Plano de Contas Referencial Imunes e Isentas até 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Plano de Contas Referencial Imunes e Isentas até 2014"

Transcrição

1 Plano de Contas Referencial Imunes e Isentas até 2014 CÓDIGO DESCRIÇÃO DT_INI DT_FIM TIPO CONTA SUPERIOR NÍVEL NATUREZA 1 ATIVO S ATIVO CIRCULANTE S DISPONIBILIDADES S CAIXA GERAL S Caixa Matriz A Caixa Filiais A DEPÓSITOS BANCÁRIOS - NO PAÍS S Bancos Conta Movimento A Contas Bancárias - Subvenções A Contas Bancárias - Doações A Contas Bancárias - Contribuições A Contas Bancárias - Recursos Sujeitos a Restrições A DEPÓSITOS BANCÁRIOS - NO EXTERIOR S Bancos Conta Movimento - no Exterior A Recursos no Exterior Decorrentes de Exportação A Contas Bancárias - Subvenções - no Exterior A Contas Bancárias - Doações - no Exterior A Contas Bancárias - Contribuições - no Exterior A Contas Bancárias - Recursos Sujeitos a Restrições - no Exterior A NUMERÁRIOS EM TRÂNSITO S Numerários em Trânsito A VALORES MOBILIÁRIOS - NO PAÍS S Títulos e Valores Mobiliários A Valores Mobiliários - Mercado de Capitais Interno A Valores Mobiliários - Aplicações de Subvenções A Valores Mobiliários - Aplicações de Doações A Valores Mobiliários - Aplicações de Contribuições A Valores Mobiliários - Aplicações de Recursos Sujeitos a Restrições A VALORES MOBILIÁRIOS - NO EXTERIOR S Títulos e Valores Mobiliários - no Exterior A Valores Mobiliários - Mercado de Capitais Externo A Valores Mobiliários - Aplicações de Subvenções - no Exterior A Valores Mobiliários - Aplicações de Doações - no Exterior A Valores Mobiliários - Aplicações de Contribuições - no Exterior A Valores Mobiliários - Aplicações de Recursos Sujeitos a Restrições - no Exterior A OUTRAS DISPONIBILIDADES S

2 Outras Disponibilidades A CRÉDITOS S ADIANTAMENTOS S Adiantamentos a Fornecedores - Circulante A Adiantamentos a Funcionários - Circulante A Adiantamentos a Terceiros - Circulante A VALORES A RECEBER S Mensalidades a Receber - Educação Básica A Mensalidades a Receber - Educação Superior - Graduação A Mensalidades a Receber - Educação Superior - Pós-graduação A Clientes Outros Serviços Educacionais a Receber A Clientes Serviços de Saúde A Clientes Assistência Social A Valores a Receber de Terceiros A Valores a Receber de Pessoas Ligadas A Recebíveis Sujeitos a Ajuste a Valor Presente A (-) Juros a Apropriar Relativos a Ajustes a Valor Presente A (-) Provisões para Créditos de Liquidação Duvidosa A TRIBUTOS A RECUPERAR/COMPENSAR S Tributos Federais a Recuperar A Tributos Estaduais a Recuperar A Tributos Municipais a Recuperar A Tributos Federais a Compensar A Tributos Estaduais a Compensar A Tributos Municipais a Compensar A CRÉDITOS EM CONTENCIOSO - CIRCULANTE S Depósitos em Contencioso - Circulante A Outros Créditos em Contencioso - Circulante A OUTROS CRÉDITOS - CIRCULANTE S Mútuos com Pessoas Não Ligadas (Físicas/Jurídicas) - Circulante A Títulos a Receber A Juros a Receber A Demais Créditos a Receber A (-) Provisões para Outros Créditos de Liquidação Duvidosa A (-) Perdas Estimadas para Redução ao Valor Recuperável - Outros Créditos A (-) Juros a Apropriar Relativos a Ajustes a Valor Presente - Outros Créditos A ESTOQUES S ESTOQUES DE MERCADORIAS/PRODUTOS/SERVIÇOS S Mercadorias A

3 Produtos A Almoxarifado A Outros Estoques A (-) Perdas Estimadas para Redução ao Valor Recuperável - Estoque A (-) Ajuste a Valor Presente - Estoques A DESPESAS DO EXERCÍCIO SEGUINTE S DESPESAS DO EXERCÍCIO SEGUINTE - PAGAS ANTECIPADAMENTE S Alugueis pagos Antecipadamente A Prêmios de Seguros a Apropriar A Outros Custos e Despesas Pagos Antecipadamente A OUTRAS CONTAS RETIFICADORAS S OUTRAS CONTAS RETIFICADORAS DO CIRCULANTE S (-) Ajuste a Valor Presente - Receita Financeira a Apropriar A (-) Outras Contas Retificadoras do Circulante A ATIVO NÃO CIRCULANTE S REALIZÁVEL A LONGO PRAZO S CRÉDITOS E VALORES - LONGO PRAZO S Mensalidades a Receber - Educação Básica - Longo Prazo A Mensalidades a Receber - Educação Superior - Graduação - Longo Prazo A Mensalidades a Receber - Educação Superior - Pós-graduação - Longo Prazo A Clientes Outros Serviços Educacionais a Receber - Longo Prazo A Clientes Serviços de Saúde - Longo Prazo A Clientes Assistência Social - Longo Prazo A Valores a Receber de Terceiros - Longo Prazo A Valores a Receber - Pessoas Ligadas - Longo Prazo A Recebíveis Sujeitos a Ajuste a Valor Presente - Longo Prazo A Mútuos com Pessoas Não Ligadas (Físicas/Jurídicas) - Longo Prazo A Mútuos com Pessoas Ligadas (Físicas/Jurídicas) - Longo Prazo A Adiantamento para Futuro Aumento de Capital - Ativo - Longo Prazo A Valores Mobiliários - No País - Longo Prazo A Valores Mobiliários - No Exterior - Longo Prazo A Créditos por Contribuições e Doações - Longo Prazo A (-) Provisões para Créditos de Liquidação Duvidosa - Longo Prazo A (-) Perdas Estimadas para Redução ao Valor Recuperável - Realizável a Longo Prazo A (-) Juros a Apropriar Relativos a Ajustes a Valor Presente - Realizável a Longo Prazo A (-) Outras Contas Retificadoras - Longo Prazo A CRÉDITOS EM CONTENCIOSO - LONGO PRAZO S Depósitos em Contencioso - Longo Prazo A Outros Créditos em Contencioso - Longo Prazo A

4 DESPESAS PAGAS ANTECIPADAMENTE - LONGO PRAZO S Alugueis pagos Antecipadamente - Longo Prazo A Prêmios de Seguros a Apropriar - Longo Prazo A Outros Custos e Despesas Pagos Antecipadamente - Longo Prazo A INVESTIMENTOS S PARTICIPAÇÕES PERMANENTES EM SOCIEDADES - NO PAÍS S Participações Permanentes em Sociedades - no País - Avaliadas pelo Custo A Participações Permanentes em Sociedades - no País - Avaliadas pelo Valor Justo A Participações Permanentes em Coligadas - no País - Avaliadas pelo Custo A Participações Permanentes em Coligadas - no País - Avaliadas pelo Valor Justo A Participações Permanentes em Coligadas/Controladas - no País - Avaliadas pelo MEP A Ágios em Investimentos - no País A Ágios em Investimentos - no País - Mais Valia A Ágios em Investimentos - no País - Rentabilidade Futura A (-) Deságios e Provisão para Perdas Prováveis em Investimentos - no País A PARTICIPAÇÕES PERMANENTES EM SOCIEDADES - NO EXTERIOR S Participações Permanentes em Sociedades - no Exterior - Avaliadas pelo Custo A Participações Permanentes em Sociedades - no Exterior - Avaliadas pelo Valor Justo A Participações Permanentes em Coligadas - no Exterior - Avaliadas pelo Custo A Participações Permanentes em Coligadas - no Exterior - Avaliadas pelo Valor Justo A Participações Permanentes em Coligadas/Controladas - no Exterior - Avaliadas pelo MEP A Ágios em Investimentos - no Exterior A Ágios em Investimentos - no Exterior - Mais Valia A Ágios em Investimentos - no Exterior - Rentabilidade Futura A (-) Deságios e Provisão para Perdas Prováveis em Investimentos - no Exterior A OUTROS INVESTIMENTOS PERMANENTES S Outros Investimentos Permanentes A (-) Deságios e Provisão para Perdas Prováveis em Investimentos A (-) Outras Contas Retificadoras A IMOBILIZADO S IMOBILIZADO - AQUISIÇÃO S Terrenos A Edifícios e Construções A Construções em Andamento - Imóvel Próprio A Outras Imobilizações em Andamento A Benfeitorias em Imóveis de Terceiros A Máquinas, Equipamentos e Instalações Industriais A Móveis, Utensílios e Instalações Comerciais A Veículos A

