Ajuda ao SciEn-Produção O Artigo Científico da Pesquisa Experimental

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ajuda ao SciEn-Produção 1. 1. O Artigo Científico da Pesquisa Experimental"

Transcrição

1 Ajuda ao SciEn-Produção 1 Este texto de ajuda contém três partes: a parte 1 indica em linhas gerais o que deve ser esclarecido em cada uma das seções da estrutura de um artigo cientifico relatando uma pesquisa experimental; a parte 2 descreve a base de textos utilizados no sistema de suporte à escrita científica SciEn-Produção com as particularidades da área de conhecimento em termos de estruturação das seções e sua apresentação nos artigos que foram escolhidos para fazer parte da base; e a parte 3 mostra como utilizar o sistema para escrever as seções de um artigo. 1. O Artigo Científico da Pesquisa Experimental O artigo científico é um texto escrito por um investigador para descrever uma pesquisa estudada. O propósito da escrita desse texto é explicar aos leitores, da mesma área de pesquisa do trabalho ou não, quais os objetivos, métodos e resultados feitos pelo estudo. O artigo pode ser publicado em uma revista, coletânea de trabalhos ou nos anais de uma conferência. A estrutura geral de um artigo é composta pelas seções Resumo, Introdução, Materiais e Métodos (também chamada de Metodologia), Resultados, Discussão e Conclusão, nessa ordem de apresentação. Abaixo seguem diretrizes de cada uma das seções de um artigo científico. O Resumo corresponde à primeira seção de um artigo científico. Nessa seção estão contidas informações que demonstram, de forma breve, uma prévia do estudo que foi realizado. É importante que o resumo seja elaborado depois de concluído o trabalho, pois conterá informações das outras seções do texto. Essa seção é muito importante num artigo, pois muitos leitores se limitam a ler o título e o resumo de um trabalho para decidirem se o artigo lhes interessa. Dessa forma, o resumo deve ser redigido com muito cuidado, de forma a ser completo, interessante e informativo, dispensando a consulta ao restante do texto para que o leitor tenha a idéia do que trata o trabalho e, ao mesmo tempo, estimulando o interesse pela leitura do texto completo. Vale ressaltar ainda que, com o crescimento do uso de repositórios on-line de trabalhos acadêmicos, o resumo passa a ter um papel ainda mais importante, já que tais repositórios muitas vezes disponibilizam apenas o resumo de um trabalho. Os resumos de quase todas as áreas de estudo são escritos de uma maneira muito similar. Os tipos de informação incluídos e a ordem em que aparecem são muito convencionais, de modo que podem ser enunciados como modelos de resumo. Tais modelos objetivam guiar o escritor no sentido do tipo de informação que deve ser incluída em um bom resumo e da ordem que tais informações devem aparecer. A Introdução serve como uma orientação aos leitores de um artigo científico, mostrando uma perspectiva mais detalhada do que tem que ser conhecido para a compreensão das outras seções do artigo. A sua função é apresentar o assunto do trabalho e, sendo assim, ela deve ser apresentada de maneira clara, simples e sintética, colocando o tema dentro de um quadro de referência teórica atualizado. Embora as seções relativas aos métodos, resultados e discussões possam ser compreendidas somente por especialistas, a introdução deve ser escrita numa 1 Adaptado do arquivo de ajuda original do SciPo-Farmácia

2 linguagem direta e não técnica, de modo que sua apresentação possa ser entendida por todas as pessoas para as quais o trabalho será distribuído. Na seção Materiais e Métodos, são apresentados os passos que o pesquisador seguiu no decorrer do trabalho, junto com os materiais utilizados em cada passo. Essa seção é muito útil aos leitores que querem saber como a metodologia do estudo influencia nos resultados da pesquisa, pois nela está presente a opção que o pesquisador fez para conduzir sua pesquisa. Ela deve incluir detalhes suficientes capazes de assegurar que a repetição da investigação por alguém com experiência na mesma área, leve à obtenção de dados similares. A seção de Resultados deve conter uma exposição factual sobre o que foi observado, deve ser desenvolvida apoiada nas estatísticas, tabelas e gráficos elaborados no decorrer da análise dos dados, durante a investigação. Os resultados do trabalho devem ser apresentados numa ordem lógica que pode ser diversa da ordem em que foi desenvolvida a investigação. Nas Discussões, os comentários sobre os resultados aparecem de forma mais densa e se faz muito mais relações do que foi encontrado com a área de pesquisa, pois compara estudos já realizados sobre o assunto, questiona trabalhos de outros autores, compara trabalhos anteriores de um mesmo autor, além de apresentar implicações e limitações da pesquisa realizada. O movimento das Discussões é o contrário do das Introduções, ou seja, parte de informações específicas (no caso os resultados da pesquisa realizada) e, com os comentários, passa a interpretar os dados obtidos na pesquisa no cenário da área científica que o trabalho se insere. Devido ao seu caráter argumentativo, a parte formal da Discussão é menos importante do que seu conteúdo. Por conta disso, ao escrever uma Discussão, o pesquisador deve se preocupar em identificar as metas mais relevantes da pesquisa, ressaltar o resultado principal, apresentar especulações sobre os resultados obtidos, discutir os resultados consistentes e inconsistentes com a literatura, etc. A seção Conclusão é a última do texto e dessa forma deve tem a função de finalizar o assunto. Durante a conclusão do trabalho, a discussão deve ser uma consideração objetiva dos resultados apresentados na seção anterior e deve conduzir com naturalidade às suas principais conclusões. Deve-se fazer referência a qualquer esclarecimento adicional sobre os problemas levantados na seção Introdução e dizer como o trabalho se enquadra no conjunto das investigações precedentes. A conclusão deve proporcionar um resumo sintético, porém completo, da argumentação, das provas e os exemplos abordados nas duas primeiras partes do trabalho. Deve relacionar, em primeiro lugar, as diversas partes da argumentação, unir as idéias desenvolvidas. É por isso que se diz que, em certo sentido, a conclusão é uma volta à introdução. Além de desempenhar o papel de fecho de uma demonstração, a conclusão pode e deve servir para abrir novos horizontes, para apontar caminhos, para despertar novas questões ou dúvidas, enfim, para inserir o trabalho no fluxo da busca científica que o transcende.

