Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório Semanal de Estratégia de Investimento"

Transcrição

1 27 de outubro de 2014 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaque da Semana O cenário internacional foi marcado por informações sobre a China e as expectativas a respeito do resultado dos testes de estresse promovido pelo Banco Central Europeu (BCE); A prévia do IPCA acumulada em 12 meses ficou em 6,62%, acima do centro da meta de inflação estabelecido pelo governo (6,5%) para este ano;

2 fev-05 set-05 abr-06 nov-06 jun-07 jan-08 ago-08 mar-09 out-09 mai-10 dez-10 jan-09 jul-09 jan-10 jul-10 jan-11 jul-11 jan-12 jul-12 jan-13 jul-13 jan-14 jul-14 jul-11 fev-12 set-12 Economia Internacional O cenário internacional foi marcado por informações sobre a China e as expectativas a respeito do resultado dos testes de estresse promovido pelo Banco Central Europeu (BCE). Em relação às simulações promovidas pelo BCE, vinte e cinco bancos da zona do euro foram reprovados em exames que visavam avaliar a capacidade das instituições de resistir a uma nova crise econômica. Essas instituições ficaram aquém dos níveis mínimos de capital exigidos, com um déficit total de 25 bilhões de euros (US$ 31,68 bilhões). O número de reprovações e a profundidade do déficit de capital acumulado foram um pouco maior do que as previsões de analistas e investidores. Os "stress test" do BCE contaram com 130 dos principais bancos do continente. O lado bom da notícia é que nenhuma instituição de relevância foi reprovada nas simulações. Quanto à China, o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) desacelerou no terceiro trimestre, ficando em 7,3% na comparação anual. Com a demanda doméstica, afetada negativamente pelo mercado imobiliário, comparticipação cada vez mais importante do que a indústria e o investimento, a leitura foi a mais fraca para a segunda maior economia do mundo desde o início de 2009, quando a taxa de crescimento caiu para 6,6%. Importante mencionar que, contudo, o número veio acima das expectativas de mercado (7,2%). estimativas. Também as projeções futuras ( guidance ) têm agradado os agentes, apontando ser factível uma recuperação sustentável da atividade econômica norte-americana. Para esta semana, o mercado estará atento à divulgação da primeira estimativa do PIB dos EUA no terceiro trimestre deste ano, na quinta-feira. Um dia antes, na quarta-feira, o Federal Reserve divulga sua decisão de política monetária. Em resumo, existem ainda algumas questões que pairam, como, por exemplo, o soft landing chinês, a discussão sobre o processo de baixo crescimento e baixa inflação na Europa, com o BCE iniciando suas compras no mercado de covered bonds (o mercado ainda anseia por uma expansão do quantitative easing nos demais mercados de títulos privados, e quem sabe, soberanos), sem mencionar as questões geopolíticas que vêm e que vão. À luz dessas questões, preferimos manter-nos conservadores em nossas posições, privilegiando os movimentos táticos, especialmente nos mercados norte-americanos, onde ainda acreditamos numa recuperação sustentável. Por fim, falando dos EUA, os destaques foram as publicações dos resultados das empresas. Das 500 empresas que compões o índice S&P, 208 já divulgaram seus balanços, sendo que 80% das empresas surpreenderam positivamente as Gráfico G1- China: PIB vs PMI Manufacturing ,0 2,0-2,0-6,0-10,0 Gráfico G2- EUA: PIB PIB YoY PMI Manufacturing

3 Milhares Economia Brasileira A semana passada teve como destaque a divulgação de dados relevantes de inflação, emprego e setor externo. O IPCA -15 de outubro registrou alta de 0,48%, ligeiramente abaixo das expectativas de analistas. Os destaques de alta ficaram para o grupo de alimentação e habitação, este último puxado por energia e gás. Com este resultado a inflação acumulada em 12 meses ficou em 6,62%, acima do teto da meta de inflação estabelecido pelo governo (6,5%) para este ano. De acordo com analistas da pesquisa Focus, a inflação esperada para este ano é de 6,45%, patamar muito próximo ao teto. Em relação ao mercado de trabalho, a taxa de desemprego medida pelo IBGE atingiu 4,9%, nível mais baixo da série histórica para meses de setembro. Os efeitos da estagnação da atividade econômica não tem tido efeito relevante na taxa de desemprego, seja pelo aumento do nível de desocupados (o que reduz a amostra da população que entra na conta da taxa de desemprego), ou pelo fato de que este indicador costuma ter uma reposta mais lenta à desaceleração econômica. De qualquer forma, a perspectiva para os próximos meses é de um ajuste para cima no desemprego no Brasil. Por fim, os dados do setor externo continuaram a mostrar um déficit em conta corrente elevado em setembro o montante negativo atingiu U$$ 7,7 Bi, passando a acumular US$ 83,5 Bi em 12 meses, o equivalente a 3,7% do PIB. O Financiamento desse déficit continua sendo feito em sua maior parte por investimentos de longo prazo a conta de Gráfico G3- Brasil: IPCA Meses 8,00% 6,00% 4,00% 2,00% 6,62% Investimento Externo Direto (IED) ficou em US$ 4,2 Bi em setembro e acumula US$ 65 bi em 12 meses. Porém a diferença entre as duas contas, cerca de US$ 18 bi por ano, indica uma dependência de um montante razoável de investimentos em portfólios, que por sua natureza são mais voláteis. Isso, combinado com a perspectiva global de valorização do dólar, indica que o dólar tem chance razoável de se sustentar em patamar ao redor de R$ 2,50, o que será mais uma fonte de pressão inflacionária no curto prazo (considerando que até o final de agosto a cotação do dólar estava ao redor de R$ 2,25), que coloca em risco o cumprimento da meta de inflação em Ainda assim, não acreditamos que o BC fará ajustes de alta na taxa Selic no curto prazo (teremos reunião do COPOM esta semana), até porque a expectativa em relação à atividade econômica continua apontando para um crescimento bastante fraco neste e no próximo ano, o que diminui as chances de um cenário de descontrole inflacionário. Gráfico G4- Brasil: CAGED e Tx. De Desemprego jan-10 jan-11 jan-12 jan-13 jan-14 8,0 7,5 7,0 6,5 6,0 5,5 5,0 4,5 4,0 CAGED 12 Meses Taxa de Desemprego Página 3 de 5

