4. CONTROLO DA PRODUÇÃO (NÍVEL 1)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "4. CONTROLO DA PRODUÇÃO (NÍVEL 1)"

Transcrição

1 4. CONTROLO DA PRODUÇÃO (NÍVEL 1) No módulo SFC - Shop Floor Control é controlada a execução das ordens de fabrico. Através das sessões deste módulo, o responsável pelo fabrico pode introduzir novas ordens ou replanear ordens de fabrico provenientes de um dos 3 módulos de planeamento estudados no ponto anterior. Por exemplo, é possível alterar: As datas de início ou de conclusão inicialmente planeadas para as ordens; As quantidades a produzir em cada ordem; A Gama Operatória (routing) a seguir na execução da ordem, quer em termos de centros de trabalho e de máquinas, quer de tempos de operação. As ordens de fabrico, desde que são transferidas para o módulo SFC e até à sua conclusão, passam pela seguinte sequência de estados: Planeada, imediatamente após ter chegado ao módulo SFC, quer tenham provido dos módulos de planeamento quer tenham sido introduzidas manualmente; Documentos impressos, depois de ter sido impressa a documentação de fabrico associada à ordem; Lançada, depois de ter sido autorizado a sua execução, já no âmbito do SFC; Activa, depois de terem sido registados tempos ou consumos de materiais relativos a alguma das operações incluídas na Gama Operatória (routing) do artigo em fabrico; Completa, depois de ter sido registada a conclusão da ordem; Fechada, depois de ter sido processada e arquivada; Nota: por simplicidade, ao longo deste trabalho, não serão efectuados registos parciais, mas apenas registos de conclusão de ordens. Por este motivo, as ordens de fabrico nunca se encontrarão no estado activo. Gestão de Operações, Utilização do Software BaaN 67

2 4.1. Controlo da execução das ordens de fabrico Comece por consultar e registar as transacções de inventário previstas para o seu artigo: a. Execute a sessão Consultar movimentos planeados de Stock por artigo tdinv1550m000 que já utilizou anteriormente: Data Tipo de ordem N.º da ordem Tipo de transacção Quantidade Planeada Inventário esperado Como foi já referido, o módulo SFC oferece a possibilidade de se proceder ao replaneamento das ordens de fabrico para as ajustar em função de situações não previstas quando do planeamento das ordens, tais como avarias de máquinas, rupturas de stock ou entrada de ordens de venda urgentes. a. Execute a sessão Manter Ordens de Fabrico tisfc0101m000, e registe os seguintes elementos para uma das ordens que transferiu do MPS: Código da ordem: Datas de início / conclusão: Código da Gama Operatória: Descrição: Estado: Quantidade: b. Consulte o quadro de planeamento MPS do seu artigo (através da sessão Manter Plano Mestre de Produção timps3101m000) e registe na tabela seguinte os elementos pedidos: Gestão de Operações, Utilização do Software BaaN 68

3 Período de Planeamento Quantidade MPS (antes) Recepções Planeadas (antes) c. Atrase a data de conclusão da ordem de fabrico: Nova data de conclusão: d. Consulte novamente o quadro de planeamento MPS do seu artigo e verifique que alteração da data de conclusão da ordem se reflectiu no plano. Registe essas alterações na tabela seguinte: Período de Planeamento Quantidade MPS (antes) Recepções Planeadas (antes) Quantidade MPS (depois) Recepções Planeadas (depois) Antes das ordens poderem ser lançadas em fabrico é necessário proceder à impressão da respectiva documentação (documentação essa que acompanhará fisicamente as ordens ao longo dos centros de trabalho em que são executadas). Para imprimir a documentação associada à ordem de fabrico: Gestão de Operações, Utilização do Software BaaN 69

4 a. Execute a sessão Listar documentos de ordem tisfc0408m000 (esta sessão pode ser lançada directamente realizando um zoom no menu Especial da sessão Manter Ordens de Fabrico tisfc0101m000) e seleccione, no ecrã 2, os seguintes documentos a imprimir Guia de Acompanhamento, Folha da Gama Operatória e Lista de Materiais. Nota: no caso de querer executar esta sessão várias vezes para a mesma ordem, para que a documentação seja gerada de novo, seleccione a opção Sim no campo Duplicados, do ecrã 1. b. Depois de examinar a documentação produzida, registe o novo estado da ordem de fabrico (sessão Manter Ordens de Fabrico tisfc0101m000): Código da ordem: Estado: Agora já pode lançar a ordem em fabrico. Para isso: a. Execute a sessão Lançar Ordens de Fabrico directamente a partir do menu Especial da sessão Manter Ordens de Fabrico tisfc0101m000; Gestão de Operações, Utilização do Software BaaN 70

5 b. Registe o estado da ordem, as existências em stock e as transacções de inventário planeadas para o seu artigo, após ter sido efectuado o lançamento: Código da ordem: Estado: Stock Físico: Stock por Encomenda: Stock Reservado: Quantidade planeada: Inventário esperado: Depois de lançada, a ordem é fisicamente executada pelo sistema de fabrico. Para declarar a conclusão da ordem: a. Execute a sessão Reportar Ordens de Fabrico terminadas tisfc0202m000 e preencha os seus campos como entender conveniente. Não se esqueça de indicar a quantidade de artigos produzidos e dê entrada imediata em armazém. b. De novo, registe o estado actual da ordem ( sessão Manter Ordens de Fabrico tisfc0101m000), as existências em stock e as transacções de inventário planeadas para o seu artigo: Código da ordem: Estado: Stock Físico: Stock por Encomenda: Stock Reservado: Quantidade planeada: Inventário esperado: Chegados aqui, apenas falta fechar a ordem de fabrico. Para isso: a. Execute a sessão Fechar Ordens de Fabrico ticst0201m000 e registe o novo estado da ordem: Estado: Gestão de Operações, Utilização do Software BaaN 71