3 2. Como usar o SciEn-Produção Para todas as seções do artigo científico (resumos, introduções, metodologias, resultados, discussões e conclusões), o SciEn-Produção apresenta uma lista de componentes (tipo de informação esperada) e estratégias (formas de se expressar/escrever essas informações dentro de cada componente) do lado esquerdo da tela de cada seção. A seção Metodologia, também chamada de Matérias e Métodos, será tratada em um projeto futuro. Veja abaixo na Figura 1, como exemplo, os componentes e estratégias da seção Resumo: Figura 1. Componentes e estratégias da seção Resumo Para escrever qualquer seção do artigo, você precisa primeiramente escolher a estrutura que o seu texto vai ter. Para isso, você deve escolher os componentes e as estratégias que irá utilizar na sua escrita, e a ordem que elas serão organizadas no texto. A ordem de componentes e estratégias que apresentamos nos modelos de cada seção do artigo é considerada boa e clara aos leitores, e recomendamos que você a siga, pois seu texto será mais bem compreendido.

4 Então, para escolher os componentes e estratégias que você utilizará, basta clicar em cima de cada um que sua escolha aparecerá, automaticamente, no quadro ao lado direito da tela que você se encontra. Veja na Figura 2 a estrutura de um Resumo como exemplo: Figura 2. Página do sistema SciEn-Produção: Escolha dos componentes e estratégias Observação Você não precisa selecionar todas as estratégias de um componente, apenas fique atento se as que você escolheu apresentam uma coerência de sentido de uma para outra.

5 No caso do componente Propósito, as estratégias Detalhar/Especificar o propósito e Apresentar mais propósitos são dependentes da estratégia Indicar o propósito principal. Isso significa que qualquer uma (ou as duas) das estratégias dependentes só poderá aparecer em uma estrutura que também contenha a estratégia Indicar o propósito principal. Tal dependência é necessária, uma vez que as estratégias dependentes são complementares e não fazem sentido sozinhas. Podem aparecer ambas as dependentes ou só uma delas. No caso do componente Resultado, a estratégia Comentar/Discutir os resultados é dependente da estratégia Descrever os resultados ou da estratégia Indicar os resultados. Isso significa que a estratégia Comentar/Discutir os resultados somente poderá ser utilizada em complemento à pelo menos uma das outras estratégias do componente Resultado. Na figura acima, existem alguns botões auxiliares na escolha de componentes e estratégias, que são: Esses botões permitem que você modifique a opção de componentes e estratégias que escolheu, caso você queira. O Sobe/Desce permite que você selecione as estratégias acima e abaixo, respectivamente. Se quiser apagar alguma delas, selecione com o recurso dos botões Sobe/Desce e clique no botão Exclui. Se você não gostou da ordem que escolheu, clique no botão Reinicia. Feita a sua escolha da estrutura do texto em componentes e estratégias, você tem duas opções a fazer: ou você começa a escrever sua seção ou você vê exemplos da seção e da ordem que você escolheu em nossa base de exemplos de artigos da área da farmácia. Você opta por uma delas nos botões abaixo da tela: Iniciando a redação Para entrar na página de edição de texto, basta clicar o botão Iniciar redação. A página de edição irá apresentar a estrutura resultante como um formulário, de forma que o usuário possa preencher com o texto do seu resumo. A Figura 3 apresenta a página de edição (Criação do texto), considerando a estrutura exemplo da Figura 2 ([Propósito, Metodologia, Resultado]).

6 Figura 3. Página do sistema SciEn-Produção: Criação do texto Além do apoio à estruturação, o sistema também possui outros recursos que podem auxiliar na escrita de resumos. Um deles é uma base de exemplos autênticos (anotados e comentados) das seções dos artigos científicos da área das Ciências Farmacêuticas, que pode ser consultada a qualquer momento. Nessa base, além da anotação sobre a estrutura, também são destacados exemplos de marcadores discursivos (mostrados em vermelho), isto é, palavras que podem ser reutilizadas em outros resumos. A base de exemplos pode ser navegada de três formas: o Consulta direta de um determinado texto, que permite a visualização do texto completo com as anotações. Para tal consulta, acesse no menu principal o link Navegação pela base. o Consulta a todos os exemplos de um determinado componente ou estratégia. Dado o modelo de resumo (Figura 1), você pode escolher o componente/estratégia que desejar e

7 então será apresentada uma lista de todos trechos de textos da base, categorizados como exemplo de determinado componente/estratégia. Para tal consulta, acesse no menu principal o link Exemplos de estratégias. o Recuperação de textos com estrutura similar, isto é, o sistema irá recuperar exemplos contidos na base que sejam estruturalmente similares à estrutura construída pelo usuário. Como resultado, será apresentada uma lista de exemplos ranqueada pelo nível de similaridade, representado por uma porcentagem. Para tal consulta, é necessário construir uma estrutura aceita pelo sistema (na página Seleção da estrutura) e acionar o botão Exemplos similares. A Figura 4 apresenta o resultado da busca de exemplos similares para a estrutura [Propósito, Metodologia, Resultado]. Os valores em porcentagem refletem a similaridade entre o exemplo e a estrutura buscada. Figura 4. Página do sistema SciEn-Produção: Exemplos similares

