CIDADE DO CIDADE PARA AUTOMÓVEL PESSOAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CIDADE DO CIDADE PARA AUTOMÓVEL PESSOAS"

Transcrição

1 MOBILIDADE URBANA Na região Metropolitana de Florianópolis e o PLAMUS Superintendência da Região Metropolitana da Grande Florianópolis

2 CIDADE DO AUTOMÓVEL CIDADE PARA PESSOAS

3 RACIONALIZAÇÃO DO ESPAÇO Espaço para transportar 60 pessoas

4 RACIONALIZAÇÃO DO ESPAÇO Sistema viário em excesso Baixa densidade Sem transporte Os investimentos aqui aplicados na infraestrutura urbana poderiam ser racionalizados através do adensamento ao longo do sistema viário e consequentemente a utilização de um sistema de transporte eficiente.

5 RACIONALIZAÇÃO DO ESPAÇO Sistema viário deficiente Alta densidade Sem transporte Adensar, sem sistema viário e infraestrutura adequados, geram problemas para todos que vivem e circulam por ali.

6 BASES DO PLANEJAMENTO USO DO SOLO CIC Linhão do Emprego SISTEMA VIÁRIO Meio Ambiente TRANSPORTE PÚBLICO Parque Barigui

7 Curitiba adotou uma única diretriz para definira estrutura de crescimento e expansão da cidade: combinar os três principais conceitos em eixos estruturais Eixos ESTRUTURAIS

8 ADENSAMENTO Eixos Estruturais USO DO SOLO DIVERSIDADE DE USO Escritórios Residencial Comércio

9 HIERARQUIA DE VIAS Eixos Estruturais SISTEMA VIÁRIO Via Rápida Via Local

10 PISTA EXCLUSIVA Eixos Estruturais TRANSPORTE Expresso Linha Direta Interbairros Troncal Alimentador Circular centro Linha Turismo

11 Uma avenida de oportunidades para a população de baixa renda ao longo de 34 km das linhas de transmissão. As atividades econômicas diversificadas (micro e pequenas empresas) criaram mais de 30 mil novos empregos e uma melhor qualidade de vida aos moradores, complementado pela oferta de serviços públicos como a construção de centros de saúde, escolas, áreas de lazer e esportes e todos integrados pela rede de transporte público. Linhão do EMPREGO ANTES DEPOIS

12 Linhão do EMPREGO DEPOIS ANTES

13 Rede Integrada de TRANSPORTES 1977 Linha Boqueirão 1979 Interbairros Integração Tarifária 1982 Circular Centro Integração Física 1992 Ônibus Bi-Articulado 1996 Expansão da Integração 2000 Linha Leste-Oeste Ônibus Biarticulado 2010 Linha Verde Biarticulado Azul 1974 Linha Norte-Sul Ônibus Expresso 1980 Linha Leste-Oeste Ônibus Articulado 1991 Linha Direta Estações Tubo 1995 Linha Norte-Sul Ônibus Biarticulado 1998 Linha Circular Sul Ônibus Biarticulado 2004 Expansão da Rede Integrada 84 Km de vias Exclusivas Frota de Linhas 11 empresas

14 Superintendência da Região Metropolitana da Grande Florianópolis

15 DESENVOLVIMENTO Consórcio Parceria Apoio Comitê Técnico de ACOMPANHAMENTO Cooperação Técnica com o BNDES, com a participação dos 13 municípios da área de estudo Recursos provenientes do Fundo de Estruturação de Projetos FEP, e são de natureza não reembolsável Primeiro estudo do FEP com abrangência nacional e o primeiro a tratar de mobilidade urbana; Os estudos contratados pelo FEP são desenvolvidos de modo a alcançar o estado-da-arte e tipicamente tornam-se referência para o mercado; Os resultados, informações, banco de dados e conhecimento obtido através do estudo são de domínio público.

16 Municípios População Total Núcleo Metropolitano (98,5%) Estimativa populacional IBGE Área de ABRANGÊNCIA

17 E Proposta de REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE Proposta de MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DO TRANSPORTE Proposta de MODELO INSTITUCIONAL Diretrizes para o PLANO DIRETOR DE USO DO SOLO METROPOLITANO Desenvolvimento de um PLANO CICLOVIÁRIO Estratégias para melhoria das CALÇADAS E SEGURANÇA DOS PEDESTRES Diretrizes para gestão de ÁREAS DE ESTACIONAMENTO OBJETIVOS

18 Estrutura do PROJETO

19 Estrutura do PROJETO

20 Pesquisa de CONTAGEM DE VEÍCULOS FREQUENCIA E OCUPAÇÃO DE ÔNIBUS ENTREVISTAS ORIGEM DESTINO Levantamento das LINHAS DE TRANSPORTE PÚBLICO VELOCIDADE DO SISTEMA VIÁRIO Seminários e Oficinas OFICINAIS NOS MUNICÍPIOS OFICINA DE DESENHO DE ESPAÇOS PÚBLICOS DIVULGAÇÃO DO PROJETO Trabalho REALIZADO

21 DIAGNÓSTICO E CENÁRIO FUTURO Superintendência da Região Metropolitana da Grande Florianópolis

22 Ocupação do território é DISPERSO E FRAGMENTADO

23 EMPREGO CONCENTRADO 60 % dos postos de trabalho encontram-se na Ilha Pessoas atravessam a ponte para trabalho ou estudo (85% das viagens para ilha) 50% São feitas por transporte individual

24 As longas distâncias entre empregos e residências, a morfologia urbana e a dissipação de núcleos residenciais induzem ao uso do automóvel particular Uso do automóvel PARTICULAR CAUSAS Facilidade de estacionar Malha urbana não favorece a escala humana 48,71% (Individual motorizado) 32% Baixa frequência e irregularidade nos serviços de transporte coletivo TEMPO DE VIAGEM 43 35,2 30,7 COMPARAÇÃO COM UTILIZAÇÃO DE VEÍCULO PARTICULAR NO BRASIL Belo Horizonte São Paulo 32% Curitiba 33% Florianópolis 25% 48% 21% Rio de Janeiro Média Automóvel Ônibus

25 Dificuldades do TRANSPORTE COLETIVO Sistema Viário sem conectividade, com alto impacto para deslocamento de Pedestres Baixas densidades populacionais dificultam a viabilização de Sistemas de Transporte com alto desempenho

26 Situação piora substancialmente, caso nenhum investimento estrutural novo seja feito até 2040 Distribuição de Viagens na RMF % 48% Participação nas Viagens Motorizadas 65% 64% Tempo de Viagem minutos % 37 +8% 24% 35% 36% Fonte: Pesquisa OD, Equipe PLAMIUS Maior saturação de vias Uso ineficiente das vias Filas fora do pico 26

27 Sistema de BRT Para o dimensionamento do sistema, o ponto de partida é a demanda nos trechos considerados Demanda e Frequência por Sentido na Hora Pico PAX -Passageiros ART-Veículos Articulados PAD Veículos Padron 27

28 PROPOSTAS Superintendência da Região Metropolitana da Grande Florianópolis

29 Proposta de REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE e MELHORIA NA INFRAESTRUTURA Ano: 2020 I VI BRT VL T Sistema Veículos comuns 315 articulados ônibus III IV Veíc. 2 Invest. R$ 450 M - R$ 450 M BRT II Revisão das rotas de ônibus e integração tarifária (R$ 2,65 por viagem) Realização de obras de infraestrutura já licitadas/em andamento Prazo de implantação: 3 a 5 anos V Vias Estações Infra. Invest. Invest. 87 km - 87 km 94 simples 9 duplas estações R$ 965 M - R$ 965 M Total R$ M - R$ M 87 Km Vias Segregadas = Novos ônibus R$ 1,4 bilhões Investimento BRT

