DESAFIOS e RUMOS. da Saúde Suplementar

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DESAFIOS e RUMOS. da Saúde Suplementar"

Transcrição

1 e RUMOS da Saúde Suplementar

2 Perspectivas de Saúde Suplementar Na visão de uma Seguradora Especializada

3 Operadoras O Mercado de Saúde Suplementar Modalidade Qtde. Beneficiários (%) Receita (%) Despesa Assistencial (%) Medicina de Grupo ,0 29,0 28,1 Cooperativa Médica ,6 35,5 35,8 Odontologia de Grupo ,0 1,9 1,0 Autogestão 202 8,2 10,8 12,3 Cooperativa Odontológica 119 4,0 0,6 0,4 Filantropia 89 2,5 2,2 2,2 Seguradora Especializada em Saúde 13 9,6 19,5 20, ,1 milhões R$ 86 bilhões/11 R$ 68,9 bilhões/11 Fontes: Demonstrações contábeis das operadoras/ans Extraído em 15/06/12 Tabnet/ANS Extraído em 14/09/12

4 Fontes e usos da receita bilhões (R$) em 2011 FenaSaúde Entidade representativa que congrega 15 grupos de operadoras de planos de saúde, incluindo as seguradoras especializadas em saúde e um conjunto das líderes em medicina de grupo e odontologia de grupo. Juntas, estas empresas são responsáveis pela assistência a 23,9 milhões de brasileiros, o equivalente a 36,7% dos beneficiários atendidos por todo o setor. 32,4 bi receitas 31,1 bi despesas assistencial administrativa c/ comercialização Fontes: Demonstrações contábeis das operadoras/ans Extraído em 15/06/12

5 Fontes e usos da receita bilhões (R$) em 2011 FenaSaúde X 32,4 bi receitas 31,1 bi despesas Entidade representativa que congrega 15 grupos de operadoras de planos de saúde, incluindo as seguradoras especializadas em saúde e um conjunto das líderes em medicina de grupo e odontologia de grupo. Juntas, estas empresas são responsáveis pela assistência a 23,9 milhões de brasileiros, o equivalente a 36,7% dos beneficiários atendidos por todo o setor. A despesa assistencial consumiu 79,5%da receita. A cada R$ 100 arrecadados na forma de mensalidade de planos, R$ 80custearam as despesas dos beneficiários com prestação de serviços de assistência assistencial administrativa c/ comercialização Fontes: Demonstrações contábeis das operadoras/ans Extraído em 15/06/12

6 Fontes e usos da receita bilhões (R$) em impostos 1,3 bi resultado Operacional 32,4 bi receitas 31,1 bi despesas FenaSaúde Entidade representativa que congrega 15 grupos de operadoras de planos de saúde, incluindo as seguradoras especializadas em saúde e um conjunto das líderes em medicina de grupo e odontologia de grupo. Juntas, estas empresas são responsáveis pela assistência a 23,9 milhões de brasileiros, o equivalente a 36,7% dos beneficiários atendidos por todo o setor assistencial administrativa c/ comercialização Fontes: Demonstrações contábeis das operadoras/ans Extraído em 15/06/12

7 1,3bilhões: representa 3,9%da receita. É com o resultado que se remunera os investidores e que se financiam os investimentos futuros. X A cada R$ 100 arrecadados, apenas R$ 4se destinam a remunerar os investidores.

8 Fontes e usos da receita bilhões (R$) em ,6 bi impostos receitas despesas 1,3 bi 610 impostos resultado Operacional 32,4 bi receitas 31,1 bi despesas (17) resultado Operacional FenaSaúde Mercado de Saúde Suplementar Fontes: Demonstrações contábeis das operadoras/ans Extraído em 15/06/12

9 Indicadores Assistenciais FenaSaúde-2011 Quantidade, percentual e taxa per capita ano de consultas/sessões Médicas Outros Profissionais da Saúde Quantidade % Taxa per capita ano ,5 5, ,5 3,18 Fisioterapeutas ,2 0,74 Fonoaudiólogos ,9 0,09 Nutricionistas ,6 0,02 Psicólogos ,0 0,16 Terapeutas Ocupacionais ,3 0,01 Outras consultas/sessões* ,0 2, *Outras consultas/sessões/atendimentos ambulatoriais (acupuntura, atendimento pediátrico e gestantes, aconselhamentos e atividades educativas para o planejamento familiar, acompanhamento pós-transplantes, etc.) Fonte: SIP/ANS Extraído em 25/04/12

10 Indicadores Assistenciais Taxa de ressonância nuclear magnética p/ habitantes Taxa de tomografia computadorizada p/ habitantes 46,7 / 126,9 46,7 Canadá 96,2 / 145,4 96,2 França 61,7 / 117,2 Dinamarca 95,2 / 117,1 Alemanha 97,7 / 97,7 265 USA 18,2 / 118,5 Coréia Brasil 4,2 SUS 108,4 FenaSaúde 17,6 SUS 108,4 FenaSaúde 107,8 FenaSaúde 23,9 / 23,9 90,6 Austrália Fontes: Ministério da Saúde/DATASUS e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), SIP/ANS, Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD), de 03/07/2012

11 Indicadores Assistenciais Taxa de consultas médicas per capita ano em diversos países 5,5 Canadá 6,7 França 8,9 Alemanha 2,9 México 3,9 USA Brasil 3,5 SUS 5,6 FenaSaúde 6,7 Austrália 7,3 Turquia Fontes: Ministério da Saúde/DATASUS e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), SIP/ANS, Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD), de 03/07/2012

12 ... N Novo Perfil da População Novo Perfil da População N

13 Novo Perfil da População Pirâmides etárias Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisa, Coordenação da População e Indicadores Sociais, Projeção da População do Brasil por Sexo e Idade para o período Revisão

14 Novo Perfil da População Pirâmides etárias Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisa, Coordenação da População e Indicadores Sociais, Projeção da População do Brasil por Sexo e Idade para o período Revisão

15 Novo Perfil da População Pirâmides etárias Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisa, Coordenação da População e Indicadores Sociais, Projeção da População do Brasil por Sexo e Idade para o período Revisão

16 Elevação dos Custos da Saúde Incidência de doenças e condições crônicas por idade Brasil PNAD Arthrites and Reumatism Column and Back Pain Hipertension Heart Disease Depression Diabetes asthma and bronchitis 5 0 Fonte: IESS e IBGE; Elaboração: IESS.

