Índice. Analogon Software

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Índice. Analogon Software"

Transcrição

1

2 Índice Introdução... 3 Workflow - VFV... 4 Registo dos componentes... 8 Ficha do componente... 9 Estado do componente Tipo de componente Situação componente Extracto do Números de Série (Componentes) Saída dos N.º de Série (Componentes) Guias de Acompanhamento de Resíduos (VFV)

3 Introdução Este documento pretende apresentar apenas o módulo de gestão de Viatura em Fim de Vida (VFV). 3

4 Workflow - VFV A Gestão de Resíduos Analogon possibilita definir um fluxo rígido do processo de tratamento das veículos em fim de vida. Para isso foi criado um Tipo de Fluxo onde é possível definir o fluxo dos Tipo de Processos de forma rígida. Esta solução permite ter um histórico do fluxo e associar um estado ao veículo, permitindo assim, a qualquer momento, saber as tarefas/operações que faltam realizar ao veículo. No Tipo de Fluxo permite definir os sub-fluxos e a sua cardinalidade, ou seja, quantas vezes são permitidas serem criadas. Na imagem seguinte aparece o formulário onde estão definidos os precedentes do Tipo de Sub-Fluxo Oleos. Isto quer dizer que o Tipo Sub-Fluxo Oleos só aparece quando as operações Cert ou Pneus estiverem realizadas. Ao nível dos Tipos de Processos foram criados os tipos: Operações de despoluição/desmantelamento; Recepção do VFV. 4

5 5 Analogon Software

6 A ficha do veículo foi é o elemento central do fluxo e dá início ao fluxo. Ou seja, quando um veículo é recepcionado a primeira operação é realizar o seu registo no GRA. Depois de registo o veículo pode-se dar início ao fluxo de tratamento do veículo. Para isso, foi existe um formulário para operacionalizar os fluxos. O fluxo, como exemplo, está definido para que depois da recepção (registo do veículo), seja feita a emissão do certificado e depois possa ocorrer as operações de despoluição/desmantelamento de pneus e óleos. Recepção da Veículo Certificado de destruição Operação de desmantelamento - pneus Operação de despoluição - óleos Trata-se de um fluxo exemplo e incompleto. 6

7 Depois do certificado torna-se possível realizar as operações de despoluição /desmantelamento. Depois de realizada a operação de despoluição óleos só é possível realizar a operação que sobra., porque foi definido no fluxo a carnalidade 1, isso significa que só pode ser realizada uma vez (ver imagem do tipo de fluxo). 7

8 A imagem seguinte apresenta um exemplo do lançamento da operação de desmantelamento de pneus. Registo dos componentes Na imagem anterior podemos verificar, sinalizados a vermelho, dois botões que permitem ver a grelha dos LERs ou dos componentes. A imagem seguinte apresenta a grelha de registo dos componentes. O componente representa um produto de venda diferenciado. Ou seja, se existirem dois motores no stock, então existem dois componentes com códigos diferentes pertencentes ao mesmo produto. Assim, podemos atribuir um valor ao componente e, se interessar, proceder à sua venda no editor de vendas. De uma forma simples o componente é um número 8

9 de série de um produto. A vantagem da solução é também permitir definir um valor diferenciado a cada componente que pode variar em função da estado de conservação, etc. Ficha do componente Depois do registo do componente é criada uma ficha, que se apresenta em seguida. Na lista dos componentes é possível ter algumas listagens que podem ser aumentadas em função das necessidades. As imagens seguintes são alguns dos exemplos já disponíveis. 9

10 Estado do componente Na ficha do componente é possível definir um estado. 10

11 Tipo de componente Na ficha do componente é possível definir um tipo. Situação componente Na ficha do componente é possível definir a sua situação 11

12 Extracto do Números de Série (Componentes) No extracto dos número de série é possível consultar as entradas e saídas N.º de Série dos componentes. Pode-se também obter algumas listagens. Apresenta-se a seguinte como exemplo. Para poder aceder à janela basta aceder ao menu listagens como mostra a imagem seguinte: 12

13 Saída dos N.º de Série (Componentes) No editor de vendas depois de lançar o produto, por exemplo M01, é apresentada a seguinte janela como os componentes disponíveis para dar saída. Podemos verificar no extracto dos n.º de série a saída. 13

14 Guias de Acompanhamento de Resíduos (VFV) Depois do registo dos códigos LER nas operações de desmantelamento e/ou despoluição torna-se necessário a emissão das respectivas Guias de Acompanhamento de Resíduos (GAR). Para isso, basta aceder ao editor de processos e converter os códigos LER dos processos de desmantelamento e/ou despoluição numa GAR, como é mostrado nas imagens seguintes. Selecciona-se o tipo de processo e o n.º da guia. Em seguida selecciona-se o código LER pretendido. Em seguida aparece a janela de conversão onde são apresentados os processos que contém linhas (sub-processos) não convertidas do código LER seleccionado, como se pode ver nas imagens seguintes. 14

15 Para se aceder às linhas (sub-processos) basta clicar na opção da grelha no respectivo processo que pretende converter. Como mostra a seguinte imagem. Depois de seleccionar os processos aparecem as respectivas linhas (sub-processos) do código LER em questão. O processo pode conter outras linhas que poderão ser convertidas com o respectivo LER da linha. Depois das linhas seleccionadas basta clicar em Confirmar. O resultado apresenta-se na seguinte imagem. Por fim, basta preencher o resto da guia e gravar e imprimir. 15

