Cruzeiro do Sul e o Sul

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cruzeiro do Sul e o Sul"

Transcrição

1 Atividade de Aprendizagem 17 Cruzeiro do Sul e o Sul Eixo(s) temático(s) Terra e universo Tema Estrelas / constelações / galáxias Conteúdos Constelações / pontos cardeais Usos / objetivos Problematização e sensibilização para o estudo das constelações e ampliação do conhecimento Competências e habilidades Voltadas para procedimentos e atitudes Ler e interpretar um texto; responder às questões usando argumentos coerentes com o texto e formando frases coesas e claras; ler e interpretar um esquema. Voltadas para os conteúdos Discutir conceitos básicos relacionados à noção de constelação, estabelecendo algumas relações com os pontos cardeais; identificar os pontos cardeais a partir da observação da constelação Cruzeiro do Sul; usar a observação da constelação Cruzeiro do Sul para orientar-se. Estratégias Essa atividade foi elaborada como intuito de não somente ser aplicada como uma atividade de interpretação de texto ou esquema, mas como uma forma de gerar reflexões e discussões, sensibilizando os alunos para a aprendizagem. Assim, indicamos a sua aplicação em um momento prévio ao estudo do tema e às suas explicações em aula. Após a leitura do texto, é recomendável que os alunos busquem responder as questões propostas num primeiro momento individualmente e num segundo em grupo, para que tenham oportunidade de refletir sobre o que compreenderam e também ouvir as opiniões dos colegas, estabelecendo uma situação de diálogo. Outra sugestão de uso é de ampliação do conhecimento, principalmente se na sua região é comum poder visualizar um céu estrelado. Nesse caso os alunos poderão tentar em casa testar o que aprenderam com a atividade, ampliando seu repertório de conhecimentos ao aprender outras formas de orientação no espaço.

2 Atividade de Aprendizagem 17 Estratégias A utilização do texto e das perguntas tem por objetivo, ainda, exercitar as habilidades leitoras e escritoras do aluno e pode ser usado em atividade interdisciplinar com Geografia. O texto ainda cita um trecho da música Oriente, do cantor Gilberto Gil, e assim, pode inclusive ser utilizado em um trabalho conjunto também com o professor de educação artística. Ao final da atividade, aproveitando-se da última pergunta sobre outras constelações, você poderá ampliar o estudo para outras constelações. Sugestões de uso na coleção Ciências Naturais 6o ano Cap. 1 Novos modelos (p.18) Cap. 2 O sol como guia (p. 31) 8o ano Cap. 1 Ritmos da Terra e ritmos da vida (p.10) 9o ano Cap. 14 Construindo uma bússola (p. 277) Informações complementares O texto traz uma história cujo tema principal é a identificação de pontos cardeais a partir da constelação do Cruzeiro do Sul. Dois conceitos principais estão envolvidos nesta atividade e estão explicados, de maneira simplificada, abaixo. - Constelação: grupo de estrelas que, visto da Terra, se assemelha a alguma figura por nós conhecida (como uma cruz) ou a um ser mitológico (como o Capricórnio), dependendo do povo e da cultura que observa as estrelas. - Pontos cardeais: são os quatro pontos que temos como referência universal para nos guiarmos na superfície da Terra: Norte, Sul, Leste e Oeste. Outros conceitos, ainda que não estejam no centro da discussão da atividade, podem ser destacados, por exemplo, o de poluição luminosa presente no trecho [...] bonito céu estrelado que ele só consegue ver no sítio da tia Zilda, bem mais bonito do que o céu que ele vê quando está em sua cidade. Durante a leitura do texto, sugerimos fazer questionamentos, como o motivo pelo qual o céu do sítio é diferente ao sítio da cidade. A resposta esta relacionada ao fato de que normalmente uma cidade possui muitas fontes de energia luminosa artificial, seja utilizadas em iluminação pública ou das residências. Um sítio, localizado em uma região com uma menor iluminação artificial, possui também menor poluição luminosa, possibilitando a observação de uma quantidade maior de estrelas. Respostas 1. Cruzeiro do Sul é uma constelação, isto é, um grupo de estrelas, que, para nós que olhamos da Terra, se parece com uma cruz. É composta por cinco estrelas, quatro formam uma cruz e uma quinta estrela, chamada de Intrometida e que fica logo abaixo do braço direito da cruz, com intensidade de brilho mais fraca.

3 Atividade de Aprendizagem Além de possuir a estrela Intrometida abaixo do braço direito da cruz, existem duas estrelas brilhantes próximas à constelação, que são apelidadas de guardiãs da cruz por aparecerem no céu sempre juntas ao Cruzeiro do Sul. Essas características ajudam a diferenciar o Cruzeiro do Sul de outros grupos de estrelas. 3. Não. A constelação do Cruzeiro do Sul somente indica no ponto cardeal Sul quando ela está perfeitamente em pé, isto é, quando a linha imaginária traçada a partir do eixo maior da estrela desce em linha reta (vertical) até o horizonte. No entanto, sempre é possível encontrar o Sul a partir desta constelação. É provável que os alunos precisem de algumas dicas para chegar a essa resposta. Valorize as respostas individuais, permitindo que os alunos opinem e construam a resposta coletivamente. 4. Sim. Uma vez que encontramos o ponto cardeal Sul a partir desta constelação, é possível identificar ou outros pontos da seguinte forma: se ficarmos de frente para o Sul, o Leste estará a nossa esquerda e o Oeste a nossa direita. 5. Resposta pessoal. Os alunos poderão citar diversas constelações, possivelmente as mais citadas pertençam ao conjunto de 13 constelações conhecido como Zodíaco. Você pode sugerir aos alunos uma pesquisa em na internet, onde eles poderão encontrar a lista das 88 constelações classificadas pela União Astronômica Internacional, assim como a lista com 13 das constelações que compõem o Zodíaco. Sugestões de sites para a pesquisa: <http://astro.if.ufrgs.br/const.htm>. <www.cosmobrain.com.br/res/constelacoes.html>. Acessos em: out

