DESENVOLVIMENTO MOTOR. Prof. Msc. Carolina Vicentini

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DESENVOLVIMENTO MOTOR. Prof. Msc. Carolina Vicentini"

Transcrição

1 DESENVOLVIMENTO MOTOR Prof. Msc. Carolina Vicentini

2 DESENVOLVIMENTO MOTOR É UM CONJUNTO DE MUDANÇAS NO COMPORTAMENTO MOTOR, DIRETAMENTE RELACIONADO COM A IDADE DO INDIVÍDUO. QUE PROMOVE UMA PERSPECTIVA PARA O MOVIMENTO HUMANO. MATURAÇÃO DO SNC ESTÍMULOS AMBIENTAIS

3 TEORIAS SOBRE O DESENVOLVIMENTO MOTOR

4 TEORIA NEUROMATURACIONAL O PROCESSO DO DNPM É CONTROLADO POR FATORES ENDOGÉNOS E NÃO PODEM SER INFLUENCIADOS PELO MEIO EXTERNO. O SNC É RESPONSÁVEL PELAS ALTERAÇÕES NO MOVIMENTO. CARACTERÍSTICAS: MOVIMENTOS PROGRIDEM DE PADRÕES PRIMITIVOS (REFLEXOS) PARA MOVIMENTOS VOLUNTÁRIOS. DESENVOLVIMENTO PROGRIDE EM DIREÇÃO CÉFALO- CAUDAL. DESENVOLVIMENTO PROGRIDE EM DIREÇÃO PRÓXIMO DISTAL.

5 TEORIA ECOLÓGICA ENFATIZA QUE O DNPM DEVE SER ENTENDIDO LEVANDO EM CONSIDERAÇÃO O AMBIENTE QUE O RODEIA.

6 Sistemas Dinâmicos O comportamento é fruto da interação de vários elementos: Integridade do SNC Influências internas Influências externas

7 MOTRICIDADE HUMANA O Desenvolvimento da Motricidade DEPENDE: Elaboração Programação Coordenação de nossas ações Posturas e Controle do tono.

8 DESENVOLVIMENTO MOTOR, COGNITIVO E SOCIAL NA PRIMEIRA INFÂNCIA.

9 Aquisições motoras iniciais Sustentar a cabeça (1 2 meses) Rolar (3 4 meses) Alcance de Linha Média e transferência de Objetos (3 4 meses) Sentar (5 9 meses) Engatinhar (7 9 meses) Andar (10 12 meses) *padrão de normalidade para as aquisições motoras, segundo Inge Flehmig

10 Aquisições motoras 7 11 MESES: MÃOS ADQUIREM COORDENAÇÃO SUFICIENTE PARA PEGAR UM OBJETO PEQUENO. 15 MESES: CONSTRÓI UMA TORRE COM DOIS CUBOS. 2 ANOS: SOBEM DEGRAUS UM DE CADA VEZ. DESCER ESCADAS VEM POUCO DEPOIS. CORREM E PULAM MAS SE CANSAM. 3 ANOS: COPIA UM CÍRCULO RAZOAVELMENTE BEM. 3 ANOS: PODEM EQUILIBRAR-SE BREVEMENTE E PULAR NUM SÓ PÉ. *padrão de normalidade para as aquisições motoras, segundo Inge Flehmig

11 REFLEXOS PRIMITIVOS REFLEXOS SUCÇÃO PREENSÃO PALMAR PREENSÃO PLANTAR RN 4 MESES RN 4 MESES RN 4 MESES PERÍODO RTCA (REFLEXO TÔNICO CERVICAL ASSIMÉTRICO) MORO MARCHA RN 4 MESES RN 3 MESES RN 2/3 MESES *padrão de normalidade para as aquisições motoras, segundo Inge Flehmig

12 RESUMO DESENVOLVIMENTO MOTOR AS AQUISIÇÕES MOTORAS NÃO ACONTECEM AOS SALTOS, SÃO CONQUISTAS DEPOIS DE MUITAS TENTATIVAS E ERROS E SÃO MOTIVADAS PELA NECESSIDADE DE EXPLORAÇÃO E INTERAÇÃO COM O MEIO SOCIOCULTURAL DA CRIANÇA. ASSIM, NA AVALIAÇÃO DO CONJUNTO DAS HABILIDADES MOTORAS, NÃO SE DEVE APENAS INDAGAR AS IDADES EM QUE AS MESMAS ACONTECERAM. É PRECISO AVALIAR A QUALIDADE DESSES MOVIMENTOS.

13 DESENVOLVIMENTO COGNITIVO NA PRIMEIRA INFÂNCIA

14 INTELIGÊNCIA É INFLUENCIADA TANTO PELA CAPACIDADE HERDADA QUANTO PELA EXPERIÊNCIA.

15 ABORDAGENS DO DESENVOLVIMENTO COGNITIVO ABORDAGEM BEHAVIORISTA: ESTUDA A MECÂNICA BÁSICA DA APRENDIZAGEM. ELA PREOCUPA-SE COMO O COMPORTAMENTO QUE MUDA EM RESPOSTA À EXPERIÊNCIA. ABORDAGEM PIAGETIANA :COM O PASSAR DO TEMPO A CARACTERIZAÇÃO DA INTELIGÊNCIA MUDA SIGNIFICAMENTE. ABORDAGEM PSICOMÉTRICA: TESTES DE INTELIGÊNCIA (QI): CONSISTE DE PERGUNTAS OU TAREFAS QUE SUPOSTAMENTE MOSTREM O QUANTO DE HABILIDADES UMA PESSOA DISPÕE. ABORDAGEM DO PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÕES: CONCENTRAM-SE NA MEMÓRIA, NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS, NA APRENDIZAGEM E PERCEPÇÃO. ABORDAGEM DA NEUROCIÊNCIA COGNITIVA: ESTUDO DAS ESTRUTURAS CEREBRAIS QUE REGEM O PENSAMENTO E A MEMÓRIA. ABORDAGEM SOCIOCONTEXTUAL: EXAMINA OS ASPECTOS AMBIENTAIS DO PROCESSO DE APRENDIZAGEM, PRINCIPALMENTE O PAPEL DOS PAIS E OUTROS CUIDADORES.

