Divulgação de Resultados 1º Trimestre de 2009

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Divulgação de Resultados 1º Trimestre de 2009"

Transcrição

1 GVT (Holding) S.A. Divulgação de Resultados 1º Trimestre de 2009 Curitiba, 22 de Abril de 2009

2 Curitiba, 22 de abril de 2009: A GVT (Holding) S.A. (Bovespa: GVTT3, Reuters: GVTT3.SA e Bloomberg GVTT3:BZ), Companhia que se destaca no desenvolvimento de soluções e serviços de telecomunicações e internet no Brasil, divulga hoje os resultados referentes ao primeiro trimestre de 2009 (1T09). As informações a seguir são prestadas conforme a Legislação Societária Brasileira, de forma consolidada e em Reais (R$). As comparações, exceto quando indicado o contrário, são feitas em relação ao primeiro trimestre de 2008 (1T08). GVT Apresenta mais um Trimestre com Forte Crescimento 1 DESTAQUES FINANCEIROS, OPERACIONAIS E PRINCIPAIS INDICADORES 1.1 Destaques financeiros e operacionais do 1T09: A Receita líquida cresceu aproximadamente 30%, similar a taxa de crescimento orgânico no ano de 2008 e aproximadamente 3% maior quando comparado com o 4T08, apesar de que o quarto trimestre é geralmente mais forte do que o primeiro trimestre em razão da sazonalidade. Adições líquidas de linhas em serviços (LIS) obtiveram um forte desempenho em todos os segmentos, em função da competitiva proposta de valor da empresa, atingindo um total de linhas, um crescimento de 49% quando comparado com o 1T08 e 2,5% comparado com 4T08. O número de assinantes de banda larga atingiu aproximadamente LIS, sendo que 10% com velocidades de 10Mbps ou acima (quase todas as adições foram realizadas ou migradas no mês de março de 2009, devido a nova estratégia de preço da empresa para altas velocidades), alcançando assim, uma posição de liderança no mercado de altas velocidades através de uma inigualável proposta de valor em performance de altas velocidades combinado com o melhor custo benefício do mercado. Esta posição foi alcançada em função da GVT possuir a mais moderna rede de acesso do país, combinado com uma eficiente estrutura de custos para capacidade de backbone e IP necessária para entregar serviços de banda larga e IP. O EBITDA ajustado cresceu 32% comparado com 1T08 e a margem EBITDA Ajustada obteve um crescimento de 0,6 p.p. para o mesmo período, atingindo 37,5%. O aumento na margem EBITDA ajustada foi principalmente em função do aumento da margem bruta, que foi parcialmente impactada pelo aumento nas despesas com vendas e marketing. O aumento na margem bruta é principalmente devido à contínua redução nos custos de interconexão e custos backbone e IP. A redução no custo de interconexão como percentual da receita é resultado do crescimento da receita NGS (Serviços de Próxima Geração), enquanto a redução no custo do backbone e IP é devido ao aumento da economia com a aquisição do backbone da Geodex, adquirida em dezembro de 2007 e várias iniciativas que reduziram substancialmente o custo da banda IP por Mbps. O aumento nas despesas com vendas e marketing como percentual da receita é em função do aumento nas despesas com vendas, o qual a companhia não considera como aumento permanente e acredita em uma redução gradual para os próximos trimestres. O Lucro líquido atingiu R$26,0 milhões no 1T09, comparado com um lucro líquido de R$24,9 milhões no 1T08, um crescimento de 4,6%. Resultados do 1T09 - Página 2 de 25

3 Fluxo de caixa positivo de R$36 milhões, devido ao menor investimento em CapEx para sustentar o crescimento acima mencionado comparado com os anos anteriores, devido a uma melhor utilização na rede, a qual aumentou 4.6 p.p. em relação ao final do ano de Um dos fatores chave para a melhora na utilização da rede foi o beneficio da nova regulamentação de portabilidade numérica. A GVT possui a maior participação dos números portados solicitados para telefones fixos nas cidades de atuação, suportando uma nova onda de demanda por linhas GVT nas áreas com baixa taxa de ocupação e aumentando a velocidade de vendas em novas áreas. Nos próximos trimestre é esperado um CapEx maior que o 1T09 para suportar o forte crescimento em linhas em serviço, assim como o investimento necessário para lançar novas cidades. Em abril deste ano a GVT expandiu suas operações para as cidades de Vitória e Vila Velha, no Estado do Espírito Santo, com população em torno de habitantes. Devido a uma melhor visibilidade do mercado potencial, do sucesso na implementação das operações da companhia nas cidades de Belo Horizonte e Salvador (fora da sua região original), bem como dos efeitos limitados do cenário econômico no negócio da companhia, a GVT está considerando o lançamento de mais uma grande cidade no ano de 2009 e potencialmente adicionar uma ou mais cidades de médio porte. 1.2 Principais Indicadores de Desempenho (R$ '000) 1T09 1T08 RECEITA LÍQUIDA Receita Líquida (% crescimento orgânico sem aquisições) n.a. 29,8% 30,1% 27,3% Receita Líquida (% crescimento incluindo aquisições) 29,6% 34,7% 34,6% 27,6% EBITDA AJUSTADO¹ % Margem EBITDA Ajustado 37,5% 36,9% 38,1% 36,5% % Margem Lucro Bruto 66,3% 64,3% 65,3% 64,5% Lucro Líquido (prejuízo) CapEx Fluxo de Caixa Livre (EBITDA CapEx) (40.048) ( ) ( ) (Dívida Líquida) Caixa Líquido ( ) ( ) Caixa (Dívida Líquida) / EBITDA Ajustado (udm) 0,6x 0.1x 0,6x 0.3x Disponibilidades Total Adições Líquidas Linhas de Voz (Adições Líquidas) Banda larga (Adições Líquidas) Outros (Dados Corporate, VoIP e ISP) Adições Líquidas ¹ O EBITDA Ajustado demonstrado nas analises deste relatório eliminam os efeitos os seguintes efeitos: itens extraordinários, Stock Options, diferido e resultado não operacional do reconhecimento de despesas dos anos de 2008 e Resultados do 1T09 - Página 3 de 25

4 2 DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO 2.1 GVT Holding Consolidado (R$ '000) 1T09 1T vs Receita Bruta ,7% ,7% Deduções da Receita Bruta ( ) ( ) 32,6% ( ) ( ) 46,0% Receita Líquida ,6% ,6% Custo dos Serviços Prestados ,3% ,3% % da Receita Líquida 33,7% 35,7% -2,0 p.p 34,7% 35,5% -0,9 p.p Custos de Interconexão ,1% ,6% Fixo - Móvel ,2% ,4% Outras Interconexões ,1% ,4% Aluguel de Circuitos de Transmissão ,3% ,1% IP ,9% ,0% Backbone ,9% ,1% Última Milha (GVT) ,3% ,9% Infra-Estrutura e Manutenção de Rede ,6% ,5% Outros¹ ,4% ,8% Lucro Bruto ,7% ,5% % Margem Lucro Bruto 66,3% 64,3% 2,0 p.p 65,3% 64,5% 0,9 p.p Despesas (VG&A) ,3% ,3% Despesas com Vendas ,9% ,5% Salários e Comissões ,5% ,4% Marketing ,5% ,1% Outros² ,6% ,3% Administrativas e Gerais³ ,4% ,9% EBITDA Ajustado ,7% ,4% % Margem EBITDA Ajustado 37,5% 36,9% 0,6 p.p 38,1% 36,5% 1,6 p.p Depreciação e Amortização ,4% ,6% Stock Options ,1% n.a Receitas (despesas) Financeiras (5.256) n.a ( ) n.a Receitas (despesas) Financeiras com Variação Cambial ,8% (98.693) n.a Receitas Financeiras ,3% ,5% Despesas Financeiras (28.217) (18.258) 54,5% (91.829) ( ) -27,4% Lucro (prejuízo) Op. antes de Itens Extraordinários ,2% ,0% Itens Extraordinários - - n.a - (75.192) n.a Lucro (prejuízo) Operacional após Itens Extraordinários ,2% ,8% Resultado Não Operacional (3.013) (1.893) 59,1% (12.891) (3.578) 260,3% Lucro (prejuízo) antes do IR e Contribuição Social ,7% ,7% Imposto de Renda e CS (17.713) (20.063) -11,7% (8.508) (69.745) -87,8% Lucro Líquido (prejuízo) do período ,6% ,3% Nota1: A Geodex foi consolidada na GVT em 13 de dezembro de 2007 Nota2: Para fins de análises quando mencionado variação n.a significa que são: i) maiores que 300%; ou ii) de números positivos e negativos entre os períodos. ¹ Inclui viagens e despesas com salários. ² Inclui custos como: Viagens, treinamentos, eventos de vendas e devedores duvidosos. ³ Inclui participação de empregados no lucro. 4 O EBITDA Ajustado demonstrado nas analises deste relatório eliminam os seguintes efeitos: itens extraordinários, Stock Options, diferido e resultado não operacional do reconhecimento de despesas dos anos de 2008 e Principalmente variações cambiais relativas ao empréstimo de US$ 185 milhões (Sênior Notes), em 31 de março de Resultados do 1T09 - Página 4 de 25

5 3 DESEMPENHO FINANCEIRO RECEITA LÍQUIDA A receita líquida aumentou 29,6% no 1T09 comparado ao 1T08, totalizando R$376,1 milhões no 1T09. No 1T09, as receitas baseadas em LIS (linhas em serviço), que são geradas pelo próprio LIS e pelos clientes da GVT, apresentaram um desempenho melhor do que as demais receitas, representando um crescimento de 33,3%, compensando o decréscimo de 2,9% da receita dos serviços não relacionados a LIS neste período. No 1T09 a receita de voz cresceu 21,7% comparado a 20,1%, no 1T08. Os principais fatores de crescimento da receita se devem à adição de linhas em serviços, que no 1T09 totalizou linhas de voz, comparado a no 1T Receita Líquida por segmento e produto: Receita Líquida por Segmento (R$Milhões) Receita Líquida por Produto (R$Milhões) ,8% ,3% ,9% ,7% % Serviços relacionados a LIS 1T08 1T09 89,9% 92,4% 1T08 1T09 Serviços Relacionado a LIS Serviços Não Relacionado a LIS Voz Serviços de Próxima Geração (NGS)¹ ¹ Inclui broadband, voip and Corporate data services A Receita do negócio principal (Receitas baseadas em LIS) cresceu 33,3% em comparação com o 1T08, em função principalmente do: (i) aumento das adições líquidas de serviços baseados em LIS; e (ii) de um melhor mix de produtos (maior participação de Serviços de Próxima Geração e dos pacotes), que resultou em um maior ARPU (Receita Média por Usuário), alcançando R$134,9 no 1T09, com um aumento de 0,2% em comparação ao 1T08. A Receita dos outros segmentos reduziu 2,9% no 1T09, em comparação ao 1T08, devido a menores receitas de internet dial-up geradas pelo provedor da GVT (POP) e menores receitas dos serviços de longa distância para clientes de outras operadoras. Receita de NGS (Serviços de Próxima Geração) continua com forte crescimento, atingindo um aumento de 50,8% no 1T09, o que representa 31,6% da receita total do período em comparação a 27,1% no 1T08. Isso se deve principalmente em razão do: i) alto crescimento da penetração de banda larga da Companhia, que totalizou 70,0% no 1T09 atingindo linhas ADSL, enquanto que a receita líquida de serviços de banda larga Resultados do 1T09 - Página 5 de 25

