A B c D E f G h i J K L M n O p Q R s T U v X Z

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A B c D E f G h i J K L M n O p Q R s T U v X Z"

Transcrição

1 A B c D E f G h i J K L M n O p Q R s T U v X Z

2

3 PALESTRA PARA CORRETORES ESTRUTURAREM OU REORGANIZAREM SEUS NEGÓCIOS NO SEGMENTO DE SEGUROS principais referenciais do planejamento estratégico; etapas e a dinâmica do processo; públicos a envolver; como construir cenários; definir posicionamento; traçar diretrizes que nortearão as atividades da empresa.

4 Uma vez, assistindo a uma brilhante explanação do consultor Claus Möeller, atentei para um dado muito interessante: Na Europa, 80% das empresas fecham suas portas no primeiro ano de existência. Só 12% é que conseguem chegar ao sucesso. Claus estava justamente tentando nos mostrar a importância de se quebrar paradigmas nas organizações com o objetivo de evitar a decadência de nossas empresas. Podemos detectar 3 fases na vida de uma organização: A fase do Sucesso A fase da Estagnação A fase do Declínio

5 Quando eu sou uma empresa de sucesso, posso facilmente cair na armadilha da Arrogância: não preciso mais pesquisar, observar o mercado. Treinamento e a manutenção da qualidade são fases superadas em minha empresa...

6 Ao chegar irremediavelmen te na fase do Declínio, sempre acabamos tentando descobrir quem foi o responsável pelos resultados ruins, aprendendo amargas lições.

7 Não há regras para saber a extensão de cada estágio. Assim, não se sabe a hora certa de mudar. Mas quando é necessário mudar? Onde conseguir o timing e o feeling para perceber em que fase minha empresa se encontra e quais as estratégias a serem aplicadas? Quando é necessário mudar? ANTES DE SER NECESSÁRIO! Planejamento Investir em pessoas, processos Ter disponibilidade para mudança, ter versatilidade São ítens indispensáveis do check-list de um administrador-empreendedor.

8 Os homens destituídos de planos estão à mercê dos ventos errantes da sorte... Aqueles que têm plano e determinação para seguir, têm o controle do destino. Os prêmios mais ambiciosos que a vida pode oferecer estão nas mãos daqueles que planejam e agem. As sobras ficam para os que não têm ideal. Jose Ingenieros

9 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Nortear o caminho, o desempenho, a atuação de uma organização. Negócio Da Empresa (Missão) POSICIONAMENTO VISÃO DE FUTURO Produtos e Serviços Públicos Análise de Mercado Diferenciais competitivos Fatores críticos de sucesso Diretrizes Estratégicas e Diretrizes Operacionais Metas

10 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO The Golden circle by Simon Sinek WHY HOW WHY WHAT What todas as empresas sabem o que fazem; How algumas sabem como elas fazem o que fazem; Why poucas sabem o porquê de fazerem o que fazem : qual o propósito, Causas, crenças! FAÇO O QUE ACREDITO, PORQUE ACREDITO!

11 A MISSÃO: aqui, o espírito da empresa é revelado. Para quê a empresa existe. A quem irá servir, com que objetivos, de que forma. O propósito maior da organização. Prover com excelência a prestação de serviços em seguros, saúde e previdência privada, garantindo por meio de um atendimento familiar, a superação das expectativas dos clientes, com agilidade e tranquilidade. A missão da Asteca Corretora de Seguros & Associados é oferecer a melhor proteção, pelo custo mais justo e com a máxima presteza na reposição das perdas às pessoas e suas famílias, com responsabilidade e seriedade, interagindo com os nossos colaboradores e com o mercado segurador. A missão da nossa corretora é oferecer um seguro adequado para aos nossos clientes garantindo assim sua tranquilidade e proteção, agora e no futuro. São Vitor

12 Nossa missão é oferecer aos clientes um meio de locomoção a pequenas distâncias para pessoas e cargas, com um grau de confiança superior aos produtos oferecidos por nossa concorrência. Elevadores Otis A SONY abre caminhos, procura sempre o desconhecido. Através do progresso, a SONY deseja servir a humanidade.

13 Posicionamento: A promessa que a empresa se propõe cumprir. Um lugar único assumido na mente do consumidor Como somos realmente percebidos pelo nosso público, ou pelos nossos clientes. SUA SEGURANÇA NAS MÃOS DE QUEM MAIS ENTENDE DO ASSUNTO. Intermezzo Seguros

14 Valores: Ética para com o mercado; Comprometimento com o cliente; Valorização do espírito de equipe; Comunicação clara, ágil e precisa; Busca contínua pela inovação e melhoria; Excelência no atendimento ao cliente interno e externo. Paixão pelo que faz...

