FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS CURSO DE DIREITO VESTIBULAR 2007 PROVA DE RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO. 1 a. fase

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS CURSO DE DIREITO VESTIBULAR 2007 PROVA DE RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO. 1 a. fase"

Transcrição

1 FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS CURSO DE DIREITO VESTIBULAR 007 PROVA DE RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO 1 a. fase Maria Raquel Miotto Morelatti Monica Fürkotter Novembro 006

2 1 Sumário 1.. Introdução 0 A natureza da prova do Vestibular As questões 04.. Seus objetivos Justificativa quanto à escolha dos conteúdos Os diferentes níveis de dificuldade As questões e as respostas esperadas Questão A Questão B Questão C A grade de pontuação 14 Alguns modelos de resposta Questão A.a Questão A.b Questão A.b Questão A.b Questão B Questão C 0

3 1. Introdução O programa da prova de Raciocínio Lógico-matemático tem como pressupostos básicos que: - na sociedade complexa e tecnológica em que vivemos, é cada vez mais evidente a necessidade do saber matemático, uma vez que é difícil encontrar setores em que a Matemática não esteja presente. A compreensão e dimensionamento dos objetos e do espaço, os gráficos e a análise de dados estão presentes no cotidiano das pessoas, nos jornais, telejornais, revistas ou Internet e são considerados elementos essenciais para ler e interpretar a realidade, tomar decisões políticas, sociais, econômicas e até mesmo pessoais; - o conhecimento matemático é dependente de uma linguagem específica, de caráter formal, que difere de outras linguagens. Entretanto, saber Matemática não implica somente o domínio de códigos e nomenclaturas desta linguagem. É necessário associar tais símbolos a um significado referencial, ou seja, saber aplicálos em situações reais e resolver problemas, o que demanda análise da situação apresentada, estratégias de resolução e argumentação, relacionando conhecimentos de diferentes áreas; - o candidato ao Direito-GV deve ter uma sólida formação matemática, uma vez que o curso pretende formar bacharéis que, além de um profundo conhecimento do sistema jurídico brasileiro, possam interagir com pesquisas nas áreas de Economia, Ciência Política e Administração, entre outras. A partir desses pressupostos, foram selecionados conteúdos matemáticos do Ensino Fundamental e Médio que permitam avaliar o raciocínio lógico-matemático do candidato e que favoreçam interações com outras áreas do conhecimento. Nesse sentido, a partir dos resultados do Vestibular 006, o programa da prova de Raciocínio Lógico-matemático para o Vestibular 007 foi revisto de modo a englobar outros conteúdos da Matemática que permitam resolver problemas reais e que também sejam essenciais para um profissional de Direito que transite nas áreas de Economia e Administração. Tal programa foi estruturado em três itens, cada um deles subdividido em subitens. Os conteúdos selecionados foram os seguintes:

4 3 1. Álgebra: números e funções 1.1. Variação de grandezas: conjuntos numéricos (operações e propriedades); funções; representação e análise gráfica; equações e inequações. 1.. Trigonometria Seqüências numéricas: progressões aritméticas e geométricas Sistemas lineares.. Geometria e Medidas.1. Geometria Plana: elementos; semelhança e congruência; representação de figuras... Geometria Espacial: elementos dos poliedros, sua classificação e representação; sólidos redondos; propriedades relativas à posição (intersecção, paralelismo e perpendicularismo); inscrição e circunscrição de sólidos..3. Geometria métrica: áreas e volumes; estimativa, valor exato e aproximado..4. Geometria analítica: representações no plano cartesiano e equações; interseção e posições relativas de figuras. 3. Análise de Dados 3.1. Estatística: descrição de dados; representações gráficas; análise de dados (média, moda e mediana, variância e desvio padrão). 3.. Análise combinatória (princípio fundamental da contagem, permutações, arranjos e combinações) Probabilidade: possibilidades; cálculo de probabilidades Matemática financeira (porcentagem, juros simples e compostos). Tais conteúdos visam avaliar se o candidato é capaz de: - reconhecer e utilizar símbolos, códigos e nomenclatura da linguagem matemática; - ler e interpretar dados apresentados em diferentes representações (tabelas, gráficos, esquemas, diagramas, árvores de possibilidades, fórmulas, equações ou representações geométricas); - raciocinar, analisar, argumentar criticamente, posicionar-se e expressar-se com clareza, utilizando a linguagem matemática; - resolver problemas que exigem o uso do raciocínio lógico e do conhecimento matemático.

5 4 A análise dos resultados da prova de 006 nos levou a propor, no Vestibular 007, questões com grau de dificuldade média, que permitam melhor discriminar os candidatos. Além disso, contemplar itens e subitens com diferentes graus de dificuldade, em uma mesma questão.. A natureza da prova de 007 A prova de raciocínio lógico-matemático procurou seguir os princípios específicos do vestibular Direito GV, na medida em que não priorizou a avaliação da capacidade de memorização de um grande número de fórmulas e resultados mas, a criatividade e a capacidade do candidato ler e interpretar dados, resolver problemas que exigem raciocínio lógico e utilizar adequadamente a linguagem matemática..1. As questões As três questões da prova se identificam com os pressupostos estabelecidos, uma vez que exigiram do candidato a análise de dados reais, considerados essenciais para interpretar a realidade da sociedade complexa e tecnológica em que vivemos. A primeira questão, Questão A, apresentava dois itens e o segundo deles, três subitens, envolvendo Análise de Dados e Porcentagem (item 3), conteúdos que compõem o programa da prova, e demandando leitura e interpretação de dados apresentados em um gráfico. A segunda questão, Questão B, abordou Matemática Financeira (subitem 3.4. do programa) e exigiu do candidato cálculos objetivando verificar sua capacidade de resolver um problema do cotidiano, utilizando conhecimentos matemáticos. Visando, ainda, avaliar a capacidade do candidato em resolver problemas, foi proposta a terceira questão, Questão C, que exigiu conhecimentos sobre Álgebra: números e funções (subitens 1.1 e 1.3), Geometria métrica: áreas (subitem.3) e Geometria Plana: representação de figuras (subitem.1). A tabela seguinte apresenta a síntese dos conteúdos, competências e habilidades, envolvidos em cada uma das questões que compuseram a prova de Raciocínio Lógico-matemático do Vestibular 007 para o curso de Direito GV.

6 5 Questões Conteúdos abordados Competências/Habilidades Questão 1 Análise de Dados Porcentagem - ler e interpretar dados apresentados em diferentes representações (gráficos); - raciocinar, analisar, argumentar criticamente; - resolver problemas que exigem raciocínio Questão Questão 3 Matemática Financeira (porcentagem, juros compostos) Álgebra: números e funções Trigonometria Geometria métrica: áreas Geometria Plana: representação de figuras. lógico e conhecimento matemático. - ler e interpretar dados; - raciocinar, analisar, argumentar criticamente; - resolver problemas que exigem raciocínio lógico e conhecimento matemático. - reconhecer e utilizar símbolos e nomenclatura da linguagem matemática; - ler e interpretar dados apresentados; - raciocinar, analisar, argumentar criticamente, posicionar-se e expressar-se com clareza, utilizando linguagem matemática; - resolver problemas que exigem raciocínio lógico e conhecimento matemático... Seus objetivos As questões que compuseram a prova tiveram os seguintes objetivos: Questão A Questão B Questão C - Avaliar a capacidade de leitura e interpretação de dados que circulam na mídia e em outras áreas do conhecimento na forma de informações de caráter estatístico. - Avaliar a capacidade de raciocínio lógico dedutivo, análise e argumentação crítica. - Avaliar a capacidade do candidato de resolver problemas que exigem raciocínio lógico e conhecimento matemático. - Avaliar a capacidade de leitura e interpretação de dados. - Avaliar a capacidade de raciocínio, análise, argumentação crítica, posicionamento e expressão com clareza, utilizando a linguagem matemática. - Avaliar a capacidade do candidato de resolver problemas que exigem raciocínio lógico e conhecimento matemático. - Avaliar a capacidade de leitura e interpretação de uma situação problema. - Identificar se o candidato é capaz de utilizar, com clareza, a linguagem matemática. - Avaliar a capacidade de raciocínio lógico dedutivo, análise e argumentação crítica. - Avaliar a capacidade do candidato de resolver problemas que exigem conhecimento matemático.