8 Um outro recurso disponível no sistema é uma lista de marcadores discursivos organizada por função do marcador. Em linhas gerais, chamamos de marcador discursivo palavras ou termos que sinalizam relações entre as idéias no texto. A palavra however, por exemplo, é um marcador discursivo que sinaliza contraste. A palavra In conclusion, um marcador discursivo que sinaliza conclusão. A Figura 5 mostra uma janela com exemplos de marcadores discursivos de adição, contraste e resultado. Para acessar a lista completa de marcadores discursivos do SciEn-Produção, selecione, na tela de cada seção do artigo, o link Marcadores Discursivos. Figura 5. Página do sistema SciEn-Produção: Marcadores discursivos

Manual do Ambiente Moodle para Alunos

Manual do Ambiente Moodle para Alunos UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Manual do Ambiente Moodle para Alunos Versão 1.0b Setembro/2011 Direitos Autorais: Essa apostila está licenciada sob uma Licença Creative Commons 3.0 Atribuição de

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

1) Como acessar a aplicação

1) Como acessar a aplicação Guia de Uso V1.0.0 1) Como acessar a aplicação 2 1 2 3 3 4 Ao clicar em Banco de Necessidades, será aberta uma nova guia do navegador com o formulário mostrado abaixo, o qual possui dois botões : Consulta

Leia mais

MANUAL DO ALUNO. Ambiente Virtual TelEduc FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA. http://www.fgf.edu.br

MANUAL DO ALUNO. Ambiente Virtual TelEduc FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA. http://www.fgf.edu.br MANUAL DO ALUNO Ambiente Virtual TelEduc FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA http://www.fgf.edu.br Sala Virtual TelEduc O TelEduc é um ambiente virtual desenvolvido Unicamp para apoiar professores

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil...

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil... Sumário INTRODUÇÃO... 3 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4 2. Ferramentas e Configurações... 5 2.1 Ver Perfil... 5 2.2 Modificar Perfil... 6 2.3 Alterar Senha... 11 2.4 Mensagens... 11 2.4.1 Mandando

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos O objetivo do módulo de Gerenciamento de Projetos é ajudar a empresa a gerenciar com mais eficiência os seus projetos. Controle dos prazos, das tarefas, dos eventos, da quantidade

Leia mais

Guia Site Empresarial

Guia Site Empresarial Guia Site Empresarial Índice 1 - Fazer Fatura... 2 1.1 - Fazer uma nova fatura por valores de crédito... 2 1.2 - Fazer fatura alterando limites dos cartões... 6 1.3 - Fazer fatura repetindo última solicitação

Leia mais

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas Microsoft Power Point 2003 No Microsoft PowerPoint 2003, você cria sua apresentação usando apenas um arquivo, ele contém tudo o que você precisa uma estrutura para sua apresentação, os slides, o material

Leia mais

Manual de configuração do sistema

Manual de configuração do sistema Manual de configuração do sistema (v.1.5.x Beta) Rua México, 119 Sala 2004 Centro Rio de Janeiro, RJ www.doctors-solution.com.br www.simdoctor.com.br contato@simdoctor.com.br Sumário 1. Fazendo seu primeiro

Leia mais

Manual Operacional AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem)

Manual Operacional AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem) Manual Operacional AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem) ead.clinicajulioperes.com.br Sumário navegável Como acesso o ambiente?... Como assisto aos vídeos?... Como preencher meu perfil?...

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA Guia rápido A PLATAFORMA MOODLE Moodle (Modular Object Oriented Distance LEarning) é um Sistema para Gerenciamento de Cursos (SGC). Trata-se de um programa para computador

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD

COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD TUTORIAL MOODLE VERSÃO ALUNO Machado/MG 2013 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 2. EDITANDO O PERFIL... 5 2.1 Como editar o perfil?... 5 2.2 Como mudar a senha?... 5 2.3

Leia mais

Tutorial Folha Express. Como otimizar a confecção da folha de pagamento.

Tutorial Folha Express. Como otimizar a confecção da folha de pagamento. Tutorial Folha Express Como otimizar a confecção da folha de pagamento. Índice Apresentação Pág. 2 Passo 1 Pág. 3 Disponibilização da Folha de Pagamento Passo 2 Pág. 5 Exportação de clientes e Folha de

Leia mais

Sumário. Tutorial: Editor de Exercícios Online para o professor

Sumário. Tutorial: Editor de Exercícios Online para o professor 1 Sumário Inserir Exercícios... 4 Minhas Avaliações... 5 Cadastrar perguntas... 7 Inserindo imagens... 10 Inserindo arquivos... 13 Inserindo vídeos... 15 Gerenciador de fórmulas e equações matemáticas...

Leia mais

Treinamento. Módulo. Escritório Virtual. Sistema Office. Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office

Treinamento. Módulo. Escritório Virtual. Sistema Office. Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office Treinamento Módulo Escritório Virtual Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office 1. Atualização do sistema Para que este novo módulo seja ativado,

Leia mais

3 - Tela Principal. Itens importantes da página

3 - Tela Principal. Itens importantes da página SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

Adapti - Technology Solutions www.adapti.net Leonor cardoso nº 331 Fone : (041) 8844-7805 81240-380 Curitiba - PR MANUAL DO USUÁRIO

Adapti - Technology Solutions www.adapti.net Leonor cardoso nº 331 Fone : (041) 8844-7805 81240-380 Curitiba - PR MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO 1 Índice Administração de Documentos...2 Lista de documentos criados...3 Criando um novo documento...3 Barra de ferramentas do editor...4 Editando um documento...7 Administrando suas

Leia mais

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula :

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula : Como Criar uma Aula? Para criar uma sugestão de aula é necessário que você já tenha se cadastrado no Portal do Professor. Para se cadastrar clique em Inscreva-se, localizado na primeira página do Portal.