6 Nota: é possível que após executar a sessão anterior, a ordem não tenha evoluído para o estado Fechado porque não existia em stock uma quantidade suficiente dos componentes do artigo final para satisfazer a ordem de fabrico. Neste caso, como não é possível efectuar o seu processamento, a ordem permanece no estado anterior. A ser assim, prossiga o exercício admitindo que a ordem se encontra no estado Fechado. b. Como se viu, as ordens de fabrico (e de forma geral qualquer tipo de ordem) evolui através de vários estados, desde a sua criação até ao fecho. Para concluir este ponto, trace o diagrama de estados das ordens de fabrico, desde que chegam ao SFC até que são concluídas, indicando, a sessão associada a cada transição. Gestão de Operações, Utilização do Software BaaN 72

7 4. CONTROLO DA PRODUÇÃO (NÍVEL 2) O pacote Fabrico dispõe de um conjunto de sessões, agrupadas no menu Montagem, que permitem consultar a utilização diária ou semanal das máquinas e centros de trabalho Utilização das máquinas De seguida, vai utilizar algumas das funcionalidades oferecidas por essas sessões. a. Comece por regressar à sessão Manter Planeamento de Fabrico tisfc1101, seleccione uma ordem de fabrico para o seu artigo e registe o centro de trabalho em que é executada: Centro de trabalho: Descrição: Gestão de Operações, Utilização do Software BaaN 73

8 b. De seguida faça zoom no menu Especial e seleccione a sessão Gráfico de carga diária por Centro de Trabalho. c. Desloque o gráfico para a data de início da ordem de fabrico, recorrendo às teclas page down / up, e reproduza o gráfico de utilização do centro de trabalho: O gráfico anterior apenas representa o número de horas por dia utilizadas no centro de trabalho. Para conhecer em detalhe as ordens de fabrico que correspondem a essa utilização: Gestão de Operações, Utilização do Software BaaN 74

9 a. Faça CTRL+B (zoom) e seleccione Consultar Carga do Centro de Trabalho por Dia (SFC). b. Desloque-se de novo para a data de início da ordem de fabrico, agora através das duplas setas-. c. Registe os seguintes elementos relativos às ordens de fabrico: Data N.º da ordem Máquina Artigo Quantidade planeada 4.3. Replaneamento das Ordens de Fabrico O replaneamento das ordens pode ser efectuado através da sessão Manter Ordens de Fabrico tisfc0101m000 ou da sessão Manter Planeamento de Fabrico tisfc1101m000 do módulo SFC. A primeira destas sessões, Manter Ordens de Fabrico tisfc0101m000, permite alterar globalmente uma dada ordem de fabrico, por exemplo relativamente às datas de início e de conclusão, ou à quantidade a produzir. Gestão de Operações, Utilização do Software BaaN 75

10 Por seu lado, a sessão Manter Planeamento de Fabrico tisfc1101m000 permite um replaneamento fino da ordem, operação a operação. Esta sessão permite, nomeadamente, alterar o centro de trabalho onde uma, ou várias, das operações incluídas são executadas, os tempos de operação e de set-up, as datas de início/conclusão de operações individuais, etc Comece por aceder à sessão Manter Ordens de Fabrico tisfc0101m000: a. Altere a quantidade a produzir na ordem, aumentando-a significativamente. b. Analise e explique as consequências desta alteração sobre o planeamento da ordem: Explicação: As datas de início e de conclusão das ordens podem ser planeadas em modo Para a Frente ou em modo Para Trás. a. Por consulta da documentação on-line, explique em que consistem estes dois modos de planeamento: Planeamento para a frente:. Planeamento para trás:. Gestão de Operações, Utilização do Software BaaN 76

11 b. Altere o modo de planeamento de Para Trás para Para a Frente e atrase o início planeado da ordem de fabrico. c. Para calcular automaticamente a nova data de conclusão, posicione o cursor neste campo e prima CTRL R. d. Registe os novos valores das datas de início e de conclusão da ordem: Datas de início / conclusão: Considere, agora, a sessão Manter Planeamento de Fabrico tisfc1101m000 e proceda à seguinte alterações da ordem de fabrico que considerou no ponto 4.3: a. Seleccione um novo centro de trabalho para a execução da ordem. b. Especifique um tempo de set-up não nulo. c. Especifique um tempo de operação duplo do actual. d. No final, registe essas alterações, indicando os ecrãs em que foram efectuadas: Centro de trabalho: Tempo de set-up: Tempo de operação: Ecrã: Ecrã: Ecrã: 4.4. Declaração de materiais O processamento associado ao fecho de uma ordem de fabrico inclui, entre outras operações, o cálculo dos custos dessa ordem, com base no consumo de materiais e de tempos verificados na sua execução. As declarações desses consumos podem ser introduzidas pelo operador, ou ser realizadas automaticamente, com base na Gama Operatória (routing) e na Lista de Material (bill-of-materials) do artigo em fabrico, conforme os valores dos campos de Pós- Consumo. Gestão de Operações, Utilização do Software BaaN 77

12 Após consulta da documentação on-line (ecrã 3 da sessão Manter Ordens de Fabrico tisfc0101m000), explique o conceito de Pós-Consumo e atribua aos campos materiais e horas o valor Sim. Explicação:.. Gestão de Operações, Utilização do Software BaaN 78

3. PLANEAMENTO DA PRODUÇÃO (NÍVEL 1)

3. PLANEAMENTO DA PRODUÇÃO (NÍVEL 1) 3. PLANEAMENTO DA PRODUÇÃO (NÍVEL 1) Neste ponto, são abordados os módulos de planeamento da produção do software BaaN. Este software dispõe dos seguintes três módulos complementares de planeamento: MPS

