Dos inteiros aos reais

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Dos inteiros aos reais"

Transcrição

1 Dos inteiros aos reais Ordenação de números inteiros relativos Para além dos números positivos, na vida real utilizam-se outros números para representar situações, tal como temperatura negativas, saldos negativos, andares abaixo do solo, etc. Na recta numérica os números positivos estão colocados à direita do zero e os negativos à esquerda. Nos números positivos pode-se utilizar o símbolo +, nos números negativos utiliza-se sempre o sinal antes do número Números negativos Números positivos Assim para além do Conjunto dos Números Naturais ( N) e do Conjunto dos Números Naturais mais o Zero ( N 0 ), temos o conjunto ao qual se juntam os números inteiros negativos. N = { 1; 2; 3; 4; } = Números Naturais N 0 = {0; 1; 2; 3; 4; } = N {0} = { ; -4; -3; -2; -1; 0; 1; 2; 3; 4} = Números inteiros relativos N N 0 Valor absoluto de um número. (Números simétricos) Na recta numérica, a cada número corresponde um ponto e vice-versa.

2 3 3 A B Números negativos Números positivos Ao ponto A corresponde o número -3; diz-se que a abcissa de A é -3. Ao ponto B corresponde o número +3; diz-se que a abcissa de B é +3. Estas indicações escrevem-se: A -3 ; B +3 A distância dos pontos A e B à origem (ao zero) é igual a 3, por isso diz-se que o valor absoluto de -3 é igual ao valor absoluto de +3. E escreve-se: -3 = +3 = 3 Ao números que têm o mesmo valor absoluto chamam-se números simétricos, de um modo geral, o simétrico de a é a. Logo se a é positivo o seu simétrico é negativo e vice-versa. Adição de números inteiros relativos Como visto anteriormente, adicionar significa juntar, ou seja, formar um conjunto. Podemos representar como antigamente cores para representar débitos e créditos.

3 Propriedades da adição de números inteiros relativos a) Adicionar zero (-a) + 0 = -a ; (+a) + 0 = 0 b) Adicionar dois números positivos (+a) + (+b) = + (a+b) c) Adicionar dois números negativos (-a) + (-b) = - (a+b) d) Adicionar números de sinais contrários: -b > a b tem maior valor absoluto (-b) + (+a) = - (b-a) a > -b a tem maior valor absoluto (-b) + (+a) = + (a-b) a = b (-b) + (+a) = 0 Subtracção de números inteiros relativos Subtrair significa tirar ou adicionar o simétrico, de um modo geral, para calcular a diferença de dois números relativos adiciona-se ao aditivo o simétrico do subtractivo.

4 Na prática, para calcular a adição ou subtracção de números relativos, simplifica-se a escrita e em seguida efectuam-se os cálculos. Propriedades da subtracção de números inteiros relativos a) Simplificar a escrita - (-a) = +a - (+a) = -a + (+a) = +a + (-a) = -a b) Associar + a tenho e a devo -a + b (devo a e tenho b) -a - b (devo a e devo b) Dá-se a resposta (deve, tem ou zero). Expressões numéricas, utilização de parênteses Se o parênteses está precedido de uma multiplicação, aplica-se a propriedade distributiva. a (b - c) = a x b a x c Se o parênteses está precedido de uma subtracção, trocam-se os sinais aos termos que estão dentro de parênteses. a (b c) = a b + c Se o parênteses está precedido de uma adição, mantêm-se os sianis dos termos que estão dentro de parênteses. a + (b - c) = a + b - c Multiplicação e divisão de números inteiros relativos Algumas regras: a) O produto de um número positivo por um número negativo é um número negativo; a x (-b) = (-b) x a = -c

5 b) O produto de dois números negativos é um número positivo; - a x (-b) = -b x (-a) = c c) O quociente de um número negativo por um número positivo é um número negativo; -a b = -c d) O quociente de dois números negativos é um número positivo; -a (-b) = c Potência de números relativos O sinal da potência varia consoante o expoente de acordo com a seguinte tabela: Par O sinal é + a b =c, (-a) b =c Expoente Impar Base positiva O sinal é + a b =c Base negativa O sinal é - (-a) b =-c Radicais em Das definições anteriores resulta: (a) Qualquer número positivo tem duas raízes quadradas, uma positiva e outra negativa. As duas raízes quadradas são números simétricos. (b) Os números negativos não têm qualquer raiz quadrada porque qualquer número elevado ao quadrado é um número positivo ou zero. Notação científica A represedntação de números muito grandes ou muito pequenos torna-se pouco prática. A massa do Sol, em quilogramas, é um exemplo de um número astronómico:

6 No mesmo sentido, um exemplo de um número muito pequeno pode ser o diâmetro de um átomo, em metros: 0, Qualquer um destes números pode ser representado das seguinte forma: 1983 x x Mas, a notação mais usual é a de um produto de um número compreendido entre 1 e 10, é a chamada notação científica: 1,983 x Dízimas finitas Qualquer racional sob a forma de fracção pode ser expressa sob a forma de dízima (numeral decimal). As dízimas finitas são fracções que quando transformadas em numerais decimais obtêm um resultado finito. Dízimas infinitas As dízimas infinitas podem assumir três tipos: Dízimas infinitas periódicas simples, quando um número assume uma repetição dos seus valores decimais, por exemplo 0, e é representada como 0,(3). Dízimas infinitas periódicas mistas, quando um número decimal assume uma repetição dos seus valores decimais a partir de um determinado valor, por exemplo 0, e é representada como 0,4(35). Dízima infinita, quando um número não assuma alguma repetição dos seus numerais decimais, como por exemplo o número π.