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Criação de Formulários no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Criação de Formulários no Google Drive Introdução...

Leia mais

Manual do Usuário 2013

Manual do Usuário 2013 Manual do Usuário 2013 MANUAL DO USUÁRIO 2013 Introdução Um ambiente virtual de aprendizagem é um programa para computador que permite que a sala de aula migre para a Internet. Simula muitos dos recursos

Leia mais

Sumário: Fluxo Operacional... 3 Contatos... 4. Agenda Online... 10. Reservas de Salas... 26. Tarefas... 42

Sumário: Fluxo Operacional... 3 Contatos... 4. Agenda Online... 10. Reservas de Salas... 26. Tarefas... 42 Sumário: Fluxo Operacional... 3 Contatos... 4 Passo a passo para visualização de contatos... 5 Passo a passo para filtragem da lista de contatos... 6 Como ordenar a lista de contatos... 7 Como gerar uma

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA MÓDULO PROTOCOLO MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO: SETEMBRO/2010 SUMÁRIO Introdução...

Leia mais

Sistema da Comissão Nacional de Residência Médica

Sistema da Comissão Nacional de Residência Médica Sistema da Comissão Nacional de Residência Médica APRESENTAÇÃO: Este Manual apresenta as telas que são utilizadas para a navegação no Sistema de Comissão Nacional de Residência Médica. Neste manual estão

Leia mais

Curso de atualização Educação Integral e Integrada. Tutorial Moodle. Belo Horizonte, 2013.

Curso de atualização Educação Integral e Integrada. Tutorial Moodle. Belo Horizonte, 2013. Curso de atualização Educação Integral e Integrada Tutorial Moodle Belo Horizonte, 2013. 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ACESSANDO O AMBIENTE... 4 3. CONHECENDO O AMBIENTE... 5 3.1. CAIXAS DE UTILIDADES... 5 4.

Leia mais

Índice. Tenho uma conta pessoal e uma conta da instituição em que dou aula, porém não consigo acessar a conta da escola. O que fazer?

Índice. Tenho uma conta pessoal e uma conta da instituição em que dou aula, porém não consigo acessar a conta da escola. O que fazer? Índice Acesso ao Super Professor Web Como recuperar a senha de acesso? Tenho uma conta pessoal e uma conta da instituição em que dou aula, porém não consigo acessar a conta da escola. O que fazer? Selecionando

Leia mais

Núcleo de Tecnologias Interativas de Aprendizagem.

Núcleo de Tecnologias Interativas de Aprendizagem. Núcleo de Tecnologias Interativas de Aprendizagem. TUTORIAL MOODLE Titulo: Primeiro Acesso a Plataforma MOODLE. Autor: NUTEIA Data de Criação: 03 / 02 / 2008. Atualizado em: 16 / 03 / 2012. 1ª Etapa 01

Leia mais

ÍNDICE. 1. Introdução...2. 2. O que é o Sistema Mo Porã...2. 3. Como acessar o Site Mo Porã...3. 4. Cadastro do Sistema Mo Porã...

ÍNDICE. 1. Introdução...2. 2. O que é o Sistema Mo Porã...2. 3. Como acessar o Site Mo Porã...3. 4. Cadastro do Sistema Mo Porã... ÍNDICE 1. Introdução...2 2. O que é o Sistema Mo Porã...2 3. Como acessar o Site Mo Porã...3 4. Cadastro do Sistema Mo Porã...4 5. Navegando no Site Mo Porã...6 5. 1 Manual de ajuda do sistema Mo Porã...7

Leia mais

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Adriano Lima Belo Horizonte 2011 SUMÁRIO Apresentação... 3 Acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem AVA ESP-MG... 3 Programação do curso no AVA-ESPMG

Leia mais

Manual Operacional SIGA

Manual Operacional SIGA SMS - ATTI Julho -2012 Conteúdo Sumário... 2... 3 Consultar Registros... 4 Realizar Atendimento... 9 Adicionar Procedimento... 11 Não Atendimento... 15 Novo Atendimento... 16 Relatórios Dados Estatísticos...

Leia mais

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos O objetivo deste Manual é permitir a reunião de informações dispostas de forma sistematizada, criteriosa e segmentada

Leia mais

Manual Sistema de Autorização Online GW

Manual Sistema de Autorização Online GW Sistema de Autorização Online GW Sumário Introdução...3 Acesso ao sistema...4 Logar no sistema...4 Autorizando uma nova consulta...5 Autorizando exames e/ou procedimentos...9 Cancelamento de guias autorizadas...15

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem. Tutorial Básico. UEM - Núcleo de Educação a Distância 1

Ambiente Virtual de Aprendizagem. Tutorial Básico. UEM - Núcleo de Educação a Distância 1 Ambiente Virtual de Aprendizagem Tutorial Básico UEM - Núcleo de Educação a Distância 1 Ambiente Virtual de Aprendizagem Tutorial Básico - Tópicos ACESSANDO O AMBIENTE VIRTUAL (AVA) MATERIAL DE APOIO FÓRUM

Leia mais

Novell. Novell Teaming 1.0. novdocx (pt-br) 6 April 2007 EXPLORAR O PORTLET BEM-VINDO DESCUBRA SEU CAMINHO USANDO O NOVELL TEAMING NAVIGATOR

Novell. Novell Teaming 1.0. novdocx (pt-br) 6 April 2007 EXPLORAR O PORTLET BEM-VINDO DESCUBRA SEU CAMINHO USANDO O NOVELL TEAMING NAVIGATOR Novell Teaming - Guia de início rápido Novell Teaming 1.0 Julho de 2007 INTRODUÇÃO RÁPIDA www.novell.com Novell Teaming O termo Novell Teaming neste documento se aplica a todas as versões do Novell Teaming,

Leia mais

Guia Prático. Sistema EAD PRO-CREA

Guia Prático. Sistema EAD PRO-CREA Guia Prático Sistema EAD PRO-CREA Nesta Guia Prático mostraremos a você: O Sistema EAD PRO-CREA A Monitoria Dicas de como organizar seu estudo O Sistema EAD PRO-CREA O Sistema de Ensino a Distância EAD

Leia mais

Controle de Estoque. Configuração e personalização do módulo

Controle de Estoque. Configuração e personalização do módulo Controle de Estoque O objetivo do módulo de Controle de Estoque á ajudar a controlar a quantidade de produtos no estoque da empresa, avisar sobre problemas com quantidades mínimas, lotes e validades vencendo.

