Produto Gestão de Pessoas - Versão 4w

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Produto Gestão de Pessoas - Versão 4w"

Transcrição

1 Produto Gestão de Pessoas - Versão 4w Módulo Administração de Pessoal (Rubi) Processo: Férias Senior Sistemas S.A Rua São Paulo, Bairro Victor Konder - CEP Blumenau/SC Fone: (047)

2 Página 2 de Férias Tratada nos artigos 129 a 153 da CLT é considerada no Rubi sob todos os aspectos: individuais, coletivas, proporcionais, programadas, e todas as emissões. O artigo 129 dispõe que: todo empregado terá direito anualmente ao gozo de um período de férias, sem prejuízo da respectiva remuneração. 1.1 Período Aquisitivo É o período de doze meses de vigência do contrato de trabalho na mesma empresa, isto é, o período necessário para que o empregado tenha direito a férias. Férias Períodos Ao se cadastrar o colaborador, o período atual é aberto automaticamente na tela Colaboradores/Férias/Tratar Períodos. Mensalmente o próprio cálculo da folha e a emissão das provisões que verificam se é necessário abrir períodos de férias novos ou encerrar os atuais, verificando inclusive afastamentos e faltas, também atualiza os dados para as médias dentro de cada período. Os dias de direito do período aquisitivo de férias pode ser determinado pelo usuário, podendo ser superior ou inferior a 30 dias por período aquisitivo. Esta parametrização é feita em Tabelas/ Sindicatos/ Cadastro, no botão Férias conforme imagem abaixo

3 Página 3 de 23 O número de faltas injustificadas devem estar cadastradas corretamente para que diminua das férias do colaborador. Caso se tenha algum Sindicato onde o número de faltas ou Dias de Direito a férias sejam diferentes, devemos informar nesta tela, e em alguns casos devese duplicar o cadastro do Sindicato e fazer as devidas alterações, informando na Ficha Básica dos funcionários o respectivo Sindicato que são abrangidos por esta mudança. Exemplo: Em Tabelas/Gerais/Situações deve-se indicar se a situação irá considerar para perda de dias nas férias,no campo Perde Férias conforme o exemplo para a situação de faltas.

4 Página 4 de 23 As faltas e afastamentos dos empregados devem constar em Colaboradores/ Históricos/ Afastamento para que considere para as férias. As faltas lançadas em horas no item Cálculos/Lançamentos/Variáveis não são consideradas como faltas para férias. DICA: As faltas dos empregados e os afastamentos de auxílio doença, acidente de trabalho e serviço militar devem ser cadastrados no item Afastamentos para que sejam considerados como faltas e afastamentos nos períodos de férias respectivos. DICA: Os afastamentos de auxílio doença, acidente de trabalho e serviço militar devem ter cadastrados o campo Férias para que sejam consideradas as durações dos afastamentos para a perda ou interrupção do período. DICA: Se na situação de tipo 15-Faltas, você indicou que perde para férias, os dias informados em afastamentos serão considerados no período aquisitivo de férias correspondente. DICA: Se a falta não foi o dia todo mas, se deseja a perda para férias, indique a quantidade de horas na tela, o desconto será somente destas horas e o dia ficará registrado para a contagem de faltas para férias. DICA: Se deseja registrar algum tipo de falta em outro evento, crie uma nova situação de tipo 15 e também o evento, utilize uma letra característica entre r a z disponível.

5 Página 5 de 23 Para que considere as médias nas férias deverá ser criado um tipo de Totalizador para cada tipo de média que se deseja calcular nas férias em Colaboradores/ Ferias/ Totalizadores/ Cadastro. Na tela em Colaboradores/Férias/ Tratar Períodos, pelo botão F6-Acumulados, pode ser consultado o total em horas ou valor dentro de cada Período Aquisitivo. 1.2 Período Concessivo Ocorre no decurso dos 12 meses seguintes à data em que o empregado completou o direito às férias. DICA: Na emissão do Aviso de Férias o Rubi indica sempre 30 dias de antecedência e ainda verifica se é um dia útil para o empregado, de acordo com a sua escala horária. Se o Rubi estiver indicando uma data errada no Aviso ou na data de Retorno das férias no Recibo de Férias, deve-se verificar possíveis erros na definição da Escala Horária ou da Tabela de Feriados.

6 Página 6 de Quitação das Férias no Rubi Em Colaboradores/ Férias/ Recibos Férias são calculados os recibos de férias individuais, coletivas e programadas para posterior emissão de aviso e recibo para pagamento. No Rubi a emissão do Aviso de Férias indica a data sempre com 30 dias de antecedência e ainda verifica se é um dia útil para o empregado, de acordo com a sua escala horária. Dica: Verifique possíveis erros na definição da escala horária ou na tabela de Feriados da escala, se o Rubi estiver indicando uma data errada no Aviso ou na data de retorno das férias no Recibo de Férias. Ao gerar o recibo de férias, automaticamente será gravado um afastamento de Férias para o empregado e atualizado os dias de Débito e de Saldo do Período Aquisitivo. É permitido indicar dias a desconsiderar dentro do período de férias individuais e assim o Rubi irá avançar na data de fim das férias e na data de retorno ao trabalho listadas no Recibo de Férias. Na folha de pagamento esses dias não considerados serão pagos como Licença Remunerada. Lembrar de atualizar a tabela de feriados do ano seguinte antes de gerar recibos de férias de dezembro Férias Individual Ao gerar o recibo de férias o Rubi cria automaticamente o afastamento para férias do empregado, que fará com que estas férias sejam levadas para a folha mensal. Também irá atualizar os dias de Direito e de Saldo do Período Aquisitivo. Ao gerar um Recibo de Férias o Rubi irá trazer em tela o período em aberto mais Antigo para se fazer as férias, porém, o usuário poderá fazer alteração deste período na tela. Salário considerado para Férias O salário considerado no recibo de férias é aquele com data igual ou inferior à data de início das férias, se o salário for alterado no período de gozo das férias o Rubi calcula automaticamente as diferenças a serem pagas na folha. Indicar Período Aquisitivo O Rubi indicará o período mais antigo do empregado que estiver com saldo porém, é permitido indicar um período mais atual na geração do recibo, mesmo que o anterior ainda esteja com saldo. Gerar Férias com Pagamento Antecipado A emissão de férias se dá em Colaboradores/Férias/Recibos Férias/Individual, entrar com os dados como período de férias, data de início, dias de férias, dias de abono, adiantamento 13 o Salário, e no dado Gerar Adiantamento indicar 'S', com isto o Rubi calculará o recibo de férias gerando os eventos respectivos e, integrará na folha de pagamento os mesmos eventos e mais

7 Página 7 de 23 um de desconto referente adiantamento de férias concedido. Gerar férias com pagamento para folha mensal A emissão de férias se dá em Colaboradores/ Férias/ Recibos Férias/Individual, entrar com as dados como período de férias, data de início, dias de férias, dias de abono, adiantamento 13 o Salário, e no dado Gerar Adiantamento indicar 'N', com isto o Rubi calculará o recibo de férias gerando os eventos respectivos para serem impressos no recibo de quitação porém, estes eventos serão integrados à folha de pagamento sem que seja gerado um evento de desconto de adiantamento de férias. Este recurso é muito utilizado por empresas que geram um dia ou dois dias para prolongar um feriado e desejam considerar como férias coletivas mas, para evitar que sejam impressos recibos e cheques para pagamentos antecipados de baixos valores, o fazem juntamente com a folha de pagamento. Gerar férias com pagamento 13 o Sal. Antecipado e com as médias A emissão de férias se dá em Colaboradores/Férias/Recibos Férias/Individual, entrar com os dados como: período de férias, data de início, dias de férias, dias de abono, e no dado adiantamento 13 o Salário 'S', com isto o Rubi calculará o recibo de férias gerando os eventos com o Adiantamento 13 o Salario e também os eventos de médias. Gerar férias com pagamento 13 o Sal. Antecipado sem as médias A emissão de férias se dá em Colaboradores/Férias/Recibos Férias/Individual, entrar com as dados como período de férias, data de início, dias de férias, dias de abono, e no dado adiantamento 13 o Salário 'S', com isto o Rubi calulará o recibo de férias gerando os eventos com o Adiantamento 13 o Salario e para não pagar os eventos de médias respectivos, assinalar em Empresas/ Empresas no dado Médias Adto. 13. Salário indicar 'N'. Gerar apenas um percentual de adiantamento de Férias Para adiantar somente um percentual de adiantamento de férias em Colaboradores/Férias/Recibos Férias/ Individual no dado % Adiantamento Férias informar esse percentual. É necessário que se tenha um evento com característica 11K e regra 20, e que na base de cálculo contenha todos os eventos de férias a serem considerados nesse percentual, é importante destacar que indicado um percentual, o Rubi abandona o seu cálculo e adiantará somente o valor resultante da aplicação deste percentual. No cálculo da folha os valores de férias não serão discriminados em seus eventos individualmente, todos serão somados nos eventos de Dif. de Férias e Dif. de Abono, sendo que irá apresentar o evento de Horas Férias para se fazer o fechamento das horas devidas no mês (normais + afastamentos). Gerar férias e descontar um percentual para cobrir gastos da Folha Mensal Em Colaboradores/Férias/Recibos Férias/Individual no dado % Provisão Desconto Férias indicar o percentual que deverá ser descontado do total adiantado para suprir um possível