30 Proposta de REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE e MELHORIA NA INFRAESTRUTURA I VI Ano: 2020 BRT VL T Sistema Veículos comuns 121 articulados 56 VLTs 805 ônibus 56 VLTs III IV Veíc. 2 Invest. R$ 290 M R$ 790 M R$ M BRT II VLT Revisão das rotas de ônibus e integração tarifária (R$ 2,65 por viagem) Realização de obras de infraestrutura já licitadas/em andamento Prazo de implantação: a partir de 5 anos V Vias Estações Infra. Invest. Total Invest. 51 km 87 km 60 simples 6 duplas 36 km 37 estações 103 estações R$ 645 M R$ M R$ M R$ 935 M R$ 2.385M R$ M 36 Km Vias VLT + 49 Km = Vias BRT R$ 3,3 bilhões Investimento BRT + VLT

31 Proposta de REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE e MELHORIA NA INFRAESTRUTURA Ano: 2020 I VI BRT Monotrilho Sistema Veículos 1 642comuns 85 articulados 12 Monotrilhos 727 ônibus 12 Monotrilhos III IV Veíc. 2 Invest. R$ 255 M R$ 235 M R$ 490 M BRT II VLT Revisão das rotas de ônibus e integração tarifária (R$ 2,65 por viagem) Realização de obras de infraestrutura já licitadas/em andamento Prazo de implantação: a partir de 5 anos V Vias Estações Infra. Invest. Total Invest. 51 km 87 km 60 simples 6 duplas 36 km 37 estações 103 estações R$ 645 M R$ M R$ M R$ 900 M R$ M R$ M 36 Km Vias Monotrilho + 49 Km = Vias BRT R$ 5,0 bilhões Investimento BRT + MONORAIL

32 Reestruturação do Transporte Coletivo A recomendação para a região metropolitana é de um sistema troncal que nomeamos de 2H, onde um dos trechos é para uma visão futura, alinhada à estruturação da urbanização do continente Av. das Torres BR-101 SC-401 Beira Mar Norte Foram avaliadas diferentes opções de sistemas de média/alta capacidade: BRT (Bus Rapid Transit) VLT (Veículo leve sobre trilhos) As propostas consideraram combinações destes modais Troncal atual Novo viário Troncal Futuro BR-282 SC-405 Edu Vieira A visão é de proposição de um sistema integrado Novos eixos norte-sul estruturarão as relações entre os municípios do continente, promovendo acessibilidade além da BR

33 O desenvolvimento orientado balanceia os fluxos de origem e destino da RMF, reduzindo a migração pendular, são necessários R$ 2,0 Bi em investimentos ORIENTADO Desenvolvimento Orientado Ano: 2020 Veículos 1 Invest. Veíc. 2 BRT Viário Sistema 678 comuns 396 articulados 678 comuns 396 articulados R$ 490 M - R$ 490 M - Vias 122 km 73 km Estruturação da porção oeste do continente, criando centralidades fora da ilha, aplicando conceitos de Desenvolvimento Orientado pelo Transporte Exige a construção de 73 km de infraestrutura viária Considera premissas semelhantes ao cenário BRT - Revisão das rotas de ônibus e integração tarifária (R$ 2,65 por viagem) Estações Invest. Infra. Total Invest. 133 simples 9 duplas R$ M R$ M - R$ 390 M R$ 390 M 142 estações R$ M R$ M Fonte: Equipe Plamus 33

34 Proposta de REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE e MELHORIA NA INFRAESTRUTURA A implantação da infraestrutura para corredores de ônibus promove a qualificação do meio urbano e traz eficiência à operação do sistema de transporte coletivo

35 Proposta de REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE e MELHORIA NA INFRAESTRUTURA A implantação da infraestrutura para corredores de ônibus promove a qualificação do meio urbano e traz eficiência à operação do sistema de transporte coletivo

36 Proposta de REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE e MELHORIA NA INFRAESTRUTURA A implantação da infraestrutura para corredores de ônibus promove a qualificação do meio urbano e traz eficiência à operação do sistema de transporte coletivo

37 Proposta de REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE e MELHORIA NA INFRAESTRUTURA A implantação da infraestrutura para corredores de ônibus promove a qualificação do meio urbano e traz eficiência à operação do sistema de transporte coletivo

38 Proposta de REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE e MELHORIA NA INFRAESTRUTURA A implantação da infraestrutura para corredores de ônibus promove a qualificação do meio urbano e traz eficiência à operação do sistema de transporte coletivo

39 Proposta de REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE e MELHORIA NA INFRAESTRUTURA A implantação da infraestrutura para corredores de ônibus promove a qualificação do meio urbano e traz eficiência à operação do sistema de transporte coletivo

40 Proposta de REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE e MELHORIA NA INFRAESTRUTURA A implantação da infraestrutura para corredores de ônibus promove a qualificação do meio urbano e traz eficiência à operação do sistema de transporte coletivo

41 Proposta de REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE e MELHORIA NA INFRAESTRUTURA A implantação da infraestrutura para corredores de ônibus promove a qualificação do meio urbano e traz eficiência à operação do sistema de transporte coletivo

42 Proposta de REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE e MELHORIA NA INFRAESTRUTURA Foram avaliadas: Rotas autorizadas pelo DETER 1: Praia de São Miguel (Biguaçu) Praia de Canasvieiras 2: Ponta Três Henriques - Cacupé 3: Barra de Aririú(Palhoça) Beira Mar de São José Trapiche da Baía Sul (Centro-Sul) 4: Praia de Fora (Palhoça) Praia de Laranjeiras (Tapera) 5: Praia de Fora (Palhoça) Costeira do Ribeirão da Ilha Alternativas de pontos de atracação Características das embarcações Estratégia do modal (convencional ou alternativo e passageiros ou veículos) Pontos de atenção: Atualmente, os pontos de atracação não são polos de atração de pessoas A política de transporte aquaviário tende a ser de longo prazo Voltar a cidade para a água

43 Proposta de MODELO INSTITUCIONAL Governança INTERFEDERATIVA Estatuto da METRÓPOLE Lei Nº de 12 de Janeiro de 2015 Compartilhamento de responsabilidades entre estado e municípios, com apoio Federal. REGIÃO METROPOLITANA OU AGLOMERAÇÃO URBANA Integrar a organização, planejamento e execução de funções públicas de interesse comum: INSTRUMENTOS Plano de desenvolvimento integrado Planos intersetoriais Fundos públicos Operações urbanas consorciadas Zonas compartilhadas Consórcios públicos Convênios de cooperação Contratos de gestão Compensação por serviços ambientais PPP Até 2018 TRANSPORTE SANEAMENTO HABITAÇÃO LIXO USO DO SOLO EDUCAÇÃO SAÚDE

44 Proposta de MODELO INSTITUCIONAL Com relação à organização institucional, identificamos a necessidade da gestão integrada de mobilidade, do planejamento à execução - a criação da SUDERF representa importante avanço para a RM, mas a entidade precisa ser reforçada Planejamento Execução e Gestão Contratações de infraestrutura Concessões de serviços públicos Gestão dos Contratos / Fiscalização Definição / revisão de tarifas, etc. $ Busca de recursos para projetos A RM precisa ser reforçada para endereçar esses pontos e deve ter um vínculo formal com os municípios Fóruns de debate e alinhamento Planejamento conjunto /definição de diretrizes

45 Diretrizes para o PLANO DIRETOR DE USO DO SOLO METROPOLITANO Adensar POLOS E EIXOS PRÓXIMO AO TRANSPORTE Diversificar o USO DO SOLO Incentivos públicos para a abertura de SERVIÇOS E EMPREGO PRÓXIMO À ÁREAS RESIDENCIAIS Planejar e incentivar a OCUPAÇÃO DO CONTINENTE COM OFERTA DE EMPREGOS

46 Desenvolvimento de um PLANO CICLOVIÁRIO Primeiras propostas de rotas de ciclovia

47 Estratégias para melhoria das CALÇADAS E SEGURANÇA DOS PEDESTRES Transportes não motorizados serão contemplados em todos os cenários e serão propostas iniciativas para melhoria da caminhabilidade: Ruas Completas e Zonas 30 Ruas Completas Florianópolis: Área central Zona 30 Biguaçu: Área central São José: Kobrasol

48 Estratégias para melhoria das CALÇADAS E SEGURANÇA DOS PEDESTRES São propostos 30 km de Zonas 30 e 146 km de Ruas Completas Nota 1) Considerou-se o custo médio por km da infraestrutura ciclo viária construída na cidade de São Paulo em 2014.

