Gestão de Pessoas - 4w

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gestão de Pessoas - 4w"

Transcrição

1 P á g i n a 1 Gestão de Pessoas - 4w Modulo Administração de Pessoal (Rubi) Processo: Férias

2 P á g i n a 2 Sumário 1 Conceito Parametrizações no Sistema Sindicato Situações Histórico de Afastamentos Vínculos Período Aquisitivo Totalizadores de Férias Gerar Adiantamento Concessão das Férias Médias para Cálculo de Férias Médias calculadas pelo Período Aquisitivo Médias calculadas pelos Últimos Meses Remuneração e Encargos Remuneração Encargos nas Férias + 1/ Desconto de IR de Férias Integral ou Proporcional Diferenças de Férias Negativas e/ou Positivas Férias Individuais Gerar Férias com Pagamento Antecipado Gerar Férias com pagamento para folha mensal Gerar Férias com pagamento 13º Sal. Antecipado e com as médias Gerar Férias com pagamento 13º Sal. Antecipado e sem as médias Gerar apenas um percentual de adiantamento de Férias Férias Coletivas Admitidos no ano Gerar Negativas Excluir / Alterar Cálculos de Férias Verificar Períodos vencidos e/ou a vencer Integração dos Recibos de Férias na Folha Mensal Férias Interrompidas Habilitar a função de Férias interrompidas Interromper Férias... 11

3 P á g i n a 3 1 Conceito O direito de férias tratado nos artigos 129 a 153 da CLT é considerada no sistema sob todos os aspectos: individuais, coletivas, proporcionais, programadas, simuladas e todas poderão ser emitidas no sistema. A cada 12 meses de serviço o colaborador adquire este direito, na seguinte proporção: Número de Faltas Injustificadas - Dias de Direito 0 a a a a Mais de 32 0 => Faltas não remuneradas pela empresa por não terem previsão legal, podem ser consideradas na contagem de redução do direito de férias. 1.1 Parametrizações no Sistema Sindicato Em Tabelas > Sindicatos > Cadastro, observar o preenchimento dos botões Férias F6, M.F. Períodos CF9 e Médias F Situações Em Tabelas > Gerais > Situações, parametrizar os afastamentos com perda para férias. Observar que os afastamentos parametrizados com S no campo Perde Férias, devem estar assinalados com N no campo Perda Direito de Férias e vice-versa. Os dois campos não devem estar configurados para perda ao mesmo tempo Histórico de Afastamentos Em Colaboradores > Históricos > Afastamentos, cadastrar os afastamentos ocorridos durante o ano para os colaboradores Vínculos Em Tabelas > Gerais > Vínculos, assinalar o controle de período de férias ou não. Diretores são um exemplo de vínculos que podem conter N no campo Período Férias.

4 P á g i n a Período Aquisitivo Em Colaboradores > Férias > Tratar Períodos, podem ser consultados os períodos aquisitivos dos colaboradores, identificando os dias de direito e os valores acumulados para média, caso as mesmas estejam configuradas para calcular de acordo com o período aquisitivo. É realizada de forma automática a abertura e fechamento dos períodos aquisitivos, considerando as faltas e afastamentos cadastrados. Mensalmente o próprio cálculo da folha atualiza os dados para geração das médias dentro de cada período, bem como efetua a abertura de novos períodos quando se finda o período aquisitivo atual Totalizadores de Férias Em Colaboradores > Férias > Totalizadores > Acumular, pode-se reacumular a base de cálculo das médias nos períodos aquisitivos, considerando os valores das fichas financeiras dos colaboradores e os eventos/características definidos no cadastro de cada totalizador (Colaboradores > Férias > Totalizadores > Cadastro) Gerar Adiantamento Em Colaboradores > Férias > Recibos > Individual ou Coletivas, deve-se ficar atento ao preenchimento do campo Gerar Adiantamento. Caso no momento do cálculo do recibo de Férias este campo for preenchido com a opção N, os eventos relativos as férias serão pagos somente no cálculo da folha mensal, ou seja, será possível listar os recibos e aviso, mas a folha não descontará o adiantamento de férias, visto que os valores não foram adiantados para o colaborador, mas sim pagos na folha. 1.2 Concessão das Férias A concessão das férias é determinada pelo empregador nos 12 meses seguintes a aquisição do direito, ou seja, dentro do período concessivo. Transcorrido o período concessivo, sem que o colaborador tenha gozado suas férias, o mesmo terá direito a receber o valor das férias em dobro. As férias serão concedidas de uma só vez. Excepcionalmente, as férias individuais poderão ser concedidas em dois períodos. O colaborador deve ser avisado por escrito 30 dias antes da concessão e receber os valores até 2 dias antes da saída para férias. Menores de 18 anos e maiores de 50 anos não fracionam férias. Menores de 18 anos estudantes, tem direito a coincidir suas férias com as escolares. O colaborador pode converter 1/3 do direito de férias em abono, desde que solicite até 15 dias antes de encerrar o período aquisitivo e pode requerer o pagamento da 1ª parcela do 13º Salário junto as suas férias, efetuando esta solicitação por escrito. Em Colaboradores > Férias > Listar Férias, estão disponíveis os relatórios para listagem da Solicitação de Abono Pecuniário, Aviso de Férias, Recibo de Férias, dentre outros. O cálculo de férias individuais é efetuado através do menu Colaboradores > Férias > Recibos > Individual e o cálculo de férias coletivas é efetuado através do menu Colaboradores > Férias > Recibos > Coletivas.

5 P á g i n a Médias para Cálculo de Férias Médias calculadas pelo Período Aquisitivo Se os campos disponíveis em Tabelas > Sindicatos > Cadastro, botão M.F.Per CF9, estiverem parametrizados com a opção S Sim, significa que o cálculo das médias irá considerar os valores e referências acumulados dentro do período aquisitivo de cada colaborador. Desta forma o sistema irá trabalhar com Totalizadores de Férias para acumular os valores a serem utilizados como base para cálculo de médias. A grande vantagem de trabalhar com totalizadores é a possibilidade de ser parametrizado da forma que o usuário decidir, forma de acúmulo dos valores ou horas para médias. Ou seja, pode-se optar, por exemplo, por totalizar referência ou valor de um evento ou ainda referência acrescida de um percentual qualquer Médias calculadas pelos Últimos Meses Se os campos disponíveis em Tabelas > Sindicatos > Cadastro, botão M.F.Per CF9, estiverem parametrizados com a opção N Não, significa que o cálculo das médias irá considerar os valores e referências acumulados no cálculo das fichas financeiras, de acordo com a quantidade de meses parametrizada em Tabelas > Sindicatos > Cadastro, guia Médias F Remuneração e Encargos Remuneração Corresponde a remuneração devida na data da concessão das férias, com o pagamento de médias, variáveis e adicionais. Também é devido o pagamento de 1/3 sobre o valor das férias (CF/88 art.7 ) Encargos nas Férias + 1/3 - INSS e FGTS: regime de competência; - IRRF: consideram-se tributáveis apenas as férias gozadas mais 1/3, aplicando o regime de caixa, ou seja, a data do pagamento. Observação: Sobre abono pecuniário + 1/3 não há incidências de INSS, FGTS e IRRF.