6 aumentou 56,8% no período; e ii) aumento da receita de transmissão e transporte de dados, a qual cresceu 47,1% no 1T09 e devido a demanda por serviços de altas velocidades de dados. Distribuição da Receita Líquida (R$ 000) 1T09 1T vs. Serviços Relacionados a LIS ,3% ,7% Telefonia Local ,5% ,0% Serviços de Longa Distância ,7% ,7% Transmissão e transporte de dados para empresas ,1% ,9% Banda Larga ,8% ,4% VoIP ,0% ,3% Serviços Não Relacionados a LIS ,9% ,9% Serviços de Rede ,0% ,8% Internet (Dial-up) ,5% ,0% Longa Distância para Clientes de Outras Operadoras ,0% ,1% Receita Líquida Total ,6% ,6% Receita Líquida GVT (crescimento orgânico - sem Aquisições) n.a n.a ,1% Serviços Relacionados a LIS A receita dos serviços relacionados a LIS totalizou R$347,6 milhões no 1T09, comparada com R$260,7 milhões registrados no 1T08, um aumento de 33,3%, conforme detalhado a seguir: Telefonia Local: a receita de telefonia local cresceu 25,5% no 1T09, atingindo R$181,6 milhões. Este aumento ocorreu principalmente em razão do aumento no número de LIS, conforme mencionado acima. Serviços de Longa-Distância: a receita de serviços de longa distância totalizou R$47,2 milhões no 1T09, um aumento de 26,7% em relação aos R$37,2 milhões registrados no 1T08. Essa variação é decorrente do aumento da base de clientes (LIS) da companhia e do crescimento da participação de mercado no tráfego de longa distância na base de clientes da Companhia (87% dos clientes do Segmento de Negócios Varejo usaram os serviços de longa distância da GVT no 1T09, comparado com 83% em 1T08). Serviços de Transmissão e Transporte de Dados para Empresas: as receitas desses serviços alcançaram um total de R$36,6 milhões no 1T09, um crescimento de 47,1% em comparação com os R$24,9 milhões registrados no 1T08, em razão principalmente do: i) crescimento em data services, incluindo os serviços baseados na rede Geodex; e ii) de um maior share-of-wallet entre os clientes já existentes. Serviços de Banda Larga: a receita com banda larga totalizou R$71,3 milhões no 1T09, comparada com R$45,5 milhões registrados no 1T08, um aumento de 56,8%. Este aumento ocorreu em razão, principalmente, de um crescimento de 71,5% no número de linhas ADSL, que totalizou linhas ao final de 1T09. Serviços de VoIP: a receita dos serviços de VoIP alcançou R$10,9 milhões no 1T09, comparado com R$8,4 milhões no 1T08, um aumento de 29%. Este aumento é devido ao crescimento nos serviços de VoIP do varejo da Companhia (VONO). Resultados do 1T09 - Página 6 de 25

7 Serviços Não-Relacionados a LIS A receita dos serviços não-relacionados a LIS somou R$28,6 milhões no 1T09 comparado com R$29,5 milhões registrados no 1T08, uma redução de 2,9%. Tais receitas incluem: Serviços de Uso de Rede: representou um total de R$16,2 milhões no 1T09 na comparação com R$12,2 milhões no 1T08, um aumento de 33%. A variação é decorrente de receitas de interconexão devido ao aumento do tráfego entrante de ligações de longa distância e do transporte e terminação do tráfego de longa distância gerado por outras operadoras na Região II, que usam a rede da GVT. Serviços de Internet Discada: atingiu R$11,0 milhões no 1T09, uma redução de 25,5% em relação aos R$14,8 milhões registrados no 1T08. A variação registrada se deve a redução do tráfego de internet discada de clientes fora da rede da GVT para o provedor de internet da Companhia (POP), como resultado de uma tendência geral do mercado de migração do tráfego de serviços de internet discada para banda larga. Serviços de Longa Distância para Clientes de Outras Operadoras: a receita vinda destes serviços atingiu um total de R$1,3 milhão no 1T09, frente uma receita positiva de R$2,4 milhões no 1T08, uma redução de 46,0%. Como é um serviço de margem menor e, não alinhado com o foco estratégico da GVT em crescer nos segmentos mais rentáveis, a Companhia não faz investimentos de marketing nessa linha de negócio Receita Líquida por Segmento de Negócio O crescimento das receitas nos Segmentos de Negócio Varejo/PME e Corporativo foi gerado principalmente em razão do crescimento dos serviços relacionados a LIS e NGS. Por Segmento de Negócios (R$ 000) 1T09 1T vs. Varejo/PME¹ ,5% ,1% Corporativo ,9% ,2% Receita Líquida Total ,6% ,6% Receita Líquida GVT (crescimento orgânico - sem aquisições) n.a n.a ,1% ¹ Inclui Segmento de Negócios Varejo / PME e Internet Segmento de Negócios Varejo e Pequenas e Médias Empresas (PME) O Segmento de Negócio Varejo continua apresentando um crescimento acelerado em adições líquidas de linhas e forte crescimento no segmento NGS, tanto em banda larga como em serviços VoIP. Resultados do 1T09 - Página 7 de 25

8 Varejo/PME¹ - Receitas Líquida por serviços (R$ 000) 1T09 1T vs. Voz ,8% ,5% Internet (Dial-up) ,5% ,0% NGS² ,6% ,4% Banda Larga ,8% ,4% VoIP (VONO) ,7% ,4% Total ,5% ,1% Varejo ARPU (Receita Média por Usuário) R$ 134,9 R$ 134,6 0,2% R$ 134,4 R$ 131,0 ¹ Inclui Segmentos de Negócios de Varejo, PME e Internet 2,6% ² Serviços de Próxima Geração A receita no Segmento de Negócios Varejo atingiu R$289,2 milhões no 1T09, apresentando um crescimento de 31,5% em relação ao 1T08. O principal crescimento foi no segmento de NGS, o qual obteve um aumento de receita de 57,6% no 1T09. No segmento de linhas de voz, o crescimento foi de 24,2% no 1T09 em comparação ao 1T08. Varejo/PME Adições Líquidas 1T09 1T vs. Linhas de voz ,6% ,2% Banda Larga ,5% ,7% Sub Total ,9% ,5% ISP (Provedor de Serviços de Internet) ,8% ,9% VoIP (VONO) n.a ,4% Total Adições Líquidas ,9% ,6% No 1T09 a GVT apresentou uma adição de linhas de voz e banda larga no Segmento de Negócio Varejo, alcançando um total de linhas. O crescimento em novas adições de linhas de voz e banda larga totalizou 24,9% no 1T09 em comparação com 1T08. A penetração de banda larga no Segmento de Negócios Varejo/PME na base de clientes alcançou 70% e linhas, enquanto que no 1T08 atingiu 58% e linhas. As vendas de banda larga com velocidades de 10Mbps ou mais representaram 29% do total de vendas do 1T09 (comparado com 0,1% do total das vendas no 1T08), atingindo 9% do total da base ADSL, enquanto no 1T08 representava 0,1% do total da base ADSL, isto foi decorrente do lançamento em março de 2009 da promoção de vendas de 10Mbps por um preço em torno de R$60, o que é 76% inferior ao preço inicial, e abaixo do preço médio praticado pelo mercado. A migração da base de clientes da GVT para velocidades maiores está aumentando a distância competitiva de banda larga entre a GVT e seus principais competidores, devido a mais moderna rede de próxima geração no país. % da base de clientes com pacotes de produtos 39% 16% 45% 50% 16% 34% 1T08 1T09 Pacotes Residenciais Pacotes para Pequenas Empresas Serviços de Voz 66% da base de clientes Varejo/PME com pacotes de serviços As vendas de pacotes atingiram 81% das vendas totais do varejo ao final do 1T09 enquanto que no 1T08 os pacotes foram responsáveis por 80% do total das vendas no período. O número de clientes com pacotes de serviços GVT atingiu 66% em relação à base de clientes no 1T09, comparado com 55% no 1T08. Resultados do 1T09 - Página 8 de 25

9 Segmento de Negócios Corporativos A receita no segmento de Negócios Corporativos cresceu 23,9% no 1T09 quando comparado com 1T08. Crescimento maior nas receitas NGS: 40,2% no 1T09 Corporativo Receitas Líquidas por serviços (R$ 000) 1T09 1T vs. Voz ,2% ,8% NGS¹ ,2% ,5% Transmissão e transporte de dados para empresas ,1% ,9% VoIP Empresas ,0% ,2% Total ,9% ,2% Total Crescimento Orgânico - Sem Aquisições n.a n.a ,5% ¹ Serviços de Próxima Geração Corporativo Adições Líquidas 1T09 1T vs. Linhas de voz ,5% ,7% Transmissão e transporte de dados para empresas¹ ,4% n.a VoIP Empresas ,8% ,1% Total de Adições Líquidas ,6% ,2% ¹ Não inclui linhas relativas à Geodex Nota: Para fins de análises quando mencionado variação n.a significa que são: i) maiores que 300%; ou ii) de números positivos e negativos entre os períodos. O principal crescimento no Segmento de Negócios Corporativos no 1T09 foi em NGS, no qual a receita aumentou 40,2%, devido ao crescimento dos serviços de Transmissão e Transporte de Dados para Empresas, principalmente em serviços de alta velocidade como VPN MPLS (Solução de rede baseada na tecnologia MPLS para transportar tráfego de dados, voz e vídeo com qualidade de serviços (QoS) e data links baseados na rede da Geodex. No segmento de Linhas de Voz, o crescimento foi de 11,2% em comparação com 1T08. As adições de linhas líquidas e LIS, inclusive os serviços VoIP, do Segmento de Negócios Corporativos têm baixa correlação com a receita e com seu crescimento, diferentemente do Segmento de Negócios Varejo/ PME. 3.2 CUSTOS DOS SERVIÇOS Custo dos Serviços (R$ 000) 1T09 1T vs. Custos dos Serviços ,3% ,3% Custos de Interconexão ,1% ,6% Fixo Móvel ,2% ,4% Outras Interconexões ,1% ,4% Aluguel de Circuitos de Transmissão ,3% ,1% IP ,9% ,0% Backbone ,9% ,1% Última Milha (GVT) ,3% ,9% Infra-estrutura e manutenção de rede ,6% ,5% Outros¹ ,4% ,8% Nota: Para fins de análises quando mencionado variação n.a significa que são: i) maiores que 300%; ou ii) de números positivos e negativos entre os períodos. Resultados do 1T09 - Página 9 de 25

