Apresentação do VisualA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Apresentação do VisualA"

Transcrição

1 Propriedade Intelectual: Distribuidor Exclusivo: M. B. Santos Soares, Lda. Cruzinfor Rua João Andersen, 90 1º Dtº Rua 5 de Outubro, 3 B - Paivas PORTO 2840 SEIXAL Tel.: Tel.: Fax: Fax: mailto: mailto: MB2S / CRUZINFOR Porto / Lisboa 1

2 1 Identificação do Produto Nome: VisualA Processamento de Salários Ambiente de Programação: Visual Object Cobol - Microsoft Windows Compatível Flexus - Form Print para Windows Netexpress Requisitos mínimos: Processador Intel Pentium ou compatível 64 Mb de memória Ram 60 Mb de espaço disponível em disco Cd-Rom Monitor SVGA 800x600 Rato Aplicabilidade: - Gestão de Associados - Gestão de Utentes - Emissão de Quotas, - Recibos de Mensalidades - Donativos - Mailing List - Contas/Correntes Ano de Lançamento do Mercado: Última versão: 2000 Primeira versão: 1984 Garantias, Assistência e Suporte Técnico Exclusivamente através da MB2S ou Cruzinfor (distribuidor exclusivo), como garante da qualidade técnica da prestação do serviço Aplicação comercializada unicamente pelas mesmas entidades e com formação obrigatória na sua utilização Pagina de Suporte na Internet com todas as informações relativas ao desenvolvimento dos upgrades e actualizações com download disponível dos mesmos Desenvolvimento à medida das necessidades MB2S / CRUZINFOR Porto / Lisboa 2

3 Características Principais o Identificação completa do associado o Gerador de listagens de associado parametrizaveis o Pesquisas de associados por código, nome e localidade o Definição de tipo de associado o Definição de várias tabelas (situação, forma de pagamento, cobrador) o Definição de tipo de movimento (quotas) com valores diferentes o Processamento automático e/ou manual de movimentos o Emissão geral ou individual de recibos o Controle automático de atrasos de pagamento, com possibilidade de impressão de carta de pedido de liquidação o Emissão de etiquetas o Emissão de declaração para efeitos de IRS o Ser utilizado por pessoal sem conhecimentos informáticos. A formação na sua utilização é muito rápida, e devido às suas características convencionais e ao sistema de validação imediato, permite uma diminuição da percentagem de erros ao nível da recolha de dados o De modo a permitir uma grande elasticidade na execução, sem perder de vista a necessária normalização e disciplina no trabalho o Pode ser portátil para diversos tipos de hardware e Sistemas Operativos, salvaguardando desta forma o investimento inicial, pois poderá acompanhar futuros "upgrades" ao sistema sem a necessidade de adquirir novas aplicações. o Sistema MULTI-UTILIZADOR o Menus logicamente expostos e perceptíveis, facilitando ao utilizador a rápida adaptação ao programa. o Senha (password) de acesso definida pelo responsável do sistema. o Qualquer emissão de listagem, disponível no ecrã caso o utilizador o deseje. MB2S / CRUZINFOR Porto / Lisboa 3

4 2 Modo de Funcionamento Instalação o Iniciar o Windows o Colocar o Cd-Rom de instalação no respectivo drive o Executar o programa "Setup" o Seguir as instruções de instalação O programa de instalação, cria automaticamente no menu "Iniciar" uma entrada de acesso ao VisualA. Caso o utilizador tenha seleccionado a instalação do Manual "on-line", no setup, o mesmo pode ser acedido a partir do menu "Iniciar". O manual "on-line" está em formato "Microsoft Word", pelo que poderá ser impresso. Arranque Após "entrar" no VisualA, o programa assume, por defeito, como código de empresa "01", como ano de processamento, o ano em curso. O nome do utilizador e a password. são campos preenchidos pelo utilizador. A aplicação está estruturada numa filosofia de menus PullDown com as componentes seguintes: MB2S / CRUZINFOR Porto / Lisboa 4

5 2.A - FICHEIROS Ficheiros Entidades Manutenção A ficha da entidade, contém a informação global de cadastro e está organizada em vários separadores. Os campos de fundo cinzento-escuro e letras brancas, são campos de descrição associados a um código da tabela e não podem ser alterados. O preenchimento da totalidade dos campos não é obrigatório. MB2S / CRUZINFOR Porto / Lisboa 5

6 É neste formulário que se inserem os dados relativos ao Valor de Inscrição, à Situação, etc. Estes dados são necessários para que se possa efectuar o processamento das quotas e mensalidades. A "Classificação Livre" disponibiliza uma poderosa ferramenta de catalogação através das "Tabelas de Classificação Livre". Estas tabelas, permitem ao utilizador definir o(s) nome(s) da catalogação que pretende para a entidade além das codificações já disponibilizadas pelo programa. O utilizador pode, por exemplo, pretender uma catalogação das Entidades por grau de importância A, B, C. Neste caso, no programa de "Tabelas Livres", abre uma nova tabela por exemplo, "Classificação" e define os códigos/designações que pretende. A partir desse momento, na "Classificação Livre", em todas as entidades, o programa assumirá o novo nome da tabela e permitirá digitar o código da classificação. MB2S / CRUZINFOR Porto / Lisboa 6