Leia mais

Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores. Gestão de Operações. Sistema de Informação Empresarial Introdução ao Software Baan

Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores. Gestão de Operações. Sistema de Informação Empresarial Introdução ao Software Baan Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores Gestão de Operações Sistema de Informação Empresarial Introdução ao Software Baan António Rocha Quintas, Gil Manuel Gonçalves Fevereiro de 2006

Leia mais

Manual de Access 2007

Manual de Access 2007 Manual de Access 2007 Índice Introdução... 4 Melhor que um conjunto de listas... 5 Amizades com relações... 6 A Estrutura de uma Base de Dados... 8 Ambiente do Microsoft Access 2007... 9 Separadores do

Leia mais

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de aquisições

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de aquisições Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de aquisições Elaborado por: Ana Cosmelli e Amélia Janeiro SDUL 2008 Índice 1. Gestão de encomendas... 4 1.1 Criar uma nova encomenda... 4 1.1.1 Associar uma

Leia mais

Paulo Mota (versão 1.2)

Paulo Mota (versão 1.2) Paulo Mota (versão 1.2) 2007 C.N.E. Núcleo de S. Miguel Departamento de Formação 2 ÍNDICE 1. Aceder à aplicação SIIE... 3 2. Importar dados... 4 2.1. Dados gerais dos elementos... 4 2.2. Dados gerais do

Leia mais

GESTÃO DE STOCKS. Para gerir o seu stock deve realizar 4 passos essenciais:

GESTÃO DE STOCKS. Para gerir o seu stock deve realizar 4 passos essenciais: GESTÃO DE STOCKS Para gerir o seu stock deve realizar 4 passos essenciais: 1. Garantir que têm os artigos todos criados no Sublime 2. Fazer a contagem de todos os artigos que estão a uso, em expositores

Leia mais

Fecho de Ano WEuroGest 2000

Fecho de Ano WEuroGest 2000 Fecho de Ano WEuroGest 2000 INTRODUÇÃO Neste documento são descritos os passos a seguir para uma boa execução do fecho de ano e respectiva conversão da empresa em euros. No final é apresentada uma checklist

Leia mais

ROUPA DE TRABALHO VOLVO, ENCOMENDAR NO PORTAL WEB

ROUPA DE TRABALHO VOLVO, ENCOMENDAR NO PORTAL WEB ROUPA DE TRABALHO VOLVO, ENCOMENDAR NO PORTAL WEB COMO ENCOMENDAR Antes de começar a encomendar... página 2 6 Criar uma encomenda... página 7 22 2015-02-18 ANTES DE COMEÇAR A ENCOMENDAR Esta aplicação

Leia mais

Work Flow no EGS F&B Control

Work Flow no EGS F&B Control Work Flow no EGS F&B Control Work Flow EGS F&B Ver. 10.3.0 Página 1 1. Requisição interna Na Opção Existência / Lista de requisições deverão as secções criar os seus pedidos. Criando nova requisição. Esta

Leia mais

Alteração da taxa de IVA

Alteração da taxa de IVA Manual do Utilizador Alteração da taxa de IVA Software Sisgarbe Data última versão: 24-06-2010 Data última versão Base de Dados: Data criação: 01-06-2010 Versão: 1.00 Faro R. Dr. José Filipe Alvares, 31

Leia mais

APOIO AO BENEFICIÁRIO - FEDER - - MAIS CENTRO - GUIA DE SUBMISSÃO ELECTRÓNICA DOS PEDIDOS DE PAGAMENTO

APOIO AO BENEFICIÁRIO - FEDER - - MAIS CENTRO - GUIA DE SUBMISSÃO ELECTRÓNICA DOS PEDIDOS DE PAGAMENTO APOIO AO BENEFICIÁRIO - FEDER - - MAIS CENTRO - GUIA DE SUBMISSÃO ELECTRÓNICA DOS PEDIDOS DE PAGAMENTO GUIA DE PREENCHIMENTO: - SUBMISSÃO ELECTRÓNICA DOS PEDIDOS DE PAGAMENTO - SUBMISSÃO DE CHECK-LIST

Leia mais

Ficha de Fornecedor. Conta Corrente lançada manualmente no qual é calculado um saldo em dívida

Ficha de Fornecedor. Conta Corrente lançada manualmente no qual é calculado um saldo em dívida Ficha de Fornecedor Conta Corrente lançada manualmente no qual é calculado um saldo em dívida Consulta de todas as entradas de material deste Fornecedor Poderá realizar Notas de Encomenda, Devoluções,

Leia mais

CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 14 1999 27

CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 14 1999 27 CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 14 1999 27 3 - MANUAL DO UTILIZADOR Diogo Mateus 3.1. REQUISITOS MÍNIMOS * Computador Pessoal com os seguintes Programas * Microsoft Windows 95 * Microsoft Access 97 A InfoMusa

Leia mais

Transição de POC para SNC

Transição de POC para SNC Transição de POC para SNC A Grelha de Transição surge no âmbito da entrada em vigor, no ano de 2010, do Sistema de Normalização Contabilística (SNC). O SNC vem promover a melhoria na contabilidade nacional,

Leia mais

ZSRest. Manual de Configuração. Serviço de Entregas. V2011-Certificado

ZSRest. Manual de Configuração. Serviço de Entregas. V2011-Certificado Manual de Configuração Serviço de Entregas V2011-Certificado 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Configuração... 3 4. Funcionamento Frontoffice... 4 a) Pedido normal... 4 b) Pedido baseado noutras encomendas...

Leia mais

MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales

MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales INDÍCE O que é?... 3 Como se configura?... 3 ARTSOFT... 3 ANDROID... 3 Login... 4 Home... 5 Funcionalidades... 6 Sincronização... 6 Contas... 7 Consultas... 7 Resumos...

Leia mais

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação?