10 Custo dos Serviços % sobre a Receita Líquida 1T09 1T08 Custo dos Serviços 33,7% 35,7% 34,7% 35,5% Custos de Interconexão 16,8% 18,5% 18,7% 21,1% Fixo Móvel 10,5% 10,9% 11,6% 11,9% Outras Interconexões 6,3% 7,6% 7,1% 9,2% Aluguel de Circuitos de Transmissão 8,1% 8,7% 8,0% 6,4% IP 0,8% 1,4% 1,1% 1,3% Backbone 5,5% 5,7% 5,3% 3,6% Última Milha (GVT) 1,7% 1,6% 1,6% 1,4% Infraestrutura de rede e manutenção 5,8% 5,7% 5,5% 5,8% Outros¹ 3,0% 2,8% 2,4% 2,3% ¹ Inclui despesas com viagens, folha de pagamento e energia elétrica Os custos dos serviços totalizaram R$126,6 milhões no 1T09 em comparação a R$103,5 milhões no 1T08, o que representa um aumento de 22,3%. Detalhes, conforme abaixo: Interconexões O custo de interconexão atingiu R$63,3 milhões no 1T09 comparado com R$53,6 milhões no 1T08, representando um aumento de 18,1%, devido principalmente ao aumento de tráfego sainte de chamadas de clientes GVT nas ligações de fixo para móvel local, além do uso de rede. As interconexões de fixo para móvel possuem tarifas substancialmente mais elevadas (VU-M) comparadas às interconexões de ligações de fixo para fixo. A GVT possui uma disputa legal com as operadoras móveis sobre a cobrança da taxa de VU-M, e atualmente há uma decisão judicial que autoriza o pagamento de uma quantia menor às operadoras móveis do que o valor praticado atualmente no mercado, depositando a diferença em juízo. A GVT contabiliza a quantia total em suas demonstrações financeiras. Em 31 de março de 2009, a GVT possuía um valor de aproximadamente R$31,7 milhões depositados em juízo. Como percentual da receita líquida, o custo de interconexão representou 16,8% no 1T09 comparado a 18,5% no 1T08, essa redução é devido à maior receita de dados decorrente de NGS no total da receita da Companhia, pois as receitas de NGS não geram custos (banda larga e dados) ou geram custos mais baixos de interconexão (VoIP) Aluguel de Circuitos de Transmissão Os custos de aluguéis de circuitos de transmissão totalizaram R$30,3 milhões no 1T09, em comparação com R$25,2 milhões no 1T08, representando um aumento de 20,3%. Os custos com Aluguéis de Circuitos de Transmissão no 1T09 foram maiores em 3,4%, comparado ao 4T08. Detalhes, conforme abaixo: Resultados do 1T09 - Página 10 de 25

11 O custo do IP atingiu um total de R$3,1 milhões no 1T09, representando uma redução de 23,9% em relação aos R$4,0 milhões no 1T08. Esse custo está diretamente relacionado a serviços de NGS, que cresceram 50,8% no 1T09. O custo de IP foi menor no 1T09 em 12,5%, se comparado ao 4T08. Esta redução está relacionado a aquisição de IRU (Indefeasible Right of Use) de backbone internacional de IP, que geraram uma economia de R$1,1 milhão no 1T09. Adicionalmente, a GVT completou alguns contratos de interconexão classe V (Peering IP) com outras operadoras e ISPs (provedores de internet), estes acordos resultaram neste trimestre uma economia de R$0,5 milhão no custo de trânsito IP nacional, o que reduziu substancialmente os custos totais de IP. O custo de backbone, incluindo Geodex atingiu R$20,9 milhões no 1T09, comparado com R$16,5 milhões 1T08, um crescimento de 26,9%. Estas variações estão principalmente relacionadas ao crescimento das linhas de banda larga e a expansão da área de cobertura do backbone Geodex, principalmente através de contratos swap. GVT está se beneficiando do backbone da Geodex para migrar agressivamente a sua base de clientes ADSL para velocidades maiores. Em março de 2009 a Companhia anunciou o lançamento de 10Mbps, com preço de aproximadamente R$60, ou seja, 76% menor que o preço original. Esta campanha posiciona a GVT como fornecedor líder de banda larga no país, aumentando assim a margem competitiva diante de seus concorrentes e desta forma otimizando o uso do backbone próprio. Atualmente, 69% do tráfego da GVT (voz e dados) são cobertos pelo backbone próprio. O custo da última milha da GVT foi de R$6,4 milhões no 1T09, representando um aumento de 35,3% em relação aos R$4,7 milhões do mesmo período do ano anterior. Isso está relacionado ao custo de maior número de acessos locais para clientes corporativos em São Paulo e no Rio de Janeiro, onde a GVT não detém cobertura local suficiente de rede metropolitana. A receita do Segmento de Negócio Corporativo fora da Região II, principalmente em São Paulo e no Rio de Janeiro, aumentou 50,2% no 1T09, comparado ao 1T Infra-estrutura de rede e manutenção Os custos com infra-estrutura de rede e manutenção passaram de R$16,5 milhões no 1T08 para R$21,8 milhões no 1T09, um acréscimo de 31,6%. Esse aumento está relacionado aos serviços de infra-estrutura e manutenção para dar suporte à expansão de rede em andamento Outros Custos Outros custos atingiram R$11,2 milhões no 1T09, um aumento de 37,4% em comparação aos R$8,2 milhões registrados no 1T08. Esses custos consistem em: (i) manutenção (principalmente energia elétrica); (ii) viagens; e (iii) folha de pagamento. Resultados do 1T09 - Página 11 de 25

12 3.3 LUCRO BRUTO E MARGEM BRUTA (EXCLUINDO DEPRECIAÇÃO/AMORTIZAÇÃO) Como resultado dos fatores discutidos acima, o lucro bruto totalizou R$249,5 milhões no 1T09, representando um crescimento de 33,7% em relação aos R$186,7 milhões registrados no 1T08. No 1T09, a margem bruta foi de 66,3% no 4T08, comparado com 64,3% no 1T08, um crescimento de 2,0 p.p. Essa melhoria da margem se deve ao aumento da receita proveniente de produtos de maior margem, tais como: pacotes e serviços NGS, combinados com a economia de custos no backbone e IP (rede Geodex, IP IRU s e contratos de IP peering). 3.4 DESPESAS COM VENDAS, GERAIS E ADMINISTRATIVAS Despesas (VG&A) (R$' 000) 1T09 1T vs. Despesas (VG&A) ,3% ,3% Despesas com Vendas ,9% ,5% Salários e Comissões ,5% ,4% Marketing ,5% ,1% Outros ,6% ,3% Gerais e Administrativas ,4% ,9% Despesas (VG&A) como % da Receita Líquida 1T09 1T08 Despesas (VG&A) % sobre Receita Líquida 28,8% 27,4% 27,3% 28,0% Despesas com Vendas 20,5% 18,6% 18,8% 17,2% Salários e Comissões 8,6% 8,6% 8,5% 7,4% Marketing 2,5% 2,7% 3,0% 3,1% Outros 1 9,5% 7,4% 7,3% 6,7% Gerais e Administrativas 2 8,3% 8,8% 8,5% 10,7% ¹ Inclui devedores duvidosos, viagens e treinamentos ² Incluem participações dos funcionários e outras despesas operacionais As despesas com vendas, gerais e administrativas (VG&A), incluindo a participação nos lucros dos empregados atingiram R$108,4 milhões no 1T09, um acréscimo de 36,3% quando comparado aos R$79,5 milhões registrados no 1T08. Isso se deve: i) aumento do call center da companhia para suportar o crescimento nas linhas em serviço, bem como para atendimento da nova lei do call center e aumento nos investimentos em vendas e marketing para suportar o crescimento no volume de vendas; e ii) aumento na PDD (provisão para devedores duvidosos) devido a deterioração do atual cenário econômico no país iniciado no segundo semestre de Abaixo, segue análise detalhada das despesas VG&A: Resultados do 1T09 - Página 12 de 25

