Estudo sobre a percepção de valor dos processos de gerenciamento de projetos em empreendimentos de base tecnológica

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estudo sobre a percepção de valor dos processos de gerenciamento de projetos em empreendimentos de base tecnológica"

Transcrição

1 Estudo sobre a percepção de valor dos processos de gerenciamento de projetos em empreendimentos de base tecnológica Helyson Lewis Velasco (SENSYS Consultoria e Sistemas) Resumo: Este estudo faz uma análise da percepção de valor dos profissionais que atuam em empreendimentos de base tecnológica sobre os processos de gerenciamento de projetos sob a perspectiva do PMBOK. O objeto deste trabalho é identificar os processos e áreas de conhecimento mais valorizadas pelos profissionais e gestores deste segmento. Os resultados deste estudo devem servir de indicativo para o planejamento de esforços na implementação de práticas e processos de gerenciamento de projetos em empreendimentos de base tecnológica. Palavras chave: PMBOK; Empresas de base tecnológica; gerenciamento de projetos; análise de valor; processos. 1. Introdução A escalada vertiginosa do interesse pelo gerenciamento de projetos que temos assistido nas ultimas décadas teve como um de seus principais motores empresas ligadas à alta tecnologia, em especial, às áreas de aplicação de software, e tecnologia da informação. Estas áreas de aplicação, com suas particularidades, enfrentam desafios maiores em determinadas áreas de conhecimento. Este artigo explora a percepção dos profissionais envolvidos em empreendimentos de base tecnológica e os resultados que podem ser obtidos com a adoção de diversas práticas e processos envolvidos no gerenciamento de projetos destes empreendimentos. Em especial, dos processos descritos no PMBOK. Esta percepção foi constatada ao longo de três anos de trabalho no projeto ESTRO, pelo qual a SENSYS Consultoria e Sistemas desenvolveu o ODYSSEA, um sistema de informações de gerenciamento de projetos voltado para o segmento de empresas de base tecnológica (EBTs). O projeto ESTRO consiste em um projeto de desenvolvimento de um produto, e como tal compreendeu um processo de análise das necessidades do público alvo. Neste processo, além do uso de pesquisas de mercado externas e pesquisas realizadas pela própria SENSYS, foi realizado um trabalho de campo dentro de departamentos de P&D de empresas dos segmentos de software e de hardware, denominado Programa EARLY USERS. 2. Caracterização das EBTs Em nossa experiência com o projeto ESTRO, tivemos como público alvo empresas que desenvolviam projetos baseados em tecnologia da informação, mais especificamente, projetos dentro de parâmetros de objeto, volume e complexidade que percebessem um diferencial nos aspectos onde o ODYSSEA é inovador. Para este público alvo foi definido um perfil de projetos com equipes formadas por 10 pessoas ou mais, prazos superiores há seis meses e projetos que envolvam produtos complexos e de alto valor agregado. Este perfil foi encontrado, na sua maioria em empresas situadas em incubadoras e

2 em parques tecnológicos, Estes locais são caracterizados por abrigarem empresas do segmento da alta tecnologia e inovação, denominadas EBTs. As empresas de base tecnológica (MCT, 2006) são empresas essencialmente inovadoras que se definem pelo constante desenvolvimento de novos produtos e processos. Em geral, porém não exclusivamente, elas atuam no segmento de tecnologia da informação, principalmente com produtos de hardware e/ou software. Apesar do setor de TI ser um segmento líder na utilização de técnicas de gerenciamento de projetos (PMI, 2004) e um dos principais geradores de associações do PMI, as EBTs possuem um baixo grau de maturidade em gerenciamento de projetos. Portanto, entendemos que a causa do baixo grau de maturidade em gerenciamento de projetos das EBTs se deve ao fato destas constituírem um grupo de empresas jovens, que em sua maioria ainda está amadurecendo em áreas, como processos de gestão e processos de engenharia, apesar do grau de inovação e tecnologia envolvidos. 3. Caracterização de empreendimentos de base tecnológica Os projetos desenvolvidos pelas EBTs e por empresas semelhantes consistem basicamente em empreendimentos de desenvolvimento de produtos, processo ou serviços baseados em tecnologia. Esta categoria de projetos foi denominada empreendimentos de base tecnológica. Neste estudo os empreendimentos de base tecnológica no segmento de tecnologia da informação foram divididos em quatro grupos: Desenvolvimento de produtos, desenvolvimento sob encomenda (sob contrato), Serviços baseados em tecnologia e pesquisa. Estes quatro grupos foram divididos em subgrupos, conforme a tabela abaixo: Tabela1 Tipos de empreendimentos de base tecnológica. Desenvolvimento de Produto Pacotes de software Desenvolvimento de software customizável Produtos de hardware e software integrados Equipamentos eletrônicos analógicos Pesquisa Pesquisa Aplicada em áreas afins Pesquisa Pura em áreas afins Projetos Mistos Desenvolvimento sob contrato (sob encomenda) Desenvolvimento de software sob encomenda Desenvolvimento para cientes internos Web Design, desenvolvimento de sites Contratos de Outsourcing : Fabricas de software, etc Design Industrial Desenvolvimento terceirizado de produtos Serviços Consultoria especializada em tecnologia Desenvolvimento e manutenção de serviços on-line Os empreendimentos de base tecnológica se caracterizam por serem projetos de uso intensivo de trabalho intelectual. Esta característica resulta em projetos cujo principal componente de custo se concentra em recursos humanos, bem como os riscos mais importantes. Por se tratar de trabalho intelectual, adicionam-se dificuldades no gerenciamento do tempo do projeto, em especial, dificuldades relativas a estimativas e controle da execução. As estimativas de tempo tornam-se por vezes tão complexas que em áreas como software, por exemplo, se utilizam de técnicas específicas avançadas e modelos matemáticos complexos como pontos por função, entre outros (PRESMANN, 1995). Outra característica peculiar do trabalho intelectual é a imprecisão da auditoria física que acrescenta aos processos de controle um desafio a parte.