8 Página 8 de 23 estouro da folha de pagamento (farmácia, mercado...), o evento denomina-se Provisão Desconto Férias com a característica 42 K e regra 5 que ficará somente no Recibo com o intuito de reduzir o Líquido do recibo a ser pago. Desconsiderar dias Clicando neste botão pode-se indicar os dias aos quais não se quer considerar como sendo de férias, por deliberidade da empresa ou por força de Convenção Coletiva, o sistema pagará como Licença Remunerada, os eventos deverão ter a caracteristica 01K ou 02K (ver se o evento Lic. Remunerada está cadastrado e preparado para ser calculado automaticamente). No recibo de férias o evento Horas Férias será gerado em sua totalidade como realmente sendo férias e a data do retorno avançará Valor mínimo de 1/3 Férias Tabelas/Sindicatos/Normativos Alguns Sindicatos estabelecem um valor mínimo de 1/3 de férias a serem pagos aos funcionários pertencentes a sua categoria profissional, desta forma se temos um Funcionários que receba R$ 300,00 mensais, ao calcular as férias o Rubi irá calcular de 1/3 de férias o valor de R$ 100,00; porém se neste campo estiver assinalado algum valor acima de R$ 100,00 o Rubi irá calcular este valor cadastrado neste campo.

9 Página 9 de Desconto de Eventos nas Férias Para as empresas que desejam efetuar um desconto no Recibo de Férias para que na folha mensal não ocorra estouro. Ex.: Funcionário tem desconto mensal de R$ 50,00 de Unimed, que está lançado em fixo. Funcionário irá ter férias de 20/06/12 a 19/07/12, no recibo de férias irá aparecer o desconto de Unimed de R$ 50,00, quando calcular a folha de Junho/12 irá aparecer os eventos de desconto de Unimed proporcional: Desconto de Férias Unimed = R$ 18,33 e o evento mensal de Desconto de Unimed = R$ 31,67 Deve-se criar 03 eventos: 1) Evento carac. 49Z - regra 45 - tipo 4. (lançar este evento em fixo) 2) Evento carac. 11G - regra 18 - tipo 3 - valor de cálculo F6 colocar o 1o. evento com tipo 11. 3) Evento carac. 49Z - regra 18 - tipo 3 - valor de cálculo F6 colocar o 1o. evento com tipo 11. Desconto de INSS: - Os evento de Férias que são considerados para a Base INSS deverão conter (+/-) no dado "INSS Mensal". - Na integração das férias com a folha de pagamento, caso já tenha descontado o teto de INSS nas férias, o Rubi não irá fazer o desconto de INSS Normal com os dias trabalhados no mês. - Na folha de pagamento juntará as férias aos demais eventos com incidência de INSS e aplicará o % de INSS devido e deduzirá do valor encontrado o INSS Férias, a diferença ficará no evento INSS Normal. - O valor do INSS Férias será descontado proporcionalmente aos dias de férias em cada mês, e se, ao juntar com a base de INSS dos salários ocorrer diferença, esta será descontada no evento de INSS normal.

10 Página 10 de 23 Desconto de IRRF: - Quando ocorrer o pagamento de mais de um Recibo de Férias ao mesmo colaborador na competência, o Rubi irá somar a base do primeiro Recibo com a base do segundo recibo e verificará em qual faixa de enquadra para cálculo do IRRF para aplicação do % devido e deduzindo o valor apurado no primeiro recibo. - O IRRF tem tributação em separado com relação aos valores da folha mensal, podendo se abater do cálculo do IR de férias o valor relativo a INSS, Previdência Privada, Dependentes e Pensão Judicial DICA: Quando a empresa trabalha com folha Semanal/Quinzenal o desconto do Adiantamento de Férias será proporcional aos dias de férias de cada cálculo semanal/quinzenal Férias Programadas O recurso de programação de férias, será bastante utilizado pelas empresas que programam férias para um determinado período, podendo ser mensal, anual, semanal, etc. Dentro deste item teremos as opções de Consultar e Listar. Em Colaboradores/Férias/Programação/Programação serão indicados as informações de cada colaborador. Em caso de utilização de férias programadas, os recibos de férias do período desejado, devem ser gerados no item Colaboradores/Férias/Recibos Férias/Programadas e a emissão será no item Colaboradores/Férias/Listar Férias. A programação de férias de um mesmo período, pode ser efetuado para até 3 datas diferentes. Permite listar relação de coleta de programação junto as chefias e depois listar para eles o que foi programado para controle dos mesmos para terem um acompanhamento da saída de férias de seu pessoal. Para emitir a relação de coleta para programação de férias, o ideal é não indicar uma data muito para frente, pois o sistema abrirá todos os períodos de férias na tela Férias / Períodos até essa data. As férias programadas são úteis para registrar quando os empregados sairão de férias e os recibos de uma mesma data podem ser gerados todos de uma só vez. Em caso de utilização de férias programadas, os recibos de férias do período a ser listado, devem ser gerados no item Férias / Recibos Férias/ Férias Programadas No item Programação as férias de um mesmo período, podem ser programadas para até 3 datas diferentes. Permite listar relação de coleta de programação junto às chefias e depois listar para eles o que foi programado. Assim as chefias podem ter um acompanhamento da saída de férias de seu pessoal.

11 Página 11 de 23 Férias Programadas - Gerar Observar que para gerar as férias programadas verificar o item Sem Saldo, que pode ser: D - Desprezar a programação, não calcular nada N - Gerar férias e deixar o saldo do período negativo.

12 Página 12 de Gerar Férias Coletivas e deixar saldo negativo Em Gerar Negativa(colaboradores/férias/recibo de férias/coletivas) indicar : S - Gerar férias coletivas, mesmo que os dias de saldo do período aquisitivo, sejam inferiores ao número de dias das coletivas, deixando o período com saldo negativo. N - Gerar as férias coletivas com os dias de saldo existentes, complementando o restante como licença remunerada. (é necessário ter eventos com características 01K e 02K). O período não vencido será quitado pelo tipo 06 (Quitado por Férias Coletivas Menos de 1 Ano). Empregados admitidos a menos de um ano O artigo 140 prevê que as férias, neste caso, serão proporcionais, iniciando-se, então, novo período aquisitivo. Importante observar: Quando o número de dias das coletivas for inferior ao número de dias de férias já adquiridos pelo empregado, pode-se optar em quitar todo o período adquirido até essa data ou, colocar o empregado em férias coletivas e deixar o período aquisitivo continuando normalmente, sem iniciar novo período na data das coletivas. Para os empregados que não completaram 12 (doze) meses de serviço, as férias serão proporcionais ao tempo que tiverem trabalhado, iniciando-se, então, novo período aquisitivo.