17 Novo Perfil da População Doenças Crônicas Prevalência por idade Doenças Crônicas Prevalência por faixa etária (% população da faixa) Coluna ou Costas Câncer Diabete Hipertensão Coração 1,17 6,52 13,27 21,9 30,16 35,14 35,24 0,04 0,13 0,29 0,6 1,22 1,93 3,2 0,18 0,52 1,4 4,0 9,18 15,35 17,04 0,25 2,86 8,9 19,3 35,53 50,46 56,48 0,69 0,98 1,89 4,0 8,36 13,88 21,16 Fonte: Instituto de Estudos de Saúde Suplementar IESS / PNAD 2008 (ibge)

18 Utilização SUS Taxa de Utilização do SUS por Faixa Etária ,00% 20,00% Homens Mulheres 15,00% 10,00% 5,00% 0,00% < Fonte: Data SUS 2011

19 Cuidados Curativos Perfil Etário dos gastos Fonte: Westerhout e Pellikaan (2005: pg.8)

20 Preço Unitário e Frequência - IESS Internações Fonte: IESS

21 Preço Unitário e Frequência - IESS Internações Fonte: IESS 8,8 vezes

22 Novo Perfil da População Custo assistencial por faixa etária Lei % ou mais 7 faixas etárias Fonte: Pesquisa unidas Dados de 2009.

23 Novo Perfil da População Custo assistencial por faixa etária Estatuto do idoso 105% ou mais Fonte: Pesquisa unidas Dados de faixas etárias

24 Gasto em Saúde -%PIB

25 Gasto per capita e% de idosos na população R$ %

26 Impacto do envelhecimento Faixa Etária Médio Assistencial Custo Médio % POP Custo Médio % POP , , , , , ,8 2,3 3,4 43,1%

27 Alimentação Saudável Tabagismo Prática de atividades esportivas/físicas

28

29

30 Financiamento aos prestadores Modelo de Remuneração - Diárias globalizadas; -Pacotes; - Compartilhamento de risco;

31 Perspectivas

32 Marco Antunes Diretor de Operações e Relações Institucionais da SulAmérica - SP

Audiência Pública Câmara dos Deputados Comissão de Defesa do Consumidor. Brasília 03.abril.2013

Audiência Pública Câmara dos Deputados Comissão de Defesa do Consumidor. Brasília 03.abril.2013 Audiência Pública Câmara dos Deputados Comissão de Defesa do Consumidor Brasília 03.abril.2013 Federação Nacional de Saúde Suplementar Associadas: 15 grupos empresariais Beneficiários: 25 milhões (37.2%)

Leia mais

8º Congresso Brasileiro de Gestão em Clínicas de Serviço de Saúde. José Cechin SP, 24.mai.2013

8º Congresso Brasileiro de Gestão em Clínicas de Serviço de Saúde. José Cechin SP, 24.mai.2013 8º Congresso Brasileiro de Gestão em Clínicas de Serviço de Saúde José Cechin SP, 24.mai.2013 1 Gestão da Qualidade Adote o processo, escolha depois 2 FENASAUDE 3 FenaSaúde Associadas: 17 grupos empresariais

Leia mais

6º Seminário SINDHOSP e Grupo Fleury

6º Seminário SINDHOSP e Grupo Fleury 6º Seminário SINDHOSP e Grupo Fleury Saúde Suplementar Oportunidades e Desafios para o Crescimento São Paulo 16.abril.2013 Federação Nacional de Saúde Suplementar FENASAÚDE 2 Federação Nacional de Saúde

Leia mais

Desafio da Gestão dos Planos de Saúde nas empresas. Prof. Marcos Mendes. é Realizada pelo Ministério da Saúde:

Desafio da Gestão dos Planos de Saúde nas empresas. Prof. Marcos Mendes. é Realizada pelo Ministério da Saúde: Desafio da Gestão dos Planos de Saúde nas empresas Prof. Marcos Mendes 26 de novembro de 2015 A Regulação da Saúde no Brasil é Realizada pelo Ministério da Saúde: Diretamente sobre os sistemas públicos

Leia mais

Panorama dos gastos com cuidados em saúde

Panorama dos gastos com cuidados em saúde Panorama dos gastos com cuidados em saúde Os custos da saúde sobem mais que a inflação em todo o mundo: EUA Inflação geral de 27% em dez anos, a inflação médica superou 100%; Brasil Inflação geral 150%

Leia mais

Debates GVsaúde. Perspectivas da Assistência para a População de Idosos Visão das Autogestões. Denise Eloi Maio/2014

Debates GVsaúde. Perspectivas da Assistência para a População de Idosos Visão das Autogestões. Denise Eloi Maio/2014 Debates GVsaúde Perspectivas da Assistência para a População de Idosos Visão das Autogestões Denise Eloi Maio/2014 Sistema de Saúde Suplementar 1.274 operadoras de planos de saúde com beneficiários Mais

Leia mais

INICIATIVAS ESTRATÉGICAS PARA A CASSI DIRETORIA DE PLANOS DE SAÚDE E RELACIONAMENTO COM CLIENTES DIRETORIA DE SAÚDE E REDE DE ATENDIMENTO

INICIATIVAS ESTRATÉGICAS PARA A CASSI DIRETORIA DE PLANOS DE SAÚDE E RELACIONAMENTO COM CLIENTES DIRETORIA DE SAÚDE E REDE DE ATENDIMENTO INICIATIVAS ESTRATÉGICAS PARA A CASSI DIRETORIA DE PLANOS DE SAÚDE E RELACIONAMENTO COM CLIENTES DIRETORIA DE SAÚDE E REDE DE ATENDIMENTO PANORAMA DO SETOR DE SAÚDE - ANS Beneficiários Médico-Hospitalar

Leia mais

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informações da Saúde Suplementar - NACISS

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informações da Saúde Suplementar - NACISS Nota de Acompanhamento do Caderno de Informações da Saúde Suplementar - NACISS 29ª Edição Agosto de 214 SUMÁRIO EXECUTIVO Número de beneficiários de planos médico-hospitalares (Mar/14): 5.722.522; Taxa

Leia mais

A SAÚDE SUPLEMENTAR E A REGULAÇÃO

A SAÚDE SUPLEMENTAR E A REGULAÇÃO A SAÚDE SUPLEMENTAR E A REGULAÇÃO IBDESS Fevereiro/2010 Fausto Pereira dos Santos Diretor-Presidente Vínculos a planos privados de assistência à saúde e registros no cadastro: Brasil (2000 2009) (milhões)

Leia mais

Assistência Suplementar à Saúde no Brasil Segmento Odontológico

Assistência Suplementar à Saúde no Brasil Segmento Odontológico Assistência Suplementar à Saúde no Brasil Segmento Odontológico Sindicato Nacional das Empresas de Odontologia de Grupo Sinog Dezembro/ 2011 Press Kit para Imprensa Sinog Sindicato Nacional das Empresas