15 A VISÃO DE FUTURO estabelece o que gostaríamos de ser um dia. Embora deva ser sempre perseguida por todos e devamos nos questionar, permanentemente, a respeito do que estamos fazendo para concretiza-la, a VISÃO DE FUTURO não nos impõe um prazo para sua realização. Tornar-se líder na prestação de serviços de seguros, reconhecida pelo comprometimento e excelência profissional, disseminando as melhores práticas inovadoras. Ser referencia em corretora de seguros oferecendo segurança através de equipe especializada e motivada, agindo com transparência e ética, garantindo sempre tranquilidade no presente e qualidade no futuro. São Vitor Estar entre as empresas mais eficientes e rentáveis do segmento, atuando com foco corporativo e atendimento personalizado. Intermezzo

16 LUCRO EXCELÊNCIA SUCESSO

17 Ser parceiro imprescindível ao sucesso dos empretecos. AEMERJ Ser a vanguarda em soluções de comunicação que consolidem as relações entre as organizações e seus públicos. JETBRAS

18 Cenários A No ambiente em que está inserida a instituição, possuímos as chamadas VARIÁVEIS que afetam o comportamento das forças econômicas, socioculturais, políticas, demográficas, tecnológicas e legais (que compõem o MACROAMBIENTE) e forças do ambiente intrínseco da organização (que são as forças do MICROAMBIENTE) que alteram o planejamento do marketing. O objetivo é identificá-las e administrá-las de forma que se busque REDUZIR a influência das AMEAÇAS e ELIMINAR as FRAQUEZAS.

19 MACROAMBIENTE ASPECTOS DEMOGRÁFICOS - Composição da população a que se destina o produto ou serviço: índice de crescimento, expectativa de vida, grupos por faixas etárias, classes sociais, processos migratórios, avaliação do PNB, distribuição de renda. Ameaças ASPECTOS ECONÔMICOS - tendência do mercado consumidor, políticas fiscais e monetárias do governo; taxa de desemprego; índice inflacionário; juros; renda disponível distribuição de renda; demandas elásticas e inelásticas (percepção de preço) ASPECTOS SOCIOCULTURAIS sistema de crenças, novos hábitos, valores centrais e secundários. ASPECTOS POLÍTICO-LEGAIS - Leis de proteção ao consumidor, ao mercado, de reajuste de preço, de proteção ao crédito, propaganda enganosa, proteção de marcas e patentes, inspeção federal. Leis monetárias e fiscais; leis de importação e exportação; Leis trabalhistas, legislação social, direitos civis, minorias Étnicas, Legislação de proteção ao meio ambiente, relação do governo com instituições privadas, questões éticas e diplomáticas. ASPECTOS TECNOLÓGICOS - altera questões de logística, preço, percepção de qualidade; transforma produtos potenciais em produtos esperados; agiliza o processo de obsoletismo planejado. AMBIENTE COMPETITIVO - concorrência de marcas, de forma, concorrência genérica e

20 MICROAMBIENTE PRODUTOS E SERVIÇOS PÚBLICOS: FORNECEDORES, INTERMEDIÁRIOS, PRESTADORES DE SERVIÇOS FORÇAS E FRAQUEZAS FATORES CRÍTICOS DE SUCESSO: LIDERANÇA PROPÓSITO MERCADO CULTURA

21 PRODUTOS E SERVIÇOS E PÚBLICOS-ALVO Listá-los todos, definindo públicos-alvo e estratégias de sensibilização. Decisão pela segmentação? Automóvel Patrimonial Pessoas Riscos financeiros Transporte Saúde Viagem Previdência Responsabilidade civil Garantia Eventos Empresarial Condominio Aeronáutico Transporte Educação Vida em grupo

22 FORÇAS ou FRAQUEZAS? Conhecimento do mercado Recursos Financeiros Tecnologia Recursos Humanos Experiência Comunicação Instalações Localizações Credibilidade Produtos

23 As diretrizes estratégicas definem ONDE a empresa deve, prioritariamente, concentrar suas energias. As decisões incorporadas a uma diretriz estratégica devem sempre gerar uma consequência operacional para instituição, caso contrário elas caem no vazio. As diretrizes operacionais definem COMO a instituição fará cumprir uma decisão de cunho estratégico. DIRETRIZ ESTRATÉGICA implantar, de imediato, o plano estratégico; DIRETRIZ OPERACIONAL estabelecer calendário de reuniões, atribuir responsabilidades e elaborar o cronograma de execução;

24 Goals...

25 FORMA DE IMPLANTAÇÃO: Formalizar as rotinas nos departamentos; (OEM) Redistribuir funções e tarefas operacionais e gerenciais; Formatar organograma; Rever rotinas de logística e distribuição; Criar mecanismo de monitoramento de desempenho dos departamentos; Criar identificadores de desempenho dos produtos; Desenvolver novos produtos; Formatar campanha de comunicação integrada.

26

27

28

29

30

31

32 O Composto de Comunicação de Marketing ou Composto Promocional envolve as seguintes ferramentas: Propaganda, para construção da imagem da marca; Promoção, para incremento de vendas; Marketing Direto (correio, internet,telefone, redes sociais) Relações Públicas (gerar mídias espontâneas; desenvolver e proteger a imagem da instituição, do produto, do serviço) Venda Pessoal (interação pessoal objetivando vendas e melhor relacionamento comercial.) Marketing digital

33 Por Propaganda, entendemos os anúncios impressos, spots de rádio, comercial de televisão e cinema, catálogos e folhetos, displays, material de ponto-de-venda, midia extensiva, logomarcas, encartes, etc. A Promoção de Vendas compreende os concursos, sorteios, loterias, brindes, amostras grátis, feiras e convenções, exposições, cuponagem, descontos, promoções de trocas. Nas ações de Relações Públicas, viabilizamos kits para imprensa, coletivas à imprensa, seminários, relatórios anuais, doações, publicações, relações com a comunidade, lobbying, house-organs, releases. Ao atuarmos na Venda Pessoal, realizamos apresentações de vendas, convenções de vendas, programas de incentivo, amostragem, feiras e exposições, face-to-face (abordagem direta). Por Marketing Direto, compreendemos a utilização de catálogos, malasdiretas, mailings, telemarketing, venda eletrônica, compra por TV.