Software-Global 1/11

Software-Global 1/11 Não esquecer que a senha do Administrador é ADMIN Botões do programa: Acesso ao Programa: O Acesso ao programa deve ser feito através do utilizador ADMINISTRADOR, que tem todas as permissões para gerir

Leia mais

GESTÃO DE STOCKS. Para gerir o seu stock deve realizar 4 passos essenciais:

GESTÃO DE STOCKS. Para gerir o seu stock deve realizar 4 passos essenciais: GESTÃO DE STOCKS Para gerir o seu stock deve realizar 4 passos essenciais: 1. Garantir que têm os artigos todos criados no Sublime 2. Fazer a contagem de todos os artigos que estão a uso, em expositores

Leia mais

Adenda de Janeiro de 2013 Manual de Utilizador

Adenda de Janeiro de 2013 Manual de Utilizador Adenda de Janeiro de 2013 Manual de Utilizador Novas funcionalidades: - Fatura Simplificada (Certificação AT Janeiro de 2013) - Ficheiro SAFT (Certificação AT Janeiro de 2013) - Séries de Faturação (Certificação

Leia mais

Números de Série é uma gestão utilizada em empresas que trabalhem com artigos/equipamentos eletrónicos.

Números de Série é uma gestão utilizada em empresas que trabalhem com artigos/equipamentos eletrónicos. O que é o módulo Números de Série e IMEI? Para que serve? Números de Série é uma gestão utilizada em empresas que trabalhem com artigos/equipamentos eletrónicos. Cade um destes equipamentos vem sempre

Leia mais

O prime gestão é um software online constituído por vários módulos:

O prime gestão é um software online constituído por vários módulos: O prime gestão é um software online constituído por vários módulos: Assistências Técnicas (indicado para empresas que façam deslocações, intervenções ex: sector de jardinagem, informática, reparação de

Leia mais

O módulo Cores e Tamanhos permite uma gestão de stocks (Compras e Vendas) através de uma associação a

O módulo Cores e Tamanhos permite uma gestão de stocks (Compras e Vendas) através de uma associação a Cores e Tamanhos O que é o módulo Cores e Tamanhos? Para que serve? O módulo Cores e Tamanhos permite uma gestão de stocks (Compras e Vendas) através de uma associação a uma tabela matriz de cores e tamanhos.

Leia mais

ACESSAR O SISCONV. O ACESSO AO SISCONV É EFETUADO A PARTIR DO LOGIN NO SITE DO CBMDF PELO USUÁRIO CADASTRADO: https://www.cbm.df.gov.

ACESSAR O SISCONV. O ACESSO AO SISCONV É EFETUADO A PARTIR DO LOGIN NO SITE DO CBMDF PELO USUÁRIO CADASTRADO: https://www.cbm.df.gov. ACESSAR O SISCONV O ACESSO AO SISCONV É EFETUADO A PARTIR DO LOGIN NO SITE DO CBMDF PELO USUÁRIO CADASTRADO: https://www.cbm.df.gov.br/ TELA PARA LOGIN CLICAR NO BOTÃO VIATURAS SERÁ DIRECIONADO PARA TELA

Leia mais

ZOOPDA Guia do Utilizador

ZOOPDA Guia do Utilizador ZOOPDA Guia do Utilizador I ZOOPDA INDICE I Como se Utiliza 1 1 Lançar... 3 Parições Ocorrências Medições... 4... 5... 6 Medições Agrupadas... 8 Cobrições... 9 2 Listar... 10 3 Sair... 13 Indice remissivo

Leia mais

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida Ministério Público Ministério Público Guia de Consulta Rápida Versão 3 (Outubro de 2009) - 1 - ÍNDICE 1. ACEDER AO CITIUS MINISTÉRIO PÚBLICO... 4 2. BARRA DE TAREFAS:... 4 3. CONFIGURAR O PERFIL DO UTILIZADOR...

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Borderô de Pagamento e Aprovação de Lançamentos Sumário 1 CONCEITO... 4 2 REQUISITOS... 4 3 CONFIGURAÇÕES... 4 3.1 Permissões de Acesso... 4 3.2 Cadastrar Fornecedor... 5

Leia mais

Novas funcionalidades do Snc2010. e melhoramentos em relação ao Poc2005. Versão 7.0

Novas funcionalidades do Snc2010. e melhoramentos em relação ao Poc2005. Versão 7.0 Novas funcionalidades do Snc2010 e melhoramentos em relação ao Poc2005 Versão 7.0 1. Sistema de Normalização Contabilística: 1.1 Tabela de equivalências do POC para o SNC. 1.2 Conversão automática do plano

Leia mais

DOCUMENTO DE APOIO À APLICAÇÃO

DOCUMENTO DE APOIO À APLICAÇÃO DOCUMENTO DE APOIO À APLICAÇÃO CHEQUE PRINT Versão 1.0 de 01-01-2010 Um produto da empresa World Solutions Unip. Lda. Telefone +351 22 9720375 E-Mail: INTRODUÇÃO Este documento tem como finalidade servir

Leia mais

1. Lançamento em Contas Bancárias Liquidação de Clientes

1. Lançamento em Contas Bancárias Liquidação de Clientes Título: MÓDULO DE GESTÃO DE BANCOS & CONTROLO LETRAS Pag.: 1 Módulo Gestão Contas Bancárias O módulo Gestão de Contas Bancárias, tem como principal objectivo, permitir ao utilizador saber num exacto momento,

