Recursos Humanos. COLETÂNEA DE ARTIGOS Livro III difusão do conhecimento

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Recursos Humanos. COLETÂNEA DE ARTIGOS Livro III - 2013. difusão do conhecimento"

Transcrição

1 Recursos Humanos COLETÂNEA DE ARTIGOS Livro III difusão do conhecimento

2 Recursos Humanos Coletânea de Artigos Livro III Belo Horizonte 2013

3 A todos os participantes que gentilmente acolheram a idéia da ECX CARD para a edição desta obra, compartilhando seus conhecimentos e suas experiências pessoais, os nossos sinceros agradecimentos e a certeza de que patrocinaram um momento de reflexão para todos os nossos leitores, em especial, para os agentes e profissionais de RH. * De forma a manter íntegro todo o conteúdo e opiniões das obras apresentadas, a ECX CARD promoveu apenas tratamento ortográfico nos trabalhos constantes nessa obra. ** O conteúdo dos artigos e as opiniões ali expostas são de responsabilidade exclusiva dos participantes, não representando qualquer crítica ou posição esposada pela ECX CARD. *** Da mesma feita, a ECX CARD isenta-se de toda e qualquer responsabilidade pelo crime de violação de propriedade imaterial advindo dos artigos que compõem esta obra.

4 Organização ECX CARD - Administradora e Processadora de Cartões S/A Rua São Paulo, Lourdes - Belo Horizonte/MG Capa Matheus Aragão Projeto Gráfico e Editoração Eletrônica percepções - oficina de comunicação É proibida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou por qualquer meio.

5 ÍNDICE Abundância e escassez: sinônimos, antônimos ou insensatez? Adriana Prates A GINÁSTICA LABORAL CONTRIBUI COM A REDUÇÃO DE DOENÇAS PROFISSIONAIS, GERANDO MAIOR DISPOSIÇÃO PARA REALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES NO TRABALHO Francisca Tatiana Campos Lopes A espera de um milagre! Maria Sílvia de Azeredo Roscoe A ARTE DE TRABALHAR EM EQUIPE Thelma M. Teixeira A ATUAÇÃO DO RECURSOS HUMANOS COMO PARCEIRO EMPRESARIAL: MITO OU REALIDADE? Júnia Mara Ferreira Gomes A AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO NO SERVIÇO PÚBLICO E O PRINCÍPIO DA EFICIÊNCIA Aldo Nogueira Venâncio A complementaridade entre cultura e clima organizacional Lara Castro

6 A CULTURA ORGANIZACIONAL NO MUNDO CORPORATIVO Beatriz Delgado A Dualidade da atuação do profissional de RH frente às mudanças Organizacionais Silvano Aragão A EMPRESA E A COLABORADORA GRÁVIDA Ana Cristina Alves A experiência de Hawthorne hoje Emerson Zanella A Gestão da Marca Pessoal como Fator de Desenvolvimento Profissional para Atuar no Novo Cenário Corporativo Tais da Graças Tozatti A GESTÃO DE PESSOAS NO CONTEXTO DAS ORGANIZAÇÕES MODERNAS Denise Figueiró Mendes A importância da assertividade nas relações empresariais e interpessoais Alexandre Moreira Faria A IMPORTÂNCIA DA LIDERANÇA COACHING APLICADA AO SETOR DE TELEMARKETING Milene Morais Matos Monteiro A IMPORTÂNCIA DO LÍDER NO PROCESSO DE MUDANÇA ORGANIZACIONAL Tânia de Souza Gonçalves A IMPORTÂNCIA DO MARKETING PESSOAL NA CARREIRA Nicoly Araujo Aragão A importância do QVT para manter a motivação no trabalho Mayara de Oliveira Silva

7 A importância do RH Kezia Lidiane Silva Malaquias A INFLUÊNCIA POSITIVA DO LÍDER SOBRE O FUNCIONÁRIO POR MEIO DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO (QVT) Juliane Martins Tito A JUVENTUDE VIRTUAL E A EMPRESA REAL Luciana Mara Souza da Silva A Participação dos líderes nos resultados de treinamento Nivia Margarida de Oliveira Alves A Relação de Confiança entre Líder x Liderado Empregado x Empregador, como base fundamental na parceria e conquista de resultados Fernando Santos A relevância dos Indicadores de RH Demonstrativos, diagnóstico e estratégia Leandro Souza de Pinho A TRANSFORMAÇÃO DA ÁREA RECURSOS HUMANOS Raquel Satira A VISÃO DE UM LÍDER Nasly Santos Soares de Paula As Organizações: Máquinas ou Organismos Vivos? Uma breve comparação Lucimar Alves Fonseca ATENÇÃO SENHORES EMPRESÁRIOS E GERENTES: CUIDADO COM OS PSICOPATAS DENTRO DA SUA EMPRESA Rosana de Fátima Stancioli Safe Nascimento BULLYING CORPORATIVO: APAGUE ESTA IDEIA! Iramaia Alves Costa Máximo

8 CARREIRA EM Y E A DUALIDADE DO GENERALISTA X ESPECIALISTA Leonardo Caixeta COACHING: UM NOVO MODISMO? Patrícia Viégas Reis Colaboradores não deixam as empresas pelos processos e sim pelos Gestores e sua capacidade de Liderar Luciana Rodrigues Costa COMUNIQUE-SE!!! Mayra Fonseca Carvalho DEMITINDO SEM PERDER A TERNURA Ana Flávia Ceolin DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS (RH) OU DEPARTAMENTO DE PESSOAL (DP)? Anísio Rocha de Rezende Dinheiro não é tudo Fernanda Yankous Rabelo E-Recruitment Recrutamento através das mídias sociais Laura Cristina Rodrigues Silvestre ESTILOS DE LIDERANÇA, CULTURA ORGANIZACIONAL E A COMUNICAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES Milena Cardoso Fatores Dificultadores do Cumprimento da Lei de Cotas e da Inclusão Efetiva de Pessoas com Deficiência no Mercado de Trabalho Renata Curvelana de Moura FEEDBACK O CASO DO FEIJÃO QUEIMADO Júlio César Vasconcelos

9 Geração Y e Liderança: um novo paradigma nas organizações Layza Cristina Moreira dos Santos GESTÃO DE PESSOAS QUAL O SEGREDO? Ana Patrícia de Souza Velloso Gestão de Pessoas Um casamento perfeito com as pessoas na Organização Cláudia Maria Cardoso Gestão do clima organizacional uma ferramenta estratégica na gestão de pessoas Marcilene Martins da Silva Gonçalves INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO TRABALHO: AVANÇOS E DESAFIOS: um problema social ou empresarial? Cleidison da Silva Santos Liderança Responsável, a visão estratégica para a prosperidade dos negócios Ralph Chelotti LIDERANÇA: O novo papel dos líderes dentro das Organizações Tatiana Brandão de Ávila Marketing Pessoal E Comportamento Organizacional Roberta Nascimento Momento Coachingback - retroabastecer os liderados com perguntas assertivas Luana de Souza Teixeira Motivação Joyce Silveira Leles MOTIVAÇÃO: FATOR DE SUSTENTABILIDADE DAS EMPRESAS NO MERCADO Maria Teresa da Silva Coelho

10 Motivação: O que realmente importa? Dileli Carias Nossas metas de cada dia... Hélvia Barcelos Guerra NOVA FACE DO EMPREENDEDOR NO BRASIL Mirian Távora Gomes O Colapso Mercadológico, a Sociedade do Espetáculo e o profissional de Recursos Humanos Juliana Lobo Albieri O endomarketing como estratégia de melhoria na rotatividade e clima organizacional Águeda Marques Herédia Vieira O LÍDER COACH E SUA IMPORTÂNCIA NO MUNDO CORPORATIVO Cláudia Suely de Almeida Pinto O Líder como Construtor e Transformador da Cultura Organizacional Henriqueta Silva Chaves O líder que todos querem ser ou ter Marcela Viana de Oliveira O papel da empresa no desenvolvimento e retenção de talentos Danielle Garibaldi de Mello O PAPEL DA GESTÃO DE PESSOAS NO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DAS EMPRESAS Kátia Aparecida Calcagno de Paula O papel do gestor na Avaliação de Desempenho Carolina Gontijo Gonçalves

