EXCELÊNCIA EM GESTÃO: DESAFIOS PARA O SÉCULO XXI

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EXCELÊNCIA EM GESTÃO: DESAFIOS PARA O SÉCULO XXI"

Transcrição

1 EXCELÊNCIA EM GESTÃO: DESAFIOS PARA O SÉCULO XXI - 40a. Reunião da Qualidade RS - PGQP - 9/10/2006 Antonio Tadeu Pagliuso Superintendente Geral 1

2 Rede Brasileira de Qualidade, Produtividade & Competitividade -15 ANOS DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO- Um Brasil melhor se faz com qualidade de vida para todos 2

3 DESTAQUES 15 ANOS DE MOVIMENTO 52 MOVIMENTOS DA QUALIDADE, PRODUTIVIDADE E COMPETITIVIDADE +10 MILHÕES PESSOAS RELACIONADAS COM O MODELO DE ~5.000 ORGANIZAÇÕES USUÁRIAS DO MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO INTEGRALMENTE EXCELÊNCIA DA GESTÃO Um Brasil melhor se faz com qualidade de vida para todos ~ ORGANIZAÇÕES USUÁRIAS DO MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO PARCIALMENTE 3

4 DESTAQUES ORGANIZAÇÕES MEMBROS DAS INSTITUIÇÕES GESTORAS DOS MOVIMENTOS DE QP&C CRITÉRIOS RIOS DE AVALIAÇÃO DISTRIBUÍDOS DOS PESSOAS CAPACITADAS COMO EXAMINADORES DO MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO PESSOAS CAPACITADAS EM NO MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO Um Brasil melhor se faz com qualidade de vida para todos 4

5 DESTAQUES ORGANIZAÇÕES CANDIDATAS AOS PROCESSOS DE AVALIAÇÃO PRÊMIOS NACIONAL, REGIONAIS E SETRORIAIS ORGANIZAÇÕES PREMIADAS VOLUNTÁRIOS NA COMUNIDADE DA QUALIDADE HORAS DE TRABALHO VOLUNTÁRIO Um Brasil melhor se faz com qualidade de vida para todos 5

6 6 O DESAFIO DA GESTÃO

7 Novo Documento FNQ Contexto Social Tecnológico e Econômico Posicionamento Conceitual da FNQ Conceitos Fundamentais da Excelência em Gestão 7

8 A ERA DA INCERTEZA DIMENSÕES Ambiente externo Organizações Liderança Sociedade e meio ambiente Estrutura Percepção de valor DE Estabilidade, mudança progressiva e linearidade Máquina, sistema isolado e independência Comando e controle, liderança centralizada e restrita à empresa Restrições sujeitas a cálculo custo/benefício Pirâmide e integração vertical Avaliação objetiva de ativos tangíveis PARA Turbulência, descontinuidade e mudança exponencial Sistema vivo, ecossistema, interdependência e adaptabilidade Líder como mentor, focalizador e símbolo, com liderança distribuída e abrangendo o ecossistema Partes integrantes do ecossistema da organização Redes e integração horizontal Avaliação subjetiva de ativos intangíveis 8

9 A ERA DA INCERTEZA DIMENSÕES Interação Inovação Conhecimento Aprendizado/ educação Tecnologia da Informação DE Competição, regionalidade e relacionamento utilitário Localizada Crescimento linear e acesso restrito Função da escola e se aprende uma vez para o resto da vida Mais tecnologia, menos pessoas PARA Competição e cooperação, globalidade e relacionamento de qualidade Cultural, distribuída e abrangendo o ecossistema Crescimento exponencial e acesso universal Função da escola e empresa e se aprende durante toda a vida Maior conteúdo intelectual e transformação do trabalho em experiência mais rica e desafiadora 9

10 NOVO PARADIGMA As organizações estão operando cada vez mais sob a forma de redes dinâmicas e abertas. No seu conjunto constituem verdadeiros ecossistemas, onde seus integrantes, conscientes de sua interdependência, investem também significativamente na qualidade de suas relações. As organizações são sistemas vivos, integrantes de ecossistemas complexos, com os quais interagem e dos quais dependem. A excelência em uma organização depende fundamentalmente de sua capacidade de perseguir seus propósitos em completa harmonia com seu ecossistema. 10

11 NOVO PARADIGMA As organizações como agentes de desenvolvimento dos indivíduos e da sociedade em bases verdadeiramente sustentáveis, contemplando simultaneamente os aspectos econômicos, sociais, tecnológicos e ambientais. Excelência é um horizonte. Se em algum instante crermos tê-la alcançado, este é o momento em que a teremos perdido. 11

12 MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO 12

13 13 MODELO BRASILEIRO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO

14 MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO O Modelo de Excelência da Gestão (MEG) está alicerçado sobre um conjunto de conceitos fundamentais e estruturado em critérios e requisitos, que expressam a compreensão sobre a Excelência em Gestão. Os Fundamentos da Excelência expressam esses conceitos reconhecidos internacionalmente e que se traduzem em práticas ou fatores de desempenho encontrados em organizações líderes de classe mundial, que buscam constantemente se aperfeiçoar e se adaptar à mudança. Além disso, o modelo utiliza o conceito de aprendizado e melhoria contínua, segundo o ciclo de PDCL (Plan, Do, Check, Learning). 14

15 FUNDAMENTOS DA EXCELÊNCIA Pensamento sistêmico Aprendizado organizacional Cultura de inovação Liderança e constância de propósitos Visão de futuro Gestão baseada em processos e informações Geração de valor Valorização de pessoas Conhecimento do cliente e do mercado Desenvolvimento de parcerias Responsabilidade social 15

16 CRITÉRIOS DE EXCELÊNCIA 16

17 CRITÉRIOS DE EXCELÊNCIA Critérios e Itens Pontuação Máxima 1 Liderança Sistema de liderança Cultura da excelência Análise do desempenho da organização 30 2 Estratégias e planos Formulação das estratégias Implementação das estratégias 30 3 Clientes Imagem e conhecimento de mercado Relacionamento com clientes 30 4 Sociedade Responsabilidade socioambiental Ética e desenvolvimento social 30 5 Informações e conhecimento Gestão das informações da organização Gestão das informações comparativas Gestão dos ativos intangíveis 20 17