16 DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM ILUSTRA A INTERAÇÃO DE TODOS OS ASPECTOS DO DESENVOLVIMENTO FÍSICO, COGNITIVO, EMOCIONAL E SOCIAL. A CAPACIDADE DE PERCEBER AS DIFERENÇAS ENTRE OS SONS É ESSENCIAL PARA O DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM. OBS: ESSA CAPACIDADE ESTÁ PRESENTE DESDE OU MESMO ANTES DO NASCIMENTO, TORNANDO-SE MAIS REFINADA DURANTE OS PRIMEIROS ANOS DE VIDA.

17 ENTRE SEIS SEMANAS E TRÊS MESES, COMEÇAM A FAZER SONS QUANDO ESTÃO FELIZES. ARRULHAR: GRITINHOS E SONS DE VOGAIS COMO AHH. 6 MESES E 10 MESES: BALBUCIO MA-MA-MA. 11 MESES : PAPA.PRIMEIRAS PALAVRAS. 14 MESES: APONTA PARA TUDO, QUE ISSO?, DÁ. 17 MESES: APONTA PARA OS LUGARES CERTOS QUANDO SE PERGUNTA. ONDE ESTÁ O NARIZ... ENTRE 16 MESES E 24 MESES EXPLOSÃO DE NOMES. DE 50 PALAVRAS 400 PALAVRAS. 18 E 24 MESES UNEM 2 PALAVRAS. BONECA CAI, VOVÓ VARRE. PRIMEIRAS SENTENÇAS. 20 A 30 MESES USO DE ARTIGOS (UM, O), PREPOSIÇÕES (NO, DE), CONJUNÇÕES (E, MAS), PLURAIS, TEMPO PASSADO. TRÊS ANOS DE IDADE FALA FLUENTE, MAIS EXTENSA E MAIS COMPLEXA.

18 DESENVOLVIMENTO PSICOSSOCIAL EMBORA OS BEBÊS COMPARTILHEM DE PADRÕES COMUNS DE DESENVOLVIMENTO, MOSTRAM PERSONALIDADES DISTINTAS, AS QUAIS REFLETEM INFLUÊNCIAS INATAS E AMBIENTAIS. DURANTE O 2º MÊS COM RECONHECIMENTO VISUAL, SORRIEM PARA PESSOAS QUE CONHECEM. 4º MÊS COMEÇAM RIR AO BEIJAR-MOS BARRIGA, AO VER OS PAIS EM ATOS INCOMUNS. 7 A 9 MESES RI EM UMA BRINCADEIRA DE ESCONDE-ESCONDE.

Desenvolvimento Motor e Reflexos Primitivos. Ft. Ms. Livia Marcello Zampieri

Desenvolvimento Motor e Reflexos Primitivos. Ft. Ms. Livia Marcello Zampieri Desenvolvimento Motor e Reflexos Primitivos Ft. Ms. Livia Marcello Zampieri Desenvolvimento motor A maturação motora da criança se dá nos sentidos: Caudal Céfalo Proximal Distal Desenvolvimento fetal Desenvolvimento

Leia mais

DESENVOLVIMENTO HUMANO

DESENVOLVIMENTO HUMANO DESENVOLVIMENTO HUMANO Sumário 1.1. O que é Desenvolvimento Humano... 3 1.2. Fatores que influenciam o desenvolvimento humano... 3 1.3. Princípios gerais do desenvolvimento humano... 5 1.4. Aspectos do

Leia mais

Trabalho apresentado na disciplina Psicologia da Educação III Prof. Dra. Luciene Tognetta. Jaqueline Freitas Naiara Massola Sara Chierici

Trabalho apresentado na disciplina Psicologia da Educação III Prof. Dra. Luciene Tognetta. Jaqueline Freitas Naiara Massola Sara Chierici Trabalho apresentado na disciplina Psicologia da Educação III Prof. Dra. Luciene Tognetta Jaqueline Freitas Naiara Massola Sara Chierici Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho 2016 1 Sondar

Leia mais

Fase dos Movimentos Reflexos

Fase dos Movimentos Reflexos 07/10/2014 Fase dos Movimentos Reflexos Os movimentos do Bebê Movimentos Reflexos O estudo dos reflexos e dos padrões de comportamento estereotipados dos bebês revela informações úteis para a compreensão

Leia mais

Avaliação do Desenvolvimento Neuropsicomotor. Profa. Dra. Juliana Gurgel Giannetti Departamento de Pediatria

Avaliação do Desenvolvimento Neuropsicomotor. Profa. Dra. Juliana Gurgel Giannetti Departamento de Pediatria Profa. Dra. Juliana Gurgel Giannetti Departamento de Pediatria 1. Conceitos 2. Embriologia do SNC 3. Maturação psicomotora no primeiro ano de vida Emergência de formas, de função e de comportamento que

Leia mais

O desenvolvimento neurológico é o processo cerebral básico necessário para a aprendizagem e a produtividade.

O desenvolvimento neurológico é o processo cerebral básico necessário para a aprendizagem e a produtividade. O desenvolvimento neurológico é o processo cerebral básico necessário para a aprendizagem e a produtividade. O processo evolutivo depende de três etapas distintas: 1. Desenvolvimento cerebral antes do

Leia mais

ANEXO D SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO DA FUNÇÃO MOTORA GROSSA PARA PARALISIA CEREBRAL (GMFCS)

ANEXO D SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO DA FUNÇÃO MOTORA GROSSA PARA PARALISIA CEREBRAL (GMFCS) 90 ANEXO D SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO DA FUNÇÃO MOTORA GROSSA PARA PARALISIA CEREBRAL (GMFCS) Robert Palisano; Peter Rosenbaum; Stephen Walter; Dianne Russell; Ellen Wood; Barbara Galuppi Traduzido por Erika

Leia mais

Natação para bebés. SESSÃO nº 1. Marta Martins. Psicologia do desenvolvimento da. criança diferentes perspectivas 2. 3.