7 Criação do conjunto dos números reais Este último número é um exemplo de um número que não é racional, mas sim um número de outra família, a dos número irracionais. Surgiu então a necessidade de criar um novo conjunto numérico, o dos números reais, representado por R, reunindo todos os conjuntos anteriores.

Conjuntos Numéricos Conjunto dos números naturais

Conjuntos Numéricos Conjunto dos números naturais Conjuntos Numéricos Conjunto dos números naturais É indicado por Subconjuntos de : N N e representado desta forma: N N 0,1,2,3,4,5,6,... - conjunto dos números naturais não nulos. P 0,2,4,6,8,... - conjunto

Leia mais

MATEMÁTICA I. Ana Paula Figueiredo

MATEMÁTICA I. Ana Paula Figueiredo I Ana Paula Figueiredo Números Reais IR O conjunto dos números Irracionais reunido com o conjunto dos números Racionais (Q), formam o conjunto dos números Reais (IR ). Assim, os principais conjuntos numéricos

Leia mais

Unidade I MATEMÁTICA. Prof. Celso Ribeiro Campos

Unidade I MATEMÁTICA. Prof. Celso Ribeiro Campos Unidade I MATEMÁTICA Prof. Celso Ribeiro Campos Números reais Três noções básicas são consideradas primitivas, isto é, são aceitas sem a necessidade de definição. São elas: a) Conjunto. b) Elemento. c)

Leia mais

Monster. Concursos. Matemática 1 ENCONTRO

Monster. Concursos. Matemática 1 ENCONTRO Monster Concursos Matemática 1 ENCONTRO CONJUNTOS NUMÉRICOS Conjuntos numéricos podem ser representados de diversas formas. A forma mais simples é dar um nome ao conjunto e expor todos os seus elementos,

Leia mais

Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 05

Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET  RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 05 RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 05 NÚMEROS NATURAIS O sistema aceito, universalmente, e utilizado é o sistema decimal, e o registro é o indo-arábico. A contagem que fazemos: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, e assim

Leia mais

E essa procura pela abstração da natureza foi fundamental para a evolução, não só, mas também, dos conjuntos numéricos

E essa procura pela abstração da natureza foi fundamental para a evolução, não só, mas também, dos conjuntos numéricos A história nos mostra que desde muito tempo o homem sempre teve a preocupação em contar objetos e ter registros numéricos. Seja através de pedras, ossos, desenhos, dos dedos ou outra forma qualquer, em

Leia mais

1. Múltiplos e divisores

1. Múltiplos e divisores Escola Básica de Santa Marinha Matemática 2009/2010 7º Ano Síntese dos conteúdos Números e operações 1 Múltiplos e divisores Múltiplo de um número é todo o número que se obtém multiplicando o número dado

Leia mais

PROFICIÊNCIA EM MATEMÁTICA Conjuntos Numéricos, Potenciação e Radiciação

PROFICIÊNCIA EM MATEMÁTICA Conjuntos Numéricos, Potenciação e Radiciação PROFICIÊNCIA EM MATEMÁTICA Conjuntos Numéricos, Potenciação e Radiciação Professor Alexandre M. M. P. Ferreira Sumário Definição dos conjuntos numéricos... 3 Operações com números relativos: adição, subtração,

Leia mais

Definição: Um ou mais elementos que tenham características iguais ou atendam a uma regra que lhes permitam fazer parte de um mesmo meio.

Definição: Um ou mais elementos que tenham características iguais ou atendam a uma regra que lhes permitam fazer parte de um mesmo meio. CONJUNTOS Definição: Um ou mais elementos que tenham características iguais ou atendam a uma regra que lhes permitam fazer parte de um mesmo meio. Exemplos: A = {a, e, i, o, u} (conjunto das vogais do

Leia mais

Geometria e Medida. Números e Operações. Domínios/Subdomínios Objetivos gerais Descritores de desempenho Avaliação. - Atenção.

Geometria e Medida. Números e Operações. Domínios/Subdomínios Objetivos gerais Descritores de desempenho Avaliação. - Atenção. Conselho de Docentes do 3º Ano PLANIFICAÇÃO Anual de Matemática Domínios/Subdomínios Objetivos gerais Descritores de desempenho Avaliação Geometria e Medida Localização e orientação no espaço Coordenadas

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática3º ano Ano Letivo 2016/2017

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática3º ano Ano Letivo 2016/2017 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática3º ano Ano Letivo 2016/2017 1º Período Domínios Números e Operações Números naturais Numerais ordinais até centésimo;

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PAREDE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PAREDE GESTÃO DE CONTEÚDOS Ensino Básico 1.º Ciclo Matemática 3.º Ano Domínios Subdomínios Conteúdos Programáticos Nº Tempos previstos (Horas) 1º Período Geometria Medida naturais Adição e subtração Ler e interpretar

Leia mais

Existem conjuntos em todas as coisas e todas as coisas são conjuntos de outras coisas.

Existem conjuntos em todas as coisas e todas as coisas são conjuntos de outras coisas. MÓDULO 3 CONJUNTOS Saber identificar os conjuntos numéricos em diferentes situações é uma habilidade essencial na vida de qualquer pessoa, seja ela um matemático ou não! Podemos dizer que qualquer coisa

Leia mais

Operações Fundamentais com Números

Operações Fundamentais com Números Capítulo 1 Operações Fundamentais com Números 1.1 QUATRO OPERAÇÕES Assim como na aritmética, quatro operações são fundamentais em álgebra: adição, subtração, multiplicação e divisão. Quando dois números

Leia mais

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO Plano da Unidade

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO Plano da Unidade Unidade de Ensino: OPERAÇÕES COM NÚMEROS RACIONAIS ABSOLUTOS (adição e subtracção). Tempo Previsto: 3 semanas O reconhecimento do conjunto dos racionais positivos, das diferentes formas de representação

Leia mais

Chama-se conjunto dos números naturais símbolo N o conjunto formado pelos números. OBS: De um modo geral, se A é um conjunto numérico qualquer, tem-se

Chama-se conjunto dos números naturais símbolo N o conjunto formado pelos números. OBS: De um modo geral, se A é um conjunto numérico qualquer, tem-se UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA Conjuntos Numéricos Prof.:

Leia mais

Definimos como conjunto uma coleção qualquer de elementos.