Leia mais

Curso EFA Empregado Comercial

Curso EFA Empregado Comercial 1 INTRODUZIR OS DADOS DA EMPRESA Começe por abrir o programa Administrador. Posicione-se na empresa EXPRESS Empresa de Trabalho. Com o botão direito do rato escolha a opção Propriedades e preencha os campos

Leia mais

POSTOUCH. Manual Software

POSTOUCH. Manual Software POSTOUCH Manual Software Introdução Introdução POS TOUCH é uma solução direcionada a pequenos postos de venda, que tem necessidade de criação de muitos talões de uma forma linear e rápida. A solução implementa

Leia mais

Manual de utilizador CRM

Manual de utilizador CRM Manual de utilizador CRM Formulário de Login Personalizado de acordo com a sua empresa mantendo a sua imagem corporativa. Utilizador: Admin Password: 123 1 Formulário Principal Este formulário está dividido

Leia mais

Manual de Utilizador Carregamento e Processamento de Ficheiros via Internet Banking. Português - V1

Manual de Utilizador Carregamento e Processamento de Ficheiros via Internet Banking. Português - V1 Manual de Utilizador Carregamento e Processamento de Ficheiros via Internet Banking Português - Índice Introdução... 2 Capitulo I... 3 1.1 Localização da funcionalidade... 3 1.2 Tipo de Ficheiros... 3

Leia mais

Software GEFISEME Aplicação destinada ao auxílio do serviço de Metrologia. Rua D. Afonso Henriques, 1726 4435-003 Rio Tinto www.worldsolutions.

Software GEFISEME Aplicação destinada ao auxílio do serviço de Metrologia. Rua D. Afonso Henriques, 1726 4435-003 Rio Tinto www.worldsolutions. Software GEFISEME Aplicação destinada ao auxílio do serviço de Metrologia Rua D. Afonso Henriques, 1726 4435-003 Rio Tinto www.worldsolutions.pt Conteúdo Introdução... 2 Gestão de acessos... 3 Ficha de

Leia mais

EXPORTAÇÃO DE INVENTÁRIO DE EXISTÊNCIAS

EXPORTAÇÃO DE INVENTÁRIO DE EXISTÊNCIAS EXPORTAÇÃO DE INVENTÁRIO DE EXISTÊNCIAS Gostaríamos previamente de transmitir alguma informação que a Autoridade Tributária considera sobre este tema: Empresas sem existências As empresas sem existências

Leia mais

Apresentação do Segplus FX 2014

Apresentação do Segplus FX 2014 1 Apresentação do Segplus FX 2014 Alguns destaques do software Segplus gestão seguros Digitalização, visualização e gravação de documentos ligados a segurados, apólices, sinistros etc. Criação, envio,

Leia mais

Facturação Guia do Utilizador

Facturação Guia do Utilizador Facturação Guia do Utilizador Facturação Como se utiliza 2 1 Como se utiliza Todas as opções do sistema estão acessíveis através do menu: ou do menu: O Menu caracteriza-se pelas seguintes funcionalidades:

Leia mais

DE OPERAÇÕES E POSIÇÕES COM O EXTERIOR)

DE OPERAÇÕES E POSIÇÕES COM O EXTERIOR) COPE - Configuração e Recolha de Informação (COMUNICAÇÃO DE OPERAÇÕES E POSIÇÕES COM O EXTERIOR) Versão 1.0 abril de 2013 Índice Índice... 2 Introdução... 3 Configurações Gerais... 4 Administrador...4

Leia mais

WINCODE SOFTWARE E CONTABILIDADE S.A. MyEnsino Manual da Área Reservada de Professores

WINCODE SOFTWARE E CONTABILIDADE S.A. MyEnsino Manual da Área Reservada de Professores MyEnsino Manual da Área Reservada de Professores ENTRADA: Abrir o browser de internet e digitar um dos seguintes endereços: Para aceder à área reservada de alunos: http://myescola.exemplo.pt Para aceder

Leia mais

Transição de POC para SNC

Transição de POC para SNC Transição de POC para SNC A Grelha de Transição surge no âmbito da entrada em vigor, no ano de 2010, do Sistema de Normalização Contabilística (SNC). O SNC vem promover a melhoria na contabilidade nacional,

Leia mais

Fecho de Ano WEuroGest 2000

Fecho de Ano WEuroGest 2000 Fecho de Ano WEuroGest 2000 INTRODUÇÃO Neste documento são descritos os passos a seguir para uma boa execução do fecho de ano e respectiva conversão da empresa em euros. No final é apresentada uma checklist

Leia mais

Ficha de Fornecedor. Conta Corrente lançada manualmente no qual é calculado um saldo em dívida

Ficha de Fornecedor. Conta Corrente lançada manualmente no qual é calculado um saldo em dívida Ficha de Fornecedor Conta Corrente lançada manualmente no qual é calculado um saldo em dívida Consulta de todas as entradas de material deste Fornecedor Poderá realizar Notas de Encomenda, Devoluções,

Leia mais

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Dezembro/2012 2 Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Sumário de Informações do Documento Título do Documento: Resumo:

Leia mais

Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE PERÍCIA MÉDICA

Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE PERÍCIA MÉDICA Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE PERÍCIA MÉDICA MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE 1.0 OBJETIVO:...3 2.0 ACESSO AO SISTEMA:...3 3.0 CADASTRO:...4 3.1 SOLICITAÇÃO

