O mundo do trabalho ontem e hoje

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O mundo do trabalho ontem e hoje"

Transcrição

1 O mundo do trabalho ontem e hoje 1 O Mundo do Trabalho Ontem Décadas de Hoje A partir de meados da década de 80 1

2 Relações empresa-empregado Ontem Antigo contrato de trabalho Hoje Novo contrato de trabalho Contratos O que é um contrato? Acordo entre duas ou mais partes, envolvendo obrigações mútuas. Obrigações são comprometimentos em relação a comportamentos futuros. O acordo existe aos olhos de quem vê (eye of the beholder). 4 2

3 Contratos Um contrato pode incluir: Termos escritos. Termos comunicados oralmente. Outras formas que expressam comprometimento e intenções futuras: Tradição e costumes Cultura 5 Contratos de Trabalho A relação entre empresa e empregado é regulada por contratos. Contrato explícito (legislação) Contrato implícito ou psicológico 6 3

4 Contrato psicológico Incompleto Molda-se com o tempo A partir das percepções de cada uma das partes. 7 O antigo contrato psicológico EMPRESA EMPREGADO Segurança no emprego Expectativas de carreira e de promoção Desenvolvimento profissional gerenciado pela empresa Salário fixo Lealdade Trabalho duro Dar o melhor de si Relacionamento de longo prazo 4

5 O processo de mudança Crise do sistema capitalista Profundas transformações sociais Reestruturação produtiva Profundas transformações sociais Sociedade Industrial Sociedade Pós-Industrial Valor: eficiência Consumo de massa, padronizado Valor: inovação Consumismo: efêmero, espetáculo, moda Valores coletivos (sindicalismo, mov. sociais) Certezas da tradição Individualismo competitivo, meritocracia Dúvida; cultura do risco 5

6 Reestruturação produtiva Fordismo Foco na produtividade Padronização Trabalho manual e especializado Hierarquia e burocracia Controles explícitos (supervisão) Pós-Fordismo Toyotismo Acumulação Flexível Foco na variedade Flexibilidade Trabalho intelectual e multifuncional Descentralização Controles internalizados (empowerment) 11 Crise do capitalismo Crise do sistema capitalista Década de 1970 Problemas enfrentados Aumento da competição internacional Queda de lucratividade das empresas Crise do Petróleo

7 Respostas para a crise Crise Crise do sistema do capitalista sistema capitalista Globalização dos mercados Ciclos mais curtos de produtos Uso de tecnologias poupadoras de mão-de-obra Fusões e aquisições Novas técnicas gerenciais Gestão da Qualidade Reengenharia Downsizing Terceirização Equipes multifuncionais Pressões sobre o trabalho Pressões sobre o trabalho Desemprego estrutural Rápida destruição e reconstrução de habilidades Novas modalidades de trabalho Novo contrato de trabalho 14 7

8 Novo contrato de trabalho O que se espera do empregado Alto desempenho Alta qualificação Iniciativa Flexibilidade Comprometimento O que as empresas oferecem Um trabalho desafiador, com mais autonomia e mais responsabilidade. Possibilidade de maior remuneração Novo contrato de trabalho Não há mais garantia de estabilidade. Gerenciamento da carreira é responsabilidade do empregado. Qualificação é responsabilidade do empregado (ou compartilhada). Menores chances de promoção. Remuneração variável compartilhamento dos riscos do negócio. 16 8

9 Em resumo... Ontem Hoje Única empresa Expectativas de promoção Segurança no emprego Trabalho rotineiro Supervisão pela empresa Múltiplos trabalhos Movimentos horizontais Empregabilidade Trabalho desafiador Auto-controle 17 As organizações e o trabalho Tendências 9

10 Estrutura das organizações Redução do níveis hierárquicos e achatamento da empresa. Os níveis gerenciais intermediários têm sido os mais afetados. Aumento da autonomia dos funcionários e diminuição do nível de supervisão direta. 19 Treinamento e desenvolvimento Há menos desenvolvimento interno dos funcionários. Se uma determinada qualificação é necessária, contrata-se no mercado. Para habilidades mais genéricas, pode-se contratar temporários

11 Remuneração Remuneração dependente do desempenho individual e do desempenho da empresa. Senioridade deixou de ser fator de remuneração e promoção. A equidade salarial interna deixou de ser importante. 21 Organização do trabalho Definições de cargos flexíveis Multifuncionalidade Maior autonomia e responsabilidade Trabalho em equipes Menor segurança do emprego 22 11

Aspectos importantes na gestão de RH na MPE. Prof. M.Sc. Aécio Flávio de Paula Filho

Aspectos importantes na gestão de RH na MPE. Prof. M.Sc. Aécio Flávio de Paula Filho Aspectos importantes na gestão de RH na MPE Prof. M.Sc. Aécio Flávio de Paula Filho Importância A área de Recursos Humanos sem dúvida faz muita diferença entre as empresas, em um mundo globalizado em que

Leia mais

Núcleo de Materiais Didáticos 1

Núcleo de Materiais Didáticos 1 Gestão de Talentos e Mapeamento por Competências Aula 1 Prof a Cláudia Patrícia Garcia claudiagarcia@grupouninter.com.br MBA em Gestão de Recursos Humanos Mini Currículo Administradora Marketing EAD Metodologia

Leia mais

TRABALHO E SISTEMAS DE ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO

TRABALHO E SISTEMAS DE ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO 1 TRABALHO E SISTEMAS DE ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO O ser humano trabalha quando cria a vida ou melhora as condições de vida. O trabalho transforma a natureza O trabalho também serve a estratificação está