11 O PAPEL DO LÍDER NAS ORGANIZAÇÕES Anamaria Malta Lima O que é mais importante: a recompensa financeira ou a recompensa emocional? Cláudia Márcia Gomes de Oliveira O que o Recursos Humanos pode fazer para que a Inclusão de pessoas com deficiência torne-se uma realidade? Janaina Ianomani de Paula e Santos O RH que as empresas demandam Cristiano Miranda da Fonseca O RH, a gestão de mudanças e as novas estruturas organizacionais Luna Metz Objetos de aprendizagem no e-learning - tecnologia a serviço da educação corporativa Ubirajara Neiva OS CONCEITOS DE COMPETÊNCIA, COMPLEXIDADE E ESPAÇO OCUPACIONAL NA GESTÃO DE PESSOAS Ângela Aparecida Prata Neves PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL: FERRAMENTA DE GESTÃO PARA MEDIR PERTENCIMENTO E ALCANÇAR RESULTADOS Carolina Lobato do Couto PLANEJAMENTO E ORIENTAÇÃO DE CARREIRA: UMA NOVA DEMANDA PARA AS INSTITUIÇÕES Carolina Di Lorenzo Morais PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE CARREIRA: GERENCIE SUA CARREIRA COMO UM JOGO DE XADREZ Pedro Eduardo Rodrigues

12 Planejamento Estratégico de Remuneração Sérgio Campos Pereira Ramos QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO (QVT) Thais Lindemberg Camargos RECOLOCAÇÃO PROFISSIONAL NOS TEMPOS MODERNOS Flávia Paula Trasladação Recontratar Ex-funcionário Vale a Pena? Tânia Regina Dinelli de Carvalho RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Cyntia de Cássia Lima RECRUTANDO GERAÇÕES Michele Ferreira Redes Sociais: nossa vida é sim um livro aberto! Carolina Gonçalves Lima Remuneração Estratégica, uma vantagem competitiva Rita de Cássia Andrade Ferreira Retenção de Talentos Lídia Carolina Fermanian Guimarães Alves RETENÇAO DE TALENTOS O GRANDE DESAFIO PARA AS ORGANIZAÇÕES Jouberth Fidélis RH E O BANCO DE TALENTOS Luiz Carlos Moreira Gonçalves RH: um lugar para cuidar de pessoas Lafaiete Marques Ciara SATISFAÇÃO E MOTIVAÇÃO NO TRABALHO Rosiane Silva

13 Seis dicas práticas para alcançar o sucesso Ana Meira SELEÇÃO POR COMPETÊNCIAS: PRATICIDADE NAS ORGANIZAÇÕES Stella Fonseca Carvalho TRABALHO: PRAZER OU SOFRIMENTO? Eliete Augusta de Souza Viana

14 Abundância e escassez: sinônimos, antônimos ou insensatez? Adriana Prates É de saber comum que quando uma polaridade se ressalta numa ponta, na outra ponta se ressalta também; quando um desafio novo é superado, na verdade é nesse momento que surge de fato o desafio. Quando as cinzas sopram de um lado, os portões cerram-se do outro. A vida das pessoas pode tomar um novo rumo. O sol pode brilhar numa face, talvez o luar nem apareça na outra. O fato é que somos agentes, mocinhos e vilões ao mesmo tempo dessa sinergia, estamos juntos no mesmo barco, todos querendo fazer a diferença, quando talvez a diferença seja feita quando esse objetivo assim dessa forma não mais existir. Na nossa rotina corporativa, na globalização que vivemos, no dia a dia de nossas vidas, vamos cumprindo parte da nossa história, a parte que podemos lidar comandada pela parte que ainda nem sabemos existir. Muitos questionam tudo e todos. Outros não se permitem questionar e ainda outros não querem ou não sabem o porquê de questionar. Não sabemos qual deles está certo. Também isso não vem ao caso. O questionamento pode vir de um desejo, de uma frustração, de uma dúvida, de uma ironia, ou de tudo isso junto, o fato é que somos questionadores por natureza, desde que nascemos e mesmo quando crescemos continuamos a nos perguntar sobre as polaridades ou digressões de pensamento: Como lidar com o excesso de informação e a escassez do conhecimento? Como lidar com a abundância financeira e a escassez dos recursos? 13

15 Como lidar com a abundância de gestores e com a escassez dos líderes? Como lidar com a abundância de ofertas e a escassez do compromisso? Como lidar com a abundância dos casamentos e a escassez das famílias? Não é necessário ir mais longe, nem mesmo buscar por essas respostas. Podemos até perguntar para o Freud, mas, esteja certo, ele não te responderá. Será que questionar leva a alguma coisa, a algum lugar? De fato, há um grupo grande de pessoas que abre espaço para refletir e operar dentro das suas possibilidades e há também outro grande número de pessoas que não prestam atenção, mas elas também operam dentro das suas possibilidades. Os resultados entre esses dois grupos são diferentes, talvez melhores, talvez piores, mas sempre diferentes. As verdades definitivamente foram abaladas, as previsões não se cumpriram, as análises não se comprovaram. Como é compreender e viver num mundo todo novo, num novo sistema que rege o mundo do qual ainda não se tem conhecimento, lembrando que na mesma velocidade que os bancos de gelo se derretem nos polos, os polos dos nossos bancos também se derretem? A abundância dos desastres naturais revela a inexorável fragilidade da nossa existência. E tudo isso em abundância. Às vezes, podemos ficar encantados, deslumbrados ou até mesmo estarrecidos com os volumes, as ocorrências e as manifestações de grandeza de toda sorte e natureza nesse momento peculiar que estamos vivendo. Talvez sejamos até privilegiados pela capacidade de ver e processar tanta coisa junta ao mesmo tempo, como nunca ocorreu. Existe uma pergunta que ajuda a trazer essa percepção para bem perto do nosso centro: O que fazer para ser feliz? Ou melhor: como ser feliz sem trazer infelicidade aos outros? O Euísmo chama a atenção, agravado pela explícita convocação feita pelos mais variados estímulos dessa nova economia, cujo principal slogan é: O importante agora é cada um cuidar de si. Como se precisasse desse tipo de estímulo nocivo. Invejar o próximo, como na maioria dos comerciais de TV. Até uma carona leva o sujeito a pôr fogo no próprio carro. É preciso definir o que você quer ser, o que você quer ter que é melhor 14

16 para você e para esse outro, que na maioria das vezes senta ao seu lado, no trabalho ou em sua mesa do jantar. As pessoas embarcam fácil nessa nova onda míope e seguem por aí cuidando só de si. Como se antes cuidassem dos outros. De quem você cuidava mesmo? A natureza egoísta humana nos revela desde o início que cuidamos dos demais, na medida em que isso também nos traz benefício; celebramos o nascimento dos nossos filhos fadando-os a realizarem nossos propósitos e súplicas mais profundas, sem nem perceber nada disso. Ah... Não foi essa a intenção! Tarde demais para isso. Fala-se de um amor incondicional, mas o nível de sensibilidade humana foi levado ao máximo de condescendência na qual os meios justificam os fins e mal uma chama de vida se apaga injustiçadamente, continua-se no mesmo caminho e voltando ao mesmo ponto de partida, de preferência numa mesa de bar, ao som de uma música animada e um chope bem geladinho. É sempre bom rever os amigos. Amigos? Muitas dessas coisas subjetivas travestidas de uma suposta aceitação da diversidade humana são trazidas à tona quando focalizamos visões sem aferições, por exemplo: o que é ter um bom senso? Ter noção? Ter bom gosto? Ter educação? Depende, vai prevalecer a visão de quem? Abundância de ideias, escassez de valores produzindo a falta de significado no modo de agir e de existir. A celebração da meta alcançada é rapidamente dominada pela nova meta elencada, impondo ao homem uma insanidade sem fim. Analisar todas essas perguntas fez-me lembrar daquela história sobre o conselho de um jardineiro chinês ao seu patrão. Quando o proprietário perguntou: Qual é a melhor época para plantar o carvalho?, o jardineiro respondeu: Cem anos atrás, mas a segunda melhor época é hoje. Para o profundo resgate dos valores humanitários e das virtudes universais, talvez a melhor época seja cem anos atrás, mas a segunda melhor época é hoje. Isso é sensatez em abundância! 15

