BHLS como uma estratégia de melhoria da qualidade do serviço de ônibus

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BHLS como uma estratégia de melhoria da qualidade do serviço de ônibus"

Transcrição

1 BHLS como uma estratégia de melhoria da qualidade do serviço de ônibus Richele Cabral 1 ; Eunice Horácio S. B. Teixeira 1 ; Milena S. Borges 1 ; Miguel Ângelo A. F. de Paula 1 ; Pedro Paulo S. de Souza 1 ; Claudio Leite 1, Luciana Costa Brizon 1 1 Fetranspor Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro; Rua da Assembleia,10 39º andar, Centro, Rio de Janeiro-RJ; Tel.: (21) ; RESENHA Em busca de uma solução de mobilidade para locais densamente ocupados e com vias estreitas, foi desenvolvido na Europa o conceito de Bus with high level of service troncalização do sistema de ônibus convencional, com melhorias de qualidade típicas de um sistema BRT, mas sem construção de canaletas exclusivas segregadas. PALAVRAS-CHAVE Mobilidade, Ônibus, BHLS, Bus with high level of service, Transporte Público INTRODUÇÃO É inegável o problema de imagem do transporte coletivo quando comparado com o automóvel. E mesmo entre os modos disponíveis, muitas pessoas não consideram o ônibus como uma opção alternativa para seus deslocamentos, pois, para elas, os veículos ônibus representam lentidão, desconforto e irregularidade, enquanto o carro representa liberdade individual, rapidez e status. Um homem com mais de 26 anos, dentro de um ônibus, pode se considerar um fracassado". - Margaret Thatcher (1986). Para inverter essa lógica, não basta apenas melhorar a qualidade do serviço, com veículos mais confortáveis, seguros e rápidos. É preciso ir além, criando a imagem de um serviço moderno, acessível, fácil de utilizar e integrado à estrutura urbana. Uma possibilidade são os sistemas de BRT (Bus Rapid Transit), que adota as características funcionais de um serviço semi-pesado, possuindo grande potencial de captação de novos clientes. Com a reformulação da mobilidade urbana nas cidades sede da Copa do Mundo de 2014, diversos projetos de BRT estão em andamento no País, o que representa um avanço para um patamar superior de nível de serviço. No entanto, essa solução nem sempre se mostra adequada aos moldes de urbanismo europeu, de ocupação altamente densificada, devido aos altos custos de desapropriação para a implantação da infraestrutura. Diante desse cenário, foi desenvolvido na Europa o conceito de BHLS Bus with high level of service. Nesse modelo, o aumento de eficiência operacional é atingido por meio da troncalização e racionalização do sistema de ônibus convencional. Dispensando obras de infraestrutura pesada, nesses sistemas é possível transportar até 65 mil passageiros por dia, sem que isso incorra na construção de canaletas exclusivas. Na Figura 1 é mostrado o veículo típico de um sistema BHLS em Nîmes (França).

2 Figura 1 Veículo do Tipo BHLS na Cidade de Nîmes (França). DIAGNÓSTICO, PROPOSIÇÕES E RESULTADOS O termo BHLS engloba uma enorme variedade de elementos, que são combinados para oferecer um serviço de ônibus de mais qualidade. Entre as várias medidas que fazem parte de um sistema de Bus with high level of service, podemos destacar: - Extensas faixas preferencias, opcionalmente com segregação; - Pequenos trechos preferenciais para evitar interseções congestionadas; - Passagens diretas em interseções; - Prioridade semafórica; - Pequenas alterações geométricas na via para dar preferência ao ônibus; - Redesenho da rede; - Horário de operação estendido, com serviços noturnos; - Controle da operação baseada em ITS (sistemas inteligentes de transporte); - Controle de direção por meio de guias físicas, ópticas ou eletrônicas; - Sistema tarifário avançado e integrado; - Informação em tempo real avançada; - Abrigos de alta qualidade; - Estruturas de Park n Ride; - Ônibus de alta qualidade, com piso baixo, sistema automático de transmissão e baixa emissão de poluentes; - Marketing, branding e reposicionamento do produto ônibus; - Treinamento de motoristas. Embora a maioria dos sistemas BHLS seja implantada com poucas obras civis, dando maior ênfase nas soluções de ITS para a priorização do sistema, existem as exceções. No caso do sistema implantado na cidade de Cambridge (UK), foi implantada uma extensa via de canaletas em concreto ao longo de uma ferrovia desativada como ilustrado na Figura 2. A principal vantagem dessa solução bem próxima de um BRT sul-americano é a economia de largura de seção obtida através do sistema de guias físicas, tornando o fator humano quase irrelevante na operação do veículo e dispensando as tradicionais margens de segurança.

3 Figura 2 Sistema BHLS com Guias Físicas de Cambridge (UK). Vale destacar que o contexto do BHLS na Europa é diferente do BRT no restante do mundo. Lá, o transporte de massa já é bem servido por metrôs e VLTs e ônibus raramente são utilizados como transporte de massa. Desse e modo, o objetivo principal é o de reestabelecer a confiabilidade e efetividade operacional do ônibus, reposicionando o produto. (FINN, 2012) Além disso, em tempos de orçamento apertado, muitos governos veem o BHLS como uma alternativa ao VLT, ao mesmo tempo em que elevam a qualidade e a demanda de linhas de ônibus existentes, tornando-as as mais sustentáveis e diminuindo a necessidade de subsídios. Tabela 1 Dados de BHLS na Europa.

4 No contexto carioca, o BHLS surge como uma evolução natural às faixas BRS já implantadas, ao mesmo tempo em que complementa e dá permeabilidade à rede BRT planejada para o Rio de Janeiro. Já no momento da implantação do BRS foram adotadas algumas das medidas típicas de BHLS, como a racionalização e o escalonamento de pontos, reordenando o sistema. Levando essas medidas para um próximo patamar com a implantação de uma frota dedicada no padrão metrobus,, melhorias nos abrigos e na informação ao usuário em tempo real será possível atingir o nível de qualidade de um sistema BHLS, aumentando ainda mais o potencial de atração de usuários de automóveis. Estão sendo estudados inicialmente dois trechos para a implantação de um sistema BHLS no Rio de Janeiro: Alvorada-Leblon e Leblon-Santos Dumont (Aeroporto). O primeiro representa um dos eixos de maior congestionamento da cidade, onde a saturação das vias já atingiu seu nível crítico e há relutância em conversão modal por parte dos usuários. O segundo engloba, em sua maior parte, vias que já contam com faixas preferenciais BRS, estendendo os serviços até o centro da cidade e integrando com o futuro BRT TransBrasil. Dando um passo adiante na racionalização obtida com o BRS, linhas radiais dessas regiões deverão ser fundidas e operadas por um único consórcio, com um centro de controle centralizado nos moldes do que já existe para o BRT. Desse e modo, em conjunto com sistemas ITS, o CCO passa a interferir ativamente na operação, enviando ordens para os motoristas e alterando prioridades semafóricas. Figura 3 Visão conceitual do BHLS Alvorada - Leblon Outro ponto ainda em desenvolvimento é a questão tarifária. Com o aumento das dimensões dos veículos, é necessário prover um meio rápido para embarcar os passageiros sem que isso afete significativamente o dwell time.. Embora a utilização de veículos de piso baixo já impacte positivamente na redução deste tempo (LEVINE, 1994), é preciso prever algum tipo de pré-pagamento pagamento para maximizar a eficiência da operação, aliado a um sistema de proof-of-payment que evite a evasão.

