Missão Institucional Gerenciar unidades públicas de saúde alinhada à Secretaria de Estado de Saúde

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Missão Institucional Gerenciar unidades públicas de saúde alinhada à Secretaria de Estado de Saúde"

Transcrição

1

2 1 2 3

3 Missão Institucional Gerenciar unidades públicas de saúde alinhada à Secretaria de Estado de Saúde 1 Gestão de Recursos Gestão de Excelência Gestão de Serviços

4 Gestão de Recursos Humanos Gerenciamento de Pessoas Saúde Ocupacional Segurança do Trabalho Qualidade de Vida Capacitação Orçamento Execução Financeira Financeiros Assistenciais Acompanhamento Técnico Inovação Custos Hospitalares Estatísticas Faturamento

5 Gestão da Excelência Qualidade Planejamento Estratégico Normatização Certificação Premiações Imagem Marketing Organizacional Endomarketing Ouvidoria Hospital de Ensino Ensino e Pesquisa

6 Gestão de Serviços Jurídico Administrativo Planejamento e Controle

7 SEDE Atividades Administrativas para dar suporte ao funcionamento das unidades contempladas pelo Contrato de Gestão IEDE Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia Luiz Capriglione HEMORIO Instituto Estadual de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcanti

8 IECAC Instituto Estadual de Cardiologia Aloysio de Castro CET/PET Central Estadual de Transplantes Programa Estadual de Transplante Outras Outras 21 unidades, sobre gestão progressiva ou por apoio técnico, entre elas, 7 unidades federais.

9 14% 9% 1% Concursados CLT Livre Provimento Terceirizados Cedidos 76%

10 MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO (MEG) 2

11 MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO (MEG) O Modelo de Excelência da Gestão (MEG) é baseado em 11 fundamentos e oito critérios. Como fundamentos podem se definir os pilares, a base teórica de uma boa gestão. Esses fundamentos são colocados em prática por meio dos oito critérios.

12 1. Pensamento sistêmico 2. Aprendizado organizacional 3. Cultura de inovação 4. Liderança e constância de propósitos 5. Orientação por processos e informações 6. Visão de futuro 7. Geração de valor 8. Valorização de pessoas 9. Conhecimento sobre o cliente e o mercado 10. Desenvolvimento de parcerias 11. Responsabilidade social

13 Podem ser definidos como um conjunto de perguntas que estabelecem as exigências de um sistema de gestão voltado à excelência do desempenho e à competitividade. Seu propósito é avaliar a qualidade na gestão Modelar o sistema e processos de gestão de organizações classe mundial e com o foco em resultados, visando o desenvolvimento sustentável.

14 Critério 1 Liderança Critério 3 Clientes Critério 2 Estratégias e Planos Critério 4 Sociedade Os critérios de processos gerenciais (1 a 7) solicitam informações relacionadas ao sistema de gestão da organização, sem prescrever práticas, métodos de trabalho ou ferramentas. Critério 5 Informações e Conhecimento Critério 6 Pessoas Critério 7 Processos Critério 8 Resultados O critério de resultados organizacionais (8)solicitaaapresentação dos resultados das práticas apresentadas nos critérios anteriores, informações comparativas e explicações sobre eventuais tendências ou níveis atuais adversos.

15 Implementação do Modelo de Excelência da Gestão -MEG Entender a base do Modelo: Fundamentos da Excelência + Critérios de Excelência Auto avaliação Elaboração do Plano de Melhorias (prioridades) Análise crítica dos Pontos Fortes e Oportunidades para Melhoria Implementação das Melhorias Monitoramento da implementação Análise crítica do processo (autoavaliação e implementação)

16 3 Critério 1 Liderança Estabelecimento efetivo de COMUNICAÇÃO entre as partes. Maior transparência na gestão. Implementação de fóruns regulares com as partes interessadas Estabelecimento de canais de comunicação direta e indireta.

17 Critério 2 Estratégias e Planos Metodologia de BSC nos Planejamentos Estratégicos de todas as unidades sob Gestão Avançada. Implementação de ferramentas de acompanhamento dos Planejamentos com base nos indicadores.

18 Critério 3 Clientes Identificação das expectativas dos clientes através da pesquisa de satisfação de funcionários e usuários. No caso temos as Pesquisas de Clima Organizacional, Pesquisa de Satisfação de Pacientes, Pesquisa de Satisfação de Doadores, Pesquisa de Comunidade, Pesquisa TOP of Mind.

19 Critério 4 Sociedade Preocupação com o público interno e externo. Programas e ações desenvolvidos: Outubro Rosa, Novembro Azul, Campanha de Carnaval, Campanha de Prevenção e Combate a Hipertensão, Pé Quente, Natal Solidário, e desenvolvimento do programa de Responsabilidade socioambiental.

20 Critério 4 Sociedade PET lança aplicativo e programação especial para marcar o Dia Nacional de Doação de Órgãos Hemorio lança campanha especial para doação de sangue durante o Rock in Rio 2015 IEDE promove ação de conscientização pelo Dia Mundial do Diabetes

21 Critério 5 Informação e Conhecimento Capital intelectual Elaboração de uma metodologia de identificação, do capital intelectual e de valorização para reter este capital

22 Critério 6 Pessoas Estabelecimento de parcerias que promovam vantagens e descontos aos funcionários, banco de permuta, workshop de gestão e estruturação do Endomarketing.