Natação para bebés. SESSÃO nº 1. Marta Martins. Psicologia do desenvolvimento da. criança diferentes perspectivas 2. 3. Natação para bebés SESSÃO nº 1 Psicologia do desenvolvimento da criança diferentes perspectivas Marta Martins 1 1. 2. 3. 1 Terminologia: Natação para bebés Adaptação ao meio aquático para bebés Actividades

Leia mais

Definições. Atraso = demora (vai recuperar?) Retardo = perda. Recupera sem alterações permanentes ou não

Definições. Atraso = demora (vai recuperar?) Retardo = perda. Recupera sem alterações permanentes ou não Atraso = demora (vai recuperar?) Definições Recupera sem alterações permanentes ou não Retardo = perda Capacidade / habilidade são constantes? Definições QI estima-se variar apenas 10 pontos para mais

Leia mais

Perturbações do Neurodesenvolvimento e do Comportamento

Perturbações do Neurodesenvolvimento e do Comportamento Perturbações do Neurodesenvolvimento e do Comportamento PERTURBAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DA COORDENAÇÃO MOTORA DÉFICE NA ATENÇÃO, NO CONTROLO MOTOR E NA PERCEÇÃO APRESENTAÇÃO DE: ANA SIMAS, CARINE FERNANDES,

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III, IV e V EDUCAÇÃO FÍSICA

DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III, IV e V EDUCAÇÃO FÍSICA CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO INFANTIL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III, IV e V EDUCAÇÃO FÍSICA OBJETIVOS GERAIS Favorecer o desenvolvimento corporal e mental harmônicos, a melhoria

Leia mais

Desenvolvimento do RN. Kelly Alves Terapeuta Ocupacional

Desenvolvimento do RN. Kelly Alves Terapeuta Ocupacional Desenvolvimento do RN Kelly Alves Terapeuta Ocupacional HISTÓRICO Meados século XIX: crianças eram ignoradas pela medicina, [...] ser sem alma não existiam instituições de cuidados às crianças altas as

Leia mais

Fase de Movimentos Rudimentares Desenvolvimento motor durante a infância Um livro em Branco com páginas escritas

Fase de Movimentos Rudimentares Desenvolvimento motor durante a infância Um livro em Branco com páginas escritas Fase de Movimentos Rudimentares Desenvolvimento motor durante a infância Um livro em Branco com páginas escritas Fase do Movimento Rudimentar O domínio das capacidades de movimento rudimentar do bebê é

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº. A Câmara Municipal de São Paulo D E C R E T A:

PROJETO DE LEI Nº. A Câmara Municipal de São Paulo D E C R E T A: PROJETO DE LEI Nº Dispõe sobre a obrigatoriedade das Unidades Hospitalares da Rede Pública e Privada do Município de São Paulo de realizarem o exame para diagnóstico precoce da encefalopatia crônica não

Leia mais

Capítulo V. Apresentação inclusiva do COGSENTIDOS

Capítulo V. Apresentação inclusiva do COGSENTIDOS Capítulo V Apresentação inclusiva do COGSENTIDOS Neste capítulo, abordaremos o real significado da inclusão e o que é a ferramenta pedagógica inclusiva COGSENTIDOS e a sua contribuição para o surdo e o

Leia mais

8.2 DESENVOLVIMENTO PSICO-MOTOR

8.2 DESENVOLVIMENTO PSICO-MOTOR 8.2 DESENVOLVIMENTO PSICO-MOTOR Etapas do desenvolvimento O desenvolvimento psicomotor é um processo contínuo e dinâmico, e em permanente evolução em degraus sucessivos logo desde o nascimento. De facto,

Leia mais

The Schedule of Growing Skills II

The Schedule of Growing Skills II Nome: de Nascimento: / / Sexo: Gestor do Processo: Avaliador: da 1ª Avaliação: / / da 2ª Avaliação: / / Itens CAPACIDADES POSTURAIS PASSIVAS Pontuação Decúbito Dorsal 1 Cabeça na linha média (1) 1 2 Levanta

Leia mais

O Desenvolveremocional do desenvolvimento infantil: um olhar de 0 a 3 anos. Vamos conversar um pouco sobre o desenvolvimento de 0-3 anos?

O Desenvolveremocional do desenvolvimento infantil: um olhar de 0 a 3 anos. Vamos conversar um pouco sobre o desenvolvimento de 0-3 anos? O Desenvolveremocional do desenvolvimento infantil: um olhar de 0 a 3 anos Vamos conversar um pouco sobre o desenvolvimento de 0-3 anos? Primeiramente, penso ser interessante começar refletindo sobre o

Leia mais

Introdução à obra de Wallon

Introdução à obra de Wallon Henri Wallon Introdução à obra de Wallon A atividade da criança: conjunto de gestos com significados filogenéticos de sobrevivência. Entre o indivíduo e o meio há uma unidade indivisível. A sociedade é

Leia mais

Fase do movimento Fundamental e Especializado A base para a utilização motora

Fase do movimento Fundamental e Especializado A base para a utilização motora Fase do movimento Fundamental e Especializado A base para a utilização motora Fase do Movimento Fundamental O Foco da infância deve ser o desenvolvimento da competência motora básica e de mecanismos corporais

Leia mais

OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO

OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO PAULO FREIRE, PIAGET, VYGOTSKY & WALLON 01. De acordo com Paulo Freire quando trata da importância do ato de ler, para a construção da visão crítica são indispensáveis: (A) Trabalhar

Leia mais

Crescimento, Desenvolvimento e Aprendizagem Motora. Profº Gil Oliveira

Crescimento, Desenvolvimento e Aprendizagem Motora. Profº Gil Oliveira Crescimento, Desenvolvimento e Aprendizagem Motora CONTEXTUALIZAÇÃO E TERMOS Comportamento Motor Comportamento Motor Para Go Tani: Estuda processos neuropsicológicos de organização motora em termos de

Leia mais

TEORIAS DA APRENDIZAGEM

TEORIAS DA APRENDIZAGEM TEORIAS DA APRENDIZAGEM Professora Mônica Caetano Vieira da Silva UNIDADE DE ESTUDO 08 HENRI WALLONS E A PSICOGÊNESE DA PESSOA Henri Wallon nasceu na França em 1879. Dedicou-se ao estudo da medicina, filosofia

Leia mais

02/05/14. Para início de Conversa. Tema 1 - A importância das Artes na Infância. Objetivos

02/05/14. Para início de Conversa. Tema 1 - A importância das Artes na Infância. Objetivos Tema 1 - A importância das Artes na Infância Para início de Conversa Objetivos Conhecer a importância do ensino das artes na educação infantil. Compreender a diferença das abordagens inatista e pragmática