3 4. Critérios de decisão de investimento na adoção de práticas e processos de gerenciamento de projetos Em sua maioria os empreendimentos de base tecnológica são projetos compostos por equipes pequenas, porém originados em empresas de pequeno ou médio porte. Para estas organizações, empreender um esforço na adoção de práticas e processos de gerenciamento de projetos é uma decisão delicada, e muitas vezes considerada pelo gestor além de suas possibilidades. Para obter sucesso neste intento é necessário investir em diversas frentes como: capacitação da equipe, aquisição de conhecimento através de consultoria externa, alocação de tempo da equipe interna a processos de gestão, alocação da equipe a processos de mudança e ferramentas de apoio. Outro fator que influência nas decisões de investimento é a demanda do mercado pela adoção de modelos específicos do setor, que abordam o gerenciamento de projetos de forma complementar a práticas de gestão específicas do setor aliadas as práticas de engenharia. Modelos como CMM-I, SPICE e sua versão tropicalizada, o MPS-BR (MCT, 2002) concorrem na decisão do gestor por investimento com o modelo proposto pelo PMBOK. É certo que qualquer gestor diligente gostaria de adotar todas as melhores práticas de gestão conhecidas pelo mercado, obtendo maior qualidade e previsibilidade possível na gestão de seus projetos, e consequentemente, obtendo os maiores diferenciais em relação aos concorrentes. É neste cenário que se manifesta o problema econômico básico sistematizado por Robbins, a administração de recursos limitados para satisfazer necessidades ilimitadas (ROSSETI, 1997). Neste ponto é que a percepção de valor dos gestores, atuando como descisores, e de outros profissionais, atuando como influenciadores, será o fiel da balança nas escolhas por prioridades de investimento. 5. Análise da percepção de valor dos processos de gerenciamento projetos Analisaremos a seguir o valor percebido pelos profissionais que gerenciam empreendimentos de base tecnológica nas áreas de conhecimento de gerenciamento de projetos apresentadas no PMBOK e seus respectivos processos. Esta análise é baseada em pesquisas do setor, como a pesquisa bianual do MCT (MCT, 2002) e pesquisas realizadas ao longo dos últimos três anos no projeto ESTRO, além da experiência adquirida no trabalho de campo dentro dos departamentos de P&D de empresas participantes do programa EARLY USERS. É importante explicitar que esta análise reflete a percepção dos profissionais da área, dentro do universo que abrangem as pesquisas, e não em uma análise dos resultados de ganho de performance a serem obtidos através destes processos Gerenciamento de integração do projeto O gerenciamento da integração do projeto é um conceito pouco conhecido pela maioria dos profissionais da área, sendo exceção, os profissionais que conhecem com alguma profundidade o PMBOK. Isto se deve em grande parte ao fato de ser um conceito exclusivo do conhecimento em gerenciamento de projetos, não fazendo parte dos processos de gestão de metodologias específicas do setor. Entretanto, alguns dos processos da área de integração são conhecidos dos profissionais e considerados importantes. O desenvolvimento da declaração preliminar do escopo, (processo 4.2), nas fases iniciais do projeto é reconhecido como um processo importante e sua ausência é tida pelos profissionais como causa de muitos dos problemas típicos de empreendimentos de base tecnológica. É perceptível que os profissionais que trabalham orientados ao cliente, como em projetos desenvolvidos sob-demanda, são os que mais valorizam este processo, seguidos pelos serviços de consultoria e desenvolvimento de produto.

4 O desenvolvimento e a aprovação do termo de abertura (processo 4.1) são pouco utilizados e pouco conhecidos, não obtendo valorização por parte do setor, no entanto, não é comum haver resistência a esta prática, pois é vista pela equipe como algo semelhante á definição de escopo. A exemplo do desenvolvimento do termo de abertura, o desenvolvimento do plano de gerenciamento do projeto (processo 4.3) só é conhecido pelos profissionais que estudaram o PMBOK com alguma profundidade, entretanto há resistência entre muitos profissionais da área em implementar este processo. Os setores de software e hardware têm buscado metodologias ágeis e simplificadas como SCRUM, XP e engenharia simultânea,(mct, 2002) num movimento pela agilidade e desburocratização do processo de desenvolvimento. Esta linha de pensamento que vem ganhando força nos últimos anos é diretamente conflitante com o desenvolvimento de planos de gerenciamento como os propostos pelo PMBOK. A resistência é maior em equipes simpáticas às metodologias ágeis, tornando muito difícil o convencimento destas equipes. Os processos de monitoramento, controle e orientação (processos 4.4 e 4.5) são reconhecidos como indispensáveis pelos profissionais das EBTs e em geral são processos existentes na maioria destes empreendimentos. Os gestores são amplamente abertos à implantação e melhoria de processos neste sentido, por vezes até supervalorizando estes processos como solução para todos os problemas. Seguindo o princípio da valorização de processos ligados ao escopo, o controle de mudanças (processo 4.6) é valorizado pelos profissionais das EBTs, principalmente as ligadas ao desenvolvimento sob-encomenda, entretanto, observa-se uma distância entre discurso e prática, pois a disciplina exigida pelo processo de controle de mudanças faz com que na prática, haja dificuldades em relação a implementação de processos de controle de mudanças. Processos e práticas relacionados ao encerramento do ciclo de vida do projeto (processo 4.7) são na maioria dos casos relegados ao esquecimento. Com a atenção voltada para a resolução de problemas imediatos, os profissionais, apesar de não oferecerem resistência explicita ao processo de encerramento, raramente colocam em prática ou classificam como importantes estes processos. Como conexão central entre as mais de oito áreas de conhecimento do gerenciamento de projetos, o gerenciamento da integração do projeto têm em seus vários aspectos valor diferente para os profissionais do setor, podendo ser considerada uma área á qual estes profissionais dão uma importância moderada Gerenciamento do escopo do projeto O gerenciamento do escopo é a segunda área com maior valor percebido pelos profissionais ligados a empreendimentos de base tecnológica, sendo considerado o fator chave para o sucesso dos projetos. Os projetos de desenvolvimento sob demanda, tendo a figura do cliente presente vêem no gerenciamento do escopo um valor ainda maior, passando a preocupar-se inclusive com algumas cláusulas contratuais. Os processos relativos ao planejamento (processo 5.1, 5.2 e 5.3) exigem em muitos casos o uso de ferramentas que vão além do recomendado no PMBOK. O uso de técnicas específicas de engenharia da área de aplicação é comum. A dificuldade de auditoria física do trabalho intelectual faz com que os profissionais precisem de planejamento em baixa granularidade para obter um nível de controle satisfatório. Entretanto um maior detalhamento aumenta consideravelmente o esforço de planejamento e controle, impondo aos gerentes de projeto um difícil dilema: optar por um custo de planejamento e controle muito alto, ou abrir mão de um nível de controle satisfatório Gerenciamento do tempo do projeto O gerenciamento do tempo é sem dúvida a área de conhecimento mais valorizada pelos profissionais que participam de empreendimentos de base tecnológica. Os projetos intensivos em

