H. Problemas/outras situações na ligação com a Segurança Social;

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "H. Problemas/outras situações na ligação com a Segurança Social;"

Transcrição

1 Mdel de Cmunicaçã Certificads de Incapacidade Temprária Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes n âmbit ds CIT Certificads de Incapacidade Temprária. Os clientes sã: ARS/Centrs de saúde; Hspitais; Segurança scial; Outrs serviçs devidamente autrizads. Mdel de Cmunicaçã A cmunicaçã de pedids de suprte pde ser efetuada quand relacinada cm: A. Criaçã/Alteraçã de credenciais; B. Dúvidas/Pedids de infrmaçã gerais; C. Dúvidas relativas às aplicações CIT; D. Prblemas/Errs nas aplicações CIT; E. Indispnibilidade e utrs prblemas n acess; F. Retificaçã de um CIT u cnjunt de CIT; G. Retificaçã de dads de identificaçã d utente; H. Prblemas/utras situações na ligaçã cm a Segurança Scial; I. Webservices ds CIT. Em qualquer situaçã, deve ser incluída tda a infrmaçã que seja relevante para a análise e resluçã da questã/prblema. A cmunicaçã pr crrei eletrónic, através d envi de mensagem eletrónica para endereç deve respeitar as seguintes regras: A. Na situaçã de pedids de criaçã/alteraçã de credenciais inclui atribuiçã de acess as médics à aplicaçã central ds CIT, reenvi de credencias e atribuiçã de perfil de gestr de acesss à infrmática. O pedid de acess só será aceite pr intermédi d departament de infrmática da unidade de saúde nde exerce funções u equivalente. Slicita-se envi da infrmaçã identificada, tend em cnta as seguintes situações: A.1. Criaçã/Alteraçã de credenciais - Médic Assunt: CIT Criaçã/Alteraçã de credenciais - Médic Crp da mensagem: 06/12/2013 1/9 SPMS Serviçs Partilhads d Ministéri da Saúde, E.P.E. Av. Jã Crisóstm, nº 9 3º pis Lisba Tel.: Fax:

2 Mdel de Cmunicaçã Certificads de Incapacidade Temprária Indicar: a) Criaçã de acess; b) Alteraçã/reenvi de credenciais; utra infrmaçã pertinente para cas. Identificaçã d(s) médic(s) (dads brigatóris) s dads ds prfissinais a atribuir acess deverã ser enviads n ficheir Excel tip frnecid: Nme cmplet; Nme clínic; Númer de cédula prfissinal; Sex; Data de nasciment; Códig da unidade de saúde; Endereç de crrei eletrónic u nº de telemóvel de cntact. A.2. Criaçã/Alteraçã de credenciais - Infrmátic Assunt: CIT Criaçã/Alteraçã de credenciais - Infrmátic Crp da mensagem: Indicar: a) Criaçã de acess; b) Alteraçã/reenvi de credenciais; utra infrmaçã pertinente para cas. Identificaçã d infrmátic(s) (dads brigatóris) s dads ds prfissinais a atribuir acess deverã ser enviads n ficheir Excel tip frnecid: Nme cmplet; Sex; Data de nasciment; Códig da unidade de saúde; Endereç de crrei eletrónic u nº de telemóvel de cntact. B. Na situaçã de dúvidas/pedids de infrmaçã gerais inclui dúvidas relacinadas cm as regras de emissã de CIT para a Segurança Scial e entidades públicas e de referência a legislaçã. Slicita-se envi da seguinte infrmaçã: Assunt: CIT Dúvidas/Pedid de infrmaçã gerais Crp da mensagem: Descriçã detalhada. C. Na situaçã de dúvidas relativas às aplicações CIT inclui dúvidas relacinadas cm regist de um CIT na aplicaçã u a frma cm determinad regist pderá ser efetuad, n cas de manual nã ser suficiente para esclarecer a 06/12/2013 2/9 SPMS Serviçs Partilhads d Ministéri da Saúde, E.P.E. Av. Jã Crisóstm, nº 9 3º pis Lisba Tel.: Fax:

3 Mdel de Cmunicaçã Certificads de Incapacidade Temprária dúvida. Slicita-se envi da infrmaçã identificada, tend em cnta as seguintes situações: C.1. Aplicaçã lcal (utilizada a nível ds Cuidads de Saúde Primáris: SAM-CS) Assunt: CIT Dúvidas aplicaçã lcal (SAM-CS) Crp da mensagem: Descriçã detalhada; Outra infrmaçã pertinente para cas (e.g. PrintScreen d ecrã da aplicaçã que mtivu a dúvida). C.2. Aplicaçã central (utilizada a nível Hspitalar) Assunt: CIT Dúvidas aplicaçã central Crp da mensagem: Descriçã detalhada; Outra infrmaçã pertinente para cas (e.g. PrintScreen d ecrã da aplicaçã que mtivu a dúvida). D. Na situaçã de prblemas/errs nas aplicações CIT: inclui errs aplicacinais, errs/prblemas n regist ds CIT e prblemas na impressã d CIT. Slicita-se envi da infrmaçã identificada, tend em cnta as seguintes situações: D.1. Na situaçã de prblemas/errs na aplicaçã lcal (utilizada a nível ds Cuidads de Saúde Primáris: SAM-CS) Assunt: CIT Prblema/Err aplicaçã lcal (SAM-CS) Crp da mensagem: Descriçã detalhada; PrintScreen d err/prblema; Designaçã d centr de saúde/unidade de saúde; Utilizadr/Médic (Númer da cédula prfissinal); Identificaçã d utente: Númer de utente (SNS); NISS u nº de beneficiári. Identificaçã d CIT, se aplicável: Númer d bletim; Entidade respnsável e nº de beneficiári; Data(s) de iníci/data(s) de term; 06/12/2013 3/9 SPMS Serviçs Partilhads d Ministéri da Saúde, E.P.E. Av. Jã Crisóstm, nº 9 3º pis Lisba Tel.: Fax:

4 Mdel de Cmunicaçã Certificads de Incapacidade Temprária Outrs dads pertinentes para cas. D.2. Prblemas/errs na aplicaçã central (utilizada a nível Hspitalar) Assunt: CIT Prblema/Err aplicaçã central Crp da mensagem: Descriçã detalhada; PrintScreen d err/prblema; Designaçã da unidade de saúde; Númer de cédula prfissinal; Identificaçã d utente: Númer de utente (SNS); Nme cmplet; Data de nasciment; NISS u nº de beneficiári. Identificaçã d CIT, se aplicável: Númer d bletim; Entidade respnsável e Nº de beneficiári; Data(s) de iníci/data(s) de term; Outrs dads pertinentes para cas. E. Na situaçã de indispnibilidade e utrs prblemas n acess inclui indispnibilidade das aplicações lcal u central e prblemas n acess via Sclínic/SAM_HOSP nas unidades hspitalares que pssuem esta integraçã. Slicita-se envi da infrmaçã identificada, tend em cnta as seguintes situações: E.1. Err n acess/indispnibilidade da aplicaçã lcal (utilizada a nível ds Cuidads de Saúde Primáris: SAM-CS) Assunt: CIT Indispnibilidade aplicaçã lcal (SAM-CS) Crp da mensagem: Descriçã detalhada; PrintScreen d err; Designaçã d centr de saúde/unidade de saúde; Utilizadr/Médic (Númer da cédula prfissinal). E.2. Err/Prblema n acess à aplicaçã via Sclínic/SAM_HOSP 06/12/2013 4/9 SPMS Serviçs Partilhads d Ministéri da Saúde, E.P.E. Av. Jã Crisóstm, nº 9 3º pis Lisba Tel.: Fax:

5 Mdel de Cmunicaçã Certificads de Incapacidade Temprária Assunt: CIT Err/Prblema n acess à aplicaçã via SClínic/SAM_HOSP Crp da mensagem: Descriçã detalhada; PrintScreen d err/prblema; Códig da unidade de saúde; Númer de cédula prfissinal; Identificaçã d utente: Númer de utente (SNS); Nme cmplet; Data de nasciment; NISS u nº de beneficiári. IMPORTANTE: Cas a unidade hspitalar utilize Sclínic/SAM_HOSP, deverá ser verificad se acess diret à aplicaçã se encntra em funcinament através d endereç: As credenciais de acess diret à aplicaçã sã cmuns a SICO (Sistema de Infrmaçã de Certificads de Óbit). N cas d acess diret estar peracinal pderã utilizar este acess até a situaçã se encntrar reslvida. E.3. Err n acess/indispnibilidade da aplicaçã central Assunt: CIT Indispnibilidade aplicaçã central Crp da mensagem: Descriçã detalhada; PrintScreen d err; Códig da unidade de saúde; Númer de cédula prfissinal; F. Na situaçã de pedids de retificaçã de um CIT u cnjunt de CIT inclui pedids de cancelament/ativaçã e retificaçã de dads de um u váris bletins (classificaçã de dença, tip de regist, entidade respnsável), apenas pr mtiv de frça mair devidamente fundamentad e cas já tenha sid ultrapassad limite de dias em que é permitida a alteraçã/cancelament d CIT. A alteraçã ficará sujeita a aprvaçã. Slicita-se envi da seguinte infrmaçã: Assunt: CIT Retificaçã de CIT Crp da mensagem: Descriçã detalhada; Identificaçã d utente: 06/12/2013 5/9 SPMS Serviçs Partilhads d Ministéri da Saúde, E.P.E. Av. Jã Crisóstm, nº 9 3º pis Lisba Tel.: Fax:

6 Mdel de Cmunicaçã Certificads de Incapacidade Temprária Númer de utente (SNS); Nme cmplet; Data de nasciment; NISS u nº de beneficiári. Identificaçã d CIT regist(s) existente(s): Númer d bletim; Entidade respnsável e nº de beneficiári; Classificaçã de dença; Data(s) de iníci; Data(s) de term; Outrs dads pertinentes para cas. Identificaçã d CIT regist(s) pretendid(s): Númer d bletim; Entidade respnsável e nº de beneficiári; Classificaçã de dença; Data(s) de iníci; Data(s) de term; Outrs dads pertinentes para cas. Identificaçã d médic e lcal: Númer de cédula prfissinal; Nme clínic; Designaçã da unidade saúde. G. Na situaçã de pedids de retificaçã de dads de identificaçã d utente inclui pedids de alteraçã de dads de identificaçã d utente em CIT já emitids (e.g. crreçã de NISS, trca de entidade respnsável), cas s dads d utente já se encntrem atualizads n RNU Regist Nacinal de Utentes e praz de alteraçã já tenha sid ultrapassad. A alteraçã ficará sujeita a aprvaçã. Slicita-se envi da seguinte infrmaçã: Assunt: CIT Retificaçã de dads de identificaçã d utente Crp da mensagem: Descriçã detalhada; Identificaçã d utente (indicar dads alterads): 06/12/2013 6/9 SPMS Serviçs Partilhads d Ministéri da Saúde, E.P.E. Av. Jã Crisóstm, nº 9 3º pis Lisba Tel.: Fax:

7 Mdel de Cmunicaçã Certificads de Incapacidade Temprária Númer de utente (SNS); Nme cmplet; Data de nasciment; NISS u nº de beneficiári. Identificaçã d CIT: Númer d bletim; Entidade respnsável e nº de beneficiári (antig e nv); Data(s) de iníci; Data(s) de term; Outrs dads pertinentes para cas. Identificaçã d médic e lcal: Númer da cédula prfissinal; Nme clínic. H. Na situaçã de prblemas/utras situações na ligaçã cm a Segurança Scial, slicita-se envi da seguinte infrmaçã: Assunt: CIT Prblemas/utras situações na ligaçã cm a Segurança Scial Crp da mensagem: Descriçã detalhada; Identificaçã d utente/cit, se aplicável. I. Na situaçã de questões relacinadas cm s webservices ds CIT (WS) inclui pedids de acess u de infrmaçã relacinada cm s WS ds CIT, errs/prblemas, indispnibilidade ds serviçs e utrs. Slicita-se envi da infrmaçã identificada, tend em cnta as seguintes situações: I.1. Pedid de acess Assunt: CIT - WS Pedid de acess Crp da mensagem: Designaçã da empresa; Designaçã d sftware; Designaçã da unidade de saúde cliente; Respnsável pel pedid; Cntacts d respnsável: crrei eletrónic/telemóvel. 06/12/2013 7/9 SPMS Serviçs Partilhads d Ministéri da Saúde, E.P.E. Av. Jã Crisóstm, nº 9 3º pis Lisba Tel.: Fax:

8 Mdel de Cmunicaçã Certificads de Incapacidade Temprária I.2. Pedids de infrmaçã Assunt: CIT - WS Pedid de infrmaçã Crp da mensagem: I.3. Errs/prblemas Descriçã detalhada. Assunt: CIT - WS Err/Prblema Crp da mensagem: Descriçã detalhada; Designaçã da unidade de saúde cliente; XML de input/utput; Identificaçã d utente: Númer de utente (SNS); Nme cmplet; Data de nasciment; NISS u nº de beneficiári. Identificaçã d CIT: I.4. Indispnibilidade Númer d bletim; Entidade respnsável e nº de beneficiári; Data(s) de iníci; Data(s) de term; Outrs dads pertinentes para cas. Outra infrmaçã pertinente para cas. Assunt: CIT - WS Indispnibilidade Crp da mensagem: Identificaçã de qual/quais s serviçs indispníveis e respetiva versã; Infrmaçã relevante da indispnibilidade. IMPORTANTE: Deve ser referid a utilizadr que nã pde ser cmunicada à equipa de suprte, u a quaisquer terceirs, qualquer palavra-chave (passwrd) de quaisquer utilizadres da platafrma, pr mtivs de segurança. 06/12/2013 8/9 SPMS Serviçs Partilhads d Ministéri da Saúde, E.P.E. Av. Jã Crisóstm, nº 9 3º pis Lisba Tel.: Fax:

9 Mdel de Cmunicaçã Certificads de Incapacidade Temprária A referir: Sempre que a situaçã que mtiva pedid esteja relacinada cm um utente u utentes específics devem ser frnecids s seguintes dads: Númer de utente (SNS); Nme cmplet; Data de nasciment; NISS u nº de beneficiári. A invcaçã desnecessária de intervençã afeta a capacidade de respsta da SPMS, desviand fc de atençã ds prblemas que efetivamente carecem de assistência, pr parte da equipa de suprte. Cada questã/prblema, deve ser clcada cm tds s dads especificads para facilitar seu tratament e evitar perdas de temp n pedid de esclareciments adicinais; A respsta as pedids de intervençã será dada em funçã da gravidade d prblema reprtad; O reenvi de prblema já respndid deverá ser devidamente fundamentad; Apenas deve ser utilizad mesm para clcar questões sbre mesm prblema/questã, cas cntrári, deve ser enviad nv. 06/12/2013 9/9 SPMS Serviçs Partilhads d Ministéri da Saúde, E.P.E. Av. Jã Crisóstm, nº 9 3º pis Lisba Tel.: Fax:

Em qualquer caso, deve ser incluída toda a informação que seja relevante para a análise e resolução

Em qualquer caso, deve ser incluída toda a informação que seja relevante para a análise e resolução Âmbit d Dcument Mdel de Cmunicaçã Platafrma de Dads de Saúde - Prtal d Prfissinal Revisã 1 O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes da Platafrma de Dads da Saúde

Leia mais

Modelo de Comunicação. Programa Nacional para a Promoção da Saúde Oral

Modelo de Comunicação. Programa Nacional para a Promoção da Saúde Oral Mdel de Cmunicaçã Prgrama Nacinal para a Prmçã da Saúde Oral Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e utilizadres d Sistema de Infrmaçã para a Saúde Oral

Leia mais

Número de cédula profissional (se médico); Nome completo; 20/06/2014 1/7

Número de cédula profissional (se médico); Nome completo; 20/06/2014 1/7 Mdel de Cmunicaçã Sistema Nacinal de Vigilância Epidemilógica Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes d Sistema Nacinal de Vigilância Epidemilógica.

Leia mais

Âmbito do Documento. Modelo de Comunicação. Modelo de Comunicação. Prescrição Eletrónica Médica - Aplicação

Âmbito do Documento. Modelo de Comunicação. Modelo de Comunicação. Prescrição Eletrónica Médica - Aplicação Mdel de Cmunicaçã Prescriçã Eletrónica Médica - Aplicaçã Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes da aplicaçã de Prescriçã Eletrónica Médica

Leia mais

Em qualquer situação, deve ser incluída toda a informação que seja relevante para a análise e resolução da questão/problema.

Em qualquer situação, deve ser incluída toda a informação que seja relevante para a análise e resolução da questão/problema. Mdel de Cmunicaçã SIDC-Sistema Infrmaçã Descentralizad Cntabilidade Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes d Sistema de Infrmaçã Descentralizad

Leia mais

Em qualquer situação, deve ser incluída toda a informação que seja relevante para a análise e resolução da questão/problema.

Em qualquer situação, deve ser incluída toda a informação que seja relevante para a análise e resolução da questão/problema. Mdel de Cmunicaçã Prescriçã Eletrónica de Medicaments Revisã 2 Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes da Prescriçã Eletrónica de Medicaments

Leia mais

Âmbito do Documento. Modelo de Comunicação. Modelo de Comunicação. Prescrição eletrónica e dispensa de medicamentos para ambulatório hospitalar

Âmbito do Documento. Modelo de Comunicação. Modelo de Comunicação. Prescrição eletrónica e dispensa de medicamentos para ambulatório hospitalar Mdel de Cmunicaçã Prescriçã eletrónica e dispensa de medicaments para ambulatóri hspitalar Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes/ frnecedres

Leia mais

Identificação de proposta de alteração ou melhoria; Contextualização da proposta/melhoria; 29/01/2014 1/9

Identificação de proposta de alteração ou melhoria; Contextualização da proposta/melhoria; 29/01/2014 1/9 Mdel de Cmunicaçã SClínicH Sistema de Infrmaçã Clínic Hspitalar Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes da aplicaçã Sistema de Infrmaçã Clínic

Leia mais

Âmbito do Documento. Modelo de Comunicação. Modelo de Comunicação. Prescrição Eletrónica Médica Aplicação Revisão 9

Âmbito do Documento. Modelo de Comunicação. Modelo de Comunicação. Prescrição Eletrónica Médica Aplicação Revisão 9 Âmbit d Dcument Mdel de Cmunicaçã Prescriçã Eletrónica Médica Aplicaçã Revisã 9 O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes da aplicaçã de Prescriçã Eletrónica

Leia mais

CTH - ALERT REFERRAL NOVAS FUNCIONALIDADES/Perfil Administrativo Centro de Saúde

CTH - ALERT REFERRAL NOVAS FUNCIONALIDADES/Perfil Administrativo Centro de Saúde Cnsulta a Temp e Hras CTH - ALERT REFERRAL NOVAS FUNCIONALIDADES/Perfil Administrativ Centr de Saúde 2013 ALERT Life Sciences Cmputing, S.A.. Tds s direits reservads. A ALERT Life Sciences Cmputing, S.A.

Leia mais

CTH - ALERT REFERRAL Novas funcionalidades do Software ALERT versão 2.6.1

CTH - ALERT REFERRAL Novas funcionalidades do Software ALERT versão 2.6.1 Cnsulta a Temp e Hras CTH - ALERT REFERRAL Nvas funcinalidades d Sftware ALERT versã 261 2013 ALERT Life Sciences Cmputing, SA Tds s direits reservads A ALERT Life Sciences Cmputing, SA dispnibiliza presente

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE. Técnicos de Instalação e Manutenção de Edifícios e Sistemas. (TIMs)

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE. Técnicos de Instalação e Manutenção de Edifícios e Sistemas. (TIMs) MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE Técnics de Instalaçã e Manutençã de Edifícis e Sistemas (TIMs) NO SISTEMA INFORMÁTICO DO SISTEMA NACIONAL DE CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA NOS EDIFÍCIOS (SCE) 17/07/2014

Leia mais

Legenda da Mensagem de Resposta à Verificação de Elegibilidade (respostaelegibilidade)

Legenda da Mensagem de Resposta à Verificação de Elegibilidade (respostaelegibilidade) Legenda da Mensagem de Respsta à Verificaçã de Elegibilidade (respstaelegibilidade) Mensagem : Respta à verificaçã de elegibilidade (respstaelegibilidade) - Flux : Operadra para Prestadr Códig da mensagem

Leia mais

Processos de Apoio do Grupo Consultivo 5.5 Suporte Informático Direito de Acesso à Rede

Processos de Apoio do Grupo Consultivo 5.5 Suporte Informático Direito de Acesso à Rede Prcesss de Api d Grup Cnsultiv 5.5 Suprte Infrmátic Direit de Acess à Rede Suprte Infrmátic - Dcuments 5.5 Âmbit e Objectiv Frmuláris aplicáveis Obrigatóris Obrigatóris, se aplicável Frmulári de Mapa de