13 3.4.1 Despesas com Vendas As despesas com vendas totalizaram R$77,2 milhões no 1T09, comparado com R$54,0 milhões no 1T08, um aumento de 42,9%, conforme detalhado abaixo: Salários, Encargos e Comissões As despesas com salários, encargos e comissões, relativas às vendas e atividades de suporte para clientes, tiveram aumento de 29,5%, passando de R$24,9 milhões no 1T08 para R$32,2 milhões no 1T09. O crescimento acelerado da Companhia necessitou investimentos adicionais no suporte ao cliente e na expansão direta e indireta da força de vendas, conforme detalhado abaixo: Salários e encargos: As despesas com salários e encargos tiveram aumento de 39,2%, passando de R$15,2 milhões no 1T08 para R$21,1 milhões no 1T09. Esse crescimento é devido principalmente a expansão da célula de relacionamento - CRM (Customer Relationship Management) da Companhia para dar suporte ao aumento no total de LIS e para a adequação aos requerimentos da nova lei do call center (publicada pelo Decreto Lei de 31 de julho de 2008, implementada em dezembro de 2008). O CRM da GVT, que é operado por funcionários da Companhia, aumentou em 36,5% o quadro de funcionários no 1T09, em relação ao 1T08. Comissões: As despesas com Comissões tiveram aumento de 14,3%, passando de R$9,7 milhões no 1T08 para R$11,0 milhões no 1T09. As vendas deste canal foram responsáveis por 45,3% das novas vendas ocorridas no 1T09, comparado com 56,3% no 1T08, enquanto o telemarketing operado pela própria companhia foi capaz de aumentar a participação no total de vendas, atingindo 54,7% no 1T09. Os custos do telemarketing da GVT são substancialmente menores do que os canais de venda direto. As comissões dos canais de vendas do Segmento de Varejo/PME impactam diretamente nas adições líquidas de linhas (voz e banda larga), as quais apresentaram um crescimento de 24,9% no 1T09. Marketing As despesas de marketing totalizaram R$9,3 milhões no 1T09, comparado com R$7,7 milhões no 1T08, representando um aumento de 20,5%. Este aumento é devido principalmente ao maior número de campanhas de marketing para suportar o crescimento dos negócios da companhia. Outras Despesas Outras despesas atingiram R$35,7 milhões no 1T09, comparado com R$21,4 milhões no 1T08, o que significa um aumento de 66,6% e quando comparado ao 4T08, o aumento foi de 46,4%. Essas despesas consistem em: (i) devedores duvidosos; (ii) treinamento; e (iii) viagens e eventos da equipe de vendas, os quais cresceram para dar suporte ao crescimento do negócio durante o 1T09. O crescimento na PDD no 1T09 está, principalmente, relacionado à deterioração do cenário econômico no país ocorrido desde o início do segundo semestre de O aumento no PDD é um fenômeno nacional conforme demonstrado pelas recentes publicações de várias organizações. Até o final do ano de 2008, a taxa de PDD da companhia estava em linha ou melhor que a média do setor,, de acordo com as publicações da Associação Brasileira de Telecomunicações (TELEBRASIL ) Resultados do 1T09 - Página 13 de 25

14 Desde o início de fevereiro deste ano, a companhia vem atuando fortemente no gerenciamento de cobrança, e acredita que a taxa da PDD será reduzida gradualmente e retornará aos níveis históricos em um tempo razoável, pois a expectativa é que as ações tomadas sejam eficazes, assim como a potencial melhora no cenário econômico Despesas Gerais e Administrativas (G&A) As Despesas Gerais e Administrativas (G&A), incluindo a participação nos lucros dos empregados, aumentaram 22,4% em comparação com o 1T08 e atingiram R$31,3 milhões no 1T09. Detalhes, conforme abaixo: Salários e Encargos: As despesas com salários e encargos tiveram um aumento de 14,2%, passando de R$10,0 milhões no 1T08 para R$11,4 milhões no 1T09. Esse aumento se deve principalmente em razão do aumento do quadro de funcionários e salários médio. Outras Despesas: Outras despesas atingiram R$19,9 milhões no 1T09, comparados com R$15,6 milhões no 1T08, o que significa um aumento de 27,7%. Estas despesas estão relacionadas a serviços de terceiros, IT, treinamentos e outras despesas, que incluem principalmente contingências e tarifas bancárias. 3.5 EBITDA Ajustado O EBITDA Ajustado atingiu R$141,1 milhões no 1T09, comparado a R$107,2 milhões no 1T08, um crescimento de 31,7% no 1T09. Tais efeitos resultaram em uma margem EBITDA ajustada que passou de 36,9% no 1T08 para 37,5% no 1T09, um acréscimo de 0,6p.p. Esse aumento do EBITDA ajustado e da margem EBITDA ajustada se deve ao fato da GVT estar focada em crescimento com qualidade nos segmentos de maiores margens, combinado a uma constante otimização dos custos, enquanto o crescimento dos investimentos iniciais está relacionado a vendas e marketing para suportar o crescimento e penetração em novas cidades. O EBITDA Ajustado demonstrado nas analises deste relatório elimina: itens extraordinários, Stock Options, diferido e resultado não operacional do reconhecimento de despesas dos anos de 2008 e DEPRECIAÇÃO E AMORTIZAÇÃO Depreciação e amortização totalizaram R$80,8 milhões no 1T09, em comparação com R$65,0 milhões no 1T08, representando um aumento de 24,4%. Esta variação se deve principalmente ao aumento dos investimentos na expansão da rede, o que levou a uma maior base de ativos fixos. Resultados do 1T09 - Página 14 de 25

15 3.7 STOCK OPTIONS (Pagamento com base em opções de ações) As despesas relativas ao plano de opção de ações totalizaram R$8,3 milhões em 1T09, em comparação com R$5,9 milhões no 1T08. O valor adicional de despesas a reconhecer sobre as opções é de aproximadamente R$36,6 milhões, a ser reconhecido entre os anos de 2009 e 2012, de acordo com o término do período de carência vesting ocorrido em cada ano, sendo que a distribuição ao longo dos anos não será uniforme. O valor total a ser reconhecido durante o ano de 2009 é de R$ 29,6 milhões, e o restante em 2010 e RECEITAS (DESPESAS) FINANCEIRAS RECEITAS (DESPESAS) FINANCEIRAS ('000) 1T09 1T vs. Receitas (despesas) Financeiras (5.256) n.a ( ) n.a Receitas (despesas) Financeiras com Variação Cambial ,8% (98.693) n.a Receitas Financeiras ,3% ,5% Despesas Financeiras (28.217) (18.258) 54,5% (91.829) ( ) -27,4% O resultado financeiro líquido apresentou um resultado negativo de R$5,3 milhões no 1T09, comparado a um resultado positivo de R$10,5 milhões no 1T08. Essa variação ocorreu pelos seguintes fatores: Variação Cambial (despesa) receita A variação cambial obteve um resultado positivo de R$3,7 milhões no 1T09, representando um decréscimo de 45,8% em relação aos R$6,9 milhões no 1T08. No 1T09 o dólar apresentou ligeira desvalorização em relação ao 4T08 (a taxa do dólar americano ao final do 1T09 era de R$2,3152 e R$2,3370 ao final do 4T08). A variação cambial positiva é não-realizada e proveniente de dívida em dólar americano que ao final de março de 2009 representava US$ 185 milhões, com vencimento para junho de Receita Financeira A receita financeira atingiu R$19,2 milhões no 1T09, um decréscimo de 12,3% em relação aos R$21,9 milhões registrados no 1T Despesas Financeiras As despesas financeiras atingiram R$28,2 milhões no 1T09 em comparação a R$18,3 milhões no 1T08, representando um aumento de 54,5% em decorrência de: i) primeira parcela do empréstimo realizado junto ao BNDES em dezembro/2008, no valor de R$250 milhões que gerou juros locais no 1T09 no valor de R$5,1 milhões; e ii) juros e IR sobre remessas de financiamentos externos passou de R$9,2 milhões no 1T08 para R$12,4 milhões no 1T09, representando um aumento de R$3,3 milhões, esse aumento é decorrente da valorização do dólar em relação ao real que foi de 32,3% e aumento de outras despesas financeiras de R$1,6 milhões. Resultados do 1T09 - Página 15 de 25

16 3.9 - IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL O imposto de renda e contribuição social diferidos totalizou R$17,7 milhões no 1T09, comparado a R$20,0 milhões no 1T08. A composição das provisões de impostos no 1T09 foi calculada da seguinte maneira: 34% de alíquota fiscal combinada sobre o lucro líquido antes dos impostos, que representa uma provisão de R$14,9 milhões, mais efeitos das adições e exclusões líquidas de R$2,8 milhões representadas principalmente pelo não reconhecimento do imposto de renda e contribuição social diferido sobre Stock Options e prejuízos de subsidiárias LUCRO/ PREJUÍZO LÍQUIDO O lucro líquido no 1T09 foi de R$26,0 milhões, um aumento de 4,6% com relação ao 1T08, que foi de R$24,9 milhões. 4 INVESTIMENTOS E FLUXO DE CAIXA LIVRE (EBITDA Ajustado menos CAPEX) Investimentos e Fluxo de Caixa Livre (Ebitda Ajustado - CapEx) (R$ 000) 1T09 1T vs. Rede principal ,5% ,0% Acesso local ,3% ,4% TI / Outros ,7% ,1% Sub total CapEx ,2% ,5% Aquisições (IRU: IP Backbone e Anel Metropolitano / Geodex) ,5% ,4% Total CapEx ,5% ,3% Fluxo de Caixa Livre (EBITDA Ajustado - CapEx) (40.048) n.a ( ) ( ) 4,7% Nota: Para fins de análises quando mencionado variação n.a significa que são: i) maiores que 300%; ou ii) de números positivos e negativos entre os períodos. 4.1 CAPEX Os Investimentos (CapEx) atingiram R$105,3 milhões no 1T09, representando uma redução de 28,5% em comparação aos R$147,2 milhões do 1T08. Esta variação é decorrente: i) do número de facilidades de pares de cobre entregues no 1T09 foi de acessos, ou seja, 79,9% menor que em 1T08, quando atingiu acessos. Esta redução foi compensada pelo aumento na utilização da rede de acessos a qual aumentou 4.6p.p. comparado ao final do ano de 2008; ii) menor investimento em TI, em função pontual da aquisição de licenças de software no 1T08 no valor de R$6,7 milhões, com manutenção por 3 anos e licença de uso vitalício; e iii) foram mantidos níveis semelhantes de investimentos para IP Backbone. No 1T09 a companhia investiu R$14,6 milhões para lançamento das operações em duas novas cidades, Vitória e Vila Velha. Adicionalmente, investimentos realizados em abril possibilitaram cobertura inicial de linhas de voz e linhas ADSL para o lançamento na data do lançamento e atingirá 55 mil linhas de voz e o mesmo volume de ADSL até o final de maio deste ano. Nos próximos trimestres é esperado um CapEx maior que o registrado no 1T08 para suportar o rápido crescimento das linhas em serviços, assim como no investimento necessário para lançamento de novas cidades. Resultados do 1T09 - Página 16 de 25