17 Minicurrículo Adriana Prates é fundadora e presidente da Dasein Executive Search, desde o ano de 1996, empresa com destacada atuação em seu segmento, sendo a única empresa brasileira com sede em Minas Gerais a ter certificação internacional da AESC (Association of Executive Search Consultants). Maior e Melhor associação do mundo no segmento, presente em mais de 75 países. A Dasein possui também escritórios em São Paulo e Recife. Internacionalmente atua em parceria com a empresa Norman Broadbent britânica, presente em 20 países e representada pela Dasein em regime de exclusividade no Brasil. Anteriormente desenvolveu sua carreira como executiva na área de Gestão de Pessoas em empresas tais como Andrade Gutierrez, Santa Bárbara Engenharia e Vale. Psicóloga empresarial, pós-graduada em Gestão de Pessoas RH Business pela Fundação Getúlio Vargas. Possui formação em Psicodrama Empresarial e é coautora do livro Pontes do Psicodrama. Possui formação em coaching executivo nos modelos Americano e Europeu; é certificada pelo ICI Integrated Coaching Institute, e membro da ICF International Coach Federation. É uma das pioneiras no uso da técnica no Brasil. Atua com coaching executivo, equipe e vida desde É considerada uma das Headhunters mais influentes do Brasil. Articulista, palestrante e conferencista. 16

18 A GINÁSTICA LABORAL CONTRIBUI COM A REDUÇÃO DE DOENÇAS PROFISSIONAIS, GERANDO MAIOR DISPOSIÇÃO PARA REALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES NO TRABALHO Francisca Tatiana Campos Lopes Percebe-se que no mundo atual que a tecnologia apesar de ter facilitado em muito a vida das pessoas,também as tornou-as mais sedentárias.apesar desta mudança em seu padrão de comportamento, o homem é um ser ativo e que necessita do movimento para o seu bem-estar geral. Além do fator sedentarismo, a exposição às agressões, de diferentes origens e características, sofridas diariamente é outro fator que pode atuar de forma negativa na qualidade de vida das pessoas, muitas vezes sem perceber, para a execução de uma tarefa em determinado posto de trabalho, o homem gera sobrecargas mecânicas, principalmente quando assume posturas ocupacionais inadequadas em função de postos de trabalho mal projetados. A ergonomia é uma ciência que lida com o estudo das características dos trabalhadores para adaptar as condições de trabalho a essas características. Ela tem encaminhado soluções eficazes na concepção e desenvolvimento de produtos, de interface de sistema de trabalhando atuando com resultados positivos no diagnóstico na prevenção de acidentes e doença, na reestruturação produtiva das empresas e em processos de transferência de tecnologias. Aspectos presentes na sociedade moderna como questões relacionadas às condições de trabalho, o mercado altamente competitivo, a ameaça iminente da perda de emprego e outras dificuldades do dia a dia, fazem os colaboradores vivenciarem cada vez mais 17

19 situações estressantes no ambiente de trabalho. O estresses tem várias causas e afeta diretamente as pessoas, não sendo possível estabelecer uma forma única para preveni-lo ou combatê-lo. Existem diversas medidas que podem ser adotadas, tais como o enriquecimento das tarefas, o redesenho do posto de trabalho e a prática da Ginástica Laboral. Atualmente uma maior atenção tem sido dada à qualidade de vida no trabalho. Cuidar dos talentos humanos tornou-se uma questão de competitividade para as empresas que querem se destacar da concorrência, afinal de contas, hoje o universo corporativo já reconhece que o diferencial do negócio está diretamente ligado às pessoas. Estudos já comprovaram que a Ginástica Laboral é um programa que intensifica a ligação do trabalhador com a empresa, valorizando o significado do seu trabalho, já que as séries de exercícios são baseadas na função exercida. São diversos os resultados obtidos com a implantação de um programa de Ginástica Laboral, conforme afirma Oliveira (1998) são eles: melhoria das condições de saúde geral de todos os colaboradores, melhor adaptação ao posto de trabalho, melhoria na produção, melhoria do clima organizacional, diminuição de queixas relativas à dor, diminuição na procura ambulatorial, diminuição nos acidentes de trabalho, diminuição no afastamento por LER - Lesões por esforços repetitivos e DORT (Distúrbio osteomuscular relacionado ao trabalho). Com base nos autores, pode-se afirmar que os objetivos da Ginástica Laboral são promover a mudança no comportamento e na cultura dos colaboradores que estão inseridos na organização, pois estes objetivos podem proporcionar um crescimento constante na produtividade, integração e consequentemente o bem estar físico e mental, social, melhorando o relacionamento dentro e fora da organização e contribuindo diretamente para uma melhor qualidade de vida. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ANTONALIA, Cláudio. LER (Lesão por esforço repetitivo); DORT (Distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho); Prejuízos sociais e fator multiplicador do custo Brasil.São Paulo: LTr,

20 LIDA,I,Ergonomia.Projeto e Produção.São Paulo:Editora Edgard Blucher Ltda. LIMONGI-FRANÇA, Ana Cristina. Qualidade de vida no trabalho QVT; conceitos e práticas nas empresas da sociedade pós-industrial 2ed. São Paulo: Atlas, MENDES, Ricardo Alves; LEITE, Neiva. Ginástica Laboral: princípios e aplicações práticas. Barueri-SP: Manole, OLIVEIRA, João Ricardo Gabriel de Oliveira. A prática da ginástica Laboral Rio de Janeiro: 2 o edição: Sprint, MINICURRÍCULO Pós Graduada em Gestão Organizacional em Recursos Humanos pela FAMETRO, Pós Graduada em Gestão Ambiental pela Gama Filho. Administradora com ênfase em Recursos Humanos pelo Uninorte em Com mais de 7 anos de experiência na área de Recursos Humanos, atualmente Gerente de Recursos Humanos da Delima Comércio e Navegação Ltda., onde é responsável pelos subsistemas de Recrutamento e Seleção, Treinamento e Desenvolvimento, Responsabilidade Social e Projetos. Professora da Universidade Paulista-UNIP, Professora de escolas Técnicas Guarany, Centro Literatus CEL e Metropolitano. 19

21 A espera de um milagre! Maria Sílvia de Azeredo Roscoe Meu filho quer tocar guitarra. Liguei para professores para saber informações a respeito e descobri que o processo pode levar anos de aulas semanais e muita prática. Imaginei uma conversa, como as que presenciamos cotidianamente, entre cliente e fornecedor: Cliente: O curso vai levar quanto tempo? Fornecedor: Não há como dizer, vai depender do desenvolvimento do seu filho. Cliente: Mas é que a agenda dele está muito apertada. Você não pode garantir que ele aprenda a tocar guitarra em pelo menos umas 16 horas? Fornecedor:?????? Cliente: Pois é, estive pensando numa forma mais prática, vamos pegar uma sexta-feira e um sábado e vocês dão aula para ele durante 16 horas seguidas. E, para diluir o custo do curso, estava pensando em combinar com os colegas dele de também participarem. Pode ser uma turma com 30 pessoas? Fornecedor:?????? Nós não damos cursos para 30 crianças de uma vez. Se ele não tem conhecimento prévio de música, 16 horas é muito pouco para aprender a tocar guitarra. 20