Definimos como conjunto uma coleção qualquer de elementos. Conjuntos Numéricos Conjunto Definimos como conjunto uma coleção qualquer de elementos. Exemplos: Conjunto dos números naturais pares; Conjunto formado por meninas da 6ª série do ensino fundamental de

Leia mais

CURSO PRF 2017 MATEMÁTICA

CURSO PRF 2017 MATEMÁTICA AULA 001 1 MATEMÁTICA PROFESSOR AULA 001 MATEMÁTICA DAVIDSON VICTOR 2 AULA 01 - CONJUNTOS NUMÉRICOS CONJUNTO DOS NÚMEROS NATURAIS É o primeiro e o mais básico de todos os conjuntos numéricos. Pertencem

Leia mais

216 e) 10 1 = 10 f) (-0,4) 0 = 1 g) (-4,3) 1 = - 4,3

216 e) 10 1 = 10 f) (-0,4) 0 = 1 g) (-4,3) 1 = - 4,3 1 Prof. Ranildo Lopes U. E. PROFª HELENA CARVALHO Obrigado pela preferência de nossa ESCOLA! Pegue o material no http://uehelenacarvalho.wordpress.com ESTUDANDO A POTENCIAÇÃO E SUAS PROPRIEDADES POTENCIAÇÃO

Leia mais

CONHECIMENTOS CAPACIDADES OBJETIVOS / METAS CURRICULARES

CONHECIMENTOS CAPACIDADES OBJETIVOS / METAS CURRICULARES Escola Secundária 2-3 de Clara de Resende COD. 346 779 Critérios de Avaliação Perfil de Aprendizagens Específicas (Aprovado em Conselho Pedagógico de 18 julho de 2016) AGRU P A M E N T O DE No caso específico

Leia mais

E.E SENADOR LUIZ NOGUEIRA MARTINS

E.E SENADOR LUIZ NOGUEIRA MARTINS 6º A/B Decompor um número natural nas unidades das diversas ordens, de acordo com seu valor posicional. 79,31% FÁCIL Decompor um número natural nas unidades das diversas ordens, de acordo com seu valor

Leia mais

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO Plano da Unidade

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO Plano da Unidade Unidade de Ensino: NÚMEROS. ADIÇÃO E SUBTRACÇÃO. PERÍMETRO Tempo Previsto: 5 semanas C O M P E T Ê N C I AS E S P E C Í F I C A S : A compreensão das propriedades das operações e a aptidão para usá-las

Leia mais

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO. Plano da Unidade

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO. Plano da Unidade Unidade de Ensino: Ângulos. Triângulos. COMPETÊNCIAS ESPECÌFICAS: Tempo Previsto: 3 semanas. A aptidão para realizar construções geométricas, nomeadamente, ângulos e triângulos, bem como para descrever

Leia mais

MATEMÁTICA I. Profa. Dra. Amanda L. P. M. Perticarrari

MATEMÁTICA I. Profa. Dra. Amanda L. P. M. Perticarrari MATEMÁTICA I Profa. Dra. Amanda L. P. M. Perticarrari amanda.perticarrari@unesp.br www.fcav.unesp.br/amanda MATEMÁTICA I AULA 1: PRÉ-CÁLCULO Profa. Dra. Amanda L. P. M. Perticarrari CONJUNTOS NUMÉRICOS

Leia mais

Aula 1: Conjunto dos Números Inteiros

Aula 1: Conjunto dos Números Inteiros Aula 1: Conjunto dos Números Inteiros 1 Introdução Observe que, no conjunto dos números naturais N = {0, 1, 2, 3, 4, 5,..., a operação de subtração nem sempre é possível. a) 5 3 = 2 (é possível: 2 N) b)

Leia mais

Matemática Básica. Capítulo Conjuntos

Matemática Básica. Capítulo Conjuntos Capítulo 1 Matemática Básica Neste capítulo, faremos uma breve revisão de alguns tópicos de Matemática Básica necessários nas disciplinas de cálculo diferencial e integral. Os tópicos revisados neste capítulo

Leia mais

Planificação Anual de Matemática 2016 / ºAno

Planificação Anual de Matemática 2016 / ºAno Planificação Anual de Matemática 2016 / 2017 3ºAno NÚMEROS E Aulas Previstas: 1º período: 63 aulas 2º período: 63 aulas 3º período: 45 aulas DOMÍNIOS OBJETIVOS ATIVIDADES Números naturais Conhecer os numerais

Leia mais

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 8º Ano - Matemática - 1º Bimestre

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 8º Ano - Matemática - 1º Bimestre A melhor maneira de nos prepararmos para o futuro é concentrar toda a imaginação e entusiasmo na execução perfeita do trabalho de hoje. Dale Carnegie 1. Conjuntos Numéricos 1) Pense e Responda: a) Qual

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2018/2019 MATEMÁTICA- 3ºANO

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2018/2019 MATEMÁTICA- 3ºANO Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região do Algarve Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas (Sede: Escola Secundária José Belchior Viegas) PLANIFICAÇÃO ANUAL 2018/2019