6 P á g i n a Desconto de IR de Férias Integral ou Proporcional O valor de IR Férias pode ser descontado todo no primeiro mês, para isto a característica deste evento deve ser 40E; ou proporcional aos dias de férias em cada mês, sendo a característica do evento 40Q. Recomendamos que a característica do evento de IRRF sobre Férias não seja alterada após já existirem recibos de Férias processados e integrados no cálculo da folha. Visto que o sistema não efetuará nenhum ajuste automático nos valores já descontados e se por exemplo, o evento estiver configurado para descontar integralmente no primeiro mês e depois for alterado para descontar proporcionalmente aos dias de férias no mês, o sistema efetuará o desconto de IRRF novamente, sem realizar nenhuma verificação do que já foi descontado anteriormente e neste caso, é necessário efetuar ajustes manuais. O ideal é configurar este evento no momento da implantação, levando em consideração a forma de cálculo desejada e posteriormente não efetuar alterações. 1.6 Diferenças de Férias Negativas e/ou Positivas Para se obter o cálculo da diferença negativa de férias, isto é, descontar na folha mensal valores pagos a maior no recibo de férias, é necessário manter eventos com as seguintes características: 42D Diferença Negativa de Férias; 42E Diferença Negativa de Abono. As diferenças positivas constarão das características 11I para Diferenças de Férias e 12F para Diferença Abono. A cada evento é verificado se o valor calculado é menor ou maior que o valor calculado no recibo de férias. Todas as diferenças serão acumuladas, tanto positivas como negativas. No entanto, o cálculo da diferença negativa somente ocorrerá se houver um evento com característica 42D. Ao final do cálculo dos eventos será feita uma comparação entre as diferenças positivas e negativas, a que prevalecer será integrada na folha. 1.7 Férias Individuais O cálculo de férias individuais se dá em Colaboradores/Férias/Recibos Férias/Individual. O sistema irá sugerir o período aquisitivo de férias mais antigo do colaborador que estiver com saldo. Porém, é permitido indicar qualquer período na geração do recibo, mesmo que o anterior ainda esteja com saldo. Ao gerar o recibo de férias o sistema cria automaticamente o afastamento para férias do empregado, que fará com que estas férias sejam levadas para a folha mensal.

7 P á g i n a Gerar Férias com Pagamento Antecipado A emissão de férias se dá em Colaboradores/Férias/Recibo Férias/Individual. Devem ser informados o período de férias, data de início, dias de férias, dias de abono, adiantamento 13º Salário, e no campo Gerar Adiantamento se deve indicar 'S', com isto o sistema calculará o recibo de férias gerando os eventos respectivos e integrará na folha de pagamento os mesmos eventos e mais um de desconto referente adiantamento de férias concedido Gerar Férias com pagamento para folha mensal A emissão de férias se dá em Colaboradores/Férias/Recibo Férias/Individual. Informar o período de férias, data de início, dias de férias, dias de abono, adiantamento 13º Salário, e no campo Gerar Adiantamento indicar 'N', com isto o sistema calculara o recibo de férias gerando os eventos respectivos para serem impressos no recibo de quitação, porém, estes eventos serão integrados à folha de pagamento sem que seja gerado um evento de desconto de adiantamento de férias. Este recurso é muito utilizado por empresas que geram um dia ou dois dias para prolongar um feriado e desejam considerar como férias coletivas, mas, para evitar que sejam impressos recibos e cheques para pagamentos antecipados de baixos valores, o fazem juntamente com a folha de pagamento Gerar Férias com pagamento 13º Sal. Antecipado e com as médias A emissão de férias se dá em Colaboradores/Férias/Recibos Férias/Individual. Informar o período de férias, data de início, dias de férias, dias de abono, e no campo adiantamento 13º Salário informar 'S'. Com isto o sistema calculará o recibo de férias gerando os eventos com o Adiantamento 13º Salário e também os eventos de médias Gerar Férias com pagamento 13º Sal. Antecipado e sem as médias A emissão de férias se dá em Colaboradores/Férias/Recibo Férias/Individual, entrar com os dados como período de férias, data de início, dias de férias, dias de abono, e no dado adiantamento 13º Salário informar 'S'. Com isto o sistema calculará o recibo de férias gerando os eventos com o Adiantamento 13º Salário e para não pagar os eventos de médias respectivos, assinalar em Empresas/Empresas no campo Médias Adto. 13º Salário a opção 'N' Gerar apenas um percentual de adiantamento de Férias Para antecipar somente uma parte do adiantamento de férias em Colaboradores/Férias/Recibos Férias/Individual no dado campo % Adiantamento Férias informar o percentual do valor desejado para antecipar. É necessário que exista um evento com característica 11K e regra 20, e que na base de cálculo estejam todos os eventos de férias a serem considerados nesse percentual. É importante destacar que,

8 P á g i n a 8 indicado um percentual, o sistema abandona o seu cálculo e adianta somente o valor resultante da aplicação deste percentual Férias Coletivas O cálculo das férias coletivas está previsto no artigo 139 da CLT e as mesmas podem ser concedidas a todos os colaboradores, ou de determinados estabelecimentos/setores da empresa. O prazo para pagamento permanece o mesmo, 2 dias antes da data de início das férias e o colaborador deve ser avisado 30 dias antes. O sistema prevê a aplicação legal das coletivas, porém o usuário, através de alguns assinalamentos, pode determinar os procedimentos que a empresa costuma aplicar. É necessário que na tabela de eventos estejam cadastrados dois eventos com característica 01K e 02K, equivalendo à Licença remunerada coletiva diurna e noturna, para que se possam lançar as horas de licença que encontrar. Para verificar se já tem eventos com esta característica poderá acessar Tabelas/Eventos/Eventos/Verificar Admitidos no ano Deve-se indicar como proceder com os admitidos que têm menos de um ano de serviço, portanto sem o saldo suficiente para cobrir os dias de férias coletivas. Neste caso, pode-se dar o seguinte tratamento: S - Período c/ Saldo Negativo - Gera Férias coletivas, deixando o período em aberto, com saldo negativo. N - Quita Direito Inferior as Coletivas - Gera as coletivas com o número de dias de saldo existente, pagando o restante como licença remunerada, quitando este período e abrindo novo período aquisitivo com a data de início das coletivas. Q - Quita p/ Direito Igual Dias Férias - Se a quantidade de dias de direito for igual a quantidade de dias férias, as coletivas serão geradas com o número de dias existentes, quitando este período e abrindo novo período aquisitivo com a data de início das coletivas. Sendo o direito inferior aos dias férias, as coletivas serão geradas com o número de dias existentes, pagando o restante como licença remunerada na folha, quitando este período e abrindo novo período aquisitivo com a data de início das coletivas. E - Encerra Período Independente Saldo - Independentemente da quantidade de dias de direito, o período aquisitivo será encerrado iniciando um novo período com a data de início das coletivas. Se os dias de direito forem inferiores aos dias de férias, as coletivas serão geradas com o número de dias de saldo existentes no período, pagando o restante como licença remunerada na folha, quitando este período e abrindo novo período aquisitivo com a data de início das coletivas. Se o saldo de dias de direito for superior aos dias de férias coletivas o recibo é gerado com a quantidade de dias de férias coletivas e o período não é quitado, os dias de saldo restantes ficam neste período que fica em aberto, mas da mesma forma será aberto novo período aquisitivo com a data de início das coletivas.