7 6 Como podemos observar, alguns objetivos são comuns às três questões, o que é coerente com os princípios que orientam o processo seletivo ao Direito GV e o tipo das questões elaboradas, uma vez que era preciso que o candidato analisasse os dados apresentados sob diferentes formas, raciocinasse logicamente e tivesse capacidade de argumentar criticamente sobre eles..3. Justificativa quanto à escolha dos conteúdos Considerando os princípios que orientam o processo seletivo ao Direito GV, as questões não se limitaram a exercícios de aplicação de conceitos e técnicas matemáticas pois, nesse caso, estaríamos exigindo meramente a busca, na memória, de um exercício semelhante, o que não garante que o candidato seja capaz de utilizar seus conhecimentos em situações reais e complexas. Isso posto, procuramos, nas três questões, explorar a aplicabilidade da Matemática em problemas do cotidiano, esperando que, a partir da leitura e interpretação de dados e de cálculos efetuados, o aluno analisasse e argumentasse criticamente, mostrando sua capacidade de raciocinar logicamente e resolver problemas. Ressaltamos que, em cada uma das questões, os dados foram apresentados sob diferentes formas (gráfico, porcentagem, nomenclatura específica da linguagem matemática), de modo a avaliar se o candidato reconhece a natureza desses dados e consegue utilizar adequadamente as formas algébrica, numérica e geométrica. Na questão A priorizamos o cálculo de porcentagem por ser este um tema presente no cotidiano das pessoas, nos jornais, telejornais, revistas ou internet e essencial na análise e compreensão da realidade, permitindo quantificar e fazer previsões em situações aplicadas a diferentes áreas do conhecimento, tais como Economia e Administração, nas quais transitará o bacharel em Direito GV. A questão B envolveu Matemática Financeira, um dos quatro subitens que compõem o item 3 do programa da prova, a saber, Análise de Dados. Entre as inúmeras aplicações da Matemática está a de auxiliar na resolução de problemas de ordem financeira, como cálculo do valor de prestações, pagamento de impostos, rendimento de poupança e outros. No caso, a situação apresentada demandava a escolha do plano de pagamento mais vantajoso.

8 7 A Questão C focou dois subitens que compõem o item do programa da prova, a saber, Geometria Plana (semelhança de triângulos e representação de figuras) e Geometria Métrica (área), assim como o subitem 1 do item 1, Álgebra: números e funções, na medida em que envolveu a análise do sinal de uma função quadrática..4. Os diferentes níveis de dificuldade As questões apresentaram um grau de dificuldade crescente. A Questão A exigiu conhecimento da linguagem matemática (significado de não), e de porcentagem. No entanto, a ênfase da questão não estava no domínio conceitual, mas sim na interpretação dos dados, análise e argumentação crítica. A Questão B procurou explorar a aplicabilidade da Matemática no cotidiano. Demandou o domínio do conceito de juros composto para resolver um problema real, além de exigir o uso do raciocínio lógico. Já a Questão C exigiu um domínio maior de conteúdos matemáticos, mas abordou conceitos simples sobre semelhança de triângulos e área de retângulo. A dificuldade da questão residia na interpretação do problema e na organização dos dados. 3. As questões e as respostas esperadas 3.1. Questão A A Internet está cada vez mais presente na vida dos brasileiros, tanto em casa quanto no trabalho, escolas e locais públicos de acesso. O IBOPE/NetRatings tem pesquisado a quantidade de internautas, o tempo que eles ficam conectados e seu comportamento. A.a) Em relatório divulgado no dia 4/11/005, o IBOPE/NetRatings revelou que 3,1 milhões de brasileiros, de uma população de 180 milhões, acessam a internet em casa, no trabalho, em cibercafés ou telecentros. Qual porcentagem da população não acessava a internet na época em que foi desenvolvida a pesquisa?

9 8 Apresente a resposta da questão acima utilizando duas casas decimais. A.b) O gráfico ao lado, publicado na edição 1964 de 1 de julho de 006 da Revista Veja, apresenta o número de pessoas com conexão de internet em casa, no período de janeiro de 005 a maio de 006. A.b.1) No período de janeiro de 005 a janeiro de 006, qual foi a variação percentual do número de brasileiros com conexão de internet em casa? A.b) Qual o percentual de brasileiros que tinham conexão de internet de banda estreita em casa em setembro de 005? A.b.3) O que tem ocorrido com o percentual de conexão de internet de banda larga e de banda estreita nos domicílios brasileiros no período de janeiro de 005 a maio de 006? Apresente as respostas das questões acima utilizando duas casas decimais. Solução: A.a) Como 3,1 milhões de brasileiros acessavam a internet, temos que 147,9 milhões não acessavam a Internet na época da pesquisa. Mas, 147,9 0,816 8,16% 180 = Assim, aproximadamente 8,16% da população brasileira não acessavam a internet na época da pesquisa. A.b) A.b.1) Em janeiro de 006 tínhamos 1 milhões de brasileiros com acesso a internet em casa e, em janeiro de 005, 10,6 milhões. Assim, no período de janeiro de 005 a janeiro de 006 houve um aumento de 1,4 milhões de brasileiros com acesso a internet em casa. Mas, 1,4 0,0077 0,77% 180 = Portanto, a variação percentual de brasileiros que passou a acessar a internet em casa nesse período foi 0,77%, ou seja, 1,4 milhões de brasileiros. Em relação a população de janeiro de 005, a variação percentual foi de:

10 9 1 10,6 1,4 = = 13,07 13, 1% 10,6 10,6 A.b.) Dos 13, milhões de brasileiros que acessavam a internet em casa em setembro de 006, 39% utilizavam banda estreita, o que significa: 39%(11,9 milhões) = 4,641milhões Logo, o percentual de brasileiros que tinham conexão de internet de banda estreita em casa em setembro de 006 é dado por: 4,641 0,0578,57% 180 = Ou seja,,57% da população brasileira acessavam a internet em casa por banda estreita, em setembro de 005. A.b.3). Em janeiro de 005, 50,9% de 10,6 milhões de brasileiros (5,39 milhões) acessavam a internet em casa, por banda larga, enquanto 49,1% de 10,6 milhões (5, milhões) acessavam por banda estreita. Em maio de 006, 68,% de 13, milhões de brasileiros (9 milhões) acessavam a internet em casa, por banda larga, enquanto 31,8% de 13, milhões (4, milhões) acessavam por banda estreita. Dessa forma, o gráfico mostra que o acesso a internet em casa, por banda larga, tem aumentado no período em questão, enquanto o acesso por banda estreita tem diminuído. 3.. Questão B João tem um capital aplicado em um fundo de renda fixa que rende 1% ao mês, com parte do qual pretende comprar uma televisão de plasma, no valor de R$ 8.100,00, e tem três opções de pagamento: a) à vista, com 1% de desconto; b) em duas prestações mensais iguais, sem desconto, vencendo a primeira um mês após a compra; c) em três prestações mensais iguais, sem desconto, vencendo a primeira no ato da compra. Do ponto de vista financeiro, qual plano de pagamento é mais vantajoso para João? Justifique sua resposta.

11 10 Solução 1: a) À vista, com desconto de 1% Como 1% de R$ 8.100,00 = R$ 81,00 temos que se João comprar a TV à vista pagará R$ 8.100,00 R$ 81,00 = R$ 8.019,00 Assim, sobraria R$ 81,00 para João, no momento da compra. Caso João aplicasse esse montante, ao término do primeiro mês teria: R$ 81,00 + 1% (R$ 81,00) = R$ 81,00 + R$ 0,81 = R$ 81,81 Ao término do segundo mês: R$ 81,81 + 1% (R$ 81,81) = R$81,81 + R$ 0,81 = R$ 8,6 b) Em duas prestações iguais, de R$ 4.050,00, sem entrada Como João tem um capital aplicado em um fundo que rende 1% ao mês, o fundo utiliza o sistema de juros compostos, e a primeira prestação vence um mês após a compra, ocorreria o seguinte: R$ 8.100,00 + 1% (R$ 8.100,00) = R$ 8.100,00 + R$ 81,00 = R$ 8.181,00 Saldo após a primeira prestação: R$ 8.181,00 R$ 4.050,00 = R$ 4.131,00 R$ 4.131,00 + 1% (R$ 4.131,00) = R$ 4.131,00 + R$ 41,31 = R$ 4.17,31 Saldo após a segunda prestação: R$ 4.17,31 R$ 4.050,00 = R$ 1,31 Nessas condições, sobraria R$ 1,31 para João. c) Em três prestações iguais, de R$.700,00, com entrada Raciocinando de forma análoga ao item b), mas considerando que a primeira prestação é no ato da compra João teria a seguinte situação: Saldo após a primeira prestação: R$ 8.100,00 - R$.700,00 = R$ 5.400,00 R$ 5.400,00+ 1% (R$ 5.400,00) = R$ 5.400,00+ R$ 54,00 = R$ 5.454,00 Saldo após a segunda prestação: R$ 5.454,00 - R$.700,00 = R$.754,00 R$.754,00 + 1% (R$.754,00) = R$.754,00 + R$ 7,54 = R$.781,54 Saldo após a terceira prestação: R$.781,54 - R$.700,00 = R$ 81,54. Nessas condições, sobraria R$ 81,54 para João. Tendo em vista as três situações acima, do ponto de vista financeiro, o plano mais vantajoso para João é aquele com duas prestações mensais iguais, sem entrada.

