AULA 2. Foi fundada em 1991 para promover a produtividade e a competitividade pela disseminação do Modelo de Excelência da Gestão (MEG)...

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AULA 2. Foi fundada em 1991 para promover a produtividade e a competitividade pela disseminação do Modelo de Excelência da Gestão (MEG)..."

Transcrição

1 .: ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO ::.. Prof. Leonardo Guimarães Garcia AULA 2 1 Sobre a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) 2 O Modelo de Excelência da Gestão (MEG) 3 Os 8 Fundamentos da Gestão para Excelência 4 Processos e Resultados 5 O Ciclo da Gestão 1 Sobre a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) A FNQ (http://www.fnq.org.br/) é uma entidade privada sem fins lucrativos Foi fundada em 1991 para promover a produtividade e a competitividade pela disseminação do Modelo de Excelência da Gestão (MEG)......e conceder o Prêmio Nacional da Qualidade (PNQ) O prêmio surgiu nos EUA para incentivar a busca da excelência gerencial Já o MEG possui similares no mundo inteiro (+ de 100 países têm seus organismos similares à FNQ trabalhando em prol da melhoria da gestão) O grande desafio da FNQ é adaptar o MEG à realidade brasileira 1

2 A Causa defendida pela FNQ: Inspirar, mobilizar, capacitar e orientar as organizações para que busquem continuamente a excelência por meio da melhoria na sua gestão As Aspirações da FNQ (horizonte: 2015): Consolidar-se como centro de referência das melhores práticas de gestão para aumento da produtividade das organizações e da competitividade do Brasil As Crenças da FNQ: A busca permanente da excelência é o que promove a evolução das pessoas, a perenidade das organizações e a construção de uma sociedade mais engajada, para termos um país mais ético, sustentável e justo 2 O Modelo de Excelência da Gestão (MEG) Antes de tudo, o MEG é um modelo de referência gerencial: MODELO de REFERÊNCIA Representação da realidade......com o propósito de ser imitado......para nos levar à excelência/nos tornar os melhores em nosso segmento (TOP!!!) Como o próprio nome indica, o foco do MEG recai sobre a excelência da gestão: Alcance de resultados harmonizados para todas as partes interessadas, criando valor sustentável, de forma proativa e com constância de propósitos. É gerenciar a organização por meio de sistemas, processos e fatos inter-relacionados, que maximizem a contribuição dos colaboradores e promovam novos patamares de conhecimento a partir de melhorias contínuas e inovações O MEG defende uma visão sistêmica da gestão organizacional Sistema: Conjunto de elementos inter-relacionados, com propriedades emergentes e representado no contexto de um paradigma (representação de um padrão a ser seguido). 2

3 * O Diagrama do MEG: É a representação gráfica do modelo Tangram chinês composto por 8 peças (são os Fundamentos do MEG) lembra que as organizações devem remontar o MEG conforme suas especificidades Considerando o Desenvolvimento Sustentável e o Compromisso com as Partes Interessadas, a Liderança Transformadora, a partir do Pensamento Sistêmico, define como as estratégias e planos devem ser implementados e materializados, por meio da Orientação por Processos e com Adaptabilidade, resultando em Geração de Valor para a própria organização e partes interessadas. A partir disso, a organização busca evoluir por meio do Aprendizado Organizacional e Inovação, que permeiam o sistema promovendo a excelência. * O processo de implantação do MEG: 3

4 3 Os 8 Fundamentos da Gestão para Excelência * Pensamento sistêmico: Compreensão e tratamento das relações de interdependência e seus efeitos entre os diversos componentes que formam a organização, bem como entre estes e o ambiente com o qual interagem * Compromisso com as partes interessadas: Estabelecimento de pactos com as partes interessadas e suas inter-relações com as estratégias e processos numa perspectiva de curto e longo prazo 4

5 * Aprendizado organizacional e inovação: Busca e alcance de novos patamares de competência para a organização e sua força de trabalho, por meio da percepção, reflexão, avaliação e compartilhamento de conhecimentos, promovendo um ambiente favorável à criatividade, experimentação e implementação de novas ideias capazes de gerar ganhos sustentáveis para as partes interessadas * Adaptabilidade: Flexibilidade e capacidade de mudança em tempo hábil frente a novas demandas das partes interessadas e alterações no contexto 5

6 * Liderança transformadora: Atuação dos líderes de forma ética, inspiradora, exemplar e comprometida com a excelência, compreendendo os cenários e tendências prováveis do ambiente e dos possíveis efeitos sobre a organização e suas partes interessadas, no curto e longo prazos; mobilizando as pessoas em torno de valores, princípios e objetivos da organização; explorando as potencialidades das culturas presentes; preparando líderes e pessoas e interagindo com as partes interessadas * Desenvolvimento sustentável: Compromisso da organização em responder pelos impactos de suas decisões e atividades, na sociedade e no meio ambiente, e de contribuir para a melhoria das condições de vida, tanto atuais quanto para as gerações futuras, por meio de um comportamento ético e transparente 6

7 * Orientação por processos: GESTÃO (MEG) Reconhecimento de que a organização é um conjunto de processos que precisam ser entendidos de ponta a ponta e considerados na definição das estruturas: organizacional, de trabalho e de gestão. Os processos devem ser gerenciados visando à busca da eficiência e eficácia das atividades de forma a agregar valor para a organização e partes interessadas * Geração de valor: GESTÃO (MEG) Alcance de resultados econômicos, sociais e ambientais, bem como de resultados dos processos que os potencializam, em níveis de excelência e que atendam às necessidades e expectativas das partes interessadas 7

8 4 Processos e Resultados Os Fundamentos do MEG representam princípios, ideias são subjetivos, de difícil implantação Sua utilização depende da sua materialização na forma de Processos Gerenciais tangíveis objetivos, de fácil implantação O MEG indica esses processos no âmbito dos Temas (nós os vimos nos slides anteriores) fundamentos. 8