4 NOME: No ANO DATA: / / Orientou-se bem, rapaz, pela Constelação do Cruzeiro do Sul... Chegaram as férias de Júlio, e ele foi ao sítio da tia Zilda para visitá-la. O sítio fica um pouco distante da cidade onde ele mora. Júlio adora ir para lá, não somente pelos deliciosos doces que a tia Zilda faz, mas pelas histórias que ela conta e pelo bonito céu estrelado que ele só consegue ver no sítio, bem mais bonito e com muito mais estrelas do que o céu que ele vê quando está em sua cidade. Quando anoitece, Júlio chega ao sítio, e logo ouve uma promessa da tia Zilda: Amanhã vamos a uma cachoeira que você ainda não conhece e fica ao Sul do sítio. É pertinho! Júlio, então, pergunta: Mas, tia, como você sabe onde é o Sul? Ah! Mas isso é fácil, é só olhar para o céu... responde tia Zilda. Tia Zilda começa a cantar o refrão de uma música: Se oriente, rapaz, pela constelação do Cruzeiro do Sul.... Júlio logo interrompe a cantoria com outra pergunta: Cruzeiro do Sul? Aquela cruz no céu? Isso mesmo. O Cruzeiro do Sul é uma constelação, um conjunto de estrelas, que para nós se parece com uma cruz responde tia Zilda. Apontando para o céu, ela fala: Olhe ela lá! A constelação do Cruzeiro do Sul: quatro estrelas formando uma cruz. Se você olhar com atenção verá que há mais uma pequena estrela, logo abaixo do braço direito da cruz. Esta pequena estrela é chamada de Intrometida e forma a Constelação Cruzeiro do Sul com as outras quatro estrelas. No céu, você pode encontrar outros conjuntos de estrelas que se parecem com o Cruzeiro do Sul, mas não se engane: só o Cruzeiro do Sul tem aquela estrelinha intrometida do lado direito! Além disso, se você reparar bem vai ver duas estrelas bem brilhantes próximas à cruz de estrelas de que estamos falando. Elas sempre estão juntas ao Cruzeiro do Sul, tanto que são apelidadas de guardiãs da cruz. Ah, entendi! Assim, fica fácil encontrá-la no céu. Tia, então o Sul é onde está o Cruzeiro do Sul. É isso? fala Júlio. Tia Zilda então explica: Não exatamente. O Cruzeiro do Sul permite que a gente encontre o Sul, mas nem sempre a constelação está na direção do Sul. Se você perceber, agora a cruz está um pouco inclinada, e somente se ela estivesse em pé, ou seja, completamente na vertical, é que ela estaria na direção do Sul. Mesmo assim, podemos achar o ponto cardeal Sul: olhe para a estrela da parte de baixo da cruz. Está vendo? Sim! responde rapidamente Júlio. Tia Zilda então continua a sua explicação: Se, a partir da estrela que fica na ponta de baixo da cruz, seguirmos uma linha reta imaginária que tenha

5 um comprimento igual a quatro vezes e meio o tamanho do eixo mais longo da cruz, nós encontraremos o sul... Você pode fazer isso usando a sua mão. Tia Zilda então mostra como medir o Cruzeiro do Sul. Usando dois dedos, o indicador e o polegar, delimitamos o tamanho dessa constelação, marcando a tal linha imaginária. O procedimento é algo parecido com o que indica a figura ao lado. Em seguida, ela afirma: Pronto. Agora que você encontrou o final dessa linha de tamanho um pouco maior do que quatro Cruzeiros do Sul, é só seguir outra linha imaginária, agora vertical e para baixo, na direção do horizonte, e lá está o Sul e... a nossa cachoeira! Tia Zilda então retoma a música que cantava, dessa vez mudando um pouco a letra: Orientou-se bem, rapaz, pela constelação do Cruzeiro do Sul.... Olga Santana 1. A partir do texto, como você definiria o Cruzeiro do Sul? 2. Existem no céu outros conjuntos de estrelas com o formato de uma cruz. Quais características da constelação Cruzeiro do Sul tia Zilda utilizou para diferenciá-la de outros grupos de estrelas? 3. A constelação do Cruzeiro do Sul está sempre no Sul? Explique sua resposta. 4. Tia Zilda utiliza uma técnica bem simples para encontrar o ponto cardeal Sul a partir da constelação Cruzeiro do Sul. Agora responda: utilizando a mesma constelação é possível encontrar o Leste e o Oeste? Explique sua resposta.

6 5. Além do Cruzeiro do Sul, que outras constelações você conhece?

Movimento da Lua. Atividade de Aprendizagem 22. Eixo(s) temático(s) Terra e Universo. Tema. Sistema Solar

Movimento da Lua. Atividade de Aprendizagem 22. Eixo(s) temático(s) Terra e Universo. Tema. Sistema Solar Movimento da Lua Eixo(s) temático(s) Terra e Universo Tema Sistema Solar Conteúdos Movimentos da Terra e da Lua / movimento aparente dos corpos celestes / referencial Usos / objetivos Ampliação e avaliação

Leia mais

Atividade de Aprendizagem 1 Aquífero Guarani Eixo(s) temático(s) Tema Conteúdos Usos / objetivos Voltadas para procedimentos e atitudes Competências

Atividade de Aprendizagem 1 Aquífero Guarani Eixo(s) temático(s) Tema Conteúdos Usos / objetivos Voltadas para procedimentos e atitudes Competências Aquífero Guarani Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente / Terra e universo Tema Água e vida / ciclo hidrológico do planeta Conteúdos Águas subterrâneas Usos / objetivos Aprofundamento do estudo sobre as águas

Leia mais

Qualidade ambiental. Atividade de Aprendizagem 18. Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente

Qualidade ambiental. Atividade de Aprendizagem 18. Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente Qualidade ambiental Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente Tema Uso dos recursos naturais / ocupação do espaço e suas consequências / desequilíbrio ambiental e desenvolvimento sustentável Conteúdos Lixo /

Leia mais

Refletindo sobre a digestão

Refletindo sobre a digestão Atividade de Aprendizagem 6 Refletindo sobre a digestão Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente / Ser humano e saúde Tema Obtenção, transformação e utilização de energia pelos seres vivos Conteúdos Sistema

Leia mais

Energia Eólica. Atividade de Aprendizagem 3. Eixo(s) temático(s) Ciência e tecnologia / vida e ambiente

Energia Eólica. Atividade de Aprendizagem 3. Eixo(s) temático(s) Ciência e tecnologia / vida e ambiente Energia Eólica Eixo(s) temático(s) Ciência e tecnologia / vida e ambiente Tema Eletricidade / usos da energia / uso dos recursos naturais Conteúdos Energia eólica / obtenção de energia e problemas ambientais

Leia mais

Mistérios no banheiro: o que é isso entre os azulejos?