5 Somando isto à implantação de pontos de parada modernos, com sistema de previsão de tempo de chegada e informações estáticas complementares; e à utilização de tecnologias limpas já em desenvolvimento no país e no mundo (biocombustíveis, híbridos ou elétricos), será possível atingir um elevado nível de qualidade com pouco custo de implantação e sem maiores impactos na operação. Com isso, espera-se uma evolução ainda maior no sistema de transporte público do Rio de Janeiro, indo além dos corredores de BRS, trazendo mais qualidade de vida para a população. CONCLUSÕES Entre diversas soluções disponíveis para a melhoria do transporte público por ônibus, com aumento de confiabilidade e de efetividade operacional, pode-se citar o BHLS. Sistema esse que nada mais é do que a troncalização do sistema de ônibus convencional, aliado às melhorias de qualidade típicas de um sistema BRT, sem que isso incorra na construção de canaletas exclusivas segregadas. Isso é possível por meio da implementação tanto de soluções de ITS como de melhorias no ambiente operacional, tais como informações dinâmicas nos pontos de parada, bilhetagem totalmente eletrônica, totens de informação nos pontos de parada, adoção de ônibus de piso baixo e com transmissão automática e sistemas ópticos de direção, entre outros. Dessa forma, observa-se um aumento da velocidade e da eficiência do serviço ao mesmo tempo em que há um aumento de confiabilidade e um reposicionamento do produto, que podem ser reforçados por ações de marketing. E um dos aspectos que tornam o BHLS uma excelente alternativa para grandes cidades, com pouco espaço disponível para alterações viárias, é a questão de custo monetário inferior ao de um VLT ou BRT, por exemplo. Isso é um dos pontos mais importantes quando se pensa em soluções de mobilidade em países com menos recursos disponíveis para o transporte. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ARAÚJO, A. Mais uma opção de Transporte Público. Transportes em Revista, p , Abril/2010. EUROPEAN COOPERATION IN SCIENCE AND TECHNOLOGY. Buses with High Level of Service - Fundamental characteristics and recommendations. [S.l.]. October October FINN, B. Bus with High Level of Service. Brasília: ETTS LTD, Ireland, HIDALGO, D.; CARRIGAN, A. Modernizing Public Transportation. EMBARQ/World Resources Institute. Washington DC LEVINE, J. Dwell-Time Effects of Low-Floor Bus Design. Journal of Transportation Engineering, Michigan, RABUEL, S. BHLS or tramway in France : scope of application and choice. 12th WCTR, Lisboa, 2010.

BRT Transoeste: transformando o conceito de transporte público no Rio de Janeiro

BRT Transoeste: transformando o conceito de transporte público no Rio de Janeiro BRT Transoeste: transformando o conceito de transporte público no Rio de Janeiro Richele Cabral 1 ; Eunice Horácio S. B. Teixeira 1 ; Milena S. Borges 1 ; Miguel Ângelo A. F. de Paula 1 ; Pedro Paulo S.

Leia mais

Transporte público no Rio de Janeiro: encontrando soluções para uma mobilidade sustentável.

Transporte público no Rio de Janeiro: encontrando soluções para uma mobilidade sustentável. Transporte público no Rio de Janeiro: encontrando soluções para uma mobilidade sustentável. Richele Cabral 1 ; Eunice Horácio S. B. Teixeira 1 ; Milena S. Borges 1 ; Miguel Ângelo A. F. de Paula 1 ; Pedro

Leia mais

Transporte e Planejamento Urbano

Transporte e Planejamento Urbano Transporte e Planejamento Urbano para o Desenvolvimento da RMRJ Julho/2014 Cidades a maior invenção humana As cidades induzem a produção conjunta de conhecimentos que é a criação mais importante da raça

Leia mais

Planejamento das Linhas de ônibus no Rio com a derrubada da perimetral.

Planejamento das Linhas de ônibus no Rio com a derrubada da perimetral. Planejamento das Linhas de ônibus no Rio com a derrubada da perimetral. Aline Leite 1 ; Daniel Lopes 1 ; Eduardo Tavares da Silva 2 ; Eunice Horário Teixeira 2 ; Jorge Tiago Bastos 2 ; Luciana Brizon 2

Leia mais

CRITÉRIOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE MOBILIDADE URBANA. Lúcia Maria Mendonça Santos Ministério das Cidades

CRITÉRIOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE MOBILIDADE URBANA. Lúcia Maria Mendonça Santos Ministério das Cidades CRITÉRIOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE MOBILIDADE URBANA Lúcia Maria Mendonça Santos S e m i n á r i o M o b i l i d a d e U r b a n a S u s t e n t á v e l : P r á t i c a s e T e n d ê n c

Leia mais

Evolução do congestionamento

Evolução do congestionamento Evolução do congestionamento Crescimento populacional estável Taxa de motorização crescente 2025 2005 Surgimento de novos pólos de atração de viagens Deslocamentos na cidade Rede de transporte para 2016

Leia mais

BRT, BRS, Corredores e Faixas Exclusivas de Ônibus

BRT, BRS, Corredores e Faixas Exclusivas de Ônibus BRT, BRS, Corredores e Faixas Exclusivas de Ônibus Marcos Bicalho dos Santos Diretor Institucional e Administrativo da NTU Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Públicos de Transporte Urbano e Trânsito

Leia mais

Visita técnica EMBARQ Brasil 16 de outubro de 2014. Apoio na elaboração do parecer técnico

Visita técnica EMBARQ Brasil 16 de outubro de 2014. Apoio na elaboração do parecer técnico Visita técnica EMBARQ Brasil 16 de outubro de 2014 Rejane Fernandes, Diretora de Relações Estratégicas & Desenvolvimento Diogo Pires Ferreira, Coordenador de Projetos de Transporte Apoio na elaboração

Leia mais

A consolidação da rede de BRS do Rio de Janeiro.

