO PORTAL DO BENEFICIÁRIO Sumário 1 INTRODUÇÃO... 3 2 SITE DO E-VIDA... 4 3 INÍCIO... 5 4 GUIA MÉDICO... 6 5 PRODUTOS... 6 6 REEMBOLSO... 6 6.2 SITUAÇÃO REEMBOLSO... 7 6.3 CRONOGRAMA REEMBOLSO...

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA 1 NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA ANO 2012 2 Sumário 1 Nota Fiscal de Serviços eletrônica - NFS-e... 3 1.1 Considerações Iniciais... 3 1.2 Legislação... 3 1.3 Definição...

Leia mais

MANUAL ITCMD - DOAÇÃO

MANUAL ITCMD - DOAÇÃO MANUAL ITCMD - DOAÇÃO ACESSO AO SISTEMA ITCMD 2 CRIAÇÃO E PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO 2 1º PASSO: ESCOLHA DO TIPO DE DECLARAÇÃO 2 2º PASSO: AJUDA INICIAL 3 3º PASSO: CADASTRAMENTO DE SENHA 3 4º PASSO:

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA PAFS/FS-DA MÓDULO DO DISTRIBUIDOR

MANUAL DO SISTEMA PAFS/FS-DA MÓDULO DO DISTRIBUIDOR MANUAL DO SISTEMA PAFS/FS-DA MÓDULO DO DISTRIBUIDOR 1. Introdução O sistema PAFS/FS-DA, desenvolvido em conformidade com o artigo 6º da Portaria CAT 183/2010, tem como objetivo o controle de disponibilização

Leia mais

Endereço acesso: http://certificacao.ccab.org.br

Endereço acesso: http://certificacao.ccab.org.br Rev. 00 Endereço acesso: http://certificacao.ccab.org.br Login: CNPJ do Exportador ou Despachante. Senha: Fornecido pela CCAB e impressa no protocolo de entrega de documentos. Possibilidade de troca da

Leia mais

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E)

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E) Conteúdo Solicitação de Autorização...2 Numeração da NF-E...3 Emissão de NF-E...3 Pesquisa de NF-E emitida...5 Cancelamento de NF-E emitida...5 Carta de Correção...6 Envio de Arquivo de RPS...6 Número

Leia mais

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174 Versão Liberada A Gerpos comunica a seus clientes que nova versão do aplicativo Gerpos Retaguarda, contendo as rotinas para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, já está disponível. A atualização da versão

Leia mais

Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado da Fazenda

Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado da Fazenda Manual do Usuário Sistema Notapará Programa Nota Fiscal Cidadã Objetivo: Estabelecer orientações aos usuários do sistema Notapará, tais como: usabilidade, funcionalidade e navegabilidade. Manual do Usuário

Leia mais

Procedimentos para cadastrar no E-Process a solicitação de nomeação de fiel depositário em casos de TAD-e

Procedimentos para cadastrar no E-Process a solicitação de nomeação de fiel depositário em casos de TAD-e Procedimentos para cadastrar no E-Process a solicitação de nomeação de fiel depositário em casos de TAD-e Quando, na fiscalização do trânsito de mercadorias ou da respectiva prestação de serviço de transporte,

Leia mais

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município Após receber a confirmação de aceite do Credenciamento via e-mail já é possível efetuar o login no sistema

Leia mais

SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços

SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MANUAL DO USUÁRIO SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 2/24 ÍNDICE Instruções

Leia mais

S C M (Sistema de Controle de Contas de Serviços Médicos/Hospitalares) Manual do Usuário. Data : julho/2002 Versão : 1.2 Telefone : (31)3250-1229

S C M (Sistema de Controle de Contas de Serviços Médicos/Hospitalares) Manual do Usuário. Data : julho/2002 Versão : 1.2 Telefone : (31)3250-1229 S C M () Manual do Usuário Data : julho/2002 Versão : 1.2 Telefone : (31)3250-1229 Utilizando o Sistema : Os procedimentos médicos, exames ou procedimentos Hospitalares são cadastrados na opção de Conta