17 5 - CAIXA LÍQUIDO Endividamento Financeiro (R$ 000) 1T09 1T08 4T08 4T07 4T08 vs. 4T07 (%) Dívida de Curto Prazo (36.568) (41.864) -12,7% (29.306) (29.962) -2,2% Dívida de Longo Prazo ( ) ( ) 78,6% ( ) ( ) 77,3% Dívida Bruta ( ) ( ) 70,3% ( ) ( ) 72,1% Disponibilidades ,3% ,6% (Dívida Líquida) Caixa Líquido ( ) n.a ( ) n.a % da Dívida de Curto Prazo / Total 4,7% 9,1% -4,5 p.p 3,7% 6,6% -2,8 p.p Moeda Estrangeira / Dívida Total 54,9% 69,1% -14,2 p.p 53,7% 70,3% -16,6 p.p (Dívida Líquida) Caixa / EBITDA Ajustado (udm) -0,6x 0.1x -0,7x -0,6x 0.3x -0,9x Nota: Para fins de análises quando mencionado variação n.a significa que são: i) maiores que 300%; ou ii) de números positivos e negativos entre os períodos. 5.1 Endividamento Bruto Em 31 de março de 2009, o endividamento bruto consolidado da GVT era de R$780,0 milhões, comparado a R$458,0 milhões no mesmo período de Composição da Dívida Financeira 4T08 vs 1T09 1T08 4T08 4T07 (R$ 000) 4T07 (%) Senior Notes ,4% ,9% Linha de Crédito com Bancos (BNDES) ,7% ,3% Outros ,1% ,4% Dívida Bruta ,3% ,1% Aproximadamente 55% do endividamento da GVT são baseados em dólar, o qual, ao final de março de 2009, fechou em R$2,3152/1US$ comparado a R$2,3370/1US$, no final de dezembro de O vencimento da dívida em moeda estrangeira ocorrerá em Junho de Disponibilidades As disponibilidades totalizaram R$474,8 milhões ao final do 1T09, comparado a R$497,5 milhões do final do 4T08, uma redução de 4,6%. Esta redução em disponibilidades no 1T09 ocorreu principalmente em função do contínuo investimento em CapEx para suportar o crescimento da companhia. Comparado com as disponibilidades em 31 de março de 2008, que foram de R$501,6 milhões, esta redução foi devida ao fluxo de caixa negativo em 2008 decorrentes de investimentos em CapEx, compensado pela primeira parcela do financiamento do BNDES, no valor de R$250 milhões ao final de O caixa está principalmente investido em CDBs (Certificados de Depósito Bancário), que são remunerados a taxas que variam de 100% até 105,55% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário), representando em média 11,52% ao ano no 1T09. O caixa está investido em instituições financeiras de primeira linha. Resultados do 1T09 - Página 17 de 25

18 5.3 Dívida Líquida / Caixa Líquido Como resultado dos fatores acima abordados, a dívida líquida da GVT estava em R$305,2 milhões em 31 de março de A relação dívida líquida/ebitda Ajustado (udm) atingiu -0,6x no 1T09, comparado com 0,1x no 1T08. 6 ATUALIZAÇÃO DE MERCADO 6.1 Portabilidade Numérica A GVT é líder no ranking da Portabilidade Numérica no segmento de telefonia fixa. Desde a implantação da Portabilidade Numérica no país, foi solicitado um total de linhas, das quais eram linhas fixas (fonte: ABR 31/03/2009). A GVT detém uma participação de 38%, representando linhas, das solicitadas e uma taxa de recepção/doação de aproximadamente 7:1 de todos os números cuja transferência foi solicitada, envolvendo a GVT (média em março de 2009). 6.2 Lançamento de novas cidades: Vitória e Vila Velha (ES) Em abril deste ano a GVT expandiu suas operações para as cidades de Vitória e Vila Velha, no Estado de Espírito Santo, com população de aproximadamente 318 mil e 408 mil habitantes, respectivamente. Os investimentos iniciais são suficientes para atingir capacidade para 45 mil linhas de voz e 45 mil linhas ADSL, na data do lançamento e atingirá 55 mil linhas de voz e o mesmo volume ADSL até o final de maio deste ano. O percentual inicial de cobertura (endereços cobertos no mercado endereçável da companhia) chega a 70% nos estabelecimentos comerciais e 53% nas residências do total de aproximadamente endereços. 7 MERCADO DE CAPITAIS As ações da GVT, listadas na BOVESPA sob o código GVTT3, encerraram o 1T09 cotadas a R$26,47, uma valorização de 47,1% em relação ao preço da data do IPO, em fevereiro de 2007 e um aumento de 4,3% quando comparado com o preço do fechamento em 31 de dezembro de INDICADORES 1T09 4T08 1T08 Cotação de Fechamento (R$) 26,47 25,37 33,10 Cotação Mínima (R$) 21,50 15,50 32,00 Cotação Máxima (R$) 27,80 29,80 39,90 Volume médio diário (R$ milhões) 14,40 15,25 23,60 Número diário de negócios Resultados do 1T09 - Página 18 de 25

19 Investidores¹: Alocação Geográfica Composição Acionária em 31 de março de 2009 ¹Free float Ásia 12% Brasil 17% Europa 31% Free Float GVT Holland 18,5% 68,9% América do Sul 1% Oceania 1% Swarth Group 12,7% América do Norte 38% 0% 20% 40% 60% 80% 100% Resultados do 1T09 - Página 19 de 25

20 SOBRE A GVT A GVT é uma empresa que se destaca no desenvolvimento de soluções e prestação de serviços de telecomunicações e internet no Brasil. A Companhia oferece um portfólio diversificado de produtos inovadores e soluções avançadas para telefonia fixa convencional, transmissão de dados para empresas, serviços de internet (banda larga e ISP), e serviços de Voz sobre IP ( VoIP ). Oferece seus serviços e soluções diretamente aos usuários finais sob as nossas próprias marcas: GVT, POP e VONO. A marca GVT está entre as mais reconhecidas do mercado de telecomunicações nas localidades em que atua. A GVT opera uma das redes mais modernas de telecomunicações do Brasil, com base numa estrutura única e integrada que suporta diversos protocolos para voz, dados e internet numa única rede. A combinação de uma rede com tecnologia de ponta e uma extensa cobertura de acesso local ( última milha ) permite oferecer soluções personalizadas com pacotes de produtos de telecomunicações e internet que satisfazem as necessidades específicas dos clientes. A Companhia oferece um padrão elevado de serviços ao consumidor, a um custo competitivo e com alta velocidade de desenvolvimento e implementação, em comparação às práticas de mercado. A GVT direciona seu foco de atuação aos clientes que proporcionam elevadas margens e apresentam alto consumo de serviços de telecomunicações, nos segmentos de mercado residencial, profissionais liberais ( SoHo ), pequenas e médias empresas ( PMEs ) e corporações de médio porte. Sua posição no mercado brasileiro, como a melhor e mais reconhecida alternativa às empresas concessionárias de telefonia fixa, primeiras operadoras em cada uma das regiões, possibilitou que a GVT se tornasse uma das prestadoras de serviços de telefonia fixa de maior sucesso. Aviso As afirmações contidas neste documento relacionadas a perspectivas sobre os negócios, projeções sobre resultados operacionais e financeiros e aquelas relacionadas a perspectivas de crescimento da GVT são meramente projeções e, como tais, são baseadas exclusivamente nas expectativas da diretoria sobre o futuro dos negócios. Essas expectativas dependem, substancialmente, de mudanças nas condições de mercado, do desempenho da economia brasileira, do setor e dos mercados internacionais e, portanto, sujeitas a mudanças sem aviso prévio. O EBITDA, de acordo com o Oficio Circular CVM 01/2005, pode ser definido como lucros antes das receitas (despesas) financeiras líquidas, imposto de renda e contribuição social e depreciação e amortização. O EBITDA é utilizado como uma medida de desempenho pela administração da Companhia e não é uma medida adotada pelas Práticas Contábeis Brasileiras ou Americanas, não representa o fluxo de caixa para os períodos apresentados e não deve ser considerado como um substituto para o lucro líquido, como indicador do desempenho operacional da GVT ou como substituto para o fluxo de caixa, nem tampouco como indicador de liquidez. A administração da GVT acredita que o EBITDA é uma medida prática para aferir seu desempenho operacional e permitir uma comparação com outras Companhias do mesmo segmento. Entretanto, ressalta-se que o EBITDA não é uma medida estabelecida de acordo com os Princípios Contábeis Brasileiros (Legislação Societária ou BR GAAP) ou Princípios Contábeis Norte-Americanos (US GAAP) e pode ser definido e calculado de maneira diversa por outras Companhias. O EBITDA Ajustado demonstrado nas analises deste relatório eliminam os efeitos os seguintes efeitos: itens extraordinários, Stock Options, diferido e resultado não operacional do reconhecimento de despesas dos anos de 2008 e Resultados do 1T09 - Página 20 de 25

21 (1) INDICADORES FINANCEIROS E OPERACIONAIS REDE 1T09 1T08 1T09 vs 2008 vs LIS (Linhas em Serviço) - mil Linhas de Voz ,2% ,8% Varejo - Linhas de Voz ,3% ,6% Corporativo - Linhas de Voz ,5% ,7% Dados Retail ,5% ,6% Tansmissão de Dados para Empresas ,1% ,5% VoIP ,3% ,1% Varejo VONO ,6% ,1% VoIP Empresas ,9% ,2% ISP (Provedor de Serviços de Internet) ,1% ,0% Total LIS ,5% ,1% LIS por Linha de Negócio Varejo e SME ,3% ,1% Corporativo ,1% ,5% Internet e VoIP (VONO) ,1% ,8% Total LIS ,5% ,1% Novas adições - mil Linhas de Voz ,7% ,9% Varejo - Linhas de Voz ,6% ,2% Corporativo - Linhas de Voz ,5% ,7% Dados Retail ,5% ,7% Tansmissão de Dados para Empresas ,4% n.a VoIP ,5% ,5% Varejo VONO n.a ,4% Corporativo VoIP (1.284) ,8% ,1% Internet (dial-up) (271) ,8% (22.285) (9.253) 140,9% Total de Novas adições ,8% ,2% Churn Rate Voluntário (%) - média por mês 0,69% 0,80% -0,1 p.p 0,75% 0,80% -5,01% Cobertura de Cidades - Número de Cidades ,2% ,3% Região II ,2% ,1% Fora da Região II ,0% ,0% Acessos de Rede Local (Equip de Armários + Acessos) Capacidade Máxima na Rede (Equip. nos Armários) ,9% ,9% Acessos Adicionais Entregues ,9% ,4% Região II ,5% ,3% Fora da Região II ,0% ,2% Taxa de Ocupação % (pela capacidade máxima de rede) 51% 47% 3,7 p.p 46% 49% -2,7 p.p Extensão de Rede (km) Rede local ,7% ,7% Rede de Fibra (km) ,8% ,4% Rede de Cobre (km) ,1% ,8% Bakbone de Longa Distância (Geodex) incluindo Swaps ,4% ,0% MERCADOLÓGICO % da base de clientes com pacotes Pacotes para Pequenas Empresas 16% 16% 0,0 p.p 15% 14% 1,1 p.p Pacotes Residenciais 50% 39% 11,0 p.p 45% 30% 14,6 p.p Planos Residenciais 34% 45% -11,0 p.p 40% 56% -15,7 p.p Novas vendas de pacotes de serviços 81% 80% 1,3 p.p 76% 80% -4,5 p.p % de Penetração ADSL - Clientes varejo 70% 58% 12,4 p.p 68% 48% 20,4 p.p Velocidades de banda larga (%) Vendas - Velocidade igual ou acima de 10MB 29% 0% 28,7 p.p 0% 0% 0,3 p.p Vendas - Velocidade maiores que 1MB e menores que 10MB 31% 12% 18,5 p.p 27% 10% 16,8 p.p Vendas - Velocidade menor ou igual a 1MB 40% 88% -47,1 p.p 73% 90% -17,1 p.p Base de Clientes - Velocidade igual ou acima de 10MB 9% 0% 9,1 p.p 0% 0% 0,3 p.p Base de Clientes - Velocidade maiores que 1MB e menores que 10MB 31% 14% 17,0 p.p 32% 13% 18,7 p.p Base de Clientes - Velocidade menor ou igual a 1MB 60% 86% -25,8 p.p 68% 87% -18,9 p.p FINANCIAL Dias de Recebimento ,6% ,9% (i) Para fins de análises quando mencionado variação n.a significa que são: i) maiores que 300%; ou ii) de números positivos e negativos entre os períodos. ii) As métricas de capacidade utilizadas pela companhia a partir de Janeiro de 2009 para a taxa de ocupação, devem ser a capacidade máxima de rede, baseada na combinação de fatores de armários e números de pares de cobre, que possui metodologia mais conservadora; iii) Fizemos Ajustes em Linhas em Serviços e Adições Líquidas para os anos de 2007 e 2008 em função do alinhamento da nova política de cálculo de linhas em serviços realizado no inicio de Os ajustes são insignificantes no total das adições liquidas e números de linhas em serviços. Resultados do 1T09 - Página 21 de 25