Leia mais

Unidade: Introdução à Sociologia

Unidade: Introdução à Sociologia Unidade: Introdução à Sociologia Construção do conhecimento em sociologia Senso comum: conjunto de opiniões, recomendações, conselhos, práticas e normas fundamentadas na tradição, nos costumes e vivências

Leia mais

16/11/2016. Gestão da Carreira. Tripé da Carreira. Know-whom Redes de relacionamento. Know-how Competências. Know-why Autoconhecimento

16/11/2016. Gestão da Carreira. Tripé da Carreira. Know-whom Redes de relacionamento. Know-how Competências. Know-why Autoconhecimento Gestão da Carreira Tripé da Carreira Know-how Competências Know-whom Redes de relacionamento Know-why Autoconhecimento 1 Redes de Relacionamento O que é networking? A desagradável tarefa de trocar favores

Leia mais

Gestão de Pessoas e Avaliação por competências

Gestão de Pessoas e Avaliação por competências Gestão de Pessoas e Avaliação por competências quer a empresa que não existe! Funcionário quer o profissional que não existe! Empresa A visão evolutiva da área de Gestão de Pessoas... 1930 Surgem departamentos

Leia mais

Professora: Daniela Moscon UFBA

Professora: Daniela Moscon UFBA Professora: Daniela Moscon UFBA danielamoscon@yahoo.com.br Agenda Visão panorâmica da gestão de pessoas; Evolução das relações entre indivíduo e organização; O papel estratégico da gestão de pessoas; Modelos

Leia mais

AS TRANSFORMAÇÕES DO TRABALHO NA SOCIEDADE INFORMACIONAL

AS TRANSFORMAÇÕES DO TRABALHO NA SOCIEDADE INFORMACIONAL AS TRANSFORMAÇÕES DO TRABALHO NA SOCIEDADE INFORMACIONAL Disciplina: Trabalho, Sociedade e Desigualdades Prof. Francisco E. B. Vargas Instituto de Filosofia, Sociologia e Política IFISP/UFPel - 2013/2

Leia mais

CONTEÚDOS EXIN SERVIÇO SOCIAL

CONTEÚDOS EXIN SERVIÇO SOCIAL CONTEÚDOS EXIN 2016.2 4MA E 4NA DISCIPLINA CONTEÚDO DISCIPLINAS CUMULATIVAS -Etapas do processo de trabalho: Elementos constitutivos. - O significado do Serviço Social na divisão social e técnica do trabalho;

Leia mais

Trabalho, Tecnologia e Inovação Aula 6

Trabalho, Tecnologia e Inovação Aula 6 Trabalho, Tecnologia e Inovação Aula 6 Tema II.2 - Reestruturação produtiva, novas tecnologias e novas formas de organização social do trabalho e da produção: A (difícil) transição pós-fordista e o modelo

Leia mais

EVOLUÇÃO DOS MODELOS DE PRODUÇÃO

EVOLUÇÃO DOS MODELOS DE PRODUÇÃO EVOLUÇÃO DOS MODELOS DE PRODUÇÃO EVOLUÇÃO DOS MODELOS DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO Taylorismo, Fordismo,Toyotismo e Volvismo Estudos marcaram a expansão da indústria americana ; Princípios práticos e de caráter

Leia mais

Recursos Humanos I. Administração de Salários Planos de Benefícios Sociais

Recursos Humanos I. Administração de Salários Planos de Benefícios Sociais Recursos Humanos I Administração de Salários Planos de Benefícios Sociais Administração de Salários Recursos Naturais + Dinheiro Acumulado + Trabalho = Riqueza ou Capital Processo Produtivo = Participação

Leia mais

Transformações recentes no mundo do trabalho

Transformações recentes no mundo do trabalho Unidade 2 Transformações recentes no mundo do trabalho Estrutura social Padrão de organização social A A posição que ocupamos na sociedade obedece a um padrão Todos temos um lugar específico dentro da

Leia mais

Inovação em Serviços Públicos

Inovação em Serviços Públicos Inovação em Serviços Públicos Introdução às Mudanças do Estado Mudanças recentes nas Organizações Anos 70/80 1. Fatores que exigem mudanças nas organizações Internacionalização da economia (concorrência

Leia mais

EAD COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL. Prof. Joel Dutra aula de

EAD COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL. Prof. Joel Dutra aula de EAD 521 - COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL Prof. Joel Dutra aula de 08.03.17 Conteúdo Programa Desafios presentes e futuros para a gestão de pessoas Compreendendo a da gestão de pessoas Bibliografia 2 EAD

Leia mais

Gestão de Pessoas Prof (a): Mestre Patrícia Bellotti

Gestão de Pessoas Prof (a): Mestre Patrícia Bellotti Gestão de Pessoas Prof (a): Mestre Patrícia Bellotti As competências nas Problematizações das unidades d de aprendizagem UNID 2.1 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas. Como o treinamento atua no desenvolvimento

Leia mais

Capítulo 1. Estratégia de Recursos Humanos

Capítulo 1. Estratégia de Recursos Humanos Capítulo 1 Estratégia de Recursos Humanos CAPITAL HUMANO Recruitment Fulfillment Capital humano é intangível Não é possível gerenciar o capital humano da mesma forma que gerenciam trabalhos, produtos e

Leia mais

PSICOLOGIA E GERENCIAMENTO DE PESSOAS. DISCIPLINA: RELACIONAMENTO INTERPESSOAL Prof. Dr. Márcio Magalhães Fontoura