Mistérios no banheiro: o que é isso entre os azulejos? Mistérios no banheiro: o que é isso entre os azulejos? Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente Tema Água e vida / o caminho cíclico dos materiais no ambiente / a reprodução e a ocupação de novos ambientes

Leia mais

GABARITO DA PROVA OLÍMPICA DO NÍVEL II DA II OBA

GABARITO DA PROVA OLÍMPICA DO NÍVEL II DA II OBA 1. A astronomia estuda tudo que está fora da Terra, como por exemplo, os planetas, as estrelas, os cometas, as galáxias, as constelações, os movimentos destes corpos, etc. Para observar estes corpos basta

Leia mais

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES CIËNCIAS DESAFIO DO DIA. Aula 1.1 Conteúdo. O Universo

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES CIËNCIAS DESAFIO DO DIA. Aula 1.1 Conteúdo. O Universo CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Aula 1.1 Conteúdo O Universo 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA

Leia mais

Poluição do rio Tietê

Poluição do rio Tietê Poluição do rio Tietê Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente / Terra e Universo Tema Água e vida; uso dos recursos naturais / a ocupação do espaço e suas consequências / desequilíbrio ambiental / desenvolvimento

Leia mais

FILOSOFIA BUDISTA APLICADA A EMPRESA:

FILOSOFIA BUDISTA APLICADA A EMPRESA: FILOSOFIA BUDISTA APLICADA A EMPRESA: CRESCENDO PESSOAL E PROFISSIONALMENTE. 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 Onde você estiver que haja LUZ. Ana Rique A responsabilidade por um ambiente

Leia mais

Como é que a Poluição Luminosa Afeta as Estrelas

Como é que a Poluição Luminosa Afeta as Estrelas Como é que a Poluição Luminosa Afeta as Estrelas Poluição Luminosa Projeto DSR Apagar as Luzes para Acender as Estrelas Resumo: Cada aluno irá construir um Leitor de Magnitude que será utilizado para determinar

Leia mais

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1 O QUE VEMOS NO CÉU? Levantamento inicial. Delimitando o céu para o estudo da Astronomia

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1 O QUE VEMOS NO CÉU? Levantamento inicial. Delimitando o céu para o estudo da Astronomia SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1 O QUE VEMOS NO CÉU? Levantamento inicial Páginas 3-4 1. Esperam-se respostas como: Lua, estrelas, nuvens, Sol, pássaros, aviões, satélites etc. 2. Resposta pessoal. Caso os alunos

Leia mais

48 Os professores optaram por estudar a urbanização, partindo dos espaços conhecidos pelos alunos no entorno da escola. Buscavam, nesse projeto, refletir sobre as características das moradias existentes,

Leia mais

Densímetro de posto de gasolina

Densímetro de posto de gasolina Densímetro de posto de gasolina Eixo(s) temático(s) Ciência e tecnologia Tema Materiais: propriedades Conteúdos Densidade, misturas homogêneas e empuxo Usos / objetivos Introdução ou aprofundamento do

Leia mais

Copiright de todos artigos, textos, desenhos e lições. A reprodução parcial ou total desta aula só é permitida através de autorização por escrito de

Copiright de todos artigos, textos, desenhos e lições. A reprodução parcial ou total desta aula só é permitida através de autorização por escrito de 1 Nesta aula você aprenderá a diferenciar um desenhista de um ilustrador e ainda iniciará com os primeiros exercícios de desenho. (Mateus Machado) O DESENHISTA E O ILUSTRADOR Ainda que não sejam profissionais

Leia mais

Sistema Solar. Sistema de Ensino CNEC. 4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Ciências Nome:

Sistema Solar. Sistema de Ensino CNEC. 4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Ciências Nome: 4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Ciências Nome: Sistema Solar 1 o Mercúrio 5 o Júpiter 2 o Vênus 6 o Saturno 3 o Terra 7 o Urano 4 o Marte 8 o Netuno Com certeza você já deve ter ouvido

Leia mais

Francisca Roseane F.R. de Sousa Escola M. Arnaldo de Barros Moreira

Francisca Roseane F.R. de Sousa Escola M. Arnaldo de Barros Moreira Francisca Roseane F.R. de Sousa Escola M. Arnaldo de Barros Moreira DIVERSIDADE RELIGIOSA Produtos em mídia digital explorados no estudo Câmeras fotográficas Computadores Vídeos Slides Notebook Editor

Leia mais

Ensinar a ler em História, Ciências, Matemática, Geografia

Ensinar a ler em História, Ciências, Matemática, Geografia PAOLA GENTILE Ensinar a ler em História, Ciências, Matemática, Geografia A forma como se lê um texto varia mais de acordo com o objetivo proposto do que com o gênero, mas você pode ajudar o aluno a entender

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL - CIÊNCIAS 9ºANO- UNIDADE 3 - CAPÍTULO 1

ENSINO FUNDAMENTAL - CIÊNCIAS 9ºANO- UNIDADE 3 - CAPÍTULO 1 ENSINO FUNDAMENTAL - CIÊNCIAS 9ºANO- UNIDADE 3 - CAPÍTULO 1 questão 01. O que é Astrofísica? questão 02. O que são constelações? questão 03. Como era o calendário Lunar? questão 04. Qual era diferença

Leia mais

Construindo uma aula significativa passo-a-passo.

Construindo uma aula significativa passo-a-passo. Construindo uma aula significativa passo-a-passo. www.juliofurtado.com.br SINOPSE: O As sete etapas da construção de um conceito. O Os três momentos de uma aula significativa. O A mediação de conflitos

Leia mais

Não Era uma Vez... Contos clássicos recontados

Não Era uma Vez... Contos clássicos recontados elaboração: PROF. DR. JOSÉ NICOLAU GREGORIN FILHO Não Era uma Vez... Contos clássicos recontados escrito por Vários autores Os Projetos de Leitura: concepção Buscando o oferecimento de subsídios práticos

Leia mais

Domingo é dia de macarronada

Domingo é dia de macarronada Domingo é dia de macarronada Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente / ser humano e saúde Tema Interações entre os seres vivos / o caminho cíclico dos materiais no ambiente / interação entre os seres vivos

Leia mais

1a) Resposta: O aluno deveria ter pintado a bola maior de amarelo e a média de azul ou indicado a cor.