Leia mais

Nova Central de Atendimento Logicorp

Nova Central de Atendimento Logicorp 1. INICIAR O NAVEGADOR DE INTERNET Acessar a página da Logicorp no link: http://www.logicorp.net.br/index.html 2. ACESSANDO A ÁREA DE ATENDIMENTO DO NOSSO SITE Na parte superior clique em Atendimento.

Leia mais

GUIA BÁSICO DA SALA VIRTUAL

GUIA BÁSICO DA SALA VIRTUAL Ambiente Virtual de Aprendizagem - MOODLE GUIA BÁSICO DA SALA VIRTUAL http://salavirtual.faculdadesaoluiz.edu.br SUMÁRIO 1. Acessando Turmas 4 2. Inserindo Material 4 3. Enviando Mensagem aos Alunos 6

Leia mais

Como funciona? SUMÁRIO

Como funciona? SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Benefícios e Vantagens... 2 3. Como utilizar?... 2 3.1. Criar Chave / Senha de Usuário... 2 3.2. Recursos da Barra Superior... 2 3.2.1. Opções... 3 3.2.1.1. Mover Para...

Leia mais

FAZENDO SUA INSCRIÇÃO NO EXAME CLASSIFICATORIO 2015-02

FAZENDO SUA INSCRIÇÃO NO EXAME CLASSIFICATORIO 2015-02 1 FAZENDO SUA INSCRIÇÃO NO EXAME CLASSIFICATORIO 2015-02 1 Faça o download do Edital do Classificatório 2015-2 no site do IFPI. Você pode encontrá-lo nos seguintes endereços: http://www5.ifpi.edu.br http://www2.ifpi.edu.br/selecao/publico/concurso!exibir?id=9

Leia mais

Permissão de Usuários

Permissão de Usuários Permissão de Usuários 1 Conteúdo 1. Propósito 3 2. Permissão de Usuários PrefGest 4 3. Permissão de Usuário para PrefCad 10 2 1. Propósito Este documento destina-se a explicar a ação para liberar permissões

Leia mais

1. 1. COMO ACESSAR O CURSO

1. 1. COMO ACESSAR O CURSO 1. 1. COMO ACESSAR O CURSO 1.1. Para ter acesso ao curso, digite: https://www.nec.fct.unesp.br/~teleduc/ 1.2. Abrirá a página a seguir, então, é só posicionar o cursor sobre Cursos: 1.3. Em seguida clique

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

Moodle - CEAD Manual do Estudante

Moodle - CEAD Manual do Estudante Moodle - CEAD Manual do Estudante Índice Introdução 3 Acessando o Ambiente 4 Acessando o Curso 5 Navegando no Ambiente do Curso 5 Box Participantes 5 Box Atividades 5 Box Buscar nos Fóruns 5 Box Administração

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Sistema de Chamados Protega

Sistema de Chamados Protega SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REALIZANDO ACESSO AO SISTEMA DE CHAMADOS... 4 2.1 DETALHES DA PÁGINA INICIAL... 5 3. ABERTURA DE CHAMADO... 6 3.1 DESTACANDO CAMPOS DO FORMULÁRIO... 6 3.2 CAMPOS OBRIGATÓRIOS:...

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE BLOG COM O BLOGGER

CONSTRUÇÃO DE BLOG COM O BLOGGER CONSTRUÇÃO DE BLOG COM O BLOGGER Blog é uma abreviação de weblog, qualquer registro frequênte de informações pode ser considerado um blog (últimas notícias de um jornal online por exemplo). A maioria das

Leia mais

Extrato Financeiro Manual de Usuário 02/05/2012 FAPESP

Extrato Financeiro Manual de Usuário 02/05/2012 FAPESP Extrato Financeiro Manual de Usuário FAPESP Conteúdo Introdução... 3 Acesso ao formulário para geração do extrato... 3 Como gerar o extrato financeiro... 5 Conteúdo do extrato... 9 Anexo I Dúvidas / problemas

Leia mais

Clique na célula sobre a qual você deseja comentar.

Clique na célula sobre a qual você deseja comentar. , *+!!!!& Um comentário é uma anotação que você anexa a uma célula, separado do restante do conteúdo da célula. Os comentários são úteis como lembretes para você mesmo, como anotar como funciona uma fórmula,

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 Este tutorial não tem como finalidade esgotar todas as funcionalidades do Ambiente, ele aborda de forma prática

Leia mais

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT O PowerPoint é uma poderosa ferramenta que faz parte do pacote Office da Microsoft. O principal uso desse programa é a criação de apresentação de slides, para mostrar

Leia mais

TUTORIAL UNP VIRTUAL

TUTORIAL UNP VIRTUAL UNIVERSIDADE POTIGUAR UnP PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NEaD TUTORIAL UNP VIRTUAL Aluno Primeira edição NATAL/RN 2012 SUMÁRIO Conteúdo PREFÁCIO - BEM-VINDO(A) AO UNP VIRTUAL...