Divulgação de Resultados do 4 Trimestre de 2007. Curitiba, 14 de janeiro de 2008

Divulgação de Resultados do 4 Trimestre de 2007. Curitiba, 14 de janeiro de 2008 Divulgação de Resultados do 4 Trimestre de 2007 Curitiba, 14 de janeiro de 2008 No 4T07, a receita da GVT aumentou 29%, a receita relativa ao core business cresceu 37%, o EBITDA aumentou 41% alcançando

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

Divulgação de Resultados do 2º Trimestre de 2008

Divulgação de Resultados do 2º Trimestre de 2008 GVT (Holding) S.A. Divulgação de Resultados do 2º Trimestre de 2008 Curitiba, 14 de julho de 2008 Curitiba, 14 de julho de 2008: A GVT (Holding) S.A. (Bovespa: GVTT3, Reuters: GVTT3.SA e Bloomberg GVTT3:BZ),

Leia mais

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO Uberlândia MG, Maio de 2013 A Algar Telecom, Companhia completa e integrada de telecomunicações e TI, detentora da marca CTBC, divulga seus resultados do 1º Trimestre

Leia mais

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000)

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000) Blumenau SC, 27 de julho de 2007 A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), distribuidora de produtos para a saúde e também líder na fabricação de produtos têxteis e adesivos cirúrgicos, anuncia hoje seus resultados

Leia mais

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores Resultados do 2T08 Uberlândia MG, Agosto de 2008 A CTBC Companhia de Telecomunicações do Brasil Central S.A, empresa integrada de telecomunicações com um portfólio completo de serviços, divulga seus resultados

Leia mais

DESTAQUES DO ANO. Receita Líquida de R$ 662,5 milhões, 15,9% acima de 2013. Geração de caixa operacional de R$ 95,5 milhões e CAPEX de R$ 12,5 milhões

DESTAQUES DO ANO. Receita Líquida de R$ 662,5 milhões, 15,9% acima de 2013. Geração de caixa operacional de R$ 95,5 milhões e CAPEX de R$ 12,5 milhões Blumenau SC, 11 de fevereiro de 2015 A Cremer S.A. (BM&FBovespa: CREM3), fornecedora de produtos para cuidados com a saúde nas áreas de primeiros socorros, cirurgia, tratamento e higiene, anuncia seus

Leia mais

Resultados do 1 Trimestre de 2007. GVT (Holding) S.A.

Resultados do 1 Trimestre de 2007. GVT (Holding) S.A. Resultados do 1 Trimestre de 2007 GVT (Holding) S.A. RECEITA LÍQUIDA DA GVT CRESCE 25,2% E EBITDA AJUSTADO ATINGE CRESCIMENTO DE 38,6% NO 1T07 Durante o 1T07 a GVT completou seu IPO que atingiu um acréscimo

Leia mais

Resultados do 4T05 e do ano de 2005

Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Teleconferência 24/03/2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais

Leia mais

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) EBITDA 464,6 354,2 527,7 13,6% 49,0%

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) EBITDA 464,6 354,2 527,7 13,6% 49,0% Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 26 de abril de 2006 Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) (NYSE:EMT;BOVESPA:EBTP4, EBTP3) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010.

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Embratel Participações S.A. ( Embrapar ) (BOVESPA: EBTP4, EBTP3) detém 99,2 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ), 100,0

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A.

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A. Resultados 2T15 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação

Leia mais

7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa. 21 e 22 de agosto de 2006

7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa. 21 e 22 de agosto de 2006 7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa 21 e 22 de agosto de 2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados

Leia mais

A TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE 2000 E DO ANO DE 2000

A TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE 2000 E DO ANO DE 2000 TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. João Cox Vice Presidente de Finanças e Diretor de Relações com Investidores jcox@telepart.com.br 0XX61-429-5600 Leonardo Dias Gerente de Relações com Investidores

Leia mais

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 49% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 35% MARGEM DE EBITDA ATINGIU 29% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 3T06. As demonstrações financeiras

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 13 de maio de 2013 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2016 começou com o cenário macroeconômico muito parecido de 2015, uma vez que o mercado continua com tendências negativas em relação a PIB, inflação e taxa de juros. Novamente a Ouro

Leia mais

APIMEC SP Maio 2006 1

APIMEC SP Maio 2006 1 APIMEC SP Maio 2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas

Leia mais

Resultados 2T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2014.

Resultados 2T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2014. Resultados _ Julho de 2014. Destaques do DESTAQUES OPERACIONAL FINANCEIRO Crescente market share de pós-pago contribuindo para uma maior adoção de dados e crescimento do ARPU. Crescimento de Acessos Pós-Pagos

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2015 está demonstrando ser muito desafiador, apresentando um cenário macroeconômico incerto, onde as expectativas do mercado preveem redução do PIB, aumento da inflação e da taxa

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL 4T14 2014. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores

RELATÓRIO TRIMESTRAL 4T14 2014. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores 4T14 2014 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

AUMENTO DE 17,9% NO VOLUME FINANCEIRO E LUCRO LÍQUIDO DE R$797 MILHÕES NO 2T14

AUMENTO DE 17,9% NO VOLUME FINANCEIRO E LUCRO LÍQUIDO DE R$797 MILHÕES NO 2T14 AUMENTO DE 17,9% NO VOLUME FINANCEIRO E LUCRO LÍQUIDO DE R$797 MILHÕES NO 2T14 Barueri, 29 de Julho de 2014 A Cielo S.A. (BM&FBOVESPA: CIEL3 / OTCQX: CIOXY) anuncia hoje seus resultados do segundo trimestre

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 São Paulo, 22 de março de 2012 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14 RESULTADOS FINANCEIROS CONSOLIDADOS (R$ MILHÕES) 3T13 3T14 Var.% 9M13 9M14 Var.% RECEITA LÍQUIDA 315,8 342,8 8,5% 858,4 937,5 9,2% EBITDA AJUSTADO¹ 67,1 78,3 16,7% 157,5

Leia mais

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11.

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. O Lucro Líquido do 1T09 (sem ajustes) apresentou queda de 1,4%

Leia mais

Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9. Destaques

Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9. Destaques Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9 Receita Líquida¹ no 1T16 atinge R$69,6 milhões, alta de 24,8% em comparação ao mesmo período do ano anterior

Leia mais

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09 Visão Ser uma empresa siderúrgica global, entre as mais rentáveis do setor. Missão A Gerdau é uma empresa com foco em siderurgia, que busca satisfazer as necessidades dos clientes e criar valor para os

Leia mais

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 1 DESTAQUES 2 RECEITAS OPERACIONAIS 4 GASTOS OPERACIONAIS 6 DADOS FINANCEIROS 8 NOTAS ADICIONAIS 11 MERCADO DE CAPITAIS 13

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 1 DESTAQUES 2 RECEITAS OPERACIONAIS 4 GASTOS OPERACIONAIS 6 DADOS FINANCEIROS 8 NOTAS ADICIONAIS 11 MERCADO DE CAPITAIS 13 Resultados Janeiro Março / 2011 ÍNDICE MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 1 DESTAQUES 2 RECEITAS OPERACIONAIS 4 GASTOS OPERACIONAIS 6 DADOS FINANCEIROS 8 NOTAS ADICIONAIS 11 MERCADO DE CAPITAIS 13 DIVIDENDOS E

Leia mais

1T05. Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005. Resultado do 1 o trimestre de 2005. Principais Destaques

1T05. Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005. Resultado do 1 o trimestre de 2005. Principais Destaques Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005 Divulgação Imediata Cot. da Ação PNB CLSC6) em 31/03/05: R$ 0,90/ação Valoriz. No 1T05: -16% Valor de Mercado R$ : 694 milhões US$

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES A Receita dos Serviços de Locação da Ouro Verde registrou novamente crescimento significativo, de 25,0% na comparação com o 1S13. A receita líquida total, incluindo

Leia mais

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014.

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014. Resultados 3T14_ Novembro de 2014. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 Porto Alegre, 30 de outubro de 2008 LOJAS RENNER S.A. (Bovespa: LREN3), segunda maior rede de lojas de departamentos de vestuário

Leia mais

Resultados Janeiro Março / 2014. Resultados 4T13 Telefônica Brasil S.A.