A consolidação da rede de BRS do Rio de Janeiro. A consolidação da rede de BRS do Rio de Janeiro. Aline Leite 1 ; Diego Mateus da Silva 1 ; Eduardo Tavares da Silva 2 ; Luciana Brizon 2 ; Luciana Pires 2 ; Marcelo Mancini 1 ; Miguel Ângelo de Paula 2

Leia mais

Paulo Sergio Custodio Outubro 2013

Paulo Sergio Custodio Outubro 2013 Paulo Sergio Custodio Outubro 2013 Mobilidade significa liberdade de participação do mercado, de ser consumidor em uma sociedade capitalista pura. A quantidade de viagens realizadas (consumidas) pelas

Leia mais

Tecnologias empregadas no transporte por ônibus no Rio de Janeiro - RJ. Richele Cabral Diretora de Mobilidade Urbana

Tecnologias empregadas no transporte por ônibus no Rio de Janeiro - RJ. Richele Cabral Diretora de Mobilidade Urbana Tecnologias empregadas no transporte por ônibus no Rio de Janeiro - RJ Richele Cabral Diretora de Mobilidade Urbana Setembro de 2014 Ambiente Institucional Entidades Nacionais Empresariais Empresas Associadas

Leia mais

Políticas de integração para mobilidade urbana em cidades coordenadas por diferente modais Wagner Colombini Martins 20/09/2013

Políticas de integração para mobilidade urbana em cidades coordenadas por diferente modais Wagner Colombini Martins 20/09/2013 Políticas de integração para mobilidade urbana em cidades coordenadas por diferente modais Wagner Colombini Martins 20/09/2013 A gestão pública brasileira é marcada pela atuação setorial, com graves dificuldades

Leia mais

Audiência Pública Câmara dos Deputados

Audiência Pública Câmara dos Deputados Audiência Pública Câmara dos Deputados QUALIDADE DO TRANSPORTE PÚBLICO Marcos Bicalho dos Santos Brasília-DF, 25 de setembro de 2013 Estrutura da apresentação 1. Contexto; 2.SistemasBRTeBRS Prioridadeparaotransportepúblicoporônibus;

Leia mais

MANEJO DE LA CALIDAD EN EL SISTEMA DE TRANSPORTE PUBLICO DE SAO PAULO

MANEJO DE LA CALIDAD EN EL SISTEMA DE TRANSPORTE PUBLICO DE SAO PAULO MANEJO DE LA CALIDAD EN EL SISTEMA DE TRANSPORTE PUBLICO DE SAO PAULO III Congreso Las Mejores Prácticas SIBRT en America Latina Ciro Biderman - SPTrans Junio, 2013 Cenário 2012 Sistema de transporte urbano

Leia mais

Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal

Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal Audiências Públicas Investimento e Gestão: Desatando o Nó Logístico do Pais 2º Ciclo Financiamento e Gestão da Infraestrutura de Transportes no

Leia mais

SITUAÇÃO ENCONTRADA NO DF EM 2007

SITUAÇÃO ENCONTRADA NO DF EM 2007 SITUAÇÃO ENCONTRADA NO DF EM 2007 Frota antiga e tecnologia obsoleta; Serviço irregular de vans operando em todo o DF 850 veículos; Ausência de integração entre os modos e serviços; Dispersão das linhas;

Leia mais

CIDADE DO CIDADE PARA AUTOMÓVEL PESSOAS

CIDADE DO CIDADE PARA AUTOMÓVEL PESSOAS MOBILIDADE URBANA Na região Metropolitana de Florianópolis e o PLAMUS Superintendência da Região Metropolitana da Grande Florianópolis CIDADE DO AUTOMÓVEL CIDADE PARA PESSOAS RACIONALIZAÇÃO DO ESPAÇO Espaço

Leia mais

População 1,8 milhões Área 435 km 2 Extensão Norte-Sul 35 km Extensão Leste-Oeste 20 km 9 regionais 75 bairros

População 1,8 milhões Área 435 km 2 Extensão Norte-Sul 35 km Extensão Leste-Oeste 20 km 9 regionais 75 bairros População 1,8 milhões Área 435 km 2 Extensão Norte-Sul 35 km Extensão Leste-Oeste 20 km 9 regionais 75 bairros 1.º lugar A cidade mais digital do Brasil Fundação CPqD e Momento Editorial 2.º Lugar em 2011

Leia mais

Intelligent Transportation Systems

Intelligent Transportation Systems Intelligent Transportation Systems Mauricio Consulo Diretor America Latina Clever Devices - Overview Sede em Nova Iorque, EUA. Provedora de sistemas de informações digitais, Sistemas de Inteligentes de

Leia mais

BRT MANAUS TRANSPORTE PÚBLICO MASSIVO: BRT MANAUS

BRT MANAUS TRANSPORTE PÚBLICO MASSIVO: BRT MANAUS TRANSPORTE PÚBLICO MASSIVO: BRT MANAUS CLAUDEMIR JOSÉ ANDRADE Arquiteto e Urbanista Membro da Comissão Executiva de Planejamento e Gestão de Projetos Manaus Sede da Copa do Mundo de 2014. BUS RAPID TRANSIT?

Leia mais

DEFINIÇÃO DAS BOAS PRÁTICAS E DOS DESAFIOS DO TRANSPORTE URBANO DE CARGA.

DEFINIÇÃO DAS BOAS PRÁTICAS E DOS DESAFIOS DO TRANSPORTE URBANO DE CARGA. DEFINIÇÃO DAS BOAS PRÁTICAS E DOS DESAFIOS DO TRANSPORTE URBANO DE CARGA. Caro participante, Agradecemos a sua presença no III Megacity Logistics Workshop. Você é parte importante para o aprimoramento

Leia mais

Análise da Proposta de Implantação do sistema BRT no Município de João Pessoa-PB.

Análise da Proposta de Implantação do sistema BRT no Município de João Pessoa-PB. Análise da Proposta de Implantação do sistema BRT no Município de João Pessoa-PB. Jessé Pedro Gomes Júnior 1 ; Lidiane Cristina Félix Gomes 2 ; Paulo Finazzi Medeiros 1 ; 1 Universidade Federal da Paraíba

Leia mais

ESPELHO DE EMENDA INICIATIVA

ESPELHO DE EMENDA INICIATIVA SISTEMA DE ELABORAÇÃO DE S ÀS LEIS ORÇAMENTÁRIAS ESPELHO DE 001 - Construção do Contorno Ferroviário de Curitiba AUTOR DA Luciano Ducci 37050001 539 0141 - Promover a expansão da malha ferroviária federal

Leia mais

PLANOS DE MOBILIDADE URBANA

PLANOS DE MOBILIDADE URBANA IMPLANTAÇÃO DA POLÍTICA NACIONAL DE MOBILIDADE URBANA: PLANOS DE MOBILIDADE URBANA RENATO BOARETO Brasília, 28 de novembro de 2012 Organização Não Governamental fundada em 2006 com a missão de apoiar a

Leia mais

Obras de Mobilidade Urbana no Município da Cidade do Rio de Janeiro. Alexandre Pinto Secretario Municipal de Obras

Obras de Mobilidade Urbana no Município da Cidade do Rio de Janeiro. Alexandre Pinto Secretario Municipal de Obras Obras de Mobilidade Urbana no Município da Cidade do Rio de Janeiro Alexandre Pinto Secretario Municipal de Obras BRTs Criado no Brasil e exportado para diversas cidades, tais como Bogotá, Pequim e Johanesburgo,

Leia mais

Programa de Integração e Mobilidade Urbana da Região Metropolitana do Rio de Janeiro

Programa de Integração e Mobilidade Urbana da Região Metropolitana do Rio de Janeiro Programa de Integração e Mobilidade Urbana da Região Metropolitana do Rio de Janeiro Waldir Peres Superintendente Agência Metropolitana de Transportes Urbanos São Paulo Setembro de 2011 Plano Geral Rio