18 CRITÉRIOS DE EXCELÊNCIA Critérios e Itens Pontuação Máxima 6 Pessoas Sistemas de trabalho Capacitação e desenvolvimento Qualidade de vida 30 7 Processos Gestão dos proc. principais do negócio e dos processos de apoio Gestão do relacionamento com os fornecedores Gestão econômico- financeira 30 8 Resultados Resultados econômico - financeiros Resultados relativos aos clientes e ao mercado Resultados relativos à sociedade Resultados relativos às pessoas Resultados dos proc. principais do negócio e dos proc. de apoio Resultados relativos aos fornecedores 30 Total de Pontos Possíveis

19 19 Cultura de Inovação Aprendizado organizacional Pensamento sistêmico Pensamento sistêmico Aprendizado organizacional Cultura de Inovação Liderança e constância de propósitos Visão de futuro Gestão baseada em processos e informações e informações Valorização das pessoas Conhecimento do cliente e do mercado Desenvolvimento de parcerias Responsabilidade social FUNDAMENTOS X CRITÉRIOS DE EXCELÊNCIA Geração de Valor

20 O FUTURO TEM UM PÉSSIMO HÁBITO: CHEGAR DE REPENTE" 20

O desafio da transformação pela excelência em gestão

O desafio da transformação pela excelência em gestão O desafio da transformação pela excelência em gestão Conheça o novo Modelo de Excelência da Gestão - MEG 21ª Edição Gilmar Casagrande Sócio e Diretor da Casattos 23/08/2017 O PGQP, há 25 anos, mobiliza

Leia mais

Modelo de Excelência da Gestão ACIJ 14/08/2006

Modelo de Excelência da Gestão ACIJ 14/08/2006 Modelo de Excelência da Gestão ACIJ 14/08/2006 PARTE I Movimento Catarinense para Excelência Quem Somos Histórico Rede Nacional Modelo de Excelência da Gestão Quem somos Uma associação sem fins econômicos

Leia mais

Anderson Barbosa / Eleni Gentil / Telefone: /3878

Anderson Barbosa / Eleni Gentil   / Telefone: /3878 P-34 Desenvolvimento da Liderança para a Cultura da Excelência ML - Sabesp Anderson Barbosa / Eleni Gentil E-mail: andersonab@sabesp.com.br / egentil@sabesp.com.br Telefone: 2681.3796 /3878 PERFIL ML Características

Leia mais

Programa SEBRAE de Excelência em Gestão

Programa SEBRAE de Excelência em Gestão Programa SEBRAE de Excelência em Gestão Junho de 2013 Fundação Nacional da Qualidade FNQ - Projeto PSEG 2012 - slide 2 Direitos Reservados Objetivo Implantar o Modelo de Excelência da Gestão da FNQ em

Leia mais

RAD1504 GESTÃO DA QUALIDADE I

RAD1504 GESTÃO DA QUALIDADE I RAD1504 GESTÃO DA QUALIDADE I Modelos de excelência e modelos normatizados Prof. Dr. Erasmo José Gomes Profa. Dra. Márcia Mazzeo Grande TQM- Filosofia? Movimento? Abordagem de gestão? A gerência da qualidade

Leia mais

Governança Social e Gestão de Redes Organizacionais

Governança Social e Gestão de Redes Organizacionais Governança Social e Gestão de Redes Organizacionais Profa. Marcia Paterno Joppert Prof. Humberto Falcão Martins 2013 ROTEIRO Governança colaborativa Redes Gestão de/em redes Um roteiro e um exemplo de

Leia mais

#24 NOVO MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO MEG

#24 NOVO MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO MEG #24 NOVO MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO MEG ÍNDICE DEZEMBRO/2016 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8 Introdução O novo MEG Conceitos Diagrama do MEG Fundamentos da Gestão para Excelência Diagrama do ciclo Como interpretar

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Nesta nossa disciplina estaremos tratando de Sistemas Integrados de Gestão:

PLANO DE ENSINO. Nesta nossa disciplina estaremos tratando de Sistemas Integrados de Gestão: PLANO DE ENSINO Caro Aluno. Seja bem vindo. Nesta nossa disciplina estaremos tratando de Sistemas Integrados de Gestão: I EMENTA Administração Integrada é entendida como sendo a integração de práticas

Leia mais

Desafio das organizações a busca da excelência na gestão

Desafio das organizações a busca da excelência na gestão LUCIANA MATOS SANTOS LIMA llima@excelenciasc.org.br GESTÃO Desafio das organizações a busca da excelência na gestão LUCIANA M. S. LIMA A O mundo vive em constante mudança. Enquanto você lê este texto,

Leia mais

Excelência em Gestão: dimensão estratégica para a eficiência operacional

Excelência em Gestão: dimensão estratégica para a eficiência operacional Excelência em Gestão: dimensão estratégica para a eficiência operacional Jairo Martins Belo Horizonte, 12.08.2014 Agenda A gestão das organizações O desafiador cenário atual Excelência da Gestão: estratégia

Leia mais

AULA 2. Foi fundada em 1991 para promover a produtividade e a competitividade pela disseminação do Modelo de Excelência da Gestão (MEG)...