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Índice Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Como efectuar uma operação de confirmação de estimativas? Como aceder ao Serviço de Certificação

Leia mais

Software-Global 1/11

Software-Global 1/11 Não esquecer que a senha do Administrador é ADMIN Botões do programa: Acesso ao Programa: O Acesso ao programa deve ser feito através do utilizador ADMINISTRADOR, que tem todas as permissões para gerir

Leia mais

Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida. Português

Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida. Português Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida Português Índice Instalação do Software... 1 Instalação do Controlador e Actualização do Controlador... 4 Motic Images Plus 2.0 ML...11 Calibração

Leia mais

Acesso ao Comercial. Ajudas para trabalhar mais eficientemente com o programa

Acesso ao Comercial. Ajudas para trabalhar mais eficientemente com o programa Acesso ao Comercial Ajudas para trabalhar mais eficientemente com o programa Neste Manual são apresentados écrans preenchidos com dados para melhor exemplificar as funcionalidades do programa. O uso do

Leia mais

POS significa Point of Sale Posto de Venda um local onde ocorre uma transação financeira, por exemplo,

POS significa Point of Sale Posto de Venda um local onde ocorre uma transação financeira, por exemplo, Módulo POS Loja O que é um POS? Para que serve? POS significa Point of Sale Posto de Venda um local onde ocorre uma transação financeira, por exemplo, uma Loja que efetue venda ao público. Por outras palavras,

Leia mais

EXPORTAÇÃO DE INVENTÁRIO DE EXISTÊNCIAS

EXPORTAÇÃO DE INVENTÁRIO DE EXISTÊNCIAS EXPORTAÇÃO DE INVENTÁRIO DE EXISTÊNCIAS Gostaríamos previamente de transmitir alguma informação que a Autoridade Tributária considera sobre este tema: Empresas sem existências As empresas sem existências

Leia mais

Manual do Serviço. Trabalho Realizado por: Maria João Santos

Manual do Serviço. Trabalho Realizado por: Maria João Santos Manual do Serviço Pós-venda Trabalho Realizado por: Maria João Santos Organização do Trabalho: Conceito de Serviço Pós-Venda Importância do Serviço Pós-Venda Desafios Gestão de stocks Ordens de Serviço

Leia mais

Para alterar a sua palavra-passe, seleccione o item de menu "Segurança/Alterar Palavra-Passe.

Para alterar a sua palavra-passe, seleccione o item de menu Segurança/Alterar Palavra-Passe. Introdução Com o Módulo de Segurança, pode restringir os utilizadores do Maintenance Pro para ecrãs ou itens de menu específicos. O(a) utilizador(a) tem de introduzir o nome de utilizador e a palavra-passe

Leia mais

Usar o PO Convert para criar uma factura a partir de uma Nota de Encomenda

Usar o PO Convert para criar uma factura a partir de uma Nota de Encomenda 1 / 7 Como Usar o PO Convert para criar uma factura a partir de uma Nota de Encomenda 1. Inicie sessão na sua conta OB10 2. Seleccione a lista Aceites - Na página inicial da sua Conta OB10, clique na lista

Leia mais

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest/ZSPos FrontOffice... 4 4. Produto... 5 Activar gestão de stocks... 5 5. Armazém... 7 a) Adicionar Armazém... 8 b) Modificar Armazém... 8 c)

Leia mais

Manual de Acertos / Contagens de Stock

Manual de Acertos / Contagens de Stock Manual de Acertos / Contagens de Stock Dezembro de 2008 ÍNDICE O MANUAL DE ACERTOS / CONTAGENS DE STOCK... 1 Introdução... 1 Objectivos... 1 Condições de Utilização... 1 ACERTOS / CONTAGENS DE STOCK...

Leia mais

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de circulação e empréstimos

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de circulação e empréstimos Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de circulação e empréstimos Elaborado por: Amélia Janeiro e Ana Cosmelli SDUL 2008 Índice Apresentação... 3 1. Gestão de leitores... 5 1.1 Pesquisa de leitores...

Leia mais

Software da Impressora

Software da Impressora Software da Impressora Acerca do Software da Impressora O software Epson inclui o controlador de impressão e o EPSON Status Monitor 3. O controlador de impressão é um software que permite controlar a impressora

Leia mais

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação?

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Índice Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Como efectuar uma operação de confirmação de estimativas? Como aceder ao Serviço de Certificação

Leia mais

Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano

Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano ÍNDICE PASSAGEM DE DADOS / FECHO DE ANO... 1 Objectivo da função... 1 Antes de efectuar a Passagem de dados / Fecho de Ano... 1 Cópia de segurança da base de

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011 Manual Avançado Gestão de Stocks Local v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest FrontOffice... 4 4. Produto... 5 b) Activar gestão de stocks... 5 i. Opção: Faz gestão de stocks... 5 ii.

Leia mais

Manual de Utilização Frontoffice ZSRest

Manual de Utilização Frontoffice ZSRest Manual de Utilização Frontoffice ZSRest 1 Como começo o dia para facturar (Pág. 3) Como colocar produtos numa mesa (Pág. 5) Como reimprimir o último documento (Pág. 10) Como imprimir um talão sem ser factura(venda

Leia mais

Manual Gestix Guia do Utilizador. Gestix.com

Manual Gestix Guia do Utilizador. Gestix.com Manual Gestix Guia do Utilizador Gestix.com Copyright Este documento é Copyright 2008 Westix TI Lda. Todos os direitos reservados. Todas as marcas registadas referidas neste Manual são propriedade dos

Leia mais

Manual de Instalação. Gestão Comercial Golfinho. Gestão Comercial Golfinho - Manual de Instalação

Manual de Instalação. Gestão Comercial Golfinho. Gestão Comercial Golfinho - Manual de Instalação Manual de Instalação Gestão Comercial Golfinho 1 Caro Utilizador, É com muito gosto que lhe damos as boas vindas agradecendo a sua preferência pelos nossos produtos. Este manual tenta auxilia-lo na instalação