Leia mais

Objetivos Gerais Descritores Conteúdos. 1.Utilizar corretamente os números ordinais até "centésimo

Objetivos Gerais Descritores Conteúdos. 1.Utilizar corretamente os números ordinais até centésimo AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALE DE MILHAÇOS PLANIFICAÇÃO ANUAL DE MATEMÁTICA 3.º ANO DE ESCOLARIDADE - 2016-2017 Domínio/ Números naturais Objetivos Gerais Descritores Conteúdos 1.Conhecer os números ordinais

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática 3º ano Ano Letivo 2015/2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática 3º ano Ano Letivo 2015/2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática 3º ano Ano Letivo 2015/2016 1º Trimestre Domínios Números e Operações Números naturais Numerais ordinais até centésimo;

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL MATEMÁTICA 3º ANO

PLANIFICAÇÃO ANUAL MATEMÁTICA 3º ANO PLANIFICAÇÃO ANUAL MATEMÁTICA 3º ANO Domínios Subdomínios Objetivos Descritores de Desempenho/ Metas de Aprendizagem NÚMEROS OPERAÇÕES E Números naturais Conhecer os números ordinais Contar até um milhão

Leia mais

Plano Curricular de Matemática 3.º Ano - Ano Letivo 2016/2017

Plano Curricular de Matemática 3.º Ano - Ano Letivo 2016/2017 Plano Curricular de Matemática 3.º Ano - Ano Letivo 2016/2017 1.º Período Conteúdos Programados Previstas Dadas Números e Operações Utilizar corretamente os numerais ordinais até vigésimo. Ler e representar

Leia mais

Plano Curricular de Matemática 3.º Ano - Ano Letivo 2017/2018

Plano Curricular de Matemática 3.º Ano - Ano Letivo 2017/2018 Plano Curricular de Matemática 3.º Ano - Ano Letivo 2017/2018 1.º Período Conteúdos Programados Previstas Dadas Números e Operações Utilizar corretamente os numerais ordinais até vigésimo. Ler e representar

Leia mais

Plano Curricular de Matemática 3.º Ano - Ano Letivo 2018/2019

Plano Curricular de Matemática 3.º Ano - Ano Letivo 2018/2019 Plano Curricular de Matemática 3.º Ano - Ano Letivo 2018/2019 1.º Período Conteúdos Programados Previstas Dadas Números e Operações Utilizar corretamente os numerais ordinais até vigésimo. Ler e representar

Leia mais

CONJUNTO DOS NÚMEROS INTEIROS. No conjunto dos números naturais operações do tipo

CONJUNTO DOS NÚMEROS INTEIROS. No conjunto dos números naturais operações do tipo CONJUNTO DOS NÚMEROS INTEIROS No conjunto dos números naturais operações do tipo 9-5 = 4 é possível 5 5 = 0 é possível 5 7 =? não é possível e para tornar isso possível foi criado o conjunto dos números

Leia mais

Hewlett-Packard CONJUNTOS NUMÉRICOS. Aulas 01 a 08. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos

Hewlett-Packard CONJUNTOS NUMÉRICOS. Aulas 01 a 08. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Hewlett-Packard CONJUNTOS NUMÉRICOS Aulas 01 a 08 Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Ano: 2019 Sumário CONJUNTOS NUMÉRICOS... 2 Conjunto dos números Naturais... 2 Conjunto dos números

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de PEDRÓGÃO GRANDE

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de PEDRÓGÃO GRANDE Números e Operações ANUAL 164 dias letivos Números naturais Relações numéricas 1. Conhecer os numerais ordinais 1. Utilizar corretamente os numerais ordinais até «centésimo». 2. Contar até um milhão 1.

Leia mais

Exemplos: -5+7=2; 12-5=7; -4-3=-7; -9+5=-4; -8+9=1; -4-2=-6; -6+10=4

Exemplos: -5+7=2; 12-5=7; -4-3=-7; -9+5=-4; -8+9=1; -4-2=-6; -6+10=4 0 - OPERAÇÕES NUMÉRICAS ) Adição algébrica de números inteiros envolve dois casos: os números têm sinais iguais: soma-se os números e conserva-se o sinal; os números têm sinais diferentes: subtrai-se o

Leia mais

Conjuntos. Notações e Símbolos

Conjuntos. Notações e Símbolos Conjuntos A linguagem de conjuntos é interessante para designar uma coleção de objetos. Quando os estatísticos selecionam indivíduos de uma população eles usam a palavra amostra, frequentemente. Todas

Leia mais

Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro Critérios de Avaliação. Ano Letivo 2017/18 Disciplina MATEMÁTICA 3.º Ano

Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro Critérios de Avaliação. Ano Letivo 2017/18 Disciplina MATEMÁTICA 3.º Ano Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro Critérios de Avaliação Ano Letivo 2017/18 Disciplina MATEMÁTICA 3.º Ano Números e Operações Números naturais Utilizar corretamente os numerais ordinais até centésimo.

Leia mais

Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro Critérios de Avaliação. Ano Letivo 2016/17 Disciplina MATEMÁTICA 3.º Ano

Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro Critérios de Avaliação. Ano Letivo 2016/17 Disciplina MATEMÁTICA 3.º Ano Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro Critérios de Avaliação Ano Letivo 2016/17 Disciplina MATEMÁTICA 3.º Ano Números e Operações Números naturais Utilizar corretamente os numerais ordinais até centésimo.