5 trabalho intelectual têm uma relação muito estreita entre tempo e custo, a ponto do gerenciamento do tempo substituir a preocupação com o gerenciamento de custos, apesar dos problemas decorrentes desta substituição. Além da relação direta com custos, o gerenciamento do tempo tem ainda, num setor de constante inovação e competição, um papel imprescindível no time to market para o lançamento de novos produtos e serviços, sendo um fator fundamental de competitividade. Os processos de estimativa de duração, (processo 6.4) em especial, são considerados crítico para o sucesso dos projetos baseados em trabalho intelectual. Na área de software especialmente, utilizam-se técnicas específicas das quais se ocupam a engenharia de software, tanto para estimativa quanto para controle do tempo. Sendo assim, em empreendimentos de base tecnológica o gerenciamento do tempo é considerado uma área de conhecimento de alto valor, onde os profissionais buscam ir além dos processos e ferramentas descritos no PMBOK para atingir seus objetivos Gerenciamento de custos do projeto O gerenciamento de custos nos empreendimentos de base tecnológica costuma ser relegado ao segundo plano e muitas vezes até negligenciado. As EBTs tendem a tratar os custos dos projetos de P&D como custo fixo, não fazendo qualquer apuração de custos por projeto. Agindo desta forma muitas empresas fazem estimativas e controles de custos simplesmente apropriando o custo total do P&D durante o prazo do projeto. A grande maioria dos gestores se dá por satisfeito com este nível precário de gerenciamento de custos e não percebe o valor em uma gestão mais efetiva. A exceção fica por conta de algumas empresas de desenvolvimento sob demanda, principalmente fábricas de software, que costumam trabalhar com uma melhor gestão de recursos Gerenciamento da qualidade do projeto O gerenciamento da qualidade do projeto não figura entre as preocupações dos gerentes de projeto nem dos gestores das EBTs, no que tange a capacidade de entrega do projeto em atendimento as necessidades que o motivaram, conforme conceitua o PMBOK. As preocupações destes profissionais costumam ser restritas a qualidade dos produtos a serem entregues, o que configura uma abrangência menor do que a que se propôs esta área e, seus processos descritos no PMBOK. Ainda assim os profissionais costumam utilizar-se de normas, processos e metodologias referentes à área de aplicação, com foco na qualidade do produto, considerando os processos de qualidade no âmbito do projeto como uma preocupação de segundo plano Gerenciamento dos recursos humanos A perspectiva que os profissionais dos diversos grupos de empreendimentos têm a respeito do gerenciamento dos recursos humanos é variável, valorizando mais alguns processos em detrimento de outros, porém o grau de importância atribuído ao gerenciamento dos recursos humanos é alto em todos os casos. Este panorama é bastante natural considerando que os empreendimentos de base tecnológica costumam ter mais de 70% de seus custos relacionados a recursos humanos. Além da importância da fatia de custos alocada em recursos humanos, estes são o principal pilar do projeto, sendo muitas vezes o estoque de capital intelectual do empreendimento. Aos recursos humanos estão associados riscos importantes dos quais podem depender o sucesso ou fracasso do projeto. Outro fator importante é a qualidade dos profissionais envolvidos nestes empreendimentos, que por vezes, são talentos disputados por empresas. Este fator leva algumas EBTs a buscarem ferramentas e processos de gerenciamento dos recursos humanos que vão além do especificado no PMBOK, como por exemplo, programas motivacionais e de produtividade.

6 5.7. Gerenciamento das comunicações do projeto O gerenciamento de comunicações, de uma forma ampla, é ignorado e visto como supérfluo pela maioria dos profissionais, ou seja, algo a se dedicar somente quando se estiver em um alto nível de maturidade. Este ponto de vista é decorrente do desconhecimento das ferramentas de comunicação e suas aplicações. Profissionais ligados a empreendimentos de serviços e de desenvolvimento sob demanda tendem a se sensibilizar mais facilmente a respeito da importância do gerenciamento de comunicações, à medida que tomam conhecimento das ferramentas e de suas utilidades. A exceção à regra fica por conta do relato de desempenho (processo 10.3) que em todos os grupos de empreendimentos é valorizado, apesar de não ser visto claramente por muitos profissionais como um processo de comunicação Gerenciamento de riscos do projeto A percepção de valor dos profissionais do setor sobre o gerenciamento de risco é de que se podem obter ganhos através da implementação destes processos. No entanto o gerenciamento de riscos é considerado como algo difícil e custoso de ser feito, sempre destinado a um segundo passo após a obtenção de maturidade em áreas mais imediatas, como tempo e escopo. Em parte, esta visão se deve pelo desconhecimento da maioria dos profissionais sobre os processos de gerenciamento de riscos. Em todos os grupos de empreendimentos de base tecnológica este cenário é semelhante Gerenciamento de aquisições do projeto Os empreendimentos de base tecnológica, que são em sua grande maioria intensivos em trabalho intelectual, raramente envolvem aquisições de valores significativos, fazendo com que esta área de conhecimento seja praticamente ignorada pelos profissionais ligados a estes projetos. A percepção destes profissionais é a de que não existem ganhos significativos a alcançar através de uma melhor gestão de aquisições. 6. Considerações Finais Ao longo deste estudo, percebe-se que as características da EBTs e especialmente de seus projetos, intensivos em trabalho intelectual, levam os profissionais deste setor a atribuírem valor a alguns processos e áreas de conhecimento em detrimento de outros. Não é intenção deste estudo fazer qualquer tipo de juízo sobre esta percepção de valor ou sua aderência a resultados quantificáveis, mas sim compreender como estes profissionais priorizam suas escolhas ao implementar práticas e processos de gerenciamento de projetos nas EBTs. Conclui-se que o gerenciamento do tempo, seguido de perto pelo gerenciamento do escopo são as áreas de conhecimento as quais estes profissionais atribuem maior valor. Este valor está intimamente ligado à percepção de que os processos destas áreas podem trazer resultados práticos e imediatos em seus projetos. O gerenciamento de recursos humanos também é considerado fator chave de sucesso, uma vez que os conhecimentos das pessoas são a matéria prima da qual estes projetos são feitos. Nestas três áreas de conhecimento os profissionais deste setor acreditam que é preciso ir além dos processos e ferramentas descritos no PMBOK. As áreas de conhecimento de gerenciamento da qualidade, gerenciamento de riscos e gerenciamento das comunicações têm algum valor percebido pelos profissionais do setor, porém não constituem prioridade para a maioria deles, sendo geralmente considerado um beneficio desejável, porém preterível no caso de uma escolha de investimento. Nestes casos, investimentos em práticas e processos de engenharia da área de aplicação acabam sendo priorizados. Em último lugar, são considerados investimentos no gerenciamento dos custos e aquisições, os quais muitos profissionais consideram dispensáveis e incapazes de lhes trazer retorno compensador.

7 A percepção de valor analisada neste estudo deve servir de indicativo para os que pretendem empreender esforços para implementar práticas, processos ou metodologias de gerenciamento de projetos em empreendimentos de base tecnológica, de modo a atingir melhores resultados a curto prazo e obter maior aceitação por parte da equipe. São diretamente influenciados por esta percepção de valor as decisões de investimento para iniciar estes esforços, e fatores importantes para o sucesso das implementações, como a apresentação de resultados de curto prazo e o apoio da equipe. 7. Referencias bibliográficas A guide to the project management body of knowledge ed. Pref. This Supersedes PMI s Project Management Body of Knowledge (PMBOK) document that was published in 2004 Pref. Includes index 1. Industrial project management. I. Project Management Institute. II. Project Management body of knowledge (PMBOK) Estudo de Benchmark: Gerenciamento de projeto Project Management Institute. PMI: Rio de Janeiro, Todos os direitos reservados V PRESSMANN, Roger S. Engenharia de software Makron Books, ROSSETTI, José Paschoal. Introdução à economia 17. Ed. São Paulo: Atlas, MCT - MINISTERIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA / FINEP, Capital de Risco Brasil. Glossário. Avaliable: [20 jan. 2006] MCT - MINISTERIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA, Secretaria de Política de Informática. Qualidade e Produtividade no Setor de Software brasileiro, Autor Helyson Lewis Velasco Atua como profissional na área de software desde 1990, atuando como gerente de projetos desde É sócio e diretor executivo da SENSYS Consultoria e Sistemas desde 2000 onde atua como gerente do projeto ESTRO desde 2003, cujo fim é o desenvolvimento de uma solução para gerenciamento de projetos EPM ODYSSEA Project Management System. Membro do PMI desde 2006.

