Gerência de Projetos Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gerência de Projetos Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo"

Transcrição

1 Gerência de Projetos Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira Laboratório de Tecnologia de Software LTS Rede Paraense de Pesquisa em Tecnologias de Informação e Comunicações

2 Agenda Motivação MPS-BR Gerência de Projetos - GPR GPR no Contexto do MR-MPS Resultados Esperados do GPR Características de Empresas com GPR 2

3 O que é Qualidade? Qualidade está fortemente relacionada à Conformidade com os Requisitos. O que é conformidade em relação a requisitos? observado x especificado. Pode haver problemas na observação. Pode haver problemas na especificação. 3 Rede Paraense de Pesquisa em Tecnologias de Informação e Comunicações

4 O que é Qualidade? Qualidade diz respeito à Satisfação do Cliente. Requisitos são especificados por pessoas e com o objetivo de satisfazer outras pessoas. Uma especificação depende das escolhas feitas (clientes alvo). Pode haver problemas na especificação. 4

5 Benefícios da Qualidade Na visão do fornecedor (ex: equipe interna de TI ou fornecedor externo do mercado) Maior produtividade Maior precisão nas estimativas Redução de defeitos no produto Aumento da confiabilidade do produto Menos esforço de re-trabalho Menos horas extras de trabalho Redução do tempo para atender o mercado Redução de custo de desenvolvimento e manutenção Maior competitividade Maior índice de satisfação do cliente/usuário final Rede Paraense de Pesquisa em Tecnologias de Informação e Comunicações 5

6 Qualidade de Software Conjunto de características a serem satisfeitas em um determinado grau, de modo que o software satisfaça às necessidades de seus usuários. Desenvolvedores Usuários Finais Usuários Indiretos 6

7 Qualidade de Software O aspecto não repetitivo do desenvolvimento de software torna essa atividade difícil e em boa medida imprevisível. Delimitar o escopo de um sistema não é trivial. A volatilidade dos requisitos é lugar comum no desenvolvimento de software. 7

8 Qualidade de Software Fatores que afetam o desenvolvimento e que influenciam no julgamento dos usuários: Tamanho e complexidade do software; Número de pessoas envolvidas no projeto; Métodos, técnicas e ferramentas utilizadas; Custo x benefício do sistema; Custos associados à existência de erros; Custos associados à detecção e remoção de erros; Etc. 8

9 Qualidade do Produto x Qualidade do Processo Qualidade do produto de software não se atinge de forma espontânea. A qualidade do produto depende fortemente da qualidade do processo de desenvolvimento. 9

10 Qualidade do Processo Um bom processo não garante que os produtos produzidos são de boa qualidade, mas é um indicativo de que a organização é capaz de produzir bons produtos. Motivação para a busca da Qualidade do Processo de Software: Aumento da qualidade do produto. Diminuição do retrabalho. Maior produtividade. Redução do tempo para atender o mercado (time to market). Maior competitividade. Maior precisão nas estimativas. 10

11 Qualidade do Processo A implantação de um Programa de Qualidade começa pela definição e implantação de um processo de software. Processos têm de ser definidos caso a caso, levandose em consideração as características específicas do projeto em questão: equipe, domínio de aplicação, tipo de software, tecnologias a serem adotadas, restrições de negócio (cronograma, custo, qualidade) etc. Apoio de Normas e Modelos de Qualidade de Processos de Software. 11

12 MPS.BR Dezembro de 2003: Início do Programa mobilizador para a Melhoria do Processo de Software Brasileiro, coordenado pela SOFTEX (Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro), com apoio do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Abril de 2005: Versão 1.0 Maio de 2006: Versão 1.1 Junho de 2007: Versão 1.2 Maio de 2009: Versão

13 MPS.BR: Objetivo e Metas Objetivo: Melhoria de processos de software nas micros, pequenas e médias empresas (PMEs), a um custo acessível, em diversos locais do país. Como? Desenvolvimento (e Aprimoramento) do Modelo MPS.BR. Implementação e Avaliação do Modelo MPS.BR em Empresas, com foco em grupos de empresas. Rede Paraense de Pesquisa em Tecnologias de Informação e Comunicações 13

14 Estrutura do Modelo MPS 14

15 15 MR-MPS

16 16 MR-MPS

17 Nível G Parcialmente Gerenciado Composto pelos Processos Gerência de Projetos GPR Gerência de Requisitos GRE A Implementação dos Processos deve Satisfazer Atributo de Processo 1.1 (AP 1.1) O Processo é Executado Atributo de Processo 2.1 (AP 2.1) O Processo é Gerenciado 17

18 Gerência de Projetos - GPR Segundo MR-MPS O propósito do processo Gerência de Projetos é estabelecer e manter planos que definem as atividades, recursos e responsabilidades do projeto, bem como prover informações sobre o andamento do projeto que permitam a realização de correções quando houver desvios significativos no desempenho do projeto. 18

19 Contexto - GPR Estabelecer Estimativas Dados do Planejamento 19

20 Resultados Esperados - GPR GPR1 Definir Escopo do Trabalho GPR3 Definir Ciclo de Vida do Projeto Estabelecer Estimativas GPR2 GPR4 Determinar Estimativas de Esforço e Custo Dimensionar Tarefas e Produtos de Trabalho - Estimativas de Esforço e - WBS Complexidade Ciclo de ou Vida EAP do Número Custo usando Modelos e/ou de - Documento Fases Requisitos do Ciclo de Visão de Vida Dados Históricos - Lista EAP Estrutura com de Tarefas, de Dados Organização Históricos Casos de - Consideram: Escopo Uso, -das Pontos Atividades Requisitos, por Função Estórias (FPA) Produtos, Riscos, Mudanças, - Pontos Relacionamento por Casos das de Uso Ciclo de Vida, Viagens, Nível (UCP) Atividades de Competência da Equipe - Produtividade: Tecnologia, Experiência Dados do Planejamento 20