5 Embarcações A Aeronaves A Recursos Minerais A Florestamento e Reflorestamento A Softwares - Imobilizado A Direitos Contratuais de Exploração de Florestas A (-) Depreciação Acumulada A (-) Amortização Acumulada A (-) Exaustão Acumulada A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável - Imobilizado - Aquisição A IMOBILIZADO - ARRENDAMENTO S Veículos A Embarcações A Aeronaves A Máquinas, Equipamentos e Instalações Industriais A Móveis, Utensílios e Instalações Comerciais A Outras Imobilizações por Arrendamento A (-) Depreciações de Imobilizados Objeto de Arrendamento Mercantil A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável - Imobilizado Arrendamento A OUTROS IMOBILIZADOS S Outras Imobilizações A (-) Outras Depreciações, Amortizações e Quotas de Exaustão A (-) Outras Contas Redutoras do Imobilizado A INTANGÍVEL S ATIVOS INTANGÍVEIS S Marcas e Patentes A Concessões A Direitos Autorais A Fundo de Comércio A Software ou Programas de Computador A Franquias A Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos A Outros Ativos Intangíveis A (-) Amortização do Intangível A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável - Intangível A (-) Outras Contas Redutoras do Intangível A DIFERIDO (Em Extinção) S ATIVO DIFERIDO S Despesas Pré-Operacionais ou Pré-Industriais A

6 Despesas com Pesquisas Científicas ou Tecnológicas A Demais Aplicações em Despesas Amortizáveis A (-) Amortização do Diferido A PASSIVO S PASSIVO CIRCULANTE S OBRIGAÇÕES DO CIRCULANTE S SALÁRIOS E ENCARGOS SOCIAIS - CIRCULANTE S Salários e Remunerações a Pagar A INSS a Recolher A FGTS a Recolher A Demais Encargos a Recolher A FORNECEDORES - CIRCULANTE S Fornecedores - No País - Circulante A Fornecedores - No Exterior - Circulante A (-) Encargos a Apropriar Relativos a Ajustes a Valor Presente - Fornecedores Circulante A CONTAS A PAGAR - CIRCULANTE S Adiantamentos de Clientes - no País A Adiantamentos de Clientes - no Exterior A Outras Contas a Pagar - Circulante A (-) Encargos a Apropriar Relativos a Ajustes a Valor Presente - Contas a Pagar Circulante A EMPRÉSTIMOS OU FINANCIAMENTOS - CIRCULANTE S Duplicatas Descontadas A Empréstimos ou Financiamentos - no País - Circulante A Empréstimos ou Financiamentos - no Exterior - Circulante A Adiantamentos de Contrato de Câmbio A Arrendamento Mercantil - no País - Circulante A Arrendamento Mercantil - no Exterior - Circulante A (-) Encargos a Apropriar Relativos a Ajustes a Valor Presente - Empr./Financ Circulante A OBRIGAÇÕES FISCAIS - CIRCULANTE S Tributos Federais a Recolher A Tributos Estaduais a Recolher A Tributos Municipais a Recolher A TÍTULOS DE DÍVIDA - CIRCULANTE S Títulos de Dívida a Pagar - Circulante A PROVISÕES - CIRCULANTE S Provisões de Natureza Trabalhista - Circulante A Provisões de Natureza Trabalhista - Em Contencioso - Circulante A Provisões de Natureza Tributária - Circulante A Provisões de Natureza Tributária - Em Contencioso - Circulante A

7 Provisões de Natureza Cível - Circulante A Provisões de Natureza Cível - Em Contencioso - Circulante A Outras Provisões - Circulante A Outras Provisões - Em Contencioso - Circulante A OUTRAS CONTAS A PAGAR - CIRCULANTE S Mútuos de Pessoas Ligadas (Físicas/Jurídicas) - Circulante A Mútuos de Pessoas Não Ligadas (Físicas/Jurídicas) - Circulante A Faturamento para Entrega Futura - Circulante A Outras Contas a Pagar - Circulante A OUTRAS CONTAS RETIFICADORAS - PASSIVO CIRCULANTE S (-) Demais Contas Retificadoras - Passivo Circulante A PASSIVO NÃO-CIRCULANTE S OBRIGAÇÕES A LONGO PRAZO S EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS - LONGO PRAZO S Fornecedores - No País - Longo Prazo A Fornecedores - No Exterior - Longo Prazo A Credores por Financiamento - Longo Prazo A Títulos a Pagar - Longo Prazo A Duplicatas Descontadas - Longo Prazo A Empréstimos ou Financiamentos - no País - Longo Prazo A Empréstimos ou Financiamentos - no Exterior - Longo Prazo A Adiantamentos de Contrato de Câmbio A Arrendamento Mercantil - no País - Longo Prazo A Arrendamento Mercantil - no Exterior - Longo Prazo A (-) Encargos a Apropriar Relativos a Ajustes a Valor Presente - Empr/Financ - Longo Prazo A OBRIGAÇÕES FISCAIS - LONGO PRAZO S Tributos Federais a Recolher - Longo Prazo A Tributos Estaduais a Recolher - Longo Prazo A Tributos Municipais a Recolher - Longo Prazo A TÍTULOS DE DÍVIDA - LONGO PRAZO S Títulos de Dívida a Pagar - Longo Prazo A PROVISÕES - LONGO PRAZO S Provisões de Natureza Trabalhista - Longo Prazo A Provisões de Natureza Trabalhista - em Contencioso - Longo Prazo A Provisões de Natureza Tributária - Longo Prazo A Provisões de Natureza Tributária - em Contencioso - Longo Prazo A Provisões de Natureza Cível - Longo Prazo A Provisões de Natureza Cível - em Contencioso - Longo Prazo A OUTRAS CONTAS A PAGAR - LONGO PRAZO S

8 Mútuos de Pessoas Não Ligadas (Físicas/Jurídicas) - Longo Prazo A Mútuos de Pessoas Ligadas (Físicas/Jurídicas) - Longo Prazo A Adiantamento para Futuro Aumento de Patrimônio Social - Passivo - Longo Prazo A Outras Contas a Pagar - Longo Prazo A OUTRAS CONTAS RETIFICADORAS - PASSIVO - LONGO PRAZO S (-) Demais Contas Retificadoras - Passivo - Longo Prazo A RECEITAS DIFERIDAS S Receitas Diferidas A (-) Custos Correspondentes às Receitas Diferidas A PATRIMÔNIO LÍQUIDO SOCIAL S PATRIMÔNIO SOCIAL S PATRIMÔNIO SOCIAL REALIZADO - DE RESIDENTE NO PAÍS S Fundo Patrimonial Social Subscrito de Domiciliados e Residentes no País A (-) Fundo Patrimonial Social a Integralizar de Domiciliados e Residentes no País A Fundos Especiais de Domiciliados e Residentes no País A PATRIMÔNIO SOCIAL REALIZADO - DE RESIDENTE/DOMICILIADO NO EXTERIOR S Fundo Patrimonial Social Subscrito de Domiciliados e Residentes no Exterior A (-) Fundo Patrimonial Social a Integralizar de Domiciliados e Residentes no Exterior A Fundos Especiais de Domiciliados e Residentes no Exterior A RESERVAS S RESERVAS DO PATRIMÔNIO SOCIAL S Reserva Estatutária A Reserva de Reavaliação A Reserva de Doações e Subvenções Patrimoniais A Outras Reservas A AJUSTES DE AVALIAÇÃO PATRIMONIAL S AJUSTES DE AVALIAÇÃO PATRIMONIAL (Lei /200) S Ajustes às Normas Internacionais de Contabilidade A (-) Ajustes às Normas Internacionais de Contabilidade A SUPERÁVITS OU DÉFICITS ACUMULADOS S SUPERÁVITS OU DÉFICITS ACUMULADOS S Superávits (Déficits) Acumulados A SUPERÁVIT/DÉFICIT LÍQUIDO DO EXERCÍCIO S RECEITAS S RECEITA DAS ATIVIDADES S RECEITA DE SUBVENÇÕES S Subvenções Governamentais - União A Subvenções Governamentais - Estados A