22 Cliente: Mas eu estava pensando que podíamos aproveitar que eles estão na aula para aprender a tocar bateria também de uma vez. Fornecedor:?????? Desculpe-me, mas não é mesmo possível. Cliente depois conversando com o amigo: Este fornecedor é muito inflexível. Não tem a menor noção do que é atendimento a cliente. Assim vai ficar fora do mercado rapidamente. Você deve estar achando esta conversa a coisa mais esquisita do mundo, mas, infelizmente, ela ocorre inúmeras vezes na área de Desenvolvimento de Pessoal. Os contratantes querem desenvolver, por exemplo, liderança, habilidades interpessoais, comunicação, gestão do tempo, planejamento e querem que isso seja feito em um programa de 16 horas de duração. Como o milagre não ocorre, dizem que o treinamento foi ruim. É importante deixar claro que é possível conseguir resultados até em uma palestra de 1 hora. Muitas vezes a pessoa ouve algo que a sensibiliza e começa a fazer uma série de mudanças em sua forma de atuar. Por outro lado, precisamos saber que há mudanças que são mais demoradas e que ações de desenvolvimento isoladas dificilmente gerarão o resultado esperado. Eu não esperaria que o meu filho aprendesse a tocar guitarra em 16 horas. Porque pensaria que é mais fácil para um adulto mudar seus hábitos de gerenciamento do tempo, liderança, relacionamento, etc.? Muitos então dizem: - Estes treinamentos não funcionam, investi e não obtive os resultados esperados. - As pessoas não mudam mesmo. - Já dei inúmeros feedbacks para esta pessoa e ela não mudou. Então precisamos considerar o seguinte: - Quanto você realmente investiu nesta pessoa? 21

23 Só dar feedback, às vezes, não é suficiente. Em alguns casos, é necessário ajudar as pessoas a superar suas dificuldades. Um treinamento de 16 horas seguidas é, muitas vezes, apenas uma parte de um processo muito mais longo e abrangente. - Quais mudanças foram feitas no ambiente para favorecer o desenvolvimento? Os líderes dessas pessoas estão preparados para acompanhar, incentivar e até promover as mudanças que elas precisam fazer? Sei que recursos de tempo e dinheiro são limitados, mas, se não pensarmos em projetos de desenvolvimento sistêmicos e continuados, rapidamente perdemos os investimentos pontuais que fizemos e pior: perdemos competitividade. O custo de não investir é maior que o de investir. Ações de desenvolvimento vão desde leituras, auto-observação, visitas, contatos, acompanhamento de líderes até cursos, treinamentos, mentoring, coaching, estabelecimento de desafios, terapia, etc. Minicurrículo Instrutora de programas de Competências Interpessoais, Liderança para Gestores, Gestão do Tempo, Desenvolvimento Cognitivo. Mediadora do Programa de Enriquecimento Instrumental de Reuven Feuerstein. Consultora de diretores e gerentes em questões relativas à gestão e pessoas. Coach certificada pelo Integrated Coaching Institute e pelo Leading Group. Coach de Bem Estar certificada pela Real Balance. Especialista em Gestão Estratégica em RH pela FACE UFMG. Formada em Letras e História. Mais de 20 anos de experiência na área de Recursos Humanos. 22

24 A ARTE DE TRABALHAR EM EQUIPE Thelma M. Teixeira Arte, do latim, significa talento, saber, habilidade. Arte é também definida como perícia em empregar os meios para obter os resultados. Trabalhar em equipe é realmente uma arte, pois, além de ser uma habilidade, um talento, exige perícia para o alcance dos resultados, o que constitui um grande desafio. A educação que recebemos tem um enfoque muito mais individual do que grupal, a nossa sociedade é competitiva e as organizações, por mais que no discurso propaguem o coletivo e a cooperação, têm práticas que valorizam muito mais os resultados individuais e a competição. A sociedade está cada vez mais complexa, com enorme volume de informações e mudanças e precisamos de uma estratégia para lidar com esta complexidade; com as incertezas; com as diversificadas demandas de conhecimentos e habilidades e para atingirmos resultados. Sabemos que as pessoas são capazes de desenvolver inúmeras habilidades, mas são incapazes em outras. Temos que ter consciência e aceitar isso em nós. Temos limites externos e internos e, portanto, para gerar melhores resultados, precisamos complementar nossas habilidades assumindo a nossa interdependência. Em outras palavras: Trabalhar em Equipe. 23

25 Trabalhar em equipe é atingir resultados através da cooperação (operar com), compartilhando e comprometendo-se com um mesmo propósito, confiando nas pessoas e facilitando seu desenvolvimento. Quando as pessoas não estão conscientes da interdependência do seu trabalho e não são avaliadas e/ou reconhecidas por colaborarem, mas ao contrário, pelo trabalho individual, é difícil que haja cooperação. No entanto, quando se valem da complementariedade de habilidades diversas, da responsabilidade e alcance de resultados de forma compartilhada, da ajuda mútua e colaboração, da confiança e especialmente da interdependência, o trabalho de equipe pode fazer com que as incertezas e dificuldades sejam vistas como oportunidades e não como ameaças. O Trabalho em Equipe tem, portanto, como premissas: Complementariedade de habilidades cada membro da equipe contribui com sua competência individual e específica tornando o todo maior do que as partes. Responsabilidade e alcance de resultados compartilhados - as responsabilidades são distribuídas entre os vários membros, tornando-os mais conscientes do compromisso em assumi-las. O alcance dos resultados é função e mérito de toda a equipe. Ajuda mútua, colaboração e confiança as pessoas se ajudam em suas competências individuais, compartilham suas dificuldades e ansiedades e têm confiança de criarem novas alternativas. Interdependência - as pessoas, no trabalho em equipe, atuam de forma sistêmica, conscientes de que qualquer falha ou acerto individual afetará todo o sistema. O Trabalho em Equipe fundamenta-se em valores que devem ser coerentes com os dos membros da equipe. São eles: Nós todos estamos nisso juntos, nosso sucesso individual depende de nosso sucesso mútuo e vice versa. 24

26 A relação tradicional superior/subordinado não é permitida. O trabalho conjunto dos membros da equipe e da organização agrega valor ao objetivo final A comunicação aberta e honesta é vital. Os membros de equipe têm que estar aptos a falar francamente uns com os outros. É necessário empatia assim como saber ouvir. Acesso aberto à informação. A necessidade de fornecer e compartilhar todas as informações facilita a cooperação, interação, o comportamento e as decisões. Foco no processo. Compreensão por todos de que seu trabalho é vital, de que os outros interdependem deles e que estão contribuindo para fornecer resultados de alta qualidade. Para um eficaz trabalho em equipe alguns comportamentos são necessários: No nível das pessoas é necessário aprender a aprender, aprender a pedir ajuda, ter humildade/não ser onipotente e saber que a interdependência é condição sine qua non no trabalho (como também é na vida). No nível das organizações, considerar que o trabalho de equipe é uma filosofia, um valor calcado em uma liderança participativa e não condiz com um sistema de decisões centralizado e ainda, que depende do suporte gerencial e de um ambiente organizacional que facilite as comunicações, o intercâmbio de idéias e especialmente a interdependência. Relato de uma Experiência de Treinamento de Trabalho em Equipe Em um programa, cujo objetivo era conscientizar as pessoas para o esclarecimento e a importância do Trabalho em Equipe, após ter apresentado e discutido a teoria, uma das vivências que utilizei foi a seguinte: Dividi a turma em quatro grupos e utilizando material de Lego, pedi-lhes que montassem a mesma figura em um tempo (15 minutos) igual para todos os grupos. Após os 15 minutos, dois grupos 25