Leia mais

Manual de Registro de Saída. Procedimentos e Especificações Técnicas

Manual de Registro de Saída. Procedimentos e Especificações Técnicas Manual de Registro de Saída Procedimentos e Especificações Técnicas Versão 1.0 Dezembro 2010 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO GERAL... 3 2 INTRODUÇÃO AO MÓDULO REGISTRO DE SAÍDA - SIARE... 3 2.1 SEGURANÇA... 4 2.2

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA MANUAL DO USUÁRIO

GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA MANUAL DO USUÁRIO GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA MANUAL DO USUÁRIO DOCUMENTO DE ARRECADAÇÃO ESTADUAL DARE-SC OFF LINE Versão 1.1.0 Projeto SEF/Santa

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA. Acesso ao Sistema - Pessoa Física

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA. Acesso ao Sistema - Pessoa Física ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA Acesso ao Sistema - Pessoa Física Página 2 de 48 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 1.1. DEFINIÇÃO... 4 2. REGRAS PARA CADASTRAMENTO... 5 3. SENHA WEB... 6

Leia mais

MANUAL DO PROGRAMA CSPSNet

MANUAL DO PROGRAMA CSPSNet MANUAL DO PROGRAMA CSPSNet Qualquer dúvida entre em contato: (33)32795093 01 USUÁRIO/CSPSNet O sistema CSPSNet está configurado para funcionar corretamente nos seguintes browsers: Internet Explorer 8.0,

Leia mais

Emissor de Nota Fiscal Eletrônica. Novembro de 2007. Equipe Nota Fiscal Eletrônica Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Emissor de Nota Fiscal Eletrônica. Novembro de 2007. Equipe Nota Fiscal Eletrônica Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Emissor de Nota Fiscal Eletrônica Novembro de 2007 Equipe Nota Fiscal Eletrônica Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Índice I - Instalação do Software Emissor NF-e... 3 II Software Emissor NF-e

Leia mais

Alvará comercial na internet.

Alvará comercial na internet. Alvará comercial na internet. Objetivo: Permitir aos Contadores conveniados a emissão de alvará inicial ou outros serviços destinados as empresas e liberados pela internet cujo acesso depende de autorização

Leia mais

MANUAL Inclusão de Proposta para licitação" Operando o Portal do Cidadão

MANUAL Inclusão de Proposta para licitação Operando o Portal do Cidadão MANUAL Inclusão de Proposta para licitação" Operando o Portal do Cidadão Para efetuar esta operação o usuário deverá acessar o portal guaramirim.atende.net rolar a página até o final, clicando na aba Enviar

Leia mais

Manual do Sistema. SMARSA WEB Atendimento de Processos

Manual do Sistema. SMARSA WEB Atendimento de Processos Manual do Sistema SMARSA WEB Atendimento de Processos Módulo Atendimento ÍNDICE INTRODUÇÃO...1 OBJETIVOS...1 BEM VINDO AO SISTEMA SMARSA WEB MÓDULO ATENDIMENTO...2 TELA DE LOGIN...2 COMO UTILIZAR?... 2

Leia mais

e-nota C Consulta de Nota Fiscal eletrônica

e-nota C Consulta de Nota Fiscal eletrônica Página1 e-nota C Consulta de Nota Fiscal eletrônica Manual do Usuário Produzido por Informática Educativa Página2 Índice Nota Fiscal eletrônica... 03 Safeweb e-nota C... 04 Documentos eletrônicos... 08

Leia mais

G N R E CONSIDERAÇÕES INICIAIS

G N R E CONSIDERAÇÕES INICIAIS G N R E CONSIDERAÇÕES INICIAIS O Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais GNRE é um documento para operações de vendas que são feitas para fora do estado de produção do produto, sujeitas à substituição

Leia mais

PAG CONTAS CARNÊ Agora ficou mais fácil pagar suas contas. PAG CONTAS CARNÊ. Geração de Boletos MANUAL DO USUÁRIO

PAG CONTAS CARNÊ Agora ficou mais fácil pagar suas contas. PAG CONTAS CARNÊ. Geração de Boletos MANUAL DO USUÁRIO PAG CONTAS CARNÊ Geração de Boletos MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DE GERAÇÃO DE BOLETOS EMPRESAS CONVENIADAS 1) REQUISITOS DO SISTEMA: Primeiramente devemos possuir seguintes itens abaixo: - Microcomputador