9 Subvenções Governamentais - Municípios A Subvenções Não Governamentais de Pessoas Jurídicas A Subvenções Não Governamentais de Pessoas Físicas A RECEITA DE DOAÇÕES S Doações Governamentais - União A Doações Governamentais - Estados A Doações Governamentais - Municípios A Doações Não Governamentais de Pessoas Jurídicas A Doações Não Governamentais de Pessoas Físicas A RECEITA DE CONTRIBUIÇÕES S Contribuições Governamentais - União A Contribuições Governamentais - Estados A Contribuições Governamentais - Municípios A Contribuições Não Governamentais de Pessoas Jurídicas A Contribuições Não Governamentais de Pessoas Físicas A RECEITAS DA GRATUIDADE E DO TRABALHO VOLUNTÁRIO S Receitas da Gratuidade A (-) Custos e Despesas da Gratuidade A Receitas do Trabalho Voluntário A (-) Custos e Despesas do Trabalho Voluntário A RECEITA DA VENDA DE PRODUTOS/MERCADORIAS/SERVIÇOS S VENDA DE PRODUTOS S Da Atividade de Educação A Da Atividade de Saúde A Da Atividade de Assistência Social A VENDA DE MERCADORIAS S Da Atividade de Educação A Da Atividade de Saúde A Da Atividade de Assistência Social A VENDA DE SERVIÇOS S RECEITA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS - EDUCAÇÃO BÁSICA S Receita de mensalidades (alunos pagantes) A Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo educação básica (bolsistas A integrais Funcionários e seus dependentes) Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo (bolsistas integrais critério de A seleção Lei /2009) Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo (bolsistas parciais 50% critério A de seleção Lei /2009) Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo (bolsistas parciais beneficiários A

10 previstos pelo art. 31 do Decreto nº.23/2010) Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo educação básica (bolsistas A integrais beneficiários não carentes) Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo educação básica (bolsistas A parciais 50% beneficiários não carentes) Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo educação básica (outros casos A não previstos) Serviços Educacionais Outros A RECEITA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS EDUCAÇÃO S 6 SUPERIOR GRADUAÇÃO Receita de mensalidades (alunos pagantes) A Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo graduação (bolsistas integrais A PROUNI Funcionários e seus dependentes) Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo graduação (bolsistas parciais A 50% PROUNI Funcionários e seus dependentes) Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo graduação (bolsistas parciais A 25% PROUNI Funcionários e seus dependentes) Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo graduação (bolsistas integrais A PROUNI beneficiários critério de seleção Lei /2005) Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo graduação (bolsistas parciais A 50% PROUNI beneficiários critério de seleção Lei /2005) Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo graduação (bolsistas parciais A 25% PROUNI beneficiários critério de seleção Lei /2005) Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo graduação (bolsistas integrais A Bolsas da própria instituição) Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo graduação (bolsistas parciais A 50% Bolsas da própria instituição) Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo graduação (outros casos não A previstos) Serviços Educacionais Outros A RECEITA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS EDUCAÇÃO S 6 SUPERIOR PÓS-GRADUAÇÃO Receita de mensalidades (alunos pagantes) A Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo pós-graduação (bolsistas A integrais Funcionários e seus dependentes) Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo pós-graduação (bolsistas parciais A Funcionários e seus dependentes) Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo pós-graduação (bolsistas A integrais Bolsas da própria instituição)

11 Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo pós-graduação (bolsistas parciais A Bolsas da própria instituição) Receita de mensalidades revertidas como bolsas de estudo pós-graduação (outros casos não A previstos) Parcerias com outras entidades sem fins lucrativos (Art. 3º 3º e 4º do Dec.23/2010) A Serviços Educacionais Outros A RECEITA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE S Pacientes Particulares A Convênios SUS A Convênios Outros A Parcerias com outras entidades sem fins lucrativos (Art. 3º 3º e 4º do Dec.23/2010) A Serviços de Saúde Outros A RECEITAS DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA SOCIAL S Pacientes Particulares A Pessoa Idosa Abrigada (Art. 35 da Lei 10.41/2003) A Convênios Outros A Parcerias com outras entidades sem fins lucrativos (Art. 3º 3º e 4º do Dec.23/2010) A Serviços de Assistência Social Outros A OUTRAS RECEITAS S Contribuições Sindicais A Contribuições Confederativas/Associativas A Mensalidades A Outras Receitas das Atividades A DEDUÇÕES DAS RECEITAS S DEDUÇÕES DAS RECEITAS DAS ATIVIDADES S (-) Vendas Canceladas e Devoluções de Vendas A (-) Descontos Incondicionais e Abatimentos A (-) ICMS A (-) Cofins Sobre Receita Bruta A (-) PIS/Pasep Sobre Receita Bruta A (-) ISS A (-) Demais Impostos e Contribuições Incidentes sobre Vendas e Serviços A (-) DEDUÇÕES - ENTIDADE DE EDUCAÇÃO (Art. 10 do ProUni) S (-) BOLSAS DE ESTUDO CONCEDIDAS - EDUCAÇÃO BÁSICA S (-) Bolsas de estudo concedidas - educação básica (bolsistas integrais Funcionários e seus A dependentes) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação básica (bolsistas parciais 50% Funcionários e A seus dependentes) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação básica (bolsistas integrais critério de seleção A

12 Lei /2009) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação básica (bolsistas parciais 50% critério de A seleção Lei /2009) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação básica (bolsistas parciais beneficiários A previstos pelo art. 31 do Decreto nº.23/2010) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação básica (bolsistas integrais beneficiários não A carentes) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação básica (bolsistas parciais 50% beneficiários A não carentes) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação básica (outros casos não previstos) A (-) BOLSAS DE ESTUDO CONCEDIDAS - EDUCAÇÃO SUPERIOR GRADUAÇÃO S (-) Bolsas de estudo concedidas - educação superior graduação (bolsistas integrais PROUNI.01 A Funcionários e seus dependentes) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação superior graduação (bolsistas parciais 50%.02 A PROUNI Funcionários e seus dependentes) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação superior graduação (bolsistas parciais 25%.03 A PROUNI Funcionários e seus dependentes) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação superior graduação (bolsistas integrais PROUNI. A beneficiários critério de seleção Lei /2005) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação superior graduação (bolsistas parciais 50%.05 A PROUNI beneficiários critério de seleção Lei /2005) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação superior graduação (bolsistas parciais 25%.06 A PROUNI beneficiários critério de seleção Lei /2005) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação superior graduação (bolsistas integrais Bolsas.0 A da própria instituição) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação superior graduação (bolsistas parciais 50%.08 A Bolsas da própria instituição) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação superior graduação (bolsistas parciais 25%.09 A Bolsas da própria instituição) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação superior graduação (outros casos não previstos) A (-) BOLSAS DE ESTUDO CONCEDIDAS - EDUCAÇÃO SUPERIOR - PÓS S 6 GRADUAÇÃO (-) Bolsas de estudo concedidas - educação superior pós-graduação (bolsistas integrais A Funcionários e seus dependentes) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação superior pós-graduação (bolsistas parciais A Funcionários e seus dependentes) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação superior pós-graduação (bolsistas integrais A Bolsas da própria instituição) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação superior pós-graduação (bolsistas parciais A

13 Bolsas da própria instituição) (-) Bolsas de estudo concedidas - educação superior pós-graduação (outros casos não A previstos) CUSTO DOS BENS E SERVIÇOS VENDIDOS S CUSTO DA VENDA DOS PRODUTOS/MERCADORIAS/SERVIÇOS S Custo dos Produtos de Fabricação Própria Vendidos A Custo das Mercadorias Revendidas A Custo dos Serviços Prestados A Custo das Unidades Imobiliárias Vendidas A Outros Custos A AJUSTES A VALOR PRESENTE S AJUSTES A VALOR PRESENTE S Ajuste a Valor Presente de Estoques A Outros Ajustes a Valor Presente A RECEITAS FINANCEIRAS S RECEITAS FINANCEIRAS S Receitas de Aplicações Financeiras A Descontos Obtidos A Outras Receitas Financeiras A OUTRAS RECEITAS S OUTRAS RECEITAS S Receita de Aluguéis A Receita de Arrendamento A Lucros e Dividendos Recebidos A Participação em Debêntures e Congêneres A Receita de Venda de Bens Patrimoniais A (-) Custo dos Bens Patrimoniais Vendidos A Outras Receitas não Associadas às Atividades A DESPESAS S DESPESAS COM RECURSOS HUMANOS S HONORÁRIOS DA DIRETORIA S Remuneração a Dirigentes e a Conselho de Administração A Ajuda de Custos da Diretoria A Encargos Sociais com a Diretoria A (-) Reversão de Encargos Sociais com a Diretoria A Despesa com Provisão para Remuneração e Encargos da Diretoria A Outras Despesas com a Diretoria A DESPESAS COM EMPREGADOS S Ordenados, Salários, Gratificações e Outras Remunerações a Empregados A