1a) Resposta: O aluno deveria ter pintado a bola maior de amarelo e a média de azul ou indicado a cor. Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) - Agência Espacial Brasileira (AEB) VIII Olimpíada Brasileira de Astronomia e de Astronáutica- 2005 Gabarito da Prova do nível 1 (para alunos da 1ª à 2ª série) Questão

Leia mais

O Ensino da Astronomia

O Ensino da Astronomia O Ensino da Astronomia Os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) indicam o estudo da Astronomia no 3o e 4o ciclos do Ensino Fundamental, na área de Ciências Naturais, no eixo temático "Terra e Universo"

Leia mais

Compreendendo o espaço

Compreendendo o espaço Módulo 1 Unidade 2 Compreendendo o espaço Para início de conversa... A forma como você se locomove na cidade para ir de um lugar a outro tem a ver com as direções que você toma e com o sentido para o qual

Leia mais

Pacote de Actividades para Educadores: Guia de Observação www.globeatnight.org

Pacote de Actividades para Educadores: Guia de Observação www.globeatnight.org Pacote de Actividades para Educadores: Guia de Observação Encoraje os seus alunos a participar numa campanha mundial de ciência, que consiste em observar e registar a magnitude das estrelas visíveis e

Leia mais

Laboratório didático de Física

Laboratório didático de Física Laboratório didático de Física Como redigir um relatório Como escrever um relatório? Esperamos nos próximos parágrafos passar algumas informações úteis para escrever um relatório. É possível que algumas

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL JOSÉ EVARISTO COSTA RELATO DE EXPERIÊNCIA. Autora: Bia Villela. Professoras: Maria Cristina Santos de Campos. Período: Três semanas.

ESCOLA MUNICIPAL JOSÉ EVARISTO COSTA RELATO DE EXPERIÊNCIA. Autora: Bia Villela. Professoras: Maria Cristina Santos de Campos. Período: Três semanas. ESCOLA MUNICIPAL JOSÉ EVARISTO COSTA RELATO DE EXPERIÊNCIA Sequência Didática I Era uma vez um gato xadrez... Autora: Bia Villela. Professoras: Maria Cristina Santos de Campos. Silvana Bento de Melo Couto.

Leia mais

informações em documentos.

informações em documentos. C O L É G I O L A S A L L E EducaçãoInfantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Guarani, 2000- Fone (045) 3252-1336 - Fax (045) 3379-5822 http://www.lasalle.edu.br/toledo/ DISCIPLINA: PROFESSOR(A): E-MAIL:

Leia mais

Tópico 02: Movimento Circular Uniforme; Aceleração Centrípeta

Tópico 02: Movimento Circular Uniforme; Aceleração Centrípeta Aula 03: Movimento em um Plano Tópico 02: Movimento Circular Uniforme; Aceleração Centrípeta Caro aluno, olá! Neste tópico, você vai aprender sobre um tipo particular de movimento plano, o movimento circular

Leia mais

Ser humano e saúde / vida e ambiente. Voltadas para procedimentos e atitudes. Voltadas para os conteúdos

Ser humano e saúde / vida e ambiente. Voltadas para procedimentos e atitudes. Voltadas para os conteúdos Atividade de Aprendizagem 10 Dengue: aqui não! Eixo(s) temático(s) Ser humano e saúde / vida e ambiente Tema Água e vida / reprodução e ocupação de novos ambientes / saúde individual e coletiva Conteúdos

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE ENSINO NA EDUCAÇÃO INFANTIL E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. Profa. Me. Michele Costa

ESTRATÉGIAS DE ENSINO NA EDUCAÇÃO INFANTIL E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. Profa. Me. Michele Costa ESTRATÉGIAS DE ENSINO NA EDUCAÇÃO INFANTIL E FORMAÇÃO DE PROFESSORES Profa. Me. Michele Costa CONVERSAREMOS SOBRE Formação de Professores Continuação do diálogo sobre o professor de educação infantil.

Leia mais

UMA PROPOSTA INSTERDISCIPLINAR: O SISTEMA SOLAR EM ESCALAS. Palavras-chave: Escalas numéricas; Sistema Solar; Escalas.

UMA PROPOSTA INSTERDISCIPLINAR: O SISTEMA SOLAR EM ESCALAS. Palavras-chave: Escalas numéricas; Sistema Solar; Escalas. UMA PROPOSTA INSTERDISCIPLINAR: O SISTEMA SOLAR EM ESCALAS Ueslei Galvão do Rosário Santos Universidade Federal do Recôncavo da Bahia uelgalvao@hotmail.com Wériton de Souza Lobo Universidade Federal do

Leia mais

A árvore das árvores

A árvore das árvores A árvore das árvores Resumo O documentário apresenta os múltiplos usos do carvalho para as sociedades, desde tempos remotos até os dias de hoje; além de retratar lendas e histórias sobre essas árvores

Leia mais

Algodão colorido. Atividade de Aprendizagem 20. Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente; ciência e tecnologia

Algodão colorido. Atividade de Aprendizagem 20. Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente; ciência e tecnologia Atividade de Aprendizagem 20 Algodão colorido Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente; ciência e tecnologia Tema Água e vida / uso dos recursos naturais / desequilíbrio ambiental e desenvolvimento sustentável

Leia mais

Fonte: http://revistaescola.abril.com.br/gestao-escolar/coordenador-pedagogico/projeto-formacao-professoresmatematica-623627.shtml

Fonte: http://revistaescola.abril.com.br/gestao-escolar/coordenador-pedagogico/projeto-formacao-professoresmatematica-623627.shtml Fonte: http://revistaescola.abril.com.br/gestao-escolar/coordenador-pedagogico/projeto-formacao-professoresmatematica-623627.shtml Projeto de formação de professores em Matemática Um projeto exclusivo

Leia mais

Primeiro Segmento equivalente à alfabetização e às quatro primeiras séries do Ensino Fundamental (1ª à 4ª série).