21 Contexto de GPR Estabelecer Estimativas Dados do Planejamento Desenvolver um Plano de Projeto Plano do Projeto 21

22 Resultados Esperados - GPR Dados do Planejamento Desenvolver um Plano de Projeto GPR5 GPR6 GPR7 Estabelecer Orçamento e Cronograma GPR9 Planejar Gerência de Dados Identificar Riscos do Projeto GPR10 Estabelecer Plano de Projeto Planejar RH considerando Conhecimento e Perfil Rede Paraense de Pesquisa em Tecnologias de Informação e Comunicações GPR8 Planejar Recursos e Ambiente de Trabalho - - Equipamentos, Identificar, Dados: Para Todos Determinar Cronograma os Relatórios, Planos Analisar Funções, serviços, que usa-se: Dados e Ferramentas, Priorizar Informais, WBS afetam Responsabilidades, ou o EAP, os Projeto Estudos Riscos Componentes, Estimativas devem e Relações Análises de Viagens -Atas Esforço, estar Hierárquicas Planilha de Integrados e Reunião, Custo, de Requisitos Riscos Ciclo Projeto e Lições levar com: de de Vida, Processo Identificador, Aprendidas, Dependência em - Inclui consideração informações Documentações, Descrição, entre a Tarefas, de como Probabilidade, Artefatos Pontos Dependência e quando de Gerados. o Controle Recurso entre Impacto elese será Marcos e Prioridade -Envolvido, Em Para Importante qualquer Orçamento no Critérios existir seu Formato Tratamento usa-se: para e sua -Meio Cronograma Alinhamento Liberação, Deve-se Monitorar Mapa e entre Estimativa deo eque foi de Atualizar -Custo Estimado Competências Foco na a Identificação, e Planilha o que da está Equipe sendo e Coleta, Planejado Identificação Armazenamento e o da que Necessidade será e Distribuição Acompanhado de Treinamento para garantir Segurança, - Quando Treinamento necessário Integridade pode ser o Plano e Acesso deve Formal ser e Revisto Informal: Sala de Aula, on-line, baseado em Computador, Leituras, Aconselhamentos e Orientações Plano do Projeto 22

23 Contexto de GPR Estabelecer Estimativas Dados do Planejamento Desenvolver um Plano de Projeto Obter Comprometimento com o Plano Plano do Projeto 23

24 Resultados Esperados - GPR Obter Comprometimento com o Plano GPR11 Avaliar a Viabilidade de Atingir Metas GPR12 Revisar Plano e Obter Compromisso - Examina Revisar o Aspectos Planejamento Técnicos, com Interessados Financeiros ee Humanos, Conciliar as Objetivos Diferenças de Negócio Existentes da Organização - Em Realizar Marcos Negociações do Projeto auma Confirmação partir de Variáveis da Continuidade do Projeto do - Obter Projeto Compromisso é necessária envolve interação entre Interessados Internos e Externos - Reunião de Kick off Plano do Projeto 24

25 Contexto de GPR Estabelecer Estimativas Dados do Planejamento Desenvolver um Plano de Projeto Obter Comprometimento com o Plano Plano do Projeto Gerenciar Ações Corretivas até Encerramento Monitorar o Projeto em Relação ao Plano 25

26 Resultados Esperados - GPR Monitorar o Projeto em Relação ao Plano GPR13 GPR14 Gerenciar Planejamento do Projeto Plano do Projeto GPR15 Realizar Revisões em Marcos Gerenciar Envolvimento dos Interessados Rede Paraense de Pesquisa em Tecnologias de Informação e Comunicações Gerenciar Ações Corretivas até Encerramento GPR16 Identificar e Analisar Problemas nas Monitorações GPR17 Tratar Problemas (Ações Corretivas) - As Revisões Ações Os Avaliar Atividades Interessados Corretivas Aderência em Marcos Revisão devem aos possibilitam não Relevantes ser Planos estabelecidas podem Continuamente ser devem a Identificação confundidas para ser ao com Identificados, Resolver longo Problemas Acompanhamento do Ciclo Problemas de que VidaFases Diário e - Problemas Ações Os Como Resultados Corretivas eles devem são e Envolvidos Critérios devem ser ser Analisados - Gerenciadas de Marcos Comunicações, Conclusão devem e Registrados até das serem Revisões Tarefas definidos em Ferramentas, previamente em Concluídas são Marcos, Analisados, Planilhas as Entregas ou outro Comprometimentos -são Verificar Registrar: Avaliadas, Meio o de Andamento o Controle Gerência Cronograma, dos Projeto -Problemas, Esforços Definir e e Monitorar Uso as Ações dos Recursos um Plano Tomadas, são Examinados de Gerência Responsáveis de e Comunicações os - Realizar Resultados Análises e Tomar -Decisões Os Caso Compromissos não considerando se consiga as Assumidos resolver Variações em dos estão um Dados nível, sendo e cumpridos deve-se Desvios Escalonar entre e negociados Resultados a e Resolução Valores Atuais a Níveis e Esperados Superiores de Gerência 26

27 Características de Empresas Organizações têm maior probabilidade de cumprir compromissos de requisitos, prazos e custos, mas desde que sejam semelhantes a outros realizados anteriormente. A organização é disciplinada, mas não está bem preparada para mudanças. Há preocupação com a gerência do projeto. Os gerentes acompanham custos, cronogramas e funcionalidades de cada um dos projetos. Porém, a gerência ainda não é pró-ativa, tomando ações normalmente quando se está diante de uma crise. Os projetos podem ter processos diferentes. No entanto, existe uma política para guiar os projetos no estabelecimento desses processos. 27

28 Gerência de Projetos Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira Laboratório de Tecnologia de Software LTS Rede Paraense de Pesquisa em Tecnologias de Informação e Comunicações Obrigado! Perguntas?