23 Critério 7 Processos Modelagem dos processos e fluxos de aquisição humanos. Padronização e adequação a ISO 9001:2015. e de recursos

24 Critério 8 Resultados Melhora no desempenho organizacional e das unidades geridas. Turn Over Geral % 3% 16% GERAL 0 A 6 MESES 64% 79% 19,8% 9,4% 78% 6 MESES A 1 ANO ENTRE 1 E 2 ANOS ACIMA DE 2 ANOS Resultado no primeiro CPE 2014 Resultado no primeiro CPE 2015 CPE Controle do Planejamento Estratégico

25

26 Unidade Ciclo 2014 Ciclo 2015 IEDE Certificado de compromisso com a gestão (participação) Menção Honrosa LACEN Menção Honrosa Bronze IETAP Menção Honrosa Bronze IECAC Bronze Prata HEMORIO Ouro CET/PET Bronze HESM Menção Honrosa CPRJ Menção Honrosa

27 MBC FNQ Gespública PQRio João Henrique Marques Diretoria de Planejamento e Gestão (21) Ramal 1500 (21)

Apresentação Cegelec. Apresentação Cegelec

Apresentação Cegelec. Apresentação Cegelec Apresentação Cegelec Apresentação Cegelec Brasil - Junho de 2007 Grupo Cegelec Nosso Grupo Colaboradores: 26.000 Faturamento: 2.6 bilhões de euros Atuação : + de 30 países Vendas por Setor Vendas por Região

Leia mais

I ENCONTRO DAS ÁGUAS. 13 a 15 de maio de 2009 - Campo Grande MS. Painel: Gestão de Comunicação e Recursos Humanos. Realização: SINTERCON

I ENCONTRO DAS ÁGUAS. 13 a 15 de maio de 2009 - Campo Grande MS. Painel: Gestão de Comunicação e Recursos Humanos. Realização: SINTERCON I ENCONTRO DAS ÁGUAS 13 a 15 de maio de 2009 - Campo Grande MS Realização: SINTERCON Painel: Gestão de Comunicação e Recursos Humanos Práticas de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas Palestrante: José F.

Leia mais

RAD1504 GESTÃO DA QUALIDADE I

RAD1504 GESTÃO DA QUALIDADE I RAD1504 GESTÃO DA QUALIDADE I Modelos de excelência e modelos normatizados Prof. Dr. Erasmo José Gomes Profa. Dra. Márcia Mazzeo Grande TQM- Filosofia? Movimento? Abordagem de gestão? A gerência da qualidade

Leia mais

Anderson Barbosa / Eleni Gentil / Telefone: /3878

Anderson Barbosa / Eleni Gentil   / Telefone: /3878 P-34 Desenvolvimento da Liderança para a Cultura da Excelência ML - Sabesp Anderson Barbosa / Eleni Gentil E-mail: andersonab@sabesp.com.br / egentil@sabesp.com.br Telefone: 2681.3796 /3878 PERFIL ML Características

Leia mais

CURSO: MBA EM DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS COM ÊNFASE EM COMPETÊNCIAS

CURSO: MBA EM DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS COM ÊNFASE EM COMPETÊNCIAS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CURSO: MBA EM DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS COM ÊNFASE EM COMPETÊNCIAS ANO 15/1 : UNIDADE BUENO - SÁBADOS QUINZENAIS DISCIPLINA CARGA HORÁRIA COORDENADOR: Profa Carmen Rizzotto

Leia mais

Sumário. 1. Política de Sustentabilidade da Rede D Or São Luiz Objetivos Abrangência Diretrizes...2

Sumário. 1. Política de Sustentabilidade da Rede D Or São Luiz Objetivos Abrangência Diretrizes...2 Rede D Or São Luiz Sumário 1. Política de Sustentabilidade da Rede D Or São Luiz...2 1.1. Objetivos...2 1.2. Abrangência...2 1.3. Diretrizes...2 Diretriz Econômica...2 Diretriz Social...3 Diretriz Ambiental...4

Leia mais

Modelo de Excelência da Gestão ACIJ 14/08/2006

Modelo de Excelência da Gestão ACIJ 14/08/2006 Modelo de Excelência da Gestão ACIJ 14/08/2006 PARTE I Movimento Catarinense para Excelência Quem Somos Histórico Rede Nacional Modelo de Excelência da Gestão Quem somos Uma associação sem fins econômicos

Leia mais

Documento de Referência Programa Sebrae de Excelência

Documento de Referência Programa Sebrae de Excelência Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - Sebrae Documento de Referência Programa Sebrae de Excelência Brasília DF OBJETIVO Promover a cultura da excelência, a melhoria da gestão e o compartilhamento

Leia mais

Qualidade e Acreditação x Proteção Radiológica. Diretor de Qualidade Profissional SBHCI

Qualidade e Acreditação x Proteção Radiológica. Diretor de Qualidade Profissional SBHCI Qualidade e Acreditação x Proteção Radiológica Hélio Castello Diretor de Qualidade Profissional SBHCI I Workshop Nacional sobre Proteção Radiológica em Cardiologia Intervencionista - 2012 Hemodinâmica

Leia mais

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional Excelência na Gestão Desafio dos Pequenos Negócios INSTITUCIONAL SEBRAE MISSÃO Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia

Leia mais

ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO DA CCIH NO CENTRO DE MATERIAL E ESTERILIZAÇÃO

ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO DA CCIH NO CENTRO DE MATERIAL E ESTERILIZAÇÃO XIV CURSO DE CAPACITAÇÃO EM PREVENÇÃO E CONTROLE DE INFECCÇÕES RELACIONADAS À ASSISTÊNCIA À SAÚDE ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO DA CCIH NO CENTRO DE MATERIAL E ESTERILIZAÇÃO Bernardo França Enfermeiro da CCIH

Leia mais

Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96

Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96 Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96 leitos 19 leitos de UTI 5 Salas Cirúrgicas 300 Cirurgias/mês

Leia mais

Utilização de Critérios de Excelência como Referência no Desenvolvimento da Gestão de Águas do Paraíba

Utilização de Critérios de Excelência como Referência no Desenvolvimento da Gestão de Águas do Paraíba Utilização de Critérios de Excelência como Referência no Desenvolvimento da Gestão de Águas do Paraíba Viviane Lanunce Paes Supervisora da Gestão Integrada - CAP Carlos Eduardo Tavares de Castro Superintendente

Leia mais

CRITÉRIOS DE EXCELÊNCIA Prêmio Nacional da Qualidade. Jonas Lucio Maia

CRITÉRIOS DE EXCELÊNCIA Prêmio Nacional da Qualidade. Jonas Lucio Maia CRITÉRIOS DE EXCELÊNCIA 2006 Prêmio Nacional da Qualidade Jonas Lucio Maia Agenda Introdução Fundamentos da excelência Modelo de excelência Detalhamento dos critérios Pontuação Introdução Modelo sistêmico

