Manual Prático 13º Salário

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual Prático 13º Salário"

Transcrição

1 Manual Prático 13º Salário 1/36

2 Índice 1. ROTINAS 13 SALÁRIO DOS SISTEMAS EBS Definições CONFIGURAÇÕES DE EVENTOS PARCELA PARCELA INFORMAÇÃO DE VALORES EXTRAS CONFERÊNCIA DO CÁLCULO MEMÓRIA DE CÁLCULO RECOLHIMENTO DE TRIBUTOS ESTORNO DO CÁLCULO SALDO NEGATIVO DE 13 SALÁRIO ADIANTAMENTO DO 13 NAS FÉRIAS DÚVIDAS FREQUENTES Não gerou 13 salário para alguns funcionários...31 Licença maternidade...32 Auxílio-doença...32 Acidente de trabalho...32 Serviço militar:...33 Valor de INSS zerado na provisão de 13º salário Arredondamento de valores de 13º salário...33 Pagamento de 13º salário para Tomadores de Serviço...33 Pagamento de 13º salário para sócios...34 Pagamento de 13º salário para empregados comissionados /36

3 Recolhimento de FGTS e INSS sobre 13º salário...35 Ausência de Fato Gerador / SEFIP sem movimento...35 Eventos variáveis recebidos no mês de dezembro...35 Reajuste Salarial /36

4 1. Rotinas 13 Salário dos Sistemas EBS Este manual apresenta as rotinas do módulo 13 Salário do Cordilheira Recursos Humanos e as principais parametrizações para a geração do 13 salário Definições Primeira Parcela Corresponde à metade do salário recebido pelo funcionário, no mês anterior, acrescido dos vencimentos variáveis, observando-se a proporcionalidade, quando o funcionário não esteve trabalhando todos os meses do ano, como é o caso de funcionário admitido no curso do mesmo. Data limite para pagamento da primeira parcela: 30/11. Descontos: Não há incidência de qualquer desconto no pagamento da primeira parcela do Décimo Terceiro Salário. FGTS: Há incidência do depósito de 8% sobre a primeira parcela. Idêntico procedimento também se aplica no pagamento da 2ª parcela do 13º Salário e nos casos de Rescisão Contratual. O recolhimento deve ser efetuado até o dia 7 do mês subsequente, juntamente com o salário do mês anterior. Não sendo dia útil, antecipar o recolhimento. Segunda parcela Data limite para pagamento da segunda parcela: 20/12. Remuneração: para os funcionários que recebem remuneração fixa e/ou remuneração variável, os eventos que dependem de apuração da média, será na base de 1/11 avos da soma das importâncias recebidas nos meses trabalhados, até novembro. No entanto, observar também a proporcionalidade, quando o funcionário não trabalhou todos os meses do ano. Após esse procedimento, uma vez apurado o valor que o funcionário teria direito em dezembro e observando o tempo de serviço do mesmo no respectivo ano, deduzir o valor pago na primeira parcela. Imposto de Renda: A tributação do Imposto de Renda, considerado como devido exclusivamente na fonte, dar-se-á por ocasião do pagamento da segunda parcela, separado dos demais rendimentos recebidos no mês. A retenção é calculada sobre o valor total do Décimo Terceiro Salário, aplicando-se a Tabela Progressiva do Imposto de Renda vigente na época do pagamento. Se houver pagamento complementar do Décimo Terceiro Salário, após o mês fixado, recalcula-se o imposto devido sobre o valor total da 4/36

5 remuneração, pela tabela do mês de dezembro ou do mês da Rescisão Trabalhista e desconta-se o imposto retido anteriormente. Contribuição Previdenciária: É calculada de acordo com a faixa que o valor bruto do Décimo Terceiro Salário se enquadrar, separado das demais remunerações do mês, inclusive quando se tratar de Rescisão Trabalhista, observando-se o limite máximo previdenciário. O recolhimento da contribuição também será efetuado em GPS específica para esse fim, considerando como competência 13. Se o valor a recolher for inferior ao limite mínimo para recolhimento Previdenciário, o sistema o acumulará para ser recolhido juntamente com a guia do pagamento mensal em dezembro, com vencimento no dia 20 de janeiro. No caso de rescisão trabalhista, o cálculo também é separado, mas o recolhimento é com as demais contribuições do respectivo mês, inclusive no mês de dezembro. FGTS: Também há incidência do depósito sobre a segunda parcela, observando-se os mesmos procedimentos (alíquota e prazo de recolhimento), mencionados sobre o assunto na PRIMEIRA PARCELA. 5/36

6 2. Configurações de eventos Os eventos são os principais cadastros do Cordilheira Recursos Humanos, constituindo a base de todos os cálculos efetuados por este sistema. Na instalação do software são disponibilizados 203 eventos pré-cadastrados com as devidas incidências para o IRRF, INSS, FGTS, etc. Estas incidências poderão ser alteradas, sendo, no entanto, de inteira responsabilidade do usuário os resultados decorrentes destas alterações. Novos eventos poderão ser cadastrados utilizando os códigos entre 204 e 899. Os eventos a partir de 900 são reservados para uso da EBS Sistemas, e não deverão ser cadastrados novos eventos utilizando esses códigos. Também não devem ser utilizados nos processamentos, com exceção dos eventos Desconto INSS retido em outras empresas, e Dias de Atestado. Também neste cadastro são definidas as integrações, e os eventos que serão utilizados para informar as integrações quando do Cálculo de 13º Salário, Férias e Aviso Prévio. Portanto, para cadastrar um evento, localize um número disponível entre 204 e 899 cadastre e configure, conforme orientações abaixo: DICA: Clique no botão AJUDA, em EVENTOS, depois em GRUPOS DE EVENTOS para verificar o tratamento de cada grupo do sistema. 6/36

7 Os eventos para integração de novos eventos criados como quebra de caixa, produtividade, etc, que podem ser usados são: 118 e 158 para 13 e 127 / 136 / 173 e 166 para férias nesta sequencia. Exemplo: Dica: caso o evento que queira cadastrar exista um simular na base, realize o seguinte procedimento: Exemplo: Preciso cadastrar um evento de horas extras 90% e não tenho no sistema. Acesse o cadastro do evento 9 hora extra 50%, clique no botão copiar. Localize o próximo numero disponível entre 204 e 899, e clique em colar. Altere o nome e o percentual do evento. Confira abaixo a configuração padrão do evento 9 Horas Extras 50%. Esta configuração deve ser igual apara todos os eventos de horas extras. A opção de calculo Horas extras, faz o tratamento conforme legislação. Detalhes do cálculo, clique em Ajuda / Integrações. 7/36

8 Observação: Para cadastrar novos eventos de integração, copie e cole em novos números os eventos 118, 158, 127, 136, 173 e 166 e altere apenas o campo Descrição, mantendo o restante do cadastro sem alterações. 8/36

9 3. 1 parcela Corresponde a metade do salário recebido pelo funcionário, no mês anterior, acrescido dos vencimentos variáveis observando-se a proporcionalidade, quando o funcionário não esteve trabalhando todos os meses do ano, como é o caso de funcionário admitido no curso do mesmo. Caso tenha ocorrido afastamentos por Licença Maternidade e/ou Acidente de Trabalho no ano, deverá ser lançado em Informação de Valores Extras o valor de 13º Salário pago pelo INSS. Para gerar a primeira parcela do décimo terceiro salário acesse: Módulos / 13 Salário / Primeira Parcela. Mês/Ano para pagamento: Campo preenchido automaticamente conforme a Data do Sistema informado na barra de atalhos. Mês base para admitidos no ano: Informe o mês que será considerado para cálculo da primeira parcela para admitidos no ano. Veja um exemplo: a empresa pagará a 1 parcela em agosto e foram admitidos vários funcionários no ano. Ao informar 8 no campo, será cálculo 50% do valor correspondente até o mês 8. Admissão: 01/04/2012, com salário de R$ 1.000,00. Até o mês 8, o funcionário possui 5 meses de empresa. Desta forma, o cálculo será: Salário 1.000,00 / 12 * 5 /2 = 208,33. Sendo mantido 12 no campo, irá considerar o tempo de empresa até dezembro, neste caso 9 meses, e o cálculo será R$ 1.000,00/12 * 9 /2 = 375,00. 9/36

10 Esta configuração é importante, pois caso ocorra demissão deste funcionário, não ficará com saldo negativo de 13 salário. Utilize filtros caso seja necessário. Calcular somente salário básico e média de comissões: Se Marcado serão pago somente os valores obrigatórios (salário, comissões), desmarcado pagará a média sobre todos os vencimentos variáveis (horas extras, adicional noturno, etc). Para pagar médias de horas extras, adicional noturno DSR e Hora atividade de professores, deverá desmarcar esta opção. Regravar cálculo já existente: Se marcada, fará o estorno e o recálculo da primeira parcela. Botão "Processamento Agrupado": permite o acesso à rotina Módulos / Processamentos Agrupados, que possibilita o cálculo de várias empresas ao mesmo tempo. Ao clicar em OK, será efetuado o cálculo. Para efetuar estorno do cálculo, acesse Módulos / 13 Salário / Estorno do Cálculo. 10/36

