DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005"

Transcrição

1 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais provedoras de serviços de Internet Banda Larga no País, anuncia hoje seus resultados do quarto trimestre (4T05) e do ano As demonstrações financeiras consolidadas da Companhia são elaboradas de acordo com práticas contábeis adotadas no Brasil, baseada na Lei das Sociedades por Ações e nas regulamentações da CVM ( GAAP Brasileiro ). Contato RI Carlos Eduardo Norbert Diretor de Relações com Investidores Tel: (11) Website de RI: Teleconferência de Resultados do 4T05 Data: Sexta-feira, 24 de março de Horários: > Português (BR GAAP) 10h00 (horário de Brasília) 08h00 (horário Nova Iorque) Tel: (11) Replay: (11) Código: VIVAX > Inglês (BR GAAP) 12h00 (horário de Brasília) 10h00 (horário Nova Iorque) Tel.: 1 (973) Replay: 1 (973) Código: Cotação: Fechamento em 22/03/2006 VVAX11: R$27,60 por Unit Valor de Mercado: R$1.015,6 milhões DESTAQUES DO PERÍODO O ano de 2005 foi marcado pela expansão da rede da Vivax para 3 novas cidades, lançamento dos serviços de Internet Banda Larga em 7 municípios e pelo lançamento da primeira operação de TV a Cabo digital na cidade de Manaus. O número de assinantes de TV por Assinatura cresceu 8,8% em 2005 encerrando o ano em assinantes. O número de assinantes de Internet Banda Larga cresceu 53,7% encerrando o ano em assinantes. A receita líquida totalizou R$269,2 milhões no ano de 2005, alta de 19,6% em comparação a R$225,2 milhões de As receitas brutas provenientes dos serviços de Internet Banda Larga e Aluguel de fibra óptica atingiram R$92,8 milhões e passaram a representar 29,5% da receita bruta total em A Companhia registrou EBITDA (2) de R$103,4 milhões no ano de 2005, 42,1% superior ao resultado demonstrado no ano anterior que foi de R$72,8 milhões. A dívida líquida da Companhia encerrou o ano em R$304,6 milhões, uma queda de 18,0% em comparação a A relação entre dívida líquida e EBITDA do ano de 2005 ficou em 2,9x. O ARPU consolidado, que considera o somatório das receitas, exceto receita de instalação, sobre a média de clientes de TV por Assinatura da Companhia no período, passou de R$88,61 no 4T04 para R$94,08 no 4T05, mostrando um crescimento de 6,2%. A Companhia apresentou lucro líquido de R$38,8 milhões nesse ano de 2005, ante um prejuízo líquido de R$52,5 milhões no ano anterior. Destaques Financeiros Consolidados (R$ milhares) 4T05 4T04 Variação Variação Receita Líquida (1) ,3% ,6% EBITDA (2) ,2% ,1% Margem de EBITDA 38,9% 39,3% -0,4p.p. 38,4% 32,3% 6,1p.p. Lucro/(Prejuízo) Líquido (15.042) (30.561) - 50,8% (52.514) 173,8% Dívida Líquida ,0% ,0% Dívida Líquida/EBITDA (últimos 12 meses) 2,9 5,1-43,1% 2,9 5,1-43,1% (1) Em relação ao Prospecto Definitivo de Distribuição Pública Primária e Secundária de Units, as receitas provenientes de penalidades por atraso no pagamento de mensalidades no ano de 2004, no montante de R$1,9 milhão, foram re-classificadas para o grupo de outras receitas. (2) EBITDA é o lucro (prejuízo) operacional adicionado das receitas (despesas) financeiras líquidas e de depreciações e amortizações. O EBITDA não é uma medida utilizada nas práticas contábeis adotadas no Brasil ou nos princípios contábeis geralmente aceitos nos Estados Unidos da América (USGAAP), não representando o fluxo de caixa para os períodos apresentados e não deve ser considerado como sendo uma alternativa ao lucro líquido na qualidade de indicador do nosso desempenho operacional ou como uma alternativa ao fluxo de caixa na qualidade de indicador de liquidez. O EBITDA não tem um significado padronizado e nossa definição de EBITDA pode não ser comparável ao EBITDA ou EBITDA ajustado conforme definido por outras companhias. Ainda que o EBITDA não forneça, de acordo com as práticas contábeis utilizadas no Brasil e nos Estados Unidos da América, uma medida do fluxo de caixa operacional, nossa administração o utiliza para mensurar nosso desempenho operacional. Adicionalmente, entendemos que determinados investidores e analistas financeiros utilizam o EBITDA como indicador do desempenho operacional de uma companhia e/ou de seu fluxo de caixa. O EBITDA calculado pela Companhia no 4T05 e em 2005 não considera as despesas relacionadas à emissão pública de Units no montante de R$2,6 milhões. Vivax S.A. Página 1 de 11

2 DESEMPENHO OPERACIONAL Destaques Operacionais 4T05 4T04 Variação Variação Domicílios e negócios cabeados ,6% ,6% Assinantes Totais (TV por Assinatura e/ou Banda Larga) - Assinantes ,2% ,2% - Penetração sobre domicílios e negócios cabeados 26,6% 25,8% 0,8 p.p. 26,6% 25,8% 0,8 p.p. TV por Assinatura - Assinantes ,8% ,8% - Penetração sobre domicílios e negócios cabeados 25,0% 24,5% 0,5 p.p. 25,0% 24,5% 0,5 p.p. - Churn rate - médio mensal (3) 1,2% 0,9% 0,3 p.p. 1,3% 1,2% 0,1 p.p. Internet Banda Larga - Assinantes ,7% ,7% - Penetração sobre domicílios e negócios cabeados 7,1% 4,9% 2,2 p.p. 7,1% 4,9% 2,2 p.p. - Penetração sobre assinantes de TV por Assinatura 28,2% 20,0% 8,2 p.p. 28,2% 20,0% 8,2 p.p. - Churn rate - médio mensal (3) 2,4% 1,8% 0,6 p.p. 2,4% 2,1% 0,3 p.p. ARPU consolidado (R$/assinante) (4) 94,08 88,61 6,2% 89,79 82,49 8,9% Número de Funcionários ,7% ,7% (3) Número de assinantes desconectados menos o número de assinantes reconectados no mês, dividido pela base de assinantes ativos no início do mês. (4) O total da receita do período apresentado exceto receita de instalação, sobre a quantidade média de assinantes de TV por Assinatura durante o período, dividido pelo número de meses no período. TV POR ASSINATURA O número de domicílios e negócios cabeados atingiu em 2005, com um crescimento de 6,6% no ano. Este crescimento foi o resultado principalmente da construção de 533 quilômetros de rede em 9 cidades já em operação e 3 novas cidades no Estado de São Paulo: Araras, que entrou em operação em setembro e Atibaia e Jacareí, que entraram em operação no mês de dezembro de Em novembro de 2005 foi lançada a primeira operação de TV a Cabo digital na cidade de Manaus. Dentro da oferta destacam-se um novo pacote de programação digital com 142 canais, incluindo 50 canais de música digital, 14 canais de pay-per-view, além de um guia de programação interativo. As estratégias de marketing da Companhia foram focadas na venda de produtos combinados de TV por Assinatura e Internet Banda Larga. O número de assinantes que possuem os dois produtos aumentou em 58,3% em 2005, de assinantes em 2004 para assinantes em O total de instalações de TV por Assinatura no 4T05 foi de 20,4 mil, com uma elevação de 44,7% em comparação as 14,1 mil instalações realizadas no 4T04. No acumulado de 2005, as instalações totalizaram 68,7 mil, 32,7% acima das 51,8 mil instalações realizadas em O crescimento obtido no número de instalações foi resultado do sucesso obtido na implantação da estratégia de venda de produtos combinados, das ações de marketing e vendas e do lançamento de novas áreas construídas. A base de assinantes de TV por Assinatura encerrou 2005 com assinantes, representando um crescimento de 8,8% em relação aos assinantes em A penetração passou de 24,5% em 2004 para 25,0% ao final de O churn rate (taxa de desconexão) médio mensal em 2005 foi de 1,3% comparado a 1,2% em Os principais motivos de desconexão estão relacionados a fatores de ordem financeira, incluindo inadimplência, e mudança para áreas não cabeadas. Vivax S.A. Página 2 de 11