9 Os processos estruturados a partir das indicações do MEG deverão possuir as seguintes características: Ter seus padrões instituídos formalmente ou não (a depender da maturidade gerencial da organização) e aplicados de maneira sistemática, tendo seus respectivos responsáveis, métodos, periodicidade e controles Ter abrangência adequada na organização Ter avaliação visando ao aumento da eficiência e eficácia Ter resultados relevantes, com tendência de melhoria, competitivos e condizentes com os compromissos assumidos com as partes interessadas 5 O Ciclo da Gestão 9

10 * Caminho para a Excelência: REFERÊNCIAS 1. FUNDAÇÃO NACIONAL DA QUALIDADE (FNQ). Modelo de excelência da gestão (MEG): guia de referência da gestão para excelência. 21. ed. São Paulo: Fundação Nacional da Qualidade, : instrumento de avaliação da maturidade da gestão. 21. ed. São Paulo: Fundação Nacional da Qualidade,

Plataforma da Informação. Fundamentos da Excelência

Plataforma da Informação. Fundamentos da Excelência Plataforma da Informação Fundamentos da Excelência Modelo de Excelência em Gestão Fundamentos da Excelência O Modelo de Excelência em Gestão estimula e apoia as organizações no desenvolvimento e na evolução

Leia mais

Sistemas de Gestão e Auditoria da Qualidade

Sistemas de Gestão e Auditoria da Qualidade 22/08/2012 Sistemas de Gestão e Auditoria da Qualidade Profº Spim 1 O Malcolm Baldrige National Quality Award ( Malcolm Baldrige) foi criado nos Estados Unidos em agosto de 1987 pelo presidente Ronald

Leia mais

#24 NOVO MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO MEG

#24 NOVO MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO MEG #24 NOVO MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO MEG ÍNDICE DEZEMBRO/2016 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8 Introdução O novo MEG Conceitos Diagrama do MEG Fundamentos da Gestão para Excelência Diagrama do ciclo Como interpretar

Leia mais

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional Excelência na Gestão Desafio dos Pequenos Negócios INSTITUCIONAL SEBRAE MISSÃO Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia

Leia mais

Prof. Nicola Acquaviva Neto. Unidade I PRÁTICAS DE GESTÃO E

Prof. Nicola Acquaviva Neto. Unidade I PRÁTICAS DE GESTÃO E Prof. Nicola Acquaviva Neto Unidade I PRÁTICAS DE GESTÃO E RESULTADOS 1. Introdução Realizando as atividades sempre da mesma forma, você no máximo chegará aos mesmos resultados obtidos anteriormente, resultados

Leia mais

Fundação Nacional da Qualidade: a excelência da gestão é a nossa causa 01/10/2015

Fundação Nacional da Qualidade: a excelência da gestão é a nossa causa 01/10/2015 Fundação Nacional da Qualidade: a excelência da gestão é a nossa causa 01/10/2015 Temas da apresentação Gestão, operação e capacitação para enfrentar os desafios do saneamento e enfrentar a crise hídrica.

Leia mais

MÓDULO XVIII PRÊMIO NACIONAL DA QUALIDADE PNQ

MÓDULO XVIII PRÊMIO NACIONAL DA QUALIDADE PNQ SISTEMA DE QUALIDADE EAD MÓDULO XVIII PRÊMIO NACIONAL DA QUALIDADE PNQ Nesse módulo iremos estudar o Modelo de Excelência Brasileiro, seus fundamentos, características e especificidades, abordando os critérios

Leia mais

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG) CRITÉRIO 06 - PESSOAS

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG) CRITÉRIO 06 - PESSOAS MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG) CRITÉRIO 06 - PESSOAS A excelência em uma organização está relacionada à sua capacidade de perseguir seus propósitos, em completa harmonia com os complexos ecossistemas

Leia mais

GESTÃO PARA EXCELÊNCIA, ESSA É A NOSSA CAUSA.

GESTÃO PARA EXCELÊNCIA, ESSA É A NOSSA CAUSA. GESTÃO PARA EXCELÊNCIA, ESSA É A NOSSA CAUSA. QUEM SOMOS Sobre nós Saiba mais fnq.org.br Instituição sem fins lucrativos Criada em 1991, por representantes dos setores público e privado Responsável pela

Leia mais

A Importância da Liderança na Cultura da Excelência

A Importância da Liderança na Cultura da Excelência XIX Seminário de Boas Práticas CIC Caxias do Sul A Importância da Liderança na Cultura da Excelência Msc. Eng. Irene Szyszka 04/ABR/2013 O negócio, o mercado e a sociedade Pressão dos clientes e mercado;

Leia mais

Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão. Novembro de 2015

Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão. Novembro de 2015 Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão Novembro de 2015 Sobre o IPEG Organização sem fins lucrativos Fundaçãoem2001 Leino11594/2003criaoPPQG Mais de 300 empresas reconhecidas 13

Leia mais

OBJETIVOS. Dar a conhecer a estrutura do Modelo de Excelência de Gestão MEG. Refletir sobre o ciclo PDCL. Planejamento. Verificação Aprendizagem

OBJETIVOS. Dar a conhecer a estrutura do Modelo de Excelência de Gestão MEG. Refletir sobre o ciclo PDCL. Planejamento. Verificação Aprendizagem 1 OBJETIVOS Dar a conhecer a estrutura do Modelo de Excelência de Gestão MEG. Refletir sobre o ciclo PDCL Planejamento Execução Verificação Aprendizagem 2 INTRODUÇÃO Na aula passada, conhecemos os 11 Fundamentos

Leia mais

A importância da liderança como diferencial competitivo. Leonardo Siqueira Borges 29 de Setembro de 2015

A importância da liderança como diferencial competitivo. Leonardo Siqueira Borges 29 de Setembro de 2015 A importância da liderança como diferencial competitivo Leonardo Siqueira Borges 29 de Setembro de 2015 Ellebe Treinamento em Gestão Organizacional A Ellebe atua em empresas públicas e privadas nas áreas

Leia mais

Administração. Excelência no Serviço Público. Professor Rafael Ravazolo.