Leia mais

Prof. a : Patrícia Caldana

Prof. a : Patrícia Caldana CONJUNTOS NUMÉRICOS Podemos caracterizar um conjunto como sendo uma reunião de elementos que possuem características semelhantes. Caso esses elementos sejam números, temos então a representação dos conjuntos

Leia mais

RESUMO MATEMÁTICA 6ºANO

RESUMO MATEMÁTICA 6ºANO RESUMO MATEMÁTICA ºANO ESTATÍSTICA MÉDIA para calcular a média de um conjunto de valores, divide-se a soma de todos esses valores pelo número total de dados. MODA é o dado que ocorre com maior frequência,

Leia mais

NÚMEROS E OPERAÇÕES Números naturais

NÚMEROS E OPERAÇÕES Números naturais CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO (Aprovados em Conselho Pedagógico de 16 outubro de 2012) No caso específico da disciplina de MATEMÁTICA, do 3.º ano de escolaridade, a avaliação incidirá ainda ao nível

Leia mais

Atividade de Matemática para o oitavo ano .

Atividade de Matemática para o oitavo ano . Escola Municipal: Professora: Matemática 8 o Ano Alun0(a): 1 Atividades de Avaliação 1.1 Questão Dado a expressão algebrica E = 4 a + 3 b 5 c determine o valor numerico quando as variavies assumem os seguintes

Leia mais

2 - Conjunto: conceito primitivo; não necessita, portanto, de definição. Exemplo: conjunto dos números pares positivos: P = {2,4,6,8,10,12,... }.

2 - Conjunto: conceito primitivo; não necessita, portanto, de definição. Exemplo: conjunto dos números pares positivos: P = {2,4,6,8,10,12,... }. ASSUNTO DE MATEMATICA=CONJUNTOS REAIS E ETC. 2 - Conjunto: conceito primitivo; não necessita, portanto, de definição. Exemplo: conjunto dos números pares positivos: P = {2,4,6,8,10,12,... }. Esta forma

Leia mais

Matriz Curricular 1º Ciclo / 2016 Ano de Escolaridade: 3.º Ano Matemática

Matriz Curricular 1º Ciclo / 2016 Ano de Escolaridade: 3.º Ano Matemática Ano letivo 2015 / 16 Matriz Curricular 1º Ciclo Ano Letivo: 2015 / 2016 Ano de Escolaridade: 3.º Ano Matemática Nº total de dias letivos 164 dias Nº de dias letivos 1º período - 64 dias 2º período - 52

Leia mais

Planificação Matemática

Planificação Matemática EB/JI José Joaquim Rita Sei Agrupamento de Escolas Alfredo da Silva - Barreiro Ano Letivo 2018/2019 Ano de Escolaridade: 3.º ano Planificação Matemática 1. o PERÍODO Medir o tempo! Ler e interpretar calendários.

Leia mais

1.1. Numéricos. Conjuntos MATEMÁTICA. Conjunto dos Números Naturais (N) Conjunto dos Números Inteiros (Z)

1.1. Numéricos. Conjuntos MATEMÁTICA. Conjunto dos Números Naturais (N) Conjunto dos Números Inteiros (Z) CAPÍTULO 1 Capítulo 1 1.1 Conjuntos Numéricos Conjunto dos Números Naturais (N) Os números naturais são em geral associados à ideia de contagem, e o conjunto que os representa é indicado por N. N = {0,

Leia mais

Professor: Fábio Soares - Disciplina: Métodos Quantitativos ADMINISTRAÇÃO

Professor: Fábio Soares - Disciplina: Métodos Quantitativos ADMINISTRAÇÃO Unidade 1 - Números Reais: representações O principal motivo para que a maioria dos cursos comecem por um breve estudo dos números reais é o fato de no Cálculo e na Análise, estuda-se o comportamento de

Leia mais

NÚMEROS RACIONAIS Professor: Carlos

NÚMEROS RACIONAIS Professor: Carlos NÚMEROS RACIONAIS Professor: Carlos O que são? O conjunto dos números racionais é formado por todos os quocientes de números inteiros a e b, em que b é não nulo. O uso da letra "Q" é derivado da palavra

Leia mais

PLANIFICAÇÃO MENSAL/ANUAL Matemática 3.ºano

PLANIFICAÇÃO MENSAL/ANUAL Matemática 3.ºano PLANIFICAÇÃO MENSAL/ANUAL Matemática 3.ºano Domínio/ Subdomínio Números Naturais Sistema de numeração decimal Adição e subtração Multiplicação MATEMÁTICA Metas a atingir 3.º ANO DE ESCOLARIDADE Meses do

Leia mais

exemplos O conjunto das letras do nosso alfabeto; L= {a, b, c, d,..., z}. O conjunto dos dias da semana: S= {segunda, terça,... domingo}.

exemplos O conjunto das letras do nosso alfabeto; L= {a, b, c, d,..., z}. O conjunto dos dias da semana: S= {segunda, terça,... domingo}. CONJUNTOS Conjunto: Representa uma coleção de objetos, geralmente representado por letras MAIÚSCULAS; não interessando a ordem e quantas vezes os elementos estão listados na coleção, e sempre são representados

Leia mais

Material Teórico - Módulo de Potenciação e Dízimas Periódicas. Números Irracionais e Reais. Oitavo Ano. Prof. Ulisses Lima Parente

Material Teórico - Módulo de Potenciação e Dízimas Periódicas. Números Irracionais e Reais. Oitavo Ano. Prof. Ulisses Lima Parente Material Teórico - Módulo de Potenciação e Dízimas Periódicas Números Irracionais e Reais Oitavo Ano Prof. Ulisses Lima Parente 1 Os números irracionais Ao longo deste módulo, vimos que a representação

