JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas"

Transcrição

1 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas

2

3 Índice Índice 1. Facturação Gestão de Notas de Honorários Emitir uma Nota de Honorários Consultar Notas de Honorários Emitidas Anular Uma Nota de Honorários Gestão de Facturas Emitir uma Factura Consultar a Lista de Facturas Emitidas Consultar Uma Factura Emitida Anular uma Factura Gestão de Recibos Emitir um Recibo Consultar a Lista de Recibos Emitidos Consultar Um Recibo Emitido Anular um Recibo PROVISÕES E ADIANTAMENTOS Registar Provisões e Adiantamentos Anular Provisões e Adiantamentos Notas de Crédito Emitir Uma Nota de Crédito Anular Uma Nota de Crédito Notas de Débito Emitir Uma Nota de Débito Anular Uma Nota de Débito Gestão de Avenças JURINFOR Avª Engº Duarte Pacheco, 19 9º LISBOA PORTUGAL Tel: Fax: Tel. Assist.Técnica: iii

4 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas Definição de Avenças Processamento Periódico de Avenças Planos de Pagamento Definição de Planos de Pagamento Definição de Planos de Pagamento Processamento Periódico de Prestações Consultar Um Plano de Pagamento Mapas Conta-Corrente de Serviços Conta Corrente Contabilística Adiantamentos de Clientes Extracto Movimentos Saldos IRS IVA Demonstração de Resultados Demonstração de Resultados Previsional Mapa de Facturação Pagamentos Pendentes Listagens Análise de Produtividade iv JURINFOR Avª Engº Duarte Pacheco, 19 9º LISBOA PORTUGAL Tel: Fax: Tel. Assist.Técnica:

5 Facturação e Mapas 1. FACTURAÇÃO Através do módulo de facturação, o JURINFOR JURIGEST dá resposta às fases e documentação do contrato de prestação de serviços entre a sociedade de advogados (ou o advogado) e o cliente. A lógica de funcionamento pensada permite realizar de forma sequencial e sistemática as operações que vão desde o registo dos valores (associados a pastas, tarefas ou actos processuais) até à sua liquidação e pagamento. Deverá, para tal, ser realizada a seguinte sequência de operações: 1) Registo dos valores a cobrar (associados à pasta em geral ou, em particular, a uma tarefa ou acto processual). Esta operação deverá ser efectuada no âmbito da própria pasta ou tarefa/acto processual. 2) No caso do valor a cobrar não se encontrar associado a uma pasta genericamente mas a uma tarefa ou acto processual, é necessário dar essa tarefa/acto processual como executada/concluída. Efectivamente, as tarefas/actos processuais só poderão ser facturadas/cobradas ao cliente caso se encontrem já concluídas. 3) Criação/emissão da nota de honorários com os valores a cobrar. 4) Criação/emissão da factura. 5) Quando do pagamento por parte do cliente, emissão do recibo de pagamento. É assim possível a liquidação e pagamento dos valores em dívida através de uma lógica de funcionamento já perfeitamente definida. No entanto, o JURINFOR JURIGEST encontra-se concebido de forma suficientemente versátil para que qualquer grupo de utilizadores consiga configurá-lo por forma a melhor adequá-lo à forma típica de funcionamento do Escritório/Sociedade, conseguindo retirar as vantagens de automação a ele inerentes. Neste capítulo poderá ainda conhecer a forma de realizar operações como a afectação de adiantamentos/provisões à nota de honorários, a configuração do formato de impressão da nota de despesas e honorários, a configuração do formato de impressão da factura, a criação/constituição de provisões, a gestão de avenças e de planos de pagamento. JURINFOR Avª Engº Duarte Pacheco, 19 9º LISBOA PORTUGAL 1 Tel: Fax: Tel. Assist.Técnica:

6 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 1.1. GESTÃO DE NOTAS DE HONORÁRIOS A nota de despesas e honorários será emitida pela sociedade de advogados (ou pelo advogado) para informar o cliente do valor dos serviços prestados. Este documento contém o logótipo, nome e endereço da sociedade de advogados (ou do advogado); o nome e endereço do cliente; o número do documento (atribuído sequencial e automaticamente) e data de emissão; a especificação (qualitativa e quantitativa) dos serviços prestados e o respectivo valor. A emissão de uma Nota de Despesas e Honorários a um cliente será necessariamente precedida do registo de valor(es) a cobrar associado(s) a uma determinada pasta, tarefa ou acto processual. Só após o registo do(s) valor(es) a cobrar e após a tarefa/acto processual ter sido dada como executada é que se poderá proceder à emissão da respectiva nota de Despesas e Honorários. A Nota de Honorários deverá, por sua vez, dar origem a uma Factura e a um Recibo. Assim, dever-se-á seguir a seguinte lógica sequencial de procedimentos: 1) Registar os valores a cobrar Esta etapa, deverá ser efectuada no âmbito da Gestão da Pasta, Tarefa ou Acto Processual a que o valor a cobrar diz respeito. 2) Registar a conclusão da tarefa/acto processual Caso o valor a cobrar se reporte a uma tarefa ou acto processual é necessário que essa tarefa ou acto processual sejam dados como executados. Caso o valor a cobrar se encontre associado directamente a uma pasta (em vez de especificamente a uma tarefa/acto processual), não será necessário efectuar este procedimento. 3) Criar/emitir a Nota de Despesas e Honorários com os valores a cobrar. Nesta altura, poderão ainda também afectadas provisões ou adiantamentos à mesma. Ser-lhe-á também possível configurar o formato de impressão da Nota de Despesas e Honorários. 4) Criar/emitir a Factura 5) Criar/Emitir o Recibo de Pagamento 2 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

7 Facturação e Mapas Emitir uma Nota de Honorários Posteriormente ao registo do valor a cobrar e à conclusão da tarefa/acto processual a que o mesmo diz respeito, poderá proceder à criação e emissão da Nota de Despesas ou Honorários. Para tal, efectue os passos seguintes: 1) Na área de trabalho, seleccione a pasta à qual dizem respeito os valores a cobrar. Caso pretenda emitir uma nota de honorários referente a valores de pastas diferentes, deverá seleccionar o nome do próprio cliente (em vez de seleccionar o nome de uma pasta específica). 2) Aceda ao menu FACTURAÇÃO e seleccione o comando NOTAS DE HONORÁRIOS. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 3

8 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 3) Seleccione a opção PASTA, caso a Nota de Honorários diga respeito a uma pasta específica ou a opção CLIENTE caso pretenda incluir na nota de honorários valores a cobrar de diferentes pastas. 4) A caixa de diálogo "Notas de Honorários" apresentar-lhe-á uma lista das notas de honorários já emitidas, bem como a indicação sobre se as mesmas já terão ou não sido objecto de emissão de facturas. Para criar uma nova Nota de Despesas e Honorários, prima o botão NOVO. 4 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

9 Facturação e Mapas 5) Na caixa de diálogo "Dados da Nota de Honorários", poderá observar a lista de valores relativos à pasta, tarefas ou actos processuais que já se encontrem concluídos mas que ainda não tenham sido objecto de nenhuma outra nota de honorários já emitida. Caso pretenda que algum destes valores não seja incluído na Nota de Despesas e Honorários, desmarque a opção respectiva, na linha correspondente. Deverá, pois, manter seleccionadas apenas as linhas de valores que pretende incluir nesta Nota de Honorários. 6) O campo VALOR A COBRAR apresentará o valor ilíquido da nota de honorários. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 5

10 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 7) Caso pretenda efectuar retenção de IRS sobre o mesmo, valide a opção IRS e especifique a respectiva taxa, no campo IMPOSTOS. O IRS será então deduzido ao valor a cobrar. 8) O Valor a Cobrar será acrescido do valor do IVA, caso esta opção se encontre seleccionada. A taxa de IVA também deverá ser aí especificada/alterada. 6 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

11 Facturação e Mapas 9) Caso existam adiantamentos/provisões entregues anteriormente pelo cliente, estes deverão ser subtraídos ao valor a cobrar, devendo ser reflectidos na nota de honorários. Para efectuar esta operação, aceda ao separador REGULARIZAÇÕES. 10) No campo AFECTAR REGULARIZAÇÕES seleccione a opção SIM. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 7

12 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 11) Observe a grelha que contém a lista de provisões/adiantamentos: Serão apresentados, em linha, os adiantamentos/provisões disponíveis para afectar à nota de honorários. Ser-lhe-ão, nomeadamente, apresentados os adiantamentos/provisões constituídos para esta pasta (caso tenha executado o comando FACTURAÇÃO/NOTAS DE HONORÁRIOS/PASTA quando da criação da nota de honorários) ou para esse cliente (caso tenha executado o comando FACTURAÇÃO/NOTAS DE HONORÁRIOS/CLIENTE quando da criação da nota de honorários). Serão também apresentados créditos registados na conta do cliente por regularizar. 12) Relativamente às regularizações efectuadas, estas serão apresentadas na nota de honorários, podendo vir ou não explicitadas na factura a emitir: a) Caso pretenda que sejam explicitadas, na factura, as regularizações relativas a pagamentos anteriores efectuados pelo cliente, seleccione a opção CONSIDERAR REGULARIZAÇÕES NA PRÓPRIA NOTA DE HONORÁRIOS/FACTURA; b) Caso pretenda que as regularizações sejam objecto de uma nota de crédito a emitir no mesmo momento da factura (mas que não venham referidas na própria factura), seleccione a opção EMITIR NOTA DE CRÉDITO EM SIMULTÂNEO COM A FACTURA, REFERINDO AS REGULARIZAÇÕES QUE SE ESTÃO A EFECTUAR. 8 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

13 Facturação e Mapas Existindo pagamentos anteriores à realização dos serviços e à emissão da factura, poderá seleccionar um de dois procedimentos: (a) Considerar a existência do adiantamento na factura a emitir. Nesse caso, existindo IVA, o JURINFOR JURIGEST aplicará a respectiva taxa de IVA ao valor da factura, deduzirá o adiantamento (e o IVA correspondente) e apresentará esta regularização no quadro de incidência do IVA, na própria factura; (b) Não considerar a existência de adiantamentos na factura, aplicar a respectiva taxa de IVA ao valor da factura e emitir simultaneamente uma nota de crédito com referência ao adiantamento anteriormente efectuado e respectivo IVA liquidado. Neste caso não surgirá na factura qualquer referência aos adiantamentos efectuados mas os mesmos acabarão por ser regularizados com a emissão da nota de crédito. 13) Caso se opte pela emissão de uma nota de crédito e sendo as regularizações superiores ao valor da própria nota de honorários, isto é, sendo os créditos do cliente superiores ao valor que este terá a pagar, poder-se-á seleccionar uma de duas opções: a) UTILIZAR O CRÉDITO EM POSTERIORES NOTAS DE HONORÁRIOS/FACTURAS - Neste caso, o valor excedentário será mantido a crédito na conta corrente contabilística do cliente para ser utilizado em contrapartida de futuros débitos; JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 9