4 Indicadores e Cotações FECHAMENTO NA SEMANA NO MÊS NO ANO 3 MESES 6 MESES 12 MESES IBOV ,79% -15,25% 0,84% -9,07% 0,61% -2,70% S&P ,12% -1,94% 6,29% -0,27% 4,29% 10,96% DOW JONES ,59% -1,71% 1,38% -0,63% 1,49% 6,72% NASDAQ ,29% -2,11% 7,35% 0,92% 8,63% 14,03% MSCI WORLD ,37% -4,62% 0,41% -4,38% -1,33% 3,74% COMMODITIES: PETRÓLEO 81,01-1,28% -14,16% -12,63% -17,54% -14,42% -10,97% OURO 1.231,80-0,58% -4,32% 2,16% -5,28% -4,05% -6,84% CRB COMMODITIES 270-0,89% -7,70% -3,55% -8,91% -11,97% -1,35% MOEDAS: REAL / DOLAR 2,474 1,58% 10,64% 4,73% 10,87% 10,82% 8,11% DOLAR / EURO 1,27-0,71% -3,51% -7,80% -5,50% -8,64% -6,23% JUROS PÓS FIXADOS: DI OVER 10,84% 0,21% 1,70% 9,19% 2,65% 5,43% 10,80% FED FUND 0,25% 0,00% 0,04% 0,21% 0,06% 0,12% 0,24% JUROS PRÉ FIXADOS: PRÉ DE ANO 11,87% 0,03% 0,77% 1,31% 0,96% 0,56% 1,22% LIBOR 6 MESES 0,32% 0,00% -0,01% -0,03% -0,01% 0,00% -0,03% TREASURY 10 ANOS 2,27% 0,08% -0,07% -0,76% -0,19% -0,35% -0,37% Agenda Semanal SEGUNDA País Período Estimado Anterior Relevância Vendas de Casas Pendentes EUA Sep 1,00% -1,00% ++ QUARTA QUINTA SEXTA Reuniao do COPOM BRA 29-out 11,00% 11,00% +++ IGP-M BRA Oct 0,19% 0,20% +++ Confiança na economia EUR Oct 99,70 99,90 ++ PIB Trimestral (Anualizado) EUA 3Q A 3,10% 4,60% +++ Taxa de Desemprego EUR Sep 11,50% 11,50% ++ Divida Liquida/PIB (%) BRA Sep -- 35,90% ++ Resultado nominal do setor público consolidado BRA Sep B + Superavit Primario BRA Sep B ++ Confiança da Univ de Michigan EUA Oct F 86,40 86, PMI manufatura CHI Oct 51,10 51,10 ++

5 INFORMAÇÕES IMPORTANTES AO INVESTIDOR Este material, meramente informativo, foi preparado pela área de Estratégia do Votorantim Private Bank e não se caracteriza como relatório de análise, para fins da Instrução CVM nº 483/2010, e, não foi produzido por analista de valores mobiliários. As informações contidas neste material foram obtidas por meio de comunicação de acesso público, tais como jornais, revistas, internet entre outros, de forma aleatória. Tais informações estão sujeitas a alterações, a qualquer momento, sem que haja necessidade de comunicação neste sentido. Apesar das informações aqui contidas terem sido obtidas de fontes consideradas confiáveis, a área de Estratégia não pode garantir a precisão e veracidade das mesmas. As recomendações de alocação deste documento refletem única e exclusivamente a opinião pessoal dos profissionais da área de Estratégia do Votorantim Private Bank, de modo que as recomendações foram elaboradas de forma independente e autônoma com relação às demais áreas da Votorantim Asset Management DTVM Ltda., ao Banco Votorantim S.A. e demais empresas do Consolidado Econômico Financeiro Votorantim. As recomendações de alocação contidas neste documento apresentam riscos de investimento e não são asseguradas pelos fatos nem contam com qualquer tipo de garantia ou segurança da área de Estratégia. O Votorantim Private Bank e suas áreas de negócio não serão responsáveis por perdas diretas, indiretas ou lucros cessantes decorrentes da utilização deste material para quaisquer finalidades, incluindo, mas não se limitando a realização de negócios, investimentos ou transações baseadas nestas informações.sac: , Deficientes Auditivos e de Fala: Todos os dias, 24 horas por dia, ou pelo . Ouvidoria: , Deficientes Auditivos e de Fala: , de 2ª a 6ª feira das 9:00 às 18:00 hs. Estratégia de Investimento Votorantim Private Bank (11)

Crescimento e juros. Roberto Padovani Março 2013

Crescimento e juros. Roberto Padovani Março 2013 Crescimento e juros Roberto Padovani Março 2013 jan-91 dez-91 nov-92 out-93 set-94 ago-95 jul-96 jun-97 mai-98 abr-99 mar-00 fev-01 jan-02 dez-02 nov-03 out-04 set-05 ago-06 jul-07 jun-08 mai-09 abr-10

Leia mais

Relatório de Mercado Semanal

Relatório de Mercado Semanal Boletim Focus Relatório de Mercado Focus Fonte:Banco Central Cenário A semana que passou foi marcada pelo forte movimento de correção nas bolsas mundiais ocorrido na sexta-feira (9), após declarações hawkish

Leia mais

Apresentação Semanal. De 04 a 15 de abril de Matheus Rosignoli

Apresentação Semanal. De 04 a 15 de abril de Matheus Rosignoli 1 Apresentação Semanal De 04 a 15 de abril de 2016 Matheus Rosignoli mrosignoli@santander.com.br Indicadores e eventos da última semana Mar-08 Jul-08 Nov-08 Mar-09 Jul-09 Nov-09 Mar-10 Jul-10 Nov-10 Mar-11