Leia mais

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO. Plano da Unidade

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO. Plano da Unidade Unidade de Ensino: OPERAÇÕES COM NÚMEROS RACIONAIS ABSOLUTOS (adição e subtracção). Tempo Previsto: 3 semanas O reconhecimento do conjunto dos racionais positivos, das diferentes formas de representação

Leia mais

Material Teórico - Módulo de Potenciação e Dízimas Periódicas. Números Irracionais e Reais. Oitavo Ano

Material Teórico - Módulo de Potenciação e Dízimas Periódicas. Números Irracionais e Reais. Oitavo Ano Material Teórico - Módulo de Potenciação e Dízimas Periódicas Números Irracionais e Reais Oitavo Ano Autor: Prof. Angelo Papa Neto Revisor: Prof. Antonio Caminha M. Neto 1 Os números irracionais Ao longo

Leia mais

Conteúdos Ideias-Chave Objectivos específicos. múltiplo de outro número, este é divisor do primeiro.

Conteúdos Ideias-Chave Objectivos específicos. múltiplo de outro número, este é divisor do primeiro. Capítulo 1 Números Naturais Múltiplos e Divisores Se um número natural é múltiplo de outro número, este é divisor do primeiro. Números primos e números compostos Decomposição de um número em factores primos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARTIM DE FREITAS 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARTIM DE FREITAS 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARTIM DE FREITAS 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO PLANO DE TRABALHO ANUAL MATEMÁTICA* 3º Ano de escolaridade Domínios/Subdomínios Objetivos/Descritores de desempenho Meses GEOMERIA E MEDIDA

Leia mais

Desigualdades entre cubos A ordenação de dois números racionais positivos mantém-se para os seus cubos. Para q e r, se q r então ex.

Desigualdades entre cubos A ordenação de dois números racionais positivos mantém-se para os seus cubos. Para q e r, se q r então ex. Números e operações Raízes cúbicas racionais Qualquer número não negativo q igual ao cubo de um número inteiro não negativo r, ou seja q r, designa-se por cubo perfeito, sendo r a raiz cúbica de q. Desigualdades

Leia mais

Planificação Anual de Matemática 2017 / ºAno

Planificação Anual de Matemática 2017 / ºAno Planificação Anual de Matemática 2017 / 2018 3ºAno NÚMEROS E Aulas Previstas: 1º período: 64 aulas 2º período: 55 aulas 3º período: 52 aulas DOMÍNIOS OBJETIVOS ATIVIDADES Números naturais Utilizar corretamente

Leia mais

Exercícios online de matemática 8 ano 1 trimestre

Exercícios online de matemática 8 ano 1 trimestre Exercícios online de matemática 8 ano 1 trimestre 1) Analise as informações e identifiquei as que são verdadeiras O conjunto dos números naturais está contido no conjunto dos números inteiros Há sempre

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Metas Curriculares e Programa de Matemática 1º CICLO MATEMÁTICA 3º ANO TEMAS/DOMÍNIOS CONTEÚDOS

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2016/2017 MATEMÁTICA- 3ºANO

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2016/2017 MATEMÁTICA- 3ºANO Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região do Algarve Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas (Sede: Escola Secundária José Belchior Viegas) PLANIFICAÇÃO ANUAL 2016/2017

Leia mais

MATEMÁTICA - 3o ciclo Números Reais - Dízimas (8 o ano) Propostas de resolução

MATEMÁTICA - 3o ciclo Números Reais - Dízimas (8 o ano) Propostas de resolução MATEMÁTICA - 3o ciclo Números Reais - Dízimas (8 o ano) Propostas de resolução Exercícios de provas nacionais e testes intermédios. Como o ponto O é a origem da reta e a abcissa do ponto A é 5, então OA

Leia mais

CONJUNTOS CONJUNTOS NUMÉRICOS

CONJUNTOS CONJUNTOS NUMÉRICOS ENCONTRO 01 E 02 CONJUNTOS Intuitivamente, conjunto é uma lista, coleção ou classe de objetos, números, pessoas etc. Indicamos os conjuntos por letras maiúsculas do nosso alfabeto e seus elementos por

Leia mais

Curso Satélite de. Matemática. Sessão n.º 1. Universidade Portucalense

Curso Satélite de. Matemática. Sessão n.º 1. Universidade Portucalense Curso Satélite de Matemática Sessão n.º 1 Universidade Portucalense Conceitos Algébricos Propriedades das operações de números reais Considerem-se três números reais quaisquer, a, b e c. 1. A adição de

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA 6.º ANO PLANIFICAÇÃO GLOBAL ANO LECTIVO 2011/2012 Compreender a noção de volume. VOLUMES Reconhecer

Leia mais

Cálculo com expressões que envolvem radicais

Cálculo com expressões que envolvem radicais Escola Secundária de Aljustrel Material de apoio para o 11. o Ano Ano Lectivo 00/003 Cálculo com expressões que envolvem radicais José Paulo Coelho Abril de 003 ... Índice... 1 Radicais: definição e propriedades.