Leia mais

APENDICE A INSTRUMENTO DE COLETA DE DADOS PESQUISA SOBRE INOVAÇÕES GERENCIAIS EM INSTITUIÇÕES HOSPITALARES PRIVADAS DE SALVADOR

APENDICE A INSTRUMENTO DE COLETA DE DADOS PESQUISA SOBRE INOVAÇÕES GERENCIAIS EM INSTITUIÇÕES HOSPITALARES PRIVADAS DE SALVADOR APENDICE A INSTRUMENTO DE COLETA DE DADOS UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO Data da entrevista.../.../... PESQUISA SOBRE INOVAÇÕES GERENCIAIS

Leia mais

Gestão Classe Mundial Excelência e Competitividade ao Alcance das Organizações

Gestão Classe Mundial Excelência e Competitividade ao Alcance das Organizações Gestão Classe Mundial Excelência e Competitividade ao Alcance das Organizações ACIJS 08/11/2005 Histórico Outubro 2003 - Núcleo Catarinense de CCQ, SENAI/SC e SEBRAE/SC iniciam o Projeto Programa Catarinense

Leia mais

MODELO DE GESTÃO GERENCIAMENTO E MELHORIA DE PROCESSOS. Rio de Janeiro. 02 / setembro / 2009

MODELO DE GESTÃO GERENCIAMENTO E MELHORIA DE PROCESSOS. Rio de Janeiro. 02 / setembro / 2009 MODELO DE GESTÃO GERENCIAMENTO E MELHORIA DE PROCESSOS Rio de Janeiro 02 / setembro / 2009 OBJETIVO DA APRESENTAÇÃO Compartilhar a experiência na implantação de Modelo de Excelência da Gestão na Filial

Leia mais

OBJETIVOS. Dar a conhecer a estrutura do Modelo de Excelência de Gestão MEG. Refletir sobre o ciclo PDCL. Planejamento. Verificação Aprendizagem

OBJETIVOS. Dar a conhecer a estrutura do Modelo de Excelência de Gestão MEG. Refletir sobre o ciclo PDCL. Planejamento. Verificação Aprendizagem 1 OBJETIVOS Dar a conhecer a estrutura do Modelo de Excelência de Gestão MEG. Refletir sobre o ciclo PDCL Planejamento Execução Verificação Aprendizagem 2 INTRODUÇÃO Na aula passada, conhecemos os 11 Fundamentos

Leia mais

O desafio da transformação pela excelência em gestão

O desafio da transformação pela excelência em gestão O desafio da transformação pela excelência em gestão Conheça o novo Modelo de Excelência da Gestão - MEG 21ª Edição Gilmar Casagrande Sócio e Diretor da Casattos 23/08/2017 O PGQP, há 25 anos, mobiliza

Leia mais

A EXCELÊNCIA GERENCIAL SOB A ÓTICA DO MODELO DE GESTÃO ADOTADO PELO PROGRAMA GAÚCHO DA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PGQP: RESULTADOS PRELIMINARES 1

A EXCELÊNCIA GERENCIAL SOB A ÓTICA DO MODELO DE GESTÃO ADOTADO PELO PROGRAMA GAÚCHO DA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PGQP: RESULTADOS PRELIMINARES 1 A EXCELÊNCIA GERENCIAL SOB A ÓTICA DO MODELO DE GESTÃO ADOTADO PELO PROGRAMA GAÚCHO DA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PGQP: RESULTADOS PRELIMINARES 1 Jocias Maier Zanatta 2, Denize Grzybovski 3. 1 Ensaio Teórico

Leia mais

Seja bem-vindo ao nosso Portfólio Digital. A Blueway Nossos diferenciais Clientes O que fazemos Contato

Seja bem-vindo ao nosso Portfólio Digital. A Blueway Nossos diferenciais Clientes O que fazemos Contato Seja bem-vindo ao nosso Portfólio Digital 1 2 3 4 A Blueway Nossos diferenciais Clientes O que fazemos Contato 1 Blueway Nossa organização Somos a Blueway, uma consultoria que atua na transformação organizacional

Leia mais

Santa Casa Fundada. Inaugurada em 1826

Santa Casa Fundada. Inaugurada em 1826 Santa Casa Fundada em 1803 Inaugurada em 1826 PERFIL Organização Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre Instituição de direito privado, filantrópica, de ensino e assistência social, reconhecida

Leia mais

Título do Case: Categoria: Temática: Resumo: Introdução:

Título do Case: Categoria: Temática: Resumo: Introdução: Título do Case: A potencialização de uma Empresa Júnior por meio do Modelo de Excelência da Gestão Categoria: Modelo de Gestão Temática: Sociais Aplicadas Resumo: O Modelo de Excelência da Gestão (MEG),

Leia mais

Público Alvo: Critérios de admissão para o curso: Investimento:

Público Alvo: Critérios de admissão para o curso: Investimento: Com carga horária de 420 horas o curso de MBA em Gestão de Projetos é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no curso: 04) para avaliação nos diversos pólos,

Leia mais

Gerenciamento de Projetos de Implantação de Software. Bruno Souza de Oliveira

Gerenciamento de Projetos de Implantação de Software. Bruno Souza de Oliveira Gerenciamento de Projetos de Implantação de Software Bruno Souza de Oliveira O que é EBSERH? Vamos implantar? Porque não pensamos nisto? Metodologias Implantação de Sistema de Informação Hospitalar Cenários;

Leia mais

Política Institucional Comitê de Sustentabilidade. Política de Sustentabilidade. Código: PI.HPEG.CSUST.001 Versão: 001 Página: 1/6

Política Institucional Comitê de Sustentabilidade. Política de Sustentabilidade. Código: PI.HPEG.CSUST.001 Versão: 001 Página: 1/6 Código: PI.HPEG.CSUST.001 Versão: 001 Página: 1/6 SUMÁRIO 1. Apresentação... 02 2. Objetivo... 02 3. Princípios... 02 4. Documentos de Referencias... 03 5. Diretrizes... 03 6. Compromissos e Prestação