14 Planos de Previdência com Empregados A Encargos Sociais com Empregados A (-) Reversão de Encargos Sociais com Empregados A Despesa com Provisão para Remuneração e Encargos dos Empregados A Outros Gastos com Empregados A DESPESAS COM PESSOAS SEM VÍNCULO EMPREGATÍCIO S Prestação de Serviços por Pessoas Físicas sem Vínculo Empregatício A Encargos Sociais com Pessoas Físicas sem Vínculo Empregatício A (-) Reversão de Encargos Sociais com Pessoas Físicas sem Vínculo Empregatício A Despesa com Provisão para Gastos com Pessoas Físicas sem Vínculo Empregatício A Outros Gastos com Pessoas Físicas sem Vínculo Empregatício A DESPESAS ADMINISTRATIVAS S DESPESAS ADMINISTRATIVAS S Despesas com Subvenções, Contribuições e Doações A Prestação de Serviços por Pessoas Jurídicas A Despesas de Alugueis A Despesas com Veículos A Despesas de Consumo (Água/Esgoto/Energia Elétrica/Comunicação) A Despesas de Consumo (Materiais de Expediente) A Despesas de Manutenção e Conservação de Bens e Instalações A Despesas com Viagens, Diárias e Ajuda de Custo A Propaganda, Publicidade e Patrocínio A Multas A Encargos de Depreciação/Amortização/Exaustão A Despesa com Provisões Administrativas A Outras Despesas Administrativas A DESPESAS FINANCEIRAS E TRIBUTÁRIAS S DESPESAS FINANCEIRAS S Despesas de Juros e Multas A Descontos Concedidos A Variações Monetárias A Outras Despesas Financeiras A DESPESAS TRIBUTÁRIAS S Despesas com Tributos Federais A (-) Reversão de Tributos Federais A Despesas com Tributos Estaduais A (-) Reversão de Tributos Estaduais A Despesas com Tributos Municipais A (-) Reversão de Tributos Municipais A

15 Outras Despesas Tributárias A (-) Reversão de Outras Despesas Tributárias A OUTRAS DESPESAS S OUTRAS DESPESAS S DESPESAS POR PROGRMAS DE APOIO, PROJETOS OU AÇÕES ASSISTENCIAIS S 5 DE ENTIDADE DE EDUCAÇÃO Ensino gratuito da educação básica em unidades específicas A Programas de apoio a alunos bolsistas transporte A Programas de apoio a alunos bolsistas uniforme A Programas de apoio a alunos bolsistas material didático A Programas de apoio a alunos bolsistas alimentação A Programas de apoio a alunos bolsistas outros A Outras Despesas relacionadas a Programas de Apoio, Projetos ou Ações Assistenciais de A 6 Entidade de Educação DESPESAS POR PROGRAMAS, PROJETOS OU AÇÕES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL S Atendimento A Assessoramento A Defesa e garantia de direitos A Outras Despesas relacionadas a Programas, Projetos ou Ações de Assistência Social A Outras Despesas Gerais A

É com uma grande satisfação que apresentamos para vocês um Plano de Contas Atualizado para Provas de Contabilidade Geral (Contas Patrimoniais).

É com uma grande satisfação que apresentamos para vocês um Plano de Contas Atualizado para Provas de Contabilidade Geral (Contas Patrimoniais). Olá, meus amigos! Tudo bem? É com uma grande satisfação que apresentamos para vocês um Plano de Contas Atualizado para Provas de Contabilidade Geral (Contas Patrimoniais). O plano foi elaborado pelo nosso

Leia mais

D I P J Ficha 01 - Dados Iniciais. Ficha 02 - Dados Cadastrais

D I P J Ficha 01 - Dados Iniciais. Ficha 02 - Dados Cadastrais MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Ficha 01 - Dados Iniciais D I P J 2010 DECLARAÇÃO DE INFORMAÇÕES ECONÔMICO-FISCAIS DA PESSOA JURÍDICA CNPJ: 73.631.988/0001-60 Optante pelo

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL RECIBO DE ENTREGA DA DIPJ 2007

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL RECIBO DE ENTREGA DA DIPJ 2007 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL RECIBO DE ENTREGA DA DIPJ 2007 DECLARAÇÃO DE INFORMAÇÕES ECONÔMICO-FISCAIS DA PESSOA JURÍDICA - DIPJ 2007 CNPJ: 50.152.826/0001-44 Ano-Calendário:

Leia mais

Modelo de Plano de Contas Detalhado

Modelo de Plano de Contas Detalhado Modelo de Plano de Contas Detalhado Código da Conta Descrição da Conta 1. A T I V O 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.1.01 DISPONÍVEL 1.1.01.01 Caixa 1.1.01.02 Bancos c/ Movimento 1.1 01.03 Aplicações Financeiras

Leia mais

4. Apure o valor da depreciação acumulada em 31/12/20015, sendo dados:

4. Apure o valor da depreciação acumulada em 31/12/20015, sendo dados: 1. Classifique os itens abaixo em: bens, direitos ou obrigações item bens direito obrigação Empréstimos a receber Dinheiro em caixa Dinheiro depositado no banco veículos biblioteca Salários a pagar estoques

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL. Saldos em 31/12/2013

BALANÇO PATRIMONIAL. Saldos em 31/12/2013 PARTIDO: BALANÇO PATRIMONIAL ORGÃO DO PARTIDO UF EXERCÍCIO CÓDIGO CONTA Saldos em 31/12/2014 Saldos em 31/12/2013 CÓDIGO 1.1. ATIVO CIRCULANTE 2.1. PASSIVO CIRCULANTE 1.1.1. ATIVO CIRCULANTE - FUNDO PARTIDÁRIO

Leia mais

D I P J Ficha 01 - Dados Iniciais. Ficha 02 - Dados Cadastrais

D I P J Ficha 01 - Dados Iniciais. Ficha 02 - Dados Cadastrais MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Ficha 01 - Dados Iniciais D I P J 2011 DECLARAÇÃO DE INFORMAÇÕES ECONÔMICO-FISCAIS DA PESSOA JURÍDICA CNPJ: 55.557.193/0001-78 Optante pelo

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL RECIBO DE ENTREGA DA DIPJ 2008

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL RECIBO DE ENTREGA DA DIPJ 2008 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL RECIBO DE ENTREGA DA DIPJ 2008 DECLARAÇÃO DE INFORMAÇÕES ECONÔMICO-FISCAIS DA PESSOA JURÍDICA - DIPJ 2008 CNPJ: 50.152.826/0001-44 Ano-Calendário:

Leia mais

Características. P A S S I V O Origem dos recursos aplicados no Ativo

Características. P A S S I V O Origem dos recursos aplicados no Ativo Balanço Patrimonial conteúdo - características aplicação de recursos - Ativo origem de recursos - Passivo estrutura geral estrutura do Ativo estrutura do Passivo Características Principal demonstrativo

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL - ANEXO 14

BALANÇO PATRIMONIAL - ANEXO 14 ATIVO Exercício Atual PASSIVO Exercício Atual ATIVO CIRCULANTE 652.201,35 PASSIVO CIRCULANTE 236.288,68 Caixa e Equivalentes de Caixa 652.201,35 Obrigações Trabalhistas, Previdenciárias e Assistenciais

Leia mais

Diário Oficial. Índice do diário Outros. Prefeitura Municipal de Ribeira do Amparo. Outros - BALANÇO ANUAL Páginas:

Diário Oficial. Índice do diário Outros. Prefeitura Municipal de Ribeira do Amparo. Outros - BALANÇO ANUAL Páginas: Páginas: 48 Índice do diário Outros Outros - BALANÇO ANUAL 2015 Página 1 Outros Outros BALANÇO ANUAL 2015 - BA (Poder Executivo) DCA-Anexo I-AB Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Padrao Balanço Patrimonial

Leia mais

Código da Conta Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual

Código da Conta Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual ISG - Instituto Socrates B A L A N C E T E D E V E R I F I C A Ç Ã O EM BRL Folha : 1 1 - A T I V O 29.031.312,06 19.432.382,85 18.277.805,85-30.185.889,06 11 - ATIVO CIRCULANTE 17.463.277,42 17.841.176,56

Leia mais

D I P J Ficha 01 - Dados Iniciais. Ficha 02 - Dados Cadastrais

D I P J Ficha 01 - Dados Iniciais. Ficha 02 - Dados Cadastrais MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Ficha 01 - Dados Iniciais D I P J 2012 DECLARAÇÃO DE INFORMAÇÕES ECONÔMICO-FISCAIS DA PESSOA JURÍDICA CNPJ: 61.843.926/0001-33 Optante pelo

Leia mais

É com uma grande satisfação que apresentamos para vocês um Plano de Contas Atualizado para Provas de Contabilidade Geral (Contas de Resultado).