Leia mais

INDX apresenta alta de 2,67% em março

INDX apresenta alta de 2,67% em março INDX apresenta alta de 2,67% em março Dados de Março/11 Número 51 São Paulo O Índice do Setor Industrial (INDX), composto pelas ações mais representativas do segmento, encerrou o mês de março de 2010,

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 4 de março de 2013 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaque da Semana Nos EUA, as negociações políticas continuam e espera-se que os líderes cheguem a um acordo que evite um evento de ruptura;

Leia mais

Desafios e Perspectivas da Economia Brasileira

Desafios e Perspectivas da Economia Brasileira Desafios e Perspectivas da Economia Brasileira 39º Prêmio Exportação Rio Grande do Sul - 2011 Alexandre Tombini Presidente do Banco Central do Brasil 20 de Junho de 2011 Conquistas da Sociedade Brasileira

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 28 de abril de 2014 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaque da Semana Declarações feitas pelo presidente do Banco Central europeu dão conta da possibilidade da instituição promover amplas

Leia mais

Conjuntura Nacional e Internacional Escola Florestan Fernandes, Guararema, 3 de julho de º. PLENAFUP

Conjuntura Nacional e Internacional Escola Florestan Fernandes, Guararema, 3 de julho de º. PLENAFUP Conjuntura Nacional e Internacional Escola Florestan Fernandes, Guararema, 3 de julho de 2015 5º. PLENAFUP Economia Brasileira I.54 - Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) Período Índice

Leia mais

CENÁRIO ECONÔMICO. Outubro 2016

CENÁRIO ECONÔMICO. Outubro 2016 CENÁRIO ECONÔMICO Outubro 2016 CENÁRIO ECONÔMICO Internacional - Destaques Mercados globais: avanço (modesto) da economia americana, bom desempenho(ainda) da China e melhora (discreta) da Zona do Euro

Leia mais

Perspectivas econômicas

Perspectivas econômicas Perspectivas econômicas 5º seminário Abecip Ilan Goldfajn Economista-chefe e Sócio Itaú Unibanco Maio, 2015 2 Roteiro Recuperação em curso nas economias desenvolvidas. O Fed vem adiando o início do ciclo

Leia mais

Juros sobem acompanhando mercado americano, alta do dólar e fiscal ruim no Brasil;

Juros sobem acompanhando mercado americano, alta do dólar e fiscal ruim no Brasil; 01-nov-2013 Juros sobem acompanhando mercado americano, alta do dólar e fiscal ruim no Brasil; Dólar inicia novembro em alta respondendo aos dados ruins de economia brasileira; Ibovespa em ligeira queda

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 12 de janeiro de 2015 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaques da Semana Economia internacional: Deflação na Europa reforça crença no QE (22/11); Pacote de U$1 trilhão em infraestrutura

Leia mais

Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) Colocar a economia no rumo do crescimento

Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) Colocar a economia no rumo do crescimento Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) Colocar a economia no rumo do crescimento Prof. Dr. Antonio Corrêa de Lacerda Barra Bonita, 25 de Novembro de 2016 BRASIL: EVOLUÇÃO DO CRESCIMENTO DO PIB (VAR.

Leia mais

Cenário Macroeconômico 2006 Janeiro de 2006

Cenário Macroeconômico 2006 Janeiro de 2006 Cenário Macroeconômico 2006 Janeiro de 2006 1 Cenário Econômico Regra básica: Cenário Internacional é dominante. Oscilações de curto prazo são determinadas exogenamente. 2 Cenário Internacional União monetária

Leia mais

CENÁRIO MACROECONÔMICO

CENÁRIO MACROECONÔMICO CENÁRIO MACROECONÔMICO SEGUE PAUTADO PELAS MUDANÇAS NO CENÁRIO GLOBAL, AFETANDO DIRETAMENTE O CÂMBIO, E PELO CRESCIMENTO MAIS MODERADO DA ECONOMIA DOMÉSTICA Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 26 de janeiro de 2015 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaques da Semana Economia internacional: Reunião do BCE e possível anuncio de pacote de estímulos. Eleições presidências na Grécia

Leia mais

O Sistema de Metas de Inflação No Brasil. - Como funciona o sistema de metas e seus resultados no Brasil ( ).

O Sistema de Metas de Inflação No Brasil. - Como funciona o sistema de metas e seus resultados no Brasil ( ). O Sistema de Metas de Inflação No Brasil - Como funciona o sistema de metas e seus resultados no Brasil (1999-2007). - Desempenho recente: a relação juros-câmbio. - Aceleração do crescimento econômico

Leia mais

Cenário macroeconômico

Cenário macroeconômico Cenário macroeconômico 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016* 2017* TAXA DE CRESCIMENTO DO PIB DO MUNDO (SOMA DOS PIBs OBTIDA PELA PARIDADE DO PODER DE COMPRA) 1980 - Título 2011 FONTE: FMI. ELABORAÇÃO E

Leia mais

CONTEXTO DA ECONOMIA E SEUS REFLEXOS NA AMÉRICA LATINA

CONTEXTO DA ECONOMIA E SEUS REFLEXOS NA AMÉRICA LATINA CONTEXTO DA ECONOMIA E SEUS REFLEXOS NA AMÉRICA LATINA AMÉRICA LATINA AMÉRICA LATINA Quatro desafios da economia da América Latina em 2015 Crescimento moderado da economia global; Queda do preço das comodities

Leia mais

Impactos da Crise Mundial sobre a Economia Brasileira

Impactos da Crise Mundial sobre a Economia Brasileira Impactos da Crise Mundial sobre a Economia Brasileira Centro das Indústrias do Estado de São Paulo - CIESP Campinas (SP) 29 de julho de 2009 1 CIESP Campinas - 29/07/09 Crise de 2008 breve histórico Início:

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 17 de dezembro de 2012 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaque da Semana A recuperação da economia norte-americana nos mantém relativamente otimistas para 2013, ainda que a questão do

Leia mais

EUA - PIB Variação Trimestral Anualizada

EUA - PIB Variação Trimestral Anualizada EUA - PIB Variação Trimestral Anualizada 8,0 7,0 7,2 6,0 5,0 4,0 3,0 2,0 1,0 5,0 4,8 5,6 4,3 4,5 4,1 4,0 3,8 3,9 3,6 3,5 3,3 3,1 2,8 2,6 2,7 2,6 2,4 2,1 1,9 1,3 1,1 1,2 1,1 0,6 0,7 0,6 0,0 (1,0) -0,3-0,6

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 6 de maio de 2013 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaque da Semana A redução dos juros confirma a tendência dos países ricos voltarem a discutir alternativas para tentar impedir que as

Leia mais

COMPORTAMENTO SEMANAL DE MERCADO

COMPORTAMENTO SEMANAL DE MERCADO jan/15 jan/15 Acomodação com o cenário externo A semana de 19 a 26 de fevereiro apresentou movimentos moderados nas principais variáveis de mercado. A despeito do resultado negativo para o IPCA-15 de fevereiro,

Leia mais

Ambiente econômico nacional e internacional

Ambiente econômico nacional e internacional Ambiente econômico nacional e internacional Apresentação para elaboração do documento referencial 2015-19 no Ministério do Turismo Manoel Pires - MF Cenário internacional O mundo se recupera da crise,

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 19 de janeiro de 2015 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaques da Semana Economia internacional: Reunião do BCE e possível anuncio de pacote de estímulos. Eleições presidências na Grécia

Leia mais

Sexta-Feira, 21 de outubro de 2016

Sexta-Feira, 21 de outubro de 2016 Sexta-Feira, 21 de outubro de 2016 Bom dia, "Prévia" da inflação oficial recua. Já com relação ao IPCA-15 (indicador que tem a mesma metodologia do IPCA que por sua vez reflete a inflação oficial do país,

Leia mais

ITABIRAPREV - INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE ITABIRA - MG. Relatório de Acompanhamento da Carteira de Investimentos Setembro De 2015

ITABIRAPREV - INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE ITABIRA - MG. Relatório de Acompanhamento da Carteira de Investimentos Setembro De 2015 Milhões ITABIRAPREV - INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE ITABIRA - MG Relatório de Acompanhamento da Carteira de Investimentos Setembro De 215 R$ 12 R$ 1 R$ 8 R$ 6 R$ 4 R$ 2 R$ Evolução do Patrimônio no Ano 89,7

Leia mais

Acomodação na renda fixa foi interrompida pela alta do dólar e dado forte de emprego nos EUA em junho.

Acomodação na renda fixa foi interrompida pela alta do dólar e dado forte de emprego nos EUA em junho. 05-jul-2013 Acomodação na renda fixa foi interrompida pela alta do dólar e dado forte de emprego nos EUA em junho. Leilões de swap cambial e mais flexibilidade de regras tributárias para a entrada de fluxo

Leia mais

PIB. PIB Trimestral 3,9% 2,6% 2,3% 2,3%

PIB. PIB Trimestral 3,9% 2,6% 2,3% 2,3% PIB O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) divulgou nesta última sextafeira, 29 de Maio, os dados do Produto Interno Bruto (PIB) referentes ao primeiro trimestre de 2015. Análise preliminar

Leia mais

2005: Prêmio de Risco; Cenário Externo e Convergência. Dany Rappaport Corecon, 27 de janeiro de 2005

2005: Prêmio de Risco; Cenário Externo e Convergência. Dany Rappaport Corecon, 27 de janeiro de 2005 2005: Prêmio de Risco; Cenário Externo e Convergência Dany Rappaport Corecon, 27 de janeiro de 2005 Cenário Externo Maior crescimento global em 30 anos. Crescimento do PIB em 2004 - Expectativa Área do

Leia mais

Relatório Econômico Mensal Fevereiro de Turim Family Office & Investment Management

Relatório Econômico Mensal Fevereiro de Turim Family Office & Investment Management Relatório Econômico Mensal Fevereiro de 2016 Turim Family Office & Investment Management ESTADOS UNIDOS TÓPICOS ECONOMIA GLOBAL Economia Global: EUA: Recuperação da atividade... Pág.3 Europa: Inflação

Leia mais

Projeto de Lei Orçamentária Anual 2017

Projeto de Lei Orçamentária Anual 2017 Projeto de Lei Orçamentária Anual 2017 Henrique Meirelles Ministro da Agosto 2016 Cenário de Referência 2 Foi observado o limite de crescimento da despesa contido na Proposta de Emenda Constitucional 241/2016

Leia mais

RESEARCH 18 DE JANEIRO DE Macroeconomia. Rentabilidade mensal Carteiras ATIVA. Para ter acesso ao relatório detalhado, clique aqui.

RESEARCH 18 DE JANEIRO DE Macroeconomia. Rentabilidade mensal Carteiras ATIVA. Para ter acesso ao relatório detalhado, clique aqui. dez-08 mar-09 jun-09 set-09 dez-09 mar-10 jun-10 set-10 dez-10 mar-11 jun-11 set-11 dez-11 mar-12 jun-12 set-12 dez-12 mar-13 jun-13 set-13 dez-13 mar-14 jun-14 set-14 dez-14 mar-15 jun-15 set-15 dez-15

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 17 de novembro de 2014 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaque da Semana Economia internacional: Bancos Centrais dominam atenção dos mercados. BCE sinaliza política monetária expansionista;

Leia mais

INFORME ECONÔMICO 8 de abril de 2016

INFORME ECONÔMICO 8 de abril de 2016 Jan-06 Jul-06 Jan-07 Jul-07 Jan-08 Jul-08 Jan-09 Jul-09 Jan-10 Jul-10 Jan-11 Jul-11 Jan-12 Jul-12 Jan-13 Jul-13 Jan-14 Jul-14 Jan-15 Jul-15 Jan-16 RESENHA SEMANAL E PERSPECTIVAS Nos Estados Unidos, a ata

Leia mais

Projeto desenvolvido por:

Projeto desenvolvido por: Coordenação Geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro Equipe Técnica Kennya Beatriz Siqueira - Pesquisadora Embrapa Gado de Leite Alziro Vasconcelos Carneiro - Analista Embrapa Gado de

Leia mais

Ibovespa desvalorizou 0,81%. Destaque positivo para Hering (+3,81%). Destaque negativo para Usiminas (- 3,49%).