PSICOLOGIA E GERENCIAMENTO DE PESSOAS. DISCIPLINA: RELACIONAMENTO INTERPESSOAL Prof. Dr. Márcio Magalhães Fontoura PSICOLOGIA E GERENCIAMENTO DE PESSOAS DISCIPLINA: RELACIONAMENTO INTERPESSOAL Prof. Dr. Márcio Magalhães Fontoura Psicologia Objeto de Estudo Psique = alma + logos = estudo Grécia berço da Psicologia Desejo

Leia mais

CRIAÇÃO DO CONHECIMENTO NAS ORGANIZAÇÕES

CRIAÇÃO DO CONHECIMENTO NAS ORGANIZAÇÕES CRIAÇÃO DO CONHECIMENTO NAS ORGANIZAÇÕES Criação do nas Organizações: 1) Os modos de conversão do conhecimento e sua vinculação com a criação do conhecimento organizacional; 2) As condições capacitadoras

Leia mais

O desafio da Gestão de Recursos Humanos. Adriana Cristina Ferreira Caldana

O desafio da Gestão de Recursos Humanos. Adriana Cristina Ferreira Caldana O desafio da Gestão de Recursos Humanos Adriana Cristina Ferreira Caldana Minuto PWC CONCEITO ARH ou DGP? Função gerencial que visa à cooperação das pessoas para o alcance dos objetivos tanto organizacionais

Leia mais

Imperialismo. Estudo dos Capítulos 9 e 10 da obra Economia Política: uma introdução Crítica para o Curso de Economia Política

Imperialismo. Estudo dos Capítulos 9 e 10 da obra Economia Política: uma introdução Crítica para o Curso de Economia Política uma introdução Crítica para o Curso de Economia Política Rosa Luxemburgo Vladimir Lênin Nikolai Bukharin capitalismo mobilidade e transformação atividade econômica desenvolvimento das forças produtivas

Leia mais

Desenvolvimento de pessoas e de organizações

Desenvolvimento de pessoas e de organizações Desenvolvimento de pessoas e de organizações www.profsaravalli.com GESTÃO DE CONCEITOS E NOMENCLATURAS ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL A Gestão de Pessoas (GP) é responsável por um conjunto de políticas e práticas

Leia mais

FERRAMENTAS PARA PLANEJAMENTO, MELHORIA E CONTROLE DA QUALIDADE. Professora: Ma. Priscila Pelegrini

FERRAMENTAS PARA PLANEJAMENTO, MELHORIA E CONTROLE DA QUALIDADE. Professora: Ma. Priscila Pelegrini FERRAMENTAS PARA PLANEJAMENTO, MELHORIA E CONTROLE DA QUALIDADE Professora: Ma. Priscila Pelegrini priscila_pelegrini@hotmail.com O LADO HUMANO DA QUALIDADE Problematização A Norton S/A, montadora de rodas

Leia mais

Participação nos Lucros? Mas de onde vem o lucro?

Participação nos Lucros? Mas de onde vem o lucro? ILAESE Luci Praun Participação nos Lucros? Mas de onde vem o lucro? Decomposição do trabalho do produtor Trabalho necessário sustento do produtor Trabalho excedente Subproduto social do trabalho (não destinado

Leia mais

TEORIA BUROCRACIA. Profa. Dra. Rosângela F. Caldas

TEORIA BUROCRACIA. Profa. Dra. Rosângela F. Caldas TEORIA BUROCRACIA CONCEITO Trabalho baseado em papéis e documentos, movimentados em seqüência contínua entre as várias unidades componentes da estrutura organizacional DESENVOLVIMENTO Europa - Sec. XX

Leia mais

LEGISLAÇÃO TRABALHISTA IMPACTO NA GESTÃO DE PESSOAS, CENÁRIOS E PERSPECTIVAS

LEGISLAÇÃO TRABALHISTA IMPACTO NA GESTÃO DE PESSOAS, CENÁRIOS E PERSPECTIVAS 1º FÓRUM DE RELAÇÕES TRABALHISTAS LEGISLAÇÃO TRABALHISTA IMPACTO NA GESTÃO DE PESSOAS, CENÁRIOS E PERSPECTIVAS Sumário o o o RELAÇÕES DE TRABALHO E RH AMPLITUDE DE TEMAS IMPOÂNCIA DAS RELAÇÕES DO TRABALHO

Leia mais

SISTEMAS ORGANIZACIONAIS

SISTEMAS ORGANIZACIONAIS ESTRUTURAS ORGANIZACIONAIS; LIDERANÇAS; CONFLITOS E DESENVOLVIMENTO GERENCIAL Prof. Adalberto J. Tavares Vieira,Dr. TIPOLOGIA ORGANIZACIONAL Uma organização é um grupo humano, composto por especialistas

Leia mais

Remuneração e Recompensa

Remuneração e Recompensa Remuneração e Recompensa Disciplina: Gestão por Competências Prof. Joel Dutra Alunas: Cristina Leme Elizângela de Jesus Oliveira Fernanda Ferrari Agenda Contexto / Conceitos Apresentação Empresa Objeto

Leia mais

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E INDUSTRIALIZAÇÃO

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E INDUSTRIALIZAÇÃO REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E INDUSTRIALIZAÇÃO ORIGENS DA INDUSTRIALIZAÇÃO A industrialização é baseada numa economia de mercado e numa sociedade de classes. ECONOMIA DE MERCADO (CAPITALISTA) O mercado consiste