13 Página 13 de 23 Os dias restantes de férias coletivas serão pagos como licença remunerada, evitando assim, prejuízos salariais. Os empregados que usufruírem de férias coletivas, antes de 12 meses de serviço e pedirem demissão antes de completarem um ano de casa, não terão direito a receber, no ato da rescisão, férias proporcionais. As empresas que colocarem em férias mais de 300 empregados poderão usar um carimbo de modelo oficial, anotando o período aquisitivo na carteira, por ocasião do desligamento do empregado. Nas férias coletivas o abono pecuniário deverá ser objeto de acordo entre a empresa e os sindicatos, inclusive os de categoria diferenciada ou liberal. O objetivo das férias coletivas, em determinados casos, proporcionará às empresas uma redução de sua produção, em função da retração do mercado consumidor, o que acontece eventualmente. O Rubi prevê a aplicação legal das coletivas, porém o usuário, através de alguns assinalamentos, pode determinar os procedimentos que a empresa costuma aplicar. É necessário que na tabela de eventos, estejam cadastrados dois eventos com característica 01K e 02K, equivalendo à Licença remunerada coletiva diurna e noturna, para que se possa lançar as horas de licença que encontrar, ver em Tabelas/Eventos/Verificar selecione o grupo 01 e 02(dando enter em cada um desses dois grupos) e verifique se possui eventos com estas características. Admitidos sem Saldo O Artigo 140 preve que as férias neste caso, serão proporcionais, iniciando-se então, novo período aquisitivo. No Rubi deve-se indicar como proceder com os admitidos que tem menos de um ano de serviço, portanto sem o saldo suficiente para cobrir os dias de férias coletivas. Neste caso, pode-se dar o seguinte tratamento: S - Gerar coletivas, deixando o período em aberto, com saldo negativo. N - Gerar as coletivas com o número de dias existentes, pagando o restante como licença remunerada, quitando este período e abrindo novo período aquisitivo com a data de início das coletivas.

14 Página 14 de 23 Empregados que não devem ser considerados nas férias coletivas Em Colaboradores/Lotes digita-se todos os empregados que o Rubi não deverá gerar como Férias Coletivas, após a inclusão deste lote, informa-se este código de Lote na tela de Férias Coletivas no campo Lote. Outra opção: Clicando neste botão pode-se indicar os colaboradores aos quais não se quer considerar como sendo de férias coletivas. Dias a Desconsiderar nas Coletivas: é possível indicar quais os dias que não serão deduzidos do período de férias e que serão pagos na folha como licença remunerada. Saldo Período Aquisitivo Férias Insuficiente para Coletivas Se os dias de coletivas forem superiores aos dias de saldo do período aquisitivo, e foi assinalado para gera negativas S, o Rubi automaticamente abre o próximo período e gera dois recibos de férias coletivas para o empregado, deixando os dias negativos no próximo período. Multa Dobro: se o evento estiver ativado a multa será calculada sem perguntar.

15 Página 15 de 23 Cálculo Recibo de Férias Coletivas Empregado admitido em , sairá de férias coletivas por 15 dias a partir de , sendo que os dias e não devem ser considerados, portanto o final se dará em Os dias e serão pagos somente na folha como licença remunerada e não constarão do recibo de férias Férias em Dobro Transcorridos o período aquisitivo e o concessivo, sem que o empregado tenha gozado suas férias, terá direito de receber seu valor em dobro, além de assegurar o descanso, conforme o disposto no art. 137 da CLT e o Enunciado 81 do TST, acrescida de 1/3. Na geração dos recibos de férias será demonstrada uma mensagem para que quando estiver dentro do período de dobro efetue-se o pagamento da dobra ou não Monitorar Cálculos A opção de monitoramento ([F7] Monitorar) dos cálculos de Férias (Colaboradores/Férias/Recibo de Férias/Individual e Coletiva) do sistema, onde permitirá gravar um log do monitoramento do cálculo efetuado, que poderá ser listado a partir da própria tela do monitorar [F7] Monitorar / [F6] Listar ou em Gerador/Listar/Especiais/, categoria LO. 1.4 Férias - Cálculos O Rubi possui uma rotina única que calcula todas as médias do Sistema: Horas Extras (Regra 10) Valores Variáveis (Regra 11) Insalubridade (Regra 30) Periculosidade (Regra 29) Adicional Noturno (Regra 50) Eventos - Percentual (Regra 36) Eventos - Valor (Regra 38) Eventos - Horas (Regra 41) Adicional 1 e 2 (Regra 34) Desconto de IR de Férias integral ou Proporcional O valor de IR Férias pode ser descontado integralmente no primeiro mês, para isto a característica deste evento deve ser 40E ou proporcional aos dias de férias em cada mês, a característica do evento deverá ser 40Q.

16 Página 16 de 23 Diferenças de Férias Positivas As diferenças positivas constarão das características 11i Diferenças de Férias e 12f Diferença Abono. A cada evento é verificado se o valor calculado é menor ou maior que o valor calculado no recibo de férias. Todas as diferenças POSITIVAS E NEGATIVAS serão acumuladas, ao final do cálculo dos eventos, será feita uma comparação entre as diferenças, e se resultar diferença positiva será paga no evento único de Diferença de Férias e Diferença de Abono de Férias que será integrada na folha. Estas diferenças podem ser em virtude de: Alterações salariais posteriores ao cálculo do recibo de férias Alteração em algum valor que foi utilizado nas médias Alteração de escala horária do empregado implicando em jornada noturna Alteração do salário mínimo ou salário normativo para quem recebe insalubridade Os eventos do recibo de férias serão integrados na folha de dezembro e serão recalculados para encontrar possíveis diferenças a serem pagas. O Rubi sempre recalcula os valores de férias e gera automaticamente os eventos de diferença de Férias e Diferença de Abono se houver. Estas diferenças podem ser em virtude de: alterações salariais posteriores ao cálculo do recibo de férias, alteração em algum valor que foi utilizado nas médias, alteração de escala horária do empregado implicando em jornada noturna, alteração de salário mínimo para quem recebe insalubridade, etc. Proporcionalidade na Folha Quando houver Férias concedidas (20 dias de Férias + 10 de Abono, c/ Adiantamento de 50% 13o. Salário), que ultrapassem o mês em Curso, o sistema calculará a Folha de Pagamento, lançando os eventos de Férias proporcionalmente aos dias de Férias que recaírem em cada período Médias para Cálculos de Férias Definição para Cálculo das Médias No sindicato e na empresa são efetuados alguns assinalamentos importantes para o cálculo das médias pelo Rubi.

17 Página 17 de 23 Inclusão Horas Extras e Salários Variáveis Salários Variáveis Últimos doze meses anteriores à concessão (art.142 CLT 3 o ) Horas Extras Do período Aquisitivo ou conforme Sindicato Insalubridade % do período de gozo ou média período aquisitivo Noturno % do período de gozo ou média período aquisitivo Periculosidade % do período de gozo ou média período aquisitivo

18 Página 18 de 23 Observações Referentes às Horas Extras: Calcular a média do número de horas extras de acordo com cada percentual de acréscimo em relação à hora normal. (50%, 60%, 75%, 100%, etc). Fica mais simples se converter o número de horas aplicando-se o percentual de extras, exemplo: 10 horas c/50% = 15 horas normais (10h x 1.5), assim poder-se-á aplicar o valor da hora normal à média de horas convertidas encontradas. Multiplicar a média do número de horas pelo valor do salário-hora na data do pagamento. Observações Referentes ao Salário Variável: Considerar para cálculo da média, todas as parcelas de salários variáveis (comissões, repouso remunerado sobre comissões, tarefa, gratificações, prêmios, etc.) Nos casos em que as convenções coletivas de trabalho, estabelecerem um prazo inferior, o mesmo deverá ser observado, pois favorece o empregado em função dos índices inflacionários. No Cadastro do Sindicato nos campos Meses Valores Variáveis e no F7 deverá constar as informações conforme Sindicato. Os eventos que são considerados para Valores Variáveis, devem ser cadastrados em Tabelas/Eventos/Definições no F6. DICA: A média de horas extras paga no gozo das férias pode ser considerado nas médias para o próximo período Basta trocar a característica do evento de média de horas extras de 11B para 11M nas versões 4 e 4W. Na versão 5 indicar a característica 11B no totalizador de Horas Extras das Férias. DICA: Nas provisões de férias é possível baixar os dias e o valor integrais no primeiro mês, ou os dias/valor proporcionais em cada mês do gozo das férias. Assinale no cadastro da empresa. DICA: Nas provisões de férias o saldo negativo relativo a pagamento de férias antecipadas (períodos aquisitivos ainda não vencidos) pode ser controlado à parte e não precisa ser baixado da provisão integralmente no mês do pagamento. Assinale no cadastro da empresa. DICA: As médias calculadas nas provisões são calculadas do mês atual para trás. A quantidade de meses constará em Tabelas/Sindicato/Cadastro no F6. As horas acumuladas (Horas Extras, Adicional Noturno, Afastamentos, ficam armazenados em Colaboradores/Férias/Tratar Períodos dentro de cada período de férias em que vierem a ocorrer. A acumulação das horas extras o sistema fará respeitanto cada período aquisitivo. Exemplo: Admissão do empregado em 04/05/1996, tem horas extras da competência maio de 1997 até maio de 1998, o total de horas a ser acumulado será de maio de 1997 até abril de 1998 para o período aquisitivo 04/05/ /05/1998, ficando a competência de maio de

19 Página 19 de para o próximo período Característica de Extras que o Rubi não faz Média 05E Repouso sobre horas extras que não soma para média de horas extras; 05F Repouso sobre horas extras - mensalistas 30 dias que não soma para médias de horas extras 2 Relatórios Todos os documentos de férias podem ser emitidos a partir do item Listar em Colaboradores/Férias/Listar Férias. 3 Verificar Períodos Vencidos e a Vencer e Resumo Períodos Em Colaboradores/Férias/Resumo Períodos apresenta um relatório que deve ser emitido mensalmente a fim de se obter os empregados que estão com períodos de férias vencidos, para evitar o pagamento de dobro. Em Colaboradores/Férias/Resumo Recibos apresenta um relatório que deve ser emitido mensalmente a fim de se obter os empregados que estão com valores a serem integrados em mês posterior (desconto adiantamento férias), este relatório é bastante utilizado para o fechamento contábil.