7 O separador "Movimentos" serve, como o nome indica, para registar os movimentos relativos há Entidade. Para isso basta clicar numa linha da tabela para activar o botão "Novo Movimento", de seguida basta clicar nesse mesmo botão para que possa registar um novo movimento. Formulário de Registo de Novos Movimentos Este é o formulário que aparece ao clicar no botão "Novo Movimento" que se encontra no separador "Movimentos". Periodicidade A periodicidade será automaticamente preenchida pelo sistema, podendo no entanto ser alterada a qualquer momento. MB2S / CRUZINFOR Porto / Lisboa 7

8 Meses a Excluir Esta opção serve para excluir o processamento de certos meses do ano, para isso basta clicar no respectivo mês ou meses que pretende excluir. Ao excluir esses meses o processamento dos mesmos não será efectuado. Para alterar um movimento o procedimento é o mesmo, mas desta vez tem que clicar num registo da tabela para que o botão "Alterar Movimento" fique activo, depois basta clicar nesse botão e alterar o registo. O Programa tirar diferentes tipos de listagens de entidades MB2S / CRUZINFOR Porto / Lisboa 8

9 2.B - MOVIMENTOS Movimento Entidades Este formulário permite consultar o extracto de uma "Entidade", para isso basta inserir o código da entidade pretendida e premir a tecla "enter". A partir deste formulário pode-se também imprimir o extracto da Entidade pretendida. Neste formulário podemos imprimir e reimprimir recibos, cobrar / anular cobrança e anular / activar recibo, para isso basta seleccionar um registo e em seguida clicar com o botão direito do rato nesse mesmo registo, depois basta seleccionar uma das opções do menu, ou então pode também utilizar os botões, que têm a mesma função do "Menu.", que se encontram na parte inferior do formulário. MB2S / CRUZINFOR Porto / Lisboa 9

10 Impressão de Recibos O formulário de impressão de recibos é de fácil utilização, basta seleccionar o tipo de movimento, definir as entidades das quais pretende os recibos e de que meses (o programa assume, por defeito, como ano de processamento, o ano em curso) e depois basta clicar no botão Geração Automática de Recibos Este formulário, como o nome indica serve para gerar movimentos automaticamente, para todas as entidades e para o ano todo se assim o desejar, para isso basta seleccionar o tipo de movimento, as entidades para as quais quer gerar o movimento e definir para que meses (o programa assume, por defeito o ano actual e data de emissão actual.). MB2S / CRUZINFOR Porto / Lisboa 10

11 Geração Manual de Recibos O "Gerador Manual de Movimentos" permite gerar e imprimir recibos que não sejam gerados de uma forma automática. Esta opção é útil para gerar recibos de donativos e outros tipos de recebimentos que não fazem parte dos movimentos de uma determinada "Entidade". Para isso basta seleccionar o tipo de movimento, a entidade para a qual quer gerar o movimento, o mês, o valor recebido e a data de pagamento. "Entidade sem Ficha" - Esta opção é útil para gerar recibos para entidades não associadas. Se pretende emitir um recibo para uma entidade que não vai movimentar mais não necessita abrir uma ficha para ela pode inserir os dados da mesma nesta opção. MB2S / CRUZINFOR Porto / Lisboa 11

12 2.C - ANÁLISE Recibos Emitidos Este formulário serve para tirar uma listagem dos recibos já emitidos, para isso basta seleccionar o Tipo de Movimento, quais as entidades, entre que datas Podemos ordenar a listagem de duas maneiras: o Data de Emissão o Entidade Ao seleccionar esta opção a listagem será impressa ordem alfabética, ou seja, pelo nome da Entidade. Antever no Ecrã Se esta opção estiver activada, a listagem será emitida no ecrã e só depois é que irá para a impressora, se o utilizador assim o desejar. MB2S / CRUZINFOR Porto / Lisboa 12

13 Recibos Cobrados Este formulário serve para tirar uma listagem dos recibos já cobrados, para isso basta seleccionar o Tipo de Movimento, quais as entidades, entre que datas Podemos ordenar a listagem de duas maneiras: o Data de Emissão Ao seleccionar esta opção, a listagem será impressa por ordem cronológica, ou seja pela data de emissão. o Entidade Ao seleccionar esta opção a listagem será impressa ordem alfabética, ou seja, pelo nome da Entidade. Antever no Ecrã Se esta opção estiver activada, a listagem será emitida no ecrã e só depois é que irá para a impressora, se o utilizador assim o desejar. MB2S / CRUZINFOR Porto / Lisboa 13