Leia mais

Agenda. 03 de Dezembro de 2015. Hotel Green Place Flat São Paulo, SP. Realização: www.corpbusiness.com.br 2ª EDIÇÃO

Agenda. 03 de Dezembro de 2015. Hotel Green Place Flat São Paulo, SP. Realização: www.corpbusiness.com.br 2ª EDIÇÃO Agenda 2ª EDIÇÃO 03 de Dezembro de 2015 Hotel Green Place Flat São Paulo, SP Realização: www.corpbusiness.com.br Patrocínio Gold Patrocínio Bronze Expo Brand Apoio Realização: APRESENTAÇÃO PORTAIS CORPORATIVOS:

Leia mais

2015. Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná SEBRAE/PR

2015. Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná SEBRAE/PR 2015. Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná SEBRAE/PR Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação dos direitos

Leia mais

Ricardo Augusto Bordin Guimarães Auditoria Administrativa Hospitalar ricardo@rgauditoria.com.br (51) 9841.7580 www.rgauditoria.com.br www.twitter.com/ricardorgaud Qualidade e Gestão em Saúde através da

Leia mais

Responsabilidade da Direção

Responsabilidade da Direção 5 Responsabilidade da Direção A gestão da qualidade na realização do produto depende da liderança da alta direção para o estabelecimento de uma cultura da qualidade, provisão de recursos e análise crítica

Leia mais

DESENVOLVIMENTO GERENCIAL PLANO DE CURSO

DESENVOLVIMENTO GERENCIAL PLANO DE CURSO DESENVOLVIMENTO GERENCIAL PLANO DE CURSO Sumário 1. INFORMAÇÕES GERAIS... 2 2. EMENTA... 2 3. OBJETIVO... 4 4. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO... 4 5. PROPOSTA METODOLÓGICA... 6 6. PROPOSTA AVALIATIVA... 7 7. APROVAÇÃO

Leia mais

NOVOS CURSOS DTCOM COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS

NOVOS CURSOS DTCOM COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS NOVOS CURSOS DTCOM Atualizamos nossa plataforma com mais de 60 cursos novos, todos eles relacionados com as competências da Coats. Confira a lista abaixo e aproveite a ferramenta! COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS

Leia mais

AULA 2. Foi fundada em 1991 para promover a produtividade e a competitividade pela disseminação do Modelo de Excelência da Gestão (MEG)...

AULA 2. Foi fundada em 1991 para promover a produtividade e a competitividade pela disseminação do Modelo de Excelência da Gestão (MEG)... .: ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO ::.. Prof. Leonardo Guimarães Garcia AULA 2 1 Sobre a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) 2 O Modelo de Excelência da Gestão (MEG) 3 Os 8 Fundamentos da Gestão

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA GESTÃO DA QUALIDADE: Benefícios e Aplicações Práticas

OS PRINCÍPIOS DA GESTÃO DA QUALIDADE: Benefícios e Aplicações Práticas OS PRINCÍPIOS DA GESTÃO DA QUALIDADE: Benefícios e Aplicações Práticas Rev. 00 de Março/2013 1/208 1/ 42 Rodrigo Sousa Atuação: Instrutor de treinamentos Consultor e Auditor em Sistemas de Gestão da Qualidade

Leia mais

DESCRITORES (TÍTULOS E TERMOS)

DESCRITORES (TÍTULOS E TERMOS) SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE FAMÍLIA NBR ISO 9000 INDEXAÇÃO TEMÁTICA Abordagem de processo [VT: Princípios de Gestão da Qualidade] 0.2 / 2.4 0.2 / 4.3 0.2 Abordagem de sistemas de gestão da qualidade

Leia mais

Plataforma da Informação. Fundamentos da Excelência

Plataforma da Informação. Fundamentos da Excelência Plataforma da Informação Fundamentos da Excelência Modelo de Excelência em Gestão Fundamentos da Excelência O Modelo de Excelência em Gestão estimula e apoia as organizações no desenvolvimento e na evolução

Leia mais

A RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL NO CONTEXTO DO PODER JUDICIÁRIO

A RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL NO CONTEXTO DO PODER JUDICIÁRIO A RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL NO CONTEXTO DO PODER JUDICIÁRIO Renatto Marcello de Araujo Pinto Comitê Gestor da PNRSJT Comissão de Responsabilidade Socioambiental DILEMAS DO DESENVOLVIMENTO DESENVOLVIMENTO

Leia mais

MBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS DA SAÚDE

MBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS DA SAÚDE MBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS DA SAÚDE OBJETIVOS DO CURSO O objetivo geral do Curso de Pós-graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Negócios da Saúde é a formação de gestores em negócios da área da saúde, com

Leia mais

Matriz de Especificação de Prova da Habilitação Técnica de Nível Médio. Habilitação Técnica de Nível Médio: Técnico em Logística

Matriz de Especificação de Prova da Habilitação Técnica de Nível Médio. Habilitação Técnica de Nível Médio: Técnico em Logística : Técnico em Logística Descrição do Perfil Profissional: Planejar, programar e controlar o fluxo de materiais e informações correlatas desde a origem dos insumos até o cliente final, abrangendo as atividades

Leia mais

Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão. Novembro de 2015

Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão. Novembro de 2015 Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão Novembro de 2015 Sobre o IPEG Organização sem fins lucrativos Fundaçãoem2001 Leino11594/2003criaoPPQG Mais de 300 empresas reconhecidas 13

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO A EXECUÇÃO DA ESTRATÉGIA

SISTEMA DE GESTÃO A EXECUÇÃO DA ESTRATÉGIA SISTEMA DE GESTÃO A EXECUÇÃO DA ESTRATÉGIA 1. EM QUE TERRENO ESTAMOS PISANDO? 2. QUEM DÁ AS CARTAS? 3. COMO É QUE A BANDA TOCA? COMO É QUE A BANDA TOCA? 4. LUZES, CÂMERA... LUZES, CÂMERA... 5. AÇÃO 6.