49 Estratégias para melhoria das CALÇADAS E SEGURANÇA DOS PEDESTRES Maior mobilidade para pedestres com Ruas Compartilhadas, com prioridade para o pedestre

50 Estratégias para melhoria das CALÇADAS E SEGURANÇA DOS PEDESTRES Rua Presidente Kennedy (São José)

51 Estratégias para melhoria das CALÇADAS E SEGURANÇA DOS PEDESTRES Rua Presidente Kennedy (São José)

52 Estratégias para melhoria das CALÇADAS E SEGURANÇA DOS PEDESTRES Ruas Completas Reurbanização e compatibilização dos usos (pedestres, ciclistas, transporte coletivo, automóveis)

53 Estratégias para melhoria das CALÇADAS E SEGURANÇA DOS PEDESTRES Ruas Completas Reurbanização e compatibilização dos usos (pedestres, ciclistas, transporte coletivo, automóveis)

54 Estratégias para melhoria das CALÇADAS E SEGURANÇA DOS PEDESTRES Ruas Completas Reurbanização e compatibilização dos usos (pedestres, ciclistas, transporte coletivo, automóveis)

55 Estratégias para melhoria das CALÇADAS E SEGURANÇA DOS PEDESTRES Ruas Completas Reurbanização e compatibilização dos usos (pedestres, ciclistas, transporte coletivo, automóveis)

56 Estratégias para melhoria das CALÇADAS E SEGURANÇA DOS PEDESTRES Ruas Completas Reurbanização e compatibilização dos usos (pedestres, ciclistas, transporte coletivo, automóveis)

57 Estratégias para melhoria das CALÇADAS E SEGURANÇA DOS PEDESTRES Ruas Completas Reurbanização e compatibilização dos usos (pedestres, ciclistas, transporte coletivo, automóveis)

58 Troncal Novo viário Av. das Torre s Fonte: Equipe PLAMUS BR- 101 BR- 282 Beira Mar Norte A recomendação para a região metropolitana passa pela estruturação de um sistema troncal e um padrão de desenvolvimento orientado ao transporte Estruturação de Sistema Troncal + Desenvolvimento Orientado Estruturação de um sistema troncal de transporte público de SCmédia alta capacidade SC Edu Vieira Revisão das rotas desenho considerando visão metropolitana dos fluxos de deslocamento Aumento da eficiência do sistema de transporte Maior adensamento da urbanização (uso misto) no entorno do troncal Novo padrão de urbanização, priorizando a ocupação mista no continente 58

59 TRECHO PARA 1ª FASE

60 Superintendência da Região Metropolitana da Grande Florianópolis

Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis Plamus. Guilherme Medeiros SC Participações e Parcerias S.A. Governo de Santa Catarina

Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis Plamus. Guilherme Medeiros SC Participações e Parcerias S.A. Governo de Santa Catarina Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis Plamus Guilherme Medeiros SC Participações e Parcerias S.A. Governo de Santa Catarina Introdução PLAMUS e status do projeto Diagnóstico: qual

Leia mais

Panorama do Plamus Julho de 2015

Panorama do Plamus Julho de 2015 Panorama do Plamus Julho de 2015 O PLAMUS foi elaborado por consórcio de três empresas LogitEngenharia, Strategy& e Machado Meyer Advogados, com cinco parceiros Consórcio Empresa brasileira, fundada há

Leia mais

IIIª Circunferência de Mobilidade Urbana de Florianópolis

IIIª Circunferência de Mobilidade Urbana de Florianópolis Documento confidencial para uso e informação do cliente IIIª Circunferência de Mobilidade Urbana de Florianópolis Dia Mundial sem Carro Divulgação Preliminar dos Resultados das Pesquisas Parte I Visão

Leia mais

O Processo de Adensamento de Corredores de Transporte. Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba

O Processo de Adensamento de Corredores de Transporte. Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba O Processo de Adensamento de Corredores de Transporte Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba Curitiba SÃO PAULO População: 1.828.092 hab. Taxa de crescimento pop. 2000-2009: 1,71% 2008-2009:

Leia mais

Estudo, Análise e Proposta de Soluções Para Melhoria da Mobilidade Urbana na Região Metropolitana de Florianópolis

Estudo, Análise e Proposta de Soluções Para Melhoria da Mobilidade Urbana na Região Metropolitana de Florianópolis Documento confidencial para uso e informação do cliente Estudo, Análise e Proposta de Soluções Para Melhoria da Mobilidade Urbana na Região Metropolitana de Florianópolis Apresentação Florianópolis Dezembro

Leia mais

Políticas de integração para mobilidade urbana em cidades coordenadas por diferente modais Wagner Colombini Martins 20/09/2013

Políticas de integração para mobilidade urbana em cidades coordenadas por diferente modais Wagner Colombini Martins 20/09/2013 Políticas de integração para mobilidade urbana em cidades coordenadas por diferente modais Wagner Colombini Martins 20/09/2013 A gestão pública brasileira é marcada pela atuação setorial, com graves dificuldades

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO DE INFRAESTRUTURA E MOBILIDADE URBANA

GRUPO DE TRABALHO DE INFRAESTRUTURA E MOBILIDADE URBANA DESENVOLVIMENTO DE LAY-OUT DE PROPOSTA ALTERNATIVA PARA O SISTEMA G DE TRANSPORTE PÚBLICO MULTIMODAL PARA A REGIÃO METROPOLITANA DA GRANDE VITÓRIA GRUPO DE TRABALHO DE INFRAESTRUTURA E MOBILIDADE URBANA

Leia mais

Plano de Mobilidade Sustentável. Por uma cidade amiga da bicicleta Abril 2011

Plano de Mobilidade Sustentável. Por uma cidade amiga da bicicleta Abril 2011 Plano de Mobilidade Sustentável. Por uma cidade amiga da bicicleta Abril 2011 Cronograma Índice Apresentação da TC Urbes Objetivos do Plano de Mobilidade Sustentável Cidade e Mobilidade Diagnóstico Planejamento

Leia mais

PLANO DIRETOR DE TRANSPORTE E MOBILIDADE DE BAURU - PLANMOB

PLANO DIRETOR DE TRANSPORTE E MOBILIDADE DE BAURU - PLANMOB PLANO DIRETOR DE TRANSPORTE E MOBILIDADE DE BAURU - PLANMOB O QUE É O Plano Diretor de Transporte e da Mobilidade é um instrumento da política de desenvolvimento urbano, integrado ao Plano Diretor do município,

Leia mais

Transporte e Planejamento Urbano

Transporte e Planejamento Urbano Transporte e Planejamento Urbano para o Desenvolvimento da RMRJ Julho/2014 Cidades a maior invenção humana As cidades induzem a produção conjunta de conhecimentos que é a criação mais importante da raça