11 4. 2 Parcela A segunda parcela do Décimo Terceiro Salário pode ser calculada em novembro ou dezembro. Neste cálculo será pago o valor integral do 13º Salário e descontado o valor pago em adiantamento, se houver. Caso tenha ocorrido afastamentos por Licença Maternidade e/ou Acidente de Trabalho no ano, deverá ser lançado em Informação de Valores Extras o valor de 13º Salário pago pelo INSS. Data do Pagamento: Campo preenchido automaticamente conforme a data do sistema informado na barra de atalhos. Permite alteração, pois a data de pagamento legal é 20/12 Utilize filtros caso seja necessário. Regravar cálculo já existente:. Se marcada, fará o estorno e o recálculo da segunda parcela. Botão "Processamento Agrupado": permite o acesso à rotina Módulos / Processamentos Agrupados, que possibilita o cálculo de várias empresas ao mesmo tempo. Ao clicar em OK, será efetuado o cálculo, incluindo médias. Para efetuar estorno do cálculo, acesse Módulos / 13 Salário / Estorno do Cálculo. Algumas particularidades devem ser observadas ao efetuar o pagamento da 2ª parcela em novembro: - Calculando a 2ª parcela em novembro, pode ocorrer admissão no início de dezembro, que daria direito de 1/12 ao funcionário. Neste caso, mesmo assim será necessário processar a 2º parcela em dezembro, para estes casos. - A apuração do INSS de 13º continuará sendo efetuada pela rotina específica e continuará sendo efetuada somente em dezembro. O recolhimento do INSS continuará sendo efetuado com vencimento no dia 20/12. Nesta apuração, o sistema considerará valores de 13º pagos em novembro e em dezembro. 11/36

12 - A geração da SEFIP de 13º salário, também continuará sendo gerada em dezembro e entregue no mesmo prazo, independente de haver pagamento em novembro. Se houver funcionários admitidos em dezembro com direito ao 13º, para estes funcionários também será gerada a SEFIP. Desta forma, gerando o arquivo somente em dezembro, conforme o prazo legal, garante que todos os funcionários serão considerados no arquivo. Lembrando que não é possível enviar um arquivo em novembro e depois outro em dezembro, somente com os demais funcionários, pois o segundo arquivo sobrescreve o primeiro. - Demais tributos, como FGTS, IRRF, PIS, serão apurados juntamente com a folha de pagamento, na Apuração Mensal de tributos do mês em que ocorrer o pagamento. - O FGTS da 2ª parcela será gerado na SEFIP do mês de pagamento, juntamente com a folha de pagamento. 12/36

13 5. Informação de Valores Extras Caso tenham ocorrido afastamentos por Acidente de Trabalho no ano, o sistema emitirá um alerta e relacionará os funcionários que estão/estavam afastados. Após verificar, o valor junto ao INSS deverá lançar em Módulos / 13 Salário / Informação de Valores Extras, o valor de 13º Salário pago pela Previdência Social. Informe o funcionário e o ano referente aos valores extras, no formato AAAA. 13/36

14 Pensão Alimentícia: Registre o valor para cálculo do IRRF e desconto da pensão no 13 Salário conforme determinação judicial. Rateio INSS: Caso o funcionário trabalhe em mais de um emprego informe a base de INSS para cálculo de rateio. Valor pago pelo INSS (Afast. Maternidade) até 2003: Informe o valor que a funcionária recebeu do INSS a título de 13º Salário (válido até 12/2003). Valor pago pelo INSS (Acidente e Maternidade Doméstica): Informe o valor que o funcionário recebeu do INSS a título de 13º Salário. Grave e repita o processo para os demais afastados. 14/36

15 6. Conferência do Cálculo Memória de Cálculo A finalidade da memória de cálculo é a conferência das integrações (médias) apresentadas pelo sistema nos recibos de férias, 13º décimo terceiro salário, rescisão, complemento salarial e cálculo dos evento 28-Salário Maternidade e 964-Sal. Maternidade - Emp. Cidadã. Apresenta um relatório com as fórmulas de cálculo dos eventos de integração, listando os eventos de origem e a base de cálculo para a média. Ao ser calculada a primeira, segunda parcela e o pagamento de dezembro, na rotina Módulos / 13 Salário / Memória de Cálculo, será apresentada uma memória para cada cálculo, sendo a identificação pela data de processamento e no caso do pagamento de dezembro como complemento. Para visualizar, clique sobre o Tipo da Memória e em visualizar. Neste quadro traz o nome do funcionário, o valor do salário (conforme informado no botão salário do cadastro do funcionário), os valores adicionais (Insalubridade, periculosidade, etc. Estes eventos devem ser informados como eventos fixos no cadastro do funcionário) e a data de processamento do 13, conforme a data do sistema informada na barra de atalhos no momento do cálculo. 15/36

16 Para cada opção de integração informada no cadastro do evento, apresentará os dados considerados para o cálculo das médias: O número de avos corresponde ao número de meses que o funcionário tem direito a 13, considerando a fração de 15 dias trabalhados dentro do mês e a data de admissão, reduzindo os meses perdidos por faltas ou afastamento. Média do ano: Somatório dos eventos / número de meses para média / 12 * número de avos = valor da integração Médias dos últimos N meses: Somatório dos eventos / número de meses para média / 12 * número de avos = valor da integração. Se for informado N (número) de meses maior que o número de meses de janeiro até o mês anterior ao processamento, então será considerado o número de meses de janeiro até o mês anterior ao processamento, por exemplo: N=12 meses, primeira parcela no mês 08, serão considerados número de meses para média = 07 Se for informado N (número) de meses maior que o número de meses da admissão até o mês anterior ao processamento, então será considerado o número de meses da admissão até o mês anterior ao processamento, por exemplo: N=12 meses, primeira parcela no mês 08, funcionário admitido em 01/03 Número meses para média = 5 (número de meses de acordo com a admissão até mês 07) Último valor pago no período: último valor pago no período / 12 * número de avos = valor da integração. Último valor pago: último valor pago / 12 * número de avos = valor da integração. 16/36

17 Fórmula evento sobre salário atual: O valor dos eventos parametrizados com esta opção será atualizado tomando como base de cálculo o salário atual do funcionário, ou o último salário profissional ou o salário mínimo existente no cadastro das tabelas legais do mês/ano de processamento, aplicando a fórmula interna do sistema que é utilizada para o cálculo mensal do evento. Esta opção poderá ser informada para os eventos dos grupos: 20: Insalubridade sobre salário base; 21: Insalubridade sobre salário mínimo; 22: Periculosidade; 23: Adicional noturno integral; 24: Adicional noturno proporcional; 26: Horas extras; 29: Eventos informados em horas; 30: Eventos informados em dias; 32: Cálculo sobre o salário base; 37: Cálculo sobre eventos especiais; 63: Adicional noturno com horas noturnas; 65: Insalubridade sobre salário profissional; 68: Adicional por tempo de serviço; 69: Adicional noturno diário. Exemplo de cálculo de alguns grupos de evento: Insalubridade: O valor da insalubridade para base das integrações será atualizado pelo salário atual do funcionário, último salário profissional ou salário mínimo informado nas tabelas legais do mês/ano de processamento, dependente do grupo ao qual o evento de insalubridade estiver vinculado.fórmula de cálculo da integração: (Salário base atual * percentual do evento de insalubridade) / 12 * número de avos = valor da integração, OU (Salário mínimo ref. mês/ano de processamento * percentual do evento de insalubridade) / 12 * número de avos = valor da integração, OU 17/36

18 (Salário profissional atual * percentual do evento de insalubridade) / 12 * número de avos = valor da integração. ATS: O valor do ATS para base das integrações será atualizado pelo salário atual do funcionário ou conforme a parametrização da tabela de ATS, exceto ATS sobre evento prédefinidos. Fórmula de cálculo da integração: (Base de cálculo atual * percentual adquirido) / 12 * número de avos = valor da integração. Utilizada somente quando não houver eventos pré-definidos na tabela. Periculosidade: O valor da periculosidade para base das integrações será atualizado pelo salário atual do funcionário. Fórmula de cálculo da integração: (Salário base atual * percentual do evento de periculosidade) / 12 * número de avos = valor da integração, ou conforme parametrizado no cadastro do sindicato. Horas extras: O valor mensal das horas extras, do DSR e dos eventos que integram horas extras, de janeiro ou data de admissão até o mês anterior ao processamento, será atualizado com base no salário atual. Fórmula de cálculo da integração: (valor das horas extras + DSR atualizados ) / número de meses para média / 12 * número de avos = valor da integração. Adicional noturno: O valor mensal do adicional noturno, do DSR e dos eventos que integram adicional noturno, de janeiro ou data de admissão até o mês anterior ao processamento, será atualizado com base no salário atual. Fórmula de cálculo da integração: (valor do adicional noturno + DSR atualizados) / número de meses para média / 12 * número de avos = valor da integração O valor do adicional noturno e do DSR serão recalculados mês a mês com base no salário atual, de janeiro ou data de admissão até o mês anterior ao processamento. O número de meses para média corresponde a quantidade de meses de direito até o mês anterior ao processamento. Caso tenha afastamento, é apresentado o número de meses em que o funcionário permaneceu afastado. As faltas injustificadas lançadas durante o ano são somadas e apresentadas em horas. São consideradas as faltas lançadas nos eventos pertencentes aos grupos28 - Faltas Integrais (horas) e 50 - Faltas Integrais em Dias, dentro do ano. A cada 15 dias de faltas, dentro do mês, o funcionário perderá um avo do 13º Salário. Para calcular a quantidade de dias faça o seguinte cálculo: 18/36