Primeiro Segmento equivalente à alfabetização e às quatro primeiras séries do Ensino Fundamental (1ª à 4ª série). INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE A EJA 1- Você se matriculou em um CURSO DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA). Esse curso tem a equivalência do Ensino Fundamental. As pessoas que estudam na EJA procuram um curso

Leia mais

O canto coletivo, ensinando a canção Samba lelê

O canto coletivo, ensinando a canção Samba lelê O canto coletivo é a prática musical mais elementar na educação musical, grandes educadores musicais como Dalcroze, Kodaly, Willems, Villa-Lobos e outros, utilizavam a voz e o canto coletivo como ponto

Leia mais

CURSO DE EXTENSÃO A DISTÂNCIA SECADI/UFC AULA 02: EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA TÓPICO 03: CARACTERÍSTICAS DO ENSINO A DISTÂNCIA VERSÃO TEXTUAL Antes de iniciar este curso, você deve ter refletido bastante sobre

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO 1

PROJETO PEDAGÓGICO 1 PROJETO PEDAGÓGICO 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Título: Maricota ri e chora Autor: Mariza Lima Gonçalves Ilustrações: Andréia Resende Formato: 20,5 cm x 22 cm Número de páginas: 32

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Ensino Médio ETEC Professora Nair Luccas Ribeiro Código: 156 Município: Teodoro Sampaio Área de conhecimento: Ciências Humanas Componente Curricular: Geografia

Leia mais

COMO TORNAR O ESTUDO E A APRENDIZAGEM MAIS EFICAZES

COMO TORNAR O ESTUDO E A APRENDIZAGEM MAIS EFICAZES COMO TORNAR O ESTUDO E A APRENDIZAGEM MAIS EFICAZES 1 Eficácia nos estudos 2 Anotação 2.1 Anotações corridas 2.2 Anotações esquemáticas 2.3 Anotações resumidas 3 Sublinha 4 Vocabulário 5 Seminário 1 EFICÁCIA

Leia mais

ATIVIDADES QUE AJUDAM NO ENTENDIMENTO E COMPREENSÃO DOS CONCEITOS DE ÁREAS COM FIGURAS GEOMÉTRICAS, ABORDADAS DE MANEIRAS DIFERENTES.

ATIVIDADES QUE AJUDAM NO ENTENDIMENTO E COMPREENSÃO DOS CONCEITOS DE ÁREAS COM FIGURAS GEOMÉTRICAS, ABORDADAS DE MANEIRAS DIFERENTES. ISSN 2177-9139 ATIVIDADES QUE AJUDAM NO ENTENDIMENTO E COMPREENSÃO DOS CONCEITOS DE ÁREAS COM FIGURAS GEOMÉTRICAS, ABORDADAS DE MANEIRAS DIFERENTES. Samara Melo Gai samaramelogai@gmail.com Universidade

Leia mais

Ao considerar e ao explicitar a representação feita, nota-se sua lógica e o que levou o aluno a tal escolha. A partir dela, o professor pode chegar a

Ao considerar e ao explicitar a representação feita, nota-se sua lógica e o que levou o aluno a tal escolha. A partir dela, o professor pode chegar a 37 Ao trabalhar questões socioambientais e o conceito de natureza, podemos estar investigando a noção de natureza que os alunos constroem ou construíram em suas experiências e vivências. Alguns alunos

Leia mais

Desenvolvimento motor do deficiente auditivo. A deficiência auditiva aparece, por vezes, associada a outras deficiências, como

Desenvolvimento motor do deficiente auditivo. A deficiência auditiva aparece, por vezes, associada a outras deficiências, como Texto de apoio ao Curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Desenvolvimento motor do deficiente auditivo A deficiência auditiva aparece, por vezes, associada

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade Organizando Voluntariado na Escola Aula 2 Liderança e Comunidade Objetivos 1 Entender o que é liderança. 2 Conhecer quais as características de um líder. 3 Compreender os conceitos de comunidade. 4 Aprender

Leia mais

PREFEITURA DE ESTÂNCIA TURÍSTICA DE SÃO ROQUE - SP DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES EDUCAÇÃO PARA A PAZ

PREFEITURA DE ESTÂNCIA TURÍSTICA DE SÃO ROQUE - SP DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES EDUCAÇÃO PARA A PAZ PREFEITURA DE ESTÂNCIA TURÍSTICA DE SÃO ROQUE - SP DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES EDUCAÇÃO PARA A PAZ TEMA PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES Educação para a Paz Aplicadores:

Leia mais

O Princípio da Complementaridade e o papel do observador na Mecânica Quântica

O Princípio da Complementaridade e o papel do observador na Mecânica Quântica O Princípio da Complementaridade e o papel do observador na Mecânica Quântica A U L A 3 Metas da aula Descrever a experiência de interferência por uma fenda dupla com elétrons, na qual a trajetória destes

Leia mais

Teorema de Pitágoras. Módulo 1 Unidade 10. Para início de conversa... Matemática e Suas Tecnologias Matemática 1

Teorema de Pitágoras. Módulo 1 Unidade 10. Para início de conversa... Matemática e Suas Tecnologias Matemática 1 Módulo 1 Unidade 10 Teorema de Pitágoras Para início de conversa... Certamente, você já deve ter ouvido falar no Teorema de Pitágoras. Pois bem, nesta unidade, ele será o centro das atenções, mas vamos

Leia mais

Educação a distância: desafios e descobertas

Educação a distância: desafios e descobertas Educação a distância: desafios e descobertas Educação a distância: Desafios e descobertas Conteudista: Equipe Multidisciplinar Campus Virtual Cruzeiro do Sul Você na EAD Educação a distância: desafios

Leia mais

Falta um mês para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012. As provas serão realizadas nos dias 3 e 4 de novembro. De acordo com o balanço

Falta um mês para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012. As provas serão realizadas nos dias 3 e 4 de novembro. De acordo com o balanço Falta um mês para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012. As provas serão realizadas nos dias 3 e 4 de novembro. De acordo com o balanço final divulgado pelo Ministério da Educação, o sistema

Leia mais

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula :

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula : Como Criar uma Aula? Para criar uma sugestão de aula é necessário que você já tenha se cadastrado no Portal do Professor. Para se cadastrar clique em Inscreva-se, localizado na primeira página do Portal.