Leia mais

Planejamento da Mobilidade Urbana em Belo Horizonte

Planejamento da Mobilidade Urbana em Belo Horizonte Seminário de Mobilidade Urbana Planejamento da Mobilidade Urbana em Belo Horizonte Celio Bouzada 23 de Setembro de 2015 Belo Horizonte População de Belo Horizonte: 2,4 milhões de habitantes População da

Leia mais

Plano de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte - PlanMob-BH. Marcelo Cintra do Amaral. 20 de novembro de 2012

Plano de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte - PlanMob-BH. Marcelo Cintra do Amaral. 20 de novembro de 2012 Plano de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte - PlanMob-BH Marcelo Cintra do Amaral 20 de novembro de 2012 Roteiro da apresentação: Contexto do PlanMob-BH: prognóstico, caráter de plano diretor, etapas

Leia mais

Programa Estadual de Mobilidade Urbana PROMOB PROGRAMA ESTADUAL DE MOBILIDADE URBANA PROMOB

Programa Estadual de Mobilidade Urbana PROMOB PROGRAMA ESTADUAL DE MOBILIDADE URBANA PROMOB PROGRAMA ESTADUAL DE MOBILIDADE URBANA PROMOB ARAÇOIABA 15.108 90 IGARASSU 82.277 323 ITAPISSUMA 20.116 74 ITAMARACÁ 15.858 65 PRAIA DE MARIA FARINHA A REGIÃO METROPOLITANA DO RECIFE Municípios: 14 População:

Leia mais

Painel 4 - Mobilidade Urbana: Transporte e Soluções. Marcio Lacerda Prefeito de Belo Horizonte

Painel 4 - Mobilidade Urbana: Transporte e Soluções. Marcio Lacerda Prefeito de Belo Horizonte Painel 4 - Mobilidade Urbana: Transporte e Soluções Marcio Lacerda Prefeito de Belo Horizonte Sumário A. Desenvolvimento urbano e os desafios da mobilidade em BH B. Iniciativas da PBH em prol da mobilidade

Leia mais

POLÍTICA URBANA E DINAMIZAÇÃO DO COMÉRCIO DE RUA

POLÍTICA URBANA E DINAMIZAÇÃO DO COMÉRCIO DE RUA POLÍTICA URBANA E DINAMIZAÇÃO DO COMÉRCIO DE RUA Seminário GVcev: Polos Varejistas de Rua: Oportunidades para o varejo e a revitalização das cidades Fernando de Mello Franco 11 novembro 2014 DOMINGO, 09

Leia mais

Apresentação Zonas 30 e Ruas Completas Rede Vida no Trânsito 11 de Março de 2015

Apresentação Zonas 30 e Ruas Completas Rede Vida no Trânsito 11 de Março de 2015 Apresentação Zonas 30 e Ruas Completas Rede Vida no Trânsito 11 de Março de 2015 O PLAMUS foi elaborado por consórcio de três empresas Logit Engenharia, Strategy& e Machado Meyer Advogados, com cinco parceiros

Leia mais

Seminário: Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo

Seminário: Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo : Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo Tema: Uma Agenda para a Mobilidade Urbana da Metrópole Planejamento Urbano, Mobilidade e Modos Alternativos de Deslocamento Engº Jaime

Leia mais

Sistema de Transporte Coletivo de Curitiba

Sistema de Transporte Coletivo de Curitiba Comissão de Análise da Tarifa - Decreto nº. 358/2013 Sistema de Transporte Coletivo de Curitiba Resumo Mar/13 URBS Urbanização de Curitiba S/A A URBS foi criada através de Lei Municipal, em Agosto de 1963

Leia mais

Plano de Mobilidade Urbana Sustentável

Plano de Mobilidade Urbana Sustentável Viajeo Plus City Showcase in Latin America Plano de Mobilidade Urbana Sustentável Nívea Oppermann Peixoto, Ms Diretora de Desenvolvimento Urbano EMBARQ Brasil EMBARQ Brasil auxilia governos e empresas

Leia mais

Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal

Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal Audiências Públicas Investimento e Gestão: Desatando o Nó Logístico do Pais 2º Ciclo Financiamento e Gestão da Infraestrutura de Transportes no

Leia mais

MODELO DE CARTA-CONSULTA PAC 2 MOBILIDADE MÉDIAS CIDADES IDENTIFICAÇÃO DO PROPONENTE

MODELO DE CARTA-CONSULTA PAC 2 MOBILIDADE MÉDIAS CIDADES IDENTIFICAÇÃO DO PROPONENTE MODELO DE CARTA-CONSULTA PAC 2 MOBILIDADE MÉDIAS CIDADES IDENTIFICAÇÃO DO PROPONENTE Proponente: Município Beneficiado: Estado: Nome Entidade: CNPJ: Endereço da Sede: CEP: Tel/Fax: Representante Legal:

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO outubro 2013 Plano de Mobilidade Urbana de São Paulo Em atendimento à Lei Federal 12.587 Institui a Política Nacional de Mobilidade Urbana

Leia mais

OLHO NO FUTURO PENSANDO EM 2038 SINAENCO 25 ANOS FLORIANÓPOLIS, 07/11/2013

OLHO NO FUTURO PENSANDO EM 2038 SINAENCO 25 ANOS FLORIANÓPOLIS, 07/11/2013 OLHO NO FUTURO PENSANDO EM 2038 SINAENCO 25 ANOS FLORIANÓPOLIS, 07/11/2013 De Olho no futuro mais 25 anos Problemas permanentes de qualquer cidade: combate a droga - segurança pública - saúde pública -

Leia mais

Medidas para a Humanização do Tráfego. A Cidade que Queremos

Medidas para a Humanização do Tráfego. A Cidade que Queremos Medidas para a Humanização do Tráfego A Cidade que Queremos Objetivo Publicação com o objetivo de divulgar, junto aos municípios, soluções técnicas para a humanização do trânsito. Estrutura Introdução

Leia mais

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES JULHO 2015 SÃO PAULO UMA CIDADE A CAMINHO DO CAOS URBANO Fonte: Pesquisa de mobilidade 2012 SÃO PAULO UMA CIDADE A CAMINHO DO CAOS

Leia mais

Mobilidade e acessibilidade na Região Metropolitana de Belo Horizonte

Mobilidade e acessibilidade na Região Metropolitana de Belo Horizonte Mobilidade e acessibilidade na Região Metropolitana de Belo Horizonte ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO 1. Política de Mobilidade no Plano Diretor Metropolitano PDDI-RMBH 2. Tendências recentes da mobilidade na

Leia mais

Plano de Mobilidade Urbana de BH

Plano de Mobilidade Urbana de BH 4 a 7 de junho de 2013 Hotel Ouro Minas Plano de Mobilidade Urbana de BH Ramon Victor Cesar Presidente de BHTRANS Contexto do PlanMob-BH: Cenários, diagnóstico e prognósticos Desafio 1: como articular

Leia mais

DOTS - Desenvolvimento Urbano Orientado ao Transporte Sustentável. Nívea Oppermann Peixoto, Ms Coordenadora Desenvolvimento Urbano EMBARQ Brasil

DOTS - Desenvolvimento Urbano Orientado ao Transporte Sustentável. Nívea Oppermann Peixoto, Ms Coordenadora Desenvolvimento Urbano EMBARQ Brasil DOTS - Desenvolvimento Urbano Orientado ao Transporte Sustentável Nívea Oppermann Peixoto, Ms Coordenadora Desenvolvimento Urbano EMBARQ Brasil Contexto das cidades Expansão urbana Modelo de ocupação territorial

Leia mais

Unidade Gestora do Projeto da Copa. Unidade d Gestora do Projeto da Copa MOBILIDADE URBANA

Unidade Gestora do Projeto da Copa. Unidade d Gestora do Projeto da Copa MOBILIDADE URBANA Unidade d Gestora do Projeto da Copa MOBILIDADE URBANA PLANO DE GOVERNANÇA POPULAÇÃO DO MUNICÍPIO DE MANAUS 1.802.014 Hab População/ bairros de Manaus DISTRIBUIÇÃO DA FROTA DE VEÍCULOS EM MANAUS Automóveis

Leia mais

Evolução do congestionamento

Evolução do congestionamento Evolução do congestionamento Crescimento populacional estável Taxa de motorização crescente 2025 2005 Surgimento de novos pólos de atração de viagens Deslocamentos na cidade Rede de transporte para 2016

Leia mais

Mobilidade Urbana: Esse Problema tem Solução? Ronaldo Balassiano Programa de Engenharia de Transportes PET/COPPE/UFRJ

Mobilidade Urbana: Esse Problema tem Solução? Ronaldo Balassiano Programa de Engenharia de Transportes PET/COPPE/UFRJ Mobilidade Urbana: Esse Problema tem Solução? Ronaldo Balassiano Programa de Engenharia de Transportes PET/COPPE/UFRJ 1 1 Introdução Sustentabilidade Mudança nos atuais modelos de produção e consumo Alternativas

Leia mais

MOBILIDADE URBANA. André Abe Patricia Stelzer

MOBILIDADE URBANA. André Abe Patricia Stelzer MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL André Abe Patricia Stelzer Atualmente, a mobilidade urbana é parte da política de desenvolvimento urbano sustentável. Trata do deslocamento de bens e pessoas e do atendimento

Leia mais

Mapa 09 Área Central de PiracicabaOcupação do Solo. Urbano

Mapa 09 Área Central de PiracicabaOcupação do Solo. Urbano L E I T U R A E I N T E R P R E T A Ç Ã O D A S I T U A Ç Ã O U R B A N A Mapa 09 de PiracicabaOcupação do Solo Urbano P L A N O D E A Ç Ã O P A R A R E A B I L I T A Ç Ã O U R B A N A D A Á R E A C E

Leia mais

INSTRUMENTO DA OPERAÇÃO URBANA ÁGUA BRANCA

INSTRUMENTO DA OPERAÇÃO URBANA ÁGUA BRANCA INSTRUMENTO DA OPERAÇÃO URBANA ÁGUA BRANCA LOCALIZAÇÃO E CONTEXTO Jundiaí Campinas Rio de Janeiro Sorocaba Guarulhos OUC AB Congonhas CPTM E METRÔ: REDE EXISTENTE E PLANEJADA OUC AB SISTEMA VIÁRIO ESTRUTURAL

Leia mais

AVALIAÇÃO DO PLANO DIRETOR 2011-2016 POLÍTICA SETORIAL DE TRANSPORTES CAP V-SEÇÃO III-ART 215-AÇÕES ESTRUTURANTES

AVALIAÇÃO DO PLANO DIRETOR 2011-2016 POLÍTICA SETORIAL DE TRANSPORTES CAP V-SEÇÃO III-ART 215-AÇÕES ESTRUTURANTES AVALIAÇÃO DO PLANO DIRETOR 2011-2016 POLÍTICA SETORIAL DE TRANSPORTES CAP V-SEÇÃO III-ART 215-AÇÕES ESTRUTURANTES A SMTR segundo ações estruturantes do Plano Diretor PLANEJAMENTO URBANO FUNÇÃO SOCIAL DA

Leia mais

ANEXO III DIRETRIZES BÁSICAS DO PROJETO

ANEXO III DIRETRIZES BÁSICAS DO PROJETO ANEXO III DIRETRIZES BÁSICAS DO PROJETO VOLUME IV - PROJETO DE ENGENHARIA E MATERIAL RODANTE PROJETOS ARQUITETÔNICOS E DEMAIS PROJETOS TÉCNICOS PREDIAIS PROJETO URBANÍSTICO 1 3.2.6.11. Projeto Urbanístico

Leia mais

Sistema Metro-Ferroviário e a Integração Metropolitana do Transporte na RMPA

Sistema Metro-Ferroviário e a Integração Metropolitana do Transporte na RMPA MOBILIDADE URBANA EM REGIÕES METROPOLITANAS Sistema Metro-Ferroviário e a Integração Metropolitana do Transporte na RMPA Marco Aurélio Spall Maia Diretor Presidente TRENSURB-Porto Alegre Região Metropolitana

Leia mais

Grupo de Trabalho Copa do Mundo Brasil 2014. Mobilidade Urbana e a Copa 2014

Grupo de Trabalho Copa do Mundo Brasil 2014. Mobilidade Urbana e a Copa 2014 Grupo de Trabalho Copa do Mundo Brasil 2014 Mobilidade Urbana e a Copa 2014 Novembro de 2009 Participação do Gov. Fed. na Copa de 2014 Setor hoteleiro Estádio Aeroporto Investimentos Federais Porto Mobilidade

Leia mais

UGP COPA Unidade Gestora do Projeto da Copa

UGP COPA Unidade Gestora do Projeto da Copa Organização da Copa 2014 PORTFÓLIOS UGPCOPA ARENA E ENTORNO INFRAESTRUTURA TURÍSTICA FAN PARKS LOC COPA DESPORTIVA EVENTOS DA FIFA GERENCIAMENTO DE PROJETOS OBRIGAÇÕES GOVERNAMENTAIS SUPRIMENTOS COPA TURÍSTICA

Leia mais

DOTS Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável

DOTS Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável DOTS Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável O que é DOTS? Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável: modelo de planejamento e desenho urbano Critérios de desenho para bairros compactos,

Leia mais

Belo Horizonte: em direção à

Belo Horizonte: em direção à Belo Horizonte: em direção à mobilidade d sustentável tá INDICADORES DA MOBILIDADE URBANA EM BELO HORIZONTE 3,8 milhões de viagens/dia, 44% pelo transporte coletivo 6,3 milhões viagens/dia na RMBH 1,6

Leia mais

SITUAÇÃO ENCONTRADA NO DF EM 2007

SITUAÇÃO ENCONTRADA NO DF EM 2007 SITUAÇÃO ENCONTRADA NO DF EM 2007 Frota antiga e tecnologia obsoleta; Serviço irregular de vans operando em todo o DF 850 veículos; Ausência de integração entre os modos e serviços; Dispersão das linhas;

Leia mais

29 de julho de 2014. 1ª Reunião do Observatório da Mobilidade Urbana de Belo Horizonte

29 de julho de 2014. 1ª Reunião do Observatório da Mobilidade Urbana de Belo Horizonte 1ª Reunião do Observatório da Mobilidade Urbana de Belo Horizonte Mesa 1: Acessibilidade e qualidade do transporte coletivo e das calçadas de Belo Horizonte Em que medida o PlanMob-BH considerou e avançou

Leia mais

Programa de Integração e Mobilidade Urbana da Região Metropolitana do Rio de Janeiro

Programa de Integração e Mobilidade Urbana da Região Metropolitana do Rio de Janeiro Programa de Integração e Mobilidade Urbana da Região Metropolitana do Rio de Janeiro Waldir Peres Superintendente Agência Metropolitana de Transportes Urbanos São Paulo Setembro de 2011 Plano Geral Rio

Leia mais

IDEIA FORÇA. Redução do Tempo de Deslocamento Humano (Mobilidade)

IDEIA FORÇA. Redução do Tempo de Deslocamento Humano (Mobilidade) IDEIA FORÇA Redução do Tempo de Deslocamento Humano (Mobilidade) DETALHAMENTO: Mobilidade humana (trabalhador precisa respeito); Melhorar a qualidade e quantidade de transporte coletivo (Lei da oferta