27 haviam conseguido. Pedi aos quatro grupos que, antes de qualquer comentário, respondessem à pergunta: Foi um trabalho de equipe? Por quê? Todos responderam que sim, mesmo os que não atingiram o resultado (não cumpriram a tarefa). Ao responderem a segunda parte da pergunta (porque havia sido um trabalho de equipe), os dois grupos que realmente haviam chegado ao resultado disseram que havia sido, pois haviam cumprido a tarefa e porque se sentiram realizados. No entanto, eu havia observado que em um destes dois grupos, alguns membros não havia cooperado e não estavam confiando em que o resultado seria atingido. Os outros dois grupos disseram que apesar de não cumprir a tarefa, haviam se empenhado e cooperado muito, o que realmente havia acontecido e estava de acordo com minhas observações. Pedi a todos que relembrassem as premissas, valores e comportamentos do Trabalho em Equipe. Neste momento, refletiram que em três grupos não ocorrera um verdadeiro trabalho em equipe, pois em dois deles não havia sido alcançado o desempenho, apesar da cooperação, confiança e participação de todos. Reforcei que empenho (argumento deles) não significa desempenho. No outro grupo havia tido o desempenho, mas sem cooperação e confiança. E concluíram que apenas em um grupo havia ocorrido verdadeiramente um Trabalho de Equipe. A conclusão foi e é que o Trabalho em Equipe é verdadeiramente um desafio, uma arte, mas que vale a pena tanto como estratégia para realização de resultados como provedor da estética que há em toda arte. Referências Bibliográficas AMARU, A.C. Gerência de trabalho de equipe. Biblioteca de Administração e Negócios, CHANG, Richard Y. Sucesso através do trabalho em equipe. Rio de Janeiro, Qualitymark,

NOSSO OBJETIVO. GESTÃO DO DESEMPENHO: uma possibilidade de ampliar o negócio da Organização

NOSSO OBJETIVO. GESTÃO DO DESEMPENHO: uma possibilidade de ampliar o negócio da Organização NOSSO OBJETIVO GESTÃO DO DESEMPENHO: uma possibilidade de ampliar o negócio da Organização RHUMO CONSULTORIA EMPRESARIAL Oferecer soluções viáveis em tempo hábil e com qualidade. Essa é a receita que a

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

O Princípio da Eficiência na Administração Pública

O Princípio da Eficiência na Administração Pública O Princípio da Eficiência na Administração Pública Cristiane Fortes Nunes Martins 1 1. Introdução A Administração Pública é regida por princípios que se encontram discriminados na Constituição Federal

Leia mais

Autores: Leandro César de Paula e Thiago Leonardo Magalhães Goulart Orientador: Soraya Regina Ferreira

Autores: Leandro César de Paula e Thiago Leonardo Magalhães Goulart Orientador: Soraya Regina Ferreira RECRUTAMENTO E SELEÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES Autores: Leandro César de Paula e Thiago Leonardo Magalhães Goulart Orientador: Soraya Regina Ferreira Os objetivos deste artigo são mostrar a importância do recrutamento

Leia mais

Administração e Gestão de Pessoas

Administração e Gestão de Pessoas Administração e Gestão de Pessoas Aula Gestão de Pessoas Prof.ª Marcia Aires www.marcia aires.com.br mrbaires@gmail.com Percepção x trabalho em equipe GESTÃO DE PESSOAS A Gestão de Pessoas é responsável

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Recursos Humanos 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Recursos Humanos 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Recursos Humanos 2011-1 DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO LIDERANÇA AUTOCRÁTICA: O RELACIONAMENTO

Leia mais

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO ISSN 1984-9354 QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO JAQUELINE ARAUJO DOS SANTOS (LATEC / UFF) Resumo: Os temas relacionados à qualidade de vida no trabalho estão cada vez mais sendo objeto de estudo e presentes

Leia mais

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado Professora Débora Dado Prof.ª Débora Dado Planejamento das aulas 7 Encontros 19/05 Contextualizando o Séc. XXI: Equipes e Competências 26/05 Competências e Processo de Comunicação 02/06 Processo de Comunicação

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas

MBA em Gestão de Pessoas REFERÊNCIA EM EDUCAÇÃO EXECUTIVA MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Profª. Dra. Ana Ligia Nunes Finamor A Escola de Negócios de Alagoas. A FAN Faculdade de Administração e Negócios foi fundada

Leia mais

Equipe com mais de 17 anos de experiência em Avaliação de Executivos, Coaching e Desenvolvimento de Lideranças

Equipe com mais de 17 anos de experiência em Avaliação de Executivos, Coaching e Desenvolvimento de Lideranças Equipe com mais de 17 anos de experiência em Avaliação de Executivos, Coaching e Desenvolvimento de Lideranças Responsável pela elaboração e realização de projetos em empresas de porte que foram reconhecidos

Leia mais

www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes

www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes Sólidos conteúdos com alegria - essas são algumas características das palestras de Marcelo de Elias. Outra característica marcante: Cada palestra é um projeto

Leia mais

Competitividade e Resultados: conseqüência do alinhamento de estratégia, cultura e competências.

Competitividade e Resultados: conseqüência do alinhamento de estratégia, cultura e competências. 1 Programa Liderar O Grupo Solvi é um conglomerado de 30 empresas que atua nas áreas de saneamento, valorização energética e resíduos. Como alicerce primordial de seu crescimento encontrase o desenvolvimento

Leia mais

Evento técnico mensal

Evento técnico mensal Evento técnico mensal GERENCIAMENTO DE CARREIRA PARA O SUCESSO DO GESTOR DE PROJETOS Fernanda Schröder Gonçalves Organização Apoio 1 de xx APRESENTAÇÃO Fernanda Schröder Gonçalves Coordenadora do Ibmec

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann 1 OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

Business & Executive Coaching - BEC

Business & Executive Coaching - BEC IAC International Association of Coaching Empresas são Resultados de Pessoas José Roberto Marques - JRM O Atual Cenário no Mundo dos Negócios O mundo dos negócios está cada vez mais competitivo, nesse

Leia mais

MBA Executivo em Gestão de Pessoas

MBA Executivo em Gestão de Pessoas ISCTE BUSINESS SCHOOL INDEG_GRADUATE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA Executivo em Gestão de Pessoas www.strong.com.br/alphaville - www.strong.com.br/osasco - PABX: (11) 3711-1000 MBA

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

18º Congresso de Iniciação Científica GESTÃO DE PESSOAS E SUAS RELAÇÕES COM A ESTRATÉGIA ORGANIZACIONAL: UM ESTUDO EXPLORATIVO

18º Congresso de Iniciação Científica GESTÃO DE PESSOAS E SUAS RELAÇÕES COM A ESTRATÉGIA ORGANIZACIONAL: UM ESTUDO EXPLORATIVO 18º Congresso de Iniciação Científica GESTÃO DE PESSOAS E SUAS RELAÇÕES COM A ESTRATÉGIA ORGANIZACIONAL: UM ESTUDO EXPLORATIVO Autor(es) ALINE MOREIRA Orientador(es) ARSÊNIO FIRMINO DE NOVAES NETTO Apoio

Leia mais

Ribeirão Preto, Franca, São Carlos e Araraquara GESTÃO DE PESSOAS. COORDENAÇÃO: Profª Drª Ana Ligia Nunes Finamor

Ribeirão Preto, Franca, São Carlos e Araraquara GESTÃO DE PESSOAS. COORDENAÇÃO: Profª Drª Ana Ligia Nunes Finamor Ribeirão Preto, Franca, São Carlos e Araraquara GESTÃO DE PESSOAS COORDENAÇÃO: Profª Drª Ana Ligia Nunes Finamor OBJETIVO: A Gestão de Pessoas vem passando por inúmeras transformações nestes últimos anos.