Leia mais

Relações entre consumidores e operadoras. Interesses individuais x coletivos. José Cechin Sul América, SP 18 setembro 2008

Relações entre consumidores e operadoras. Interesses individuais x coletivos. José Cechin Sul América, SP 18 setembro 2008 Relações entre consumidores e operadoras de planos de saúde 10 anos após s a lei 9.656 Interesses individuais x coletivos José Cechin Sul América, SP 18 setembro 2008 Agenda 1. Conceitos 2. A gênese da

Leia mais

VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA

VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA ABRAMGE-RS Dr. Francisco Santa Helena Presidente da ABRAMGE-RS Sistema ABRAMGE 3.36 milhões de internações; 281.1 milhões de exames e procedimentos ambulatoriais; 16.8

Leia mais

Painel da Saúde Suplementar no Brasil

Painel da Saúde Suplementar no Brasil Painel da Saúde Suplementar no Brasil Fundamentos da Auditoria na Saúde Suplementar 10h às 12h A ANS, a regulamentação e os Planos de Saúde. Goldete Priszkulnik (30 ) A Auditoria em Saúde assessorando

Leia mais

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informações da Saúde Suplementar - NACISS

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informações da Saúde Suplementar - NACISS Nota de Acompanhamento do Caderno de Informações da Saúde Suplementar - NACISS 30ª Edição Outubro de 2014 SUMÁRIO EXECUTIVO Número de beneficiários de planos médico-hospitalares (jun/14): 50.930.043; Taxa

Leia mais

Assistência Suplementar à Saúde no Brasil Segmento Odontológico

Assistência Suplementar à Saúde no Brasil Segmento Odontológico Assistência Suplementar à Saúde no Brasil Segmento Odontológico Sindicato Nacional das Empresas de Odontologia de Grupo Sinog Março / 2011 Press Kit para Imprensa Sinog Sindicato Nacional das Empresas

Leia mais

Impacto do Envelhecimento sobre os gastos com saúde no setor de saúde Suplementar

Impacto do Envelhecimento sobre os gastos com saúde no setor de saúde Suplementar Impacto do Envelhecimento sobre os gastos com saúde no setor de saúde Suplementar Luiz Augusto Carneiro Superintendente Executivo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar O rápido envelhecimento populacional

Leia mais

ALTERNATIVAS PARA A APOSENTADORIA. Visão geral de previdência

ALTERNATIVAS PARA A APOSENTADORIA. Visão geral de previdência ALTERNATIVAS PARA A APOSENTADORIA Visão geral de previdência Agenda 4Conceitos assistência, previdência, seguro 4Regimes e grandes números 4Sustentabilidade 4Previdência privada 4Saúde-Previdência 2 CONCEITOS

Leia mais

Envelhecimento populacional e a composição etária de beneficiários de planos de saúde

Envelhecimento populacional e a composição etária de beneficiários de planos de saúde Envelhecimento populacional e a composição etária de beneficiários de planos de saúde Luiz Augusto Carneiro Superintendente Executivo Francine Leite Apresentação Este trabalho introduz o tema Envelhecimento

Leia mais

MAPA ASSISTENCIAL DA SAÚDE SUPLEMENTAR

MAPA ASSISTENCIAL DA SAÚDE SUPLEMENTAR MAPA ASSISTENCIAL DA SAÚDE SUPLEMENTAR Abril de 2013 MAPA ASSISTENCIAL DA SAÚDE SUPLEMENTAR Abril de 2013 Elaboração, edição e distribuição Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) Diretoria Colegiada

Leia mais

Perfil dos Beneficiários de Planos e SUS e o Acesso a Serviços de Saúde PNAD 2003 e 2008

Perfil dos Beneficiários de Planos e SUS e o Acesso a Serviços de Saúde PNAD 2003 e 2008 Perfil dos Beneficiários de Planos e SUS e o Acesso a Serviços de Saúde PNAD 2003 e 2008 Marcos Novais Carina Burri Martins José Cechin Superintendente Executivo APRESENTAÇÃO O objetivo deste trabalho

Leia mais

José Cechin Bradesco, SP 29jun2010 55 11 3706.9747

José Cechin Bradesco, SP 29jun2010 55 11 3706.9747 MERCADO DE SAÚDE TENDÊNCIAS REGULATÓRIAS INFLAÇÃO MÉDICA José Cechin Bradesco, SP 29jun2010 jcechin@iess.org.br 55 11 3706.9747 Agenda Mercado VCMH custos crescentes Perspectivas Operadoras Consolidação

Leia mais

Saúde Coletiva: ciência e politica

Saúde Coletiva: ciência e politica Saúde Coletiva: ciência e politica Unicamp Março 2015 Ana Maria Costa: docente ESCS/DF, Presidentes do Cebes. Coordenadora Geral Alames Policia medica Higienismo Saude publica Medicina preventiva Medicina

Leia mais

José Cechin Allianz 15 out 2009

José Cechin Allianz 15 out 2009 PLANOS E SEGUROS DE SAÚDE PARA DESLIGADOS José Cechin Allianz 15 out 2009 Agenda 1. Demografia 2. Perfil dos gastos por faixa etária 3. Cobertura para desligados demitidos e aposentados 2 1. DEMOGRAFIA

Leia mais

Empresa de Consultoria especializada em Gestão do Negócio Saúde

Empresa de Consultoria especializada em Gestão do Negócio Saúde Empresa de Consultoria especializada em Gestão do Negócio Saúde Consultoria Técnica para a Gestão da Sinistralidade Suporte para Organização das Auditorias Operadora Consultoria Técnica em OPME Auditorias,

Leia mais

Reformas dos sistemas nacionais de saúde: experiência brasileira 5º Congresso Internacional dos Hospitais

Reformas dos sistemas nacionais de saúde: experiência brasileira 5º Congresso Internacional dos Hospitais Reformas dos sistemas nacionais de saúde: experiência brasileira 5º Congresso Internacional dos Hospitais Carlos Figueiredo Diretor Executivo Agenda Anahp Brasil: contexto geral e econômico Brasil: contexto

Leia mais

Não Conformidade Combatendo o OVER USE no Sistema de Saúde Suplementar

Não Conformidade Combatendo o OVER USE no Sistema de Saúde Suplementar Construindo Caminhos para o Desenvolvimento Sustentável das Autogestões Não Conformidade Combatendo o OVER USE no Sistema de Saúde Suplementar José Cechin FenaSaúde FENASAÚDE Federação Nacional de Saúde

Leia mais

Regulaçã. ção o Atuarial dos Planos de Saúde. Rosana Neves Gerente Gerente de Regulação Atuarial de Produtos - GERAT