Leia mais

Bem-vindos (as), estudantes! Vamos recordar... e conhecer um novo conjunto numérico... Prof. Mara

Bem-vindos (as), estudantes! Vamos recordar... e conhecer um novo conjunto numérico... Prof. Mara Bem-vindos (as), estudantes! Vamos recordar... e conhecer um novo conjunto numérico... Prof. Mara Recordando... Números Naturais Você já ouviu falar dos Números Naturais? Eles são utilizados a todo o momento

Leia mais

CONJUNTO DOS NÚMEROS REAIS. Apostila do 8º ano Números Reais Apostila I Bimestre 8º anos

CONJUNTO DOS NÚMEROS REAIS. Apostila do 8º ano Números Reais Apostila I Bimestre 8º anos CONJUNTO DOS NÚMEROS REAIS NÚMEROS RACIONAIS Apostila do 8º ano Números Reais Apostila I Bimestre 8º anos Numero racional é todo o numero que pode ser escrito na forma a/b (com b diferente de zero) : a)

Leia mais

Prefeitura Municipal de Caxias do Estado do Maranhão CAXIAS-MA

Prefeitura Municipal de Caxias do Estado do Maranhão CAXIAS-MA Prefeitura Municipal de Caxias do Estado do Maranhão CAXIAS-MA Comum aos Cargos de Nível Fundamental: Manutenção De Infraestrutura - Limpeza Auxiliar De Cozinha Manipulador De Alimentos Concurso Público

Leia mais

CÁLCULO I. 1 Número Reais. Objetivos da Aula

CÁLCULO I. 1 Número Reais. Objetivos da Aula CÁLCULO I Prof. Edilson Neri Júnior Prof. André Almeida EMENTA: Conceitos introdutórios de limite, limites trigonométricos, funções contínuas, derivada e aplicações. Noções introdutórias sobre a integral

Leia mais

Números Racionais. Matemática - UEL Compilada em 25 de Março de 2010.

Números Racionais. Matemática - UEL Compilada em 25 de Março de 2010. Matemática Essencial Números Racionais Conteúdo Matemática - UEL - 2010 - Compilada em 25 de Março de 2010. Prof. Ulysses Sodré Matemática Essencial: http://www.mat.uel.br/matessencial/ 1 Relacionando

Leia mais

O conceito de número foi evoluindo ao longo dos tempos, tendo-se criado novos números para responder a problemas entretanto surgidos.

O conceito de número foi evoluindo ao longo dos tempos, tendo-se criado novos números para responder a problemas entretanto surgidos. CONJUNTOS NUMÉRICOS CONJUNTOS NUMÉRICOS O conceito de número foi evoluindo ao longo dos tempos, tendo-se criado novos números para responder a problemas entretanto surgidos. CONJUNTOS NUMÉRICOS NATURAIS

Leia mais

CURRÍCULO DA DISCIPLINA MATEMÁTICA / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2013/2014 1º Ciclo Matemática 3º Ano Metas / Objetivos Instrumentos de Domínios e

CURRÍCULO DA DISCIPLINA MATEMÁTICA / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2013/2014 1º Ciclo Matemática 3º Ano Metas / Objetivos Instrumentos de Domínios e de Avaliação Números e Operações Números Sistema de decimal Adição e subtração Multiplicação Conhecer os numerais ordinais Contar até ao milhão Conhecer a romana Descodificar o sistema de decimal Adicionar

Leia mais

EBI/JI FIALHO DE ALMEIDA - CUBA ANO LECTIVO 2007/2008

EBI/JI FIALHO DE ALMEIDA - CUBA ANO LECTIVO 2007/2008 BI/JI FIALH ALMIA - CUBA AN LCTIV 2007/2008 esenvolver o conhecimento do espaço esenvolver a capacidade de resolver problemas - Cilindro de evolução. Círculo. º Identificar os elementos de uma circunferência

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA Disciplina: Matemática Trimestre: 1º Números Naturais: - Sistema de numeração - Adição e subtração - Multiplicação e divisão - Traduzir em palavras números representados por algarismos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRA Escola Sec/3 Drª. Maria Cândida. PLANIFICAÇÃO ANUAL MATEMÁTICA 8º Ano Ano Letivo 2016/2017. Objetivos específicos

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRA Escola Sec/3 Drª. Maria Cândida. PLANIFICAÇÃO ANUAL MATEMÁTICA 8º Ano Ano Letivo 2016/2017. Objetivos específicos 1º Período TEMA 1: NÚMEROS RACIONAIS. NÚMEROS REAIS N. de blocos previstos: 15 1.1. Representação de números reais através de dízimas 1.2. Conversão em fração de uma dízima infinita periódica 1.3. Potências

Leia mais

Professor conteudista: Renato Zanini

Professor conteudista: Renato Zanini Matemática Professor conteudista: Renato Zanini Sumário Matemática Unidade I 1 OS NÚMEROS REAIS: REPRESENTAÇÕES E OPERAÇÕES... EXPRESSÕES LITERAIS E SUAS OPERAÇÕES...6 3 RESOLVENDO EQUAÇÕES...7 4 RESOLVENDO

Leia mais

8.º Ano. Planificação Matemática 16/17. Escola Básica Integrada de Fragoso 8.º Ano

8.º Ano. Planificação Matemática 16/17. Escola Básica Integrada de Fragoso 8.º Ano 8.º Ano Planificação Matemática 16/17 Escola Básica Integrada de Fragoso 8.º Ano Geometria e medida Números e Operações Domínio Subdomínio Conteúdos Objetivos gerais / Metas Dízimas finitas e infinitas

Leia mais

Operações Básicas, Conjuntos, Fatorações, Exponenciação e Logaritmos

Operações Básicas, Conjuntos, Fatorações, Exponenciação e Logaritmos Operações Básicas, Conjuntos, Fatorações, Exponenciação e Logaritmos Alexandre Alborghetti Londero Pré UFSC/UFSC Blumenau 1 Operações Básicas Adição e Subtração Operações que reúnem ou excluem objetos

Leia mais

MÓDULO II. Operações Fundamentais em Z. - Sinais iguais das parcelas, somam-se conservando o sinal comum. Exemplo: 2 4 = 6