AULA 2. Foi fundada em 1991 para promover a produtividade e a competitividade pela disseminação do Modelo de Excelência da Gestão (MEG)... .: ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO ::.. Prof. Leonardo Guimarães Garcia AULA 2 1 Sobre a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) 2 O Modelo de Excelência da Gestão (MEG) 3 Os 8 Fundamentos da Gestão

Leia mais

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional Excelência na Gestão Desafio dos Pequenos Negócios INSTITUCIONAL SEBRAE MISSÃO Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia

Leia mais

Se a minha Organização soubesse,

Se a minha Organização soubesse, Se a minha Organização soubesse, o que a minha Organização sabe... 1 Inovação e Excelência da Gestão O Desafio da Transformação do Conhecimento em Crescimento e Resultados Sustentáveis. EMEPRO - Encontro

Leia mais

CRITÉRIOS DE EXCELÊNCIA Prêmio Nacional da Qualidade. Jonas Lucio Maia

CRITÉRIOS DE EXCELÊNCIA Prêmio Nacional da Qualidade. Jonas Lucio Maia CRITÉRIOS DE EXCELÊNCIA 2006 Prêmio Nacional da Qualidade Jonas Lucio Maia Agenda Introdução Fundamentos da excelência Modelo de excelência Detalhamento dos critérios Pontuação Introdução Modelo sistêmico

Leia mais

OBJETIVOS. Dar a conhecer a estrutura do Modelo de Excelência de Gestão MEG. Refletir sobre o ciclo PDCL. Planejamento. Verificação Aprendizagem

OBJETIVOS. Dar a conhecer a estrutura do Modelo de Excelência de Gestão MEG. Refletir sobre o ciclo PDCL. Planejamento. Verificação Aprendizagem 1 OBJETIVOS Dar a conhecer a estrutura do Modelo de Excelência de Gestão MEG. Refletir sobre o ciclo PDCL Planejamento Execução Verificação Aprendizagem 2 INTRODUÇÃO Na aula passada, conhecemos os 11 Fundamentos

Leia mais

OBJETIVOS DESTE ENCONTRO

OBJETIVOS DESTE ENCONTRO FNQ Interpretação dos Critérios de Excelência PRÊMIO QUALIDADE AMAZONAS - 2010 OBJETIVOS DESTE ENCONTRO Apresentar e facilitar o entendimento dos Critérios da Modalidade Gestão. Entender como demonstrar

Leia mais

A importância da liderança como diferencial competitivo. Leonardo Siqueira Borges 29 de Setembro de 2015

A importância da liderança como diferencial competitivo. Leonardo Siqueira Borges 29 de Setembro de 2015 A importância da liderança como diferencial competitivo Leonardo Siqueira Borges 29 de Setembro de 2015 Ellebe Treinamento em Gestão Organizacional A Ellebe atua em empresas públicas e privadas nas áreas

Leia mais

Matriz de atividade individual*

Matriz de atividade individual* Matriz de atividade individual* Módulo: 4 Atividade Fórum Título: Prêmio Nacional da Qualidade - PNQ Aluno: Elizabeth Hiromi Mori Disciplina: Administração da Qualidade Turma: 26 SPJ Introdução Diante

Leia mais

CONTRIBUINDO PARA A COMPETITIVIDADE SUSTENTÁVEL

CONTRIBUINDO PARA A COMPETITIVIDADE SUSTENTÁVEL CONTRIBUINDO PARA A COMPETITIVIDADE SUSTENTÁVEL Uma organização autossustentável e não Governamental, que atua através de um sistema de Rede de Comitês, utilizando trabalho voluntário. Agentes Multiplicadores

Leia mais

Exemplaridade na Aplicação dos Fundamentos da Excelência em Gestão

Exemplaridade na Aplicação dos Fundamentos da Excelência em Gestão Exemplaridade na Aplicação dos Fundamentos da Excelência em Gestão Reconhecimento PGQP CTSA Exemplaridade na Aplicação dos Fundamentos da Excelência em Gestão Reconhecimento Modalidade fundamentos Objetivo

Leia mais

CMMI. Cooperativo. Programa

CMMI. Cooperativo. Programa CMMI Cooperativo Programa O Programa Cooperativo CMMI Programa elaborado e gerenciado pelo ITS,, em cooperação com o CenPRA,, suporte do SOFTEX e Fundo Verde Amarelo/FINEP FINEP. Capacita empresas brasileiras

Leia mais

Missão Institucional Gerenciar unidades públicas de saúde alinhada à Secretaria de Estado de Saúde

Missão Institucional Gerenciar unidades públicas de saúde alinhada à Secretaria de Estado de Saúde 1 2 3 Missão Institucional Gerenciar unidades públicas de saúde alinhada à Secretaria de Estado de Saúde 1 Gestão de Recursos Gestão de Excelência Gestão de Serviços Gestão de Recursos Humanos Gerenciamento

Leia mais

Rio de Janeiro 16/08/2011. Modelo de Excelência da Gestão (MEG) para Micro e Pequenas Empresas. Francisco Teixeira Neto

Rio de Janeiro 16/08/2011. Modelo de Excelência da Gestão (MEG) para Micro e Pequenas Empresas. Francisco Teixeira Neto Rio de Janeiro 16/08/2011 Modelo de Excelência da Gestão (MEG) para Micro e Pequenas Empresas Francisco Teixeira Neto Só gerencia quem mede! O que é o MPE Brasil? Ferramenta de Gestão para medir o grau

Leia mais

Criação de um metamodelo de gestão para a Incubadora de Empresas da UFF, a partir de uma comparação entre modelos de referências (MR).

Criação de um metamodelo de gestão para a Incubadora de Empresas da UFF, a partir de uma comparação entre modelos de referências (MR). Criação de um metamodelo de gestão para a Incubadora de Empresas da UFF, a partir de uma comparação entre modelos de referências (MR). Rodolfo Cardoso Erika Coelho Serra Roseli de Almeida Santana Index

Leia mais

EXCELÊNCIA EM GESTÃO NO SETOR SUCROALCOOLEIRO

EXCELÊNCIA EM GESTÃO NO SETOR SUCROALCOOLEIRO EXCELÊNCIA EM GESTÃO NO SETO SUCOALCOOLEIO Marcelo Marinho Aidar Um Brasil melhor se faz com qualidade de vida para todos 1 MISSÃO Disseminar os fundamentos da excelência em gestão para o aumento de competitividade

Leia mais

Fundação Nacional da Qualidade: a excelência da gestão é a nossa causa 01/10/2015

Fundação Nacional da Qualidade: a excelência da gestão é a nossa causa 01/10/2015 Fundação Nacional da Qualidade: a excelência da gestão é a nossa causa 01/10/2015 Temas da apresentação Gestão, operação e capacitação para enfrentar os desafios do saneamento e enfrentar a crise hídrica.