Administração. Excelência no Serviço Público. Professor Rafael Ravazolo. Administração Excelência no Serviço Público Professor Rafael Ravazolo www.acasadoconcurseiro.com.br Administração Aula XX EXCELÊNCIA NO SERVIÇO PÚBLICO Na administração tradicional (burocrática) o paradigma

Leia mais

GESPÚBLICA - FMVZ/USP

GESPÚBLICA - FMVZ/USP Universidade de São Paulo Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia GESPÚBLICA - FMVZ/USP Desburocratização & Excelência 2008 O que é GESPÚBLICA? É o programa do Ministério do Planejamento, Orçamento

Leia mais

Excelência em Gestão: dimensão estratégica para a eficiência operacional

Excelência em Gestão: dimensão estratégica para a eficiência operacional Excelência em Gestão: dimensão estratégica para a eficiência operacional Jairo Martins Belo Horizonte, 12.08.2014 Agenda A gestão das organizações O desafiador cenário atual Excelência da Gestão: estratégia

Leia mais

Prêmio Nacional de Inovação. Caderno de Avaliação. Categoria. Inovação MPE. Projeto: Inovação no Modelo de Negócio

Prêmio Nacional de Inovação. Caderno de Avaliação. Categoria. Inovação MPE. Projeto: Inovação no Modelo de Negócio Prêmio Nacional de Inovação 2013 Caderno de Avaliação Categoria Inovação MPE Projeto: Inovação no Modelo de Negócio Propósito: Esta dimensão avalia o direcionamento e a orientação da proposta de valor

Leia mais

Gestão da Qualidade. Aula 19. Prof. Pablo

Gestão da Qualidade. Aula 19. Prof. Pablo Gestão da Qualidade Aula 19 Prof. Pablo Proposito da Aula 1. Gestão da Qualidade no Serviço Público Fontes utilizadas: Livro Gestão da Qualidade, Teoria e Prática Edson Paladini. Livro Gestão da Qualidade,

Leia mais

Mestrado Profissional na Área de Biodiversidade

Mestrado Profissional na Área de Biodiversidade Mestrado Profissional na Área de Biodiversidade Coordenador de Área Paulo J P Santos UFPE Coordenador Adjunto Denise M T Oliveira UFMG Coordenador Adjunto Mestrado Profissional Leandro Freitas - JBRJ 07.biod@capes.gov.br

Leia mais

Excelência na Gestão

Excelência na Gestão Mapa Estratégico 2012-2014 Visão Até 2014, ser referência no atendimento ao público, na fiscalização e na valorização das profissões tecnológicas, reconhecido pelos profissionais, empresas, instituições

Leia mais

Estágios de Liderança Braskem Competências de Cultura

Estágios de Liderança Braskem Competências de Cultura Estágios de Liderança Braskem ------------------------- Competências de Cultura 01 Clarificando Estágios de Liderança Braskem o PA do Líder 01 Estágios de Liderança Braskem Os Estágios de Liderança Braskem

Leia mais

Gestão Pública Orientada para Resultados

Gestão Pública Orientada para Resultados Gestão Pública Orientada para Brasília, 24 de novembro de 2009. Paulo Daniel Barreto Lima Consultor em desenvolvimento gerencial p Estado: Estado: Estado: o o o campo campo campo da da da gestão gestão

Leia mais

(esforço). Competência entendida segundo três eixos:

(esforço). Competência entendida segundo três eixos: em Gestão de Projetos Prof. Roberto Paixão Introdução Competência = com (conjunto) + petere (esforço). Competência entendida segundo três eixos: Características da pessoa; Formação educacional; Experiência

Leia mais

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Declaração Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente para o desenvolvimento sustentável das áreas onde atuamos e das

Leia mais

Ementas. Certificate in Business Administration CBA

Ementas. Certificate in Business Administration CBA Ementas Certificate in Business Administration CBA Agosto 2012 Módulo Fundamental Administração Financeira EMENTA: Disciplina desenvolve a capacidade de contribuição para as decisões gerenciais aplicando

Leia mais

Seja bem-vindo ao nosso Portfólio Digital. A Blueway Nossos diferenciais Clientes O que fazemos Contato

Seja bem-vindo ao nosso Portfólio Digital. A Blueway Nossos diferenciais Clientes O que fazemos Contato Seja bem-vindo ao nosso Portfólio Digital 1 2 3 4 A Blueway Nossos diferenciais Clientes O que fazemos Contato 1 Blueway Nossa organização Somos a Blueway, uma consultoria que atua na transformação organizacional

Leia mais

TERMO DE FILIAÇÃO 1. SOBRE A FNQ FUNDAÇÃO NACIONAL DA QUALIDADE

TERMO DE FILIAÇÃO 1. SOBRE A FNQ FUNDAÇÃO NACIONAL DA QUALIDADE TERMO DE FILIAÇÃO 1. SOBRE A FNQ FUNDAÇÃO NACIONAL DA QUALIDADE A Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), inscrita no CNPJ sob o nº 67.145.383/0001-67, com sede na Av. das Nações Unidas nº 13.797, Conjunto

Leia mais

Ricardo Augusto Bordin Guimarães Auditoria Administrativa Hospitalar ricardo@rgauditoria.com.br (51) 9841.7580 www.rgauditoria.com.br www.twitter.com/ricardorgaud Qualidade e Gestão em Saúde através da

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO OUI Aprovado pala Assembleia geral da OUI

PLANO ESTRATÉGICO OUI Aprovado pala Assembleia geral da OUI PLANO ESTRATÉGICO OUI 2017 2022 Aprovado pala Assembleia geral da OUI 25 de novembro de 2016 INSPIRAÇÃO OUI "Desejo estabelecer, além e livre de toda fronteira, seja esta política, geográfica, econômica,

Leia mais

Que motivos estão por trás do sucesso organizacional? O Que faz uma organização triunfar e outra fracassar?

