NUTRIENTES. Profª. Marilia Varela

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NUTRIENTES. Profª. Marilia Varela"

Transcrição

1 NUTRIENTES Profª. Marilia Varela

2 LIPÍDIOS GRUPO DE COMPOSTOS QUÍMICOS ORGÂNICOS QUE COMPREENDEM OS TRIGLICERÍDEOS, FOSFOLIPÍDIOS E ESTERÓIDES SÃO ESTERES DE ÁCIDOS GRAXOS. SÃO SUBSTÂNCIAS QUE NÃO SE MISTURAM À ÁGUA E PODEM SER LÍQUIDOS (ÓLEOS) E SÓLIDOS (GORDURAS) EM TEMPERATURA AMBIENTE.

3 LIPÍDIOS: CLASSIFICAÇÃO QUANTO A ORIGEM: ANIMAL: gorduras das carnes, gema do ovo, bacon, manteiga, creme de leite,etc. VEGETAL: óleos de soja, girassol, milho, azeite de oliva, frutos oleaginosos (amendoim, castanha, nozes, avelã).

4 LIPÍDIOS OU GORDURAS: CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO GRAU DE SATURAÇÃO: SATURADAS: a maioria das gorduras animais(exceto a do peixe). INSATURADAS (monoinsaturados e polinsaturados): a maioria dos óleos de origem vegetal e de peixe. EXCETO: óleo de coco, óleo de dendê e o chocolate, contêm grande quantidade de gordura saturada.

5 LIPÍDIOS OU GORDURAS: FORNECER ENERGIA; FUNÇÕES TRANSPORTAR VITAMINAS LIPOSSOLÚVEIS (A, D, E e K); DAR MAIS SABOR AOS ALIMENTOS E SENSAÇÃO DE SACIEDADE; MANUTENÇÃO DA TEMPERATURA CORPORAL PARTICIPAR DA SÍNTESE DE HORMÔNIOS E DA FORMAÇÃO DA MEMBRANA CELULAR.

6 LIPÍDIOS OU GORDURAS: DIGESTÃO E ABSORÇÃO

7 LIPÍDIOS OU GORDURAS: DIGESTÃO E ABSORÇÃO A DIGESTÃO DAS GORDURAS TEM INÍCIO EFETIVO NO INTESTINO DELGADO. QUANDO CHEGAM AO DUODENO, FICAM EXPOSTOS À AÇÃO DE DUAS SUBSTÂNCIAS IMPORTANTES, A BILE QUE VAI PERMITIR UM AMBIENTE FAVORÁVEL À DIGESTÃO E O SUCO PANCREÁTICO(E ENTÉRICO EM MENOR PROPORÇÃO) QUE VAI PROMOVER A DIGESTÃO.

8 LIPÍDIOS OU GORDURAS: DIGESTÃO E ABSORÇÃO OS LIPÍDIOS SÃO ABSORVIDOS NO JEJUNO E TRANSPORTADOS, LIGADOS A PROTEÍNA. UMA PARTE É UTILIZADA NA PRODUÇÃO DE ENERGIA, OUTRA PARTE É CAPTADA PELO FÍGADO E OUTRA É DEPOSITADA EM FORMA DE GORDURA CORPORAL.

9 LIPÍDIOS OU GORDURAS: NECESSIDADES O CONSUMO DE LIPÍDEOS NÃO DEVE SER GRANDE, MAS DEVEM ESTAR PRESENTES NA ALIMENTAÇÃO. ATÉ 30% DAS CALORIAS DIÁRIAS

10 LIPÍDIOS OU GORDURAS: FONTES ALIMENTOS COM GORDURAS SATURADAS: carnes em geral, pele de frango, queijo, requeijão, manteiga, leite integral, óleo de coco, ovo, fígado e miolo bovino, etc. ALIMENTOS COM GORDURAS INSATURADAS: óleo de soja, de milho, de canola, de peixe, azeite de oliva, alguns peixes, nozes, abacate,etc.

11 CALORIAS 1g DE PROTEÍNA FORNECE 4 CALORIAS. 1g DE CARBOIDRATO FORNECE 4 CALORIAS. 1g DE LIPÍDIO FORNECE 9 CALORIAS.

12 VITAMINAS COMPOSTOS ORGÂNICOS PRESENTES EM DIFERENTES QUANTIDADES NOS ALIMENTOS. ESSENCIAIS PARA A MANUTENÇÃO DO METABOLISMO NORMAL, DESEMPENHANDO FUNÇÕES FISIOLÓGICAS ESPECÍFICAS. A DEFICIÊNCIA DESTES COMPOSTOS NO ORGANISMO LEVA A DOENÇAS CARENCIAIS, ASSIM COMO O EXCESSO PODE PRODUZIR EFEITOS TÓXICOS.

13 VITAMINAS SÃO DIVIDIDAS EM DOIS GRUPOS: 1- LIPOSSOLÚVEIS: solúveis em lipídios, como as vitaminas A, D, E, K. 2- HIDROSSOLÚVEIS: solúveis em água, como as vitaminas do complexo B, vitamina C, ácido fólico.

14 VITAMINAS LIPOSSOLÚVEIS Vitaminas Funções Fontes Deficiência A retinol, betacaroteno Crescimento e manutenção do tecido epitelial, desenvolvimento dos ossos e manutenção da acuidade visual. Leite, manteiga, folhas verde escuras e alimentos alaranjados, como a manga, cenoura e mamão. cegueira noturna, xeroftalmia (olhos secos); diminuição da resistência infec., lesões de pele. D ergocalciferol Crescimento e remineralização dos ossos, aumento da absorção de cálcio Exposição ao sol, leite enriquecido, óleo de fígado de peixes, manteiga e gema de ovo. Raquitismo em crianças e osteomalácia em adultos.

15 VITAMINAS LIPOSSOLÚVEIS Vitaminas Funções Fontes Deficiência E tocoferol K filoquinona/ menaquinona Antioxidante, previne a lesão da membrana celular Importância na coagulação do sangue. É antihemorrágica Sementes, verduras, margarina e manteiga. Verduras, cereais, frutas e carnes. Anemia Deficiências oriundas de sangramento intenso.