Leia mais

GESTÃO DE EXCELÊNCIA CONTEXTO SOCIAL, TECNOLÓGICO E ECONÔMICO CONTEXTO SOCIAL, TECNOLÓGICO E ECONÔMICO

GESTÃO DE EXCELÊNCIA CONTEXTO SOCIAL, TECNOLÓGICO E ECONÔMICO CONTEXTO SOCIAL, TECNOLÓGICO E ECONÔMICO VANTAGEM COMPETITIVA SUSTENTÁVEL PROF. ME. CARLOS WILLIAM DE CARVALHO UEG / UNUCSEH / ADMINISTRAÇÃO / CONSULTORIA ORGANIZACIONAL CONTEXTO SOCIAL, TECNOLÓGICO E ECONÔMICO Turbulência: o ambiente que as

Leia mais

Prof. Nicola Acquaviva Neto. Unidade I PRÁTICAS DE GESTÃO E

Prof. Nicola Acquaviva Neto. Unidade I PRÁTICAS DE GESTÃO E Prof. Nicola Acquaviva Neto Unidade I PRÁTICAS DE GESTÃO E RESULTADOS 1. Introdução Realizando as atividades sempre da mesma forma, você no máximo chegará aos mesmos resultados obtidos anteriormente, resultados

Leia mais

Gestão Classe Mundial Excelência e Competitividade ao Alcance das Organizações

Gestão Classe Mundial Excelência e Competitividade ao Alcance das Organizações Gestão Classe Mundial Excelência e Competitividade ao Alcance das Organizações ACIJS 08/11/2005 Histórico Outubro 2003 - Núcleo Catarinense de CCQ, SENAI/SC e SEBRAE/SC iniciam o Projeto Programa Catarinense

Leia mais

A Importância da Liderança na Cultura da Excelência

A Importância da Liderança na Cultura da Excelência XIX Seminário de Boas Práticas CIC Caxias do Sul A Importância da Liderança na Cultura da Excelência Msc. Eng. Irene Szyszka 04/ABR/2013 O negócio, o mercado e a sociedade Pressão dos clientes e mercado;

Leia mais

1. Apresentação. Acesse: Sistemas de Gestão Todos os direitos reservados 2

1. Apresentação. Acesse:  Sistemas de Gestão Todos os direitos reservados 2 Sistemas de Gestão Índice 1. Apresentação 2 2. Definição 3 3. Como as organizações desenvolvem seu Sistema de Gestão 4 4. Estrutura do Sistema de Gestão 5 5. Características de uma prática de gestão 9

Leia mais

Núcleo de Materiais Didáticos 1

Núcleo de Materiais Didáticos 1 Gestão de Talentos e Mapeamento por Competências Aula 1 Prof a Cláudia Patrícia Garcia claudiagarcia@grupouninter.com.br MBA em Gestão de Recursos Humanos Mini Currículo Administradora Marketing EAD Metodologia

Leia mais

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG) CRITÉRIO 06 - PESSOAS

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG) CRITÉRIO 06 - PESSOAS MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG) CRITÉRIO 06 - PESSOAS A excelência em uma organização está relacionada à sua capacidade de perseguir seus propósitos, em completa harmonia com os complexos ecossistemas

Leia mais

Gestão de Pessoas e Avaliação por competências

Gestão de Pessoas e Avaliação por competências Gestão de Pessoas e Avaliação por competências quer a empresa que não existe! Funcionário quer o profissional que não existe! Empresa A visão evolutiva da área de Gestão de Pessoas... 1930 Surgem departamentos

Leia mais

GESTÃO PARA EXCELÊNCIA, ESSA É A NOSSA CAUSA.

GESTÃO PARA EXCELÊNCIA, ESSA É A NOSSA CAUSA. GESTÃO PARA EXCELÊNCIA, ESSA É A NOSSA CAUSA. QUEM SOMOS Sobre nós Saiba mais fnq.org.br Instituição sem fins lucrativos Criada em 1991, por representantes dos setores público e privado Responsável pela

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL - PRSA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL - PRSA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL - PRSA A presente política foi elaborada pela PLANNER e é documento complementar ao procedimento interno, sendo proibida sua reprodução total ou parcial, de

Leia mais

Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão. Novembro de 2015

Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão. Novembro de 2015 Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão Novembro de 2015 Sobre o IPEG Organização sem fins lucrativos Fundaçãoem2001 Leino11594/2003criaoPPQG Mais de 300 empresas reconhecidas 13

Leia mais

ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL MÓDULO 12

ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL MÓDULO 12 ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL MÓDULO 12 Índice 1. Códigos de Ética Profissional e Empresarial - Continuação..3 1.1. A Responsabilidade Social... 3 1.2. O Direito Autoral... 4 2 1. CÓDIGOS DE ÉTICA PROFISSIONAL

Leia mais

Práticas de Gestão e Resultados. Origem dos Modelos Internacionais e dos Nacionais

Práticas de Gestão e Resultados. Origem dos Modelos Internacionais e dos Nacionais Práticas de Gestão e Resultados Origem dos Modelos Internacionais e dos Nacionais Rosely Gaeta Apoio às Notas de Aula 01, 02, 03 A qualidade é definida pelo cliente. A melhoria dos processos e dos produtos

Leia mais

Qualidade na gestão é tema de workshop promovido pelo PGQP em Bagé

Qualidade na gestão é tema de workshop promovido pelo PGQP em Bagé Qualidade na gestão é tema de workshop promovido pelo PGQP em Bagé O evento do Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade (PGQP) no município contará com palestras sobre Planejamento Estratégico, Gestão

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA NA GESTÃO DA CADEIA LOGÍSTICA

RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA NA GESTÃO DA CADEIA LOGÍSTICA RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA NA GESTÃO DA CADEIA LOGÍSTICA Coordenadoria de Economia Mineral Diretoria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral Premissas do Desenvolvimento Sustentável Economicamente