20 Página 20 de 23 4 Exclusão de Férias Para excluir férias coletivas/individuais, utilizar a opção Exlcuir Férias em Colaboradores/Férias/Excluir férias que pode ser utilizado também para excluir férias de mais de um empregado ao mesmo tempo. O que deve ser indicado no período é a data de início das férias que devem ser excluídas, se for apenas uma data de início deve-se apenas repetir a data no segundo espaço. As férias individuais também podem ser excluídas em Colaboradores/Férias/Alterar Recibos identificando o Período Aquisitivo que foi concedido as férias, depois selecione a data de início das férias, irá abrir mensagem se deseja alterar o Recibo, informe S e depois zere a data de início das férias. 5 Anotação das Férias No Rubi foi disponibilizada uma Relação em substituição as anotações da CTPS em Colaborador/Ficha de Registro/ Listar modelo / Anotações 6 Provisão de Férias Cálculos/Relatórios/Provisão As provisões devem ser geradas mensalmente, podendo a empresa optar por gerar em separado da folha ou junto com a folha mensal, definindo esta situação dentro da Definição Contábil. 7 Contabilização de Férias Cálculos/Relatórios/Contabilizar Após gerada as provisões (se gerar a contabilização junto a folha) deve ser gerado o relatório/arquivo de contabilização. 8 Dicas Nas implantações, após ser importada ou digitada a ficha financeira, deve-se executar em Colaborador / Férias / Tratar Período / Acumular para que sejam montados os acumulados de médias para férias. É nos cálculos da folha (tipo 11 Mensal) que o Rubi acumulará automaticamente os novos valores para cada período correspondente. DICA: Você sabia que ao gerar o recibo de férias o Rubi cria automaticamente o afastamento para férias desse colaborador, que fará com que estas férias sejam levadas para a folha mensal?

21 Página 21 de 23 DICA: Deve-se atualizar a tabela de Feriados do ano seguinte antes de gerar recibos de férias de Dezembro que irão ter data de retorno em Janeiro. DICA: Se o Rubi estiver em fase de implantação, os períodos vencidos e não quitados, devem ser cadastrados na tela Tratar Períodos. Os dias já quitados, inclusive com os dias de abono, devem ser informados no dado Dias Débito. DICA: Se você importou as fichas financeiras de meses anteriores, e cadastrou os períodos de férias ainda em aberto, poderá reacumular os dados para médias em cada período, no item Diversos/ Utilitários/ H.Extras DICA: Você sabia que a média de horas extras paga no gozo das férias pode ser considerado nas médias para o próximo período? Basta trocar a característica do evento de média de horas extras de 11B para 11M. DICA: Você sabia que o valor de IR Férias pode ser descontado inteiro no primeiro mês ou proporcional aos dias de férias em cada mês? Troque a característica do evento de IR Férias para 40Q. DICA: As faltas para férias e afastamentos de auxílio doença, acidente de trabalho e serviço militar devem ser cadastrados no item Afastamentos para que sejam considerados nos períodos de férias respectivos. DICA: Você sabia que é na tabela de Situações de afastamentos que fica determinado se este irá afetar o direito de férias ou não? DICA: Você sabia que as faltas lançadas em horas no item Cálculos/ Lançamentos não são consideradas como faltas para férias? Somente aquelas digitadas no item Afastamentos é que são. DICA: Se a empresa deseja efetuar a programação de férias dos colaboradores pode emitir a relação de coleta para enviar às chefias. Na devolução as datas devem ser digitadas na tela Férias/ Programação/ Programação. Para checar a digitação liste a Relação de Programação. DICA: Você sabia que na programação de férias um mesmo período pode ser programado para 3 datas diferentes? DICA: Se você utiliza férias programadas, os recibos de férias do período desejado devem ser gerados no item Férias/ Recibos Férias/ Programadas. A emissão se dá no item Listar Férias/ Recibo.

22 Página 22 de 23 DICA: Você sabia que os valores calculados no recibo de férias são divididos pela quantidade de dias de férias e multiplicados pelos dias de férias que recaem em cada mês, no momento de levar estes valores para a folha? E que todos os valores são recalculados para encontrar diferenças de férias a serem pagas? DICA: Você sabia que o abono de férias não é considerado nem no início e nem no final das férias, sendo calculado em valor proporcional aos dias de férias pagas? DICA: Você sabia que o dado Gerar Adto igual a N significa que o adiantamento de férias não ocorreu, e fará com que o Rubi leve os valores para pagar na folha, porém não efetuará o desconto de adto férias? DICA: Você sabia que o salário considerado no recibo de férias é aquele com data igual ou inferior à data de início das férias? E que se o salário for alterado no período de gozo das férias o Rubi calcula automaticamente as diferenças a serem pagas na folha? DICA: Você sabia que é permitido indicar um período mais atual na geração do recibo, mesmo que o anterior ainda esteja com saldo? Indique-o na tela Recibos de Férias ignorando o período proposto pelo Rubi. DICA: Você sabia que para excluir um recibo de férias é necessário acessar o item Alterar Recibos, chamar o período aquisitivo correspondente e zerar a data de início das férias, e em seguida confirmar a exclusão? DICA: Você sabia que é possível cancelar férias de determinado período para mais de um colaborador? Utilize a opção Excluir Férias. DICA: Você sabia que é possível cancelar férias coletivas de determinado período? Utilize a opção Excluir Férias. DICA: Você sabia que é o cálculo da folha e a emissão das provisões que verificam se é necessário abrir períodos de férias novos ou encerrar os atuais? DICA: Você sabia que para emitir a relação de coleta para programação de férias o ideal é não indicar uma data muito para frente, pois o Rubi irá abrir todos os períodos de férias na tela Tratar Períodos até essa data? DICA: Você sabia que nas provisões de férias é possivel baixar os dias e o valor integrais no primeiro mês, ou os dias/valor proporcionais em cada mês de gozo das férias. Assinale no cadastro da empresa. DICA: Você sabia nas provisões de férias o saldo negativo relativo ao pagamento de férias antecipadas (períodos aquisitivos ainda não vencidos) pode ser controlado a parte e não precisa ser baixado da provisão integralmente no mês do pagamento. Assinale no cadastro da empresa.

23 Página 23 de 23 Elaboração Suporte Gestão de Pessoas Versão 4w

Gestão de Pessoas - 4w

Gestão de Pessoas - 4w P á g i n a 1 Gestão de Pessoas - 4w Modulo Administração de Pessoal (Rubi) Processo: Férias P á g i n a 2 Sumário 1 Conceito... 3 1.1 Parametrizações no Sistema... 3 1.1.1 - Sindicato... 3 1.1.2 - Situações...