16 VITAMINAS HIDROSSOLÚVEIS Vitaminas Funções Fontes Deficiência C ácido ascórbico Antioxidante, importante na síntese de colágeno,importante na cicatrização de feridas, na absorção de ferro. frutas cítricas, tomate, couve, repolho e outros vegetais folhosos, pimentão inércia e fadiga em adultos, insônia e nervosismo em crianças, sangramento das gengivas, dores nas articulações, dentes alterados, escorbuto ÁCIDO FOLICO Coenzima do metabolismo dos ácidos nucléicos e dos aminoácidos. folhas verdes, cereais integrais, fígado. anemia, diarréia B1 tiamina Mantém o tônus muscular e o bom funcionamento do sistema nervoso cereais integrais, feijão, fígado, carnes, ovos, fermento de padaria, vegetais perda de apetite, fadiga muscular, nervosismo, beribéri

17 VITAMINAS HIDROSSOLÚVEIS Vitaminas Funções Fontes Deficiência B2 Riboflavina Essencial à respiração celular; atua na coordenação motora. vegetais folhosos (couve, repolho, espinafre etc), carnes magras, ovos, fígado, leite. lesões de epitélios: ruptura da mucosa da boca, dos lábios, da língua e das bochechas B6 Piridoxina Auxilia a oxidação dos alimentos, mantém a pele saudável cereais integrais, fígado, carnes magras, leite, peixe, cereais integrais e verduras. doenças de pele, distúrbios nervosos, inércia e extrema apatia, cálculos renais. B12 Cobalamina Importante na fabricação dos glóbulos vermelhos do sangue e no bom funcionamento das fígado, peixe, carne, ovos. anemia perniciosa, hemácias malformadas, alterações neurológicas.

18 VITAMINAS HIDROSSOLÚVEIS Vitaminas Funções Fontes Deficiência NIACINA B3 Mantém o tônus nervoso e muscular e o bom funcionamento do aparelho carnes magras, ovos fígado, leite, cereais integrais, legumes. inércia e falta de energia, nervosismo extremo, distúrbios digestivos, pelagra ÁCIDO PANTOTE- NICO B5 Componente da coenzima A, sendo importante na respiração celular. Carnes vermelhas, fígado, brócolis, couve-flor, batata, tomate. fadiga, distúrbios do sono, dormência e formigamento de pés e mãos BIOTINA B7 Coenzima do metabolismo dos aminoácidos. verduras, legumes e carnes. fadiga, depressão, náusea, dermatite, dor muscular.

19

20 MINERAIS SÃO SUBSTÂNCIAS INORGÂNICAS NECESSÁRIAS AO ORGANISMO QUE AJUDAM AS REAÇÕES BIOQUÍMICAS, PARTICIPAM DE ESTRUTURAS DO CORPO(HB, OSSOS E OUTROS), AUXILIAM O EQUILÍBRIO DA ÁGUA NO CORPO.

21 MINERAIS SÃO : CÁLCIO(Ca), FÓSFORO(P), POTÁSSIO(K), SÓDIO(Na), CLORO(Cl), FERRO(Fe), ZINCO(Z), FLÚOR(F), MAGNÉSIO(Mg), ENXOFRE(S), COBRE(Cu), IODO( I ), CROMO(Cr), SELÊNIO(Se), MANGANÊS(Mn),...

22 MINERAIS Minerais Funções Fontes Deficiência Cálcio Formação de ossos e dentes, contração de fibras musculares. Leite e derivados, brócolis, couve. Atraso no crescimento em crianças e osteoporose em adultos. Fósforo Formação de ossos e dentes, equilíbrio ácido-básico. Carnes, leite, ovos, leguminosas e cereais integrais Fadiga, desmineralização óssea e perda de cálcio Magnésio Importante para as reações enzimáticas, e na contração muscular. Vegetais verdes escuros, figo, maçã, nozes,amendoim, cereais integrais. Espasmo muscular, tremor, náuseas, vômitos. Sódio Equilíbrio hidroeletrolítico e regulação da função renal Sal refinado, aspargo, espinafre, cenoura Câimbras, apatia mental.

23

24 MINERAIS Minerais Funções Fontes Deficiência Ferro Iodo Zinco Potássio Formação da hemoglobina, componente de enzimas do metabolismo Componentes de hormônios da tireóide Importante na cicatrização, age sobre os radicais livres Equilíbrio hidroeletrolítico Carnes, vísceras, gema do ovo, feijão, folhosos verdes escuros Peixes, frutos do mar, algas, sal iodado Carnes vermelhas, frutos do mar, cereais integrais, lentilha Banana, laranja, maçã, batata, substitutos do sal Anemia ferropriva Bócio (aumento da tireóide) Retardo do crescimento, alopecia, deficiências de imunidade, retardo da maturação sexual Arritmia cardíaca, dores musculares, hipotensão

25

26 FIBRAS SÃO POLISSACARÍDEOS DE ORIGEM VEGETAL DA DIETA, QUE NÃO SÃO DIGERIDOS PELAS ENZIMAS PRESENTES NO TRATO DIGESTIVO HUMANO.

27 FIBRAS : FUNÇÕES AUMENTAM O VOLUME DAS EVACUAÇÕES INTESTINAIS; REGULAM O TEMPO DE TRÂNSITO INTESTINAL; ATUAM NO METABOLISMO DOS CARBOIDRATOS E CONTROLE DA GLICEMIA; REDUZEM O NÍVEL DE COLESTEROL NO SANGUE; ATUAM NA PREVENÇÃO DE DOENÇAS INTESTINAIS.

28

29 FIBRAS : CLASSIFICAÇÃO FIBRAS SOLÚVEIS: Esvaziamento gástrico Tempo de trânsito intestinal

30 FIBRAS : CLASSIFICAÇÃO FIBRAS SOLÚVEIS: são as pectinas, gomas, mucilagens. São encontradas em frutas e vegetais, como a maçã e cenoura.

31 FIBRAS : CLASSIFICAÇÃO FIBRAS INSOLÚVEIS: Aceleram o trânsito intestinal São as celuloses e algumas hemiceluloses. Fazem parte da estrutura das células vegetais e são encontradas em todos os vegetais e frutas, como vegetais folhosos, grãos integrais e cascas de frutas. LIGNINA não é CH, faz mesmo papel das FI.

32 ÁGUA SUBSTÂNCIA ESSENCIAL À VIDA 70% DO PESO CORPÓREO SERVE PARA A MAIOR PARTE DAS REAÇÕES QUÍMICAS DO ORGANISMO ATUA NA DIGESTÃO, ABSORÇÃO, CIRCULAÇÃO E EXCREÇÃO TRANSPORTE DE NUTRIENTES LUBRIFICANTE, NA SALIVA E ARTICULAÇÕES

33 ÁGUA NOS ALIMENTOS ALIMENTO % ÁGUA MELANCIA 93 LARANJA 88 MAÇÃ 85 OVO 74 CARNES 60 a 75 PÃO 36 MANTEIGA 16

34 ÁGUA A ELIMINAÇÃO DA ÁGUA É ATRAVÉS: RINS URINA (maior parte) INTESTINO FEZES PULMÕES AR EXPIRADO PELE TRANSPIRAÇÃO

35 ÁGUA PERDAS ANORMAIS DA ÁGUA PODE OCORRER ATRAVÉS DE VÔMITOS, DIARRÉIAS, HEMORRAGIAS, FÍSTULAS, QUEIMADURAS, DRENAGEM CIRÚRGICA, USO DE DIURÉTICOS. QUANDO A PERDA É EXCESSIVA E NÃO OCORRE A REPOSIÇÃO ADEQUADA O INDIVÍDUO PODE CHEGAR A DESIDRATAÇÃO.