34 Dependendo do segmento da empresa, o Marketing prioriza determinadas ferramentas de comunicação, seguindo uma ordem lógica de eficácia. Elas já introduziram em sua rotina o conceito de COMUNICAÇÃO INTEGRADA Que nada mais é do que conjugar ao mesmo tempo, os esforços das ferramentas do composto de comunicação.

35 "NÓS ENTRAMOS EM UMA ERA ONDE AS PESSOAS NÃO MAIS COMPRARÃO PRODUTOS E SERVIÇOS PARA INFLAR OS SEUS EGOS PESSOAIS E SIM PARA SE CONECTAR COM O MUNDO, SE SENTIREM MELHORES E PARA AJUDAR A TRANSFORMAR O MUNDO EM UM LUGAR MELHOR. PENSEM NISSO QUANDO FOREM CRIAR SUAS ESTRATÉGIAS." AL GORE

36 MUITO OBRIGADA! KATIA MANANGÃO

37 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS. BRAND SPIRIT Pringle, Hamish; Thompson, Marjorie. Marketing para causas sociais. São Paulo: Makron, POSICIONAMENTO Al Ries. Posicionamento - A Batalha Por Sua Mente. São Paulo: Pearson Education, AI Ries & Jack Trout. As 22 consagradas leis do marketing. São Paulo: Makron Books: Madia e Associados, SINEK, Simon. The Golden Circle. Disponível em acessado em 10/04/ PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO KOTLER, Philip. KELLER, Kevin Lane. Administração de Marketing. 12ª ed. São Paulo: Prentice Hall, 2006.

Formulação da Visão e da Missão

Formulação da Visão e da Missão Formulação da Visão e da Missão Zilta Marinho zilta@globo.com Os grandes navegadores sempre sabem onde fica o norte. Sabem aonde querem ir e o que fazer para chegar a seu destino. Com as grandes empresas

Leia mais

Questões abordadas no capítulo

Questões abordadas no capítulo AULA 12 Marketing Questões abordadas no capítulo Qual é a função da comunicação de marketing? Como funciona a comunicação de marketing? Quais são as principais etapas do desenvolvimento de uma comunicação

Leia mais

FAZER ESTES ITENS NO FINAL, QUANDO O TRABALHO ESTIVER PRONTO

FAZER ESTES ITENS NO FINAL, QUANDO O TRABALHO ESTIVER PRONTO 1. CAPA 2. SUMÁRIO 3. INTRODUÇÃO FAZER ESTES ITENS NO FINAL, QUANDO O TRABALHO ESTIVER PRONTO 4. DESCRIÇÃO DA EMPRESA E DO SERVIÇO 4.1 Descrever sua Visão, VISÃO DA EMPRESA COMO VOCÊS IMAGINAM A EMPRESA

Leia mais

FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM ADMINISTRAÇÃO MÓDULO DE MARKETING. Professor: Arlindo Neto

FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM ADMINISTRAÇÃO MÓDULO DE MARKETING. Professor: Arlindo Neto FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM ADMINISTRAÇÃO MÓDULO DE MARKETING Professor: Arlindo Neto Competências a serem trabalhadas GESTÃO DE MARKETING PUBLICIDADE E PROPAGANDA GESTÃO COMERCIAL FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR PROJETO INTEGRADOR 1. INTRODUÇÃO Conforme as diretrizes do Projeto Pedagógico dos Cursos Superiores de Tecnologia da Faculdade Unida de Suzano

Leia mais

5/11/2008. Questões abordadas no capítulo. Comunicação de marketing

5/11/2008. Questões abordadas no capítulo. Comunicação de marketing Capítulo 17 Gerenciamento da comunicação integrada de marketing Questões abordadas no capítulo Qual é a função da comunicação de marketing? Como funciona a comunicação de marketing? Quais são as principais

Leia mais

Estabelecimento da Diretriz Organizacional

Estabelecimento da Diretriz Organizacional Estabelecimento da Diretriz Organizacional AULA 3 Bibliografia: Administração Estratégica: Planejamento e Implantação da Estratégia SAMUEL C. CERTO & J. P. PETERTO ASSUNTO: Três importantes considerações

Leia mais

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA Há muito se discute que o mercado de farmácias é ambiente competitivo e que a atividade vem exigindo profissionalismo para a administração de seus processos, recursos e pessoal.