8

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO Departamento: Disciplina: Pré-Requisitos: - I D E N T I F I C A Ç Ã O Sistemas de Informação Gerência de Projetos (GEP) CH: 72 h/a Curso: Bacharelado em Sistemas de Informação Semestre: 2011/1 Fase: 8ª

Leia mais

ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI)

ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI) ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI) APARECIDA DE GOIÂNIA 2014 LISTA DE TABELAS Tabela 1 Áreas de processo por

Leia mais

Gerência de Projetos. O segredo para ter sucesso na implantação de Tecnologia da informação

Gerência de Projetos. O segredo para ter sucesso na implantação de Tecnologia da informação Gerência de Projetos O segredo para ter sucesso na implantação de Tecnologia da informação Introdução e Conceitos Conceitos importantes para o entendimento da disciplina O que é um projeto? Um projeto

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN DEPARTAMENTO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: GERÊNCIA DE

Leia mais

Melhores Práticas em TI

Melhores Práticas em TI Melhores Práticas em TI Referências Implantando a Governança de TI - Da Estratégia à Gestão de Processos e Serviços - 2ª Edição Edição - AGUINALDO ARAGON FERNANDES, VLADIMIR FERRAZ DE ABREU. An Introductory

Leia mais

Introdução. AULA 2 A Organização empresarial e a gestão de projetos. Tema relevante em diversas áreas

Introdução. AULA 2 A Organização empresarial e a gestão de projetos. Tema relevante em diversas áreas Universidade do Sagrado Coração Introdução a Gestão de Projetos Paulo Cesar Chagas Rodrigues AULA 2 A Organização empresarial e a gestão de projetos Iniciação 30/set/2008 Engenharia de Produto 2 2 Introdução

Leia mais

Objetivos da aula. Planejamento, Execução e Controle de Projetos de Software. O que é um plano de projeto? O que é um projeto?

Objetivos da aula. Planejamento, Execução e Controle de Projetos de Software. O que é um plano de projeto? O que é um projeto? Planejamento, Execução e Controle de Projetos de Software. Objetivos da aula 1) Dizer o que é gerenciamento de projetos e a sua importância; 2) Identificar os grupos de processos do gerenciamento de projetos

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO DE UMA DIRETORIA DE PROJETOS

CONTRIBUIÇÃO DE UMA DIRETORIA DE PROJETOS www.tecnologiadeprojetos.com.br Diretoria de Acompanhamento e Avaliação de Projetos da Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais DAPE/SEE-MG RELATÓRIO DE PESQUISA 1 : CONTRIBUIÇÃO DE UMA DIRETORIA

Leia mais

QUAL O ESCOPO ADEQUADO DE UM PROJETO DE MELHORIA DA MATURIDADE DO GERENCIAMENTO DE PROJETOS?

QUAL O ESCOPO ADEQUADO DE UM PROJETO DE MELHORIA DA MATURIDADE DO GERENCIAMENTO DE PROJETOS? QUAL O ESCOPO ADEQUADO DE UM PROJETO DE MELHORIA DA MATURIDADE DO GERENCIAMENTO DE PROJETOS? APRESENTAÇÃO: CARLOS MAGNO DA SILVA XAVIER magno@beware.com.br www.beware.com.br O QUE ESSES EVENTOS TÊM EM

Leia mais

Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Curso de Arquivologia Profa. Lillian Alvares

Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Curso de Arquivologia Profa. Lillian Alvares Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Curso de Arquivologia Profa. Lillian Alvares O Project Management Institute é uma entidade sem fins lucrativos voltada ao Gerenciamento de Projetos.

Leia mais

GUIA PMBOK PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS

GUIA PMBOK PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS ISSN 1984-9354 GUIA PMBOK PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS Emerson Augusto Priamo Moraes (UFF) Resumo Os projetos fazem parte do cotidiano de diversas organizações, públicas e privadas, dos mais diversos

Leia mais

GERENCIAMENTO DE OBRAS

GERENCIAMENTO DE OBRAS GERENCIAMENTO DE OBRAS APRESENTAÇÃO A CGRADIN é uma empresa de consultoria em engenharia especializada em gerenciamento e planejamento de obras, sediada em Salvador e com atuação em todo território nacional.

Leia mais

Gerência de projetos: arte ou disciplina? By André Barcaui, MsC, PMP is a consultant and management coach, Brazil. bbbrothers@bbbrothers.com.

Gerência de projetos: arte ou disciplina? By André Barcaui, MsC, PMP is a consultant and management coach, Brazil. bbbrothers@bbbrothers.com. Gerência de projetos: arte ou disciplina? By André Barcaui, MsC, PMP is a consultant and management coach, Brazil bbbrothers@bbbrothers.com.br O equilíbrio necessário para se tornar um excelente gerente

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos PMI, PMP e PMBOK PMI (Project Management Institute) Estabelecido em 1969 e sediado na Filadélfia, Pensilvânia EUA, o PMI é a principal associação mundial, sem fins lucrativos,

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos Sumário Sistemas de Informação para Processos Produtivos 1. Gerência de 2. Agentes principais e seus papéis 3. Ciclo de vida do gerenciamento de projetos M. Sc. Luiz Alberto lasf.bel@gmail.com Módulo 6

Leia mais

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação Pesquisa realizada com os participantes do de Apresentação O perfil do profissional de Projetos Pesquisa realizada durante o 12 Seminário Nacional de, ocorrido em 2009, traça um importante perfil do profissional

Leia mais

UM RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE O USO DO SOFTWARE DE GESTÃO DE PROJETOS DOTPROJECT NA PRODUÇÃO DE MATERIAIS MULTIMÍDIA PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EAD

UM RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE O USO DO SOFTWARE DE GESTÃO DE PROJETOS DOTPROJECT NA PRODUÇÃO DE MATERIAIS MULTIMÍDIA PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EAD 1 UM RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE O USO DO SOFTWARE DE GESTÃO DE PROJETOS DOTPROJECT NA PRODUÇÃO DE MATERIAIS MULTIMÍDIA PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EAD Serra, 05/2009 Saymon Castro de Souza Ifes saymon@ifes.edu.br