Leia mais

MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA-PB SUPERINTENDÊNCIA

MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA-PB SUPERINTENDÊNCIA MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA-PB SUPERINTENDÊNCIA DE TRANSPORTE E TRANSITO DE JOÃO PESSOA STTRANS EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº 001/2011 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2010/047142 ANEXO IV DIRETRIZES PARA A REESTRUTURAÇÃO

Leia mais

Bus Rapid Transit. Possui desempenho e conforto semelhante aos sistemas sobre trilhos, mas com custo entre 4 a 20 vezes. menor;

Bus Rapid Transit. Possui desempenho e conforto semelhante aos sistemas sobre trilhos, mas com custo entre 4 a 20 vezes. menor; 1 BRT MANAUS 2 Bus Rapid Transit O BRT é um sistema de transporte com alta capacidade e baixo custo que utiliza parte segregada da infraestrutura viária existente e opera por controle centralizado, permitindo

Leia mais

TRANSPORTE PÚBLICO. Novos conceitos para o transporte de passageiros

TRANSPORTE PÚBLICO. Novos conceitos para o transporte de passageiros TRANSPORTE PÚBLICO Novos conceitos para o transporte de passageiros A história do transporte O Começo... o... Caminhos a pé e por animais Os caminhos eram percorridos a pé ou em lombos de cavalos, carroças

Leia mais

TRANSPORTE COLETIVO SISTEMAS INTEGRADOS DE TRANSPORTE URBANO

TRANSPORTE COLETIVO SISTEMAS INTEGRADOS DE TRANSPORTE URBANO SISTEMAS INTEGRADOS DE TRANSPORTE URBANO TRANSPORTE COLETIVO M. Eng. André Cademartori Jacobsen Especialista em Benchmarking Associação Latino-americana de Sistemas Integrados e BRT (SIBRT) 28/Nov/2012

Leia mais

PERCEPÇÃO DOS USUÁRIOS COM RELAÇÃO AOS CORREDORES PREFERENCIAIS DE TRANSPORTE COLETIVO URBANO: UM ESTUDO PARA A CIDADE DE GOIÂNIA

PERCEPÇÃO DOS USUÁRIOS COM RELAÇÃO AOS CORREDORES PREFERENCIAIS DE TRANSPORTE COLETIVO URBANO: UM ESTUDO PARA A CIDADE DE GOIÂNIA PERCEPÇÃO DOS USUÁRIOS COM RELAÇÃO AOS CORREDORES PREFERENCIAIS DE TRANSPORTE COLETIVO URBANO: UM ESTUDO PARA A CIDADE DE GOIÂNIA Janda Cecília R. Rodrigues João Pedro de Souza Filho Nayara Paula Gomes

Leia mais

ANEXO II DIRETRIZES PARA A REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE COLETIVO DO RIO DE JANEIRO

ANEXO II DIRETRIZES PARA A REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE COLETIVO DO RIO DE JANEIRO ANEXO II DIRETRIZES PARA A REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE COLETIVO DO RIO DE JANEIRO 1. Perspectiva para o Sistema de Transporte Futuro 1.1. Introdução 1.2. Definições 2. Política Tarifária 3. Tecnologias

Leia mais

Unidade: Política Habitacional e o Direito à Moradia Digna.

Unidade: Política Habitacional e o Direito à Moradia Digna. OBSERVATÓRIO DAS METRÓPOLES, AÇÃO URBANA E FUNDAÇÃO BENTO RUBIÃO PROGRAMA DE FORMAÇÃO: POLÍTICAS PÚBLICAS E O DIREITO À CIDADE Unidade: Política Habitacional e o Direito à Moradia Digna. Módulo III - A

Leia mais

REESTRUTURAÇÃO DO SISTEMA DE TRANSPORTE PÚBLICO: ESTUDO DE CASO DE NOVA FRIBURGO/RJ RESUMO ABSTRACT

REESTRUTURAÇÃO DO SISTEMA DE TRANSPORTE PÚBLICO: ESTUDO DE CASO DE NOVA FRIBURGO/RJ RESUMO ABSTRACT REESTRUTURAÇÃO DO SISTEMA DE TRANSPORTE PÚBLICO: ESTUDO DE CASO DE NOVA FRIBURGO/RJ Cláudio Leite de Freitas Eduardo Tavares da Silva Eunice Horácio Teixeira Luciana Costa Brizon Luciana Santos Pires Miguel

Leia mais

MOBILIDADE CENÁRIOS E TENDÊNCIAS DO SETOR DE TRANSPORTES EM SALVADOR. Palestrante: Horácio Brasil

MOBILIDADE CENÁRIOS E TENDÊNCIAS DO SETOR DE TRANSPORTES EM SALVADOR. Palestrante: Horácio Brasil MOBILIDADE CENÁRIOS E TENDÊNCIAS DO SETOR DE TRANSPORTES EM SALVADOR Palestrante: Horácio Brasil MAIO 2013 Var% 2011/2001 CRESCIMENTO POPULACIONAL 20,00 15,00 14,72 16,07 11,60 10,00 8,36 6,69 5,00 3,77

Leia mais

Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre. Anexo V Diretrizes Futuras para o Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus do Município de Porto Alegre

Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre. Anexo V Diretrizes Futuras para o Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus do Município de Porto Alegre Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre Anexo V Diretrizes Futuras para o Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus do Município de Porto Alegre Anexo V Diretrizes Futuras para o Sistema de Transporte

Leia mais

Segurança viária nos corredores de BRT do Rio de Janeiro

Segurança viária nos corredores de BRT do Rio de Janeiro Segurança viária nos corredores de BRT do Rio de Janeiro Jorge Tiago Bastos 1 ; Diego Mateus da Silva 2 ; Eunice Horário Teixeira 1 ; Paula Leopoldino 2 ; Natália Kozlowski 2 ; Cláudio Leite 1 ; Milena

Leia mais

Unidade Gestora do Projeto da Copa. Unidade d Gestora do Projeto da Copa MOBILIDADE URBANA

Unidade Gestora do Projeto da Copa. Unidade d Gestora do Projeto da Copa MOBILIDADE URBANA Unidade d Gestora do Projeto da Copa MOBILIDADE URBANA PLANO DE GOVERNANÇA POPULAÇÃO DO MUNICÍPIO DE MANAUS 1.802.014 Hab População/ bairros de Manaus DISTRIBUIÇÃO DA FROTA DE VEÍCULOS EM MANAUS Automóveis

Leia mais

Segurança Viária em Corredores de Ônibus e BRT. Luis Antonio Lindau, PhD Presidente

Segurança Viária em Corredores de Ônibus e BRT. Luis Antonio Lindau, PhD Presidente Segurança Viária em Corredores de Ônibus e BRT Luis Antonio Lindau, PhD Presidente Afinal: queremos mover gente ou veículos? Então, por que construímos isso? Quem afetamos com as decisões? Automóveis Automóveis

Leia mais

DRAFT. PROJETO DE MOBILIDADE URBANA DE MANAUS 6 de outubro de 2009

DRAFT. PROJETO DE MOBILIDADE URBANA DE MANAUS 6 de outubro de 2009 PROJETO DE MOBILIDADE URBANA DE MANAUS 6 de outubro de 2009 Agenda Crescimento de Manaus Solução de mobilidade urbana Resumo do projeto do monotrilho Resumo do projeto do BRT Quadro 2 Agenda Crescimento

Leia mais

CAPÍTULO 01 INTRODUÇÃO A ENGENHARIA DE TRÁFEGO

CAPÍTULO 01 INTRODUÇÃO A ENGENHARIA DE TRÁFEGO CAPÍTULO 01 INTRODUÇÃO A ENGENHARIA DE TRÁFEGO No Brasil a Engenharia de Tráfego evoluiu como um ramo da Engenharia a partir do final da década de 50, face ao aumento do processo de urbanização causado

Leia mais

Demanda por um sistema integrado de mobilidade urbana, acessível por órgãos gestores, operadoras de transporte e população!