Leia mais

Sobre esta apresentação

Sobre esta apresentação Produção em Rede Sobre esta apresentação 2008 Vicente Aguiar O Conteúdo desta apresentação está licenciado sob a Licença Creative Atribuição-Uso Não- Comercial Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil

Leia mais

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 028

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 028 1/ 6 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Elaboração inicial do documento 01 Revisão geral do documento 02 Revisão geral do documento 03 Revisão geral do documento Demais envolvidos na análise e aprovação

Leia mais

Ética e Poder na Sociedade da Informação

Ética e Poder na Sociedade da Informação Ética e Poder na Sociedade da Informação De como a autonomia das novas tecnologias obriga a rever o mito do progresso. Grupo: Brunna Correia Daniel Galdão Fernando Yoshihiro Gabriel Seixas Julien Pinto

Leia mais

Gestão de Pessoas: Fases Evolutivas

Gestão de Pessoas: Fases Evolutivas Gestão de Pessoas: Fases Evolutivas Transição: de Operacional para Estratégico Fischer (2002) 4 fases correntes teóricas: Departamento pessoal até 20s controle, eficiência, taylorismo, fordismo; Gestão

Leia mais

carreiras especial: 44 vol.7 nº1 jan/fev > 2008

carreiras especial: 44 vol.7 nº1 jan/fev > 2008 especial: carreiras 44 vol.7 nº1 jan/fev 2008 Profissionais modernos, empresas arcaicas? As empresas exigem de seus profissionais o desenvolvimento de competências cada vez mais complexas, mas, na prática,

Leia mais

SETOR DE ATIVIDADES, TAMANHO E LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA. Movimento, dinâmica, emergência e inovação influenciam? Toda empresa funciona numa rede

SETOR DE ATIVIDADES, TAMANHO E LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA. Movimento, dinâmica, emergência e inovação influenciam? Toda empresa funciona numa rede GESTÃO DA INOVAÇÃO PROF. ME. ÉRICO PAGOTTO SETOR DE ATIVIDADES, TAMANHO E LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA Quais são as leis que regem o mercado? Movimento, dinâmica, emergência e inovação influenciam? Toda empresa

Leia mais

Gestão de Negócios (7)

Gestão de Negócios (7) Gestão de Negócios (7) MODELO: CONFIGURAÇÕES DE MINTZBERG Prof. Dr. Hernan E. Contreras Alday A grande idéia Usando as configurações básicas de Henry Mintzberg, pode-se categorizar ou até tipificar organizações.

Leia mais

POLÍTICAS DE RECURSOS HUMANOS CONHECENDO UM POUCO MAIS...

POLÍTICAS DE RECURSOS HUMANOS CONHECENDO UM POUCO MAIS... POLÍTICAS DE RECURSOS HUMANOS CONHECENDO UM POUCO MAIS... As avaliações e premiações são consideradas salários indiretos que tem como principal objetivo motivar, reter e consequentemente garantir bons

Leia mais

Eixo Temático: Política Social e Trabalho

Eixo Temático: Política Social e Trabalho ISSN 2359-1277 SERVIÇO SOCIAL E AS IMPLICAÇÕES DAS MUDANÇAS NO MUNDO DO TRABALHO Juliana Carolina Jorge, juliana_carolina_jorge@outlook.com; Professora (Orientadora) Priscila Semzezem, priscilasemzezem@hotmail.com;

Leia mais

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS O INDICADORES ETHOS Os Indicadores Ethos são uma ferramenta de gestão criada em 2000 pelo Instituto Ethos e que esta em sua terceira geração.

Leia mais

Administração da Produção. Prof. Alexandre Clemente Alves

Administração da Produção. Prof. Alexandre Clemente Alves Administração da Produção Prof. Alexandre Clemente Alves Administração da Produção Prof. Alexandre Clemente Alves Hierarquia do Sistema de Produção Hierarquia do sistema de produção O modelo input - transformação

Leia mais

Motivação Página 1. Motivação

Motivação Página 1. Motivação Motivação Página 1 Objetivo: Entender o processo de motivação; descrever as teorias da motivação mais antigas e explicar como as teorias contemporâneas sobre motivação se completam mutuamente. Referências:

Leia mais

Curso de Serviço Social. Política Social : Fundamentos e História

Curso de Serviço Social. Política Social : Fundamentos e História ECSA Escola de Ciências Sociais Aplicadas Curso de Serviço Social Política Social : Fundamentos e História Palestrante: Professora Patricia Nicola 1 OBJETIVO O livro é uma excelente introdução teórica

Leia mais

PARTE IV O SISTEMA ORGANIZACIONAL CAPÍTULO FUNDAMENTOS DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL by Pearson Education

PARTE IV O SISTEMA ORGANIZACIONAL CAPÍTULO FUNDAMENTOS DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL by Pearson Education PARTE IV O SISTEMA ORGANIZACIONAL CAPÍTULO 15 FUNDAMENTOS DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL 2006 by Pearson Education O QUE É ESTRUTURA ORGANIZACIONAL? Estrutura organizacional Como as tarefas são formalmente

Leia mais

ESTUDO DE MERCADO SAP Consultoria. All Rights Reserved

ESTUDO DE MERCADO SAP Consultoria. All Rights Reserved ESTUDO DE MERCADO A fim de analisar o mercado nacional e levantar informações detalhadas sobre as novas práticas de trabalho, com o apoio institucional da SOBRATT - Sociedade Brasileira de Teletrabalho

Leia mais

DuPont, sua Cultura de Segurança e PSM

DuPont, sua Cultura de Segurança e PSM DuPont, sua Cultura de Segurança e PSM Eduardo Francisco Gerente Corporativo SSMA Líder PSM América Latina A Cultura DuPont em Segurança, Saúde e Meio Ambiente 1802 Início das operações fábrica de pólvora

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA NA GESTÃO DA CADEIA LOGÍSTICA

RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA NA GESTÃO DA CADEIA LOGÍSTICA RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA NA GESTÃO DA CADEIA LOGÍSTICA Coordenadoria de Economia Mineral Diretoria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral Premissas do Desenvolvimento Sustentável Economicamente

Leia mais

A seguir faremos algumas breves definições para elucidar conceitos: Salário: valor para ao trabalhador pelo trabalho desenvolvido na organização;

A seguir faremos algumas breves definições para elucidar conceitos: Salário: valor para ao trabalhador pelo trabalho desenvolvido na organização; Módulo 15 Recompensar pessoas Recompensar pessoas é um dos subsistemas de Gerenciamento de Pessoas mais delicado, haja visto que interfere diretamente no aspecto motivacional não só do trabalhador, mas

Leia mais

Amanda Duarte. Luana Freitas. Raiane Moreira. Victória Galter

Amanda Duarte. Luana Freitas. Raiane Moreira. Victória Galter Amanda Duarte Luana Freitas Raiane Moreira Victória Galter O TRABALHO ATÍPICO E A PRECARIEDADE COMO ELEMENTO ESTRATÉGICO DETERMINANTE DO CAPITAL NO PARADIGMA PÓS-FORDISTA Nesse último decênio, vem sendo

Leia mais

2.6 Relações de Trabalho

2.6 Relações de Trabalho Por que Relações de Trabalho? No Brasil, o sistema legal e institucional que rege o mercado de trabalho é defasado, rígido e juridicamente inseguro, o que compromete a competitividade das empresas e o

Leia mais

P-58 T&D E O ALINHAMENTO DE DISCURSOS E PRÁTICAS GUSTAVO G. BOOG E MARCELO BOOG

P-58 T&D E O ALINHAMENTO DE DISCURSOS E PRÁTICAS GUSTAVO G. BOOG E MARCELO BOOG P-58 T&D E O ALINHAMENTO DE DISCURSOS E PRÁTICAS GUSTAVO G. BOOG E MARCELO BOOG www.boog.com.br Estejam prontos, vamos ficar em pé, já vamos começar Fonte: Primeast e Autodescoberta Divertida 2 Diga seu

Leia mais

ENGAJANDO DA CABEÇA AO CORAÇÃO. ELTON MORAES APAS - Maio, 2016

ENGAJANDO DA CABEÇA AO CORAÇÃO. ELTON MORAES APAS - Maio, 2016 ENGAJANDO DA CABEÇA AO CORAÇÃO ELTON MORAES APAS - Maio, 2016 1. O QUE DIRECIONA ENGAJAMENTO? 2. PORQUE VALE A PENA INVESTIR? TENDÊNCIAS E PRÁTICAS DE RH 2016 3. RAZÕES Fevereiro, PARA 2016 ACREDITAR O

Leia mais

O NOVO MOMENTO NA GESTÃO DE PESSOAS. Denise Poiani Delboni

O NOVO MOMENTO NA GESTÃO DE PESSOAS. Denise Poiani Delboni O NOVO MOMENTO NA GESTÃO DE PESSOAS Desfronteirização Organizacional Organizações transnacionais Facilidade de distribuição de produtos em escala mundial Pouco mais de 500 corporações controlam 70% do

Leia mais

Marco Abreu dos Santos

Marco Abreu dos Santos Módulo 08 Capítulo 2 A economia-mundo Marco Abreu dos Santos marcoabreu@live.com www.professormarco.wordpress.com O Acordo de Bretton Woods Contexto histórico Fim da 2ª Guerra Mundial: Europa e Japão devastados

Leia mais

Avaliação de Desempenho Estratégia de Desenvolvimento. Fernanda Allucci Diretora Assistencial Nov/09

Avaliação de Desempenho Estratégia de Desenvolvimento. Fernanda Allucci Diretora Assistencial Nov/09 Avaliação de Desempenho Estratégia de Desenvolvimento Fernanda Allucci Diretora Assistencial Nov/09 Avaliação de desempenho - Estratégia de desenvolvimento Roteiro de apresentação Breve histórico institucional

Leia mais

Centralizada gerenciamento corporativo tem autoridade de tomada de decisão de TI para a organização toda

Centralizada gerenciamento corporativo tem autoridade de tomada de decisão de TI para a organização toda AULA 3 CENTRALIZAÇÃO OU DESCENTRALIZAÇÃO DA TI Centralizada gerenciamento corporativo tem autoridade de tomada de decisão de TI para a organização toda Descentralizada gerenciamento divisional tem autoridade

Leia mais

INSTITUCIONAL CS Terceirização e Trabalho Temporário

INSTITUCIONAL CS Terceirização e Trabalho Temporário CS TERCEIRIZAÇÃO INSTITUCIONAL A CS Terceirização e Trabalho Temporário foi fundada em 2010 por profissionais que acompanham a evolução deste mercado há mais de 20 anos. Toda a experiência adquirida ao

Leia mais

MUNDO DO TRABALHO E PROCESSO SAÚDE-DOENÇA. Profª Maria Dionísia do Amaral Dias Deptº Saúde Pública Faculdade de Medicina de Botucatu UNESP

MUNDO DO TRABALHO E PROCESSO SAÚDE-DOENÇA. Profª Maria Dionísia do Amaral Dias Deptº Saúde Pública Faculdade de Medicina de Botucatu UNESP MUNDO DO TRABALHO E PROCESSO SAÚDE-DOENÇA Profª Maria Dionísia do Amaral Dias Deptº Saúde Pública Faculdade de Medicina de Botucatu UNESP Março/2015 ABORDAR algumas características do mundo do trabalho

Leia mais

Por que gerir desempenho?