14 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas b) DEVOLVER O VALOR AO CLIENTE POR EXCESSO DE PROVISÃO/ADIANTAMENTO - Neste caso, o valor excedentário será devolvido pelo escritório ao cliente. Ao nível do programa, esta operação traduz-se na anulação do crédito do cliente e resulta num movimento, a débito, por esse valor, na conta corrente contabilística do cliente. 14) Em cada linha, será apresentada a descrição e o valor total disponível da provisão/adiantamento ou crédito. Na coluna AFECTAR, o utilizador deverá introduzir o valor da provisão/adiantamento que pretende utilizar nesta nota de honorário. Poderá utilizar simultaneamente mais do que uma provisão/adiantamento. Bastará digitar, na linha correspondente, qual o montante que deseja utilizar de cada provisão/adiantamento. O(s) valor(es) que digitar será(ão) subtraído(s) ao valor a cobrar na nota de honorários. 10 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

15 Facturação e Mapas 15) O TOTAL A COBRAR apresentado será então o resultado da expressão de cálculo: TOTAL A COBRAR = VALOR A COBRAR - IRS + IVA - REGULARIZAÇÕES sendo: IRS = taxa de IRS / 100 x VALOR A COBRAR IVA = taxa de IVA / 100 x VALOR A COBRAR 16) Relativamente ao formato da nota de honorários, poder-se-á alterar desde aspectos gerais da apresentação da nota de honorários a descrições e definições de cada tipo de despesa que virá aí especificada. Para modificar o aspecto da nota de honorários, aceda ao separador "Configurar Impressão". JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 11

16 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 17) Poderá alterar o conteúdo dos campos descritivos da nota de honorários, bastando para tal modificar o texto que é sugerido automaticamente. Assim, no campo TITULO poderá indicar uma designação alternativa para a nota de despesas e honorários. Poderá também alterar o texto que surge no final e o nome associado ao emissor do documento, utilizando os campos FINAL e POR, respectivamente. Para incluir outras observações, digite o texto pretendido no campo correspondente. Caso pretenda que venha mencionada a isenção de IVA, basta premir o botão ISENTO DE IVA. 18) Discriminados na nota de honorários virão três tipos de despesa: Despesas Documentadas, Despesas Não Documentadas e Honorários. Cada um destes tipos poderá ser configurado de forma diferente, no que respeita à descrição, nível de detalhe e aos impostos a considerar para cada tipo. O aspecto standard da nota de honorários poderá assim ser personalizado. Para tal, terá acesso a três separadores: "Despesas Documentadas", "Despesas Não Documentadas" e "Honorários". 12 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

17 Facturação e Mapas 19) Os separadores "Despesas Documentadas", "Despesas Não Documentadas" e "Honorários" permitem alterar a apresentação de cada uma destas categorias de valores na nota de honorários. Poderá incluir ou suprimir a descrição de cada categoria na nota de honorários: Validando a opção INCLUIR DESCRITIVO, a descrição será apresentada. Se, pelo contrário, desactivar a opção INCLUIR DESCRITIVO, a descrição não será apresentada, independentemente do campo DESCRITIVO se encontrar preenchido. Para cada categoria de despesas (documentadas, não documentadas e honorários) é possível indicar o nível de detalhe com que se pretende apresentar os valores a cobrar desse tipo ao cliente: Caso seleccione a opção TOTAL, apenas será indicado o total dessa categoria. A opção POR DATA apresentará os valores a cobrar ordenados segundo a data. A opção DETALHADO apresentará, para essa categoria, todos os valores individualmente. Caso a opção IMPRIMIR TODOS OS VALORES A COBRAR+SUBTOTAL se encontre seleccionada, serão discriminados individualmente todos os valores e será apresentada a descrição de cada um deles, bem como o sub-total da categoria (despesas documentadas, despesas não documentadas ou honorários). A opção IMPRIMIR TODOS OS VALORES A COBRAR não apresentará o subtotal por categoria. Caso active a opção IMPRIMIR IDENTIFICAÇÃO DAS PASTAS é apresentada a identificação da pasta a que corresponde cada um dos valores discriminados na nota de honorários. Deverá também assinalar quais os impostos (IVA e IRS) a aplicar a cada categoria. 20) Poderá ainda incluir observações na nota de honorários. Para isso, aceda ao separador OBSERVAÇÕES e introduza o texto que pretende que seja impresso. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 13

18 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 21) No final, grave a Nota de Despesas e Honorários, premindo o botão GRAVAR. 22) Poderá de seguida proceder à impressão da mesma. Para isso, prima o botão IMPRIMIR. 14 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

19 Facturação e Mapas 23) Ao proceder à impressão não tendo ainda emitido a factura correspondente a esta nota de honorários, ser-lhe-á perguntado se deseja emitir também a factura respectiva. Poderá optar por fazê-lo nessa altura ou posteriormente. 24) Caso opte por não emitir a factura nesse momento, ser-lhe-á apresentada a prévisualização da Nota de Despesas e Honorários. A partir do ecrã de prévisualização, prima o botão IMPRIMIR. Ser-lhe-á seguidamente apresentada a pré-visualização da Nota de Despesas e Honorários. A partir do ecrã de prévisualização, prima o botão IMPRIMIR. Após a impressão da Nota de Honorários, caso tenha optado por emitir também a factura, ser-lhe-á apresentada a pré-visualização da factura para que possa igualmente proceder à sua impressão. Finalizada a impressão da nota de honorários (e eventualmente da factura), feche a janela de pré-visualização, retornando à caixa de diálogo "Dados da Nota de Honorários". JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 15

20 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 25) Finalizada a impressão da nota de honorários, de novo na caixa de diálogo "Dados da Nota de Honorários", poderá proceder à emissão da factura (a menos que o tenha já feito nos passos anteriores). Bastará, para tal, premir o botão FACTURAR. A facturação poderá ser contudo efectuada posteriormente. 26) Em alternativa à emissão da factura, poderá optar por emitir um recibo verde. Para tal, bastará aceder ao separador RECIBO VERDE, preencher o campo NÚMERO, o campo DESCRIÇÃO e premir o botão ASSOCIAR RECIBO VERDE. Caso execute este procedimento, deixará de poder emitir a factura correspondente a esta nota de honorários. A nota de honorários será automaticamente dada como paga, reflectindo-se este movimento na conta corrente contabilística do cliente. 16 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

21 Facturação e Mapas 27) No final, feche a caixa de diálogo "Dados da Nota de Honorários", premindo o botão OK. 28) Observe que a nota de honorários corresponderá a uma nova linha da lista de notas de honorários emitidas. A última coluna apresentada, informá-lo-á quais as notas de honorários que foram facturadas. Poderá, em qualquer altura, seleccionar a linha correspondente à nota de honorários e consultá-la (para observar os seus dados ou para emitir a factura), premindo o botão CONSULTAR. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 17

22 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 29) Para concluir, prima o botão OK Consultar Notas de Honorários Emitidas Para consultar uma Nota de Despesas e de Honorários já emitida, efectue os passos seguintes: 1) Na área de trabalho, seleccione o cliente ou a pasta à qual diz respeito a nota de honorários que pretende consultar. 18 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

23 Facturação e Mapas 2) Aceda ao menu FACTURAÇÃO e execute o comando NOTAS DE HONORÁRIOS. 3) Seleccionando a opção GERAL, terá acesso a todas as notas de honorários emitidas (de todos os clientes e pastas). JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 19

24 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 4) Seleccionando a opção CLIENTE poderá visualizar todas as notas de honorários já emitidas para o cliente cujo nome se encontrar seleccionado na área de trabalho. Caso seleccione a opção PASTA, terá apenas acesso às notas de honorários emitidas relativas à pasta cujo nome se encontrar seleccionado na área de trabalho. 5) Após seleccionar uma das opções acima (GERAL, CLIENTE ou PASTA), terá acesso à caixa de diálogo "Notas de Honorários" que contem a lista das notas de honorários já emitidas. Terá também disponível a informação sobre se as mesmas já terão ou não sido objecto de emissão de factura. 20 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

25 Facturação e Mapas 6) Com vista a simplificar a localização de notas de honorários nesta lista, poderá alterar a ordenação das linhas. Basta, para tal, efectuar um clique, com o rato, sobre o nome dos campos: Nº NH, Data, Nº Cliente, Título NH, Valor, Facturada. Seleccione a nota de honorários cujos dados pretende consultar e prima o botão CONSULTAR. 7) Na caixa de diálogo "Dados da Nota de Honorários", poderá observar a lista de valores relativos a essa nota de honorários, os valores dos impostos (IVA e IRS) considerados, bem como o valor das provisões/adiantamentos afectos à nota de honorários. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 21

26 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 8) Poderá aceder aos dados das pastas, processos, tarefas ou actos processuais a que as linhas de valores apresentadas digam respeito. Basta, para tal, efectuar um duplo clique, com o rato, sobre os ícones correspondentes às pastas, processos ou tarefas/actos processuais localizados na linha que pretende consultar. 9) Acedendo ao separador "Regularizações", ser-lhe-ão apresentados os valores de adiantamentos/provisões afectos à nota de honorários e que tenham, portanto, sido subtraídos ao valor a cobrar ao cliente. 22 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

27 Facturação e Mapas 10) No separador "Configurar Impressão" poderá observar as opções de configuração definidas relativamente ao aspecto da nota de honorários e dos itens que a integram. 11) Acedendo ao separador "Observações" poderá consultar as observações incluídas na nota de honorários. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 23

28 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 12) Caso a nota de honorários não tenha ainda sido objecto de facturação, poderá facturá-la. Para emitir a factura correspondente à nota de honorários, prima o botão FACTURAR. 13) Caso não tenha ainda emitido a factura, poderá, em alternativa à emissão desta, emitir um recibo verde. Para tal, bastará aceder ao separador "Emitir Recibo Verde", preencher o campo Nº RECIBO VERDE, o campo DESCRIÇÃO e premir o botão ASSOCIAR RECIBO VERDE. Note porém que, ao optar por associar um recibo verde à nota de honorários, abdicará da possibilidade de emitir a factura e o posterior recibo através do programa. 24 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

29 Facturação e Mapas 14) Durante a consulta da nota de honorários, poderá também proceder à impressão da mesma. Para tal, prima o botão IMPRIMIR. 15) Após a consulta, prima o botão OK para fechar a caixa de diálogo "Dados da Nota de Honorários". JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 25

30 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 16) No final, prima o botão OK para fechar a caixa de diálogo "Notas de Honorários" Anular Uma Nota de Honorários Para eliminar uma Nota de Despesas e de Honorários já emitida, efectue os passos seguintes: 1) Na área de trabalho, seleccione o cliente ou a pasta à qual diz respeito a nota de honorários que pretende anular. 26 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