Resultados Janeiro Março / 2014. Resultados 4T13 Telefônica Brasil S.A. Resultados Janeiro Março / 2014 Resultados 4T13 0+ TELEFÔNICA BRASIL ATINGE MARGEM DE 29,8% COM FORTE CONTROLE EM CUSTOS MESMO EM FACE À MAIOR ATIVIDADE COMERCIAL NO PERÍODO DESTAQUES Aceleração no crescimento

Leia mais

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 RESULTADOS PRO FORMA NÃO AUDITADOS CONSOLIDADOS DA ABRIL EDUCAÇÃO As informações financeiras consolidadas pro forma não auditadas para 31 de dezembro de

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T05

Divulgação de Resultados 3T05 Localiza Anuncia EBITDA de R$70,8 milhões no 3T05 Receita Líquida cresce 49,1% e EBITDA cresce 31,1% Belo Horizonte, 8 de novembro de 2005 - A Localiza Rent A Car S.A. (Bovespa: RENT3), a maior rede de

Leia mais

Press Release 2T15 12/08/2015

Press Release 2T15 12/08/2015 Press Release 2T15 12/08/2015 Sumário 1. Destaques do período... 4 2. Sumário de resultados... 5 3. Receita bruta... 6 3.1 Produtos de bancassurance... 6 3.1.1 Vida... 7 3.1.2 Habitacional... 7 3.1.3 Prestamista...

Leia mais

Apresentação APIMEC. Dezembro 2010. Investor Relations. Investor Relations

Apresentação APIMEC. Dezembro 2010. Investor Relations. Investor Relations Apresentação APIMEC Dezembro 2010 AGENDA 03. Mercado Brasileiro de Telecom 06. Oi: Perfil e Estratégia 13. Resultados Operacionais e Financeiros 19. Aliança com a Portugal Telecom Mercado Brasileiro de

Leia mais

Análise Setorial. Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3)

Análise Setorial. Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3) Análise Setorial Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3) A Sabesp divulgou ontem (09/05/2013, após o encerramento do mercado, seus números referentes ao primeiro trimestre de 2013. O

Leia mais

Resumo da Demonstração de Resultados (em R$ milhões) Variação

Resumo da Demonstração de Resultados (em R$ milhões) Variação BM&FBOVESPA ANUNCIA OS RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015 Derivativos e outras receitas não ligadas a volumes direcionaram o crescimento na receita total Crescimento do lucro líquido ajustado 1 resultou,

Leia mais

DELIBERAÇÃO CVM Nº 547, DE 13 DE AGOSTO DE 2008

DELIBERAÇÃO CVM Nº 547, DE 13 DE AGOSTO DE 2008 TEXTO INTEGRAL DA, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA DELIBERAÇÃO CVM Nº 624, DE 28 DE JANEIRO DE 2010 (DOCUMENTO DE REVISÃO CPC Nº 01) Aprova o Pronunciamento Técnico CPC 03 do Comitê de Pronunciamentos

Leia mais

BTG Pactual XIII CEO Conference

BTG Pactual XIII CEO Conference BTG Pactual XIII CEO Conference Fevereiro 2012 Agenda Visão Geral Magazine Luiza Principais Eventos em 2011 Expectativas para 2012 2 Visão Geral Magazine Luiza Liderança de Mercado Uma das maiores redes

Leia mais

Contato RI. Teleconferência de Resultados do 2T06

Contato RI. Teleconferência de Resultados do 2T06 29 de Agosto de 2006 - GP Investments, Ltd ( GP Investments ou Companhia ) [BOVESPA: GPIV11], um dos líderes no mercado de private equity no Brasil anuncia um lucro líquido de US$4,9 milhões e receitas

Leia mais

Tele Nordeste Celular Participações S.A. Anuncia os Resultados de 1998

Tele Nordeste Celular Participações S.A. Anuncia os Resultados de 1998 Contatos: Tele Nordeste Celular Mário Gomes 0xx81.216.2592 Fabíola Almeida 0xx81.216.2594 Octavio Muniz 0xx81.216.2593 Tele Nordeste Celular Participações S.A. Anuncia os Resultados de 1998 Brasília, Brasil

Leia mais

POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 2T15. 17 de agosto de 2015

POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 2T15. 17 de agosto de 2015 POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 2T15 17 de agosto de 2015 Seção I Destaques & Conjuntura Positivo Informática registra crescimento de 3,1% na receita líquida no varejo no 2T15 Mesmo em um trimestre de

Leia mais

4 T 10 RESULTADOS DO 4T10. Dados em 31/12/2010. Grazziotin PN (CGRA4) R$ 16,00. Valor de Mercado R$ 338,0 milhões

4 T 10 RESULTADOS DO 4T10. Dados em 31/12/2010. Grazziotin PN (CGRA4) R$ 16,00. Valor de Mercado R$ 338,0 milhões 4 T 10 Passo Fundo, 14 de março de 2011 A Grazziotin (BM&FBOVESPA: CGRA3 e CGRA4), empresa de comércio varejista do segmento de vestuário e utilidades domésticas, localizada na região sul do país, divulga

Leia mais

Destaques do Resultado

Destaques do Resultado RESULTADOS DO 4T09 E 2009 RECEITA LÍQUIDA de R$1 bilhão; EBITDA de R$119 milhões; MARGEM EBITDA de 12%, aumento de 2 p.p.; LUCRO LÍQUIDO ajustado de R$78 milhões em 2009 Rio de Janeiro, 17 de Março de

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016.

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016. RELEASE DE RESULTADOS Relações com Investidores Marcelo Moojen Epperlein Diretor-Presidente e de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brinsurance.com.br Ana Carolina Pires Bastos Relações com

Leia mais

Hering inicia o ano com crescimento de 41% do EBITDA e salto de 35% em vendas

Hering inicia o ano com crescimento de 41% do EBITDA e salto de 35% em vendas Blumenau, 07 de maio de 2008 Cia. Hering (Bovespa: HGTX3), uma das maiores empresas de varejo e design de vestuário do Brasil, divulga os resultados do 1º trimestre de 2008 (1T08). As informações operacionais

Leia mais

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 Divulgação de Resultados 3T09 DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 - VENDAS CONTRATADAS DE R$242,7 MILHÕES NO 3T09, COM VSO 45% - - EBITDA DE R$35,0 MILHÕES, COM 31,1% DE MARGEM EBITDA

Leia mais

AUMENTO DE 13,8% NO VOLUME FINANCEIRO E LUCRO LÍQUIDO DE R$817 MILHÕES NO 3T14

AUMENTO DE 13,8% NO VOLUME FINANCEIRO E LUCRO LÍQUIDO DE R$817 MILHÕES NO 3T14 AUMENTO DE 13,8% NO VOLUME FINANCEIRO E LUCRO LÍQUIDO DE R$817 MILHÕES NO 3T14 Barueri, 28 de Outubro de 2014 A Cielo S.A. (BM&FBOVESPA: CIEL3 / OTCQX: CIOXY) anuncia hoje seus resultados do terceiro trimestre

Leia mais

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados do 1T08

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados do 1T08 Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados do 1T08 Destaques do Trimestre 2 Lançamento recente do Net Fone.com, produto que combina os serviços de telefonia, acesso rápido à internet e melhoria de imagem,

Leia mais

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2010

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2010 DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2010 1. Mercado de Capitais Cotações: (14/05/2010) ALPA3 R$ 6,10 ALPA4 R$ 5,95 Valore de Mercado: R$ 2,1 bilhões 2. Teleconferência Data: 18/05/2010 às 16h00

Leia mais

CSU CardSystem - 2010

CSU CardSystem - 2010 CSU CardSystem - 2010 Considerações Iniciais Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários

Leia mais

Lucro líquido atinge R$7,0 milhões, crescimento de 41,7% versus o 1T14, com consistente e importante melhora nas margens operacionais

Lucro líquido atinge R$7,0 milhões, crescimento de 41,7% versus o 1T14, com consistente e importante melhora nas margens operacionais Resultados 2T14 e 1S14 Lucro líquido atinge R$7,0 milhões, crescimento de 41,7% versus o 1T14, com consistente e importante melhora nas margens operacionais Belo Horizonte, 5 de agosto de 2014 - A Companhia

Leia mais

Relatório da Administração 2009

Relatório da Administração 2009 Relatório da Administração 2009 Prezados Senhores: Submetemos à apreciação dos Senhores Acionistas, Clientes, Fornecedores de Serviços e Produtos, Comunidade Financeira e à Sociedade em Geral o Relatório

Leia mais

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões 2T07 Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões Rio de Janeiro, de 2007 A Estácio Participações (BOVESPA: ESTC11), maior organização

Leia mais

Apresentação Institucional. Novembro 2015

Apresentação Institucional. Novembro 2015 Apresentação Institucional Novembro 2015 Seção 1 Visão Geral da Unidas Visão Geral da Unidas 3ª maior empresa brasileira de aluguel de carros em frota total, com cobertura nacional em soluções para terceirização

Leia mais

número 3 maio de 2005 A Valorização do Real e as Negociações Coletivas

número 3 maio de 2005 A Valorização do Real e as Negociações Coletivas número 3 maio de 2005 A Valorização do Real e as Negociações Coletivas A valorização do real e as negociações coletivas As negociações coletivas em empresas ou setores fortemente vinculados ao mercado

Leia mais

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 Aviso Nesta apresentação nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2013

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2013 . São Paulo, 13 de maio de 2013 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis e com grande presença nas classes populares do Brasil, divulga seus

Leia mais

Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S/A Resultados do 3º trimestre de 2015

Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S/A Resultados do 3º trimestre de 2015 Resultados do 3º trimestre de 2015 São Paulo, 13 de novembro de 2015 A Administração da Empresa de Distribuição de Energia do Vale Paranapanema ( EDEVP ou Companhia ) apresenta os resultados do terceiro

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T08. 19 de Maio de 2008

Apresentação de Resultados 1T08. 19 de Maio de 2008 Apresentação de Resultados 1T08 19 de Maio de 2008 Agenda A Companhia Resultados Operacionais Resultados Financeiros 2 Operação Virtual Canal Lojas A Companhia Globex S.A. Globex Utilidades S.A.: operadora

Leia mais

1T10 RESULTADOS. Fitch ratings eleva de A para A+(bra) o Rating Nacional de Longo Prazo da Algar Telecom

1T10 RESULTADOS. Fitch ratings eleva de A para A+(bra) o Rating Nacional de Longo Prazo da Algar Telecom RESULTADOS 1T10 Uberlândia MG, Maio de 2010 A Algar Telecom, Empresa integrada de telecomunicações com um portfólio completo de serviços, divulga seus resultados do 1º Trimestre de 2010 (1T10). As Informações

Leia mais

Outras Receitas (Despesas) Operacionais A tabela a seguir detalha os principais itens desta rubrica, em R$ milhões.