Leia mais

Introdução. I. Nova Mensagem

Introdução. I. Nova Mensagem Introdução A partir da plataforma do Geonaut é possível enviar mensagens aos recursos, este módulo é muito importante porque permite informar ou pedir informação a um recurso pretendido. Além de se poder

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE INSTALAÇÃO DO SCANSNAP S300

GUIA RÁPIDO DE INSTALAÇÃO DO SCANSNAP S300 GUIA RÁPIDO DE INSTALAÇÃO DO SCANSNAP S300 Pag 1 Leia este guia antes de ligar o scanner ao PC Este documento descreve a instalação e a configuração do scanner ScanSnap S300 da Fujitsu. Este guia disponibiliza-lhe

Leia mais

Manual de Utilizador de Clínicas. www.softwhere.com.pt

Manual de Utilizador de Clínicas. www.softwhere.com.pt Manual de Utilizador de Clínicas www.softwhere.com.pt Formulário de login de Clínicas Utilizador : Administrador Password: 123 Formulário Principal do Software de Clínicas Este formulário lista todos os

Leia mais

MANUAL ARTSOFT Mobile POS

MANUAL ARTSOFT Mobile POS MANUAL ARTSOFT Mobile POS INDÍCE O que é?... 3 Como se configura?... 3 ARTSOFT... 3 ANDROID... 3 Login... 4 Home... 5 Sincronização... 6 Utilizadores... 7 Entrada de stock... 7 Acerca... 8 Configuração...

Leia mais

RENT versão desktop Manual de Utilizador para empresa

RENT versão desktop Manual de Utilizador para empresa RENT versão desktop Manual de Utilizador para empresa @ Copyright 2015 Desenvolvido pela Dória Software versão manual 1.3 Última atualização 23.03.2015 Sobre o RENT I. O que é o RENT? RENT- Registo Nominal

Leia mais

TEMA: Oficinas Configurações, workflow e funcionalidades

TEMA: Oficinas Configurações, workflow e funcionalidades APLICAÇÃO: XRP Gestão de Frota TEMA: Oficinas Configurações, workflow e funcionalidades ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO EM: 25 de fevereiro de 2015 ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO POR: Pedro Direito www.escritadigital.pt ÍNDICE

Leia mais

Manual de Utilizador Documentos de Transporte. TOConline. Suporte. Página - 1

Manual de Utilizador Documentos de Transporte. TOConline. Suporte. Página - 1 TOConline Suporte Página - 1 Documentos de Transporte Manual de Utilizador Página - 2 Índice Criação de um documento de transporte... 4 Definições de empresa- Criação de moradas adicionais... 9 Comunicação

Leia mais

Manual do utilizador. Aplicação de agente

Manual do utilizador. Aplicação de agente Manual do utilizador Aplicação de agente Versão 8.0 - Otubro 2010 Aviso legal: A Alcatel, a Lucent, a Alcatel-Lucent e o logótipo Alcatel-Lucent são marcas comerciais da Alcatel-Lucent. Todas as outras

Leia mais

TEMA: Processo de Manutenção de Viaturas Configurações, workflow e funcionalidades

TEMA: Processo de Manutenção de Viaturas Configurações, workflow e funcionalidades APLICAÇÃO: XRP Gestão de Frota TEMA: Processo de Manutenção de Viaturas Configurações, workflow e funcionalidades ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO EM: 13 de Outubro de 2014 ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO POR: Carolina Esteves Pedro

Leia mais

ROUPA DE TRABALHO VOLVO, ENCOMENDAR NO PORTAL WEB

ROUPA DE TRABALHO VOLVO, ENCOMENDAR NO PORTAL WEB ROUPA DE TRABALHO VOLVO, ENCOMENDAR NO PORTAL WEB COMO ENCOMENDAR Antes de começar a encomendar... página 2 6 Criar uma encomenda... página 7 22 2015-02-18 ANTES DE COMEÇAR A ENCOMENDAR Esta aplicação

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Movimentação de Contas Sumário 1 MOVIMENTAÇÃO DE CONTAS...3 2 CONTAS A RECEBER...8 2.1 Lançamento Contas a Receber...9 2.2 Baixa Contas a Receber...11 3 CONTAS A PAGAR...13

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DO TOTEM

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DO TOTEM MANUAL DE UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DO TOTEM 1 Sumário 1. TOTEM DE AUTOATENDIMENTO - DETRAN... 3 2. ÁREA DE MOTORISTA... 5 2.1. Consultar Envio CNH... 5 2.2. Curso de Reciclagem... 6 2.2.1. Agendamento do

Leia mais

Procedimentos Fim de Ano - PRIMAVERA

Procedimentos Fim de Ano - PRIMAVERA Procedimentos Fim de Ano - PRIMAVERA A finalidade deste documento é, essencialmente, clarificar os procedimentos a considerar antes da abertura de ano e a forma como realizar esta operação. O manual está

Leia mais

Sign & Go. Manual do utilizador

Sign & Go. Manual do utilizador Sign & Go Manual do utilizador Índice 1 - Instalação Instalação do software Registo do software 2 - Utilização Capítulo 1 Instalação Instalação Depois de descarregar o software o processo de instalação

Leia mais

MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales

MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales INDÍCE O que é?... 3 Como se configura?... 3 ARTSOFT... 3 ANDROID... 3 Login... 4 Home... 5 Funcionalidades... 6 Sincronização... 6 Contas... 7 Consultas... 7 Resumos...