Leia mais

Métodos Ágeis e Gestão de Dados Moderna

Métodos Ágeis e Gestão de Dados Moderna Métodos Ágeis e Gestão de Dados Moderna Bergson Lopes contato@bergsonlopes.com.br www.bergsonlopes.com.br Dados do Palestrante Bergson Lopes Rego, PMP é especialista em Gestão de Dados, Gerenciamento de

Leia mais

Gestão e estratégia de TI Conhecimento do negócio aliado à excelência em serviços de tecnologia

Gestão e estratégia de TI Conhecimento do negócio aliado à excelência em serviços de tecnologia Gestão e estratégia de TI Conhecimento do negócio aliado à excelência em serviços de tecnologia Desafios a serem superados Nos últimos anos, executivos de Tecnologia de Informação (TI) esforçaram-se em

Leia mais

Cap a í p t í ul u o l o 8 : 8 C on o c n l c u l s u ã s o IC-UNICAMP Capítulo 8: Conclusão

Cap a í p t í ul u o l o 8 : 8 C on o c n l c u l s u ã s o IC-UNICAMP Capítulo 8: Conclusão Capítulo 8: Conclusão Capítulo 1: Introdução Capítulo 2: Conceitos Básicos Capítulo 3: Qualidade de Produto (ISO9126) Capítulo 4: ISO9001 e ISO90003 Capítulo 5: CMMI Capítulo 6: PSP Capítulo 7: SPICE Capítulo

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS PARA A GESTÃO DE PROJETOS

IDENTIFICAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS PARA A GESTÃO DE PROJETOS IDENTIFICAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS PARA A GESTÃO DE PROJETOS Claudio Oliveira Aplicações de CRM Claudio Oliveira Apresentação Claudio Oliveira (cloliveira@usp.br) Professor da Fundação Vanzolini

Leia mais

Planejamento Recursos

Planejamento Recursos UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville Planejamento Recursos Prof. Régis K. Scalice DEPS Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas Objetivos da

Leia mais

Aula 0. Agenda 04/02/2009. Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computares. Disciplina: Gestão de Projeto de TI. Prof.: Fernando Hadad Zaidan

Aula 0. Agenda 04/02/2009. Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computares. Disciplina: Gestão de Projeto de TI. Prof.: Fernando Hadad Zaidan Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computares Disciplina: Gestão de Projeto de TI Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Aula 0 Agenda Regras A disciplina Apresentações 2 Apresentações Da

Leia mais

Gerenciamento de Projetos. Faculdade Unisaber 2º Sem 2009

Gerenciamento de Projetos. Faculdade Unisaber 2º Sem 2009 Semana de Tecnologia Gerenciamento de Projetos Faculdade Unisaber 2º Sem 2009 ferreiradasilva.celio@gmail.com O que é um Projeto? Projeto é um "esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço

Leia mais

Portifólio de Serviços

Portifólio de Serviços Portifólio de Serviços A PM11K conta com uma abrangência de mercado muito grande graças ao seu modelo inovador. Aqui você contrata um consultor e, junto dele, mais centenas de outros consultores em rede,

Leia mais

Alinhando Produção de Software e TI Copyright 2004 Jorge H C Fernandes. Todos os direitos Reservados

Alinhando Produção de Software e TI Copyright 2004 Jorge H C Fernandes. Todos os direitos Reservados Alinhando Produção de e TI White paper Prof. Dr. Jorge Henrique Cabral Fernandes jhcf@cic.unb.br Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília Junho de 2004 Conteúdo 1 - Organizações precisam

Leia mais

Ref: Edital da Concorrência nº. 01/2009. termos do edital, pelas razões a seguir: 1º PEDIDO DE ESCLARECIMENTO:

Ref: Edital da Concorrência nº. 01/2009. termos do edital, pelas razões a seguir: 1º PEDIDO DE ESCLARECIMENTO: Ref: Edital da Concorrência nº. 01/2009 Empresa interessada no certame solicitou PEDIDO DE ESCLLARECI IMENTTO,, aos termos do edital, pelas razões a seguir: 1º PEDIDO DE ESCLARECIMENTO: 1) Com relação

Leia mais

3 Gerenciamento de Projetos

3 Gerenciamento de Projetos 34 3 Gerenciamento de Projetos Neste capítulo, será abordado o tema de gerenciamento de projetos, iniciando na seção 3.1 um estudo de bibliografia sobre a definição do tema e a origem deste estudo. Na

Leia mais

Sobre a Prime Control

Sobre a Prime Control Sobre a Prime Control A Prime Control é uma empresa focada e especializada em serviços de qualidade e testes de software. Somos capacitados para garantir, através de sofisticadas técnicas, a qualidade

Leia mais

Capítulo 1 Introdução ao gerenciamento de projetos

Capítulo 1 Introdução ao gerenciamento de projetos Capítulo 1 Introdução ao gerenciamento de projetos 1.1 Introdução 31 1.2 O que é um projeto? 31 1.3 Ciclo de vida do projeto 33 1.4 O que é gerenciamento de projetos? 36 1.5 Relacionamento entre grupos

Leia mais

METODOLOGIA DE GERENCIAMENTO DE PROJETO DE SOFTWARE ORIENTADO A OBJETO COM PMBOK

METODOLOGIA DE GERENCIAMENTO DE PROJETO DE SOFTWARE ORIENTADO A OBJETO COM PMBOK V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 METODOLOGIA DE GERENCIAMENTO DE PROJETO DE SOFTWARE ORIENTADO A OBJETO COM PMBOK Cleber Lecheta Franchini 1 Resumo:

Leia mais

TREINAMENTOS MAGAZINE 3 WORKSHOP INTERNACIONAL DE LIDERANÇA 5 GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS 7 INTRODUÇÃO AO GERENCIAMENTO DE PROJETOS

TREINAMENTOS MAGAZINE 3 WORKSHOP INTERNACIONAL DE LIDERANÇA 5 GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS 7 INTRODUÇÃO AO GERENCIAMENTO DE PROJETOS TREINAMENTOS MAGAZINE 3 WORKSHOP INTERNACIONAL DE LIDERANÇA Líderes eficazes devem encontrar maneiras de melhorar o nível de engajamento, compromisso e apoio das pessoas, especialmente durante os períodos

Leia mais

Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc

Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc PMP, PMI-RMP, PMI-ACP, CSM, CSPO, ITIL & CobiT Certified Carlos Henrique Santos da Silva, MSc, PMP Especializações Certificações Mestre em Informática

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS DE SOFTWARE - OVERVIEW. Ana Carina M. Almeida de Melo carina@ufba.br Fábrica de Software STI - UFBA

GESTÃO DE PROJETOS DE SOFTWARE - OVERVIEW. Ana Carina M. Almeida de Melo carina@ufba.br Fábrica de Software STI - UFBA GESTÃO DE PROJETOS DE SOFTWARE - OVERVIEW Ana Carina M. Almeida de Melo carina@ufba.br Fábrica de Software STI - UFBA ANA CARINA CURRÍCULO RESUMIDO Bacharel em Informática para UCSal; Mestre em Ciência