9 P á g i n a Gerar Negativas Temos 3 opções de tratamento para este campo: S - Sim: Gerar férias coletivas, mesmo que os dias de saldo do período aquisitivo sejam inferiores ao número de dias das coletivas, deixando o período com saldo negativo. Neste caso, ao consultar o período aquisitivo dos colaboradores, os dias de férias estarão com saldo negativo. N - Não: Gerar as férias coletivas com os dias de saldo existentes, complementando o restante como licença remunerada na folha mensal. 1.9 Excluir / Alterar Cálculos de Férias Colaboradores/Férias/Excluir Férias ou Colaboradores/Férias/Alterar Recibos Caso o usuário verifique que o cálculo gerado está incorreto ou então que as férias não serão mais gozadas efetivamente pelo (s) empregado (s), existem duas opções à serem executadas: Menu Colaboradores/Férias/Excluir Férias caso seja necessário excluir o recibo calculado. Menu Colaboradores/Férias/Alterar Recibos e para excluir o recibo calculado deve-se zerar a data de Início das Férias e será apresentada a mensagem S026 Deseja Realmente Excluir o Recibo de Férias? Verificar Períodos vencidos e/ou a vencer Em Colaboradores/Férias/Resumo Períodos existe um relatório que deve ser emitido mensalmente a fim de obter uma relação os empregados que estão com períodos de férias vencidos para evitar o pagamento em dobro Integração dos Recibos de Férias na Folha Mensal Quando o período de gozo de férias ocorre integralmente em um mês, todos os valores pagos e descontados no recibo de férias são trazidos para a folha mensal, descontando ainda o valor líquido pago em um evento denominado Desconto Adiantamento de Férias. Caso o período de gozo de férias ocorra parte em um mês, parte em outro, os eventos pagos e descontados no recibo de férias também são trazidos para a folha mensal, porém, proporcionalizados. Quando houver Férias concedidas (20 dias de Férias + 10 de Abono, c/ Adiantamento de 50% 13º Salário), que ultrapassem o mês em Curso, o sistema calculará a Folha de Pagamento, lançando os eventos de Férias proporcionalmente aos dias de Férias que recaírem em cada período.

10 P á g i n a 10 O abono de férias não é considerado nem no início nem no final das férias, sendo calculado em valor proporcional aos dias de férias pagas, sendo assim: Cálculo dos Dias de Férias Proporcionais em Folha: 20 dias Férias = 146:67hs 08 dias no Mês = 146:67 / 20 * 8 = 58:67hs Cálculo do Abono Proporcional em Folha: 10 dias Abono = 73:33hs Proporcional = 73:33 / 146:67 * 58:67 = 29:33hs Cálculo do Desconto do Adiantamento de Férias Proporcional c/ Adiantamento de 13º Salário: Deve-se Somar os valores pagos no Recibo de Férias, diminuir o valor do INSS e IRRF s/ Férias (se houver), o valor resultante dividir pela quantidade de dias de Férias Concedidas e multiplicar pela quantidade de dias de férias no mês. Exemplo: Supondo um valor de Salário Base de R$ 3.649,00: + 20 dias de Férias = 2.432, dias de Abono Pec. = 1.216,33 + 1/3 s/ Férias Gozadas = 810,89 + 1/3 s/ Abono Pecuniário = 405,44 Sub-Total = 4.865,33 (-) INSS = (356,79) (-) IRRF = (93,72) Total = 4.414,82 / 20 * 8 = 1.765,92 + Adto 13º Sal = 1.824,50 = Valor Desc. Folha Mensal = 3.590, Férias Interrompidas Este recurso será utilizado em situações onde o empregado está em férias, porém sofre algum afastamento como licença maternidade, auxílio-doença, atestado, reabertura de acidente de trabalho ou reabertura de auxílio-doença, durante estas férias Habilitar a função de Férias interrompidas Em Empresas/Empresas ao assinalar a opção Sim no campo Usa Férias interrompidas, será possível interromper períodos de gozo de férias dos empregados, possibilitando o correto envio de informações ao governo. O sistema permitirá quebrar os dias de férias do empregado para antes e após o afastamento, alterando as datas de gozo e permitindo desta forma, que seja cadastrado o afastamento.

11 P á g i n a Interromper Férias Em Colaboradores/Férias/Recibos/Alterar Gozo, após ter gerado as férias dos empregados normalmente, quando ocorrer de algum empregado se afastar por motivos diversos já citados, deve-se acessar este menu para cadastrar os dias de férias que foram gozados até o momento do afastamento e também o período de férias que será gozado ao término do retorno do afastamento. Caso não seja feito este cadastro, não será possível gerar o afastamento do colaborador, que é feito no menu Colaboradores/Históricos/afastamentos e levado automaticamente para os relatórios do governo necessários ao procedimento.

12

Produto Gestão de Pessoas - Versão 4w

Produto Gestão de Pessoas - Versão 4w Produto Gestão de Pessoas - Versão 4w Módulo Administração de Pessoal (Rubi) Processo: Férias Senior Sistemas S.A Rua São Paulo, 825 - Bairro Victor Konder - CEP 89012.001 - Blumenau/SC Fone: (047) 3221-3300

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 CORDILHEIRA RECURSOS HUMANOS 2.93A 1- Adequada a rotina Módulos\ Férias\ Férias Normais para calcular as férias em dobro quando

Leia mais

Gestão de Pessoas - Windows

Gestão de Pessoas - Windows P á g i n a 1 Gestão de Pessoas - Windows Módulo Administração de Pessoal (Rubi) Processo: 13º Salário Senior Sistemas S.A Rua São Paulo, 825 - Bairro Victor Konder - CEP 89012.001 - Blumenau/SC Fone:

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Página: 1/5 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Módulo Rubi Avançado : 20:00 A quem se destina: Todos que tiverem a necessidade de administrar de forma avançada o módulo Rubi para facilitar o controle de Valores Folha

Leia mais

Cálculos Protheus SIGAGPE - Brasil

Cálculos Protheus SIGAGPE - Brasil Rotina de Férias Sumário Calculo de Férias Abono Pecuniário Períodos consecutivos Licença Remunerada Parâmetros da rotina Id_calculo utilizado Férias em Dobro Férias Empregado com menos de 12 Meses Férias