Leia mais

VERTENTE GESTÃO GLOBAL DE FICHEIROS E ADC S

VERTENTE GESTÃO GLOBAL DE FICHEIROS E ADC S VERTENTE GESTÃO GLOBAL DE FICHEIROS E ADC S PROCEDIMENTOS INICIAIS Opção Utilitários/Selecção de Empresas Em primeiro lugar deverá seleccionar e parametrizar quais as Empresas que irão utilizar o aplicativo.

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Sumário 1 CONCEITO... 3 2 REQUISITOS... 3 3 CONFIGURAÇÕES... 3 3.1 Permissões... 3 3.2 Motivo de Movimentação... 3 3.3 Natureza de Operação... 4 4 FUNCIONALIDADES... 5 4.1

Leia mais

Plano E-commerce Guia de início rápido. Plano E-commerce. Guia de início rápido

Plano E-commerce Guia de início rápido. Plano E-commerce. Guia de início rápido Plano E-commerce 1 ÍNDICE 1 GUIA DE INÍCIO RÁPIDO... 3 2 WEB SITE DE ADMINISTRAÇÃO... 3 3 ASSISTENTE DE CONFIGURAÇÃO... 4 4 CRIAR CATEGORIAS... 7 5 CRIAR PRODUTOS... 9 6 VERIFICAR OPÇÕES IMPORTANTES DO

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR

MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR Versão 1.6 PÁGINA DE PESQUISA A página principal do PacWeb permite a realização de um número muito variado de pesquisas, simples, ou pelo contrário extremamente complexas, dependendo

Leia mais

Manual do Utilizador

Manual do Utilizador Manual do Utilizador Índice Índice... 2 1. Registo de Utilizadores Individuais... 3 2. Alteração da Senha de Acesso... 5 3. Recuperação da Senha de Acesso... 5 4. Dados do Utilizador... 6 4.1 Perfil pessoal...

Leia mais

MANUAL ARTSOFT Mobile AutoSales

MANUAL ARTSOFT Mobile AutoSales MANUAL ARTSOFT Mobile AutoSales INDÍCE O que é?... 3 Como se configura?... 3 ARTSOFT... 3 ANDROID... 3 Login... 4 Home... 5 Funcionalidades... 6 Sincronização... 6 Contas... 7 Consultas... 7 Resumos...

Leia mais

Faça a gestão da sua base de clientes com o Gestix.

Faça a gestão da sua base de clientes com o Gestix. Gerir Clientes no Gestix A Ficha de Cliente Faça a gestão da sua base de clientes com o Gestix. O Gestix oferece-lhe diversas formas de conhecer e acompanhar os seus clientes. Explore-o como uma poderosa

Leia mais

Guia de registo de Reserva de Recursos. Reserva de Recursos

Guia de registo de Reserva de Recursos. Reserva de Recursos Reserva de Recursos Indice Introdução 2 Reserva simples 3 Reserva avançada 5 Consulta de disponibilidades de recursos 7 Reservas efetuadas 10 Serviços de Informática - Direção dos Serviços de Documentação

Leia mais

POS significa Point of Sale Posto de Venda um local onde ocorre uma transação financeira, por exemplo,

POS significa Point of Sale Posto de Venda um local onde ocorre uma transação financeira, por exemplo, Módulo POS Loja O que é um POS? Para que serve? POS significa Point of Sale Posto de Venda um local onde ocorre uma transação financeira, por exemplo, uma Loja que efetue venda ao público. Por outras palavras,

Leia mais

BALCÃO DIGITAL. Manual de Utilização

BALCÃO DIGITAL. Manual de Utilização BALCÃO DIGITAL Manual de Utilização BALCÃO DIGITAL 2 ÍNDICE COMO ADERIR ADESÃO À CARTEIRA DE SERVIÇOS DO BALCÃO DIGITAL ACTIVAÇÃO DA CARTEIRA DE SERVIÇOS DO BALCÃO DIGITAL Contratos Comunicar Leitura Adesão

Leia mais

MANUAL DE APOIO SISTEMA INTEGRADO DE DOCUMENTOS E ATENDIMENTO MUNICIPAL

MANUAL DE APOIO SISTEMA INTEGRADO DE DOCUMENTOS E ATENDIMENTO MUNICIPAL Município de Alfândega da Fé Câmara Municipal GABINETE de INFORMATICA (GI) MANUAL DE APOIO SISTEMA INTEGRADO DE DOCUMENTOS E ATENDIMENTO MUNICIPAL - CMAF Versão 2.00 PS.05_MAN.01 GI GABINETE de INFORMATICA

Leia mais

Ajuda do site www.maxone.biz ( Março 2006)

Ajuda do site www.maxone.biz ( Março 2006) Ajuda do site www.maxone.biz ( Março 2006) Este documento tem como objectivo ajudar os nossos clientes a trabalhar com o nosso site. Se necessitar de alguma ajuda extra não hesite em contactar-nos. Apesar

Leia mais

ZSRest. Manual de Configuração. Serviço de Entregas. V2011-Certificado

ZSRest. Manual de Configuração. Serviço de Entregas. V2011-Certificado Manual de Configuração Serviço de Entregas V2011-Certificado 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Configuração... 3 4. Funcionamento Frontoffice... 4 a) Pedido normal... 4 b) Pedido baseado noutras encomendas...

Leia mais

A solução de mobilidade que lhe permite aceder via Internet à gestão g comercial e facturação ç da sua empresa.