Leia mais

Capítulo 7. As Informações e o Processo de Tomada de Decisão do Gestor Público

Capítulo 7. As Informações e o Processo de Tomada de Decisão do Gestor Público Capítulo 7 As Informações e o Processo de Tomada de Decisão do Gestor Público Pós Graduação Gestão Pública Administração de Marketing Conteúdo - Capítulo 7 Imagem e conhecimento do mercado: A imagem da

Leia mais

MARKETING INTERNACIONAL

MARKETING INTERNACIONAL MARKETING INTERNACIONAL Produtos Ecologicamente Corretos Introdução: Mercado Global O Mercado Global está cada dia mais atraente ás empresas como um todo. A dinâmica do comércio e as novas práticas decorrentes

Leia mais

Comunicação Empresarial

Comunicação Empresarial MBA em Gestão Empresarial MBA em Gestão de Logística MBA em Recursos Humanos MBA em Gestão de Marketing Branding Publicidade e propaganda Comunicação Digital Comunicação Empresarial Prof. Msc Alice Selles

Leia mais

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Nada é mais perigoso do que uma idéia, quando ela é a única que temos. (Alain Emile Chartier) Neste módulo, faremos, a partir

Leia mais

Política de Comunicação Integrada

Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada agosto 2009 Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada 5 1. Objetivos Promover a comunicação integrada entre as empresas Eletrobras e dessas

Leia mais

Política de Comunicação Integrada

Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada agosto 2009 Política de Comunicação Integrada 4 1 Objetivos Promover a comunicação integrada entre as empresas Eletrobras e dessas com os seus públicos de relacionamento,

Leia mais

MARKETING ESTRATÉGICO

MARKETING ESTRATÉGICO MARKETING ESTRATÉGICO O conceito de marketing é uma abordagem do negócio. HOOLEY; SAUNDERS, 1996 Esta afirmação lembra que todos na organização devem se ocupar do marketing. O conceito de marketing não

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM ECOTURISMO Objetivo: O Curso tem por objetivo capacitar profissionais, tendo em vista a carência de pessoas qualificadas na área do ecoturismo, para atender,

Leia mais

Planejamento de Campanha Publicitária

Planejamento de Campanha Publicitária Planejamento de Campanha Publicitária Prof. André Wander UCAM O briefing chegou. E agora? O profissional responsável pelo planejamento de campanha em uma agência de propaganda recebe o briefing, analisa

Leia mais

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Projeto Saber Contábil O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Alessandra Mercante Programa Apresentar a relação da Gestão de pessoas com as estratégias organizacionais,

Leia mais

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING Sumário Parte um Conceitos e tarefas da administração de marketing CAPITULO I MARKETING PARA 0 SÉCULO XXI A importância do marketing O escopo do marketing 0 que é marketing? Troca e transações A que se

Leia mais

Programa de Comunicação Interna e Externa

Programa de Comunicação Interna e Externa Programa de Comunicação Interna e Externa Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015. O Programa de Comunicação Interna e Externa das Faculdades Integradas Ipitanga FACIIP pretende orientar a execução

Leia mais

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE 1) OBJETIVOS - Apresentar de forma transparente as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente

Leia mais

Estratégias de Comunicação Ferramentas Utilizadas para Comunicação de Marketing

Estratégias de Comunicação Ferramentas Utilizadas para Comunicação de Marketing Estratégias de Comunicação Ferramentas Utilizadas para Comunicação de Marketing Profa. Waléria Macaciel Comunicação de marketing É o meio pelo qual as empresas buscam informar, persuadir e lembrar os consumidores,

Leia mais

Estratégias em Propaganda e Comunicação

Estratégias em Propaganda e Comunicação Ferramentas Gráficas I Estratégias em Propaganda e Comunicação Tenho meu Briefing. E agora? Planejamento de Campanha Publicitária O QUE VOCÊ DEVE SABER NO INÍCIO O profissional responsável pelo planejamento

Leia mais

Integrada de Marketing. UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 31.03.11

Integrada de Marketing. UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 31.03.11 O Planejamento de Comunicação Integrada de Marketing UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 31.03.11 Agenda: Planejamento de Comunicação Integrada de

Leia mais

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades;

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades; POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE OBJETIVO Esta Política tem como objetivos: - Apresentar as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente as inovações

Leia mais

Plano de Marketing: um diferencial competitivo

Plano de Marketing: um diferencial competitivo Plano de Marketing: um diferencial competitivo O Marketing é responsabilidade de TODA a Instituição. Processo criterioso para elaboração de um Plano de Marketing Missão, Objetivos e Metas Identidade e

Leia mais

ANEC PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UMA ABORDAGEM. Reflexões voltadas para a Gestão

ANEC PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UMA ABORDAGEM. Reflexões voltadas para a Gestão ANEC PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UMA ABORDAGEM Reflexões voltadas para a Gestão MUDANÇAS EDUCAÇÃO NO BRASIL 1996 Lei 9.934 LDB 1772 Reforma Pombalina 1549 Ensino Educação público no dos Brasil Jesuítas Lei

Leia mais

Comunicação Empresarial

Comunicação Empresarial Comunicação Empresarial MBA em Gestão Empresarial MBA em Logística MBA em Recursos Humanos MBA em Gestão de Marketing Prof. Msc Alice Selles 24/11 Aula inicial apresentação e visão geral do módulo. Proposição

Leia mais

CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL

CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL Somos especializados na identificação e facilitação de soluções na medida em que você e sua empresa necessitam para o desenvolvimento pessoal, profissional,

Leia mais

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com.