31 Facturação e Mapas 2) Aceda ao menu FACTURAÇÃO e execute o comando NOTAS DE HONORÁRIOS. 3) Seleccionando a opção GERAL, terá acesso a todas as notas de honorários emitidas (de todos os clientes e pastas). JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 27

32 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 4) Seleccionando a opção CLIENTE poderá visualizar todas as notas de honorários já emitidas para o cliente cujo nome se encontrar seleccionado na área de trabalho. Caso seleccione a opção PASTA, terá apenas acesso às notas de honorários emitidas relativas à pasta cujo nome se encontrar seleccionado na área de trabalho. 5) A caixa de diálogo "Notas de Honorários" apresentar-lhe-á uma lista de todas as notas de honorários já emitidas, bem como a indicação sobre se as mesmas já terão ou não sido objecto de emissão de facturas. 28 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

33 Facturação e Mapas 6) Seleccione a nota de honorários cujos dados pretende eliminar e prima o botão APAGAR. 7) Confirme a operação. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 29

34 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 8) Caso a nota de honorários já tenha sido facturada, esta operação provocará também a anulação dessa factura. Ser-lhe-á pois apresentado um aviso relativo à anulação automática da factura. Caso pretenda eliminar definitivamente a Nota de Honorários e anular a factura, confirme a eliminação. 9) Ser-lhe-á de seguida perguntado se pretende constituir uma nota de crédito equivalente à factura anulada. Se confirmar, será automaticamente gerada uma nota de crédito por esse valor. 30 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

35 Facturação e Mapas 10) No final, prima o botão OK GESTÃO DE FACTURAS A factura, documento utilizado na fase de liquidação da prestação de serviços, apresenta o apuramento do valor da transacção. Este documento, a enviar ao cliente, discrimina os serviços prestados e o seu valor total. A factura deverá ser emitida com um duplicado que ficará na posse da sociedade (ou do advogado) prestador de serviços. A factura contém o logótipo, nome e endereço da sociedade de advogados (ou do advogado); o nome e endereço do cliente; o número do documento (que, tal como a lei exige, é atribuído por ordem númerica natural, numa ou mais séries) e data de emissão; a especificação (qualitativa e quantitativa) dos serviços prestados e o respectivo valor, bem como o valor de outras despesas (como despesas de transporte, por exemplo) que eventualmente existam. Deverá também especificar descontos eventualmente concedidos e o valor do IVA (Imposto sobre o Valor Acrescentado). No JURINFOR JURIGEST, a factura poderá ser emitida conjuntamente com a emissão da nota de honorários ou posteriormente à mesma. A factura poderá também ser emitida automaticamente quando do registo de adiantamentos/provisões, bem como pelo processamento e emissão de avenças. Após a emissão da factura, quando do seu pagamento por parte do cliente, dever-se-á emitir um recibo. A eliminação de facturas já emitidas implica a consequente anulação da nota de honorários/do adiantamento/da avença que lhe deu origem. Por outro lado, caso já tenham sido efectuados pagamentos em função da mesma, o JURINFOR JURIGEST poderá também gerar automaticamente uma nota de crédito relativa ao valor já recebido do cliente. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 31

36 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas Emitir uma Factura Para emitir uma factura, efectue os passos seguintes: 1) Na área de trabalho, seleccione o cliente ou a pasta à qual diz respeito a nota de honorários que pretende facturar. 2) Aceda ao menu FACTURAÇÃO e execute o comando NOTAS DE HONORÁRIOS. 32 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

37 Facturação e Mapas 3) Seleccionando a opção GERAL, terá acesso a todas as notas de honorários emitidas (de todos os clientes e pastas). 4) Seleccionando a opção CLIENTE poderá visualizar todas as notas de honorários já emitidas para o cliente cujo nome se encontrar seleccionado na área de trabalho. Caso seleccione a opção PASTA, terá apenas acesso às notas de honorários emitidas relativas à pasta cujo nome se encontrar seleccionado na área de trabalho. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 33

38 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 5) A caixa de diálogo "Notas de Honorários" apresentar-lhe-á uma lista das notas de honorários já emitidas, bem como a indicação sobre se as mesmas já terão ou não sido objecto de emissão de facturas. Note que apenas poderá emitir uma factura relativa a uma nota de despesas e honorários caso a mesma não tenha sido já objecto de factura (ou de um recibo verde). 6) Seleccione a nota de despesas e honorários para a qual pretende criar uma factura e prima o botão CONSULTAR. 34 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

39 Facturação e Mapas 7) Na caixa de diálogo "Dados da Nota de Honorários", poderá consultar o valor da nota de honorários. Este valor corresponderá ao valor da factura a emitir. 8) Acedendo ao separador "Regularizações", poderá consultar o valor das regularizações (deduções ao valor a pagar) consideradas na nota de despesas e honorários. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 35

40 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 9) Caso tenham sido afectas regularizações à nota de honorários, estas poderão vir mencionadas na própria factura ou, em alternativa, numa nota de crédito emitida em simultâneo com a factura. De facto, existindo pagamentos anteriores à realização dos serviços e à emissão da factura, poderá seleccionar um de dois procedimentos: (a) Considerar a existência do adiantamento na própria factura. Nesse caso, existindo IVA, o JURINFOR JURIGEST aplicará a respectiva taxa de IVA ao valor da factura, deduzirá o adiantamento (e o IVA correspondente) e apresentará esta regularização no quadro de incidência do IVA, na própria factura; (b) Não considerar a existência de adiantamentos na factura, aplicar a respectiva taxa de IVA ao valor da factura e emitir simultaneamente uma nota de crédito com referência ao adiantamento anteriormente efectuado e respectivo IVA liquidado. Neste caso não surgirá na factura qualquer referência aos adiantamentos efectuados anteriormente à data da emissão da factura mas os mesmos acabarão por ser regularizados com a emissão da nota de crédito. 36 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

41 Facturação e Mapas 10) Prima o botão FACTURAR para gerar a factura. Caso tenha optado por não considerar a existência de adiantamentos na factura, não surgirá nesta qualquer referência aos adiantamentos efectuados. Assim, ao premir o botão FACTURAR será gerada automaticamente uma nota de crédito com referência aos adiantamentos anteriormente efectuados e respectivo IVA liquidado. 11) Confirme a operação. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 37

42 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 12) Poderá de seguida proceder à impressão da mesma. No campo IMPRIMIR, poderá escolher o nível de detalhe da informação na factura. Poderá optar entre TOTAL, SUB-TOTAIS e DETALHADA. 13) Prima o botão IMPRIMIR para proceder à impressão da factura. Caso tenham sido efectuadas regularizações e se tenha seleccionado a opção de emitir uma nota de crédito em simultâneo com a factura, poderá também imprimir essa Nota de Crédito gerada automaticamente. Para tal, bastará aceder ao separador "Nota de Crédito" e premir o botão IMPRIMIR. 38 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

43 Facturação e Mapas 14) Ser-lhe-á perguntado se pretende também imprimir um duplicado da factura para a contabilidade. 15) Ser-lhe-á apresentada a pré-visualização da factura no ecrã. A partir do ecrã de pré-visualização, prima o botão IMPRIMIR. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 39

44 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 16) Finalizada a impressão, feche a janela de pré-visualização. 17) Feche a caixa de diálogo "Dados da Nota de Honorários", premindo o botão OK. 40 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

45 Facturação e Mapas 18) Ser-lhe-á de novo apresentada a caixa de diálogo "Notas de Honorários", bem como a indicação de que a nota de honorários já se encontra facturada. Para concluir, prima o botão OK Consultar a Lista de Facturas Emitidas Para visualizar a lista de facturas emitidas, deverá efectuar os passos seguintes: 1) Caso pretenda visualizar as facturas emitidas especificamente para um determinado cliente, deverá começar por seleccionar o nome desse cliente na área de trabalho. Para visualizar todas as facturas, será indiferente qual o cliente/pasta que se encontra seleccionado inicialmente na área de trabalho. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 41

46 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 2) Aceda ao menu FACTURAÇÃO e seleccione o comando FACTURAS. 3) Caso seleccione a opção GERAL, poderá visualizar todas as facturas emitidas (relativas a todos os clientes). 42 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

47 Facturação e Mapas 4) Seleccionando a opção CLIENTE, visualizará apenas as facturas relativas ao cliente cujo nome se encontra seleccionado. 5) A caixa de diálogo "Facturas" apresentar-lhe-á uma lista das facturas já emitidas, bem como a indicação sobre se as mesmas já terão ou não sido objecto de emissão de recibo de pagamento. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 43

48 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 6) Poderá optar por visualizar as facturas pagas, as facturas não pagas ou ambas. Seleccione, pois, uma das opções disponíveis: VER TODAS AS FACTURAS (serlhe-ão apresentadas tanto as facturas pagas como as facturas emitidas que se encontram ainda por pagar); VER APENAS FACTURAS NÃO PAGAS ou VER APENAS FACTURAS PAGAS. 7) Para que sejam apresentadas na listagem as facturas anuladas, valide a opção VER FACTURAS ANULADAS. 44 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

49 Facturação e Mapas 8) O botão IMPRIMIR permitir-lhe-á proceder à impressão da listagem de facturas. 9) Poderá também, encontrando-se uma factura seleccionada, consultá-la ou imprimí-la. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 45

50 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 10) Para imprimir um recibo relativo ao pagamento de uma factura, prima o botão RECIBO PAGAMENTO. 11) Poderá ainda consultar os dados relativos à nota de honorários ou ao adiantamento que originou a factura. Para tal, prima o botão correspondente. 46 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

51 Facturação e Mapas 12) No final, prima o botão OK Consultar Uma Factura Emitida Para consultar uma factura, efectue os passos seguintes: 1) Para consultar uma factura emitida para um determinado cliente, poderá começar por seleccionar o nome desse cliente na área de trabalho. Terá assim acesso às facturas emitidas especificamente para esse cliente. Caso pretenda aceder à lista geral de todas as facturas, será indiferente qual o nome do cliente que se encontra seleccionado inicialmente na área de trabalho. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 47

52 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 2) Aceda ao menu FACTURAÇÃO e seleccione o comando FACTURAS. 3) Caso seleccione a opção GERAL, poderá aceder a todas as facturas emitidas (relativas a todos os clientes). 48 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

53 Facturação e Mapas 4) Seleccionando a opção CLIENTE, terá acesso apenas às facturas relativas ao cliente cujo nome se encontra seleccionado. 5) A caixa de diálogo "Facturas" apresentar-lhe-á uma lista das facturas já emitidas, bem como a indicação sobre se as mesmas já terão ou não sido objecto de emissão de recibo de pagamento. Poderá optar por visualizar as facturas pagas, as facturas não pagas ou ambas. Seleccione, pois, uma das opções disponíveis: VER TODAS AS FACTURAS (ser-lhe-ão apresentadas tanto as facturas pagas como as facturas emitidas que se encontram ainda por pagar); VER APENAS FACTURAS NÃO PAGAS ou VER APENAS FACTURAS PAGAS. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 49