É com uma grande satisfação que apresentamos para vocês um Plano de Contas Atualizado para Provas de Contabilidade Geral (Contas de Resultado). Olá, meus amigos! Tudo bem? É com uma grande satisfação que apresentamos para vocês um Plano de Contas Atualizado para Provas de Contabilidade Geral (Contas de Resultado). O plano foi elaborado pelo nosso

Leia mais

Código da Conta Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual

Código da Conta Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual ISG - Instituto Socrates B A L A N C E T E D E V E R I F I C A Ç Ã O EM BRL Folha : 1 1 - A T I V O 33.116.209,56 12.143.097,36 11.212.070,16-34.047.236,76 11 - ATIVO CIRCULANTE 21.518.018,92 11.760.886,15

Leia mais

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL ECONÔMICO-FISCAIS DA PESSOA JURÍDICA D I P J 2014

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL ECONÔMICO-FISCAIS DA PESSOA JURÍDICA D I P J 2014 MINISTÉRIO DA FAZENDA DECLARAÇÃO DE INFORMAÇÕES SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL ECONÔMICO-FISCAIS DA PESSOA JURÍDICA D I P J 2014 Ficha 01 - Dados Iniciais CNPJ: 08.971.707/0001-57 Situação da

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 ATIVO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades

Leia mais

FÓMULAS DE LANÇAMENTOS

FÓMULAS DE LANÇAMENTOS LANÇAMENTO CONTÁBIL Denominação que se dá ao registro de um fato contábil. Para o lançamento utilizaremos o método das partidas dobradas. O princípio fundamental desse método é o de que não há devedor

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 ATIVO NE 31/12/2013 31/12/2012 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO NE 31/12/2013 31/12/2012 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades 4 85.142.911 86.881.544

Leia mais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais Balanços patrimoniais em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Ativo Nota 2014 2013 Passivo Nota 2014 2013 (Ajustado) (Ajustado) Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 5 48.650 835 Fornecedores 10

Leia mais

Sumário. Introdução. Patrimônio

Sumário. Introdução. Patrimônio Sumário Sumário Introdução 2 Objeto 3 Finalidade ou objetivo 4 Pessoas interessadas nas informações contábeis 5 Funções 6 Identificação dos aspectos patrimoniais 7 Campo de aplicação 8 Áreas ou ramos 9

Leia mais

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS ESTRUTURA PATRIMONIAL Patrimônio = Bens + Direitos ( ) Obrigações SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) Ativo ( ) Passivo = Situação Líquida (Patrimônio Líquido) FLUXO DE RECURSOS ATIVO Aplicação dos Recursos

Leia mais

CDD: 657 AC:

CDD: 657 AC: Fonseca, Alan Sales da. F676c Contabilidade : revisão balanço patrimonial e DRE / Alan Sales da Fonseca. Varginha, 2015. 17 slides; il. Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader Modo de Acesso: World Wide

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 ATIVO NE 31/12/2015 31/12/2014 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO NE 31/12/2015 31/12/2014 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades 4 90.705.601 82.095.096

Leia mais

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil)

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil) CNPJ 47.902.648/0001-17 CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Bancos 46 Fornecedores 41.785 Aplicações Financeiras 5.541 Provisão

Leia mais

/ Emissão: 26/08/2015 Filial : 3, Depto: 01 Conta Redu Descrição Anterior Débitos Créditos Saldo Atual

/ Emissão: 26/08/2015 Filial : 3, Depto: 01 Conta Redu Descrição Anterior Débitos Créditos Saldo Atual 01/07/2015 a 31/07/2015 Folha:1 1 203 Ativo 1.01 204 Circulante 1.01.01 205 Caixa e Equivalentes de Caixa 1.01.01.01 206 Caixa 1.01.01.01.001 207 Caixa Geral 4.406,00 0,00 0,00 4.406,00 TOTAL Caixa --->

Leia mais

Gas Brasiliano Distribuidora S.A.

Gas Brasiliano Distribuidora S.A. Balanço patrimonial em 31 de março (não auditado) Ativo 2016 2015 Passivo e patrimônio líquido 2016 2015 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 78.050 132.536 Fornecedores 23.096 19.064 Contas

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

ATIVO

ATIVO BALANÇO PATRIMONIAL DOS SEMESTRES FINDOS EM 30 DE JUNHO CONTROLADORA CONSOLIDADO ATIVO CIRCULANTE Numerário disponível 5.803 1.361 17.311 8.292 Aplicações no mercado aberto 1.216.028 665.948 1.216.530

Leia mais

/ Emissão: 25/08/2015 Filial : 4, Depto: 01 Conta Redu Descrição Anterior Débitos Créditos Saldo Atual

/ Emissão: 25/08/2015 Filial : 4, Depto: 01 Conta Redu Descrição Anterior Débitos Créditos Saldo Atual 01/07/2015 a 31/07/2015 Folha:1 1 203 Ativo 1.01 204 Circulante 1.01.01 205 Caixa e Equivalentes de Caixa 1.01.01.03 217 Bancos C/Movimento Recurso com Restr 1.01.01.03.005 222 Banco Bradesco - 3946/192-9

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014

BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31 DE DEZEMBRO DE 214 CONTA 1. ATIVO 1.2. ATIVO CIRCULANTE 1.2.1 Disponível 1.2.1.1 Caixa 1.2.1.2 Cobrança Vinculada 1.2.1.3 Bancos Conta Movimento 1.2.2 Realizável 1.2.2.

Leia mais

Prática - desenvolvimento de sistemas Av. Assis Brasil 1800/302 - Porto Alegre - RS - CEP:91010-001

Prática - desenvolvimento de sistemas Av. Assis Brasil 1800/302 - Porto Alegre - RS - CEP:91010-001 1 ATIVO 1.01 ATIVO CIRCULANTE 1.01.01 DISPONIBILIDADES 1.01.01.01 CAIXA GERAL 1.01.01.01.01 Caixa Matriz 1.01.01.01.02 Caixa Filiais 1.01.01.02 DEPÓSITOS BANCÁRIOS - NO PAÍS 1.01.01.02.01 Bancos Conta

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

*** BALANÇO PATRIMONIAL ***

*** BALANÇO PATRIMONIAL *** ASSOCIACAO DO PESSOAL DA CAIXA ECONOMICA FEDERAL MT Folha: 00002 *** BALANÇO PATRIMONIAL *** A T I V O A T I V O ATIVO CIRCULANTE 85.430,83 DISPONIBILIDADES 34.180,25 CAIXA, FUNDO FIXO, TRANSAÇÕES 2.759,73

Leia mais

*** BALANÇO PATRIMONIAL ***

*** BALANÇO PATRIMONIAL *** 0153 0001 ASSOCIACAO DO PESSOAL DA CAIXA ECONOMICA FEDERAL MT Folha: 00002 *** BALANÇO PATRIMONIAL *** A T I V O A T I V O ATIVO CIRCULANTE 86.822,10 DISPONIBILIDADES 49.729,77 CAIXA, FUNDO FIXO, TRANSAÇÕES

Leia mais

COMPANHIA ENERGÉTICA DE ALAGOAS - CEAL CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2000 E DE 1999 (Em Milhares de Reais) ATIVO

COMPANHIA ENERGÉTICA DE ALAGOAS - CEAL CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2000 E DE 1999 (Em Milhares de Reais) ATIVO BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2000 E DE 1999 (Em Milhares de Reais) ATIVO Legislação Societária CIRCULANTE Numerário disponível 8.081 6.646 Consumidores e revendedores 83.995 67.906 Devedores

Leia mais

Sumário. Nota Preliminar, xvii. Introdução, 1

Sumário. Nota Preliminar, xvii. Introdução, 1 Nota Preliminar, xvii Introdução, 1 1 Comentários gerais, 3 1.1 Finalidade, 3 1.2 Do patrimônio, 4 1.3 Dos fatos, 5 1.3.1 Do fato administrativo permutativo, 5 1.3.2 Do fato administrativo modificativo,

Leia mais

CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Profª Dilci Oliveira

CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Profª Dilci Oliveira CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Profª Dilci Oliveira Contabilidade é a ciência que estuda, registra, controla e interpreta os fatos ocorridos no patrimônio das entidades com fins lucrativos ou não. Objetivos

Leia mais

BALANCETE ANALÍTICO - MAIO/2015

BALANCETE ANALÍTICO - MAIO/2015 : 1 Saldo Anterior Débito no Mês Crédito no Mês Saldo Atual 1 ATIVO 6.600.996,71D 1.428.409,73 1.333.082,55 6.696.323,89D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 4.439.661,86D 1.363.308,43 1.313.426,98 4.489.543,31D 1.1.1