Regulaçã. ção o Atuarial dos Planos de Saúde. Rosana Neves Gerente Gerente de Regulação Atuarial de Produtos - GERAT Regulaçã ção o Atuarial dos Planos de Saúde Rosana Neves Gerente Gerente de Regulação Atuarial de Produtos - GERAT Gerência-Geral Geral Econômico-Financeiro dos Produtos GGEFP/DIPRO Regulação do Setor

Leia mais

18º Congresso Brasileiro dos Corretores de Seguros. 2º Congresso Brasileiro de Saúde Suplementar

18º Congresso Brasileiro dos Corretores de Seguros. 2º Congresso Brasileiro de Saúde Suplementar 18º Congresso Brasileiro dos Corretores de Seguros 2º Congresso Brasileiro de Saúde Suplementar Perspectivas e Tendências do Mercado de Saúde Suplementar Marcio Serôa de Araujo Coriolano 17 de outubro

Leia mais

Sustentabilidade do Setor de Saúde Suplementar. Leandro Fonseca Diretor Adjunto de Normas e Habilitação de Operadoras - DIOPE

Sustentabilidade do Setor de Saúde Suplementar. Leandro Fonseca Diretor Adjunto de Normas e Habilitação de Operadoras - DIOPE Seminário Anual de Saúde 2013 Sustentabilidade dos programas de saúde: desafios e oportunidades Leandro Fonseca ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar 16 de maio de 2013 2013 Towers Watson. Todos os

Leia mais

8ª Congresso Brasileiro de Gestão em Laboratórios Clínicos - Hospitalar

8ª Congresso Brasileiro de Gestão em Laboratórios Clínicos - Hospitalar 8ª Congresso Brasileiro de Gestão em Laboratórios Clínicos - Hospitalar Impactos da Contratualização na Saúde Suplementar e as várias visões do Relacionamento Comercial Sandro Leal Alves 22 de maio de

Leia mais

conceitos em saúde suplementar José Cechin EPM/SP 26 setembro 2008

conceitos em saúde suplementar José Cechin EPM/SP 26 setembro 2008 SAÚDE: pública p e privada conceitos em saúde suplementar José Cechin EPM/SP 26 setembro 2008 Agenda 1. Saúde: público e privado 2. Conceitos 3. Lei 9.656/98, temas e alterações 4. Risco e precificação

Leia mais

RELACIONAMENTO ENTRE OPERADORAS E PRESTADORES E SEUS REFLEXOS NAS NEGOCIAÇÕES CONFLITO X COOPERAÇÃO

RELACIONAMENTO ENTRE OPERADORAS E PRESTADORES E SEUS REFLEXOS NAS NEGOCIAÇÕES CONFLITO X COOPERAÇÃO RELACIONAMENTO ENTRE OPERADORAS E PRESTADORES E SEUS REFLEXOS NAS NEGOCIAÇÕES CONFLITO X COOPERAÇÃO Moisés Warszawiak/junho 2011 Moisés Warszawiak/junho 2011 OPERADORA DE PLANO DE SAÚDE PRESTADO R DE SERVIÇO

Leia mais

Governança Corporativa na Saúde Suplementar

Governança Corporativa na Saúde Suplementar Governança Corporativa na Saúde Suplementar João Carlos Alves da Silva Júnior Gerente-Geral de Regimes Especiais Diretoria de Normas e Habilitação das Operadoras 15 de outubro de 2013 (milhões) Beneficiários

Leia mais

REGULAÇÃO E QUALIDADE NO SETOR DE SAÚDE SUPLEMENTAR 18 de junho de 2013. Regulação e Qualidade no Setor de Saúde Suplementar - 18/06/2013.

REGULAÇÃO E QUALIDADE NO SETOR DE SAÚDE SUPLEMENTAR 18 de junho de 2013. Regulação e Qualidade no Setor de Saúde Suplementar - 18/06/2013. REGULAÇÃO E QUALIDADE NO SETOR DE SAÚDE SUPLEMENTAR 18 de junho de 2013 1 Informação para a Regulação da Qualidade da Saúde Suplementar Marizélia Leão Moreira Graduada em Ciências Sociais pela UNESP, Doutorado

Leia mais

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informação da Saúde Suplementar

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informação da Saúde Suplementar Nota Acompanhamento do Carno Informação da Saú Suplementar 1. Informações Gerais Em 2009, após um semestre quase estagnação, o número planos saú cresceu 4,9%. Essa é uma taxa muito expressiva consirando

Leia mais

Os Desafios Assistenciais na Saúde Suplementar Martha Oliveira Gerente Geral de Regulação Assistencial- ANS

Os Desafios Assistenciais na Saúde Suplementar Martha Oliveira Gerente Geral de Regulação Assistencial- ANS Os Desafios Assistenciais na Saúde Suplementar Martha Oliveira Gerente Geral de Regulação Assistencial- ANS O Envelhecimento Populacional é um fenômeno Mundial Fonte: United Nations Department of Economic

Leia mais

MENSURANDO OS CUSTOS EM SAÚDE CENÁRIO ATUAL E PERSPECTIVAS NO ÂMBITO PÚBLICO E SUPLEMENTAR. Tania Moreira Grillo Pedrosa

MENSURANDO OS CUSTOS EM SAÚDE CENÁRIO ATUAL E PERSPECTIVAS NO ÂMBITO PÚBLICO E SUPLEMENTAR. Tania Moreira Grillo Pedrosa MENSURANDO OS CUSTOS EM SAÚDE CENÁRIO ATUAL E PERSPECTIVAS NO ÂMBITO PÚBLICO E SUPLEMENTAR Tania Moreira Grillo Pedrosa SISTEMA DE SAÚDE CENÁRIO MACROECONÔMICO BRASILEIRO Indicadores Econômicos Brasil

Leia mais

Alguns equívocos comuns sobre saúde suplementar

Alguns equívocos comuns sobre saúde suplementar 50 Alguns equívocos comuns sobre saúde suplementar SANDRO LEAL ALVES 1 1 Este artigo reflete a opinião do autor e foi produzido a partir de apresentação realizada pelo mesmo por ocasião da 4ª Conferência

Leia mais

A Importância Estratégica da Protecção Social Complementar. Palestrante: Ivan Sant Ana Ernandes

A Importância Estratégica da Protecção Social Complementar. Palestrante: Ivan Sant Ana Ernandes A Importância Estratégica da Protecção Social Complementar Palestrante: Ivan Sant Ana Ernandes PREVIDÊNCIA SOCIAL COMPLEMENTAR Evitamos conversar sobre morte e dinheiro. A previdência cuida de ambos. Ivan

Leia mais

Olhares sobre a Agenda Regulatória da ANS

Olhares sobre a Agenda Regulatória da ANS Olhares sobre a Agenda Regulatória da ANS Mercado de Saúde Suplementar Tabela 13 - Operadoras em atividade por porte, segundo modalidade (Brasil março/2012) Modalidade da operadora Total Sem beneficiários

Leia mais

Ciclo de Debates GV Saúde: Quais as Perspectivas para as Operadoras de Planos de Saúde? Agosto 2014

Ciclo de Debates GV Saúde: Quais as Perspectivas para as Operadoras de Planos de Saúde? Agosto 2014 Ciclo de Debates GV Saúde: Quais as Perspectivas para as Operadoras de Planos de Saúde? Agosto 2014 1 Mercado de Planos de Saúde Impactado por 5 Tendências E o Mercado? Continuará a Crescer? 5 Usuário

Leia mais

O conceito de assistência à saúde...