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado Análise de Mercado A análise de mercado é um dos componentes do plano de negócios que está relacionado ao marketing da organização. Ela apresenta o entendimento

Leia mais

PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO. Programa de Educação Ambiental Interno

PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO. Programa de Educação Ambiental Interno PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO Programa de Educação Ambiental Interno Condicionante 57 LO 417/2010 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO 04 2. IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA 05 3. REGULAMENTO APLICÁVEL 06 3.1. FEDERAL

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA Flash Lan House: FOCO NO ALINHAMENTO ENTRE CAPITAL HUMANO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS Gestão de Administração e Finanças Gerência de Desenvolvimento Humano e Responsabilidade Social Junho/2014 Desenvolvimento Sustentável Social Econômico

Leia mais

Plano de Marketing. Introdução (breve) ao Marketing Análise de Mercado Estratégias de Marketing

Plano de Marketing. Introdução (breve) ao Marketing Análise de Mercado Estratégias de Marketing Plano de Marketing Introdução (breve) ao Marketing Análise de Mercado Estratégias de Marketing 1 Plano de Marketing É o resultado de um processo de planejamento. Define o quevai ser vendido, por quanto,

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional CENÁRIO A comunicação nas empresas, num mercado impactado por fusões, aquisições, reposicionamentos etc., tem procurado ferramentas de comunicação interna, capazes de integrar

Leia mais

apresenta a Copyright 2009 Inrise Consultoria www.inriseconsultoria.com.br

apresenta a Copyright 2009 Inrise Consultoria www.inriseconsultoria.com.br apresenta a 1 Marketing Jurídico 2 O que o Marketing Vende? 3 O que essa imagem vende? 4 O que o Marketing Vende? Imagem Benefício 5 O que essa imagem vende? 6 O que essa imagem vende? 7 Mundos Diferentes

Leia mais

Acreditamos em formas criativas e inovadoras de crescimento e desenvolvimento. Elas agregam valor ao cliente

Acreditamos em formas criativas e inovadoras de crescimento e desenvolvimento. Elas agregam valor ao cliente Portfólio QUEM SOMOS Somos uma empresa de consultoria organizacional que vem desenvolvendo e implementando em diversas clientes projetos nas áreas de Gestão Recursos Humanos e Comercial/Vendas. Silmar

Leia mais

SETE SEMANAS PARA O SUCESSO DE UM ESCRITÓRIO - ETAPAS BÁSICAS PARA IMPLANTAÇÃO DO MARKETING JURÍDICO

SETE SEMANAS PARA O SUCESSO DE UM ESCRITÓRIO - ETAPAS BÁSICAS PARA IMPLANTAÇÃO DO MARKETING JURÍDICO SETE SEMANAS PARA O SUCESSO DE UM ESCRITÓRIO - ETAPAS BÁSICAS PARA IMPLANTAÇÃO DO MARKETING JURÍDICO Ari Lima É possível implantar um plano prático e funcional de marketing jurídico com ótimas chances

Leia mais

Portfolio de cursos TSP2

Portfolio de cursos TSP2 2013 Portfolio de cursos TSP2 J. Purcino TSP2 Treinamentos e Sistemas de Performance 01/07/2013 Como encantar e fidelizar clientes Visa mostrar aos participantes a importância do conhecimento do cliente,

Leia mais

A Jointware conseguiu criar uma nova imagem no mercado. Uma consultoria realmente voltada aos nossos Clientes.

A Jointware conseguiu criar uma nova imagem no mercado. Uma consultoria realmente voltada aos nossos Clientes. acerte o alvo Institucional Jointware: Quando o Próprio Nome Significa União A Jointware é uma empresa de consultoria em soluções, criada em 1996, para suprir a necessidade do mercado em consultorias voltadas

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

Unidade IV. Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas. Prof a. Daniela Menezes

Unidade IV. Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas. Prof a. Daniela Menezes Unidade IV Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas Prof a. Daniela Menezes Tipos de Mercado Os mercados podem ser divididos em mercado de consumo e mercado organizacional. Mercado de consumo: o consumidor

Leia mais

Marketing Turístico e Hoteleiro

Marketing Turístico e Hoteleiro 2 CAPÍTULO II Significado do Marketing em Hotelaria e Turismo Significado do Marketing em Hotelaria e Turismo Capítulo II Sumário As características especiais do Marketing em Hotelaria e Turismo O ambiente

Leia mais

Objetivos. Capítulo 16. Cenário para discussão. Comunicações de marketing. Desenvolvimento de comunicações de marketing eficazes

Objetivos. Capítulo 16. Cenário para discussão. Comunicações de marketing. Desenvolvimento de comunicações de marketing eficazes Capítulo 16 e administração de comunicações integradas de marketing Objetivos Aprender quais são as principais etapas no desenvolvimento de um programa eficaz de comunicações integradas de marketing. Entender

Leia mais

Ivo Camargo Jr. Consultoria e Representação Comercial PROPOSTA COMERCIAL

Ivo Camargo Jr. Consultoria e Representação Comercial PROPOSTA COMERCIAL Ivo Camargo Jr. Consultoria e Representação Comercial PROPOSTA COMERCIAL APRESENTAÇÃO Ivo Camargo Jr. Consultoria e Representação Comercial A Ivo Camargo Jr. Consultoria e Representação Comercial nasceu

Leia mais

Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins BALANCED SCORECARD FACULDADE BELO HORIZONTE

Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins BALANCED SCORECARD FACULDADE BELO HORIZONTE Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins BALANCED SCORECARD FACULDADE BELO HORIZONTE Belo Horizonte 2011 Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins BALANCED SCORECARD FACULDADE BELO HORIZONTE

Leia mais

COMUNICAÇÃO MERCADOLÓGICA CONTEXTO. Professora Rosicler Bettarelli rbettarelli@cidadesp.edu.br