3 BANDA LARGA Durante o ano de 2005 a Companhia lançou o serviço de Internet Banda Larga em 7 novas cidades. No final de 2005 o serviço estava disponível em 31 das 34 cidades em operação representando 99,4% do total de residências e negócios cabeados pela Companhia. A estratégia de marketing e vendas focada em produtos combinados contribuiu positivamente para que a Companhia atingisse um total de 14,9 mil instalações de Banda Larga no último trimestre de 2005, o que representa uma alta de 86,6% em comparação as 8,0 mil instalações do 4T04. No acumulado do ano, o crescimento das instalações em 2005 foi de 67,9%, totalizando 48,2 mil instalações em comparação as 28,7 mil instalações do ano de O serviço de Internet Banda Larga encerrou o ano com assinantes, uma alta de 53,7% em relação aos assinantes do final de 2004, fazendo com que a penetração de Banda Larga sobre as residências e negócios cabeados crescesse de 4,9% em 2004 para 7,1% em O churn rate (taxa de desconexão) média mensal de Banda Larga passou de 2,1% em 2004 para 2,4% em O principal motivo dessa elevação foi a utilização de campanhas promocionais de adesão de novos assinantes que, apesar de promover um aumento do churn, resultou em um crescimento significativo da base de assinantes. Os principais motivos de desconexão de Banda Larga estão relacionados a fatores de ordem financeira, incluindo inadimplência, e mudança para áreas não cabeadas. DESEMPENHO FINANCEIRO Composição da Receita Bruta (R$ milhares) 4T05 % 4T04 % Variação 2005 % 2004 % Variação TV por Assinatura ,0% ,5% 5,2% ,0% ,0% 8,2% Internet Banda Larga ,6% ,7% 49,5% ,0% ,8% 37,0% Aluguel de fibra óptica ,5% ,2% 44,1% ,5% ,1% 50,5% Mídia ,3% ,5% -1,7% ,3% ,2% 19,3% Instalação ,6% ,1% -2,9% ,2% ,9% 100,4% Total da receita bruta ,0% ,0% 16,0% ,0% ,0% 17,9% A receita bruta consolidada no 4T05 totalizou R$83,7 milhões, um acréscimo de 16,0% em relação aos R$72,2 milhões registrados no mesmo período do ano anterior. No acumulado do ano o aumento foi de 17,9%, passando de R$266,4 milhões em 2004 para R$314,1 milhões em Os fatores que explicam esse aumento estão detalhados abaixo: A receita de TV por Assinatura totalizou R$52,8 milhões no 4T05, um aumento de 5,2% em comparação ao mesmo período do ano anterior que foi de R$50,2 milhões. No ano de 2005 a receita de TV por Assinatura subiu 8,2%, de R$191,7 milhões para R$207,3 milhões em A receita de Internet Banda Larga subiu 49,5%, passando de R$14,9 milhões no 4T04 para R$22,3 milhões no 4T05. No acumulado do ano, houve um aumento de 37%, de R$52,8 milhões para R$72,4 milhões em A receita de aluguel de fibra óptica no 4T05 foi de R$5,4 milhões, um acréscimo de 44,1% sobre R$3,8 milhões do 4T04. Na comparação anual, essas receitas elevaram-se 50,5% totalizando R$20,4 milhões em Este aumento foi o resultado da crescente demanda por estes serviços pelas operadoras de telecomunicações nas regiões a Companhia atua. A receita de mídia totalizou R$1,1 milhão no 4T05, ante uma receita igual de R$1,1 milhão registrado no mesmo período do ano anterior. No acumulado do ano, a receita de mídia aumentou 19,3%, passando de R$3,3 milhões em 2004 para R$3,9 milhões em Adicionalmente, no 4T05 arrendamos dois canais anteriormente não utilizados que contribuirá para o aumento de receita a partir de O ARPU consolidado passou de R$88,61 no 4T04 para R$94,08 no 4T05, o que representa um aumento de 6,2%. No ano teve um aumento de 8,9%, passando de R$82,49 em 2004 para R$89,79 em Os Vivax S.A. Página 3 de 11

4 principais motivos deste aumento foram o sucesso da estratégia de venda de produtos combinados de TV por Assinatura e Banda Larga associado ao crescimento da receita de aluguel de fibra óptica e mídia. A receita de instalação totalizou R$2,2 milhões no 4T05, ficando estável em relação ao 4T04. Apesar de, no 4T05 ter havido um aumento no número de instalações de TV por Assinatura e Internet Banda Larga em relação ao 4T04, a receita ficou estável em função da adoção de campanhas promocionais que reduziram a receita média por instalação. Estas mesmas campanhas contribuíram para um forte crescimento na base de assinantes. A receita líquida totalizou R$71,9 milhões no último trimestre de 2005, alta de 18,3% em comparação a R$60,8 milhões do 4T04. No acumulado do ano a receita líquida subiu 19,6% totalizando R$269,2 milhões ante R$225,2 milhões em Composição dos Principais Custos e Despesas Operacionais (em milhares de reais) Custo com programação 4T T Variação -6,9% Variação -3,5% Custos relacionados à Banda Larga ,5% ,3% Consumo de energia de rede ,3% ,6% Aluguel de postes (63) n.a ,1% Outros custos operacionais ,1% ,1% Despesas gerais, administrativas e comerciais ,3% ,5% Outras Receitas ,2% ,5% Total ,9% ,5% Os principais custos e despesas operacionais tiveram uma elevação de 10,5% e totalizaram R$168,4 milhões ante R$152,4 milhões em Os fatores que levaram a este resultado estão detalhados a seguir. Os custos com programação são uma das maiores despesas operacionais e compreendem as mensalidades pagas a programadores brasileiros e internacionais pela aquisição de conteúdo para o serviço de TV por Assinatura. Estes custos representaram 13,8% e 16,8% da receita bruta acumulada do ano de 2005 e 2004 respectivamente, passando de R$44,9 milhões em 2004 para R$43,3 milhões em Como percentual da receita bruta de TV por assinatura os custos com programação representaram 20,9% em 2005, comparado a 23,4% em Apesar do aumento na base de assinantes no ano de 2005, uma parcela dos custos de programação está representada por contratos atrelados ao dólar americano que depreciou-se em 2005 em relação ao real. Em dezembro de 2005, 45,2% do custo de programação eram atrelados ao dólar. Os custos relacionados à Banda Larga foram de R$10,8 milhões, uma alta de 49,3% em comparação a R$7,2 milhões em Este aumento foi devido ao crescimento de 53,7% da base de assinantes de Banda Larga associado a uma redução do custo unitário pago por circuitos de Internet. Os custos com consumo de energia de rede mantiveram-se estáveis em R$3,5 milhões. Os custos com aluguel de postes totalizaram R$9,0 milhões em 2005, ante a R$10,1 milhões em 2004, representando uma redução de 10,9%. Esta variação foi o resultado das renegociações bem-sucedidas que reduziram as tarifas de aluguel de postes cobradas pelas concessionárias de energia elétrica. Outros Custos totalizaram R$19,5 milhões no ano de 2005, apresentando um aumento de 27,0% em relação aos R$15,4 milhões de Os principais itens que compõem outros custos são serviços de manutenção de rede, custos com frota, folha de pagamento da área de engenharia e serviços técnicos e custos com canal local. As despesas gerais, administrativas e comerciais incluem as despesas relacionadas à folha de pagamento, benefícios, comissões de venda, marketing e outras despesas administrativas tais como despesas legais e auditoria. Em 2005 estas despesas totalizaram R$84,5 milhões, um aumento de 15,5% em comparação aos R$73,2 milhões registrados no ano anterior. A principal variação está associada ao aumento de 20,3% nas despesas de marketing que totalizaram R$7,7 milhões em As despesas com vendas, incluindo comissões, foram de R$15,6 milhões em 2005, ficando estável com os R$15,9 milhões realizados em Em dezembro de 2005 foi provisionado o montante de R$2,6 milhões de referente a Vivax S.A. Página 4 de 11