19 Número de horas semanais (botão salário) X Número de semanas no mês (Cadastro do sindicato) / 30. Desta forma, um funcionário que possui informado no botão salário 36 horas semanais, no cadastro do sindicato 5 semanas, trabalha por dia, 6 horas e 180 por mês (36 X 5 = 180 / 30 = 6). Neste exemplo, o funcionário trabalha 220/mês e 7,33/dia, portanto, as faltas injustificadas correspondem a 16 dias (120/7,33 = 16,37) e todas foram no mês de setembro. Para perder o avo, as faltas devem corresponder a 15 dias ou mais dentro do mês. Para verificar em que mês ocorreu as faltas, emita a ficha financeira em Relatórios / Funcionários / Ficha Financeira, marcando a opção listas referência dos eventos. Aqui são apresentadas as informações: Mês/ano em que ocorreu o pagamento do evento O evento lançado, neste caso os eventos 9 e 10 em meses distintos A quantidade de horas lançadas Em qual evento será laçado o valor da integração, conforme configurado no evento. Observe que na coluna integração aparece o evento 113 e que na configuração do evento para cálculo normal do quadro Base para cálculo de 13 Salário está 113. O valor base pago na época, ou se a opção de cálculo for Horas extras ou adicional noturno, o valor pago é recalculado conforme o salário atual. Caso possua integração com DSR, o valor pago na época ou o valor recalculado sobre o valor base aplicado na fórmula (Valor base / dias úteis X domingos e feriados). A média é calculada pela fórmula (valor da horas extras + DSR) / número de meses para média, neste caso: 13,64 + 3,41 / 8 = 2,13. Para o pagamento em holerith, é aplicada a fórmula conforme a opção de cálculo que neste exemplo é Horas extras: (valor da horas extras + DSR) / número de meses para média / 12 * número de avos = valor da integração. ), ou seja, 19/36

20 51, ,78 / 8 /12 X 8 = 5,33, que será lançado no holerith no evento de integração /36

21 7. Recolhimento de tributos No cálculo da primeira parcela é gerado somente o FGTS proporcional ao valor calculado e é recolhido juntamente com a SEFIP da folha mensal. Para conferir o valor do FGTS emita o resumo da Folha mensal nos processamentos 2 e 3 em Relatórios / Mensais / Folha Mensal. A soma dos 2 corresponde ao valor do FGTS apresentado pela SEFIP. Não segunda parcela são calculados os demais tributos: INSS, FGTS, IRRF e PIS e há geração de uma SEFIP exclusiva do 13. Para gerar a SEFIP referente ao 13 salário, execute as seguintes rotinas: 1 Passo: Módulos / 13 Salário / Apuração do INSS ou Tributos / Apuração do INSS do 13 Salário Esta rotina gera os valores de INSS referentes ao 13º salário. Depois de gerado o cálculo desta apuração permite emitir a memória de cálculo para conferência do tributo e suas guias para recolhimento. Clique em Calcular para executar o cálculo. O Botão Ocorrências emite o relatório de inconsistência da última apuração gerada, desde que não seja fechada a tela de cálculo, pois as informações deste relatório são temporárias e são apagadas assim que alterado o mês/ano ou fechada a tela. Emitir Guias: Gera em tela todas as guias selecionadas para que sejam impressas, salvas em PDF e/ou enviadas por . 21/36

22 Protocolar: Gera informações das guias selecionadas para emissão e manutenção dos protocolos no Gerenciador de Sistemas/ Módulos Extras. Processamento Agrupado: 5. Permite o acesso à rotina Módulos / Processamentos Agrupados, que possibilita a apuração do INSS de várias empresas ao mesmo tempo. Informações necessárias para geração: Existência CNPJ/CEI no cadastro dos estabelecimentos. Códigos de pagamento do INSS no cadastro da empresa. Valores extras, quando marcado no cadastro da empresa que possui. Existência CNPJ/CEI no cadastro dos tomadores, caso os funcionários estejam vinculados à tomadores de serviço. 2 Passo: Módulos / SEFIP / Geração Individual Mês/Ano: Informe a data de referência 12/AAAA. Responsável pela Geração: Selecione o código do responsável. Código de Recolhimento: Informe o código de recolhimento do GFIP. Código de Pagamento GPS: Informe o código de recolhimento da GPS. Diretório: Informe o diretório onde será gerado do arquivo SEFIP.RE. 22/36

23 Quadro Processamento: Marque a opção 13º Salário que irá gerar o arquivo somente com as informações de INSS sobre o 13º salário, conforme orientações do Manual SEFIP. SEFIP. O botão Valores Extras, abre a janela que permite informar valores para a geração do arquivo da O botão Geração Agrupada permite o acesso à rotina Módulos / Processamentos Agrupados, que possibilita fazer a geração agrupada da SEFIP, sem precisar acessar empresa por empresa para fazer a geração individual. Nota: Se houver inconsistências na validação ou fechamento do arquivo SEFIP.RE, abra o arquivo, e verifique o que causou o erro de acordo com o CÓDIGO de erro apresentado pelo sistema da SEFIP. O arquivo ERROACAO.DOC encontra-se no diretório C:\CAIXA\SEFIP\. Clique em OK para gerar o arquivo SEFIP.RE Demais campos da tela de geração da SEFIP. CEF. A opção Gerar Registro de Endereço dos Funcionários deve ser marcado quando solicitado pela Somente Declaração ao FGTS e à Previdência: Não gera valores de recolhimento, sendo apenas informativa. GFIP Retificadora: Gera todos os funcionários do arquivo para a modalidade 9 - Confirmação de informações anteriores. Para alterar a modalidade dos funcionários acesse o validador da SEFIP 8.0, e após importar o arquivo gerado pelo CRH, no menu Arquivo / Modalidade selecione os funcionários e a modalidade correta para os mesmos. Se as opções Somente Declaração ao FGTS e à Previdência e GFIP Retificadora forem marcadas simultaneamente, prevalecerá a segunda opção. Marque a opção Recolhimento Centralizado quando optar em recolher a GPS da matriz e filial em uma guia apenas. Informe a Filial que deseja constar na GPS centralizada, podendo ser a Matriz ou Filial. Neste caso a GPS emitida sairá com os dados totais da matriz e Filial em apenas uma guia, com os dados da filial centralizadora que informou. No quadro Recolhimento em Atraso informe: Data Recolhimento FGTS: Informe a data de recolhimento desejada para a GFIP em atraso. Data de Recolhimento de INSS: Informe a data recolhimento desejada para a GPS em atraso. Importante: Antes de gerar o arquivo SEFIP.RE de qualquer competência em atraso, verifique se existem rescisões processadas no mês seguinte a competência desejada. Em caso positivo verifique se foi emitida a GRRF e se FGTS do mês anterior a rescisão foi recolhido nesta guia. Se já foi recolhido poderá 23/36

24 gerar a SEFIP em atraso normalmente, mas se o FGTS do mês anterior a rescisão ainda não foi recolhido, siga o seguinte procedimento: - Acesse a rotina Módulos / Rescisão de Contrato / Alteração de Rescisão; - Selecione o funcionário <F12>; - Desmarque o campo GRRF já emitida; - Confirme a alteração com um clique no botão OK. 24/36

25 8. Estorno do Cálculo Salário Nesta rotina podemos efetuar o Estorno da Primeira ou da Segunda Parcela do Décimo Terceiro Informe o mês/ano, o processamento 3 para estornar o cálculo da primeira parcela ou 4 para estornar o cálculo da segunda parcela, utilize os filtros para selecionar apenas o funcionário ou outro filtro que precise e clique em OK. 25/36

26 9. Saldo negativo de 13 salário Em Cadastros / Empresas / Recursos Humanos / Essenciais no quadro Opções, pode-se configurar para descontar ou não o ajuste do 13 salário negativo. Descontar ajuste de 13º salário negativo: Caso selecione esta opção, no cálculo do complemento de integração de horas extras e comissões no 13º salário da folha mensal de dezembro, serão gerados os eventos 985 e 986. Exemplificando: o funcionário recebeu de janeiro a novembro 1.000,00 de comissão e em dezembro 200,00. Na 1 parcela é calculada a média da comissão pela fórmula (Valor Base + DSR / 12) para cada mês. A soma total das médias mensais é dividida por 2. Neste exemplo a soma das médias de janeiro a outubro é 1187,93 que dividido por 2 é igual a 593,96, e consta no holerite no evento 118, conforme parametrização do cadastro do evento de comissões na aba integrações. 26/36

27 50% do valor do salário base 50% das médias de comissões Na segunda parcela teremos o pagamento do salário integral + média de comissões recalculadas até o mês 11, o desconto dos valores pagos na primeira parcela e o desconto dos impostos. No cálculo da folha de Dezembro, é reprocessado o cálculo dos valores do 13 considerando os eventos lançados para o pagamento de dezembro. Desta forma, ao lançarmos comissão de 200,00, a média destas comissões diminui e o funcionário terá um débito em seu pagamento com o valor da diferença (evento 986). 27/36

28 Na memória de Cálculo Complemento HE/Venc. Var. verifica-se o cálculo: Na segunda parcela foram pagos 1193,57 de média de comissões, ao lançarmos as comissões de dezembro, a média ficou abaixo do que foi pago (1114,78). A diferença entre estes dois valores será descontada no pagamento de dezembro. O mesmo ocorre se houver valores a receber, ou seja, se a média das comissões recalculadas em dezembro for maior que o recebido na 2 parcela, o funcionário receberá a diferença. Para não efetuar o desconto do saldo negativo, deixa a opção Descontar ajuste de 13º salário negativo desmarcada no cadastro da empresa. 28/36