Leia mais

Procedimentos - 13º Salário Logix

Procedimentos - 13º Salário Logix Procedimentos - 13º Salário Logix 1 ÍNDICE 1. Parâmetros... 3 1.1. RHU3330 - Empresas - Cálculo/Movimento Folha...3 1.2. RHU0050 Manutenção Eventos...5 1.3. RHU0030 - Categoria Salarial...6 1.4. RHU0150

Leia mais

CÁLCULO DE ADIANTAMENTO SALARIAL

CÁLCULO DE ADIANTAMENTO SALARIAL CÁLCULO DE ADIANTAMENTO SALARIAL O cálculo de adiantamento salarial no Cordilheira Recursos Humanos é bem flexível e consegue atender muitas situações diferenciadas. Para que o cálculo seja efetuado de

Leia mais

Apostila de 13 Salário. Capacitação e Treinamento 1

Apostila de 13 Salário. Capacitação e Treinamento 1 Apostila de 13 Salário Capacitação e Treinamento 1 Conteúdo 1. DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO... 3 1.1. Contagem de Avos... 3 1.2. Primeira Parcela Pagamento até 30/11... 3 1.3. Empregados não disponíveis durantes

Leia mais

ROTEIRO BÁSICO PARA GERAR FOLHA DE PAGAMENTO

ROTEIRO BÁSICO PARA GERAR FOLHA DE PAGAMENTO ROTEIRO BÁSICO PARA GERAR FOLHA DE PAGAMENTO Nas páginas seguintes, você terá uma visão geral dos recursos disponíveis e das funções que o Persona pode automatizar. Sem entrar em detalhes, você saberá

Leia mais

Manual das Férias Coletivas. Índice

Manual das Férias Coletivas. Índice Manual das Férias Coletivas Índice 1. COMO CALCULAR FÉRIAS COLETIVAS... 2 2. REGRAS BÁSICAS... 3 2.1. CONTAGEM DOS AVOS DE DIREITO... 4 2.2. DEDUÇÃO DE DIAS JÁ CONCEDIDOS... 6 2.3. COMPARAÇÃO DOS DIAS

Leia mais

Gestão de Pessoas - 4w

Gestão de Pessoas - 4w Gestão de Pessoas - 4w Modulo Administração de Pessoal (Rubi) Processo: 13º Salário Senior Sistemas S.A Rua São Paulo, 825 - Bairro Victor Konder - CEP 89012.001 - Blumenau/SC Fone: (047) 3221-3300 www.senior.com.br

Leia mais

Instruções Folha de Pagamento Rotina 19 13º Salário

Instruções Folha de Pagamento Rotina 19 13º Salário Instruções Folha de Pagamento Rotina 19 13º Salário Instruções Iniciais Antes de iniciar a geração do 13º salário é necessário verificar com atenção as dicas iniciais. Efetue a parametrização da Tabela

Leia mais

Treinamento Sistema Folha Union Módulo III

Treinamento Sistema Folha Union Módulo III FOLHA DE PAGAMENTO MÓDULO III - MOVIMENTOS Folha Union> Vale transporte> Cadastro de tarifas Valor - Insira o valor atual e a data de vigência. Cadastre ou altere os tipos de transportes utilizados de

Leia mais

EXACTUS SOFTWARE LTDA

EXACTUS SOFTWARE LTDA Instruções para Geração do 13º Salário EXACTUS SOFTWARE LTDA SISTEMA - WINNER Edição 2009 Página 1 de 24 Londrina Paraná Edição 10/2009 COPYRIGHT Todos os direitos são reservados à Exactus Software Ltda.

Leia mais

Férias Coletivas no Persona Gold

Férias Coletivas no Persona Gold Férias Coletivas no Persona Gold Esta cartilha tem como objetivo explicar como se aplicam as configurações necessárias, dentro do Persona Gold, para que seja feito o cálculo das férias coletivas. Por dentro

Leia mais

Manual da Rescisão Complementar

Manual da Rescisão Complementar Manual da Rescisão Complementar Atualizado em Abril/2009 Pág 1/16 Sumário Rescisão Complementar... 2 Reajuste salarial para funcionários demitidos... 3 Novos Campos cadastro de Sindicato... 4 Recálculo

Leia mais

Manual de Cálculo e Controle de Férias

Manual de Cálculo e Controle de Férias Manual de Cálculo e Controle de Férias Novembro/2009 Pág.: 1/56 Sumário 1. FÉRIAS INDIVIDUAIS... 4 1.1. Férias Informações gerais e legislação...4 1.1.1. Direito às Férias...4 1.1.2. Aviso e Remuneração...4

Leia mais

Instruções Folha de Pagamento Rotina 21 Instruções RAIS

Instruções Folha de Pagamento Rotina 21 Instruções RAIS Instruções Folha de Pagamento Rotina 21 Instruções RAIS Informações Iniciais (Portaria Nº 7, de 3 Janeiro de 2012) o O prazo para a entrega da declaração da RAIS inicia-se no dia 17 de janeiro de 2012

Leia mais

Férias Proporcionais Até 5 faltas 6 a 14 faltas 15 a 23 faltas 24 a 32 faltas

Férias Proporcionais Até 5 faltas 6 a 14 faltas 15 a 23 faltas 24 a 32 faltas FÉRIAS ASPECTOS GERAIS Férias é o período de descanso anual, que deve ser concedido ao empregado após o exercício de atividades por um ano, ou seja, por um período de 12 meses, período este denominado

Leia mais

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Férias

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Férias pág.: 1/6 1 Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos para programação, concessão e pagamento de férias aos empregados da COPASA MG. 2 Referências Para aplicação desta norma poderá ser necessário

Leia mais

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão:

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão: Módulo de Rescisão Para calcular a rescisão, é necessário informar para quem se deseja calcular (Código, Divisão, Tomador), depois informar tipo de dispensa, data de aviso prévio, data de pagamento, dias

Leia mais

Cálculo das férias proporcionais e faltas

Cálculo das férias proporcionais e faltas Informativo 0 Página 0 Ano 2013 Cálculo das férias proporcionais e faltas FÉRIAS Após cada 12 meses de vigência do contrato de trabalho (período aquisitivo), o empregado tem direito ao gozo de um período

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Wfolha 13 Salário

MANUAL DO SISTEMA. Wfolha 13 Salário MANUAL DO SISTEMA Wfolha 13 Salário SulProg Sistemas 1 INTRODUÇÃO Este manual foi desenvolvido a fim de facilitar e esclarecer dúvidas sobre os procedimentos referente ao 13 salário. SulProg Sistemas 2

Leia mais

Recursos Humanos. Cálculos de Folha de Pagamento - Férias e Décimo-Terceiro. Férias - Finalidade. Férias - Direito. Patrícia Ramos Palmieri