5 gastos realizados até 31 de dezembro de 2005 referente ao processo de emissão de Oferta Pública de Units. A provisão para devedores duvidosos (PDD), incluída na rubrica despesas gerais, administrativas e comerciais, passou de R$3,5 milhões em 2004 para R$3,9 milhões em Como percentual da receita bruta, a PDD teve uma redução de 1,3% em 2004 para 1,2% em Esta melhora foi o resultado do aprimoramento da política de analise de crédito de novas vendas da Companhia e da gestão do processo de desconexão de clientes inadimplentes. As outras receitas, compostas por penalidades por atraso no pagamento de mensalidades, foram de R$2,3 milhões no ano de 2005, ante R$1,9 milhão em 2004, significando aumento de 24,5%. Ajuste do lucro (prejuízo) líquido ao EBITDA ajustado (R$milhares) 4T05 4T04 Variação Variação Lucro (Prejuízo) líquido (15.042) (30.561) -50,8% (52.514) -173,8% Despesas financeiras ,0% ,3% Receitas financeiras (463) (2.970) -84,4% (3.809) (9.663) -60,6% Variação cambial e monetária líquida (25.191) n.a. (31.923) (20.014) 59,5% Perda com aplicações financeiras n.a n.a. Baixa de licenças n.a n.a. Imposto de renda 66 - n.a n.a. Lucro (prejuízo) operacional antes do resultado financeiro (235) n.a (2.993) n.a. Despesa com oferta publica de ações n.a n.a. Lucro (prejuízo) operacional antes das despesas com oferta pública de ações (235) n.a (2.993) n.a. Depreciação e amortização ,5% ,4% Amortização de ágio ,1% ,4% Baixa e venda de materiais para construção de rede ,6% ,9% EBITDA (2) ajustado antes das despesas com oferta publica de ações ,2% ,1% O Lucro Liquido de 2005 foi de R$38,8 milhões ante um prejuízo líquido de R$52,5 milhões em Os valores que contribuíram para este resultado foram: O EBITDA (2) realizado no 4T05 foi de R$28,0 milhões, um resultado 17,2% superior ao realizado no último trimestre de 2004 que foi de R$23,9 milhões. No ano de 2005 o EBITDA (2) cresceu 42,1%, atingindo R$103,4 milhões ante a R$72,8 milhões do ano anterior. Este aumento foi devido ao bom desempenho operacional que contribuiu para o aumento da geração de receitas e a uma cautelosa gestão de custos e despesas. Valorização do real perante o dólar, que gerou uma variação cambial positiva de R$31,9 milhões em 2005 sobre a dívida com partes relacionadas. DÍVIDA, CAPITALIZAÇÃO E CAIXA Dívida, Capitalização e Caixa (R$ milhares) Caixa e aplicações financeiras Dívida de curto prazo Dívida de longo prazo Total da dívida bruta Total da dívida líquida Patrimônio líquido Total capitalização A dívida de longo prazo em 31 de dezembro de 2005 inclui dívida com partes relacionadas no montante de R$209,7 milhões equivalentes a US$89,6 milhões. Em 31 de dezembro de 2004 o saldo da dívida com Vivax S.A. Página 5 de 11

6 partes relacionadas era de R$245,6 milhões equivalentes a US$92,6 milhões. Em 02 de Janeiro de 2006, na Assembléia Geral Extraordinária, os acionistas da Companhia decidiram liquidar os valores devidos para partes relacionadas, sendo parte mediante a conversão para capital, no montante de R$82,7 milhões (US$36,4 milhões), parte do saldo foi cedido para a Brasil TV a Cabo, cujo montante de R$37,3 milhões (US$15,9 milhões) foi simultaneamente convertido em capital. O saldo remanescente no montante de R$80,7 milhões (US$37,3 milhões) foi liquidado em 10 de fevereiro de 2006, com recursos provenientes da 2ª emissão pública de debêntures simples não conversíveis. Em 10 de Fevereiro de 2006, a Companhia concluiu a operação da 2ª Emissão Pública de 22 mil Debêntures Simples (não conversíveis em ações) ao preço de R$10 mil cada, totalizando R$220 milhões, concluindo a operação de reestruturação da dívida. INVESTIMENTOS Indicadores financeiros EBITDA/ Despesas financeiras líquidas 4,4 3,1 Dívida líquida/ EBITDA 2,9 5,1 Dívida líquida / PL 3,6 10,2 Os Investimentos (CAPEX) totalizaram R$18,3 milhões no 4T05 e acumularam R$60,5 milhões no ano de 2005, representando 19,2% da receita bruta do exercício. O ano de 2005 foi marcado pelos investimentos realizados na expansão de 533 Km em nossas redes de cabos e fibra óptica em 12 cidades, sendo 3 novas e 9 onde já havia operação. Em 7 cidades foi expandida a oferta de Internet Banda Larga. Também merecem destaque os investimentos em: (a) o lançamento de oferta de serviços de TV digital na cidade de Manaus, (b) as melhorias na estrutura física da rede de cabos em Manaus e na região do ABCDM e Baixada Santista, (c) construção de um anel óptico na região de Americana-SP que aumentou a confiabilidade da rede, possibilitando a ampliação do negócio de aluguel de fibra óptica nessa região, (d) crescimento da base de assinantes, tanto em TV a Cabo como em Internet Banda Larga. A Companhia prossegue com os trabalhos para desenvolvimento de um modelo de negócio para o serviço de Voz sobre IP. MERCADO DE CAPITAIS A Companhia concluiu em fevereiro de 2006 a operação de abertura de seu capital, através da Oferta Pública de 21,6 milhões de Units (cada Unit representa uma ação Ordinária e duas Preferenciais) ao preço de R$24,50 cada Unit, totalizando R$529,2 milhões, onde R$58,8 milhões é referente a parcela de emissão primária. As Units foram listadas no nível II de Governança Corporativa da Bovespa. Em fevereiro de 2006, a Companhia concluiu a operação da 2 a Emissão Pública de 22 mil Debêntures Simples (não conversíveis em ações) ao preço de R$10 mil cada, totalizando R$220 milhões. Os recursos foram utilizados para reestruturação da dívida e reforço de caixa. Dentro das práticas de governança corporativa, a Companhia obedece a um período de silêncio nos 15 dias antecedentes à divulgação de seus resultados garantindo a uniformidade quanto à divulgação das informações financeiras ao mercado. Vivax S.A. Página 6 de 11