Leia mais

Gestão de Pessoas - Windows

Gestão de Pessoas - Windows P á g i n a 1 Gestão de Pessoas - Windows Módulo Administração de Pessoal (Rubi) Processo: 13º Salário Senior Sistemas S.A Rua São Paulo, 825 - Bairro Victor Konder - CEP 89012.001 - Blumenau/SC Fone:

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 CORDILHEIRA RECURSOS HUMANOS 2.93A 1- Adequada a rotina Módulos\ Férias\ Férias Normais para calcular as férias em dobro quando

Leia mais

Manual das Férias Coletivas. Índice

Manual das Férias Coletivas. Índice Manual das Férias Coletivas Índice 1. COMO CALCULAR FÉRIAS COLETIVAS... 2 2. REGRAS BÁSICAS... 3 2.1. CONTAGEM DOS AVOS DE DIREITO... 4 2.2. DEDUÇÃO DE DIAS JÁ CONCEDIDOS... 6 2.3. COMPARAÇÃO DOS DIAS

Leia mais

Gestão de Pessoas - 4w

Gestão de Pessoas - 4w Gestão de Pessoas - 4w Modulo Administração de Pessoal (Rubi) Processo: 13º Salário Senior Sistemas S.A Rua São Paulo, 825 - Bairro Victor Konder - CEP 89012.001 - Blumenau/SC Fone: (047) 3221-3300 www.senior.com.br

Leia mais

Cálculos Protheus SIGAGPE - Brasil

Cálculos Protheus SIGAGPE - Brasil Rotina de Férias Sumário Calculo de Férias Abono Pecuniário Períodos consecutivos Licença Remunerada Parâmetros da rotina Id_calculo utilizado Férias em Dobro Férias Empregado com menos de 12 Meses Férias

Leia mais

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão:

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão: Módulo de Rescisão Para calcular a rescisão, é necessário informar para quem se deseja calcular (Código, Divisão, Tomador), depois informar tipo de dispensa, data de aviso prévio, data de pagamento, dias

Leia mais

ROTEIRO BÁSICO PARA GERAR FOLHA DE PAGAMENTO

ROTEIRO BÁSICO PARA GERAR FOLHA DE PAGAMENTO ROTEIRO BÁSICO PARA GERAR FOLHA DE PAGAMENTO Nas páginas seguintes, você terá uma visão geral dos recursos disponíveis e das funções que o Persona pode automatizar. Sem entrar em detalhes, você saberá

Leia mais

Instruções Folha de Pagamento Rotina 21 Instruções RAIS

Instruções Folha de Pagamento Rotina 21 Instruções RAIS Instruções Folha de Pagamento Rotina 21 Instruções RAIS Informações Iniciais (Portaria Nº 7, de 3 Janeiro de 2012) o O prazo para a entrega da declaração da RAIS inicia-se no dia 17 de janeiro de 2012

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Página: 1/5 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Módulo Rubi Avançado : 20:00 A quem se destina: Todos que tiverem a necessidade de administrar de forma avançada o módulo Rubi para facilitar o controle de Valores Folha

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 Cordilheira Recursos Humanos CRH 2.85A As rotinas de Retiradas de Pró-labore e Autônomos tiveram diversas alterações, com o objetivo

Leia mais

Apostila de 13 Salário. Capacitação e Treinamento 1

Apostila de 13 Salário. Capacitação e Treinamento 1 Apostila de 13 Salário Capacitação e Treinamento 1 Conteúdo 1. DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO... 3 1.1. Contagem de Avos... 3 1.2. Primeira Parcela Pagamento até 30/11... 3 1.3. Empregados não disponíveis durantes

Leia mais

Manual da Rescisão Complementar

Manual da Rescisão Complementar Manual da Rescisão Complementar Atualizado em Abril/2009 Pág 1/16 Sumário Rescisão Complementar... 2 Reajuste salarial para funcionários demitidos... 3 Novos Campos cadastro de Sindicato... 4 Recálculo

Leia mais

Manual de Cálculo e Controle de Férias

Manual de Cálculo e Controle de Férias Manual de Cálculo e Controle de Férias Novembro/2009 Pág.: 1/56 Sumário 1. FÉRIAS INDIVIDUAIS... 4 1.1. Férias Informações gerais e legislação...4 1.1.1. Direito às Férias...4 1.1.2. Aviso e Remuneração...4

Leia mais

Cálculo das férias proporcionais e faltas

Cálculo das férias proporcionais e faltas Informativo 0 Página 0 Ano 2013 Cálculo das férias proporcionais e faltas FÉRIAS Após cada 12 meses de vigência do contrato de trabalho (período aquisitivo), o empregado tem direito ao gozo de um período

Leia mais

Procedimentos - 13º Salário Logix

Procedimentos - 13º Salário Logix Procedimentos - 13º Salário Logix 1 ÍNDICE 1. Parâmetros... 3 1.1. RHU3330 - Empresas - Cálculo/Movimento Folha...3 1.2. RHU0050 Manutenção Eventos...5 1.3. RHU0030 - Categoria Salarial...6 1.4. RHU0150

Leia mais

CÁLCULO DE ADIANTAMENTO SALARIAL

CÁLCULO DE ADIANTAMENTO SALARIAL CÁLCULO DE ADIANTAMENTO SALARIAL O cálculo de adiantamento salarial no Cordilheira Recursos Humanos é bem flexível e consegue atender muitas situações diferenciadas. Para que o cálculo seja efetuado de

Leia mais

DEPARTAMENTO PESSOAL

DEPARTAMENTO PESSOAL DEPARTAMENTO PESSOAL DÚVIDAS MAIS FREQUENTES 1 1. Documentos necessários para admissão Para o processo de admissão, o novo funcionário deverá apresentar a relação de documentos abaixo: *Carteira de Trabalho

Leia mais

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01 Auxiliar Jurídico Módulo IV Aula 01 1 CÁLCULOS TRABALHISTAS Neste módulo você irá aprender a realizar os cálculos de verbas rescisórias e Liquidação de Sentença. I. VERBAS RESCISÓRIAS Podemos entender

Leia mais

Treinamento Sistema Folha Union Módulo III

Treinamento Sistema Folha Union Módulo III FOLHA DE PAGAMENTO MÓDULO III - MOVIMENTOS Folha Union> Vale transporte> Cadastro de tarifas Valor - Insira o valor atual e a data de vigência. Cadastre ou altere os tipos de transportes utilizados de

Leia mais

Infor-Pag. Importa lançamentos de outros Sistemas (Ponto Eletrônico, Convênios,...).

Infor-Pag. Importa lançamentos de outros Sistemas (Ponto Eletrônico, Convênios,...). Cálculos Infor-Pag CLT, Estagiários, Autônomos e Pró-Labore. Geral ou por Centro de Custos. Recálculo. Com o mesmo código de evento pode-se ter 3 tipos de movimento; Normal, diferença ou estorno. Permite

Leia mais

Treinamento Sistema Folha Union Módulo III

Treinamento Sistema Folha Union Módulo III FOLHA DE PAGAMENTO MÓDULO III - MOVIMENTOS Folha Union> Vale transporte> Geração de movimento de Vale transporte Para que o sistema calcule o valor do vale transporte para o mês de referência é necessário

Leia mais

APOSTILA PROVISÃO E CONTABILIZAÇÃO

APOSTILA PROVISÃO E CONTABILIZAÇÃO APOSTILA PROVISÃO E CONTABILIZAÇÃO ANO 2004 1 ÍNDICE 1 - Provisão de 13º Salário e Férias Preparando a Provisão 1.1 Cadastro de Provisão de férias 1.2 Cadastro de provisão de 13º Salário 1.3 Relatório

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA GERAÇÃO DO 13ª SALÁRIO

INSTRUÇÕES PARA GERAÇÃO DO 13ª SALÁRIO INSTRUÇÕES PARA GERAÇÃO DO 13ª SALÁRIO Versão Obrigatória 2.10a Suporte Follha - Winner Página 1 27/10/08 COPYRIGHT As informações contidas neste documento, sobre produtos e/ou serviços são de propriedade

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Calculo Adicionais e Médias para Férias e 13º Salário

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Calculo Adicionais e Médias para Férias e 13º Salário 21/01/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 4 5. Informações Complementares... 5 6. Referências... 5 7.