Leia mais

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR A pertinência e valr demnstrad das valências d Cartã de Saúde Cfre, em razã d flux de adesões e pedids de esclareciment, trnam essencial dar evidência e respsta a algumas situações

Leia mais

DOCUMENTO DE APOIO À UTILIZAÇÃO DE WSDL (Fundos de Compensação do Trabalho)

DOCUMENTO DE APOIO À UTILIZAÇÃO DE WSDL (Fundos de Compensação do Trabalho) DOCUMENTO DE APOIO À UTILIZAÇÃO DE WSDL (Funds de Cmpensaçã d Trabalh) Versã 1.1 16 de julh de 2015 1 Índice Índice... 2 INTRODUÇÃO... 3 OBJETIVO... 4 SEGURANÇA... 5 DESCRIÇÃO DOS WEB SERVICE... 6 Serviç

Leia mais

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA Crdenadria da Administraçã Tributária Diretria Executiva da Administraçã Tributária Manual d DEC Dmicíli Eletrônic d Cntribuinte Manual DEC (dezembr

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO ÍNDICE QUE VALORES [MASTERSAF DFE] TRAZEM PARA VOCÊ? 1. VISÃO GERAL E REQUISITOS PARA INSTALAÇÃO... 2 1.1. AMBIENTE... 2 1.2. BANCO DE DADOS... 4 2. BAIXANDO OS INSTALADORES DO DFE MASTERSAF... 5 3. INICIANDO

Leia mais

COORDENADORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Suporte técnico

COORDENADORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Suporte técnico COORDENADORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Suprte técnic O serviç de suprte técnic tem pr bjetiv frnecer atendiment as usuáris de prduts e serviçs de infrmática da Defensria Pública. Este serviç é prvid

Leia mais

DOCUMENTO DE APOIO À UTILIZAÇÃO DE Web Services (Fundos de Compensação do Trabalho)

DOCUMENTO DE APOIO À UTILIZAÇÃO DE Web Services (Fundos de Compensação do Trabalho) DOCUMENTO DE APOIO À UTILIZAÇÃO DE Web Services (Funds de Cmpensaçã d Trabalh) Versã 1.0 21 de mai de 2015 1 Índice Índice... 2 INTRODUÇÃO... 3 OBJETIVO... 4 SEGURANÇA... 5 DESCRIÇÃO DOS WEB SERVICE...

Leia mais

URGENTE AVISO DE SEGURANÇA HeartSine Technologies samaritan PAD 500P (Desfibrilhador de Acesso Público) Actualização do Software

URGENTE AVISO DE SEGURANÇA HeartSine Technologies samaritan PAD 500P (Desfibrilhador de Acesso Público) Actualização do Software URGENTE AVISO DE SEGURANÇA HeartSine Technlgies samaritan PAD 500P (Desfibrilhadr de Acess Públic) Actualizaçã d Sftware Cars Prprietáris d samaritan PAD 500P, O bjectiv desta carta é infrmar-vs sbre uma

Leia mais

Manual de Operação WEB SisAmil - Gestão

Manual de Operação WEB SisAmil - Gestão Manual de Operaçã WEB SisAmil - Gestã Credenciads Médics 1 Índice 1. Acess Gestã SisAmil...01 2. Autrizaçã a. Inclusã de Pedid...01 b. Alteraçã de Pedid...10 c. Cancelament de Pedid...11 d. Anexs d Pedid...12

Leia mais

1 Acesso ao SIIFSE. 1.1 Homepage do SIIFSE. SIIFSE - Manual do Utilizador QREN. O acesso ao Sistema é efectuado através do endereço siifse.igfse.pt.

1 Acesso ao SIIFSE. 1.1 Homepage do SIIFSE. SIIFSE - Manual do Utilizador QREN. O acesso ao Sistema é efectuado através do endereço siifse.igfse.pt. SIIFSE Manual d Utilizadr QREN Versã 1.0 21 de Dezembr de 2007 SIIFSE - Manual d Utilizadr QREN 1 Acess a SIIFSE 1.1 Hmepage d SIIFSE O acess a Sistema é efectuad através d endereç siifse.igfse.pt. Na

Leia mais

Aplicações Clinicas. Patologia Clínica. Luís Lito

Aplicações Clinicas. Patologia Clínica. Luís Lito 0 Aplicações Clinicas Patlgia Clínica Luís Lit 1 Evluçã 1. 1993 - Infrmatizaçã parcial d Lab. de Química Clinica 2. 1996 - Inici da infrmatizaçã d Serviç de Patlgia Clínica Clinidata (sistema UNIX/COBOL

Leia mais

SEGURANÇA DE DADOS CLÍNICOS

SEGURANÇA DE DADOS CLÍNICOS SEGURANÇA DE DADOS CLÍNICOS 6/16/2005 HSM/SSIT-07062005/CA Carls Ferreira Hspital de Santa Maria Serviç de Sistemas de Infrmaçã e Telecmunicações Av. Prf. Egas Mniz 1649-035 Lisba Tel.: (+351) 217805327

Leia mais

MONITORIZAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES DA ULSNA

MONITORIZAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES DA ULSNA MONITORIZAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES DA ULSNA MAIO 2009 2 RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES DA ULSNA, EPE Prject encmendad pela Títul: Autres: Ediçã: Mnitrizaçã da satisfaçã

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para Prcediment de Cmercializaçã. Inserid

Leia mais

Administração de Redes Servidores de Aplicação

Administração de Redes Servidores de Aplicação 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA Administraçã de Redes Servidres de Aplicaçã

Leia mais

Manual de configuração de equipamento Huawei G73. Huawei G73. Pagina 1

Manual de configuração de equipamento Huawei G73. Huawei G73. Pagina 1 Manual de cnfiguraçã de equipament Huawei G73 Huawei G73 Pagina 1 Índice 1. Breve intrduçã... 3 2. Guia rápid de utilizaçã...errr! Bkmark nt defined. 3. Serviçs e Funcinalidades suprtads...errr! Bkmark

Leia mais

Instruções auxiliares de preenchimento

Instruções auxiliares de preenchimento Instruções auxiliares de preenchiment Preenchiment n-line: Utilize Adbe Acrbat Reader, versã 7.0.5 u superir, qual pde ser btid em http://www.adbe.cm; Seleccine a pçã Preenchiment e envi n-line ; Recmenda-se

Leia mais

Direitos e Obrigações no âmbito dos Acidentes Profissionais e Doenças Profissionais

Direitos e Obrigações no âmbito dos Acidentes Profissionais e Doenças Profissionais Cmunicaçã Direits e Obrigações n âmbit ds Acidentes Prfissinais e Denças Prfissinais Direits e Obrigações n âmbit ds Acidentes Prfissinais e Denças Prfissinais (Lei nº 98/2009 de 4 de Setembr) 1- QUEM

Leia mais

Tutorial Sistema Porto Sem Papel

Tutorial Sistema Porto Sem Papel Tutrial Sistema Prt Sem Papel 8 ESTADIA CONVENCIONAL: A estadia cnvencinal é aquela em que a embarcaçã deseja executar uma peraçã de carga, descarga, carga/descarga, embarque/desembarque de passageirs

Leia mais

Copyright 1999-2006 GrupoPIE Portugal, S.A. Manual Utilizador

Copyright 1999-2006 GrupoPIE Portugal, S.A. Manual Utilizador Reprts Relatóris à sua Medida Reprts Cpyright 1999-2006 GrupPIE Prtugal, S.A. Reprts 1. WinREST Reprts...5 1.1. Licença...6 1.2. Linguagem...7 1.3. Lgin...7 1.4. Página Web...8 2. Empresas...9 2.1. Cm

Leia mais

- COMO PROCURAR EMPREGO -

- COMO PROCURAR EMPREGO - GUIA PRÁTICO - COMO PROCURAR EMPREGO - e 1 de 7 Técnicas de Prcura de Empreg...3 1. Aut Avaliaçã...3 2. Meis de Divulgaçã de Ofertas de Empreg...3 3. Carta de Apresentaçã...4 4. Curriculum Vitae...4 4.1.1.