Leia mais

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br Prezado(a) Sr.(a.) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso de

Leia mais

Prof Elly Astrid Vedam

Prof Elly Astrid Vedam Prof Elly Astrid Vedam Despertar e saber lidar com os mecanismos de liderança e se preparar para a gestão de pequenos e médios negócios; Identificar conflitos no ambiente de seu negócio, calculando e avaliando

Leia mais

Colégio Estadual Juracy Rachel Saldanha Rocha Técnico em Administração Comportamento Organizacional Aílson José Senra Página 1

Colégio Estadual Juracy Rachel Saldanha Rocha Técnico em Administração Comportamento Organizacional Aílson José Senra Página 1 Página 1 COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL As pessoas que supervisionam as atividades das outras e que são responsáveis pelo alcance dos objetivos nessas organizações são os administradores. Eles tomam decisões,

Leia mais

Business & Executive Coaching - BEC

Business & Executive Coaching - BEC IAC International Association of Coaching Empresas são Resultados de Pessoas José Roberto Marques - JRM O Novo Cenário no Mundo dos Negócios O mundo dos negócios está cada vez mais competitivo e as empresas

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE LÍDERES

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE LÍDERES PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE LÍDERES Sobre o curso: O programa fornece conhecimentos técnicos e de gestão, bem como, ferramentas práticas que auxiliem os participantes na condução das suas equipes. Para

Leia mais

Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT

Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT CIÊNCIAS CONTÁBEIS e ADMINISTRAÇÃO Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT maio/2014 APRESENTAÇÃO Em um ambiente onde a mudança é a única certeza e o número de informações geradas é desmedido,

Leia mais

Clima organizacional e o desempenho das empresas

Clima organizacional e o desempenho das empresas Clima organizacional e o desempenho das empresas Juliana Sevilha Gonçalves de Oliveira (UNIP/FÊNIX/UNESP) - jsgo74@uol.com.br Mauro Campello (MC Serviços e Treinamento) - mcampello@yahoo.com Resumo Com

Leia mais

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Projeto Saber Contábil O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Alessandra Mercante Programa Apresentar a relação da Gestão de pessoas com as estratégias organizacionais,

Leia mais

RRelevância do curso. OObjetivo do curso. FFundamentação Teórica: ATENDIMENTO E POSTURA NO AMBIENTE DE TRABALHO. Público-alvo

RRelevância do curso. OObjetivo do curso. FFundamentação Teórica: ATENDIMENTO E POSTURA NO AMBIENTE DE TRABALHO. Público-alvo Vigilantes, vigias, porteiros ou interessados em ingressar nessas funções. A empresa que presta serviços de vigilância tem a grande preocupação de manter a segurança de seu cliente, mas também de não receber

Leia mais

MBA EM GESTÃO DE PESSOAS

MBA EM GESTÃO DE PESSOAS PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO DE PESSOAS SIGA: TMBAGP*11/02 Av. Conselheiro Nébias, 159 Bairro Paquetá Santos SP - CEP 11015-001 - Fone: (13) 3228 6000 Rua Almirante Protógenes,

Leia mais

O PEDAGOGO NAS ORGANIZAÇÕES

O PEDAGOGO NAS ORGANIZAÇÕES O PEDAGOGO NAS ORGANIZAÇÕES KOWALCZUK, Lidiane Mendes Ferreira - PUCPR lidianemendesf@gmail.com VIEIRA, Alboni Marisa Dudeque Pianovski - PUCPR alboni@alboni.com Eixo Temático: Formação de Professores

Leia mais

Ilca Maria Moya de Oliveira

Ilca Maria Moya de Oliveira Plano de Desenvolvimento Relação Ergonomia e Moda e Educação Corporativa Ilca Maria Moya de Oliveira Segundo Dutra (2004), a preparação para o futuro exige investimentos simultâneos: um na modernização

Leia mais

Qualidade de Vida no Trabalho

Qualidade de Vida no Trabalho 1 Qualidade de Vida no Trabalho Alessandra Cristina Rubio¹ Thiago Silva Guimarães² Simone Cristina Fernandes Naves³ RESUMO O presente artigo tem como tema central a Qualidade de Vida no Trabalho, com um

Leia mais

4. Tendências em Gestão de Pessoas

4. Tendências em Gestão de Pessoas 4. Tendências em Gestão de Pessoas Em 2012, Gerenciar Talentos continuará sendo uma das prioridades da maioria das empresas. Mudanças nas estratégias, necessidades de novas competências, pressões nos custos

Leia mais

CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS

CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS Cesar Aparecido Silva 1 Patrícia Santos Fonseca 1 Samira Gama Silva 2 RESUMO O presente artigo trata da importância do capital

Leia mais

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM ECOTURISMO Objetivo: O Curso tem por objetivo capacitar profissionais, tendo em vista a carência de pessoas qualificadas na área do ecoturismo, para atender,

Leia mais

As cinco disciplinas

As cinco disciplinas As cinco disciplinas por Peter Senge HSM Management julho - agosto 1998 O especialista Peter Senge diz em entrevista exclusiva que os programas de aprendizado podem ser a única fonte sustentável de vantagem

Leia mais

Os Desafios da Gestão e da Liderança Marco Antonio Ornelas

Os Desafios da Gestão e da Liderança Marco Antonio Ornelas Os Desafios da Gestão e da Liderança Marco Antonio Ornelas Marco Antonio Ornelas Psicólogo com Especialização em Comportamento Organizacional pela Califórnia American University. Formação em Coaching pelo

Leia mais

INSERÇÃO PROFISSIONAL DO PSICÓLOGO EM ORGANIZAÇÕES E NO TRABALHO 30h/a

INSERÇÃO PROFISSIONAL DO PSICÓLOGO EM ORGANIZAÇÕES E NO TRABALHO 30h/a PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO EMENTAS E BIBLIOGRAFIAS INSERÇÃO PROFISSIONAL DO PSICÓLOGO EM ORGANIZAÇÕES E NO TRABALHO 30h/a EMENTA: Visão clássica da psicologia organizacional: história e desdobramentos.

Leia mais

Resenha. Inovação: repensando as organizações (BAUTZER, Daise. São Paulo: Atlas, 2009.)

Resenha. Inovação: repensando as organizações (BAUTZER, Daise. São Paulo: Atlas, 2009.) Resenha Inovação: repensando as organizações (BAUTZER, Daise. São Paulo: Atlas, 2009.) Patrícia Morais da Silva 1 Superar as expectativas do mercado atendendo de forma satisfatória as demandas dos clientes

Leia mais

A GINÁSTICA LABORAL COMO FERRAMENTA PARA A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA NO SETOR DE COZINHA EM RESTAURANTES

A GINÁSTICA LABORAL COMO FERRAMENTA PARA A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA NO SETOR DE COZINHA EM RESTAURANTES A GINÁSTICA LABORAL COMO FERRAMENTA PARA A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA NO SETOR DE COZINHA EM RESTAURANTES Alexandre Crespo Coelho da Silva Pinto Fisioterapeuta Mestrando em Engenharia de Produção UFSC

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Pessoas tem por objetivo o fornecimento de instrumental que possibilite

Leia mais

MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias

MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias Curso de Pós-Graduação Lato Sensu Especialização (versão 2011) Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

Aula 01 - Introdução à Gestão Organizacional e Educação Corporativa

Aula 01 - Introdução à Gestão Organizacional e Educação Corporativa Aula 01 - Introdução à Gestão Organizacional e Educação Corporativa Objetivos da aula: Nesta aula o principal objetivo será conceituar itens que irão embasar o conteúdo das aulas seguintes. Serão conceituados

Leia mais

Seminários Públicos Hay Group 2010

Seminários Públicos Hay Group 2010 Seminários Públicos Hay Group 2010 São Paulo, outubro de 2009 É com grande satisfação que estamos lhe apresentando nosso portfólio de seminários abertos Hay Group 2010. Esclarecemos que todos os seminários

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DE PESSOAS

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DE PESSOAS PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DE PESSOAS APRESENTAÇÃO O curso de especialização Gestão de Pessoas tem por meta desenvolver gestores para atuarem em empresas que estejam inseridas no processo de globalização

Leia mais

Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor

Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor Sólidos conteúdos com alegria - essas são algumas características das palestras de Marcelo de Elias. A maioria absoluta das avaliações obtêm excelentes resultados,

Leia mais

Os Sistema de Administração de Gestão de Pessoas

Os Sistema de Administração de Gestão de Pessoas Os Sistema de Administração de Gestão de Pessoas As pessoas devem ser tratadas como parceiros da organização. ( Como é isso?) Reconhecer o mais importante aporte para as organizações: A INTELIGÊNCIA. Pessoas:

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS

ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente dinâmico e competitivo para

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Apresentação O programa de MBA em Estratégia e Liderança Empresarial tem por objetivo preparar profissionais para

Leia mais

O PLANEJAMENTO ESTRATÉGIO EM RECURSOS HUMANOS: Um Estudo de Caso das Melhores Empresas para se Trabalhar segundo o Guia VOCÊ S/A EXAME