Leia mais

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1. Questões: 1 - Comente os principais grupos de contas do Balanço, com exemplos. 2 - Explique o que são curto e longo prazo para a contabilidade. 3 - Quais

Leia mais

3.3. Balancete Seleção: Período de 01/09/2013 à 30/09/2013 Moeda: REAL

3.3. Balancete Seleção: Período de 01/09/2013 à 30/09/2013 Moeda: REAL Folha: 1 1.0.0.00.0000-1 ATIVO 59.778.372,50 D 8.382.907,80 10.142.389,88 1.759.482,08 C 58.018.890,42 D 1.1.0.00.0000-2 ATIVO CIRCULANTE 28.316.139,25 D 8.286.629,04 10.074.249,49 1.787.620,45 C 26.528.518,80

Leia mais

0007 ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO IPESC 20/11/ :08 Pág:0001 CNPJ: / Período: 01/07/2014 a 31/07/2014 Balancete Societário

0007 ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO IPESC 20/11/ :08 Pág:0001 CNPJ: / Período: 01/07/2014 a 31/07/2014 Balancete Societário 0007 ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO IPESC 20/11/2014 15:08 Pág:0001 1 S 1 ATIVO 938.218,79 47.302,43 30.140,53 955.380,69 2 S 1.1 CIRCULANTE 71.826,90 47.302,43 30.140,53 88.988,80 3 S 1.1.01 DISPONÍVEL

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL AÇÃO SOCIAL NOSSA SENHORA APARECIDA DO MANTIQUEIRA CNPJ:

BALANÇO PATRIMONIAL AÇÃO SOCIAL NOSSA SENHORA APARECIDA DO MANTIQUEIRA CNPJ: Folha 59 BALANÇO PATRIMONIAL (Valores expressos em milhares de reais) ATIVO 2009 2008 PASSIVO 2009 2008 CIRCULANTE CIRCULANTE Caixa 13 2.938 Empréstimos e financiamentos Banco 3.874 6.202 Fornecedores

Leia mais

2

2 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 Controladora Consolidado ATIVO Jun 2009 Set 2009 Jun 2009 Set 2009 Circulante Disponibilidades 23,0 37,4 56,1 92,1 Contas a receber de clientes 62,8 72,8 114,2 125,9 Estoques

Leia mais

Contas Patrimoniais (Ativo, Passivo, PL) = , , , ,00

Contas Patrimoniais (Ativo, Passivo, PL) = , , , ,00 p. 86 Teoria Patrimonialista: Contas Patrimoniais (Ativo, Passivo, PL) = 13.400,00 + 2.400,00 + 10.500,00 + 5.300,00 = = 31.600,00 Gabarito: B Teoria Patrimonialista: Contas Patrimoniais (Ativo, Passivo,

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ GUARARAPES CONFECÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ GUARARAPES CONFECÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1. Questões: 1 - Comente os principais grupos de contas do Balanço, com exemplos. 2 - Explique o que são curto e longo prazo para a contabilidade. 3 - Quais

Leia mais

Balanço Patrimonial - Exercicios Resolvidos

Balanço Patrimonial - Exercicios Resolvidos Balanço Patrimonial - Exercicios Resolvidos ::: Fonte Do Saber - Mania de Conhecimento ::: adsense1 AS RESPOSTAS ESTÃO DE VERMELHO. O BALANÇO PATRIMONIAL - EXERCÍCIOS 1) Aponte a alternativa em que não

Leia mais

Plano de Contas Código Descrição Natureza

Plano de Contas Código Descrição Natureza 1 ATIVO 11 ATIVO CIRCULANTE 111 ATIVO DISPONIVEL 111001 NUMERARIOS 1.1.1.001.0001-0 CAIXA PEQUENO 111002 BANCOS CONTA MOVIMENTO 1.1.1.002.0001-5 BANCO BRADESCO SA 1.1.1.002.0002-3 BANCO DO BRASIL 1.1.1.002.0003-1

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 ATIVO CIRCULANTE

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 ATIVO CIRCULANTE BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 A T I V O 31.12.2009 31.12.2008 ATIVO CIRCULANTE 77.677 45.278 DISPONIBILIDADES 46 45 APLICAÇÕES INTERFINANCEIRAS DE LIQUIDEZ 1.641 314 APLICAÇÕES EM

Leia mais

Balancete Analítico (Valores em Reais)

Balancete Analítico (Valores em Reais) 00002 10000 1000000000 ATIVO 2.392.107,04 311.179,26 262.106,16 2.441.180,14 11000 1100000000 ATIVO CIRCULANTE 185.510,87 309.080,26 261.370,14 233.220,99 11100 1101000000 DISPONIVEL 3.019,71 15.000,00

Leia mais

Balancete Analítico (Valores em Reais)

Balancete Analítico (Valores em Reais) 00002 10000 1000000000 ATIVO 2.369.425,61 251.959,03 229.277,60 2.392.107,04 11000 1100000000 ATIVO CIRCULANTE 175.752,65 238.299,80 228.541,58 185.510,87 11100 1101000000 DISPONIVEL 4.205,95 13.038,51

Leia mais

Balanço Patrimonial. Circulante Compreende obrigações exigíveis que serão liquidadas até o final do próximo exercício social.

Balanço Patrimonial. Circulante Compreende obrigações exigíveis que serão liquidadas até o final do próximo exercício social. Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Professor: Roberto César Balanço Patrimonial ATIVO Circulante Compreende contas que estão constantemente em giro - em movimento, sua conversão em dinheiro

Leia mais

Disciplina: Noções de Contabilidade para Administradores (EAC0111) Turmas: 01 e 02 Tema 4: Balanço Patrimonial Prof.: Márcio Luiz Borinelli

Disciplina: Noções de Contabilidade para Administradores (EAC0111) Turmas: 01 e 02 Tema 4: Balanço Patrimonial Prof.: Márcio Luiz Borinelli USP/FEA/EAC Curso de Graduação em Administração Disciplina: Noções de Contabilidade para Administradores (EAC0111) Turmas: 01 e 02 Tema 4: Balanço Patrimonial Prof.: Márcio Luiz Borinelli 1 DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - PARANA Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Novembro / 2016.

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - PARANA Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Novembro / 2016. ATIVO Pág. : 1 Anterior... Débito...... Crédito... 1 ATIVO 43.958.761,78 1.844.249,50 2.782.292,85 43.020.718,43 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 19.160.546,58 1.449.176,24 2.354.991,47 18.254.731,35 D 1.1.1 CAIXA

Leia mais

Prestação de Contas. Exercício 2015 FUNDAÇÃO PRÓ-TOCANTINS

Prestação de Contas. Exercício 2015 FUNDAÇÃO PRÓ-TOCANTINS Prestação de Contas Exercício 2015 FUNDAÇÃO PRÓ-TOCANTINS QUARTEL DA 4ª CIPM - ARAGUATINS R$ 191.124,20 13º SALÁRIO - 4ª CIPM R$ 1.394,91 AUXÍLIO CRECHE - 4ª CIPM R$ 1.024,40 COMBUSTIVEIS E LUBRIFICANTES

Leia mais

Ativo circulante ,80 0,00 Caixa e equivalentes de caixa ,80 0,00 Caixa e equivalentes de caixa em moeda nacional

Ativo circulante ,80 0,00 Caixa e equivalentes de caixa ,80 0,00 Caixa e equivalentes de caixa em moeda nacional Página : 1 / 5 1.1 1.1.1 1.1.1.1 1.1.1.1.1.01.00 1.1.1.1.1.02.00 1.1.2 1.1.2.1 1.1.2.3 1.1.3 1.1.3.8 1.1.5 1.1.5.6 ATIVO Ativo circulante 2.947.936,80 0,00 Caixa e equivalentes de caixa 2.947.936,80 0,00

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AES TIETE ENERGIA S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AES TIETE ENERGIA S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

BALANCETE MÊS JANEIRO

BALANCETE MÊS JANEIRO FUNDO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DE APIACÁS MT. CNPJ: 03.094.874/0001-43 BALANCETE MÊS JANEIRO 2015 ESTADO DE MATO GROSSO - FUNDO MUNICIPAL DE PREV. DOS SERV. MUN. APIACAS ANEXO

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL MOVIMENTO COMUNITARIO DA SEARA CNPJ:

BALANÇO PATRIMONIAL MOVIMENTO COMUNITARIO DA SEARA CNPJ: Folha 126 BALANÇO PATRIMONIAL MOVIMENTO COMUNITARIO DA SEARA Demontrações Contabeis em 31 de Dezembro de MOVIMENTO COMUNITARIO DA SEARA Demontrações Contabeis em 31 de Dezembro de (Valores expressos em