Leia mais

GESTÃO DE EXCELÊNCIA CONTEXTO SOCIAL, TECNOLÓGICO E ECONÔMICO CONTEXTO SOCIAL, TECNOLÓGICO E ECONÔMICO

GESTÃO DE EXCELÊNCIA CONTEXTO SOCIAL, TECNOLÓGICO E ECONÔMICO CONTEXTO SOCIAL, TECNOLÓGICO E ECONÔMICO VANTAGEM COMPETITIVA SUSTENTÁVEL PROF. ME. CARLOS WILLIAM DE CARVALHO UEG / UNUCSEH / ADMINISTRAÇÃO / CONSULTORIA ORGANIZACIONAL CONTEXTO SOCIAL, TECNOLÓGICO E ECONÔMICO Turbulência: o ambiente que as

Leia mais

Departamento Municipal de Água e Esgotos DMAE

Departamento Municipal de Água e Esgotos DMAE Departamento Municipal de Água e Esgotos DMAE Porto Alegre: 1,4 milhão de habitantes (censo 2010) 100% da população com Água 80% de Capacidade de Tratamento de Esgoto 1.939 servidores ativos Um conjunto

Leia mais

EXCELÊNCIA EM GESTÃO: DESAFIOS PARA O SÉCULO XXI

EXCELÊNCIA EM GESTÃO: DESAFIOS PARA O SÉCULO XXI EXCELÊNCIA EM GESTÃO: DESAFIOS PARA O SÉCULO XXI - 40a. Reunião da Qualidade RS - PGQP - 9/10/2006 Antonio Tadeu Pagliuso Superintendente Geral tadeu.pagliuso@fnq.org.br 1 Rede Brasileira de Qualidade,

Leia mais

Acreditação. Acreditação

Acreditação. Acreditação Acreditação Acreditação 1621132 - Produzido em Abril/2011 Acreditação Rumo ao processo de Acreditação Hospitalar e gestão da melhoria contínua, é importante salientar as principais diferenças entre licenciamento,

Leia mais

TOTAL GERAL 1.000 ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO (OPTATIVA)

TOTAL GERAL 1.000 ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO (OPTATIVA) ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO EM RECURSOS HUMANOS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA DC 4021 19/12/2013 Rev. 01 1. Dados Legais Autorizado pelo Parecer 469 de 24/11/2009. DECRETO No 2.929, de 21 de dezembro de

Leia mais

A Importância da Liderança na Cultura da Excelência

A Importância da Liderança na Cultura da Excelência XIX Seminário de Boas Práticas CIC Caxias do Sul A Importância da Liderança na Cultura da Excelência Msc. Eng. Irene Szyszka 04/ABR/2013 O negócio, o mercado e a sociedade Pressão dos clientes e mercado;

Leia mais

Fundamentos Estratégicos

Fundamentos Estratégicos 1 Fundamentos Estratégicos MISSÃO Fornecer soluções e serviços em sistemas de suspensões, eixos e componentes para veículos comerciais com inovação, qualidade, segurança e sustentabilidade. VISÃO Ser reconhecida,

Leia mais

Capítulo 8 Análise crítica do desempenho global

Capítulo 8 Análise crítica do desempenho global Capítulo 8 Análise crítica do desempenho global Análise crítica do desempenho global da organização Considera a análise do desempenho global da organização e não o acompanhamento das atividades, processos

Leia mais

PATROCINAR A FNQ É INVESTIR NA GESTÃO

PATROCINAR A FNQ É INVESTIR NA GESTÃO PATROCINAR A FNQ É INVESTIR NA GESTÃO Sobre nós 2 Instituição sem fins lucrativos Criada em 1991, por representantes dos setores público e privado Responsável pela organização, promoção e avaliação do

Leia mais

Analista de Negócio 3.0

Analista de Negócio 3.0 Estudo de Caso A industria Santos é uma empresa siderúrgica que possui duas plantas industriais em dois municípios do interior de Minas Gerais. A sede da empresa fica no estado de São Paulo, na cidade

Leia mais

Título do Case: O MEG como alicerce da gestão Categoria: Modelo de Gestão Temática: Aprendizado Organizacional

Título do Case: O MEG como alicerce da gestão Categoria: Modelo de Gestão Temática: Aprendizado Organizacional Título do Case: O MEG como alicerce da gestão Categoria: Modelo de Gestão Temática: Aprendizado Organizacional Resumo: O Modelo de Excelência da Gestão (MEG), elaborado pela Fundação Nacional da Qualidade

Leia mais

Metodologias Ativas de Aprendizagem para a Educação Médica Permanente

Metodologias Ativas de Aprendizagem para a Educação Médica Permanente Metodologias Ativas de Aprendizagem para a Educação Médica Permanente I Seminário Estadual de Educação Médica Permanente Prof. José Batista Cisne Tomaz ESP-CE Questões para reflexão Por quê utilizar Metodologias

Leia mais

AO aula 12 GESTÃO E BENCHMARKING. Prof. Wilson LAPO

AO aula 12 GESTÃO E BENCHMARKING. Prof. Wilson LAPO AO aula 12 GESTÃO E BENCHMARKING Prof. Wilson LAPO 1 Excelência é uma habilidade que se conquista com treinamento e prática. Nós somos aquilo que fazemos repetidamente. Excelência, então, não é um ato,

Leia mais

1. Apresentação. Acesse: Sistemas de Gestão Todos os direitos reservados 2

1. Apresentação. Acesse:  Sistemas de Gestão Todos os direitos reservados 2 Sistemas de Gestão Índice 1. Apresentação 2 2. Definição 3 3. Como as organizações desenvolvem seu Sistema de Gestão 4 4. Estrutura do Sistema de Gestão 5 5. Características de uma prática de gestão 9

Leia mais

Educação básica de qualidade envolve grande número de ações, procedimentos e programas, como mostramos a seguir:

Educação básica de qualidade envolve grande número de ações, procedimentos e programas, como mostramos a seguir: Plano de Governo 1 Educação de qualidade em tempo integral 2 Saúde humanizada, ágil e resoluta 3 Respeito ao cidadão e democratização do poder 4 Gestão administrativa eficiente, honesta e transparente

Leia mais

Ghanem Laboratório Clínico

Ghanem Laboratório Clínico Ghanem Laboratório Clínico Prêmio Nacional de Gestão em Saúde 2012/2013 Nível Prata Assembleia Hospitais Programa CQH São Paulo, 22/11/2013 Fernando Berlitz Apresentação Inicial FERNANDO BERLITZ Farmacêutico-Bioquímico.