Que motivos estão por trás do sucesso organizacional? O Que faz uma organização triunfar e outra fracassar? Que motivos estão por trás do sucesso organizacional? O Que faz uma organização triunfar e outra fracassar? Que motivos estão por trás do sucesso organizacional? É ter pessoas que consigam se adaptar a

Leia mais

adequadas ao contexto econômico-financeiro e institucional das empresas;

adequadas ao contexto econômico-financeiro e institucional das empresas; 1. Objetivo Aumentar a eficiência e competitividade das empresas do Sistema Eletrobrás, através da integração da logística de suprimento de bens e serviços, visando o fortalecimento de seu poder de compra

Leia mais

AS ORGANIZAÇÕES COMO SISTEMAS E OS SEUS PAPÉIS

AS ORGANIZAÇÕES COMO SISTEMAS E OS SEUS PAPÉIS AS ORGANIZAÇÕES COMO SISTEMAS E OS SEUS PAPÉIS Capítulo 05 1 QUESTÕES PARA REFLEXÃO 2 COMO PODE SER DEFINIDO UM SISTEMA? QUAL A SUA RELAÇÃO COM AS ORGANIZAÇÕES? 1 3 COMO PODE SER DEFINIDO UM SISTEMA? QUAL

Leia mais

WS3-O4- MACROESTRATÉGIAS BASE PARA O BSC

WS3-O4- MACROESTRATÉGIAS BASE PARA O BSC WS3-O4- MACROESTRATÉGIAS BASE PARA O BSC 1 2 AGENDA 3º Workshop 4ª Oficina Alinhamento de Conceitos Metodológicos Atividades: Estágio 1 perspectiva Financeira Estágio 2 perspectiva Clientes Estágio 3 perspectiva

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DA BIBLIOTECA PROFESSOR ALYSSON DAROWISH. Diana Palhano Ludmila Ventilari

CERTIFICAÇÃO DA BIBLIOTECA PROFESSOR ALYSSON DAROWISH. Diana Palhano Ludmila Ventilari CERTIFICAÇÃO DA BIBLIOTECA PROFESSOR ALYSSON DAROWISH MITRAUD Diana Palhano Ludmila Ventilari O que é Qualidade? Conceito de gestão: Conforme Deming: é a satisfação do cliente e melhoria contínua O que

Leia mais

Pesquisa de Clima Organizacional

Pesquisa de Clima Organizacional Pesquisa de Clima Organizacional As pessoas representam alto investimento para as organizações. É evidente que o sucesso de um empreendimento não depende somente da competência dos gestores em reconhecer

Leia mais

Para a Unimed, sustentabilidade significa o equilíbrio entre SAÚDE AMBIENTAL, SAÚDE SOCIAL e SAÚDE ECONÔMICA.

Para a Unimed, sustentabilidade significa o equilíbrio entre SAÚDE AMBIENTAL, SAÚDE SOCIAL e SAÚDE ECONÔMICA. SUSTENTABILIDADE Para a Unimed, sustentabilidade significa o equilíbrio entre SAÚDE AMBIENTAL, SAÚDE SOCIAL e SAÚDE ECONÔMICA. Na busca deste equilíbrio, propõe-se a reduzir resíduos e emissões, estimular

Leia mais

VALORES E PRINCÍPIOS DA SIKA

VALORES E PRINCÍPIOS DA SIKA CONSTRUINDO CONFIANÇA SIKA UM LÍDER GLOBAL COM PRINCÍPIOS E TRADIÇÃO Fundada na Suíça pelo criador visionário Sr. Kaspar Winkler há mais de 100 anos, a Sika tornou-se uma empresa de sucesso mundial assumindo

Leia mais

PROPOSTA DE PLANO DE AÇÃO DA NOVA GESTÃO. Presidente Joilson Barcelos

PROPOSTA DE PLANO DE AÇÃO DA NOVA GESTÃO. Presidente Joilson Barcelos PROPOSTA DE PLANO DE AÇÃO DA NOVA GESTÃO Presidente Joilson Barcelos RESGATANDO NOSSA HISTÓRIA 1963 1964 a 2015 2016 Fundada em 30 de maio, fruto de um movimento nacional, com a finalidade de fortalecer

Leia mais

INOVAÇÃO COMPETITIVIDADE SUSTENTÁVEL EMPREENDEDORISMO DE SUCESSO

INOVAÇÃO COMPETITIVIDADE SUSTENTÁVEL EMPREENDEDORISMO DE SUCESSO EMPREENDER PARA TRANSFORMAR INOVAR PARA COMPETIR Apresentação Nome: JOSÉ CARLOS CAVALCANTE Formação: Administrador de Empresas e Contador Pós-Graduação: Administração Financeira e Controladoria Cursos

Leia mais

BUSINESS PARTNER RH. Estratégias, funções e práticas

BUSINESS PARTNER RH. Estratégias, funções e práticas 1 BUSINESS PARTNER RH Estratégias, funções e práticas 2016 BUSINESS PARTNER - RH Estratégias, funções e práticas Dia 18 de agosto 12:30/13:15 Transamerica Expo Center Auditório Principal Espaço Corners

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA NA GESTÃO DA CADEIA LOGÍSTICA

RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA NA GESTÃO DA CADEIA LOGÍSTICA RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA NA GESTÃO DA CADEIA LOGÍSTICA Coordenadoria de Economia Mineral Diretoria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral Premissas do Desenvolvimento Sustentável Economicamente

Leia mais

Parte I Dimensões do Uso de Tecnologia de Informação, 5

Parte I Dimensões do Uso de Tecnologia de Informação, 5 Sumário Introdução, 1 Parte I Dimensões do Uso de Tecnologia de Informação, 5 1 Direcionadores do Uso de Tecnologia de Informação, 7 1.1 Direcionadores de mercado, 8 1.2 Direcionadores organizacionais,

Leia mais

Quais o grau de satisfação e os questionamentos que os colaboradores fazem sobre a gestão atual dos planos de carreira em sua empresa?

Quais o grau de satisfação e os questionamentos que os colaboradores fazem sobre a gestão atual dos planos de carreira em sua empresa? IN COMPANY Apresentação É crescente o número de profissionais e organizações que identificam que atualmente, o Plano de Carreira é uma das estratégias mais atrativas e eficazes no processo de Retenção

Leia mais

O que é o programa Liderança Para a Mudança (LPM)?