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Introdução à Melhoria de Processos de Software baseado no MPS.BR Prof. Maxwell Anderson www.maxwellanderson.com.br Agenda Introdução MPS.BR MR-MPS Detalhando o MPS.BR nível G Introdução

Leia mais

A visão do modelo MPS.BR para Gerência de Projeto - Nível G. por Adriana Silveira de Souza

A visão do modelo MPS.BR para Gerência de Projeto - Nível G. por Adriana Silveira de Souza A visão do modelo MPS.BR para Gerência de Projeto - Nível G por Adriana Silveira de Souza Agenda Visão Geral do MPS.BR Processos e Capacidade de Processo Níveis de Maturidade Atributos de Processo Processo

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Nível G

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Nível G MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 1: Nível G (Versão 1.1) Este guia contém orientações para a implementação do nível G do Modelo de Referência MR-MPS. Julho

Leia mais

Introdução à Qualidade de Software. Profº Aldo Rocha

Introdução à Qualidade de Software. Profº Aldo Rocha Introdução à Qualidade de Software Profº Aldo Rocha Agenda O que é Qualidade? O que é Qualidade de Software? Qualidade do Produto e do Processo Normas e Organismos Normativos Qualidade de Software e Processos

Leia mais

Project Builder: uma Ferramenta de Apoio a Implementação do Processo Gerência de Projetos do MPS.BR

Project Builder: uma Ferramenta de Apoio a Implementação do Processo Gerência de Projetos do MPS.BR Project Builder: uma Ferramenta de Apoio a Implementação do Processo Gerência de Projetos do MPS.BR Bernardo Grassano, Eduardo Carvalho, Analia I.F. Ferreira, Mariano Montoni bernardo.grassano@projectbuilder.com.br,

Leia mais

Políticas de Qualidade em TI

Políticas de Qualidade em TI Políticas de Qualidade em TI Aula 05 MPS.BR (ago/12) Melhoria de Processo do Software Brasileiro Prof. www.edilms.eti.br edilms@yahoo.com Agenda Descrição sumária do MPS.BR - Melhoria de Processo do Software

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Fundamentação para Implementação do Nível G do MR-MPS

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Fundamentação para Implementação do Nível G do MR-MPS MPS.BR - Melhoria de Processo do Brasileiro Guia de Implementação Parte 1: Fundamentação para Implementação do Nível G do MR-MPS Este guia contém orientações para a implementação do nível G do Modelo de

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Fundamentação para Implementação do Nível G do MR-MPS-SW:2012

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Fundamentação para Implementação do Nível G do MR-MPS-SW:2012 MPS.BR - Melhoria de Processo do Brasileiro Guia de Implementação Parte 1: Fundamentação para Implementação do Nível G do MR-MPS-SW:2012 Este guia contém orientações para a implementação do nível G do

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Nível G

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Nível G MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 1: Nível G (Versão 1.0) Este guia contém orientações para a implementação do Nível G do Modelo de Referência MR-MPS. Dezembro

Leia mais

Introdução ao MPS.BR Guia Geral. Prof. Elias Batista Ferreira

Introdução ao MPS.BR Guia Geral. Prof. Elias Batista Ferreira Introdução ao MPS.BR Guia Geral Prof. Elias Batista Ferreira IMPORTANTE Este NÃO é um curso oficial do MPS.BR. Este curso NÃO é apoiado pela Softex. Objetivo deste Curso Descrever os processos e resultados

Leia mais

Avaliação e Melhorias no Processo de Construção de Software

Avaliação e Melhorias no Processo de Construção de Software Avaliação e Melhorias no Processo de Construção de Software Martim Chitto Sisson Centro Tecnológico Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Florianópolis SC Brasil martim@inf.ufsc.br Abstract. This

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 10: Implementação do MR-MPS em organizações do tipo Fábrica de Teste

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 10: Implementação do MR-MPS em organizações do tipo Fábrica de Teste MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 10: Implementação do MR-MPS em organizações do tipo Fábrica de Teste Este guia contém orientações para a implementação do

Leia mais

Resultados alcançados com a Ferramenta Channel em implementação de sucesso da Gerência de Projetos no nível G de maturidade do MR-MPS

Resultados alcançados com a Ferramenta Channel em implementação de sucesso da Gerência de Projetos no nível G de maturidade do MR-MPS Resultados alcançados com a Ferramenta Channel em implementação de sucesso da Gerência de Projetos no nível G de maturidade do MR-MPS Mauricio Fiorese 1, Alessandra Zoucas 2 e Marcello Thiry 2 1 JExperts

Leia mais

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM M P S. B R : M E L H O R I A D E P R O C E S S O D O S O F T W A R E B R A S I L E I R O A

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software Unidade I Conceito de Qualidade Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com UNIDADE I : Conceito de Qualidade 1.1 Qualidade de processo de software 1.2 Qualidade de produto de software UNIDADE

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Fundamentação para Implementação do Nível G do MR-MPS-SW:2012

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Fundamentação para Implementação do Nível G do MR-MPS-SW:2012 MPS.BR - Melhoria de Processo do Brasileiro Guia de Implementação Parte 1: Fundamentação para Implementação do Nível G do MR-MPS-SW:2012 Este guia contém orientações para a implementação do nível G do

Leia mais

Reutilização no MPS.BR e no projeto Cooperativa MPS.BR SOFTSUL. Porto Alegre, Agosto de 2008. Sumário

Reutilização no MPS.BR e no projeto Cooperativa MPS.BR SOFTSUL. Porto Alegre, Agosto de 2008. Sumário Reutilização no MPS.BR e no projeto Cooperativa MPS.BR SOFTSUL Porto Alegre, Agosto de 2008. Sumário Apresentação Programa MPS.BR Reutilização no MPS.BR Gerência de reutilização Desenvolvimento para reutilização