Por que gerir desempenho? Por que gerir desempenho? Introdução Gerir o desempenho é um processo que tem como objetivo principal o acompanhamento da performance individual, verificando como as pessoas fizeram o trabalho, como fazem

Leia mais

Mercado de trabalho 2017:

Mercado de trabalho 2017: Mercado de trabalho 2017: Seguros Escola Nacional de Seguros, 18 de novembro de 2016 Ana Carla Guimarães Gerente Sênior da Divisão de Mercado Financeiro Robert Half Empresa Americana de Recrutamento Especializado

Leia mais

EMPREGO E EMPREGABILIDADE

EMPREGO E EMPREGABILIDADE Em meio as constantes crises pelas quais a economia brasileira passa, está cada vez mais difícil ter a certeza da estabilidade na vida profissional. Para não ser diretamente atingido por esta realidade,

Leia mais

CURSO: MÚSICA EMENTAS º PERÍODO

CURSO: MÚSICA EMENTAS º PERÍODO CURSO: MÚSICA EMENTAS - 2017.2 2º PERÍODO DISCIPLINA: TEORIA E PERCEPÇÃO MUSICAL II Desenvolvimento da percepção dos elementos da organização musical, através de atividades práticas; utilização de elementos

Leia mais

Relações de Trabalho (Marlene Melo, Antônio Carvalho Neto e José Francisco Siqueira Neto)

Relações de Trabalho (Marlene Melo, Antônio Carvalho Neto e José Francisco Siqueira Neto) Relações de Trabalho (Marlene Melo, Antônio Carvalho Neto e José Francisco Siqueira Neto) Relações industriais, relações trabalhistas, relações sindicais ou relações profissionais: interações entre assalariados,

Leia mais

Planejamento de Carreira

Planejamento de Carreira Planejamento de Carreira Aulas 17 e 18 Plano de carreira Análise do ambiente Oportunidades Ameaças Objetivos Alvos concretos Estratégias Ações e prazos para atingir objetivos Follow-up Análise de potencial

Leia mais

Governança Social e Gestão de Redes Organizacionais

Governança Social e Gestão de Redes Organizacionais Governança Social e Gestão de Redes Organizacionais Profa. Marcia Paterno Joppert Prof. Humberto Falcão Martins 2013 ROTEIRO Governança colaborativa Redes Gestão de/em redes Um roteiro e um exemplo de

Leia mais

GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DE ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA

GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DE ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DE ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA INÍCIO ESCRITÓRIO DEFINIÇÃO DOS SÓCIOS OBJETIVOS DA SOCIEDADE CRESCIMENTO E CONTRATAÇÃO ELABORAÇÃO DAS POLÍTICAS GESTÃO DEFINIÇÃO DE CARGOS E FUNÇÕES DIFERENCIAL

Leia mais

2. Inflação e Desemprego

2. Inflação e Desemprego 2. Inflação e Desemprego 1. Introdução Desemprego e inflação são talvez os dois maiores desafios enfrentados pelos governos atualmente. Vários fatores contribuem para o surgimento destes problemas, mas

Leia mais

A Cultura empresarial como diferencial competitivo. Odino Marcondes

A Cultura empresarial como diferencial competitivo. Odino Marcondes A Cultura empresarial como diferencial competitivo Odino Marcondes Definição: Cultura é como nós fazemos as coisas por aqui As coisas como Cerveja Antarctica Brahma Ambev Normas, crenças idiossincráticas

Leia mais

Plano de ensino: CONTABILIDADE DE CUSTOS

Plano de ensino: CONTABILIDADE DE CUSTOS Plano de ensino: CONTABILIDADE DE CUSTOS Contextualização Um Operador de Recursos Humanos deve possuir conhecimentos da matéria, pois os Fatos Sociais e Econômicos são dinâmicos na sociedade moderna, e

Leia mais

Centro de Gestão e Estudos Estratégicos Ciência, Tecnologia e Inovação. Prospecção Tecnológica Energia. Anexo 6. Visões de futuro

Centro de Gestão e Estudos Estratégicos Ciência, Tecnologia e Inovação. Prospecção Tecnológica Energia. Anexo 6. Visões de futuro Centro de Gestão e Estudos Estratégicos Ciência, Tecnologia e Inovação Energia Anexo 6 Visões de futuro 1 2 Energia A metodologia consiste em considerar alguns (neste caso, três) visões hipotéticas da

Leia mais

Benedito Silva Neto Disciplina de Teorias e experiências comparadas de desenvolvimento Universidade Federal da Fronteira Sul campus Cerro Largo

Benedito Silva Neto Disciplina de Teorias e experiências comparadas de desenvolvimento Universidade Federal da Fronteira Sul campus Cerro Largo Benedito Silva Neto Disciplina de Teorias e experiências comparadas de desenvolvimento Universidade Federal da Fronteira Sul campus Cerro Largo 2017: Centenário da Revolução Russa! Introdução Aspectos

Leia mais

07/04/2017 ANDRÉIA RIBAS GESTÃO DE PESSOAS

07/04/2017 ANDRÉIA RIBAS GESTÃO DE PESSOAS ANDRÉIA RIBAS GESTÃO DE PESSOAS 1 EQUILÍBRIO ORGANIZACIONAL 1. (Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: ANVISA Prova: Técnico Administrativo) O equilíbrio organizacional reflete a manutenção de um quadro de pessoas

Leia mais

S O N D A G E M I N D U S T R I A L. R S FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Julho de 2006.