Leia mais

Migrar para o Access 2010

Migrar para o Access 2010 Neste Guia Microsoft O aspecto do Microsoft Access 2010 é muito diferente do Access 2003, pelo que este guia foi criado para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Continue a ler para conhecer as

Leia mais

Gestão de bases de dados e listas

Gestão de bases de dados e listas Gestão de bases de dados e listas Uma das tarefas mais comuns em que são utilizadas folhas de cálculo é a gestão de listas (listas de números de telefone, listas de clientes, listas de tarefas, listas

Leia mais

ZS Rest. Manual de Iniciação. FrontOffice (ponto de venda)

ZS Rest. Manual de Iniciação. FrontOffice (ponto de venda) Manual de Iniciação FrontOffice (ponto de venda) 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest FrontOffice... 4 4. Início de Operador... 5 b) Fazer login de Empregado:... 5 c) Botões de Acção:...

Leia mais

Índice. Manual do programa Manage and Repair

Índice. Manual do programa Manage and Repair Manual do programa Manage and Repair Índice 1 Menu Ficheiro... 3 1.1 Entrar como... 3 1.2 Opções do utilizador... 3 2 Administração... 5 2.1 Opções do Programa... 5 2.1.1 Gerais (1)... 5 2.1.2 Gerais (2)...

Leia mais

Referências de tarefas de comunicação do Sametime

Referências de tarefas de comunicação do Sametime Referências de tarefas de comunicação do Sametime ii Referências de tarefas de comunicação do Sametime Índice Referências de tarefas de comunicação do Sametime............ 1 iii iv Referências de tarefas

Leia mais

Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC

Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas do RoadShow Mais PHC O novo SNC O que é necessário para produzir a demonstração de fluxos de caixa pelo método directo (único aceite a

Leia mais

Gestão de Produção Indústria Têxtil e Confecções

Gestão de Produção Indústria Têxtil e Confecções Gestão de Produção Definição A Gestão de Produção para a Indústria Têxtil e Confecções associa o Controlo, Planeamento e Custeio Industrial dos vários sectores das denominadas Têxteis Verticais com o tratamento

Leia mais

SOFTWARE. Equipamentos de gestão para controlo de acessos

SOFTWARE. Equipamentos de gestão para controlo de acessos SOFTWARE Fácil utilização. Ambiente Windows XP Profissional. Controle individual dos operadores com diferentes níveis de acesso. Registo de todas as entradas, pagamentos, saídas e de anomalias. Informação

Leia mais

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET MANUAL DO UTILIZADOR WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET 1. 2. PÁGINA INICIAL... 3 CARACTERÍSTICAS... 3 2.1. 2.2. APRESENTAÇÃO E ESPECIFICAÇÕES... 3 TUTORIAIS... 4 3. DOWNLOADS... 5 3.1. 3.2. ENCOMENDAS (NOVOS

Leia mais

CSSnet - candidaturas on-line

CSSnet - candidaturas on-line CSSnet - candidaturas on-line Passamos a apresentar, os passos que deverá seguir para realizar a sua candidatura on-line, chamando a atenção para alguns aspetos a ter em conta. Leia, atentamente, todas

Leia mais

Guia de Definições de Wi-Fi

Guia de Definições de Wi-Fi Guia de Definições de Wi-Fi uu Introdução Existem dois modos de wireless LAN: modo de infra-estrutura para ligação através de um ponto de acesso e modo ad-hoc para estabelecer ligação directa com um equipamento

Leia mais

ZSRest. Manual Profissional. Comandos Rádio X64. V2011-Certificado

ZSRest. Manual Profissional. Comandos Rádio X64. V2011-Certificado Manual Profissional Comandos Rádio X64 V2011-Certificado 1 1. Índice 2. INTRODUÇÃO... 2 3. Configuração inicial... 3 4. Configurações X64... 5 a) Definições Gerais... 5 b) Documentos e Periféricos... 8

Leia mais

Insuficiência Renal Crónica. Sistema de Informação de gestão dos fluxos de doentes com Insuficiência Renal Crónica

Insuficiência Renal Crónica. Sistema de Informação de gestão dos fluxos de doentes com Insuficiência Renal Crónica Ministério da Saúde Direcção-Geral da Saúde Circular Normativa Assunto: Insuficiência Renal Crónica. Sistema de Informação de gestão dos fluxos de doentes com Insuficiência Renal Crónica Nº: 4/DSPCS DATA:

Leia mais

Emissão de Recibos a Clientes e Avisos de Lançamento a Fornecedores

Emissão de Recibos a Clientes e Avisos de Lançamento a Fornecedores Emissão de Recibos a Clientes e Avisos de Lançamento a Fornecedores Página 1 de 1 O Recibo é documento de quitação, isto é, é um documento que certifica que determinados documentos foram pagos por parte

Leia mais

Guia do Signatário SAP DocuSign

Guia do Signatário SAP DocuSign Guia do Signatário SAP DocuSign Índice 1. Guia do Signatário SAP DocuSign... 2 2. Receber uma notificação por e-mail... 2 3. Assinar o documento... 3 4. Outras opções... 4 4.1 Terminar mais tarde... 4

Leia mais

Novo Order Manager para o Software NobelProcera

Novo Order Manager para o Software NobelProcera Novo Order Manager para o Software NobelProcera Guia Rápido Versão 1 O novo Order Manager facilita mais os processos e procedimentos envolvidos nas encomendas através do sistema NobelProcera. Isto inclui

Leia mais

Instruções de utilização do portal Web da Visteon

Instruções de utilização do portal Web da Visteon FORD MOTOR COMPANY LIMITED Issued by European Warranty Operations Ford Customer Service Division Instruções de utilização do portal Web da Visteon 1. Entrar Na janela de endereço no seu browser da internet,