Leia mais

Programa de Acreditação CBA-JCI Como estamos???

Programa de Acreditação CBA-JCI Como estamos??? QUALIHOSP Qualidade e Segurança São Paulo, 18 de Abril de 2011 Programa de Acreditação CBA-JCI Como estamos??? Heleno Costa Junior Relações Institucionais e Educação Mitos E Verdades... Mitos... 1. Acreditação

Leia mais

HUMANIZAÇÃO DA GESTÃO COM FOCO NA SUSTENTABILIDADE. Workshop Regional do PGQP Panambi/RS

HUMANIZAÇÃO DA GESTÃO COM FOCO NA SUSTENTABILIDADE. Workshop Regional do PGQP Panambi/RS HUMANIZAÇÃO DA GESTÃO COM FOCO NA SUSTENTABILIDADE Workshop Regional do PGQP Panambi/RS As pessoas fazem a diferença Os jovens acreditam na mudança primeiro... http://www.youtube.com/watch?v=e-kirnbkeim

Leia mais

A Mongeral Aegon é a seguradora mais antiga do Brasil em atividade contínua;

A Mongeral Aegon é a seguradora mais antiga do Brasil em atividade contínua; QUEM SOMOS A Mongeral Aegon é a seguradora mais antiga do Brasil em atividade contínua; Especializada em Vida e Previdência, possui portfólio completo para assegurar nossos clientes e seus familiares dos

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL E A MEDICINA PREVENTIVA

SERVIÇO SOCIAL E A MEDICINA PREVENTIVA SERVIÇO SOCIAL E A MEDICINA PREVENTIVA NOSSA CASA A importância do Trabalho em Equipe Multidisciplinar Assistente Social Enfermeira Técnicos de enfermagem Fisioterapeuta Nutricionista Médico Psicólogo

Leia mais

DA COMISSÃO AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO EDITAL Nº 01, DE 09 DE ABRIL DE 2012

DA COMISSÃO AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO EDITAL Nº 01, DE 09 DE ABRIL DE 2012 DA COMISSÃO AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO EDITAL Nº 01, DE 09 DE ABRIL DE 2012 A COMISSÃO DE AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO (CADAR), no uso de suas atribuições, torna público o Plano de Classificação

Leia mais

Acreditação Hospitalar e as Mudanças Benéficas para as Instituições Filantrópicas

Acreditação Hospitalar e as Mudanças Benéficas para as Instituições Filantrópicas Acreditação Hospitalar e as Mudanças Benéficas para as Instituições Filantrópicas Gestão de Processos Daniele L. Meneguzzi Superintendente Administrativa Hospital Pompéia Caxias do Sul Setembro 2017 Gestão

Leia mais

RELATÓRIO INVESTIMENTO SOCIAL 2012

RELATÓRIO INVESTIMENTO SOCIAL 2012 RELATÓRIO INVESTIMENTO SOCIAL 2012 INFORMAÇÕES GERAIS RAZÃO SOCIAL: UNIÃO DE ENSINO VILA VELHA LTDA NOME FANTASIA: FACULDADE UNIÃO CNPJ: 03.568.170/0001-65 ENDEREÇO: RUA TIBÚRCIO PEDRO FERREIRA, 55 CEP:

Leia mais

Cíntia Maria Ribeiro Vilarinho - Gerente de Desenvolvimento da Excelência. Ações Estruturantes na Gestão de Perdas da SAE de Ituiutaba/MG

Cíntia Maria Ribeiro Vilarinho - Gerente de Desenvolvimento da Excelência. Ações Estruturantes na Gestão de Perdas da SAE de Ituiutaba/MG Cíntia Maria Ribeiro Vilarinho - Gerente de Desenvolvimento da Excelência Ações Estruturantes na Gestão de Perdas da SAE de Ituiutaba/MG Ituiutaba 114 anos (2015); 102.690 habitantes; 2.598,046 km² de

Leia mais

A DMA Consultoria e Treinamento é uma empresa que preza pelo desenvolvimento humano e pessoal, focado em diversas áreas da organização e do indivíduo.

A DMA Consultoria e Treinamento é uma empresa que preza pelo desenvolvimento humano e pessoal, focado em diversas áreas da organização e do indivíduo. A DMA Consultoria e Treinamento é uma empresa que preza pelo desenvolvimento humano e pessoal, focado em diversas áreas da organização e do indivíduo. A DMA acredita que um profissional capacitado e potencializado

Leia mais

Gestão de Departamentos Jurídicos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Gestão de Departamentos Jurídicos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

PROGRAMA SULGÁS DE QUALIDADE DE VIDA

PROGRAMA SULGÁS DE QUALIDADE DE VIDA COMPANHIA DE GÁS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Gerência Executiva de Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde PROGRAMA SULGÁS DE QUALIDADE DE VIDA PROJETO 2014 Julho de 2014 1. DADOS DA COMPANHIA Razão

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental da PREVI

Política de Responsabilidade Socioambiental da PREVI 1.1. A PREVI, para o cumprimento adequado de sua missão administrar planos de benefícios, com gerenciamento eficaz dos recursos aportados, buscando melhores soluções para assegurar os benefícios previdenciários,

Leia mais

1º Encontro Norte Paranaense de Acreditação em Serviços de Saúde COMPLEXO ERASTO GAERTNER