Leia mais

CRITÉRIOS COMPROMISSO COM A EXCELÊNCIA. 6ª edição

CRITÉRIOS COMPROMISSO COM A EXCELÊNCIA. 6ª edição CRITÉRIOS COMPROMISSO COM A EXCELÊNCIA Avaliação e diagnóstico da gestão organizacional 6ª edição parceiros Esta publicação é editada pela FNQ, que conta com a parceria dos Programas Estaduais e Setoriais

Leia mais

CRITÉRIOS RUMO À EXCELÊNCIA. 6ª edição

CRITÉRIOS RUMO À EXCELÊNCIA. 6ª edição CRITÉRIOS RUMO À EXCELÊNCIA Avaliação e diagnóstico da gestão organizacional 6ª edição parceiros Esta publicação é editada pela FNQ que conta com a parceria dos Programas Estaduais e Setoriais da Rede

Leia mais

Inovação requer criatividade e informação:

Inovação requer criatividade e informação: Inovação requer criatividade e informação: Antonio Mendes da Silva Filho * The best way to predict your future is to create it. Peter Drucker O crescimento da economia mundial e, em particular, do Brasil

Leia mais

PQC RS PROGRAMA DA QUALIDADE CONTÁBIL 2017

PQC RS PROGRAMA DA QUALIDADE CONTÁBIL 2017 PQC RS PROGRAMA DA QUALIDADE CONTÁBIL 2017 1. O QUE É O PROGRAMA DA QUALIDADE CONTÁBIL 2. MODALIDADES DE PARTICIPAÇÃO E RECONHECIMENTO 3. EIGÊNCIAS PARA RECONHECIMENTO a. Pilar 1- Requisitos legais b.

Leia mais

Sistemas de Gestão e Auditoria da Qualidade

Sistemas de Gestão e Auditoria da Qualidade 22/08/2012 Sistemas de Gestão e Auditoria da Qualidade Profº Spim 1 O Malcolm Baldrige National Quality Award ( Malcolm Baldrige) foi criado nos Estados Unidos em agosto de 1987 pelo presidente Ronald

Leia mais

Fatores Macroeconômicos e os Impactos na Gestão dos Empreendimentos

Fatores Macroeconômicos e os Impactos na Gestão dos Empreendimentos Fatores Macroeconômicos e os Impactos na Gestão dos Empreendimentos Jairo Martins BH, 04.05.2015 Economia e Gestão andam juntas? O papel das organizações Ambiente Recursos Valor Humanos Social Financeiros

Leia mais

Volvo do Brasil Divisão Caminhões

Volvo do Brasil Divisão Caminhões Volvo do Brasil Divisão Caminhões PRIMEIRA MONTADORA VENCEDORA DO PRÊMIO NACIONAL DE QUALIDADE PNQ por Paulo Sergio Orti Mestrando em Engenharia de Produção, Faculdade de Engenharia - UNESP - Bauru; Graduação

Leia mais

APRESENTAÇÃO Fundada Boutique de Seguros EQUIPE Premium EQUIPE

APRESENTAÇÃO Fundada Boutique de Seguros EQUIPE Premium EQUIPE APRESENTAÇÃO Fundada em 1951 a Equipe Seguros é uma empresa que está no mercado de Seguros há mais de 60 anos, sempre prestando serviços, orientando e oferecendo as melhores alternativas de seguros à seus

Leia mais

Panorama da Inovação no Brasil. Hugo Ferreira Braga Tadeu 2014

Panorama da Inovação no Brasil. Hugo Ferreira Braga Tadeu 2014 Panorama da Inovação no Brasil Hugo Ferreira Braga Tadeu 2014 INTRODUÇÃO Sobre o Relatório O presente relatório é uma avaliação do Núcleo de Inovação e Empreendedorismo da FDC sobre as práticas de gestão

Leia mais

Curso do Superior de Tecnologia em Marketing

Curso do Superior de Tecnologia em Marketing Curso do Superior de Tecnologia em Objetivos do curso 1.5.1 Objetivo Geral O Curso Superior de Tecnologia em na modalidade EaD da universidade Unigranrio, tem por objetivos gerais capacitar o profissional

Leia mais

Implementação da Política de Responsabilidade Socioambiental (PRSA)

Implementação da Política de Responsabilidade Socioambiental (PRSA) Implementação da Política de Responsabilidade Socioambiental (PRSA) 20 de julho de 2015 Ref: Resolução BC nº 4327/14 1. ABRANGÊNCIA Esta política orienta o comportamento da Tática S/A D.T.V.M., que pautado

Leia mais

A EXCELÊNCIA GERENCIAL SOB A ÓTICA DO MODELO DE GESTÃO ADOTADO PELO PROGRAMA GAÚCHO DA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PGQP: RESULTADOS PRELIMINARES 1

A EXCELÊNCIA GERENCIAL SOB A ÓTICA DO MODELO DE GESTÃO ADOTADO PELO PROGRAMA GAÚCHO DA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PGQP: RESULTADOS PRELIMINARES 1 A EXCELÊNCIA GERENCIAL SOB A ÓTICA DO MODELO DE GESTÃO ADOTADO PELO PROGRAMA GAÚCHO DA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PGQP: RESULTADOS PRELIMINARES 1 Jocias Maier Zanatta 2, Denize Grzybovski 3. 1 Ensaio Teórico

Leia mais

Prêmio Nacional de Inovação. Caderno de Avaliação. Categoria. Gestão da Inovação

Prêmio Nacional de Inovação. Caderno de Avaliação. Categoria. Gestão da Inovação Prêmio Nacional de Inovação 2013 Caderno de Avaliação Categoria Gestão da Inovação Método: Esta dimensão visa facilitar o entendimento de como podem ser utilizados sistemas, métodos e ferramentas voltados

Leia mais

5 Conclusão e considerações finais

5 Conclusão e considerações finais 5 Conclusão e considerações finais O presente estudo teve como principal objetivo compreender quais as expectativas de carreira dos jovens entrantes no mercado de trabalho, a denominada geração Y. A partir

Leia mais

GESTÃO POR PROCESSOS. Formação de Facilitadores para Melhoria de Processos

GESTÃO POR PROCESSOS. Formação de Facilitadores para Melhoria de Processos GESTÃO POR PROCESSOS Formação de Facilitadores para Melhoria de Processos GESTÃO POR PROCESSOS GRUPO GEPRO: Adauto - AUDINT Eneida - HC Gláucia - PRDU Jane - PRDU Maria Bernadete - HC Maria do Rosário

Leia mais

PATROCINAR A FNQ É INVESTIR NA GESTÃO

PATROCINAR A FNQ É INVESTIR NA GESTÃO PATROCINAR A FNQ É INVESTIR NA GESTÃO Sobre nós 2 Instituição sem fins lucrativos Criada em 1991, por representantes dos setores público e privado Responsável pela organização, promoção e avaliação do

Leia mais

Gestão da inovação. Conceitos e tipos de inovação. Prof. Diego Fernandes diegofernandes.weebly.