Leia mais

Menu Processos. - Folha de Pagamento Mensal - Adiantamento (vale) - 13º Salário Parcela Final - 13º Salário Adiantamento

Menu Processos. - Folha de Pagamento Mensal - Adiantamento (vale) - 13º Salário Parcela Final - 13º Salário Adiantamento Digitação de Holerith Processo da Folha de Pagamento Este item é responsável pela criação de sua folha de pagamento. A Digitação de Holerith permite o manuseio completo das mais diferentes situações. Esta

Leia mais

Férias Individuais e Coletivas; Período Aquisitivo e Concessivo; Remuneração; Abono; Efeitos na Rescisão Contratual

Férias Individuais e Coletivas; Período Aquisitivo e Concessivo; Remuneração; Abono; Efeitos na Rescisão Contratual Lição 6. Férias Férias Individuais e Coletivas; Período Aquisitivo e Concessivo; Remuneração; Abono; Efeitos na Rescisão Contratual 6.1. FÉRIAS INDIVIDUAIS: arts. 129 a 138 da CLT. As férias correspondem

Leia mais

DEFINIÇÃO PARA FOLHA DE PAGAMENTO DE FÉRIAS COLETIVAS DOCENTES NOVEMBRO / 2007

DEFINIÇÃO PARA FOLHA DE PAGAMENTO DE FÉRIAS COLETIVAS DOCENTES NOVEMBRO / 2007 DEFINIÇÃO PARA FOLHA DE PAGAMENTO DE FÉRIAS COLETIVAS DOCENTES NOVEMBRO / 2007 SERVIDORES DO CEETEPS CLIENTE 092 REGIME C.L.T DOCENTES FOLHA DE FÉRIAS COLETIVA PERÍODO A SER CONSIDERADO: JANEIRO á DEZEMBRO

Leia mais

EXACTUS SOFTWARE LTDA

EXACTUS SOFTWARE LTDA Instruções para Geração do 13º Salário EXACTUS SOFTWARE LTDA SISTEMA - WINNER Edição 2009 Página 1 de 24 Londrina Paraná Edição 10/2009 COPYRIGHT Todos os direitos são reservados à Exactus Software Ltda.

Leia mais

DIRF. Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014. Ano Base:2013. Copyright 2013 1

DIRF. Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014. Ano Base:2013. Copyright 2013 1 DIRF Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014 Ano Base:2013 Copyright 2013 1 O que é DIRF? Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte: É a declaração feita pela FONTE PAGADORA [Empresa],

Leia mais

Instruções Folha de Pagamento Rotina 19 13º Salário

Instruções Folha de Pagamento Rotina 19 13º Salário Instruções Folha de Pagamento Rotina 19 13º Salário Instruções Iniciais Antes de iniciar a geração do 13º salário é necessário verificar com atenção as dicas iniciais. Efetue a parametrização da Tabela

Leia mais

Recursos Humanos. Cálculos de Folha de Pagamento - Férias e Décimo-Terceiro. Férias - Finalidade. Férias - Direito. Patrícia Ramos Palmieri

Recursos Humanos. Cálculos de Folha de Pagamento - Férias e Décimo-Terceiro. Férias - Finalidade. Férias - Direito. Patrícia Ramos Palmieri Recursos Humanos Patrícia Ramos Palmieri Cálculos de Folha de Pagamento - Férias e Décimo-Terceiro 1 Férias - Finalidade A finalidade básica da concessão das férias é o restabelecimento das forças físicas

Leia mais

ESCALA DE FÉRIAS - EXERCÍCIO 2007 INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO

ESCALA DE FÉRIAS - EXERCÍCIO 2007 INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO ESCALA DE FÉRIAS - EXERCÍCIO 2007 INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO Para o preenchimento da Escala de Férias, o servidor deverá acessar o Portal do Servidor por meio do endereço http://10.9.16.23/csp/tcdf/portal/index.csp

Leia mais

Menu Relatórios. Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento. Folha Pagto (Meio Magnético)

Menu Relatórios. Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento. Folha Pagto (Meio Magnético) Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento Esta opção é responsável pela emissão da Folha de Pagamento dos funcionários com movimentação. A impressão poderá ser configurada com separações

Leia mais

1. Controle de exercício

1. Controle de exercício 1 1. Controle de exercício Para realizar lançamentos e emitir relatório o módulo Contabil obriga a criação de exercícios, que na verdade representam os anos de atividade da empresa. Confira algumas dicas

Leia mais

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Férias

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Férias pág.: 1/6 1 Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos para programação, concessão e pagamento de férias aos empregados da COPASA MG. 2 Referências Para aplicação desta norma poderá ser necessário

Leia mais

Férias Proporcionais Até 5 faltas 6 a 14 faltas 15 a 23 faltas 24 a 32 faltas

Férias Proporcionais Até 5 faltas 6 a 14 faltas 15 a 23 faltas 24 a 32 faltas FÉRIAS ASPECTOS GERAIS Férias é o período de descanso anual, que deve ser concedido ao empregado após o exercício de atividades por um ano, ou seja, por um período de 12 meses, período este denominado

Leia mais

Manual Prático 13º Salário

Manual Prático 13º Salário Manual Prático 13º Salário 1/36 Índice 1. ROTINAS 13 SALÁRIO DOS SISTEMAS EBS... 4 1.1. Definições... 4 2. CONFIGURAÇÕES DE EVENTOS... 6 3. 1 PARCELA... 9 4. 2 PARCELA... 11 5. INFORMAÇÃO DE VALORES EXTRAS...

Leia mais

Neste bip. Férias Coletivas. Você Sabia? Edição 53 Janeiro de 2015

Neste bip. Férias Coletivas. Você Sabia? Edição 53 Janeiro de 2015 Neste bip Férias Coletivas... 1 Configurar Tarefas Automáticas... 2 Pedido de Rescisão e Interrupção do Aviso Prévio... 3 Cadastro NIS em Lote... 3 Erro ao Gerar a Depreciação de Um Período... 5 Férias

Leia mais

SUPORTE TÉCNICO EBS. Horário de atendimento: Das 08h00min às 19h, de Segunda a Sexta-feira.

SUPORTE TÉCNICO EBS. Horário de atendimento: Das 08h00min às 19h, de Segunda a Sexta-feira. SUPORTE TÉCNICO EBS Horário de atendimento: Das 08h00min às 19h, de Segunda a Sexta-feira. Formas de atendimento: E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@sage.com.br. Suporte On-Line

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

ETEP TÉCNICO EM CONTABILIDADE MÓDULO 3 INFORMÁTICA 3 2012 PÓS MÉDIO

ETEP TÉCNICO EM CONTABILIDADE MÓDULO 3 INFORMÁTICA 3 2012 PÓS MÉDIO 2012 TÉCNICO EM CONTABILIDADE MÓDULO 3 INFORMÁTICA 3 PÓS MÉDIO 1 AULA 1 Verificação de Erros cometidos no Domínio Escrita Fiscal Para verificar o que já foi realizado no domínio escrita fiscal (e também

Leia mais

Características do Sistema

Características do Sistema SISTEMA FOLHA DE PAGAMENTO ADVANCED Características do Sistema Sistema multiusuário pleno. Sistema multiempresa sem limitações. Recursos e facilidades operacionais com eficiência, segurança e exatidão.

Leia mais

ABERTURA E ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO

ABERTURA E ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO Atualização: Novembro de 2012 Página: 1 SIA 7.5 - Sistema Integrado de Arrecadação ABERTURA E ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO FIORILLI SOC CIVIL LTDA.-SOFTWARE SIA 7.5 - Sistema Integrado de Arrecadação Atualização:

Leia mais

CÁLCULOS TRABALHISTAS

CÁLCULOS TRABALHISTAS CÁLCULOS TRABALHISTAS Remuneração - Salário acrescido da média das variáveis (exemplo: comissões) dos últimos 12 meses. - Média: soma das 6 maiores parcelas variáveis mês a mês, divididas por 6, dentro

Leia mais

NORMA DE FÉRIAS. RES. nº 1628/09. Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba

NORMA DE FÉRIAS. RES. nº 1628/09. Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba Vinculada ao Ministério da Integração Nacional - M I. nº 1628/09 FOR-101 1/5 S U M Á R I O 1 Objetivo, 2/5 2 Definição, 2/5 3 Competências,

Leia mais

TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL

TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL Tutorial do Sistema WinThor Módulo Contábil Copyright - PC Informática Ltda. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total por qualquer

Leia mais

AUDITORIA FINANCEIRA. No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria Financeira.

AUDITORIA FINANCEIRA. No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria Financeira. AUDITORIA FINANCEIRA Processo de uso da Auditoria Financeira CADASTRO DE EMPRESA PARÂMETROS No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria

Leia mais

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A SEGUNDA PARCELA DO 13º. 13º Salário - Gratificação Natalina. Adiantamento do 13º Salário nas férias

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A SEGUNDA PARCELA DO 13º. 13º Salário - Gratificação Natalina. Adiantamento do 13º Salário nas férias 1 TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A SEGUNDA PARCELA DO 13º - Gratificação Natalina A Gratificação de Natal, popularmente conhecida como, foi instituída pela Lei 4.090, de 13/07/1962, regulamentada pelo Decreto

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cálculo do Imposto de Renda na Fonte sobre o complemento de 13º Salário

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cálculo do Imposto de Renda na Fonte sobre o complemento de 13º Salário complemento de 13º Salário 01/04/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares...