O conceito de assistência à saúde... Prof. Humberto Medrado hmedrado@ventureconsultoria.com.br O conceito de assistência à saúde... Estabelecer prioridades Planejar, avaliar e implementar continuamente ações de assistência integral à saúde

Leia mais

2013 Março. Caderno de Informação da Saúde Suplementar. Beneficiários, Operadoras e Planos

2013 Março. Caderno de Informação da Saúde Suplementar. Beneficiários, Operadoras e Planos 2013 Março Caderno de Informação da Saúde Suplementar Beneficiários, Operadoras e Planos MINISTÉRIO DA SAÚDE Agência Nacional de Saúde Suplementar Caderno de Informação da Saúde Suplementar Beneficiários,

Leia mais

Federação Nacional de Saúde Suplementar SENADO FEDERAL COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS

Federação Nacional de Saúde Suplementar SENADO FEDERAL COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS Federação Nacional de Saúde Suplementar SENADO FEDERAL COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS Ciclo de Debates SUS O Cenário do Fornecimento de Órteses e Próteses Uma visão das Operadoras de Planos Privados 07 de

Leia mais

Pelos (Des) caminhos da medicina assistencial brasileira

Pelos (Des) caminhos da medicina assistencial brasileira Pelos (Des) caminhos da medicina assistencial brasileira A Transição O Cenário Atual O Futuro Pelos (Des) caminhos da medicina assistencial brasileira Criação da Primeira Santa Casa de Misericórdia no

Leia mais

CONTEXTO E DESAFIOS CASEMBRAPA 2014

CONTEXTO E DESAFIOS CASEMBRAPA 2014 CONTEXTO E DESAFIOS CASEMBRAPA 2014 1 CONTEXTO CUSTOS DA SAÚDE COLOCAM OPERADORAS EM RISCO FINANCEIRO O SETOR DE SAÚDE ESTÁ EM ALERTA O aumento dos custos com procedimentos médicos e hospitalares tem superado

Leia mais

ANS 3º Workshop Regional de Promoção de Saúde e Prevenção de Riscos e Doenças Brasília/DF 09/10/2014

ANS 3º Workshop Regional de Promoção de Saúde e Prevenção de Riscos e Doenças Brasília/DF 09/10/2014 ANS 3º Workshop Regional de Promoção de Saúde e Prevenção de Riscos e Doenças Brasília/DF 09/10/2014 ANS Panorama dos Programas para Promoção de Saúde e Prevenção de Riscos e Doenças na Saúde Suplementar

Leia mais

Modelo de Financiamento do Acesso Privado aos Serviços de Assistência à Saúde. José Cechin

Modelo de Financiamento do Acesso Privado aos Serviços de Assistência à Saúde. José Cechin Modelo de Financiamento do Acesso Privado aos Serviços de Assistência à Saúde José Cechin Agenda 1. Saúde: público e privado crise de meios 2. Conceitos: mercado privado e regulação 3. Riscos e precificação

Leia mais

Publicação do Sistema Abramge-Sinamge-Sinog - Edição I - N o 01 - Setembro/2014

Publicação do Sistema Abramge-Sinamge-Sinog - Edição I - N o 01 - Setembro/2014 Publicação do Sistema Abramge-Sinamge-Sinog - Edição I - N o 01 - Setembro/2014 A saúde suplementar no Brasil cresceu consistentemente nos últimos anos e o país ocupa lugar de destaque no cenário mundial.

Leia mais

Panorama dos gastos com cuidados em saúde

Panorama dos gastos com cuidados em saúde Panorama dos gastos com cuidados em saúde 08 de abril de 2008 João Sanches Diretor de Relações Institucionais Cadeia de Valor - Inovação em Saúde Transparência Proteção à propriedade intelectual Mercados

Leia mais

Envelhecimento com qualidade: Como as operadoras de planos de saúde estão se organizando. 10ª Jornada PRONEP Rio de Janeiro, setembro 2010

Envelhecimento com qualidade: Como as operadoras de planos de saúde estão se organizando. 10ª Jornada PRONEP Rio de Janeiro, setembro 2010 Envelhecimento com qualidade: Como as operadoras de planos de saúde estão se organizando 10ª Jornada PRONEP Rio de Janeiro, setembro 2010 CONTEXTUALIZANDO: A variação de despesas nos últimos 8 anos superou

Leia mais

UNIDAS. Angélica Villa Nova de Avellar Du Rocher Carvalho Gerente-Geral de Análise Técnica da Presidência Brasília, 28 de abril de 2014

UNIDAS. Angélica Villa Nova de Avellar Du Rocher Carvalho Gerente-Geral de Análise Técnica da Presidência Brasília, 28 de abril de 2014 UNIDAS Angélica Villa Nova de Avellar Du Rocher Carvalho Gerente-Geral de Análise Técnica da Presidência Brasília, 28 de abril de 2014 Saúde no Brasil Art. 196. A saúde é direito de todos e dever do Estado,

Leia mais

Panorama das Operadoras de Planos de Saúde no País e a Realidade do Sistema Unimed

Panorama das Operadoras de Planos de Saúde no País e a Realidade do Sistema Unimed Panorama das Operadoras de Planos de Saúde no País e a Realidade do Sistema Unimed Dr. Orestes Barrozo Medeiros Pullin Vice - Presidente da Unimed do Brasil Fórum de Dirigentes Unimed Problemas e Soluções

Leia mais

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informações da Saúde Suplementar. Sumário Executivo. Nesta edição: Planos médico-hospitalares Informações gerais

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informações da Saúde Suplementar. Sumário Executivo. Nesta edição: Planos médico-hospitalares Informações gerais Junho 201 Sumário Executivo Nesta edição: Número de beneficiários de planos médicohospitalares (Mar/1): 48.802.991; Taxa de crescimento do número de beneficiários de planos médicos no período de: Dez/12