54 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 6) Seleccione a factura que pretende consultar. 7) O botão IMPRIMIR permitir-lhe-á proceder à impressão da factura. O botão CONSULTAR disponibilizar-lhe-á todas as informações sobre a mesma. 50 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

55 Facturação e Mapas 8) Premindo o botão CONSULTAR, ser-lhe-ão apresentados os dados relativos à factura. Poderá, nomeadamente, consultar o valor ilíquido, impostos e eventuais adiantamentos/provisões deduzidos ao valor a cobrar ao cliente. 9) Poderá imprimir os dados da factura, com maior ou menor detalhe. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 51

56 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 10) Após a consulta e/ou impressão, prima o botão OK. 11) Retornando à caixa de diálogo "Facturas", encontrando-se a factura seleccionada, poderá ainda consultar os dados da nota de honorários ou do adiantamento que deu origem à factura. 52 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

57 Facturação e Mapas 12) Poderá, também a partir daqui, emitir o recibo comprovativo do pagamento da factura. Para tal, prima o botão RECIBO PAGAMENTO. 13) No final, prima o botão OK para fechar a caixa de diálogo "Facturas" Anular uma Factura Na medida em que no JURINFOR JURIGEST as facturas são emitidas a partir de notas de honorários ou de adiantamentos/provisões, apenas será possível anular uma factura através da anulação (eliminação) da nota de honorários ou do adiantamento/provisão que lhe deu origem. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 53

58 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas A anulação de facturas será pois automaticamente efectuada pelo programa quando da anulação de nota de honorários ou de adiantamentos/provisões que tenham facturas associadas. Ser-lhe-á no entanto apresentado um aviso e ser-lhe-á também solicitada confirmação para a anulação de facturas já emitidas, quando tal estiver em causa. Assim, para anular uma factura, deverá efectuar um dos seguintes procedimentos (consoante a operação que se encontra na origem da emissão da factura): Por outro lado, dever-se-á ter em conta que a anulação de uma factura implica, por sua vez, a anulação automática do recibo que lhe está associado GESTÃO DE RECIBOS No JURINFOR JURIGEST, os recibos poderão ser emitidos em dois casos: Como documentos comprovativos do pagamento de facturas. Por sua vez, as facturas serão geradas (1) a partir da emissão de notas de despesas e de honorários ou (2) como comprovativo de provisões/adiantamentos recebidos de clientes. Como documentos comprovativos de recebimentos antecipados de clientes. Serão, neste caso, gerados recibos (e não facturas) como documentos de suporte às provisões/adiantamentos recebidos de clientes. No primeiro caso, a emissão de uma nota de honorários e a posterior emissão da factura deverão, quando do pagamento por parte do cliente, dar origem à emissão de um recibo. O recibo será, assim, gerado quando da emissão da factura, caso o pagamento da mesma se faça no momento da sua emissão ou posteriormente, quando se verificar o pagamento. 54 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

59 Facturação e Mapas Emitir um Recibo Sendo os recibos documentos comprovativos do pagamento de facturas ou do recebimento de adiantamentos/provisões, estes poderão ser, no JURINFOR JURIGEST gerados de duas formas: Através da emissão prévia de uma factura (que por sua vez será emitida a partir de uma nota de honorários ou como documento comprovativo de adiantamentos/provisões entregues por clientes). Através do registo de adiantamentos/provisões, quando se pretenda que seja o recibo o documento comprovativo de adiantamentos/provisões entregues por clientes. No caso do recibo ser emitido como comprovativo do pagamento da factura, este poderá ser gerado quando da emissão da factura, caso o pagamento da mesma se faça no momento da sua emissão ou posteriormente, quando se verificar o pagamento. Para emitir um recibo comprovativo do pagamento de uma factura, posteriormente à emissão desta, efectue os passos seguintes: 1) Para emitir um recibo de pagamento de uma factura emitida para um determinado cliente, poderá começar por seleccionar o nome desse cliente na área de trabalho. Terá assim acesso às facturas emitidas especificamente para esse cliente. Caso pretenda aceder à lista geral de todas as facturas, será indiferente qual o nome do cliente que se encontra seleccionado inicialmente na área de trabalho. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 55

60 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 2) Aceda ao menu FACTURAÇÃO e execute o comando FACTURAS. 3) Caso seleccione a opção GERAL, poderá aceder a todas as facturas emitidas (relativas a todos os clientes), independentemente do nome do cliente que seleccionou na área de trabalho. 56 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

61 Facturação e Mapas 4) Seleccionando a opção CLIENTE, terá acesso apenas às facturas relativas ao cliente cujo nome se encontra seleccionado. Deverá pois seleccionar esta opção caso o nome do cliente para o qual pretende emitir o recibo se encontre seleccionado na área de trabalho. 5) Ser-lhe-á apresentada a caixa de diálogo "Facturas". JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 57

62 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 6) A caixa de diálogo "Facturas" apresentar-lhe-á a lista das facturas já emitidas, bem como a indicação sobre se as mesmas já terão ou não sido objecto de recibos. Note que apenas poderá emitir um recibo relativo a uma factura caso a mesma não tenha sido já previamente objecto de recibo. 7) Poderá, na lista apresentada, visualizar TODAS AS FACTURAS, apenas as FACTURAS NÃO PAGAS ou, pelo contrário, apenas as FACTURAS PAGAS. 58 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

63 Facturação e Mapas 8) Seleccione a factura para a qual pretende gerar um recibo e prima o botão RECIBO PAGAMENTO. 9) Ser-lhe-á apresentada a caixa de diálogo "Dados do Recibo". Observe que o número e a identificação do cliente serão automaticamente preenchidos. Relativamente ao campo DADOS DO RECIBO, o número, data e valor serão também preenchidos pelo programa. Poderá, entretanto, editar a data de emissão. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 59

64 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 10) No campo MÉTODO DE PAGAMENTO, poderá optar entre DINHEIRO, CHEQUE ou TRANSFERÊNCIA. Caso opte por CHEQUE, deverá preencher em baixo o respectivo número e instituição bancária. Se seleccionar a opção TRANSFERÊNCIA, indique em baixo o NIB/CONTA (Número de Identificação Bancária ou Número de Conta) e a instituição bancária. 11) Prima o botão GRAVAR. 60 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

65 Facturação e Mapas 12) Para imprimir, prima o botão disponível para o efeito. 13) Confirme caso pretenda imprimir uma cópia do recibo para o Arquivo Interno/Contabilidade. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 61

66 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 14) Ser-lhe-á apresentada no ecrã a pré-visualização do recibo de pagamento. Para proceder efectivamente à impressão, prima o botão disponível na barra de ferramentas no topo do ecrã. Após a impressão, feche a janela de prévisualização do recibo. 15) Concluída a impressão, prima o botão OK para fechar a caixa de diálogo "Dados do Recibo". 62 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

67 Facturação e Mapas 16) Retornando à caixa de diálogo "Facturas", poderá observar que a factura passará a ser apresentada como paga. Ser-lhe-á também apresentado o número do recibo de pagamento emitido. 17) No final, prima o botão OK. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 63

68 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas Consultar a Lista de Recibos Emitidos Para visualizar a lista de recibos emitidos, efectue os passos seguintes: 1) Caso pretenda visualizar os recibos emitidos especificamente para um determinado cliente, deverá começar por seleccionar o nome desse cliente na área de trabalho. Para visualizar a lista de todos os recibos emitidos, será indiferente qual o cliente que se encontra seleccionado na área de trabalho. 2) Aceda ao menu FACTURAÇÃO e seleccione o comando RECIBOS. 64 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

69 Facturação e Mapas 3) A opção GERAL permitir-lhe-á visualizar a lista de todas os recibos emitidos (isto é, relativos a todos os clientes). 4) Seleccionando a opção CLIENTE, visualizará apenas a lista de recibos relativos ao cliente cujo nome se encontra seleccionado. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 65

70 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 5) A caixa de diálogo "Recibos" apresentar-lhe-á uma lista dos recibos já emitidos. 6) Poderá, efectuando um clique com o rato sobre o título de qualquer coluna (Nº Recibo, Data ou Valor), alterar a ordenação da listagem. 66 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

71 Facturação e Mapas 7) Poderá também seleccionar qualquer uma das linhas e aceder aos dados do recibo correspondente. Para tal, prima o botão CONSULTAR. 8) No final, prima o botão OK. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 67

72 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas Consultar Um Recibo Emitido Para consultar um recibo emitido, efectue os passos seguintes: 1) Na área de trabalho, seleccione o cliente ao qual diz respeito o recibo que pretende consultar. 2) Aceda ao menu FACTURAÇÃO e execute o comando RECIBOS. 68 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

73 Facturação e Mapas 3) Caso seleccione a opção GERAL, poderá aceder a todos os recibos emitidos (isto é, relativos a qualquer cliente). 4) Optando por CLIENTE, terá acesso apenas aos recibos relativos ao cliente cujo nome se encontra seleccionado na área de trabalho. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 69

74 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 5) A caixa de diálogo "Recibos" apresentar-lhe-á a lista dos recibos já emitidos. 6) Seleccione o recibo que pretende consultar e prima o botão CONSULTAR. 70 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

75 Facturação e Mapas 7) Os dados relativos ao recibo de pagamento ser-lhe-ão apresentados no ecrã. 8) Poderá, utilizando o botão disponível, proceder à impressão do recibo. Caso opte por imprimí-lo, ser-lhe-á perguntado se deseja imprimir uma cópia do recibo para o Arquivo Interno/Contabilidade. Confirme se for o caso. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 71

76 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 9) Concluída a consulta/impressão, prima o botão OK da caixa de diálogo "Dados do Recibo". 10) Retornando à caixa de diálogo "Facturas", prima de novo o botão OK. 72 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

77 Facturação e Mapas Anular um Recibo Para anular um recibo já emitido, efectue os passos seguintes: 1) Na área de trabalho, seleccione o cliente ao qual diz respeito o recibo que pretende anular. 2) Aceda ao menu FACTURAÇÃO e execute o comando RECIBOS. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 73

78 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 3) Seleccionando a opção GERAL, terá acesso a todos os recibos emitidos (de todos os clientes). 4) Seleccionando a opção CLIENTE poderá visualizar todos os recibos já emitidos para o cliente cujo nome se encontrar seleccionado na área de trabalho. 74 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

