Desenvolvimento Motor de 5 a 10 anos ACADÊMICOS: FERNANDO FÁBIO F. DE OLIVEIRA CARLOS ALEXANDRE DA SILVA ALEXIA REGINA KURSCHNER

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Desenvolvimento Motor de 5 a 10 anos ACADÊMICOS: FERNANDO FÁBIO F. DE OLIVEIRA CARLOS ALEXANDRE DA SILVA ALEXIA REGINA KURSCHNER"

Transcrição

1 Desenvolvimento Motor de 5 a 10 anos ACADÊMICOS: FERNANDO FÁBIO F. DE OLIVEIRA CARLOS ALEXANDRE DA SILVA ALEXIA REGINA KURSCHNER

2 Introdução Para Gallahue (2003), O Desenvolvimento é o processo continuo de mudanças ao longo do tempo que se inicia na concepção e cessa somente na morte. E o desenvolvimento motor envolve continua adaptação as mudanças nas capacidades de movimentos de um indivíduo por meio de esforço continuo. Já Go Tani (1988,) fala que o desenvolvimento motor é um processo demorado e continuo. E Hottiger, (1980) citado por Go Tani diz que as experiências que a criança tem durante a sua a sua infância é que determinará em que adulto ela se tornará.

3 O desenvolvimento das Habilidades Motoras na Primeira Infância O desenvolvimento de uma criança na maior parte do tempo seria dividido entre brincar, comer, e dormir. Será a partir dessas ações da criança que ela desenvolverá uma grande quantidade de habilidades locomotora, manipulativas e de estabilidade. Além disso também irá aprender sobre o corpo e o mundo em que vive. Todos esses aspectos influenciara na parte cognitiva e no afetivo social da criança de uma forma gradativa em seu desenvolvimento.

4 Fases do Desenvolvimento Motor Todos os indivíduos, desde o nascimento estão em constante mudanças, e o desenvolvimento motor acontece basicamente nas mudanças do comportamento motor. Essas mudanças no comportamento motor acontece por fatores diversos, como por exemplo fatores biológicos, fatores ambientas(experiência) e da tarefa em si (físico e mecânico).

5

6 Processo do Desenvolvimento Motor Para Gallahue e Ozmun (2005),o desenvolvimento motor pode ser considerado de fases e sob aspectos de estágios. O desenvolvimento motor se divide em fase reflexiva, habilidades rudimentares, habilidades motoras básicas e habilidades motoras especificas.

7 Fase dos Movimentos Reflexos São os primeiros movimentos realizado pelo individuo, esses movimentos são de formas involuntárias, feitos automaticamente pelo individuo, e se divide em dois estágios, o estágio de codificação e o estágio de decodificação.

8 Estágio de Codificação de informação Os movimentos realizados nesse estágio são primordiais para a sobrevivência do bebê, são observados no período fetal e até o quarto mês no período pós natal. Neste estágio os centros cerebrais são mais desenvolvidos que o córtex motor e estão no comando do movimento fetal e neonatal.

9 Estágio de Codificação de informação

10 Estágio de Decodificação de informações Começa no quarto mês de vida, os centros cerebrais continuam a se desenvolver, mas cedem o controle sobre os movimentos esqueléticos e são substituídos por atividades motoras voluntarias. é neste estágio que a substituição da atividade sensório motora por habilidade motora perceptiva. Ajustamento postural, controla a cabeça, o tronco, e preensão pegar com as mãos.

11 Estágio de Decodificação de informações

12 Fase dos Movimentos Rudimentares Os movimentos rudimentares são movimentos voluntários, bem simples necessário para a sobrevivência que envolve basicamente o controle do corpo, esses movimentos inicia- se com um ano até aproximadamente dois anos de idade. Pode se observar movimentos de Estabilidade (obter o controle da cabeça, pescoço e musculo do tronco), manipulativos (Alcançar, agarrar e soltar), e locomotores (arrastar-se, engatinhar, caminhar).

13 Estabilizadores, Manipulativos, e Locomotores

14

15 Fase dos Movimentos Fundamentais Também conhecidos como padrões fundamentais de movimento, este período as crianças estão envolvidas na exploração e na experimentação das capacidades motoras de seus corpos. É nessa fase que as crianças desenvolvem uma variedade de movimentos, como por exemplo movimentos estabilizadores (andar com firmeza e o equilíbrio em um só pé), manipulativas (arremessar e apanhar) locomoção (correr e pular). Gallahue, David L, 2008

16 Variáveis que afetam o crescimento Físico e Motor Seres humanos apresentam a capacidade de interagir com o ambiente através dos movimentos. Esta capacidade sofre alterações ao longo do ciclo de vida do individuo devido as características: Do Individuo (crescimento, maturação, capacidade física) Do Ambiente (espaços, superfícies; socioculturais) Da Tarefa (objetivos, as regras e equipamento) Gallahue; Ozmun, 2005

17 Habilidades Motoras Fundamentais se dividem em três Estágios Estágio inicial Estágio elementar Estágio Maduro

18 Estágio inicial Nesse estágio é onde a criança faz suas primeiras tentativas observáveis com finalidade de executar uma tarefa, este caracterizado por movimentos crus e desordenados. Os movimentos são grosseiros, exagerados, ou inibidos. A execução do movimento não é ritmicamente coordenada. Crianças de 2 e 3 anos de idade geralmente estão neste estágio. Gallahue, David L, 2008

19 Estágio Inicial

20 Estágio Elementar Estágio Elementar; observam-se movimentos mais coordenados e rítmicos, porém ainda há restrição ou exagero, nos padrões de movimento. Crianças com níveis normais tanto físico como motores, por volta de 4 a 5 anos de idade. O estágio elementar muitas vezes e o estágio que tanto adultos quanto crianças param e não o ultrapassam em vários padrões de movimento. Aumento do controle sem fluência, aquisição de sincronia espaço temporal. Gallahue, David L, 2008

21 Estágio Elementar

22 Estágio Maduro Estágio Maduro; é caracterizado pela integração de todas as partes que compõe um padrão de movimento, dentro de um ato bem coordenado, mecanicamente correto e eficiente. Performance melhora rapidamente, continuamente refinada, combina com outras habilidades de movimento e utilizada em uma variedade de movimentos especializados. (Gallahue, David L, 2008).

23 Estágio maduro Nesse estágio a criança consegue executar movimentos mais complexos como (locomotoras) andar, correr, saltar, saltitar (manipulativas) arremessar, rebater, chutar, quicar, (estabilizadora) equilíbrio, rolar. Nesta fase as crianças passam por mudanças graduais que podem leva-la a atingir formas de movimentos bem eficientes e comparáveis a execução de movimentos do adulto.