S O N D A G E M I N D U S T R I A L. R S FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Julho de 2006. S O N D A G E M I N D U S T R I A L / R S FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Julho de 26. SONDAGEM INDUSTRIAL DO RS JULHO DE 26 ESTOQUES ELEVADOS E LUCRATIVIDADE

Leia mais

Conteúdo programático

Conteúdo programático Parte I - Processo Decisório Unidade 3 - Quem decide? Conteúdo programático 3.1-Níveis hierárquicos de decisão. 3.2-Centralização versus descentralização 3.3-Questão do empowerment Empowerment Revolução

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS IGEPP - ANAC. Aula 8

GESTÃO DE PESSOAS IGEPP - ANAC. Aula 8 Disciplina: Gestão de Pessoas Organizador: Prof. Márcio Cunha Concurso: ANAC Aula 8 Nota: Podem incidir erros de digitação, impressão ou dúvidas conceituais. Em qualquer dessas hipóteses, solicitamos a

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DA QUALIDADE Cultura Religiosa O fenômeno religioso, sua importância e implicações na formação do ser humano e da sociedade. As principais

Leia mais

Parcerias & alianças estratégicas Marcos Henrique Fortes

Parcerias & alianças estratégicas Marcos Henrique Fortes Parcerias & alianças estratégicas Marcos Henrique Fortes Objetivos da aula 12 A aula 12/16 tem como objetivos apresentar e explorar os seguintes tópicos: 1) Parcerias e alianças estratégicas Conceitos.

Leia mais

ÉTICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA. PROFa. DRA. CARLA GIANI MARTELLI UNESP- FCL- ARARAQUARA

ÉTICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA. PROFa. DRA. CARLA GIANI MARTELLI UNESP- FCL- ARARAQUARA ÉTICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA PROFa. DRA. CARLA GIANI MARTELLI UNESP- FCL- ARARAQUARA VALORIZAÇÃO DA ÉTICA Clamor social por mais ética Padrões éticos e morais mais rigorosos no mundo todo Poderia existir

Leia mais

Gestão de Pessoas no Setor Público: Cultura Organizacional

Gestão de Pessoas no Setor Público: Cultura Organizacional Gestão de Pessoas no Setor Público: Cultura Organizacional Adm. Me. Flávia Pereira da Silva Câmara de Gestão Pública CGP Porto Alegre, Junho de 2016 Conselho Regional de Administração Lei nº 4.769, de

Leia mais

Cada criatura é um rascunho,a ser retocado sem cessar..." Guimarães Rosa

Cada criatura é um rascunho,a ser retocado sem cessar... Guimarães Rosa Clima organizacional Cada criatura é um rascunho,a ser retocado sem cessar..." Guimarães Rosa Conceitos básicos Clima Organizacional é o potencial de energia disponível para alavancar resultados. Perfil

Leia mais

SENSUS. Pesquisa & Consultoria

SENSUS. Pesquisa & Consultoria Perfil do Empresário, do Administrativo e do Trabalhador da Construção Civil 04 de Abril a 30 de Maio de 2011 Dados Técnicos Pesquisa Perfil do Empresário, do Administrativo e do Trabalhador da Construção

Leia mais

MEDIÇÃO DE DESEMPENHO VIA BSC

MEDIÇÃO DE DESEMPENHO VIA BSC MEDIÇÃO DE DESEMPENHO VIA BSC Quais indicadores podem ser utilizados para avaliar um sistema operacional? Alguns Exemplos de Indicadores Qualidade; Eficiência Operacional; Grau de Inovação; Superávit;

Leia mais

Evolução Histórica da Gestão Pública no Brasil

Evolução Histórica da Gestão Pública no Brasil UEG UnUCSEH CONSULTORIA ORGANIZACIONAL Gestão de Excelência PQSP Programa de Qualidade no Serviço Público 2 Evolução Histórica da Gestão Pública no Brasil 3 Gestão Pública e seus diferentes modelos Patrimonialista

Leia mais

PALESTRA COMO DESVENDAR E RETER TALENTOS. educare

PALESTRA COMO DESVENDAR E RETER TALENTOS. educare PALESTRA COMO DESVENDAR E RETER TALENTOS Maria de Lourdes Nogueira Psicóloga, Mestre Administração de Empresas e Pós-Graduada em ADM.RH e Psicologia Organizacional. É professora do curso de Pós - Graduação

Leia mais

AFINAL, O QUE ROLOU NO CONARH 2016?

AFINAL, O QUE ROLOU NO CONARH 2016? AFINAL, O QUE ROLOU NO CONARH 2016? Bloco - Futuro e tendências - trabalho e RH Constelação Organizacional e a Evolução do Modelo de RH na GE - Ana Lúcia Caltabiano Trabalhabilidade e carreira: novas tendências

Leia mais

Núcleo de Materiais Didáticos 1

Núcleo de Materiais Didáticos 1 Gestão de Talentos e Mapeamento por Competências Aula 2 Prof a Cláudia Patrícia Garcia claudiagarcia@grupouninter.com.br MBA em Gestão de Recursos Humanos De instituição Poder decisório centralizado Sistema

Leia mais

Marx e as Relações de Trabalho

Marx e as Relações de Trabalho Marx e as Relações de Trabalho Marx e as Relações de Trabalho 1. Segundo Braverman: O mais antigo princípio inovador do modo capitalista de produção foi a divisão manufatureira do trabalho [...] A divisão

Leia mais

Requisistos do cargo e estrutura das empresas. Dra. Adriana Caldana

Requisistos do cargo e estrutura das empresas. Dra. Adriana Caldana Requisistos do cargo e estrutura das empresas Dra. Adriana Caldana ADMINISTRAÇÃO DE CARGOS É parte das atividades do subsistema de aplicação de RH Para a Empresa: Base para a aplicação e gerenciamento

Leia mais

Avaliação de Desempenho Organizacional

Avaliação de Desempenho Organizacional Avaliação de Desempenho Organizacional O que é avaliar? Avaliar significa julgar alguma atitude ou atividade de forma qualitativa, podendo-se transcrever essa percepção com o auxílio de informações quantitativas

Leia mais

Cargos e Salários Professor Douglas

Cargos e Salários Professor Douglas 27 Uma das questões mais polêmicas referentes a salário é se este funcionaria como um fator de motivação para os funcionários. Se estudarmos a evolução do pensamento administrativo, detendo-nos, primeiramente,

Leia mais

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL I E II

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL I E II REVOLUÇÃO INDUSTRIAL I E II Definição: conjunto de transformações tecnológicas, econômicas e sociais caracterizadas pela substituição da energia física pela mecânica, da ferramenta pela máquina e da manufatura

Leia mais

Princípios de Negócios Grupo Freudenberg

Princípios de Negócios Grupo Freudenberg Princípios de Negócios Grupo Freudenberg 2 Freudenberg uma empresa familiar diversificada 1. O Grupo Freudenberg é uma empresa amplamente diversificada. Desenvolveu-se de maneira orgânica, aproveitando-se

Leia mais

Plano de Cargos, Carreiras e Salários CONTROLE DE REVISÕES

Plano de Cargos, Carreiras e Salários CONTROLE DE REVISÕES Plano de Cargos, Carreiras e Salários Abril de 2013 CONTROLE DE REVISÕES Versão Data Responsável Descrição 0 15/04/2013 Tríade RH Desenvolvimento e Implantação do Plano 1 26/06/2013 Tríade RH Revisão do

Leia mais

DIÁLOGO DA INDÚSTRIA COM CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

DIÁLOGO DA INDÚSTRIA COM CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DIÁLOGO DA INDÚSTRIA COM CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Carlos Fadigas Presidente, Braskem 30/07/2014 O Brasil tem oportunidades, mas para aproveitá-las precisa vencer alguns desafios DETERMINANTES

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO MARKETING NO ORGANOGRAMA DE UMA EMPRESA

A IMPORTÂNCIA DO MARKETING NO ORGANOGRAMA DE UMA EMPRESA INSTITUTO MACEIÓ DE EDUCAÇÃO E CULTURA - IMEC FACULDADE DA CIDADE DE MACEIÓ - FACIMA ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS AFRANIO JORGE/GREICY KELLY/EDSON PRAZERES NAYANNE MESSIAS/ROSEANY LOPES/RUSSINILDO DA SILVA

Leia mais

Revoluções Industriais REVOLUÇÃO INDUSTRIAL A INDÚSTRIA. Formada sobre as bases de acumulação do capital através do mercantilismo.

Revoluções Industriais REVOLUÇÃO INDUSTRIAL A INDÚSTRIA. Formada sobre as bases de acumulação do capital através do mercantilismo. A INDÚSTRIA É o setor da economia que congrega o processo de transformação da matéria-prima em vários tipos de bens. A industria possui uma forte relação com os recursos naturais, sendo sua produção associada:

Leia mais

11/05/2017. Módulo III Planejamento e gestão da carreira. Gestão de Talentos & Carreiras. Prof. Lucia B. Oliveira

11/05/2017. Módulo III Planejamento e gestão da carreira. Gestão de Talentos & Carreiras. Prof. Lucia B. Oliveira Módulo III Planejamento e gestão da carreira Gestão de Talentos & Carreiras Prof. Lucia B. Oliveira 1 Gestão de Talentos O que é gestão de talentos? = gestão de recursos humanos = planejamento de necessidades

Leia mais

Introdução. Gestão do Conhecimento; A estrutura; A tecnologia;

Introdução. Gestão do Conhecimento; A estrutura; A tecnologia; Introdução Gestão do Conhecimento; A estrutura; A tecnologia; Estrutura A teoria; A dimensão do homem; Teoria A dimensão da empresa; A dimensão de novas tecnologias. Tecnologia A Dimensão Infra-Estrutura

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO

DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO EMENTA DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO DISCIPLINA: Teoria Geral do Direito do Trabalho CARGA-HORÁRIA: 10 horas EMENTA: Estudo sobre a introdução ao direito do trabalho, analisando

Leia mais

Soluções de Nivelamento de Cargos

Soluções de Nivelamento de Cargos Towers Watson Soluções de Nivelamento de Cargos Global Grading System (GGS) e Mapa de Carreira A abordagem sistemática da Towers Watson para nivelamento de cargos ajuda as organizações a gerenciar as

Leia mais

Soluções para Estruturação de Plano de Cargos

Soluções para Estruturação de Plano de Cargos Towers Watson Soluções para Estruturação de Plano de Cargos Global Grading System (GGS) e Mapas de Carreira A abordagem para estruturação de plano de cargos da Towers Watson ajuda as organizações a gerenciar

Leia mais