Ibovespa desvalorizou 0,81%. Destaque positivo para Hering (+3,81%). Destaque negativo para Usiminas (- 3,49%). COMENTÁRIOS Os mercados domésticos tiveram uma segunda-feira negativa, em um dia de queda nas bolsas norteamericanas e valorização do dólar no mundo. Neste contexto, o CDS (proxy para prêmio de risco-brasil)

Leia mais

INTERNA. Este documento foi classificado como confidencial pelo Depec, e o acesso está autorizado, exclusivamente, a Ocepar.

INTERNA. Este documento foi classificado como confidencial pelo Depec, e o acesso está autorizado, exclusivamente, a Ocepar. INTERNA Este documento foi classificado como confidencial pelo Depec, e o acesso está autorizado, exclusivamente, a Ocepar. 1 DESAFIOS E INCERTEZAS DO CENÁRIO MACROECONÔMICO BRASILEIRO E GLOBAL 2 2 Fabiana

Leia mais

COMPORTAMENTO SEMANAL DE MERCADO

COMPORTAMENTO SEMANAL DE MERCADO jan/15 fev/15 Ligeira deterioração nos principais indicadores Com o feriado da Semana Santa, os principais indicadores para a semana de 18 a 24 de março apresentaram relativa estabilidade, com os mercados

Leia mais

ATA DE REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS - COMIN COMIN - Nº 13/2015

ATA DE REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS - COMIN COMIN - Nº 13/2015 ATA DE REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS - COMIN COMIN - Nº 13/2015 Data: 07/07/2015 Participantes Efetivos: Wagner de Jesus Soares Presidente, Mariana Machado de Azevedo Economista, Rosangela Pereira

Leia mais

CRESCIMENTO DO PIB MUNDIAL (%)

CRESCIMENTO DO PIB MUNDIAL (%) 1 1980 1981 1982 1983 1984 1985 1986 1987 1988 1989 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 CRESCIMENTO DO PIB

Leia mais

Dólar, commodities e PIB mais forte no Brasil pressionaram juros futuros com alta;

Dólar, commodities e PIB mais forte no Brasil pressionaram juros futuros com alta; 30-ago-2013 Dólar, commodities e PIB mais forte no Brasil pressionaram juros futuros com alta; Agenda com o mercado de trabalho nos EUA e proximidade do FOMC de setembro elevou novamente rendimento das

Leia mais

CENÁRIO ECONÔMICO BRASILEIRO EM TEMPOS DE CRISE. Marcelo Barros Amanda Aires

CENÁRIO ECONÔMICO BRASILEIRO EM TEMPOS DE CRISE. Marcelo Barros Amanda Aires CENÁRIO ECONÔMICO ASILEIRO EM TEMPOS DE CRISE Marcelo Barros Amanda Aires SUMÁRIO Breve retrospectiva Demanda agregada Oferta agregada Crise política (contexto econômico) Emprego Análise de cenários PIB

Leia mais

DESTAQUES DIÁRIOS RESEARCH 20 DE JANEIRO DE 2017

DESTAQUES DIÁRIOS RESEARCH 20 DE JANEIRO DE 2017 dez-08 mar-09 jun-09 set-09 dez-09 mar-10 jun-10 set-10 dez-10 mar-11 jun-11 set-11 dez-11 mar-12 jun-12 set-12 dez-12 mar-13 jun-13 set-13 dez-13 mar-14 jun-14 set-14 dez-14 mar-15 jun-15 set-15 dez-15

Leia mais

Os desafios da economia. Economista Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Outubro/2014

Os desafios da economia. Economista Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Outubro/2014 Os desafios da economia Economista Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Outubro/2014 Os desafios da economia Correção dos rumos da política econômica. Muito mais do que necessidade: É inevitável. Sem ajustes:

Leia mais

INFORME ECONÔMICO 26 de fevereiro de 2016

INFORME ECONÔMICO 26 de fevereiro de 2016 RESENHA SEMANAL E PERSPECTIVAS Inflação surpreende para cima nos EUA. No Brasil, mercado de trabalho segue deteriorando com inflação acima do esperado. Nos EUA, os dados de atividade mantiveram-se mistos,

Leia mais

COMPORTAMENTO SEMANAL DE MERCADO

COMPORTAMENTO SEMANAL DE MERCADO Seguindo os ventos externos A projeção do IPCA para os próximos 12 meses voltou a apresentar queda, contudo mesmo a estimativa para 2017 está ainda distante do centro da meta. Apesar das incertezas locais,

Leia mais

Política Industrial para a retomada do desenvolvimento Painel 1: Caminhos para a retomada

Política Industrial para a retomada do desenvolvimento Painel 1: Caminhos para a retomada Política Industrial para a retomada do desenvolvimento Painel 1: Caminhos para a retomada Prof. Dr. Antonio Corrêa de Lacerda São Paulo, 05 de Outubro de 2015 ECONOMIA INTERNACIONAL: TAXAS DE JUROS DE

Leia mais

COMPORTAMENTO SEMANAL DE MERCADO

COMPORTAMENTO SEMANAL DE MERCADO Menor aversão ao risco, mesmo com incertezas domésticas A semana do dia 24 de março a primeiro de abril ficou marcada por movimentos favoráveis no mercado de câmbio e de juros, nas expectativas inflacionárias