36

37 ALIMENTOS QUANTO A FUNÇÃO NO ORGANISMO: CONSTRUTORES : proteínas ENERGÉTICOS: carboidratos REGULADORES: vitaminas e minerais

38 PIRÂMIDE DOS ALIMENTOS

39 PRATO EQUILIBRADO

40 LEIS DA ALIMENTAÇÃO Lei da qualidade A dieta deve ser composta por alimentos que forneçam todos os nutrientes necessários ao indivíduo. O princípio dessa lei é alimentar-se com qualidade, suprindo as necessidades de proteínas, carboidratos, lipídios, vitaminas e minerais diárias.

41 LEIS DA ALIMENTAÇÃO Lei da quantidade Cada indivíduo tem a sua quantidade de energia (calorias) que deve consumir diariamente, essa quantidade não deve ser ultrapassada. Os excessos devem ser evitados, priorizando sempre consumir a quantidade de calorias recomendada para você.

42 LEIS DA ALIMENTAÇÃO Lei da harmonia Distribuir de forma harmônica os nutrientes, ingerindo todos os grupos de alimentos. Comer somente frutas e verduras, por exemplo, não é sinônimo de uma boa alimentação. É preciso somar todos os alimentos de maneira que possa existir um equilíbrio entre eles para suprir as necessidades nutricionais.

43 LEIS DA ALIMENTAÇÃO Lei da adequação A dieta deve ser individual. Ela vai se adequar às necessidades de cada indivíduo, portanto, muito cuidado com as dietas prontas. Sua alimentação deve estar adequada a sua condição fisiológica e a sua fase de vida. Por exemplo, as necessidades nutricionais de uma gestante é diferente de um idoso.

44

45

46

47

Na aula de hoje continuaremos a estudar as vitaminas. Acompanhe!

Na aula de hoje continuaremos a estudar as vitaminas. Acompanhe! Aula: 32 Temática: Vitaminas parte II Na aula de hoje continuaremos a estudar as vitaminas. Acompanhe! Vitaminas lipossolúveis As vitaminas solúveis em gorduras são absorvidas no intestino humano com a

Leia mais

ALIMENTOS, NUTRIENTES E SAÚDE. Profª MSc Monyke Lucena

ALIMENTOS, NUTRIENTES E SAÚDE. Profª MSc Monyke Lucena ALIMENTOS, NUTRIENTES E SAÚDE Profª MSc Monyke Lucena Para podermos praticar esportes, estudar ou realizar qualquer outra atividade, devemos ter energia no nosso organismo; Essa energia é fornecida pelos

Leia mais

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física A Importância dos Alimentos Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estar e a

Leia mais

MICRONUTRIENTES: Vitaminas e Minerais

MICRONUTRIENTES: Vitaminas e Minerais Projeto de Extensão Saúde da Família e o Papel da Escola MICRONUTRIENTES: Vitaminas e Minerais Danielle Mayumi Tamazato Maiara Jaloretto Barreiro O que são vitaminas? Vitaminas são micronutrientes essenciais

Leia mais

Profa. Joyce Silva Moraes

Profa. Joyce Silva Moraes Alimentação e Saúde Profa. Joyce Silva Moraes saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estarestar e a disposição para realizar todas as atividades. demonstrar

Leia mais

Para que serve o alimento?

Para que serve o alimento? Alimentação e Saúde saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estar e a disposição para realizar todas as atividades. demonstrar afeto, carinho e aceitação Uma

Leia mais

Vitaminas. Natália A. Paludetto

Vitaminas. Natália A. Paludetto Vitaminas Natália A. Paludetto Vitaminas, o que são? Compostos orgânicos não produzidos por nós, devendo ser ingeridos; São produzidas por plantas e alguns unicelulares. Necessárias em pequenas quantidades;

Leia mais

NUTRIÇÃO. Prof. Marta E. Malavassi

NUTRIÇÃO. Prof. Marta E. Malavassi Prof. Marta E. Malavassi Conceito: processo orgânico que envolve ingestão, digestão, absorção, transporte e eliminação das substâncias alimentares para a manutenção de funções, a formação e regeneração

Leia mais

A RODA DOS ALIMENTOS E OS NOVOS VALORES NUTRICIONAIS Mafra, 14 de Março de 2008. Ana Leonor DataPerdigão Nutricionista

A RODA DOS ALIMENTOS E OS NOVOS VALORES NUTRICIONAIS Mafra, 14 de Março de 2008. Ana Leonor DataPerdigão Nutricionista A RODA DOS ALIMENTOS E OS NOVOS VALORES NUTRICIONAIS Mafra, 14 de Março de 2008 Ana Leonor DataPerdigão Nutricionista A ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL É Completa Fornece energia e todos os nutrientes essenciais

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Último Encontro: Vila Velha 1 Escolha dos temas a serem trabalhados. Tema de hoje: Oficina sobre alimentação saudável 1) Alimentos Alimentos construtores: fornecem proteínas

Leia mais

ANEXO 1: ALFACE: ARROZ: Carboidrato: 1,7g Proteína: 1,3g Gordura: 0 g. Carboidrato: 48 g Proteína: 0,8 g. Valor calórico: 50 Kcal

ANEXO 1: ALFACE: ARROZ: Carboidrato: 1,7g Proteína: 1,3g Gordura: 0 g. Carboidrato: 48 g Proteína: 0,8 g. Valor calórico: 50 Kcal ANEXO 1: ALFACE: ARROZ: Carboidrato: 1,7g Proteína: 1,3g Valor calórico: 11 Kcal Hortaliça benéfica em tratamentos faciais, com propriedade calmante. Carboidrato: 48 g Proteína: 0,8 g Valor calórico: 197

Leia mais

Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI

Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI INFORMAÇÕES NUTRICIONAIS Porção de 100g (1/2 copo) Quantidade por porção g %VD(*) Valor Energético (kcal) 64 3,20 Carboidratos 14,20 4,73 Proteínas 1,30 1,73 Gorduras

Leia mais

Uma Boa alimentação e sua relação com a dor, humor e. outros sintomas

Uma Boa alimentação e sua relação com a dor, humor e. outros sintomas Uma Boa alimentação e sua relação com a dor, humor e outros sintomas Nutricionista Camila Costa Unidade de Reabilitação Cardiovascular e Fisiologia do Exercício InCor/FMUSP Será que o que você come influencia

Leia mais

Conheça 30 superalimentos para mulheres Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:28 - Última atualização Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:35