O que é o programa Liderança Para a Mudança (LPM)? O que é o programa Liderança Para a Mudança (LPM)? O Liderança para a Mudança é um programa de aprendizagem activa para o desenvolvimento dos enfermeiros como líderes e gestores efectivos num ambiente

Leia mais

#15 MEG: CASES DE SUCESSO

#15 MEG: CASES DE SUCESSO #15 MEG: CASES DE SUCESSO ÍNDICE 1. 2. 3. 4. Apresentação Desempenho financeiro de organizações usuárias do MEG Qualidade da gestão Cases Sebrae Bradesco Embraer 5. Sobre a FNQ Apresentação A publicação

Leia mais

Disciplina: Processos Organizacionais Líder da Disciplina: Rosely Gaeta NOTA DE AULA 05 FERRAMENTAS E MÉTODOS PARA A RACIONALIZAÇÃO DOS PROCESSOS

Disciplina: Processos Organizacionais Líder da Disciplina: Rosely Gaeta NOTA DE AULA 05 FERRAMENTAS E MÉTODOS PARA A RACIONALIZAÇÃO DOS PROCESSOS Disciplina: Processos Organizacionais Líder da Disciplina: Rosely Gaeta NOTA DE AULA 05 FERRAMENTAS E MÉTODOS PARA A RACIONALIZAÇÃO DOS PROCESSOS 4 Técnicas de Apoio à Melhoria de processo: As Sete Ferramentas

Leia mais

2.2 ATIVIDADES Atividade Formulação e validação dos processos e instrumentos de avaliação de políticas públicas no MEC.

2.2 ATIVIDADES Atividade Formulação e validação dos processos e instrumentos de avaliação de políticas públicas no MEC. Impresso por: Consulta Seleção de Consultores - oei.org.br Data da impressão: 11/07/2016-15:22:50 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2904 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA

Leia mais

GURUS DA QUALIDADE TOTAL. UM PARALELO DE SUAS CONTRIBUIÇÕES COM A ABORDAGEM SISTÊMICA DAS ORGANIZAÇÕES.

GURUS DA QUALIDADE TOTAL. UM PARALELO DE SUAS CONTRIBUIÇÕES COM A ABORDAGEM SISTÊMICA DAS ORGANIZAÇÕES. GURUS DA QUALIDADE TOTAL. UM PARALELO DE SUAS CONTRIBUIÇÕES COM A ABORDAGEM SISTÊMICA DAS ORGANIZAÇÕES. ARMAND V. FEIGENBAUM Para Feigenbaum a Qualidade é uma filosofia de gestão e um compromisso com a

Leia mais

Santa Casa da Misericórdia de Pombal

Santa Casa da Misericórdia de Pombal Manual de Políticas Santa Casa da Misericórdia de Pombal Índice 1. Política da Qualidade 2. Politica de Apoio Social 3. Politica de Recursos Humanos 4. Politica de Ética 5. Politica de Envolvimento Ativo

Leia mais

NAGEH Pessoas. Eixo: Capacitação e Desenvolvimento de Pessoal 28/09/2015. Compromisso com a Qualidade Hospitalar

NAGEH Pessoas. Eixo: Capacitação e Desenvolvimento de Pessoal 28/09/2015. Compromisso com a Qualidade Hospitalar Eixo: Capacitação e Desenvolvimento de Pessoal 28/09/2015 Agenda: 28/09/2015 8:30 as 9:00 h Recepção dos participantes 9:00 as 11:00 h Eixo: Capacitação e Desenvolvimento 11:00 as 11:30 h Análise de Indicadores

Leia mais

Atuação Responsável Compromisso com a sustentabilidade. Atuação Responsável Um compromisso da Indústria Química

Atuação Responsável Compromisso com a sustentabilidade. Atuação Responsável Um compromisso da Indústria Química Atuação Responsável Compromisso com a sustentabilidade O Atuação Responsável é uma ética empresarial, compartilhada pelas empresas associadas à Abiquim Missão do Atuação Responsável Promover o aperfeiçoamento

Leia mais

Responsabilidade da Direção

Responsabilidade da Direção 5 Responsabilidade da Direção A gestão da qualidade na realização do produto depende da liderança da alta direção para o estabelecimento de uma cultura da qualidade, provisão de recursos e análise crítica

Leia mais

Desafio das organizações a busca da excelência na gestão

Desafio das organizações a busca da excelência na gestão LUCIANA MATOS SANTOS LIMA llima@excelenciasc.org.br GESTÃO Desafio das organizações a busca da excelência na gestão LUCIANA M. S. LIMA A O mundo vive em constante mudança. Enquanto você lê este texto,

Leia mais

Desenvolvimento de Pessoas: Fator de sucesso em negócios voltados para TI

Desenvolvimento de Pessoas: Fator de sucesso em negócios voltados para TI I INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA Pós-Graduação Aperfeiçoamento Gestão e Tecnologia da Informação Turma 13 19 de março 2014 Desenvolvimento de Pessoas: Fator de sucesso em negócios voltados para TI Brisa

Leia mais

MBA em Gestão Empreendedora Curso de Especialização Lato Sensu

MBA em Gestão Empreendedora Curso de Especialização Lato Sensu MBA em Gestão Empreendedora Curso de Especialização Lato Sensu Introdução à Educação a Distância (EAD); Inovação e Empreendedorismo; Políticas Públicas em Educação; Gestão de Processos; Gestão Estratégica;

Leia mais

O PAPEL DA EDUCAÇÃO NA TRANSFORMAÇÃO ORGANIZACIONAL

O PAPEL DA EDUCAÇÃO NA TRANSFORMAÇÃO ORGANIZACIONAL O PAPEL DA EDUCAÇÃO NA TRANSFORMAÇÃO ORGANIZACIONAL Brasil é 88º lugar (de 127) em ranking de educação pela Unesco. Esse ranking mede o desempenho das nações em relação a metas de qualidade. FOLHA 2011

Leia mais

PROPOSTA DE PILARES PARA O PRÓXIMO PROGRAMA DE APOIO AS POLÍTICAS (PSI) APRESENTAÇÃO AO SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO DOS PROGRAMAS DO FMI E PERSPECTIVAS