Leia mais

INFORME ECONÔMICO 28 de outubro de 2016

INFORME ECONÔMICO 28 de outubro de 2016 RESENHA SEMANAL E PERSPECTIVAS No Brasil, Banco Central sinalizou a manutenção do ritmo de corte para a próxima reunião. Nos Estados Unidos, o crescimento do PIB acelerou no terceiro trimestre. No Brasil,

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 10 de dezembro de 2012 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaque da Semana Pelo menos na semana que passou o abismo fiscal permaneceu em cena; Continuamos a trabalhar com a hipótese de manutenção

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 23 de setembro de 2013 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaque da Semana É inegável que o ambiente internacional tem hoje um viés menos negativo do que há algumas semanas, não apenas por

Leia mais

Informativo de Mercado Mensal

Informativo de Mercado Mensal Informativo de Mercado Mensal Fevereiro/2016 DESTAQUES O mês de fevereiro/16 foi risk on. No plano internacional, o cenário mais consensual revela que o quadro macroeconômico global se tornou mais complexo

Leia mais

DESTAQUES DIÁRIOS RESEARCH 6 DE JANEIRO DE 2017

DESTAQUES DIÁRIOS RESEARCH 6 DE JANEIRO DE 2017 dez-08 mar-09 jun-09 set-09 dez-09 mar-10 jun-10 set-10 dez-10 mar-11 jun-11 set-11 dez-11 mar-12 jun-12 set-12 dez-12 mar-13 jun-13 set-13 dez-13 mar-14 jun-14 set-14 dez-14 mar-15 jun-15 set-15 dez-15

Leia mais

Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016

Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016 Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016 Diretoria Adjunta de Análise e Disseminação de Informações Gerência de Indicadores Econômicos Em fevereiro de 2016, no acumulado de 12 meses,

Leia mais

INFORME ECONÔMICO 22 de julho de 2016

INFORME ECONÔMICO 22 de julho de 2016 RESENHA SEMANAL E PERSPECTIVAS Na Europa, o BCE sinalizou que pode reavaliar as medidas de estímulos monetários nas próximas reuniões. No Brasil, o Copom considerou que não há espaço para flexibilizar

Leia mais

Renda Fixa: 88%[(78% [CDI+0,5%]+17% IMAB + 5%IMAB5)+12%(103%CDI)] Renda Variável Ativa = 100%(IBrx+6%) Inv. estruturados = IFM Inv. no exterior = BDRX

Renda Fixa: 88%[(78% [CDI+0,5%]+17% IMAB + 5%IMAB5)+12%(103%CDI)] Renda Variável Ativa = 100%(IBrx+6%) Inv. estruturados = IFM Inv. no exterior = BDRX Objetivo Os investimentos dos Planos Básico e Suplementar, modalidade contribuição definida, tem por objetivo proporcionar rentabilidade no longo prazo através das oportunidades oferecidas pelos mercados

Leia mais

Menor volatilidade de emergentes e dados mais fracos fazem juros ceder na semana;

Menor volatilidade de emergentes e dados mais fracos fazem juros ceder na semana; Semana de 03 a 07 de Fevereiro Menor volatilidade de emergentes e dados mais fracos fazem juros ceder na semana; Dólar se deprecia diante de indicadores menos positivos de atividade americana; Ibovespa

Leia mais

Consultoria. Conjuntura Econômica e Perspectivas Setembro/2016. Juan Jensen

Consultoria. Conjuntura Econômica e Perspectivas Setembro/2016. Juan Jensen Consultoria Conjuntura Econômica e Perspectivas 2017-22 Setembro/2016 Juan Jensen jensen@4econsultoria.com.br PIB Confiança segue mostrando recuperação na margem, ainda que nível ainda seja baixo Estamos

Leia mais

Relatório Mensal. Março. Instituto de Previdência e Assistência do Município do Rio de Janeiro - PREVI-RIO DIRETORIA DE INVESTIMENTOS

Relatório Mensal. Março. Instituto de Previdência e Assistência do Município do Rio de Janeiro - PREVI-RIO DIRETORIA DE INVESTIMENTOS Relatório Mensal 2011 Março Instituto de Previdência e Assistência do Município do Rio de Janeiro - PREVI-RIO DIRETORIA DE INVESTIMENTOS Composição da Carteira Ativos Mobiliários e Imobiliários 0,53% 39,27%

Leia mais

Técnico Diário I 10 de janeiro de 2017 I Citi Corretora

Técnico Diário I 10 de janeiro de 2017 I Citi Corretora Dólar Futuro Índice Futuro Ibovespa SP500 ECOR3 ITUB4 TAEE11 R4 3.823 72.195 68.970-13.03 - - R3 3.753 71.685 65.300-10.83 - - R2 3.582 67.527 63.473-9.97 38.31 24.95 R1 3.502 64.563 62.400 2.280 9.42

Leia mais

Apresentação disciplina ECO034

Apresentação disciplina ECO034 215 Apresentação disciplina ECO34 Panorama do primeiro semestre de 215 Alguns fatores no primeiro semestre de 215 vêm afetando a economia, e fazendo com que a população diminua o seu consumo. Aceleração

Leia mais

DESTAQUES DIÁRIOS RESEARCH 28 DE NOVEMBRO DE 2016

DESTAQUES DIÁRIOS RESEARCH 28 DE NOVEMBRO DE 2016 dez-08 mar-09 jun-09 set-09 dez-09 mar-10 jun-10 set-10 dez-10 mar-11 jun-11 set-11 dez-11 mar-12 jun-12 set-12 dez-12 mar-13 jun-13 set-13 dez-13 mar-14 jun-14 set-14 dez-14 mar-15 jun-15 set-15 dez-15