Leia mais

DANÇA PARA ADOLESCENTES COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL

DANÇA PARA ADOLESCENTES COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL DANÇA PARA ADOLESCENTES COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL Kamila Pimentel dos Santos Leila Márcia Azevedo Nunes Lionela da Silva Corrêa Universidade Federal do Amazonas - UFAM Práticas Pedagógicas inclusivas

Leia mais

Teste de Avaliação do Desenvolvimento

Teste de Avaliação do Desenvolvimento Teste de Avaliação do Desenvolvimento "The Schedule of Growing Skills II" (Bellman, Lingam e Aukett, 1996) Nome: S. Data de Nascimento: 7 de Agosto de 2008 Data de Avaliação: Outubro-Dezembro de 2011 Responsável

Leia mais

Introdução e Classificação das Habilidades Motoras. Prof.ª Luciana Castilho Weinert

Introdução e Classificação das Habilidades Motoras. Prof.ª Luciana Castilho Weinert Introdução e Classificação das Habilidades Motoras Prof.ª Luciana Castilho Weinert Conceitos Habilidade: tarefa com finalidade específica; Habilidade motora: habilidade que exige movimentos voluntários

Leia mais

DESENVOLVIMENTO PSICOMOTOR DA CRIANÇA

DESENVOLVIMENTO PSICOMOTOR DA CRIANÇA Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira DESENVOLVIMENTO PSICOMOTOR DA CRIANÇA Maria Edmir Maranhão Padrão motor: é uma série de movimentos

Leia mais

O desenvolvimento cognitivo da criança. A epistemologia genética de Jean Piaget

O desenvolvimento cognitivo da criança. A epistemologia genética de Jean Piaget O desenvolvimento cognitivo da criança. A epistemologia genética de Jean Piaget Epistemologia Genética Epistemologia genética Teoria sobre a gênese e do desenvolvimento cognitivo da criança (em específico,

Leia mais

Anexo F Ficha de Registo da Avaliação dos Domínios Psicomotores da Unidade de Reabilitação de Adultos

Anexo F Ficha de Registo da Avaliação dos Domínios Psicomotores da Unidade de Reabilitação de Adultos Anexo F Ficha de Registo da Avaliação dos Domínios Psicomotores da Unidade de Reabilitação de Adultos Avaliação dos Domínios Psicomotres Nome: Data de nascimento: / / Género: M r F r Mão dominante: D r

Leia mais

Encéfalo. Aula 3-Fisiologia Fisiologia do Sistema Nervoso Central. Recebe informações da periferia e gera respostas motoras e comportamentais.

Encéfalo. Aula 3-Fisiologia Fisiologia do Sistema Nervoso Central. Recebe informações da periferia e gera respostas motoras e comportamentais. Aula 3-Fisiologia Fisiologia do Sistema Nervoso Central Sidney Sato, MSC Encéfalo Recebe informações da periferia e gera respostas motoras e comportamentais. 1 Áreas de Brodmann Obs: Áreas 1,2,3 : área

Leia mais

Psicomotricidade e os componentes psicomotores

Psicomotricidade e os componentes psicomotores Psicomotricidade e os componentes psicomotores Psicomotricidade aplicada à Terapia Ocupacional Luzia Iara Pfeifer - 2016 https://www.youtube.com/watch?v=fsbs3mr_ngk O que é preciso para executar isto?

Leia mais

Dra. Nadia A. Bossa. 3 Congresso Internacional sobre Dificuldades de Aprendizagem e Inclusão Escolar

Dra. Nadia A. Bossa. 3 Congresso Internacional sobre Dificuldades de Aprendizagem e Inclusão Escolar 3 Congresso Internacional sobre Dificuldades de Aprendizagem e Inclusão Escolar curso Diagnóstico e Intervenção Psicopedagogica nos Processos de Inclusão Escolar Profa Dra Nadia Aparecida Bossa Email:

Leia mais

Checklist (por referência à CIF)

Checklist (por referência à CIF) Checklist (por referência à CIF) I Perfil de Funcionalidade Funções do Corpo Nota: Assinale com uma cruz (X), à frente de cada categoria, o valor que considera mais adequado à situação de acordo com os

Leia mais

Como aprende a criança de 0 a 6 anos?

Como aprende a criança de 0 a 6 anos? Como aprende a criança de 0 a 6 anos? Uma teoria para pensar a prática com autonomia Suely Amaral Mello Retomando a discussão anterior: para que educamos? Ou, qual o papel da escola da infância na formação

Leia mais

25/03/2013. Larus argentatus. Fonte: Ridley, M. Animal Behaviour Leucophaeus atricilla

25/03/2013. Larus argentatus. Fonte: Ridley, M. Animal Behaviour Leucophaeus atricilla Larus argentatus Fonte: Ridley, M. Animal Behaviour. 1995. Leucophaeus atricilla 1 Experiência x Maturação Fonte: Ridley, M. Animal Behaviour. 1995. Mudança no comportamento de um indivíduo como resultado

Leia mais

O que é Coordenação Motora Ampla?

O que é Coordenação Motora Ampla? O que é Coordenação Motora Ampla? Utilização de grupos de músculos maiores e o desenvolvimento de habilidades como correr, pular, chutar, subir e descer escadas que podem ser desenvolvidas a partir de

Leia mais

Unidade I PSICOLOGIA CONSTRUTIVISTA. Profa. Dra. Mônica Cintrão França Ribeiro

Unidade I PSICOLOGIA CONSTRUTIVISTA. Profa. Dra. Mônica Cintrão França Ribeiro Unidade I PSICOLOGIA CONSTRUTIVISTA Profa. Dra. Mônica Cintrão França Ribeiro Ementa Estudo da teoria do desenvolvimento psicológico de Jean Piaget (1896-1980) e de seus desdobramentos nas dimensões socioafetivas

Leia mais

CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS º PERÍODO

CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS º PERÍODO CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS - 2016.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO Estudo da história geral da Educação e da Pedagogia, enfatizando a educação brasileira. Políticas ao longo da história engendradas