PROPOSTA DE PILARES PARA O PRÓXIMO PROGRAMA DE APOIO AS POLÍTICAS (PSI) APRESENTAÇÃO AO SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO DOS PROGRAMAS DO FMI E PERSPECTIVAS PROPOSTA DE PILARES PARA O PRÓXIMO PROGRAMA DE APOIO AS POLÍTICAS (PSI) APRESENTAÇÃO AO SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO DOS PROGRAMAS DO FMI E PERSPECTIVAS MAPUTO, 11 DE MARÇO DE 2013 ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO

Leia mais

Fórum de Empresas Estatais Federais Plano de Cargos, Salários e Remuneração Capacitação de RH para Inovação

Fórum de Empresas Estatais Federais Plano de Cargos, Salários e Remuneração Capacitação de RH para Inovação Fórum de Empresas Estatais Federais Plano de Cargos, Salários e Remuneração Capacitação de RH para Inovação A prática de remuneração variável e gestão por competências no setor público brasileiro Agenda

Leia mais

O Ibmec Online se reinventando tendo a Blackboard como parceiro estratégico

O Ibmec Online se reinventando tendo a Blackboard como parceiro estratégico O Ibmec Online se reinventando tendo a Blackboard como parceiro estratégico 1 Do começo aos dias de hoje A história do Grupo Ibmec Criação e Desenvolvimento Nasce o Ibmec-RJ, como Instituto para Pesquisa

Leia mais

Aula 04. Estrutura Organizacional 22/08/2012. Impactos organizacionais

Aula 04. Estrutura Organizacional 22/08/2012. Impactos organizacionais Aula 04 Impactos organizacionais Sistemas de Informação TADS 4. Semestre Prof. André Luís 1 2 Estrutura Organizacional Refere-se às subunidades organizacionais e ao modo como elas se relacionam à organização

Leia mais

CAP. 16 GESTÃO DO CONHECIMENTO E DO CAPITAL INTELECTUAL

CAP. 16 GESTÃO DO CONHECIMENTO E DO CAPITAL INTELECTUAL CAP. 16 GESTÃO DO CONHECIMENTO E DO CAPITAL INTELECTUAL Para ser líder em seu segmento de mercado e garantir vantagem competitiva, as organizações têm que trabalhar com outros recursos valiosos: o conhecimento

Leia mais

Gestão de Portfólio de Projetos de Inovação VERSÃO EXECUTIVA. José Renato Santiago

Gestão de Portfólio de Projetos de Inovação VERSÃO EXECUTIVA. José Renato Santiago Gestão de Portfólio de Projetos de Inovação VERSÃO EXECUTIVA José Renato Santiago Conceito de Inovação... Um deles É o meio através do qual um espírito empreendedor cria novos recursos de produção de riqueza

Leia mais

Avaliação de Desempenho Estratégia de Desenvolvimento. Fernanda Allucci Diretora Assistencial Nov/09

Avaliação de Desempenho Estratégia de Desenvolvimento. Fernanda Allucci Diretora Assistencial Nov/09 Avaliação de Desempenho Estratégia de Desenvolvimento Fernanda Allucci Diretora Assistencial Nov/09 Avaliação de desempenho - Estratégia de desenvolvimento Roteiro de apresentação Breve histórico institucional

Leia mais

LNT L N. evantamento. ecessidade. reinamento

LNT L N. evantamento. ecessidade. reinamento Por dentro do LNT LNT L N evantamento T ecessidade reinamento Gestão de Pessoas o conceito Um conjunto de políticas e práticas que permitem a conciliação de expectativas entre as organizações e as pessoas

Leia mais

We create chemistry. Nossa estratégia corporativa

We create chemistry. Nossa estratégia corporativa We create chemistry Nossa estratégia corporativa A história da BASF Desde a nossa fundação em 1865, buscamos oferecer respostas ao mundo que nos cerca. Quando olhamos para a frente e nos questionamos como

Leia mais

Elementos Fundamentais para a Melhoria da Qualidade de Software nas Organizações de TI

Elementos Fundamentais para a Melhoria da Qualidade de Software nas Organizações de TI Elementos Fundamentais para a Melhoria da Qualidade de Software nas Organizações de TI Ana Cervigni Guerra Eduardo Paulo de Souza Projeto Reconhecido na Categoria Serviços Tecnológicos Brasília, 31 de

Leia mais

Desenvolvimento de Negócios. Planejamento Estratégico Legal: da concepção à operacionalização Competências necessárias para o Gestor Legal

Desenvolvimento de Negócios. Planejamento Estratégico Legal: da concepção à operacionalização Competências necessárias para o Gestor Legal Desenvolvimento de Negócios Planejamento Estratégico Legal: da concepção à operacionalização Competências necessárias para o Gestor Legal Gestão Estratégica Para quê? Por Quê? Para fazer acontecer e trazer

Leia mais

Instituto Sindipeças de Educação Corporativa

Instituto Sindipeças de Educação Corporativa Instituto Sindipeças de Educação Corporativa Maio 2014 Instituto Sindipeças de Educação Corporativa Missão Oferecer soluções educacionais para elevar a competitividade e a sustentabilidade do setor de

Leia mais

Fundamentos Estratégicos

Fundamentos Estratégicos 1 Fundamentos Estratégicos MISSÃO Fornecer soluções e serviços em sistemas de suspensões, eixos e componentes para veículos comerciais com inovação, qualidade, segurança e sustentabilidade. VISÃO Ser reconhecida,

Leia mais

J. SAMPAIO & IRMÃO, LDA.

J. SAMPAIO & IRMÃO, LDA. J. SAMPAIO & IRMÃO, LDA. 1 Sector de Actividade: Calçado Actividade Principal: Produção de calçado CEO: Joaquim Carvalho Telefone: +351 255310690 Fax: +351 255310699 E-mail: js@mail.calafe.com Morada:

Leia mais

Entre das grandes conclusões do estudo destacamos:

Entre das grandes conclusões do estudo destacamos: A meritocracia avança nas empresas em operação no Brasil Pesquisa da Pricewaterhousecoopers indica a gestão de desempenho como prática cada vez mais utilizada em grandes empresas no Brasil A importância

Leia mais

Clique e confira mais sobre alguns dos projetos da Blue Ocean no setor:

Clique e confira mais sobre alguns dos projetos da Blue Ocean no setor: Desde a sua fundação a Blue Ocean tem dado atenção especial aos temas jurídicos em suas iniciativas, tendo em vista o alto impacto que trazem para as organizações dos mais diversos setores de mercado.