Leia mais

fagury.com.br. PMBoK 2004

fagury.com.br. PMBoK 2004 Este material é distribuído por Thiago Fagury através de uma licença Creative Commons 2.5. É permitido o uso e atribuição para fim nãocomercial. É vedada a criação de obras derivadas sem comunicação prévia

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

Módulo GPE Gestão de Projetos Empresariais

Módulo GPE Gestão de Projetos Empresariais Pós-graduação Gestão Empresarial Módulo GPE Gestão de Projetos Empresariais Prof. MSc José Alexandre Moreno prof.moreno@uol.com.br agosto/2009 Gerenciamento de Custos 5 Orçamento atividades do projeto

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Grupo de Consultores em Governança de TI do SISP 20/02/2013 1 Agenda 1. PMI e MGP/SISP 2. Conceitos Básicos - Operações e Projetos - Gerenciamento de Projetos - Escritório de

Leia mais

Alinhamento Estratégico. A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1

Alinhamento Estratégico. A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1 Conhecimento em Tecnologia da Informação Alinhamento Estratégico A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1 2010 Bridge Consulting Apresentação

Leia mais

GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO * César Raeder Este artigo é uma revisão de literatura que aborda questões relativas ao papel do administrador frente à tecnologia da informação (TI) e sua

Leia mais

Adriano Marum Rômulo. Uma Investigação sobre a Gerência de Projetos de Desenvolvimento de Software em Órgãos do Governo do Ceará com Base no MPS-BR

Adriano Marum Rômulo. Uma Investigação sobre a Gerência de Projetos de Desenvolvimento de Software em Órgãos do Governo do Ceará com Base no MPS-BR Adriano Marum Rômulo 2014 Uma Investigação sobre a Gerência de Projetos de Desenvolvimento de Software em Órgãos do Governo do Ceará com Base no MPS-BR Agenda I. Introdução II. Referencial Teórico III.

Leia mais

MS Project para Gerenciamento de Projetos

MS Project para Gerenciamento de Projetos MS Project para Gerenciamento de Projetos Sumário 03. A Voitto 05. MS Project para Gerenciamento de Projetos 06. Conteúdo Programático 11. Principais Instrutores 12. Visão dos Participantes 13. Vídeo Nossa

Leia mais

Metodologia de Gestão de Projetos v. 2.0

Metodologia de Gestão de Projetos v. 2.0 Metodologia de Gestão de Projetos v. 2.0 Jailson Batista Gerente Técnico Jailson@lanlink.com.br Falaremos sobre... História da Lanlink em Gestão de Projetos Motivação para versão 2.0 Desenvolvimento do

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM UM ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA: VISÃO TRADICIONAL X NEGÓCIOS BASEADOS EM PROJETOS

GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM UM ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA: VISÃO TRADICIONAL X NEGÓCIOS BASEADOS EM PROJETOS GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM UM ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA: VISÃO TRADICIONAL X NEGÓCIOS BASEADOS EM PROJETOS Ana Carolina Freitas Teixeira¹ RESUMO O gerenciamento de projetos continua crescendo e cada

Leia mais

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro:

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro: Gerenciamento de Projetos Teoria e Prática Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009 do PMBOK do PMI Acompanha o livro: l CD com mais de 70 formulários exemplos indicados pelo PMI e outros desenvolvidos

Leia mais

Qualidade de software

Qualidade de software Qualidade de software É cada dia maior o número de empresas que buscam melhorias em seus processos de desenvolvimento de software. Além do aumento da produtividade e da diminuição do retrabalho, elas buscam

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Pós Graduação Lato Sensu Especialização São Paulo Berrini Os projetos têm presença obrigatória e alta importância no contexto da gestão da moderna empresa. Caminho de condução

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS. Prof. WAGNER RABELLO JR CONCEITO DE PROJETO GERENCIAMENTO DE PROJETO

GESTÃO DE PROJETOS. Prof. WAGNER RABELLO JR CONCEITO DE PROJETO GERENCIAMENTO DE PROJETO GESTÃO DE PROJETOS Prof. WAGNER RABELLO JR CONCEITO DE PROJETO GERENCIAMENTO DE PROJETO 1 POR QUE GERENCIAR PROJETOS? POR QUE ALGUNS PROJETOS FRACASSAM? PROJETOS RELACIONADOS PROGRAMAS PROJECT MANAGEMENT

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias CCA-UFES Departamento de Computação

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias CCA-UFES Departamento de Computação Centro de Ciências Agrárias Departamento de Computação Visão Geral do Processo de Desenvolvimento de Software Introdução à Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação COM06850-2015-II Prof.

Leia mais

Planejamento e Gestão de Projetos Educacionais

Planejamento e Gestão de Projetos Educacionais Planejamento e Gestão de Projetos Educacionais Dácio G Moura Eduardo F Barbosa Baseado no livro Trabalhando com Projetos Planejamento e Gestão de Projetos Educacionais Atividades baseadas em Projetos Conceito

Leia mais

MANUAL DE GESTÃO DE PROJETOS: Guia de referência do sistema de gestão de projetos do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região

MANUAL DE GESTÃO DE PROJETOS: Guia de referência do sistema de gestão de projetos do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região MANUAL DE GESTÃO DE PROJETOS: Guia de referência do sistema de gestão de projetos do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região Belém PA 2013 MANUAL DE GESTÃO DE PROJETOS: Guia de referência do sistema

Leia mais

Demais Áreas de Conhecimento do PMBOK

Demais Áreas de Conhecimento do PMBOK Residência em Arquitetura de Software Demais Áreas de Conhecimento do PMBOK Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Gerência de Desenvolvimento 2008.2 Faculdade de Computação

Leia mais

Resultados alcançados com a Ferramenta Channel em implementação de sucesso da Gerência de Projetos no nível G de maturidade do MR-MPS

Resultados alcançados com a Ferramenta Channel em implementação de sucesso da Gerência de Projetos no nível G de maturidade do MR-MPS Resultados alcançados com a Ferramenta Channel em implementação de sucesso da Gerência de Projetos no nível G de maturidade do MR-MPS Mauricio Fiorese 1, Alessandra Zoucas 2 e Marcello Thiry 2 1 JExperts

Leia mais

Metodologia de Projetos. André Gomes Coimbra

Metodologia de Projetos. André Gomes Coimbra Metodologia de Projetos André Gomes Coimbra Cronograma Aula 3 Trabalho (10 pts) Aula 5 Avaliação (5 pts) Aula 9 Exercício (10 pts) Aula 10 Apresentação do projeto REDES (25 pts) Aula 11 Avaliação (10 pts)

Leia mais

04/02/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Gestão de Projetos de TI. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 1.