79 Facturação e Mapas 5) A caixa de diálogo "Recibos" apresentar-lhe-á uma lista de todos os recibos já emitidos. 6) Seleccione o recibo que pretende anular. Poderá, antes de proceder à sua eliminação, consultar os seus dados. Para tal, basta premir o botão CONSULTAR (ou efectuar um duplo clique, com o rato, sobre a linha correspondente). JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 75

80 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 7) Tendo o recibo seleccionado, prima o botão APAGAR. 8) Confirme a operação. 76 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

81 Facturação e Mapas 9) No final, prima o botão OK PROVISÕES E ADIANTAMENTOS Registar Provisões e Adiantamentos Para registar provisões/adiantamentos por conta de despesas ou de honorários, efectue os passos seguintes: 1) Na área de trabalho, seleccione o cliente relativamente ao qual pretende registar um novo adiantamento/provisão. Caso pretenda afectar o adiantamento/provisão a uma pasta específica, deverá seleccioná-la. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 77

82 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 2) Aceda ao menu FACTURAÇÃO e execute o comando ADIANTAMENTOS/PROVISÕES. 3) Tal como foi mencionado acima, poderá registar um adiantamento/provisão genericamente para esse cliente ou especificamente relacionado com uma pasta. Seleccione, pois, a opção CLIENTE (caso pretenda registar o adiantamento, não o associando a nenhuma pasta específica desse cliente) ou a opção PASTA (caso pretenda afectar especificamente o adiantamento/provisão à pasta que previamente havia seleccionado). 78 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

83 Facturação e Mapas 4) A caixa de diálogo "Adiantamentos/Provisões-Pasta" apresentar-lhe-á a lista das provisões e adiantamentos já registados, relativos a essa pasta/cliente. Para registar um novo adiantamento, prima o botão NOVO ADIANT. 5) A identificação do cliente e da pasta apresentar-se-ão automaticamente preenchidos. No entanto, premindo o botão CLIENTE poderá alterar o cliente ao qual o adiantamento diz respeito. Mantendo a opção LANÇAR ADIANTAMENTO PARA PASTA activa, o adiantamento ficará associado a uma pasta específica desse cliente. Por norma, ficará associado à pasta que havia sido previamente seleccionada. No entanto, poderá premir o botão PASTA, escolhendo uma pasta diferente, de entre as pastas desse cliente. JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL 79

84 JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas 6) Preencha a DESCRIÇÃO relativa à operação. 7) Preencha também o VALOR BRUTO do adiantamento/provisão (não se considerando o IVA nem a retenção de IRS). 80 JURINFOR Rua de Artilharia Um, 79 3º Dtoº LISBOA PORTUGAL

Facturação Guia do Utilizador

Facturação Guia do Utilizador Facturação Guia do Utilizador Facturação Como se utiliza 2 1 Como se utiliza Todas as opções do sistema estão acessíveis através do menu: ou do menu: O Menu caracteriza-se pelas seguintes funcionalidades:

Leia mais

Actualização. Versão 5.1.36

Actualização. Versão 5.1.36 Actualização Versão 5.1.36 Julho 2009 2 JURINFOR Rua de Artilharia 1, Nº 79 3º Dtº - 1250-038 LISBOA PORTUGAL Introdução Este documento descreve as características principais adicionadas ao JURINFOR JuriGest.

Leia mais

GIGrecibos. Sistema de Emissão de Recibos de Donativos. Para Igrejas. Produzido e distribuído por: VIBISinfor Rua Nova, 10 7490-250 MORA

GIGrecibos. Sistema de Emissão de Recibos de Donativos. Para Igrejas. Produzido e distribuído por: VIBISinfor Rua Nova, 10 7490-250 MORA wgig GIGrecibos Sistema de Emissão de Recibos de Donativos Para Igrejas Produzido e distribuído por: VIBISinfor Rua Nova, 10 7490-250 MORA tel: 266403273 www.vibis.com 1 Conteúdo wgig... 1 Avisos legais...

Leia mais

Actualização. Versão 5.1.22

Actualização. Versão 5.1.22 Actualização Versão 5.1.22 Março 2009 2 JURINFOR Av. Engº Duarte Pacheco, 19 9º - 1099-086 LISBOA PORTUGAL Introdução Este documento descreve as características principais adicionadas ao JURINFOR JuriGest.

Leia mais

PAINEL DE ADMINISTRADOR

PAINEL DE ADMINISTRADOR PAINEL DE ADMINISTRADOR IMPORTANTE: O Painel de administrador APENAS deverá ser utilizado pelo responsável do sistema. são: Nesta aplicação, poderá configurar todo o sistema de facturação. As opções do

Leia mais

Manual do utilizador da aplicação. MaisCondominio

Manual do utilizador da aplicação. MaisCondominio da aplicação MaisCondominio Este software destina-se a ser usado tanto por quem administra, apenas, um condomínio, como pelos profissionais, que administram vários condomínios. O MaisCondominio caracteriza-se

Leia mais

Manual do Utilizador GESTFOR Gestão da Formação

Manual do Utilizador GESTFOR Gestão da Formação Manual do Utilizador GESTFOR Gestão da Formação 1. INTRODUÇÃO...1 2. MÓDULO DE GESTÃO...2 2.1. ENTIDADES...3 2.1.1. TERCEIROS...4 2.1.1.1. CONSULTAR OS TERCEIROS...4 2.1.1.2. CRIAR UM TERCEIRO...5 2.1.1.3.

Leia mais

Relatório de alterações efectuadas no sistema NetBusiness 2.0

Relatório de alterações efectuadas no sistema NetBusiness 2.0 Net Business Soluções de Software Standard * Contabilidade Geral, Analítica e Orçamental * Salários e Gestão de Recursos Humanos * Gestão de Imobilizado * Gestão de Contas Correntes * Gestão de Stocks

Leia mais

B2S SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, LDA. RUA ARTILHARIA UM, Nº 67 3º FRT. 1250-038 LISBOA TEL: 21 385 01 09 - FAX: 21 012 52 25 E-MAIL B2S@B2S.

B2S SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, LDA. RUA ARTILHARIA UM, Nº 67 3º FRT. 1250-038 LISBOA TEL: 21 385 01 09 - FAX: 21 012 52 25 E-MAIL B2S@B2S. Procedimentos Abertura/Fecho Ano Primavera V750 B2S SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, LDA. RUA ARTILHARIA UM, Nº 67 3º FRT. 1250-038 LISBOA TEL: 21 385 01 09 - FAX: 21 012 52 25 E-MAIL B2S@B2S.PT MCRC LISBOA 11492

Leia mais

Actualização. Versão 5.3.1

Actualização. Versão 5.3.1 Actualização Versão 5.3.1 Janeiro 2011 2 JURINFOR Rua de Artilharia 1, Nº 79 3º Dtº - 1250-038 LISBOA PORTUGAL 1 Índice 2 Facturação Certificada Conformidade de procedimentos... 4 2.1 Documentos Certificados...

Leia mais

Manual Gestix Guia do Utilizador. Gestix.com

Manual Gestix Guia do Utilizador. Gestix.com Manual Gestix Guia do Utilizador Gestix.com Copyright Este documento é Copyright 2008 Westix TI Lda. Todos os direitos reservados. Todas as marcas registadas referidas neste Manual são propriedade dos

Leia mais

Controle e execute tudo o que está relacionado com Pessoal e Salários com um software eficaz e preparado para completar todas as tarefas nesta área

Controle e execute tudo o que está relacionado com Pessoal e Salários com um software eficaz e preparado para completar todas as tarefas nesta área Descritivo completo Pessoal 2008 Controle e execute tudo o que está relacionado com Pessoal e Salários com um software eficaz e preparado para completar todas as tarefas nesta área Benefícios Solução completa;

Leia mais

Configuração inicial para gestão de contas correntes bancárias

Configuração inicial para gestão de contas correntes bancárias Página 1 de 11 Configuração inicial para gestão de contas correntes bancárias Deverá iniciar a utilização criando as tabelas relacionadas com bancos. Note que no GESPOS estão previamente configurados uma

Leia mais

Manual SRCT - v.ps.2 UTILIZADORES. Apoio à gestão das Declarações de Vendas dos Produtos de Saúde. Contacto: taxa.04@infarmed.

Manual SRCT - v.ps.2 UTILIZADORES. Apoio à gestão das Declarações de Vendas dos Produtos de Saúde. Contacto: taxa.04@infarmed. Manual SRCT - v.ps.2 UTILIZADORES Apoio à gestão das Declarações de Vendas dos Produtos de Saúde Contacto: taxa.04@infarmed.pt 2008/Setembro NOTAS EXPLICATIVAS 1. As Declaração de Vendas a que se referem

Leia mais

Manual de utilização da Plataforma Electrónica dedicada à Taxa Municipal Turística de Dormida

Manual de utilização da Plataforma Electrónica dedicada à Taxa Municipal Turística de Dormida Manual de utilização da Plataforma Electrónica dedicada à Taxa Municipal Turística de Dormida Versão III: Fevereiro 206 Normais gerais de preenchimento:. Preenchimento dos campos de texto (Designação de

Leia mais

GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO. (Módulo da Entidade Parceira Exclusivamente Financiadora)

GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO. (Módulo da Entidade Parceira Exclusivamente Financiadora) ACÇÃO 4.2.2 REDES TEMÁTICAS DE INFORMAÇÃO E DIVULGAÇÃO GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO (Módulo da Entidade Parceira Exclusivamente Financiadora) União Europeia FEADER PRODER 1 INSTRUÇÕES PARA UMA CORRECTA

Leia mais

Guia de Candidatura. Av. Duque D Ávila, 137 1069-016 Lisboa PORTUGAL Tel: 213 126 000 Fax: 213 126 001 www.dges.mctes.pt

Guia de Candidatura. Av. Duque D Ávila, 137 1069-016 Lisboa PORTUGAL Tel: 213 126 000 Fax: 213 126 001 www.dges.mctes.pt Av. Duque D Ávila, 137 1069-016 Lisboa PORTUGAL Tel: 213 126 000 Fax: 213 126 001 www.dges.mctes.pt Recomendações Gerais para Preenchimento do Formulário de Candidatura: Reunir informação: Para o correcto

Leia mais

Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO

Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO Ao abrir a caixa do CD que contém o programa EMPRESÁRIO, o utilizador aceita os termos do contracto de licenciamento deste acordo. Licença Garantias A T&T outorga-lhe

Leia mais

ASSUNTO: Plano de Contas para o Sistema Bancário (Adaptado) (Sociedades Administradoras de Compras em Grupo)

ASSUNTO: Plano de Contas para o Sistema Bancário (Adaptado) (Sociedades Administradoras de Compras em Grupo) Anexo à Instrução nº 15/97 ASSUNTO: Plano de Contas para o Sistema Bancário (Adaptado) (Sociedades Administradoras de Compras em Grupo) 1. São efectuados no PCBS os seguintes ajustamentos: 1.1. São criadas

Leia mais

SIDER. Guia para o preenchimento do Formulário de Pedido de Pagamento do Incentivo

SIDER. Guia para o preenchimento do Formulário de Pedido de Pagamento do Incentivo REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DA ECONOMIA DIREÇÃO REGIONAL DE APOIO AO INVESTIMENTO E À COMPETITIVIDADE SIDER Guia para o preenchimento do Formulário de Pedido de Pagamento do Incentivo

Leia mais

Software-Global 1/11

Software-Global 1/11 Não esquecer que a senha do Administrador é ADMIN Botões do programa: Acesso ao Programa: O Acesso ao programa deve ser feito através do utilizador ADMINISTRADOR, que tem todas as permissões para gerir

Leia mais

Enquadramento Fiscal dos Advogados em. sede de IRS, IVA e segurança social

Enquadramento Fiscal dos Advogados em. sede de IRS, IVA e segurança social Enquadramento Fiscal dos Advogados em sede de IRS, IVA e segurança social Fiscalidade IVA / IRS / Segurança social Março 2015 1 IAE -Instituto dos Advogados de Empresa da Ordem dos Advogados 1 Formas de

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011 Manual Avançado Gestão de Stocks Local v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest FrontOffice... 4 4. Produto... 5 b) Activar gestão de stocks... 5 i. Opção: Faz gestão de stocks... 5 ii.

Leia mais

Manual de Recibos. Manual de Recibos

Manual de Recibos. Manual de Recibos Manual de Recibos As aplicações XD dispõe de um módulo de controlo de Contas Correntes de Clientes que tem sido evoluído de forma a satisfazer as diversas necessidades dos seus clientes. As Contas Correntes

Leia mais

PHC Pessoal BENEFÍCIOS. _Automatização total de processos. _Mapas legais e obrigatórios. _Simulação de vencimentos. _Tratamento de recibos verdes

PHC Pessoal BENEFÍCIOS. _Automatização total de processos. _Mapas legais e obrigatórios. _Simulação de vencimentos. _Tratamento de recibos verdes PHCPessoal DESCRITIVO O módulo de Pessoal contempla totalmente as necessidades relativas à gestão de funcionários, processamento de vencimentos, férias, faltas e mapas legais, e está acompanhado de inúmeras

Leia mais

ZSRest. Manual de Configuração. Serviço de Entregas. V2011-Certificado

ZSRest. Manual de Configuração. Serviço de Entregas. V2011-Certificado Manual de Configuração Serviço de Entregas V2011-Certificado 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Configuração... 3 4. Funcionamento Frontoffice... 4 a) Pedido normal... 4 b) Pedido baseado noutras encomendas...

Leia mais

FAQ s para os Administradores do Sistema

FAQ s para os Administradores do Sistema FAQ s para os Administradores do Sistema Este documento disponibiliza FAQ s sobre vários temas. Clique sobre o tema que lhe interessa para aceder às respetivas FAQ s. FAQ s sobre a credenciação do Administrador

Leia mais

CONTABILIDADE VERSÃO 5.100

CONTABILIDADE VERSÃO 5.100 CONTABILIDADE VERSÃO 5.100 Petronilho, Magalhães & Ramalhete, Lda. Rua Sarmento de Beires, 23 B 1900-410 LISBOA Telfs.: 218 472 590/1/2 URL: www.pmr.pt E-Mail: pmr@kqnet.pt FTP: ftp.pmr.pt Conteúdo Conteúdo

Leia mais

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest/ZSPos FrontOffice... 4 4. Produto... 5 Activar gestão de stocks... 5 5. Armazém... 7 a) Adicionar Armazém... 8 b) Modificar Armazém... 8 c)

Leia mais

VERTENTE GESTÃO GLOBAL DE FICHEIROS E ADC S

VERTENTE GESTÃO GLOBAL DE FICHEIROS E ADC S VERTENTE GESTÃO GLOBAL DE FICHEIROS E ADC S PROCEDIMENTOS INICIAIS Opção Utilitários/Selecção de Empresas Em primeiro lugar deverá seleccionar e parametrizar quais as Empresas que irão utilizar o aplicativo.

Leia mais

GUIA DO UTILIZADOR Cartão BPI Prémio

GUIA DO UTILIZADOR Cartão BPI Prémio GUIA DO UTILIZADOR Cartão BPI Prémio Índ ce 1. O Cartão BPI Prémio... 2 2. Precauções a ter com o seu Cartão BPI Prémio... 2 3. O que fazer em caso de perda, furto, roubo ou extravio do cartão... 3 4.

Leia mais

Rentabilize a sua assistência pós-venda e, em simultâneo, surpreenda os seus clientes com o seu profissionalismo

Rentabilize a sua assistência pós-venda e, em simultâneo, surpreenda os seus clientes com o seu profissionalismo PHC Suporte CS DESCRITIVO O PHC Suporte CS permite a qualquer empresa com assistência a clientes pós-venda, gerir todo o seu parque instalado, a actividade de suporte ao público e a performance e produtividade

Leia mais

PHC Pessoal CS. A gestão de Pessoal e Salários

PHC Pessoal CS. A gestão de Pessoal e Salários PHC Pessoal CS A gestão de Pessoal e Salários A solução que contempla as necessidades relativas à gestão de funcionários, processamento de vencimentos, férias, faltas e mapas legais, assim como inúmeras

Leia mais

Manual do Software Versão 2.0

Manual do Software Versão 2.0 Manual do Software Versão 2.0 1.0 INSTALAÇÃO 5 1.1 Software e acessórios 5 1.2 Instalação do software sob Windows 95/98/NT 5 1.3 Instalação da interface 7 2.0 O ECRÃ INICIAL 8 2.1 Iniciar o programa 8

Leia mais

ZSRest. Manual Profissional. Comandos Rádio X64. V2011-Certificado

ZSRest. Manual Profissional. Comandos Rádio X64. V2011-Certificado Manual Profissional Comandos Rádio X64 V2011-Certificado 1 1. Índice 2. INTRODUÇÃO... 2 3. Configuração inicial... 3 4. Configurações X64... 5 a) Definições Gerais... 5 b) Documentos e Periféricos... 8

Leia mais

DOCUMENTO DE APOIO AOS UTILIZADORES GIAF GESTÃO DE CAIXA

DOCUMENTO DE APOIO AOS UTILIZADORES GIAF GESTÃO DE CAIXA DOCUMENTO DE APOIO AOS UTILIZADORES GIAF GESTÃO DE CAIXA Lisboa, 10 de Fevereiro de 2010 ISCSP -UTL DOCUMENTO DE APOIO AOS UTILIZADORES GIAF ÁREA FINANCEIRA Aviso de Confidencialidade A informação contida

Leia mais

1. Lançamento em Contas Bancárias Liquidação de Clientes

1. Lançamento em Contas Bancárias Liquidação de Clientes Título: MÓDULO DE GESTÃO DE BANCOS & CONTROLO LETRAS Pag.: 1 Módulo Gestão Contas Bancárias O módulo Gestão de Contas Bancárias, tem como principal objectivo, permitir ao utilizador saber num exacto momento,

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. EcclesiaSoft 2012. v.01

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. EcclesiaSoft 2012. v.01 MANUAL DE UTILIZAÇÃO EcclesiaSoft 2012 v.01 1 CONTEÚDO 1. Apresentação:... 4 2. Instalação... 5 3. Configurações iniciais... 5 4. Secretaria... 6 4.1. Criação de uma nova ficha... 8 4.2. Listagem de Pessoas...

Leia mais

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação?

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Índice Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Como efectuar uma operação de confirmação de estimativas? Como aceder ao Serviço de Certificação

Leia mais

Notas: I - A presente portaria encontra-se atualizada de acordo com os seguintes diplomas:

Notas: I - A presente portaria encontra-se atualizada de acordo com os seguintes diplomas: (Não dispensa a consulta do Diário da República) Notas: I - A presente portaria encontra-se atualizada de acordo com os seguintes diplomas: - Portaria nº 562/2007, de 30 de abril; - Portaria nº 1256/2009,

Leia mais

CAPÍTULO II CONCILIAÇÃO DOS MODELOS

CAPÍTULO II CONCILIAÇÃO DOS MODELOS CAPÍTULO II CONCILIAÇÃO DOS MODELOS SECÇÃO I RELAÇÃO ENTRE OS MODELOS Neste capítulo o principal objectivo é ajudar à compreensão global dos modelos e estabelecer a forma como os modelos se relacionam.

Leia mais

ADSE DIRECTA - PROTOCOLOS DE DOCUMENTOS REGIME LIVRE MANUAL DE APOIO AOS ORGANISMOS

ADSE DIRECTA - PROTOCOLOS DE DOCUMENTOS REGIME LIVRE MANUAL DE APOIO AOS ORGANISMOS ADSE DIRECTA - PROTOCOLOS DE DOCUMENTOS REGIME LIVRE MANUAL DE APOIO AOS ORGANISMOS Este documento destina-se a apoiar os serviços processadores na elaboração dos protocolos dos documentos de despesa em

Leia mais

PRIMAVERA EXPRESS: Funcionalidades do Produto

PRIMAVERA EXPRESS: Funcionalidades do Produto PRIMAVERA EXPRESS: Funcionalidades do Produto Como efetuo a mudança de ano do Ponto de Venda? No Programa Express aceda a Tabelas Pontos de Venda Postos de Venda abrir o separador Movimentos Caixa e: -

Leia mais

Apresentação do VisualA

Apresentação do VisualA Propriedade Intelectual: Distribuidor Exclusivo: M. B. Santos Soares, Lda. Cruzinfor Rua João Andersen, 90 1º Dtº Rua 5 de Outubro, 3 B - Paivas 4250-242 PORTO 2840 SEIXAL Tel.: 22.8329107 Tel.: 21.2249533

Leia mais

Gestix Manual de Utilizador

Gestix Manual de Utilizador Gestix Manual de Utilizador Gestix.com Aceder ao menu Gestix Para abrir o programa utilize o atalho no menu Programas/Aplicativos do seu computador. Para aceder aos menus de operação do Gestix é necessário

Leia mais

Obter Recibos Electrónicos

Obter Recibos Electrónicos Obter Recibos Electrónicos Início > Os seus serviços > Obter > Recibos verdes electrónicos>emitir Início > Os seus serviços > Obter > Recibos verdes electrónicos>emitir Recibo Acto isolado Início > Os

Leia mais

UML (Unified Modelling Language) Diagrama de Classes

UML (Unified Modelling Language) Diagrama de Classes UML (Unified Modelling Language) Diagrama de Classes I Classes... 2 II Relações... 3 II. Associações... 3 II.2 Generalização... 9 III Exemplos de Modelos... III. Tabelas de IRS... III.2 Exames...3 III.3

Leia mais

NORMA DE CONTROLO INTERNO (NCI)

NORMA DE CONTROLO INTERNO (NCI) NORMA DE CONTROLO INTERNO (NCI) Freguesia de Almagreira PREÂMBULO Tendo em conta o estipulado na Lei n.º 169/99, de 18 de Setembro (que estabelece o quadro de competências, assim como o regimento jurídico

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PLATAFORMA DE INSCRIÇÕES ONLINE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PLATAFORMA DE INSCRIÇÕES ONLINE A época de 2012/2013 terá um novo recurso para a Filiação e Inscrições em Provas para os Clubes, Equipas e Agentes Desportivos, tendo sido criada para o efeito uma nova Plataforma de Inscrições Online.