Leia mais

Prestação de Contas - LRF Banco Central: Objetivos das Políticas Monetária, Creditícia e Cambial e Impacto Fiscal de suas Operações

Prestação de Contas - LRF Banco Central: Objetivos das Políticas Monetária, Creditícia e Cambial e Impacto Fiscal de suas Operações Prestação de Contas - LRF Banco Central: Objetivos das Políticas Monetária, Creditícia e Cambial e Impacto Fiscal de suas Operações Henrique de Campos Meirelles Novembro de 20 Prestação de Contas - LRF

Leia mais

INFORME ECONÔMICO 19 de agosto de 2016

INFORME ECONÔMICO 19 de agosto de 2016 RESENHA SEMANAL E PERSPECTIVAS Nos EUA, a alta de juros está mais próxima. No Brasil, o movimento da Selic permanece condicionado ao controle da inflação e à aprovação do ajuste fiscal. Nos EUA, membros

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 18 de março de 2013 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaque da Semana O relativo otimismo com os EUA não pode ser replicado com a Europa; Trabalhamos com a hipótese de que o BC elevará

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 13 de abril de 2015 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaques da Semana Economia internacional: Ata do FED tem tom indefinido; Commodities tem semana positiva; Principais bolsas fecham

Leia mais

O Papel da Indústria de Fundos Brasileira na Promoção do Desenvolvimento Econômico Sustentado. São Paulo, 06 de julho de 2006

O Papel da Indústria de Fundos Brasileira na Promoção do Desenvolvimento Econômico Sustentado. São Paulo, 06 de julho de 2006 O Papel da Indústria de Fundos Brasileira na Promoção do Desenvolvimento Econômico Sustentado São Paulo, 06 de julho de 2006 Relação Moedas x Ouro - 01/1999=100 Cotação Ouro (onça-troy) - 100=12/2000 270

Leia mais

Relatório Mercatto OABPREV RJ Fundo Multimercado

Relatório Mercatto OABPREV RJ Fundo Multimercado Relatório Mercatto OABPREV RJ Fundo Multimercado Abril/11 Sumário 1. Características do Fundo Política de Gestão Objetivo do Fundo Público Alvo Informações Diversas Patrimônio Líquido 2. Medidas Quantitativas

Leia mais

Alteramos as expectativas para a taxa Selic em 2013 e 2014; Atividade econômica no Brasil poderá ser fraca também no 4º trimestre de 2013.

Alteramos as expectativas para a taxa Selic em 2013 e 2014; Atividade econômica no Brasil poderá ser fraca também no 4º trimestre de 2013. 27-set-2013 Semana foi de dólar e juros em alta, Bolsa em queda; Alteramos as expectativas para a taxa Selic em 2013 e 2014; Atividade econômica no Brasil poderá ser fraca também no 4º trimestre de 2013.

Leia mais

INFORME ECONÔMICO 15 de janeiro de 2016

INFORME ECONÔMICO 15 de janeiro de 2016 set-11 dez-11 mar-12 jun-12 set-12 dez-12 mar-13 jun-13 dez-13 mar-14 jun-14 dez-14 mar-15 jun-15 dez-15 RESENHA SEMANAL E PERSPECTIVAS Incertezas na China trazem volatilidade aos mercados internacionais.

Leia mais

Carta Mensal Novembro 2015

Carta Mensal Novembro 2015 Canvas Classic FIC FIM (nova razão social do Peninsula Hedge FIC FIM) Ao longo de novembro, a divergência na direção da política monetária conduzida pelos dois mais relevantes bancos centrais do mundo

Leia mais

CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 2 SUMÁRIO Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita de

Leia mais

Inflação CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA. Consultoria Desenvolvendo soluções, alavancando resultados!

Inflação CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA. Consultoria Desenvolvendo soluções, alavancando resultados! Inflação 2 CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA Consultoria Desenvolvendo soluções, alavancando resultados! Antecedentes A história do processo inflacionário brasileiro é longa, e estabelecer um corte cronológico

Leia mais

PME registra menor taxa de desemprego da série histórica para o mês de fevereiro, mas indica acomodação no mercado de trabalho.

PME registra menor taxa de desemprego da série histórica para o mês de fevereiro, mas indica acomodação no mercado de trabalho. PME registra menor taxa de desemprego da série histórica para o mês de fevereiro, mas indica acomodação no mercado de trabalho. Segundo apuração da PME (Pesquisa Mensal do Emprego), realizada pelo IBGE,

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 23 de março de 2015 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaques da Semana Economia internacional: Mercado entende a retirada da palavra paciente do comunicado do FED como um tom dovish; DXY

Leia mais

Carta de Conjuntura do Setor de Seguros

Carta de Conjuntura do Setor de Seguros Carta de Conjuntura do Setor de Seguros Número 11, Fevereiro/2015 www.ratingdeseguros.com.br 1 Objetivo: O objetivo desta é ser uma avaliação mensal desse segmento e seus setores relacionados (resseguro,

Leia mais

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Análise Setorial Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Dezembro de 2014 Sumário 1. Perspectivas do Cenário Econômico em 2015... 3 2. Balança Comercial no Ano de 2014... 4 3.