Outras Receitas (Despesas) Operacionais A tabela a seguir detalha os principais itens desta rubrica, em R$ milhões. Desempenho Operacional e Financeiro Consolidado As informações contidas neste comunicado são apresentadas em Reais e foram preparadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil que compreendem

Leia mais

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2013

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2013 ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2013 A Itautec S.A., companhia brasileira de capital aberto atuante no setor de tecnologia em soluções de automação bancária, automação

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - PORTO SEGURO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - PORTO SEGURO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Barômetro. Cisco. Banda Larga. Análise de mercado. 2 o semestre/2005 1 o trimestre/2006

Barômetro. Cisco. Banda Larga. Análise de mercado. 2 o semestre/2005 1 o trimestre/2006 Barômetro Cisco Banda Larga da Análise de mercado 2 o semestre/2005 1 o trimestre/2006 Barômetro Cisco da Banda Larga Introdução Você está recebendo a nova edição do Barômetro Cisco da Banda Larga, indicador

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T15

Divulgação de Resultados 3T15 São Paulo - SP, 4 de Novembro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

BR Towers SPE1 S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes

BR Towers SPE1 S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes Demonstração do resultado Exercício/período findo em 31 de dezembro Receita líquida (Nota 14) 13.913 Custo

Leia mais

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004 Apresentação Corporativa Maio - 2004 Apresentação Telemar - Agenda 1. Destaques 2003/2004 1 2. Estratégia de Crescimento 3 3. Revisão do Resultado Operacional 12 4. Resultados Financeiros 20 1 Destaques

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T06

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T06 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T06 Eusébio CE, 09 de novembro de 2006 A M. Dias Branco S.A. (Bovespa: MDIA3), empresa líder nos mercados de biscoitos e de massas no Brasil, anuncia hoje seus resultados do terceiro

Leia mais

Eólica Faísa V Geração e Comercialização de Energia Elétrica S.A.

Eólica Faísa V Geração e Comercialização de Energia Elétrica S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2012 2011 Passivo e patrimônio líquido 2012 2011 (Não auditado) (Não auditado) Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa (Nota 4) 415 7 Fornecedores

Leia mais

Obrigado. Octavio Pereira Lopes

Obrigado. Octavio Pereira Lopes Mensagem do CEO Apesar de um contexto macroeconômico longe do ideal, continuamos avançando na execução do nosso plano estratégico de longo prazo. Novamente, nossa performance foi acima do crescimento de

Leia mais

Brasil Telecom Participações S.A.

Brasil Telecom Participações S.A. BRTP3: R$21,00 / 1.000 ações BRTP4: R$17,80 / 1.000 ações BRP: US$31,35 / ADR Valor de Mercado: R$6.838 milhões Fechamento de 01 de novembro de 2004 Brasil Telecom Participações S.A. Divulgação de Resultado

Leia mais

Apresentação Unidas. Maio 2014

Apresentação Unidas. Maio 2014 Apresentação Unidas Maio 2014 Seção 1 Visão Geral da Unidas Visão Geral da Unidas 2ª maior empresa brasileira de aluguel de carros em frota total, com cobertura nacional em soluções para terceirização

Leia mais

3T11 Teleconferência de Resultados

3T11 Teleconferência de Resultados 3T11 Teleconferência de Resultados 16 de novembro de 2011 A GP Investments apresenta seus resultados de private equity excluindo as participações de não-controladores com o objetivo de refletir a sua participação

Leia mais

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados 2T09

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados 2T09 Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados 2T09 1 DESTAQUES DO 2T09 2 Base de Clientes TV a Cabo: 3,5 milhões Base de Clientes Net Vírtua: 2,6 milhões Base de Clientes em Voz: 2,3 milhões ARPU: oportunidade

Leia mais

Teleconferência Resultados 3T10

Teleconferência Resultados 3T10 Teleconferência Resultados 3T10 Sexta-feira, 5 de Novembro de 2010 Horário: 14:00 (horário de Brasília) 12:00 (horário US EDT) Tel: + 55 (11) 4688-6361 Código: LASA Replay: + 55 (11) 4688-6312 Código:

Leia mais

Resultados 2005 Resultados 2005

Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 1T06 Bovespa: RSID3 NYSE (ADR): RSR2Y Receita Líquida alcança R$ 85,2 milhões VGV totaliza R$ 94,3 milhões Vendas contratadas crescem 63% São Paulo, 11 de maio

Leia mais

Resultados 2T13 e 1S13

Resultados 2T13 e 1S13 Resultados 2T13 e 1S13 Relações com Investidores RSID3: R$ 2,87 por ação OTC: RSRZY Total de ações: 428.473.420 Valor de mercado: R$ 1,3 bilhão Teleconferência 15 de Agosto de 2013 Em Português com Tradução

Leia mais

TRAJETÓRIA BEM SUCEDIDA

TRAJETÓRIA BEM SUCEDIDA CORPORATE TRAJETÓRIA BEM SUCEDIDA De empresa regional para empresa nacional De 24 cidades em 9 estados para 95 cidades em 17 estados De 800 funcionários em 2000 para 8 mil atualmente Oferta completa de

Leia mais

Bovespa: BBDC3, BBDC4 Latibex: XBBDC NYSE: BBD

Bovespa: BBDC3, BBDC4 Latibex: XBBDC NYSE: BBD PRESS RELEASE Bovespa: BBDC3, BBDC4 Latibex: XBBDC NYSE: BBD Segunda-feira, 3/5/2004 Divulgação dos Resultados do 1 º trimestre 2004 O Banco Bradesco apresentou Lucro Líquido de R$ 608,7 milhões no 1 º

Leia mais

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Aos Srs. Acionistas Investco S.A. Anexo I - Comentários dos Diretores da Companhia Contas dos Administradores referentes ao exercício social encerrado em 31.12.2012.

Leia mais

Fitch Afirma Rating da Unidas; Perspectiva Revisada Para Positiva

Fitch Afirma Rating da Unidas; Perspectiva Revisada Para Positiva Fitch Afirma Rating da Unidas; Perspectiva Revisada Para Positiva 13 Fev 2015 17h00 Fitch Ratings - Rio de Janeiro, 13 de fevereiro de 2015: A Fitch Ratings afirmou, hoje, o Rating Nacional de Longo Prazo

Leia mais

Apresentação de Resultados 2T11

Apresentação de Resultados 2T11 Apresentação de Resultados 2T11 Aviso Legal Aviso Legal Encontra-se em curso a distribuição pública inicial primária e secundária de certificados de depósitos de ações ( Units ) de emissão da Abril Educação

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 3T14. 11 de novembro de 2014

POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 3T14. 11 de novembro de 2014 POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 3T14 11 de novembro de 2014 Seção I Destaques 3T14 Positivo Informática registra lucro líquido de R$ 13,5 milhões no 3T14 Retomada dos volumes no varejo e aceleração no

Leia mais

DELIBERAÇÃO CVM Nº 534, DE 29 DE JANEIRO DE 2008

DELIBERAÇÃO CVM Nº 534, DE 29 DE JANEIRO DE 2008 TEXTO INTEGRAL DA, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA DELIBERAÇÃO CVM Nº 624, DE 28 DE JANEIRO DE 2010 (DOCUMENTO DE REVISÃO CPC Nº 01) Aprova o Pronunciamento Técnico CPC 02 do Comitê de Pronunciamentos

Leia mais

CRESCIMENTO DAS MARGENS E RESULTADOS NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015 Em relação ao primeiro semestre de 2014:

CRESCIMENTO DAS MARGENS E RESULTADOS NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015 Em relação ao primeiro semestre de 2014: PARIS, 28 de julho de 2015 O Conselho de Administração da Teleperformance, líder mundial em multichannel customer experience, examinou recentemente os relatórios financeiros consolidados para o semestre

Leia mais

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. Resultados do 4T07

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. Resultados do 4T07 NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. Resultados do 4T07 Destaques 2 Lançamento do NET Digital HD, que combina as funções de gravador e conversor de alta definição; Aquisição da BIGTV traz 12 importantes cidades

Leia mais

Apresentação de Resultados do 4T13

Apresentação de Resultados do 4T13 Apresentação de Resultados do 4T13 Geraldo Bom dia a todos. Em nome da M DIAS BRANCO, gostaria de agradecer a presença dos senhores em nossa teleconferência para discussão dos resultados da Companhia no

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados do 2T08 Trisul (TRIS3 BZ) 15 de agosto de 2008

Transcrição da Teleconferência Resultados do 2T08 Trisul (TRIS3 BZ) 15 de agosto de 2008 Operadora: Bom dia, senhoras e senhores. Sejam bem-vindos à teleconferência de resultados do 2T08 da Trisul. Hoje nós temos a presença do Sr. Jorge Cury Neto, Diretor-Presidente, Sr. Marco Antônio Mattar,

Leia mais

TRX Securitizadora de Créditos Imobiliários S.A.

TRX Securitizadora de Créditos Imobiliários S.A. Balanços patrimoniais em 31 de dezembro (Em Reais) (reclassificado) (reclassificado) Ativo Nota 2012 2011 Passivo Nota 2012 2011 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 4 61.664 207.743 Fornecedores

Leia mais

Plano industrial 2014-2016 TIM Participações

Plano industrial 2014-2016 TIM Participações Plano industrial 2014-2016 TIM Participações Limitação de Responsabilidade Este documento pode incluir declarações prospectivas. Essas declarações não são declarações de fatos históricos e refletem crenças

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

MAHLE REPORTA EBITDA DE R$ 104,6 MILHÕES NO 2T14; MARGEM DE 17,7%

MAHLE REPORTA EBITDA DE R$ 104,6 MILHÕES NO 2T14; MARGEM DE 17,7% MAHLE REPORTA EBITDA DE R$ 104,6 MILHÕES NO 2T14; MARGEM DE 17,7% Mogi Guaçu (SP), 11 de agosto de 2014 - A MAHLE Metal Leve S.A. (BM&FBOVESPA: LEVE3), Companhia líder na fabricação e comercialização de

Leia mais

Apresentação dos Resultados 2T06

Apresentação dos Resultados 2T06 Apresentação dos Resultados 2T06 Aviso Legal Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas

Leia mais