O PLANEJAMENTO ESTRATÉGIO EM RECURSOS HUMANOS: Um Estudo de Caso das Melhores Empresas para se Trabalhar segundo o Guia VOCÊ S/A EXAME O PLANEJAMENTO ESTRATÉGIO EM RECURSOS HUMANOS: Um Estudo de Caso das Melhores Empresas para se Trabalhar segundo o Guia VOCÊ S/A EXAME Felipe Barbetta Soares da Silva 1, Vilma da Silva Santos 2, Paulo

Leia mais

Consultoria em Treinamento & Desenvolvimento de Pessoas

Consultoria em Treinamento & Desenvolvimento de Pessoas Consultoria em Treinamento & Desenvolvimento de Pessoas Evolução PMC têm atuação diferenciada na gestão de pessoas e clima organizacional, gerando na equipe mais agilidade para a mudança e maior capacidade

Leia mais

DISCRIMINAÇÃO E PRECONCEITO NO RECRUTAMENTO E SELEÇÃO

DISCRIMINAÇÃO E PRECONCEITO NO RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DISCRIMINAÇÃO E PRECONCEITO NO RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Isabela de Rezende Costa Orientador: Zilda Contesini (mestre) O presente trabalho aborda o preconceito e a discriminação, como fatores presentes no

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Liderança e Gestão de Pessoas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

Equipe de Alta Performance

Equipe de Alta Performance Equipe de Alta Performance Como chegar a ser uma EAP? Intelectual Razão Cognição Meta Estratégia EQUIPE EAP (Time) BANDO GRUPO Emocional Motivação Relação Ajuda O que é uma Equipe? Éumgrupodepessoas: com

Leia mais

XVI SEMINÁRIO DE PESQUISA DO CCSA ISSN 1808-6381

XVI SEMINÁRIO DE PESQUISA DO CCSA ISSN 1808-6381 GESTÃO DE PESSOAS APLICADA ÀS UNIDADES DE INFORMAÇÃO 1 Mailza Paulino de Brito e Silva Souza 2 Sandra Pontual da Silva 3 Sara Sunaria Almeida da Silva Xavier 4 Orientadora: Profª M.Sc. Luciana Moreira

Leia mais

Pós-graduação lato sensu.

Pós-graduação lato sensu. MBA Desenvolvimento e Gestão de Pessoas Pós-graduação lato sensu 1 MBA Desenvolvimento e Gestão de Pessoas Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

MBA Gestão de Negócios e Pessoas

MBA Gestão de Negócios e Pessoas PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Nome do Curso MBA Gestão de Negócios e Pessoas Área de Conhecimento Ciências Sociais Aplicadas Nome do Coordenador do Curso e Breve Currículo: Prof.

Leia mais

09/07/2013. Apresenta

09/07/2013. Apresenta Apresenta 1 por Diana Santos 2 Muitos estudos sobre políticas de gestão de pessoas com vistas a melhorar o desempenho dos colaboradores; Durante toda existência humana, as equipes constituíram a forma

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Técnico em Administração

Leia mais

MUDANÇA CULTURAL NAS ORGANIZAÇÕES

MUDANÇA CULTURAL NAS ORGANIZAÇÕES 1 MUDANÇA CULTURAL NAS ORGANIZAÇÕES Wainy Indaiá Exaltação Jesuíno 1 Marco Antônio 2 Resumo O objetivo deste trabalho é demonstrar a importância da análise do clima organizacional para mudança da cultura

Leia mais

SEMIPRESENCIAL 2013.1

SEMIPRESENCIAL 2013.1 SEMIPRESENCIAL 2013.1 MATERIAL COMPLEMENTAR II DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA: MONICA ROCHA LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO Liderança e Motivação são fundamentais para qualquer empresa que deseja vencer

Leia mais

A Qualidade de Vida no trabalho do servidor público da administração estadual e o papel do gerente de recursos humanos. Mário Augusto Porto

A Qualidade de Vida no trabalho do servidor público da administração estadual e o papel do gerente de recursos humanos. Mário Augusto Porto A Qualidade de Vida no trabalho do servidor público da administração estadual e o papel do gerente de recursos humanos. Mário Augusto Porto O objetivo deste artigo é o de sensibilizar o gerente de recursos

Leia mais

Planejamento de Recursos Humanos

Planejamento de Recursos Humanos UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Filosofia e Ciências Câmpus de Marília Departamento de Ciência da Informação Planejamento de Recursos Humanos Profa. Marta Valentim Marília 2014 As organizações

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

Já pesquisou alguma coisa sobre a Geração Y? Pois então corra, pois eles já vasculharam tudo para você.

Já pesquisou alguma coisa sobre a Geração Y? Pois então corra, pois eles já vasculharam tudo para você. Já pesquisou alguma coisa sobre a Geração Y? Pois então corra, pois eles já vasculharam tudo para você. A HR Academy e a NextView realizaram uma pesquisa focada em geração y, com executivos de RH das principais

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional -Matutino e Noturno

MBA em Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional -Matutino e Noturno MBA em Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional -Matutino e Noturno Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições Abertas Turma 12 (Noturno) -->Últimas Vagas até o dia 27/05/2013 CAMPUS IGUATEMI Turma 13

Leia mais

Desenvolvimento de Liderança Motivação e Trabalho em Equipe

Desenvolvimento de Liderança Motivação e Trabalho em Equipe Desenvolvimento de Liderança Motivação e Trabalho em Equipe Eduardo Rocha Diretor da DSG Consultoria Capacitar seus colaboradores, do gerente aos coordenadores é o melhor caminho para melhorar a eficácia

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA CENTRO DE INVESTIGAÇÃO E PREVENÇÃO DE ACIDENTES AERONÁUTICOS

MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA CENTRO DE INVESTIGAÇÃO E PREVENÇÃO DE ACIDENTES AERONÁUTICOS MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA CENTRO DE INVESTIGAÇÃO E PREVENÇÃO DE ACIDENTES AERONÁUTICOS Manual de Aplicação Questionário de Levantamento Organizacional e de Fatores Humanos Brasília, novembro

Leia mais

RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL

RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL programação do evento 4ª edição RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL 10 de abril de 2014 Staybridge Suites São Paulo PATROCÍNIO GOLD PATROCÍNIO SILVER EXPO BRAND APOIO REALIZAÇÃO Os desafios do futuro na

Leia mais

Permita-se ir além e descubra uma nova possibilidade, um conjunto de ideias e inovação, construído por você.

Permita-se ir além e descubra uma nova possibilidade, um conjunto de ideias e inovação, construído por você. Somos uma empresa inovadora, que através de uma metodologia vencedora proporciona a nossos clientes um ambiente favorável ao desenvolvimento de capacidades, para que seus profissionais alcancem o melhor

Leia mais

Palavras-Chave: Organizações, Colaboradores, Recursos, Gestão de Pessoas

Palavras-Chave: Organizações, Colaboradores, Recursos, Gestão de Pessoas DA ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS À GESTAO DE PESSOAS Josiane de C. Aparecida Lacerda 1, Renata Valentina Bigolotti 2, Nivaldo Carleto 3 1 Fatec-Taquaritinga. Gestão do Agronegócio. Taquaritinga-SP

Leia mais

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS Graduação PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

Case: Reconheço Você

Case: Reconheço Você Case: Reconheço Você Razão Social: Wilson Sons Ramo de Atividade: Sistema Portuário e Logístico & Sistema Marítimo Ano de fundação: 1837 Nome/Titulação do responsável: Antônio Linhares, Rodrigo Sampaio

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Gestão de Conflitos Organizacionais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Gestão de Conflitos Organizacionais UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Gestão de Conflitos Organizacionais Jefferson Menezes de Oliveira Santa Maria, dezembro de 2006 INTRODUÇÃO