24 Estágio Maduro As crianças de 6 a 7 anos de idade devem atingir o estágio maduro. Muitas crianças e adultos não alcançam este estágio nos movimentos fundamentais. A maior parte das crianças necessita de um ambiente estimulante e propício para este desenvolvimento. Bom nível de controle, fluência e eficiência. Gallahue, David L, 2008 O desenvolvimento motor de crianças de aproximadamente 6 a 7 anos de idade se caracteriza basicamente pela aquisição, estabilização e diversificação das habilidades básicas. É neste período que estas habilidades alcançam um padrão maduro observado nos adultos. Tani, 1988

25 Para Tani (1988), não há uma probabilidade da criança estar num dos estágios (inicial / elementar e maduro), pois na primeira atividade pode estar em um estágio e logo após segundos estar em outro estágio. E também, que as mudanças nos estágios de desenvolvimento ocorrem de forma segmentar e não em mudanças do corpo todo. Para Gallahue e Ozmun (2005, p.227), uma criança poderá estar no estágio inicial em algumas tarefas motoras, outras no elementar e as demais no maduro, pois nenhuma criança progride de forma igual no desenvolvimento das habilidades motoras.

26 Estágio Maduro

27 Estágio Maduro

28 Estágio Maduro

29 Habilidades Motoras Especializadas Os movimentos especializados é uma habilidade motora fundamental, ou a combinação de habilidades motoras fundamentais aplicada a realização de uma atividade específica relacionada a um esporte. As fases de desenvolvimento dos movimentos especializados são divididas em três estágios, o estágio transitório, o estágio de aplicação e o estágio permanente.

30 Estágio Transitório Em algum período nos seus 7 e 8 anos os indivíduos entram em um estágio de transição (Haubenstrick e Seefeldt, 1986), citado por Gallahue e Ozmun, É nesse período transitório que o indivíduo começa a combinar e aplicar habilidades motoras fundamentais ao desempenho de habilidades motoras especializadas no esporte e em ambiente recreativos. O estágio transitório que se estende até os 10 anos de idade é o estágio de inicialização esportiva, com a descoberta do esporte o desejo da competição, faz com que a criança não se sinta limitada por fatores fisiológicos, anatômicas ou ambiental.

31 Estágio Transitório

32

33 O Estágio de Aplicação Acontece dos 11 aos 13 anos, nesse estágio a sofisticação cognitiva crescente e certa base ampliada de experiência torna o indivíduo capaz de tomar numerosas decisões de aprendizado e de participação baseadas em fatores de tarefas individuais e ambientais. Gallague e Ozmun, 2005

34 Estágio de Utilização Permanente O estágio de utilização permanente da fase de desenvolvimento especializado começa por volta do 14 anos de idade continua por toda vida adulta. Este estágio representa o auge do processo do desenvolvimento motor, e é caracterizado pelo uso do repertório de movimentos adquiridos pelo indivíduo por toda a vida. (Gallague e Ozmun, 2005)

35 OBRIGADO!

Fase do movimento Fundamental e Especializado A base para a utilização motora

Fase do movimento Fundamental e Especializado A base para a utilização motora Fase do movimento Fundamental e Especializado A base para a utilização motora Fase do Movimento Fundamental O Foco da infância deve ser o desenvolvimento da competência motora básica e de mecanismos corporais

Leia mais

Modelos de Desenvolvimento Motor

Modelos de Desenvolvimento Motor Modelos de Desenvolvimento Motor Modelo da Ampulheta e Modelo da Pirâmide Modelos de desenvolvimento motor A principal função da teoria é integrar os fatos existentes e organizá-los de um modo que lhes

Leia mais

Fase dos Movimentos Reflexos

Fase dos Movimentos Reflexos 07/10/2014 Fase dos Movimentos Reflexos Os movimentos do Bebê Movimentos Reflexos O estudo dos reflexos e dos padrões de comportamento estereotipados dos bebês revela informações úteis para a compreensão

Leia mais

Crescimento, Desenvolvimento e Aprendizagem Motora. Profº Gil Oliveira

Crescimento, Desenvolvimento e Aprendizagem Motora. Profº Gil Oliveira Crescimento, Desenvolvimento e Aprendizagem Motora CONTEXTUALIZAÇÃO E TERMOS Comportamento Motor Comportamento Motor Para Go Tani: Estuda processos neuropsicológicos de organização motora em termos de

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III, IV e V EDUCAÇÃO FÍSICA

DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III, IV e V EDUCAÇÃO FÍSICA CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO INFANTIL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III, IV e V EDUCAÇÃO FÍSICA OBJETIVOS GERAIS Favorecer o desenvolvimento corporal e mental harmônicos, a melhoria

Leia mais

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica ESTUDO DO DESENVOLVIMENTO MOTOR: ANÁLISE DO MODELO TEÓRICO DE DESENVOLVIMENTO MOTOR DE GALLAHUE 313 Rafael Ayres Romanholo 1 Fernando Costa Baia 2 Joeliton Elias Pereira 3 Eduarda Coelho 4 Maria Isabel

Leia mais

CENTRO DE CONVIVÊNCIA ESCOLA BAIRRO

CENTRO DE CONVIVÊNCIA ESCOLA BAIRRO CENTRO DE CONVIVÊNCIA ESCOLA BAIRRO ESTRUTURA DE TRABALHO Os CCEB atendem a comunidade escolar no contra turno com oficinas diversificadas que atendem os alunos da faixa etária de 6 à 12 anos que estudam

Leia mais

ESTUDO DAS CAPACIDADES MOTORAS, ATIVIDADE FÍSICA E ESTADO NUTRICIONAL, COM CRIANÇAS ENTRE 7 A 10 ANOS

ESTUDO DAS CAPACIDADES MOTORAS, ATIVIDADE FÍSICA E ESTADO NUTRICIONAL, COM CRIANÇAS ENTRE 7 A 10 ANOS ESTUDO DAS CAPACIDADES MOTORAS, ATIVIDADE FÍSICA E ESTADO NUTRICIONAL, COM CRIANÇAS ENTRE 7 A 10 ANOS Resumo PAZ, Helen Kamyla Pinheiro Mendes PUCPR. helen.paz@live.com URIO, Priscila Batista PUCPR Pri_urio@hotmail.com

Leia mais

Fase de Movimentos Rudimentares Desenvolvimento motor durante a infância Um livro em Branco com páginas escritas

Fase de Movimentos Rudimentares Desenvolvimento motor durante a infância Um livro em Branco com páginas escritas Fase de Movimentos Rudimentares Desenvolvimento motor durante a infância Um livro em Branco com páginas escritas Fase do Movimento Rudimentar O domínio das capacidades de movimento rudimentar do bebê é

Leia mais

DESENVOLVIMENTO HUMANO

DESENVOLVIMENTO HUMANO DESENVOLVIMENTO HUMANO Sumário 1.1. O que é Desenvolvimento Humano... 3 1.2. Fatores que influenciam o desenvolvimento humano... 3 1.3. Princípios gerais do desenvolvimento humano... 5 1.4. Aspectos do