Gestão da inovação. Conceitos e tipos de inovação. Prof. Diego Fernandes diegofernandes.weebly. Gestão da inovação Conceitos e tipos de inovação 1 Referência Aula montada com base no capítulo 1 da referência abaixo. CARVALHO, Hélio Gomes de; REIS, Dálcio Roberto dos; CAVALCANTE, Márcia Beatriz. Gestão

Leia mais

COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL

COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL Grupos e Equipes de Trabalho Prof. Dra. Ana Carolina de Aguiar Rodrigues POR QUE AS PESSOAS FORMAM GRUPOS? Teoria da identidade social Conhecimento do indivíduo de que pertence

Leia mais

A Mongeral Aegon é a seguradora mais antiga do Brasil em atividade contínua;

A Mongeral Aegon é a seguradora mais antiga do Brasil em atividade contínua; QUEM SOMOS A Mongeral Aegon é a seguradora mais antiga do Brasil em atividade contínua; Especializada em Vida e Previdência, possui portfólio completo para assegurar nossos clientes e seus familiares dos

Leia mais

"Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana". Carl Jung

Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana. Carl Jung Instituição de Coaching, Treinamento & Desenvolvimento Humano, com atuação em todo Brasil com a Missão de disseminar a cultura do Coaching para todas as pessoas que puderem fazer uso da metodologia como

Leia mais

Visão Geral da Gestão de Projetos

Visão Geral da Gestão de Projetos UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville Visão Geral da Gestão de Projetos Régis Kovacs Scalice, Prof. DEPS Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Leia mais

Investimento Social no Entorno do Cenpes. Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE)

Investimento Social no Entorno do Cenpes. Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE) Investimento Social no Entorno do Cenpes Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE) MBA em Desenvolvimento Sustentável (Universidade Petrobras) Abril / 2010 PETR ROBRAS RESPONSABILIDADE

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) LLM em Direito Empresarial Coordenação Acadêmica: Escola de Direito/FGV Direito Rio

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) LLM em Direito Empresarial Coordenação Acadêmica: Escola de Direito/FGV Direito Rio CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) LLM em Direito Empresarial Coordenação Acadêmica: Escola de Direito/FGV Direito Rio APRESENTAÇÃO DA FGV A FGV é uma instituição privada sem fins lucrativos,

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Mintzberg Define planejamento estratégico como sendo processo gerencial que possibilita ao executivo estabelecer o rumo a ser seguido pela empresa, com vistas a obter um nível

Leia mais

Documento de Referência Programa Sebrae de Excelência

Documento de Referência Programa Sebrae de Excelência Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - Sebrae Documento de Referência Programa Sebrae de Excelência Brasília DF OBJETIVO Promover a cultura da excelência, a melhoria da gestão e o compartilhamento

Leia mais

PROGRAMA DE COACHING & GERAÇÃO Z GESTÃO DE CARREIRA

PROGRAMA DE COACHING & GERAÇÃO Z GESTÃO DE CARREIRA Cer ficada LAIS SILVA Profissional coach &Leader Coach Analista comportamental & 360 graus Coach, Consultora, Palestrante. Especialista em Recursos Humanos e Gestão Auditoria em Serviços de Saúde. Atua

Leia mais

!"!" #$!" % &!" & ' (% & &.!/ &0,1" 2, ' 34),5 6 )%! #$% $ &!", & 71" 2, $ '(!", &,

!! #$! % &! & ' (% & &.!/ &0,1 2, ' 34),5 6 )%! #$% $ &!, & 71 2, $ '(!, &, % &!" & ' (% & )* +,-!" &.!/ &0,1" 2, ' 34),5 6 )%! #$% $ &!", & 71" 2, ' 34),5 6 )%! $ '(!", &, 71" 2, #$!" 8 Introdução Evolução da Administração Evolução das empresas Consequência dessa evolução para

Leia mais

MÓDULO XVIII PRÊMIO NACIONAL DA QUALIDADE PNQ

MÓDULO XVIII PRÊMIO NACIONAL DA QUALIDADE PNQ SISTEMA DE QUALIDADE EAD MÓDULO XVIII PRÊMIO NACIONAL DA QUALIDADE PNQ Nesse módulo iremos estudar o Modelo de Excelência Brasileiro, seus fundamentos, características e especificidades, abordando os critérios

Leia mais

Da Estratégia aos Resultados, a diferença está na Solução.

Da Estratégia aos Resultados, a diferença está na Solução. Apresentação A QIS O Método O Sistema de Gestão Da Estratégia aos Resultados, a diferença está na Solução. 12 Benefícios 4 Razões Referências 1 Consultoria Tecnologia Consultoria Tecnologia Quem somos

Leia mais

Como as organizações aprendem (ou deveriam) Acadêmico Eduardo Vieira da Costa Guaragna

Como as organizações aprendem (ou deveriam) Acadêmico Eduardo Vieira da Costa Guaragna Como as organizações aprendem (ou deveriam) Acadêmico Eduardo Vieira da Costa Guaragna Apresentação 1. A Importância do Aprendizado Organizacional 2. Abordagens para o Aprendizado Organizacional 3. Consolidando