Leia mais

SEÇÃO DE RELAÇÕES DO TRABALHO SETOR DE HOMOLOGAÇÃO TREINAMENTO SISTEMA HOMOLOGNET

SEÇÃO DE RELAÇÕES DO TRABALHO SETOR DE HOMOLOGAÇÃO TREINAMENTO SISTEMA HOMOLOGNET SEÇÃO DE RELAÇÕES DO TRABALHO SETOR DE HOMOLOGAÇÃO TREINAMENTO SISTEMA HOMOLOGNET ACESSO AO HOMOLOGNET Para utilizar o HomologNet é necessário acessar o Portal do Trabalho e Emprego na Internet, no endereço

Leia mais

Recibos à Parte. Nesta tela devem ser cadastrados os eventos que deseja emitir separadamente para o mês de referência.

Recibos à Parte. Nesta tela devem ser cadastrados os eventos que deseja emitir separadamente para o mês de referência. Recibos à Parte Seleção de Eventos para Recibo à Parte Procedimentos para que sejam selecionados eventos para impressão à parte de holerith, impressão da folha mensal, impressão da relação para crédito

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.07 Movimentações... 4 Movimentações de Caixa... 4 Entradas... 6 Recebimento em Dinheiro... 8 Recebimento em Cheque... 8 Troco... 15 Saídas... 17 Movimentações de Banco... 22

Leia mais

Conteúdo Complementar Cálculo de Rescisão

Conteúdo Complementar Cálculo de Rescisão Conteúdo Complementar Cálculo de Rescisão Gestão de Pessoal Contéudo Complementar Cálculo de Rescisão 1. Cálculo de Rescisão Para efetuar o cálculo de um recibo de rescisão é necessário seguir as orientações

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTO DA ROTINA DA RESCISÃO COMPLEMENTAR

MANUAL DE PROCEDIMENTO DA ROTINA DA RESCISÃO COMPLEMENTAR MANUAL DE PROCEDIMENTO DA ROTINA DA RESCISÃO COMPLEMENTAR INTRODUÇÃO Trata-se de um recurso exclusivo para atender a necessidade de cálculos complementares de verbas rescisórias decorrentes de reajustes

Leia mais

Neste bip. Importação de dados Fiscais para o Rumo. Você Sabia? edição 28 Dezembro de 2012

Neste bip. Importação de dados Fiscais para o Rumo. Você Sabia? edição 28 Dezembro de 2012 Neste bip Importação de dados Fiscais para o Rumo... 1 Controle de contas a pagar e a receber... 2 Quando calcular o 13 salário complementar?... 2 Férias Coletivas... 3 MEI - Afastamento por licença maternidade...

Leia mais

Base Legal (Perguntas e Respostas 02.01)

Base Legal (Perguntas e Respostas 02.01) HOMOLOGNET Base Legal (Perguntas e Respostas 02.01) Portaria Nº 1.620, de 14/07/2010: Institui o sistema Homolognet; Portaria Nº 1.621, de 14/07/2010: Aprova modelos de TRCT e Termos de Homologação; Instrução

Leia mais

Relatórios. Financeiro... 3. Detalhes financeiros da classe... 3. Detalhes financeiros do plano... 4. Detalhes financeiros dos alunos...

Relatórios. Financeiro... 3. Detalhes financeiros da classe... 3. Detalhes financeiros do plano... 4. Detalhes financeiros dos alunos... Relatórios Financeiro... 3 Detalhes financeiros da classe... 3 Detalhes financeiros do plano... 4 Detalhes financeiros dos alunos... 5 Vencimento diferenciado... 6 Não emitir boleto... 7 Diferenças entre

Leia mais

1998-2011 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2011 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE FÉRIAS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE FÉRIAS 23/04/203. INTRODUÇÃO A Política de Férias tem por objetivo estabelecer os critérios relativos a concessão de férias dos empregados da Melhoramentos Papéis 2. ESCOPO Férias solicitadas pelos funcionários

Leia mais

mesmo empregador recebendo

mesmo empregador recebendo AULA 6: Salário e Remuneração: a partir do art. 457, CLT Equiparação Salarial empregado que almeja ganhar um salário maior, deseja o salário de outro, que é o chamado paradigma ou modelo idêntica função

Leia mais

MANUAL PAPELETA MOTORISTA Criado em: 15/02/2013 Atualizado em: 12/11/2014

MANUAL PAPELETA MOTORISTA Criado em: 15/02/2013 Atualizado em: 12/11/2014 O objetivo deste manual é explicar passo a passo o controle da papeleta do motorista realizado no SAT. De acordo com a LEI Nº 12.619, DE 30 DE ABRIL DE 2012, que pode ser acessada em: http://www.planalto.gov.br

Leia mais

Adiantamento: Informa o percentual de adiantamento porventura existente na empresa para os funcionários, valor será calculado sobre o salário base.

Adiantamento: Informa o percentual de adiantamento porventura existente na empresa para os funcionários, valor será calculado sobre o salário base. 20.1 Parâmetros Habilitação de Empresas 20. MANUAL DE SISTEMA DE FOLHA DE PAGAMENTO Rotina destinada a habilitar as empresas que vão utilizar o sistema, onde serão informados todos os dados necessários

Leia mais

F.A.Q. Perguntas e Respostas sobre teoria e prática do 13 Salário. SUMÁRIO

F.A.Q. Perguntas e Respostas sobre teoria e prática do 13 Salário. SUMÁRIO F.A.Q. Perguntas e Respostas sobre teoria e prática do 13 Salário. SUMÁRIO 1. O que é o 13 Salário?... 2 2. Quem faz jus ao direito do 13 Salário?... 2 3. Como o 13 pode ser divido em prestações?... 2

Leia mais

2013 GVDASA Sistemas Cheques 1

2013 GVDASA Sistemas Cheques 1 2013 GVDASA Sistemas Cheques 1 2013 GVDASA Sistemas Cheques 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma

Leia mais

8) Qual o papel da administradora?

8) Qual o papel da administradora? 1) Como funciona o consórcio? R= Consórcio é um sistema que reúne em grupo pessoas físicas e/ou jurídicas com interesse comum para compra de bens ou serviços, por meio de autofinanciamento, onde o valor

Leia mais

Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria

Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria Financeira...4 2.1.2.Formas de Registro do Pagamento e Recebimento

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.07 Configurando o Módulo... 3 Contas... 3 Conta Caixa... 5 Aba Geral... 5 Aba Empresas... 8 Conta Banco... 9 Aba Geral... 9 Aba Conta Banco... 10 Aba Empresas... 12 Tipos de

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Wfolha 13 Salário

MANUAL DO SISTEMA. Wfolha 13 Salário MANUAL DO SISTEMA Wfolha 13 Salário SulProg Sistemas 1 INTRODUÇÃO Este manual foi desenvolvido a fim de facilitar e esclarecer dúvidas sobre os procedimentos referente ao 13 salário. SulProg Sistemas 2

Leia mais

CONTROLE DE CONTRATOS

CONTROLE DE CONTRATOS CONTROLE DE CONTRATOS RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de comércio e varejo.

Leia mais

Agendamento de Suporte Telefônico Telefone celular Equipe de Apoio

Agendamento de Suporte Telefônico Telefone celular Equipe de Apoio 08/11/2012 Evento Programação 14:00h - Abertura 14:15h - Novos Procedimentos Suporte Help 14:30h - Novo TRCT (Rescisão do CT) 14:45h - Rotinas de 13º salário 16:30h - Esclarecimento de Dúvidas 17:00h -

Leia mais

Folha de Domésticos e Automação dos Recolhimentos para o Empregador. Domésticos integra o empregador ao. www.paggadomesticos.com.

Folha de Domésticos e Automação dos Recolhimentos para o Empregador. Domésticos integra o empregador ao. www.paggadomesticos.com. Folha de Domésticos e Automação dos Recolhimentos para o Empregador Domésticos integra o empregador ao A nova lei das domésticas Novembro/2015 é o mês da implantação definitiva da nova lei das domésticas.