12 11 Solução : (a) À vista, com desconto de 1% , , ,00.700,00.700,00.700,00 Comparando os valores na época 0, obtemos: V = 8.019,00 V V = + = 4.009, ,58 = 7.980,48 1,01 (1,01) = =.700, , ,05 = 8.00,31 1,01 (1,01) 3 (consideramos, para simplificar os cálculos, que (1,01) = 1,001 1,0 ) A melhor alternativa para João é a compra em dois pagamentos sem entrada, e a pior é a compra em três prestações Questão C Um vidraceiro tem um pedaço de espelho, na forma de um triângulo retângulo cujos lados medem 60 cm, 80 cm e 1 m e quer recortar um espelho retangular cujo tamanho seja o maior possível. Para ganhar tempo ele quer que dois dos lados do retângulo estejam sobre os lados do triângulo. Determine a medida dos lados do retângulo e a sua área. Soluções: 60 cm 80 cm 100 cm α 60-y y x α 100 cm α 80-x

13 1 Solução1: Temos pelas figuras acima que Assim, Mas, 60 3 tgα = =. Por outro lado, y 3 = 3(80 x) = 4 y y = (80 x) 4 80 x Aret x y x x x x x y 4 4 tgα = y 80 x. =. =. (80 ) = 60,0 < < 80,0 < < 60 e devemos ter essa área máxima. Logo, devemos analisar o sinal dessa função quadrática. Como o coeficiente do termo em x é negativo temos concavidade voltada para baixo e o valor máximo ocorre no vértice da parábola, cuja abcissa é o ponto médio do segmento definido pelas raízes, que no caso são x = 0 e x = 80. Então, x = 40 e 3 3 y = (80 x) = (80 40) = 30 tornam a área máxima. 4 4 Portanto, os lados do retângulo medem cm. x =, y = 30 e a sua área é igual a Solução : Temos pelas figuras acima que Assim, Mas, tgα 60 y x =. Por outro lado, tgα = 60 y y = (60 y)(80 x) = xy x 80y + xy = xy x 80 x 40 3x x 80y = = 60x + 80y y = 4 y 80 x. 40 3x 40x 3x Aret = x. y = x. =,0 < x < 80,0 < y < 60 e devemos ter 4 4 essa área máxima. Logo, devemos analisar o sinal dessa função quadrática. Como o coeficiente do termo em x é negativo temos concavidade voltada para baixo e o valor máximo ocorre no vértice da parábola, cuja abcissa é o ponto médio do segmento definido pelas raízes, que no caso são x = 0 e x = 80.

14 13 Então, x = 40 e 3 3 y = (80 x) = (80 40) = 30 tornam a área máxima. 4 4 Portanto, os lados do retângulo medem x = 40, y = 30 e a sua área é igual a 100cm. Solução 3: Temos pelas figuras acima que Assim, Mas, 60 3 tgα = =. Por outro lado, y 40 4 = 3x = 4(60 y) x = y 4 x Aret x y y y y y x y y tgα =. x =. = ( ). = 80,0 < < 80,0 < < 60 e devemos ter essa área máxima. Logo, devemos analisar o sinal dessa função quadrática. Como o coeficiente do termo em y é negativo temos concavidade voltada para baixo e o valor máximo ocorre no vértice da parábola, cuja abcissa é o ponto médio do segmento definido pelas raízes, que no caso são y = 0 e y = 60. Então, y = 30 e máxima x = y = (30) = = 40 tornam a área Portanto, os lados do retângulo medem x = 40, y = 30 e a sua área é igual a 100cm. Solução 4: Considerando que 60 cm = 0,6 m e 80 cm = 0,8 m temos, pelo Teorema de Pitágoras, que: x + (0,6 y) + y + (0,8 x) = 1 x + (0,6 y) + x + (0,6 y) y + (0,8 x) + y + (0,8 x) = 1 Calculando os quadrados perfeitos acima e simplificando, obtemos x( x 0,8) + y( y 0,6) = x + (0,6 y) y + (0,8 x)

15 14 Elevando ao quadrado e simplificando vem que Mas, [( x 0,8)( y 0,6) xy] = 0 ( x 0,8)( y 0,6) xy = 0 0,8y = 0,6x 0, 48 0,6 0, 48 y = x + 0,8 0,8 3 y = x + 0, Aret = x. y = x( x + ). E, 4 10 valor de x que torna a área máxima é dado por y correspondente é 3 6 x( x + ) = 0 x = 0 ou x = 0,8. Assim, o ,8 x = = 0,4 e o valor de 3 y = x + 0,6 = 0,3 + 0,6 = 0,3. Portanto, a área é 4 0,1m. 4. A grade de pontuação Questão A.a Categoria de Padrão utilizado para correção acerto 0 Em branco ou questão totalmente errada Cálculo do percentual dos que acessavam a internet ou 5 Obtenção da regra de três e erro nos cálculos ou Erro no cálculo da diferença entre 180 milhões e 3,1 milhões 50 Erro na aproximação, 147, 9 0,80 ao invés de 0, Erro na aproximação, de 8,17% para 8,1% ou 8% Cálculo correto da diferença entre 180 milhões e 3,1 milhões e do percentual de 147,9 milhões em 180 milhões, apresentando a resposta com casas decimais

16 15 A.b Cálculo da variação percentual sobre os 1 milhões, e não sobre os 10,6 milhões. Cálculo considerando o período de janeiro de 005 a maio de 006. Erro na divisão para encontrar o percentual, levando a erro no resultado. Arredondamento em relação as casas decimais levando a resultado aproximado Variação percentual em relação a população brasileira: 1, 4 0, , 77%, 180 correspondente a 1,4 milhões de brasileiros ou Variação percentual em relação aos 10,6 milhões de usuários em janeiro de 005, 1 10, 6 1, 4 = = 13, %. 10, 6 10, 6 A.b. A.b.3 0 Em branco ou questão totalmente errada Erro no cálculo de 39% de 11,9 milhões 5 ou Cálculo de 39% de 11,9 milhões obtendo 4,641% 50 Aproximação dos valores 75 Erro nos cálculos, raciocínio correto , 641 Cálculo correto de = 0, 0578, 578% Em branco ou questão totalmente errada 5 Cálculos corretos sem análise. 50 Parte dos cálculos e análise de uma banda, não relacionando as duas. 75 Cálculos corretos sem análise 100 Cálculos corretos com análise do aumento de uma banda e diminuição da outra

17 16 B C 0 Em branco questão totalmente errada Cálculo do valor da 1ª. opção (a vista), com desconto ou Cálculo do valor da prestação nas 3 opções de pagamento 5 ou Resposta correta alternativa b, sem cálculos ou Resposta correta alternativa b, com cálculos equivocados Cálculo dos valores das prestações e resposta correta, justificativa 50 equivocada Cálculo da prestação correta, a vista e em duas prestações, erro 75 no cálculo da terceira opção Cálculo correto nos três planos de pagamento constatando que a 100 melhor opção é aquela apresentada no item b. Todos os cálculos corretos e análise correta 0 Em branco ou questão totalmente errada Obtenção dos valores corretos sem apresentar os cálculos ou 5 Representação geométrica do triângulo (compreensão do problema) Obtenção de um lado em função do outro. ou 50 Identificação dos triângulos semelhantes, mas erro no cálculo da medida dos lados 75 Valores corretos para os lados sem cálculo da área Valores corretos para as medidas dos lados, cálculo da área e 100 análise da função quadrática, de modo a maximizar a área. 5. Alguns modelos de resposta 5.1. Questão A.a Desempenho 50%

18 17 Desempenho 100% 5.. Questão A.b.1 Desempenho 100%

19 Questão A.b. Desempenho 75%

20 19 Desempenho 100% 5.4. Questão A.b.3 Desempenho 100% - ver figura acima.