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº /07

RESOLUÇÃO CFC Nº /07 RESOLUÇÃO CFC Nº. 1.115/07 Aprova a NBC T 19.13 Escrituração Contábil Simplificada para Microempresa e Empresa de Pequeno Porte. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

ENCERRAMENTO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 17/01/2013 LUCIANO PERRONE

ENCERRAMENTO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 17/01/2013 LUCIANO PERRONE ENCERRAMENTO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 17/01/2013 LUCIANO PERRONE Introdução Enquadramento conforme as Novas Normas Contábeis IFRS. SOCIEDADES ANÔNIMAS DE CAPITAL ABERTO SOCIEDADES DE GRANDE PORTE

Leia mais

Prof. Carlos Barreto. Unidade II CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA

Prof. Carlos Barreto. Unidade II CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA Prof. Carlos Barreto Unidade II CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA Módulo I 1.1 Ativo. 1.2 Subdivisão do Ativo (de acordo com a Lei nº 11.941.09). Módulo II 2.1 As alterações na composição do Ativo a partir da

Leia mais

****************************************************( XXXXX )****************************************************

****************************************************( XXXXX )**************************************************** Balancete Analítico de 01/03/2016 até 31/03/2016 Diário:26 Folha: 1 ATIVO - [12439] ATIVO CIRCULANTE - [12446] Disponivel - [12453] Caixa e Equivalentes de caixa - [13311] Caixa - [12467] Caixa Econômica

Leia mais

Quarta-feira, 13 de março de nº Ano XVI - Caderno B esta edição tem 22 páginas. BALANÇO PATRIMONIAL (em reais)

Quarta-feira, 13 de março de nº Ano XVI - Caderno B esta edição tem 22 páginas. BALANÇO PATRIMONIAL (em reais) Imprensa Oficial da Estância de Atibaia esta edição tem 22 páginas BALANÇO PATRIMONIAL (em reais) ASSOCIAÇÃO MISSIONÁRIA DE AJUDA CRISTÃ - AMAC Ativo 2012 2011 Passivo 2012 2011 Ativo Circulante Passivo

Leia mais

CNPJ: /

CNPJ: / Página : 370 2 SISTEMA FINANCEIRO 380.179,66D 17.857.894,36 15.034.177,89 3.203.896,13D 2.1 ATIVO FINANCEIRO 1.641.581,88D 16.784.777,64 12.749.015,09 5.677.344,43D 2.1.1 DISPONÍVEL 1.275.376,83D 16.419.393,67

Leia mais

Sumário. Capítulo Considerações Iniciais Exercícios Resolvidos para a Fixação de Conteúdo...19

Sumário. Capítulo Considerações Iniciais Exercícios Resolvidos para a Fixação de Conteúdo...19 Sumário Capítulo 1 A Elaboração das Demonstrações Contábeis...1 1.1. Considerações Iniciais...1 1.2. Exercícios Resolvidos para a Fixação de Conteúdo...19 Capítulo 2 As Demonstrações Contábeis e a Legislação

Leia mais

Balancete Analítico (Valores em Reais)

Balancete Analítico (Valores em Reais) 00001 10000 1000000000 ATIVO 2.421.141,51 298.113,00 285.607,24 2.433.647,27 11000 1100000000 ATIVO CIRCULANTE 275.680,92 238.489,62 285.236,53 228.934,01 11100 1101000000 DISPONIVEL 5.584,28 5.078,86

Leia mais

Parte I Conceitos Básicos, Estrutura e Metodologia Operacional, 1 1 Patrimônio, 3

Parte I Conceitos Básicos, Estrutura e Metodologia Operacional, 1 1 Patrimônio, 3 Sumário Prefácio à Décima Edição, xxi Prefácio à Nona Edição, xxiii Prefácio à Oitava Edição, xxv Parte I Conceitos Básicos, Estrutura e Metodologia Operacional, 1 1 Patrimônio, 3 1.1 Objetivo e definição

Leia mais

Dicas 02. Contabilidade Geral. Professores: Gustavo Jubé e Vicente Chagas. Profs. Gustavo e Vicente 1

Dicas 02. Contabilidade Geral. Professores: Gustavo Jubé e Vicente Chagas.  Profs. Gustavo e Vicente 1 Contabilidade Geral Professores: Gustavo Jubé e Vicente Chagas www.pontodosconcursos.com.br Profs. Gustavo e Vicente 1 Classificações do ativo Além de classificar a conta como ativo, precisamos ser proficientes

Leia mais

ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S.A. ELETRONUCLEAR CNPJ: / DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31/09/2005

ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S.A. ELETRONUCLEAR CNPJ: / DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31/09/2005 ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S.A. CNPJ: 42.540.2 11/000 1-6 7 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31/09/2005 BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE SETEMBRO A T I V O 2005 2004 CIRCULANTE Numerário disponível 805 12.378 Aplicações

Leia mais

Balancete Analítico (Valores em Reais)

Balancete Analítico (Valores em Reais) 00004 00001 10000000000 ATIVO 1.305.485,56 319.545,48 335.972,52 1.289.058,52 00011 10100000000 CIRCULANTE 637.308,60 315.296,84 330.007,47 622.597,97 00111 10101000000 DISPONIVEL 338.344,67 254.982,34

Leia mais

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte DRE DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte DRE DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO DRE DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO A DRE é a apresentação, em forma resumida, das operações realizadas pela empresa, durante o exercício social, demonstradas de forma a destacar o resultado líquido

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS APAE MORADA NOVA DE MINAS/MG

ASSOCIAÇÃO DOS PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS APAE MORADA NOVA DE MINAS/MG DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DOS EXERCICIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 E 31 DE DEZEMBRO DE 2007. Balanço Patrimonial Demonstração do Resultado do Exercício Demonstração das mutações do patrimônio líquido

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis 1º Trimestre 2016 DFS/DEGC/DIRE/DIAN ABRIL/2016 RELATÓRIO DE INFORMAÇÕES GERENCIAS DATAPREV COMPARATIVO 1T2015 X 1T2016 Responsáveis pela elaboração da apresentação: Jorge Sebastião

Leia mais

CORE/CE Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Ceara CNPJ: /

CORE/CE Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Ceara CNPJ: / Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Ceara CNPJ: 07.340.847/0001-64 Balanço Patrimonial ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CRÉDITOS A CURTO DEMAIS CRÉDITOS E VALORES

Leia mais

Nivelamento de Conceitos Contábeis

Nivelamento de Conceitos Contábeis Nivelamento de Conceitos Contábeis Demonstrações Contábeis Balanço Patrimonial - BP Demonstração de Resultado do Exercício - DRE Demonstração dos Fluxos de Caixa DFC Substituiu a Demonstração das Origens

Leia mais

Receita Federal. Contabilidade Lista 2. Prof. Anderson Exercícios:

Receita Federal. Contabilidade Lista 2. Prof. Anderson Exercícios: 5.2 - Exercícios: 01. (AFTE/RN 2005 ESAF) Assinale a opção que responde corretamente à questão. ***AJUSTADA*** São grupos e subgrupos que fazem parte do ativo no balanço patrimonial: a) Circulante, Créditos,

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL FUNDAÇÃO GARUDA CNPJ:

BALANÇO PATRIMONIAL FUNDAÇÃO GARUDA CNPJ: Folha 28 BALANÇO PATRIMONIAL FUNDAÇÃO GARUDA Demontrações Contabeis em 31 de Dezembro de 2009 2008 FUNDAÇÃO GARUDA Demontrações Contabeis em 31 de Dezembro de (Valores expressos em milhares de reais) 2009

Leia mais

Sumário. Capítulo 2. Conceitos Básicos...1. Patrimônio Contabilidade_Geral_Resumida_cap_00.indd 9 14/10/ :44:34

Sumário. Capítulo 2. Conceitos Básicos...1. Patrimônio Contabilidade_Geral_Resumida_cap_00.indd 9 14/10/ :44:34 Sumário Capítulo 1 Conceitos Básicos...1 1. Contabilidade: Conceitos, Objeto, Objetivo, Finalidade e Campo de Aplicação...1 2. Usuários da Informação Contábil...2 3. Principais Tipos de Sociedades Existentes

Leia mais

SCAL SERVIÇOS DE CONTABILIDADE LTDA CNPJ : / Balanço Patrimonial de 01/01/2015 até 31/12/2015 Diário: 18

SCAL SERVIÇOS DE CONTABILIDADE LTDA CNPJ : / Balanço Patrimonial de 01/01/2015 até 31/12/2015 Diário: 18 ESPAÇO CIDADANIA E O PO RTUNIDADES SO CIAIS(01092) CNPJ : 02.539.959/0001-25 Balanço Patrimonial de 01/01/2015 até 31/12/2015 Diário: 18 Folha: 274 Descrição Nota Classificação Exercício Anterior Exercício