Leia mais

Universidade do Vale do Paraíba Faculdade de Educação e Artes Curso de Educação Física

Universidade do Vale do Paraíba Faculdade de Educação e Artes Curso de Educação Física Universidade do Vale do Paraíba Faculdade de Educação e Artes Curso de Educação Física TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 2012 O TRABALHO SÓCIO E PSICOMOTOR NA NATAÇÃO EM CRIANÇAS ENTRE 5 E 10 ANOS LEONARDO

Leia mais

Desenvolvimento motor de crianças pré - escolares entre 5 e 6 anos

Desenvolvimento motor de crianças pré - escolares entre 5 e 6 anos Desenvolvimento motor de crianças pré - escolares entre 5 e 6 anos Licenciada em Educação Física/UFSM Especialista em Aprendizagem Motora/UFSM Mestre em Ciência do Movimento Humano/Desenvolvimento Humano/UFSM

Leia mais

DESENVOLVIMENTO PSICOMOTOR DA CRIANÇA

DESENVOLVIMENTO PSICOMOTOR DA CRIANÇA Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira DESENVOLVIMENTO PSICOMOTOR DA CRIANÇA Maria Edmir Maranhão Padrão motor: é uma série de movimentos

Leia mais

DESENVOLVIMENTO MOTOR DE CRIANÇAS PRÉ ESCOLARES ENTRE 5 E 6 ANOS *

DESENVOLVIMENTO MOTOR DE CRIANÇAS PRÉ ESCOLARES ENTRE 5 E 6 ANOS * DESENVOLVIMENTO MOTOR DE CRIANÇAS PRÉ ESCOLARES ENTRE 5 E 6 ANOS * Licenciada em Educação Física/UFSM Especialista em Aprendizagem Motora/UFSM Mestre em Ciência do Movimento Humano/Desenvolvimento Humano/UFSM

Leia mais

O PADRÃO DA CORRIDA EM ESCOLARES DE 6 A 7 ANOS EMEI "Profª Alda Therezinha Perches Queiroz" Lins SP

O PADRÃO DA CORRIDA EM ESCOLARES DE 6 A 7 ANOS EMEI Profª Alda Therezinha Perches Queiroz Lins SP UNISALESIANO Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Curso de Educação Física André Luiz Moinhos Muniz Diego Gallo da Silva O PADRÃO DA CORRIDA EM ESCOLARES DE 6 A 7 ANOS EMEI "Profª Alda Therezinha

Leia mais

Desenvolvimento Motor de Crianças Prof. Maicon Albuquerque

Desenvolvimento Motor de Crianças Prof. Maicon Albuquerque Desenvolvimento Motor de Crianças Prof. Maicon Albuquerque O Desenvolvimento Motor (DM) pode ser entendido como um processo seqüencial, contínuo e relacionado à idade cronológica, pelo qual o ser humano

Leia mais

Natação para bebés. SESSÃO nº 1. Marta Martins. Psicologia do desenvolvimento da. criança diferentes perspectivas 2. 3.

Natação para bebés. SESSÃO nº 1. Marta Martins. Psicologia do desenvolvimento da. criança diferentes perspectivas 2. 3. Natação para bebés SESSÃO nº 1 Psicologia do desenvolvimento da criança diferentes perspectivas Marta Martins 1 1. 2. 3. 1 Terminologia: Natação para bebés Adaptação ao meio aquático para bebés Actividades

Leia mais

15/09/2014 SETE AOS ONZE ANOS TERCEIRA INFÂNCIA CARACTERÍSTICAS GERAIS CARACTERÍSTICAS GERAIS. Características Gerais. PROFº Gil Oliveira

15/09/2014 SETE AOS ONZE ANOS TERCEIRA INFÂNCIA CARACTERÍSTICAS GERAIS CARACTERÍSTICAS GERAIS. Características Gerais. PROFº Gil Oliveira SETE AOS ONZE ANOS TERCEIRA INFÂNCIA Características Gerais CARACTERÍSTICAS GERAIS FASE QUE COMPREENDE DOS 6/7 ANOS A 11/12 ANOS DE IDADE, APROXIMADAMENTE: PARA ALGUNS AUTORES: SEGUNDA INFÂNCIA (SENDO

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO EDUCAÇÃO FÍSICA

DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO EDUCAÇÃO FÍSICA CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO FUNDAMENTAL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO EDUCAÇÃO FÍSICA OBJETIVO GERAL Favorecer o desenvolvimento corporal e mental harmônicos, consolidar hábitos

Leia mais

Diferenças motoras entre crianças desportistas e crianças somente praticantes de Educação Física escolar

Diferenças motoras entre crianças desportistas e crianças somente praticantes de Educação Física escolar Diferenças motoras entre crianças desportistas e crianças somente praticantes de Educação Física escolar Carlos Magno Monteiro da Silva * Resumo: O principal objetivo desse estudo foi verificar e comparar

Leia mais

ANEXO D SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO DA FUNÇÃO MOTORA GROSSA PARA PARALISIA CEREBRAL (GMFCS)

ANEXO D SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO DA FUNÇÃO MOTORA GROSSA PARA PARALISIA CEREBRAL (GMFCS) 90 ANEXO D SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO DA FUNÇÃO MOTORA GROSSA PARA PARALISIA CEREBRAL (GMFCS) Robert Palisano; Peter Rosenbaum; Stephen Walter; Dianne Russell; Ellen Wood; Barbara Galuppi Traduzido por Erika

Leia mais

UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO FACULDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA CAPACIDADES FÍSICAS. Prof. Drd. Daniel Bocchini

UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO FACULDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA CAPACIDADES FÍSICAS. Prof. Drd. Daniel Bocchini UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO FACULDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA * CAPACIDADES FÍSICAS Prof. Drd. Daniel Bocchini Definições: É uma característica humana com a qual move-se uma MASSA (seu próprio corpo ou um implemento

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº. A Câmara Municipal de São Paulo D E C R E T A:

PROJETO DE LEI Nº. A Câmara Municipal de São Paulo D E C R E T A: PROJETO DE LEI Nº Dispõe sobre a obrigatoriedade das Unidades Hospitalares da Rede Pública e Privada do Município de São Paulo de realizarem o exame para diagnóstico precoce da encefalopatia crônica não

Leia mais

Adapação ao meio aquático: Conceitos para a iniciação a atividades aquáticas

Adapação ao meio aquático: Conceitos para a iniciação a atividades aquáticas Adapação ao meio aquático: Conceitos para a iniciação a atividades aquáticas O que significa adaptação ao meio liquídio (aquático): Fase preparatória para aprendizagem seguinte, deve proporcionar relação

Leia mais

EQUILÍBRIO DINÂMICO: INFLUÊNCIA DAS RESTRIÇÕES AMBIENTAIS

EQUILÍBRIO DINÂMICO: INFLUÊNCIA DAS RESTRIÇÕES AMBIENTAIS UNESP RIO CLARO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA F LABORATÓRIO RIO DE ESTUDOS DA POSTURA E LOCOMOÇÃO (LEPLO) EQUILÍBRIO DINÂMICO: INFLUÊNCIA DAS RESTRIÇÕES AMBIENTAIS Cássia Borges Lima Cibele Regina Secco

Leia mais

A GINÁSTICA NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

A GINÁSTICA NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR A GINÁSTICA NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR SOUZA, Keurin Elisa de 1 FÁVARO, Fabricio Luiz 2 1 Acadêmica do curso de Graduação em Educação Física da Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva 2 Docente

Leia mais

PERFIL MOTOR DE CRIANÇAS COM IDADE DE 9 A 10 ANOS EM UMA ESCOLA PÚBLICA NA ILHA DE CARATATEUA/PA

PERFIL MOTOR DE CRIANÇAS COM IDADE DE 9 A 10 ANOS EM UMA ESCOLA PÚBLICA NA ILHA DE CARATATEUA/PA PERFIL MOTOR DE CRIANÇAS COM IDADE DE 9 A 10 ANOS EM UMA ESCOLA PÚBLICA NA ILHA DE CARATATEUA/PA ELIANA DA SILVA COELHO MARCO JOSÉ MENDONÇA DE SOUZA RUY JORNADA KREBS RICARDO FIGUEIREDO PINTO Universidade

Leia mais

A Criança e o Movimento

A Criança e o Movimento A Criança e o Movimento A compreensão do papel da motricidade no desenvolvimento e na vida da criança pode contribuir para que as Escolas de Educação Infantil e Ensino Fundamental organizem práticas educativas

Leia mais

Introdução e Classificação das Habilidades Motoras. Prof.ª Luciana Castilho Weinert

Introdução e Classificação das Habilidades Motoras. Prof.ª Luciana Castilho Weinert Introdução e Classificação das Habilidades Motoras Prof.ª Luciana Castilho Weinert Conceitos Habilidade: tarefa com finalidade específica; Habilidade motora: habilidade que exige movimentos voluntários

Leia mais

Sala: 4 meses aos 12 meses (Berçário) Educadora: Idalina Barros

Sala: 4 meses aos 12 meses (Berçário) Educadora: Idalina Barros Sala: 4 meses aos 12 meses (Berçário) Educadora: Idalina Barros CALENDARIZAÇÃO TEMAS/CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS SETEMBRO Adaptação Os primeiros grupos sociais Observar e explorar ativamente

Leia mais

Ficha de Avaliação e Evolução Educação Física

Ficha de Avaliação e Evolução Educação Física NOME: MATRÍCULA Nº DATA NASCIMENTO: / / IDADE: CID: DATA 1ª AVALIAÇÃO: / / DATA 3ª AVALIAÇÃO: / / DATA 5ª AVALIAÇÃO: / / DATA 2ª AVALIAÇÃO: / / DATA 4ª AVALIAÇÃO: / / DATA 6ª AVALIAÇÃO: / / A avaliação

Leia mais

A PROPOSTA DIDÁTICO-PEDAGÓGICA DOS PROFESSORES TITULARES DAS SÉRIES/ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL PARA AS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

A PROPOSTA DIDÁTICO-PEDAGÓGICA DOS PROFESSORES TITULARES DAS SÉRIES/ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL PARA AS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA A PROPOSTA DIDÁTICO-PEDAGÓGICA DOS PROFESSORES TITULARES DAS SÉRIES/ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL PARA AS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA Daiane Toigo Trentin 1 - IFRS Rachel Pietrobon 2 - UCS RESUMO: Este

Leia mais

Perturbações do Neurodesenvolvimento e do Comportamento

Perturbações do Neurodesenvolvimento e do Comportamento Perturbações do Neurodesenvolvimento e do Comportamento PERTURBAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DA COORDENAÇÃO MOTORA DÉFICE NA ATENÇÃO, NO CONTROLO MOTOR E NA PERCEÇÃO APRESENTAÇÃO DE: ANA SIMAS, CARINE FERNANDES,

Leia mais

Prof. Paulo Sergio Chagas Gomes, Ph.D. e mail:

Prof. Paulo Sergio Chagas Gomes, Ph.D. e mail: EFI 147 Crescimento e Desenvolvimento Aumento do tamanho Diferenciação da estrutura Alteração da forma adição subtração substituição Timing diferenciado Prof. Paulo Sergio Chagas Gomes, Ph.D. e mail: crossbridges@ugf.br

Leia mais

Educação Física - 6º AO 9º ANO

Educação Física - 6º AO 9º ANO Conteúdos Programáticos Propostos para a Disciplina: Bimestre 6º ano 7º ano 8º ano 9º ano 1º bimestre Jogo e : Competição e cooperação Jogos populares Jogos pré-desportivos Jogos cooperativos : modalidade

Leia mais

Escola Especial Renascer APAE - Lucas do Rio Verde - MT. Futsal Escolar

Escola Especial Renascer APAE - Lucas do Rio Verde - MT. Futsal Escolar Escola Especial Renascer APAE - Lucas do Rio Verde - MT Futsal Escolar Prof. Ivan Gonçalves dos Santos Lucas do Rio Verde MT - 2009 Introdução A Educação Física é uma disciplina pedagógica permeada de

Leia mais

NÍVEL DE DESENVOLVIMENTO MOTOR EM CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL ENTRE 5 E 6 ANOS NA CIDADE DE TERESINA PIAUÍ

NÍVEL DE DESENVOLVIMENTO MOTOR EM CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL ENTRE 5 E 6 ANOS NA CIDADE DE TERESINA PIAUÍ NÍVEL DE DESENVOLVIMENTO MOTOR EM CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL ENTRE 5 E 6 ANOS NA CIDADE DE TERESINA PIAUÍ INTRODUÇÃO Cyntia Meneses de Sá UESPI* Irineu de Sousa Júnior UESPI* Mariana da Silva Ferreira

Leia mais

O TRATO DA GINÁSTICA ENQUANTO CONTEÚDO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: BENEFÍCIOS AOS ALUNOS DA PRIMEIRA FASE DA EDUCAÇÃO BÁSICA

O TRATO DA GINÁSTICA ENQUANTO CONTEÚDO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: BENEFÍCIOS AOS ALUNOS DA PRIMEIRA FASE DA EDUCAÇÃO BÁSICA O TRATO DA GINÁSTICA ENQUANTO CONTEÚDO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: BENEFÍCIOS AOS ALUNOS DA PRIMEIRA FASE DA EDUCAÇÃO BÁSICA André da Silva andremangekyou@gmail.com Pontifícia Universidade Católica de

Leia mais

Keywords: Le Parkour, Motor Development, Kids, Basic MovementsofMotricity.

Keywords: Le Parkour, Motor Development, Kids, Basic MovementsofMotricity. AS CONTRIBUIÇÕES DOS FUNDAMENTOS BÁSICOS DO LE PARKOUR PARA O DESENVOLVIMENTO MOTOR DE CRIANÇAS ENTRE 3 E 6 ANOS Felipe Augusto de Lima Barbosa felipeaugustolimascj@hotmail.com Pontifícia Universidade

Leia mais

A PRÁTICA DO ATLETISMO NA ESCOLA COMO FERRAMENTA DO DESENVOLVIMENTO MOTOR RESUMO ABSTRACT

A PRÁTICA DO ATLETISMO NA ESCOLA COMO FERRAMENTA DO DESENVOLVIMENTO MOTOR RESUMO ABSTRACT A PRÁTICA DO ATLETISMO NA ESCOLA COMO FERRAMENTA DO DESENVOLVIMENTO MOTOR Lauro Henrique da Silva Cardoso 1 RESUMO O artigo buscou estudar a prática do Atletismo no âmbito escolar, procurando descobrir

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

TEMA 4: Escola de Esportes Desenvolvimento infantil Palestrante: Claudia Mendonça de Barros

TEMA 4: Escola de Esportes Desenvolvimento infantil Palestrante: Claudia Mendonça de Barros TEMA 4: Escola de Esportes Desenvolvimento infantil Palestrante: Claudia Mendonça de Barros Claudia Mendonça de Barros Movimento Mirim fundadora e proprietária (*atualmente) Escola Móbile professora de

Leia mais

Crescimento e Desenvolvimento Humano

Crescimento e Desenvolvimento Humano Crescimento e Desenvolvimento Humano Capacidades física e Motoras durante o processo de crescimento e Desenvolvimento Humano Desenvolvimento e Crescimento Humano Para se entender o processo de desenvolvimento

Leia mais

Linguagem e Fala nos Distúrbios de Aprendizagem

Linguagem e Fala nos Distúrbios de Aprendizagem Linguagem e Fala nos Distúrbios de Aprendizagem Disciplina - Aspectos Fonoaudiológicos nos Distúrbios de Aprendizagem Fga. Ms. Adriana de Souza Batista adrianabatista@gmail.com CRDA Curso de Pós-Graduação

Leia mais

Processo para o ensino e desenvolvimento do futebol e futsal: ESTÁGIOS DE INICIANTES, AVANÇADOS E DE DOMÍNIO

Processo para o ensino e desenvolvimento do futebol e futsal: ESTÁGIOS DE INICIANTES, AVANÇADOS E DE DOMÍNIO Processo para o ensino e desenvolvimento do futebol e futsal: ESTÁGIOS DE INICIANTES, AVANÇADOS E DE DOMÍNIO Processo para o ensino do futebol/ futsal A metodologia para o ensino do futebol até a especialização

Leia mais

As principais tendências pedagógicas da Educação Física escolar a partir da década de 80

As principais tendências pedagógicas da Educação Física escolar a partir da década de 80 As principais tendências pedagógicas da Educação Física escolar a partir da década de 80 Suraya Cristina Darido 1 Em oposição à vertente mais tecnicista, esportivista e biologista surgem novos movimentos

Leia mais

ORIENTAÇÕES QUANTO À PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA

ORIENTAÇÕES QUANTO À PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA ORIENTAÇÕES QUANTO À PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA Está bem estabelecido que a realização regular e contínua de atividade física é benéfica a indivíduos em qualquer faixa etária

Leia mais

II SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ Ginástica Artística: brincar e aprender

II SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ Ginástica Artística: brincar e aprender II SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ Ginástica Artística: brincar e aprender Cristiane T. A. Camargo Professora do Curso de Educação Física Unaerp Universidade de Ribeirão

Leia mais

Avaliação do Desenvolvimento Neuropsicomotor. Profa. Dra. Juliana Gurgel Giannetti Departamento de Pediatria

Avaliação do Desenvolvimento Neuropsicomotor. Profa. Dra. Juliana Gurgel Giannetti Departamento de Pediatria Profa. Dra. Juliana Gurgel Giannetti Departamento de Pediatria 1. Conceitos 2. Embriologia do SNC 3. Maturação psicomotora no primeiro ano de vida Emergência de formas, de função e de comportamento que

Leia mais

TEMAS DE HABILIDADE DE EQUILÍBRIO FUNDAMENTAL

TEMAS DE HABILIDADE DE EQUILÍBRIO FUNDAMENTAL TEMAS DE HABILIDADE DE EQUILÍBRIO FUNDAMENTAL O QUE É ESTABILIDADE? É a capacidade de notar uma alteração em relação as partes do corpo que causa a modificação do equilíbrio do indivíduo e também a capacidade

Leia mais

ACTIVIDADE FÍSICA E DESPORTIVA ORIENTAÇÕES PROGRAMÁTICAS ANO DE ESCOLARIDADE 4º ANO 1º ANO 3º ANO 2º ANO

ACTIVIDADE FÍSICA E DESPORTIVA ORIENTAÇÕES PROGRAMÁTICAS ANO DE ESCOLARIDADE 4º ANO 1º ANO 3º ANO 2º ANO ACTIVIDADE FÍSICA E DESPORTIVA ORIENTAÇÕES PROGRAMÁTICAS DE ESCOLARIDADE ÁREA FÍSICAS DESPORTIVAS AVALIAÇÃO MATÉRIAS 1 - Exploração da Natureza Descoberta do meio ambiente, através da sua exploração. 2

Leia mais

Curso de Extensão FUNÇÃO MOTORA. Profa. Ana Lucia Cecconello

Curso de Extensão FUNÇÃO MOTORA. Profa. Ana Lucia Cecconello Curso de Extensão FUNÇÃO MOTORA Profa. Ana Lucia Cecconello Integração sensório-motora Relação estreita com a Cognição É a base do aprendizado global Área suplementar motora Bear, 2002 Córtex sensorial

Leia mais

Controle do Alcance e Preensão. Geruza Perlato Bella

Controle do Alcance e Preensão. Geruza Perlato Bella Controle do Alcance e Preensão Geruza Perlato Bella Alcance, Preensão e Manipulação Normais Extremidade Superior Capacidades Motoras Finas Capacidades Motoras Grosseiras Controle da Extremidade Superior

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA INFANTIL: CONHECENDO O DESENVOLVIMENTO MOTOR

EDUCAÇÃO FÍSICA INFANTIL: CONHECENDO O DESENVOLVIMENTO MOTOR EDUCAÇÃO FÍSICA INFANTIL: CONHECENDO O DESENVOLVIMENTO MOTOR Priscila Reinaldo Venzke Ana Eleonora Sebrão Assis RESUMO Este trabalho é resultado da pesquisa realizada para a construção do referencial teórico

Leia mais

O Desenvolveremocional do desenvolvimento infantil: um olhar de 0 a 3 anos. Vamos conversar um pouco sobre o desenvolvimento de 0-3 anos?

O Desenvolveremocional do desenvolvimento infantil: um olhar de 0 a 3 anos. Vamos conversar um pouco sobre o desenvolvimento de 0-3 anos? O Desenvolveremocional do desenvolvimento infantil: um olhar de 0 a 3 anos Vamos conversar um pouco sobre o desenvolvimento de 0-3 anos? Primeiramente, penso ser interessante começar refletindo sobre o

Leia mais

REVISÃO: CARACTERÍSTICAS E NECESSIDADES DE CRIANÇAS EM DIFERENTES FAIXAS ETÁRIAS: A CRIANÇA EM MOVIMENTO E MOTIVAÇÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

REVISÃO: CARACTERÍSTICAS E NECESSIDADES DE CRIANÇAS EM DIFERENTES FAIXAS ETÁRIAS: A CRIANÇA EM MOVIMENTO E MOTIVAÇÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA 1 REVISÃO: CARACTERÍSTICAS E NECESSIDADES DE CRIANÇAS EM DIFERENTES FAIXAS ETÁRIAS: A CRIANÇA EM MOVIMENTO E MOTIVAÇÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA REVISION: CHARACTERISTICS AND NEEDS OF CHILDREN AT DIFFERENT

Leia mais

SIRLEI TEREZINHA SILVEIRA

SIRLEI TEREZINHA SILVEIRA DIAGNÓSTICO DA AQUISIÇÃO DAS HABILIDADES LOCOMOTORAS FUNDAMENTAIS EM CRIANÇAS DO 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL NA ESCOLA DE PERÍODO INTEGRAL PROFESSOR VENÂNCIO KOTTWIZ EM ARIQUEMES SIRLEI TEREZINHA SILVEIRA

Leia mais

O que é Coordenação Motora Ampla?

O que é Coordenação Motora Ampla? O que é Coordenação Motora Ampla? Utilização de grupos de músculos maiores e o desenvolvimento de habilidades como correr, pular, chutar, subir e descer escadas que podem ser desenvolvidas a partir de

Leia mais

NÍVEL DE DESEMPENHO MOTOR DE CRIANÇAS COM 10 ANOS DE IDADE EM ESCOLAS PÚBLICAS DE PORTO ALEGRE

NÍVEL DE DESEMPENHO MOTOR DE CRIANÇAS COM 10 ANOS DE IDADE EM ESCOLAS PÚBLICAS DE PORTO ALEGRE UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA Jaqueline Bastos Azevedo NÍVEL DE DESEMPENHO MOTOR DE CRIANÇAS COM 10 ANOS DE IDADE EM ESCOLAS PÚBLICAS DE PORTO ALEGRE Porto Alegre

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE EDUAÇÃO FÍSICA CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL PÓLO

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE EDUAÇÃO FÍSICA CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL PÓLO UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE EDUAÇÃO FÍSICA CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL PÓLO O TRABALHO PEDAGÓGICO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA FRENTE À APRENDIZAGEM

Leia mais

AVALIAÇÃO DO ESTÁGIO DE DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES MOTORAS FUNDAMENTAIS DE CRIANÇAS PRATICANTES DE FUTEBOL

AVALIAÇÃO DO ESTÁGIO DE DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES MOTORAS FUNDAMENTAIS DE CRIANÇAS PRATICANTES DE FUTEBOL Recebido em: 5/3/2010 Emitido parece em: 3/5/2010 Artigo original AVALIAÇÃO DO ESTÁGIO DE DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES MOTORAS FUNDAMENTAIS DE CRIANÇAS PRATICANTES DE FUTEBOL José Roberto Andrade do

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DOS PADRÕES FUNDAMENTAIS DE MOVIMENTO: UMA OPÇÃO PELOS JOGOS INFANTIS. por NEWTON SANCHES MILANI

DESENVOLVIMENTO DOS PADRÕES FUNDAMENTAIS DE MOVIMENTO: UMA OPÇÃO PELOS JOGOS INFANTIS. por NEWTON SANCHES MILANI DESENVOLVIMENTO DOS PADRÕES FUNDAMENTAIS DE MOVIMENTO: UMA OPÇÃO PELOS JOGOS INFANTIS por NEWTON SANCHES MILANI Dissertação Apresentada ao Curso de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal

Leia mais

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA GLAUCELI MÜLLER

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA GLAUCELI MÜLLER UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA GLAUCELI MÜLLER DESEMPENHO DAS HABILIDADES MOTORAS DAS CRIANÇAS, DE SEIS ANOS DE IDADE, DO MUNICÍPIO DE SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA/SC Palhoça 2013 GLAUCELI MÜLLER DESEMPENHO

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

PRINCÍPIOS DO TREINAMENTO FUNCIONAL

PRINCÍPIOS DO TREINAMENTO FUNCIONAL PRINCÍPIOS DO TREINAMENTO FUNCIONAL 1 OBJETIVOS Discutir o mercado consumidor potencial do treinamento funcional; Discutir o conceito de treinamento funcional; Realizar uma dinâmica prática no formato

Leia mais

Trabalho apresentado na disciplina Psicologia da Educação III Prof. Dra. Luciene Tognetta. Jaqueline Freitas Naiara Massola Sara Chierici

Trabalho apresentado na disciplina Psicologia da Educação III Prof. Dra. Luciene Tognetta. Jaqueline Freitas Naiara Massola Sara Chierici Trabalho apresentado na disciplina Psicologia da Educação III Prof. Dra. Luciene Tognetta Jaqueline Freitas Naiara Massola Sara Chierici Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho 2016 1 Sondar

Leia mais

A PSICOMOTRICIDADE NA EDUCAÇÃO FÍSICA INFANTIL: AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DOS PADRÕES FUNDAMENTAIS DE MOVIMENTO

A PSICOMOTRICIDADE NA EDUCAÇÃO FÍSICA INFANTIL: AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DOS PADRÕES FUNDAMENTAIS DE MOVIMENTO A PSICOMOTRICIDADE NA EDUCAÇÃO FÍSICA INFANTIL: AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DOS PADRÕES FUNDAMENTAIS DE MOVIMENTO Marcos José Andrade Lima (1) Thiênia Bonifácio do Rêgo (2) (1) Universidade Federal da Paraíba

Leia mais

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014 C O L É G I O L A S A L L E Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Guarani, 2000 - Fone (045) 3252-1336 - Fax (045) 3379-5822 http://www.lasalle.edu.br/toledo/ PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014 DISCIPLINA:

Leia mais

Estabilidade Dinâmica / Gesto Desportivo

Estabilidade Dinâmica / Gesto Desportivo Estabilidade Dinâmica / Gesto Desportivo Estabilidade Dinâmica Williams et al.(2001): - Geometria articular; - Restrições dos tecidos moles; - Cargas aplicadas na articulação; - Atividade muscular. Estabilidade

Leia mais

Bases Metodológicas do Treinamento Desportivo

Bases Metodológicas do Treinamento Desportivo Bases Metodológicas do Treinamento Desportivo Unidade I Princípios do Treinamento Prof. Esp. Jorge Duarte Princípios do Treinamento A teoria e a metodologia do treinamento desportivo possuem princípios

Leia mais

EDITAL DE RECUPERAÇÃO PARALELA SEMESTRAL 1º SEMESTRE/2016

EDITAL DE RECUPERAÇÃO PARALELA SEMESTRAL 1º SEMESTRE/2016 EDITAL DE RECUPERAÇÃO PARALELA SEMESTRAL 1º SEMESTRE/2016 Aluno: _ Ano: Professora: Disciplina: No Colégio Pentágono trabalhamos com a Recuperação Contínua e Paralela. A Recuperação Contínua ocorre durante

Leia mais

A Pedagogia da Aventura

A Pedagogia da Aventura A Pedagogia da Aventura Os PCN s destacam a cultura corporal de movimento, explicitando a intenção de trabalhar com as práticas: Jogos Lutas Atividades Rítmicas e Danças Esportes Ginástica Como produções

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Áreas de investigação Edital Normativo 03/2014 A Comissão de Pós-Graduação da Escola de Educação Física, conforme disposto no subitem VIII.11 do Regulamento da Comissão Coordenadora do Programa, baixado

Leia mais

da Tarefa (objetivos, as regras e equipamento) ORGANISMO Movimento x Habilidade motora Voluntário Involuntário COMPORTAMENTO (GRECO; BENDA, 1999)

da Tarefa (objetivos, as regras e equipamento) ORGANISMO Movimento x Habilidade motora Voluntário Involuntário COMPORTAMENTO (GRECO; BENDA, 1999) Comportamento motor ao longo da vida Desenvolvimento motor do nascimento à fase adulta Prof. Cláudio M. F. Leite Seres humanos apresentam a capacidade de interagir com o ambiente através dos movimentos.

Leia mais

i dos pais Dos 9 aos 12 Meses

i dos pais Dos 9 aos 12 Meses i dos pais Dos 9 aos 12 Meses Aos nove meses os bebés começam a ter as suas próprias ideias sobre si próprios e sobre o mundo que os rodeia. Cada vez mais conseguem impor-se perante o ambiente, seja para

Leia mais

VIVÊNCIA CORPO E ARTE I Boletim Informativo Maternal e Grupo I

VIVÊNCIA CORPO E ARTE I Boletim Informativo Maternal e Grupo I VIVÊNCIA CORPO E ARTE I Boletim Informativo Maternal e Grupo I Fev/Mar Movimento é vida. (...) A nossa própria existência depende das batidas de nosso coração, da inalação e exalação de nossos pulmões

Leia mais

Ecossitemas e saúde Ambiental:: Prof MSc. Dulce Amélia Santos

Ecossitemas e saúde Ambiental:: Prof MSc. Dulce Amélia Santos SUCESSÃO ECOLÓGICA É a substituição sequencial de espécies em uma comunidade. Compreende todas as etapas desde a colonização das espécies pioneiras até o clímax. Engenharia Civil Disciplina Ecossistemas

Leia mais

PRIORIDADES NO TREINO DE JOVENS SALTADORES. Leiria, 12 de Novembro de 2011

PRIORIDADES NO TREINO DE JOVENS SALTADORES. Leiria, 12 de Novembro de 2011 PRIORIDADES NO TREINO DE JOVENS SALTADORES Leiria, 12 de Novembro de 2011 Índice Objectivos do Treino -Gerais - Específicos - Prioritários Meios de Treino - Exemplos Objectivos do Treino GERAIS Gosto pelo

Leia mais

PADRÃO FUNDAMENTAL DO CAMINHAR DE CRIANÇAS DE DOIS ANOS QUE USUFRUÍRAM DIFERENTES VIVÊNCIAS E AMBIENTES NOS DOIS PRIMEIROS ANOS DE VIDA

PADRÃO FUNDAMENTAL DO CAMINHAR DE CRIANÇAS DE DOIS ANOS QUE USUFRUÍRAM DIFERENTES VIVÊNCIAS E AMBIENTES NOS DOIS PRIMEIROS ANOS DE VIDA PADRÃO FUNDAMENTAL DO CAMINHAR DE CRIANÇAS DE DOIS ANOS QUE USUFRUÍRAM DIFERENTES VIVÊNCIAS E AMBIENTES NOS DOIS PRIMEIROS ANOS DE VIDA Patrícia Kapp Piageti 1 Resumo As estruturas mentais vão ser construídas

Leia mais

IMPORTÂNCIA DA BIOMECÂNICA PARA O PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA: OBSERVANDO UMA BRINCADEIRA INFANTIL *

IMPORTÂNCIA DA BIOMECÂNICA PARA O PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA: OBSERVANDO UMA BRINCADEIRA INFANTIL * IMPORTÂNCIA DA BIOMECÂNICA PARA O PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA: OBSERVANDO UMA BRINCADEIRA INFANTIL * IVAN SILVEIRA DE AVELAR, ** REGINA QUEIROZ SILVA, ** TAÍSSA RAMALHO,** ADRIANO SERRANO ** E MARCUS

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO ENTRE O PADRÃO MOTOR DE CRIANÇAS PRATICANTES DE BASQUETEBOL E FUTEBOL DE SALÃO

ESTUDO COMPARATIVO ENTRE O PADRÃO MOTOR DE CRIANÇAS PRATICANTES DE BASQUETEBOL E FUTEBOL DE SALÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE EDUCAÇÃO FÍSICA CURSO DE BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA LAILA MIRANDA ROSSI ESTUDO COMPARATIVO ENTRE O PADRÃO MOTOR DE CRIANÇAS PRATICANTES

Leia mais

Colégio São Francisco de Assis Educar para a Paz e o Bem Província do SS. Nome de Jesus do Brasil.