Leia mais

PlanMob-BH: Plano de mobilidade sustentável de Belo Horizonte. Ramon Victor Cesar BHTRANS, Prefeitura de Belo Horizonte

PlanMob-BH: Plano de mobilidade sustentável de Belo Horizonte. Ramon Victor Cesar BHTRANS, Prefeitura de Belo Horizonte PlanMob-BH: Plano de mobilidade sustentável de Belo Horizonte Ramon Victor Cesar BHTRANS, Prefeitura de Belo Horizonte Sumário 1. Contexto do PlanMob-BH Fases de desenvolvimento Objetivos estratégicos

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº,de 2012 (Dos Sr. José de Filippi Júnior e Carlos Zarattini)

PROJETO DE LEI Nº,de 2012 (Dos Sr. José de Filippi Júnior e Carlos Zarattini) PROJETO DE LEI Nº,de 2012 (Dos Sr. José de Filippi Júnior e Carlos Zarattini) Institui as diretrizes da Política Metropolitana de Mobilidade Urbana (PMMU), cria o Pacto Metropolitano da Mobilidade Urbana

Leia mais

Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre. Anexo V Diretrizes Futuras para o Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus do Município de Porto Alegre

Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre. Anexo V Diretrizes Futuras para o Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus do Município de Porto Alegre Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre Anexo V Diretrizes Futuras para o Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus do Município de Porto Alegre Anexo V Diretrizes Futuras para o Sistema de Transporte

Leia mais

MOBILIDADE URBANA EM PRESIDENTE PRUDENTE: O TRANSPORTE COLETIVO E SUAS POSSIBILIDADES

MOBILIDADE URBANA EM PRESIDENTE PRUDENTE: O TRANSPORTE COLETIVO E SUAS POSSIBILIDADES 480 MOBILIDADE URBANA EM PRESIDENTE PRUDENTE: O TRANSPORTE COLETIVO E SUAS POSSIBILIDADES Poliana de Oliveira Basso¹, Sibila Corral de Arêa Leão Honda². ¹Discente do curso de Arquitetura e Urbanismo da

Leia mais

Mobilidade urbana: realidade e perspectivas

Mobilidade urbana: realidade e perspectivas Mobilidade urbana: Josef Barat realidade e perspectivas Fórum Nordeste 2030 Visão Estratégica Recife, 14 de Agosto de 2013 Importância da mobilidade urbana Econômica: Necessária para o bom desempenho das

Leia mais

METRÔ CURITIBANO. LINHA AZUL Santa Cândida / CIC Sul. Engº Cléver Ubiratan Teixeira de Almeida Presidente do IPPUC

METRÔ CURITIBANO. LINHA AZUL Santa Cândida / CIC Sul. Engº Cléver Ubiratan Teixeira de Almeida Presidente do IPPUC METRÔ CURITIBANO LINHA AZUL Santa Cândida / CIC Sul Engº Cléver Ubiratan Teixeira de Almeida Presidente do IPPUC PLANO DIRETOR LEI 11.266/2004 Diretrizes de Mobilidade Urbana e Transporte Capítulo II Da

Leia mais

PESQUISA DE MOBILIDADE DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO PRINCIPAIS RESULTADOS PESQUISA DOMICILIAR DEZEMBRO DE 2013

PESQUISA DE MOBILIDADE DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO PRINCIPAIS RESULTADOS PESQUISA DOMICILIAR DEZEMBRO DE 2013 PESQUISA DE MOBILIDADE DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO PRINCIPAIS RESULTADOS PESQUISA DOMICILIAR DEZEMBRO DE 2013 SUMÁRIO Página Capítulo 3 Objetivos, conceitos utilizados e metodologia 12 Dados socioeconômicos

Leia mais

Ministério Público do Estado de Mato Grosso 29ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Urbanística de Cuiabá

Ministério Público do Estado de Mato Grosso 29ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Urbanística de Cuiabá Ministério Público do Estado de Mato Grosso 29ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Urbanística de Cuiabá Carlos Eduardo Silva Promotor de Justiça Abr. 2015 Direito à Cidade/Mobilidade Urbana O ambiente

Leia mais

TRANSPORTE COLETIVO SISTEMAS INTEGRADOS DE TRANSPORTE URBANO

TRANSPORTE COLETIVO SISTEMAS INTEGRADOS DE TRANSPORTE URBANO SISTEMAS INTEGRADOS DE TRANSPORTE URBANO TRANSPORTE COLETIVO M. Eng. André Cademartori Jacobsen Especialista em Benchmarking Associação Latino-americana de Sistemas Integrados e BRT (SIBRT) 28/Nov/2012

Leia mais

Mobilidade Urbana. Linhas gerais, resultados e desafios selecionados

Mobilidade Urbana. Linhas gerais, resultados e desafios selecionados Mobilidade Urbana Linhas gerais, resultados e desafios selecionados Apresentação A política de desenvolvimento urbano é estratégica para a promoção de igualdade de oportunidades, para a desconcentração

Leia mais

Programas e Projetos de Mobilidade Urbana Camboriú SC

Programas e Projetos de Mobilidade Urbana Camboriú SC Programas e Projetos de Mobilidade Urbana Camboriú SC MAIO.2012 Mobilidade Urbana Legislações em Ordem Cronológica Lei Municipal Complementar Nº 10/2007 Institui o Plano Diretor de Desenvolvimento Territorial

Leia mais

Analisando viagens a pé e por bicicletas na integração com transporte de massa

Analisando viagens a pé e por bicicletas na integração com transporte de massa Analisando viagens a pé e por bicicletas na integração com transporte de massa Fernanda Borges Monteiro, Vânia Barcellos Gouvêa Campos arqnandy@gmail.com; vania@ime.eb.br Instituto Militar de Engenharia

Leia mais

Alternativas para as propostas da Copa em Belo Horizonte

Alternativas para as propostas da Copa em Belo Horizonte 8ª BIENAL INTERNACIONAL DA ARQUITETURA Workshop para Qualificação Urbana em Cidades-Sede da COPA 2014 Belo Horizonte Alternativas para as propostas da Copa em Belo Horizonte 24 a 27 de novembro de 2009

Leia mais

PLANOS DE MOBILIDADE URBANA

PLANOS DE MOBILIDADE URBANA IMPLANTAÇÃO DA POLÍTICA NACIONAL DE MOBILIDADE URBANA: PLANOS DE MOBILIDADE URBANA RENATO BOARETO Brasília, 28 de novembro de 2012 Organização Não Governamental fundada em 2006 com a missão de apoiar a

Leia mais

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Gustavo Guerrante. 30 de novembro de 2015

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Gustavo Guerrante. 30 de novembro de 2015 Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro Gustavo Guerrante 30 de novembro de 2015 Prefeitura do Rio de Janeiro Secretaria Especial de Concessões e Parcerias Público-Privadas Em 2009, institucionalizou-se

Leia mais

Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana

Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana O Desafio da CET 7,2 milhões de veículos registrados 12 milhões de habitantes 7,3 milhões de viagens a pé 156 mil viagens de bicicleta 15 milhões de viagens

Leia mais

Fundação Institut o de Pesquisa e Planejamento para o Desenvolvimento Sustentável de Joinville, Instituto de Trânsito e Transporte e

Fundação Institut o de Pesquisa e Planejamento para o Desenvolvimento Sustentável de Joinville, Instituto de Trânsito e Transporte e Fundação Instituto de Pesquisa e Planejamento para o Desenvolvimento Sustentável de Joinville, Instituto de Trânsito e Transporte e Secretaria de Infraestrutura UMA UNIDADE DE MOBILIDADE E ACESSIBILIDADE