Leia mais

OpenBook reconhecimento de caracteres para voz

OpenBook reconhecimento de caracteres para voz OpenBook reconhecimento de caracteres para voz MANUAL DO UTILIZADOR O OpenBook é um software que transforma o seu computador pessoal e scanner numa máquina de leitura multifacetada. Utilize qualquer dos

Leia mais

Guia rápido do utilizador

Guia rápido do utilizador Guia rápido do utilizador Índice Relatório de roubo 3 Criar um novo relatório de roubo 4 Fornecer detalhes do relatório de roubo Secção 1. Especificar o computador 5 Fornecer detalhes do relatório de roubo

Leia mais

Manual de iniciação rápida. ActivEngage

Manual de iniciação rápida. ActivEngage Manual de iniciação rápida Manual de iniciação rápida Manual de iniciação rápida Quais as novidades? 2 Registo 4 Votação 9 Resultados da votação 16 Mais informações 17 TP1780-PT Edição 2 2010 Promethean

Leia mais

Novas funcionalidades do Snc2010. e melhoramentos em relação ao Poc2005. Versão 7.0

Novas funcionalidades do Snc2010. e melhoramentos em relação ao Poc2005. Versão 7.0 Novas funcionalidades do Snc2010 e melhoramentos em relação ao Poc2005 Versão 7.0 1. Sistema de Normalização Contabilística: 1.1 Tabela de equivalências do POC para o SNC. 1.2 Conversão automática do plano

Leia mais

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida Ministério Público Ministério Público Guia de Consulta Rápida Versão 3 (Outubro de 2009) - 1 - ÍNDICE 1. ACEDER AO CITIUS MINISTÉRIO PÚBLICO... 4 2. BARRA DE TAREFAS:... 4 3. CONFIGURAR O PERFIL DO UTILIZADOR...

Leia mais

Sistema GPB Gestão de Pombais

Sistema GPB Gestão de Pombais Sistema GPB Gestão de Pombais Manual Rápido (Versão 07.01) Janeiro de 2007 SITE : WWW.SISTEMAGP.COM EMAIL: GERAL@SISTEMAGP.COM Um produto POMOR Software de Gestão, Lda. Objectivo deste Manual Rápido Com

Leia mais

Editor HTML. Composer

Editor HTML. Composer 6 Editor HTML 6 Composer Onde criar Páginas Web no Netscape Communicator? 142 A estrutura visual do Composer 143 Os ecrãs de apoio 144 Configurando o Composer 146 A edição de Páginas 148 Publicando a sua

Leia mais

Software de Facturação e Gestão Comercial On-Line

Software de Facturação e Gestão Comercial On-Line Software de Facturação e Gestão Comercial On-Line Manual básico do Utilizador Software de Facturação e Gestão Comercial On-line Level 7 Basic, Light & Premium Este Software é fornecido com um número de

Leia mais

Algumas funcionalidades:

Algumas funcionalidades: Algumas funcionalidades: 1- Definição da obra e respetivos itens 2- Definição valor de orçamento 3- Afetação de materiais à obra a partir do módulo de stocks 4- Planeamento (diário, semanal, mensal, )

Leia mais

Seu manual do usuário EPSON LQ-630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/1120693

Seu manual do usuário EPSON LQ-630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/1120693 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual do usuário (informação,

Leia mais

Introdução. 1 Lançar uma nova operação. Manual: Venda com opção de compra Pág. 1/14

Introdução. 1 Lançar uma nova operação. Manual: Venda com opção de compra Pág. 1/14 Manual: Venda com opção de compra Pág. 1/14 Introdução Este novo serviço irá funcionar de forma similar à Sala de Mercados. Desta forma, cada vez que seja necessário efectuar uma operação, terão que lançar

Leia mais

POS significa Point of Sale Posto de Venda um local onde ocorre uma transação financeira, por exemplo,

POS significa Point of Sale Posto de Venda um local onde ocorre uma transação financeira, por exemplo, Módulo POS Loja O que é um POS? Para que serve? POS significa Point of Sale Posto de Venda um local onde ocorre uma transação financeira, por exemplo, uma Loja que efetue venda ao público. Por outras palavras,

Leia mais

POSTOUCH. Manual Software

POSTOUCH. Manual Software POSTOUCH Manual Software Introdução Introdução POS TOUCH é uma solução direcionada a pequenos postos de venda, que tem necessidade de criação de muitos talões de uma forma linear e rápida. A solução implementa

Leia mais

Instruções de Instalação

Instruções de Instalação knfbreader Mobile kreader Mobile Instruções de Instalação Copyright 2009 knfbreading Technology, Inc. www.knfbreader.eu Todos os direitos reservados. Os demais nomes de empresas e produtos são marcas comerciais

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR TABLET PARA O SETOR DA RESTAURAÇÃO

MANUAL DO UTILIZADOR TABLET PARA O SETOR DA RESTAURAÇÃO MANUAL DO UTILIZADOR TABLET PARA O SETOR DA RESTAURAÇÃO SDILAB Investigação e Desenvolvimento de Software, Lda. Parque Industrial de Celeirós - 1ª Fase, Lote C 4705 Celeirós Braga, Portugal +351 253 678

Leia mais

Migrar para o Excel 2010

Migrar para o Excel 2010 Neste Guia Microsoft O aspecto do Microsoft Excel 2010 é muito diferente do Excel 2003, pelo que este guia foi criado para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Continue a ler para conhecer as partes

Leia mais

Guia de instalação do Player Displr Windows 7, 8.1 e 10

Guia de instalação do Player Displr Windows 7, 8.1 e 10 Guia de instalação do Player Displr Windows 7, 8.1 e 10 Versão 1.0 www.displr.com Índice 1- Requisitos mínimos do sistema... 3 2- Preparação da instalação... 3 3- Assistente de instalação... 4 3.1 Bem-vindo

Leia mais

Passagem de Ano Primavera Software

Passagem de Ano Primavera Software Passagem de Ano Primavera Software Linha Profissional v 7 Manual Dezembro 2009 Procedimentos Fim de Ano A finalidade deste documento é, essencialmente, clarificar os procedimentos a considerar antes da

Leia mais

PHC Letras CS BUSINESS AT SPEED

PHC Letras CS BUSINESS AT SPEED PHC Letras CS A gestão de todas as tarefas relacionadas com Títulos de Dívida A execução de todos os movimentos com títulos de dívida a receber ou a pagar e o controle total da situação por Cliente ou

Leia mais

PHC Logística CS. A gestão total da logística de armazém

PHC Logística CS. A gestão total da logística de armazém PHC Logística CS A gestão total da logística de armazém A solução para diminuir os custos de armazém, melhorar o aprovisionamento, racionalizar o espaço físico e automatizar o processo de expedição. BUSINESS

Leia mais

Guia Rápido. Versão 9.0. Mover a perícia - não as pessoas

Guia Rápido. Versão 9.0. Mover a perícia - não as pessoas Guia Rápido Versão 9.0 Mover a perícia - não as pessoas Copyright 2006 Danware Data A/S. Partes utilizadas sob licença de terceiros. Todos os direitos reservados. Revisão do documento: 2006080 Por favor,

Leia mais

Guia de Instalação do "Google Cloud Print"

Guia de Instalação do Google Cloud Print Guia de Instalação do "Google Cloud Print" Versão A POR Definições de notas Ao longo deste manual do utilizador, é utilizado o estilo de nota seguinte: As Notas indicam o que fazer se ocorrerem determinadas

Leia mais

PHC Logística CS. A gestão total da logística de armazém

PHC Logística CS. A gestão total da logística de armazém PHC Logística CS A gestão total da logística de armazém A solução para diminuir os custos de armazém, melhorar o aprovisionamento, racionalizar o espaço físico e automatizar o processo de expedição. BUSINESS

Leia mais

WebSphere_Integration_Developer_D_Jan06 Script

WebSphere_Integration_Developer_D_Jan06 Script WebSphere_Integration_Developer_D_Jan06 Script 1a Nesta demonstração, Will Dunlop, um programador de integração da JK, utiliza o IBM, [ IBM], ou WID para construir um novo serviço orientado para os processos

Leia mais

MANUAL TPROFESSOR VERSÃO 1.0. Com base na versão 34 da aplicação

MANUAL TPROFESSOR VERSÃO 1.0. Com base na versão 34 da aplicação MANUAL DO TPROFESSOR VERSÃO 1.0 Com base na versão 34 da aplicação Truncatura / "Manual TProfessor" / 2 INDICE INTRODUÇÃO... 3 CONVENÇÕES... 3 INÍCIO DA UTILIZAÇÃO... 4 SUMÁRIOS... 5 COMO SUMARIAR....

Leia mais

No final desta sessão o formando deverá ser capaz de aceder ao Word e iniciar um novo documento.

No final desta sessão o formando deverá ser capaz de aceder ao Word e iniciar um novo documento. Sessão nº 2 Iniciar um novo documento Objectivos: No final desta sessão o formando deverá ser capaz de aceder ao Word e iniciar um novo documento. Iniciar um novo documento Ao iniciar-se o Word, este apresenta

Leia mais

Placa de rede local sem fios Nokia C110/C111. Manual de Instalação

Placa de rede local sem fios Nokia C110/C111. Manual de Instalação Placa de rede local sem fios Nokia C110/C111 Manual de Instalação DECLARAÇÃO DE CONFORMIDADE A NOKIA MOBILE PHONES Ltd declara ser a única responsável pela conformidade dos produtos DTN-10 e DTN-11 com

Leia mais

BALCÃO DIGITAL. Manual de Utilização

BALCÃO DIGITAL. Manual de Utilização BALCÃO DIGITAL Manual de Utilização BALCÃO DIGITAL 2 ÍNDICE COMO ADERIR ADESÃO À CARTEIRA DE SERVIÇOS DO BALCÃO DIGITAL ACTIVAÇÃO DA CARTEIRA DE SERVIÇOS DO BALCÃO DIGITAL Contratos Comunicar Leitura Adesão

Leia mais

Conteúdo deste Manual

Conteúdo deste Manual GestCom 64 intelli 1 Conteúdo deste Manual Parte I:>> Introdução...4 Parte II:>> Instalação do Programa...5 1. Configuração mínima exigida...5 2. Como instalar...5 3. Licenciamento e Registo...6 3.1. Instalar

Leia mais

Projecto eb.pos em Java

Projecto eb.pos em Java Projecto eb.pos em Java Introdução O presente documento apresenta de forma sucinta os principais processos de negócio e funcionalidades permitidos pelo sistema eb.pos da Eugénio Branco. Ao descrever o

Leia mais

NOVO Panda Antivirus 2007 Manual resumido sobre a instalação, registo e serviços Importante! Leia a secção de registo on-line deste manual atentamente. As informações contidas nesta secção são essenciais

Leia mais

EUROPROD - Produtividade Controlo de Produtividade de Operárias

EUROPROD - Produtividade Controlo de Produtividade de Operárias 2014 EUROPROD - Produtividade Controlo de Produtividade de Operárias MEE-IT, LDA 10-03-2014 Índice EUROPROD... 2 Como... 3 Europrod Recolha de Dados... 5 Europrod Leitura ótica... 5 Europrod - Online...