Demanda por um sistema integrado de mobilidade urbana, acessível por órgãos gestores, operadoras de transporte e população! Curso de Gestão da Mobilidade Urbana Ensaio Crítico - Turma 17 Sistema de Informação de Usuários Michel Costa da Silva (*) No Brasil, o crescimento demográfico das grandes capitais, o apoio governamental

Leia mais

Políticas de Transporte Urbano para Cidades Sustentáveis. Orlando Strambi Escola Politécnica da Universidade de São Paulo

Políticas de Transporte Urbano para Cidades Sustentáveis. Orlando Strambi Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Políticas de Transporte Urbano para Cidades Sustentáveis Orlando Strambi Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Fuja da cidade sem sair dela... Propaganda de veículo utilitário esportivo Reverter

Leia mais

Curso de Gestão da Mobilidade Urbana Ensaio Crítico - Turma 13. Mobilidade urbana e sistemas inteligentes de transporte (its)

Curso de Gestão da Mobilidade Urbana Ensaio Crítico - Turma 13. Mobilidade urbana e sistemas inteligentes de transporte (its) Curso de Gestão da Mobilidade Urbana Ensaio Crítico - Turma 13 Mobilidade urbana e sistemas inteligentes de transporte (its) Eliomar Aparecido Bertollo (*) Tema: O ITS como agente catalisador para as soluções

Leia mais

RMTC. Rede Metropolitana de Transporte Coletivo

RMTC. Rede Metropolitana de Transporte Coletivo RMTC Rede Metropolitana de Transporte Coletivo RMTC Região Metropolitana de Goiânia PLANO DE NEGÓCIOS Sta Bárbara de Goiás Caturaí Inhumas Trindade Brazabantes Goianira Nova Veneza Sto Antônio de Goiás

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº,de 2012 (Dos Sr. José de Filippi Júnior e Carlos Zarattini)

PROJETO DE LEI Nº,de 2012 (Dos Sr. José de Filippi Júnior e Carlos Zarattini) PROJETO DE LEI Nº,de 2012 (Dos Sr. José de Filippi Júnior e Carlos Zarattini) Institui as diretrizes da Política Metropolitana de Mobilidade Urbana (PMMU), cria o Pacto Metropolitano da Mobilidade Urbana

Leia mais

SISTEMA DE TRANSPORTE DE BAIXA E MÉDIA CAPACIDADE COM A TECNOLOGIA BRT

SISTEMA DE TRANSPORTE DE BAIXA E MÉDIA CAPACIDADE COM A TECNOLOGIA BRT PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS SISTEMA DE TRANSPORTE DE BAIXA E MÉDIA CAPACIDADE COM A TECNOLOGIA BRT Prefeitura Municipal de São José dos Campos São José dos Campos, novembro de 2013 I. INTRODUÇÃO

Leia mais

MARCOPOLO LANÇA NOVO ÔNIBUS VIALE BRT, O MAIS AVANÇADO PRODUZIDO NO BRASIL. Veículo utiliza conceitos inéditos de design, conforto e eficiência

MARCOPOLO LANÇA NOVO ÔNIBUS VIALE BRT, O MAIS AVANÇADO PRODUZIDO NO BRASIL. Veículo utiliza conceitos inéditos de design, conforto e eficiência MARCOPOLO LANÇA NOVO ÔNIBUS VIALE BRT, O MAIS AVANÇADO PRODUZIDO NO BRASIL Veículo utiliza conceitos inéditos de design, conforto e eficiência A Marcopolo lança o seu mais novo e moderno ônibus urbano,

Leia mais

Seminário: Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo

Seminário: Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo : Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo Tema: Uma Agenda para a Mobilidade Urbana da Metrópole Planejamento Urbano, Mobilidade e Modos Alternativos de Deslocamento Engº Jaime

Leia mais

I. O QUE ENTENDEMOS POR MELHOR MOBILIDADE, MENOS TRÁFEGO

I. O QUE ENTENDEMOS POR MELHOR MOBILIDADE, MENOS TRÁFEGO Melhor Mobilidade, Menos tráfego I. O QUE ENTENDEMOS POR MELHOR MOBILIDADE, MENOS TRÁFEGO O conceito de melhor mobilidade e menos No Brasil, o Plano Nacional de Mobilidade tráfego significa a busca de

Leia mais

Workshop Internacional UN Sustainable Development Solutions Network: Rio Sustainability Initiative

Workshop Internacional UN Sustainable Development Solutions Network: Rio Sustainability Initiative Workshop Internacional UN Sustainable Development Solutions Network: Rio Sustainability Initiative 24 de Junho de 2013 Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Auditório do Museu do Meio Ambiente Rio de Janeiro,

Leia mais

Plano de Mobilidade Urbana de BH

Plano de Mobilidade Urbana de BH 4 a 7 de junho de 2013 Hotel Ouro Minas Plano de Mobilidade Urbana de BH Ramon Victor Cesar Presidente de BHTRANS Contexto do PlanMob-BH: Cenários, diagnóstico e prognósticos Desafio 1: como articular

Leia mais

Mobilidade Urbana em Belo Horizonte

Mobilidade Urbana em Belo Horizonte Mobilidade Urbana em Belo Horizonte BHTRANS Marcelo Cintra do Amaral Gerente de Coordenação de Mobilidade Urbana - COMU PREFEITURA BH Belo Horizonte 1ª capital planejada do país - 12/12/1897 Previsão inicial

Leia mais

Transporte e Infraestrutura: Perspectivas para o Transporte Público Urbano

Transporte e Infraestrutura: Perspectivas para o Transporte Público Urbano Transporte e Infraestrutura: Perspectivas para o Transporte Público Urbano Otávio Vieira da Cunha Filho Presidente da Diretoria Executiva NTU Rio de Janeiro, 17/08/2012 1 Estrutura 1. Contexto; 2. O que

Leia mais

AVALIAÇÃO DO PLANO DIRETOR 2011-2016 POLÍTICA SETORIAL DE TRANSPORTES CAP V-SEÇÃO III-ART 215-AÇÕES ESTRUTURANTES

AVALIAÇÃO DO PLANO DIRETOR 2011-2016 POLÍTICA SETORIAL DE TRANSPORTES CAP V-SEÇÃO III-ART 215-AÇÕES ESTRUTURANTES AVALIAÇÃO DO PLANO DIRETOR 2011-2016 POLÍTICA SETORIAL DE TRANSPORTES CAP V-SEÇÃO III-ART 215-AÇÕES ESTRUTURANTES A SMTR segundo ações estruturantes do Plano Diretor PLANEJAMENTO URBANO FUNÇÃO SOCIAL DA

Leia mais

Sistema de informações a usuários do Transporte Coletivo.