Leia mais

Guia Sphinx: Instalação, Reposição e Renovação

Guia Sphinx: Instalação, Reposição e Renovação Guia Sphinx: Instalaçã, Repsiçã e Renvaçã V 5.1.0.8 Instalaçã Antes de instalar Sphinx Se vcê pssuir uma versã anterir d Sphinx (versões 1.x, 2.x, 3.x, 4.x, 5.0, 5.1.0.X) u entã a versã de Demnstraçã d

Leia mais

Informática II INFORMÁTICA II

Informática II INFORMÁTICA II Jrge Alexandre jureir@di.estv.ipv.pt - gab. 30 Artur Susa ajas@di.estv.ipv.pt - gab. 27 1 INFORMÁTICA II Plan Parte I - Cmplementar cnheciment d Excel cm ferramenta de análise bases de dads tabelas dinâmicas

Leia mais

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde Anex V Sftware de Registr Eletrônic em Saúde Implantaçã em 2 (duas) Unidades de Saúde Índice 1 INTRODUÇÃO... 3 2 ESTRATÉGIAS E PROCEDIMENTOS DE IMPLANTAÇÃO... 3 4 INFRAESTRUTURA NAS UNIDADES DE SAÚDE -

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE N prcess de renvaçã de matrículas para an lectiv 2010/2011, e na sequência d plan de melhria cntínua ds serviçs a dispnibilizar as aluns, IPVC ferece, pela

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO ANTECEDENTES CRIMINAIS

MANUAL DO USUÁRIO ANTECEDENTES CRIMINAIS SISTEMA DE INFORMAÇÃO E GESTÃO INTEGRADA POLICIAL Elabrad: Equipe SAG Revisad: Aprvad: Data: 11/09/2008 Data: 10/10/2008 Data: A autenticaçã d dcument cnsta n arquiv primári da Qualidade Referencia: Help_Online_Antecedentes_Criminais.dc

Leia mais

Workshop Nova Legislação que regula a aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos (PF)

Workshop Nova Legislação que regula a aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos (PF) Wrkshp Nva Legislaçã que regula a aplicaçã de Prduts Fitfarmacêutics (PF) Quinta d Vallad, Vilarinh ds Freires Branca Teixeira 23 de mai de 2013 Nva Legislaçã Lei nº26/2013 de 11 de abril Regula as actividades

Leia mais

Os novos usos da tecnologia da informação nas empresas Sistemas de Informação

Os novos usos da tecnologia da informação nas empresas Sistemas de Informação Os nvs uss da tecnlgia da infrmaçã nas empresas Sistemas de Infrmaçã Prf. Marcel da Silveira Siedler siedler@gmail.cm SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS Planejament

Leia mais

Resultado do Inquérito On-line aos Participantes dos Workshops Realizados pela Direção-Geral das Artes. Avaliação da Utilidade dos Workshops

Resultado do Inquérito On-line aos Participantes dos Workshops Realizados pela Direção-Geral das Artes. Avaliação da Utilidade dos Workshops Resultad d Inquérit On-line as Participantes ds Wrkshps Realizads pela Direçã-Geral das Artes Avaliaçã da Utilidade ds Wrkshps Títul: Resultad d Inquérit On-line as Participantes ds Wrkshps realizads pela

Leia mais

CIRCULAR N/ REFª: 62/15 DATA: 13/07/2015

CIRCULAR N/ REFª: 62/15 DATA: 13/07/2015 CIRCULAR N/ REFª: 62/15 DATA: 13/07/2015 Assunt: Fund de Cmpensaçã d Trabalh e Fund de Garantia de Cmpensaçã d Trabalh Nva Platafrma de serviçs ds Funds de Cmpensaçã Exms. Senhres, Na sequência de anterires

Leia mais

Novo Sistema Almoxarifado

Novo Sistema Almoxarifado Nv Sistema Almxarifad Instruções Iniciais 1. Ícnes padrões Existem ícnes espalhads pr td sistema, cada um ferece uma açã. Dentre eles sã dis s mais imprtantes: Realiza uma pesquisa para preencher s camps

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO PORTO

FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO PORTO FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO PORTO C e n t r d e I n f r m á t i c a NORMAS DE UTILIZAÇÃO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA A FMUP dispõe de salas e labratóris de infrmática gerids pel Centr

Leia mais

BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO

BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO O QUE É O BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO? É um auxíli financeir que tem cm bjetiv cntribuir para, u pssibilitar, a cntrataçã de um cuidadr para auxiliar beneficiáris

Leia mais

Cursos Profissionais de Nível Secundário (Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março)

Cursos Profissionais de Nível Secundário (Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março) REFERENCIAL DE FORMAÇÃO Curss Prfissinais de Nível Secundári (Decret-Lei n.º 74/2004, de 26 de Març) Família Prfissinal: 07 - Infrmática 1. QUALIFICAÇÕES / SAÍDAS PROFISSIONAIS As qualificações de nível

Leia mais

ESTACIONAMENTO (CAMPUS DE CAMPOLIDE)

ESTACIONAMENTO (CAMPUS DE CAMPOLIDE) ESTACIONAMENTO (CAMPUS DE CAMPOLIDE) Infrmações gerais Para esclareciment u resluçã de qualquer assunt relacinad cm Acess de Viaturas a Campus de Camplide, s utilizadres d Campus deverã prceder da seguinte

Leia mais

Newsletter Codificação #3-5/06/2006

Newsletter Codificação #3-5/06/2006 Newsletter Cdificaçã #3-5/06/2006 Car clega: Este é n.º 3 da nssa newsletter. A sua intençã é ser um mei de partilha de infrmaçã entre s médics cdificadres prtugueses preparand caminh para a criaçã duma

Leia mais

Boletim Técnico. CAGED Portaria 1129/2014 MTE. Procedimento para Implementação. Procedimento para Utilização

Boletim Técnico. CAGED Portaria 1129/2014 MTE. Procedimento para Implementação. Procedimento para Utilização Bletim Técnic CAGED Prtaria 1129/2014 MTE Prdut : TOTVS 11 Flha de Pagament (MFP) Chamad : TPRQRW Data da criaçã : 26/08/2014 Data da revisã : 12/11/2014 País : Brasil Bancs de Dads : Prgress, Oracle e