Leia mais

Apresentação. Gestão de Pessoas por Competências

Apresentação. Gestão de Pessoas por Competências Apresentação Gestão de Pessoas por Competências POR QUE GESTÃO POR COMPETÊNCIAS? Empresas e Organizações Gestão das Finanças Gestão de Marketing Gestão de Produção Gestão de Distribuição Gestão de Controle

Leia mais

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Adm.Walter Lerner 1.Gestão,Competência e Liderança 1.1.Competências de Gestão Competências Humanas e Empresariais são Essenciais Todas as pessoas estão, indistintamente,

Leia mais

COACHING: ESTUDO DOS BENEFÍCIOS QUE A TÉCNICA PODE OFERECER A UMA REDE DE IMOBILIÁRIAS E A SEUS PARCEIROS

COACHING: ESTUDO DOS BENEFÍCIOS QUE A TÉCNICA PODE OFERECER A UMA REDE DE IMOBILIÁRIAS E A SEUS PARCEIROS COACHING: ESTUDO DOS BENEFÍCIOS QUE A TÉCNICA PODE OFERECER A UMA REDE DE IMOBILIÁRIAS E A SEUS PARCEIROS RESUMO Priscila Alves Moreira Robésio Teixeira Gomes Partindo do pressuposto de que o coaching

Leia mais

Liderança através das Gerações: Baby Boomer, X, Y e Z

Liderança através das Gerações: Baby Boomer, X, Y e Z Liderança através das Gerações: Baby Boomer, X, Y e Z Contextualização Desde 2005 a Presidente da Dasein, Adriana Prates, tem estudado a temática das gerações (Veteranos, Boomers, X, Y e Z) com enfoque

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias 15ª Turma

MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias 15ª Turma MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias 15ª Turma Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você

Leia mais

Ensino Superior no Século XXI: Mudanças, Desafios e Competências. José Roberto Gomes da Silva

Ensino Superior no Século XXI: Mudanças, Desafios e Competências. José Roberto Gomes da Silva Ensino Superior no Século XXI: Mudanças, Desafios e Competências José Roberto Gomes da Silva Os desafios de gestão das IES Maior Complexidade Mudanças na sociedade Competitividade Novo papel Nova identidade

Leia mais

III Jornada Interdisciplinar Campus Carlos Luz - Noite III JORNADA INTERDISCIPLINAR

III Jornada Interdisciplinar Campus Carlos Luz - Noite III JORNADA INTERDISCIPLINAR III JORNADA INTERDISCIPLINAR Comissão organizadora: Centro de Excelência para Ensino Coordenadores dos Cursos Campus Carlos Luz 220/800 Programação 21 a 25 de maio de 2012 TURNO 24 DE MAIO DE 2012 QUINTA

Leia mais

Ana Cláudia Braga Mendonça

Ana Cláudia Braga Mendonça Plano de Cargos e Salários CSJT OCUPAÇÃO DE FUNÇÃO COMISSIONADA E CARGO EM COMISSÃO I - FUNÇÕES COMISSIONADAS (FC-1 - FC-6) 80% > servidores integrantes das Carreiras do Poder Judiciário da União; (Art.3º)

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO. Tema : Fundamentos da Administração 1 Aula Conceitos da Administração História da Administração Funções do Administrador

ADMINISTRAÇÃO. Tema : Fundamentos da Administração 1 Aula Conceitos da Administração História da Administração Funções do Administrador ADMINISTRAÇÃO Tema : Fundamentos da Administração 1 Aula Conceitos da Administração História da Administração Funções do Administrador O que devemos.. Tirar todas as dúvidas a qualquer momento Participar

Leia mais

COUTO COACHING. Liberando potencial, maximizando resultados.

COUTO COACHING. Liberando potencial, maximizando resultados. COUTO COACHING Liberando potencial, maximizando resultados. O que é Coaching? Coaching é uma poderosa ferramenta de desenvolvimento e gerenciamento do comportamento humano e tem como objetivo levar o indivíduo

Leia mais

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS GESTÃO POR COMPETÊNCIAS STM ANALISTA/2010 ( C ) Conforme legislação específica aplicada à administração pública federal, gestão por competência e gestão da capacitação são equivalentes. Lei 5.707/2006

Leia mais

ENDOMARKETING COMO FERRAMENTA DE COMUNICAÇÃO COM O PÚBLICO INTERNO

ENDOMARKETING COMO FERRAMENTA DE COMUNICAÇÃO COM O PÚBLICO INTERNO 1 ENDOMARKETING COMO FERRAMENTA DE COMUNICAÇÃO COM O PÚBLICO INTERNO Por Regina Stela Almeida Dias Mendes NOVEMBRO 2004 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA 2 ENDOMARKETING COMO FERRAMENTA DE COMUNICAÇÃO

Leia mais

PRÁTICAS ADMINISTRATIVAS DA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS INTEGRADAS ÀS ESTRATÉGIAS ORGANIZACIONAIS

PRÁTICAS ADMINISTRATIVAS DA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS INTEGRADAS ÀS ESTRATÉGIAS ORGANIZACIONAIS PRÁTICAS ADMINISTRATIVAS DA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS INTEGRADAS ÀS ESTRATÉGIAS ORGANIZACIONAIS Marino, Reynaldo Discente do Curso de Psicologia da Faculdade de Ciências da Saúde - FASU/ACEG GARÇA/SP-

Leia mais

CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI)

CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Profº Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefetpr,br Profº Dr. Luciano

Leia mais

LÍDER COACH Obtenha excelência em sua vida pessoal e profissional

LÍDER COACH Obtenha excelência em sua vida pessoal e profissional LÍDER COACH Obtenha excelência em sua vida pessoal e profissional Ao investir em pessoas o seu resultado é garantido! Tenha ganhos significativos em sua gestão pessoal e profissional com o treinamento

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO TREINAMENTO PARA O DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO

A IMPORTÂNCIA DO TREINAMENTO PARA O DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO A IMPORTÂNCIA DO TREINAMENTO PARA O DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO 2009 Renata Araújo Volpe Estudante do curso de Engenharia de Produção (Brasil) Docente orientadora Carla Bittencourt Lorusso Email: revolpe@pop.com.br

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO E CAPACITAÇÃO DE LIDERANÇA

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO E CAPACITAÇÃO DE LIDERANÇA PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO E CAPACITAÇÃO DE LIDERANÇA Objetivos Posicionar o gestor no seu papel de administrador do trabalho (resultados, pessoas, aspectos legais, clima organizacional, etc.), para atender

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Recursos Humanos 2013-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Recursos Humanos 2013-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Recursos Humanos 2013-1 INTELIGÊNCIA EMOCIONAL: HABILIDADE ESSENCIAL PARA GESTORES DE EXCELÊNCIA

Leia mais

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal MBA Recursos Humanos Inscrições Abertas Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal Carga horária: 600 Horas Duração: 24 meses *As informações podem sofrer

Leia mais

Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012

Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a

Leia mais

A MOTIVAÇÃO COMO FATOR DE SUCESSO NA ORGANIZAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF

A MOTIVAÇÃO COMO FATOR DE SUCESSO NA ORGANIZAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF A MOTIVAÇÃO COMO FATOR DE SUCESSO NA ORGANIZAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF Danilo Domingos Gonzales Simão 1 Fábio Augusto Martins Pereira 2 Gisele Maciel de Lima 3 Jaqueline de Oliveira Rocha 4

Leia mais

AGENDA. 5ª Edição. Hotel Staybridge. Realização:

AGENDA. 5ª Edição. Hotel Staybridge. Realização: AGENDA 5ª Edição D? 06 de Maio de 2015 Hotel Staybridge Realização: w w w.c o r p b us i n e s s.c o m.b r Patrocínio Gold Patrocínio Bronze Apoio Realização: APRESENTAÇÃO C GESTÃO DE PESSOAS: DESAFIOS

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 206/2015

PROCESSO SELETIVO Nº 206/2015 PROCESSO SELETIVO Nº 206/2015 O Sesc em Minas comunica a relação nominal com as notas da prova ocorrida entre os dias 07/06/2015 à 14/06/2015 Considerando o que está previsto no subitem 5.1.3.1 do Descritivo

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais