Matemática. Resolução das atividades complementares. M6 Probabilidade

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Matemática. Resolução das atividades complementares. M6 Probabilidade"

Transcrição

1 Resolução das atividades complementares Matemática M Probabilidade p. Numa urna há seis bolas numeradas de 0 a. a) Dê o espaço amostral nesta situação: retirar uma bola da urna. b) Descreva o evento A: a bola retirada é um número par. c) Descreva o evento B: a bola retirada é um número primo. d) Descreva o evento C: a bola retirada é maior que. a) U {0,,,,, } b) A {0,, } c) B {,, } d) C {,, } Um casal quer três filhos, não ao mesmo tempo. Determine: a) o espaço amostral: sexo dos filhos; b) o evento A: o casal tem dois filhos e uma filha; c) o evento B: o casal não tem três filhos do sexo masculino. a) U {HHH, HHM, HMH, MHH, HMM, MHM, MMH, MMM} b) A {HHM, HMH, MHH} c) B U {HHH} p. Seja a roleta a seguir, dividida em seis partes iguais e numeradas de a. Girando a roleta e considerando-se o experimento, determine: a) o espaço amostral; b) o evento A: ocorrência dos números ou ; c) o evento B: ocorrência dos números e ; d) o evento C: ocorrência de um número menor ou igual a. a) U {,,,,, } b) A {, } c) B { } d) C U {,,,,, }

2 No lançamento simultâneo de dois dados, descreva os eventos e determine o número de seus elementos: a) A: a soma dos pontos é ; b) B: os dois números são pares; c) C: a soma dos dois números é menor que. a) A {(, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, )}; n b) B {(, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, )}; n 9 c) C {(, ), (, ), (, )}; n Uma emissora de rádio oferece aos seus ouvintes sete tipos de música: blues, clássica, new age, pop, rock, trilha sonora e jazz, sendo 90 músicas no total, distribuídas igualmente entre os tipos. Descreva os eventos: a) A: ligar o rádio e ouvir uma música clássica; b) B: ligar o rádio e ouvir rock ou trilha sonora. a) A {c, c, c,..., c 0 } b) B {r, r,..., r 0, t, t,..., t 0 } Num jogo de dominó, as peças podem ser representadas por: (0, 0), (0, ) ou (, 0), (, ) ou (, ), (, ), e assim sucessivamente até (, ). Considere o experimento: retirar da caixa uma peça e verificar os pontos de cada uma das metades. Determine: a) o espaço amostral; b) o evento A: aparecer uma peça cuja soma dos pontos das metades é 0; c) o evento B: aparecer uma peça cuja diferença dos pontos é. a) U {(0, 0), (0, ), (0, ), (0, ), (0, ), (0, ), (0, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, )} b) B {(, ), (, )} c) C {(, 0), (, ), (, ), (, ), (, ), (, )}

3 p. A roleta a seguir apresenta divisões numeradas de a. Após girar a roleta, deve-se observar o número que a flecha indica. Qual a probabilidade de a flecha indicar um número menor que 0 % U {,,,,,,,, 9, 0,, } A {,,,,,,,, 9} P(A) 9 0, % Num baralho de cartas, tira-se ao acaso uma carta. Qual a probabilidade de que a carta retirada seja uma carta de paus % Num baralho de cartas temos cartas de paus. P(A) 0, % 9 Num grupo de 0 pessoas, têm o grupo sangüíneo A;, o grupo B;, o grupo AB; e o restante, o grupo O. Calcule a probabilidade de que uma pessoa selecionada ao acaso tenha grupo sangüíneo O. % O 0 P(O ) 0,0 % 0 0 (FGV-SP) A área da superfície da Terra é aproximadamente 0 milhões de km. Um satélite artificial dirige-se aleatoriamente para a Terra. Qual a probabilidade de ele cair numa cidade cuja superfície tem área igual a 0 km a) 0 9 c) 0 e) 0 b) 0 d) 0 P(A)

4 p. (Unicamp-SP) O sistema de numeração na base 0 utiliza normalmente os dígitos de 0 a 9 para representar os números naturais, sendo que o zero não é aceito como o primeiro algarismo da esquerda. Pergunta-se: a) Quantos são os números de cinco algarismos formados por cinco dígitos diferentes b) Escolhendo-se ao acaso um desses números do item (a), qual a probabilidade de que seus cinco algarismos estejam em ordem crescente a) O primeiro algarismo não pode ser 0, logo: 9 9 n 9 9 ; números. b) A possibilidade dos cinco algarismos estarem em ordem crescente é C 9,, pois não permite a troca de ordem. 9! 9 C9,!! C9, P(A) (Unifesp-SP) Os alunos quartanistas do curso diurno e do curso noturno de uma faculdade se submeteram a uma prova de seleção, visando à participação numa olimpíada internacional. Dentre os que tiraram nota 9, ou 0,0 será escolhido um aluno, por sorteio. Nota Diurno Curso Noturno 9, 0,0 Com base na tabela, a probabilidade de que o aluno sorteado tenha tirado nota 0,0 e seja do curso noturno é: a) c) e) b) d) Total de alunos escolhidos:. Número de alunos do curso noturno com nota 0,0:. P(A)

5 (Mackenzie-SP) No lançamento simultâneo de dois dados não viciados, a probabilidade de obter-se soma é: a) c) e) b) d) O espaço amostral deste experimento é: U {(, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, )}. Logo, n(u). Soma A {(, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, )} n(a) P(A) (Mackenzie-SP) Em um número de dois algarismos, sabe-se que um deles é ímpar. A probabilidade de ambos serem ímpares é: a) c) e) b) d) Espaço amostral: se o primeiro algarismo for ímpar, e o segundo for par ou ímpar, teremos possibilidades: I P ou I I Se o primeiro algarismo for par, teremos 0 possibilidades: P I 0 n(u) 0 0 A ambos números serem ímpares: P(A) 0

6 (Unipac-MG) Uma letra é escolhida entre as letras da palavra BARBACENA. A probabilidade de que seja vogal é: a) c) e) b) d) 9 Espaço amostral: escolher uma letra da palavra BARBACENA n(u) 9 A vogais AAEA n(a) P(A) 9 9 (UFAL) Considere que três vértices de um hexágono regular são escolhidos ao acaso. Qual a probabilidade de que os vértices escolhidos formem um triângulo retângulo 0% C B D O A E! Espaço amostral: todas as possibilidades de escolher três vértices C, 0!! Para que o triângulo seja retângulo, um dos lados deve ser a diagonal. Para cada diagonal, podemos obter triângulos retângulos. Como temos três diagonais traçadas, temos triângulos retângulos. P(A) 0, 0% 0 F Um baralho é formado por cartas. Retira-se uma carta e obtém-se um de ouros. Qual é a probabilidade de retirar uma segunda carta e obter-se outro de qualquer naipe n(u) Se foi retirado um de ouros, sobraram cartas e cartas no total. P(A) A probabilidade de retirar uma segunda carta é.

7 (UFPE) Um saco contém bolas verdes e bolas amarelas. Quantas bolas azuis devem ser colocadas no saco, de modo que a probabilidade de retirarmos dele, aleatoriamente, uma bola azul, seja a) c) 0 e) 0 b) 0 d) 0 V A xz P(Z) x x 0 x x 0 x Devem ser colocadas 0 bolas azuis no saco. 0 p. 9 Se A e B são eventos mutuamente exclusivos e P(A) 0,0 e P(B) 0,, determine: a) P(A B) 0 b) P(A B) 0, c) P(A B) 0, Se A e B são eventos mutuamente exclusivos, A B. a) P(A B) 0 b) P(A B) P(A) P(B) 0,0 0, 0, c) P(A B) P(A B) 0, 0, 0 Uma carta é retirada ao acaso de um baralho de cartas. Qual é a probabilidade de a carta retirada não ser dama Num baralho de cartas temos damas. A probabilidade de ser dama é: P(D). A probabilidade de não ser dama é: P(D). Escolhendo ao acaso uma letra da palavra RESPONSABILIDADE, qual a probabilidade de aparecer: a) uma letra S b) as letras A ou E a) A probabilidade de escolher uma letra S é:. b) Como são eventos mutuamente exclusivos, a probabilidade de escolher um A ou E é: P(A) P(E).

8 No lançamento simultâneo de dois dados, qual a probabilidade de não sair soma igual a Soma {(, ), (, ), (, ), (, ), (, )} n A probabilidade de sair soma igual a : P(). A probabilidade de não sair soma igual a : P() P(). (FGV-SP) Uma pesquisa com três marcas concorrentes de refrigerantes, A, B e C, mostrou que 0% das pessoas entrevistadas gostam de A, 0% gostam de B, % gostam de C, % gostam de A e C, % gostam de A e B, % gostam de B e C, % gostam das três marcas e, o restante das pessoas, não gosta de nenhuma das três. Sorteando-se aleatoriamente uma dessas pessoas entrevistadas, a probabilidade de que ela goste de uma única marca de refrigerante ou não goste de marca alguma é de: a) % c) 0% e) % b) % d) % De acordo com o enunciado, temos o seguinte esquema de conjuntos, considerando-se 00 pessoas: A 9 B 0 0 C A probabilidade de uma pessoa gostar de uma única marca ou não gostar de marca nenhuma é 9 P 0 0 % 00 00

9 p. Uma emissora de rádio realizou uma pesquisa sobre a preferência dos ouvintes nas opções música clássica (C), música popular brasileira (MPB) ou rock (R) e obteve os resultados: Votos Opções 9 C R 0 MPB C e MPB 0 MPB e R C e R C, MPB e R não gosta de nenhuma Escolhendo uma pessoa ao acaso, qual a probabilidade de ela preferir música clássica ou MPB Fazendo o diagrama de Venn, temos: 9 C MPB 9 Total de votos 9 P(C MPB) 9 0 R 9

10 Num supermercado foram entrevistadas pessoas para saber sobre suas preferências em relação aos produtos A, B e C. Os resultados indicaram que: 0 pessoas compram o produto A; 0 pessoas compram o produto B; 0 pessoas compram o produto C; 0 pessoas compram os três produtos; 00 pessoas não compram nenhum dos três produtos; 0 pessoas compram os produtos A e B; 0 pessoas compram os produtos A e C; 0 pessoas compram os produtos B e C. Escolhendo uma pessoa ao acaso, qual a probabilidade de que ela compre só o produto A, ou só o produto B, ou só o produto C Fazendo o diagrama de Venn, temos: A 00 0 B C Total de pessoas entrevistadas P(só A só B só C) 0 Jogando-se dois dados, qual a probabilidade de obter soma dos pontos ou U {(, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, )}. Logo, n(u). A {(, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, )} n(a) P(A) 0

11 (Sesi-Senai) As músicas transmitidas por uma estação de rádio são distribuídas, ao longo da programação diária, de acordo com a tabela a seguir. Tipo de música Quantidade de música tocada no dia rock funk dance 0 pagode flash black total Ligando-se o rádio ao acaso, durante o dia, a probabilidade de ouvir rock ou pagode é: a) c) e) b) d) P(R P) (Vunesp-SP) Uma empresa que fabrica o refrigerante Refridagalera fez uma pesquisa para saber a preferência dos consumidores em relação ao seu produto e àquele de um de seus concorrentes, o Refridamoçada. Foram ouvidas 000 pessoas, das quais 00 consumiam somente o Refridagalera, 00 consumiam os dois, 00 consumiam somente o Refridamoçada e 00, nenhum deles. Um dos entrevistados foi escolhido ao acaso. Calcule a probabilidade de que ele seja consumidor de: a) Refridagalera e Refridamoçada; 0% b) Refridagalera ou Refridamoçada. 90% Fazendo o diagrama de Venn, temos: G M 00 G total de pessoas que consome Refridagalera M total de pessoas que consome Refridamoçada pessoas ouvidas 000 a) consumidores de G e M 00 P(G M) 00 0% 000 b) P(G M) % 000

12 9 (Unicamp-SP) Uma empresa tem 000 funcionários. Desses, % têm mais de 0 anos, % são especializados e 00 têm mais de 0 anos e são especializados. Com base nesses dados, pergunta-se: a) Quantos funcionários têm até 0 anos e não são especializados 00 b) Escolhendo um funcionário ao acaso, qual a probabilidade de ele ter até 0 anos e ser especializado Funcionários com mais de 0 anos % de Funcionários especializados % de Funcionários especializados com mais de 0 anos 00 Fazendo o diagrama de Venn, temos: E x a) Seja x o número de funcionários que têm até 0 anos e não são especializados: x ; 00 funcionários. b) Pelo diagrama, o número de funcionários especializados que têm até 0 anos é 00; então, P( 0 E) p. 0 Se A e B são eventos com P (A) 0,, P (B) 0, e P (A B) 0,, calcule: a) P (A/B) b) P (B/A) P(A) 0,, P(B) 0, e P(A B) 0, a) P(A/B) P(A B) 0, P(B) 0, b) P(B/A) P(A B) 0, P(A) 0, Um dado é lançado e o número de cima é observado. Se o resultado obtido for ímpar, qual a probabilidade de ele ser menor ou igual a U {,,,,, } e I {,, } P(I) P(I ) P(I ) P( ) P(I)

13 Lança-se um tetraedro como se fosse um dado. Cada face possui um número, de a, e considerase o número da face cujo tetraedro se apóia. Determine a probabilidade de obter o número, dado que o número é menor que. U {,,, } A {, } P(A) B {} A B {} P(A B) P(A B) P( B/A) P(A) Dois dados são lançados simultaneamente. Qual a probabilidade de que a soma dos pontos seja igual a, sabendo-se que os números obtidos são distintos U {(, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, )}. Logo, n(u). Soma dos pontos B {(, ), (, ), (, ), (, )} P(B) Os números são distintos: A {(, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (,), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, ), (, )} P(A) A B B {(, ), (, ), (, ), (, )} P(A B) P(B/A) 9 P(A) Se A e B são eventos e P (A). 0, determine: a) P (A/A) b) P (A/A) 0 a) P(A/A) P(A A) P(A) P(A) P(A) b) P(A/A) P(A A) A A P(A/A) 0 P(A) P(A) 0

14 A chapa de um carro possui quatro algarismos distintos. Sabendo-se que esse número é ímpar, qual a probabilidade de o último algarismo ser U: número de possibilidades de se obter um número com algarismos distintos A: número de possibilidades de se obter números ímpares A 9, P(A) 0 00 B: número de possibilidades de o último algarismo ser 9 A B B P(B/A) 0 P(A B) 00 P(A) 0 00 A 9 0 P(B) 9, 0 00 De um baralho de cartas, uma é extraída, observando-se que seu número está entre e. Qual a probabilidade de que o número da carta seja A: o número da carta está entre e A {,,,,, 9, 0} P(A) B: {}, o número da carta é ; como são naipes P(B) A B {} P(A B) P(B/A) P(A B) P(A)

15 De um grupo de 00 alunos, 0 são meninos. Sabendo que 0 alunos usam óculos, 0 dos quais são meninas, e escolhendo ao acaso um aluno, qual a probabilidade de que, em sendo menina, use óculos Fazendo uma tabela da situação, temos: Meninos Meninas usam óculos 0 0 não usam óculos P(O/A) P(O A) 00 P(A) 0 00 Se A e B são eventos com P (A B) e P (A/B). Determine P (B). P(A/B) P(A B) P(B) P(B) P(B) 9 Um casal planeja ter três filhos. Qual a probabilidade de a família ter duas meninas, dado que a primeira criança é menina U: possibilidades de ter filhos A: possibilidade de ter meninas {HMM, MHM, MMH} H HHH P(A) H M HHM B: probabilidade da primeira criança ser menina {MHH, H MHM, MMH, MMM} P(B) H HMH M A B {MHM, MMH} P(A B) M HMM ou P(A B) H MHH P(A/B) P(B) H M MHM M A probabilidade é. H MMH M M MMM n(u)

16 0 Uma moeda é lançada três vezes. Determine a probabilidade de obter três caras, considerando que no primeiro lançamento apareceu cara. U: possibilidades com as moedas C CCC C K CCK C C CKC K K CKK ou C KCC C K KCK K C KKC K K KKK n(u) A: possibilidades de obter três caras: {CCC} P(A) B: possibilidades do primeiro lançamento ser cara: {CCC, CCK, CKC, CKK} P(B) A B A {CCC} P(A B) P(A B) P(A) P(B) A probabilidade é. Paulo, Renato, Carla, João, Maria e Cida podem ser escolhidos para compor uma comissão de formatura da turma. Qual a probabilidade de Maria e Paulo ficarem na comissão, sabendo que Carla e João não foram escolhidos n(u) C!, 0!! B {MPR, MPC, MPJ, MPCi} P(B) 0 A: Carla e João não foram escolhidos C, P(A) A B {MPR, MPCi} P(A B) 0 P(A B) P(B/A) 0 P(A) 0 A probabilidade de Maria e Paulo ficarem na comissão é. 0

17 p. Determine a probabilidade de sair o número em dois lançamentos de um dado. P(A A) P(A) P(A) U {,,,,, } n(u) A {} n(a) P(A) P(A A) (FGV-SP) Num espaço amostral, os eventos A e B não vazios são independentes. Podemos afirmar que: a) A B [ c) P (A B) P (A) P (B) e) A é complementar de B. b) P (A B) P (A) P (B) d) P(A) P(B) A e B são eventos não vazios P(A B) P(B) P(A/B) A e B são eventos independentes P(A/B) P(A), então: P(A B) P(A) P(B) (UFF-RJ)Em uma bandeja há dez pastéis, dos quais três são de carne, três de queijo e quatro de camarão. Se Fabiana retirar, aleatoriamente e sem reposição, dois pastéis dessa bandeja, a probabilidade de os dois pastéis selecionados serem de camarão é: a) c) e) b) d) A probabilidade de retirar um pastel de camarão é, e a probabilidade de retirar outro pastel de 0 camarão, sem a reposição do anterior, é 9. P(C) P(C ) P(C ) P(C) 0 9 (PUC-SP) Serão sorteados quatro prêmios iguais entre os 0 melhores alunos de um colégio, dentre os quais estão Tales e Euler. Se cada aluno pode receber apenas um prêmio, a probabilidade de que Tales ou Euler façam parte do grupo sorteado é: a) c) 9 9 e) b) d) 9 9 Determinando a probabilidade de que Tales ou Euler não façam parte do grupo dos sorteados, temos: P(A) Então, a probabilidade de que eles façam parte do grupo é P(A)

18 (Vunesp-SP) O resultado de uma pesquisa realizada pelo Ipespe sobre o perfil dos fumantes e publicada pela revista Veja de de junho de 99 mostra que, num grupo de 000 pessoas, % fumam e, dentre os fumantes, % são mulheres. Se, nesse grupo de 000 pessoas, uma é escolhida ao acaso, a probabilidade de ela ser fumante e mulher é, aproximadamente: a) 0,0 c) 0, e) 0,00 b) 0,0 d) 0,00 A probabilidade da pessoa ser fumante é % em 000, então: P(F) 00. A probabilidade da pessoa ser mulher fumante é P(MF) 00. P(F M) P(F) P(M) ,09 p. Dentro de dez caixas há 0 maçãs em cada uma, sendo 0% de maçãs verdes. Se fizermos o sorteio de uma das caixas e dela extrairmos uma maçã, qual será a probabilidade de que essa maçã seja verde 0 A: probabilidade de sortear uma caixa P(A) 0 B: probabilidade de sortear uma maçã verde P(B) P(A B) P(A) P(B) A probabilidade de Clara resolver um exercício é P(C), a de João é P(J), e a de Mauro é P(M). Qual a probabilidade de os três resolverem o exercício P(C J M) P(C) P(J) P(M) De um baralho de cartas extraem-se quatro cartas sucessivamente, sem reposição. Qual a probabilidade de serem obtidas duas cartas vermelhas e duas pretas, nessa ordem 99 São cartas de cada naipe, portanto: P(V P)

19 Em questões como a 0, a resposta é dada pela soma dos números que identificam as alternativas corretas. 0 (UFPR) Uma loja tem um lote de dez aparelhos de rádio/cd, e sabe-se que nesse lote existem dois aparelhos com defeito, perceptível somente após uso continuado. Um consumidor compra dois aparelhos do lote, escolhidos aleatoriamente. Então, é correto afirmar que: (0) a probabilidade de o consumidor comprar somente aparelhos sem defeito é. (0) a probabilidade de o consumidor comprar pelo menos um aparelho defeituoso é 0,0. (0) a probabilidade de o consumidor comprar os dois aparelhos defeituosos é. (0) a probabilidade de o primeiro aparelho escolhido ser defeituoso é 0,0. () a probabilidade de o segundo aparelho escolhido ser defeituoso, sendo que o primeiro já está escolhido, é 0. Probabilidade de comprar dois aparelhos dentre os dez: C 0! 0,!! (0) (Verdadeira); C!, P(ND)!! (0) (Falsa); P(D) (0) (Verdadeira); P(D D) 0 9 (0) (Verdadeira); P(D) 0 () (Falsa); se o primeiro aparelho for defeituoso P(D D) P(D) P(D) 0 9 Se o primeiro aparelho for não defeituoso P(N D) P(N) P(D). 0 9 total soma: (Mackenzie-SP) Numa caixa temos k bolas brancas e duas bolas pretas. A probabilidade de retirarmos da caixa uma bola branca e, em seguida, sem reposição, uma preta é 0%. Então k vale: a) c) e) b) d) Total de bolas: k k k P(B P) P(B) P(P) k k k 0 k k k (k ) 0 (k ) k 00 k 0 0 k ou ( ) 9 0 k (não convém) 9

20 (Fuvest-SP) a) Uma urna contém três bolas pretas e cinco bolas brancas. Quantas bolas azuis devem ser colocadas nessa urna de modo que, retirando-se uma bola ao acaso, a probabilidade de ela ser azul seja igual a b) Considere agora uma outra urna que contém uma bola preta, quatro bolas brancas e x bolas azuis. Uma bola é retirada ao acaso dessa urna, a sua cor é observada e a bola é devolvida à urna. Em seguida, retirase novamente, ao acaso, uma bola dessa urna. Para que valores de x a probabilidade de que as duas bolas sejam da mesma cor vale x ou x 9 a) Total de bolas na urna é: x x P(A) x x x x x b) Total de bolas na urna: x x probabilidade de retirar duas bolas pretas x x probabilidade de retirar duas bolas brancas x x probabilidade de retirar duas bolas azuis x x x x probabilidade de retirar duas bolas da mesma cor x x x x x x x x x ( x ) ( x ) ( x ) x x 0x x 0x 9 0 x 9 ( 0) 00 x ou (ITA-SP) Uma caixa branca contém cinco bolas verdes e três azuis, e uma caixa preta contém três bolas verdes e duas azuis. Pretende-se retirar uma bola de uma das caixas. Para tanto, dois dados são atirados. Se a soma resultante dos dois dados for menor que, retira-se uma bola da caixa branca. Nos demais casos, retira-se uma bola da caixa preta. Qual é a probabilidade de se retirar uma bola verde 9 0 Ao atirar os dados e sair soma menor que, A {(, ), (, ), (, )} P(A) A probabilidade de sair soma maior ou igual a é: A probabilidade de sair bola verde na caixa branca é, e a de sair bola verde na caixa preta é. Então, P

21 p. 0 Em um dado viciado a probabilidade de observar um número na face superior é proporcional a esse número. Qual a probabilidade de ocorrer um número maior que p p p p p p p p p p p p p p p p p p p p p,..., p P() P() (ITA-SP) Suponha que, na região em que ocorreu a passagem do furacão Katrina, somente ocorrem três grandes fenômenos destrutivos da natureza, dois a dois mutuamente exclusivos: os hidrometeorológicos (A), os geofísicos (B) e os biólogos (C). Se a probabilidade de ocorrer A é cinco vezes a de ocorrer B, e esta corresponde a 0% da probabilidade de ocorrência de C, então a probabilidade de ocorrer: a) A é igual a duas vezes a de ocorrer C. d) A ou B é igual a %. b) C é igual à metade da de ocorrer B. e) A ou C é igual a 9,%. c) B ou C é igual a,%. Seja p a probabilidade de ocorrer C. A probabilidade de ocorrer B é 0,C, e a probabilidade de ocorrer A é 0,C. Então: p 0,p,p p p 0, P(A B) P(A) P(B),p 0,p p 0, % Aos números inteiros de a são dadas probabilidades proporcionais aos seus valores. Qual é a probabilidade do evento {0} 9 p p p p Então: p p p... p p p P(0) 0P 0 9

22 Um dado é lançado sete vezes. Calcule a probabilidade de ocorrer ou três vezes. % P( ) P( ) P ( ) ( )! 0, %!! Na roleta abaixo a probabilidade de a flecha indicar o número é o dobro da probabilidade de indicar os demais números. Determine a probabilidade de que a seta indique ou. p p p p p p p P( ) 9 Um casal pretende ter seis filhos não gêmeos. Qual a probabilidade de terem cinco meninos e uma menina 9,% P(O) P(A) P ( ) ( ) 9,%

23 0 Numa fábrica de lâmpadas, a probabilidade de uma lâmpada ser defeituosa é de 0. Considerando 9 um lote de dez lâmpadas, qual a probabilidade de que exatamente três sejam defeituosas 9 0 Se a probabilidade de uma lâmpada ser defeituosa é, então a probabilidade de não ser defeituosa 0 é P ( ) ( ) A probabilidade de um atirador acertar o alvo em um único tiro é de %. Fazendo quatro tentativas, qual é a probabilidade de acertar o alvo por três vezes,% P(A) P(A) P 0,% ( ) ( ) Numa cidade, 0% das pessoas possui sangue tipo O. Escolhendo-se dez pessoas ao acaso, qual a probabilidade de cinco terem sangue O ( ) 0 0 P(O ) e P(O ) P 0 0 ( ) ( ) 0 () 0 0 Dois times de handebol, A e B, disputam seis partidas. Qual a probabilidade de o time A ganhar quatro partidas P(A) P(B) P ( ) ( )!!!

7- Probabilidade da união de dois eventos

7- Probabilidade da união de dois eventos . 7- Probabilidade da união de dois eventos Sejam A e B eventos de um mesmo espaço amostral Ω. Vamos encontrar uma expressão para a probabilidade de ocorrer o evento A ou o evento B, isto é, a probabilidade

Leia mais

PROBABILIDADE PROFESSOR: ANDRÉ LUIS

PROBABILIDADE PROFESSOR: ANDRÉ LUIS PROBABILIDADE PROFESSOR: ANDRÉ LUIS 1. Experimentos Experimento determinístico: são aqueles em que o resultados são os mesmos, qualquer que seja o número de ocorrência dos mesmos. Exemplo: Um determinado

Leia mais

Módulo VIII. Probabilidade: Espaço Amostral e Evento

Módulo VIII. Probabilidade: Espaço Amostral e Evento 1 Módulo VIII Probabilidade: Espaço Amostral e Evento Suponha que em uma urna existam cinco bolas vermelhas e uma branca. Extraindo-se, ao acaso, uma das bolas, é mais provável que esta seja vermelha.

Leia mais

Professor Mauricio Lutz PROBABILIDADE

Professor Mauricio Lutz PROBABILIDADE PROBABILIDADE Todas as vezes que se estudam fenômenos de observação, cumpre-se distinguir o próprio fenômeno e o modelo matemático (determinístico ou probabilístico) que melhor o explique. Os fenômenos

Leia mais

Raciocínio Lógico Exercícios. Prof. Pacher A B P(A B) P(A/B) = P(B) n(a) P(A) = n(s) PROBABILIDADE DECORRÊNCIA DA DEFINIÇÃO

Raciocínio Lógico Exercícios. Prof. Pacher A B P(A B) P(A/B) = P(B) n(a) P(A) = n(s) PROBABILIDADE DECORRÊNCIA DA DEFINIÇÃO PROBBILIDDE Introdução teoria da probabilidade é o ramo da matemática que cria, desenvolve e em geral pesquisa modelos que podem ser utilizados para estudar experimentos aleatórios ou não determinísticos.

Leia mais

UNITAU APOSTILA PROBABILIDADES PROF. CARLINHOS

UNITAU APOSTILA PROBABILIDADES PROF. CARLINHOS ESCOLA DE APLICAÇÃO DR. ALFREDO JOSÉ ALI UNITAU APOSTILA PROAILIDADES ibliografia: Curso de Matemática Volume Único Autores: ianchini&paccola Ed. Moderna Matemática Fundamental - Volume Único Autores:

Leia mais

C Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 7

C Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 7 RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 7 TEORIA DAS PROBABILIDADES Vamos considerar os seguintes experimentos: Um corpo de massa m, definida sendo arrastado horizontalmente por uma força qualquer, em um espaço definido.

Leia mais

Lista 2 - Probabilidade. Probabilidade. 1. Uma letra é escolhida entre as letras da palavra PROBABILIDADE

Lista 2 - Probabilidade. Probabilidade. 1. Uma letra é escolhida entre as letras da palavra PROBABILIDADE Estatística 2 a LISTA DE EXERCÍCIOS Prof. Ânderson Vieira Probabilidade Espaço Amostral Em cada um dos exercícios a 0. Determine o espaço amostral.. Uma letra é escolhida entre as letras da palavra PROBABILIDADE

Leia mais

Matemática. Resolução das atividades complementares. M16 Probabilidade

Matemática. Resolução das atividades complementares. M16 Probabilidade Resolução das atividades complementares Matemática M Probabilidade p. 7 (FGV-SP) Uma urna contém quinze bolinhas numeradas de a. a) Se uma bolinha for sorteada, qual a probabilidade de que o número observado

Leia mais

CAPÍTULO 04 NOÇÕES DE PROBABILIDADE

CAPÍTULO 04 NOÇÕES DE PROBABILIDADE CAPÍTULO 0 NOÇÕES DE PROBABILIDADE. ESPAÇO AMOSTRAL É o conjunto de todos os possíveis resultados de um experimento aleatório. No lançamento de uma moeda perfeita (não viciada) o espaço amostral é S =

Leia mais

FCHS - FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS PRIAD PROGRAMA DE REVISÃO INTENSIVA EM ADMINISTRAÇÃO

FCHS - FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS PRIAD PROGRAMA DE REVISÃO INTENSIVA EM ADMINISTRAÇÃO FCHS - FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS PRIAD PROGRAMA DE REVISÃO INTENSIVA EM ADMINISTRAÇÃO TEMA PRIAD PROBABILIDADES E APLICAÇÕES PRÁTICAS DATA / / ALUNO RA TURMA 1) Num levantamento realizado

Leia mais

3ª lista de exercícios sobre cálculo de probabilidades, axiomas, propriedades, teorema da probabilidade total e teorema de Bayes

3ª lista de exercícios sobre cálculo de probabilidades, axiomas, propriedades, teorema da probabilidade total e teorema de Bayes 3ª lista de exercícios sobre cálculo de probabilidades, axiomas, propriedades, teorema da probabilidade total e teorema de Bayes 1) Quatro moedas são lançadas e observa-se a seqüência de caras e coroas

Leia mais

A probabilidade representa o resultado obtido através do cálculo da intensidade de ocorrência de um determinado evento.

A probabilidade representa o resultado obtido através do cálculo da intensidade de ocorrência de um determinado evento. Probabilidade A probabilidade estuda o risco e a ocorrência de eventos futuros determinando se existe condição de acontecimento ou não. O olhar da probabilidade iniciou-se em jogos de azar (dados, moedas,

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO MATEMÁTICA CONTEÚDO: PROBABILIDADE 3 a SÉRIE ENSINO MÉDIO

EXERCÍCIOS DE REVISÃO MATEMÁTICA CONTEÚDO: PROBABILIDADE 3 a SÉRIE ENSINO MÉDIO EXERCÍCIOS DE REVISÃO MATEMÁTICA CONTEÚDO: PROBABILIDADE a SÉRIE ENSINO MÉDIO ======================================================================= ) (UF SC) Em uma caixa há 8 bombons, todos com forma,

Leia mais

RESUMO TEÓRICO. n(a) P(A) = n(u) 0 P(A) 1

RESUMO TEÓRICO. n(a) P(A) = n(u) 0 P(A) 1 RESUMO TEÓRICO Experimentos aleatórios: são aqueles que, mesmo repetidos várias vezes sob condições semelhantes, apresentam resultados imprevisíveis. Exemplo: Lançar um dado e verificar qual é a face voltada

Leia mais

1. Cinco cartas são extraídas de um baralho comum (52 cartas, 13 de cada naipe) sem reposição. Defina a v.a. X = número de cartas vermelhas sorteadas.

1. Cinco cartas são extraídas de um baralho comum (52 cartas, 13 de cada naipe) sem reposição. Defina a v.a. X = número de cartas vermelhas sorteadas. GET007 Métodos Estatísticos Aplicados à Economia I Lista de Exercícios - variáveis Aleatórias Discretas Profa. Ana Maria Farias. Cinco cartas são extraídas de um baralho comum ( cartas, de cada naipe sem

Leia mais

Faculdade Tecnológica de Carapicuíba Tecnologia em Logística Ênfase em Transportes Notas da Disciplina de Estatística (versão 8.

Faculdade Tecnológica de Carapicuíba Tecnologia em Logística Ênfase em Transportes Notas da Disciplina de Estatística (versão 8. Faculdade Tecnológica de Carapicuíba Tecnologia em Logística Ênfase em Transportes Notas da Disciplina de Estatística (versão 8.) PROBABILIDADE Dizemos que a probabilidade é uma medida da quantidade de

Leia mais

INSTITUTO DE APLICAÇÃO FERNANDO RODRIGUES DA SILVEIRA (CAp/UERJ) MATEMÁTICA ENSINO MÉDIO - PROF. ILYDIO SÁ CÁLCULO DE PROBABILIDADES PARTE 1

INSTITUTO DE APLICAÇÃO FERNANDO RODRIGUES DA SILVEIRA (CAp/UERJ) MATEMÁTICA ENSINO MÉDIO - PROF. ILYDIO SÁ CÁLCULO DE PROBABILIDADES PARTE 1 1 INSTITUTO DE APLICAÇÃO FERNANDO RODRIGUES DA SILVEIRA (CAp/UERJ) MATEMÁTICA ENSINO MÉDIO - PROF. ILYDIO SÁ CÁLCULO DE PROBABILIDADES PARTE 1 1. Origem histórica É possível quantificar o acaso? Para iniciar,

Leia mais

Exercícios sobre probabilidades Matemática aula por aula Benigno Barreto Filho/Cláudio Xavier Toledo da Silva vol. 2 Ensino Médio.

Exercícios sobre probabilidades Matemática aula por aula Benigno Barreto Filho/Cláudio Xavier Toledo da Silva vol. 2 Ensino Médio. Atividade sobre Probabilidades 4 o bim. 2009 2 os anos 1) No lançamento simultâneo de 2 dados, considere as faces voltadas para cima e determine a) espaço amostral S. b) evento E 1 : números cuja soma

Leia mais

Espaço Amostral ( ): conjunto de todos os

Espaço Amostral ( ): conjunto de todos os PROBABILIDADE Espaço Amostral (): conjunto de todos os resultados possíveis de um experimento aleatório. Exemplos: 1. Lançamento de um dado. = {1,, 3, 4,, 6}. Doador de sangue (tipo sangüíneo). = {A, B,

Leia mais

Unidade 11 - Probabilidade. Probabilidade Empírica Probabilidade Teórica

Unidade 11 - Probabilidade. Probabilidade Empírica Probabilidade Teórica Unidade 11 - Probabilidade Probabilidade Empírica Probabilidade Teórica Probabilidade Empírica Existem probabilidade que são baseadas apenas uma experiência de fatos, sem necessariamente apresentar uma

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ALGARVE

UNIVERSIDADE DO ALGARVE UNIVERSIDADE DO ALGARVE ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA C.E.T. EM TOPOGRAFIA E CADASTRO REGIME DIURNO - 2º SEMESTRE - 1º ANO - 2007 / 2008 DISCIPLINA DE NOÇÕES DE PROBABILIDADES E ESTATÍSTICA Ficha nº2 -

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS VARIÁVEIS ALEATÓRIAS

LISTA DE EXERCÍCIOS VARIÁVEIS ALEATÓRIAS LISTA DE EXERCÍCIOS VARIÁVEIS ALEATÓRIAS 1. Construir um quadro e o gráfico de uma distribuição de probabilidade para a variável aleatória X: número de coroas obtidas no lançamento de duas moedas. 2. Fazer

Leia mais

Probabilidade - Conceitos Básicos. Anderson Castro Soares de Oliveira

Probabilidade - Conceitos Básicos. Anderson Castro Soares de Oliveira - Conceitos Básicos Castro Soares de Oliveira é o ramo da matemática que estuda fenômenos aleatórios. está associada a estatística, porque sua teoria constitui a base de estatística inferencial. Conceito

Leia mais

Módulo de Probabilidade Miscelânea de Exercícios. Cálculo de Probabilidades. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis

Módulo de Probabilidade Miscelânea de Exercícios. Cálculo de Probabilidades. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis Módulo de Probabilidade Miscelânea de Exercícios Cálculo de Probabilidades a série E.M. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis Probabilidade Miscelânea de Exercícios Cálculo de Probabilidades 1 Exercícios

Leia mais

I. Experimentos Aleatórios

I. Experimentos Aleatórios A teoria do azar consiste em reduzir todos os acontecimentos do mesmo gênero a um certo número de casos igualmente possíveis, ou seja, tais que estejamos igualmente inseguros sobre sua existência, e em

Leia mais

Introdução à Probabilidade e Estatística

Introdução à Probabilidade e Estatística Professor Cristian F. Coletti Introdução à Probabilidade e Estatística (1 Para cada um dos casos abaixo, escreva o espaço amostral correspondente e conte seus elementos. a Uma moeda é lançada duas vezes

Leia mais

4) Quais dos seguintes pares de eventos são mutuamente exclusivos:

4) Quais dos seguintes pares de eventos são mutuamente exclusivos: INE 7002 LISTA DE EXERCÍCIOS PROBABILIDADE Lista de Exercícios - Probabilidade 1 1) Lâmpadas que se apresentam em perfeitas condições são ensaiadas quanto ao tempo de vida. Um instrumento é acionado no

Leia mais

Módulo X. Querido aluno(a)!!!

Módulo X. Querido aluno(a)!!! 1 Módulo X Querido aluno(a)!!! É o que deseja a equipe www.somaticaeducar.com.br 2 Exercícios 1) Um grupo de 15 elementos apresenta a seguinte composição: Um elemento é escolhido as acaso. Pergunta-se:

Leia mais

MATEMÁTICA - 3 o ANO MÓDULO 18 PROBABILIDADE DE MAIS DE UM EVENTO

MATEMÁTICA - 3 o ANO MÓDULO 18 PROBABILIDADE DE MAIS DE UM EVENTO MATEMÁTICA - 3 o ANO MÓDULO 18 PROBABILIDADE DE MAIS DE UM EVENTO Como pode cair no enem (ENEM) Em um jogo disputado em uma mesa de sinuca, há 16 bolas: 1 branca e 15 coloridas, as quais, de acordo com

Leia mais

CAPÍTULO I - ELEMENTOS DE PROBABILIDADE

CAPÍTULO I - ELEMENTOS DE PROBABILIDADE CAPÍTULO I - ELEMENTOS DE PROBABILIDADE 1.1 INTRODUÇÃO Em geral, um experimento ao ser observado e repetido sob um mesmo conjunto especificado de condições, conduz invariavelmente ao mesmo resultado. São

Leia mais

MAT 461 Tópicos de Matemática II Aula 3: Resumo de Probabilidade

MAT 461 Tópicos de Matemática II Aula 3: Resumo de Probabilidade MAT 461 Tópicos de Matemática II Aula 3: Resumo de Probabilidade Edson de Faria Departamento de Matemática IME-USP 19 de Agosto, 2013 Probabilidade: uma Introdução / Aula 3 1 Probabilidade Discreta: Exemplos

Leia mais

É o conjunto de todos os resultados possíveis de um experimento aleatório. A notação que vamos usar é S.

É o conjunto de todos os resultados possíveis de um experimento aleatório. A notação que vamos usar é S. PROBABILIDADES Historicamente, a teoria da probabilidade começou com o estudo de jogos de azar, como a roleta e as cartas. O cálculo das probabilidades nos permite encontrar um número que mostra a chance

Leia mais

Cálculo das Probabilidades e Estatística I

Cálculo das Probabilidades e Estatística I Cálculo das Probabilidades e Estatística I Prof a. Juliana Freitas Pires Departamento de Estatística Universidade Federal da Paraíba - UFPB juliana@de.ufpb.br Introdução a Probabilidade Existem dois tipos

Leia mais

Noções de Probabilidade e Estatística CAPÍTULO 2

Noções de Probabilidade e Estatística CAPÍTULO 2 Noções de Probabilidade e Estatística Resolução dos Exercícios Ímpares CAPÍTULO 2 Felipe E. Barletta Mendes 8 de outubro de 2007 Exercícios da seção 2.1 1 Para cada um dos casos abaixo, escreva o espaço

Leia mais

PROBABILIDADE Prof. Adriano Mendonça Souza, Dr.

PROBABILIDADE Prof. Adriano Mendonça Souza, Dr. PROBABILIDADE Prof. Adriano Mendonça Souza, Dr. Departamento de Estatística - PPGEMQ / PPGEP - UFSM - O intelecto faz pouco na estrada que leva à descoberta, acontece um salto na consciência, chameo de

Leia mais

O conceito de probabilidade

O conceito de probabilidade A UA UL LA O conceito de probabilidade Introdução Nesta aula daremos início ao estudo da probabilidades. Quando usamos probabilidades? Ouvimos falar desse assunto em situações como: a probabilidade de

Leia mais

MATEMÁTICA A - 12o Ano Probabilidades - Noções gerais Propostas de resolução

MATEMÁTICA A - 12o Ano Probabilidades - Noções gerais Propostas de resolução MATEMÁTICA A - 12o Ano Probabilidades - Noções gerais Propostas de resolução Exercícios de exames e testes intermédios 1. Como o zero é o elemento neutro da multiplicação, o produto dos números saídos

Leia mais

NOÇÕES DE PROBABILIDADE

NOÇÕES DE PROBABILIDADE NOÇÕES DE PROBABILIDADE Fenômeno Aleatório: situação ou acontecimento cujos resultados não podem ser determinados com certeza. Exemplos: 1. Resultado do lançamento de um dado;. Hábito de fumar de um estudante

Leia mais

100 QUESTÕES DE PROBABILIDADE PARA CONCURSOS

100 QUESTÕES DE PROBABILIDADE PARA CONCURSOS 100 QUESTÕES DE PROBABILIDADE PARA CONCURSOS R E S O L U Ç Ã O D E E X E R C ÍC IO S R A C IO C ÍN IO L Ó G IC O M A T E M Á T IC A F ÍS IC A /Q U ÍM IC A E m a il g a b a r ito c e rto @ h o tm a il.c

Leia mais

Noções de Probabilidade

Noções de Probabilidade Noções de Probabilidade Bacharelado em Economia - FEA - Noturno 1 o Semestre 2015 Gilberto A. Paula G. A. Paula - MAE0219 (IME-USP) Noções de Probabilidade 1 o Semestre 2015 1 / 59 Objetivos da Aula Sumário

Leia mais

Probabilidades Duds. A probabilidade de que este último lápis retirado não tenha ponta é igual a: a) 0,64 b) 0,57 c) 0,52 d) 0,42

Probabilidades Duds. A probabilidade de que este último lápis retirado não tenha ponta é igual a: a) 0,64 b) 0,57 c) 0,52 d) 0,42 Probabilidades Duds 1. (Upe 2013) Em uma turma de um curso de espanhol, três pessoas pretendem fazer intercâmbio no Chile, e sete na Espanha. Dentre essas dez pessoas, foram escolhidas duas para uma entrevista

Leia mais

Lista 5 - Introdução à Probabilidade e Estatística

Lista 5 - Introdução à Probabilidade e Estatística UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Lista 5 - Introdução à Probabilidade e Estatística Variáveis Aleatórias 1 Duas bolas são escolhidas aleatoriamente de uma urna que contém 8 bolas brancas, 4 pretas e 2 laranjas.

Leia mais

Bom serviço dentro da garantia Serviço deficiente dentro da garantia Vendedores de determinada marca de pneus 64 16

Bom serviço dentro da garantia Serviço deficiente dentro da garantia Vendedores de determinada marca de pneus 64 16 Lista de Probabilidade Básica com gabarito 1. Considere a experiência que consiste em pesquisar famílias com três crianças, em relação ao sexo das mesmas, segundo a ordem de nascimento. (a)determine o

Leia mais

Os dados expostos nesse levantamento têm consequências sociais relacionadas ao trabalho, à família, à educação e a muitos outros temas importantes.

Os dados expostos nesse levantamento têm consequências sociais relacionadas ao trabalho, à família, à educação e a muitos outros temas importantes. Introdução De acordo com um estudo realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a quantidade de mulheres no Brasil é maior que a de homens. As informações de 2007 destacam que

Leia mais

Probabilidade parte 2. Robério Satyro

Probabilidade parte 2. Robério Satyro Probabilidade arte Robério Satyro Definição de robabilidade Vamos analisar o fenômeno aleatório lançamento de uma moeda erfeita. Nesse caso, temos: = {C, C} () = Os subconjuntos de são, {C}, { C} e {C,

Leia mais

(Testes intermédios e exames 2007/2008)

(Testes intermédios e exames 2007/2008) (Testes intermédios e exames 2007/2008) 14. Uma caixa 1 tem uma bola verde e três bolas amarelas. Uma caixa 2 tem apenas uma bola verde. Considere a experiência que consiste em tirar, simultaneamente e

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE SETÚBAL DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA PROBABILIDADES E ESTATÍSTICA

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE SETÚBAL DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA PROBABILIDADES E ESTATÍSTICA INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE SETÚBAL DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA PROBABILIDADES E ESTATÍSTICA 1 o Semestre Ficha de Exercícios - Teoria das Probabilidades 2009/2010

Leia mais

a) ½ b) 1/3 c) 14 d) 1/5 e) 1/6

a) ½ b) 1/3 c) 14 d) 1/5 e) 1/6 PROBABILIDADE 1) (ANEEL) Ana tem o estranho costume de somente usar blusas brancas ou pretas. Por ocasião de seu aniversário, Ana ganhou de sua mãe quatro blusas pretas e cinco brancas. Na mesma ocasião,

Leia mais

1 Axiomas de Probabilidade

1 Axiomas de Probabilidade 1 Axiomas de Probabilidade 1.1 Espaço amostral e eventos seja E um experimento aleatório Ω = conjunto de todos os resultados possíveis de E. Exemplos 1. E lançamento de uma moeda Ω = {c, c} 2. E retirada

Leia mais

1 Probabilidade Condicional - continuação

1 Probabilidade Condicional - continuação 1 Probabilidade Condicional - continuação Exemplo: Sr. e Sra. Ferreira mudaram-se para Campinas e sabe-se que têm dois filhos sendo pelo menos um deles menino. Qual a probabilidade condicional que ambos

Leia mais

Matemática. Atividades. complementares. 9-º ano. Este material é um complemento da obra Matemática 9. uso escolar. Venda proibida.

Matemática. Atividades. complementares. 9-º ano. Este material é um complemento da obra Matemática 9. uso escolar. Venda proibida. 9 ENSINO 9-º ano Matemática FUNDAMENTAL Atividades complementares Este material é um complemento da obra Matemática 9 Para Viver Juntos. Reprodução permitida somente para uso escolar. Venda proibida. Samuel

Leia mais

MATEMÁTICA IV PROBABILIDADE DISCURSIVAS SÉRIE AULA AULA 03

MATEMÁTICA IV PROBABILIDADE DISCURSIVAS SÉRIE AULA AULA 03 MATEMÁTICA IV PROBABILIDADE DISCURSIVAS SÉRIE AULA AULA 03 1 1) (FGV-SP 2008) Há apenas dois modos de Cláudia ir para o trabalho: de ônibus ou de moto. A probabilidade de ela ir de ônibus é 30% e, de moto,

Leia mais

Estatística II. Capítulo 1:

Estatística II. Capítulo 1: 1 Estatística II Capítulo 1: Consciente ou inconsciente, a probabilidade é usada por qualquer individuo que toma decisão em situações de incerteza. Conhecendo ou não regras para seu cálculo, muitas pessoas

Leia mais

ESTATÍSTICA APLICADA À ADMINISTRAÇÃO

ESTATÍSTICA APLICADA À ADMINISTRAÇÃO ESTATÍSTICA APLICADA À ADMINISTRAÇÃO Thiago Marzagão 1 1 marzagao.1@osu.edu PROBABILIDADE Thiago Marzagão (IDP) ESTATÍSTICA APLICADA À ADMINISTRAÇÃO 1/2016 1 / 51 o que é probabilidade? Thiago Marzagão

Leia mais

Primeira Lista de Exercícios de Estatística

Primeira Lista de Exercícios de Estatística Primeira Lista de Exercícios de Estatística Professor Marcelo Fernandes Monitor: Márcio Salvato 1. Suponha que o universo seja formado pelos naturais de 1 a 10. Sejam A = {2, 3, 4}, B = {3, 4, 5}, C =

Leia mais

Nome: N.º Turma: Suficiente (50% 69%) Bom (70% 89%)

Nome: N.º Turma: Suficiente (50% 69%) Bom (70% 89%) Escola E.B. 2,3 Eng. Nuno Mergulhão Portimão Ano Letivo 2012/2013 Teste de Avaliação Escrita de Matemática 9.º ano de escolaridade Duração do Teste: 90 minutos 17 de outubro de 2012 Nome: N.º Turma: Classificação:

Leia mais

Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Análise Combinatória 2º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO

Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Análise Combinatória 2º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Análise Combinatória 2º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO Professor: Hermes Jardim Disciplina: Matemática Lista 5 3º Bimestre/2013 Aluno(a): Número: Turma: 1) Resolva

Leia mais

Fascículo 11 Unidades 34, 35 e 36. 2ª Edição

Fascículo 11 Unidades 34, 35 e 36. 2ª Edição 2ª Edição Fascículo 11 Unidades 34, 35 e 36 GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Governador Sergio Cabral Vice-Governador Luiz Fernando de Souza Pezão SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA Secretário

Leia mais

Teoria das Probabilidades

Teoria das Probabilidades Teoria das Probabilidades Qual a probabilidade de eu passar no vestibular? Leandro Augusto Ferreira Centro de Divulgação Científica e Cultural Universidade de São Paulo São Carlos - Abril / 2009 Sumário

Leia mais

Espaços Amostrais e Eventos. Probabilidade 2.1. Capítulo 2. Espaço Amostral. Espaço Amostral 02/04/2012. Ex. Jogue um dado

Espaços Amostrais e Eventos. Probabilidade 2.1. Capítulo 2. Espaço Amostral. Espaço Amostral 02/04/2012. Ex. Jogue um dado Capítulo 2 Probabilidade 2.1 Espaços Amostrais e Eventos Espaço Amostral Espaço Amostral O espaço amostral de um experimento, denotado S, é o conjunto de todos os possíveis resultados de um experimento.

Leia mais

ANÁLISE ESTATÍSTICA Uanderson Rebula de Oliveira

ANÁLISE ESTATÍSTICA Uanderson Rebula de Oliveira ANÁLISE ESTATÍSTICA de Oliveira uanderson@csn.com.br www.uandersonrebula.blogspot.com CADERNO DE EXERCÍCIOS Tabelas e Gráficos Estatísticos 1) Classifique as Séries abaixo: ) Construção de tabelas: a)

Leia mais

AULA 9 - PROBABILIDADE. Numero de Resultados Desejado Numero de Resultados Possiveis EXERCÍCIOS DE AULA

AULA 9 - PROBABILIDADE. Numero de Resultados Desejado Numero de Resultados Possiveis EXERCÍCIOS DE AULA AULA 9 - PROBABILIDADE São duas as questões pertinentes na resolução de um problema envolvendo probabilidades. Primeiro, é preciso quantificar o conjunto de todos os resultados possíveis, que será chamado

Leia mais

NOÇÕES DE PROBABILIDADE

NOÇÕES DE PROBABILIDADE NOÇÕES DE PROBABILIDADE ? CARA? OU? COROA? ? Qual será o rendimento da Caderneta de Poupança até o final deste ano??? E qual será a taxa de inflação acumulada em 011???? Quem será o próximo prefeito de

Leia mais

Conjunto de todos os resultados possíveis de um experimento aleatório.

Conjunto de todos os resultados possíveis de um experimento aleatório. VII Probabilidades Em todos os fenômenos estudados pela Estatística, os resultados, mesmo nas mesmas condições de experimentação, variam de uma observação para outra, dificultando a previsão de um resultado

Leia mais

Teorema da Probabilidade Total e Teorema de Bayes

Teorema da Probabilidade Total e Teorema de Bayes PROBABILIDADES Teorema da Probabilidade Total e Teorema de Bayes BERTOLO Lembrando a Aula Anterior Probabilidade Condicional: Teorema do Produto:. ) Se os eventos B e E 1 forem INDEPENDENTES:. ) 06/09/2012

Leia mais

Probabilidade. Definições, Notação, Regra da Adição

Probabilidade. Definições, Notação, Regra da Adição Probabilidade Definições, Notação, Regra da Adição Definições básicas de probabilidade Experimento Qualquer processo de observação ou medida que permita ao pesquisador fazer coleta de informações. Evento

Leia mais

EXERCÍCIOS. 02) (UFBA) Com os dígitos 1, 2, 3, 4, 6, e 8, quantos números naturais ímpares podem-se formar com três algarismos distintos cada um?

EXERCÍCIOS. 02) (UFBA) Com os dígitos 1, 2, 3, 4, 6, e 8, quantos números naturais ímpares podem-se formar com três algarismos distintos cada um? EXERCÍCIOS 0) Considerando os algarismos,,,, 5, 6, 7 e 8, responda: a) Quantos números de quatro algarismos podemos formar? b) Quantos números pares de quatro algarismos podemos formar? c) Quantos números

Leia mais

PROF. LUIZ CARLOS MOREIRA SANTOS

PROF. LUIZ CARLOS MOREIRA SANTOS 1 - CONCEITO PROF. LUIZ CARLOS MOREIRA SANTOS CONJUNTOS Conjunto proporciona a idéia de coleção, admitindo-se coleção de apenas um elemento (conjunto unitário) e coleção sem nenhum elemento (conjunto vazio).

Leia mais

Esmiuçando o Teorema de Bayes e fazendo exercícios

Esmiuçando o Teorema de Bayes e fazendo exercícios PROAILIDADES Esmiuçando o Teorema de ayes e fazendo exercícios ERTOLO Lembrando as Aulas Anteriores Probabilidade Condicional: Teorema do Produto: Se os eventos e E 1 forem INDEPENDENTES: 11/09/2012 ertolo

Leia mais

1. INTRODUÇÃO 2. EXPERIMENTO ALEATÓRIO 3. ESPAÇO AMOSTRAL

1. INTRODUÇÃO 2. EXPERIMENTO ALEATÓRIO 3. ESPAÇO AMOSTRAL PROBABILIDADE 1. INTRODUÇÃO Embora o cálculo das probabilidades pertença ao campo da Matemática, sua inclusão aqui se justifica pelo fato da maioria dos fenômenos de que trata a Estatística ser de natureza

Leia mais

MÓDULO 6 INTRODUÇÃO À PROBABILIDADE

MÓDULO 6 INTRODUÇÃO À PROBABILIDADE MÓDULO 6 INTRODUÇÃO À PROBBILIDDE Quando estudamos algum fenômeno através do método estatístico, na maior parte das vezes é preciso estabelecer uma distinção entre o modelo matemático que construímos para

Leia mais

1) A distribuição dos alunos nas 3 turmas de um curso é mostrada na tabela abaixo.

1) A distribuição dos alunos nas 3 turmas de um curso é mostrada na tabela abaixo. 1) A distribuição dos alunos nas 3 turmas de um curso é mostrada na tabela abaixo. A B C Homens 42 36 26 Mulheres 28 24 32 Escolhendo-se uma aluna desse curso, a probabilidade de ela ser da turma A é:

Leia mais

Canguru sem fronteiras 2007

Canguru sem fronteiras 2007 Duração: 1h15mn Destinatários: alunos dos 10 e 11 anos de Escolaridade Nome: Turma: Não podes usar calculadora. Há apenas uma resposta correcta em cada questão. Inicialmente tens 30 pontos. Por cada questão

Leia mais

Atividade à Distância Avaliativa - Probabilidade. 1 Probabilidade - Operações e Propriedades

Atividade à Distância Avaliativa - Probabilidade. 1 Probabilidade - Operações e Propriedades Universidade Estadual de Santa Cruz UESC Professora: Camila M. L Nagamine Bioestatística Atividade à Distância Avaliativa - Probabilidade Se ouço, esqueço; se vejo, recordo; se faço, aprendo. (Provérbio

Leia mais

Eventos independentes

Eventos independentes Eventos independentes Adaptado do artigo de Flávio Wagner Rodrigues Neste artigo são discutidos alguns aspectos ligados à noção de independência de dois eventos na Teoria das Probabilidades. Os objetivos

Leia mais

Exercícios Resolvidos da Distribuição Binomial

Exercícios Resolvidos da Distribuição Binomial . a. Estabeleça as condições exigidas para se aplicar a distribuição binomial? b. Qual é a probabilidade de caras em lançamentos de uma moeda honesta? c. Qual é a probabilidade de menos que caras em lançamentos

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. DINIS 12º ANO DE ESCOLARIDADE DE MATEMÁTICA A. TESTE Nº 2 Grupo I

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. DINIS 12º ANO DE ESCOLARIDADE DE MATEMÁTICA A. TESTE Nº 2 Grupo I ESCOLA SECUNDÁRIA COM º CICLO D. DINIS º ANO DE ESCOLARIDADE DE MATEMÁTICA A TESTE Nº Grupo I As cinco questões deste grupo são de escolha múltipla. Para cada uma delas são indicadas quatro alternativas,

Leia mais

Princípio Fundamental da Contagem

Princípio Fundamental da Contagem Princípio Fundamental da Contagem 1. (Uem 2013) Seja A o seguinte conjunto de números naturais: A {1, 2, 4, 6, 8}. Assinale o que for correto. 01) Podem ser formados exatamente 24 números ímpares com 4

Leia mais

Tipos de Modelos. Exemplos. Modelo determinístico. Exemplos. Modelo probabilístico. Causas Efeito. Determinístico. Sistema Real.

Tipos de Modelos. Exemplos. Modelo determinístico. Exemplos. Modelo probabilístico. Causas Efeito. Determinístico. Sistema Real. Tipos de Modelos Sistema Real Determinístico Prof. Lorí Viali, Dr. viali@mat.ufrgs.br http://www.mat.ufrgs.br/~viali/ Probabilístico Modelo determinístico Exemplos Gravitação F GM M /r Causas Efeito Aceleração

Leia mais

3.ª e 4.ª SÉRIES/4.º e 5.º ANOS

3.ª e 4.ª SÉRIES/4.º e 5.º ANOS 3.ª e 4.ª SÉRIES/4.º e 5.º ANOS 1) Qual das planificações abaixo não é a planificação de um cubo? Resposta: I Existem 11 planificações diferentes para o cubo, indicadas pelas letras A, B, C, D, E, F, G,

Leia mais

CONCEITOS. Evento: qualquer subconjunto do espaço amostral. Uma primeira idéia do cálculo de probabilidade. Eventos Teoria de conjuntos

CONCEITOS. Evento: qualquer subconjunto do espaço amostral. Uma primeira idéia do cálculo de probabilidade. Eventos Teoria de conjuntos INTRODUÇÃO À PROAILIDADE Exemplos: O problema da coincidência de datas de aniversário O problema da mega sena A teoria das probabilidade nada mais é do que o bom senso transformado em cálculo A probabilidade

Leia mais

Probabilidade Condicional

Probabilidade Condicional PROBABILIDADES Probabilidade Condicional BERTOLO Exemplo Introdutório Vamos introduzir a noção de probabilidade condicional através de um exemplo. Consideremos 250 estudantes que cursam o 4º ano de Ciências

Leia mais

Universidade Federal de Goiás Instituto de Matemática e Estatística

Universidade Federal de Goiás Instituto de Matemática e Estatística Universidade Federal de Goiás Instituto de Matemática e Estatística Prova 1 de Probabilidade I Prof.: Fabiano F. T. dos Santos Goiânia, 15 de setembro de 2014 Aluno: Nota: Descreva seu raciocínio e desenvolva

Leia mais

Exercícios Resolvidos sobre probabilidade total e Teorema de Bayes

Exercícios Resolvidos sobre probabilidade total e Teorema de Bayes Exercícios Resolvidos sobre probabilidade total e Teorema de Bayes Para ampliar sua compreensão sobre probabilidade total e Teorema de Bayes, estude este conjunto de exercícios resolvidos sobre o tema.

Leia mais

Exercícios de Matemática Conjuntos

Exercícios de Matemática Conjuntos Exercícios de Matemática Conjuntos 1) (ITA-2002) Sejam A um conjunto com 8 elementos e B um conjunto tal que A U B contenha 12 elementos. Então, o número de elementos de P(B \ A) U P() é igual a a) 8 b)

Leia mais

Exercícios resolvidos sobre Definição de Probabilidade

Exercícios resolvidos sobre Definição de Probabilidade Exercícios resolvidos sobre Definição de Probabilidade Nesta Unidade de estudo, até este ponto você aprendeu definições de probabilidade e viu como os conceitos se aplicam a várias situações. Observe agora

Leia mais

Estatística e Probabilidade. Aula 4 Cap 03. Probabilidade

Estatística e Probabilidade. Aula 4 Cap 03. Probabilidade Estatística e Probabilidade Aula 4 Cap 03 Probabilidade Estatística e Probabilidade Método Estatístico Estatística Descritiva Estatística Inferencial Nesta aula... aprenderemos como usar informações para

Leia mais

Disciplina: Matemática Data da entrega: 18/04/2015.

Disciplina: Matemática Data da entrega: 18/04/2015. Lista de Exercícios - 02 Aluno (a): Nº. Professor: Flávio Turma: 2ª série (ensino médio) Disciplina: Matemática Data da entrega: 18/04/2015. Observação: A lista deverá apresentar capa, enunciados e as

Leia mais

Como perder amigos e enganar pessoas

Como perder amigos e enganar pessoas Como perder amigos e enganar pessoas Nicolau C. Saldanha 9 de janeiro de 998 Neste artigo apresentaremos quatro situações simples em que probabilidades enganam. Em alguns casos a probabilidade de certos

Leia mais

PROVA DO BANCO DO BRASIL - 2010 - MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO RESOLVIDA E COMENTADA Professor Joselias joselias@uol.com.

PROVA DO BANCO DO BRASIL - 2010 - MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO RESOLVIDA E COMENTADA Professor Joselias joselias@uol.com. Professor Joselias Abril de2010 MATEMÁTICA 11- Um investidor aplicou certa quantia em um fundo de ações. Nesse fundo, das ações eram da empresa A, eram da empresa B e as restantes, da empresa C. Em um

Leia mais

INE 5111 Gabarito da Lista de Exercícios de Probabilidade INE 5111 LISTA DE EXERCÍCIOS DE PROBABILIDADE

INE 5111 Gabarito da Lista de Exercícios de Probabilidade INE 5111 LISTA DE EXERCÍCIOS DE PROBABILIDADE INE 5 LISTA DE EERCÍCIOS DE PROBABILIDADE INE 5 Gabarito da Lista de Exercícios de Probabilidade ) Em um sistema de transmissão de dados existe uma probabilidade igual a 5 de um dado ser transmitido erroneamente.

Leia mais

RACIOCÍNIO LÓGICO PROF PEDRÃO TABELA-VERDADE

RACIOCÍNIO LÓGICO PROF PEDRÃO TABELA-VERDADE TABELA-VERDADE 01) A negação da afirmação se o cachorro late então o gato mia é: A) se o gato não mia então o cachorro não late. B) o cachorro não late e o gato não mia. C) o cachorro late e o gato não

Leia mais

Regra do Evento Raro p/ Inferência Estatística:

Regra do Evento Raro p/ Inferência Estatística: Probabilidade 3-1 Aspectos Gerais 3-2 Fundamentos 3-3 Regra da Adição 3-4 Regra da Multiplicação: 3-5 Probabilidades por Meio de Simulações 3-6 Contagem 1 3-1 Aspectos Gerais Objetivos firmar um conhecimento

Leia mais

PROBABILIDADE. Aula 5

PROBABILIDADE. Aula 5 Curso: Psicologia Disciplina: Métodos Quantitativos Profa. Valdinéia Data: 28/10/15 PROBABILIDADE Aula 5 Geralmente a cada experimento aparecem vários resultados possíveis. Por exemplo ao jogar uma moeda,

Leia mais

Avaliação e Desempenho Aula 4

Avaliação e Desempenho Aula 4 Avaliação e Desempenho Aula 4 Aulas passadas Motivação para avaliação e desempenho Aula de hoje Revisão de probabilidade Eventos e probabilidade Independência Prob. condicional Experimentos Aleatórios

Leia mais

RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO

RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO Caro aluno, Disponibilizo abaixo a resolução das questões de Raciocínio Lógico- Matemático das provas para os cargos de Analista do TRT/4ª Região

Leia mais

QUESTÕES. t = 7, o valor de t é o número: SIMULADO. Olá pessoal! Como vocês estão?

QUESTÕES. t = 7, o valor de t é o número: SIMULADO. Olá pessoal! Como vocês estão? Olá pessoal! Como vocês estão? Nesse artigo apresento a vocês um simulado com questões de Raciocínio Lógico, Matemática e Matemática Financeira. Para os candidatos aos cargos de Auditor e Analista Tributário

Leia mais

2) Probabilidade Teórica de um Evento:

2) Probabilidade Teórica de um Evento: Professor: Rômulo Garcia Email: machadogarcia@gmailcom Conteúdo Programático: Probabilidade ) Definições Experimentos Aleatórios: Experimentos aleatórios são aqueles que não são previsíveis e que repetidos

Leia mais

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA A 2 ạ SÉRIE DO ENSINO MÉDIO EM 2015. Disciplina: MaTeMÁTiCa

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA A 2 ạ SÉRIE DO ENSINO MÉDIO EM 2015. Disciplina: MaTeMÁTiCa Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA A 2 ạ SÉRIE DO ENSINO MÉDIO EM 20 Disciplina: MaTeMÁTiCa Prova: desafio nota: QUESTÃO Uma forma de medir o percentual de gordura corporal

Leia mais