7 PRÓXIMOS EVENTOS 1. Teleconferência Resultados do 4º Trimestre e de 2005 Data: 24 de março de 2006 Legislação Societária (em Português): 10h00 (horário de São Paulo) Telefone: (11) Replay: (11) Código: VIVAX Transmissão ao vivo pela internet: Legislação Societária (em Inglês): 12h00 (horário de São Paulo) Telefone: +1 (973) Replay: +1 (973) Código: Transmissão ao vivo pela internet: br/ir 2. Assembléia Geral Ordinária Local: Auditório da Unisal Americana-SP Data: 28 de abril de 2006 Horário: 9:00 3. Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2006 Data: 12 de maio de 2006 Vivax S.A. Página 7 de 11

8

9 BALANÇOS PATRIMONIAIS LEVANTADOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2005 E DE 2004 (Em milhares de reais) ATIVO Consolidado Consolidado PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO CIRCULANTE CIRCULANTE Caixa e bancos Financiamentos Aplicações financeiras Debêntures Contas a receber - clientes Fornecedores Provisão para créditos de liquidação duvidosa (1.503) (7.920) Obrigações fiscais a pagar Impostos a recuperar Salários, férias, bônus e encargos sociais Outros créditos Provisão e contas a pagar de aluguel de postes Despesas antecipadas Contas a pagar referentes à aquisição de controladas Total do circulante Outras contas a pagar Total do circulante REALIZÁVEL A LONGO PRAZO Empresas ligadas EXIGÍVEL A LONGO PRAZO Despesas antecipadas Financiamentos Depósito judicial Debêntures Imposto de renda diferido ativo Imposto de renda diferido passivo Outros créditos 8 - Obrigações fiscais a pagar Total do realizável a longo prazo Empresas ligadas Provisão para contingências PERMANENTE Total do exigível a longo prazo Investimentos - - Ágio na aquisição de controladas RECURSOS PARA FUTURO AUMENTO DE CAPITAL Licenças Imobilizado PATRIMÔNIO LÍQUIDO Diferido Capital social Total do permanente Prejuízos acumulados ( ) ( ) Total do patrimônio líquido TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Vivax S.A. Página 9 de 11

10 Demonstrações do Resultado Consolidado Consolidado (R$ milhares, exceto o lucro (prejuízo) líquido por ação) T05 4T04 RECEITA BRUTA DE SERVIÇOS Televisão por Assinatura (TV a Cabo) Internet Banda Larga Aluguel de fibra óptica Mídia Instalação Total da receita bruta Deduções da receita bruta, principalmente impostos (44.854) (41.180) (11.833) (11.393) RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA CUSTOS E DESPESAS OPERACIONAIS Com programação e outros custos operacionais (86.217) (81.126) (23.024) (18.589) Depreciação e amortização (54.028) (65.428) (14.897) (18.279) ( ) ( ) (37.921) (36.868) LUCRO BRUTO Despesas gerais, administrativas e comerciais (84.487) (73.158) (24.055) (18.753) Baixa e perda na venda de bens para construção de rede e ou (8.691) (5.471) (4.378) (4.638) Outras receitas Amortização de ágio (6.393) (4.864) (1.620) (1.190) LUCRO (PREJUÍZO) OPERACIONAL ANTES DO RESULTADO FINANCEIRO (2.993) (235) RESULTADO FINANCEIRO Despesas financeiras (28.016) (33.487) (9.450) (12.776) Receitas financeiras Variação cambial e monetária, líquida (10.516) Perda com aplicações financeiras - (25.293) - (25.293) RESULTADO FINANCEIRO (29.103) (19.503) (9.908) Despesas não operacionais - devolução de licenças - (20.418) - (20.418) LUCRO (PREJUÍZO) OPERACIONAL ANTES DO IMPOSTO DE RENDA (52.514) (14.976) (30.561) IMPOSTO DE RENDA (702) - (66) - LUCRO (PREJUÍZO) LÍQUIDO (52.514) (15.042) (30.561) LUCRO (PREJUÍZO) LÍQUIDO POR AÇÃO - R$ 0,12 (0,18) Vivax S.A. Página 10 de 11

11 DEMONSTRAÇÕES DOS FLUXOS DE CAIXA - (Em milhares de reais) Consolidado PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2005 E DE FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS Lucro (Prejuízo) líquido do exercício 38,755 (52,514) Ajustes para reconciliar o lucro (prejuízo) líquido com o caixa gerado pelas atividades operacionais: Depreciação e amortização 54,028 65,428 Amortização de ágio 6,393 4,864 Provisão para créditos de liquidação duvidosa 1,503 1,996 Equivalência patrimonial - - Custo residual de ativo permanente baixado, incluindo provisão para devolução de licenças 7,566 25,889 Encargos financeiros e variação cambial sobre financiamentos, empresas ligadas e obrigações fiscais (15,037) (2,168) Provisão para contingências 6,718 10,710 99,926 54,205 Redução (aumento) nos ativos operacionais: Contas a receber - clientes (9,255) 848 Outros créditos, incluindo impostos a recuperar e outros ativos 2,799 2,930 Despesas antecipadas (116) 335 Aumento (redução) nos passivos operacionais: Fornecedores 6,087 (5,276) Obrigações fiscais a pagar (382) (1,193) Salários, férias, bônus e encargos sociais 3,571 (5,177) Outras provisões e contas a pagar (307) (2,249) Caixa gerado pelas (aplicado nas) atividades operacionais 102,323 44,423 FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTOS Saldo de caixa e aplicações financeiras das empresas incorporadas - - Aquisição do imobilizado e diferido (60,487) (26,520) Caixa aplicado em atividades de investimento (60,487) (26,520) FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTOS Captação de financiamentos - terceiros 129,000 28,812 Captação de empréstimos - empresas ligadas - 8,993 Pagamento do saldo de contas a pagar referentes à aquisição de controladas (18,364) Pagamento de financiamentos e debêntures (188,316) (58,157) Caixa gerado pelas (aplicados nas) atividades de financiamentos (77,680) (20,352) AUMENTO (REDUÇÃO) DO SALDO DE CAIXA, BANCOS E APLICAÇÕES FINANCEIRAS (35,844) (2,449) CAIXA, BANCOS E APLICAÇÕES FINANCEIRAS Saldo inicial 41,308 43,757 Saldo final 5,464 41,308 AUMENTO (REDUÇÃO) DO SALDO DE CAIXA, BANCOS E APLICAÇÕES FINANCEIRAS (35,844) (2,449) INFORMAÇÕES ADICIONAIS- Juros pagos durante o exercício 19,838 18,640 Redução do ágio - ajuste do custo de aquisição 4,778 - Conversão de valores devidos para as Empresas ligadas para capital 10,224 - Compensação de valores a pagar para e a receber de empresas ligadas 27,150 - Vivax S.A. Página 11 de 11