Conheça 30 superalimentos para mulheres Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:28 - Última atualização Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:35 Manter a saúde, deixar a barriga sarada e aumentar a energia são benefícios que podem ser conquistados com a escolha correta dos alimentos. Alguns itens colaboram para ter ossos fortes, queimar gordura,

Leia mais

Vitaminas lipossolúveis Vitaminas hidrossolúveis

Vitaminas lipossolúveis Vitaminas hidrossolúveis Vitaminas A palavra vitamina foi registada em 1911 por Casimir Funk. Este bioquímico conseguiu isolar uma substância que prevenia a inflamação dos nervos (neurite) em galinhas criadas com uma dieta deficiente

Leia mais

Como nosso corpo está organizado

Como nosso corpo está organizado Como nosso corpo está organizado Iodo Faz parte dos hormônios da tireoide, que controlam a produção de energia e o crescimentodocorpo.aleiobrigaaadiçãodeiodoaosaldecozinha. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO

Leia mais

EMEF TI MOACYR AVIDOS DISCIPLINA ELETIVA: COZINHANDO COM OS NÚMEROS

EMEF TI MOACYR AVIDOS DISCIPLINA ELETIVA: COZINHANDO COM OS NÚMEROS EMEF TI MOACYR AVIDOS DISCIPLINA ELETIVA: COZINHANDO COM OS NÚMEROS (ALUNOS) Público Alvo: 6ºs E 7ºs ANOS (DISCIPLINA) Área de Conhecimento: MATEMÁTICA e LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSORES: JANAINA ROSEMBERG

Leia mais

Nutrientes. E suas funções no organismo humano

Nutrientes. E suas funções no organismo humano Nutrientes E suas funções no organismo humano O corpo humano necessita de uma série de substâncias básicas indispensáveis para a formação de tecidos, para obtenção de energia, para a realização de atividades

Leia mais

Alimentação na Gestação

Alimentação na Gestação ESPAÇO VIDA Nut. Fabiane Galhardo Unimed Pelotas 2012 Alimentação na Gestação 1 GESTAÇÃO PERÍODO MÁGICO DE INTENSA TRANSIÇÃO, ONDE A NATUREZA MODIFICA O CORPO E A MENTE PARA TRANSFORMAR MULHER EM MÃE A

Leia mais

PALESTRA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

PALESTRA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PALESTRA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Nutricionista: Cyntia Cristina Piaia Sassala. CRN8 1546 Formada pela UFPR / 2002. Assessoria e Consultoria em Nutrição. NUTRIÇÃO NA INFÂNCIA Os hábitos alimentares são formados

Leia mais

Valores diários recomendados de nutrientes, vitaminas e minerais.

Valores diários recomendados de nutrientes, vitaminas e minerais. Conteúdo Valores diários recomendados de nutrientes, vitaminas e minerais.... 2 Como ler os rótulos dos alimentos... 5 Dose de produto... 7 Calorias... 7 Quantidade de nutrientes... 8 Explicação da quantificação

Leia mais

24 Alimentos para Combater a CELULITE

24 Alimentos para Combater a CELULITE 24 Alimentos para Combater a CELULITE Agradecimento e Informações Muito obrigado por baixar nosso guia com orientações sobre a prevenção e combate a celulite. Nosso objetivo é colaborar com a divulgação

Leia mais

VALOR NUTRITIVO DA CARNE

VALOR NUTRITIVO DA CARNE VALOR NUTRITIVO DA CARNE Os alimentos são consumidos não só por saciarem a fome e proporcionarem momentos agradáveis à mesa de refeição mas, sobretudo, por fornecerem os nutrientes necessários à manutenção

Leia mais

Função orgânica nossa de cada dia. Profa. Kátia Aquino

Função orgânica nossa de cada dia. Profa. Kátia Aquino Função orgânica nossa de cada dia Profa. Kátia Aquino Vamos analisar! Funções Carboidratros (ou Glicídios) Energética: eles são os maiores fornecedores de energia para os seres vivos, principalmente a

Leia mais

Confira a lista dos 25 melhores alimentos para emagrecer:

Confira a lista dos 25 melhores alimentos para emagrecer: Emagrecer nem sempre é uma das tarefas mais simples. A fórmula parece simples (dieta + exercício + descanso) porém diferentes pessoas precisam de diferentes soluções. Uma coisa é certa: qualquer ajuda

Leia mais

23/03/2015. Moléculas orgânicas - Carboidratos

23/03/2015. Moléculas orgânicas - Carboidratos Moléculas orgânicas - Carboidratos São formados por C, H, O. São Conhecidos como: Hidratos de Carbono Glucídios Glicídios Açúcares Sacarídeos Funções: Energética (glicose); Glicogênio : reserva energética

Leia mais

VITAMINAS DEFNIÇÃO: IMPORTÂNCIA:

VITAMINAS DEFNIÇÃO: IMPORTÂNCIA: VITAMINAS VITAMINAS DEFNIÇÃO: são compostos orgânicos de natureza e composição variada, necessárias em pequenas quantidades, porém, essenciais para o metabolismo dos organismos vivos. IMPORTÂNCIA: coenzimas

Leia mais

Eliane Petean Arena Nutricionista - CRN 3257. Rua Conselheiro Antônio Prado 9-29 Higienópolis Bauru - SP Telefone : (14) 3243-7840

Eliane Petean Arena Nutricionista - CRN 3257. Rua Conselheiro Antônio Prado 9-29 Higienópolis Bauru - SP Telefone : (14) 3243-7840 Músculos Ok Eliane Petean Arena Nutricionista - CRN 3257 Rua Conselheiro Antônio Prado 9-29 Higienópolis Bauru - SP Telefone : (14) 3243-7840 Conhecendo seu corpo e seus músculos Proteínas e o ganho de

Leia mais

Unidade I Conceitos na área de nutrição. Energia e nutrientes NUTRIÇÃO APLICADA À ENFERMAGEM. Profa Dra Milena Baptista Bueno

Unidade I Conceitos na área de nutrição. Energia e nutrientes NUTRIÇÃO APLICADA À ENFERMAGEM. Profa Dra Milena Baptista Bueno Unidade I Conceitos na área de nutrição. Energia e nutrientes NUTRIÇÃO APLICADA À ENFERMAGEM Profa Dra Milena Baptista Bueno Conceitos Nutrição Estudo dos alimentos e dos mecanismo através dos quais são

Leia mais

Lição N o 5. Vitaminas. Objectivos de Aprendizagem. introdução. No final desta lição, você será capaz de:

Lição N o 5. Vitaminas. Objectivos de Aprendizagem. introdução. No final desta lição, você será capaz de: Lição N o 5 Vitaminas Objectivos de Aprendizagem No final desta lição, você será capaz de: Mencionar algumas vitaminas, as suas propriedades, respectivas fontes e funções. Identificar algumas doenças causadas