Recursos Humanos. Cálculos de Folha de Pagamento - Férias e Décimo-Terceiro. Férias - Finalidade. Férias - Direito. Patrícia Ramos Palmieri Recursos Humanos Patrícia Ramos Palmieri Cálculos de Folha de Pagamento - Férias e Décimo-Terceiro 1 Férias - Finalidade A finalidade básica da concessão das férias é o restabelecimento das forças físicas

Leia mais

Menu Relatórios. Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento. Folha Pagto (Meio Magnético)

Menu Relatórios. Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento. Folha Pagto (Meio Magnético) Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento Esta opção é responsável pela emissão da Folha de Pagamento dos funcionários com movimentação. A impressão poderá ser configurada com separações

Leia mais

APOSTILA PROVISÃO E CONTABILIZAÇÃO

APOSTILA PROVISÃO E CONTABILIZAÇÃO APOSTILA PROVISÃO E CONTABILIZAÇÃO ANO 2004 1 ÍNDICE 1 - Provisão de 13º Salário e Férias Preparando a Provisão 1.1 Cadastro de Provisão de férias 1.2 Cadastro de provisão de 13º Salário 1.3 Relatório

Leia mais

NORMA 1 OBJETIVO. Estabelecer diretrizes para concessão e pagamento de férias. 2 CONCEITOS. 2.1 Abono Pecuniário

NORMA 1 OBJETIVO. Estabelecer diretrizes para concessão e pagamento de férias. 2 CONCEITOS. 2.1 Abono Pecuniário 1/6 1 OBJETIVO Estabelecer diretrizes para concessão e pagamento de férias. 2 CONCEITOS 2.1 Abono Pecuniário Valor pago ao beneficiário que optar expressamente por converter 1/3 (um terço) do seu período

Leia mais

Recibos à Parte. Nesta tela devem ser cadastrados os eventos que deseja emitir separadamente para o mês de referência.

Recibos à Parte. Nesta tela devem ser cadastrados os eventos que deseja emitir separadamente para o mês de referência. Recibos à Parte Seleção de Eventos para Recibo à Parte Procedimentos para que sejam selecionados eventos para impressão à parte de holerith, impressão da folha mensal, impressão da relação para crédito

Leia mais

SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO. REGISTRO DE FÉRIAS RHSFeriasSiape.exe

SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO. REGISTRO DE FÉRIAS RHSFeriasSiape.exe SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO REGISTRO DE FÉRIAS RHSFeriasSiape.exe SANTA MARIA FATECIENS 2008 Este manual tem por finalidade apresentar as especificações detalhadas da aplicação de Registro

Leia mais

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01 Auxiliar Jurídico Módulo IV Aula 01 1 CÁLCULOS TRABALHISTAS Neste módulo você irá aprender a realizar os cálculos de verbas rescisórias e Liquidação de Sentença. I. VERBAS RESCISÓRIAS Podemos entender

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 Cordilheira Recursos Humanos CRH 2.85A As rotinas de Retiradas de Pró-labore e Autônomos tiveram diversas alterações, com o objetivo

Leia mais

COMUNICADO DA ÁREA DE RECURSOS HUMANOS

COMUNICADO DA ÁREA DE RECURSOS HUMANOS COMUNICADO DA ÁREA DE RECURSOS HUMANOS Senhor Responsável, Tupã, 06 de outubro de 2014. Encaminhamos em anexo, instruções para o preenchimento da Escala de Férias para o Exercício de 2015, dos servidores

Leia mais

NORMA DE FÉRIAS - NOR 304

NORMA DE FÉRIAS - NOR 304 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: SOLICITAÇÃO, PROGRAMAÇÃO, CONCESSÃO E PAGAMENTO DE FÉRIAS APROVAÇÃO: Resolução DIREX nº 023, de 04/02/2013 VIGÊNCIA: 04/02/2013 NORMA DE FÉRIAS - NOR 304 1/12

Leia mais

F.A.Q. Perguntas e Respostas sobre teoria e prática do 13 Salário. SUMÁRIO

F.A.Q. Perguntas e Respostas sobre teoria e prática do 13 Salário. SUMÁRIO F.A.Q. Perguntas e Respostas sobre teoria e prática do 13 Salário. SUMÁRIO 1. O que é o 13 Salário?... 2 2. Quem faz jus ao direito do 13 Salário?... 2 3. Como o 13 pode ser divido em prestações?... 2

Leia mais

Férias Individuais e Coletivas; Período Aquisitivo e Concessivo; Remuneração; Abono; Efeitos na Rescisão Contratual

Férias Individuais e Coletivas; Período Aquisitivo e Concessivo; Remuneração; Abono; Efeitos na Rescisão Contratual Lição 6. Férias Férias Individuais e Coletivas; Período Aquisitivo e Concessivo; Remuneração; Abono; Efeitos na Rescisão Contratual 6.1. FÉRIAS INDIVIDUAIS: arts. 129 a 138 da CLT. As férias correspondem

Leia mais

SUPORTE TÉCNICO EBS. Horário de atendimento: Das 08h00min às 19h, de Segunda a Sexta-feira.

SUPORTE TÉCNICO EBS. Horário de atendimento: Das 08h00min às 19h, de Segunda a Sexta-feira. SUPORTE TÉCNICO EBS Horário de atendimento: Das 08h00min às 19h, de Segunda a Sexta-feira. Formas de atendimento: E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@sage.com.br. Suporte On-Line

Leia mais

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A SEGUNDA PARCELA DO 13º. 13º Salário - Gratificação Natalina. Adiantamento do 13º Salário nas férias

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A SEGUNDA PARCELA DO 13º. 13º Salário - Gratificação Natalina. Adiantamento do 13º Salário nas férias 1 TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A SEGUNDA PARCELA DO 13º - Gratificação Natalina A Gratificação de Natal, popularmente conhecida como, foi instituída pela Lei 4.090, de 13/07/1962, regulamentada pelo Decreto

Leia mais

NORMA DE FÉRIAS. RES. nº 1628/09. Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba

NORMA DE FÉRIAS. RES. nº 1628/09. Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba Vinculada ao Ministério da Integração Nacional - M I. nº 1628/09 FOR-101 1/5 S U M Á R I O 1 Objetivo, 2/5 2 Definição, 2/5 3 Competências,

Leia mais

1. Controle de exercício

1. Controle de exercício 1 1. Controle de exercício Para realizar lançamentos e emitir relatório o módulo Contabil obriga a criação de exercícios, que na verdade representam os anos de atividade da empresa. Confira algumas dicas

Leia mais

Manual Prático 13º Salário

Manual Prático 13º Salário Manual Prático 13º Salário 1/36 Índice 1. ROTINAS 13 SALÁRIO DOS SISTEMAS EBS... 4 1.1. Definições... 4 2. CONFIGURAÇÕES DE EVENTOS... 6 3. 1 PARCELA... 9 4. 2 PARCELA... 11 5. INFORMAÇÃO DE VALORES EXTRAS...