COMUNICAÇÃO MERCADOLÓGICA CONTEXTO. Professora Rosicler Bettarelli rbettarelli@cidadesp.edu.br COMUNICAÇÃO MERCADOLÓGICA CONTEXTO Professora Rosicler Bettarelli rbettarelli@cidadesp.edu.br A COMUNICAÇÃO MERCADOLÓGICA...... deve ser elaborada a partir do quadro sociocultural do consumidor alvo COMUNICAÇÃO

Leia mais

Parceria de sucesso para sua empresa

Parceria de sucesso para sua empresa Parceria de sucesso para sua empresa A Empresa O Grupo Espaço Solução atua no mercado de assessoria e consultoria empresarial há 14 anos, sempre realizando trabalhos extremamente profissionais, pautados

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS 1. Sumário Executivo Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso 2. Sumário da Empresa 2.1 Composição da Sociedade Perfil Individual dos sócios, experiência, formação, responsabilidades

Leia mais

Capacitando Profissionais

Capacitando Profissionais Capacitando Profissionais 2014 Setup Treinamentos & Soluções em TI www.setuptreinamentos.com APRE SENTA ÇÃ O A atual realidade do mercado de trabalho, que cada dia intensifica a busca por mão-de-obra qualificada,

Leia mais

Programas de Suporte a Força de Vendas

Programas de Suporte a Força de Vendas Prof. Edmundo W. Lobassi Hoje, abordaremos o tema Programas de suporte à força de vendas. Na aula passada, vimos os programas de incentivo como forma de aumentar a venda qualitativa (mix de produtos) e

Leia mais

Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública. Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008

Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública. Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008 Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008 Roteiro 1. Contexto 2. Por que é preciso desenvolvimento de capacidades no setor

Leia mais

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 Critérios Descrições Pesos 1. Perfil da Organização Breve apresentação da empresa, seus principais produtos e atividades, sua estrutura operacional

Leia mais

COMUNICAÇÃO DE MARKETING

COMUNICAÇÃO DE MARKETING COMUNICAÇÃO DE MARKETING COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE MARKETING Meio através do qual a empresa informa, persuadi e lembra os consumidores sobre o seu produto, serviço e marcas que comercializa. Funções: Informação

Leia mais

PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO. Fatima Gouvêa

PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO. Fatima Gouvêa PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO Fatima Gouvêa Comunicação = papel estratégico MISSÃO Gerar e tornar disponível conhecimento relevante e formar profissionais qualificados, devolvendo à sociedade o investimento

Leia mais

Desmistificando o Marketing Sérgio Luis Ignácio de Oliveira

Desmistificando o Marketing Sérgio Luis Ignácio de Oliveira Desmistificando o Marketing Sérgio Luis Ignácio de Oliveira Novatec Sumário Agradecimentos... 13 Sobre o autor... 15 Prefácio... 17 Capítulo 1 Desmistificando o Marketing... 20 Mas o que é Marketing?...20

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária Área de Comunicação Tecnologia em Produção Publicitária Curta Duração Tecnologia em Produção Publicitária CARREIRA EM PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA Nos últimos anos, a globalização da economia e a estabilização

Leia mais

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide A Nova América na vida das pessoas 8 Cultural Empresarial Missão Do valor do campo ao campo de valor

Leia mais

Gestão Estratégica. Gestão Estratégica

Gestão Estratégica. Gestão Estratégica Gestão Estratégica Aula 3 Diagnóstico Estratégico marcopereira@usp.br Diagnóstico Se conhecemos o inimigo ( ) e a nós mesmos ( Interno), não precisamos temer o resultado de uma centena de combates. Se

Leia mais

4/2/2008. 2) Tomar grandes decisões = 1)Analisar a situação externa e interna. Leitura do mercado e das condições internas da organização

4/2/2008. 2) Tomar grandes decisões = 1)Analisar a situação externa e interna. Leitura do mercado e das condições internas da organização PLANO DE MARKETING Ferramenta importante do plano estratégico de uma empresa. Deve estar em perfeita sintonia com os objetivos estabelecidos pela empresa. É um passo para a elaboração do PLANO DE NEGÓCIOS

Leia mais

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida Apresentação Institucional Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida A empresa que evolui para o seu crescimento A VCN Virtual Communication Network, é uma integradora de Soluções Convergentes

Leia mais

EVENTOS 2009 ENCONTRO INTERNACIONAL SOBRE SUSTENTABILIDADE NA CONSTRUÇÃO. Ruth Goldberg. 04 de junho de 2009

EVENTOS 2009 ENCONTRO INTERNACIONAL SOBRE SUSTENTABILIDADE NA CONSTRUÇÃO. Ruth Goldberg. 04 de junho de 2009 Responsabilidade Social Empresarial em Empresas Construtoras case Even Ruth Goldberg 04 de junho de 2009 Alinhando conceitos: SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL E C O N Ô

Leia mais

A FORMALIZAÇÃO COMO TENDÊNCIA

A FORMALIZAÇÃO COMO TENDÊNCIA EVOLUÇÃO DO SEGMENTO DE PROMOÇÃO DE CRÉDITO: A FORMALIZAÇÃO COMO TENDÊNCIA Desenvolvendo Pessoas e Fortalecendo o Sistema Renato Martins Oliva Agenda O que é ABBC Missão e valores Bancos de pequena e média