21 Questão B Desempenho 100% 5.6 Questão C Desempenho 100%

22 Ou ainda, 1

Vestibular 2007 1ª Fase RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO

Vestibular 2007 1ª Fase RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO Vestibular 2007 1ª Fase RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO Instruções Gerais: No dia de hoje (15/11), você deverá responder as questões de Geografia, História, Artes Visuais e Literatura e Raciocínio Lógico-Matemático.

Leia mais

M A T E M Á T I C A DIRETRIZES GERAIS

M A T E M Á T I C A DIRETRIZES GERAIS M A T E M Á T I C A DIRETRIZES GERAIS O conteúdo programático de Matemática dos processos seletivos da UFU tem como objetivo identificar a habilidade do estudante em resolver problemas, fazer conexões

Leia mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA HABILIDADES CONTEÚDO METODOLOGIA/ESTRATÉGIA HORA/ AULA ANÁLISE GRÁFICA DE FUNÇÕES

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA HABILIDADES CONTEÚDO METODOLOGIA/ESTRATÉGIA HORA/ AULA ANÁLISE GRÁFICA DE FUNÇÕES CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA ENSINO MÉDIO ÁREA CURRICULAR: CIÊNCIA DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS DISCIPLINA: MATEMÁTICA I SÉRIE 1.ª CH 68 ANO 2012 COMPETÊNCIAS:.

Leia mais

CONTEÚDOS DA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA

CONTEÚDOS DA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA CONTEÚDOS DA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA 6ºANO CONTEÚDOS-1º TRIMESTRE Números naturais; Diferença entre número e algarismos; Posição relativa do algarismo dentro do número; Leitura do número; Sucessor e antecessor;

Leia mais

CURRÍCULO DE MATEMÁTICA PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

CURRÍCULO DE MATEMÁTICA PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO CURRÍCULO DE MATEMÁTICA PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO GOVERNADOR DE PERNAMBUCO Eduardo Campos VICE-GOVERNADOR João Lyra Neto SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO Ricardo

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

Universidade Federal do Pará Processo Seletivo Seriado Conteúdo de Matemática - (1ª série)

Universidade Federal do Pará Processo Seletivo Seriado Conteúdo de Matemática - (1ª série) Relacionar e resolver problemas que envolvem conjuntos; Reconhecer, operar e resolver problemas com conjuntos numéricos; Compreender os conceitos e propriedades aritméticas; Resolver problemas de porcentagem,

Leia mais

PLANO ANUAL DE TRABALHO DOCENTE CURSO DISCIPLINA ANO ENSINO MÉDIO MATEMÁTICA 2015 DOCENTE CARGA HORÁRIA AULAS PREVISTAS JULIANA SARTOR ÁVILA 160 80

PLANO ANUAL DE TRABALHO DOCENTE CURSO DISCIPLINA ANO ENSINO MÉDIO MATEMÁTICA 2015 DOCENTE CARGA HORÁRIA AULAS PREVISTAS JULIANA SARTOR ÁVILA 160 80 PLANO ANUAL DE TRABALHO DOCENTE CURSO DISCIPLINA ANO ENSINO MÉDIO MATEMÁTICA 2015 DOCENTE CARGA HORÁRIA AULAS PREVISTAS JULIANA SARTOR ÁVILA 160 80 EMENTA DA DISCIPLINA O Estudo das funções e suas aplicações

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO - 2013 VP4 MATEMÁTICA 3 a ETAPA 6 o ao 9º Ano INTEGRAL ENSINO FUNDAMENTAL 1º E 2º ANOS INTEGRAIS ENSINO MÉDIO

ROTEIRO DE ESTUDO - 2013 VP4 MATEMÁTICA 3 a ETAPA 6 o ao 9º Ano INTEGRAL ENSINO FUNDAMENTAL 1º E 2º ANOS INTEGRAIS ENSINO MÉDIO 6 o ANO MATEMÁTICA I Adição e subtração de frações: Frações com denominadores iguais. Frações com denominadores diferentes. Multiplicação de um número natural por uma fração. Divisão entre um número natural

Leia mais

Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula

Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL RELAÇÃO

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DE SERGIPE EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014/1

FACULDADES INTEGRADAS DE SERGIPE EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014/1 FACULDADES INTEGRADAS DE SERGIPE EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014/1 A ASSOCIAÇÃO DE APOIO À EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ESTADO DE SERGIPE APEC/SE, entidade mantenedora das FACULDADES INTEGRADAS DE

Leia mais

EDITAL 2015 Testes de Português e Matemática - Material: com foto PORTUGUÊS Indicação bibliográfica: Na ponta da língua MATEMÁTICA

EDITAL 2015 Testes de Português e Matemática - Material: com foto PORTUGUÊS Indicação bibliográfica: Na ponta da língua MATEMÁTICA EDITAL 2015 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Testes de Português e Matemática - Material: o candidato deverá trazer: lápis apontados, apontador, borracha e o Compreensão e interpretação de textos; exploração

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS PROVAS / ATIVIDADES PEDAGÓGICAS Processo Seletivo 2016 para Ensino Fundamental e Ensino Médio

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS PROVAS / ATIVIDADES PEDAGÓGICAS Processo Seletivo 2016 para Ensino Fundamental e Ensino Médio / ATIVIDADES PEDAGÓGICAS 1º Ano do Ensino Fundamental (Alunos concluintes do 2º Período da Educação Infantil) Escrita do nome completo; Identificar e reconhecer as letras do alfabeto; Identificar e diferenciar

Leia mais

FACULDADES SENAC PROCESSO SELETIVO UNIFICADO 1º SEMESTRE/2016 ANEXO I

FACULDADES SENAC PROCESSO SELETIVO UNIFICADO 1º SEMESTRE/2016 ANEXO I ANEXO I As Faculdades Senac Minas, com o intuito de atender às diversas demandas, oferece à comunidade dois processos vestibular: o vestibular e o vestibular agendado. Ambos os processos buscam selecionar

Leia mais

Sumário. Apresentação da Coleção... 23

Sumário. Apresentação da Coleção... 23 Sumário Apresentação da Coleção... 23 INTRODUÇÃO... 25 O que é lógica?... 25 Divisão da Filosofia... 29 Lógica de Aristóteles... 30 Lógica Moderna... 30 Raciocínio lógico matemático... 32 Objeto da lógica...

Leia mais

EDITAL CED/RTR N.º 003/2008, 05 de março de 2008. PROCESSO SELETIVO ESPECIAL Retificação do Edital n 002/2008 de 25 de fevereiro de 2008

EDITAL CED/RTR N.º 003/2008, 05 de março de 2008. PROCESSO SELETIVO ESPECIAL Retificação do Edital n 002/2008 de 25 de fevereiro de 2008 EDITAL CED/RTR N.º 003/2008, 05 de março de 2008. OCESSO SELETIVO ESPECIAL Retificação do Edital n 002/2008 de 25 de fevereiro de 2008 A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, no uso de suas atribuições,

Leia mais

ATENÇÃO: Escreva a resolução COMPLETA de cada questão no espaço reservado para a mesma.