MÓDULO II. Operações Fundamentais em Z. - Sinais iguais das parcelas, somam-se conservando o sinal comum. Exemplo: 2 4 = 6 1 MÓDULO II Nesse Módulo vamos aprofundar as operações em Z. Para introdução do assunto, vamos percorrer a História da Matemática, lendo os textos dispostos nos links a seguir: http://www.vestibular1.com.br/revisao/historia_da_matematica.doc

Leia mais

Calendarização da Componente Letiva Ano Letivo 2016/2017

Calendarização da Componente Letiva Ano Letivo 2016/2017 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANDRÉ SOARES (150952) Calendarização da Componente Letiva Ano Letivo 2016/2017 8º Ano Matemática Períodos 1º Período 2º Período 3º Período Número de aulas previstas (45 minutos)

Leia mais

MATEMÁTICA APLICADA MARCELO CARRION

MATEMÁTICA APLICADA MARCELO CARRION MATEMÁTICA APLICADA MARCELO CARRION APRESENTAÇÃO MARCELO CARRION ENGENHEIRO MATEMÁTICO ESPECIALISTA MATEMÁTICA UNICAMP MESTRANDO EM MATEMÁTICA - UNESP CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1. Conceitos Básicos de Aritmética

Leia mais

Planificação anual- 8.º ano 2014/2015

Planificação anual- 8.º ano 2014/2015 Agrupamento de Escolas de Moura Escola Básica nº 1 de Moura (EB23) Planificação anual- 8.º ano 2014/2015 12 blocos Tópico: Números Números e operações/ Álgebra Dízimas finitas e infinitas periódicas Caracterização

Leia mais

Agrupamento de Escolas Diogo Cão. Nome : N.º Turma : Ficha Informativa - Matemática - 7º Ano

Agrupamento de Escolas Diogo Cão. Nome : N.º Turma : Ficha Informativa - Matemática - 7º Ano Agrupamento de Escolas Diogo Cão Nome : N.º Turma : Equações Ficha Informativa - Matemática - 7º Ano Data: / / O que são equações? A sala de estar da Joana é retangular e tem 18 m 2 de área e m de comprimento.

Leia mais

Equipe de Matemática MATEMÁTICA

Equipe de Matemática MATEMÁTICA Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 5R Ensino Médio Equipe de Matemática Data: MATEMÁTICA Conjunto dos números racionais O conjunto dos números racionais é uma ampliação do conjunto dos números inteiros.

Leia mais

DOS REAIS AOS DECIMAIS

DOS REAIS AOS DECIMAIS DOS REAIS AOS DECIMAIS Número é a sua representação Na sua origem, número é resultado dos processos de contagem ou de medida. Tais números precisam ter algum tipo de representação, para possibilitar as

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E INFORMÁTICA DISCIPLINA: Matemática (8º Ano) METAS CURRICULARES/CONTEÚDOS ANO LETIVO 2016/

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E INFORMÁTICA DISCIPLINA: Matemática (8º Ano) METAS CURRICULARES/CONTEÚDOS ANO LETIVO 2016/ DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E INFORMÁTICA DISCIPLINA: Matemática (8º Ano) METAS CURRICULARES/CONTEÚDOS ANO LETIVO 2016/2017... 1º Período Metas/ Objetivos Conceitos/ Conteúdos Aulas Previstas Geometria

Leia mais

Colégio Adventista de Porto Feliz

Colégio Adventista de Porto Feliz Colégio Adventista de Porto Feliz Nome: Nº: Turma:7ºano Nota Alcançada: Disciplina: Matemática Professor(a): Rosemara 1º Bimestre Data: /03/2016 Conteúdo: POTENCIAÇÃO E RADICIAÇÃO DE NÚMEROS INTEIROS Valor

Leia mais

1 Conjunto dos números naturais N

1 Conjunto dos números naturais N Conjuntos numéricos Os primeiros números concebidos pela humanidade surgiram da necessidade de contar objetos. Porém, outras necessidades, práticas ou teóricas, provocaram a criação de outros tipos de

Leia mais

MÊS DOMÍNIO SUBDOMÍNIO OBJETIVOS GERAIS DESCRITORES DE DESEMPENHO

MÊS DOMÍNIO SUBDOMÍNIO OBJETIVOS GERAIS DESCRITORES DE DESEMPENHO 2017-2018_ Planificação Mensal Português 3 º ano MÊS DOMÍNIO SUBDOMÍNIO OBJETIVOS GERAIS DESCRITORES DE DESEMPENHO setembro outubro História da numeração Numeração romana Recorda a dezena e a centena Números

Leia mais

Companhia Águas de Joinville do estado de Santa Catarina CAJ-SC. Agente Operacional. Concurso Público Edital 001/2017

Companhia Águas de Joinville do estado de Santa Catarina CAJ-SC. Agente Operacional. Concurso Público Edital 001/2017 Companhia Águas de Joinville do estado de Santa Catarina CAJ-SC Agente Operacional Concurso Público Edital 001/017 DZ111-017 DADOS DA OBRA Título da obra: Companhia Águas de Joinville do estado de Santa

Leia mais

MATEMÁTICA - 8.º Ano. Ana Soares ) Catarina Coimbra

MATEMÁTICA - 8.º Ano. Ana Soares ) Catarina Coimbra Salesianos de Mogofores - 2016/2017 MATEMÁTICA - 8.º Ano Ana Soares (ana.soares@mogofores.salesianos.pt ) Catarina Coimbra (catarina.coimbra@mogofores.salesianos.pt ) Rota de aprendizage m por Projetos

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM 1º CICLO Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL MATEMÁTICA 3º ANO Documento(s) Orientador(es): Clique aqui para indicar os documentos que serviram de base à

Leia mais