Leia mais

NUTRIÇÃO ANIMAL. Adquirindo substâncias Quitéria Paravidino

NUTRIÇÃO ANIMAL. Adquirindo substâncias Quitéria Paravidino NUTRIÇÃO ANIMAL Adquirindo substâncias Quitéria Paravidino Introdução A nutrição é um conjunto de processos em que substâncias nutrientes, presentes no alimento, são assimiladas pelas células. Os nutrientes

Leia mais

Fibras e seus Benefícios! Tipos de Farinhas! Coordenadora e Nutricionista Felícia Bighetti Sarrassini - CRN 10664

Fibras e seus Benefícios! Tipos de Farinhas! Coordenadora e Nutricionista Felícia Bighetti Sarrassini - CRN 10664 Fibras e seus Benefícios! & Tipos de Farinhas! Coordenadora e Nutricionista Felícia Bighetti Sarrassini - CRN 10664 * Fibras: Definição: Fibras referem a parte dos vegetais (frutas, verduras, legumes,

Leia mais

Guia. Nutricional. para gestantes

Guia. Nutricional. para gestantes Referências bibliográficas consultadas: 1. Committee on Nutritional Status During Pregnancy and Lactation, Institute of Medicine. Nutrition During Pregnancy: Part I: Weight Gain, Part II: Nutrient Supplements.

Leia mais

( ) Falta de vitamina D. Dificuldades em absorver o cálcio, provocando problemas para a calcificação dos ossos.

( ) Falta de vitamina D. Dificuldades em absorver o cálcio, provocando problemas para a calcificação dos ossos. NOME: ANO: 8º ENSINO: FUNDAMENTAL I TURMA: DATA: / / PROF(ª).:Sandra Medeiros ATIVIDADE DIAGNÓSTICA DE CIÊNCIAS 1. Questão Estabeleça relação entre as colunas. (a) Beribéri ( ) Falta de vitamina D. Dificuldades

Leia mais

Recuperação. Células tecidos órgãos sistemas. - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões:

Recuperação. Células tecidos órgãos sistemas. - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões: Recuperação Capítulo 01 - Níveis de organização Células tecidos órgãos sistemas - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões: A- Membrana Plasmática - Revestimento da célula;

Leia mais

A ARTE DE PROMOVER A VIDA.

A ARTE DE PROMOVER A VIDA. A ARTE DE PROMOVER A VIDA. LINHA DE PRODUTOS CENTROZINCO INFORMAÇÃO NUTRICIONAL CENTROZINCO INFORMAÇÃO AO CONSUMIDOR: Centrozinco é um Suplemento de Vitaminas e Minerais que apresenta em sua fórmula

Leia mais

Vitaminas. A maioria das vitaminas não conseguem ser sintetizadas pelo organismo, pelo que têm de ser fornecidas pela dieta alimentar.

Vitaminas. A maioria das vitaminas não conseguem ser sintetizadas pelo organismo, pelo que têm de ser fornecidas pela dieta alimentar. Vitaminas A maioria das vitaminas não conseguem ser sintetizadas pelo organismo, pelo que têm de ser fornecidas pela dieta alimentar. Excepção: A vitamina D que pode ser obtida pela acção no sol na pele.

Leia mais

Os esportistas estão sujeitos a algumas condições que podem ser prevenidas e aliviadas com as frutas

Os esportistas estão sujeitos a algumas condições que podem ser prevenidas e aliviadas com as frutas O Pódio das Frutas As mais energéticas: açaí (495 kcal em 1 tigela pequena), abacate (235 kcal em 1/2 unidades), caqui (90 kcal por e figo (90 kcal por 3 unidades) As menos energéticas: melão (20 kcal

Leia mais

SUMÁRIO MÓDULO 6 ALIMENTOS E NUTRIENTES ATIVIDADE 1 (PÁGINA 221)

SUMÁRIO MÓDULO 6 ALIMENTOS E NUTRIENTES ATIVIDADE 1 (PÁGINA 221) 1 SUMÁRIO Módulo 6 Alimentos e nutrientes... 1 Atividade 1 (página 221)... 1 Atividade 2 (página 228)... 1 Atividade 3 (página 229)... 2 Em Casa (pagina 231)... 3 Módulo 7 O processo de digestão I... 4

Leia mais

Nestas últimas aulas irei abordar acerca das vitaminas. Acompanhe!

Nestas últimas aulas irei abordar acerca das vitaminas. Acompanhe! Aula: 31 Temática: Vitaminas parte I Nestas últimas aulas irei abordar acerca das vitaminas. Acompanhe! Introdução O termo vitamina refere-se a um fator dietético essencial requerido por um organismo em

Leia mais

O QUE SÃO ALIMENTOS FUNCIONAIS?

O QUE SÃO ALIMENTOS FUNCIONAIS? O QUE SÃO ALIMENTOS FUNCIONAIS? São alimentos que além de fornecerem energia para o corpo e uma nutrição adequada, produzem outros efeitos que proporcionam benefícios à saúde, auxiliando na redução e prevenção

Leia mais

JUSTIFICATIVA OBJETIV OS:

JUSTIFICATIVA OBJETIV OS: JUSTIFICATIVA Para termos um corpo e uma mente saudável, devemos ter uma alimentação rica em frutas, verduras, legumes, carnes, cereais, vitaminas e proteínas. Sendo a escola um espaço para a promoção

Leia mais

OS ALIMENTOS COMO VEÍCULO DE NUTRIENTES

OS ALIMENTOS COMO VEÍCULO DE NUTRIENTES Página1 OS ALIMENTOS COMO VEÍCULO DE NUTRIENTES Importância dos alimentos Todos os animais, incluindo o homem, precisam de se alimentar para sobreviver. Porque são tão importantes os alimentos? Os alimentos

Leia mais

Criança nutrida & criança Vitaminada

Criança nutrida & criança Vitaminada Criança nutrida & criança Vitaminada IMC INFANTIL Muitos pais se preocupam com o peso e a estatura de seu filho. Questionam-se se a massa corporal da criança está de acordo com a idade, se a alimentação

Leia mais

SÍNDROME DAS PERNAS INQUIETAS E ALIMENTAÇÃO Ana Lúcia Chalhoub Chediác Rodrigues

SÍNDROME DAS PERNAS INQUIETAS E ALIMENTAÇÃO Ana Lúcia Chalhoub Chediác Rodrigues SÍNDROME DAS PERNAS INQUIETAS E ALIMENTAÇÃO Ana Lúcia Chalhoub Chediác Rodrigues Nutricionista, Setor Neuro-Sono, Disciplina de Neurologia, Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP. A Síndrome das Pernas

Leia mais

Influência das Vitaminas e minerais e suas recomendações para pacientes com psoríase