Leia mais

8500-(38) Diário da República, 1. a série N. o 242 19 de Dezembro de 2006 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

8500-(38) Diário da República, 1. a série N. o 242 19 de Dezembro de 2006 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA 8500-(38) Diário da República, 1. a série N. o 242 19 de Dezembro de 2006 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Portaria n. o 1416-A/2006 de 19 de Dezembro O Decreto-Lei n. o 76-A/2006, de 29 de Março, aprovou um vasto

Leia mais

Mas para iniciar o uso do CRM é necessário efetuar algumas configurações em primeiro lugar.

Mas para iniciar o uso do CRM é necessário efetuar algumas configurações em primeiro lugar. Menu CRM O KeyInvoice tem um CRM que lhe permite efetuar, no seu programa de faturação, uma gestão de contatos, podendo converter os mesmos em Oportunidades ou Orçamentos. Este menu inclui ainda uma agenda

Leia mais

SRCT Sistema de Gestão de Receitas e Cobrança de Taxas

SRCT Sistema de Gestão de Receitas e Cobrança de Taxas 01-01-2006 SRCT Sistema de Gestão de Receitas e Cobrança de Taxas Rev 1.0 1 INDICE 1 Indice... 2 2 Introdução... 3 2.1 Acesso ao sistema... 3 3 Login... 4 3.1 Primeiro Login... 4 4 Gestão de Declarações...

Leia mais

09. Set. 11 (simplificação das instruções emitidas em 22. Dez. 10 e reformuladas em 07. Abr. 11)

09. Set. 11 (simplificação das instruções emitidas em 22. Dez. 10 e reformuladas em 07. Abr. 11) Direcção Geral do Orçamento MINISTÉRIO DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA GABINETE DO DIRECTOR GERAL INSTRUÇÕES 09. Set. 11 (simplificação das instruções emitidas em 22. Dez. 10 e reformuladas em

Leia mais

PHC POS BENEFÍCIOS. _Fácil adaptação dos utilizadores, fácil aprendizagem. _Controlo total sobre valores e stocks da loja

PHC POS BENEFÍCIOS. _Fácil adaptação dos utilizadores, fácil aprendizagem. _Controlo total sobre valores e stocks da loja Com a solucão de POS da PHC, além de deter o controlo total sobre a actividade da loja, consegue que os utilizadores se adaptem rapidamente à solucão, dada a facilidade de utilizacão. PHC POS Controle

Leia mais

PT PRIME - Soluções Empresariais de Telecomunicações e Sistemas, S.A., pessoa colectiva nº 502 840 757, com

PT PRIME - Soluções Empresariais de Telecomunicações e Sistemas, S.A., pessoa colectiva nº 502 840 757, com Prime Soluções Empresariais SEDE: Rua de Entrecampos, 28, 1749-076 Lisboa Nº de Pessoa Colectiva 502 M 757 - N' de Matricula 08537 C.R.C.L Capital Social de EUR.; 30 000 000. I/ -I- CONTRATO DE PRESTAÇÃO

Leia mais

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida Ministério Público Ministério Público Guia de Consulta Rápida Versão 3 (Outubro de 2009) - 1 - ÍNDICE 1. ACEDER AO CITIUS MINISTÉRIO PÚBLICO... 4 2. BARRA DE TAREFAS:... 4 3. CONFIGURAR O PERFIL DO UTILIZADOR...

Leia mais

Última actualização em 01/05/2007

Última actualização em 01/05/2007 Portaria n.º 1416-A/2006 de 19 de Dezembro. - Regula o regime da promoção electrónica de actos de registo comercial e cria a certidão permanente, Ministério da Justiça, S.I 2º Suplemento, DR n.º 242, p.

Leia mais

Guia do Utilizador. Cartão BPI Gold Empresas

Guia do Utilizador. Cartão BPI Gold Empresas Guia do Utilizador Cartão BPI Gold Empresas Índice 1. O Cartão BPI Gold Empresas...3 2. Precauções a ter com o seu Cartão BPI Gold Empresas...3 3. O que fazer em caso de perda, furto, roubo ou extravio

Leia mais

actualização gratuita *para clientes SOLUTIO Local com contrato de manutenção activo.

actualização gratuita *para clientes SOLUTIO Local com contrato de manutenção activo. novidades da versão 2.0 Registo automóvel o Pedido de certidão automóvel o Pedidos de registo automóvel o Estado dos pedidos Registo predial o Pedido de certidão predial o Pedido de depósito o Pedido de

Leia mais

MANUAL do UTILIZADOR

MANUAL do UTILIZADOR Software OFICIAR Gestão de Expediente Versão 2 para Windows MANUAL do UTILIZADOR Janeiro de 2014 J.P.M. & ABREU, Lda. Apartado 2927 2410-902 LEIRIA Telef: 244800570 Fax: 244 824576 Linha Verde: 800 225

Leia mais

http://books.hansaworld.com portugal@hansaworld.com Pág. 1

http://books.hansaworld.com portugal@hansaworld.com Pág. 1 GUIA DE INSTALAÇÃO...2 A - INFORMAÇÃO IMPORTANTE/CONSIDERAÇÕES GERAIS...2 B-REQUISITOS DO SISTEMA...2 C- INSTALAÇÃO DO Books by HansaWorld...2 D- INICIAR O Books by HansaWorld...3 Importar Ficheiros...6

Leia mais

Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2009/10 Access 2007

Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2009/10 Access 2007 Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2009/10 Access 2007 TI2009/2010_1 Índice Iniciar a Aplicação e Abrir/Criar um Novo Ficheiro Comando Base de Dados Vazia Descrição do ambiente de trabalho

Leia mais

Manual de Utilização MU001-2.0/2015. Secretaria Virtual/e-SCA(Perfil utilizador - Estudante)

Manual de Utilização MU001-2.0/2015. Secretaria Virtual/e-SCA(Perfil utilizador - Estudante) Manual de Utilização MU001-2.0/2015 Secretaria Virtual/e-SCA(Perfil utilizador - Estudante) 1. Introdução I 2. Primeiros passos I 3. Unidade Curricular I 4. Recursos e actividades I 5. Atualizações e Serviços

Leia mais

Transição de POC para SNC

Transição de POC para SNC Transição de POC para SNC A Grelha de Transição surge no âmbito da entrada em vigor, no ano de 2010, do Sistema de Normalização Contabilística (SNC). O SNC vem promover a melhoria na contabilidade nacional,

Leia mais

Relatório SHST - 2003

Relatório SHST - 2003 Relatório da Actividade dos Serviços de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho Relatório SHST - 2003 Programa de Recolha da Informação Manual de Operação Versão 1.0 DEEP Departamento de Estudos, Estatística

Leia mais

Pizza Móvel. Manual do Utilizador. Seja muito bem-vindo caro utilizador

Pizza Móvel. Manual do Utilizador. Seja muito bem-vindo caro utilizador Pizza Móvel Manual do Utilizador Seja muito bem-vindo caro utilizador Nesta secção é realizada a atribuição de nomes às teclas do telemóvel que serão referidas ao longo de todo o manual. Se o modelo do

Leia mais

Orientação de Gestão 3.Rev.2 (2013) Procedimentos de Verificações de Gestão Sistema de Incentivos do ON.2

Orientação de Gestão 3.Rev.2 (2013) Procedimentos de Verificações de Gestão Sistema de Incentivos do ON.2 Orientação de Gestão 3.Rev.2 (2013) Procedimentos de Verificações de Gestão Sistema de Incentivos do ON.2 1. ENQUADRAMENTO 1.1. De acordo com a alínea b) do artigo 60.º do Regulamento (CE) n.º 1083/2006,

Leia mais

Tutorial para geração de boletos

Tutorial para geração de boletos Tutorial para geração de boletos Conteúdo 1. Criar desconto padrão... 2 2. Geração de boleto com desconto até o vencimento em porcentagem (inclusive bolsa) no momento da matrícula:... 2 3.Geração de boletos

Leia mais

Manual de Access 2007

Manual de Access 2007 Manual de Access 2007 Índice Introdução... 4 Melhor que um conjunto de listas... 5 Amizades com relações... 6 A Estrutura de uma Base de Dados... 8 Ambiente do Microsoft Access 2007... 9 Separadores do

Leia mais

Norma de Pagamentos. A presente norma de pagamentos aplica-se aos projetos aprovados ao abrigo dos seguintes Subsistemas do SIDER:

Norma de Pagamentos. A presente norma de pagamentos aplica-se aos projetos aprovados ao abrigo dos seguintes Subsistemas do SIDER: Norma de Pagamentos Nos termos do previsto nos Contratos de Concessão de Incentivos estabelece-se a norma de pagamentos aplicável ao Sistema de Incentivos para o Desenvolvimento Regional dos Açores (SIDER):

Leia mais

PHC Letras CS BUSINESS AT SPEED

PHC Letras CS BUSINESS AT SPEED PHC Letras CS A gestão de todas as tarefas relacionadas com Títulos de Dívida A execução de todos os movimentos com títulos de dívida a receber ou a pagar e o controle total da situação por Cliente ou

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES NA ADSE

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES NA ADSE PERGUNTAS MAIS FREQUENTES NA ADSE 1. Como são feitas as inscrições e são atribuídos os cartões da ADSE? As inscrições são efectuadas pelo Núcleo de Gestão de Abonos e Benefícios Sociais da arh no portal

Leia mais

Manual do Fénix. Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso. Candidatura Online para o 2.