29 10. Adiantamento do 13 nas férias Emite a solicitação de Adiantamento do 13º Salário. Ao gerar as férias normais ou coletivas, o sistema emitirá um alerta, informando que este funcionário solicitou o adiantamento do 13 salário nas férias. Ao clicar em Sim, abrirá a tela de geração da primeira parcela. Para emitir este alerta, deverá marcar no cadastro do funcionário a opção de Adiantamento 13º nas Férias, na guia de Dados Funcionais. 29/36

30 Informe o código de funcionário e clique em OK. Para emitir os valores do 13 no recibo de férias, acesse Módulos / Férias / Emissão do Recibo e marque a opção Incluir eventos de adiantamento de 13 Salário. 30/36

31 11. Dúvidas Frequentes Não gerou 13 salário para alguns funcionários Se na conferência dos 13 salário identificou que para um ou mais funcionários não gerou o pagamento, deverá consultar em Módulos / Rotinas Anuais / Manutenção da RAIS/DIRF, o mês em que foi gerada o pagamento. Informe o código do funcionário e o ano corrente. No quadro 13 Salário verifique os meses em que foram geradas as parcelas do 13 salário. Neste exemplo, foi gerada apenas a segunda parcela integralmente em dezembro. Para estornar o cálculo acesse a rotina Módulos / Férias / Estorno. 31/36

32 Neste exemplo, a primeira parcela foi gerada em outubro/2012. Para estornar o cálculo acesse a rotina Módulos / 13 Salário / Estorno do cálculo. Neste caso, verifique se houve o recolhimento do valor referente ao FGTS da primeira parcela, no mês indicado Licença maternidade O sistema calculará o 13º salário integralmente. No holerith do processamento 4-2º parcela do 13º salário será gerado o evento 939, que tem natureza neutra, ou seja, não altera os valores no holerith. A função deste evento é fazer o controle do 13º salário referente aos meses de afastamento, deduzindo da GPS e informando na SEFIP Auxílio-doença O período de afastamento do funcionário, por auxílio-doença não decorrente de acidente de trabalho, exceto os 15 primeiros dias de ausência, cuja responsabilidade do pagamento dos salários é da empresa, não será considerado no cálculo. Tal período suspende temporariamente os efeitos do Contrato de Trabalho. Assim o empregador, para fins de pagamento do Décimo Terceiro Salário, deve considerar somente os meses e fração superior ou igual a 15 dias efetivamente trabalhados. O pagamento da parcela, relativo ao período do afastamento, é de responsabilidade da Previdência Social Acidente de trabalho 32/36

33 Parcela do Décimo Terceiro Salário, correspondente ao período do afastamento por Acidente de Trabalho, também é pago pela Previdência Social, devendo a empresa apenas complementar o valor do Décimo Terceiro Salário. Segundo determina a legislação, o cálculo do 13º salário para empregados que estiveram afastados por acidente de trabalho no decorrer do ano base, deve ser feito como se devido integralmente. Do valor calculado, deduz-se então a parcela paga pelo INSS ao funcionário a título de 13º salário, obtendo-se como resultado o valor devido pela empresa. Para que o sistema calcule corretamente o valor devido pela empresa neste caso, é necessário informar o valor pago pelo INSS, em Módulos/13º Salário/Informação de Valores Extras/Valores Pagos pelo INSS (Afast. Acidente), antes de proceder o cálculo da Primeira Parcela. Se não for informado valor neste campo, o cálculo do 13º salário será processado integralmente Serviço militar: A Empresa é responsável pelo pagamento da parcela somente do período em que o funcionário esteve exercendo suas atividades na empresa, bem como o recolhimento do INSS e FGTS do valor correspondente. Não é devido o Décimo Terceiro Salário no período em que estiver prestando Serviço Militar Valor de INSS zerado na provisão de 13º salário. Verificar em Cadastros / Empresas / Parâmetros / Recursos Humanos / Essenciais, se o campo Empresa Optante pelo SIMPLES está marcado. Para empresas optantes pelo SIMPLES, não há cálculo de provisão de INSS, já que este imposto é pago juntamente com o SIMPLES Federal, calculado sobre o faturamento Arredondamento de valores de 13º salário Para os processamentos de adiantamento e/ou pagamento de 13º salário, o sistema não calcula arredondamento, pois o mecanismo do arredondamento exige seu pagamento em um mês, e consequente desconto no próximo, e assim sucessivamente. No caso de 13º salário, o próximo processamento será apenas no final do ano seguinte. Dessa forma, o sistema não tem como controlar tal processo para a rotina de 13º salário Pagamento de 13º salário para Tomadores de Serviço 33/36

34 O procedimento para gerar 13º salário para tomadores de serviço é o mesmo utilizado para a folha de pagamento, ou seja, o processamento do cálculo deverá ser executado na rotina Módulos/13º Salário. No caso de Cessão de mão de obra, se os empregados estiverem alocados em tomador de serviços (Módulos/Tomadores de Serviço/Cessão de Mão de Obra/Alocação de Funcionários), automaticamente o processamento de 13º estará vinculado a esse tomador. No caso de Obra de Construção Civil, deve-se processar normalmente o 13º salário. Em seguida, na rotina Módulos/Tomadores de Serviço/Obras de Construção Civil/Rateio por Dias Trabalhados/Digitação por Obra, deve-se fazer o lançamento dos dias trabalhados por tomador. Depois, deve-se processar o cálculo do rateio como processamento 3, para primeira parcela, e 4 para segunda parcela, em Módulos/Tomadores de Serviço/Obra de Construção Civil/Rateio por Dias Trabalhados/Cálculo do Rateio Pagamento de 13º salário para sócios Não existe previsão legal para pagamento de 13º salário para sócios e/ou diretores não empregados. Porém, caso seja uma liberalidade da empresa, para efetuar tal pagamento a sócios/diretores no sistema, deve ser criado um evento de 13º salário, em Cadastros/Genéricos/Eventos. O grupo do evento deve ser 08-Retiradas de Sócios. Faz-se então uma retirada normal, informando esse evento com o respectivo valor. Cabe ressaltar que, como não há previsão legal para pagamento de 13º salário a sócios/diretores, esse valor não vai para o campo referente a 13º salário no Informe de Rendimentos Pagamento de 13º salário para empregados comissionados No caso de comissionados, para o pagamento do 13º salário, deve ser efetuada a média das comissões. Para isso, o sistema utiliza as comissões pagas de janeiro até o mês anterior ao processamento do 13º salário. Porém, alguns sindicatos definem um prazo menor (média dos últimos 6 meses, por exemplo), e para adequar o sistema ao período definido pelo sindicato, é necessário acessar o cadastro do evento de comissões, em Cadastros/Genéricos/Eventos, e no quadro Base para Cálculo de 13º Salário alterar a opção para Média dos Últimos N Meses, em seguida no campo Meses para Média informar o número de meses definidos pelo sindicato. Para melhor visualizar o cálculo dessa média, pode ser emitida a memória de cálculo, em Módulos/13º Salário/Memória de Cálculo. Ainda em relação aos funcionários comissionados, há sindicatos que exigem a atualização dos valores de comissões para cálculo do 13º salário, com base em índices fornecidos pelos mesmos. Neste caso, é preciso cadastrar os índices mensais para o ano corrente, em Cadastros / Genéricos / índices de 34/36

35 Atualização de Comissões. Cabe ressaltar que, para os meses em que não houver índice, deve-se informar 1, e não deixar o campo zerado. Após cadastrados os índices, acessar Cadastros/ Genéricos / Sindicatos / Parâmetros, no botão Parâmetros Gerais, quadro Comissões informar o código com o qual o índice foi criado no campo Código do Índice, e no campo Opção de Atualização informe uma das opções disponíveis. Para saber quais são estas opções, pressione a tecla F1 dentro do cadastro do sindicato, acessando a Ajuda da rotina Recolhimento de FGTS e INSS sobre 13º salário FGTS deve ser recolhido sobre a competência da 1ª parcela e sobre a competência da 2ª parcela. Por exemplo, para adiantamento de 13º salário pago em novembro, o FGTS é recolhido na SEFIP de novembro, juntamente com a folha de pagamento. Para a segunda parcela, paga em dezembro, o FGTS também é recolhido juntamente com a folha de pagamento, na SEFIP de dezembro. INSS somente é recolhido no pagamento da segunda parcela e será efetuado em uma GPS distinta. Após apurar o INSS referente ao 13 em Tributos / Apuração do INSS do 13 Salário, a GPS pode ser emitida em Tributos / Guias de Recolhimento / Tributos Mensais. O valor de recolhimento do INSS será informado em uma SEFIP exclusiva para Informações de Valores Devidos à Previdência Social, competência 13. Para gerá-la veja o tópico Recolhimento dos tributos (SEFIP) Ausência de Fato Gerador / SEFIP sem movimento Caso não haja fatos geradores a informar na competência 13, também é necessária a entrega da GFIP/SEFIP com Ausência do Fato Gerador (sem movimento). Neste caso não é possível efetuar a entrega através da importação do arquivo, conforme orientação da Caixa Econômica Federal, sendo necessário informar diretamente no programa validador da SEFIP, assinalando a opção citada acima, na tela de abertura do movimento, para o código Eventos variáveis recebidos no mês de dezembro Se durante o mês de dezembro o empregado receber eventos variáveis, que devam compor média para 13º salário, terá direito a receber o complemento de 13º salário. 35/36