Sistema de informações a usuários do Transporte Coletivo. Sistema de informações a usuários do Transporte Coletivo. Autores: Celso Bersi; Economista - Diretor de Transporte Urbano 1) Empresa de Desenvolvimento Urbano e Social de Sorocaba - URBES Rua Pedro de

Leia mais

Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis Plamus. Guilherme Medeiros SC Participações e Parcerias S.A. Governo de Santa Catarina

Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis Plamus. Guilherme Medeiros SC Participações e Parcerias S.A. Governo de Santa Catarina Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis Plamus Guilherme Medeiros SC Participações e Parcerias S.A. Governo de Santa Catarina Introdução PLAMUS e status do projeto Diagnóstico: qual

Leia mais

Qualidade e Desempenho do Transporte Público por Ônibus. Marcos Bicalho dos Santos Diretor Institucional e Administrativo da NTU

Qualidade e Desempenho do Transporte Público por Ônibus. Marcos Bicalho dos Santos Diretor Institucional e Administrativo da NTU Qualidade e Desempenho do Transporte Público por Ônibus Marcos Bicalho dos Santos Diretor Institucional e Administrativo da NTU Qualidade e Desempenho do Transporte Público por Ônibus Marcos Bicalho dos

Leia mais

Mobilidade Carioca. BRTs e a rede integrada de transportes de alta capacidade da cidade

Mobilidade Carioca. BRTs e a rede integrada de transportes de alta capacidade da cidade Mobilidade Carioca Mobilidade Carioca BRTs e a rede integrada de transportes de alta capacidade da cidade Rede de Transporte em 2010 trem metrô Rede de Transporte em 2012 trem metrô BRT Rede de Transporte

Leia mais

Plano de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte - PlanMob-BH. Marcelo Cintra do Amaral. 20 de novembro de 2012

Plano de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte - PlanMob-BH. Marcelo Cintra do Amaral. 20 de novembro de 2012 Plano de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte - PlanMob-BH Marcelo Cintra do Amaral 20 de novembro de 2012 Roteiro da apresentação: Contexto do PlanMob-BH: prognóstico, caráter de plano diretor, etapas

Leia mais

Como transformar o direito à mobilidade em indicadores de políticas públicas?

Como transformar o direito à mobilidade em indicadores de políticas públicas? Como transformar o direito à mobilidade em indicadores de políticas públicas? Uma contribuição - INCT Observatório das Metrópoles - Projeto: Metropolização e Mega-eventos: os impactos da Copa do Mundo/2014

Leia mais

MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL

MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL O FUTURO DAS CIDADES A MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL É FUNDAMENTAL PARA EVITAR O CAOS MOBILIDADE - CENÁRIO NO BRASIL Aumento da população urbana Tráfego intenso nas grandes

Leia mais

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 20 de janeiro de 2012 ESTADO DE MINAS

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 20 de janeiro de 2012 ESTADO DE MINAS ESTADO DE MINAS 1 ESTADO DE MINAS 2 3 4 5 6 ESTADO DE MINAS 7 ESTADO DE MINAS 8 ESTADO DE MINAS 9 O TEMPO 10 11 12 O TEMPO 13 O TEMPO 14 O TEMPO Leilão dos aeroportos de Guarulhos, Brasília e Campinas

Leia mais

O Problema dos Transportes Urbanos de Passageiros no Brasil

O Problema dos Transportes Urbanos de Passageiros no Brasil O Problema dos Transportes Urbanos de Passageiros no Brasil Uma Contribuição para as Discuções sobre o Tema. O crescimento da urbanização da população brasileira, os incentivos generosos do governo federal

Leia mais

Infraestrutura Turística. Magaeventos Esportivos e a Promoção da Imagem do Brasil no Exterior 16 e 17 de agosto Brasília.

Infraestrutura Turística. Magaeventos Esportivos e a Promoção da Imagem do Brasil no Exterior 16 e 17 de agosto Brasília. Infraestrutura Turística. Magaeventos Esportivos e a Promoção da Imagem do Brasil no Exterior 16 e 17 de agosto Brasília Mobilidade Urbana Renato Boareto 1 Organização Não Governamental fundada em 2006

Leia mais

TRANSDATA SMART RASTREAMENTO E GESTÃO FROTA

TRANSDATA SMART RASTREAMENTO E GESTÃO FROTA BRASIL ARGENTINA +55 19 3515.1100 www.transdatasmart.com.br SEDE CAMPINAS-SP RUA ANA CUSTÓDIO DA SILVA, 120 JD. NOVA MERCEDES CEP: 13052.502 FILIAIS BRASÍLIA RECIFE CURITIBA comercial@transdatasmart.com.br

Leia mais

DEFESA DE DISSERTAÇÃO

DEFESA DE DISSERTAÇÃO Programa de Pós Graduação em Engenharia Elétrica Mestrado DEFESA DE DISSERTAÇÃO Jilmar Augustinho Tatto jilmar.tatto@uol.com.br COMISSÃO JULGADORA Professor Dr. Eduardo Mário Dias (Orientador) Professor

Leia mais

Panorama da mobilidade urbana: diagnóstico e propostas para o transporte público por ônibus.

Panorama da mobilidade urbana: diagnóstico e propostas para o transporte público por ônibus. Panorama da mobilidade urbana: diagnóstico e propostas para o transporte público por ônibus. Arthur Oliveira¹; Matteus Freitas¹; Alice Ozorio¹; Roberta Carolina Faria¹; Filipe Oliveira¹; André Dantas¹.

Leia mais

Veículos Leves sobre Trilhos no Brasil: Análise Metodológica e Estudo de Caso - Fortaleza e Rio de Janeiro.

Veículos Leves sobre Trilhos no Brasil: Análise Metodológica e Estudo de Caso - Fortaleza e Rio de Janeiro. Veículos Leves sobre Trilhos no Brasil: Análise Metodológica e Estudo de Caso - Fortaleza e Rio de Janeiro. Flaviane Fernandes Bernardes 1 ; Adailson Pinheiro Mesquita 2. 1 Universidade Federal de Uberlândia

Leia mais

O rastreamento do transporte coletivo da RM de Goiânia resultados na oferta.