Leia mais

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO Ambiente de Inovação em Saúde EVENTO BRITCHAM LUIZ ARNALDO SZUTAN Diretor do Curso de Medicina Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo SOCIEDADES CONHECIMENTO

Leia mais

Ficha Técnica dos indicadores de saúde disponibilizados por meio do aplicativo Statplanet. Mortalidade

Ficha Técnica dos indicadores de saúde disponibilizados por meio do aplicativo Statplanet. Mortalidade Secretaria Municipal da Saúde Coordenação de Epidemiologia e Informação - CEInfo Ficha Técnica dos indicadores de saúde disponibilizados por meio do aplicativo Statplanet Mortalidade Taxa ou Coeficiente

Leia mais

Sustentabilidade dos Sistemas de Saúde Universais

Sustentabilidade dos Sistemas de Saúde Universais Sustentabilidade dos Sistemas de Saúde Universais Sistemas de Saúde Comparados Conformação dos sistemas de saúde é determinada por complexa interação entre elementos históricos, econômicos, políticos e

Leia mais

A representação institucional do mercado segurador

A representação institucional do mercado segurador A representação institucional do mercado segurador A Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização CNseg é a entidade de representação

Leia mais

ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO VERA MARTINS DA SILVA

ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO VERA MARTINS DA SILVA ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO VERA MARTINS DA SILVA CEPAM MAIO 2015 Saúde (ações preventivas X curativas) Previdenciária (aumento do custo do sistema) Produtivo (tendência à redução da capacidade produtiva

Leia mais

PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DA SAÚDE SUPLEMENTAR APRESENTAÇÃO DA METODOLOGIA DO IDSS - ÍNDICE DO DESEMPENHO DA SAÚDE SUPLEMENTAR

PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DA SAÚDE SUPLEMENTAR APRESENTAÇÃO DA METODOLOGIA DO IDSS - ÍNDICE DO DESEMPENHO DA SAÚDE SUPLEMENTAR PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DA SAÚDE SUPLEMENTAR APRESENTAÇÃO DA METODOLOGIA DO IDSS - ÍNDICE DO DESEMPENHO DA SAÚDE SUPLEMENTAR A ANS, AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR, está estabelecendo novos parâmetros

Leia mais

Uma Visão do Setor de Seguros no Brasil. Alexandre H. Leal Neto Superintendente de Regulação

Uma Visão do Setor de Seguros no Brasil. Alexandre H. Leal Neto Superintendente de Regulação Uma Visão do Setor de Seguros no Brasil Alexandre H. Leal Neto Superintendente de Regulação Pauta da apresentação 1º Estrutura do Setor 2º Representação Institucional do Setor 3º Arrecadação Visão por

Leia mais

2014 DEZEMBRO. Caderno de Informação da Saúde Suplementar. Beneficiários, Operadoras e Planos

2014 DEZEMBRO. Caderno de Informação da Saúde Suplementar. Beneficiários, Operadoras e Planos 2014 DEZEMBRO Caderno de Informação da Saúde Suplementar Beneficiários, Operadoras e Planos Elaboração, distribuição e informações: MINISTÉRIO DA SAÚDE Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) Diretoria

Leia mais

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informação da Saúde Suplementar

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informação da Saúde Suplementar Nota de Acompanhamento do Caderno de Informação da Saúde Suplementar 1. Informações Gerais No segundo trimestre de 2010, o número de beneficiários de planos de saúde cresceu 1,9%, totalizando 44.012.558

Leia mais

Ciclo de Encontros Executivos As Melhores Práticas em Gestão de Saúde CENÁRIOS E TENDÊNCIAS DO MERCADO DE SAÚDE NO BRASIL. Mozart de Oliveira Júnior

Ciclo de Encontros Executivos As Melhores Práticas em Gestão de Saúde CENÁRIOS E TENDÊNCIAS DO MERCADO DE SAÚDE NO BRASIL. Mozart de Oliveira Júnior Ciclo de Encontros Executivos As Melhores Práticas em Gestão de Saúde CENÁRIOS E TENDÊNCIAS DO MERCADO DE SAÚDE NO BRASIL Mozart de Oliveira Júnior Histórico Atividades caritativas e ação sobre o ambiente

Leia mais

Discussão de Cases- Boas Práticas CLINIPAM CLÍNICA PARANAENSE DE ASSISTÊNCIA MÉDICA CENTRO DE QUALIDADE DE VIDA

Discussão de Cases- Boas Práticas CLINIPAM CLÍNICA PARANAENSE DE ASSISTÊNCIA MÉDICA CENTRO DE QUALIDADE DE VIDA Discussão de Cases- Boas Práticas CLINIPAM CLÍNICA PARANAENSE DE ASSISTÊNCIA MÉDICA CENTRO DE QUALIDADE DE VIDA Jamil Luminato 1981 Jamil Luminato 1981 2013 Visão Geral Medicina de Grupo de Curitiba 117.187

Leia mais

REDE HOSPITALAR DE SANTAS CASAS E FILANTRÓPICOS BRASILEIROS

REDE HOSPITALAR DE SANTAS CASAS E FILANTRÓPICOS BRASILEIROS REDE HOSPITALAR DE SANTAS CASAS E FILANTRÓPICOS BRASILEIROS HOSPITAIS ATENDIMENTOS AMBULATORIAIS SUS 240.430.247 1.753 TOTAL SUS LEITOS 170.869 126.883 (74%) INTERNAÇÕES SUS TOTAL 11.590.793 100% FILANTRÓPICOS

Leia mais

4º SEMINÁRIO AUTOGESTÃO COMO MODELO IDEAL PARA A SAÚDE CORPORATIVA A SUSTENTABILIDADE DA SAÚDE NAS -

4º SEMINÁRIO AUTOGESTÃO COMO MODELO IDEAL PARA A SAÚDE CORPORATIVA A SUSTENTABILIDADE DA SAÚDE NAS - 4º SEMINÁRIO AUTOGESTÃO COMO MODELO IDEAL PARA A SAÚDE CORPORATIVA A SUSTENTABILIDADE DA SAÚDE NAS - EMPRESAS - OS DESAFIOS PARA O SEGMENTO DE AUTOGESTÃO Vilma Dias GERENTE DA UNIDADE CASSI SP AGENDA 1.

Leia mais

Análise dos resultados

Análise dos resultados Análise dos resultados Produção de bens e serviços de saúde A origem dos bens e serviços ofertados em qualquer setor da economia (oferta ou recursos) pode ser a produção no próprio país ou a importação.