Leia mais

Reunião Rede Cicloviária 16 dezembro 2014

Reunião Rede Cicloviária 16 dezembro 2014 Reunião Rede Cicloviária 16 dezembro 2014 Outubro 2014 Sugestão de Pauta da Reunião: Breve apresentação dos resultados das pesquisas do PLAMUS; Exposição de projetos referentes ao transporte não-motorizado;

Leia mais

Mobilidade com produtividade

Mobilidade com produtividade Curitiba Maio, 2015 > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > Mobilidade com produtividade Wagner Colombini Martins Logit Engenharia Documento confidencial para uso e informação do cliente > > > > > >

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 70/2011. A CÂMARA MUNICIPAL DE IPATINGA aprova:

PROJETO DE LEI Nº 70/2011. A CÂMARA MUNICIPAL DE IPATINGA aprova: PROJETO DE LEI Nº 70/2011. Institui a Política Municipal de Mobilidade Urbana. A CÂMARA MUNICIPAL DE IPATINGA aprova: Mobilidade Urbana. Art. 1º Fica instituída, no Município de Ipatinga, a Política Municipal

Leia mais

A REGIÃO METROPOLITA NA NA REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE CURITIBA

A REGIÃO METROPOLITA NA NA REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE CURITIBA A REGIÃO METROPOLITA NA NA REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE CURITIBA SITUAÇÃO ATUAL INTEGRAÇÃO METROPOLITANA NA LEI ORGÂNICA DE CURITIBA TÍTULO IV - DA ORDEM ECONÔMICA E SOCIAL CAPÍTULO I - DA ORDEM ECONÔMICA

Leia mais

Sistema de localização e bloqueio veicular por célula de comunicação Objetivo Principal

Sistema de localização e bloqueio veicular por célula de comunicação Objetivo Principal de comunicação Objetivo Principal Prover uma solução de baixo custo para Identificação, localização, bloqueio e recuperação de veículos roubados ou procurados, através de micro circuitos embarcados de

Leia mais

País predominantemente urbano: cerca de 80% da população brasileira mora em cidades.

País predominantemente urbano: cerca de 80% da população brasileira mora em cidades. A Política de Mobilidade Urbana no desenvolvimento das cidades! AS CIDADES País predominantemente urbano: cerca de 80% da população brasileira mora em cidades. Processo de urbanização caracterizado pelo

Leia mais

BRT, BRS, Corredores e Faixas Exclusivas de Ônibus

BRT, BRS, Corredores e Faixas Exclusivas de Ônibus BRT, BRS, Corredores e Faixas Exclusivas de Ônibus Marcos Bicalho dos Santos Diretor Institucional e Administrativo da NTU Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Públicos de Transporte Urbano e Trânsito

Leia mais

BRT Transoeste: transformando o conceito de transporte público no Rio de Janeiro

BRT Transoeste: transformando o conceito de transporte público no Rio de Janeiro BRT Transoeste: transformando o conceito de transporte público no Rio de Janeiro Richele Cabral 1 ; Eunice Horácio S. B. Teixeira 1 ; Milena S. Borges 1 ; Miguel Ângelo A. F. de Paula 1 ; Pedro Paulo S.

Leia mais

Plano de Metas para uma Porto Alegre mais Sustentável.

Plano de Metas para uma Porto Alegre mais Sustentável. Plano de Metas para uma Porto Alegre mais Sustentável. EXPEDIENTE Realização: Prefeitura Municipal de Porto Alegre (PMPA) José Fortunati - Prefeito Secretaria Municipal de Governança Local (SMGL) Cezar

Leia mais

O TRANSPORTE PÚBLICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE GOIÂNIA

O TRANSPORTE PÚBLICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE GOIÂNIA Intervenção Urbana para melhoria da Qualidade de Vida e Inclusão Social na Região Metropolitana de Goiânia O TRANSPORTE PÚBLICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE GOIÂNIA A REGIÃO METROPOLITANA DE GOIÂNIA Localização

Leia mais

MOBILIDADE URBANA: OS MODAIS DE TRANSPORTE

MOBILIDADE URBANA: OS MODAIS DE TRANSPORTE Engº Emiliano Affonso Neto 20 de Setembro de 2013 Realização: ASPECTOS A SEREM ABORDADOS 1. A Escolha do Modo de Transporte 2. Modos de Transporte 3. Recomendações ASPECTOS A SEREM ABORDADOS 1. A Escolha

Leia mais

TRANSPORTE PÚBLICO. Novos conceitos para o transporte de passageiros

TRANSPORTE PÚBLICO. Novos conceitos para o transporte de passageiros TRANSPORTE PÚBLICO Novos conceitos para o transporte de passageiros A história do transporte O Começo... o... Caminhos a pé e por animais Os caminhos eram percorridos a pé ou em lombos de cavalos, carroças

Leia mais

O papel da mobilidade e da acessibilidade no Desenvolvimento de Aparecida de Goiânia

O papel da mobilidade e da acessibilidade no Desenvolvimento de Aparecida de Goiânia O papel da mobilidade e da acessibilidade no Desenvolvimento de Aparecida de Goiânia Os processos econômicos, tanto na fase de produção como na fase de consumo, são dependentes do deslocamento de cargas

Leia mais

Modelos de Concessão do Transporte Urbano por Ônibus Práticas e Tendências. Belo Horizonte: Verificação Independente dos Contratos de Concessão

Modelos de Concessão do Transporte Urbano por Ônibus Práticas e Tendências. Belo Horizonte: Verificação Independente dos Contratos de Concessão Modelos de Concessão do Transporte Urbano por Ônibus Práticas e Tendências Belo Horizonte: Verificação Independente dos Contratos de Concessão São Paulo, 15 de agosto de 2014 Agenda 1. Introdução - Belo

Leia mais

Política de mobilidade urbana: integração ou segregação social?

Política de mobilidade urbana: integração ou segregação social? Política de mobilidade urbana: integração ou segregação social? Panorama das ações e projetos e hipóteses gerais da pesquisa Juciano Martins Rodrigues Aumento no tempo de deslocamento Crescimento do número

Leia mais

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Introdução A proposta de Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes

Leia mais

Transporte e Infraestrutura: Perspectivas para o Transporte Público Urbano

Transporte e Infraestrutura: Perspectivas para o Transporte Público Urbano Transporte e Infraestrutura: Perspectivas para o Transporte Público Urbano Otávio Vieira da Cunha Filho Presidente da Diretoria Executiva NTU Rio de Janeiro, 17/08/2012 1 Estrutura 1. Contexto; 2. O que

Leia mais

Governo Estadual RS 509

Governo Estadual RS 509 1 - RODOVIAS / TRAVESSIA URBANA Governo Federal BR 158, BR 287 e BR 392 Governo Estadual RS 509 Governo Municipal Av. Helvio Basso 2 - MOBILIDADE URBANA Plano Diretor de Mobilidade Urbana TR está pronto.