1º Encontro Norte Paranaense de Acreditação em Serviços de Saúde COMPLEXO ERASTO GAERTNER COMPLEXO ERASTO GAERTNER Unidades Estratégicas Rede Feminina de Combate ao Câncer Hospital Erasto Gaertner Instituto de Bioengenharia IBEG Nossa Missão Combater o Câncer com Humanismo, Ciência e Afeto

Leia mais

c) Aplicar os princípios de pesquisa operacional mediante:

c) Aplicar os princípios de pesquisa operacional mediante: GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE SUBSECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE ATRIBUIÇÕES DOS PROFISSIONAIS DA EQUIPE DE SAÚDE PROGRAMA MUNICIPAL DE CONTROLE DA HANSENÍASE 1. Atribuições

Leia mais

Rio de Janeiro 16/08/2011. Modelo de Excelência da Gestão (MEG) para Micro e Pequenas Empresas. Francisco Teixeira Neto

Rio de Janeiro 16/08/2011. Modelo de Excelência da Gestão (MEG) para Micro e Pequenas Empresas. Francisco Teixeira Neto Rio de Janeiro 16/08/2011 Modelo de Excelência da Gestão (MEG) para Micro e Pequenas Empresas Francisco Teixeira Neto Só gerencia quem mede! O que é o MPE Brasil? Ferramenta de Gestão para medir o grau

Leia mais

GRUPO SOLIDARIEDADE DA ASSOCIAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS APOSENTADOS DO PARANÁ

GRUPO SOLIDARIEDADE DA ASSOCIAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS APOSENTADOS DO PARANÁ GRUPO SOLIDARIEDADE DA ASSOCIAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS APOSENTADOS DO PARANÁ DA DEFINIÇÃO MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS Art. 1 - O GRUPO SOLIDARIEDADE DA ASSOCIAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS APOSENTADOS DO PARANÁ

Leia mais

Planejamento Estratégico em Gestão de Pessoas

Planejamento Estratégico em Gestão de Pessoas Planejamento Estratégico em Gestão de Pessoas Prof. Dr. Amarilio Vieira de Macedo Neto PRESIDENTE do HCPA Departamento de Cirurgia da FAMED/UFRGS Serviço de Cirurgia Torácica do HCPA aneto@hcpa.edu.br

Leia mais

Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA. Escritório de Gestão de Processos

Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA. Escritório de Gestão de Processos - ANVISA Escritório de Gestão de Processos III Congresso Paraibano da Qualidade IV Seminário em Busca da Excelência João Pessoa - PB 25/08/2010 Cenário Desejado Cumprimento efetivo de sua missão Agência

Leia mais

Hospital Summit Terceirização de Serviços Médicos

Hospital Summit Terceirização de Serviços Médicos 15/03/2017 Hospital Summit Terceirização de Serviços Médicos Modelo Adotado Grupo São Lucas Ribeirania Ribeirão Preto Dr Pedro Antonio Palocci o Médico Pediatra formado pela XXIIIª Turma da FMRP-USP 1979

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO OPERACIONAL DO HOSPITAL METROPOLITANO - UNIMED VALE DO AÇO

IMPLEMENTAÇÃO OPERACIONAL DO HOSPITAL METROPOLITANO - UNIMED VALE DO AÇO IMPLEMENTAÇÃO OPERACIONAL DO HOSPITAL METROPOLITANO - UNIMED VALE DO AÇO HISTÓRIA DA UNIMED VALE DO AÇO Fundação da Unimed Vale do Aço Aquisição do 2 Hospital (Nossa Senhora do Carmo) Início da Construção

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2012 2013 APRESENTAÇÃO O Planejamento Estratégico tem como objetivo descrever a situação desejada de uma organização e indicar os caminhos para

Leia mais

Impacto da Acreditação da Joint Commission International na Gestão Hospitalar

Impacto da Acreditação da Joint Commission International na Gestão Hospitalar Seminários de Gestão Tendências e Inovações em Saúde Tendências em Saúde e Impactos na Gestão Hospitalar FEHOSUL Impacto da Acreditação da Joint Commission International na Gestão Hospitalar Helena Barreto

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA A Socioambiental (PRSA) substitui a Política Corporativa pela Sustentabilidade (2011), e incorpora a contribuição das partes interessadas

Leia mais

Atuação Responsável Compromisso com a sustentabilidade. Atuação Responsável Um compromisso da Indústria Química

Atuação Responsável Compromisso com a sustentabilidade. Atuação Responsável Um compromisso da Indústria Química Atuação Responsável Compromisso com a sustentabilidade O Atuação Responsável é uma ética empresarial, compartilhada pelas empresas associadas à Abiquim Missão do Atuação Responsável Promover o aperfeiçoamento

Leia mais

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO ITAQUAQUECETUBA. Prof.ª Marli Rodrigues Siqueira Dirigente Regional de Ensino PLANEJAMENTO ESCOLAR

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO ITAQUAQUECETUBA. Prof.ª Marli Rodrigues Siqueira Dirigente Regional de Ensino PLANEJAMENTO ESCOLAR DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO ITAQUAQUECETUBA Prof.ª Marli Rodrigues Siqueira Dirigente Regional de Ensino PLANEJAMENTO ESCOLAR 2017 ENCAMINHAMENTOS PARA O ANO LETIVO 2017 O que é Planejamento? Compreendendo

Leia mais

Gestão da Segurança Gestão por Times. Nova Visão

Gestão da Segurança Gestão por Times. Nova Visão Gestão da Segurança Gestão por Times Nova Visão Gestão da Segurança Nova Visão A qualidade do cuidado em saúde é definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como: o grau em que os serviços de saúde

Leia mais

PLANO DE AÇÃO REALIZADO 2010

PLANO DE AÇÃO REALIZADO 2010 PLANO DE AÇÃO REALIZADO 2010 Plenamente Realizado Parcialmente Realizado Não Realizado Relacionamento Núcleo Regional de Campinas Núcleos Regionais RJ e RS Núcleo Regional da BA Eventos com novos Plano