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES ANUAL DOS COMITÊS COMITÊ REGIONAL DA PRODUÇÃO

RELATÓRIO DE ATIVIDADES ANUAL DOS COMITÊS COMITÊ REGIONAL DA PRODUÇÃO ACISA - Passo Fundo RELATÓRIO DE ATIVIDADES ANUAL DOS COMITÊS COMITÊ REGIONAL DA PRODUÇÃO 2015 O presente relatório visa demonstrar as principais atividades realizadas pelo Comitê Regional da Produção

Leia mais

Profa. Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília

Profa. Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília Modelo de Excelência em Gestão Profa. Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília Conceitos Fundamentais Os Fundamentos da Excelência em Gestão expressam conceitos que

Leia mais

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS DE SÃO PAULO KELLY ALVES

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS DE SÃO PAULO KELLY ALVES FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS DE SÃO PAULO KELLY ALVES IMPACTO DA GESTÃO DA QUALIDADE NO DESEMPENHO DE ORGANIZAÇÕES HOSPITALARES NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO SÃO PAULO

Leia mais

HUMANIZAÇÃO DA GESTÃO COM FOCO NA SUSTENTABILIDADE. Workshop Regional do PGQP Panambi/RS

HUMANIZAÇÃO DA GESTÃO COM FOCO NA SUSTENTABILIDADE. Workshop Regional do PGQP Panambi/RS HUMANIZAÇÃO DA GESTÃO COM FOCO NA SUSTENTABILIDADE Workshop Regional do PGQP Panambi/RS As pessoas fazem a diferença Os jovens acreditam na mudança primeiro... http://www.youtube.com/watch?v=e-kirnbkeim

Leia mais

TEMA: A Gestão da Humanização Realidade ou Conto de Fadas? Sirley Carvalho

TEMA: A Gestão da Humanização Realidade ou Conto de Fadas? Sirley Carvalho TEMA: A Gestão da Humanização Realidade ou Conto de Fadas? Sirley Carvalho HUMANIZAR AS ORGANIZAÇÕES Empresas que entendem de Negócios,estão perdendo Negócios para empresas que entendem de Gente. E Gente

Leia mais

Matriz de Especificação de Prova da Habilitação Técnica de Nível Médio. Habilitação Técnica de Nível Médio: Técnico em Logística

Matriz de Especificação de Prova da Habilitação Técnica de Nível Médio. Habilitação Técnica de Nível Médio: Técnico em Logística : Técnico em Logística Descrição do Perfil Profissional: Planejar, programar e controlar o fluxo de materiais e informações correlatas desde a origem dos insumos até o cliente final, abrangendo as atividades

Leia mais

Organizações. Prof. Gerson Volney Lagemann. Conceito de Organização

Organizações. Prof. Gerson Volney Lagemann. Conceito de Organização Organizações Prof. Gerson Volney Lagemann Conceito de Organização Conceito clássico (Escola Clássica), organização é um conjunto de duas ou mais pessoas que realizam tarefas, seja em grupo, seja individualmente

Leia mais

Veja a seguir, o que é Coaching, para quem é Coaching e quem pode trabalhar com Coaching formal ou informal:

Veja a seguir, o que é Coaching, para quem é Coaching e quem pode trabalhar com Coaching formal ou informal: FORMAÇÃO Laboratório prático e teórico de poder pessoal, liderança, auto desenvolvimento e desenvolvimento de equipes, foco em resultados acelerados e processos assertivos. A Instituição High Level Coaching

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA A Socioambiental (PRSA) substitui a Política Corporativa pela Sustentabilidade (2011), e incorpora a contribuição das partes interessadas

Leia mais

Indicadores e o ciclo de políticas públicas

Indicadores e o ciclo de políticas públicas Indicadores e o ciclo de políticas públicas A literatura clássica sobre Administração Pública e políticas governamentais dá grande importância ao conceito de ciclo de políticas públicas como marco de referência

Leia mais

Unidade I APRENDIZADO ORGANIZACIONAL. Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro

Unidade I APRENDIZADO ORGANIZACIONAL. Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro Unidade I APRENDIZADO ORGANIZACIONAL Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro Itens de Estudo 1. O que significa aprender? 2. O tempo da aprendizagem 3. O Conhecimento formal 4. Aprender individual Questão

Leia mais

Encadeamento Produtivo Estratégia de atuação do Sistema SEBRAE PEQUENAS E GRANDES EMPRESAS TRABALHANDO JUNTAS PELA SUSTENTABILIDADE

Encadeamento Produtivo Estratégia de atuação do Sistema SEBRAE PEQUENAS E GRANDES EMPRESAS TRABALHANDO JUNTAS PELA SUSTENTABILIDADE Encadeamento Produtivo Estratégia de atuação do Sistema SEBRAE PEQUENAS E GRANDES EMPRESAS TRABALHANDO JUNTAS PELA SUSTENTABILIDADE Encadeamento Produtivo Estratégia para aumentar a competitividade, a

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS DEPARTAMENTO DE HIDRÁULICA E SANEAMENTO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS DEPARTAMENTO DE HIDRÁULICA E SANEAMENTO GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL - 2014 Disciplina: SHS 0382 Sustentabilidade e Gestão Ambiental TEXTO DE APOIO DIDÁTICO [material restrito da disciplina] Prof. Tadeu Fabrício Malheiros Monitora: Alejandra

Leia mais

Responsável: Gerente de Recursos Humanos Revisado em: 16/09/2016

Responsável: Gerente de Recursos Humanos Revisado em: 16/09/2016 Responsável: Revisado em: 16/09/2016 Objetivos Estabelecer um conjunto de procedimentos para criar e manter uma estrutura de salários equitativa e justa na organização. Manter o equilíbrio interno dos

Leia mais

Gestão efetiva de mercado em tempos de incerteza

Gestão efetiva de mercado em tempos de incerteza Gestão efetiva de mercado em tempos de incerteza Data e Local Turma 1: 07 e 08/10/2016 FDC, Campus RJ Turma 2: 2017 FDC, Campus SP Carga horária 16 horas Investimento R$ 3.500,00 Público-alvo Executivos