Leia mais

ARCO-ÍRIS DE SABERES NA PRÁTICA EDUCATIVA: UMA EXPERIÊNCIA VIVENCIADA NO CURSO DE PEDAGOGIA DO IFESP

ARCO-ÍRIS DE SABERES NA PRÁTICA EDUCATIVA: UMA EXPERIÊNCIA VIVENCIADA NO CURSO DE PEDAGOGIA DO IFESP 1 ARCO-ÍRIS DE SABERES NA PRÁTICA EDUCATIVA: UMA EXPERIÊNCIA VIVENCIADA NO CURSO DE PEDAGOGIA DO IFESP Claudete da Silva Ferreira - IFESP Márcia Maria Alves de Assis - IFESP RESUMO Esta apresentação se

Leia mais

3 BLOCOS TEMÁTICOS PROPOSTOS. Ensino Religioso História Geografia. cotidiano

3 BLOCOS TEMÁTICOS PROPOSTOS. Ensino Religioso História Geografia. cotidiano 1 TÍTULO DO PROJETO O REGISTRO DE NASCIMENTO 2 CICLO OU SÉRIE 1º CICLO OU SÉRIE 1º CICLO 7 anos 3 BLOCOS TEMÁTICOS PROPOSTOS Ensino Religioso História Geografia Alteridade (O Eu/ EU sou História local

Leia mais

PORTIFÓLIO DA OFICINA CURRICULAR DE ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS ATIVIDADES DO MAIS EDUCAÇÃO

PORTIFÓLIO DA OFICINA CURRICULAR DE ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS ATIVIDADES DO MAIS EDUCAÇÃO ESCOLA ESTADUAL FERNANDO NOBRE TEMPO INTEGRAL ALMERI CASTRO (Monitor Mais Educação) ROSELI DE PAULA RAMOS (8ª série) VALDIRENE LUCIA VIEIRA DEHEZA (6º, 7º e 8º ano) PORTIFÓLIO DA OFICINA CURRICULAR DE

Leia mais

Introdução ao Aplicativo de Programação LEGO MINDSTORMS Education EV3

Introdução ao Aplicativo de Programação LEGO MINDSTORMS Education EV3 Introdução ao Aplicativo de Programação LEGO MINDSTORMS Education EV3 A LEGO Education tem o prazer de trazer até você a edição para tablet do Software LEGO MINDSTORMS Education EV3 - um jeito divertido

Leia mais

Aprendendo a ESTUDAR. Ensino Fundamental II

Aprendendo a ESTUDAR. Ensino Fundamental II Aprendendo a ESTUDAR Ensino Fundamental II INTRODUÇÃO Onde quer que haja mulheres e homens, há sempre o que fazer, há sempre o que ensinar, há sempre o que aprender. Paulo Freire DICAS EM AULA Cuide da

Leia mais

Metodologia e Prática de Ensino de Ciências Sociais

Metodologia e Prática de Ensino de Ciências Sociais Metodologia e Prática de Ensino de Ciências Sociais Metodologia I nvestigativa Escolha de uma situação inicial: Adequado ao plano de trabalho geral; Caráter produtivo (questionamentos); Recursos (materiais/

Leia mais

Ensino ativo para uma aprendizagem ativa: Eu quero saber fazer. Karina Grace Ferreira de Oliveira CREFITO 25367-F FADBA

Ensino ativo para uma aprendizagem ativa: Eu quero saber fazer. Karina Grace Ferreira de Oliveira CREFITO 25367-F FADBA Ensino ativo para uma aprendizagem ativa: Eu quero saber fazer. Karina Grace Ferreira de Oliveira CREFITO 25367-F FADBA Em ação! PARTE 1: (5 minutos) Procure alguém que você não conhece ou que conhece

Leia mais

Palavras-chave: Educação Matemática; Avaliação; Formação de professores; Pró- Matemática.

Palavras-chave: Educação Matemática; Avaliação; Formação de professores; Pró- Matemática. PRÓ-MATEMÁTICA 2012: UM EPISÓDIO DE AVALIAÇÃO Edilaine Regina dos Santos 1 Universidade Estadual de Londrina edilaine.santos@yahoo.com.br Rodrigo Camarinho de Oliveira 2 Universidade Estadual de Londrina

Leia mais

Rotação de Espelhos Planos

Rotação de Espelhos Planos Rotação de Espelhos Planos Introdução Um assunto que costuma aparecer em provas, isoladamente ou como parte de um exercício envolvendo outros tópicos, é a rotação de espelhos planos. Neste artigo, exploraremos

Leia mais

SOCIEDADE ASTRONÔMICA BRASILEIRA SAB IV Olimpíada Brasileira de Astronomia IV OBA Gabarito da Prova de nível I (para alunos de 1ª à 4ª série)

SOCIEDADE ASTRONÔMICA BRASILEIRA SAB IV Olimpíada Brasileira de Astronomia IV OBA Gabarito da Prova de nível I (para alunos de 1ª à 4ª série) SOCIEDADE ASTRONÔMICA BRASILEIRA SAB IV Olimpíada Brasileira de Astronomia IV OBA Gabarito da Prova de nível I (para alunos de 1ª à 4ª série) GABARITO NÍVEL 1 (Cada questão vale 1 ponto sendo que cada

Leia mais

Educação a Distância: a oportunidade vai ao seu encontro

Educação a Distância: a oportunidade vai ao seu encontro DICAS PARA ESTUDAR A DISTÂNCIA Educação a Distância: a oportunidade vai ao seu encontro Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção.

Leia mais

Educação Infantil - Ensino Fundamental - Ensino Médio. Atividade: Reflexão sobre Amadurecimento e Relacionamento Interpessoal

Educação Infantil - Ensino Fundamental - Ensino Médio. Atividade: Reflexão sobre Amadurecimento e Relacionamento Interpessoal Educação Infantil - Ensino Fundamental - Ensino Médio Atividade: Reflexão sobre Amadurecimento e Relacionamento Interpessoal Público: Oitavos anos Data: 25/5/2012 181 Dentro deste tema, foi escolhida para

Leia mais

Caderno de Postura. Prof. Luiz Mello

Caderno de Postura. Prof. Luiz Mello Caderno de Postura Prof. Luiz Mello CADERNO DE POSTURA Este caderno de postura tem como objetivo demonstrar os principais pontos relacionados a maneira de como tocar violão e guitarra de uma maneira saudável,

Leia mais

1 EDUCAÇÃO INFANTIL LINGUAGEM A GALINHA RUIVA. Guia Didático do Objeto Educacional Digital

1 EDUCAÇÃO INFANTIL LINGUAGEM A GALINHA RUIVA. Guia Didático do Objeto Educacional Digital Guia Didático do Objeto Educacional Digital LINGUAGEM 1 EDUCAÇÃO INFANTIL A GALINHA RUIVA Este Objeto Educacional Digital (OED) está relacionado ao tema da Unidade 3 do Livro do Aluno. LINGUAGEM A GALINHA

Leia mais

GUIA DO PROFESSOR ATIVIDADE: RAIO DA TERRA

GUIA DO PROFESSOR ATIVIDADE: RAIO DA TERRA GUIA DO PROFESSOR ATIVIDADE: RAIO DA TERRA 1 - RESUMO DA ATIVIDADE Como exemplo de um método de medida, vamos mostrar como há três séculos antes de Cristo, Eratóstenes mediu o raio da Terra, utilizando

Leia mais

Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio

Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio Um projeto para discutir Direitos Humanos necessariamente tem que desafiar à criatividade, a reflexão, a crítica, pesquisando, discutindo e analisando

Leia mais

PRINCÍPIOS DA INSTRUÇÃO PROGRAMADA 1. Se você ler cada um dos quadros cuidadosamente, provavelmente cometerá muito poucos erros.