04/02/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Gestão de Projetos de TI. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 1. Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores Disciplina: Gestão de Projetos de TI Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 1.1 2 Introdução ao Gerenciamento de Projetos 3 1 Leitura

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO GESTÃO DE PROJETOS: UM ESTUDO DE CASO SOBRE A IMPLANTAÇÃO DE UM SOFTWARE PMIS Área de conhecimento

Leia mais

Pós-graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) 2 Gerente Sênior de Projetos e Processos, 18 anos de experiência

Leia mais

Ministério Público do Estado de Goiás

Ministério Público do Estado de Goiás Ministério Público do Estado de Goiás Apresentação Inicial PMO Institucional MP-GO 1 Um projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. Em muitos casos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE MATEMÁTICA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO MATA62 - Engenharia de Software I Comparação entre Ferramentas de Gerência de Projeto Salvador 2009.1 MATA62

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

Carlos Henrique Santos da Silva

Carlos Henrique Santos da Silva GOVERNANÇA DE TI Carlos Henrique Santos da Silva Mestre em Informática em Sistemas de Informação UFRJ/IM Certificado em Project Management Professional (PMP) PMI Certificado em IT Services Management ITIL

Leia mais

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Engenharia de SoftwareLuiz Carlos Aires de Macêdo. Gestão de Projeto de Software

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Engenharia de SoftwareLuiz Carlos Aires de Macêdo. Gestão de Projeto de Software Gestão de Projeto de Software Gestão de Projeto de Software: Trata de práticas para entregar um software que respeite os custos, padrões e o tempo. Padrões Custos Engenheiro de Software Projeto de Software

Leia mais

GERÊNCIA DE INTEGRAÇÃO DO PROJETO

GERÊNCIA DE INTEGRAÇÃO DO PROJETO GERÊNCIA DE INTEGRAÇÃO DO PROJETO Estevanir Sausen¹, Patricia Mozzaquatro² ¹Acadêmico do Curso de Ciência da Computação ²Professor(a) do Curso de Ciência da Computação Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ)

Leia mais

PMO e Agile Team Um link forte e vital nos projetos O impacto da maturidade nos Projetos de TI

PMO e Agile Team Um link forte e vital nos projetos O impacto da maturidade nos Projetos de TI PMO e Agile Team Um link forte e vital nos projetos O impacto da maturidade nos Projetos de TI Introdução Este artigo é o resultado de minha experiência com projetos de software em empresas do setor público,

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos (ref. capítulos 1 a 3 PMBOK) TC045 Gerenciamento de Projetos Sergio Scheer - scheer@ufpr.br O que é Gerenciamento de Projetos? Aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO PMI PULSO DA PROFISSÃO RELATÓRIO DETALHADO GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO Destaques do Estudo As organizações mais bem-sucedidas serão aquelas que encontrarão formas de se diferenciar. As organizações estão

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Apresentação Apresentação Professor Alunos Representante de Sala Frequência e Avaliação Modelos das aulas

Leia mais

O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS

O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS Nadia Al-Bdywoui (nadia_alb@hotmail.com) Cássia Ribeiro Sola (cassiaribs@yahoo.com.br) Resumo: Com a constante

Leia mais

Gerentes de projetos e gerentes

Gerentes de projetos e gerentes Biblioteca Virtual PMI 2010 Jarno Marchetto O duplo papel do Gerente de Projeto/Gerente Funcional: Funciona? Por Jarno Marchetto, MSc, PMP Resumo Em uma ampla gama de organizações, uma pessoa pode ser

Leia mais

Introdução CMMI. Qualidade e Teste de Software CMMI 1

Introdução CMMI. Qualidade e Teste de Software CMMI 1 Introdução CMMI O propósito da qualidade é estabelecer um diferencial competitivo, através de contribuições como redução de defeitos, redução de custos, redução de retrabalho e aumento da produtividade,

Leia mais

GTI Governança de TI

GTI Governança de TI GTI Governança de TI Planejamento, implantação e gerenciamento da Governança de TI Governança de TI FERNANDES & ABREU, cap. 5 1 Implantação empreendimento de longo prazo. Requisitos básicos: Liderança

Leia mais

Pesquisa realizada com os participantes do 16º Seminário Nacional de Gestão de Projetos APRESENTAÇÃO

Pesquisa realizada com os participantes do 16º Seminário Nacional de Gestão de Projetos APRESENTAÇÃO Pesquisa realizada com os participantes do de APRESENTAÇÃO O perfil do profissional de projetos Pesquisa realizada durante o 16 Seminário Nacional de, ocorrido em Belo Horizonte em Junho de, apresenta

Leia mais

CMMI (Capability Maturity Model Integration) Thiago Gimenez Cantos. Bacharel em Sistemas de Informação

CMMI (Capability Maturity Model Integration) Thiago Gimenez Cantos. Bacharel em Sistemas de Informação CMMI (Capability Maturity Model Integration) Thiago Gimenez Cantos Bacharel em Sistemas de Informação Faculdade de Informática de Presidente Prudente Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) thiago@visioncom.com.br;

Leia mais

MODELOS DE MELHORES GOVERNANÇA DE T.I. PRÁTICAS DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

MODELOS DE MELHORES GOVERNANÇA DE T.I. PRÁTICAS DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza MODELOS DE MELHORES PRÁTICAS DA GOVERNANÇA DE T.I. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza MELHORES PRÁTICAS PARA T.I. MODELO DE MELHORES PRÁTICAS COBIT Control Objectives for Information

Leia mais

PMBOK 5. Caros concurseiros! Eis um resumo que fiz sobre as principais mudanças na quinta edição do PMBOK.

PMBOK 5. Caros concurseiros! Eis um resumo que fiz sobre as principais mudanças na quinta edição do PMBOK. PMBOK 5 Caros concurseiros! Eis um resumo que fiz sobre as principais mudanças na quinta edição do PMBOK. Qualquer erro encontrado no material, por favor, me avise! Bons estudos a todos! Deus os abençoe!

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização

Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 1 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

Project Management Body of Knowledge

Project Management Body of Knowledge PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS PUCMINAS (UNIDADE BARREIRO) CURSOS: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS / LOGÍSTICA Project Management Body of Knowledge Definição Também conhecido como PMBOK é um

Leia mais

PROGRAMA DE PROTEÇÃO DE PI

PROGRAMA DE PROTEÇÃO DE PI GUIA PARA MELHORAR O SEU Principais Práticas para a Proteção de PI PROGRAMA DE PROTEÇÃO DE PI 2013 Centro para Empreendimento e Comércio Responsáveis TABELA DE CONTEÚDO CAPÍTULO 1: Introdução à Proteção

Leia mais

www.plathanus.com.br

www.plathanus.com.br www.plathanus.com.br A Plathanus Somos uma empresa com sede na Pedra Branca Palhoça/SC, especializada em consultoria e assessoria na criação e desenvolvimento de estruturas e ambientes especializados com

Leia mais

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house ERP: Pacote Pronto versus Solução in house Introdução Com a disseminação da utilidade e dos ganhos em se informatizar e integrar os diversos departamentos de uma empresa com o uso de um ERP, algumas empresas

Leia mais

Atendimento aos requisitos de Projeto e Desenvolvimento da ISO9001:2008 em Empreendimentos. Nasario de S. F. Duarte Jr.