Influência das Vitaminas e minerais e suas recomendações para pacientes com psoríase Influência das Vitaminas e minerais e suas recomendações para pacientes com psoríase Fabiana Carneiro Buzzi E-mail: fabianaprata@hotmail.com Mini cv: Fomada e especializada em Nutrição Clínica pelo Centro

Leia mais

NUTRIÇÃO BASEADA EM PLANTAS

NUTRIÇÃO BASEADA EM PLANTAS NUTRIÇÃO BASEADA EM PLANTAS COMER SAUDÁVELMENTE SEM PRODUTOS DERIVADOS DE ANIMAIS INTRODUÇÃO: Cada vez mais, por variadas razões, as pessoas querem reduzir o consumo de produtos de origem animal. Seja

Leia mais

Intestino delgado. Intestino grosso (cólon)

Intestino delgado. Intestino grosso (cólon) As fibras alimentares estão presentes nos alimentos de origem vegetal, englobando um conjunto de compostos que não podem ser digeridos pelas enzimas do nosso sistema gastrointestinal, não sendo por isso

Leia mais

VITAMINAS. IMPORTÂNCIA: algumas atuam como coenzimas de muitas enzimas. Outras delas são precursores de hormônios.

VITAMINAS. IMPORTÂNCIA: algumas atuam como coenzimas de muitas enzimas. Outras delas são precursores de hormônios. VITAMINAS VITAMINAS DEFNIÇÃO: são compostos orgânicos de natureza e composição variada, necessárias em pequenas quantidades, porém, essenciais para o metabolismo dos organismos vivos. IMPORTÂNCIA: algumas

Leia mais

QUÍMICA CELULAR NUTRIÇÃO TIPOS DE NUTRIENTES NUTRIENTES ENERGÉTICOS 4/3/2011 FUNDAMENTOS QUÍMICOS DA VIDA

QUÍMICA CELULAR NUTRIÇÃO TIPOS DE NUTRIENTES NUTRIENTES ENERGÉTICOS 4/3/2011 FUNDAMENTOS QUÍMICOS DA VIDA NUTRIÇÃO QUÍMICA CELULAR PROFESSOR CLERSON CLERSONC@HOTMAIL.COM CIESC MADRE CLÉLIA CONCEITO CONJUNTO DE PROCESSOS INGESTÃO, DIGESTÃO E ABSORÇÃO SUBSTÂNCIAS ÚTEIS AO ORGANISMO ESPÉCIE HUMANA: DIGESTÃO ONÍVORA

Leia mais

15/08/2013. Acelerado crescimento e desenvolvimento: IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NESSA FASE. Atinge 25% da sua altura final

15/08/2013. Acelerado crescimento e desenvolvimento: IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NESSA FASE. Atinge 25% da sua altura final Laís Cruz Nutricionista CRN 3 18128 2013 Período de transição entre infância e vida adulta (dos 10 aos 19 anos de idade) Muitas transformações físicas, psicológicas e sociais Acelerado crescimento e desenvolvimento:

Leia mais

COMPOSIÇÃO QUÍMICA CELULAR COMPOSTOS INORGÂNICOS: ÁGUA- SAIS MINERAIS COMPOSTOS ORGÂNICOS: CARBOIDRATOS

COMPOSIÇÃO QUÍMICA CELULAR COMPOSTOS INORGÂNICOS: ÁGUA- SAIS MINERAIS COMPOSTOS ORGÂNICOS: CARBOIDRATOS COMPOSIÇÃO QUÍMICA CELULAR COMPOSTOS INORGÂNICOS: ÁGUA- SAIS MINERAIS COMPOSTOS ORGÂNICOS: CARBOIDRATOS COMPOSTOS INORGÂNICOS Não apresentam Carbono em sua estrutura DOIS TIPOS: Água e Sais Minerais ÁGUA:

Leia mais

CARDÁPIO ESCOLAR 30/01/12 31/01/12 01/02/12 02/02/12 03/02/12 MELÃO

CARDÁPIO ESCOLAR 30/01/12 31/01/12 01/02/12 02/02/12 03/02/12 MELÃO 30/01/12 31/01/12 01/02/12 02/02/12 03/02/12 MELÃO PERA ARROZ, ESTROGONOFE, BATATA PALHA E SALADA DE TOMATE E ALFACE BOLO DE CENOURA COM CALDA DE CHOCOLATE FEIJÃO, CARNE ASSADA, FAROFA DE CENOURA E SALADA

Leia mais

Texto de Apoio TRANSPARÊNCIA 01

Texto de Apoio TRANSPARÊNCIA 01 Texto de Apoio TRANSPARÊNCIA 01 Quanto tempo o homem vive hoje? Mas não foi sempre assim. Como era antigamente? Quem tem vô e vó? Quantos anos eles têm? Do que eles morreram? O Homem pré-histórico Tempo

Leia mais

Oficina CN/EM 2012. Alimentos e nutrientes (web aula) H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo humano.

Oficina CN/EM 2012. Alimentos e nutrientes (web aula) H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo humano. Oficina CN/EM 2012 Alimentos e nutrientes (web aula) Caro Monitor, Ao final da oficina, o aluno terá desenvolvido as habilidade: H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo

Leia mais

ALIMENTAÇÃO - O QUE DEVE SER EVITADO - O QUE DEVE SER CONSUMIDO

ALIMENTAÇÃO - O QUE DEVE SER EVITADO - O QUE DEVE SER CONSUMIDO ALIMENTAÇÃO - O QUE DEVE SER EVITADO - O QUE DEVE SER CONSUMIDO Lucia B. Jaloretto Barreiro Qualidade de Vida=Saúde=Equilíbrio Qualidade de Vida é mais do que ter uma boa saúde física ou mental. É estar

Leia mais

Sybelle de Araujo Cavalcante Nutricionista

Sybelle de Araujo Cavalcante Nutricionista Secretaria de Estado da Saúde - SESAU Superintendência de Assistência em Saúde SUAS Diretoria de Atenção Básica - DAB Gerência do Núcleo do Programa Saúde e Nutrição Sybelle de Araujo Cavalcante Nutricionista

Leia mais

Se tornando Vegetariano de maneira Saudável 10 Dicas da Nutricionista

Se tornando Vegetariano de maneira Saudável 10 Dicas da Nutricionista Se tornando Vegetariano de maneira Saudável 10 Dicas da Nutricionista 1- Retire gradualmente a carne vermelha, porco e embutidos. No primeiro mês consuma carne vermelha, porco ou embutidos 1 vez na semana,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PARAIBUNA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PARAIBUNA PREFEITURA MUNICIPAL DE PARAIBUNA COMO REDUZIR A CELULITE Podemos descrever a celulite basicamente como uma inflamação das células, associadas com alterações na circulação. A obesidade pode, ou não, estar