36 Nesses casos, a empresa pode apurar a diferença e efetuar o pagamento complementar dos valores que tenham sido pagos a menor, até o 5º dia útil do mês de janeiro do ano seguinte, conforme alguns entendimentos relativos ao Art. 459 da CLT. Para esse complemento, o sistema recalcula as médias e paga a diferença automaticamente na folha mensal do mês 12 através dos eventos: Compl. Int. H.E. 13 Sal. e Compl. Int. Venc. Var. 13 Sal. Caso no recálculo a média fique menor que o valor pago anteriormente, o valor será descontado somente se em Cadastros / Empresas / Parâmetros / Recursos Humanos guia Essenciais, no quadro Opções a opção Descontar ajuste de 13º salário negativo estiver marcada (opção disponível somente para a versão 2). Quando marcada esta opção, caso a média dos eventos apurada na competência 12, resulte menor do que o 13º efetivamente pago na SEGUNDA PARCELA, as diferenças de HE (GRUPO 26) serão lançadas no evento 985-Desc. Int. H.E. 13 Sal, e a diferença da média de todos os demais eventos será lançada no evento 986-Desc. Int. Venc. Var. 13 Sal. Automaticamente. A conferência do valor de complemento ou desconto referente à diferença do pagamento de 13º salário pode ser feita pela memória de cálculo de Complemento H.E / Venc.Var emitida em Módulos / 13º salário. Para efeitos de cálculo dos complementos de INSS, IRRF, DIRF, INFORME DE RENDMENTOS e SEFIP, somente serão calculados se o valor da soma dos COMPLEMENTOS POSITIVOS (119, 120 e 984) for maior do que a soma dos COMPLEMENTOS NEGATIVOS (985 e 986). Se os COMPLEMENTOS NEGATIVOS resultarem maiores, não haverá desconto nas bases, todos os complementos serão desconsiderados. A única exceção é a RAIS, onde o valor negativo resultante da soma dos complementos será abatido da base, uma vez que esta rotina anual não calcula tributos, e serve para cálculo do pagamento do PIS, então o valor que deve ser informado é o efetivamente pago ao funcionário, ou seja, a dedução deve ser considerada Reajuste Salarial Ao atualizar a folha mensal da competência 12, o sistema verificará se houve reajuste salarial e o valor do 13º salário será recalculado e comparado com o valor do processamento 4 do mês 12, em caso de diferença será gerado o evento Compl. Reaj. Salarial 13 Sal. 36/36

Apostila de 13 Salário. Capacitação e Treinamento 1

Apostila de 13 Salário. Capacitação e Treinamento 1 Apostila de 13 Salário Capacitação e Treinamento 1 Conteúdo 1. DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO... 3 1.1. Contagem de Avos... 3 1.2. Primeira Parcela Pagamento até 30/11... 3 1.3. Empregados não disponíveis durantes

Leia mais

F.A.Q. Perguntas e Respostas sobre teoria e prática do 13 Salário. SUMÁRIO

F.A.Q. Perguntas e Respostas sobre teoria e prática do 13 Salário. SUMÁRIO F.A.Q. Perguntas e Respostas sobre teoria e prática do 13 Salário. SUMÁRIO 1. O que é o 13 Salário?... 2 2. Quem faz jus ao direito do 13 Salário?... 2 3. Como o 13 pode ser divido em prestações?... 2

Leia mais

EXACTUS SOFTWARE LTDA

EXACTUS SOFTWARE LTDA Instruções para Geração do 13º Salário EXACTUS SOFTWARE LTDA SISTEMA - WINNER Edição 2009 Página 1 de 24 Londrina Paraná Edição 10/2009 COPYRIGHT Todos os direitos são reservados à Exactus Software Ltda.

Leia mais

Procedimentos - 13º Salário Logix

Procedimentos - 13º Salário Logix Procedimentos - 13º Salário Logix 1 ÍNDICE 1. Parâmetros... 3 1.1. RHU3330 - Empresas - Cálculo/Movimento Folha...3 1.2. RHU0050 Manutenção Eventos...5 1.3. RHU0030 - Categoria Salarial...6 1.4. RHU0150

Leia mais

Gestão de Pessoas - Windows

Gestão de Pessoas - Windows P á g i n a 1 Gestão de Pessoas - Windows Módulo Administração de Pessoal (Rubi) Processo: 13º Salário Senior Sistemas S.A Rua São Paulo, 825 - Bairro Victor Konder - CEP 89012.001 - Blumenau/SC Fone:

Leia mais

Manual da Rescisão Complementar

Manual da Rescisão Complementar Manual da Rescisão Complementar Atualizado em Abril/2009 Pág 1/16 Sumário Rescisão Complementar... 2 Reajuste salarial para funcionários demitidos... 3 Novos Campos cadastro de Sindicato... 4 Recálculo

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 Cordilheira Recursos Humanos CRH 2.85A As rotinas de Retiradas de Pró-labore e Autônomos tiveram diversas alterações, com o objetivo

Leia mais

Instruções Folha de Pagamento Rotina 19 13º Salário

Instruções Folha de Pagamento Rotina 19 13º Salário Instruções Folha de Pagamento Rotina 19 13º Salário Instruções Iniciais Antes de iniciar a geração do 13º salário é necessário verificar com atenção as dicas iniciais. Efetue a parametrização da Tabela

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 CORDILHEIRA RECURSOS HUMANOS 2.93A 1- Adequada a rotina Módulos\ Férias\ Férias Normais para calcular as férias em dobro quando

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Wfolha 13 Salário

MANUAL DO SISTEMA. Wfolha 13 Salário MANUAL DO SISTEMA Wfolha 13 Salário SulProg Sistemas 1 INTRODUÇÃO Este manual foi desenvolvido a fim de facilitar e esclarecer dúvidas sobre os procedimentos referente ao 13 salário. SulProg Sistemas 2

Leia mais

SUPORTE TÉCNICO EBS. Horário de atendimento: Das 08h00min às 19h, de Segunda a Sexta-feira.

SUPORTE TÉCNICO EBS. Horário de atendimento: Das 08h00min às 19h, de Segunda a Sexta-feira. SUPORTE TÉCNICO EBS Horário de atendimento: Das 08h00min às 19h, de Segunda a Sexta-feira. Formas de atendimento: E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@sage.com.br. Suporte On-Line

Leia mais

CÁLCULO DE ADIANTAMENTO SALARIAL

CÁLCULO DE ADIANTAMENTO SALARIAL CÁLCULO DE ADIANTAMENTO SALARIAL O cálculo de adiantamento salarial no Cordilheira Recursos Humanos é bem flexível e consegue atender muitas situações diferenciadas. Para que o cálculo seja efetuado de

Leia mais

Manual para DIRF. Manual de Procedimentos - WFOLHA

Manual para DIRF. Manual de Procedimentos - WFOLHA Para gerar o arquivo da DIRF, existem algumas informações importantes a serem revisadas antes de qualquer processo. Desta forma dividimos o manual em sequencias as quais estão explicadas a diante: Prazo:

Leia mais

Gestão de Pessoas - 4w

Gestão de Pessoas - 4w P á g i n a 1 Gestão de Pessoas - 4w Modulo Administração de Pessoal (Rubi) Processo: Férias P á g i n a 2 Sumário 1 Conceito... 3 1.1 Parametrizações no Sistema... 3 1.1.1 - Sindicato... 3 1.1.2 - Situações...

Leia mais

Infor-Pag. Importa lançamentos de outros Sistemas (Ponto Eletrônico, Convênios,...).

Infor-Pag. Importa lançamentos de outros Sistemas (Ponto Eletrônico, Convênios,...). Cálculos Infor-Pag CLT, Estagiários, Autônomos e Pró-Labore. Geral ou por Centro de Custos. Recálculo. Com o mesmo código de evento pode-se ter 3 tipos de movimento; Normal, diferença ou estorno. Permite

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTO DA ROTINA DA RESCISÃO COMPLEMENTAR

MANUAL DE PROCEDIMENTO DA ROTINA DA RESCISÃO COMPLEMENTAR MANUAL DE PROCEDIMENTO DA ROTINA DA RESCISÃO COMPLEMENTAR INTRODUÇÃO Trata-se de um recurso exclusivo para atender a necessidade de cálculos complementares de verbas rescisórias decorrentes de reajustes

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Página: 1/5 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Módulo Rubi Avançado : 20:00 A quem se destina: Todos que tiverem a necessidade de administrar de forma avançada o módulo Rubi para facilitar o controle de Valores Folha

Leia mais

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão:

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão: Módulo de Rescisão Para calcular a rescisão, é necessário informar para quem se deseja calcular (Código, Divisão, Tomador), depois informar tipo de dispensa, data de aviso prévio, data de pagamento, dias

Leia mais

Neste bip. Como converter o arquivo CAGED para acerto. Você Sabia? Edição 52 Dezembro de 2014

Neste bip. Como converter o arquivo CAGED para acerto. Você Sabia? Edição 52 Dezembro de 2014 Neste bip Como converter o arquivo CAGED para acerto... 1 Novo modo de alterar senha de operador... 2 Novo recurso no lançamento [+ planilha]... 2 13 parcela final e SEFIP... 3 Como converter o arquivo

Leia mais

ROTEIRO BÁSICO PARA GERAR FOLHA DE PAGAMENTO

ROTEIRO BÁSICO PARA GERAR FOLHA DE PAGAMENTO ROTEIRO BÁSICO PARA GERAR FOLHA DE PAGAMENTO Nas páginas seguintes, você terá uma visão geral dos recursos disponíveis e das funções que o Persona pode automatizar. Sem entrar em detalhes, você saberá