Leia mais

Boas práticas para Mobilidade Urbana

Boas práticas para Mobilidade Urbana Boas práticas para Mobilidade Urbana PAC para Mobilidade - EMBARQ Otávio Vieira Cunha, Presidente da Diretoria Executiva Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos NTU Brasília, 28 de Novembro

Leia mais

Mobilidade Urbana. Plano Diretor Urbano. Vitória, 29 de setembro de 2015

Mobilidade Urbana. Plano Diretor Urbano. Vitória, 29 de setembro de 2015 Mobilidade Urbana Plano Diretor Urbano Vitória, 29 de setembro de 2015 Diretrizes Plano Diretor Urbano Melhorar a qualidade da vida ambiental e urbana nos bairros Incentivo ao transporte público coletivo

Leia mais

PALESTRA A SER PROFERIDA EM QUITO PELO SR SECRETÁRIO DE ESTADO DE TRANSPORTES DO DISTRITO FEDERAL

PALESTRA A SER PROFERIDA EM QUITO PELO SR SECRETÁRIO DE ESTADO DE TRANSPORTES DO DISTRITO FEDERAL PALESTRA A SER PROFERIDA EM QUITO PELO SR SECRETÁRIO DE ESTADO DE TRANSPORTES DO DISTRITO FEDERAL Senhoras e senhores É com grande satisfação que participo dessa primeira Conferência de Gerenciamento de

Leia mais

APRESENTAÇÃO OFICIAL DO SIM CAXIAS

APRESENTAÇÃO OFICIAL DO SIM CAXIAS APRESENTAÇÃO OFICIAL DO SIM CAXIAS Integração do Transporte Coletivo Eixo Leste/Oeste Integração O crescimento acentuado dos centros urbanos tem gerado inúmeras dificuldades para as cidades em diversas

Leia mais

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Introdução Este material surge como resultado do acompanhamento das apresentações do Plano de Mobilidade

Leia mais

Paulo Sergio Custodio Outubro 2013

Paulo Sergio Custodio Outubro 2013 Paulo Sergio Custodio Outubro 2013 Mobilidade significa liberdade de participação do mercado, de ser consumidor em uma sociedade capitalista pura. A quantidade de viagens realizadas (consumidas) pelas

Leia mais

DRAFT. PROJETO DE MOBILIDADE URBANA DE MANAUS 6 de outubro de 2009

DRAFT. PROJETO DE MOBILIDADE URBANA DE MANAUS 6 de outubro de 2009 PROJETO DE MOBILIDADE URBANA DE MANAUS 6 de outubro de 2009 Agenda Crescimento de Manaus Solução de mobilidade urbana Resumo do projeto do monotrilho Resumo do projeto do BRT Quadro 2 Agenda Crescimento

Leia mais

AS PRINCIPAIS MUDANÇAS PROPOSTAS PELA PREFEITURA DE SÃO PAULO PARA O NOVO PLANO DIRETOR ESTRATÉGICO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO

AS PRINCIPAIS MUDANÇAS PROPOSTAS PELA PREFEITURA DE SÃO PAULO PARA O NOVO PLANO DIRETOR ESTRATÉGICO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO AS PRINCIPAIS MUDANÇAS PROPOSTAS PELA PREFEITURA DE SÃO PAULO PARA O NOVO PLANO DIRETOR ESTRATÉGICO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO Marcia Heloisa P. S. Buccolo, consultora jurídica de Edgard Leite Advogados

Leia mais

Como transformar o direito à mobilidade em indicadores de políticas públicas?

Como transformar o direito à mobilidade em indicadores de políticas públicas? Como transformar o direito à mobilidade em indicadores de políticas públicas? Uma contribuição - INCT Observatório das Metrópoles - Projeto: Metropolização e Mega-eventos: os impactos da Copa do Mundo/2014

Leia mais

Prefeitura Municipal do Natal

Prefeitura Municipal do Natal Prefeitura Municipal do Natal Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Finanças Plano Plurianual 2010/2013 Programa Horizonte Público Objetivo: 8 Mobilidade e Cidadania Contínuo População do município

Leia mais

DOS RESULTADOS DAS OFICINAS REALIZADAS EM MAIO DE 2014 COM ESTE PÚBLICO-ALVO

DOS RESULTADOS DAS OFICINAS REALIZADAS EM MAIO DE 2014 COM ESTE PÚBLICO-ALVO SEMINÁRIOS: representes sociedade civil de SÃO JOSÉ e corpo técnico municipal EXPOSIÇÃO DOS RESULTADOS DAS OFICINAS REALIZADAS EM MAIO DE 2014 COM ESTE PÚBLICO-ALVO 3de Dezembro de 2014 Outubro 2014 OFICINA

Leia mais

Mobilidade Caminhos para o Futuro

Mobilidade Caminhos para o Futuro EVENTO DIÁLOGOS CAPITAIS: METRÓPOLES BRASILEIRAS O FUTURO PLANEJADO Mobilidade Caminhos para o Futuro Ricardo Young PPS Vereador Município de SP ricardoyoungvereador http://www.ricardoyoung.com.br/ 21/JULHO/2014

Leia mais

Princípios de mobilidade para cidades inclusivas e sustentáveis

Princípios de mobilidade para cidades inclusivas e sustentáveis Princípios de mobilidade para cidades inclusivas e sustentáveis Ana Nassar, ITDP Brasil Seminário Aspectos da Mobilidade Urbana SEMOB - GDF Brasília, 24 de setembro de 2015 Sobre o ITDP Organização social

Leia mais

CRITÉRIOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE MOBILIDADE URBANA. Lúcia Maria Mendonça Santos Ministério das Cidades

CRITÉRIOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE MOBILIDADE URBANA. Lúcia Maria Mendonça Santos Ministério das Cidades CRITÉRIOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE MOBILIDADE URBANA Lúcia Maria Mendonça Santos S e m i n á r i o M o b i l i d a d e U r b a n a S u s t e n t á v e l : P r á t i c a s e T e n d ê n c

Leia mais

57º Fórum Mineiro de Gerenciadores de Transporte e Trânsito 07 e 08 de Março de 2013

57º Fórum Mineiro de Gerenciadores de Transporte e Trânsito 07 e 08 de Março de 2013 Araxá, 08/03/13 57º Fórum Mineiro de Gerenciadores de Transporte e Trânsito 07 e 08 de Março de 2013 O Futuro do Transporte Urbano nas Cidades de Pequeno e Médio Porte Compete à União: XX instituir diretrizes

Leia mais

Mobilidade Suave Humanização de Cidades. outubro 2013

Mobilidade Suave Humanização de Cidades. outubro 2013 Mobilidade Suave Humanização de Cidades outubro 2013 Estratégias Urbanas Planos de Revitalização Planos de Mobilidade Planos Cicloviários e Pedonais Espaços Públicos Projetos Viários e Cicloviários Parques

Leia mais

MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA-PB SUPERINTENDÊNCIA

MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA-PB SUPERINTENDÊNCIA MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA-PB SUPERINTENDÊNCIA DE TRANSPORTE E TRANSITO DE JOÃO PESSOA STTRANS EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº 001/2011 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2010/047142 ANEXO IV DIRETRIZES PARA A REESTRUTURAÇÃO

Leia mais

Av. Eliseu de Almeida. Projeto de Restauração do Pavimento. Projeto de Ciclovia e sinalização horizontal de interferência urbana

Av. Eliseu de Almeida. Projeto de Restauração do Pavimento. Projeto de Ciclovia e sinalização horizontal de interferência urbana Av. Eliseu de Almeida Projeto de Restauração do Pavimento Projeto de Ciclovia e sinalização horizontal de interferência urbana Índice Introdução Objetivo Projeto de Restauração Projeto de Ciclovia Sinalização

Leia mais

BRT MANAUS TRANSPORTE PÚBLICO MASSIVO: BRT MANAUS

BRT MANAUS TRANSPORTE PÚBLICO MASSIVO: BRT MANAUS TRANSPORTE PÚBLICO MASSIVO: BRT MANAUS CLAUDEMIR JOSÉ ANDRADE Arquiteto e Urbanista Membro da Comissão Executiva de Planejamento e Gestão de Projetos Manaus Sede da Copa do Mundo de 2014. BUS RAPID TRANSIT?

Leia mais

O Problema dos Transportes Urbanos de Passageiros no Brasil

O Problema dos Transportes Urbanos de Passageiros no Brasil O Problema dos Transportes Urbanos de Passageiros no Brasil Uma Contribuição para as Discuções sobre o Tema. O crescimento da urbanização da população brasileira, os incentivos generosos do governo federal

Leia mais