Leia mais

Normas técnicas relativas aos softwares de prescrição de medicamentos e produtos de saúde

Normas técnicas relativas aos softwares de prescrição de medicamentos e produtos de saúde Nrmas técnicas relativas as sftwares de prescriçã de medicaments e prduts de saúde Dezembr, 2012 Versã 1,0 Os direits de autr deste trabalh pertencem à SPMS e a infrmaçã nele cntida é cnfidencial. Este

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE N prcess de renvaçã de matrículas para an lectiv 2008/2009, e na sequência d plan de melhria cntínua ds serviçs a dispnibilizar as aluns, IPVC ferece, pela

Leia mais

Legenda da Guia de Tratamento Odontológico

Legenda da Guia de Tratamento Odontológico Legenda da Guia de Tratament Odntlógic Term Registr NS Nº da n prestadr Num. d Camp na Númer da principal 3 Data da autrizaçã Senha senha 1 2 4 5 6 Nme d camp na Registr NS Númer da n prestadr Númer da

Leia mais

SOGILUB.NET MANUAL DO UTILIZADOR

SOGILUB.NET MANUAL DO UTILIZADOR SOGILUB.NET MANUAL DO UTILIZADOR Índice Intrduçã... 3 Aspect Gráfic... 4 Regist na aplicaçã... 5 Recuperaçã de Códigs de Acess... 6 Área Reservada... 8 Entrar na Área Reservada... 8 Editar Perfil... 9

Leia mais

Versão 1.1.1.3. Descrição do produto, 2009. www.graycell.pt

Versão 1.1.1.3. Descrição do produto, 2009. www.graycell.pt Versã 1.1.1.3 Descriçã d prdut, 2009 www.graycell.pt 1 ENQUADRAMENTO A platafrma ask-it! é uma aplicaçã web-based que permite criar inquérits dinâmics e efectuar a sua dispnibilizaçã n-line. A facilidade

Leia mais

NOTA DE INFORMAÇÃO PRÉVIA VICTORIA CARTÃO DE SAÚDE

NOTA DE INFORMAÇÃO PRÉVIA VICTORIA CARTÃO DE SAÚDE QUAL A IMPORTÂNCIA DE TER UM CARTÃO DE Vivems temps de incerteza e austeridade financeira, que tem frçad Serviç Nacinal de Saúde a reduzir substancialmente as cmparticipações cm despesas de saúde e a aumentar

Leia mais

Operação Metalose orientações básicas à população

Operação Metalose orientações básicas à população Operaçã Metalse rientações básicas à ppulaçã 1. Quem é respnsável pel reclhiment de prduts adulterads? As empresas fabricantes e distribuidras. O Sistema Nacinal de Vigilância Sanitária (Anvisa e Vigilâncias

Leia mais

1. COMO SE CADASTRAR JUNTO AO CADASTRO UNIFICADO DE FORNECEDORES DO ESTADO - CADFOR?

1. COMO SE CADASTRAR JUNTO AO CADASTRO UNIFICADO DE FORNECEDORES DO ESTADO - CADFOR? Criad em 27.01.2014 Revisad em 19.02.2015 1. COMO SE CADASTRAR JUNTO UNIFICADO DE FORNECEDORES DO ESTADO - CADFOR? Para se cadastrar junt a Cadastr Unificad de Frnecedres d Estad CADFOR/SEGPLAN-GO, a entidade

Leia mais

www.highskills.pt geral@highskills.pt

www.highskills.pt geral@highskills.pt www.highskills.pt geral@highskills.pt Índice Designaçã d Curs... 2 Duraçã Ttal d Curs de Frmaçã... 2 Destinatáris... 2 Objetiv Geral... 2 Objetivs Específics... 2 Estrutura mdular e respectiva carga hrária...

Leia mais

WWW.CLICK-MENTAL.COM

WWW.CLICK-MENTAL.COM Fidelity Uma estratégia de fidelizaçã de clientes WWW.CLICK-MENTAL.COM Criad pr: Click Mental - Sistemas de Infrmaçã, Lda. Fidelity Uma estratégia de fidelizaçã de clientes O que é? O Fidelity é um sftware

Leia mais

IARC Oferta de Infra-estruturas aptas ao Alojamento de Redes de Comunicações Eletrónicas

IARC Oferta de Infra-estruturas aptas ao Alojamento de Redes de Comunicações Eletrónicas IARC Oferta de Infra-estruturas aptas a Aljament de Redes de Cmunicações Eletrónicas Versã 1.1 08 de Julh de 2015 Índice 1. Intrduçã 3 2. Objet e Âmbit 3 3. Obrigações e respnsabilidades ds Clientes 3

Leia mais

Lista de Documentos o Abertura de Empresas Abertura de empresas na área de alimentos Documentos para estabelecimentos comerciais (pessoa física)

Lista de Documentos o Abertura de Empresas Abertura de empresas na área de alimentos Documentos para estabelecimentos comerciais (pessoa física) Lista de Dcuments Abertura de Empresas Abertura de empresas na área de aliments Dcuments para estabeleciments cmerciais (pessa física) 1) Ficha de Inscriçã Cadastral, preenchida na própria VISA; 2) Cópia

Leia mais

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30)

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30) UNIP Brasília - Crdenaçã CG/CW/GR/AD Senhres Aluns, Seguem infrmações imprtantes sbre PIM: 1. O QUE É? - Os PIM (Prjet Integrad Multidisciplinar) sã prjets brigatóris realizads els aluns ds curss de graduaçã

Leia mais

IARC. - Anexo 3 - Procedimentos de Gestão de Pedidos. Anexo à oferta de Infraestruturas Aptas ao Alojamento de Redes de Comunicações Eletrónicas

IARC. - Anexo 3 - Procedimentos de Gestão de Pedidos. Anexo à oferta de Infraestruturas Aptas ao Alojamento de Redes de Comunicações Eletrónicas IARC - Anex 3 - Anex à ferta de Infraestruturas Aptas a Aljament de Redes de Cmunicações Eletrónicas Prcediments de Gestã de Pedids Índice 1. Intrduçã 3 2. Prcediments 3 2.1 Pedids de Infrmaçã de cndutas

Leia mais

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0 Manual d Nv Páti Revenda Versã 2.0 1 Cnteúd INTRODUÇÃO... 3 1.LOGIN... 4 2.ANUNCIANTE... 4 2.1 Listar Usuáris... 4 2.2 Criar Usuári... 5 2.2.1 Permissões:... 6 3.SERVIÇOS... 7 3.1 Serviçs... 7 3.2 Feirã...