Leia mais

Treinamento Sistema Folha Union Módulo III

Treinamento Sistema Folha Union Módulo III FOLHA DE PAGAMENTO MÓDULO III - MOVIMENTOS Folha Union> Vale transporte> Geração de movimento de Vale transporte Para que o sistema calcule o valor do vale transporte para o mês de referência é necessário

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.07 Movimentações... 4 Movimentações de Caixa... 4 Entradas... 6 Recebimento em Dinheiro... 8 Recebimento em Cheque... 8 Troco... 15 Saídas... 17 Movimentações de Banco... 22

Leia mais

Sistema de Folha de Pag amento SISfol

Sistema de Folha de Pag amento SISfol Sistema de Folha de Pag amento SISfol APOSTILA SISFOL CONTEÚDO DA APOSTILA CADASTRO GRUPOS E USUARIOS CADASTRO DE EMPRESA CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS CADASTRO DE EVENTOS PROGRAMAÇÃO DE EVENTOS CADASTRO DE

Leia mais

Infor-Pag. Importa lançamentos de outros Sistemas (Ponto Eletrônico, Convênios,...).

Infor-Pag. Importa lançamentos de outros Sistemas (Ponto Eletrônico, Convênios,...). Cálculos Infor-Pag CLT, Estagiários, Autônomos e Pró-Labore. Geral ou por Centro de Custos. Recálculo. Com o mesmo código de evento pode-se ter 3 tipos de movimento; Normal, diferença ou estorno. Permite

Leia mais

PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro

PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro SUMÁRIO 1. FINANCEIRO... 5 1.1. ED - SECRETARIA... 5 1.2. ED - ESCOLA... 5 1.3. USUÁRIOS POR ENTIDADE NO ED SECRETARIA E ESCOLA... 6 2. FINANCEIRO - SECRETARIA... 7 2.1.

Leia mais

Férias Web. Como utilizar este recurso do MarteWeb. Universidade de São Paulo

Férias Web. Como utilizar este recurso do MarteWeb. Universidade de São Paulo Como utilizar este recurso do MarteWeb Cartilha destinada aos servidores docentes e técnicos-administrativos da Universidade de São Paulo Universidade de São Paulo Sumário Apresentação 03 Férias Web 04

Leia mais

Agendamento de Suporte Telefônico Telefone celular Equipe de Apoio

Agendamento de Suporte Telefônico Telefone celular Equipe de Apoio 08/11/2012 Evento Programação 14:00h - Abertura 14:15h - Novos Procedimentos Suporte Help 14:30h - Novo TRCT (Rescisão do CT) 14:45h - Rotinas de 13º salário 16:30h - Esclarecimento de Dúvidas 17:00h -

Leia mais

ABERTURA E ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO

ABERTURA E ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO Atualização: Novembro de 2012 Página: 1 SIA 7.5 - Sistema Integrado de Arrecadação ABERTURA E ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO FIORILLI SOC CIVIL LTDA.-SOFTWARE SIA 7.5 - Sistema Integrado de Arrecadação Atualização:

Leia mais

ESCALA DE FÉRIAS - EXERCÍCIO 2007 INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO

ESCALA DE FÉRIAS - EXERCÍCIO 2007 INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO ESCALA DE FÉRIAS - EXERCÍCIO 2007 INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO Para o preenchimento da Escala de Férias, o servidor deverá acessar o Portal do Servidor por meio do endereço http://10.9.16.23/csp/tcdf/portal/index.csp

Leia mais

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de 13º Salário no Sistema TOTVS RM.

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de 13º Salário no Sistema TOTVS RM. Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de 13º Salário no Sistema TOTVS RM. Índice I. Acesso ao Cadastro... 2 II. Códigos Fixos no 13º Salário... 5 III.

Leia mais

Neste bip. Férias Coletivas. Você Sabia? Edição 53 Janeiro de 2015

Neste bip. Férias Coletivas. Você Sabia? Edição 53 Janeiro de 2015 Neste bip Férias Coletivas... 1 Configurar Tarefas Automáticas... 2 Pedido de Rescisão e Interrupção do Aviso Prévio... 3 Cadastro NIS em Lote... 3 Erro ao Gerar a Depreciação de Um Período... 5 Férias

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTO DA ROTINA DA RESCISÃO COMPLEMENTAR

MANUAL DE PROCEDIMENTO DA ROTINA DA RESCISÃO COMPLEMENTAR MANUAL DE PROCEDIMENTO DA ROTINA DA RESCISÃO COMPLEMENTAR INTRODUÇÃO Trata-se de um recurso exclusivo para atender a necessidade de cálculos complementares de verbas rescisórias decorrentes de reajustes

Leia mais

Neste bip. Importação de dados Fiscais para o Rumo. Você Sabia? edição 28 Dezembro de 2012

Neste bip. Importação de dados Fiscais para o Rumo. Você Sabia? edição 28 Dezembro de 2012 Neste bip Importação de dados Fiscais para o Rumo... 1 Controle de contas a pagar e a receber... 2 Quando calcular o 13 salário complementar?... 2 Férias Coletivas... 3 MEI - Afastamento por licença maternidade...

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA GERAÇÃO DO 13ª SALÁRIO

INSTRUÇÕES PARA GERAÇÃO DO 13ª SALÁRIO INSTRUÇÕES PARA GERAÇÃO DO 13ª SALÁRIO Versão Obrigatória 2.10a Suporte Follha - Winner Página 1 27/10/08 COPYRIGHT As informações contidas neste documento, sobre produtos e/ou serviços são de propriedade

Leia mais

mesmo empregador recebendo

mesmo empregador recebendo AULA 6: Salário e Remuneração: a partir do art. 457, CLT Equiparação Salarial empregado que almeja ganhar um salário maior, deseja o salário de outro, que é o chamado paradigma ou modelo idêntica função

Leia mais

Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE CONTROLE DE FÉRIAS

Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE CONTROLE DE FÉRIAS Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE CONTROLE DE FÉRIAS MANUAL DO USUÁRIO Sistema de Controle de Férias Lei N 8112 de 11 de dezembro de 1990 Capítulo

Leia mais

DEPARTAMENTO PESSOAL

DEPARTAMENTO PESSOAL DEPARTAMENTO PESSOAL DÚVIDAS MAIS FREQUENTES 1 1. Documentos necessários para admissão Para o processo de admissão, o novo funcionário deverá apresentar a relação de documentos abaixo: *Carteira de Trabalho

Leia mais

DEFINIÇÃO PARA FOLHA DE PAGAMENTO DE FÉRIAS COLETIVAS DOCENTES NOVEMBRO / 2007

DEFINIÇÃO PARA FOLHA DE PAGAMENTO DE FÉRIAS COLETIVAS DOCENTES NOVEMBRO / 2007 DEFINIÇÃO PARA FOLHA DE PAGAMENTO DE FÉRIAS COLETIVAS DOCENTES NOVEMBRO / 2007 SERVIDORES DO CEETEPS CLIENTE 092 REGIME C.L.T DOCENTES FOLHA DE FÉRIAS COLETIVA PERÍODO A SER CONSIDERADO: JANEIRO á DEZEMBRO