PRINCÍPIOS DA INSTRUÇÃO PROGRAMADA 1. Se você ler cada um dos quadros cuidadosamente, provavelmente cometerá muito poucos erros. PRINCÍPIOS DA INSTRUÇÃO PROGRAMADA 1 INSTRUÇÕES Existem diferenças entre um Curso Programado ou Programa em Instrução Programada e um livro - texto comum. A primeira diferença é que o material se apresenta

Leia mais

SOCIEDADE ASTRONÔMICA BRASILEIRA SAB VII Olimpíada Brasileira de Astronomia VII OBA - 2004 Gabarito do nível 3 (para alunos da 5ª à 8ª série)

SOCIEDADE ASTRONÔMICA BRASILEIRA SAB VII Olimpíada Brasileira de Astronomia VII OBA - 2004 Gabarito do nível 3 (para alunos da 5ª à 8ª série) SOCIEDADE ASTRONÔMICA BRASILEIRA SAB VII Olimpíada Brasileira de Astronomia VII OBA - 2004 Gabarito do nível 3 (para alunos da 5ª à 8ª série) Questão 1) (1 ponto) Como você já deve saber o sistema solar

Leia mais

Cotagens especiais. Você já aprendeu a interpretar cotas básicas

Cotagens especiais. Você já aprendeu a interpretar cotas básicas A UU L AL A Cotagens especiais Você já aprendeu a interpretar cotas básicas e cotas de alguns tipos de elementos em desenhos técnicos de modelos variados. Mas, há alguns casos especiais de cotagem que

Leia mais

Insígnia de Competência de Astrónomo Alguns apontamentos para Exploradores

Insígnia de Competência de Astrónomo Alguns apontamentos para Exploradores Insígnia de Competência de Astrónomo Alguns apontamentos para Exploradores 1 Conhecer a influência do sol, terra e lua nas estações do ano (exs: culturas, flores, frutos, árvores, entre outros) 2 Conhecer

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA MATEMÁTICA ALFA Título do Perímetro e área em situações reais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA MATEMÁTICA ALFA Título do Perímetro e área em situações reais SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA MATEMÁTICA ALFA Título do Perímetro e área em situações reais Podcast Área Matemática Segmento Ensino Fundamental Programa de Alfabetização de Jovens e Adultos Duração 6min32seg

Leia mais

FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS

FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS GISELE CRISTINA DE SANTANA FERREIRA PEREIRA JÉSSICA PALOMA RATIS CORREIA NOBRE PEDAGOGIA: PROJETO MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA JANDIRA - 2012 FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS GISELE CRISTINA

Leia mais

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicas-para-jovens Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos As dinâmicas de grupo já fazem parte do cotidiano empresarial,

Leia mais

PROJETO ARARIBÁ. Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico.

PROJETO ARARIBÁ. Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico. PROJETO ARARIBÁ Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico. ARARIBÁ HISTÓRIA O livro tem oito unidades, divididas

Leia mais

Os Amigos do Pedrinho

Os Amigos do Pedrinho elaboração: PROF. DR. JOSÉ NICOLAU GREGORIN FILHO Os Amigos do Pedrinho escrito por & ilustrado por Ruth Rocha Eduardo Rocha Os Projetos de Leitura: concepção Buscando o oferecimento de subsídios práticos

Leia mais

Jambo! Uma Manhã com os Bichos da África

Jambo! Uma Manhã com os Bichos da África elaboração: PROF. DR. JOSÉ NICOLAU GREGORIN FILHO Jambo! Uma Manhã com os Bichos da África escrito por & ilustrado por Rogério de A. Barbosa Eduardo Engel Os Projetos de Leitura: concepção Buscando o oferecimento

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ Prova elaborada

Leia mais

INSTRUMENTOS USADOS Lápis e lapiseiras Os lápis médios são os recomendados para uso em desenho técnico, a seleção depende sobretudo de cada usuário.

INSTRUMENTOS USADOS Lápis e lapiseiras Os lápis médios são os recomendados para uso em desenho técnico, a seleção depende sobretudo de cada usuário. INSTRUMENTOS USADOS Lápis e lapiseiras Os lápis médios são os recomendados para uso em desenho técnico, a seleção depende sobretudo de cada usuário. INSTRUMENTOS USADOS Esquadros São usados em pares: um

Leia mais

SISTEMA GÁLATAS EDUCACIONAL DISCIPLINA: CIÊNCIAS - 5ºANO DATA: / /2014 AV2-1ºBIMESTRE. NOME: Vale 10,0

SISTEMA GÁLATAS EDUCACIONAL DISCIPLINA: CIÊNCIAS - 5ºANO DATA: / /2014 AV2-1ºBIMESTRE. NOME: Vale 10,0 SISTEMA GÁLATAS EDUCACIONAL DISCIPLINA: CIÊNCIAS - 5ºANO DATA: / /2014 AV2-1ºBIMESTRE NOME: Vale 10,0 1ª QUESTÃO VALE 0,2 Leia a charge de Maurício de Souza abaixo com atenção: Marque com um x a resposta

Leia mais

Curso de Computação Gráfica (CG) 2014/2- Unidade 1- Modelagem de objetos. Exercício 1 (individual) - Entrega: quarta 13/08

Curso de Computação Gráfica (CG) 2014/2- Unidade 1- Modelagem de objetos. Exercício 1 (individual) - Entrega: quarta 13/08 Curso de Computação Gráfica (CG) 2014/2- Unidade 1- Modelagem de objetos Exercício 1 (individual) - Entrega: quarta 13/08 Escolha um objeto entre os que possivelmente compõem uma clínica médica de exames