Leia mais

Manual das Férias Coletivas. Índice

Manual das Férias Coletivas. Índice Manual das Férias Coletivas Índice 1. COMO CALCULAR FÉRIAS COLETIVAS... 2 2. REGRAS BÁSICAS... 3 2.1. CONTAGEM DOS AVOS DE DIREITO... 4 2.2. DEDUÇÃO DE DIAS JÁ CONCEDIDOS... 6 2.3. COMPARAÇÃO DOS DIAS

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA GERAÇÃO DO 13ª SALÁRIO

INSTRUÇÕES PARA GERAÇÃO DO 13ª SALÁRIO INSTRUÇÕES PARA GERAÇÃO DO 13ª SALÁRIO Versão Obrigatória 2.10a Suporte Follha - Winner Página 1 27/10/08 COPYRIGHT As informações contidas neste documento, sobre produtos e/ou serviços são de propriedade

Leia mais

VARGAS CONTABILIDADE atendimento@vargascontabilidaders.com.br ORIENTAÇÃO

VARGAS CONTABILIDADE atendimento@vargascontabilidaders.com.br ORIENTAÇÃO VARGAS CONTABILIDADE atendimento@vargascontabilidaders.com.br ORIENTAÇÃO PREVIDÊNCIA SOCIAL Décimo Terceiro Salário Nesta orientação, vamos apresentar como deve ser preenchida a declaração do SEFIP Sistema

Leia mais

Gestão de Pessoas - 4w

Gestão de Pessoas - 4w Gestão de Pessoas - 4w Modulo Administração de Pessoal (Rubi) Processo: 13º Salário Senior Sistemas S.A Rua São Paulo, 825 - Bairro Victor Konder - CEP 89012.001 - Blumenau/SC Fone: (047) 3221-3300 www.senior.com.br

Leia mais

Sistema Folhamatic Apostila de Treinamento Presencial

Sistema Folhamatic Apostila de Treinamento Presencial Sistema Folhamatic Apostila de Treinamento Presencial Autor: Equipe Treinamento Índice Central Folhamatic...4 Atualizador Automático... 4 Auto Backup... 4 Talkmatic Suporte Online... 4 Backup / Retorno

Leia mais

Manual de Procedimentos Sistemas Integrados Wsolução Módulo WFolha Geração do Arquivo da RAIS/2012

Manual de Procedimentos Sistemas Integrados Wsolução Módulo WFolha Geração do Arquivo da RAIS/2012 Indice Introdução...2 Conferindo os cadastros...2 Parâmetros Empresa...2 Cadastro de eventos...3 Centros de Custo (Obras)...3 Sindicatos...3 Funcionários...5 Gerando o arquivo para Rais...5 Outras informações

Leia mais

Instruções Folha de Pagamento Rotina 21 Instruções RAIS

Instruções Folha de Pagamento Rotina 21 Instruções RAIS Instruções Folha de Pagamento Rotina 21 Instruções RAIS Informações Iniciais (Portaria Nº 7, de 3 Janeiro de 2012) o O prazo para a entrega da declaração da RAIS inicia-se no dia 17 de janeiro de 2012

Leia mais

13º SALÁRIO 2015 NOVEMBRO/2015

13º SALÁRIO 2015 NOVEMBRO/2015 2015 NOVEMBRO/2015 Sumário 1. O que é, porque é pago, quando é pago, quem tem direito?... Erro! Indicador não definido. 1.1 Conceito 1.2 Base de Calculos 1.3 Pagamento das Parcela 2. Calculos no Protheus...

Leia mais

Folha por Obra/Salário Construção Civil - Empreitada Total ou Obra Própria

Folha por Obra/Salário Construção Civil - Empreitada Total ou Obra Própria Folha por Obra/Salário Construção Civil - Empreitada Total ou Obra Própria 1. Empresas usuárias... 2 1.1. Cadastro de empresas... 2 2.1. Cadastro de funcionários... 3 3. Departamentos... 4 3.1. Cadastro

Leia mais

Menu Processos. - Folha de Pagamento Mensal - Adiantamento (vale) - 13º Salário Parcela Final - 13º Salário Adiantamento

Menu Processos. - Folha de Pagamento Mensal - Adiantamento (vale) - 13º Salário Parcela Final - 13º Salário Adiantamento Digitação de Holerith Processo da Folha de Pagamento Este item é responsável pela criação de sua folha de pagamento. A Digitação de Holerith permite o manuseio completo das mais diferentes situações. Esta

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO Cordilheira Recursos Humanos Versão 2 PLANO DE ASSISTÊNCIA A SAÚDE

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO Cordilheira Recursos Humanos Versão 2 PLANO DE ASSISTÊNCIA A SAÚDE BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO Cordilheira Recursos Humanos Versão 2 PLANO DE ASSISTÊNCIA A SAÚDE Criada a rotina de Plano de Assistência a Saúde. Esta rotina irá possibilitar gerar a DIRF com valores descontados

Leia mais

Características do Sistema

Características do Sistema SISTEMA FOLHA DE PAGAMENTO ADVANCED Características do Sistema Sistema multiusuário pleno. Sistema multiempresa sem limitações. Recursos e facilidades operacionais com eficiência, segurança e exatidão.

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Treinamento Sistema Folha Union Módulo III

Treinamento Sistema Folha Union Módulo III FOLHA DE PAGAMENTO MÓDULO III - MOVIMENTOS Folha Union> Vale transporte> Cadastro de tarifas Valor - Insira o valor atual e a data de vigência. Cadastre ou altere os tipos de transportes utilizados de

Leia mais

DIRF. Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014. Ano Base:2013. Copyright 2013 1

DIRF. Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014. Ano Base:2013. Copyright 2013 1 DIRF Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014 Ano Base:2013 Copyright 2013 1 O que é DIRF? Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte: É a declaração feita pela FONTE PAGADORA [Empresa],

Leia mais

Índice. 1. DIRF 2015 Ano-base 2014... 3. 1.1. O que é a DIRF... 3. 1.2. Prazo de Entrega... 3. 1.3. Quem será gerado no arquivo pelo sistema:...

Índice. 1. DIRF 2015 Ano-base 2014... 3. 1.1. O que é a DIRF... 3. 1.2. Prazo de Entrega... 3. 1.3. Quem será gerado no arquivo pelo sistema:... Índice 1. DIRF 2015 Ano-base 2014... 3 1.1. O que é a DIRF... 3 1.2. Prazo de Entrega... 3 1.3. Quem será gerado no arquivo pelo sistema:... 4 2. Geração da DIRF... 5 2.1. Geração Individual (por empresa)...

Leia mais

Veja abaixo como duplicar as informações da empresa modelo para as empresas.

Veja abaixo como duplicar as informações da empresa modelo para as empresas. 1 1. Duplicação das informações da empresa modelo Juntamente com a instalação da empresa modelo encaminhamos anexada a empresa modelo, que contem cadastros que podem ser utilizados nas empresas a serem

Leia mais

Tabela de funcionalidades. Sage Folha de Pagamento. Tabela de Funcionalidades. Sage Sage Gestão Contábil A evolução A do do escritório

Tabela de funcionalidades. Sage Folha de Pagamento. Tabela de Funcionalidades. Sage Sage Gestão Contábil A evolução A do do escritório Sage Sage Gestão Contábil A evolução A do do escritório Tabela de funcionalidades A disponibilidade da funcionalidade dependerá da modalidade do pacote 1 Com esta funcionalidade, é possível executar os

Leia mais

Treinamento Sistema Folha Union Módulo I

Treinamento Sistema Folha Union Módulo I FOLHA DE PAGAMENTO MÓDULO I - TABELAS O sistema de folha foi desenvolvido especialmente para simplificar a rotina do departamento de pessoal, dinamizando informações e otimizando rotinas. Esta apostila

Leia mais

Índice 1.Orientações Gerais...2 1.1.O que é GFIP...2 1.2.Quais as vantagens de utilizar o SEFIP?...2 1.3.Prazo de Entrega...2 1.4.Transmissão...

Índice 1.Orientações Gerais...2 1.1.O que é GFIP...2 1.2.Quais as vantagens de utilizar o SEFIP?...2 1.3.Prazo de Entrega...2 1.4.Transmissão... Índice 1.Orientações Gerais...2 1.1.O que é GFIP...2 1.2.Quais as vantagens de utilizar o SEFIP?...2 1.3.Prazo de Entrega...2 1.4.Transmissão...2 1.5.O que deverá ser informado na SEFIP...3 1.6. Ausência

Leia mais

Módulo Recursos Humanos

Módulo Recursos Humanos Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas

Leia mais

Nesta versão, foram disponibilizadas as alterações cadastrais relacionadas ao esocial.

Nesta versão, foram disponibilizadas as alterações cadastrais relacionadas ao esocial. LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro Diferença Salarial no Sistema TOTVS RM.