Leia mais

FAQ REGISTRO DE INTERAÇÕES

FAQ REGISTRO DE INTERAÇÕES Sumário 1. O que são interações?... 3 2. Posso registrar uma interação com um parceiro?... 3 3. Posso registrar interações para empresas?... 3 4. Quando converso informalmente com um cliente, parceiro

Leia mais

MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S

MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 CADASTRANDO-SE NO SISTEMA... 4 CADASTRANDO UM FAMILIAR... 7 ACESSANDO O SISTEMA já sou cadastrado... 8 COMO AGENDAR UMA CONSULTA pesquisar horários...

Leia mais

02 - Usando o SiteMaster - Informações importantes

02 - Usando o SiteMaster - Informações importantes 01 - Apresentação do SiteMaster - News Edition O SiteMaster foi desenvolvido para ser um sistema simples de gerenciamento de notícias, instalado em seu próprio computador e com configuração simplificada,

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

Produção. Consórcio de Imóveis Sistema para venda de Consórcio Online

Produção. Consórcio de Imóveis Sistema para venda de Consórcio Online Produção Consórcio de Imóveis Sistema para venda de Consórcio Online Tela Inicial Para acessar o Sistema coloque o seu nome de usuário e a sua senha de acesso e clique Entrar. Caso você tenha esquecido

Leia mais

Como criar formulário com o Google Drive

Como criar formulário com o Google Drive Como criar formulário com o Google Drive Lembre-se que uma das maiores dificuldades em questionários e pesquisas é a árdua tarefa de consolidar os dados para análise. Com o Google Formulários é possível

Leia mais

Figura 1 - Tela de configuração do Questionário.

Figura 1 - Tela de configuração do Questionário. QUESTIONÁRIO O recurso QUESTIONÁRIO é uma das atividades disponíveis no Moodle, que permite ao professor criar e configurar questões de múltipla escolha, discursivas, verdadeiro ou falso, correspondência,

Leia mais

UNIMED-BH MANUAL DE AGENDAMENTO ON-LINE. acesse www.unimedbh.com.br/cooperados

UNIMED-BH MANUAL DE AGENDAMENTO ON-LINE. acesse www.unimedbh.com.br/cooperados UNIMED-BH MANUAL DE AGENDAMENTO ON-LINE acesse www.unimedbh.com.br/cooperados ÍNDICE Preparando para usar o sistema Como acessar o sistema 4 Inclusão de foto e currículo do médico cooperado (opcional)

Leia mais

Ambiente de Aprendizagem Moodle FPD Manual do Aluno

Ambiente de Aprendizagem Moodle FPD Manual do Aluno Ambiente de Aprendizagem Moodle FPD Manual do Aluno Maio 2008 Conteúdo 1 Primeiros passos...4 1.1 Tornando-se um usuário...4 1.2 Acessando o ambiente Moodle...4 1.3 O ambiente Moodle...4 1.4 Cadastrando-se

Leia mais

1. Introdução ao Campus Virtual 1.1. Introdução

1. Introdução ao Campus Virtual 1.1. Introdução 1. Introdução ao Campus Virtual 1.1. Introdução Este tutorial tem a finalidade de guiar o aluno, dando orientações necessárias para o acesso, navegação e utilização das ferramentas principais. Um ambiente

Leia mais

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ENSINO DE PIRACICABA Centro de Pós-Graduação

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ENSINO DE PIRACICABA Centro de Pós-Graduação MANUAL DE INSCRIÇÃO Nesta primeira tela observar a inscrição referente ao CPG, que é o no primeiro quadro com descrição Abertos. Neste link é possível baixar o edital de inscrição antes de realiza-la.

Leia mais

MANUAL DO ALUNO EAD 1

MANUAL DO ALUNO EAD 1 MANUAL DO ALUNO EAD 1 2 1. CADASTRAMENTO NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Após navegar até o PORTAL DA SOLDASOFT (www.soldasoft.com.br), vá até o AMBIENTE DE APRENDIZAGEM (www.soldasoft.com.br/cursos).

Leia mais

CRIANDO TEMPLATES E LEGENDAS

CRIANDO TEMPLATES E LEGENDAS CRIANDO TEMPLATES E LEGENDAS Este tutorial tem como objetivo instruir passo à passo como criar templates de peças, utilizar os novos recursos de cadastro de propriedade de peças e criação de legenda. 1-

Leia mais

MANUAL DO ALUNO PARA NAVEGAR NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM - AVA

MANUAL DO ALUNO PARA NAVEGAR NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM - AVA MANUAL DO ALUNO PARA NAVEGAR NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM - AVA MANUAL DO ALUNO Vamos aprender juntos o passo a passo para navegar e estudar com tranquilidade no ambiente aconchegante de seu doce

Leia mais

Portal Acadêmico Manual Técnico Renovação de Matrícula 2015/1

Portal Acadêmico Manual Técnico Renovação de Matrícula 2015/1 A rematrícula poderá ser feita acessando o site da Multivix e clicando no link Portal Acadêmico, ou digitando diretamente no seu navegador o endereço http://portal.. Na tela de login, entre com seus dados

Leia mais

Superprovas Versão 9

Superprovas Versão 9 Superprovas Versão 9 1. Introdução...2 2. Novos Recursos Adicionados...4 3. Janela Principal...7 4. Janela de Questões...11 5. Janela de Desempenho...12 6. Barras de Ferramentas...13 7. Teclas de Atalho...14

Leia mais

Manual do Debit Jurídico. Primeiros passos

Manual do Debit Jurídico. Primeiros passos Manual do Debit Jurídico Primeiros passos Índice Apresentação...2 Como acessar o produto...3 Tela Inicial...5 Como cadastrar o primeiro processo...5 Cliente...6 Advogado...6 Adverso...6 Dados do Processo...6