Leia mais

Plano de Marketing. Produto (Posicionamento) Preço. Artigos de PN Como fazer Plano de Marketing. josedornelas.com.br

Plano de Marketing. Produto (Posicionamento) Preço. Artigos de PN Como fazer Plano de Marketing. josedornelas.com.br Artigos de PN Como fazer Plano de Marketing Plano de Marketing Para traçar o plano de marketing do plano de negócios, deve-se atentar à estratégia que será seguida pela empresa. A estratégia pode ser definida

Leia mais

Marketing em Design. 3. Planejamento Estratégico e Processos de Marketing. Profª Ms. Angela Maria Ramos

Marketing em Design. 3. Planejamento Estratégico e Processos de Marketing. Profª Ms. Angela Maria Ramos Marketing em Design 3. Planejamento Estratégico e Processos de Marketing Profª Ms. Angela Maria Ramos 4. Planejamento de novos negócios, redução de negócios superados Os planos da empresa para seus negócios

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS - SP Área de conhecimento: GESTÃO E NEGÓCIOS Componente Curricular: MARKETING INSTITUCIONAL Série:

Leia mais

FDC E SUA RESPONSABILIDADE COMO UMA ESCOLA DE NEGÓCIOS

FDC E SUA RESPONSABILIDADE COMO UMA ESCOLA DE NEGÓCIOS FDC E SUA RESPONSABILIDADE COMO UMA ESCOLA DE NEGÓCIOS IV CONFERÊNCIA INTERAMERICANA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL RIAL Cláudio Boechat Fundação Dom Cabral 12 DE DEZEMBRO, 2006 F U N D A Ç Ã O

Leia mais

Faculdade da Alta Paulista

Faculdade da Alta Paulista Plano de Ensino Disciplina: Marketing Aplicado aos Negócios Código: Série: 3ª Série Obrigatória ( x ) Optativa ( ) CH Teórica: CH Prática: CH Total: 80 horas Período Letivo: 2015 Obs: Objetivo Geral: Apresentar

Leia mais

Gestão dos Stakeholders Cap. 2 - A construção da Vantagem Competitiva

Gestão dos Stakeholders Cap. 2 - A construção da Vantagem Competitiva Gestão dos Stakeholders Cap. 2 - A construção da Vantagem Competitiva Profa. Dra. Thelma Rocha 1 Administração dos Públicos Estratégicos Vê a empresa como o centro de uma rede de públicos chamados de públicos

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009

PLANO DE ENSINO 2009 1 PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( X ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Administração

Leia mais

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS. Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS. Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas Desenvolvimento Sustentável Social Econômico Ambiental Lucro Financeiro Resultado Social

Leia mais

Gestão das organizações contábeis

Gestão das organizações contábeis Gestão das organizações contábeis Análise dos resultados da pesquisa Dezembro/2014 por Roberto Dias Duarte Sobre a pesquisa O Sistema Público de Escrituração Digital e seus vários subprojetos têm sido

Leia mais

OBJETIVOS DE MARKETING

OBJETIVOS DE MARKETING CASE Banco do Brasil Todo Seu O Banco do Brasil é a mais antiga instituição bancária brasileira. Reconhecido como fundamental para o desenvolvimento econômico e social do país, é também o maior banco da

Leia mais

Gestão do Conhecimento e Governo Como sensibilizar os órgãos governamentais para implementarem a GC

Gestão do Conhecimento e Governo Como sensibilizar os órgãos governamentais para implementarem a GC Gestão do Conhecimento e Governo Como sensibilizar os órgãos governamentais para implementarem a GC Elisabeth Gomes elisabeth.gomes@sbgc.org.br Diretora de relações com o governo - SBGC 2º Fórum de Gestão

Leia mais

CURSO FERRAMENTAS DE GESTÃO IN COMPANY

CURSO FERRAMENTAS DE GESTÃO IN COMPANY CURSO FERRAMENTAS DE GESTÃO IN COMPANY Instrumental e modular, o Ferramentas de Gestão é uma oportunidade de aperfeiçoamento para quem busca conteúdo de qualidade ao gerenciar ações sociais de empresas

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: São José do Rio Pardo Código: 150 Município: São José do Rio Pardo Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro

PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro Anexo 3 PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro 1. Capa 2. Sumário 3. Sumário executivo 4. Descrição da empresa 5. Planejamento Estratégico do negócio 6. Produtos e Serviços 7. Análise de Mercado 8. Plano de Marketing

Leia mais

COMPOSTO DE ADMINISTRAÇÃO AMBIENTE DE MARKETING AMBIENTE DE MARKETING PROF. RICARDO PAJÉ

COMPOSTO DE ADMINISTRAÇÃO AMBIENTE DE MARKETING AMBIENTE DE MARKETING PROF. RICARDO PAJÉ ADMINISTRAÇÃO MERCADOLÓGICA PROF. RICARDO PAJÉ AMBIENTE E COMPOSTO DE MARKETING AMBIENTE DE MARKETING É O CONJUNTO DE ATORES E FORÇAS ( INTERNAS E EXTERNAS) QUE AFETAM DIRETA OU INDIRETAMENTE A TOMADA

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia Área de Comunicação Produção Multimídia Curta Duração Produção Multimídia Carreira em Produção Multimídia O curso superior de Produção Multimídia da FIAM FAAM forma profissionais preparados para o mercado

Leia mais

CLIENTE A Autoescola Paula está localizada na Avenida Paraná, nº 1641, no bairro Bacacheri, que compõe a região do Boa Vista. É um CFC de pequeno porte, que conta com 15 funcionários e 10 veículos. Oferecem

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

Gestão da informação na SDC: uma proposta de mudança tecnológica, motivação, comprometimento e trabalho coletivo.