Leia mais

Manual para DIRF. Manual de Procedimentos - WFOLHA

Manual para DIRF. Manual de Procedimentos - WFOLHA Para gerar o arquivo da DIRF, existem algumas informações importantes a serem revisadas antes de qualquer processo. Desta forma dividimos o manual em sequencias as quais estão explicadas a diante: Prazo:

Leia mais

Menu Processos. - Folha de Pagamento Mensal - Adiantamento (vale) - 13º Salário Parcela Final - 13º Salário Adiantamento

Menu Processos. - Folha de Pagamento Mensal - Adiantamento (vale) - 13º Salário Parcela Final - 13º Salário Adiantamento Digitação de Holerith Processo da Folha de Pagamento Este item é responsável pela criação de sua folha de pagamento. A Digitação de Holerith permite o manuseio completo das mais diferentes situações. Esta

Leia mais

13º SALÁRIO 2015 NOVEMBRO/2015

13º SALÁRIO 2015 NOVEMBRO/2015 2015 NOVEMBRO/2015 Sumário 1. O que é, porque é pago, quando é pago, quem tem direito?... Erro! Indicador não definido. 1.1 Conceito 1.2 Base de Calculos 1.3 Pagamento das Parcela 2. Calculos no Protheus...

Leia mais

Aqui seus Resultados Aparecem

Aqui seus Resultados Aparecem Aqui seus Resultados Aparecem 2 Evolution Folha de Pagamento Cálculo automático de INSS, IRRF, FGTS, Controle de período aquisitivo de férias e faltas não insalubridade, periculosidade, pensão alimentícia,

Leia mais

Cargos/Funções necessárias no desenvolvimento das atividades: GERENTE DE ATIVIDADE, ASSISTENTE TÉCNICO ESPECIALIZADO E ASSISTENTE OPERACIONAL

Cargos/Funções necessárias no desenvolvimento das atividades: GERENTE DE ATIVIDADE, ASSISTENTE TÉCNICO ESPECIALIZADO E ASSISTENTE OPERACIONAL Cargos/Funções necessárias no desenvolvimento das atividades: GERENTE DE ATIVIDADE, ASSISTENTE TÉCNICO ESPECIALIZADO E ASSISTENTE OPERACIONAL MACRO FUNÇÃO ATIVIDADE TAREFA Verificar Tabela de Bancos, Analisar

Leia mais

GUIA PRÁTICO NOVO FOLHA DE PAGAMENTO

GUIA PRÁTICO NOVO FOLHA DE PAGAMENTO GUIA PRÁTICO NOVO FOLHA DE PAGAMENTO Este manual visa facilitar a integração entre o sistema Folha de Pagamento antigo e a nova versão do sistema Folha de Pagamento. O sistema foi reformulado e agora compartilha

Leia mais

1ª PARCELA DO 13º SALÁRIO

1ª PARCELA DO 13º SALÁRIO Caros Clientes, Com a proximidade do pagamento do 13º salário, a Dexion Informática está disponibilizando um pequeno manual para facilitar a geração da folha de 13º 1ª e 2ª parcela. 1ª PARCELA DO 13º SALÁRIO

Leia mais

Saiba como fazer o cadastro no Simples Doméstico

Saiba como fazer o cadastro no Simples Doméstico Saiba como fazer o cadastro no Simples Doméstico Sistema exige habilidades mínimas com computador e internet. Contadores podem orientar empregadores O mês de outubro será de adaptações na rotina de quem

Leia mais

NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR

NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR Todos os direitos reservados. PC Sistemas 1.0 - Data: 28/08/2012 Página 1 de 47 Sumário Apresentação... 4 1. PROCEDIMENTOS INICIAIS... 5 1.1. Realizar Atualizações...

Leia mais

Domínio Atendimento Toledo, 01 de agosto de 2013

Domínio Atendimento Toledo, 01 de agosto de 2013 Domínio Atendimento Toledo, 01 de agosto de 2013 1 Sumário 1.Acessando o Domínio atendimento ---------------------------------- 3 2.Noticias -------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Treinamento Sistema Folha Union Módulo I

Treinamento Sistema Folha Union Módulo I FOLHA DE PAGAMENTO MÓDULO I - TABELAS O sistema de folha foi desenvolvido especialmente para simplificar a rotina do departamento de pessoal, dinamizando informações e otimizando rotinas. Esta apostila

Leia mais

SISCOF - Manual do Usuário

SISCOF - Manual do Usuário SISCOF - Manual do Usuário SERPRO / SUPDE / DECTA / DE901 SISTEMA DE CONTROLE DE FREQUÊNCIA Versão 1.2 Sumário SISCOF Sistema de Controle de Frequência 1. Login e Senha... 2 1.1 Como Efetuar Login No Sistema...

Leia mais

Conteúdo Complementar Cálculo de Rescisão

Conteúdo Complementar Cálculo de Rescisão Conteúdo Complementar Cálculo de Rescisão Gestão de Pessoal Contéudo Complementar Cálculo de Rescisão 1. Cálculo de Rescisão Para efetuar o cálculo de um recibo de rescisão é necessário seguir as orientações

Leia mais

Treinamento Sistema Folha Union Módulo I

Treinamento Sistema Folha Union Módulo I FOLHA DE PAGAMENTO MÓDULO I - TABELAS O sistema de folha foi desenvolvido especialmente para simplificar a rotina do departamento de pessoal, dinamizando informações e otimizando rotinas. Esta apostila

Leia mais

Adiantamento: Informa o percentual de adiantamento porventura existente na empresa para os funcionários, valor será calculado sobre o salário base.

Adiantamento: Informa o percentual de adiantamento porventura existente na empresa para os funcionários, valor será calculado sobre o salário base. 20.1 Parâmetros Habilitação de Empresas 20. MANUAL DE SISTEMA DE FOLHA DE PAGAMENTO Rotina destinada a habilitar as empresas que vão utilizar o sistema, onde serão informados todos os dados necessários

Leia mais

Fundação COELCE de Seguridade Social - FAELCE

Fundação COELCE de Seguridade Social - FAELCE Fundação COELCE de Seguridade Social - FAELCE MANUAL DO PREVSYSTEM WEB Índice Objetivo... 2 Iniciando... 2 Menu de Opções... 3 Opção Participantes... 3 Opção Benefícios... 4 Opção Empréstimos... 4 Opção

Leia mais

1998-2011 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2011 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

DIRF. Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014. Ano Base:2013. Copyright 2013 1

DIRF. Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014. Ano Base:2013. Copyright 2013 1 DIRF Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014 Ano Base:2013 Copyright 2013 1 O que é DIRF? Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte: É a declaração feita pela FONTE PAGADORA [Empresa],

Leia mais

SEÇÃO DE RELAÇÕES DO TRABALHO SETOR DE HOMOLOGAÇÃO TREINAMENTO SISTEMA HOMOLOGNET

SEÇÃO DE RELAÇÕES DO TRABALHO SETOR DE HOMOLOGAÇÃO TREINAMENTO SISTEMA HOMOLOGNET SEÇÃO DE RELAÇÕES DO TRABALHO SETOR DE HOMOLOGAÇÃO TREINAMENTO SISTEMA HOMOLOGNET ACESSO AO HOMOLOGNET Para utilizar o HomologNet é necessário acessar o Portal do Trabalho e Emprego na Internet, no endereço

Leia mais

Folha de Domésticos e Automação dos Recolhimentos para o Empregador. Domésticos integra o empregador ao. www.paggadomesticos.com.