Leia mais

Manual Sistema Proac Editais. Dúvidas Frequentes

Manual Sistema Proac Editais. Dúvidas Frequentes Manual Sistema Proac Editais Dúvidas Frequentes Conteúdo 1. Acesso ao sistema... 3 1.1. Como efetuar Login... 3 1.2. Como recuperar a Senha... 3 1.3. Como fazer um Novo Cadastro de Proponente... 4 1.4.

Leia mais

cad- dados-pri ncipal MANUAL DO IMPORTADOR Guia para Liberação de Mercadoria Estrangeira sem Comprovação do Recolhimento do ICMS GLME SEFAZ - GLME

cad- dados-pri ncipal MANUAL DO IMPORTADOR Guia para Liberação de Mercadoria Estrangeira sem Comprovação do Recolhimento do ICMS GLME SEFAZ - GLME cad- dados-pri ncipal MANUAL DO IMPORTADOR SEFAZ - GLME Guia para Liberação de Mercadoria Estrangeira sem Comprovação do Recolhimento do ICMS GLME Governo do Estado de Mato Grosso do Sul SEFAZ-MS SGI Sistema

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica Avulsa NF-e Avulsa

Nota Fiscal Eletrônica Avulsa NF-e Avulsa Nota Fiscal Eletrônica Avulsa NF-e Avulsa 1 Manual para emissão de Nota Fiscal Eletrônica Avulsa NF-e Avulsa Produtor Rural 2014. INTRODUÇÃO 2 A Nota Fiscal Eletrônica Avulsa (NF-e avulsa) implementada

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO. Alma Web MANUAL DO USUÁRIO CONTRIBUINTE

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO. Alma Web MANUAL DO USUÁRIO CONTRIBUINTE SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO Alma Web MANUAL DO USUÁRIO CONTRIBUINTE Versão 1.0 Belém PA Dezembro de 2012 1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Autenticação... 3 3. Painel

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: Apresentação: 02 Método de Acesso ao Sistema Sig Iss: 02 Tela de Abertura: 03 Modo de Acesso: 04 Botões e Telas

Leia mais

Sistema de Solicitação de Pagamento de Fornecedores

Sistema de Solicitação de Pagamento de Fornecedores 2014 Sistema de Solicitação Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 04/11/2014 Sumário 1- SPF Solicitação.... 3 1.1 Acesso ao sistema:... 3 1.2 Ferramentas do sistema:... 5 2- Abertura

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

Módulo Consulta de Contribuinte Internet

Módulo Consulta de Contribuinte Internet SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA Módulo Consulta de Contribuinte Internet ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO GERAL... 3 2 INTRODUÇÃO AO MÓDULO CONSULTA DE CONTRIBUINTE... 3 2.1 SEGURANÇA... 3 2.2 BOTÕES...

Leia mais

Manual para Emissão e Utilização do Aplicativo SEFAZ de NF-e

Manual para Emissão e Utilização do Aplicativo SEFAZ de NF-e Manual para Emissão e Utilização do Aplicativo SEFAZ de NF-e INTRODUÇÃO: Este documento visa explicar, de forma detalhada e simplificada, a utilização do sistema de emissão de documentos fiscais (modelo

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA SISTEMA IMASUL DE REGISTROS E INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS DO MEIO AMBIENTE MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA Manual Operacional para uso exclusivo do módulo do Sistema Estadual de

Leia mais

Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações

Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações Versão 2 Objetivo do Manual Orientar sobre os procedimentos necessários para comunicação à SEFA da ocorrência de infrações à legislação do Programa

Leia mais

Manual da Nota Fiscal Eletrônica

Manual da Nota Fiscal Eletrônica Manual da Nota Fiscal Eletrônica Memory Informática Tabela de Conteúdos Meu Usuário Meu Perfil --------------------------------------------------------- 4 Minha Empresa Configurar Minha Empresa -------------------------------------

Leia mais