Leia mais

LATITUDE, LONGITUDE E GPS

LATITUDE, LONGITUDE E GPS LATITUDE, LONGITUDE E GPS Anselmo Lazaro Branco* ENTENDA O QUE É LATITUDE, LONGITUDE, E COMO FUNCIONA UM APARELHO DE GPS. GPS O GPS é um aparelho digital de localização, que determinada a posição exata

Leia mais

Unidade 5 O Universo e seus astros

Unidade 5 O Universo e seus astros Sugestões de atividades Unidade 5 O Universo e seus astros 6 CIÊNCIAS 1 Céu e constelações A Constelação do Cruzeiro de Sul é representada na bandeira do Brasil e na bandeira de outros países, como Austrália,

Leia mais

Passos a seguir: A Windows to the Universe Citizen Science Event www.windows.ucar.edu/starcount. 20 outubro - 3 novembro 2008

Passos a seguir: A Windows to the Universe Citizen Science Event www.windows.ucar.edu/starcount. 20 outubro - 3 novembro 2008 Passos a seguir: O QUE é preciso? Caneta ou lápis Luz vermelha ou lanterna de visão nocturna GPS, acesso à internet ou mapa topográfico Guia de actividades (impresso) com relatório (formulário) COMO fazer

Leia mais

Conheça também! As demais disciplinas desta coleção nas páginas 4, 8, 32, 36, 72 e 90.

Conheça também! As demais disciplinas desta coleção nas páginas 4, 8, 32, 36, 72 e 90. porta aberta Nova edição Geografia 2º ao 5º ano O estudo das categorias lugar, paisagem e espaço tem prioridade nesta obra. 25383COL05 Conheça também! As demais disciplinas desta coleção nas páginas 4,

Leia mais

Reflexões sobre as dificuldades na aprendizagem de Cálculo Diferencial e Integral

Reflexões sobre as dificuldades na aprendizagem de Cálculo Diferencial e Integral III Mostra de Pesquisa da Pós-Graduação PUCRS Reflexões sobre as dificuldades na aprendizagem de Cálculo Diferencial e Integral Marcelo Cavasotto, Prof.ª Dra. Ruth Portanova (orientadora) Mestrado em Educação

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA CLAINES KREMER GENISELE OLIVEIRA EDUCAÇÃO AMBIENTAL: POR UMA PERSPECTIVA DE RELAÇÕES ENTRE

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado da Educação Superintendência Regional de Ensino de Carangola Diretoria Educacional

SERVIÇO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado da Educação Superintendência Regional de Ensino de Carangola Diretoria Educacional SERVIÇO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado da Educação Superintendência Regional de Ensino de Carangola Diretoria Educacional Sequencia Didática destinada aos Anos Finais do Ensino

Leia mais

A Cobronça, a Princesa e a Surpresa

A Cobronça, a Princesa e a Surpresa elaboração: PROF. DR. JOSÉ NICOLAU GREGORIN FILHO A Cobronça, a Princesa e a Surpresa escrito por & ilustrado por Celso Linck Fê Os Projetos de Leitura: concepção Buscando o oferecimento de subsídios práticos

Leia mais

Equações do primeiro grau

Equações do primeiro grau Módulo 1 Unidade 3 Equações do primeiro grau Para início de conversa... Você tem um telefone celular ou conhece alguém que tenha? Você sabia que o telefone celular é um dos meios de comunicação que mais

Leia mais

QUE ESCOLA QUEREMOS PARA AS NOSSAS CRIANÇAS?

QUE ESCOLA QUEREMOS PARA AS NOSSAS CRIANÇAS? SEMINÁRIO DE PESQUISA OBJETIVO DEBATER E PROBLEMATIZAR QUESTÕES RELACIONADAS ÀS PRÁTICAS DOCENTES NA EDUCAÇÃO INAFANTIL, BEM COMO ESTABELECER DIÁLOGO COM TEÓRICOS DA PEDAGOGIA, DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DAS

Leia mais

INTRODUÇÃO. Fui o organizador desse livro, que contém 9 capítulos além de uma introdução que foi escrita por mim.

INTRODUÇÃO. Fui o organizador desse livro, que contém 9 capítulos além de uma introdução que foi escrita por mim. INTRODUÇÃO LIVRO: ECONOMIA E SOCIEDADE DIEGO FIGUEIREDO DIAS Olá, meu caro acadêmico! Bem- vindo ao livro de Economia e Sociedade. Esse livro foi organizado especialmente para você e é por isso que eu

Leia mais

Broca da madeira. Atividade de Aprendizagem 19. Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente

Broca da madeira. Atividade de Aprendizagem 19. Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente Atividade de Aprendizagem 19 Broca da madeira Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente Tema Interações entre os seres vivos / características e diversidade dos seres vivos / manutenção da vida e integração

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL LINGUAGEM ORAL E ESCRITA. Premissas básicas:

EDUCAÇÃO INFANTIL LINGUAGEM ORAL E ESCRITA. Premissas básicas: EDUCAÇÃO INFANTIL A Educação Infantil, enquanto segmento de ensino que propicia um maior contato formal da criança com o mundo que a cerca, deve favorecer a socialização da criança, permitir a interação

Leia mais

Guia de livros didáticos PNLD 2012

Guia de livros didáticos PNLD 2012 Guia de livros didáticos PNLD 2012 Veja nas páginas a seguir um excerto do documento publicado pela FNDE contendo uma resenha da coleção Quanta Física recentemente aprovada como uma das obras didáticas

Leia mais

CONSTRUIR E UTILIZAR UM ASTROLÁBIO SIMPLES

CONSTRUIR E UTILIZAR UM ASTROLÁBIO SIMPLES CONSTRUIR E UTILIZAR UM ASTROLÁBIO SIMPLES INTRODUÇÃO O astrolábio é um instrumento que serve para medir ângulos. Foi bastante utilizado no passado por exemplo pelos navegadores do tempo dos Descobrimentos

Leia mais

Um Menino Igual a Todo Mundo

Um Menino Igual a Todo Mundo elaboração: PROF. DR. JOSÉ NICOLAU GREGORIN FILHO Um Menino Igual a Todo Mundo escrito por & ilustrado por Sandra Saruê Marcelo Boffa Os Projetos de Leitura: concepção Buscando o oferecimento de subsídios

Leia mais