Leia mais

Cartilha do Participante

Cartilha do Participante FACEAL Fundação Ceal de Assistência Social e Previdência Cartilha do Participante Manual de Perguntas e Respostas Plano Faceal CD Prezado leitor, A FACEAL apresenta esta cartilha de perguntas e respostas

Leia mais

Manual de Procedimentos Sistemas Integrados Wsolução Módulo WFolha Geração do Arquivo da RAIS/2012

Manual de Procedimentos Sistemas Integrados Wsolução Módulo WFolha Geração do Arquivo da RAIS/2012 Indice Introdução...2 Conferindo os cadastros...2 Parâmetros Empresa...2 Cadastro de eventos...3 Centros de Custo (Obras)...3 Sindicatos...3 Funcionários...5 Gerando o arquivo para Rais...5 Outras informações

Leia mais

SISCOF - Manual do Usuário

SISCOF - Manual do Usuário SISCOF - Manual do Usuário SERPRO / SUPDE / DECTA / DE901 SISTEMA DE CONTROLE DE FREQUÊNCIA Versão 1.2 Sumário SISCOF Sistema de Controle de Frequência 1. Login e Senha... 2 1.1 Como Efetuar Login No Sistema...

Leia mais

Cadastros. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais

Cadastros. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Cadastros Versão 2.0 Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Sumário Cadastro de Grupos de Usuário... 3 Cadastro de Usuários... 4 Cadastro de Clientes... 7 Cadastro de Empresas...

Leia mais

Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE CONTROLE DE FÉRIAS

Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE CONTROLE DE FÉRIAS Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE CONTROLE DE FÉRIAS MANUAL DO USUÁRIO Sistema de Controle de Férias Lei N 8112 de 11 de dezembro de 1990 Capítulo

Leia mais

Instruções de Impressão

Instruções de Impressão Instruções de Impressão 1. O modelo deverá ser plano e impresso em papel A4, na cor branca, com 297 milímetros de altura e 210 milímetros de largura em papel com, ao menos, 75 gramas por metro quadrado.

Leia mais

Apresentação. E&L ERP Recursos Humanos e Folha de Pagamento. PostgreSQL 8.2/ 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0

Apresentação. E&L ERP Recursos Humanos e Folha de Pagamento. PostgreSQL 8.2/ 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0 Apresentação 1 E&L ERP Recursos Humanos PostgreSQL 8.2/ 8.3 Domingos Martins ES v. 1.0 2 Introdução ão: O Registro no SEPIN, sob n 32284-9, agiliza os controles necessários ao departamento pessoal, bem

Leia mais

13º SALÁRIO 2015 NOVEMBRO/2015

13º SALÁRIO 2015 NOVEMBRO/2015 2015 NOVEMBRO/2015 Sumário 1. O que é, porque é pago, quando é pago, quem tem direito?... Erro! Indicador não definido. 1.1 Conceito 1.2 Base de Calculos 1.3 Pagamento das Parcela 2. Calculos no Protheus...

Leia mais

Cálculos Protheus SIGAGPE - Brasil

Cálculos Protheus SIGAGPE - Brasil Rotina de Folha de Pagamento Sumário Mapa de Vale Refeição Seguro de Vida Cesta Básica Assistência Médica Tipo 1 e 2 Parâmetro 22 - Assistência Médica Parâmetro 58 - Assistência Médica 2 Salário-Base Periculosidade

Leia mais

Treinamento Módulo Contas a Pagar

Treinamento Módulo Contas a Pagar Contas a Pagar Todas as telas de cadastro também são telas de consultas futuras, portanto sempre que alterar alguma informação clique em Gravar ou pressione F2. Teclas de atalho: Tecla F2 Gravar Tecla

Leia mais

Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes E&L Recursos Humanos e Folha de Pagamento Perguntas Frequentes 1. Quando o Governo libera novas tabelas de INSS, IRRF e Salário família, o sistema atualiza automático? Não. É necessário efetuar a atualização

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação)

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação) PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação) CLÁUSULAS PARA DISCUSSÃO CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º

Leia mais

Tecsmart Ponto. Documento de Uso Interno - Não Reproduzir Tecsmart Sistemas Ltda. 2014 - Todos os Direitos Reservados 1

Tecsmart Ponto. Documento de Uso Interno - Não Reproduzir Tecsmart Sistemas Ltda. 2014 - Todos os Direitos Reservados 1 Tecsmart Ponto Tecsmart Sistemas Ltda. 2014 - Todos os Direitos Reservados 1 Conteúdo Sistema Ponto... 5 Apresentação e Ambientação do Sistema... 6 Menu Principal... 6 Cadastros... 7 Estados... 7 Cidades...

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.04

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.04 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.04 Inventário Manual...2 Relatório de contagem...2 Contagem...3 Digitação...3 Inventário Programado...6 Gerando o lote...7 Inserindo produtos manualmente no lote...8 Consultando

Leia mais

Aqui seus Resultados Aparecem

Aqui seus Resultados Aparecem Aqui seus Resultados Aparecem 2 Evolution Folha de Pagamento Cálculo automático de INSS, IRRF, FGTS, Controle de período aquisitivo de férias e faltas não insalubridade, periculosidade, pensão alimentícia,

Leia mais

Cargos/Funções necessárias no desenvolvimento das atividades: GERENTE DE ATIVIDADE, ASSISTENTE TÉCNICO ESPECIALIZADO E ASSISTENTE OPERACIONAL

Cargos/Funções necessárias no desenvolvimento das atividades: GERENTE DE ATIVIDADE, ASSISTENTE TÉCNICO ESPECIALIZADO E ASSISTENTE OPERACIONAL Cargos/Funções necessárias no desenvolvimento das atividades: GERENTE DE ATIVIDADE, ASSISTENTE TÉCNICO ESPECIALIZADO E ASSISTENTE OPERACIONAL MACRO FUNÇÃO ATIVIDADE TAREFA Verificar Tabela de Bancos, Analisar

Leia mais

b) o 13º salário é quitado no decorrer do ano. Nos casos de haver parcela variável, o valor decorrente disso terá seu saldo quitado em janeiro;

b) o 13º salário é quitado no decorrer do ano. Nos casos de haver parcela variável, o valor decorrente disso terá seu saldo quitado em janeiro; 16/11/2011 (Artigo)13º SALÁRIO - ADIANTAMENTOS, PROVISÃO E BAIXA 1. Considerações Iniciais O 13º salário é um direito que o empregado vai adquirindo ao longo do ano, proporcionalmente ao número de meses

Leia mais

Rescisão Complementar

Rescisão Complementar Rescisão Complementar Para gerar rescisão complementar no LedWin, precisamos primeiramente ter calculado a rescisão normal: - Rescisão Complementar Foi implantada no sistema a rotina de Rescisão Complementar,

Leia mais

Unidade II CONTABILIDADE FINANCEIRA. Prof. Carlos Barretto

Unidade II CONTABILIDADE FINANCEIRA. Prof. Carlos Barretto Unidade II CONTABILIDADE FINANCEIRA Prof. Carlos Barretto Contabilidade financeira Na Unidade II veremos as peculiaridades da folha de pagamento de uma empresa com funcionários mensalistas No Modulo I

Leia mais

Módulo Recursos Humanos

Módulo Recursos Humanos Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas

Leia mais

Legislação. Lei Complementar n 150/2015. Art. 7, parágrafo único, da Constituição Federal

Legislação. Lei Complementar n 150/2015. Art. 7, parágrafo único, da Constituição Federal Simples Doméstico Legislação Lei Complementar n 150/2015 Art. 7, parágrafo único, da Constituição Federal Quem é empregado doméstico? Art. 1 o da LC n 150/2015 Ao empregado doméstico, assim considerado

Leia mais

Neste bip. Como converter o arquivo CAGED para acerto. Você Sabia? Edição 52 Dezembro de 2014

Neste bip. Como converter o arquivo CAGED para acerto. Você Sabia? Edição 52 Dezembro de 2014 Neste bip Como converter o arquivo CAGED para acerto... 1 Novo modo de alterar senha de operador... 2 Novo recurso no lançamento [+ planilha]... 2 13 parcela final e SEFIP... 3 Como converter o arquivo

Leia mais

Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar

Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar Desenvolvido por Hamilton Dias (31) 8829.9195 Belo Horizonte hamilton-dias@ig.com.br www.h-dias.cjb.net ÍNDICE Introdução...3 Implantação...3 Instalação...3

Leia mais