ATENÇÃO: Escreva a resolução COMPLETA de cada questão no espaço reservado para a mesma. 2ª Fase Matemática Introdução A prova de matemática da segunda fase é constituída de 12 questões, geralmente apresentadas em ordem crescente de dificuldade. As primeiras questões procuram avaliar habilidades

Leia mais

FACULDADE DO NORDESTE DA BAHIA - FANEB

FACULDADE DO NORDESTE DA BAHIA - FANEB FACULDADE DO NORDESTE DA BAHIA - FANEB EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.2 A SOCIEDADE DE ENSINO SUPERIOR DO NORDESTE DA BAHIA LTDA - SESNEB, entidade mantenedora da FACULDADE DO NORDESTE DA BAHIA - FANEB,

Leia mais

Matriz Curricular de Matemática 6º ao 9º ano 6º ano 6º Ano Conteúdo Sistemas de Numeração Sistema de numeração Egípcio Sistema de numeração Romano Sistema de numeração Indo-arábico 1º Trimestre Conjunto

Leia mais

Raciocínio Lógico-Quantitativo Correção da Prova ATRFB 2009 Gabarito 1 Prof. Moraes Junior RACIOCÍNIO LÓGICO-QUANTITATIVO

Raciocínio Lógico-Quantitativo Correção da Prova ATRFB 2009 Gabarito 1 Prof. Moraes Junior RACIOCÍNIO LÓGICO-QUANTITATIVO RACIOCÍNIO LÓGICO-QUANTITATIVO 31- A afirmação: João não chegou ou Maria está atrasada equivale logicamente a: a) Se João não chegou, Maria está atrasada. b) João chegou e Maria não está atrasada. c) Se

Leia mais

CONHECIMENTOS GERAIS

CONHECIMENTOS GERAIS CANDIDATO (S) AO 6º ANO - EF CANDIDATO (S) AO 7º ANO - EF CANDIDATO (S) AO 8º ANO - EF CONJUNTO DOS NÚMEROS INTEIROS CONJUNTO DOS NÚMEROS RACIONAIS EQUAÇÃO DO 1º GRAU SISTEMA DE EQUAÇÕES DO 1º GRAU PROBLEMAS

Leia mais

UMA NOVA PROPOSTA PARA GEOMETRIA ANALÍTICA NO ENSINO MÉDIO

UMA NOVA PROPOSTA PARA GEOMETRIA ANALÍTICA NO ENSINO MÉDIO UMA NOVA PROPOSTA PARA GEOMETRIA ANALÍTICA NO ENSINO MÉDIO DANIELLA ASSEMANY DA GUIA CAp- UFRJ danyprof@bol.com.br 1.1. RESUMO Esta comunicação científica tem como objetivo tratar e apresentar a Geometria

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE JAMBEIRO SP EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 02

CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE JAMBEIRO SP EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 02 CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2015 O Prefeito do município de Jambeiro, Estado de São Paulo no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor, torna público a presente retificação

Leia mais

Instituto de Matemática - UFRGS

Instituto de Matemática - UFRGS Considerações sobre a prova de Matemática do ENEM Marcus Vinicius Basso Elisabete Zardo Búrigo Instituto de Matemática - UFRGS Neste texto apresentamos algumas considerações sobre características da prova

Leia mais

VESTIBULAR 2015 MANUAL DO CANDIDATO. História 1. CALENDÁRIO GERAL 2 2. CURSOS E VAGAS 3 3. ENDEREÇO/HORÁRIO DE ATENDIMENTO

VESTIBULAR 2015 MANUAL DO CANDIDATO. História 1. CALENDÁRIO GERAL 2 2. CURSOS E VAGAS 3 3. ENDEREÇO/HORÁRIO DE ATENDIMENTO VESTIBULAR 2015 História A Faculdade de Medicina do ABC com sede e foro na Cidade de Santo André, Estado de São Paulo, foi autorizada a funcionar pelo Decreto Federal N.64.062, de 05 de fevereiro de 1969

Leia mais

no de Questões A Unicamp comenta suas provas

no de Questões A Unicamp comenta suas provas Cad no de Questões A Unicamp comenta suas provas 99 SEGUNDA FASE 4 de Janeiro de 998 Matemática 0 prova de Matemática do Vestibular Unicamp procura identificar nos candidatos um conhecimento crítico e

Leia mais

PLANO DE ENSINO DE MATEMÁTICA 5ª. SÉRIE, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 1º BIMESTRE DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO CAIEIRAS

PLANO DE ENSINO DE MATEMÁTICA 5ª. SÉRIE, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 1º BIMESTRE DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO CAIEIRAS PLANO DE ENSINO DE MATEMÁTICA 5ª. SÉRIE, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 1º BIMESTRE 1-Estrutura do ensino de numeração decimal; agrupamento e contagens; valor posicional; operações básicas; operações inversas;

Leia mais

VESTIBULAR 2011 1ª Fase RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO GRADE DE CORREÇÃO

VESTIBULAR 2011 1ª Fase RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO GRADE DE CORREÇÃO VESTIBULAR 011 1ª Fase RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO GRADE DE CORREÇÃO A prova de Raciocínio Lógico-Matemático é composta por três questões e vale 10 pontos no total, assim distribuídos: Questão 1 3 pontos

Leia mais

3ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 01, DE 08 DE NOVEMBRO DE 2013

3ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 01, DE 08 DE NOVEMBRO DE 2013 3ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 01, DE 08 DE NOVEMBRO DE 2013 A Prefeitura Municipal de João Pessoa - PB, no uso de suas atribuições legais, nos termos estabelecidos no subitem 13.36, torna pública a seguinte

Leia mais

O ENSINO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA NA ESCOLA BÁSICA

O ENSINO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA NA ESCOLA BÁSICA O ENSINO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA NA ESCOLA BÁSICA Lilian Nasser Projeto Fundão (UFRJ) e CETIQT/SENAI lnasser@im.ufrj.br Resumo: A inclusão da Matemática Financeira na grade do Ensino Médio deve ser um

Leia mais

Currículo da Disciplina de Matemática - 7º ano. Funções, Sequências e Sucessões (FSS) Organização e Tratamento de Dados (OTD)

Currículo da Disciplina de Matemática - 7º ano. Funções, Sequências e Sucessões (FSS) Organização e Tratamento de Dados (OTD) Domínios de conteúdos: Números e Operações (NO) Geometria e Medida (GM) Funções, Sequências e Sucessões (FSS) Álgebra (ALG) Organização e Tratamento de Dados (OTD) Domínio NO7 9 GM7 33 Números racionais

Leia mais

EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 01 CONCURSO PÚBLICO - EDITAL Nº 01/2014

EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 01 CONCURSO PÚBLICO - EDITAL Nº 01/2014 EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 01 CONCURSO PÚBLICO - EDITAL Nº 01/2014 O Prefeito do município de Motuca, Estado de São Paulo, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor, torna público

Leia mais

PROGRAMAS PARA OS CANDIDATOS A VAGAS 2016 3 o Ano Ensino Fundamental

PROGRAMAS PARA OS CANDIDATOS A VAGAS 2016 3 o Ano Ensino Fundamental 3 o Ano Textos Ler, entender e interpretar contos infantis e textos informativos. Gramática Será dada ênfase à aplicação, pois ela é entendida como instrumento para que o aluno se expresse de maneira adequada

Leia mais

ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA COLETÂNEA DE PROVAS DE MATEMÁTICA DO EXAME DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE SARGENTOS.

ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA COLETÂNEA DE PROVAS DE MATEMÁTICA DO EXAME DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE SARGENTOS. ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA COLETÂNEA DE PROVAS DE MATEMÁTICA DO EXAME DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE SARGENTOS ÁLGEBRA I: 003 a 013 Funções: definição de função; funções definidas por

Leia mais

Plano Curricular de Matemática 9º ano - 2014 /2015-3º Ciclo

Plano Curricular de Matemática 9º ano - 2014 /2015-3º Ciclo Plano Curricular de Matemática 9º ano - 2014 /2015-3º Ciclo Tema/Subtema Conteúdos Metas Nº de Aulas Previstas Org.Trat.Dados / Planeamento Estatístico Especificação do problema Recolha de dados População

Leia mais

RELATÓRIOS PEDAGÓGICOS DO SARESP: DESEMPENHO DOS ALUNOS DE 9º ANO EM MATEMÁTICA

RELATÓRIOS PEDAGÓGICOS DO SARESP: DESEMPENHO DOS ALUNOS DE 9º ANO EM MATEMÁTICA RELATÓRIOS PEDAGÓGICOS DO SARESP: DESEMPENHO DOS ALUNOS DE 9º ANO EM MATEMÁTICA Giselle Barreto Santos¹, Amanda Cristina Teagno Lopes Marques², Graziela Marchi Tiago³ ¹ Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

Matemática. Introdução. Questão 1. Resposta esperada. Exemplo acima da média

Matemática. Introdução. Questão 1. Resposta esperada. Exemplo acima da média 2ª Fase Introdução A prova de matemática da segunda fase é constituída de 12 questões, geralmente apresentadas em ordem crescente de dificuldade. As primeiras questões procuram avaliar habilidades e conteúdos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO. Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho. Departamento de Ciências Experimentais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO. Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho. Departamento de Ciências Experimentais AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Departamento de Ciências Experimentais Planificação Anual de Matemática A 10º ano Ano Letivo 2015/2016 TEMA