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro Diferença Salarial no Sistema TOTVS RM. Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro Diferença Salarial no Sistema TOTVS RM. Índice I. Acesso ao Cadastro:... 2 II. Cálculo da diferença utilizando

Leia mais

Menu Relatórios. Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento. Folha Pagto (Meio Magnético)

Menu Relatórios. Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento. Folha Pagto (Meio Magnético) Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento Esta opção é responsável pela emissão da Folha de Pagamento dos funcionários com movimentação. A impressão poderá ser configurada com separações

Leia mais

Para facilitar o entendimento do processo de geração da RAIS 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas

Para facilitar o entendimento do processo de geração da RAIS 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas Para facilitar o entendimento do processo de geração da RAIS 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas disponibilizou este pequeno manual que contém dicas importantes sobre

Leia mais

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 1 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 5.1 Digitações dos Sócios...2 5.1.1 Campo CPF...2 5.1.1.a Campo Saldo Anterior...3 5.1.1.b Campo Saldo...3 5.1.1.c Campo Isento...3 5.1.1.d Campo Tributado...3

Leia mais

Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas

Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas disponibilizou este pequeno manual que contém dicas importantes sobre

Leia mais

3. Procedimento para emissão de Guia de Retenção Previdenciária

3. Procedimento para emissão de Guia de Retenção Previdenciária 1. Objetivo Este documento tem por objetivo orientar na realização da Folha de Pagamento de Autônomos do Ministério Público e do Fundo de Modernização e Aprimoramento Funcional do Ministério Público do

Leia mais

Problemas ao gerar SEFIP x Soluções

Problemas ao gerar SEFIP x Soluções Problemas ao gerar SEFIP x Soluções 1. Orientações cadastrais... 3 1.1. Empresas usuárias... 3 1.2. Departamentos... 3 1.2.1. SEFIP com o código 115 ou 905... 3 1.2.2. SEFIP com o código 150 ou 907...

Leia mais

Sistema de Folha de Pag amento SISfol

Sistema de Folha de Pag amento SISfol Sistema de Folha de Pag amento SISfol APOSTILA SISFOL CONTEÚDO DA APOSTILA CADASTRO GRUPOS E USUARIOS CADASTRO DE EMPRESA CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS CADASTRO DE EVENTOS PROGRAMAÇÃO DE EVENTOS CADASTRO DE

Leia mais

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A SEGUNDA PARCELA DO 13º. 13º Salário - Gratificação Natalina. Adiantamento do 13º Salário nas férias

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A SEGUNDA PARCELA DO 13º. 13º Salário - Gratificação Natalina. Adiantamento do 13º Salário nas férias 1 TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A SEGUNDA PARCELA DO 13º - Gratificação Natalina A Gratificação de Natal, popularmente conhecida como, foi instituída pela Lei 4.090, de 13/07/1962, regulamentada pelo Decreto

Leia mais

Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes E&L Recursos Humanos e Folha de Pagamento Perguntas Frequentes 1. Quando o Governo libera novas tabelas de INSS, IRRF e Salário família, o sistema atualiza automático? Não. É necessário efetuar a atualização

Leia mais

Índice 1. Configurações iniciais... 3 1.1. Aviso Prévio... 3 1.2. Tributação do aviso prévio indenizado... 5 1.3. Formas de cálculo... 5 1.4.

Índice 1. Configurações iniciais... 3 1.1. Aviso Prévio... 3 1.2. Tributação do aviso prévio indenizado... 5 1.3. Formas de cálculo... 5 1.4. Índice 1. Configurações iniciais... 3 1.1. Aviso Prévio... 3 1.2. Tributação do aviso prévio indenizado... 5 1.3. Formas de cálculo... 5 1.4. Configuração de Eventos... 6 1.5. Estabilidade... 8 1.6. Cadastro

Leia mais

Rescisão Complementar

Rescisão Complementar Rescisão Complementar Para gerar rescisão complementar no LedWin, precisamos primeiramente ter calculado a rescisão normal: - Rescisão Complementar Foi implantada no sistema a rotina de Rescisão Complementar,

Leia mais

Manual de Cálculo e Controle de Férias

Manual de Cálculo e Controle de Férias Manual de Cálculo e Controle de Férias Novembro/2009 Pág.: 1/56 Sumário 1. FÉRIAS INDIVIDUAIS... 4 1.1. Férias Informações gerais e legislação...4 1.1.1. Direito às Férias...4 1.1.2. Aviso e Remuneração...4

Leia mais

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01 Auxiliar Jurídico Módulo IV Aula 01 1 CÁLCULOS TRABALHISTAS Neste módulo você irá aprender a realizar os cálculos de verbas rescisórias e Liquidação de Sentença. I. VERBAS RESCISÓRIAS Podemos entender

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Treinamento Sistema Folha Union Módulo II

Treinamento Sistema Folha Union Módulo II Folha Union> Cadastros> Empresas Treinamento Sistema Folha Union Módulo II FOLHA DE PAGAMENTO MÓDULO II - CADASTROS Cadastre as empresas (Condomínios) ou importe os dados utilizando o código do cadastro

Leia mais

Configuração para Contabilização Automática. Neste bip. Você Sabia? Edição 57 Maio de 2015

Configuração para Contabilização Automática. Neste bip. Você Sabia? Edição 57 Maio de 2015 Neste bip Configuração para Contabilização Automática... 1 Vale Transporte... 2 Como Programar Reajuste Salarial... 3 Contabilização da Folha... 4 Configuração para Contabilização Automática O cadastro

Leia mais

Produto Gestão de Pessoas - Versão 4w

Produto Gestão de Pessoas - Versão 4w Produto Gestão de Pessoas - Versão 4w Módulo Administração de Pessoal (Rubi) Processo: Férias Senior Sistemas S.A Rua São Paulo, 825 - Bairro Victor Konder - CEP 89012.001 - Blumenau/SC Fone: (047) 3221-3300

Leia mais

BOLETIM INFOMATIVO PARA REVENDAS LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇAO - CORDILHEIRA VERSÃO 2

BOLETIM INFOMATIVO PARA REVENDAS LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇAO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 BOLETIM INFOMATIVO PARA REVENDAS LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇAO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 CORDILHEIRA RECURSOS HUMANOS CRH 2.82a Protocolo 87504 1) O reajuste salarial será calculado corretamente mesmo quando o

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL RIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE ASSUNTOÁBEIS DE PORTO ALEGRESEMINÁRIO

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL RIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE ASSUNTOÁBEIS DE PORTO ALEGRESEMINÁRIO Le f is c L e g i s l a c a o F i s c a l CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL MINÁRIO DE ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁ RIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE

Leia mais

1. Cadastro de Empresas

1. Cadastro de Empresas Empregado Doméstico 1. Cadastro de Empresas... 2 1.1. Tela Básico... 2 1.2. Tela Folhamatic... 3 2. Cadastro de Funcionários... 3 2.1. Tela Dados... 4 2.2. Tela Ident. Adm.... 5 2.3. Tela Documentos...

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

Desoneração da Folha AC Pessoal

Desoneração da Folha AC Pessoal Desoneração da Folha AC Pessoal É uma medida governamental voltada para o crescimento da produção: o governo está eliminando a atual contribuição previdenciária sobre a folha e adotando uma nova contribuição

Leia mais

Treinamento Sistema Folha Union Módulo V

Treinamento Sistema Folha Union Módulo V FOLHA DE PAGAMENTO Controle FGTS / Guias Recolhimento / Remessa para banco / Encerramento anual Folha Union> Movimento> Controle de FGTS> Importar depósitos As telas de Controle de FGTS são utilizadas

Leia mais

Cálculos Protheus SIGAGPE - Brasil

Cálculos Protheus SIGAGPE - Brasil Rotina de Férias Sumário Calculo de Férias Abono Pecuniário Períodos consecutivos Licença Remunerada Parâmetros da rotina Id_calculo utilizado Férias em Dobro Férias Empregado com menos de 12 Meses Férias

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cálculo do Imposto de Renda na Fonte sobre o complemento de 13º Salário

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cálculo do Imposto de Renda na Fonte sobre o complemento de 13º Salário complemento de 13º Salário 01/04/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares...

Leia mais

Treinamento Módulo Contas a Pagar

Treinamento Módulo Contas a Pagar Contas a Pagar Todas as telas de cadastro também são telas de consultas futuras, portanto sempre que alterar alguma informação clique em Gravar ou pressione F2. Teclas de atalho: Tecla F2 Gravar Tecla

Leia mais

INDICE DO MÓDULO DE TREINAMENTO DA FOLHA DE PAGAMENTO PEGASUS FOR WINDOWS 2.0

INDICE DO MÓDULO DE TREINAMENTO DA FOLHA DE PAGAMENTO PEGASUS FOR WINDOWS 2.0 INDICE DO MÓDULO DE TREINAMENTO DA FOLHA DE PAGAMENTO PEGASUS FOR WINDOWS 2.0 I Acesso ao Sistema 1 - Como acessar o sistema 2 - Username e Password II Visão Geral 1 - Tela Principal 2 - Cadastros 3 -

Leia mais

Neste bip. Participação nos Lucros e Resultados. Você Sabia? Rescisão Complementar. Edição 54 Fevereiro de 2015

Neste bip. Participação nos Lucros e Resultados. Você Sabia? Rescisão Complementar. Edição 54 Fevereiro de 2015 Neste bip Participação nos Lucros e Resultados... Rescisão Complementar... 1 DIRF 2015... 2 Novas Alterações Trabalhistas e Previdenciárias... 3 EFD ICMS-IPI... 4 Nova Tabela de INSS e Salário Família...

Leia mais

SUPORTE TÉCNICO EBS. Formas de atendimento: E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@ebs.com.br.