Leia mais

www.portalfuturum.com.br

www.portalfuturum.com.br www.portalfuturum.com.br GEOGRAFIA Solos GUIA RÁPIDO DO AMBIENTE DE FORMAÇÃO DO PORTAL FUTURUM Prezado(a) cursista, Bem-vindo(a) ao Ambiente de Formação do Portal Futurum (AFPF)!!! A proposta deste material

Leia mais

Tutorial USERADM. Inserindo conteúdos no site

Tutorial USERADM. Inserindo conteúdos no site Tutorial USERADM Inserindo conteúdos no site Como acessar o Administrador de Conteúdos do site? 1. Primeiramente acesse o site de sua instituição, como exemplo vamos utilizar o site da Prefeitura de Aliança-TO,

Leia mais

Manual de Operação do Sistema de Tickets Support Suite

Manual de Operação do Sistema de Tickets Support Suite Manual de Operação do Sistema de Tickets Support Suite Sumário Acessando a página do HelpDesk helpdesk.virtuem.com.br... 3 Criando um Ticket... 6 Visualizando Tickets Existentes... 9 Respondendo um Ticket...

Leia mais

3.000.000 de registros de candidatos e respondentes de pesquisa, número que continua crescendo.

3.000.000 de registros de candidatos e respondentes de pesquisa, número que continua crescendo. SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

Manual de uso do RM Portal Acessando o portal

Manual de uso do RM Portal Acessando o portal Manual de uso do RM Portal Acessando o portal 1º) Deve-se abrir um browser de internet (Utilizar o Internet Explorer para uma melhor visualização do portal). Após o browser aberto, deve-se digitar o endereço

Leia mais

Manual do Usuário Layout Novo CMS WordPress Versão atual: 3.5.1

Manual do Usuário Layout Novo CMS WordPress Versão atual: 3.5.1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA UFJF Secretaria de Sistemas de Informação SSI Centro de Gestão do Conhecimento Organizacional CGCO Equipe de Desenvolvimento de Sites Manual do Usuário Layout Novo

Leia mais

Apresentação. Estamos à disposição para quaisquer dúvidas e sugestões! Atenciosamente, Equipe do Portal UNESC

Apresentação. Estamos à disposição para quaisquer dúvidas e sugestões! Atenciosamente, Equipe do Portal UNESC Sumário Apresentação... 1 1. Orientações Iniciais... 2 2. Recursos... 4 2.1 Rótulos... 4 2.2 Página de Texto Simples... 8 2.3 Página de Texto Formatado... 12 2.4 Site... 16 2.5 Arquivo... 21 2.6 Pasta

Leia mais

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO TUTORIAL PARA TUTORES PLATAFORMA MOODLE OURO PRETO 2014 1 SUMÁRIO 1. PRIMEIRO ACESSO À PLATAFORMA... 03 2. PLATAFORMA DO CURSO... 07 2.1 Barra de Navegação...

Leia mais

Guia do Aluno Disciplinas EAD. UNIPs

Guia do Aluno Disciplinas EAD. UNIPs Guia do Aluno Disciplinas EAD UNIPs Sumário GUIA DO ALUNO / DISCIPLINAS EAD - UNIPs 3 1. ACESSO... 3 2. AULA INSTRUCIONAL / INTRODUÇÃO À EAD... 5 3. DISCIPLINA EAD... 8 4. COMO ESTUDAR NA EAD... 10 5.

Leia mais

Manual Básico do Usuário. Monitoramento das Metas do Ciclo de Avaliação. de Desempenho Institucional - ADI

Manual Básico do Usuário. Monitoramento das Metas do Ciclo de Avaliação. de Desempenho Institucional - ADI Manual Básico do Usuário Monitoramento das Metas do Ciclo de Avaliação de Desempenho Institucional - ADI CICLO 2015/2016 Brasília DF, Maio de 2015 1 Sumário Pressupostos Legais da ADI:... 3 Monitoramento

Leia mais

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE?

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE? Manual do Usuário INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO TREINAMENTO ON LINE A ATIC Tecnologia do Brasil Ltda. com o objetivo de atender aos seus diversos clientes, oferece treinamentos EAD - Educação a Distância

Leia mais

MANUAL HELP-DESK DATACOM AUTOMAÇÕES

MANUAL HELP-DESK DATACOM AUTOMAÇÕES MANUAL HELP-DESK DATACOM AUTOMAÇÕES Esse Manual tem como objetivo explicar todas as funções do novo sistema de abertura de chamados da Datacom Automações. Esse novo programa facilitará o atendimento entre

Leia mais

DOWNLOAD DO APLICATIVO: INSTALAÇÃO DO APLICATIVO

DOWNLOAD DO APLICATIVO: INSTALAÇÃO DO APLICATIVO DOWNLOAD DO APLICATIVO: O aplicativo deve ser baixado pelo endereço: http://www.estudeadistancia.com/avamobile/ A partir do dia 03/06 será disponibilizado dois links para download: 1 download do aplicativo

Leia mais

MANUAL DE MEMBRO COMUNIDADE DO AMIGO

MANUAL DE MEMBRO COMUNIDADE DO AMIGO SUMÁRIO Efetuando o Login na comunidade... 3 Esqueceu sua senha?... 3 Página Principal... 4 Detalhando o item Configurações... 5 Alterar Foto... 5 Alterar Senha... 5 Dados Pessoais... 6 Configurações de

Leia mais

Módulo Consulta de Contribuinte Internet

Módulo Consulta de Contribuinte Internet SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA Módulo Consulta de Contribuinte Internet ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO GERAL... 3 2 INTRODUÇÃO AO MÓDULO CONSULTA DE CONTRIBUINTE... 3 2.1 SEGURANÇA... 3 2.2 BOTÕES...