A solução de mobilidade que lhe permite aceder via Internet à gestão g comercial e facturação ç da sua empresa. Descritivo completo dnegócio 3 A solução de mobilidade que lhe permite aceder via Internet à gestão g comercial e facturação ç da sua empresa. Benefícios Consultar, alterar ou introduzir novos clientes;

Leia mais

Guia de Utilização. Acesso Universal

Guia de Utilização. Acesso Universal Guia de Utilização Índice PREÂMBULO...3 ACESSO À PLATAFORMA...3 ÁREA DE TRABALHO...4 APRESENTAR PROPOSTAS...9 RECEPÇÃO DE ADJUDICAÇÃO...18 PARAMETRIZAÇÃO DA EMPRESA...19 Acesso universal Proibida a reprodução.

Leia mais

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito Mais informação Acesso ao Sistema de Transferência Electrónica de dados de Inquéritos (STEDI). Onde se acede ao sistema de entrega de Inquéritos? Deverá aceder ao sistema através do site do GEP www.gep.mtss.gov.pt

Leia mais

PHC Letras. Execute todos os movimentos com letras a receber ou a pagar e controle totalmente a situação por cliente ou fornecedor

PHC Letras. Execute todos os movimentos com letras a receber ou a pagar e controle totalmente a situação por cliente ou fornecedor PHCLetras DESCRITIVO Com o módulo Letras, pode ter de uma forma integrada com o módulo Gestão e com o módulo Contabilidade a gestão completa e simples de todas as tarefas relacionadas com Letras. PHC Letras

Leia mais

Procedimentos para os Mapas Recapitulativos (IES)

Procedimentos para os Mapas Recapitulativos (IES) Procedimentos para os Mapas Recapitulativos (IES) Este documento pretende auxiliar nas operações de configuração para Recapitulativos no ERP Primavera. 1. Enquadramento Os Mapas Recapitulativos consistem

Leia mais

TEMA: Processo de multas Configurações, workflow e funcionalidades

TEMA: Processo de multas Configurações, workflow e funcionalidades APLICAÇÃO: XRP Gestão de Frota TEMA: Processo de multas Configurações, workflow e funcionalidades ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO EM: 6 de Abril de 2015 ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO POR: Pedro Direito Escrita Digital, S.A. Rua

Leia mais

TEMA: Processo de Sinistros Configurações, workflow e funcionalidades

TEMA: Processo de Sinistros Configurações, workflow e funcionalidades APLICAÇÃO: XRP Gestão de Frota TEMA: Processo de Sinistros Configurações, workflow e funcionalidades ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO EM: 10 de Abril de 2015 ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO POR: Pedro Direito www.escritadigital.pt

Leia mais

PAINEL DE ADMINISTRADOR

PAINEL DE ADMINISTRADOR PAINEL DE ADMINISTRADOR IMPORTANTE: O Painel de administrador APENAS deverá ser utilizado pelo responsável do sistema. são: Nesta aplicação, poderá configurar todo o sistema de facturação. As opções do

Leia mais

A simplicidade do seu funcionamento permite ser utilizado por qualquer pessoa mesmo sem conhecimentos de informática.

A simplicidade do seu funcionamento permite ser utilizado por qualquer pessoa mesmo sem conhecimentos de informática. O WinAvenças Pro é um software destinado a faturação de serviços e produtos. A quem se destina: para todas as empresas que necessitem de um programa de faturação completo e certificado e fácil de utilizar.

Leia mais

Manual utilização. Dezembro 2011. Instituto Politécnico de Viseu

Manual utilização. Dezembro 2011. Instituto Politécnico de Viseu Manual utilização Dezembro 2011 Instituto Politécnico de Viseu 1 Índice Zona pública... 3 Envio da ideia de negócio... 3 Inscrição nas Oficinas E... 4 Zona privada... 5 Administração... 5 Gestão de utilizadores...

Leia mais

Manual para usuários site Lucrei no Frete

Manual para usuários site Lucrei no Frete Manual para usuários site Lucrei no Frete Para login clicar no endereço abaixo ou copiar e colar no navegador. http://lucreinofrete.a3sistemas.com.br/minha_conta/login.php Clicar em Registrar Preencher

Leia mais

SOFTWARE. Equipamentos de gestão para controlo de acessos

SOFTWARE. Equipamentos de gestão para controlo de acessos SOFTWARE Fácil utilização. Ambiente Windows XP Profissional. Controle individual dos operadores com diferentes níveis de acesso. Registo de todas as entradas, pagamentos, saídas e de anomalias. Informação

Leia mais

DFC - DEMOSNTRAÇÕES DE FLUXO DE CAIXA EMITIR DFC NO SISTEMA DOMÍNIO CONTÁBIL

DFC - DEMOSNTRAÇÕES DE FLUXO DE CAIXA EMITIR DFC NO SISTEMA DOMÍNIO CONTÁBIL DFC - DEMOSNTRAÇÕES DE FLUXO DE CAIXA A DFC tem como função demonstrar a variação do fluxo de caixa da empresa, evidenciando os valores das atividades operacionais, atividades de investimento, e atividades

Leia mais

Sistema SISCOMA Integração ARQGER

Sistema SISCOMA Integração ARQGER TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DGTEC Diretoria Geral de Tecnologia da Informação DERUS Departamento de Relacionamento com o Usuário MANUAL DO USUÁRIO Sistema SISCOMA Integração ARQGER