Leia mais

AÇÕES DE PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE: A VISÃO DO ÓRGÃO REGULADOR

AÇÕES DE PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE: A VISÃO DO ÓRGÃO REGULADOR AÇÕES DE PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE: A VISÃO DO ÓRGÃO REGULADOR Saúde e Produtividade: o valor de uma força de trabalho saudável para o sucesso dos negócios Towers Watson São Paulo, 28 de maio de 2014

Leia mais

Agência Nacional de Saúde Suplementar. A agência reguladora dos planos de saúde do Brasil

Agência Nacional de Saúde Suplementar. A agência reguladora dos planos de saúde do Brasil Agência Nacional de Saúde Suplementar A agência reguladora dos planos de saúde do Brasil O que é a ANS A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é uma agência reguladora do Governo Federal vinculada

Leia mais

Junho2015. Caderno de Informação. da Saúde Suplementar Beneficiários, Operadoras e Planos. Rio de Janeiro - 2015. ISSN online 1981-0962

Junho2015. Caderno de Informação. da Saúde Suplementar Beneficiários, Operadoras e Planos. Rio de Janeiro - 2015. ISSN online 1981-0962 Junho2015 Caderno de Informação da Saúde Suplementar Beneficiários, Operadoras e Planos Rio de Janeiro - 2015 ISSN online 1981-0962 Caderno de Informação da Saúde Suplementar Beneficiários, Operadoras

Leia mais

A Importância dos Incentivos para que Famílias e Empregadores Contribuam com o Sistema de Saúde POF 2002 e 2008

A Importância dos Incentivos para que Famílias e Empregadores Contribuam com o Sistema de Saúde POF 2002 e 2008 A Importância dos Incentivos para que Famílias e Empregadores Contribuam com o Sistema de Saúde POF 2002 e 2008 Marcos Novais José Cechin Superintendente Executivo APRESENTAÇÃO Este trabalho se propõe

Leia mais

Elevação dos custos do setor saúde

Elevação dos custos do setor saúde Elevação dos custos do setor saúde Envelhecimento da população: Diminuição da taxa de fecundidade Aumento da expectativa de vida Aumento da demanda por serviços de saúde. Transição epidemiológica: Aumento

Leia mais

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informação da Saúde Suplementar

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informação da Saúde Suplementar Nota de Acompanhamento do Caderno de Informação da Saúde Suplementar 1. Informações Gerais Pelo quarto ano consecutivo, a ANS apresenta dados de crescimento do número de beneficiários do setor acima de

Leia mais

Dados gerais sobre o atendimento oftalmológico no Brasil

Dados gerais sobre o atendimento oftalmológico no Brasil As Condições de Sa ú d e Oc u l a r n o Br a s i l 2012 124 Dados gerais sobre o atendimento oftalmológico no Brasil As Condições de Sa ú d e Oc u l a r n o Br a s i l 2012 126 Dados de financiamento

Leia mais

DATA POPULAR SAÚDE NA NOVA CLASSE MÉDIA BRASILEIRA. RENATO MEIRELLES renato@datapopular.com.br

DATA POPULAR SAÚDE NA NOVA CLASSE MÉDIA BRASILEIRA. RENATO MEIRELLES renato@datapopular.com.br DATA POPULAR SAÚDE NA NOVA CLASSE MÉDIA BRASILEIRA RENATO MEIRELLES renato@datapopular.com.br NOS ÚLTIMOS ANOS O BRASIL PASSOU POR UMA DAS MAIS PROFUNDAS MUDANÇAS DE SUA HISTÓRIA AB DE % Essa é a classe

Leia mais

Núcleo de Atenção Integral à Saúde Unimed São José dos Campos

Núcleo de Atenção Integral à Saúde Unimed São José dos Campos Núcleo de Atenção Integral à Saúde Unimed São José dos Campos Núcleo de Atenção Integral à Saúde da Unimed SJC O Núcleo de Ação Integral à Saúde (NAIS) é o setor responsável pela promoção da saúde e prevenção

Leia mais

As perspectivas do mercado para os hospitais

As perspectivas do mercado para os hospitais As perspectivas do mercado para os hospitais Yussif Ali Mere Jr Presidente da Federação e do Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo (FEHOESP e SINDHOSP) 1. CONTEXTO 2.

Leia mais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº Altera dispositivos da Lei Complementar nº 141, de 13 de janeiro de 2012 que Regulamenta o 3 o do art. 198 da Constituição Federal para dispor sobre os valores mínimos a

Leia mais

Macro, Micro Economia e Previdência Previdência: o desafio da longevidade. Marco Antônio Barros

Macro, Micro Economia e Previdência Previdência: o desafio da longevidade. Marco Antônio Barros Macro, Micro Economia e Previdência Previdência: o desafio da longevidade Marco Antônio Barros Previdência Social - histórico Fim do imposto inflacionário Envelhecimento da população: aumento da longevidade

Leia mais

Eficiência na Atenção à Saúde

Eficiência na Atenção à Saúde QualiHosp 2015 Congresso Internacional de Qualidade em Serviços e Sistemas de Saúde Eficiência na Atenção à Saúde Michelle Mello de Souza Rangel Diretora-Adjunta Diretoria de Desenvolvimento Setorial -

Leia mais

DESAFIOS PARA O ADMINISTRADOR HOSPITALAR NUM CENÁRIO DE CRESCENTE COMPLEXIDADE NO SEGMENTO DA SAÚDE. Adm. Sérgio Lopez Bento 4.10.

DESAFIOS PARA O ADMINISTRADOR HOSPITALAR NUM CENÁRIO DE CRESCENTE COMPLEXIDADE NO SEGMENTO DA SAÚDE. Adm. Sérgio Lopez Bento 4.10. DESAFIOS PARA O ADMINISTRADOR HOSPITALAR NUM CENÁRIO DE CRESCENTE COMPLEXIDADE NO SEGMENTO DA SAÚDE Adm. Sérgio Lopez Bento 4.10.2012 A G E N D A 1. Cenário da saúde no Brasil 2. Um setor cada vez mais

Leia mais

Dr.Pedro Silveira Gonçalves Filho

Dr.Pedro Silveira Gonçalves Filho A SAÚDE OCULAR NA SAÚDE DO BRASIL Dr.Pedro Silveira Gonçalves Filho CONF. OMS / ALMA- ATA/ URSS-1978 Atenção Primária de Saúde A prevenção da cegueira é parte integrante da atenção primária de saúde. Deve

Leia mais

Financiamento da saúde

Financiamento da saúde Financiamento da saúde Sessão de debates temáticos no Senado Federal Senado Federal 19 de setembro de 2013 O Brasil é o único país com mais de 100 milhões de habitantes que assumiu o desafio de ter um

Leia mais

2º CONGRESSO PERNAMBUCANO DE MUNICÍPIOS O PACTO DE GESTÃO DO SUS E OS MUNICÍPIOS

2º CONGRESSO PERNAMBUCANO DE MUNICÍPIOS O PACTO DE GESTÃO DO SUS E OS MUNICÍPIOS 2º CONGRESSO PERNAMBUCANO DE MUNICÍPIOS O PACTO DE GESTÃO DO SUS E OS MUNICÍPIOS José Iran Costa Júnior Secretário Estadual de Saúde 24/03/2015 Faixa Etária (anos) CARACTERIZAÇÃO SÓCIODEMOGRÁFICA DE PERNAMBUCO

Leia mais

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013.