Leia mais

BIOLOGIA Composição química dos seres vivos

BIOLOGIA Composição química dos seres vivos Composição química dos seres vivos Módulo 3 Página 29 à 48 INTRODUÇÃO... INTRODUÇÃO... ÁTOMOS MATÉRIA (SERES VIVOS) CHON (Carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio) INTRODUÇÃO... ÁTOMOS MATÉRIA (SERES

Leia mais

Menos calorias com alimentação termogenica

Menos calorias com alimentação termogenica Menos calorias com alimentação termogenica Eliane Petean Arena Nutricionista CRN Rua : Conselheiro Antonio Prado N: 9-29 Higienópolis Bauru - SP Telefone : (14) 3243-7840 ALIMENTOS TERMOGENICOS Todo alimento

Leia mais

Dr. Marcos Sandoval Medeiros de Freitas VITAMINAS

Dr. Marcos Sandoval Medeiros de Freitas VITAMINAS X VITAMINAS Vitaminas são substâncias químicas orgânicas complexas, naturalmente encontradas nos alimentos, e que sempre fizeram parte da nossa dieta primordial e natural. São essenciais para o equilíbrio

Leia mais

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL O QUE É ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL? Qualidade e quantidades adequadas de alimentos que proporcionam os nutrientes necessários ao organismo PRINCÍPIOS PIOS E CARACTERÍSTICAS Variada Colorida

Leia mais

O QUE É COLESTEROL? TIPOS

O QUE É COLESTEROL? TIPOS O QUE É COLESTEROL? O colesterol pode ser considerado um tipo de lipídio (gordura) produzido em nosso organismo. Ele está presente em alimentos de origem animal (carne, leite integral, ovos etc.). Em nosso

Leia mais

ALIMENTAÇÃO NA ADOLESCÊNCIA

ALIMENTAÇÃO NA ADOLESCÊNCIA ALIMENTAÇÃO NA ADOLESCÊNCIA Maria Sylvia de Souza Vitalle (Texto extraído de Manual de atenção à saúde do adolescente. Secretaria da Saúde. Coordenação de Desenvolvimento de Programas e Políticas de Saúde

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA SE ADQUIRIR HÁBITOS SAUDÁVEIS

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA SE ADQUIRIR HÁBITOS SAUDÁVEIS ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA SE ADQUIRIR HÁBITOS SAUDÁVEIS Sumário Introdução... 3 1 - A importância da Água... 4 2 - Organizando a sua alimentação diária... 6 3 A eliminação... 7 4 Sugestões de óleos... 8

Leia mais

Entendendo a lipodistrofia

Entendendo a lipodistrofia dicas POSITHIVAS Entendendo a lipodistrofia O que é a lipodistrofia? Lipodistrofia é quando o corpo passa a absorver e a distribuir as gorduras de maneira diferente. Diminui a gordura nas pernas, braços,

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL - UNISC DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA DISCIPLINA DE BIOQUÍMICA II

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL - UNISC DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA DISCIPLINA DE BIOQUÍMICA II UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL - UNISC DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA DISCIPLINA DE BIOQUÍMICA II VITAMINA B6 Márcio Ribeiro Friederich Carlos Renato Boelter Wilson Junior Weschenfelder Santa Cruz do Sul,

Leia mais

NUTRIÇÃO NA TERCEIRA IDADE. Silvia Regina Cantu Benedetti Nutricionista em Assistência Domiciliar Maio 2011

NUTRIÇÃO NA TERCEIRA IDADE. Silvia Regina Cantu Benedetti Nutricionista em Assistência Domiciliar Maio 2011 NUTRIÇÃO NA TERCEIRA IDADE Silvia Regina Cantu Benedetti Nutricionista em Assistência Domiciliar Maio 2011 Definição e estimativa Envelhecer significa conviver com as alterações próprias prias da idade.

Leia mais

Kelly Chaves - Nutricionista

Kelly Chaves - Nutricionista Kelly Chaves - Nutricionista Alimentos Saudáveis e Funcionais Substâncias consideradas funcionais Alimentos mais consumidos Boas fontes alimentares de cálcio A Importância do Cálcio na Nutrição O que são

Leia mais

VITAMINAS. COMPOSTOS ORGÂNICOS, NECESSÁRIOS EM QUANTIDADES PEQUENAS -mg, µg/ DIA;

VITAMINAS. COMPOSTOS ORGÂNICOS, NECESSÁRIOS EM QUANTIDADES PEQUENAS -mg, µg/ DIA; VITAMINAS COMPOSTOS ORGÂNICOS, NECESSÁRIOS EM QUANTIDADES PEQUENAS -mg, µg/ DIA; ESSENCIAIS PARA A MANUTENÇÃO DA SAÚDE, CRESCIMENTO NORMAL E REPRODUÇÃO. DEFICIÊNCIA VITAMÍNICA em 1987: NPT = MORTE VITAMINAS

Leia mais

especial iate LIAMARA MENDES

especial iate LIAMARA MENDES 54 Maio / Junho de 2013 especial use os alimentos a seu favor iate por LIAMARA MENDES Uma dieta equilibrada aliada a exercícios físicos pode ser considerada a fórmula ideal para a conquista do corpo perfeito.

Leia mais

Aumentar o Consumo dos Hortofrutícolas

Aumentar o Consumo dos Hortofrutícolas Aumentar o Consumo dos Hortofrutícolas As doenças crónicas não transmissíveis são responsáveis por 63% das causas de morte no mundo Fonte: WHO; Global status report on noncommunicable diseases, 2010 O

Leia mais

O QUE É COLESTEROL? Sinônimos: colesterol hdl, colesterol ldl

O QUE É COLESTEROL? Sinônimos: colesterol hdl, colesterol ldl O QUE É COLESTEROL? Sinônimos: colesterol hdl, colesterol ldl O colesterol pode ser considerado um tipo de lipídio (gordura) produzido em nosso organismo. Ele está presente em alimentos de origem animal

Leia mais

Os lipídios são substâncias com estrutura variada sendo muito abundantes em animais e vegetais;

Os lipídios são substâncias com estrutura variada sendo muito abundantes em animais e vegetais; Lipídios Os lipídios são substâncias com estrutura variada sendo muito abundantes em animais e vegetais; Eles compartilham a característica de apresentarem baixa solubilidade em água sendo solúveis em

Leia mais

Atividade Física e Alimentação Protéica

Atividade Física e Alimentação Protéica Atividade Física e Alimentação Protéica Para obter um bom desempenho o atleta não necessita somente de um bom treinamento, precisa de uma dieta balanceada que contenha quantidades adequadas de proteína,

Leia mais

Sais minerais. Capítulo 5

Sais minerais. Capítulo 5 Sais minerais Os sais minerais são elementos químicos presentes na natureza, embora nós não sejamos capazes de sintetizá-los ou produzi-los em nosso corpo. Portanto, precisamos ingeri-los para que o corpo

Leia mais

Deficiência de nutrientes e seus sinais clínicos

Deficiência de nutrientes e seus sinais clínicos 16/11/2010 Faculdades Integradas Metropolitanas de Campinas METROCAMP Curso de Nutrição Introdução Deficiência de nutrientes e seus sinais clínicos Macronutrientes (Proteínas) Vitaminas Minerais MÁ NUTRIÇÃO

Leia mais

HÁBITOS ALIMENTARES. Normalmente são alimentos saudáveis, os mais próximos do seu estado natural/integral.