Manual do Fénix. Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso. Candidatura Online para o 2. Manual do Fénix Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso Candidatura Online para o 2. º Ciclo SI (Versão 1.0) Maio 2011 Este manual tem como objectivo auxiliar na

Leia mais

o o CONSELHO DE MINISTROS I SÉRIE N O 30 «B. O.» DA REPÚBLICA DE CABO VERDE 13 DE AGOSTO DE 2007 539

o o CONSELHO DE MINISTROS I SÉRIE N O 30 «B. O.» DA REPÚBLICA DE CABO VERDE 13 DE AGOSTO DE 2007 539 I SÉRIE N O 30 «B. O.» DA REPÚBLICA DE CABO VERDE 13 DE AGOSTO DE 2007 539 Essa especial autonomia financeira atribuída, através da consignação daquelas receitas, constitui, indubitavelmente, um instrumento

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos simples, não à ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos simples, não à ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Prazo Mobilização Antecipada Poupança Habitação Geral Clientes Particulares com mais de 30 anos. Depósito constituído em regime especial. 12 meses Após o decurso

Leia mais

USEWIN Módulo de Empréstimos MANUAL DO UTILIZADOR

USEWIN Módulo de Empréstimos MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR Versão 1.5 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...5 2. REQUISITOS DO SISTEMA...6 3. CONTROLOS GERAIS DO WINDOWS...7 3.1 ESTRUTURA HIERÁRQUICA... 7 3.2 CONTROLO DE DATA... 8 4. INÍCIO DA UTILIZAÇÃO...11

Leia mais

GICnet 1 Última atualização: 2016/01/11 inventore : oficina de software

GICnet 1 Última atualização: 2016/01/11 inventore : oficina de software GICnet 1 Última atualização: 2016/01/11 inventore : oficina de software Índice Acerca deste manual... 2 Observações importantes... 3 Conheça o GICnet... 4 Começar a utilizar... 5 Abrir o GICnet... 6 Autenticação...

Leia mais

Contabilidade Geral. Gestão do Desporto 2011/2012

Contabilidade Geral. Gestão do Desporto 2011/2012 Contabilidade Geral Gestão do Desporto 2011/2012 OPERAÇÕES CORRENTES 1. Meios Financeiros Líquidos Esta Classe destina-se a registar os meios financeiros líquidos que incluem quer o dinheiro e depósitos

Leia mais

actualização gratuita *para clientes Gnotarium com contrato de manutenção activo.

actualização gratuita *para clientes Gnotarium com contrato de manutenção activo. novidades da versão 4.0 Registo automóvel o Pedido de certidão automóvel o Pedidos de registo automóvel o Estado dos pedidos Registo predial o Pedido de certidão predial o Pedido de depósito o Pedido de

Leia mais

8. Perguntas e Respostas

8. Perguntas e Respostas Arquimedes Manual do Utilizador 185 8. Perguntas e Respostas 8.1. Aparência Para conservar a disposição na qual estão expostas as B.D. no ecrã e para que em posteriores sessões de trabalho tenham a mesma

Leia mais

Manual de Instruções. Orçamentos, Autos de medição, Cadernos de Encargos e Controlo de Tempos. Controlo de Custos de Obra. Planos de Segurança e Saúde

Manual de Instruções. Orçamentos, Autos de medição, Cadernos de Encargos e Controlo de Tempos. Controlo de Custos de Obra. Planos de Segurança e Saúde Manual de Instruções Orçamentos, Autos de medição, Cadernos de Encargos e Controlo de Tempos Controlo de Custos de Obra Planos de Segurança e Saúde Contabilidade Analítica e Financiera Diferenças entre

Leia mais

Relatório de Versões 7.0.18.100 M1.RLT.M1.120130.AS01

Relatório de Versões 7.0.18.100 M1.RLT.M1.120130.AS01 Relatório de Versões 7.0.18.100 M1.RLT.M1.120130.AS01 Created: Thursday, February 02, 2012 Copyright 1989-2011 MedicineOne, life sciences computing SA copyright MedicineOne. Todos os direitos reservados.

Leia mais

O AR_AUTOMAÇÃO ou AR_RETAGUARDA, é um programa feito principalmente para o gerenciamento da empresa, neste módulo encontram-se todos os relatórios,

O AR_AUTOMAÇÃO ou AR_RETAGUARDA, é um programa feito principalmente para o gerenciamento da empresa, neste módulo encontram-se todos os relatórios, O AR_AUTOMAÇÃO ou AR_RETAGUARDA, é um programa feito principalmente para o gerenciamento da empresa, neste módulo encontram-se todos os relatórios, parte financeira, entrada de mercadorias entre outros.

Leia mais

ZSRest. Manual de Configuração ZSPDA. V2011-Certificado

ZSRest. Manual de Configuração ZSPDA. V2011-Certificado Manual de Configuração ZSPDA V2011-Certificado 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Pré-requisitos... 3 a) Base de dados... 3 b) Firewall... 3 c) Licença... 3 d) Rede sem fios... 3 e) PDA... 4 4. ZSPDA Interface...

Leia mais

Sistema Tratamento Informação Lavandarias

Sistema Tratamento Informação Lavandarias Sistema Tratamento Informação Lavandarias www.software-global.info 1 Programa de Lavandarias IMPORTANTE: Ter atenção que: 1-Nos talões não é permitido modificar a ficha e alterar ou adicionar talões no

Leia mais

Criar um formulário do tipo Diálogo modal ; Alterar a cor de fundo de um formulário; Inserir botões de comando e caixas de texto;

Criar um formulário do tipo Diálogo modal ; Alterar a cor de fundo de um formulário; Inserir botões de comando e caixas de texto; FICHA OBJECTIVO Construir Construir formulários na base de dados Diplomas em Diário da República Um formulário é utilizado, em primeiro lugar, para introduzir, eliminar ou apresentar dados numa base de

Leia mais

www.tacas-software.com Guia de Instalação e Manual do Utilizador TACAS-SOFTWARE - Guia de Instalação e Manual do Utilizador

www.tacas-software.com Guia de Instalação e Manual do Utilizador TACAS-SOFTWARE - Guia de Instalação e Manual do Utilizador www.tacas-software.com Guia de Instalação e Manual do Página 1 de 37 Software de Gestão Comercial Portátil NOTA IMPORTANTE: O SEU SOFTWARE DE GESTÃO É FORNECIDO COM UM NUMERO DE IDENTIFICAÇÃO QUE SE ENCONTRA

Leia mais

Manual de Transição TWT Sítio de Disciplina para Moodle 2.6

Manual de Transição TWT Sítio de Disciplina para Moodle 2.6 Universidade Católica Portuguesa Direcção de Sistemas de Informação Manual de Transição TWT Sítio de Disciplina para Moodle 2.6 Manual de utilização - Docentes DSI Outubro 2014 V2.6 ÍNDICE 1 OBJETIVO DESTE

Leia mais

Plataforma de Contratação Pública Construlink Compras Públicas. Manual do Fornecedor

Plataforma de Contratação Pública Construlink Compras Públicas. Manual do Fornecedor Plataforma de Contratação Pública Construlink Compras Públicas Manual do Fornecedor 14 de Maio de 2010 ÍNDICE ÍNDICE... 2 I. INTRODUÇÃO... 4 II. HOMEPAGE... 5 2.1. Pedido de Credenciação... 6 2.2. Acesso...

Leia mais

GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO. GESTÃO DA MEDIDA 511 Assistência Técnica FEADER

GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO. GESTÃO DA MEDIDA 511 Assistência Técnica FEADER GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO GESTÃO DA MEDIDA 511 Assistência Técnica FEADER Outubro 2010 INSTRUÇÕES PARA UMA CORRECTA UTILIZAÇÃO DO FORMULÁRIO Funcionamento genérico Os formulários estão disponíveis

Leia mais

Manual de utilização versão 4

Manual de utilização versão 4 Manual de utilização versão 4 Manual de Referência GMI-Gabinete de Manutenção Informática Rua Rui de Pina, 1B 2805-241 Almada Tel. 21 274 34 41 * Fax. 21 274 34 43 Geral: geral@gmi.mail.pt Assistência:

Leia mais

CAPITULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1º. Objecto

CAPITULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1º. Objecto CAPITULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º Objecto O presente regulamento estabelece as condições de acesso das operações a apoiar no âmbito da Prevenção e Gestão de Riscos Naturais e Tecnológicos, para:

Leia mais

Prestador de Serviços

Prestador de Serviços Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Serviços...3 Os Recibos... 5 Como imprimir?... 6 As Listagens...7 Clientes... 9 Consulta...9 Inclusão... 11 Alteração... 12 Exclusão... 13 Serviços...

Leia mais

Catálogo Nacional de Compras Públicas. Manual de Fornecedores

Catálogo Nacional de Compras Públicas. Manual de Fornecedores 10 de Julho de 2009 Índice 1. Introdução... 3 1.1. Objectivo... 3 2. Fornecedor... 4 2.1. AQs/CPAs... 4 2.2. Contratos... 4 2.3. Grupos AQ/CPA... 5 3. Carregamento e Actualização do Catálogo... 7 3.1.

Leia mais

A aplicação desenvolvida em ambiente Windows foi preparada para permitir a utilização simultânea do teclado e do rato.

A aplicação desenvolvida em ambiente Windows foi preparada para permitir a utilização simultânea do teclado e do rato. CTA CONTABILIDADE CARACTERÍSTICAS GERAIS A aplicação desenvolvida em ambiente Windows foi preparada para permitir a utilização simultânea do teclado e do rato. Uma das características fundamentais deste

Leia mais

Baixa Boletos de Locação - Sami ERP++

Baixa Boletos de Locação - Sami ERP++ Baixa Boletos de Locação - Sami ERP++ 1. Baixa Manual de Boletos 1.1. Recebimentos Doc s - Caixa Acesse o módulo TERMINAL DE CAIXA/ CAIXA/ ABERTURA DE CAIXA/ LOCAÇÃO LANÇAMENTOS AUTOMÁTICO/ RECEBIMENTOS

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Meios de Movimentação Conta Completa Clientes Particulares, maiores de 18 anos, que sejam trabalhadores por conta de outrem e que aceitem domiciliar ou transferir,

Leia mais

INSTALAÇÕES DO EDIFÍCIO (Solar térmica) Manual do Utilizador

INSTALAÇÕES DO EDIFÍCIO (Solar térmica) Manual do Utilizador 2 IMPORTANTE: ESTE TEXTO REQUER A SUA ATENÇÃO E A SUA LEITURA A informação contida neste documento é propriedade da Ingenieros, S.A. e nenhuma parte dela pode ser reproduzida ou transferida sob nenhum

Leia mais

Norma de Pagamentos. Os incentivos a conceder revestem a forma de subsídio não reembolsável.

Norma de Pagamentos. Os incentivos a conceder revestem a forma de subsídio não reembolsável. Norma de Pagamentos 1. Âmbito Nos termos do previsto no Contrato de Concessão de Incentivos estabelece-se a norma de pagamentos aplicável ao Empreende Jovem Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo. O

Leia mais

Guia para a declaração de despesas no Programa SUDOE

Guia para a declaração de despesas no Programa SUDOE Guia para a declaração de despesas no Programa SUDOE CAPÍTULO 1: INTRODUÇÃO... 2 CAPÍTULO 2: ACESSO AO MÓDULO DE GESTÃO DE DESPESAS PAGAS... 3 CAPÍTULO 3: GESTÃO DAS DESPESAS PAGAS... 4 3.1 Incorporação

Leia mais