Leia mais

GeoMafra Portal Geográfico

GeoMafra Portal Geográfico GeoMafra Portal Geográfico Nova versão do site GeoMafra Toda a informação municipal... à distância de um clique! O projecto GeoMafra constitui uma ferramenta de trabalho que visa melhorar e homogeneizar

Leia mais

MANUAL DE CONSULTA RÁPIDA DO NOKIA MODEM OPTIONS. Copyright 2003 Nokia. Todos os direitos reservados 9356515 Issue 1

MANUAL DE CONSULTA RÁPIDA DO NOKIA MODEM OPTIONS. Copyright 2003 Nokia. Todos os direitos reservados 9356515 Issue 1 MANUAL DE CONSULTA RÁPIDA DO NOKIA MODEM OPTIONS Copyright 2003 Nokia. Todos os direitos reservados 9356515 Issue 1 Índice 1. INTRODUÇÃO...1 2. INSTALAR O NOKIA MODEM OPTIONS...1 3. LIGAR O NOKIA 6600

Leia mais

Verificar o conteúdo da embalagem

Verificar o conteúdo da embalagem Verificar o conteúdo da embalagem suporte de papel CD-ROM do guia do Utilizador e do software da impressora pacote de tinteiros (contém tinteiros a cores e preto.) Utilização diária Instalação cabo de

Leia mais

Sistema Online de Emissão de Declarações

Sistema Online de Emissão de Declarações Sistema Online de Emissão de Declarações OBJECTIVOS DO SISTEMA A ANET, satisfazendo um compromisso assumido com os Engenheiros Técnicos, passou a disponibilizar um sistema online para a emissão de declarações

Leia mais

em conjunto na Inter net, deve ter um component à Inter net.

em conjunto na Inter net, deve ter um component à Inter net. M A N U A L N I - 7 0 7 5 1 3 1 C O N T E Ú D O D A E M B A L A G E M 4 E S P E C I F I C A Ç Õ E S T É C N I C A S 4 U T I L I Z A Ç Ã O 4 I N S TA L A Ç Ã O D E H A R D W A R E 5 C O N F I G U R A Ç

Leia mais

Controlo remoto HP Media (somente em alguns modelos) Manual do utilizador

Controlo remoto HP Media (somente em alguns modelos) Manual do utilizador Controlo remoto HP Media (somente em alguns modelos) Manual do utilizador Copyright 2008 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows e Windows Vista são marcas registadas da Microsoft Corporation

Leia mais

Guia de Instalação do "Google Cloud Print"

Guia de Instalação do Google Cloud Print Guia de Instalação do "Google Cloud Print" Versão A POR Definições de notas Ao longo deste manual do utilizador, é utilizado o estilo de nota seguinte: As Notas indicam o que fazer se ocorrerem determinadas

Leia mais

Guia de Instalação para Windows Vista /Windows 7

Guia de Instalação para Windows Vista /Windows 7 Série Impressora Laser Guia de Instalação para Windows Vista / 7 Antes de utilizar a impressora, tem de configurar o hardware e instalar o controlador. Leia o Guia de Instalação Rápida e este Guia de Instalação

Leia mais

A BDAP Passo a Passo. www.bdap.min-financas.pt

A BDAP Passo a Passo. www.bdap.min-financas.pt A BDAP Passo a Passo www.bdap.min-financas.pt Versão 1 BDAP passo a passo A BDAP Base de Dados dos Recursos Humanos da Administração Pública - é um repositório de informação sobre os Recursos Humanos da

Leia mais

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Vendas e Caixa)

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Vendas e Caixa) SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Vendas e Caixa) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 Vendas... 3 1.1

Leia mais

Instruções de Desactivação e Reinstalação do Winavenças

Instruções de Desactivação e Reinstalação do Winavenças Instruções de Desactivação e Reinstalação do Winavenças O Winavenças é activado no computador onde é instalado. Podendo ser activado em vários computadores conforme o numero de chaves adquiridas. Caso

Leia mais

GIAE VERSÃO 2.1.1 28 JUNHO DE 2011 MUITO IMPORTANTE

GIAE VERSÃO 2.1.1 28 JUNHO DE 2011 MUITO IMPORTANTE GIAE VERSÃO 2.1.1 28 JUNHO DE 2011 MUITO IMPORTANTE Devido a um bug detectado no motor da base de dados, situação agora corrigida pelo fabricante, esta nova actualização do GIAE é disponibilizada numa

Leia mais

MANUAL ARTSOFT Mobile POS

MANUAL ARTSOFT Mobile POS MANUAL ARTSOFT Mobile POS INDÍCE O que é?... 3 Como se configura?... 3 ARTSOFT... 3 ANDROID... 3 Login... 4 Home... 5 Sincronização... 6 Utilizadores... 7 Entrada de stock... 7 Acerca... 8 Configuração...

Leia mais

www.forumenfermagem.org

www.forumenfermagem.org Todos os conteúdos apresentados são propriedade dos referidos autores Retirado de: Comunidade On-line de Enfermagem www.forumenfermagem.org CENTROS DE SAÚDE (Versão Beta 2) BEJA Maio 2007 Pag. Entrar na

Leia mais

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Manual do Utilizador

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Manual do Utilizador BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 Manual do Utilizador Publicado: 2014-01-09 SWD-20140109134740230 Conteúdos 1 Como começar... 7 Acerca dos planos de serviço de mensagens para o BlackBerry Internet

Leia mais

PHC InterOp CS. ππ Automatizar procedimentos repetitivos ππ Executar rapidamente a mesma tarefa em diferentes empresas de seguida

PHC InterOp CS. ππ Automatizar procedimentos repetitivos ππ Executar rapidamente a mesma tarefa em diferentes empresas de seguida PHCInterOp CS DESCRITIVO PHC InterOp CS Aumento significativo da produtividade da área financeira através da execução simplificada e rápida de tarefas e operações em todas as empresas BENEFÍCIOS ππ Automatizar

Leia mais