Leia mais

ÍNDICE. Acesso para agências...3. Organização por pastas...4. Download das facturas a partir do site...5. Pesquisa de facturas...8

ÍNDICE. Acesso para agências...3. Organização por pastas...4. Download das facturas a partir do site...5. Pesquisa de facturas...8 2 ÍNDICE Acesso para agências...3 Organização por pastas...4 Download das facturas a partir do site...5 Pesquisa de facturas...8 Configurar notificações por email...11 3 Bem-vindo ao manual de uso do novo

Leia mais

TUTORIAL. Instruções passo a passo do sistema de cursos presenciais

TUTORIAL. Instruções passo a passo do sistema de cursos presenciais Acessos: TUTORIAL Instruções passo a passo do sistema de cursos presenciais Via site do CRCMG: http://www.crcmg.org.br Link direto: http://cadastro.crcmg.org.br/curso_presencial ACESSO AO SISTEMA No primeiro

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Menus. v2011 - Certificado

ZS Rest. Manual Avançado. Menus. v2011 - Certificado Manual Avançado Menus v2011 - Certificado 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Iniciar o ZSRest... 3 4. Menus... 4 b) Novo Produto:... 5 i. Separador Geral.... 5 ii. Separador Preços e Impostos... 7 iii.

Leia mais

A gestão comercial e financeira através da Internet

A gestão comercial e financeira através da Internet PHC dgestão A gestão comercial e financeira através da Internet A solução de mobilidade que permite introduzir e consultar clientes, fornecedores, artigos, documentos de facturação, encomendas, compras,

Leia mais

Gestão de Estágios e Projectos de Investigação Manual de Utilizador - Aluno

Gestão de Estágios e Projectos de Investigação Manual de Utilizador - Aluno Gestão de Estágios e Projectos de Investigação Manual de Utilizador - Aluno GESTÃO DE ESTÁGIOS E PROJECTOS DE INVESTIGAÇÃO MANUAL DE UTILIZADOR - ALUNO Passaremos a demonstrar quais os passos a dar para

Leia mais

Ajuda do Sistema Aquarius.

Ajuda do Sistema Aquarius. Ajuda do Sistema Aquarius. Esta ajuda é diferenciada da maioria encontrada nos sistemas de computador do mercado. O objetivo desta ajuda é literalmente ajudar o usuário a entender e conduzir de forma clara

Leia mais

Serviço Carta-Cheque. Adesão e Utilização no portal http://corp.millenniumbcp.pt

Serviço Carta-Cheque. Adesão e Utilização no portal http://corp.millenniumbcp.pt Serviço Carta-Cheque Adesão e Utilização no portal http://corp.millenniumbcp.pt Serviço Carta-Cheque A A adesão ao Serviço A adesão ao Serviço de Carta Cheque em 1. Aceder a Pagamentos / Carta Cheque 2.

Leia mais

TEMA: Processo de pedidos Configurações, workflow e funcionalidades

TEMA: Processo de pedidos Configurações, workflow e funcionalidades APLICAÇÃO: XRP Gestão de Frota TEMA: Processo de pedidos Configurações, workflow e funcionalidades ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO EM: 30 de novembro de 2014 ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO POR: Pedro Direito Escrita Digital, S.A.

Leia mais

SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR

SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR Leaseplan Portugal Bertrand Gossieaux SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR Page2 INDICE 1. LOGIN, ESTRUTURA E SAÍDA DO SIM... 3 a) Login... 3 b) Estrutura principal... 4 c) Saída da

Leia mais

Manual Sistema Curumim. Índice

Manual Sistema Curumim. Índice Versão 1.0 Índice 1. Instalação do Sistema... 3 2. Botões e Legenda... 4 3. Login do Sistema... 5 4. Tela Principal... 6 5. Dados Cadastrais da Empresa... 7 6. Aluno Cadastro... 8 7. Aluno - Cadastro de

Leia mais

Tutorial do módulo Carteira Nacional de Militante

Tutorial do módulo Carteira Nacional de Militante Tutorial do módulo Carteira Nacional de Militante 1. Como iniciar o programa O módulo da Carteira de Militante deve ser acessado através dos seguintes endereços: http://www.pcdob.org.br/redevermelha. É

Leia mais

Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos

Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos Manual de Utilização Financeiras Versão 1.2 Manual de utilização do software para os usuários do Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos, com

Leia mais

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria da Agricultura Familiar Departamento de Financiamento e Proteção da Produção Seguro da Agricultura Familiar Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares

Leia mais

Quadros Interactivos CLASUS

Quadros Interactivos CLASUS Quadros Interactivos CLASUS Quadros Interactivos CLASUS Introdução à Utilização dos Quadros Interactivos e Software A-migo Pagina 1 Introdução à Utilização dos Quadros Interactivos e Software A-migo 1.

Leia mais

Guia do Picasa Versão 1

Guia do Picasa Versão 1 Guia do Picasa Versão 1 O Picasa é um Software livre que lhe permite visualizar, organizar, editar e compartilhar fotos digitais no computador de uma forma simples e divertida. Centro de Formação de Penalva

Leia mais

Portal de Pesquisa on-line do Arquivo Histórico da EPAL

Portal de Pesquisa on-line do Arquivo Histórico da EPAL Portal de Pesquisa on-line do Arquivo Histórico da EPAL 1. Selecção de núcleo(s) Ao aceder à página principal do Portal de Pesquisa on-line do Arquivo Histórico da EPAL, o utilizador pode seleccionar os

Leia mais

Procedimentos de Segurança

Procedimentos de Segurança Guia de utilização Janeiro 2008 Índice 1. Verificar a Validade do Certificado de... 2 2. Adicionar econstroi aos sites fidedignos... 5 3. Autorizar janelas de pop-up no econstroi... 8 Proibida a reprodução.