Leia mais

4ª Reunião de Especialistas sobre Consumo e Produção Sustentáveis da América Latina e Caribe

4ª Reunião de Especialistas sobre Consumo e Produção Sustentáveis da América Latina e Caribe 4ª Reunião de Especialistas sobre Consumo e Produção Sustentáveis da América Latina e Caribe Marcelo Kós Diretor Técnico de Assuntos Industriais Abiquim São Paulo, 18 de outubro de 2007 O Programa Atuação

Leia mais

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS NO SETOR PÚBLICO

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS NO SETOR PÚBLICO GESTÃO POR COMPETÊNCIAS NO SETOR PÚBLICO ROGERIO LEME rogerio@lemeconsultoria.com.br /rogeriolemeoficial Solicitar slides: eventos@lemeconsultoria.com.br Contato: rogerio@lemeconsultoria.com.br PUBLICAÇÕES

Leia mais

Usada originalmente na área militar, esta palavra hoje é bastante usada na área de negócios.

Usada originalmente na área militar, esta palavra hoje é bastante usada na área de negócios. Usada originalmente na área militar, esta palavra hoje é bastante usada na área de negócios. A palavra vem do grego strátegos, que significa "a arte do general". Arte militar de escolher onde, quando e

Leia mais

Tema 05 Treinamento e Desenvolvimento Autoria: Irma Macário

Tema 05 Treinamento e Desenvolvimento Autoria: Irma Macário Administração de Recursos Humanos Autoria: Irma Macário 6 o semestre Tema 05 Treinamento e Desenvolvimento Tema 05 Treinamento e Desenvolvimento Autoria: Irma Macário Como citar esse documento: MACÁRIO,

Leia mais

Benefício do Coaching para Escritórios de Advocacia

Benefício do Coaching para Escritórios de Advocacia Benefício do Coaching para Escritórios de Advocacia Por que Coaching para Escritórios de Advocacia? Os escritórios são, nos dias de hoje, uma empresa e isso não tem mais volta. Assim, não dá para o advogado

Leia mais

Desdobrando o Mapa Estratégico da Justiça Federal do Rio Grande do Sul

Desdobrando o Mapa Estratégico da Justiça Federal do Rio Grande do Sul Desdobrando o Mapa Estratégico da Justiça Federal do Rio Grande do Sul Marcelo De Nardi Porto Alegre, 04 de julho de 2011. CONTEXTUALIZAÇÃO Poder Judiciário no Contexto da Gestão Pública Nacional Processos

Leia mais

NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL 2014

NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL 2014 NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL 2014 WORKSHOPS CH DATA HORÁRIO INVESTIMENTO CONTEÚDO 1. Mudança nas relações com clientes em vendas. 2. Vendedor consultor: Gestor de negócio. 3. Planejamento em vendas.

Leia mais

Padrão de Vencimento. João Pessoa, de maio de Cargo

Padrão de Vencimento. João Pessoa, de maio de Cargo INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA FICHA DE INSCRIÇÃO Curso: Excelência na Prestação de Serviços na Administração Pública Módulo I Excelência no Relacionamento e Atendimento

Leia mais

efr ENTIDADES FAMILIARMENTE RESPONSÁVEIS

efr ENTIDADES FAMILIARMENTE RESPONSÁVEIS Promovemos a sustentabilidade do seu negócio Júlio Faceira Guedes XZ Consultores, SA O MODELO DE GESTÃO efr ENTIDADES FAMILIARMENTE RESPONSÁVEIS Porto, 08 de Maio de 2012 O modelo de gestão efr 1. O que

Leia mais

Modelo de Excelência da Gestão na

Modelo de Excelência da Gestão na Modelo de Excelência da Gestão na avaliação MEG da na gestão Avaliação das micro empresas e empresas da Gestão de pequeno de negócios porte. créditos Presidente do Conselho Deliberativo Roberto Simões

Leia mais

Projeto Na Medida MICROEMPRESA. Palestra de sensibilização Na Medida PARA MICROEMPRESÁRIOS. Competências Gerais. Modalidade. Formato.

Projeto Na Medida MICROEMPRESA. Palestra de sensibilização Na Medida PARA MICROEMPRESÁRIOS. Competências Gerais. Modalidade. Formato. Projeto Na Medida PARA MICROEMPRESÁRIOS Palestra de sensibilização Na Medida Compreender a relevância do papel dos micro e pequenos empresários na economia brasileira e a necessidade da adoção das melhores

Leia mais

Gerência de Políticas Públicas

Gerência de Políticas Públicas Gerência de Políticas Públicas Principais projetos para 2015 Educação Empreendedora Consultoria Gestão Inovação Resultados 0800 570 0800 / www.sebrae-rs.com.br AMBIENTE DE NEGÓCIOS DESFAVORÁVEL Concorrência

Leia mais

Produtividade com Qualidade nos Serviços Contábeis. Valdir Massucatti. Contador. Advogado. Msc. em Administração e Empresário.