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Médio Etec Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Área de conhecimento: :CIENCIAS DA NATUREZA, MATEMATICA E SUAS TECNOLOGIAS Componente Curricular:

Leia mais

Polo Itanhandu MANUAL DO CANDIDATO VESTIBULAR

Polo Itanhandu MANUAL DO CANDIDATO VESTIBULAR Câmpus Avançado de Carmo de Minas Polo Itanhandu MANUAL DO CANDIDATO VESTIBULAR 1º Semestre de 2015 Cursos Técnicos Modalidade Subsequente COMISSÃO RESPONSÁVEL PELO PROCESSO SELETIVO Alianne de Almeida

Leia mais

Qual a sua chance de ganhar?...o ensino de probabilidade através de jogos

Qual a sua chance de ganhar?...o ensino de probabilidade através de jogos Qual a sua chance de ganhar?...o ensino de probabilidade através de jogos Elaine Gabriel do Nascimento Universidade Estadual da Paraíba Brasil elainegn@oi.com.br Júlio Pereira da Silva Universidade Estadual

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Médio Etec PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: : SÃO CARLOS Área de conhecimento:ciencias DA NATUREZA, MATEMATICA E SUAS TECNOLOGIAS Componente Curricular: : MATEMATICA

Leia mais

Faculdade Ibmec Processo Seletivo 2011-2 e 2012-1 EDITAL

Faculdade Ibmec Processo Seletivo 2011-2 e 2012-1 EDITAL Faculdade Ibmec Processo Seletivo 2011-2 e 2012-1 EDITAL I DO PROCESSO SELETIVO De ordem do Senhor Diretor e para conhecimento de todos os interessados, torno público que, no período indicado neste Edital,

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ENSINO EQUIPE TÉCNICO-PEDAGÓGICA PLANO DE ENSINO

COORDENAÇÃO DE ENSINO EQUIPE TÉCNICO-PEDAGÓGICA PLANO DE ENSINO COORDENAÇÃO DE ENSINO EQUIPE TÉCNICO-PEDAGÓGICA 1 - IDENTIFICAÇÃO PLANO DE ENSINO CURSO: Técnico Subsequente em Agricultura DISCIPLINA/ COMPONENTE CURRICULAR: Matemática Aplicada a Agricultura ANO/ CARGA

Leia mais

Planejamento Anual 2014. Modalidade: Ensino Médio. Disciplina: Matemática. 1º Ano D. Prof: Alan Ricardo Lorenzon

Planejamento Anual 2014. Modalidade: Ensino Médio. Disciplina: Matemática. 1º Ano D. Prof: Alan Ricardo Lorenzon COLEGIO ESTADUAL DARIO VELLOZO ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL Rua Haroldo Hamilton, 271 Centro - CEP 85905-390 Fone/Fax 45 3378-5343 - Email: colegiodariovellozo@yahoo.com.br Toledo Paraná Planejamento

Leia mais

Processo Seletivo 2016 Conteúdo Programático - 1º ano do Ensino Fundamental

Processo Seletivo 2016 Conteúdo Programático - 1º ano do Ensino Fundamental Conteúdo Programático - 1º ano do Ensino Fundamental Avaliação do Desenvolvimento e Desempenho da Criança nos aspectos cognitivo, afetivo, socialização e psicomotor, através de atividades compatíveis com

Leia mais

CPV O cursinho que mais aprova na GV

CPV O cursinho que mais aprova na GV O cursinho que mais aprova na GV FGV ADM Objetiva 06/junho/010 MATemática 01. O monitor de um notebook tem formato retangular com a diagonal medindo d. Um lado do retângulo mede 3 do outro. 4 A área do

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Médio Etec Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Área de conhecimento: :CIENCIAS DA NATUREZA, MATEMATICA E SUAS TECNOLOGIAS Componente Curricular:

Leia mais

x se x = n se x e n< x< n+ 1, n que associa a cada número real x o maior inteiro não superior a x.

x se x = n se x e n< x< n+ 1, n que associa a cada número real x o maior inteiro não superior a x. RELATÓRIO VESTIBULAR UFS/03 MATEMÁTIA (Prova AMARELA). INTRODUÇÃO As questões foram elaboradas visando incluir todos os tópicos do programa, com ênfase nos conceitos e suas conexões entre os diversos campos

Leia mais

Prova Escrita de Matemática B

Prova Escrita de Matemática B EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/004, de 6 de Março Prova Escrita de Matemática B 11.º/1.º Anos de Escolaridade Prova 735/.ª Fase 1 Páginas Duração da Prova: 150 minutos. Tolerância:

Leia mais

CURRÍCULO DE MATEMÁTICA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

CURRÍCULO DE MATEMÁTICA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO CURRÍCULO DE MATEMÁTICA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO GOVERNADOR DE PERNAMBUCO Eduardo Campos VICE-GOVERNADOR João Lyra Neto SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO

Leia mais

1. Localizar pessoas ou objetos no espaço, com base em diferentes pontos de referência algumas indicações de posição;

1. Localizar pessoas ou objetos no espaço, com base em diferentes pontos de referência algumas indicações de posição; PREFEITURA MUNICIPAL DE BETIM SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMED DIVISÃO PEDAGÓGICA DE ENSINO 2010 MATRIZ BÁSICA DO REFERENCIAL CURRICULAR DE BETIM 1 CICLO MATEMÁTICA 06 ANOS 07 ANOS 08 ANOS COMPETÊNCIAS

Leia mais

Orientações Preliminares. Professor Fábio Vinícius

Orientações Preliminares. Professor Fábio Vinícius Orientações Preliminares Professor Fábio Vinícius O ENEM O ENEM foi criado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP), sob a supervisão do Ministério da Educação (MEC), em 1998,

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE MATEMÁTICA PURA E APLICADA. Programa de Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (PROFMAT)

INSTITUTO NACIONAL DE MATEMÁTICA PURA E APLICADA. Programa de Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (PROFMAT) INSTITUTO NACIONAL DE MATEMÁTICA PURA E APLICADA Programa de Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (PROFMAT) ANÁLISE CRÍTICA DAS PROVAS DE MATEMÁTICA DE 2010 A 2013 DO ENEM Leonardo Pereira

Leia mais

Programa para a 1ª ETAPA

Programa para a 1ª ETAPA PROGRAMA DE FÍSICA Comissão de Processos Orientação Geral : Este programa apresenta os conteúdos básicos da Física ensinados no Ensino Médio. Para a realização da prova, espera-se que o Candidato ou a

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO VESTIBULAR

MANUAL DO CANDIDATO VESTIBULAR MANUAL DO CANDIDATO VESTIBULAR 1º Semestre de 2016 Cursos Técnicos Modalidades Subsequente e Integrado ao Ensino Médio Cursos Técnicos Subsequente Técnico em Administração Técnico em Mecânica Vagas Ampla

Leia mais

ESCOLA E.B. 2,3 D. AFONSO III. Planificação da disciplina de Matemática - CEF - 2º Ano Ano letivo de 2014/2015

ESCOLA E.B. 2,3 D. AFONSO III. Planificação da disciplina de Matemática - CEF - 2º Ano Ano letivo de 2014/2015 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS Planificação da disciplina de Matemática - CEF - 2º Ano Ano letivo de 2014/2015 COMPETÊNCIAS OBJECTIVOS CONCEITOS METEDOLOGIAS /SITUAÇÕES DE APREDIZAGEM AULAS PREVISTAS Módulo 11

Leia mais

QUESTÕES OBJETIVAS. N ọ DE INSCRIÇÃO:

QUESTÕES OBJETIVAS. N ọ DE INSCRIÇÃO: Prova QUESTÕES OBJETIVAS N ọ DE ORDEM: NOME DO CANDIDATO: N ọ DE INSCRIÇÃO: INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA. Confira os campos N ọ DE ORDEM, N ọ DE INSCRIÇÃO e NOME, que constam na etiqueta fixada

Leia mais

Cronograma da Disciplina Matemática Básica 2012/1

Cronograma da Disciplina Matemática Básica 2012/1 Cronograma da Disciplina Matemática Básica 2012/1 Período letivo do 1º semestre de 2012 para Matemática Básica De 30 de janeiro de 2012 a 01 de julho de 2012 1ª semana 30/01 a 05/02 Assunto: Números Naturais