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 49% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 35% MARGEM DE EBITDA ATINGIU 29% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 3T06. As demonstrações financeiras

Leia mais

Resultados do 4T05 e do ano de 2005

Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Teleconferência 24/03/2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais

Leia mais

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

APIMEC SP Maio 2006 1

APIMEC SP Maio 2006 1 APIMEC SP Maio 2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas

Leia mais

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000)

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000) Blumenau SC, 27 de julho de 2007 A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), distribuidora de produtos para a saúde e também líder na fabricação de produtos têxteis e adesivos cirúrgicos, anuncia hoje seus resultados

Leia mais

A TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE 2000 E DO ANO DE 2000

A TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE 2000 E DO ANO DE 2000 TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. João Cox Vice Presidente de Finanças e Diretor de Relações com Investidores jcox@telepart.com.br 0XX61-429-5600 Leonardo Dias Gerente de Relações com Investidores

Leia mais

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores Resultados do 2T08 Uberlândia MG, Agosto de 2008 A CTBC Companhia de Telecomunicações do Brasil Central S.A, empresa integrada de telecomunicações com um portfólio completo de serviços, divulga seus resultados

Leia mais

CNPJ 47.902.648/0001-17. CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 (Em R$ Mil)

CNPJ 47.902.648/0001-17. CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 (Em R$ Mil) CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 CNPJ 47.902.648/0001-17 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa 1.829 Fornecedores 58.422 Contas a Receber 238.880

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T06

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T06 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T06 Eusébio CE, 09 de novembro de 2006 A M. Dias Branco S.A. (Bovespa: MDIA3), empresa líder nos mercados de biscoitos e de massas no Brasil, anuncia hoje seus resultados do terceiro

Leia mais

Data-Base - 31/03/1999 01763-9 TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. 02.558.115/0001-21

Data-Base - 31/03/1999 01763-9 TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. 02.558.115/0001-21 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/3/1999 Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA,

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa. 21 e 22 de agosto de 2006

7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa. 21 e 22 de agosto de 2006 7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa 21 e 22 de agosto de 2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados

Leia mais

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Aos Srs. Acionistas Investco S.A. Anexo I - Comentários dos Diretores da Companhia Contas dos Administradores referentes ao exercício social encerrado em 31.12.2012.

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A.

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A. Resultados 2T15 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2016 começou com o cenário macroeconômico muito parecido de 2015, uma vez que o mercado continua com tendências negativas em relação a PIB, inflação e taxa de juros. Novamente a Ouro

Leia mais

Divulgação de Resultados Financeiros do 3º Trimestre de 2003

Divulgação de Resultados Financeiros do 3º Trimestre de 2003 PLIM4: R$ 1,08/ação (Bovespa) NETC: US$ 3,55/ADR (1ADR=10 ações - Nasdaq) XNET: EUR$ 3,69/10 ações (Latibex) Total de Ações: 2.028.855.530 Valor de Mercado: R$ 2.191,2 milhões Preço de fechamento: 11/11/03

Leia mais

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) EBITDA 464,6 354,2 527,7 13,6% 49,0%

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) EBITDA 464,6 354,2 527,7 13,6% 49,0% Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 26 de abril de 2006 Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) (NYSE:EMT;BOVESPA:EBTP4, EBTP3) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações

Leia mais

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2010

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2010 DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2010 1. Mercado de Capitais Cotações: (14/05/2010) ALPA3 R$ 6,10 ALPA4 R$ 5,95 Valore de Mercado: R$ 2,1 bilhões 2. Teleconferência Data: 18/05/2010 às 16h00

Leia mais

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11.

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. O Lucro Líquido do 1T09 (sem ajustes) apresentou queda de 1,4%

Leia mais

Divulgação de Resultados 1º Trimestre de 2009

Divulgação de Resultados 1º Trimestre de 2009 GVT (Holding) S.A. Divulgação de Resultados 1º Trimestre de 2009 Curitiba, 22 de Abril de 2009 Curitiba, 22 de abril de 2009: A GVT (Holding) S.A. (Bovespa: GVTT3, Reuters: GVTT3.SA e Bloomberg GVTT3:BZ),

Leia mais

Divulgação de Resultados do 4 Trimestre de 2007. Curitiba, 14 de janeiro de 2008

Divulgação de Resultados do 4 Trimestre de 2007. Curitiba, 14 de janeiro de 2008 Divulgação de Resultados do 4 Trimestre de 2007 Curitiba, 14 de janeiro de 2008 No 4T07, a receita da GVT aumentou 29%, a receita relativa ao core business cresceu 37%, o EBITDA aumentou 41% alcançando

Leia mais

Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S/A Resultados do 3º trimestre de 2015

Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S/A Resultados do 3º trimestre de 2015 Resultados do 3º trimestre de 2015 São Paulo, 13 de novembro de 2015 A Administração da Empresa de Distribuição de Energia do Vale Paranapanema ( EDEVP ou Companhia ) apresenta os resultados do terceiro

Leia mais

Hering inicia o ano com crescimento de 41% do EBITDA e salto de 35% em vendas

Hering inicia o ano com crescimento de 41% do EBITDA e salto de 35% em vendas Blumenau, 07 de maio de 2008 Cia. Hering (Bovespa: HGTX3), uma das maiores empresas de varejo e design de vestuário do Brasil, divulga os resultados do 1º trimestre de 2008 (1T08). As informações operacionais

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - VIX LOGÍSTICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - VIX LOGÍSTICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

ATIVO Notas 2009 2008

ATIVO Notas 2009 2008 BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE ATIVO Notas 2009 2008 CIRCULANTE Caixa e bancos 20.723 188.196 Contas a receber 4 903.098 806.697 Outras contas a receber 5 121.908 115.578 Estoques 11.805 7.673

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais)

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais) DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO Adiantamento para futuro Capital Prejuízos aumento Explicativa n o social acumulados Subtotal de capital Total SALDO EM 01 DE DEZEMBRO DE 2010 255.719.100

Leia mais

DESTAQUES. TCP R$ milhões 3T03 TCO. 3T02 próforma

DESTAQUES. TCP R$ milhões 3T03 TCO. 3T02 próforma VIVO, O MAIOR GRUPO EMPRESARIAL DE TELEFONIA MÓVEL DA AMÉRICA DO SUL DIVULGA OS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2003 DA TELESP CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES:

Leia mais

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09 Visão Ser uma empresa siderúrgica global, entre as mais rentáveis do setor. Missão A Gerdau é uma empresa com foco em siderurgia, que busca satisfazer as necessidades dos clientes e criar valor para os

Leia mais

Divulgação de Resultados Financeiros do 4º Trimestre de 2003

Divulgação de Resultados Financeiros do 4º Trimestre de 2003 Contatos: Marcio Minoru Miyakava (11) 5186-2811 minoru@netservicos.com.br PLIM4: R$ 0,89/ação (Bovespa) NETC: US$ 2,86/ADR (1ADR=10 ações - Nasdaq) XNET: EUR$ 2,48/10 ações (Latibex) Total de Ações: 2.028.855.530

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T05

Divulgação de Resultados 3T05 Localiza Anuncia EBITDA de R$70,8 milhões no 3T05 Receita Líquida cresce 49,1% e EBITDA cresce 31,1% Belo Horizonte, 8 de novembro de 2005 - A Localiza Rent A Car S.A. (Bovespa: RENT3), a maior rede de