SUPORTE TÉCNICO EBS. Formas de atendimento: E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@ebs.com.br. SUPORTE TÉCNICO EBS Horário de atendimento: Das 08h30min às 18h, de Segunda a Sexta-feira. Formas de atendimento: E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@ebs.com.br. Suporte On-Line

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Cargos/Funções necessárias no desenvolvimento das atividades: GERENTE DE ATIVIDADE, ASSISTENTE TÉCNICO ESPECIALIZADO E ASSISTENTE OPERACIONAL

Cargos/Funções necessárias no desenvolvimento das atividades: GERENTE DE ATIVIDADE, ASSISTENTE TÉCNICO ESPECIALIZADO E ASSISTENTE OPERACIONAL Cargos/Funções necessárias no desenvolvimento das atividades: GERENTE DE ATIVIDADE, ASSISTENTE TÉCNICO ESPECIALIZADO E ASSISTENTE OPERACIONAL MACRO FUNÇÃO ATIVIDADE TAREFA Verificar Tabela de Bancos, Analisar

Leia mais

AUDITORIA FINANCEIRA. No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria Financeira.

AUDITORIA FINANCEIRA. No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria Financeira. AUDITORIA FINANCEIRA Processo de uso da Auditoria Financeira CADASTRO DE EMPRESA PARÂMETROS No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria

Leia mais

SUPORTE TÉCNICO EBS. E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@ebs.com.br.

SUPORTE TÉCNICO EBS. E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@ebs.com.br. SUPORTE TÉCNICO EBS Horário de atendimento: Das 08h30min às 18h, de Segunda a Sexta-feira. Formas de atendimento: E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@ebs.com.br. Suporte On-Line

Leia mais

MANUAL PAPELETA MOTORISTA Criado em: 15/02/2013 Atualizado em: 12/11/2014

MANUAL PAPELETA MOTORISTA Criado em: 15/02/2013 Atualizado em: 12/11/2014 O objetivo deste manual é explicar passo a passo o controle da papeleta do motorista realizado no SAT. De acordo com a LEI Nº 12.619, DE 30 DE ABRIL DE 2012, que pode ser acessada em: http://www.planalto.gov.br

Leia mais

ABERTURA E ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO

ABERTURA E ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO Atualização: Novembro de 2012 Página: 1 SIA 7.5 - Sistema Integrado de Arrecadação ABERTURA E ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO FIORILLI SOC CIVIL LTDA.-SOFTWARE SIA 7.5 - Sistema Integrado de Arrecadação Atualização:

Leia mais

Manual. Declaração Anual Simplificada para o Microempreendedor Individual DASN - SIMEI

Manual. Declaração Anual Simplificada para o Microempreendedor Individual DASN - SIMEI Manual Declaração Anual Simplificada para o Microempreendedor Individual DASN - SIMEI Sumário DASN-SIMEI 1. Definições...2 2. Acesso à Declaração...3 3. Apresentação do Programa...3 4. Requisitos Tecnológicos...4

Leia mais

Legislação. Lei Complementar n 150/2015. Art. 7, parágrafo único, da Constituição Federal

Legislação. Lei Complementar n 150/2015. Art. 7, parágrafo único, da Constituição Federal Simples Doméstico Legislação Lei Complementar n 150/2015 Art. 7, parágrafo único, da Constituição Federal Quem é empregado doméstico? Art. 1 o da LC n 150/2015 Ao empregado doméstico, assim considerado

Leia mais

Treinamento Sistema Folha Union Módulo I

Treinamento Sistema Folha Union Módulo I FOLHA DE PAGAMENTO MÓDULO I - TABELAS O sistema de folha foi desenvolvido especialmente para simplificar a rotina do departamento de pessoal, dinamizando informações e otimizando rotinas. Esta apostila

Leia mais

Treinamento Sistema Condominium Módulo II

Treinamento Sistema Condominium Módulo II CONDOMINIUM - Módulo II GERAÇÃO DE EMISSÕES RATEIO Neste módulo o aprendizado será a emissão dos boletos bancários. O sistema disponibiliza algumas maneiras para facilitar o seu dia-a-dia: Sequencia para

Leia mais

AJUDA NO CONTROLE DA EMPREGADA

AJUDA NO CONTROLE DA EMPREGADA Planilhas I Empregada doméstica AJUDA NO CONTROLE DA EMPREGADA CALCULE E EMITA RECIBOS E GUIAS DE PAGAMENTOS DE IMPOSTOS PARA EMPREGADOS DOMÉSTICOS Amelhor maneira de evitar dores de cabeça futuras em

Leia mais

DIRF 2011. Secretaria da Receita Federal do Brasil

DIRF 2011. Secretaria da Receita Federal do Brasil DIRF 2011 O que é a DIRF? É a Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte feita pela FONTE PAGADORA, destinada a informar à Secretaria da Receita Federal o valor do Imposto de Renda retido na fonte,

Leia mais

Treinamento Sistema Folha Union Módulo III

Treinamento Sistema Folha Union Módulo III FOLHA DE PAGAMENTO MÓDULO III - MOVIMENTOS Folha Union> Vale transporte> Geração de movimento de Vale transporte Para que o sistema calcule o valor do vale transporte para o mês de referência é necessário

Leia mais

DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO

DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO 1 DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO Objetivo: Atender a Lei 12.546/2011 (Confira as principais alterações legais no fim deste tutorial). Benefícios: Conceder benefícios adicionais para as empresas de setores

Leia mais

Neste bip. Adiantamento Salarial. Você Sabia? Edição 60 Agosto de 2015. Reajuste de Adiantamento de Salário

Neste bip. Adiantamento Salarial. Você Sabia? Edição 60 Agosto de 2015. Reajuste de Adiantamento de Salário Neste bip Adiantamento e Reajuste de Adiantamento de Salário... Configurações de plano de saúde... 1 Erro de INVALID CONVERSION na geração do registro de saídas... Transferência de Funcionários... 3 Você

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

APOSTILA PROVISÃO E CONTABILIZAÇÃO

APOSTILA PROVISÃO E CONTABILIZAÇÃO APOSTILA PROVISÃO E CONTABILIZAÇÃO ANO 2004 1 ÍNDICE 1 - Provisão de 13º Salário e Férias Preparando a Provisão 1.1 Cadastro de Provisão de férias 1.2 Cadastro de provisão de 13º Salário 1.3 Relatório

Leia mais

FINANCEIRO Manual OPERACIONAL

FINANCEIRO Manual OPERACIONAL SISTEMA DE GESTÃO HDIAS HAMILTON DIAS (31) 8829.9195 8540.8872 www.hdias.com.br hamilton-dias@ig.com.br FINANCEIRO Manual OPERACIONAL Pagina 2 de 14 ÍNDICE Receitas e Despesas... 3 Como Acessar... 3 Como

Leia mais

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de 13º Salário no Sistema TOTVS RM.

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de 13º Salário no Sistema TOTVS RM. Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de 13º Salário no Sistema TOTVS RM. Índice I. Acesso ao Cadastro... 2 II. Códigos Fixos no 13º Salário... 5 III.

Leia mais

Cordilheira Escrita Fiscal 2.109A

Cordilheira Escrita Fiscal 2.109A LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

Treinamento Sistema Condominium Módulo III

Treinamento Sistema Condominium Módulo III Financeiro (Lançamentos Despesas e Saldos) Nesse módulo iremos apresentar os principais recursos da área contábil do sistema. Contábil> Lançamentos Nessa tela é possível lançar as despesas dos condomínios,

Leia mais

Apresentação. E&L ERP Recursos Humanos e Folha de Pagamento. PostgreSQL 8.2/ 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0

Apresentação. E&L ERP Recursos Humanos e Folha de Pagamento. PostgreSQL 8.2/ 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0 Apresentação 1 E&L ERP Recursos Humanos PostgreSQL 8.2/ 8.3 Domingos Martins ES v. 1.0 2 Introdução ão: O Registro no SEPIN, sob n 32284-9, agiliza os controles necessários ao departamento pessoal, bem

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013

Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013 Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013 Sumário 1. Ambiente Group Shopping... 3 2. Alteração na Tela de Contratos e Controle de Edições... 7 3. Propagação de Contratos... 10 4. Configuração de Impressora

Leia mais

Saiba como fazer o cadastro no Simples Doméstico

Saiba como fazer o cadastro no Simples Doméstico Saiba como fazer o cadastro no Simples Doméstico Sistema exige habilidades mínimas com computador e internet. Contadores podem orientar empregadores O mês de outubro será de adaptações na rotina de quem

Leia mais

Instruções Folha de Pagamento

Instruções Folha de Pagamento Instruções Folha de Pagamento Rotina 20 Instruções DIRF Informações Iniciais Entrega da Declaração (Instrução Normativa RFB. 1.216 15/12/2011) o A DIRF deverá ser entregue até as 23h59min59s (horário de

Leia mais

ROTEIRO IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE APURAÇÃO/RELATÓRIOS/GUIAS

ROTEIRO IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE APURAÇÃO/RELATÓRIOS/GUIAS ROTEIRO IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE APURAÇÃO/RELATÓRIOS/GUIAS Apurar corretamente o IRRF(Imposto de Renda Retido na Fonte) é uma tarefa que deve ser executada com muita atenção pelo usuário, por isso

Leia mais

Neste bip. Férias Coletivas. Você Sabia? Edição 53 Janeiro de 2015

Neste bip. Férias Coletivas. Você Sabia? Edição 53 Janeiro de 2015 Neste bip Férias Coletivas... 1 Configurar Tarefas Automáticas... 2 Pedido de Rescisão e Interrupção do Aviso Prévio... 3 Cadastro NIS em Lote... 3 Erro ao Gerar a Depreciação de Um Período... 5 Férias

Leia mais