Atendimento aos requisitos de Projeto e Desenvolvimento da ISO9001:2008 em Empreendimentos. Nasario de S. F. Duarte Jr. Atendimento aos requisitos de Projeto e Desenvolvimento da ISO9001:2008 em Empreendimentos Nasario de S. F. Duarte Jr. Resumo Embora organizações projetizadas (empresas que trabalham sob projetos) existam

Leia mais

Desafio Profissional PÓS-GRADUAÇÃO 2012. Gestão de Projetos - Módulo C Prof. Me. Valter Castelhano de Oliveira

Desafio Profissional PÓS-GRADUAÇÃO 2012. Gestão de Projetos - Módulo C Prof. Me. Valter Castelhano de Oliveira Desafio Profissional PÓS-GRADUAÇÃO 12 Gestão de Projetos - Módulo C Prof. Me. Valter Castelhano de Oliveira 1 DESAFIO PROFISSIONAL Disciplinas: Ferramentas de Software para Gestão de Projetos. Gestão de

Leia mais

Fone: 55 11 2384-7736 - www.wissenconsulting.com.br - atendimento@wissenconsulting.com.br

Fone: 55 11 2384-7736 - www.wissenconsulting.com.br - atendimento@wissenconsulting.com.br Nosso método de trabalho foi criado para atender VOCÊ A WISSEN CONSULTING têm como compromisso ajudá-lo a alcançar o sucesso na implementação de ferramentas de gestão e colaboração para que você possa

Leia mais

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation.

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. O SoftExpert PPM Suite é a solução mais robusta, funcional e fácil para priorizar, planejar, gerenciar e executar projetos, portfólios

Leia mais

Curso Prático em Gestão de Projetos com MS Project

Curso Prático em Gestão de Projetos com MS Project Curso Prático em Gestão de Projetos com MS Project Guia Fundamental para Gestão de Projetos com a utilização do MS Project Objetivo Os projetos fazem parte de nossas vidas e das organizações, contudo a

Leia mais

Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE. Planejamento e Gerenciamento

Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE. Planejamento e Gerenciamento Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE Planejamento e Gerenciamento Prof. Claudinei Dias email: prof.claudinei.dias@gmail.com Roteiro Introdução; Pessoas, Produto, Processo e Projeto; Gerência de

Leia mais

Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em Desenvolvimento de Software

Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em Desenvolvimento de Software Rafael Espinha, Msc rafael.espinha@primeup.com.br +55 21 9470-9289 Maiores informações: http://www.primeup.com.br riskmanager@primeup.com.br +55 21 2512-6005 Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em

Leia mais

Valores diferenciados para associados/funcionários do Sinduscon/RS

Valores diferenciados para associados/funcionários do Sinduscon/RS MBA Contabilidade & Direito Tributário. Parceria: IPOG/Sinduscon-RS O IPOG em parceria com o CRC-RS, traz à Porto Alegre o MBA em Contabilidade & Direito Tributário, que já é sucesso, com mais de 20 turmas

Leia mais

Proposta ITIL V3 HAND S ON. Apresentação Executiva. ITIL V3 Hand s ON

Proposta ITIL V3 HAND S ON. Apresentação Executiva. ITIL V3 Hand s ON ITIL V3 HAND S ON Apresentação Executiva 1 Os treinamentos de ITIL Hand s On, abordam os processos da gestão de serviços de TI do ITIL v3 e são recomendados e necessários, para quem quer ser tornar um

Leia mais

ESTRUTURAÇÃO DOS PROCESSOS DE COMUNICAÇÃO EM PROJETOS, PROGRAMAS E PORTFÓLIOS CONSULTORIA

ESTRUTURAÇÃO DOS PROCESSOS DE COMUNICAÇÃO EM PROJETOS, PROGRAMAS E PORTFÓLIOS CONSULTORIA ESTRUTURAÇÃO DOS PROCESSOS DE COMUNICAÇÃO EM PROJETOS, PROGRAMAS E PORTFÓLIOS CONSULTORIA SOBRE A CONSULTORIA Assegure melhores resultados em seus projetos com uma estrutura de comunicação simples, efetiva,

Leia mais

CHOQUE DE GESTÃO DE TI Referência estadual quando o assunto é Infraestrutura e Segurança, a Subsecretaria de TI da Prefeitura Municipal de Vila Velha

CHOQUE DE GESTÃO DE TI Referência estadual quando o assunto é Infraestrutura e Segurança, a Subsecretaria de TI da Prefeitura Municipal de Vila Velha CHOQUE DE GESTÃO DE TI Referência estadual quando o assunto é Infraestrutura e Segurança, a Subsecretaria de TI da Prefeitura Municipal de Vila Velha (ES) provocou uma revolução em seu ambiente ao estabelecer

Leia mais

Gerência de Projeto de Testes Segundo o Modelo do PMI por Emerson Rios

Gerência de Projeto de Testes Segundo o Modelo do PMI por Emerson Rios Gerência de Projeto de Testes Segundo o Modelo do PMI por Emerson Rios Nos últimos anos, as empresas mais preocupadas com a qualidade dos sistemas de aplicação passaram a introduzir, no seu ambiente, um

Leia mais

Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504

Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504 Especialização em Gerência de Projetos de Software Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504 Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br Qualidade de Software 2009 Instituto

Leia mais

A PERCEPÇÃO DAS EMPRESAS SOBRE OS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS PROFISSIONAIS DA AREA DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO 1

A PERCEPÇÃO DAS EMPRESAS SOBRE OS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS PROFISSIONAIS DA AREA DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO 1 A PERCEPÇÃO DAS EMPRESAS SOBRE OS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS PROFISSIONAIS DA AREA DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO 1 Tatiana Pereira da Silveira 1 RESUMO O objetivo deste trabalho é apresentar os resultados da

Leia mais

DESCOMPLICANDO O GERENCIAMENTO DE PROJETOS: UMA METODOLOGIA GRATUITA E SIMPLIFICADA PARA O GERENCIAMENTO DE PROJETOS

DESCOMPLICANDO O GERENCIAMENTO DE PROJETOS: UMA METODOLOGIA GRATUITA E SIMPLIFICADA PARA O GERENCIAMENTO DE PROJETOS DESCOMPLICANDO O GERENCIAMENTO DE PROJETOS: UMA METODOLOGIA GRATUITA E SIMPLIFICADA PARA O GERENCIAMENTO DE PROJETOS APRESENTAÇÃO: CARLOS MAGNO DA SILVA XAVIER magno@beware.com.br www.beware.com.br - www.methodware.com.br

Leia mais

Reduza custos. Potencialize o valor da TI em seus negócios.

Reduza custos. Potencialize o valor da TI em seus negócios. Reduza custos. Potencialize o valor da TI em seus negócios. Autor: Douglas Marcos da Silva 7 Sumário Executivo Nas últimas décadas, a evolução tecnológica, a interdependência dos mercados e a intensificação

Leia mais