Leia mais

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 1 DESTAQUES 2 RECEITAS OPERACIONAIS 4 GASTOS OPERACIONAIS 6 DADOS FINANCEIROS 8 NOTAS ADICIONAIS 11 MERCADO DE CAPITAIS 13

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 1 DESTAQUES 2 RECEITAS OPERACIONAIS 4 GASTOS OPERACIONAIS 6 DADOS FINANCEIROS 8 NOTAS ADICIONAIS 11 MERCADO DE CAPITAIS 13 Resultados Janeiro Março / 2011 ÍNDICE MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 1 DESTAQUES 2 RECEITAS OPERACIONAIS 4 GASTOS OPERACIONAIS 6 DADOS FINANCEIROS 8 NOTAS ADICIONAIS 11 MERCADO DE CAPITAIS 13 DIVIDENDOS E

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 13 de maio de 2013 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

1T05. Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005. Resultado do 1 o trimestre de 2005. Principais Destaques

1T05. Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005. Resultado do 1 o trimestre de 2005. Principais Destaques Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005 Divulgação Imediata Cot. da Ação PNB CLSC6) em 31/03/05: R$ 0,90/ação Valoriz. No 1T05: -16% Valor de Mercado R$ : 694 milhões US$

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 2014

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 2014 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 2014 LUPATECH S.A. CNPJ/MF nº 89.463.822/0001-12 NIRE 43300028534 Companhia Aberta de Capital Autorizado Novo Mercado Relatório da Administração Mensagem da Administração Senhores

Leia mais

Resultados Janeiro Março / 2014. Resultados 4T13 Telefônica Brasil S.A.

Resultados Janeiro Março / 2014. Resultados 4T13 Telefônica Brasil S.A. Resultados Janeiro Março / 2014 Resultados 4T13 0+ TELEFÔNICA BRASIL ATINGE MARGEM DE 29,8% COM FORTE CONTROLE EM CUSTOS MESMO EM FACE À MAIOR ATIVIDADE COMERCIAL NO PERÍODO DESTAQUES Aceleração no crescimento

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - ESTACIO PARTICIPAÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - ESTACIO PARTICIPAÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO Uberlândia MG, Maio de 2013 A Algar Telecom, Companhia completa e integrada de telecomunicações e TI, detentora da marca CTBC, divulga seus resultados do 1º Trimestre

Leia mais

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 RESULTADOS PRO FORMA NÃO AUDITADOS CONSOLIDADOS DA ABRIL EDUCAÇÃO As informações financeiras consolidadas pro forma não auditadas para 31 de dezembro de

Leia mais

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016.

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016. RELEASE DE RESULTADOS Relações com Investidores Marcelo Moojen Epperlein Diretor-Presidente e de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brinsurance.com.br Ana Carolina Pires Bastos Relações com

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

DELIBERAÇÃO CVM Nº 547, DE 13 DE AGOSTO DE 2008

DELIBERAÇÃO CVM Nº 547, DE 13 DE AGOSTO DE 2008 TEXTO INTEGRAL DA, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA DELIBERAÇÃO CVM Nº 624, DE 28 DE JANEIRO DE 2010 (DOCUMENTO DE REVISÃO CPC Nº 01) Aprova o Pronunciamento Técnico CPC 03 do Comitê de Pronunciamentos

Leia mais

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões 2T07 Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões Rio de Janeiro, de 2007 A Estácio Participações (BOVESPA: ESTC11), maior organização

Leia mais

Receita Operacional Líquida alcança R$ 20,9 milhões, aumento de 9,7% ante o trimestre anterior

Receita Operacional Líquida alcança R$ 20,9 milhões, aumento de 9,7% ante o trimestre anterior Última Cotação em 30/09/2014 FBMC4 - R$ 20,60 por ação Total de Ações: 726.514 FBMC3: 265.160 FBMC4: 461.354 Valor de Mercado (30/09/2014): R$ 20.269,7 mil US$ 9.234,5 mil São Bernardo do Campo, 12 de

Leia mais

COMO CONVERTER DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS BRASILEIRAS PARA A MOEDA AMERICANA (FAS 52)

COMO CONVERTER DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS BRASILEIRAS PARA A MOEDA AMERICANA (FAS 52) COMO CONVERTER DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS BRASILEIRAS PARA A MOEDA AMERICANA (FAS 52)! As principais diferenças entre as normas contábeis brasileiras e americanas (US GAAP)! As taxas de conversão a serem

Leia mais

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 Porto Alegre, 30 de outubro de 2008 LOJAS RENNER S.A. (Bovespa: LREN3), segunda maior rede de lojas de departamentos de vestuário

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01047-2 SARAIVA S.A. LIVREIROS EDITORES 60.500.139/0001-26 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01047-2 SARAIVA S.A. LIVREIROS EDITORES 60.500.139/0001-26 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 Divulgação de Resultados 3T09 DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 - VENDAS CONTRATADAS DE R$242,7 MILHÕES NO 3T09, COM VSO 45% - - EBITDA DE R$35,0 MILHÕES, COM 31,1% DE MARGEM EBITDA

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 São Paulo, 22 de março de 2012 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis

Leia mais

FUNDAÇÃO DAS ESCOLAS UNIDAS DO PLANALTO CATARINENSE LAGES - SC BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE. Valores expressos em Reais ATIVO

FUNDAÇÃO DAS ESCOLAS UNIDAS DO PLANALTO CATARINENSE LAGES - SC BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE. Valores expressos em Reais ATIVO BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE ATIVO CIRCULANTE Notas 6.637.617 7.393.842 Disponibilidades 1.048.777 742.707 Créditos a receber de clientes 4.1 1.832.535 2.646.556 Créditos a receber - outros

Leia mais

http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_...

http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_... http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_... Página 1 de 14 CONTABILIDADE DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Considerações ROTEIRO 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO 2. OBJETIVO

Leia mais

Contato RI. Teleconferência de Resultados do 2T06

Contato RI. Teleconferência de Resultados do 2T06 29 de Agosto de 2006 - GP Investments, Ltd ( GP Investments ou Companhia ) [BOVESPA: GPIV11], um dos líderes no mercado de private equity no Brasil anuncia um lucro líquido de US$4,9 milhões e receitas

Leia mais

Banrisul Armazéns Gerais S.A.