Folha de Domésticos e Automação dos Recolhimentos para o Empregador. Domésticos integra o empregador ao. www.paggadomesticos.com. Folha de Domésticos e Automação dos Recolhimentos para o Empregador Domésticos integra o empregador ao A nova lei das domésticas Novembro/2015 é o mês da implantação definitiva da nova lei das domésticas.

Leia mais

MANUAL PAPELETA MOTORISTA Criado em: 15/02/2013 Atualizado em: 12/11/2014

MANUAL PAPELETA MOTORISTA Criado em: 15/02/2013 Atualizado em: 12/11/2014 O objetivo deste manual é explicar passo a passo o controle da papeleta do motorista realizado no SAT. De acordo com a LEI Nº 12.619, DE 30 DE ABRIL DE 2012, que pode ser acessada em: http://www.planalto.gov.br

Leia mais

Rescisão Complementar

Rescisão Complementar Rescisão Complementar Para gerar rescisão complementar no LedWin, precisamos primeiramente ter calculado a rescisão normal: - Rescisão Complementar Foi implantada no sistema a rotina de Rescisão Complementar,

Leia mais

Relatórios. Financeiro... 3. Detalhes financeiros da classe... 3. Detalhes financeiros do plano... 4. Detalhes financeiros dos alunos...

Relatórios. Financeiro... 3. Detalhes financeiros da classe... 3. Detalhes financeiros do plano... 4. Detalhes financeiros dos alunos... Relatórios Financeiro... 3 Detalhes financeiros da classe... 3 Detalhes financeiros do plano... 4 Detalhes financeiros dos alunos... 5 Vencimento diferenciado... 6 Não emitir boleto... 7 Diferenças entre

Leia mais

Regulamento do Plano de Empréstimo. Aprovado em 01 de Janeiro de 2015

Regulamento do Plano de Empréstimo. Aprovado em 01 de Janeiro de 2015 Regulamento do Plano de Empréstimo 2015 Aprovado em 01 de Janeiro de 2015 1. Dos Objetivos a) Estabelecer os direitos e obrigações da Previplan - Sociedade de Previdência Privada (aqui designada como Sociedade

Leia mais

manual Sistema de Gestão de Contribuições

manual Sistema de Gestão de Contribuições manual Sistema de Gestão de Contribuições Conteúdo 1. Login 4 2. Home 5 3. Informações básicas 3.1. Menus 6 3.2. Números e status 7 3.3. Ações 8 4. Ambientes da ferramenta 4.1. Sindicato 13 4.2. Empresas

Leia mais

2013 GVDASA Sistemas Cheques 1

2013 GVDASA Sistemas Cheques 1 2013 GVDASA Sistemas Cheques 1 2013 GVDASA Sistemas Cheques 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma

Leia mais

Pag: 1/20. SGI Manual. Controle de Padrões

Pag: 1/20. SGI Manual. Controle de Padrões Pag: 1/20 SGI Manual Controle de Padrões Pag: 2/20 Sumário 1 Introdução...3 2 Cadastros Básicos...5 2.1 Grandezas...5 2.2 Instrumentos (Classificação de Padrões)...6 3 Padrões...9 3.1 Padrão Interno...9

Leia mais

Sistema Folhamatic Apostila de Treinamento Presencial

Sistema Folhamatic Apostila de Treinamento Presencial Sistema Folhamatic Apostila de Treinamento Presencial Autor: Equipe Treinamento Índice Central Folhamatic...4 Atualizador Automático... 4 Auto Backup... 4 Talkmatic Suporte Online... 4 Backup / Retorno

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DA INTEGRAÇÃO CONTABIL

CONFIGURAÇÃO DA INTEGRAÇÃO CONTABIL 1 / 13 Lançamento...: Provisão da Folha dos Empregados 368 Salários e Ordenados 337 Provisão Folha ref. 25 ADICIONAL NOTURNO (INFOR) 201 Responsabilidade Profissional 11 HORAS AFAST.C/DIR.INTEGR

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE FÉRIAS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE FÉRIAS 23/04/203. INTRODUÇÃO A Política de Férias tem por objetivo estabelecer os critérios relativos a concessão de férias dos empregados da Melhoramentos Papéis 2. ESCOPO Férias solicitadas pelos funcionários

Leia mais

Código de Barra Usado somente na coleta de dados quando a forma de coleta é por leitor de código de barra.

Código de Barra Usado somente na coleta de dados quando a forma de coleta é por leitor de código de barra. Faz Controle de Cartão Ponto Se este campo estiver desmarcado o sistema vai ignorar este empregado em todas as rotinas de controle de ponto. Utilizado em casos em que o empregado registrava o ponto normalmente

Leia mais

Incidirá somente FGTS que será recolhido juntamente com a Folha de Pagamento de Novembro.

Incidirá somente FGTS que será recolhido juntamente com a Folha de Pagamento de Novembro. DÉCIMO TERCEIRO Solicitamos seguir a ordem de emissão das Folhas de Pagamentos conforme abaixo, para que acumule corretamente os arredondamentos, Nota Fiscal de Serviços, Salário Maternidade e Saldos Anteriores.

Leia mais

Nesta versão, foram disponibilizadas as alterações cadastrais relacionadas ao esocial.

Nesta versão, foram disponibilizadas as alterações cadastrais relacionadas ao esocial. LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim)

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim) PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim) CLÁUSULAS PARA DISCUSSÃO CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação)

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação) PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação) CLÁUSULAS PARA DISCUSSÃO CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º

Leia mais

Legislação. Lei Complementar n 150/2015. Art. 7, parágrafo único, da Constituição Federal

Legislação. Lei Complementar n 150/2015. Art. 7, parágrafo único, da Constituição Federal Simples Doméstico Legislação Lei Complementar n 150/2015 Art. 7, parágrafo único, da Constituição Federal Quem é empregado doméstico? Art. 1 o da LC n 150/2015 Ao empregado doméstico, assim considerado

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Módulo Domínio Atendimento - Versão 8.0A-06

Módulo Domínio Atendimento - Versão 8.0A-06 Módulo Domínio Atendimento - Versão 8.0A-06 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse

Leia mais