Leia mais

III.3. SISTEMAS HÍBRIDOS FIBRA/COAXIAL (HFC)

III.3. SISTEMAS HÍBRIDOS FIBRA/COAXIAL (HFC) 1 III.3. SISTEMAS HÍBRIDOS FIBRA/COAXIAL (HFC) III.3.1. DEFINIÇÃO A tecnlgia HFC refere-se a qualquer cnfiguraçã de fibra ótica e cab caxial que é usada para distribuiçã lcal de serviçs de cmunicaçã faixa

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA ESCOLA SECUNDÁRIA/3 RAINHA SANTA ISABEL 402643 ESTREMOZ

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA ESCOLA SECUNDÁRIA/3 RAINHA SANTA ISABEL 402643 ESTREMOZ PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO 8º an Subdmíni Cmunicaçã e clabraçã CC8 Cnheciment e utilizaçã adequada e segura de diferentes tips de ferramentas de cmunicaçã,

Leia mais

INDICE DE PREÇOS TURISTICO. Desenvolvido no quadro do Programa Comum de Estatística CPLP com o apoio técnico do INE de Portugal

INDICE DE PREÇOS TURISTICO. Desenvolvido no quadro do Programa Comum de Estatística CPLP com o apoio técnico do INE de Portugal INDICE DE PREÇOS TURISTICO Desenvlvid n quadr d Prgrama Cmum de Estatística CPLP cm api técnic d INE de Prtugal Estrutura da Apresentaçã INTRODUÇÃO. METODOLOGIA. FORMA DE CÁLCULO. PROCESSO DE TRATAMENTO.

Leia mais

Desenho centrado em utilização

Desenho centrado em utilização Desenh centrad em utilizaçã Engenharia de Usabilidade Prf.: Clarind Isaías Pereira da Silva e Pádua Departament de Ciência da Cmputaçã - UFMG Desenh centrad em utilizaçã Referências Cnstantine, L.L., &

Leia mais

Aula prática 6 Modelos Conceptuais e cenários de actividade

Aula prática 6 Modelos Conceptuais e cenários de actividade Aula prática 6 Mdels Cnceptuais e cenáris de actividade 1. Objetiv 1. Pretende-se que s aluns prduzam mdel cnceptual d prject e desenhem cenáris de actividade cm base nesse mdel. 2. Pretende-se ainda que

Leia mais

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000 ISO 9001:2008 alterações à versã de 2000 Já passaram quase it ans desde que a versã da ISO 9001 d an 2000 fi publicada, que cnduziu à necessidade de uma grande mudança para muitas rganizações, incluind

Leia mais

PRÊMIO AUTOMAÇÃO - CATEGORIA DE JORNALISMO

PRÊMIO AUTOMAÇÃO - CATEGORIA DE JORNALISMO PRÊMIO AUTOMAÇÃO - CATEGORIA DE JORNALISMO REGULAMENTO 1. DOS OBJETIVOS DO PRÊMIO O PRÊMIO NA CATEGORIA DE JORNALISMO tem cm bjetiv premiar matérias veiculadas na imprensa nacinal relativas a temas ligads

Leia mais

Cartilha para Cadastro de Clientes e Fornecedores

Cartilha para Cadastro de Clientes e Fornecedores Cartilha para Cadastr de Clientes e Frnecedres Objetiv Cadastr de Clientes e Frnecedres Visand uma linguagem única entre Essilr e Lapas, esta cartilha e tem bjetiv de trnar melhr entendiment d cadastr

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalaçã Prdut: n-hst Versã d prdut: 4.1 Autr: Aline Della Justina Versã d dcument: 1 Versã d template: Data: 30/07/01 Dcument destinad a: Parceirs NDDigital, técnics de suprte, analistas de

Leia mais

CRC-MG Central de Registro Civil de Minas Gerais Certidão Online - Serventia. Manual do usuário

CRC-MG Central de Registro Civil de Minas Gerais Certidão Online - Serventia. Manual do usuário CRC-MG Central de Registr Civil de Minas Gerais Certidã Online - Serventia Manual d usuári Prefáci Data: 30/01/2015 Versã dcument: 1.0 1. COMO ACESSAR O MÓDULO DA CERTIDÃO ONLINE... 04 2. OPÇÕES DE PEDIDOS

Leia mais

SGCT - Sistema de Gerenciamento de Conferências Tecnológicas

SGCT - Sistema de Gerenciamento de Conferências Tecnológicas SGCT - Sistema de Gerenciament de Cnferências Tecnlógicas Versã 1.0 09 de Setembr de 2009 Institut de Cmputaçã - UNICAMP Grup 02 Andre Petris Esteve - 070168 Henrique Baggi - 071139 Rafael Ghussn Can -

Leia mais

Versões Todos os módulos devem ser atualizados para as versões a partir de 03 de outubro de 2013.

Versões Todos os módulos devem ser atualizados para as versões a partir de 03 de outubro de 2013. Serviç de Acess as Móduls d Sistema HK (SAR e SCF) Desenvlvems uma nva ferramenta cm bjetiv de direcinar acess ds usuáris apenas as Móduls que devem ser de direit, levand em cnsideraçã departament de cada

Leia mais

Requerimento de subsídio mensal vitalício e subsídio por assistência de terceira pessoa

Requerimento de subsídio mensal vitalício e subsídio por assistência de terceira pessoa Requeriment de subsídi mensal vitalíci e subsídi pr assistência de terceira pessa Instruções Preenchiment n line: Utilize Adbe Acrbat Reader, versã 7.0.5 u superir, qual pde ser btid em http://www.adbe.cm;

Leia mais

2. Condições a Observar pelas Empresas Beneficiárias. Síntese dos termos e condições gerais da Linha de Crédito PME Crescimento. Condições genéricas:

2. Condições a Observar pelas Empresas Beneficiárias. Síntese dos termos e condições gerais da Linha de Crédito PME Crescimento. Condições genéricas: 2. Cndições a Observar pelas Empresas Beneficiárias Síntese ds terms e cndições gerais da Linha de Crédit PME Cresciment ( presente dcument identifica as principais características da Linha de Crédit PME

Leia mais

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento Inscriçã d Candidat a Prcess de Credenciament O link de inscriçã permitirá que candidat registre suas infrmações para participar d Prcess de Credenciament, cnfrme Edital. Após tmar ciência de td cnteúd

Leia mais

Sistema Hospitalar - Módulo Diagnóstico

Sistema Hospitalar - Módulo Diagnóstico Sistema Hspitalar - Módul Diagnóstic Manual d usuári Versã 2.3 [Este template faz parte integrante d Prcess de Desenvlviment de Sistemas da DTI (PDS-DTI) e deve ser usad em cnjunt cm as recmendações d

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para Prcediment de Cmercializaçã. Alterad nme deste Prcediment

Leia mais

Problemas na emissão noutro software devem ser reportados diretamente ao fornecedor. 27/04/ de 5

Problemas na emissão noutro software devem ser reportados diretamente ao fornecedor. 27/04/ de 5 Âmbito do Documento Modelo de Comunicação O presente documento traduz o modelo de comunicação entre o Centro de Suporte da SPMS e clientes no âmbito dos ACC. Os clientes são: Entidades fornecedoras de

Leia mais

HARDWARE e SOFTWARE. O Computador é composto por duas partes: uma parte física (hardware) e outra parte lógica (software).