Leia mais

Grupo Projeção. Portal Acadêmico. - Ambiente do Aluno -

Grupo Projeção. Portal Acadêmico. - Ambiente do Aluno - Grupo Projeção Portal Acadêmico - Ambiente do Aluno - Março / 2011 1 Índice Apresentando o Portal Acadêmico: Ambiente do Aluno... 3 Iniciando no ambiente do Aluno... 4 Meu Perfil... 6 Avisos... 6 Processos

Leia mais

Comunidade Virtual de Disseminação e Aprendizagem-(ComViD@)

Comunidade Virtual de Disseminação e Aprendizagem-(ComViD@) PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL NO CEARÁ Núcleo Seccional da ESMAFE - 5ª Região no Ceará Comunidade Virtual de Disseminação e Aprendizagem-(ComViD@) AMBIENTAÇÃO NA PLATAFORMA 1. Cadastro 2. Preenchimento

Leia mais

Manual do Ambiente Moodle para Professores

Manual do Ambiente Moodle para Professores UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Manual do Ambiente Moodle para Professores Fórum e Chat Versão 1.0b Setembro/2011 Direitos Autorais: Essa apostila está licenciada sob uma Licença Creative Commons

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014

MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014 MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014 ÍNDICE Apresentação Principais Botões Login Usúario Resultado Método Quantum Preencher Método Quantum Extrato On-Line Engenharia de Função Grupos

Leia mais

Guia de Ambientação Março/2011

Guia de Ambientação Março/2011 Guia de Ambientação Março/2011 APRESENTAÇÃO Caro cursista, Bem vindo ao Guia de Ambientação. Este documento é dirigido a você, participante. Com ele, você conhecerá como está estruturada a interface de

Leia mais

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO Criação de Conta de Usuário...03 Edição da Conta de Usuário...10 Download do Backup Online Embratel...10 Descrição dos Conjuntos de Cópia de Segurança...19

Leia mais

I.H.C. Inventário de Habilidades e Competências Manual de Utilização do Contratante

I.H.C. Inventário de Habilidades e Competências Manual de Utilização do Contratante I.H.C. Inventário de Habilidades e Competências Manual de Utilização do Contratante Olá, Seja bem-vindo ao Instituto Lexec. Este manual foi criado por nossa equipe para orientar nossos clientes no acesso

Leia mais

MDaemon GroupWare. Versão 1 Manual do Usuário. plugin para o Microsoft Outlook. Trabalhe em Equipe Usando o Outlook e o MDaemon

MDaemon GroupWare. Versão 1 Manual do Usuário. plugin para o Microsoft Outlook. Trabalhe em Equipe Usando o Outlook e o MDaemon MDaemon GroupWare plugin para o Microsoft Outlook Trabalhe em Equipe Usando o Outlook e o MDaemon Versão 1 Manual do Usuário MDaemon GroupWare Plugin for Microsoft Outlook Conteúdo 2003 Alt-N Technologies.

Leia mais

Manual do Aluno. NetAula. Manual produzido pela Coordenadoria de Capacitação e Formação Continuada 1

Manual do Aluno. NetAula. Manual produzido pela Coordenadoria de Capacitação e Formação Continuada 1 Manual do Aluno NetAula Manual produzido pela Coordenadoria de Capacitação e Formação Continuada 1 Manual do Aluno NetAula Caro aluno da EAD da ULBRA Para você ter acesso às salas das disciplinas ofertadas

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 2 O AMBIENTE WINDOWS

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 2 O AMBIENTE WINDOWS CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 2 O AMBIENTE WINDOWS Relembrando... Gabinete Ligando o computador São três passos básicos O ambiente Windows O Windows é um tipo de software chamado sistema operacional

Leia mais

Cursos a Distância para Competências Transversais SENAI. Manual de Utilização do Ambiente

Cursos a Distância para Competências Transversais SENAI. Manual de Utilização do Ambiente Cursos a Distância para Competências Transversais SENAI Manual de Utilização do Ambiente 1. Objetivo O objetivo deste manual é orientar os alunos dos Cursos a Distância para Competências Transversais do

Leia mais

WEB COLABORADOR. Envio e Recebimento de arquivos de consignação

WEB COLABORADOR. Envio e Recebimento de arquivos de consignação TUTORIAL Envio e Recebimento de arquivos de consignação Para acessar o Web Colaborador e transferir arquivos de consignação, entre com os dados de CNPJ, usuário e senha, nos campos correspondentes. Regras

Leia mais

1. Escritório Virtual... 5. 1.1. Atualização do sistema...5. 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5

1. Escritório Virtual... 5. 1.1. Atualização do sistema...5. 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5 1 2 Índice 1. Escritório Virtual... 5 1.1. Atualização do sistema...5 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5 1.3. Cadastro do Escritório...5 1.4. Logo Marca do Escritório...6...6 1.5. Cadastro

Leia mais

Gerenciador de Referências. EndNote. Nonato Ribeiro Biblioteca de Ciências e Tecnologia (UFC)

Gerenciador de Referências. EndNote. Nonato Ribeiro Biblioteca de Ciências e Tecnologia (UFC) Gerenciador de Referências EndNote Nonato Ribeiro Biblioteca de Ciências e Tecnologia (UFC) Pesquisa na Web of Science O que é o EndNote? Funcionalidades da ferramenta Como incluir citações no Word usando

Leia mais

Manual do Módulo de PC Online

Manual do Módulo de PC Online do Módulo de PC Online Agilis Conteúdo Introdução... 4 Acesso à Funcionalidade... 5 1. Internet Explorer 6.x... 7 2. Internet Explorer 7.x... 9 3. Netscape Navigator 7.x... 10 4. Netscape Navigator 7.2x...

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Compartilhamento de Arquivos no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução...

Leia mais