Gestão da informação na SDC: uma proposta de mudança tecnológica, motivação, comprometimento e trabalho coletivo. UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE GABINETE DO REITOR SUPERINTENDÊNCIA DE DOCUMENTAÇÃO - SDC Gestão da informação na SDC: uma proposta de mudança tecnológica, motivação, comprometimento e trabalho coletivo.

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE

GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE 2 Download da Apresentação www.gptw.com.br publicações e eventos palestras Great Place to Work - Missão 3 Construindo um Excelente Ambiente de Trabalho 4 1 2 3 4 O que

Leia mais

ENDOMARKETING: Utilização como ferramenta de crescimento organizacional

ENDOMARKETING: Utilização como ferramenta de crescimento organizacional ENDOMARKETING: Utilização como ferramenta de crescimento organizacional Carlos Henrique Cangussu Discente do 3º ano do curso de Administração FITL/AEMS Marcelo da Silva Silvestre Discente do 3º ano do

Leia mais

Gestão 2013-2017. Plano de Trabalho. Colaboração, Renovação e Integração. Eduardo Simões de Albuquerque Diretor

Gestão 2013-2017. Plano de Trabalho. Colaboração, Renovação e Integração. Eduardo Simões de Albuquerque Diretor Gestão 2013-2017 Plano de Trabalho Colaboração, Renovação e Integração Eduardo Simões de Albuquerque Diretor Goiânia, maio de 2013 Introdução Este documento tem por finalidade apresentar o Plano de Trabalho

Leia mais

4. Análise de Mercado

4. Análise de Mercado 4. Análise de Mercado Ações de Maturação e Aceleração 01.04.2014 Carla Machado Análise de Mercado Índice 1. Evolução Previsional do Setor Enquadre o negócio no setor de atividade, referindo oportunidades

Leia mais

Quais são os objetivos dessa Política?

Quais são os objetivos dessa Política? A Conab possui uma Política de Gestão de Desempenho que define procedimentos e regulamenta a prática de avaliação de desempenho dos seus empregados, baseada num Sistema de Gestão de Competências. Esse

Leia mais

Musculação e Treinamento Personalizado: Marketing Pessoal & Fidelização de Clientes

Musculação e Treinamento Personalizado: Marketing Pessoal & Fidelização de Clientes Musculação e Treinamento Personalizado: Marketing Pessoal & Fidelização de Clientes Copyright 2011 Edvaldo de Farias Prof. Edvaldo de Farias, MSc. material disponível em www.edvaldodefarias.com Minha expectativa

Leia mais

PROJETO EXEMPLO. Os aparelhos de som compactos da Sonic. Situação do mercado. Situação do produto

PROJETO EXEMPLO. Os aparelhos de som compactos da Sonic. Situação do mercado. Situação do produto PROJETO EXEMPLO Os aparelhos de som compactos da Sonic Jane Melody é a gerente de produto da linha de aparelhos de som compactos da Sonic. Cada sistema consiste em um amplificador/rádio AM-FM, um aparelho

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA POLÍTICA DA QUALIDADE POLÍTICA AMBIENTAL POLÍTICA DE SEGURANÇA, SAÚDE E BEM-ESTAR NO TRABALHO

POLÍTICA DE SEGURANÇA POLÍTICA DA QUALIDADE POLÍTICA AMBIENTAL POLÍTICA DE SEGURANÇA, SAÚDE E BEM-ESTAR NO TRABALHO POLÍTICA DE SEGURANÇA POLÍTICA DA QUALIDADE POLÍTICA AMBIENTAL POLÍTICA DE SEGURANÇA, SAÚDE E BEM-ESTAR NO TRABALHO Política de SEGURANÇA Política de SEGURANÇA A visão do Grupo Volvo é tornar-se líder

Leia mais

Inspire Inove Faça Diferente

Inspire Inove Faça Diferente Inspire Inove Faça Diferente Inspire Inove Faça Diferente Se eu tivesse um único dolar investiria em propaganda. - Henry Ford (Fundador da Motor Ford) As companhias prestam muita atenção ao custo de fazer

Leia mais

Escolha os melhores caminhos para sua empresa

Escolha os melhores caminhos para sua empresa Escolha os melhores caminhos para sua empresa O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

Programa de Capacitação em Gestão da Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento PETROBRÁS

Programa de Capacitação em Gestão da Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento PETROBRÁS Programa de Capacitação em Gestão da Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento PETROBRÁS OFICINA 2 Professora: Izabel Portela izabel@institutoiris.org.br Novembro - 2007 1 M A R K E T I N G

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 3. Gestão empresarial 3.1 Gestão empresarial Objetivo: prover

Leia mais

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Ultrapassando barreiras e superando adversidades. Ser um gestor de pessoas não é tarefa fácil. Existem vários perfis de gestores espalhados pelas organizações,

Leia mais