Leia mais

AEP FISCAL CURSO DE ESTATÍSTICA

AEP FISCAL CURSO DE ESTATÍSTICA AEP FISCAL CURSO DE ESTATÍSTICA Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil, Analista Tributário da Receita Federal do Brasil e Auditor Fiscal do Trabalho. Prof. Weber Campos webercampos@gmail.com AUDITOR-FISCAL

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO A Matemática Financeira como elemento de contextualização crítica no Ensino Fundamental - Prof. Ilydio Sá 1 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO 1º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL. Sondagem 2014 6º ANO. Língua Portuguesa

ENSINO FUNDAMENTAL. Sondagem 2014 6º ANO. Língua Portuguesa ENSINO FUNDAMENTAL O processo de sondagem Colégio Sion busca detectar, no aluno, pré-requisitos que possibilitem inseri-lo adequadamente no ano pretendido. As disciplinas de Língua Portuguesa e são os

Leia mais

Prova comentada. Prova da UFSM - 07/12/2012 - PS1

Prova comentada. Prova da UFSM - 07/12/2012 - PS1 Prova da UFSM - 07/12/2012 - PS1 01. O turismo é uma atividade econômica muito importante em várias cidades brasileiras. Supõese que, numa determinada cidade, o número de turistas, em milhares, pode ser

Leia mais

EDITAL N. º 001/CTPM/2015 CONCURSO DE ADMISSÃO 2016 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO EXAME INTELECTUAL

EDITAL N. º 001/CTPM/2015 CONCURSO DE ADMISSÃO 2016 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO EXAME INTELECTUAL EDITAL N. º 001/CTPM/2015 CONCURSO DE ADMISSÃO 2016 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO EXAME INTELECTUAL 1) PARA O ENSINO MÉDIO REDAÇÃO Do 1º ano ao 3º ano do ensino médio, a prova discursiva será composta

Leia mais

Módulo 2 Unidade 7. Função do 2 grau. Para início de conversa... Imagine você sentado. em um ônibus, indo. para a escola, jogando uma

Módulo 2 Unidade 7. Função do 2 grau. Para início de conversa... Imagine você sentado. em um ônibus, indo. para a escola, jogando uma Módulo 2 Unidade 7 Função do 2 grau Para início de conversa... Imagine você sentado em um ônibus, indo para a escola, jogando uma caneta para cima e pegando de volta na mão. Embora para você a caneta só

Leia mais

Saiba quais são os momentos marcantes da trajetória da ETEP

Saiba quais são os momentos marcantes da trajetória da ETEP Manual do Candidato Cursos Superiores Curta Duração 1º Semestre de 2015 Desde a sua idealização, em 1956, a ETEP visa formar, com excelência, profissionais para atender às demandas do mercado de trabalho.

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ECULTURA 19ª GERÊNCIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO CEMTI JOÃO HENRIQUE DE AL MEIDA SOUSA

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ECULTURA 19ª GERÊNCIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO CEMTI JOÃO HENRIQUE DE AL MEIDA SOUSA O Centro de Ensino Médio de Tempo Integral João Henrique de Almeida Sousa torna público aos interessados a abertura das inscrições do Exame Classificatório para preenchimento de vagas referentes à 1ª,

Leia mais

XXXI Olimpíada de Matemática da Unicamp Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica Universidade Estadual de Campinas

XXXI Olimpíada de Matemática da Unicamp Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica Universidade Estadual de Campinas Gabarito da Prova da Primeira Fase Nível Alfa 1 Questão 1 0 pontos Na Tabela 1 temos a progressão mensal para o Imposto de Renda Pessoa Física 014 01. Tabela 1: Imposto de Renda Pessoa Física 014 01. Base

Leia mais

1 Módulo ou norma de um vetor

1 Módulo ou norma de um vetor Álgebra Linear I - Aula 3-2005.2 Roteiro 1 Módulo ou norma de um vetor A norma ou módulo do vetor ū = (u 1, u 2, u 3 ) de R 3 é ū = u 2 1 + u2 2 + u2 3. Geometricamente a fórmula significa que o módulo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. ANEXO VI DO EDITAL n. o 001/2010 PMC/SME CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DA PROVA OBJETIVA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. ANEXO VI DO EDITAL n. o 001/2010 PMC/SME CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DA PROVA OBJETIVA Cargo: Professor do Ensino Fundamental Áreas: Pedagogia, Educação Física e Música PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ ANEXO VI DO EDITAL n. o 001/2010 PMC/SME CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DA PROVA OBJETIVA NÍVEL

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR UFMG_ ANO 2007 RESOLUÇÃO: PROFA. MARIA ANTÔNIA GOUVEIA.

RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR UFMG_ ANO 2007 RESOLUÇÃO: PROFA. MARIA ANTÔNIA GOUVEIA. UFMG 2007 RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR UFMG_ ANO 2007 PROFA. MARIA ANTÔNIA GOUVEIA. QUESTÃO 0 Francisco resolveu comprar um pacote de viagem que custava R$ 4 200,00, já incluídos R$ 20,00

Leia mais

1º EDITAL DE BOLSA CVSJA ANO LETIVO 2016

1º EDITAL DE BOLSA CVSJA ANO LETIVO 2016 1º EDITAL DE BOLSA CVSJA ANO LETIVO 2016 O Colégio Valenciano São José de Aplicação, mantido pela Fundação Educacional D. André Arcoverde (FAA), Valença, RJ, faz saber por este EDITAL que estarão abertas,

Leia mais

1. Linguagens e Códigos; 2. Raciocínio Lógico e Matemática; 3. Leitura e Interpretação de Textos; 4. Atualidades.

1. Linguagens e Códigos; 2. Raciocínio Lógico e Matemática; 3. Leitura e Interpretação de Textos; 4. Atualidades. ANEXO I - PROGRAMA DAS PROVAS DE CONHECIMENTOS GERAIS E DE REDAÇÃO Prova (Todos os Cursos) Trabalhando em consonância com as diretrizes curriculares nacionais, o UNIFEMM entende que as avaliações do processo

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL 2014

PLANEJAMENTO ANUAL 2014 PLANEJAMENTO ANUAL 2014 Disciplina: MATEMÁTICA Período: Anual Professor: AMPARO MAGUILLA RODRIGUEZ Série e segmento: 1º ENSINO MÉDIO 1º TRIMESTRE 2º TRIMESTRE 3º TRIMESTRE Objetivo Geral * Desenvolver

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL DE MATEMÁTICA

PLANEJAMENTO ANUAL DE MATEMÁTICA COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE MATEMÁTICA Série: 9º ano do Ensino Fundamental

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS - Grupo 500. Planificação Anual /Critérios de avaliação

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS - Grupo 500. Planificação Anual /Critérios de avaliação AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS - Grupo 500 Planificação Anual /Critérios de avaliação Disciplina: Matemática A 10º ano 2014/2015 Início Fim

Leia mais

Matemática. Elementar II Caderno de Atividades

Matemática. Elementar II Caderno de Atividades Matemática Elementar II Caderno de Atividades Autor Leonardo Brodbeck Chaves 2009 2008 IESDE Brasil S.A. É proibida a reprodução, mesmo parcial, por qualquer processo, sem autorização por escrito dos autores

Leia mais

UFRN 2013 Matemática Álgebra 3º ano Prof. Afonso

UFRN 2013 Matemática Álgebra 3º ano Prof. Afonso UFRN 203 Matemática Álgebra 3º ano Prof. Afonso 3 2. (Ufrn 203) Considere a função polinomial f ( x) = x 3x x + 3. a) Calcule os valores de f ( ), f ( ) e f ( 3 ). b) Fatore a função dada. c) Determine

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA/3 RAINHA SANTA ISABEL- ESTREMOZ MATEMÁTICA A 12ºANO ANO LETIVO 2015/2016 OBJECTIVOS ESPECÍFICOS

ESCOLA SECUNDÁRIA/3 RAINHA SANTA ISABEL- ESTREMOZ MATEMÁTICA A 12ºANO ANO LETIVO 2015/2016 OBJECTIVOS ESPECÍFICOS PROBABILIDADES E COMBINATÓRIA ESCOLA SECUNDÁRIA/3 RAINHA SANTA ISABEL- ESTREMOZ MATEMÁTICA A 12ºANO ANO LETIVO 2015/2016 Introdução ao cálculo Conhecer terminologia das probabilidades de Probabilidades

Leia mais

Uma lei que associa mais de um valor y a um valor x é uma relação, mas não uma função. O contrário é verdadeiro (isto é, toda função é uma relação).

Uma lei que associa mais de um valor y a um valor x é uma relação, mas não uma função. O contrário é verdadeiro (isto é, toda função é uma relação). 5. FUNÇÕES DE UMA VARIÁVEL 5.1. INTRODUÇÃO Devemos compreender função como uma lei que associa um valor x pertencente a um conjunto A a um único valor y pertencente a um conjunto B, ao que denotamos por

Leia mais

MATEMÁTICA Abril 2015

MATEMÁTICA Abril 2015 152547 - Agrupamento de Escolas D. António Ferreira Gomes 342592 - Escola E.B. 2,3 D. António Ferreira Gomes INFORMAÇÃO - PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA MATEMÁTICA Abril 2015 3.º Ciclo do Ensino Básico

Leia mais

Matemática. Subtraindo a primeira equação da terceira obtemos x = 1. Substituindo x = 1 na primeira e na segunda equação obtém-se o sistema

Matemática. Subtraindo a primeira equação da terceira obtemos x = 1. Substituindo x = 1 na primeira e na segunda equação obtém-se o sistema Matemática 01. A ilustração a seguir é de um cubo com aresta medindo 6 cm. A, B, C e D são os vértices indicados do cubo, E é o centro da face contendo C e D, e F é o pé da perpendicular a BD traçada a

Leia mais

QUESTÕES PARA O 9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL MATEMÁTICA 2º BIMESTE SUGESTÕES DE RESOLUÇÕES

QUESTÕES PARA O 9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL MATEMÁTICA 2º BIMESTE SUGESTÕES DE RESOLUÇÕES QUESTÕES PARA O 9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL MATEMÁTICA 2º BIMESTE SUGESTÕES DE RESOLUÇÕES QUESTÃO 01 1 Identificar a localização/movimentação de objeto, em mapas, croquis e outras representações gráficas.

Leia mais

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí UNIVALE

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí UNIVALE Faculdades Integradas do Vale do Ivaí UNIVALE Ivaiporã - PR Faculdades Integradas do Vale do Ivaí - UNIVALE COMISSÃO DO VESTIBULAR CONCURSO VESTIBULAR 2016 MATRÍCULA DOS APROVADOS NO VESTIBULAR A matrícula

Leia mais

CPV O cursinho que mais aprova na fgv

CPV O cursinho que mais aprova na fgv O cursinho que mais aprova na fgv FGV economia a Fase 0/novembro/008 MTEMÁTI 0. umentando a base de um triângulo em 0% e reduzindo a altura relativa a essa base em 0%, a área do triângulo aumenta em %.

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA - FGV

MATEMÁTICA FINANCEIRA - FGV MATEMÁTICA FINANCEIRA - FGV 01. (FGV) O preço de venda de um artigo foi diminuído em 20%. Em que porcentagem devemos aumentar o preço diminuído para que com o aumento o novo preço coincida com o original?

Leia mais

10 A demonstração nos programas de Matemática: Uma análise transversal

10 A demonstração nos programas de Matemática: Uma análise transversal 10 A demonstração nos programas de Matemática: Uma análise transversal Cecília Costa Departamento de Matemática da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Pedro Tadeu ESTIG Instituto Politécnico de

Leia mais

MATEMÁTICA ENEM 2009

MATEMÁTICA ENEM 2009 MATEMÁTICA ENEM 2009 19 de setembro PROF. MARCELO CÓSER Essa apresentação pode ser baixada em http://www.marcelocoser.com.br. 01) (UFRJ) Uma operadora de celular oferece dois planos no sistema pós-pago.

Leia mais

2) Se z = (2 + i).(1 + i).i, então a) 3 i b) 1 3i c) 3 i d) 3 + i e) 3 + i. ,será dado por: quando x = i é:

2) Se z = (2 + i).(1 + i).i, então a) 3 i b) 1 3i c) 3 i d) 3 + i e) 3 + i. ,será dado por: quando x = i é: Aluno(a) Nº. Ano: º do Ensino Médio Exercícios para a Recuperação de MATEMÁTICA - Professores: Escossi e Luciano NÚMEROS COMPLEXOS 1) Calculando-se corretamente as raízes da função f(x) = x + 4x + 5, encontram-se

Leia mais

MINISTERIO DA DEFESA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXERCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATORIA E ASSISTENCIAL

MINISTERIO DA DEFESA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXERCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATORIA E ASSISTENCIAL MINISTERIO DA DEFESA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXERCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATORIA E ASSISTENCIAL PLANO DE SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS 6º ano / Ensino Fundamental Área: Ciências da Natureza,

Leia mais

Teste Intermédio de Matemática A Matemática A Versão 1 10.º Ano de Escolaridade

Teste Intermédio de Matemática A Matemática A Versão 1 10.º Ano de Escolaridade Teste Intermédio de Matemática A Versão 1 Teste Intermédio Matemática A Versão 1 Duração do Teste: 90 minutos 28.05.2008 10.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Nome do aluno N.º

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE MATEMÁTICA 8.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE MATEMÁTICA 8.º ANO DE MATEMÁTICA 8.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO No domínio dos Números e Operações, o aluno deve ser capaz de relacionar números racionais e dízimas, completar a reta numérica e ordenar números

Leia mais

DISCIPLINA DE MATEMÁTICA

DISCIPLINA DE MATEMÁTICA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA OBJETIVOS: 6 ano Levar os estudantes a reconhecerem, em situações cotidianas, as diferentes funções, os diferentes significados e as representações dos números, operações, medidas

Leia mais

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB I Semana de Educação Matemática: Discutindo o trabalho docente aliado às novas tendências educacionais 25 a 29 de maio de 2009 Minicurso: GEOGEBRA UM FORTE

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL DE. MATEMÁTICA 7º ano

PLANEJAMENTO ANUAL DE. MATEMÁTICA 7º ano COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE MATEMÁTICA 7º ano PROFESSORAS: SANDRA MARA

Leia mais

Em busca da trajetória perfeita!

Em busca da trajetória perfeita! Reforço escolar M ate mática Em busca da trajetória perfeita! Dinâmica 4 1º Série 3º Bimestre DISCIPLINA Série CAMPO CONCEITO Aluno Matemática Ensino Médio 1ª Algébrico Simbólico Função polinomial do 2º

Leia mais

Planificação de Matemática -6ºAno

Planificação de Matemática -6ºAno DGEstE - Direção-Geral de Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços Região Alentejo Agrupamento de Escolas de Moura código n.º 135471 Escola Básica nº 1 de Moura (EB23) código n.º 342294 Planificação

Leia mais

Dia 07 de novembro (sábado) 10h Osasco e Granja Viana

Dia 07 de novembro (sábado) 10h Osasco e Granja Viana PROVA BOLSA MÉRITO ENSINO FUNDAMENTAL II (6º, 7º, 8º e 9º ano) Dia 07 de novembro (sábado) 10h Osasco e Granja Viana 1. Ingresso de novos alunos. O ingresso de alunos, no Ensino Fundamental II do Colégio

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. LÍNGUA PORTUGUESA (Para todos os cargos)

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. LÍNGUA PORTUGUESA (Para todos os cargos) CONTEÚDO PROGRAMÁTICO LÍNGUA PORTUGUESA (Para todos os cargos) 1. Identificação de informações pontuais no texto. 2. Uso da língua padrão em gêneros textuais na modalidade escrita (pontuação, ortografia,

Leia mais

Teste Intermédio Matemática. 9.º Ano de Escolaridade. Versão 1. Duração do Teste: 30 min (Caderno 1) + 60 min (Caderno 2) 21.03.

Teste Intermédio Matemática. 9.º Ano de Escolaridade. Versão 1. Duração do Teste: 30 min (Caderno 1) + 60 min (Caderno 2) 21.03. Teste Intermédio Matemática Versão 1 Duração do Teste: 30 min (Caderno 1) + 60 min (Caderno 2) 21.03.2014 9.º Ano de Escolaridade Indica de forma legível a versão do teste. O teste é constituído por dois

Leia mais