Banrisul Armazéns Gerais S.A. Balanços patrimoniais 1 de dezembro de 2012 e 2011 Nota Nota explicativa 1/12/12 1/12/11 explicativa 1/12/12 1/12/11 Ativo Passivo Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 4 17.891 18.884 Contas

Leia mais

REGIMES CONTÁBEIS RECEITAS E DESPESAS

REGIMES CONTÁBEIS RECEITAS E DESPESAS CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA I ELEMENTOS DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REGIMES CONTÁBEIS RECEITAS E DESPESAS Prof. Emanoel Truta ELEMENTOS DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Os Elementos das Demonstrações Contábeis

Leia mais

Tele Nordeste Celular Participações S.A. Anuncia os Resultados de 1998

Tele Nordeste Celular Participações S.A. Anuncia os Resultados de 1998 Contatos: Tele Nordeste Celular Mário Gomes 0xx81.216.2592 Fabíola Almeida 0xx81.216.2594 Octavio Muniz 0xx81.216.2593 Tele Nordeste Celular Participações S.A. Anuncia os Resultados de 1998 Brasília, Brasil

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02091-5 MRV ENGENHARIA E PARTICIPAÇÕES S.A. 08.343.492/0001-20 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02091-5 MRV ENGENHARIA E PARTICIPAÇÕES S.A. 08.343.492/0001-20 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA

Leia mais

RECEITA LÍQUIDA ALCANÇA R$ 374,7 MILHÕES NO 1T15

RECEITA LÍQUIDA ALCANÇA R$ 374,7 MILHÕES NO 1T15 RECEITA LÍQUIDA ALCANÇA R$ 374,7 MILHÕES NO 1T15 São Paulo, 11 de maio de 2015 - A Abril Educação S.A. (BM&FBOVESPA: ABRE3) divulga seus resultados do 1º trimestre de 2015 (1T15). Os comentários aqui incluídos

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - PORTO SEGURO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - PORTO SEGURO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01999-2 TOTVS S/A 53.113.791/0001-22 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01999-2 TOTVS S/A 53.113.791/0001-22 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Reapresentação Espontânea O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES

Leia mais

Net Serviços de Comunicação S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2006 e 2005

Net Serviços de Comunicação S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2006 e 2005 Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2006 e 2005 1 Parecer dos auditores independentes Ao Conselho de Administração e aos Acionistas da Net Serviços de Comunicação S.A. São Paulo - SP Examinamos

Leia mais

EXEMPLO COMPLETO DO CÁLCULO DO FLUXO DE CAIXA COM BASE EM DEMONSTRATIVOS FINANCEIROS

EXEMPLO COMPLETO DO CÁLCULO DO FLUXO DE CAIXA COM BASE EM DEMONSTRATIVOS FINANCEIROS EXEMPLO COMPLETO DO CÁLCULO DO FLUXO DE CAIXA COM BASE EM DEMONSTRATIVOS FINANCEIROS! O pagamento de juros conjunturais! O pagamento de juros estruturais! O recebimento de dividendos! A contratação de

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Fluxo de Caixa 5 Demonstração das Mutações

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2013

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2013 . São Paulo, 13 de maio de 2013 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis e com grande presença nas classes populares do Brasil, divulga seus

Leia mais

AUMENTO DE 17,9% NO VOLUME FINANCEIRO E LUCRO LÍQUIDO DE R$797 MILHÕES NO 2T14

AUMENTO DE 17,9% NO VOLUME FINANCEIRO E LUCRO LÍQUIDO DE R$797 MILHÕES NO 2T14 AUMENTO DE 17,9% NO VOLUME FINANCEIRO E LUCRO LÍQUIDO DE R$797 MILHÕES NO 2T14 Barueri, 29 de Julho de 2014 A Cielo S.A. (BM&FBOVESPA: CIEL3 / OTCQX: CIOXY) anuncia hoje seus resultados do segundo trimestre

Leia mais

BR Towers SPE1 S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes

BR Towers SPE1 S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes Demonstração do resultado Exercício/período findo em 31 de dezembro Receita líquida (Nota 14) 13.913 Custo

Leia mais

Destaques do Resultado

Destaques do Resultado RESULTADOS DO 4T09 E 2009 RECEITA LÍQUIDA de R$1 bilhão; EBITDA de R$119 milhões; MARGEM EBITDA de 12%, aumento de 2 p.p.; LUCRO LÍQUIDO ajustado de R$78 milhões em 2009 Rio de Janeiro, 17 de Março de

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02091-5 MRV ENGENHARIA E PARTICIPAÇÕES S.A. 08.343.492/0001-20 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02091-5 MRV ENGENHARIA E PARTICIPAÇÕES S.A. 08.343.492/0001-20 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS

Leia mais

Dados da Empresa / Composição do Capital

Dados da Empresa / Composição do Capital Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

GTD PARTICIPAÇÕES S.A.

GTD PARTICIPAÇÕES S.A. GTD PARTICIPAÇÕES S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 E PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES GTD PARTICIPAÇÕES S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

Leia mais

Rodobens Locação de Imóveis Ltda.

Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Demonstrações contábeis referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2013 e relatório dos auditores independentes Approach Auditores Independentes Relatório dos

Leia mais

AUMENTO DE 13,8% NO VOLUME FINANCEIRO E LUCRO LÍQUIDO DE R$817 MILHÕES NO 3T14

AUMENTO DE 13,8% NO VOLUME FINANCEIRO E LUCRO LÍQUIDO DE R$817 MILHÕES NO 3T14 AUMENTO DE 13,8% NO VOLUME FINANCEIRO E LUCRO LÍQUIDO DE R$817 MILHÕES NO 3T14 Barueri, 28 de Outubro de 2014 A Cielo S.A. (BM&FBOVESPA: CIEL3 / OTCQX: CIOXY) anuncia hoje seus resultados do terceiro trimestre

Leia mais

Brasil Telecom Participações S.A.

Brasil Telecom Participações S.A. BRTP3: R$21,00 / 1.000 ações BRTP4: R$17,80 / 1.000 ações BRP: US$31,35 / ADR Valor de Mercado: R$6.838 milhões Fechamento de 01 de novembro de 2004 Brasil Telecom Participações S.A. Divulgação de Resultado

Leia mais

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados do 1T08

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados do 1T08 Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados do 1T08 Destaques do Trimestre 2 Lançamento recente do Net Fone.com, produto que combina os serviços de telefonia, acesso rápido à internet e melhoria de imagem,

Leia mais

BROOKFIELD INCORPORAÇÕES S.A. 3ª Emissão Pública de Debêntures

BROOKFIELD INCORPORAÇÕES S.A. 3ª Emissão Pública de Debêntures BROFIELD INCORPORAÇÕES S.A. 3ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 Brookfield Incorporações S.A. 3ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente

Leia mais

Evolução do PIB Brasileiro x PIB da Construção Civil (%)

Evolução do PIB Brasileiro x PIB da Construção Civil (%) o Margem Bruta atinge 42% no 3T07 e distribuição de proventos chega a R$ 40 milhões nos 9M07. 3T07 Cotação (31/10/07) ETER3 R$/ação 8,46 US$/ação 4,83 Base Acionária (31/10/07) Total 72.555.934 Free Float

Leia mais

VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA EM MEIOS DE PAGAMENTO E IDENTIFICAÇÃO S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures

VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA EM MEIOS DE PAGAMENTO E IDENTIFICAÇÃO S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA EM MEIOS DE PAGAMENTO E IDENTIFICAÇÃO S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2011 VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA

Leia mais

BV LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL

BV LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL BV LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL 5ª Emissão Pública de Debêntures Não Conversíveis Ações em Série Única da Espécie Subordinada Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício 2008 1 RELATÓRIO ANUAL

Leia mais

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ).

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 25 de Outubro de 2005. Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). (Os

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012, de 2011 e de 2010

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012, de 2011 e de 2010 ABCD Gonçalves & Tortola S.A. Demonstrações financeiras em Conteúdo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras 3 Balanços patrimoniais 5 Demonstrações de resultados 7 Demonstrações

Leia mais

Contabilidade Geral - Teoria e Exercícios Curso Regular Prof. Moraes Junior Aula 10 Demonstração do Fluxo de Caixa. Conteúdo

Contabilidade Geral - Teoria e Exercícios Curso Regular Prof. Moraes Junior Aula 10 Demonstração do Fluxo de Caixa. Conteúdo Aula 10 Demonstração do Fluxo de Caixa. Conteúdo 12. Demonstração do Fluxo de Caixa 2 12.1. Introdução 2 12.2. Conceitos Importantes 2 12.3. Atividades Operacionais 5 12.4. Atividades de Investimento 7

Leia mais

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010.