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA Executivo em Saúde

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA Executivo em Saúde CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA Executivo em Saúde Coordenação Acadêmica: Prof. Jamil Moysés Filho, Msc. Código SIGA: TMBAES*06_38 1 OBJETIVO: Ao final do Curso, o aluno será capaz

Leia mais

GLOS SÁ RIO EMPRESARIAL

GLOS SÁ RIO EMPRESARIAL GLOS SÁ RIO EMPRESARIAL GLOSSÁRIO EMPRESARIAL Você sabe o que significa cada palavra? Às vezes nos comunicarmos no meio empresarial po ser sim um safio, quantos termos e palavras técnicas, quantas expressões

Leia mais

COMITÊ REGIONAL DA QUALIDADE DE CACHOEIRA DO SUL

COMITÊ REGIONAL DA QUALIDADE DE CACHOEIRA DO SUL COMITÊ REGIONAL DA QUALIDADE DE CACHOEIRA DO SUL Planejamento Estratégico 2007/2009 COMITÊ REGIONAL DA QUALIDADE DE CACHOEIRA DO SUL NEGÓCIO Disseminar o Modelo de Excelência em Gestão Fornecedores PGQP

Leia mais

TRATAMENTO E ACOMPANHAMENTO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DOS CLIENTES

TRATAMENTO E ACOMPANHAMENTO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DOS CLIENTES TRATAMENTO E ACOMPANHAMENTO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DOS CLIENTES José Luis Costa (1) Administrador formado pela faculdade IPEP e Graduado em Tecnólogo em Gestão Pública, ingressou na Sanasa em 1994,

Leia mais

P24 Criar Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação 2011/2012 Líder: Maria Cecília Badauy

P24 Criar Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação 2011/2012 Líder: Maria Cecília Badauy P24 Criar Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação 2011/2012 Líder: Maria Cecília Badauy Brasília, 13 de Julho de 2011 Perspectiva: Aprendizado e Crescimento Planejamento Estratégico Objetivo

Leia mais

Eduardo Lapa. Inteligência Empresarial Transformando Informação e Conhecimento em Valor

Eduardo Lapa. Inteligência Empresarial Transformando Informação e Conhecimento em Valor Eduardo Lapa Inteligência Empresarial Transformando Informação e Conhecimento em Valor Storyboard O que é Inteligência empresarial Porque inteligência empresarial Como as empresas se beneficiam com isso

Leia mais

Política de Gestão Estratégica de Riscos e Controles Internos CELESC

Política de Gestão Estratégica de Riscos e Controles Internos CELESC Política de Gestão Estratégica de Riscos e Controles Internos CELESC Política de Gestão Estratégica de Riscos e Controles Internos CELESC SUMÁRIO SUMÁRIO... 1 INTRODUÇÃO... 2 OBJETIVOS... 3 CONCEITOS...

Leia mais

5º PRÊMIO ABICALÇADOS 5º PRÊMIO DIREÇÕES ABICALÇADOS CATEGORIA PRÊMIO SUSTENTABILIDADE 5º PRÊMIO DIREÇÕES ABICALÇADOS

5º PRÊMIO ABICALÇADOS 5º PRÊMIO DIREÇÕES ABICALÇADOS CATEGORIA PRÊMIO SUSTENTABILIDADE 5º PRÊMIO DIREÇÕES ABICALÇADOS 5º PRÊMIO ABICALÇADOS CATEGORIA PRÊMIO SUSTENTABILIDADE OBJETIVO Premiar a empresa calçadista brasileira que através de boas práticas de sustentabilidade, incluindo responsabilidade social, ambiental e

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DE DESEMPENHO DOS PAINÉIS DE CONTRIBUIÇÃO

CERTIFICAÇÃO DE DESEMPENHO DOS PAINÉIS DE CONTRIBUIÇÃO CERTIFICAÇÃO DE DESEMPENHO DOS PAINÉIS DE CONTRIBUIÇÃO Certificações O MPF passa por um processo de certificação de qualidade em suas várias instâncias. A certificação pode ser: Por exemplo, Certificação

Leia mais

Gestão da Qualidade. Aula 13. Prof. Pablo

Gestão da Qualidade. Aula 13. Prof. Pablo Gestão da Qualidade Aula 13 Prof. Pablo Proposito da Aula 1. Conhecer as normas da família ISO 9000. Família da norma ISO 9000 Família ISO 9000 As normas ISO da família 9000 formam um conjunto genérico

Leia mais

Apresentação Executiva. Soluções em Tecnologia,Negócios... E Educação.

Apresentação Executiva. Soluções em Tecnologia,Negócios... E Educação. Apresentação Executiva Soluções em Tecnologia,Negócios...... E Educação. Agenda Quem somos Missão Área de Atuação Alguns Clientes Linhas de Negócio Estrutura Organizacional Competências Metas de Curto

Leia mais

INSTITUTO DE GESTÃO, ECONOMIA E POLÍTICAS PÚBLICAS Lista de exercícios Qualidade na gestão pública 1. (CESPE/CNJ/Analista Judiciário/2013) A mensuração da qualidade do serviço público deve incorporar a

Leia mais

Hotelaria. Reunião 05/08/2015

Hotelaria. Reunião 05/08/2015 Hotelaria Reunião 05/08/2015 PAUTA Definição dos indicadores; Registros das informações; Adesão ao programa; Participação dos hospitais; Estudo de Caso (próxima reunião); Índice do Quilo de Roupa Lavada

Leia mais

instituições públicas ou privadas, mobilizando recursos financeiros e integrando instrumentos para o desenvolvimento econômico e social do País.

instituições públicas ou privadas, mobilizando recursos financeiros e integrando instrumentos para o desenvolvimento econômico e social do País. < > Apresentação A Financiadora de Estudos e Projetos FINEP, empresa pública vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia, tem como objetivo promover e financiar a inovação e a pesquisa científica e

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL - PRSA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL - PRSA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL - PRSA A presente política foi elaborada pela PLANNER e é documento complementar ao procedimento interno, sendo proibida sua reprodução total ou parcial, de

Leia mais