Leia mais

Modelos de Desenvolvimento Motor

Modelos de Desenvolvimento Motor Modelos de Desenvolvimento Motor Modelo da Ampulheta e Modelo da Pirâmide Modelos de desenvolvimento motor A principal função da teoria é integrar os fatos existentes e organizá-los de um modo que lhes

Leia mais

equilíbrio e reflexos

equilíbrio e reflexos Avaliação da coordenação, equilíbrio e reflexos (Aula 2) Rfl Reflexos Atos reflexos ou simplesmente reflexos são respostas automáticas, involuntárias a um estímulo sensorial, geneticamente definida. Ocorre

Leia mais

do reconhecimento de expressões faciais. Outras abordagens teóricas

do reconhecimento de expressões faciais. Outras abordagens teóricas I. INTRODUÇÃO A face é a parte do corpo que mais se mostra durante a vida. Daí sua inequívoca importância no desenvolvimento psicossocial do indivíduo. A face é um sistema complexo e multidimensional que

Leia mais

EQUILÍBRIO DINÂMICO: INFLUÊNCIA DAS RESTRIÇÕES AMBIENTAIS

EQUILÍBRIO DINÂMICO: INFLUÊNCIA DAS RESTRIÇÕES AMBIENTAIS UNESP RIO CLARO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA F LABORATÓRIO RIO DE ESTUDOS DA POSTURA E LOCOMOÇÃO (LEPLO) EQUILÍBRIO DINÂMICO: INFLUÊNCIA DAS RESTRIÇÕES AMBIENTAIS Cássia Borges Lima Cibele Regina Secco

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

COGNIÇÃO e DOR. Fabiana Goto. Neuropsicóloga Especialização em Dor HCFMUSP LINEU Laboratório de Investigações em Neurociências IPq HCFMUSP

COGNIÇÃO e DOR. Fabiana Goto. Neuropsicóloga Especialização em Dor HCFMUSP LINEU Laboratório de Investigações em Neurociências IPq HCFMUSP COGNIÇÃO e DOR Programa de Educação Continuada em Fisiopatologia e Terapêutica da Dor Equipe de Controle da Dor da Divisão de Anestesia do Instituto Central do Hospital das Clínicas FMUSP Fabiana Goto

Leia mais

II JORNADA DE AVALIAÇÃO PSICOLÒGICA DETRAN /RS

II JORNADA DE AVALIAÇÃO PSICOLÒGICA DETRAN /RS II JORNADA DE AVALIAÇÃO PSICOLÒGICA DETRAN /RS Os limites da técnica na avaliação psicológica para fins de habilitação Adriana Sylla Pereira Santos adrianasps@terra.com.br Os limites da técnica na avaliação

Leia mais

GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS Maternal I

GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS Maternal I Maceió, 16 de julho de 2016. GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS Maternal I Senhores pais ou responsáveis Estamos iniciando o terceiro bimestre letivo e gostaríamos de informar-lhes sobre os projetos que serão

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR CURSO: PSICOLOGIA HORÁRIA 1 SEMESTRE 2 SEMESTRE 3 SEMESTRE

ESTRUTURA CURRICULAR CURSO: PSICOLOGIA HORÁRIA 1 SEMESTRE 2 SEMESTRE 3 SEMESTRE ESTRUTURA CURRICULAR - 2017 CURSO: PSICOLOGIA DISCIPLINA CARGA HORÁRIA C. H. TEORICA C.H. PRÁTICA Nº DE 1 SEMESTRE 1 HISTÓRIA DA PSICOLOGIA 1 ANATOMIA HUMANA 60 60 ---- 3 1/2 1 PSICOLOGIA GERAL 90 90 ----

Leia mais

ARTIGO. As concepções de desenvolvimento e aprendizagem na teoria psicogenética de Jean Piaget.

ARTIGO. As concepções de desenvolvimento e aprendizagem na teoria psicogenética de Jean Piaget. ARTIGO 13 As concepções de desenvolvimento e aprendizagem na teoria psicogenética de Jean Piaget. Ana Lúcia Jankovic Barduchi Mestre em Psicologia pela USP, Doutoranda em Educação pela Unicamp. Professora

Leia mais

Psicologia e Senso Comum. "... a Psicologia tem um longo passado, porém uma curta história." EBBINGHAUS

Psicologia e Senso Comum. ... a Psicologia tem um longo passado, porém uma curta história. EBBINGHAUS Psicologia e Senso Comum "... a Psicologia tem um longo passado, porém uma curta história." EBBINGHAUS Psicologia e Senso Comum O que é Psicologia? Como usamos o termo Psicologia? A Psicologia é recente

Leia mais

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014 C O L É G I O L A S A L L E Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Guarani, 2000 - Fone (045) 3252-1336 - Fax (045) 3379-5822 http://www.lasalle.edu.br/toledo/ PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014 DISCIPLINA:

Leia mais

Fracasso Escolar: um olhar psicopedagógico

Fracasso Escolar: um olhar psicopedagógico Fracasso Escolar: um olhar psicopedagógico Profa. Dra. Nádia Aparecida Bossa Doutora em Psicologia e Educação USP, Mestre em Psicologia da Educação PUC-SP, Neuropsicóloga, Psicopedagoga, Psicóloga, Pedagoga.

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Áreas de investigação Edital Normativo 03/2014 A Comissão de Pós-Graduação da Escola de Educação Física, conforme disposto no subitem VIII.11 do Regulamento da Comissão Coordenadora do Programa, baixado

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

Grade Bacharelado

Grade Bacharelado Grade 2015.1 Bacharelado 1º semestre CH Disciplina 1Psicologia, Ciência e Profissão Disciplina 2Origens Evolucionárias do comportamento Disciplina 3Teorias da Personalidade Disciplina 4Processos Psicológicos

Leia mais

Concepções do Desenvolvimento INATISTA AMBIENTALISTA INTERACIONISTA

Concepções do Desenvolvimento INATISTA AMBIENTALISTA INTERACIONISTA Concepções do Desenvolvimento INATISTA AMBIENTALISTA INTERACIONISTA Concepção Inatista Eventos que ocorrem após o nascimento não são essenciais para o desenvolvimento. As capacidades, a personalidade,

Leia mais

Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem CURSO DE EDUCAÇÃO SOCIAL Ano Lectivo 2014/2015

Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem CURSO DE EDUCAÇÃO SOCIAL Ano Lectivo 2014/2015 Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem CURSO DE EDUCAÇÃO SOCIAL Ano Lectivo 2014/2015 QUESTÕES PARA O TRABALHO DE REFLEXÃO INDIVIDUAL NOTA PRÉVIA: POR FAVOR LEIA COM ATENÇÃO Esta listagem as questões

Leia mais

Fisiologia Humana Sistema Nervoso. 3 ano - Biologia I 1 período / 2016 Equipe Biologia

Fisiologia Humana Sistema Nervoso. 3 ano - Biologia I 1 período / 2016 Equipe Biologia Fisiologia Humana Sistema Nervoso 3 ano - Biologia I 1 período / 2016 Equipe Biologia ! Função: processamento e integração das informações.! Faz a integração do animal ao meio ambiente! Juntamente com

Leia mais

Semiologia Reumatológica em Crianças

Semiologia Reumatológica em Crianças Semiologia Reumatológica em Crianças PGALS - Exame de triagem básica para problemas musculoesqueléticos em crianças na idade escolar, modificado Traduzido e adaptado de "pgals A SCREENING EXAMINATION OF

Leia mais

Adapação ao meio aquático: Conceitos para a iniciação a atividades aquáticas

Adapação ao meio aquático: Conceitos para a iniciação a atividades aquáticas Adapação ao meio aquático: Conceitos para a iniciação a atividades aquáticas O que significa adaptação ao meio liquídio (aquático): Fase preparatória para aprendizagem seguinte, deve proporcionar relação

Leia mais

A contribuição do movimento humano para a ampliação das linguagens

A contribuição do movimento humano para a ampliação das linguagens A contribuição do movimento humano para a ampliação das linguagens Movimento humano e linguagens A linguagem está envolvida em tudo o que fazemos, ela é peça fundamental para a expressão humana. Na Educação

Leia mais

Quem de vocês nunca teve dúvidas em relação ao desenvolvimento da fala e da linguagem de uma criança, atire a primeira pedra...

Quem de vocês nunca teve dúvidas em relação ao desenvolvimento da fala e da linguagem de uma criança, atire a primeira pedra... Quem de vocês nunca teve dúvidas em relação ao desenvolvimento da fala e da linguagem de uma criança, atire a primeira pedra... Saber se a criança está falando na idade certa, se está atrasada em relação

Leia mais

Relacionamentos intrapessoal e interpessoal RELACIONAMENTO INTERPESSOAL NA EDUCAÇÃO. Comprometido. Inteligência Linguística

Relacionamentos intrapessoal e interpessoal RELACIONAMENTO INTERPESSOAL NA EDUCAÇÃO. Comprometido. Inteligência Linguística RELACIONAMENTO INTERPESSOAL NA EDUCAÇÃO Relacionamentos intrapessoal e interpessoal Prof. Msc Rita de Cassia Moser Alcaraz Comprometido Envolvimento: ato ou efeito de envolver-se, envoltura 2 relacionamento,

Leia mais

Curso de Atualização em Psicopatologia 2ª aula Decio Tenenbaum

Curso de Atualização em Psicopatologia 2ª aula Decio Tenenbaum Curso de Atualização em Psicopatologia 2ª aula Decio Tenenbaum Centro de Medicina Psicossomática e Psicologia Médica do Hospital Geral da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro 2ª aula Diferenciação

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR 2017 FORMAÇÃO DE PSICÓLOGO CICLO BÁSICO. 1º Período

MATRIZ CURRICULAR 2017 FORMAÇÃO DE PSICÓLOGO CICLO BÁSICO. 1º Período PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE PSICOLOGIA MATRIZ CURRICULAR 2017 FORMAÇÃO DE PSICÓLOGO CICLO BÁSICO 1º Período Teórica Prática Semipresen cial 01 Anatomia Humana 40 40-80 02 História da Psicologia 80

Leia mais

CENTRO DE CONVIVÊNCIA ESCOLA BAIRRO

CENTRO DE CONVIVÊNCIA ESCOLA BAIRRO CENTRO DE CONVIVÊNCIA ESCOLA BAIRRO ESTRUTURA DE TRABALHO Os CCEB atendem a comunidade escolar no contra turno com oficinas diversificadas que atendem os alunos da faixa etária de 6 à 12 anos que estudam

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA 1 - JUSTIFICATIVA A cada dia cresce a expectativa de que os profissionais da área da Psicologia possam oferecer para a população em geral,

Leia mais

Colégio São Francisco de Assis Educar para a Paz e o Bem Província do SS. Nome de Jesus do Brasil.

Colégio São Francisco de Assis Educar para a Paz e o Bem Província do SS. Nome de Jesus do Brasil. Colégio São Francisco de Assis Educar para a Paz e o Bem Província do SS. Nome de Jesus do Brasil. Senhores pais ou responsável: Iremos iniciar as matrículas das atividades extracurriculares. INÍCIO DAS

Leia mais

Ψ AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE OLIVEIRA

Ψ AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE OLIVEIRA Ψ AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE OLIVEIRA DE FRADES PSICOLOGIA B 12º ANO 1º Teste Turmas A e B Ano lectivo 2010/2011 A prova é constituída por três grupos de itens: - O Grupo I testa objectivos de conhecimento,

Leia mais

VYGOTSKY Teoria sócio-cultural. Manuel Muñoz IMIH

VYGOTSKY Teoria sócio-cultural. Manuel Muñoz IMIH VYGOTSKY Teoria sócio-cultural Manuel Muñoz IMIH BIOGRAFIA Nome completo: Lev Semynovich Vygotsky Origem judaica, nasceu em 5.11.1896 em Orsha (Bielo- Rússia). Faleceu em 11.6.1934, aos 37 anos, devido

Leia mais

AVALIAÇÃO DA PSICOMOTRICIDADE EM EDUCANDOS ENTRE 8 E 10 ANOS ATRAVÉS DE FERRAMENTAS DIDÁTICAS DE FÁCIL ACESSO

AVALIAÇÃO DA PSICOMOTRICIDADE EM EDUCANDOS ENTRE 8 E 10 ANOS ATRAVÉS DE FERRAMENTAS DIDÁTICAS DE FÁCIL ACESSO AVALIAÇÃO DA PSICOMOTRICIDADE EM EDUCANDOS ENTRE 8 E 10 ANOS ATRAVÉS DE FERRAMENTAS DIDÁTICAS DE FÁCIL ACESSO Vanessa dos Santos Silva; Renata de Lima Pessoa Universidade Potiguar - callcenter@unp.br RESUMO

Leia mais

Brincar é importante para as crianças? Por que? Brincadeira/ satisfação/ prazer : são termos de uma mesma equação? Sempre que a criança brinca, ela

Brincar é importante para as crianças? Por que? Brincadeira/ satisfação/ prazer : são termos de uma mesma equação? Sempre que a criança brinca, ela BRINCADEIRA Brincar é importante para as crianças? Por que? Brincadeira/ satisfação/ prazer : são termos de uma mesma equação? Sempre que a criança brinca, ela está satisfeita e feliz? Brincadeira como

Leia mais

Curso: Educação de Infância. Tema: O Rapaz de Bronze As Flores Data : 8/ Objectivos Específicos. Actividade proposta 2/3/4/5 anos

Curso: Educação de Infância. Tema: O Rapaz de Bronze As Flores Data : 8/ Objectivos Específicos. Actividade proposta 2/3/4/5 anos Ano lectivo: 2005/2006 Estagiária: Curso: Educação de Infância 4º Ano Educadora Cooperante: Tema: O Rapaz de Bronze As Flores Data : 8/9.05.06 Áreas Domínios Objectivos Gerais Objectivos Específicos Actividade

Leia mais

BERÇARISTA. CURSO 180h: CURSO 260h:

BERÇARISTA. CURSO 180h: CURSO 260h: ARTES ENSINO FUNDAMENTAL Histórico do ensino da arte no brasil. Educação por meio da arte. Histórico do ensino da arte no brasil. Educação por meio da arte. Artes e educação, concepções teóricas. Histórico

Leia mais

MÚSICA COMO INSTRUMENTO PSICOPEDAGÓGICO PARA INTERVENÇÃO COGNITIVA. Fabiano Silva Cruz Educador Musical/ Psicopedagogo

MÚSICA COMO INSTRUMENTO PSICOPEDAGÓGICO PARA INTERVENÇÃO COGNITIVA. Fabiano Silva Cruz Educador Musical/ Psicopedagogo MÚSICA COMO INSTRUMENTO PSICOPEDAGÓGICO PARA INTERVENÇÃO COGNITIVA Fabiano Silva Cruz Educador Musical/ Psicopedagogo (gravewild@yahoo.com.br) APRESENTAÇÃO Fabiano Silva Cruz Graduado em composição e arranjo

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE ENSINO NA EDUCAÇÃO INFANTIL E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. Profa. Me. Michele Costa

ESTRATÉGIAS DE ENSINO NA EDUCAÇÃO INFANTIL E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. Profa. Me. Michele Costa ESTRATÉGIAS DE ENSINO NA EDUCAÇÃO INFANTIL E FORMAÇÃO DE PROFESSORES Profa. Me. Michele Costa CONVERSAREMOS SOBRE JOGOS E BRINQUEDOS: Veremos como sua utilização contribui para o desenvolvimento da criança.

Leia mais

Desenvolvimento Corporal

Desenvolvimento Corporal Desenvolvimento Corporal Esquema Corporal Esquema corporal é a representação que cada um faz de si mesmo e que lhe permite orientar-se no espaço. Baseado em vários dados sensoriais proprioceptivos e exteroceptivos,

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM NEUROPSICOPEDAGOGIA

PÓS-GRADUAÇÃO EM NEUROPSICOPEDAGOGIA PÓS-GRADUAÇÃO EM NEUROPSICOPEDAGOGIA Instituição Certificadora: FALC Amparo Legal: Resolução CNE CES 1 2001 Resolução CNE CES 1 2007 Carga Horária: 420h Período de Duração: 12 meses (01 ano) Objetivos:

Leia mais

As descobertas da primeira infância

As descobertas da primeira infância As descobertas da primeira infância Uma característica natural dos seres humanos é o prazer pela descoberta. Ao nos depararmos com o novo, imediatamente sentimos o desejo de nos apropriarmos da novidade,

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE PSICOLOGIA Morfofisiológica e Comportamento Humano Estudo anátomo-funcional de estruturas orgânicas na relação com manifestações emocionais. Comunicação e

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALBERTO SAMPAIO Exame de Equivalência à Frequência

ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALBERTO SAMPAIO Exame de Equivalência à Frequência Disciplina: PSICOLOGIA B - FASE 2ª Ano(s) de Escolaridade: 12º ANO 2009/2010 Código: 340 Duração da Prova : 90 minutos Grupo I Este grupo é constituído por dez questões de escolha múltipla. Na sua folha

Leia mais

ESQUEMA CORPORAL: Noção e Imagem corporal. Aspectos Psicomotores de Base

ESQUEMA CORPORAL: Noção e Imagem corporal. Aspectos Psicomotores de Base ESQUEMA CORPORAL: Noção e Imagem corporal Aspectos Psicomotores de Base Definição É a representação global que a criança tem do próprio corpo É elemento básico e indispensável para a formação da personalidade

Leia mais

Qual a relação entre a singularidade e a configuração do sintoma? Qual o lugar destinado ao sintoma escolar no contexto da clínica?

Qual a relação entre a singularidade e a configuração do sintoma? Qual o lugar destinado ao sintoma escolar no contexto da clínica? Fracasso Escolar: um olhar psicopedagógico Dra Nadia Bossa Q ue s tõ e s Diante do peso da cultura quais são as condições de possibilidade desse sintoma culturalmente determinada, ou seja qual a natureza

Leia mais

INSTITUTO DE PÓS GRADUAÇÃO ICPG GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

INSTITUTO DE PÓS GRADUAÇÃO ICPG GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO INSTITUTO DE PÓS GRADUAÇÃO ICPG GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Prof. Msc. Saulo Popov Zambiasi (saulopz@gmail.com) Informação - ICPG - Criciuma - SC 1 Conceitos de Inteligência e Inteligência Artificial.

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO EDUCAÇÃO FÍSICA

DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO EDUCAÇÃO FÍSICA CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO FUNDAMENTAL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO EDUCAÇÃO FÍSICA OBJETIVO GERAL Favorecer o desenvolvimento corporal e mental harmônicos, consolidar hábitos

Leia mais

PIAGET TEORIA PSICOGENÉTICA

PIAGET TEORIA PSICOGENÉTICA PIAGET TEORIA PSICOGENÉTICA As peculariedades do pensamento e da lógica das crianças despertaram o interesse de Jean Piaget. Ao agir sobre o meio o indivíduo incorpora a si mesmo elementos que pertencem

Leia mais

Sessão Televoter Pediatria. Desenvolvimento infantil Como avaliar e quando referenciar

Sessão Televoter Pediatria. Desenvolvimento infantil Como avaliar e quando referenciar 2014 3 de Maio Sábado Sessão Televoter Pediatria Desenvolvimento infantil Como avaliar e quando referenciar Francisco Abecasis Recém nascido Tracção pelas mãos Suspensão ventral Reflexo de Moro 1 Mês Deitado

Leia mais

Anaí Machado Resende- Psicóloga Elizene dos Reis Oliveira - Psicóloga Marnia Santos Muniz- Psicóloga

Anaí Machado Resende- Psicóloga Elizene dos Reis Oliveira - Psicóloga Marnia Santos Muniz- Psicóloga Anaí Machado Resende- Psicóloga Elizene dos Reis Oliveira - Psicóloga Marnia Santos Muniz- Psicóloga Forma como construímos a nossa imagem a partir de conceitos que temos de nós mesmos, e de como os outros

Leia mais

A PROPOSTA DIDÁTICO-PEDAGÓGICA DOS PROFESSORES TITULARES DAS SÉRIES/ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL PARA AS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

A PROPOSTA DIDÁTICO-PEDAGÓGICA DOS PROFESSORES TITULARES DAS SÉRIES/ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL PARA AS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA A PROPOSTA DIDÁTICO-PEDAGÓGICA DOS PROFESSORES TITULARES DAS SÉRIES/ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL PARA AS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA Daiane Toigo Trentin 1 - IFRS Rachel Pietrobon 2 - UCS RESUMO: Este

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - 040 Curso Psicologia Disciplina Processos Psicológicos Básicos Professor(es) Paulo Sérgio Boggio DRT 112311-5 Claudio Bastidas Martinez

Leia mais

As 10 Áreas da Engenharia de Software, Conforme o SWEBOK Prof. Elias Ferreira

As 10 Áreas da Engenharia de Software, Conforme o SWEBOK Prof. Elias Ferreira As 10 Áreas da Engenharia de Software, Conforme o SWEBOK Prof. Elias Ferreira Educação de iniciação profissional validada e legitimada pela sociedade Registro da adequação à prática através de certificação

Leia mais

Grande área: Multidisciplinar. Área: Interdisciplinar. Programa: Neurociência & Cognição MESTRADO ACADÊMICO DOUTORADO

Grande área: Multidisciplinar. Área: Interdisciplinar. Programa: Neurociência & Cognição MESTRADO ACADÊMICO DOUTORADO Grande área: Multidisciplinar Área: Interdisciplinar Programa: Neurociência & Cognição MESTRADO ACADÊMICO DOUTORADO Novas áreas estratégicas Neuroeconomia: como a mente interage com o ambiente externo

Leia mais

(CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM BIOMECÂNICA) CONTROLE MOTOR

(CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM BIOMECÂNICA) CONTROLE MOTOR Escola de Educação Física e Desporto (CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM BIOMECÂNICA) CONTROLE MOTOR Prof. PAULO JOSÉ GUIMARÃES DA SILVA www.peb.ufrj.br Lab. Proc. Sinais Engenharia Neural EMENTA DA DISCIPLINA

Leia mais

Serão as emoções importantes? Sim

Serão as emoções importantes? Sim As emoções Emoções Uma reação complexa a estímulos externos (mais frequentemente) e também a estímulos internos, que se traduz em reações fisiológicas, comportamentais, cognitivas, afetivas, sentimentais

Leia mais

A importância de recomendar a leitura para crianças de 0 a 6 anos

A importância de recomendar a leitura para crianças de 0 a 6 anos A importância de recomendar a leitura para crianças de 0 a 6 anos AF357-15FIS_CampanhaPrescrevaumLivroItauCrianca_FOLHETO_19x23_V6.indd 1 29/09/15 01:22 2 Receite um livro A importância de recomendar a

Leia mais

As dificuldades na abordagem de adultos autistas e conseqüências concretas

As dificuldades na abordagem de adultos autistas e conseqüências concretas As dificuldades na abordagem de adultos autistas e conseqüências concretas Transtorno do Espectro Autista O autismo é considerado um transtorno do desenvolvimento de causas neurobiológicas. As características

Leia mais

EDITAL DE RECUPERAÇÃO PARALELA SEMESTRAL 1º SEMESTRE/2016

EDITAL DE RECUPERAÇÃO PARALELA SEMESTRAL 1º SEMESTRE/2016 EDITAL DE RECUPERAÇÃO PARALELA SEMESTRAL 1º SEMESTRE/2016 Aluno: _ Ano: Professora: Disciplina: No Colégio Pentágono trabalhamos com a Recuperação Contínua e Paralela. A Recuperação Contínua ocorre durante

Leia mais

O TRABALHO DOCENTE COM CONTOS DE FADAS E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A ELEVAÇÃO DA AUTOESTIMA E AUTOCONCEITO NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

O TRABALHO DOCENTE COM CONTOS DE FADAS E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A ELEVAÇÃO DA AUTOESTIMA E AUTOCONCEITO NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM O TRABALHO DOCENTE COM CONTOS DE FADAS E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A ELEVAÇÃO DA AUTOESTIMA E AUTOCONCEITO NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM Jaciara Barbosa Carvalho Faculdade Anhanguera, Bauru\SP e-mail:

Leia mais

Motricidade global. Realiza Com Ajuda. Sem Ajuda

Motricidade global. Realiza Com Ajuda. Sem Ajuda Motricidade global Com Total Parcial Segura a cabeça na linha do corpo (vertical) Segura somente por breves instantes Mantém a cabeça ereta durante alguns segundos Em decúbito ventral levanta a cabeça

Leia mais