HARDWARE e SOFTWARE. O Computador é composto por duas partes: uma parte física (hardware) e outra parte lógica (software). HARDWARE e SOFTWARE O Cmputadr é cmpst pr duas partes: uma parte física (hardware) e utra parte lógica (sftware). Vcê sabe qual é a diferença entre "Hardware" e "Sftware"? Hardware: é nme dad a cnjunt

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO E DO GRUPO FAMILIAR (fotocópia).

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO E DO GRUPO FAMILIAR (fotocópia). DOCUMENTAÇÃO PARA O PROUNI Cmprvaçã de dcuments Ensin Médi; Ficha de Inscriçã, Identificaçã d Candidat e d Grup Familiar; Cmprvaçã de Endereç d Candidat e d Grup Familiar; Cmprvaçã de renda d Candidat

Leia mais

Universidade Luterana do Brasil Faculdade de Informática. Disciplina de Engenharia de Software Professor Luís Fernando Garcia www.garcia.pro.

Universidade Luterana do Brasil Faculdade de Informática. Disciplina de Engenharia de Software Professor Luís Fernando Garcia www.garcia.pro. Universidade Luterana d Brasil Faculdade de Infrmática Disciplina de Engenharia de Sftware Prfessr Luís Fernand Garcia www.garcia.pr.br EVOLUÇÃO EM ENGENHARIA DE SOFTWARE 10 Sistemas Legads O investiment

Leia mais

CONSIDERAÇÕES DA CAPGEMINI

CONSIDERAÇÕES DA CAPGEMINI CONSIDERAÇÕES DA CAPGEMINI 6.1 Requisits de Capacidade e Experiência d Prestadr A ANEEL deveria exigir um puc mais quant a estes requisits, de frma a garantir uma melhr qualificaçã da empresa a ser cntratada.

Leia mais

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO UC_REQ-MK_ACF-001 27/01/2015 00 1 / 12 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 Objetiv... 2 Públic Alv... 2 Escp... 2 Referências... 2 DESCRIÇÃO GERAL DO PRODUTO... 2 Características d Usuári... 2 Limites, Supsições e

Leia mais

NORMATIVA ADMINISTRATIVA

NORMATIVA ADMINISTRATIVA Assunt: DIRETRIZES PARA COMPRA E APROVEITAMENTO DE Data de Emissã: Data de Revisã: De: 18/12/2013 Assunts Estratégics Tdas as áreas d 1. OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO Estabelecer regras e parâmetrs que

Leia mais

Aula 11 Bibliotecas de função

Aula 11 Bibliotecas de função Universidade Federal d Espírit Sant Centr Tecnlógic Departament de Infrmática Prgramaçã Básica de Cmputadres Prf. Vítr E. Silva Suza Aula 11 Biblitecas de funçã 1. Intrduçã À medida que um prgrama cresce

Leia mais

PROCESSO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE DO GRUPO HISPASAT

PROCESSO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE DO GRUPO HISPASAT PROCESSO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE DO GRUPO HISPASAT GRUPO HISPASAT Mai de 2014 PRIVADO PRIVADO E CONFIDENCIAL E Dcument Dcument prpriedade prpriedade HISPASAT,S.A. da 1 Prcess de atendiment a cliente

Leia mais

2º Passo Criar a conexão via ODBC (Object DataBase Conection)

2º Passo Criar a conexão via ODBC (Object DataBase Conection) Prjet de Sexta-feira: Prfessra Lucélia 1º Pass Criar banc de dads u selecinar banc de dads. Ntas: Camps nas tabelas nã pdem cnter caracteres acentuads, especiais e exclusivs de línguas latinas. Nã há necessidade

Leia mais

Projeto de Arquitetura Objetivos. Tópicos abordados. Arquitetura de software. Vantagens da arquitetura explícita

Projeto de Arquitetura Objetivos. Tópicos abordados. Arquitetura de software. Vantagens da arquitetura explícita Prjet de Arquitetura Objetivs Apresentar prjet de arquitetura e discutir sua imprtância Explicar as decisões de prjet de arquitetura que têm de ser feitas Apresentar três estils cmplementares de arquitetura

Leia mais

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO 1 de 7 1. OBJETIVO Este prcediment estabelece prcess para cncessã, manutençã, exclusã e extensã da certificaçã de sistema de segurança cnfrme ABNT NBR 15540. 2. DOCUMENTOS COMPLEMENTARES - ABNT NBR 15540:2013:

Leia mais

Estácio. Manual Visualizador

Estácio. Manual Visualizador Estáci Manual Visualizadr Versã Data da Mdificaçã Mdificad Pr Cmentáris 1.0 29/09/2015 Lrena Rangel Versã Inicial Visualizadr 2 Cnteúd... 1 1. Cnsultar Requisiçã... 5 2. Cnsultar Pedid... 7 3. Cnsultar

Leia mais

Art. 2º. Trata-se de uma promoção de caráter exclusivamente de estimulo cultural, profissional e acadêmico sem vínculo com sorteios.

Art. 2º. Trata-se de uma promoção de caráter exclusivamente de estimulo cultural, profissional e acadêmico sem vínculo com sorteios. Prêmi Data Pint de Criatividade e Invaçã - 2011 N an em que cmpleta 15 ans de atuaçã n mercad de treinament em infrmática, a Data Pint ferece à cmunidade a prtunidade de participar d Prêmi Data Pint de

Leia mais

1 Criando uma conta no EndNote

1 Criando uma conta no EndNote O EndNte Basic (anterirmente cnhecid pr EndNte Web), é um sftware gerenciadr de referências desenvlvid pela Editra Thmsn Reuters. Permite rganizar referências bibligráficas para citaçã em artigs, mngrafias,

Leia mais

PLANIFICAÇÃO A MÉDIO PRAZO

PLANIFICAÇÃO A MÉDIO PRAZO Agrupament de Esclas General Humbert Delgad Sede na Escla Secundária/3 Jsé Cards Pires Sant Antóni ds Cavaleirs PLANIFICAÇÃO A MÉDIO PRAZO 2016-2017 DISCIPLINA: Equipaments Infrmátics e Redes ENSINO: Secundári

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL EDITAL CANDIDATURA AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS (CTeSP) 2015 CONDIÇÕES DE ACESSO 1. Pdem candidatar-se a acess de um Curs Técnic Superir Prfissinal (CTeSP) da ESTGL tds s que estiverem

Leia mais

RECOMENDAÇÕES GERAIS PARA AQUISIÇÃO DE IMAGENS RADIOLÓGICAS PARA CRIAÇÃO DE RÉPLICAS FETAIS ATRAVÉS DE IMPRESSÃO 3D

RECOMENDAÇÕES GERAIS PARA AQUISIÇÃO DE IMAGENS RADIOLÓGICAS PARA CRIAÇÃO DE RÉPLICAS FETAIS ATRAVÉS DE IMPRESSÃO 3D RECOMENDAÇÕES GERAIS PARA AQUISIÇÃO DE IMAGENS RADIOLÓGICAS PARA CRIAÇÃO DE RÉPLICAS FETAIS ATRAVÉS DE IMPRESSÃO 3D ULTRASSONOGRAFIA OBSTÉTRICA RESSONÂNCIA MAGNÉTICA FETAL ANEXO 1 TUTORIAL PARA EXPORTAÇÃO

Leia mais