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013. PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM Santa Maria, 06 de Junho de 2013. INTRODUÇÃO Trata-se de uma proposta de Plano de Saúde no sistema de pré-pagamento para atender os associados da ASSUFSM de Santa Maria/RS,

Leia mais

Selo Hospital Amigo do Idoso. Centro de Referência do Idoso

Selo Hospital Amigo do Idoso. Centro de Referência do Idoso SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DE SÃO PAULO COORDENADORIA DE REGIÕES DE SAÚDE CRS Política de Saúde para o Idoso no Estado de São Paulo Selo Hospital Amigo do Idoso Centro de Referência do Idoso Resolução

Leia mais

Regulação 15 anos depois O papel da ANS: fiscalizar ou contribuir na produção da saúde? O que mudou e o que poderia ter mudado?

Regulação 15 anos depois O papel da ANS: fiscalizar ou contribuir na produção da saúde? O que mudou e o que poderia ter mudado? Regulação 15 anos depois O papel da ANS: fiscalizar ou contribuir na produção da saúde? O que mudou e o que poderia ter mudado? Mauricio Ceschin Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS Agência reguladora

Leia mais

ANS. Eixos Temáticos da Regulamentação e Garantia de Acesso à Informação como o empregador pode participar. Bruno Sobral de Carvalho

ANS. Eixos Temáticos da Regulamentação e Garantia de Acesso à Informação como o empregador pode participar. Bruno Sobral de Carvalho ANS Eixos Temáticos da Regulamentação e Garantia de Acesso à Informação como o empregador pode participar. Bruno Sobral de Carvalho Diretor de Desenvolvimento Setorial São Paulo, maio de 2011 Plano Coletivo

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Declaração de Serviços Médicos e de Saúde - DMED - LEIAUTE

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Declaração de Serviços Médicos e de Saúde - DMED - LEIAUTE Declaração de Serviços Médicos e de Saúde - 06/11/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 5 5. Informações

Leia mais

A Dinâmica Competitiva das OPS e sua Interface com o Setor de Serviços e a Indústria

A Dinâmica Competitiva das OPS e sua Interface com o Setor de Serviços e a Indústria A Dinâmica Competitiva das OPS e sua Interface com o Setor de Serviços e a Indústria Rio de Janeiro, Maio de 2008 Alfredo de Almeida Cardoso Diretor de Normas e Habilitação de Operadoras ANS Boa Tarde!

Leia mais

CONCEPÇÕES DE IDOSOS ACERCA DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM PARA UM ENVELHECER SAUDÁVEL

CONCEPÇÕES DE IDOSOS ACERCA DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM PARA UM ENVELHECER SAUDÁVEL CONCEPÇÕES DE IDOSOS ACERCA DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM PARA UM ENVELHECER SAUDÁVEL Ocilma Barros de Quental. Faculdade de Medicina do ABC(ocilmaquental2011@hotmail.com) Sheylla Nadjane Batista Lacerda.

Leia mais

Renato Meirelles. renato@datapopular.com.br @DataPopularRM 55 11 3218-2222

Renato Meirelles. renato@datapopular.com.br @DataPopularRM 55 11 3218-2222 O CONSUMIDOR EMERGENTE E A DEMANDA POR INCLUSÃO FINANCEIRA Renato Meirelles renato@datapopular.com.br @DataPopularRM 55 11 3218-2222 Critério de Classificação Social Calculado a partir da renda domiciliar

Leia mais

ENCONTROS DE SAUDE CORPORATIVA ESC III

ENCONTROS DE SAUDE CORPORATIVA ESC III ENCONTROS DE SAUDE CORPORATIVA ESC III PESQUISA SOBRE SAÚDE CORPORATIVA EFETUADA POR UM CONSORCIO DE EMPRESAS DA ÁREA DE SAUDE CONSTATAÇÕES E IMPLICAÇÕES Duração: 4 semanas 44 respondentes Respondentes

Leia mais

Variação dos Custos Médicos Hospitalares VCMH/IESS Data-base - junho de 2010

Variação dos Custos Médicos Hospitalares VCMH/IESS Data-base - junho de 2010 Variação dos Custos Médicos Hospitalares VCMH/ Data-base - junho de 2010 O VCMH/ é uma medida da variação das despesas médico-hospitalares per capita das operadoras de planos e seguros de saúde. Mede-se

Leia mais

VIGITEL 2014 Periodicidade Parceria: População monitorada 40.853 entrevistas

VIGITEL 2014 Periodicidade Parceria: População monitorada 40.853 entrevistas Ministério da Saúde Abril de 2014 VIGITEL 2014 Medir a prevalência de fatores de risco e proteção para doenças não transmissíveis na população brasileira Subsidiar ações de promoção da saúde e prevenção

Leia mais

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde)

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Demonstrativo de retorno: modelo formal de representação e descrição documental do padrão TISS sobre o pagamento dos eventos assistenciais realizados

Leia mais

Regulação da ANS ANS entre hospital, planos e seguros saúde. Atibaia, 21 de abril de 2010

Regulação da ANS ANS entre hospital, planos e seguros saúde. Atibaia, 21 de abril de 2010 Regulação da ANS ANS entre hospital, planos e seguros saúde Atibaia, 21 de abril de 2010 Cenário atual DESAFIOS Desafios da Sustentabilidade Pressão constante sobre os custos Incorporação de novas tecnologias

Leia mais

Saúde Suplementar em Números

Saúde Suplementar em Números Saúde Suplementar em Números Edição nº 9-2015 Setembro de 2015 Sumário Executivo Número de beneficiários de planos médico-hospitalares (setembro/15): 50.261.602; Taxa de crescimento do número de beneficiários

Leia mais

Núcleo de Estudos e Projetos Dados até Junho de 2015. Estatísticas do Mercado Segurador

Núcleo de Estudos e Projetos Dados até Junho de 2015. Estatísticas do Mercado Segurador Núcleo de Estudos e Projetos Dados até Junho de 215 Estatísticas do Mercado Segurador Mercado Segurador - Visão Geral Arrecadação por segmento - histórico anual 3 Arrecadação por segmento do ano atual

Leia mais