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 10: Implementação do MR-MPS em organizações do tipo Fábrica de Teste

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 10: Implementação do MR-MPS em organizações do tipo Fábrica de Teste MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 10: Implementação do MR-MPS em organizações do tipo Fábrica de Teste Este guia contém orientações para a implementação do

Leia mais

Melhoria do Processo de Software MPS-BR

Melhoria do Processo de Software MPS-BR Melhoria do Processo de Software MPS-BR Fabrício Sousa Pinto fabbricio7@yahoo.com.br O que é Qualidade? O problema da gestão da qualidade não é que as pessoas não sabem a respeito dela. O problema é que

Leia mais

Estudo de Caso da Implantação do Nível G do MPS.BR em Uma Empresa

Estudo de Caso da Implantação do Nível G do MPS.BR em Uma Empresa Estudo de Caso da Implantação do Nível G do MPS.BR em Uma Empresa Dayana Henriques Fonseca 1, Frederico Miranda Coelho 1 1 Departamento de Ciência da Computação Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC)

Leia mais

O Modelo Processo de Software Brasileiro MPS-Br

O Modelo Processo de Software Brasileiro MPS-Br O Modelo Processo de Software Brasileiro MPS-Br Prof. Pasteur Ottoni de Miranda Junior Disponível em www.pasteurjr.blogspot.com 1-Estrutura do MPS-Br ( Softex, 2009) O MPS.BR1 é um programa mobilizador,

Leia mais

Conceitos Fundamentais de Qualidade de Software

Conceitos Fundamentais de Qualidade de Software Especialização em Gerência de Projetos de Software Conceitos Fundamentais de Qualidade de Software Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Qualidade de Software 2009 Instituto

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Grupo de Consultores em Governança de TI do SISP 20/02/2013 1 Agenda 1. PMI e MGP/SISP 2. Conceitos Básicos - Operações e Projetos - Gerenciamento de Projetos - Escritório de

Leia mais

Programa MPS.BR: resultados e perspectivas

Programa MPS.BR: resultados e perspectivas Programa MPS.BR: resultados e perspectivas Ana Regina Rocha Programa de Engenharia de Sistemas e Computação Coordenadora da Equipe Técnica do Modelo MPS Uma Organização com bom desempenho gasta 80% de

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 9: Implementação do MR-MPS em organizações do tipo Fábrica de Software Este guia contém orientações para a implementação

Leia mais

Conceitos Fundamentais de Qualidade de Software

Conceitos Fundamentais de Qualidade de Software CBCC Bacharelado em Ciência da Computação CBSI Bacharelado em Sistemas de Informação Conceitos Fundamentais de Qualidade de Software Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo

Leia mais

INTEGRANDO GERÊNCIA DE PROJETOS ÁGEIS COM SCRUM E OS PROCESSOS MPS.BR NÍVEL G

INTEGRANDO GERÊNCIA DE PROJETOS ÁGEIS COM SCRUM E OS PROCESSOS MPS.BR NÍVEL G INTEGRANDO GERÊNCIA DE PROJETOS ÁGEIS COM SCRUM E OS PROCESSOS MPS.BR NÍVEL G Claudinei Martins da Silva 1 RESUMO: Com o aumento da dependência tecnológica nas organizações para a tomada de decisões, ocorreu

Leia mais

Qualidade, Processos e Gestão de Software Professores: Alexandre Vasconcelos e Hermano Moura. O Modelo. Wesley Torres Galindo. wesleygalindo@gmail.

Qualidade, Processos e Gestão de Software Professores: Alexandre Vasconcelos e Hermano Moura. O Modelo. Wesley Torres Galindo. wesleygalindo@gmail. Qualidade, Processos e Gestão de Software Professores: Alexandre Vasconcelos e Hermano Moura O Modelo Wesley Torres Galindo wesleygalindo@gmail.com Agenda O que é? Motivação Organização do MPS.BR Estrutura

Leia mais

Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504

Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504 Especialização em Gerência de Projetos de Software Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504 Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br Qualidade de Software 2009 Instituto

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 3: Fundamentação para Implementação do Nível E do MR-MPS-SW:2012

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 3: Fundamentação para Implementação do Nível E do MR-MPS-SW:2012 MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 3: Fundamentação para Implementação do Nível E do MR-MPS-SW:2012 Este guia contém orientações para a implementação do nível

Leia mais

GIOVANI HIPOLITO MARONEZE ESTUDO DE CASO CONTENDO IMPLANTAÇÃO DO MODELO MR-MPS-SV (NÍVEL G)

GIOVANI HIPOLITO MARONEZE ESTUDO DE CASO CONTENDO IMPLANTAÇÃO DO MODELO MR-MPS-SV (NÍVEL G) GIOVANI HIPOLITO MARONEZE ESTUDO DE CASO CONTENDO IMPLANTAÇÃO DO MODELO MR-MPS-SV (NÍVEL G) LONDRINA - PR 2014 GIOVANI HIPOLITO MARONEZE ESTUDO DE CASO CONTENDO IMPLANTAÇÃO DO MODELO MR-MPS-SV (NÍVEL G)

Leia mais

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI FINANÇAS EM PROJETOS DE TI 2012 Material 1 Prof. Luiz Carlos Valeretto Jr. 1 E-mail valeretto@yahoo.com.br Objetivo Objetivos desta disciplina são: reconhecer as bases da administração financeira das empresas,

Leia mais

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro l MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro SUMÁRIO 1. Introdução 2. Modelo MPS 3. Programa MPS.BR: Resultados Alcançados (2004-2008) e Resultados Esperados (2004-2010) 4. MPS.BR Lições Aprendidas

Leia mais

Estudo de caso para implantação do modelo MR-MPS-SV

Estudo de caso para implantação do modelo MR-MPS-SV Estudo de caso para implantação do modelo MR-MPS-SV Giovani Hipolito Maroneze 1, Jacques Duílio Branches 1 1 Departamento de Computação Universidade Estadual de Londrina (UEL) Caixa Postal 10.001 86.057-970

Leia mais

Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR

Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR Prof. Dr. Marcos Kalinowski (UFF) kalinowski@acm.org Agenda do Curso Motivação para processos de software Visão geral do programa MPS.BR e do modelo MPS-SW

Leia mais

A Disciplina Gerência de Projetos

A Disciplina Gerência de Projetos A Disciplina Gerência de Projetos Atividades, Artefatos e Responsabilidades hermano@cin.ufpe.br Objetivos Apresentar atividades da disciplina Gerência de Projetos Discutir os artefatos e responsáveis envolvidos

Leia mais

Introdução. Escritório de projetos

Introdução. Escritório de projetos Introdução O Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK ) é uma norma reconhecida para a profissão de gerenciamento de projetos. Um padrão é um documento formal que descreve normas,

Leia mais

Integração de Projetos Ágeis XP com o MPS.BR Nível G

Integração de Projetos Ágeis XP com o MPS.BR Nível G Integração de Projetos Ágeis com o MPS.BR Nível G Marcelo Stanga Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC) São Miguel do Oeste SC - Brasil marcelostanga@gmail.com Resumo. Neste artigo, aborda-se

Leia mais

Workshop PMBoK. Gerenciamento de Recursos Humanos

Workshop PMBoK. Gerenciamento de Recursos Humanos Workshop PMBoK Gerenciamento de Recursos Humanos Paulo H. Jayme Alves Departamento de Inovação Tecnológica - DeIT Janeiro de 2009 1 Envolvimento da equipe Os membros da equipe devem estar envolvidos: Em

Leia mais

O Gerenciamento Organizacional de Projetos (GOP) pode ser descrito como uma estrutura de execução da estratégia coorporativa, com objetivo de

O Gerenciamento Organizacional de Projetos (GOP) pode ser descrito como uma estrutura de execução da estratégia coorporativa, com objetivo de Aula 02 1 2 O Gerenciamento Organizacional de Projetos (GOP) pode ser descrito como uma estrutura de execução da estratégia coorporativa, com objetivo de alcançar melhor desempenho, melhores resultados

Leia mais

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation.

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. O SoftExpert PPM Suite é a solução mais robusta, funcional e fácil para priorizar, planejar, gerenciar e executar projetos, portfólios

Leia mais

F.1 Gerenciamento da integração do projeto

F.1 Gerenciamento da integração do projeto Transcrição do Anexo F do PMBOK 4ª Edição Resumo das Áreas de Conhecimento em Gerenciamento de Projetos F.1 Gerenciamento da integração do projeto O gerenciamento da integração do projeto inclui os processos

Leia mais

Rede TSQC / SOFTEX Workshop de Aquisição de software Guia de Aquisição MPS.BR

Rede TSQC / SOFTEX Workshop de Aquisição de software Guia de Aquisição MPS.BR Rede TSQC / SOFTEX Workshop de Aquisição de software Guia de Aquisição MPS.BR Danilo Scalet dscalet@yahoo.com.br Editor do Guia de Aquisição 1 2 1 MPS.BR: Desenvolvimento e Aprimoramento do Modelo Realidade

Leia mais

Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE. Planejamento e Gerenciamento

Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE. Planejamento e Gerenciamento Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE Planejamento e Gerenciamento Prof. Claudinei Dias email: prof.claudinei.dias@gmail.com Roteiro Introdução; Pessoas, Produto, Processo e Projeto; Gerência de

Leia mais

Melhoria de Processo de Software baseado no Modelo MPS.BR nível G - Um Estudo de Caso

Melhoria de Processo de Software baseado no Modelo MPS.BR nível G - Um Estudo de Caso Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade em Software PBQP SW Melhoria de Processo de Software baseado no Modelo MPS.BR nível G - Um Estudo de Caso Categoria 2.36: Métodos de Gestão Soltin - Soluções

Leia mais

fagury.com.br. PMBoK 2004

fagury.com.br. PMBoK 2004 Este material é distribuído por Thiago Fagury através de uma licença Creative Commons 2.5. É permitido o uso e atribuição para fim nãocomercial. É vedada a criação de obras derivadas sem comunicação prévia

Leia mais

Quem Somos CMM/ CMMI. ISO 9000 PNQ ISO 12207 ISO 15504 ITIL Outros modelos. Gestão Sistêmica da. Alinhamento às Diretrizes Organizacionais.

Quem Somos CMM/ CMMI. ISO 9000 PNQ ISO 12207 ISO 15504 ITIL Outros modelos. Gestão Sistêmica da. Alinhamento às Diretrizes Organizacionais. Quem Somos Missão Promover a melhoria e a busca da excelência na gestão organizacional e o aperfeiçoamento contínuo dos processos dos nossos clientes, por meio de modelos e padrões de qualidade adequados

Leia mais

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar.

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar. C O B I T Evolução Estratégica A) Provedor de Tecnologia Gerenciamento de Infra-estrutura de TI (ITIM) B) Provedor de Serviços Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) C) Parceiro Estratégico Governança

Leia mais

Políticas de Qualidade em TI

Políticas de Qualidade em TI Políticas de Qualidade em TI Prof. www.edilms.eti.br edilms@yahoo.com Aula 03 CMMI Capability Maturity Model Integration Parte II Agenda sumária dos Processos em suas categorias e níveis de maturidade

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software Qualidade de Software Conceitos, estudo, normas Giuliano Prado de Morais Giglio profgiuliano@yahoo.com.br Objetivos Definir Qualidade Definir Qualidade no contexto de Software Relacionar Qualidade de Processo

Leia mais

Implantação do Processo Aquisição na Synapsis Brasil. Carlos Simões Ana Regina Rocha Gleison Santos

Implantação do Processo Aquisição na Synapsis Brasil. Carlos Simões Ana Regina Rocha Gleison Santos Implantação do Processo Aquisição na Synapsis Brasil Carlos Simões Ana Regina Rocha Gleison Santos Data: 20/10/2009 Agenda Empresa Problema Alternativas Implementação Forma de contratação Processo Aquisição

Leia mais

Processo de Desenvolvimento de Software

Processo de Desenvolvimento de Software Unidade IV Introdução aos Padrões de PDS Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo da Unidade 1. CMM / CMMI 2. SPICE 3. ISO 12207 4. MPS/BR CMM - Capability Maturity Model CMM Capability

Leia mais

Implantação dos Processos Gerência de Projeto e Medição com Auxílio de Ferramenta Baseada em Planilhas Carlos Simões Claudia Lasmar Gleison Santos

Implantação dos Processos Gerência de Projeto e Medição com Auxílio de Ferramenta Baseada em Planilhas Carlos Simões Claudia Lasmar Gleison Santos Implantação dos Processos Gerência de Projeto e Medição com Auxílio de Ferramenta Baseada em Planilhas Carlos Simões Claudia Lasmar Gleison Santos Agenda: Carlos Simões cs@synapsisbrasil.com.br carlossimoes@cos.ufrj.br

Leia mais

POLÍTICA ORGANIZACIONAL

POLÍTICA ORGANIZACIONAL POLÍTICA ORGANIZACIONAL PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE NA DR TECH Data 01/03/2010 Responsável Doc ID Danielle Noronha PoliticaOrg_DR_V003 \\Naja\D\Gerenciamento\Política Localização Organizacional Versão

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 8: Implementação do MR-MPS em organizações que adquirem software

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 8: Implementação do MR-MPS em organizações que adquirem software MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 8: Implementação do MR-MPS em organizações que adquirem software Este guia contém orientações para a implementação do Modelo

Leia mais

CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10

CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10 CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10 Planejar e Organizar Gerenciar Projetos Pedro Rocha http://rochapedro.wordpress.com RESUMO Este documento trás a tradução do objetivo de controle PO10 (Gerenciamento

Leia mais

17/02/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Gestão de Projetos de TI Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 2.

17/02/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Gestão de Projetos de TI Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 2. Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores Disciplina: Gestão de Projetos de TI Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 2.2 2 ESCOPO 3 1 Gerência do Escopo Processos necessários

Leia mais

Gerência de Projetos

Gerência de Projetos Gerência de Projetos Escopo Custo Qualidade Tempo CONCEITO PROJETOS: são empreendimentos com objetivo específico e ciclo de vida definido Precedem produtos, serviços e processos. São utilizados as funções

Leia mais

Uma Implementação do Processo de Gerência de Projetos Usando Ferramentas de Software Livre

Uma Implementação do Processo de Gerência de Projetos Usando Ferramentas de Software Livre Uma Implementação do Processo de Gerência de Projetos Usando Ferramentas de Software Livre Ewelton Yoshio Chiba Yoshidome - ewelton.yoshio@gmail.com Maurício Ronny de Almeida Souza - mauricio.ronny@uol.com.br

Leia mais

Governança de TI. Focos: Altas doses de Negociação Educação dos dirigentes das áreas de negócios

Governança de TI. Focos: Altas doses de Negociação Educação dos dirigentes das áreas de negócios Governança de TI Parte 3 Modelo de Governança v2 Prof. Luís Fernando Garcia LUIS@GARCIA.PRO.BR Modelo de Governança de TI Modelo adaptação para qualquer tipo de organização Componentes do modelo construídos/adaptados

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO ANALISTA DE SISTEMA ÊNFASE GOVERNANÇA DE TI ANALISTA DE GESTÃO RESPOSTAS ESPERADAS PRELIMINARES

CONCURSO PÚBLICO ANALISTA DE SISTEMA ÊNFASE GOVERNANÇA DE TI ANALISTA DE GESTÃO RESPOSTAS ESPERADAS PRELIMINARES CELG DISTRIBUIÇÃO S.A EDITAL N. 1/2014 CONCURSO PÚBLICO ANALISTA DE GESTÃO ANALISTA DE SISTEMA ÊNFASE GOVERNANÇA DE TI RESPOSTAS ESPERADAS PRELIMINARES O Centro de Seleção da Universidade Federal de Goiás

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE MATEMÁTICA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO MATA62 - Engenharia de Software I Comparação entre Ferramentas de Gerência de Projeto Salvador 2009.1 MATA62

Leia mais

Definição do Framework de Execução de Processos Spider-PE

Definição do Framework de Execução de Processos Spider-PE Definição do Framework de Execução de Processos Spider-PE 1. INTRODUÇÃO 1.1 Finalidade Este documento define um framework de execução de processos de software, denominado Spider-PE (Process Enactment),

Leia mais

Tecnologia e Sistemas de Informações

Tecnologia e Sistemas de Informações Universidade Federal do Vale do São Francisco Tecnologia e Sistemas de Informações Prof. Ricardo Argenton Ramos Aula 3 Componentes de SIs Pessoas SI Organiz. Unidades que exercem diferentes funções, tais

Leia mais

Resumo do BABok 2.0 O Guia de Referência de Análise de Negócio Curso de Analista de Negócio 3.0

Resumo do BABok 2.0 O Guia de Referência de Análise de Negócio Curso de Analista de Negócio 3.0 O que é BABok? O BABok 2.0, Corpo de Conhecimento de Análise de Negócios, é considerado como um Guia Referência de Práticas de Análise de Negócio. Este guia é publicado e mantido pelo IIBA. O guia BABok

Leia mais

Padrões de Qualidade e Métricas de Software. Aécio Costa

Padrões de Qualidade e Métricas de Software. Aécio Costa Padrões de Qualidade e Métricas de Software Aécio Costa Qual o Principal objetivo da Engenharia de Software? O principal objetivo da Engenharia de Software (ES) é ajudar a produzir software de qualidade;

Leia mais

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro Melhoria de Processo do Software Brasileiro (MPS.BR) SUMÁRIO 1. Introdução 2. Implantação do Programa MPS.BR: 2004 2007 3. Consolidação do Programa MPS.BR: 20082010 4. Conclusão Kival Weber Coordenador

Leia mais

GPAD Gestão de Projetos em Ambientes Digitais

GPAD Gestão de Projetos em Ambientes Digitais GPAD Gestão de Projetos em Ambientes Digitais Tecnologia e Mídias Digitais PUC SP Prof. Eduardo Savino Gomes 1 Afinal, o que vem a ser Gestão? 2 Gestão/Gerir/Gerenciar Gerenciar, administrar, coordenar

Leia mais

AVALIAÇÃO DA UTILIZAÇÃO DO SCRUM COMO MEIO PARA OBTENÇÃO DO NÍVEL G DE MATURIDADE DE ACORDO COM O MODELO MPS.br RESUMO

AVALIAÇÃO DA UTILIZAÇÃO DO SCRUM COMO MEIO PARA OBTENÇÃO DO NÍVEL G DE MATURIDADE DE ACORDO COM O MODELO MPS.br RESUMO 1 AVALIAÇÃO DA UTILIZAÇÃO DO SCRUM COMO MEIO PARA OBTENÇÃO DO NÍVEL G DE MATURIDADE DE ACORDO COM O MODELO MPS.br Autor: Julio Cesar Fausto 1 RESUMO Em um cenário cada vez mais competitivo e em franca

Leia mais

Prof. Dr. Ivanir Costa. Unidade IV QUALIDADE DE SOFTWARE

Prof. Dr. Ivanir Costa. Unidade IV QUALIDADE DE SOFTWARE Prof. Dr. Ivanir Costa Unidade IV QUALIDADE DE SOFTWARE introdução As mudanças que estão ocorrendo nos clientes e nos ambientes de negócios altamente competitivos têm motivado as empresas a modificarem

Leia mais

Gerência de Projetos CMMI & PMBOK

Gerência de Projetos CMMI & PMBOK Gerência de Projetos CMMI & PMBOK Uma abordagem voltada para a qualidade de processos e produtos Prof. Paulo Ricardo B. Betencourt pbetencourt@urisan.tche.br Adaptação do Original de: José Ignácio Jaeger

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO Departamento: Disciplina: Pré-Requisitos: - I D E N T I F I C A Ç Ã O Sistemas de Informação Gerência de Projetos (GEP) CH: 72 h/a Curso: Bacharelado em Sistemas de Informação Semestre: 2011/1 Fase: 8ª

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Aquisição

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Aquisição MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Aquisição Este guia descreve um processo de aquisição de software e serviços correlatos, baseado na Norma Internacional ISO/IEC 12207:2008.

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROJETOS

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROJETOS ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROJETOS Atualizado em 31/12/2015 GESTÃO DE PROJETOS PROJETO Para o PMBOK, projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo.

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Atividade 1 Que modelos em gestão de projetos estão sendo adotados como referência nas organizações? Como

Leia mais

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

Qualidade de Software MPS.BR - Questões CESPE (2010 a 2013)

Qualidade de Software MPS.BR - Questões CESPE (2010 a 2013) Qualidade de Software MPS.BR - Questões CESPE (2010 a 2013) Professor Gledson Pompeu gledson.pompeu@gmail.com Acesse nosso site em WWW.DOMINANDOTI.COM.BR Versões atualizadas de notas de aula e listas de

Leia mais

Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Desenvolvendo o Plano de Gerenciamento do Projeto. Coletando Requisitos. Declarando

Leia mais

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP DARCI PRADO Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP Versão 2.0.0 Janeiro 2014 Extraído do Livro "Maturidade em Gerenciamento de Projetos" 3ª Edição (a publicar)

Leia mais

Este atributo evidencia o quanto o processo atinge o seu propósito

Este atributo evidencia o quanto o processo atinge o seu propósito Alterações no Guia Geral:2011 Este documento lista todas as alterações realizadas nos resultados esperados de processos e resultados esperados de atributos de processo presentes no MR-MPS versão de 2011

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Gerenciamento da Infraestrutura de TI São Paulo, Março de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula O Desenho de Serviços da Infraestrutura

Leia mais

Gerenciamento de Projeto: Monitorando e Controlando o Projeto II. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Gerenciamento de Projeto: Monitorando e Controlando o Projeto II. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Gerenciamento de Projeto: Monitorando e Controlando o Projeto II Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Reportar o Desempenho Realizar o Controle Integrado de Mudanças Reportar o

Leia mais

Gestão de Projetos GNG- 103

Gestão de Projetos GNG- 103 Gestão de Projetos GNG- 103 GNG-103 Gestão de Projetos Definir metas e objetivos do projeto Conciliar entregas Descobrir requisitos Determinar premissas e restrições Compilando a declaracao do escopo do

Leia mais

Engenharia de Software II: Criando a EAP e planejando a Qualidade. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: Criando a EAP e planejando a Qualidade. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: Criando a EAP e planejando a Qualidade Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Criando EAP. Planejando a qualidade. Criando a Estrutura Analítica do Projeto

Leia mais

JOSÉ FAGNER RODRIGUES MEDEIROS MAPEAMENTO COMPARATIVO DOS PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS DO MPS.BR COM O PMBOK

JOSÉ FAGNER RODRIGUES MEDEIROS MAPEAMENTO COMPARATIVO DOS PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS DO MPS.BR COM O PMBOK 0 UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA UEPB CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E SOCIAIS APLICADAS CAMPUS VII GOVERNADOR ANTONIO MARIZ CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO JOSÉ FAGNER RODRIGUES MEDEIROS MAPEAMENTO COMPARATIVO

Leia mais

2.12- Criação/Implantação de Processo de Garantia da Qualidade para Empresas de Software de Pequeno Porte

2.12- Criação/Implantação de Processo de Garantia da Qualidade para Empresas de Software de Pequeno Porte 2.12- Criação/Implantação de Processo de Garantia da Qualidade para Empresas de Software de Pequeno Porte O MPS.BR tem como foco, ainda que não exclusivo, atender a micro, pequenas e médias empresas de

Leia mais

Professor: Disciplina:

Professor: Disciplina: Professor: Curso: Disciplina: Marcos Morais de Sousa marcosmoraisdesousa@gmail.com marcosmoraisdesousa.blogspot.com Sistemas de informação Engenharia de Software II Gerenciamento de Qualidade CMMI e MPS.BR

Leia mais

Introdução ao Modelo de Referência para melhoria do processo de software (MR mps) Projeto: mps Br melhoria de processo do software Brasileiro

Introdução ao Modelo de Referência para melhoria do processo de software (MR mps) Projeto: mps Br melhoria de processo do software Brasileiro Introdução ao Modelo de Referência para melhoria do processo de software (MR mps) Realidade das Empresas Brasileiras ISO/IEC 12207 ISO/IEC 15504 CMMI Softex Governo Universidades Modelo de Referência para

Leia mais

Implementação CERTICS em uma empresa avaliada no modelo de referência MPS-SW nível G

Implementação CERTICS em uma empresa avaliada no modelo de referência MPS-SW nível G Relato da Experiência Implementação CERTICS em uma empresa avaliada no modelo de referência MPS-SW nível G Fumsoft Allan M. R. Moura Charles H. Alvarenga Visual Sistemas Breno F. Duarte Paulo Lana www.visual.com.br

Leia mais

Planejamento de Projetos. Professor Gabriel Baptista ( gabriel.baptista@uninove.br ) ( http://sites.google.com/site/professorgabrielbaptista )

Planejamento de Projetos. Professor Gabriel Baptista ( gabriel.baptista@uninove.br ) ( http://sites.google.com/site/professorgabrielbaptista ) Qualidade de Software Aula 9 (Versão 2012-01) 01) Planejamento de Projetos Professor Gabriel Baptista ( gabriel.baptista@uninove.br ) ( http://sites.google.com/site/professorgabrielbaptista ) Revisando...

Leia mais

Unidade I GERENCIAMENTO DE. Profa. Celia Corigliano

Unidade I GERENCIAMENTO DE. Profa. Celia Corigliano Unidade I GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Profa. Celia Corigliano Objetivo Estimular o aluno no aprofundamento do conhecimento das técnicas de gestão profissional de projetos do PMI. Desenvolver em aula

Leia mais

ARCO - Associação Recreativa dos Correios. Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Plano de Desenvolvimento de Software Versão <1.

ARCO - Associação Recreativa dos Correios. Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Plano de Desenvolvimento de Software Versão <1. ARCO - Associação Recreativa dos Correios Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Versão Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor Página

Leia mais

MDMS-ANAC. Metodologia de Desenvolvimento e Manutenção de Sistemas da ANAC. Superintendência de Tecnologia da Informação - STI

MDMS-ANAC. Metodologia de Desenvolvimento e Manutenção de Sistemas da ANAC. Superintendência de Tecnologia da Informação - STI MDMS-ANAC Metodologia de Desenvolvimento e Manutenção de Sistemas da ANAC Superintendência de Tecnologia da Informação - STI Histórico de Alterações Versão Data Responsável Descrição 1.0 23/08/2010 Rodrigo

Leia mais

FAE FACULDADE ANGLICANA DE ERECHIM CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU GESTÃO EM TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO DA INFORMAÇÃO CHEILA BOMBANA

FAE FACULDADE ANGLICANA DE ERECHIM CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU GESTÃO EM TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO DA INFORMAÇÃO CHEILA BOMBANA FAE FACULDADE ANGLICANA DE ERECHIM CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU GESTÃO EM TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO DA INFORMAÇÃO CHEILA BOMBANA ANÁLISE E IDENTIFICAÇÃO DAS VANTAGENS DA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA

Leia mais

Prova de Conhecimento para Consultores de Implementação MPS.BR INSTRUÇÕES

Prova de Conhecimento para Consultores de Implementação MPS.BR INSTRUÇÕES Implementação MPS.BR 26 de maio de 2008 4 horas de duração e-mail: (DEIXAR EM BRANCO) RESULTADO: Q1 Q2 Q3 Q4 Q5 Q6 Q7 Q8 Q9 Q10 Nota INSTRUÇÕES Para a maioria das questões você tem mais de uma opção e

Leia mais

Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em Desenvolvimento de Software

Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em Desenvolvimento de Software Rafael Espinha, Msc rafael.espinha@primeup.com.br +55 21 9470-9289 Maiores informações: http://www.primeup.com.br riskmanager@primeup.com.br +55 21 2512-6005 Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em

Leia mais

UM CASE DE IMPLANTAÇÃO DA GERÊNCIA DE CONFIGURAÇÃO E MUDANÇA (NÍVEL F) DO MPS.BR UTILIZANDO PADRÕES ABERTO PARA O DESENVOLVIMENTO CORPORATIVO

UM CASE DE IMPLANTAÇÃO DA GERÊNCIA DE CONFIGURAÇÃO E MUDANÇA (NÍVEL F) DO MPS.BR UTILIZANDO PADRÕES ABERTO PARA O DESENVOLVIMENTO CORPORATIVO Nome do Pesquisador(Aluno): Thiago Magalhães Zampieri Nome do Orientador: Simone Tanaka Titulação do Orientador: Especialista Instituição: null Curso para apresentação: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO / CIÊNCIA

Leia mais