Leia mais

Geronimo Carlos de Meira Detoni

Geronimo Carlos de Meira Detoni Geronimo Carlos de Meira Detoni AVALIAÇÃO DO IMPACTO DA APLICAÇÃO DO MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO DA FUNDAÇÃO NACIONAL DA QUALIDADE NO PROCESSO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA DE UMA EMPRESA PÚBLICA: ESTUDO

Leia mais

SAG - Interpretação de Critérios 2013

SAG - Interpretação de Critérios 2013 SISTEMA DE AVALIAÇÃO DA GESTÃO 2013 INTERPRETAÇÃO DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO (ICA) Compromisso e Rumo à Excelência 1 Introdução Programa do Curso Parte I INTRODUÇÃO Boas-vindas e objetivos Benefícios para

Leia mais

Fundamentos Estratégicos

Fundamentos Estratégicos 1 Fundamentos Estratégicos MISSÃO Fornecer soluções e serviços em sistemas de suspensões, eixos e componentes para veículos comerciais com inovação, qualidade, segurança e sustentabilidade. VISÃO Ser reconhecida,

Leia mais

ÍNDICE. Apresentação. Conceito de rede. Redes organizacionais. Redes e o Modelo de Excelência da Gestão (MEG) Características da atuação em rede

ÍNDICE. Apresentação. Conceito de rede. Redes organizacionais. Redes e o Modelo de Excelência da Gestão (MEG) Características da atuação em rede #10 ATUAÇÃO EM REDE ÍNDICE 1. 2. 3. 4. 5. 6. Apresentação Conceito de rede Redes organizacionais Redes e o Modelo de Excelência da Gestão (MEG) Características da atuação em rede Sobre a FNQ Apresentação

Leia mais

PROJETO EMPRESA SIMULADA MANUAL E PROGRAMAÇÃO EFG BH

PROJETO EMPRESA SIMULADA MANUAL E PROGRAMAÇÃO EFG BH PROJETO EMPRESA SIMULADA MANUAL E PROGRAMAÇÃO EFG BH Que Projeto é esse? Acontecendo no 2º ano, a Empresa Simulada é um projeto de treinamento que propõe ao aluno vivenciar o mundo empresarial e todos

Leia mais

FERRAMENTAS PARA PLANEJAMENTO, MELHORIA E CONTROLE DA QUALIDADE. Professora: Ma. Priscila Pelegrini

FERRAMENTAS PARA PLANEJAMENTO, MELHORIA E CONTROLE DA QUALIDADE. Professora: Ma. Priscila Pelegrini FERRAMENTAS PARA PLANEJAMENTO, MELHORIA E CONTROLE DA QUALIDADE Professora: Ma. Priscila Pelegrini priscila_pelegrini@hotmail.com O LADO HUMANO DA QUALIDADE Problematização A Norton S/A, montadora de rodas

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE PROGRAMAS DE QUALIDADE DE VIDA NAS EMPRESAS

IMPLANTAÇÃO DE PROGRAMAS DE QUALIDADE DE VIDA NAS EMPRESAS IMPLANTAÇÃO DE PROGRAMAS DE QUALIDADE DE VIDA NAS EMPRESAS O QUE É... SAÚDE? PREVENÇÃO DE DOENÇA STATUS DE SAÚDE?? PROMOÇÃO DE SAÚDE QUALIDADE DE VIDA? BEM-ESTAR? FELICIDADE Sâmia Simurro SAÚDE...Estado

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÊMIO NACIONAL DA GESTÃO EM SAÚDE CICLO 2015-2016 PNGS. Apoio Institucional

REGULAMENTO DO PRÊMIO NACIONAL DA GESTÃO EM SAÚDE CICLO 2015-2016 PNGS. Apoio Institucional REGULAMENTO DO PRÊMIO NACIONAL DA GESTÃO EM SAÚDE CICLO 2015-2016 PNGS Apoio Institucional 1 Sumário 1. O PRÊMIO NACIONAL DA GESTÃO EM SAÚDE... 4 1.1 Benefícios da Candidatura... 4 1.1.1 Benefícios com

Leia mais

INOVAR PARA CRESCER A MAIA NO CENTRO DA CRIAÇÃO DE EMPREGO

INOVAR PARA CRESCER A MAIA NO CENTRO DA CRIAÇÃO DE EMPREGO INOVAR PARA CRESCER A MAIA NO CENTRO DA CRIAÇÃO DE EMPREGO 1- O Mundo Global e os fenómenos de inserção colectiva O processo de globalização competitiva, o terrorismo religioso, a escassez do petróleo

Leia mais

Avaliação de Desempenho Estratégia de Desenvolvimento. Fernanda Allucci Diretora Assistencial Nov/09

Avaliação de Desempenho Estratégia de Desenvolvimento. Fernanda Allucci Diretora Assistencial Nov/09 Avaliação de Desempenho Estratégia de Desenvolvimento Fernanda Allucci Diretora Assistencial Nov/09 Avaliação de desempenho - Estratégia de desenvolvimento Roteiro de apresentação Breve histórico institucional

Leia mais

ANEXO EIXOS TECNOLÓGICOS

ANEXO EIXOS TECNOLÓGICOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO DESPACHO DO MINISTRO (*) Em 31 de maio de 2007 Nos termos do art. 2º da Lei nº 9.131, de 24 de novembro de 1995, o Ministro de Estado da Educação, HOMOLOGA o

Leia mais

POLÍTICAS DE RECURSOS HUMANOS CONHECENDO UM POUCO MAIS...

POLÍTICAS DE RECURSOS HUMANOS CONHECENDO UM POUCO MAIS... POLÍTICAS DE RECURSOS HUMANOS CONHECENDO UM POUCO MAIS... As avaliações e premiações são consideradas salários indiretos que tem como principal objetivo motivar, reter e consequentemente garantir bons

Leia mais

Estratégias e desafios de implementação dos ODS: o olhar da Comissão Nacional dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Estratégias e desafios de implementação dos ODS: o olhar da Comissão Nacional dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável Presidência da República Secretaria de Governo Secretaria Nacional de Articulação Social Estratégias e desafios de implementação dos ODS: o olhar da Comissão Nacional dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Leia mais