O rastreamento do transporte coletivo da RM de Goiânia resultados na oferta. O rastreamento do transporte coletivo da RM de Goiânia resultados na oferta. Marcos de Luca Rothen Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiás IFG marcosrothen@hotmail.com RESENHA Utilizando

Leia mais

Vias Inteligentes. Mobilidade Urbana por meio de

Vias Inteligentes. Mobilidade Urbana por meio de Jaguaraci Batista Silva 16 anos de atuação (Borland, Toyota, Fujitsu, FIAT, Iberdrola, Petrobrás, CNPQ, Unifesp, ITA, UFBA) Mestre em ciência da computação, especialista em sistemas distribuídos, engenharia

Leia mais

Boas práticas para Mobilidade Urbana

Boas práticas para Mobilidade Urbana Boas práticas para Mobilidade Urbana PAC para Mobilidade - EMBARQ Otávio Vieira Cunha, Presidente da Diretoria Executiva Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos NTU Brasília, 28 de Novembro

Leia mais

SEGURANÇA VIÁRIA: ESTUDO DE CASO DOS BRTS DO RIO DE JANEIRO

SEGURANÇA VIÁRIA: ESTUDO DE CASO DOS BRTS DO RIO DE JANEIRO SEGURANÇA VIÁRIA: ESTUDO DE CASO DOS BRTS DO RIO DE JANEIRO Cláudio Leite de Freitas 1 Diego Mateus da Silva 2 Eduardo Tavares da Silva 1 Eunice Horácio Teixeira 1 Luciana Costa Brizon 1 Luciana Santos

Leia mais

Sistemas Inteligentes de Transporte (Intelligent Transportation Systems) é um conjunto de tecnologias de telecomunicações e de informática para

Sistemas Inteligentes de Transporte (Intelligent Transportation Systems) é um conjunto de tecnologias de telecomunicações e de informática para Sistemas Inteligentes de Transporte (Intelligent Transportation Systems) é um conjunto de tecnologias de telecomunicações e de informática para aplicação nos veículos e nos sistemas de transportes. Hoje

Leia mais

Eng. Peter L. Alouche. SEESP 09 de Fevereiro de 2012 São Paulo

Eng. Peter L. Alouche. SEESP 09 de Fevereiro de 2012 São Paulo VLT - TRANSPORTE DE MÉDIA CAPACIDADE PARA SÃO PAULO Eng. Peter L. Alouche Consultor SEESP 09 de Fevereiro de 2012 São Paulo OS DESAFIOS URBANOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Crescimento desordenado

Leia mais

TRANSDATA SMART SISTEMA DE INTELIGÊNCIA DE GESTÃO INTEGRADA

TRANSDATA SMART SISTEMA DE INTELIGÊNCIA DE GESTÃO INTEGRADA BRASIL ARGENTINA +55 19 3515.1100 www.transdatasmart.com.br SEDE CAMPINAS-SP RUA ANA CUSTÓDIO DA SILVA, 120 JD. NOVA MERCEDES CEP: 13052.502 FILIAIS BRASÍLIA RECIFE CURITIBA comercial@transdatasmart.com.br

Leia mais

O sistema de transporte em veículos leves permite maior acessibilidade, trazendo soluções inteligentes para o problema de transporte público

O sistema de transporte em veículos leves permite maior acessibilidade, trazendo soluções inteligentes para o problema de transporte público COMPANHIA CEARENSE DE TRANSPORTES METROPOLITANOS METROFOR Projetos baseados em veículo leve sobre trilhos em operação e implantação PROJETOS VLT Definição de VLT Um forma de transporte público sobre trilhos,

Leia mais

Operando sistemas BRT com qualidade no Rio de Janeiro

Operando sistemas BRT com qualidade no Rio de Janeiro Operando sistemas BRT com qualidade no Rio de Janeiro Richele Cabral 05/07/2013 FETRANSPOR Sindicatos filiados: 10 Empresas de ônibus: 208 Frota: 21.200 Passageiros/mês: 240 milhões TRANSÔNIBUS Viagens/mês:

Leia mais

EXPERIÊNCIAS OPERACIONAIS PÓS-IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE CONTROLE DE TRÁFEGO EM ÁREA DE FORTALEZA - CTAFOR

EXPERIÊNCIAS OPERACIONAIS PÓS-IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE CONTROLE DE TRÁFEGO EM ÁREA DE FORTALEZA - CTAFOR EXPERIÊNCIAS OPERACIONAIS PÓS-IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE CONTROLE DE TRÁFEGO EM ÁREA DE FORTALEZA - CTAFOR Marcus Vinicius Teixeira de Oliveira Marcos José Timbó Lima Gomes Hamifrancy Brito Meneses Waldemiro

Leia mais

FGV Urban Tec Brasil 2015 Soluções Inteligentes para Cidades Melhores

FGV Urban Tec Brasil 2015 Soluções Inteligentes para Cidades Melhores FGV Urban Tec Brasil 2015 Soluções Inteligentes para Cidades Melhores 02/Outubro/2015 Regulamento e Financiamento da Mobilidade Urbana Sustentável: Como Garantir a Qualidade sem Aumentar os Custos Lélis

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE LONDRINA - IPPUL

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE LONDRINA - IPPUL PAC MÉDIAS CIDADES Implantação de Sistema de Transporte Urbano Modalidade: Obras e Equipamentos INFORMAÇÕES DA PROPOSTA Título da proposta: Implantação de Sistema de Transporte Urbano Protocolo: 002176.02.85/2012-35

Leia mais

Mobilidade com produtividade

Mobilidade com produtividade Curitiba Maio, 2015 > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > Mobilidade com produtividade Wagner Colombini Martins Logit Engenharia Documento confidencial para uso e informação do cliente > > > > > >

Leia mais

PROPOSTA E ANÁLISE DE CRITÉRIOS VISANDO A INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS DE TRANSPORTE PÚBLICO COM O AUTOMÓVEL. Mariana de Paiva Vânia Barcellos Gouvêa Campos

PROPOSTA E ANÁLISE DE CRITÉRIOS VISANDO A INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS DE TRANSPORTE PÚBLICO COM O AUTOMÓVEL. Mariana de Paiva Vânia Barcellos Gouvêa Campos PROPOSTA E ANÁLISE DE CRITÉRIOS VISANDO A INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS DE TRANSPORTE PÚBLICO COM O AUTOMÓVEL Mariana de Paiva Vânia Barcellos Gouvêa Campos RESUMO Neste trabalho, são propostos critérios de decisão

Leia mais

Prefeitura Municipal do Natal

Prefeitura Municipal do Natal Prefeitura Municipal do Natal Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Finanças Plano Plurianual 2010/2013 Programa Horizonte Público Objetivo: 8 Mobilidade e Cidadania Contínuo População do município

Leia mais

MELHOR MOBILIDADE, MENOS TRÁFEGO

MELHOR MOBILIDADE, MENOS TRÁFEGO MELHOR MOBILIDADE, MENOS TRÁFEGO I. O QUE ENTENDEMOS POR MELHOR MOBILIDADE, MENOS TRÁFEGO O conceito de melhor mobilidade e menos tráfego significa a busca de soluções para o fenômeno contemporâneo da

Leia mais

9-A Mobilidade urbana e o direito à cidade

9-A Mobilidade urbana e o direito à cidade Texto 9 Mobilidade Urbana 9-A Mobilidade urbana e o direito à cidade O debate sobre a mobilidade urbana pressupõe o direito à cidade e o acesso aos serviços que nela são oferecidos. http://brasilesco.l