Leia mais

SOCIEDADES GESTORAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO Sociedade... SITUAÇÃO ANALÍTICA EM / / SALDOS DEVEDORES

SOCIEDADES GESTORAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO Sociedade... SITUAÇÃO ANALÍTICA EM / / SALDOS DEVEDORES Anexo à Instrução nº 20/96 SOCIEDADES GESTORAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO Sociedade... SITUAÇÃO ANALÍTICA EM / / SALDOS DEVEDORES 10 - CAIXA VALORES (em contos) 11 - DEPÓSITOS À ORDEM NO BANCO DE PORTUGAL

Leia mais

DIÁRIO DA JUSTIÇA ELETRÔNICO

DIÁRIO DA JUSTIÇA ELETRÔNICO Página 1 DIÁRIO DA JUSTIÇA ELETRÔNICO DO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL Ano 2011, Número 201 Divulgação: quarta-feira, 19 de outubro de 2011 Publicação: quinta-feira, 20 de outubro de 2011 Tribunal Superior

Leia mais

CÓDIGO DE CONTAS Portaria 218/2015, de 23 de Julho (Em vigor desde 1 de janeiro de 2016)

CÓDIGO DE CONTAS Portaria 218/2015, de 23 de Julho (Em vigor desde 1 de janeiro de 2016) CÓDIGO DE CONTAS Portaria 218/2015, de 23 de Julho (Em vigor desde 1 de janeiro de 2016) Para: MICROENTIDADES Conta Descrição 11 CAIXA 111 Caixa 12 DEPÓSITOS Á ORDEM 1201 Banco A 13 OUTROS DEPÓSITOS BANCÁRIOS

Leia mais

ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. 3ª Emissão de Debêntures. Série Única. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015

ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. 3ª Emissão de Debêntures. Série Única. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. 3ª Emissão de Debêntures Série Única Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 PARTICIPANTES EMISSORA COORDENADOR(ES) ESCRITURADOR LIQUIDANTE

Leia mais

1 D: Compra de Mercadorias ,00 D: ICMS a recuperar 6.300,00 C: Banco S/A ,00. 2 D: Salários a pagar 9.000,00 C: Caixa 9.

1 D: Compra de Mercadorias ,00 D: ICMS a recuperar 6.300,00 C: Banco S/A ,00. 2 D: Salários a pagar 9.000,00 C: Caixa 9. Curso de Ciências Contábeis Disciplina: Contabilidade Comercial I 3ª Fase Professora: Lyss Paula de Oliveira ESTADO DE MATO GROSSO Resolução de Atividades Extra: Lançamentos no Diário: 1 D: Compra de Mercadorias

Leia mais

1.01.x1: Formação do Capital, com $ 400 em dinheiro e uma perua no valor de $ 200

1.01.x1: Formação do Capital, com $ 400 em dinheiro e uma perua no valor de $ 200 CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Disciplina Estrutura e Análise das Demonstrações Contábeis ALUNO(A): Exercício : a. preencha os balancetes: TURMA 6º CCN AULA 04 e 05 Turno/Horário

Leia mais

COOPERATIVA DE CAFEICULTORES DA ZONA DE SÃO MANUEL - CAFENOEL Balanço Patrimonial Encerrado em 31 de Dezembro de 2008 (Em Reais)

COOPERATIVA DE CAFEICULTORES DA ZONA DE SÃO MANUEL - CAFENOEL Balanço Patrimonial Encerrado em 31 de Dezembro de 2008 (Em Reais) Balanço Patrimonial Encerrado em 31 de Dezembro de 2008 ATIVO CIRCULANTE Contas 10.1.01 CAIXA 29.733,12 - Caixa... 29.733,12 10.1.02 BANCOS - CONTA CORRENTE 264,20 Bancos... 264,20 10.1.05 CONSÓRCIOS A

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Plano de Contas 01 a 30 de Abril de 2016 Folha: 1 Prefeitura Municipal Demonstracao. Unidade Gestora: CONSÓRCIO - CISGA

Estado do Rio Grande do Sul Plano de Contas 01 a 30 de Abril de 2016 Folha: 1 Prefeitura Municipal Demonstracao. Unidade Gestora: CONSÓRCIO - CISGA Estado do Rio Grande do Sul Plano de Contas 01 a 30 de Abril de 2016 Folha: 1 1.0.0.0.0.00.00.00.00.00 ATIVO 994.183,15 D 181.380,01 162.761,34 1.012.801,82 D 1.1.0.0.0.00.00.00.00.00 ATIVO CIRCULANTE

Leia mais

PERMANENTE

PERMANENTE BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE JUNHO DE 2009 E 2008 A T I V O 30.06.2009 30.06.2008 ATIVO CIRCULANTE 62.969 46.291 DISPONIBILIDADES 46 47 APLICAÇÕES INTERFINANCEIRAS DE LIQUIDEZ 13.419 593 APLICAÇÕES EM

Leia mais

7.7 - Demonstrações contábeis exigidas pela Lei 4.320/64 e notas explicativas

7.7 - Demonstrações contábeis exigidas pela Lei 4.320/64 e notas explicativas 7.7 - Demonstrações contábeis exigidas pela Lei 4.320/64 e notas explicativas MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL TITULO BALANÇO FINANCEIRO - TODOS OS ORÇAMENTOS SUBTITULO 70013 - TRIBUNAL

Leia mais

ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EAD MÓDULO VI DEMONSTRATIVOS CONTÁBEIS

ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EAD MÓDULO VI DEMONSTRATIVOS CONTÁBEIS ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EAD MÓDULO VI DEMONSTRATIVOS CONTÁBEIS Nesse módulo abordaremos as duas demonstrações contábeis Balanço Patrimonial BP e Demonstração do Resultado do Exercício DRE,

Leia mais

c) Pressupõe-se que a empresa esteja atrasando um tipo de obrigação. Qual seria, mais provavelmente?

c) Pressupõe-se que a empresa esteja atrasando um tipo de obrigação. Qual seria, mais provavelmente? 1-Estruture o Balanço Patrimonial da Cia Alfa com os dados a seguir (em $ milhões - empresa comercial): (não há problema se sobrarem linhas...) Caixa 100; Ações de Outras Companhias 1.000; Fornecedores

Leia mais

SANTA CATARINA CAMARA DE VEREADORES DO MUNICIPIO DE NOVA ERECHIM Balancete de Verificação

SANTA CATARINA CAMARA DE VEREADORES DO MUNICIPIO DE NOVA ERECHIM Balancete de Verificação Página: 1/9 1 ATIVO 972.584,70D 71.90 62.591,11 1.1 ATIVO CIRCULANTE 46.803,13D 71.90 62.036,57 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 46.803,13D 71.90 62.036,57 1.1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA EM MOEDA

Leia mais

Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - APAE CNPJ-MF n / DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL LEVANTADA EM BALANÇO PATRIMONIAL

Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - APAE CNPJ-MF n / DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL LEVANTADA EM BALANÇO PATRIMONIAL Fls: 266 Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais APAE CNPJMF n 36.046.068/000159 DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL LEVANTADA EM 31.12.2008 BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO CONTAS 31/12/2007 31/12/2008 PASSIVO CONTAS

Leia mais

Balancete Analítico (Valores em Reais)

Balancete Analítico (Valores em Reais) 00001 00001 10000000000 ATIVO 1.106.769,67 D 245.898,04 215.335,97 1.137.331,74 D 00011 10100000000 CIRCULANTE 392.022,31 D 245.898,04 209.507,10 428.413,25 D 00111 10101000000 DISPONIVEL 42.883,44 D 183.143,16

Leia mais

Tribunais - Exercícios AFO e Direito Financeiro Exercício - Contabilidade Alexandre Américo

Tribunais - Exercícios AFO e Direito Financeiro Exercício - Contabilidade Alexandre Américo Tribunais - Exercícios AFO e Direito Financeiro Exercício - Contabilidade Alexandre Américo 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. MÓDULO DE QUESTÕES DE CONTABILIDADE

Leia mais

Balancete Valores expressos Reais (R$) Conta S Classificação Saldo Ant. Débito Crédito Saldo

Balancete Valores expressos Reais (R$) Conta S Classificação Saldo Ant. Débito Crédito Saldo 0082 Associação Servidores Fundação Universidade Estado SC 22/07/2016 14:19 Pág:0001 Societário 1 S 1 ATIVO 2.853.252,61 1.642.142,01 1.586.233,48 2.909.161,14 2 S 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.925.762,04 1.641.814,65

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ ALPARGATAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ ALPARGATAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais