Curso de Extensão FUNÇÃO MOTORA. Profa. Ana Lucia Cecconello

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Curso de Extensão FUNÇÃO MOTORA. Profa. Ana Lucia Cecconello"

Transcrição

1 Curso de Extensão FUNÇÃO MOTORA Profa. Ana Lucia Cecconello

2 Integração sensório-motora Relação estreita com a Cognição É a base do aprendizado global

3 Área suplementar motora Bear, 2002

4 Córtex sensorial primário (recebe informações sensoriais separadamente) Córtex sensorial associativo unimodal (associa várias informações de uma única modalidade sensorial) Córtex sensorial associativo multimodal ( associa informações sensoriais de mais de uma modalidade sensorial Córtex motor associativo multimodal, Córtex pré-motor, Córtex suplementar motor (transforma informação sensorial em planejamento motor decide qual o movimento será executado e planeja como executar este movimento) Córtex motor primário (ordena o movimento)

5 Áreas que executam movimentos mais delicados tem representação maior no giro pré-central Bear, 2002

6

7

8 Tabela 12.1 Características dos dois sistemas de vias descendentes Origem Córtex cerebral (áreas 6 e 4) Núcleo rubro Feixe Córtico-espinhal lateral Origem Córtex cerebral (áreas 6 e 4) Colículo superior Feixe Córtico-espinhal medial Formação reticular pontina Formação reticular bulbar Núcleo vestibular lateral (núcleo de Deiters) Núcleo vestibular medial Retículo-espinhal pontino Sistema Lateral Lateralidade Contralateral (decussação piramidal) Contralateral (cruzamento no tegmento mesencefálico) Sistema Medial Lateralidade Bilateral (cruzamento parcial na medula) Contralateral (cruzamento no tegmento mesencefálico) Ipsolateral Retículo-espinhal bulbar Ipsolateral Vestíbulo-espinhal lateral Ipsolateral Vestíbulo-espinhal medial Bilateral Rubro-espinhal Tecto-espinhal Terminação Moto- e interneurônios laterais Moto- e interneurônios laterais Função Movimentos apendiculares voluntários Movimentos apendiculares voluntários Terminação Moto- e interneurônios mediais Moto- e interneurônios mediais Moto- e interneurônios mediais Moto- e interneurônios mediais Moto- e interneurônios mediais Função Movimentos axiais voluntários Moto- e interneurônios mediais Orientação sensório-motora da cabeça Ajustes posturais antecipatórios Ajustes posturais antecipatórios Ajustes posturais para a manutenção do equilíbrio corporal Ajustes posturais da cabeça e tronco

9 F ig u r a O s n ú c le o s d a b a s e ( e m v e r d e ) fic a m n o in t e r io r d o e n c é fa lo, e s ã o a tr a v e s s a d o s p e la c á p s u la in t e r n a ( e m a z u l). A. R e p re s e n ta ç ã o p o r tr a n s p a r ê n c ia d o s n ú c le o s d a b a s e, a tra v e s s a d o s p o r d o is d o s f e ix e s d a c á p s u la in te r n a. A fig u r a in d ic a o p la n o d e c o r te u t iliz a d o e m B. B. R e p r e s e n ta ç ã o d o c o r te in d ic a d o e m A, m o s tr a n d o ta m b é m o s n ú c le o s d a b a s e e m r e la ç ã o à c á p s u la in te r n a.

10 Núcleos da base: início do movimento regulação do tônus muscular Bear, 2002

11 F ig u r a O c e r e b e lo p o s s u i u m c ó rte x n a s u p e rfíc ie, e n ú c le o s p r o fu n d o s n o s e u in te r io r. A. V is ta d o r s a l d o c e r e b e lo ( in d ic a d a p e la lu n e t a n o p e q u e n o e n c é fa lo a c im a e à d ir e ita ), c o m o s n ú c le o s p ro fu n d o s d e s e n h a d o s p o r tr a n s p a r ê n c ia. B. V is ta v e n t r a l d o c e r e b e lo ( p e q u e n o e n c é f a lo a b a ix o à d ire ita ), c o m o s p e d ú n c u lo s c e r e b e la r e s c o rta d o s.

12 Cerebelo Pequeno cérebro, é um centro de controle do movimento. Recebe aferências maciças da medula espinhal e da ponte. Medula espinhal informação a respeito da posição do corpo no espaço Aferências pontinas levam informação do córtex cerebral, especificando a meta do movimento pretendido O cerebelo compara este tipo de informação e calcula as seqüências de contrações musculares necessárias para se atingir a meta do movimento. Lesões no cerebelo: mov. desordenados e imprecisos

13 F ig u r a A. D o p o n to d e v is ta d a s s u a s c o n e x õ e s, o c e r e b e lo é s u b d iv id id o e m t r ê s r e g iõ e s : v e r m e, h e m is fé r io s in te r m é d io s e h e m is f é r io s la te r a is. O s n ú c le o s p r o fu n d o s r e c e b e m a fe r e n t e s s e le t iv o s d e c a d a s u b d iv is ã o. B. A s s u b d iv is õ e s c o n e c t iv a s d o c e r e b e lo s ã o ta m b é m f u n c io n a is, e s e r e la c io n a m c o m o s s u b s is t e m a s m o t o r e s, d e fin in d o o v e s t í b u lo - c e r e b e lo, o e s p in o - c e r e b e lo e o c é r e b r o c e r e b e lo. O s d ia g r a m a s d e b lo c o s r e p r e s e n ta m o s a f e r e n t e s e o s e f e r e n te s d e c a d a s u b d iv is ã o f u n c io n a l.

14 Nossa agilidade e destreza Capacidades dos sistemas motores Planejar Coordenar Executar movimentos

15 Os sistemas motores podem gerar três tipos de movimentos: 1) Respostas Reflexas/Atos Reflexos 2) Padrões Motores Rítmicos 3) Movimentos Voluntários

16 1) Respostas Reflexas: Movimentos involuntários, chamados de atos reflexos, movimentos simples (poucos músculos), estereotipados, ocorrem em resposta a um estímulo Ex.: flexor de retirada 2) Padrões Motores Rítmicos: Características de atos voluntários e reflexos Em geral, apenas o início e o término da seqüência são voluntários Ex.: marcha, a corrida, a mastigação 3) Movimentos Voluntários: Em grande parte são aprendidos e melhoram muito com a prática Ex.: pentear cabelos, guiar automóvel, tocar um instrumento musical

17 PROPRIOCEPTORES Bear, 2002

18 Bear, 2002

19

20 PROPRIOCEPTORES Bear, 2002

21

22

23 Reflexo de retirada Músculos flexores são contraídos após estímulo doloroso Bear, 2002

24

25 O músculo: órgão efetor do movimento Músculo: cél. alongadas que podem mudar o seu comprimento, contraindo-se ou relaxando sob o controle direto ou indireto de fibras nervosas Bear, 2002

26 Unidade Motora: neurônio motor alfa + fibras musculares Bear, 2002

27

28 Referências Bibliográficas BEAR, M.F., e cols. Neurosciências Desvendando o Sistema Nervoso. 2 ed. Artmed. Porto Alegre KANDELL, E.R., e cols. Principles of Neural Sciensce. McGraw-Hill. New York LENT, R. Cem Bilhões de Neurônios Conceitos Fundamentais de Neurosciências. Atheneu PURVES, D., e cols. Neurosciências. 4 ed. Artmed SILVERTHORN, D.U. Fisiologia Humana. Uma Abordagem Integrada. 2 ed. Manole Gazzaniga M.S. e cols. Neurociência Cognitiva. A biologia da mente. 2º ed. Artmed, Porto Alegre, 2006.

ÁREAS CORTICAIS ENVOLVIDAS NO CONTROLE DE MOVIMENTOS: Areas de Brodmann

ÁREAS CORTICAIS ENVOLVIDAS NO CONTROLE DE MOVIMENTOS: Areas de Brodmann ÁREAS CORTICAIS ENVOLVIDAS NO CONTROLE DE MOVIMENTOS: Areas de Brodmann COMANDO MOTOR SUPERIOR: CÓRTEX Planejamento e comando motor. Experimentos de estimulação elétrica de áreas cerebrais estabeleceram

Leia mais

Fisiologia do Sistema Motor Somático

Fisiologia do Sistema Motor Somático Fisiologia do Sistema Motor Somático Controle Motor Efetores executam o trabalho (músculos); Ordenadores transmitem aos efetores o comando para a ação (ME, TE e CC); Controladores garantem a execução adequada

Leia mais

(CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM BIOMECÂNICA) CONTROLE MOTOR

(CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM BIOMECÂNICA) CONTROLE MOTOR Escola de Educação Física e Desporto (CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM BIOMECÂNICA) CONTROLE MOTOR Prof. PAULO JOSÉ GUIMARÃES DA SILVA www.peb.ufrj.br Lab. Proc. Sinais Engenharia Neural EMENTA DA DISCIPLINA

Leia mais

CLASSES DE MOVIMENTOS

CLASSES DE MOVIMENTOS CLASSES DE MOVIMENTOS ATOS REFLEXOS - considerados involuntários, simples (poucos músculos), estereotipados, em geral ocorrem automaticamente em resposta a um estímulo sensorial. Ex. resposta ao toque

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA MOTOR

ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA MOTOR ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA MOTOR MOVIMENTO E VIDA MANUTENÇÃO DA POSIÇÃO DO CORPO FUGA DE SITUAÇÕES DE PERIGO COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO MANIPULAÇÃO E CONFECÇÃO DE UTENSÍLIOS IMPORTÂNCIA DO SISTEMA SENSORIAL INFORMAÇÕES

Leia mais

Organização Geral do Sistema Motor

Organização Geral do Sistema Motor SISTEMA MOTOR II Organização Geral do Sistema Motor Músculos Elementos neurais Medula espinhal Tronco encefálico Córtex motor Cerebelo Gânglios da base GERADORES DE MOVIMENTO CONTROLADORES DE MOVIMENTO

Leia mais

Postura e Equilíbrio. Ms. Roberpaulo Anacleto

Postura e Equilíbrio. Ms. Roberpaulo Anacleto Postura e Equilíbrio Ms. Roberpaulo Anacleto NÚCLEOS MOTORES DO TRONCO ENCEFÁLICO MESENCÉFALO Núcleos do III e IV Áreas integrativas visuais, auditivas e pupilares PONTE Núcleos do V, VI e VII Áreas de

Leia mais

CLASSES DE MOVIMENTOS

CLASSES DE MOVIMENTOS CLASSES DE MOVIMENTOS ATOS REFLEXOS - considerados involuntários, simples (poucos músculos), estereotipados, em geral ocorrem automaticamente em resposta a um estímulo sensorial. Ex. resposta ao toque

Leia mais

Tronco Encefálico, Cerebelo e Suas Conexões

Tronco Encefálico, Cerebelo e Suas Conexões Curso de Pós-graduaP graduação - IPUB Neurociências Aplicadas Ciclo Básico B Núcleo Comum Disciplina de Neuroanatomia Prof: Alfred Sholl Tronco Encefálico, Cerebelo e Suas Conexões 27/04/2010 Anatomia

Leia mais

Aula 8. Reflexos Ajustes Posturais Vias Descendentes

Aula 8. Reflexos Ajustes Posturais Vias Descendentes Aula 8 Reflexos Ajustes Posturais Vias Descendentes FONTES SENSORIAIS PROPRIOCEPTIVAS SISTEMA VISUAL SISTEMA VESTIBULAR SISTEMA SOMATOSENSORIAL INFORMAÇÕES DE ORIGEM MUSCULAR QUE CONTRIBUEM PARA OS MOVIMENTOS

Leia mais

Os motoneurônios inferiores estão localizados somente na medula espinhal?

Os motoneurônios inferiores estão localizados somente na medula espinhal? Os motoneurônios inferiores estão localizados somente na medula espinhal? 1 NÚCLEOS MOTORES DO TRONCO ENCEFÁLICO MESENCÉFALO Núcleos do III e IV Áreas integrativas visuais, auditivas e pupilares PONTE

Leia mais

Objetivo: Como o fluxo de informação sensorial e a hierarquia do controle motor controlam os diversos tipos de movimento?

Objetivo: Como o fluxo de informação sensorial e a hierarquia do controle motor controlam os diversos tipos de movimento? Objetivo: Como o fluxo de informação sensorial e a hierarquia do controle motor controlam os diversos tipos de movimento? Roteiro da aula: 1. Tipos de movimentos gerados pelo sistema motor 2. Funções do

Leia mais

Neurofisiologia do Movimento. Dr. Fábio Agertt

Neurofisiologia do Movimento. Dr. Fábio Agertt Neurofisiologia do Movimento Dr. Fábio Agertt Córtex Motor Planejamento, iniciação, direcionamento do movimento Núcleos da base Ajuste da iniciação Centros do tronco cerebral Movimentos básicos e controle

Leia mais

BASE MOLECULAR DA CONTRAÇÃO MUSCULAR

BASE MOLECULAR DA CONTRAÇÃO MUSCULAR A MIOFIBRILA EM DETALHE BASE MOLECULAR DA CONTRAÇÃO MUSCULAR (alfa-actinina) (actina+tropomiosina) CONTRAÇÃO: 1.Ca 2+ se liga a troponina; 2. exposição dos sítios de ligação a miosina na actina -ligação;

Leia mais

CONTROLE MOTOR: DA ATIVIDADE REFLEXA AOS MOVIMENTOS VOLUNTÁRIOS I - MEDULA ESPINAL -

CONTROLE MOTOR: DA ATIVIDADE REFLEXA AOS MOVIMENTOS VOLUNTÁRIOS I - MEDULA ESPINAL - CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FISIOLOGIA HUMANA TURMA 11-2014 CONTROLE MOTOR: DA ATIVIDADE REFLEXA AOS MOVIMENTOS VOLUNTÁRIOS I - MEDULA ESPINAL - PROFª DRª VILMA G. 1. NÍVEL DE CONTROLE LOCAL A MEDULA ESPINAL:

Leia mais

SISTEMA MOTOR. Organização e controlo

SISTEMA MOTOR. Organização e controlo SISTEMA MOTOR Organização e controlo Sistema motor: Todas as estruturas (fibras musculares e neurónios) envolvidas na motricidade (somática e visceral) Sistema motor somático: divisão do sistema nervoso

Leia mais

Módulo: Neuroanatomofisiologia da Deglutição e da Comunicação Verbal Conteúdo: Tronco Encefálico

Módulo: Neuroanatomofisiologia da Deglutição e da Comunicação Verbal Conteúdo: Tronco Encefálico Módulo: Neuroanatomofisiologia da Deglutição e da Comunicação Verbal Conteúdo: Tronco Encefálico M.Sc. Prof.ª Viviane Marques Fonoaudióloga, Neurofisiologista e Mestre em Fonoaudiologia Coordenadora da

Leia mais

ANATOMIA DO TRONCO ENCEFÁLICO

ANATOMIA DO TRONCO ENCEFÁLICO TRONCO ENCEFÁLICO ANATOMIA DO TRONCO ENCEFÁLICO Localizado entre a medula e o diencéfalo; Ventralmente ao cerebelo. Constituído por três estruturas: Bulbo (medula oblonga); Ponte; Mesencéfalo; O tronco

Leia mais

Encéfalo. Aula 3-Fisiologia Fisiologia do Sistema Nervoso Central. Recebe informações da periferia e gera respostas motoras e comportamentais.

Encéfalo. Aula 3-Fisiologia Fisiologia do Sistema Nervoso Central. Recebe informações da periferia e gera respostas motoras e comportamentais. Aula 3-Fisiologia Fisiologia do Sistema Nervoso Central Sidney Sato, MSC Encéfalo Recebe informações da periferia e gera respostas motoras e comportamentais. 1 Áreas de Brodmann Obs: Áreas 1,2,3 : área

Leia mais

Fisiologia do Sistema Nervoso. 1. Sistema Nervoso Sensorial 2. Sistema Nervoso Motor 3. Sistema Nervoso Autônomo 4.

Fisiologia do Sistema Nervoso. 1. Sistema Nervoso Sensorial 2. Sistema Nervoso Motor 3. Sistema Nervoso Autônomo 4. Fisiologia do Sistema Nervoso 1. Sistema Nervoso Sensorial 2. Sistema Nervoso Motor 3. Sistema Nervoso Autônomo 4. Ritmos Biológicos Sistema Nervoso Motor a) Organização Hierárquica do Movimento Movimentos

Leia mais

Tronco Encefálico. M.Sc. Profª Viviane Marques

Tronco Encefálico. M.Sc. Profª Viviane Marques Tronco Encefálico M.Sc. Profª Viviane Marques Coordenadora da Pós-graduação em Fonoaudiologia Hospitalar UVA Docente do mestrado de HIV/AIDS e Hepatites Virais UNIRIO Tutora da Residência Multiprofissional

Leia mais

17/05/2017 PAPEL DOS SISTEMAS SENSORIAIS NO CONTROLE MOTOR SOMÁTICO PAPEL DOS SISTEMAS SENSORIAIS NO CONTROLE MOTOR SOMÁTICO

17/05/2017 PAPEL DOS SISTEMAS SENSORIAIS NO CONTROLE MOTOR SOMÁTICO PAPEL DOS SISTEMAS SENSORIAIS NO CONTROLE MOTOR SOMÁTICO PAPEL DOS SISTEMAS SENSORIAIS NO CONTROLE MOTOR SOMÁTICO Desencadear movimentos reflexos Regular movimentos em execução Facilitar a alternância de movimentos Coordenar a atividade de músculos individuais

Leia mais

Reeducação Funcional 17/10/2016 UNIDADE VII. PROGRAMAÇÃO DOS MOVIMENTOS. Controle Motor: Unidade VII PROGRAMAÇÃO DOS MOVIMENTOS

Reeducação Funcional 17/10/2016 UNIDADE VII. PROGRAMAÇÃO DOS MOVIMENTOS. Controle Motor: Unidade VII PROGRAMAÇÃO DOS MOVIMENTOS Reeducação Funcional Unidade VII PROGRAMAÇÃO DOS MOVIMENTOS Profa. MSc. Dayse Danielle de Oliveira Silva UNIDADE VII. PROGRAMAÇÃO DOS MOVIMENTOS - PROGRAMAÇÃO DOS MOVIMENTOS: PRÉ-PROGRAMAÇÃO - PROGRAMAÇÃO

Leia mais

PSICOFISIOLOGIA DAS PRINCIPAIS REGULAÇÕES COMPORTAMENTAIS. Cérebro reptiliano e principais regulações primárias do comportamento

PSICOFISIOLOGIA DAS PRINCIPAIS REGULAÇÕES COMPORTAMENTAIS. Cérebro reptiliano e principais regulações primárias do comportamento PSICOFISIOLOGIA DAS PRINCIPAIS REGULAÇÕES COMPORTAMENTAIS Cérebro reptiliano e principais regulações primárias do comportamento 1 NÍVEL MEDULAR MEDULA ESPINAL Embriologia, Localização e Morfologia Deriva

Leia mais

Capítulo 15: CIRCUITOS DO NEURÓNIO MOTOR INFERIOR E CONTROLO MOTOR

Capítulo 15: CIRCUITOS DO NEURÓNIO MOTOR INFERIOR E CONTROLO MOTOR BSN UP4 Autor: Francisco Cubal Capítulo 15: CIRCUITOS DO NEURÓNIO MOTOR INFERIOR E CONTROLO MOTOR Os neurónios motores inferiores de: medula espinal + tronco cerebral são neurónios motores α. Estes neurónios

Leia mais

M a n h ã... p r e s e n t e! L u g a r... p r e s e n t e! Q u e m... p r e s e n t e! N e n h u m... p r e s e n t e! C u í c a... p r e s e n t e!

M a n h ã... p r e s e n t e! L u g a r... p r e s e n t e! Q u e m... p r e s e n t e! N e n h u m... p r e s e n t e! C u í c a... p r e s e n t e! C a r o l i n a M a n h ã......................................................................... p r e s e n t e! L u g a r.......................................................................... p

Leia mais

U N I V E R S I D A D E C A N D I D O M E N D E S P Ó S G R A D U A Ç Ã O L A T O S E N S U I N S T I T U T O A V E Z D O M E S T R E

U N I V E R S I D A D E C A N D I D O M E N D E S P Ó S G R A D U A Ç Ã O L A T O S E N S U I N S T I T U T O A V E Z D O M E S T R E U N I V E R S I D A D E C A N D I D O M E N D E S P Ó S G R A D U A Ç Ã O L A T O S E N S U I N S T I T U T O A V E Z D O M E S T R E E S T U D O D O S P R O B L E M A S D A E C O N O M I A B R A S I L

Leia mais

Tronco Encefálio e Formação Reticular. Msc. Roberpaulo Anacleto

Tronco Encefálio e Formação Reticular. Msc. Roberpaulo Anacleto Tronco Encefálio e Formação Reticular Msc. Roberpaulo Anacleto TRONCO ENCEFÁLICO -Área do encéfalo que estende-se desde a medula espinhal até o diencéfalo TRONCO ENCEFÁLICO = BULBO + PONTE + MESENCÉFALO

Leia mais

Fisiologia do Sistema Nervoso Motricidade Somática II: Córtex, Cerebelo e N. da Base I. Profa Dra Eliane Comoli Depto Fisiologia FMRP-USP

Fisiologia do Sistema Nervoso Motricidade Somática II: Córtex, Cerebelo e N. da Base I. Profa Dra Eliane Comoli Depto Fisiologia FMRP-USP Fisiologia do Sistema Nervoso Motricidade Somática II: Córtex, Cerebelo e N. da Base I Profa Dra Eliane Comoli Depto Fisiologia FMRP-USP Organização Hierárquica do Movimento Córtex: propósito e comando

Leia mais

TRONCO ENCEFÁLICO FUNÇÃO. Prof. João M. Bernardes

TRONCO ENCEFÁLICO FUNÇÃO. Prof. João M. Bernardes TRONCO ENCEFÁLICO Prof. João M. Bernardes FUNÇÃO O tronco encefálico funciona como uma área de passagem para muitas vias descendentes e ascendentes; Está envolvido no controle da respiração, funções do

Leia mais

TRATOS ASCENDENTES E DESCENDENTES DA MEDULA ESPINAL

TRATOS ASCENDENTES E DESCENDENTES DA MEDULA ESPINAL TRATOS ASCENDENTES E DESCENDENTES DA MEDULA ESPINAL DEFINIÇÕES: FUNÍCULO: regiões da substância branca da medula espinal que formam tratos por onde trafegam informações ascendentes (da periferia para o

Leia mais

MEDULA ESPINHAL FUNÇÃO. Prof. João M. Bernardes. A medula desempenha duas funções principais:

MEDULA ESPINHAL FUNÇÃO. Prof. João M. Bernardes. A medula desempenha duas funções principais: MEDULA ESPINHAL Prof. João M. Bernardes FUNÇÃO A medula desempenha duas funções principais: Conduz os impulsos nervosos do encéfalo para a periferia e vice-versa; Processa informações sensitivas de forma

Leia mais

SOMESTESIA. Professor Alfred Sholl Programa de Neurobiologia IBCCF

SOMESTESIA. Professor Alfred Sholl  Programa de Neurobiologia IBCCF SOMESTESIA Professor Alfred Sholl neurofisiologia@ufrj.br http://ltc.nutes.ufrj.br/constructore/ Programa de Neurobiologia IBCCF RECEPTORES SENSORIAIS LOCALIZAÇÕES, CLASIFICAÇÃO E FUNÇÕES Tipo morfológico

Leia mais

Grandes Vias Aferentes

Grandes Vias Aferentes Grandes Vias Aferentes M.Sc. Profª Viviane Marques Coordenadora da Pós-graduação em Fonoaudiologia Hospitalar UVA Docente do mestrado de HIV/AIDS e Hepatites Virais UNIRIO Tutora da Residência Multiprofissional

Leia mais

CONTROLE MOTOR: DA ATIVIDADE REFLEXA AOS MOVIMENTOS VOLUNTÁRIOS II - NÚCLEOS DA BASE -

CONTROLE MOTOR: DA ATIVIDADE REFLEXA AOS MOVIMENTOS VOLUNTÁRIOS II - NÚCLEOS DA BASE - CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FISIOLOGIA HUMANA TURMA 10-2013 CONTROLE MOTOR: DA ATIVIDADE REFLEXA AOS MOVIMENTOS VOLUNTÁRIOS II - NÚCLEOS DA BASE - PROFª DRª VILMA G. O CEREBELO E OS GÂNGLIOS BASAIS AUXILIAM

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA MOTOR

ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA MOTOR ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA MOTOR MOVIMENTO E VIDA MANUTENÇÃO DA POSIÇÃO DO CORPO FUGA DE SITUAÇÕES DE PERIGO COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO MANIPULAÇÃO E CONFECÇÃO DE UTENSÍLIOS IMPORTÂNCIA DO SISTEMA SENSORIAL INFORMAÇÕES

Leia mais

VIAS EFERENTES (DESCENDENTES)

VIAS EFERENTES (DESCENDENTES) VIAS EFERENTES (DESCENDENTES) Colocam em comunicação os centros supra-segmentares com os órgãos efetuadores: 1- Vias eferentes viscerais (vida vegetativa) : Alvos = vísceras e vasos > função dos órgãos

Leia mais

A C T A N. º I V /

A C T A N. º I V / 1 A C T A N. º I V / 2 0 0 9 - - - - - - A o s d e z a s s e t e d i a s d o m ê s d e F e v e r e i r o d o a n o d e d o i s m i l e n o v e, n e s t a V i l a d e M o n c h i q u e, n o e d i f í c

Leia mais

(CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM BIOMECÂNICA) CONTROLE MOTOR

(CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM BIOMECÂNICA) CONTROLE MOTOR Escola de Educação Física e Desporto (CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM BIOMECÂNICA) CONTROLE MOTOR Prof. PAULO JOSÉ GUIMARÃES DA SILVA www.peb.ufrj.br Lab. Proc. Sinais Engenharia Neural EMENTA DA DISCIPLINA

Leia mais

Pró-Reitoria de Graduação. Plano de Ensino 1º Quadrimestre de 2012

Pró-Reitoria de Graduação. Plano de Ensino 1º Quadrimestre de 2012 Caracterização da disciplina Código da NHT1058- Nome da disciplina: Morfofisiologia Humana 1 disciplina: 15 Créditos (T-P-I): (4-2-4) Carga horária: 72 horas prática: Câmpus: Santo André Código da Turma:

Leia mais

Prof. Me. Alexandre Correia Rocha

Prof. Me. Alexandre Correia Rocha Prof. Me. Alexandre Correia Rocha www.professoralexandrerocha.com.br alexandre.personal@hotmail.com Ementa Apresentar um corpo de conhecimento para melhor entender as respostas fisiológicas mediante a

Leia mais

CONTROLE DA MOTRICIDADE SOMÁTICA

CONTROLE DA MOTRICIDADE SOMÁTICA CONTROLE DA MOTRICIDADE SOMÁTICA Medula, Tronco Encefálico & Córtex Motor Cerebelo e Núcleos da Base Profa Silvia Mitiko Nishida Depto de Fisiologia Padrões Básicos de Movimentos do Corpo Movimento de

Leia mais

Sistema Piramidal e Extrapiramidal. Dr. Fábio Agertt

Sistema Piramidal e Extrapiramidal. Dr. Fábio Agertt Sistema Piramidal e Extrapiramidal Dr. Fábio Agertt 40-60 consideravam-se 3 tipos de atos motores Voluntários chutar Sistema Motor Piramidal Automático marcha Sistema Motor Extrapiramidal Reflexo Sistema

Leia mais

P ET A g r o n o m i a & U n i v e r s i d a d e F e d e r a l d e L a v r a s U F L A / M G 1 R E S U M O 2 I N T R O D U Ç Ã O

P ET A g r o n o m i a & U n i v e r s i d a d e F e d e r a l d e L a v r a s U F L A / M G 1 R E S U M O 2 I N T R O D U Ç Ã O P RO G R A M A P ARA REDUÇÃ O D O I M P A C T O A M B I E N T A L C A U SA D O P ELA REVERS Ã O S E X U AL E M T I L Á P I A S ( O r e o c h r o m i s n i l o t i c u s ). P ET A g r o n o m i a & P ET

Leia mais

A C O N T R A R E F O R M A E A R E F O R M A C A T Ó L I C A N O S P R I N C Í P I O S D A I D A D E M O D E R N A 2

A C O N T R A R E F O R M A E A R E F O R M A C A T Ó L I C A N O S P R I N C Í P I O S D A I D A D E M O D E R N A 2 1 Í N D I C E A C O N T R A R E F O R M A E A R E F O R M A C A T Ó L I C A N O S P R I N C Í P I O S D A I D A D E M O D E R N A 2 A P R E S E N T A Ç Ã O : A L G U M AS N O T A S E P A L A V R A S 2

Leia mais

RITMOS BIOLÓGICOS SONO, SONHOS E SUAS PERTUBAÇÕES

RITMOS BIOLÓGICOS SONO, SONHOS E SUAS PERTUBAÇÕES RITMOS BIOLÓGICOS SONO, SONHOS E SUAS PERTUBAÇÕES Professor Alfred Sholl neurofisiologia@ufrj.br http://ltc.nutes.ufrj.br/constructore/ Programa de Neurobiologia IBCCF O sono (Hypnos) e a morte (Tanatos)

Leia mais

O CÓRTEX MOTOR CÓRTEX MOTOR PRIMÁRIO

O CÓRTEX MOTOR CÓRTEX MOTOR PRIMÁRIO O CÓRTEX MOTOR - Movimentos VOLUNTÁRIOS executados pela ativação cortical de padrões de função armazenados em áreas medulares e encefálicas inferiores na MEDULA ESPINHAL, TRONCO CEREBRAL, GÂNGLIOS DA BASE

Leia mais

NOÇÕES DE NEUROANATOMIA

NOÇÕES DE NEUROANATOMIA Divisões do Sistema Nervoso Sistema Nervoso Sistema Nervoso Central Encéfalo Medula Espinhal Sistema Nervoso Periférico Nervos Espinhais Nervos Cranianos Gânglios Periféricos 1 Os órgãos do SNC são protegidos

Leia mais

Mariana Certal. Neuroquímica/Neurobiologia Mestrado em Bioquímica 2009/2010

Mariana Certal. Neuroquímica/Neurobiologia Mestrado em Bioquímica 2009/2010 Mariana Certal Neuroquímica/Neurobiologia Mestrado em Bioquímica 2009/2010 Sumário Cerebelo Organização Projecções do/para o cerebelo Circuitos no cerebelo Funções Circuito cerebelar e coordenação do movimento

Leia mais

SISTEMA NERVOSO MOTOR

SISTEMA NERVOSO MOTOR SISTEMA NERVOSO MOTOR CÓRTEX MOTOR O cérebro é o órgão que move os músculos. sculos. Neil R. Carlson 1 CÓRTEX MOTOR ORGANIZAÇÃO DO CÓRTEX MOTOR Córtex motor primário: principal região controladora para

Leia mais

Estrutura e Funções do. Telencéfalo PROF. MUSSE JEREISSATI

Estrutura e Funções do. Telencéfalo PROF. MUSSE JEREISSATI EURO ANATOMIA Estrutura e Funções do Telencéfalo PROF. MUSSE JEREISSATI mussejereissati@hotmail.com website: www.mussejereissati.com Feito com Apple Keynote AGORA, NÃO! 3 O Cérebro (Encéfalo) Está dividido

Leia mais

RITMOS BIOLÓGICOS E CICLO SONO-VIGÍLIA

RITMOS BIOLÓGICOS E CICLO SONO-VIGÍLIA RITMOS BIOLÓGICOS E CICLO SONO-VIGÍLIA Ritmos Biológicos Ritmos Biológicos Mimosa pudica Relógio endógeno Ritmos Biológicos Ritmos circadianos: ritmos que se repetem a cada dia Ritmos infradianos: ritmos

Leia mais

Fisiologia do Sistema Nervoso. Cláudia Minazaki

Fisiologia do Sistema Nervoso. Cláudia Minazaki Fisiologia do Sistema Nervoso Cláudia Minazaki Conteúdo para estudar: 1. SNC e SNP 2. Classificação fisiológica: sistema nervoso somático e visceral (órgãos e estruturas de constituição e funções) 3. Organização

Leia mais

HIERARQUIA E CONTROLE DE MOVIMENTOS

HIERARQUIA E CONTROLE DE MOVIMENTOS HIERARQUIA E CONTROLE DE MOVIMENTOS (Sherrington) CORTEX MOTOR Movimentos voluntários e ajustes antecipatórios NÚCLEOS DA BASE E CEREBELO Iniciação, modulação, coordenação, refinamento e aprendizado motor

Leia mais

Estrutura e Função do Tronco Encefálico

Estrutura e Função do Tronco Encefálico FACULDADE DE MEDICINA/UFC-SOBRAL MÓDULO SISTEMA NERVOSO NEUROANATOMIA FUNCIONAL Estrutura e Função do Tronco Encefálico Prof. Gerardo Cristino Aula disponível em: www.gerardocristino.com.br Objetivos de

Leia mais

NERVOS CRANIANOS. Prof. João M. Bernardes

NERVOS CRANIANOS. Prof. João M. Bernardes NERVOS CRANIANOS Prof. João M. Bernardes Doze pares de nervos se originam no cérebro, eles são denominados nervos cranianos; A maioria dos nervos cranianos são mistos, compostos por fibras sensitivas e

Leia mais

Unidade I Neurociência básica. Divisão do sistema nervoso: Citologia e histologia.

Unidade I Neurociência básica. Divisão do sistema nervoso: Citologia e histologia. Unidade I Neurociência básica. Divisão do sistema nervoso: Citologia e histologia. Prof a : Norma M. S. Franco Organizador: André Mendonça I - Divisão anatômica do Sistema Nervoso. Cérebro Telencéfalo

Leia mais

FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO

FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO Controle do funcionamento do ser humano através de impulsos elétricos Prof. César Lima 1 Sistema Nervoso Função: ajustar o organismo animal ao ambiente. Perceber e

Leia mais

Formação Reticular. Prof. Gerardo Cristino. Aula disponível em:

Formação Reticular. Prof. Gerardo Cristino. Aula disponível em: FACULDADE DE MEDICINA/UFC-SOBRAL MÓDULO SISTEMA NERVOSO NEUROANATOMIA FUNCIONAL Formação Reticular Prof. Gerardo Cristino Aula disponível em: www.gerardocristino.com.br Objetivos de Aprendizagem Formação

Leia mais

Fisiologia Humana Sistema Nervoso. 3 ano - Biologia I 1 período / 2016 Equipe Biologia

Fisiologia Humana Sistema Nervoso. 3 ano - Biologia I 1 período / 2016 Equipe Biologia Fisiologia Humana Sistema Nervoso 3 ano - Biologia I 1 período / 2016 Equipe Biologia ! Função: processamento e integração das informações.! Faz a integração do animal ao meio ambiente! Juntamente com

Leia mais

PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: NEUROANATOMIA. PROFESSOR: André L H Pantoja CARGA HORÁRIA: EMENTA 2. OBJETIVO(S)

PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: NEUROANATOMIA. PROFESSOR: André L H Pantoja CARGA HORÁRIA: EMENTA 2. OBJETIVO(S) PLANO DE ENSINO SEMESTRE: 2011.1 CURSO: Fisioterapia TA2M DISCIPLINA: NEUROANATOMIA PROFESSOR: André L H Pantoja CARGA HORÁRIA: 60 1. EMENTA Estudo anatômico do Sistema Nervoso Central e Periférico com

Leia mais

P R O F E S S O R V I N I C I U S S I L V A CAP II DESIGN D E E M B A L A G E N S

P R O F E S S O R V I N I C I U S S I L V A CAP II DESIGN D E E M B A L A G E N S CAP II DESIGN D E E M B A L A G E N S LINGUAGEM V I S U A L E S T E M O M E N T O P R I M O R D I A L, O N D E A I D E N T I F I C A Ç Ã O D O P R O D U T O E R A F E I T A P E L A F O R M A D E S E U

Leia mais

S e s s ã o e x t r a o r d i n á r i a 1 3 d e m a r ç o d e A T A N º 1 /

S e s s ã o e x t r a o r d i n á r i a 1 3 d e m a r ç o d e A T A N º 1 / A T A N º 1 / 2 0 1 4 A o s t r e z e d i a s d o m ê s d e m a r ç o d o a n o d e d o i s m i l e c a t o r z e, p e l a s v i n t e e u m a h o r a s e d e z m i n u t o s r e u n i u e m s e s s ã

Leia mais

P a l a v r a s - c h a v e s : l i n g u í s t i c a, l i n g u a g e m, s o c i a b i l i d a d e.

P a l a v r a s - c h a v e s : l i n g u í s t i c a, l i n g u a g e m, s o c i a b i l i d a d e. A V A R I E D A D E L I N G U Í S T I C A D E N T R O D A S O C I E D A D E C A M P O - G R A N D E N S E N O Â M B I T O D O M E R C A D Ã O M U N I C I P A L E F E I R A C E N T R A L D E C A M P O G

Leia mais

EBI DA BOA ÁGUA EB1 N.º 2 DA QUINTA DO CONDE EB1/JI DO PINHAL DO GENERAL JI DO PINHAL DO GENERAL

EBI DA BOA ÁGUA EB1 N.º 2 DA QUINTA DO CONDE EB1/JI DO PINHAL DO GENERAL JI DO PINHAL DO GENERAL L I S T A D E C A N D I D A T U R A S A O C O N C U R S O D E A S S I S T E N T E O P E R A C I O N A L P U B L I C A D O N O D I Á R I O D A R E P Ú B L I C A N º 1 5 8 D E 1 4 / 8 / 2 0 1 5 A V I S O

Leia mais

Controle Postural. Orientação Postural: Relação adequada entre os segmentos do corpo e do corpo com o ambiente. manter CDM nos limites da BDA

Controle Postural. Orientação Postural: Relação adequada entre os segmentos do corpo e do corpo com o ambiente. manter CDM nos limites da BDA CONTROLE POSTURAL Controle Postural Orientação Postural: Relação adequada entre os segmentos do corpo e do corpo com o ambiente Estabilidade postural ou equilíbrio: capacidade de manter CDM nos limites

Leia mais

FISIOLOGIA MUSCULAR. Mecanismos de controle da força. Enquanto é dada a AP Profa Silvia Mitiko Nishida. Miron, 450 a.c

FISIOLOGIA MUSCULAR. Mecanismos de controle da força. Enquanto é dada a AP Profa Silvia Mitiko Nishida. Miron, 450 a.c FISIOLOGIA MUSCULAR Mecanismos de controle da força Enquanto é dada a AP Profa Silvia Mitiko Nishida Miron, 450 a.c Cérebro SNC Medula Unidade Motora 1 Unidade Motora 2 Neurônio motor Nervo Músculo Fibras

Leia mais

Á Ç ó á ç

Á Ç ó á ç Á Ç ó á ç É í é çã ô ã â ã á ç õ é á õ é ê ã ê çã õ ê ú õ ê ó ó ó ó ã é à çã ê é ê í é ã ó ã á ç í á é ã ó é á ó ó á ó á ã ó ã ã çã ó ê ó ê á ô ô ã ã çã ô çã ô í ê ó á ó ê çõ ê é á ê á á ç ó í çã ó ã é

Leia mais

REGULAÇÃO E COORDENAÇÃO

REGULAÇÃO E COORDENAÇÃO SISTEMA NERVOSO REGULAÇÃO E COORDENAÇÃO Sistema nervoso x Sistema hormonal Interpretar estímulos e gerar respostas Percepção das variações do meio (interno e externo) Homeostase = equilíbrio Tecido nervoso

Leia mais

O desenvolvimento neurológico é o processo cerebral básico necessário para a aprendizagem e a produtividade.

O desenvolvimento neurológico é o processo cerebral básico necessário para a aprendizagem e a produtividade. O desenvolvimento neurológico é o processo cerebral básico necessário para a aprendizagem e a produtividade. O processo evolutivo depende de três etapas distintas: 1. Desenvolvimento cerebral antes do

Leia mais

Estudo dos Reflexos Medulares

Estudo dos Reflexos Medulares Teoria da Aula-Prática Estudo dos Reflexos Medulares Podemos dizer que o cérebro humano é o computador mais poderoso do mundo. O cérebro dos vertebrados surgiu há muito anos como uma estrutura primitiva

Leia mais

Fonte: Anatomia Humana 5 edição: Johannes W. Rohen

Fonte: Anatomia Humana 5 edição: Johannes W. Rohen Prof. Bruno Pires MORFOLOGIA Divisões: Sistema Nervoso Central: formado por encéfalo e medula espinhal Encéfalo: Massa de tecido nervoso presente na região do crânio. Composta por tronco encefálico, cérebro

Leia mais

COMO GERAR R$ COM MARKETING VICENTE SAMPAIO

COMO GERAR R$ COM  MARKETING VICENTE SAMPAIO COMO GERAR R$ 10.000 COM EMAIL MARKETING VICENTE SAMPAIO capítulos 01 i n t r o d u ç ã o 02 o m é t o d o 03 a t r a ç ã o 04 r e t e n ç ã o 05 v e n d a 06 e s c a l a 07 c o n c l u s ã o 01 intro

Leia mais

SISTEMA EPICRÍTICO X SISTEMA PROTOPÁTICO CARACTERÍSTICAS GERAIS

SISTEMA EPICRÍTICO X SISTEMA PROTOPÁTICO CARACTERÍSTICAS GERAIS SISTEMA EPICRÍTICO X SISTEMA PROTOPÁTICO CARACTERÍSTICAS GERAIS Características Sistema epicrítico Sistema protopático Submodalidades Tato fino, propriocepção consciente Tato grosseiro, termossensibilidade,

Leia mais

SISTEMA NERVOSO MOTOR

SISTEMA NERVOSO MOTOR SISTEMA NERVOSO MOTOR REFLEXOS MEDULARES A medula possui autonomia para controlar respostas simples a estímulos específicos. 1 REFLEXOS MEDULARES ARCO REFLEXO Arco monossináptico Arco polissináptico REFLEXOS

Leia mais

E v o lu ç ã o d o c o n c e i t o d e c i d a d a n i a. A n t o n i o P a i m

E v o lu ç ã o d o c o n c e i t o d e c i d a d a n i a. A n t o n i o P a i m E v o lu ç ã o d o c o n c e i t o d e c i d a d a n i a A n t o n i o P a i m N o B r a s i l s e d i me nt o u - s e u ma v is ã o e r r a d a d a c id a d a n ia. D e u m mo d o g e r a l, e s s a c

Leia mais

SISTEMA NERVOSO MARCOS WESLEY. Função Integradora Coordenação das funções do vários órgãos / PA / TFG / FR

SISTEMA NERVOSO MARCOS WESLEY. Função Integradora Coordenação das funções do vários órgãos / PA / TFG / FR SISTEMA NERVOSO MARCOS WESLEY FUNÇÕES BÁSICAS Função Integradora Coordenação das funções do vários órgãos / PA / TFG / FR Função Sensorial Sensações gerais e especiais. Função Motora Contrações musculares

Leia mais

O processo eleitoral brasileiro. A n tonio Paim I n s t i t u t o d e H u m a n i d a d e s, S ã o P a u l o

O processo eleitoral brasileiro. A n tonio Paim I n s t i t u t o d e H u m a n i d a d e s, S ã o P a u l o O processo eleitoral brasileiro A n tonio Paim I n s t i t u t o d e H u m a n i d a d e s, S ã o P a u l o A p a i m 0 9 @ u o l. c o m. b r A j u l g a r p e l o s s i n a i s e x t e r i o r e s, o

Leia mais

Introdução à Neurociência Computacional

Introdução à Neurociência Computacional Introdução à Neurociência Computacional Antonio C. Roque USP, Ribeirão Preto, SP Aula 1 Elementos básicos de neurociência Neurônio Doutrina do neurônio (Ramon y Cajal): O cérebro é composto por células

Leia mais

DIENCÉFALO. M.Sc. Profª Viviane Marques

DIENCÉFALO. M.Sc. Profª Viviane Marques DIENCÉFALO M.Sc. Profª Viviane Marques Coordenadora da Pós-graduação em Fonoaudiologia Hospitalar UVA Docente do mestrado de HIV/AIDS e Hepatites Virais UNIRIO Tutora da Residência Multiprofissional em

Leia mais

Tronco encefálico & Cerebelo

Tronco encefálico & Cerebelo EURO ANATOMIA Estrutura e Funções do Tronco encefálico & Cerebelo PROF. MUSSE JEREISSATI mussejereissati@hotmail.com website: www.mussejereissati.com Feito com Apple Keynote AGORA, NÃO! 3 4 Controle Motor

Leia mais

I g r e j a P a r o q u i a l d o C a c é m, n o C a c é m, s o b a P r e s i d ê n c i a d e C r i s t i n a S o f i a

I g r e j a P a r o q u i a l d o C a c é m, n o C a c é m, s o b a P r e s i d ê n c i a d e C r i s t i n a S o f i a A T A Nº 6 /2014 A o s v i n t e e o i t o dias d o m ê s d e n o v e m b r o do ano de dois mil e catorze, pelas v i n t e h o r a s e c i n q u e n t a m i n u t o s r e u n i u e m s e s s ã o e x t

Leia mais

A T A N º 4 /2014. S e s s ã o o r d i n á r i a 30 d e j u n h o d e M a r g a r i d a M a s s e n a 1 d e 50

A T A N º 4 /2014. S e s s ã o o r d i n á r i a 30 d e j u n h o d e M a r g a r i d a M a s s e n a 1 d e 50 A T A N º 4 /2014 A o s t r i n t a d i a s d o m ê s d e j u n h o d o a n o d e d o i s m i l e c a t o r z e, p e l a s v i n t e h o r a s e t r i n t a m i n u t o s r e u n i u e m s e s s ã o o

Leia mais

Desenvolvimento Embrionário

Desenvolvimento Embrionário Desenvolvimento Embrionário SISTEMA NERVOSO Desenvolvimento Embrionário Telencéfalo Cérebro Meninges + Ossos Todo o sistema nervoso central é envolvido por três camadas de tecido conjuntivo, denominadas

Leia mais

Critério de aprovação: Os alunos que obterem nota igual ou superior a 5,0 (cinco) (média dos quatro módulos) serão aprovados.

Critério de aprovação: Os alunos que obterem nota igual ou superior a 5,0 (cinco) (média dos quatro módulos) serão aprovados. Instituto de Ciências Biomédicas - UFRJ BMW203 - Bases Morfofuncionais e Bioquímicas Aplicadas à Farmácia I 2013/2 (NOTURNO) Coordenador da Disciplina: Prof. M. Alves alvesmpi@hotmail.com Laboratório de

Leia mais

CONDUÇÃO da INFORMAÇÃO na MEDULA

CONDUÇÃO da INFORMAÇÃO na MEDULA FACULDADE de MOTRICIDADE HUMANA ANATOMOFISIOLOGIA 2008 2002/2003-2009 Prof. Prof. SISTEMA NERVOSO SISTEMA NERVOSO Receptores RECEPTORES E VIAS DA Vias SENSIBILIDADE da Sensibilidade Vias da Motricidade

Leia mais

Proprioceptores. Proprioceptores

Proprioceptores. Proprioceptores Proprioceptores São órgãos sensoriais encontrados nos músculos e articulações. Sua função é conduzir informações sensoriais para o SNC a partir dos músculos, tendões,articulações e ligamentos. Estão relacionados

Leia mais

A S S E M B L E I A D E F R E G U E S I A D A U N I Ã O D E F R E G U E S I A S D O C A C É M E S Ã O M A R C O S R

A S S E M B L E I A D E F R E G U E S I A D A U N I Ã O D E F R E G U E S I A S D O C A C É M E S Ã O M A R C O S R A T A N º 2 /2013 A o s t r i n t a d i a s d o m ê s d e d e z e m b r o d o a n o d e d o i s m i l e t r e z e, p e l a s v i n t e e u m a h o r a s e q u i n z e m i n u t o s r e u n i u e m s e

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA/UFC-SOBRAL MÓDULO SISTEMA NERVOSO NEUROANATOMIA FUNCIONAL. Síndromes Alternas. Acd. Mateus Tomaz. w w w. s c n s. c o m.

FACULDADE DE MEDICINA/UFC-SOBRAL MÓDULO SISTEMA NERVOSO NEUROANATOMIA FUNCIONAL. Síndromes Alternas. Acd. Mateus Tomaz. w w w. s c n s. c o m. FACULDADE DE MEDICINA/UFC-SOBRAL MÓDULO SISTEMA NERVOSO NEUROANATOMIA FUNCIONAL Síndromes Alternas Acd. Mateus Tomaz w w w. s c n s. c o m. b r Relato do Caso Paciente M.T.S., 56 anos, sexo feminino, natural

Leia mais

Estrutura e Função do Córtex Cerebral

Estrutura e Função do Córtex Cerebral FACULDADE DE MEDICINA/UFC-SOBRAL MÓDULO SISTEMA NERVOSO NEUROANATOMIA FUNCIONAL Estrutura e Função do Córtex Cerebral Prof. Gerardo Cristino Aula disponível em: www.gerardocristino.com.br Córtex Cerebral

Leia mais

CEREBELO E NUCLEOS DA BASE Curso de Neurofisiologia/Neurociências Graduação

CEREBELO E NUCLEOS DA BASE Curso de Neurofisiologia/Neurociências Graduação André Ricardo Massensini, Ph.D. Bruno Rezende de Souza, Ph.D. Grace Schenatto Pereira, Ph.D. Juliana Carvalho Tavares, Ph.D. Márcio Flávio Dutra Moraes, Ph.D. Núcleo de Neurociências Departamento de Fisiologia

Leia mais

file://c:\documents and Settings\All Users.WINDOWS\Documentos\ANATOMIA\Aula de Anatomia - S...

file://c:\documents and Settings\All Users.WINDOWS\Documentos\ANATOMIA\Aula de Anatomia - S... Page 1 of 13 TRONCO ENCEFÁLICO O tronco encefálico interpõe-se entre a medula e o diencéfalo, situando-se ventralmente ao cerebelo, ou seja, conecta a medula espinal com as estruturas encefálicas localizadas

Leia mais

Sistema Nervoso. Aula Programada Biologia. Tema: Sistema Nervoso

Sistema Nervoso. Aula Programada Biologia. Tema: Sistema Nervoso Aula Programada Biologia Tema: Sistema Nervoso 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas,

Leia mais

T A B E L A D E P R E Ç O S A B R I L

T A B E L A D E P R E Ç O S A B R I L T A B E L A D E S A B R I L 1 7 P U L S E 1 4 9, 9 9 1 2 1, 9 4 8 U M P A R D E P U L S E - L E D ( 1 X P U L S E M A S T E R + 1 X P U L S E S A T E L L I T E ) C O M 6 0 0 L Ú M E N, 2 7 0 0 K ( B R

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE INTEGRADA AVM

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE INTEGRADA AVM 1 UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE INTEGRADA AVM AS CONTRIBUIÇÕES DAS BRINCADEIRAS NO DESENVOLVIMENTO DAS HABILIDADES PSICOMOTORAS FUNCIONAIS NA EDUCAÇÃO INFANTIL Por: Beatriz

Leia mais