Leia mais

Módulo de CRM. Customer Relationship Management [VERSÃO 1.0] [APRESENTAÇÃO DE FUNCIONALIDADES]

Módulo de CRM. Customer Relationship Management [VERSÃO 1.0] [APRESENTAÇÃO DE FUNCIONALIDADES] Módulo de CRM Customer Relationship Management [VERSÃO 1.0] [APRESENTAÇÃO DE FUNCIONALIDADES] Um software com cada vez mais funcionalidades a pensar no seu negócio! A quem se destina As empresas que pretendem

Leia mais

Para proceder a instalação do SPSS deve efectuar os seguintes passos tal como demonstrado nas figuras.

Para proceder a instalação do SPSS deve efectuar os seguintes passos tal como demonstrado nas figuras. Para proceder a instalação do SPSS deve efectuar os seguintes passos tal como demonstrado nas figuras. 1º PASSO Efectuar o login na área de estudante na página da ESSA (www.essa.pt), tal como demonstrado

Leia mais

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6 MANUAL DO UTILIZADOR A informação contida neste manual, pode ser alterada sem qualquer aviso prévio. A Estratega Software, apesar dos esforços constantes de actualização deste manual e do produto de software,

Leia mais

GeoMafra SIG Municipal

GeoMafra SIG Municipal GeoMafra SIG Municipal Nova versão do site GeoMafra Toda a informação municipal... à distância de um clique! O projecto GeoMafra constitui uma ferramenta de trabalho que visa melhorar e homogeneizar a

Leia mais

A solução de mobilidade que lhe permite executar e controlar, de forma eficaz, a Gestão Comercial e a Tesouraria da sua empresa, através da Internet

A solução de mobilidade que lhe permite executar e controlar, de forma eficaz, a Gestão Comercial e a Tesouraria da sua empresa, através da Internet PHC dgestão DESCRITIVO A qualquer momento e onde quer que esteja, o PHC dgestão permite introduzir e consultar clientes, fornecedores, artigos e documentos de facturação, encomendas e compras, guias de

Leia mais

WorkinProject 8 Manual de Referência Rápida

WorkinProject 8 Manual de Referência Rápida WorkinProject 8 Manual de Referência Rápida Flagsoft, Lda 2015 Índice 1. Introdução...3 2. Integrador - Interface com o utilizador...4 3. Registo de actividade - Folha de horas...5 4. Agenda e colaboração...7

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. EcclesiaSoft 2012. v.01

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. EcclesiaSoft 2012. v.01 MANUAL DE UTILIZAÇÃO EcclesiaSoft 2012 v.01 1 CONTEÚDO 1. Apresentação:... 4 2. Instalação... 5 3. Configurações iniciais... 5 4. Secretaria... 6 4.1. Criação de uma nova ficha... 8 4.2. Listagem de Pessoas...

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Sumário 1 CONCEITO... 4 2 REQUISITOS... 4 3 CONFIGURAÇÕES... 4 3.1 Permissões de Acesso... 4 3.2 Plano de Contas... 5 3.2.1 Parcelado... 6 3.2.2 Parcelamento Notas a Prazo...

Leia mais

SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO. REGISTRO DE FÉRIAS RHSFeriasSiape.exe

SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO. REGISTRO DE FÉRIAS RHSFeriasSiape.exe SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO REGISTRO DE FÉRIAS RHSFeriasSiape.exe SANTA MARIA FATECIENS 2008 Este manual tem por finalidade apresentar as especificações detalhadas da aplicação de Registro

Leia mais

Guia Rápido - Notas Fiscais

Guia Rápido - Notas Fiscais Guia Rápido - Notas Fiscais Conhecimento global. Foco local. www.audatex.com.br / www.solerainc.com Versão 1.0 Histórico das versões VER DATA AUTOR DESCRIÇÃO DA MODIFICAÇÃO 2.0 23.07.2010 LV Versão Inicial

Leia mais

MICROSOFT ACCESS MICROSOFT ACCESS. Professor Rafael Vieira Professor Rafael Vieira

MICROSOFT ACCESS MICROSOFT ACCESS. Professor Rafael Vieira Professor Rafael Vieira MICROSOFT ACCESS MICROSOFT ACCESS Professor Rafael Vieira Professor Rafael Vieira - Access - Programa de base de dados relacional funciona em Windows Elementos de uma Base de Dados: Tabelas Consultas Formulários

Leia mais

Mas para iniciar o uso do CRM é necessário efetuar algumas configurações em primeiro lugar.

Mas para iniciar o uso do CRM é necessário efetuar algumas configurações em primeiro lugar. Menu CRM O KeyInvoice tem um CRM que lhe permite efetuar, no seu programa de faturação, uma gestão de contatos, podendo converter os mesmos em Oportunidades ou Orçamentos. Este menu inclui ainda uma agenda

Leia mais

Capítulo 6 Movimentos

Capítulo 6 Movimentos Capítulo 6 Movimentos Neste capítulo pretende-se mostrar como se regista qualquer tipo de movimento. Começase por explicar como é composto o ecrã dos movimentos administrativos, todos os ícones a ele associados

Leia mais