Colégio São Francisco de Assis Educar para a Paz e o Bem Província do SS. Nome de Jesus do Brasil. Colégio São Francisco de Assis Educar para a Paz e o Bem Província do SS. Nome de Jesus do Brasil. Senhores pais ou responsável: Iremos iniciar as matrículas das atividades extracurriculares. INÍCIO DAS

Leia mais

Conhecimentos gerais. Residência Multiprofissional da Saúde HUPAA-2012 Prova tipo

Conhecimentos gerais. Residência Multiprofissional da Saúde HUPAA-2012 Prova tipo Conhecimentos gerais 1. De acordo com a Legislação Brasileira sobre o SUS, enumere a segunda coluna de acordo com a primeira. 1ª coluna 2ª coluna 1. É universal 2. É descentralizado 3. Deve ser eficaz

Leia mais

25/03/2013. Larus argentatus. Fonte: Ridley, M. Animal Behaviour Leucophaeus atricilla

25/03/2013. Larus argentatus. Fonte: Ridley, M. Animal Behaviour Leucophaeus atricilla Larus argentatus Fonte: Ridley, M. Animal Behaviour. 1995. Leucophaeus atricilla 1 Experiência x Maturação Fonte: Ridley, M. Animal Behaviour. 1995. Mudança no comportamento de um indivíduo como resultado

Leia mais

Desenvolvimento Motor e Reflexos Primitivos. Ft. Ms. Livia Marcello Zampieri

Desenvolvimento Motor e Reflexos Primitivos. Ft. Ms. Livia Marcello Zampieri Desenvolvimento Motor e Reflexos Primitivos Ft. Ms. Livia Marcello Zampieri Desenvolvimento motor A maturação motora da criança se dá nos sentidos: Caudal Céfalo Proximal Distal Desenvolvimento fetal Desenvolvimento

Leia mais

DESENVOLVIMENTO MOTOR E PERCEPÇÃO DE COMPETÊNCIA MOTORA NA INFÂNCIA

DESENVOLVIMENTO MOTOR E PERCEPÇÃO DE COMPETÊNCIA MOTORA NA INFÂNCIA DESENVOLVIMENTO MOTOR E PERCEPÇÃO DE COMPETÊNCIA MOTORA NA INFÂNCIA Mestranda: Gabriela Sousa Neves de Almeida Orientador do Mestrado: Professor Doutor Rui Fernando Roque Martins Mestrado em Reabilitação

Leia mais

Aula 8. Reflexos Ajustes Posturais Vias Descendentes

Aula 8. Reflexos Ajustes Posturais Vias Descendentes Aula 8 Reflexos Ajustes Posturais Vias Descendentes FONTES SENSORIAIS PROPRIOCEPTIVAS SISTEMA VISUAL SISTEMA VESTIBULAR SISTEMA SOMATOSENSORIAL INFORMAÇÕES DE ORIGEM MUSCULAR QUE CONTRIBUEM PARA OS MOVIMENTOS

Leia mais

Fisioterapia Aquática Funcional na Paralisia Cerebral

Fisioterapia Aquática Funcional na Paralisia Cerebral Fisioterapia Aquática Funcional na Paralisia Cerebral Estudo de Caso O caso clínico a seguir apresentado foi desenvolvido no período de 4 meses, setembro a dezembro de 2009, e teve como paciente uma menina

Leia mais

O que é Psicomotricidade?

O que é Psicomotricidade? O que é Psicomotricidade? 1 PSICOMOTRICIDADE PSICO MOTRICIDADE Social Afetiva Cognitiva Atividade dinâmica Movimento do corpo Base neurofisiológica PSICOMOTRICIDADE Mendes e Fonseca (1988) a psicomotricidade

Leia mais

Escola Secundária Dr. Ginestal Machado

Escola Secundária Dr. Ginestal Machado Escola Secundária Dr. Ginestal Machado Planificação anual de Movimento Curso técnico profissional de Artes do Espetáculo - Interpretação MODULO 1 CONSCIENCIALIZAÇÃO CORPORAL - Compreender a importância

Leia mais

CONTROLE MOTOR: DA ATIVIDADE REFLEXA AOS MOVIMENTOS VOLUNTÁRIOS I - MEDULA ESPINAL -

CONTROLE MOTOR: DA ATIVIDADE REFLEXA AOS MOVIMENTOS VOLUNTÁRIOS I - MEDULA ESPINAL - CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FISIOLOGIA HUMANA TURMA 11-2014 CONTROLE MOTOR: DA ATIVIDADE REFLEXA AOS MOVIMENTOS VOLUNTÁRIOS I - MEDULA ESPINAL - PROFª DRª VILMA G. 1. NÍVEL DE CONTROLE LOCAL A MEDULA ESPINAL:

Leia mais

O PERFIL DOS ESCOLARES DA EDUCAÇÃO INFANTIL, PRATICANTES DE CAPOEIRA, EM RELAÇÃO ÀS VARIÁVEIS PSICOMOTORAS

O PERFIL DOS ESCOLARES DA EDUCAÇÃO INFANTIL, PRATICANTES DE CAPOEIRA, EM RELAÇÃO ÀS VARIÁVEIS PSICOMOTORAS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL CAMPUS URUGUAIANA FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA PAULO COSTA DE OLIVEIRA NETO O PERFIL DOS ESCOLARES DA EDUCAÇÃO

Leia mais

Disciplina: Ginástica Geral Capacidades Físicas. Prof. Dra. Bruna Oneda 2012

Disciplina: Ginástica Geral Capacidades Físicas. Prof. Dra. Bruna Oneda 2012 Disciplina: Ginástica Geral Capacidades Físicas Prof. Dra. Bruna Oneda 2012 Capacidades Físicas Ou habilidades físicas são o conjunto de capacidades individuais, orgânicas, musculares e neurológicas que

Leia mais

Fisiologia do Sistema Motor Somático

Fisiologia do Sistema Motor Somático Fisiologia do Sistema Motor Somático Controle Motor Efetores executam o trabalho (músculos); Ordenadores transmitem aos efetores o comando para a ação (ME, TE e CC); Controladores garantem a execução adequada

Leia mais

NOÇÕES DO SISTEMA ESQUELÉTICO OU

NOÇÕES DO SISTEMA ESQUELÉTICO OU NOÇÕES DO SISTEMA ESQUELÉTICO OU SISTEMA LOCOMOTOR OBJETIVOS Identificar as estruturas e funções dos ossos do sistema locomotor; Analisar a importância deste sistema para processo de movimentação e locomoção;

Leia mais

FOTOS TESTES MOTORES

FOTOS TESTES MOTORES UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, EDUCAÇÃO E LETRAS CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID FOTOS TESTES MOTORES Este arquivo

Leia mais

CRONOGRAMA ANUAL DA ATIVIDADE FÍSICA E DESPORTIVA

CRONOGRAMA ANUAL DA ATIVIDADE FÍSICA E DESPORTIVA CRONOGRAMA ANUAL DA ATIVIDADE FÍSICA E DESPORTIVA 1º e 2º Anos de Escolaridade 3º e 4º anos de Escolaridade 1º Período 2º Período 3º Período ATIVIDADES FÍSICAS A ABORDAR Perícia e Manipulação Atividades

Leia mais

Sugestão do gráfico da distribuição do tempo de aula desportiva generalizada; explicação das diferentes partes da aula / sessão

Sugestão do gráfico da distribuição do tempo de aula desportiva generalizada; explicação das diferentes partes da aula / sessão $ %& 1 Considerações acerca do gráfico acima Aquecimento: segundo Rocha (s/d) o aquecimento tem por finalidade preparar o corpo para executar um trabalho físico mais energético, adaptando-o gradativamente

Leia mais