Leia mais

UGP COPA Unidade Gestora do Projeto da Copa

UGP COPA Unidade Gestora do Projeto da Copa Organização da Copa 2014 PORTFÓLIOS UGPCOPA ARENA E ENTORNO INFRAESTRUTURA TURÍSTICA FAN PARKS LOC COPA DESPORTIVA EVENTOS DA FIFA GERENCIAMENTO DE PROJETOS OBRIGAÇÕES GOVERNAMENTAIS SUPRIMENTOS COPA TURÍSTICA

Leia mais

Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras

Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras nº 342 outubro 2014 Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras Odebrecht 70 anos: projetos que contribuem para melhorar as opções de mobilidade urbana das comunidades Odebrecht Infraestrutura Brasil

Leia mais

Curso de Gestão da Mobilidade Urbana Ensaio Crítico - Turma 8 Mobilidade urbana e de seu interesse Rogério Soares da Silva (*)

Curso de Gestão da Mobilidade Urbana Ensaio Crítico - Turma 8 Mobilidade urbana e de seu interesse Rogério Soares da Silva (*) Curso de Gestão da Mobilidade Urbana Ensaio Crítico - Turma 8 Mobilidade urbana e de seu interesse Rogério Soares da Silva (*) O crescimento global da população vem atingindo índices cada vez maiores nos

Leia mais

CIDADE SEDE DA COPA DO MUNDO DE 2014 E DOS JOGOS OLÍMPICOS DE 2016. EDUARDO PAES Prefeito RUY CEZAR Secretário Especial. 07 de junho de 2011

CIDADE SEDE DA COPA DO MUNDO DE 2014 E DOS JOGOS OLÍMPICOS DE 2016. EDUARDO PAES Prefeito RUY CEZAR Secretário Especial. 07 de junho de 2011 CIDADE SEDE DA COPA DO MUNDO DE 2014 E DOS JOGOS OLÍMPICOS DE 2016 Seminário Copa do Mundo 2014 CONFEA - CREA EDUARDO PAES Prefeito RUY CEZAR Secretário Especial 07 de junho de 2011 Os Megaeventos do Rio

Leia mais

Mobilidade Urbana: Esse Problema tem Solução? Ronaldo Balassiano Programa de Engenharia de Transportes PET/COPPE/UFRJ

Mobilidade Urbana: Esse Problema tem Solução? Ronaldo Balassiano Programa de Engenharia de Transportes PET/COPPE/UFRJ Mobilidade Urbana: Esse Problema tem Solução? Ronaldo Balassiano Programa de Engenharia de Transportes PET/COPPE/UFRJ 1 1 Introdução Sustentabilidade Mudança nos atuais modelos de produção e consumo Alternativas

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO DOS SERVIÇOS DE PRÉ-EMBARQUE

RELATÓRIO TÉCNICO DOS SERVIÇOS DE PRÉ-EMBARQUE RELATÓRIO TÉCNICO DOS SERVIÇOS DE PRÉ-EMBARQUE agosto/2005 Cenário São Paulo tem uma das maiores frotas de ônibus do mundo. São quase 15 mil ônibus, para o transporte diário de mais de 6 milhões de passageiros.

Leia mais

Qualificação e Racionalização do TRanspoRTe público urbano por Ônibus. Guia de desenvolvimento de Projetos Contribuição do segmento empresarial

Qualificação e Racionalização do TRanspoRTe público urbano por Ônibus. Guia de desenvolvimento de Projetos Contribuição do segmento empresarial Qualificação e Racionalização do TRanspoRTe público urbano por Ônibus Guia de desenvolvimento de Projetos Contribuição do segmento empresarial 2014 A849f Associação Nacional das Empresas de Transportes

Leia mais

Universidade Presbiteriana Mackenzie Escola de Engenharia Depto. de Engenharia Civil 2 0 semestre de 2015. Aula 5. Características do tráfego (cont.

Universidade Presbiteriana Mackenzie Escola de Engenharia Depto. de Engenharia Civil 2 0 semestre de 2015. Aula 5. Características do tráfego (cont. Universidade Presbiteriana Mackenzie Escola de Engenharia Depto. de Engenharia Civil 2 0 semestre de 2015 Aula 5 Características do tráfego (cont.) fonte: revista 4 Rodas Publicidade, 1.962 5.1. Planejamento

Leia mais

Mercedes-Benz é a marca líder no segmento de onibus urbanos e em Sistemas BRT no Brasil

Mercedes-Benz é a marca líder no segmento de onibus urbanos e em Sistemas BRT no Brasil Ônibus Mercedes-Benz é a marca líder no segmento de onibus urbanos e em Sistemas BRT no Brasil Informação à Imprensa 02 de junho de 2014 Ônibus Mercedes-Benz foram os primeiros a operar no BRT Transoeste

Leia mais

Obras de mobilidade urbana de BH

Obras de mobilidade urbana de BH Obras de mobilidade urbana de BH Belo Horizonte foi a primeira cidade sede da Copa do Mundo Fifa 2014 a assinar os contratos de financiamentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade,

Leia mais

Obras de Mobilidade Urbana em Belo Horizonte COPA 2014

Obras de Mobilidade Urbana em Belo Horizonte COPA 2014 INFRAESTRUTURA PARA A COPA 2014 Obras de Mobilidade Urbana em Belo Horizonte COPA 2014 Novembro/12 Agosto/2011 Empreendimentos de Mobilidade Urbana BRT Antônio Carlos/Pedro I Meta 1: Interseção com Av.

Leia mais

Mobilidade Urbana COMO SE FORMAM AS CIDADES? 06/10/2014

Mobilidade Urbana COMO SE FORMAM AS CIDADES? 06/10/2014 Mobilidade Urbana VASCONCELOS, Eduardo Alcântara de. Mobilidade urbana e cidadania. Rio de Janeiro: SENAC NACIONAL, 2012. PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL LUCIANE TASCA COMO SE FORMAM AS CIDADES? Como um

Leia mais

Volvo HÍBRIDO. Ônibus HÍBRIDO TECNOLOGIA, ECONOMIA E RESPEITO AO MEIO AMBIENTE

Volvo HÍBRIDO. Ônibus HÍBRIDO TECNOLOGIA, ECONOMIA E RESPEITO AO MEIO AMBIENTE Volvo HÍBRIDO Ônibus HÍBRIDO TECNOLOGIA, ECONOMIA E RESPEITO AO MEIO AMBIENTE O DESAFIO VERDE O cuidado com o meio ambiente está no centro das discussões da agenda social em todo o mundo. Cada vez mais,

Leia mais

Monitoramento de Frotas On-line para Transporte Urbano (c) WPLEX Software Ltda.

Monitoramento de Frotas On-line para Transporte Urbano (c) WPLEX Software Ltda. Monitoramento de Frotas On-line para Transporte Urbano (c) WPLEX Software Ltda. Modernização tecnológica da empresa de ônibus Não há dúvida que existe a necessidade de se buscar constantemente a melhoria

Leia mais