Leia mais

Carta ao Cotista Julho Ambiente Macroeconômico. Internacional

Carta ao Cotista Julho Ambiente Macroeconômico. Internacional Carta ao Cotista Julho 2015 Ambiente Macroeconômico Internacional A economia chinesa expandiu-se 7% no primeiro semestre, o resultado foi ligeiramente melhor do que o previsto pelo mercado. Dados recentes

Leia mais

Siderurgia. Siderurgia: Primeiros sinais de recuperação. Análise de Investimentos Relatório de Setorial. Produção Brasileira de Aço

Siderurgia. Siderurgia: Primeiros sinais de recuperação. Análise de Investimentos Relatório de Setorial. Produção Brasileira de Aço : Primeiros sinais de recuperação Após uma crise prolongada, já se pode ver pequenos sinais de recuperação na siderurgia. No Brasil, a produção de julho/2016 foi a maior dos dez últimos meses. As vendas

Leia mais

Economia Brasileira: da estabilidade macroeconômica ao crescimento sustentado

Economia Brasileira: da estabilidade macroeconômica ao crescimento sustentado Economia Brasileira: da estabilidade macroeconômica ao crescimento sustentado Junho de 2010 Wilson R. Levorato Diretor Geral Brasil e a crise internacional: porque nos saímos tão bem? Onde estamos? Cenário

Leia mais

Cenário Macro Semanal

Cenário Macro Semanal Resultado positivo do IBC-Br em outubro possivelmente elevará as expectativas de crescimento para o ano O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), o qual representa uma proxy mensal do

Leia mais

Cenários. Plano Milênio. Justificativa da Rentabilidade Mensal

Cenários. Plano Milênio. Justificativa da Rentabilidade Mensal Ano IV Edição: maio/2013 nº 33 Informações referentes à abril/2013 Cenários Cenário Internacional O sentimento dos investidores globais melhorou no último mês com a solução para a crise no Chipre e o melhor

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 15 de julho de 2013 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaque da Semana A política monetária dos EUA deve seguir acomodatícia por um bom tempo; A deliberação do Comitê de Política Monetária

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 22 de junho de 2015 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaques da Semana Economia internacional: Reunião do FOMC ainda com tom dovish; Preocupações com a Grécia ainda persistem e compromete

Leia mais

INFORME ECONÔMICO 22 de maio de 2015

INFORME ECONÔMICO 22 de maio de 2015 RESENHA SEMANAL E PERSPECTIVAS Setor de construção surpreende positivamente nos EUA. Cenário de atividade fraca no Brasil impacta o mercado de trabalho. Nos EUA, os indicadores do setor de construção registraram

Leia mais

Operações Crédito do SFN

Operações Crédito do SFN BC: Operações de Crédito do Sistema Financeiro Nacional (SFN) registra alta de 0,3% em novembro e retração de 2,3% em 12 meses O crédito total do SFN incluindo as operações com recursos livres e direcionados

Leia mais

O desafio da competitividade. Maio 2012

O desafio da competitividade. Maio 2012 O desafio da competitividade Maio 2012 ECONOMY RESEARCH Roberto Padovani Economista-Chefe (55 11) 5171.5623 roberto.padovani@votorantimcorretora.com.br Rafael Espinoso Estrategista CNPI-T (55 11) 5171.5723

Leia mais

Congresso Paulista de Jovens Empreendedores

Congresso Paulista de Jovens Empreendedores Congresso Paulista de Jovens Empreendedores Henrique de Campos Meirelles Novembro de 20 1 Novo Modelo Econômico: Estabilidade Macroeconômica com Distribuição de Renda 2 US$ bilhões Reservas Internacionais

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 23 de fevereiro de 2015 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaques da Semana Economia internacional: Ata do FED vem com tom mais dovish; DXY e Commodities tem movimento lateral durante a

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 15 de dezembro de 2014 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaques da Semana Economia internacional: Pessimismo marca cenário internacional ; Petróleo continua em queda Economia brasileira:

Leia mais

Evolução Recente da Economia Brasileira

Evolução Recente da Economia Brasileira Evolução Recente da Economia Brasileira Henrique de Campos Meirelles Novembro de 2008 1 Panorama Internacional 2 US$ bilhões EUA: Emissão de Commercial Papers (CP) por Empresas Não-Financeiras 2.400 subprime

Leia mais

Outubro/2011. Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

Outubro/2011. Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos Outubro/2011 Cenário para as Micro e Pequenas Empresas Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos 1 Números das Micro e Pequenas Empresas no Brasil 2 Micro e pequenas empresas (até 99 funcionários)

Leia mais

INFORME ECONÔMICO 25 de setembro de 2015

INFORME ECONÔMICO 25 de setembro de 2015 mar-07 dez-07 set-08 jun-09 mar-10 dez-10 set-11 jun-12 mar-13 dez-13 set-14 jun-15 Jan-06 Jul-06 Jan-07 Jul-07 Jan-08 Jul-08 Jan-09 Jul-09 Jan-10 Jul-10 Jan-11 Jul-11 Jan-12 Jul-12 Jan-13 Jul-13 Jan-14

Leia mais

INDX apresenta estabilidade em abril

INDX apresenta estabilidade em abril 1-2- 3-4- 5-6- 7-8- 9-10- 11-12- 13-14- 15-16- 17-18- 19-20- 21-22- 23-24- 25-26- 27-28- 29-30- INDX INDX ANÁLISE MENSAL INDX apresenta estabilidade em abril Dados de Abril/11 Número 52 São Paulo O Índice

Leia mais

INFORME ECONÔMICO 1 de julho de 2016

INFORME ECONÔMICO 1 de julho de 2016 RESENHA SEMANAL E PERSPECTIVAS Na Europa, os líderes europeus sinalizaram que há pouco espaço para concessões ao Reino Unido. No Brasil, o banco central sugeriu estabilidade da Selic nas próximas reuniões.

Leia mais

Sexta-Feira, 06 de janeiro de 2017

Sexta-Feira, 06 de janeiro de 2017 Sexta-Feira, 06 de janeiro de 2017 Bom dia, O Índice Geral de Preços - DI acelera no último mês do ano. O IGP-DI variou 0,83%, em dezembro, ante uma variação registrada em novembro de 0,05%. No comparativo

Leia mais

Relatório Mensal de Câmbio e Macroeconomia. Abril/15 INTL FCStone Inc.

Relatório Mensal de Câmbio e Macroeconomia. Abril/15 INTL FCStone Inc. Relatório Mensal de Câmbio e Macroeconomia Abril/15 INTL FCStone Inc. Aviso Legal A negociação de derivativos, tais como futuros, opções e swaps pode não ser adequada para todos os investidores. A negociação

Leia mais