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Embratel Participações S.A. ( Embrapar ) (BOVESPA: EBTP4, EBTP3) detém 99,2 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ), 100,0

Leia mais

DESTAQUES DO ANO. Receita Líquida de R$ 662,5 milhões, 15,9% acima de 2013. Geração de caixa operacional de R$ 95,5 milhões e CAPEX de R$ 12,5 milhões

DESTAQUES DO ANO. Receita Líquida de R$ 662,5 milhões, 15,9% acima de 2013. Geração de caixa operacional de R$ 95,5 milhões e CAPEX de R$ 12,5 milhões Blumenau SC, 11 de fevereiro de 2015 A Cremer S.A. (BM&FBovespa: CREM3), fornecedora de produtos para cuidados com a saúde nas áreas de primeiros socorros, cirurgia, tratamento e higiene, anuncia seus

Leia mais

ALL ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T07

ALL ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T07 Página 1 de XX ALL ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T07 Curitiba, 14 de maio de 2007 A América Latina Logística S.A. 1 ALL (Bovespa: ALLL11) 2, a maior empresa independente de serviços de logística da América

Leia mais

Teleconferência de Resultados. Desempenho do 3T 2014. MAHLE Metal Leve S.A. 13 de novembro de 2014 12h00 (horário de Brasília) 1 MAHLE

Teleconferência de Resultados. Desempenho do 3T 2014. MAHLE Metal Leve S.A. 13 de novembro de 2014 12h00 (horário de Brasília) 1 MAHLE Teleconferência de Resultados Desempenho do 3T 2014 MAHLE Metal Leve S.A. 13 de novembro de 2014 12h00 (horário de Brasília) 1 Destaques 3T 2014 Receita Líquida de Vendas de R$ 595,9 milhões no 3T14, redução

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T15

Divulgação de Resultados 3T15 São Paulo - SP, 4 de Novembro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

Marisa Lojas S.A. e Controladas

Marisa Lojas S.A. e Controladas Marisa Lojas S.A. e Controladas Demonstrações Financeiras Individuais e Consolidadas Referentes ao Exercício Findo em 31 de Dezembro de 2011 e Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações

Leia mais

MAHLE REPORTA EBITDA DE R$ 104,6 MILHÕES NO 2T14; MARGEM DE 17,7%

MAHLE REPORTA EBITDA DE R$ 104,6 MILHÕES NO 2T14; MARGEM DE 17,7% MAHLE REPORTA EBITDA DE R$ 104,6 MILHÕES NO 2T14; MARGEM DE 17,7% Mogi Guaçu (SP), 11 de agosto de 2014 - A MAHLE Metal Leve S.A. (BM&FBOVESPA: LEVE3), Companhia líder na fabricação e comercialização de

Leia mais

Release de Resultados 3T15

Release de Resultados 3T15 Release de Resultados 3T15 Barueri, 4 de novembro de 2015 A Smiles S.A. (BM&FBOVESPA: SMLE3), um dos maiores programas de coalizão do Brasil com mais de 11 milhões de participantes inscritos, anuncia seus

Leia mais

Divulgação de resultados 3T13

Divulgação de resultados 3T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 3º Trimestre do ano de 2013 Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no

Leia mais

InterCement Brasil S.A.

InterCement Brasil S.A. InterCement Brasil S.A. Demonstrações Financeiras Individuais e Consolidadas Referentes ao Exercício Findo em 31 de Dezembro de 2011 e Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras

Leia mais

4 T 10 RESULTADOS DO 4T10. Dados em 31/12/2010. Grazziotin PN (CGRA4) R$ 16,00. Valor de Mercado R$ 338,0 milhões

4 T 10 RESULTADOS DO 4T10. Dados em 31/12/2010. Grazziotin PN (CGRA4) R$ 16,00. Valor de Mercado R$ 338,0 milhões 4 T 10 Passo Fundo, 14 de março de 2011 A Grazziotin (BM&FBOVESPA: CGRA3 e CGRA4), empresa de comércio varejista do segmento de vestuário e utilidades domésticas, localizada na região sul do país, divulga

Leia mais

Informações Trimestrais 4º trimestre e exercício de 2015 (4T15 e 2015) Relatório da Administração

Informações Trimestrais 4º trimestre e exercício de 2015 (4T15 e 2015) Relatório da Administração Informações Trimestrais 4º trimestre e exercício de 2015 (4T15 e 2015) Relatório da Administração Prezados acionistas A administração da WLM Indústria e Comércio S.A. (WLM), em conformidade com as disposições

Leia mais

TRX Securitizadora de Créditos Imobiliários S.A.

TRX Securitizadora de Créditos Imobiliários S.A. Balanços patrimoniais em 31 de dezembro (Em Reais) (reclassificado) (reclassificado) Ativo Nota 2012 2011 Passivo Nota 2012 2011 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 4 61.664 207.743 Fornecedores

Leia mais

CONSTRUTORA ADOLPHO LINDENBERG S.A. Companhia Aberta. CNPJ nº 61.022.042/0001-18 NIRE nº 35.300.067.827

CONSTRUTORA ADOLPHO LINDENBERG S.A. Companhia Aberta. CNPJ nº 61.022.042/0001-18 NIRE nº 35.300.067.827 CONSTRUTORA ADOLPHO LINDENBERG S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 61.022.042/0001-18 NIRE nº 35.300.067.827 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DA CONSTRUTORA ADOLPHO

Leia mais

BRASIL INSURANCE ANUNCIA OS RESULTADOS DO 4 TRIMESTRE E ANO DE 2015.

BRASIL INSURANCE ANUNCIA OS RESULTADOS DO 4 TRIMESTRE E ANO DE 2015. RELEASE DE RESULTADOS Relações com Investidores Bruno Carobrez Diretor de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brinsurance.com.br Ana Carolina Pires Bastos Relações com Investidores (55 11) 3175-2920

Leia mais

Eólica Faísa V Geração e Comercialização de Energia Elétrica S.A.

Eólica Faísa V Geração e Comercialização de Energia Elétrica S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2012 2011 Passivo e patrimônio líquido 2012 2011 (Não auditado) (Não auditado) Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa (Nota 4) 415 7 Fornecedores

Leia mais

Demonstrações financeiras intermediárias em 30 de junho de 2015

Demonstrações financeiras intermediárias em 30 de junho de 2015 Demonstrações financeiras intermediárias em KPDS 134230 Conteúdo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras intermediárias 3 Balanços patrimoniais 5 Demonstrações dos resultados

Leia mais

Relações com Investidores. www.petroriosa.com.br ri@petroriosa.com.br +55 21 3721-3810 2T15. Divulgação de Resultados

Relações com Investidores. www.petroriosa.com.br ri@petroriosa.com.br +55 21 3721-3810 2T15. Divulgação de Resultados Relações com Investidores www.petroriosa.com.br ri@petroriosa.com.br +55 21 3721-3810 2T15 Divulgação de Resultados RESULTADOS REFERENTES AO 2T15 Rio de Janeiro, 20 de agosto de 2015 A Petro Rio S.A. (

Leia mais