Produtividade com Qualidade nos Serviços Contábeis. Valdir Massucatti. Contador. Advogado. Msc. em Administração e Empresário. Produtividade com Qualidade nos Serviços Contábeis Valdir Massucatti. Contador. Advogado. Msc. em Administração e Empresário. DESAFIOS Competitividade Clientes Exigentes Legislação Tecnologia Inovação

Leia mais

Gestão à Vista: Indicadores como Instrumento de Gestão

Gestão à Vista: Indicadores como Instrumento de Gestão Gestão à Vista: Indicadores como Instrumento de Gestão Jacqueline Canuto Gerente de Qualidade e Risco - Hospital São Rafael Consultora da Qualidade Hospital do Subúrbio jaccanuto@gmail.com São Paulo, 22/05/2013

Leia mais

Práticas de Gestão e Resultados. Origem dos Modelos Internacionais e dos Nacionais

Práticas de Gestão e Resultados. Origem dos Modelos Internacionais e dos Nacionais Práticas de Gestão e Resultados Origem dos Modelos Internacionais e dos Nacionais Rosely Gaeta Apoio às Notas de Aula 01, 02, 03 A qualidade é definida pelo cliente. A melhoria dos processos e dos produtos

Leia mais

Gerência de Projetos de TI

Gerência de Projetos de TI Gerência de de TI Experiência da COPEL SIMPROS 2001 Paulo Henrique Rathunde phr@copel.com Agenda Introdução Gerência de Definição dos Processos Implantação Reflexões 2/33 São Paulo, Brasil 17-20/09/2001

Leia mais

Prof. Me.Léo Noronha. Unidade I GESTÃO DAS INFORMAÇÕES

Prof. Me.Léo Noronha. Unidade I GESTÃO DAS INFORMAÇÕES Prof. Me.Léo Noronha Unidade I GESTÃO DAS INFORMAÇÕES ORGANIZACIONAIS Objetivos Cultura da informação Informação Estratégica O papel do administrador de sistemas de informação Para entender o papel do

Leia mais

Gestão efetiva de mercado em tempos de incerteza

Gestão efetiva de mercado em tempos de incerteza Gestão efetiva de mercado em tempos de incerteza Data e Local Turma 1: 07 e 08/10/2016 FDC, Campus RJ Turma 2: 2017 FDC, Campus SP Carga horária 16 horas Investimento R$ 3.500,00 Público-alvo Executivos

Leia mais

PROFESSOR RINALDO LIMA AUDITORIA EM RECURSOS HUMANOS OBJETIVOS ANÁLISE DA CONSULTORIA PREMISSAS PARA CONSULTORIA

PROFESSOR RINALDO LIMA AUDITORIA EM RECURSOS HUMANOS OBJETIVOS ANÁLISE DA CONSULTORIA PREMISSAS PARA CONSULTORIA PROFESSOR RINALDO LIMA Graduado em Ciências e Matemática e Especializado em Reengenharia e Qualidade Total e Engenharia de Telecomunicações. rinaldo@unopar.br AUDITORIA EM RECURSOS HUMANOS OBJETIVOS Aula

Leia mais

FAMEBLU Engenharia Civil

FAMEBLU Engenharia Civil Disciplina LOGÍSTICA EMPRESARIAL FAMEBLU Engenharia Civil Aula 8: Indicadores Conceito Indicadores de Desempenho KPI Como implantar indicadores Professor: Eng. Daniel Funchal, Esp. Indicadores Indicadores

Leia mais

Mestrado em Gestão Industrial

Mestrado em Gestão Industrial Mestrado em Gestão Industrial Disciplina: CONTROLO DE GESTÃO Capítulo 1: Ideias Chave de Controlo de Gestão 1 SUMÁRIO O Valor e a medição da Performance As perspectivas de performance As implicações nos

Leia mais

Leonardo Framil CEO da Accenture no Brasil e na América Latina Guilherme Horn Diretor Executivo de Inovação

Leonardo Framil CEO da Accenture no Brasil e na América Latina Guilherme Horn Diretor Executivo de Inovação 2 Investir em inovação aberta no Brasil é contribuir para a competitividade, com criatividade e inteligência nos negócios. O UP Innovation Lab surge para apoiar esta necessidade e estimula empreendedores

Leia mais

Pós-Graduação Lato Sensu a Distância. 1º semestre 2012

Pós-Graduação Lato Sensu a Distância. 1º semestre 2012 Pós-Graduação Lato Sensu a Distância 1º semestre 2012 FEVEREIRO/2012 Índice dos Cursos de Pós-Graduação a distância Oferta: primeiro semestre 2012 Curso Mensalidade Total Pagina ÁREA: ADMINISTRAÇÃO MBA

Leia mais

Local e Data: A GESTÃO DA INOVAÇÃO

Local e Data: A GESTÃO DA INOVAÇÃO A GESTÃO DA INOVAÇÃO Enquadramento: O ambiente no qual hoje actuam as empresas mudou radicalmente: imprevisibilidade, turbulência, mudança, rapidez,..., são constantes do processo de decisão. Num mundo

Leia mais

Uma Análise de Benefícios do MPS.BR na Visão de Patrocinadores, Representantes da Empresa na Equipe de Avaliação e Avaliadores Líderes

Uma Análise de Benefícios do MPS.BR na Visão de Patrocinadores, Representantes da Empresa na Equipe de Avaliação e Avaliadores Líderes Uma Análise de Benefícios do MPS.BR na Visão de Patrocinadores, Representantes da Empresa na Equipe de Avaliação e Avaliadores Líderes Patrícia Lima Eliezer Dutra Gleison Santos Motivação Adoção de Modelos

Leia mais

Metodologia para Elaboração do Manual de Boas Práticas dos NAGI. Centro de Gestão e Estudos Estratégicos - CGEE

Metodologia para Elaboração do Manual de Boas Práticas dos NAGI. Centro de Gestão e Estudos Estratégicos - CGEE Metodologia para Elaboração do Manual de Boas Práticas dos NAGI Centro de Gestão e Estudos Estratégicos - CGEE Brasília, 28 de maio 2014 Slide 2 Objetivo e Escopo do Manual de Boas Práticas Obje&vo Elaborar

Leia mais

Modelo para a gestão dos impactos socioambientais no setor de distribuição de energia elétrica : O CASO COELBA

Modelo para a gestão dos impactos socioambientais no setor de distribuição de energia elétrica : O CASO COELBA Modelo para a gestão dos impactos socioambientais no setor de distribuição de energia elétrica : O CASO COELBA Grupo Neoenergia Coelba Maior concessionária de serviço público de energia elétrica do Norte-

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Projeto Integrado Multidisciplinar VII e

UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Projeto Integrado Multidisciplinar VII e UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar VII e VIII Manual de orientações - PIM Cursos superiores de Tecnologia em: Recursos Humanos 1. Introdução Os Projetos

Leia mais