HÁBITOS ALIMENTARES. Normalmente são alimentos saudáveis, os mais próximos do seu estado natural/integral. HÁBITOS ALIMENTARES O hábito alimentar saudável deve ser formado e ensinado na infância, assim fica mais fácil de ser mantido. Consuma frutas, verduras e legumes desde cedo e estimule o consumo de alimentos

Leia mais

REGISTRO: Isento de Registro no M.S. conforme Resolução RDC n 27/10. CÓDIGO DE BARRAS N : 7898171287947(Frutas vermelhas) 7898171287954(Abacaxi)

REGISTRO: Isento de Registro no M.S. conforme Resolução RDC n 27/10. CÓDIGO DE BARRAS N : 7898171287947(Frutas vermelhas) 7898171287954(Abacaxi) Ficha técnica CHÁ VERDE COM CÓLAGENO, VITAMINA C E POLIDEXTROSE Pó para Preparo de Bebida a Base de Chá Verde, com Colágeno hidrolisado, vitamina C e polidextrose Sabor Abacaxi e frutas vermelhas REGISTRO:

Leia mais

Alimentos Funcionais e Segurança Alimentar

Alimentos Funcionais e Segurança Alimentar Alimentos Funcionais e Segurança Alimentar Facilitadora: Márcia Vizzotto pesquisadora da Embrapa Realização: de 16 a 20/11/2009 Oficina do Grupo Combate à Fome e Segurança Alimentar Apresentação Este power

Leia mais

Peso do Filhote. 1Kg 2Kg 3 a 5Kg 5 a 7Kg 7 a 10Kg 10 a 14 Kg 14 a 18 Kg 18 a 22Kg. 432 a 556g. 288 a 371g. 371 a 484g

Peso do Filhote. 1Kg 2Kg 3 a 5Kg 5 a 7Kg 7 a 10Kg 10 a 14 Kg 14 a 18 Kg 18 a 22Kg. 432 a 556g. 288 a 371g. 371 a 484g Puppy: Carne, Espinafre & Batata Doce Filhote de cães com até 1 ano de idade Alimento rico em proteína, para um crescimento saudável Alta palatabilidade Alta digestibilidade: proteínas de alta qualidade

Leia mais

Manual de Rotulagem de Alimentos

Manual de Rotulagem de Alimentos Manual de Rotulagem de Alimentos Agosto 2013 Programa Mesa Brasil Sesc O Mesa Brasil Sesc é um programa de segurança alimentar e nutricional sustentável, que redistribui alimentos excedentes próprios para

Leia mais

Nutrição. O alimento como aliado da sua saúde.

Nutrição. O alimento como aliado da sua saúde. Nutrição O alimento como aliado da sua saúde. alimentação saúdavel Alimentação saúdavel e cuidados nutricionais são importantes em todas as fases da vida e devem ser tratados com distinção em cada período.

Leia mais

Saúde Naval CARTILHA NUTRIÇÃO

Saúde Naval CARTILHA NUTRIÇÃO Saúde Naval CARTILHA NUTRIÇÃO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Uma alimentação adequada é essencial em qualquer idade para assegurar o crescimento e o desenvolvimento fisiológico, a manutenção da saúde e do bem-estar

Leia mais

Funções dos lípidos:

Funções dos lípidos: Gorduras ou Lípidos Os lípidos são componentes essenciais de todos os organismos podendo ser obtidos a partir da alimentação ou ser sintetizados pelo nosso organismo. Constituem um grupo heterogéneo de

Leia mais

Vida bem estar. Menu Semanal e Lista de Compras. Para uma alimentação saudável!

Vida bem estar. Menu Semanal e Lista de Compras. Para uma alimentação saudável! Vida bem estar Menu Semanal e Lista de Compras Para uma alimentação saudável! Vida bem estar Lista de Compras Lista de Compras Frutas Abacate Banana Maçã Tomate Frutas secas Damasco Banana Abacaxi Ameixa

Leia mais

O CENÁRIO As 3 Epidemias: Aterosclerose. Depressão. Neurose

O CENÁRIO As 3 Epidemias: Aterosclerose. Depressão. Neurose O CENÁRIO As 3 Epidemias: Aterosclerose Depressão Neurose A A maior doença a hoje, não é a lepra ou a tuberculose, mas a sensação de abandono, de não ser amado. Madre Tereza de Calcutá Infarto Agudo do

Leia mais

Índice. Roda dos Alimentos

Índice. Roda dos Alimentos Índice Índice... 2 O que é a roda dos alimentos?... 3 Como é constituída?... 4 Cereais, Leguminosas Secas e Tubérculos Ricos em Hidratos de Carbono... 5 Produtos Hortícolas e Frutos... 6 Conclusão... 7

Leia mais

O guia alimentar recomenda um mínimo de 3 porções diárias desse grupo de alimentos. A ingestão deve ser equilibrada e variada ao longo da semana.

O guia alimentar recomenda um mínimo de 3 porções diárias desse grupo de alimentos. A ingestão deve ser equilibrada e variada ao longo da semana. E SEUS BENEFÍCIOS As frutas, verduras e legumes devem estar presentes todos os dias nas refeições. A combinação de fibras, minerais e vitaminas desses alimentos auxilia na manutenção do peso adequado além

Leia mais

Enfermidades Nutricionais. M.V. Patrick Westphal Mestrando em Ciências Veterinárias UFPR

Enfermidades Nutricionais. M.V. Patrick Westphal Mestrando em Ciências Veterinárias UFPR Enfermidades Nutricionais M.V. Patrick Westphal Mestrando em Ciências Veterinárias UFPR 2011 INTRODUÇÃO Doenças não infecciosas que afetam as aves; Erros na Formulação; Necessidade de conhecimento para

Leia mais

Importante reserva energética; são as gorduras.

Importante reserva energética; são as gorduras. Importante reserva energética; são as gorduras. 1g de lipídio libera 9kcal contra 4kcal por 1g de carboidrato. Podem ser armazenados de forma mais concentrada que os carboidratos. O excesso do consumo

Leia mais

Guia da Alimentação Saudável

Guia da Alimentação Saudável REMÉDIOS NATURAIS CASEIROS Guia da Alimentação Saudável Leide Feitosa Neste e-book você aprenderá como ter uma alimentação adequada, e com isso, levará uma vida bem mais saudável. A importância da boa

Leia mais