14 2.D UTILITÁRIOS Criação do Ficheiro (*.txt) Esta opção permite a criação de um ficheiro chamado "ficheiro.txt" que é composto pelos seguintes campos: Código; Nome; Morada; Freguesia; Código Postal; Localidade; Telefone1; Telefone2; Fax; Telemóvel; Nº Contribuinte; B.I. Para criar o ficheiro basta clicar no botão MB2S / CRUZINFOR Porto / Lisboa 14

15 Utilitários - Funções Reservadas - Estorno Movimentos Esta opção permite eliminar movimentos do extracto da Entidade. Para isso tem duas formas de o fazer: Geral - Permite a eliminação de vários movimentos de várias entidades ao mesmo tempo, bastando para isso seleccionar o tipo de movimento e dizer qual ou quais as entidades ás quais vai eliminar os movimentos e referentes a que ano. dentro do "Geral" ainda mais duas opções ou por data ou por meses: Por Data - Elimina todos os movimentos de uma determinada data a outra determinada data. Por Meses - permite eliminar todos os movimentos que se encontrem entre os meses pretendidos. Único - Permite a eliminação de um movimento, de cada vez de uma só Entidade, para isso basta inserir o código da entidade a série o nº do recibo e o ano a que esse movimento é referente. Nota: Só podem ser eliminados movimentos que não tenham sido cobrados ou anulados. MB2S / CRUZINFOR Porto / Lisboa 15

16 2.E HELP Para obter informação sobre um módulo do programa basta fazer como se estivesse a trabalhar no VisualA, ou seja, se pretender esclarecimentos sobre o formulário de manutenção de "Entidades" basta seleccionar "Entidades" do menu "Ficheiros" e depois seleccionar "Manutenção". A partir deste menu tem acesso a todos os tópicos do "Ajuda do VisualA". Em cada tópico de ajuda, na parte superior do mesmo, existe um menu igual a este a partir do qual pode aceder a qualquer tópico do "Ajuda do VisualA", MB2S / CRUZINFOR Porto / Lisboa 16

PAINEL DE ADMINISTRADOR

PAINEL DE ADMINISTRADOR PAINEL DE ADMINISTRADOR IMPORTANTE: O Painel de administrador APENAS deverá ser utilizado pelo responsável do sistema. são: Nesta aplicação, poderá configurar todo o sistema de facturação. As opções do

Leia mais

Facturação Guia do Utilizador

Facturação Guia do Utilizador Facturação Guia do Utilizador Facturação Como se utiliza 2 1 Como se utiliza Todas as opções do sistema estão acessíveis através do menu: ou do menu: O Menu caracteriza-se pelas seguintes funcionalidades:

Leia mais

Manual do Utilizador GESTFOR Gestão da Formação

Manual do Utilizador GESTFOR Gestão da Formação Manual do Utilizador GESTFOR Gestão da Formação 1. INTRODUÇÃO...1 2. MÓDULO DE GESTÃO...2 2.1. ENTIDADES...3 2.1.1. TERCEIROS...4 2.1.1.1. CONSULTAR OS TERCEIROS...4 2.1.1.2. CRIAR UM TERCEIRO...5 2.1.1.3.

Leia mais

JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas

JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas Índice Índice 1. Facturação...1 1.1. Gestão de Notas de Honorários...2 1.1.1. Emitir uma Nota de Honorários...3 1.1.2. Consultar Notas de Honorários Emitidas... 18

Leia mais

Relatório SHST - 2003

Relatório SHST - 2003 Relatório da Actividade dos Serviços de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho Relatório SHST - 2003 Programa de Recolha da Informação Manual de Operação Versão 1.0 DEEP Departamento de Estudos, Estatística

Leia mais

Manual de Utilizador Plataforma de Estágios TIC. www.estagiostic.gov.pt

Manual de Utilizador Plataforma de Estágios TIC. www.estagiostic.gov.pt Manual de Utilizador Plataforma de Estágios TIC www.estagiostic.gov.pt 1 Índice 1 Introdução 3 1.1 Programa de Estágios TIC 3 1.2 Objectivo da plataforma 3 1.3 Perfis 4 1.3.1 Escola 4 1.3.2 Empresa 4 1.3.3

Leia mais

Manual do Utilizador. Manual do Utilizador Modelo10 no sisgep. Data última versão: 16.02.2007 Versão : 1.2. Data criação: 26.02.

Manual do Utilizador. Manual do Utilizador Modelo10 no sisgep. Data última versão: 16.02.2007 Versão : 1.2. Data criação: 26.02. Manual do Utilizador Modelo10 no sisgep Manual do Utilizador Modelo10 no sisgep Data última versão: 16.02.2007 Versão : 1.2 Data criação: 26.02.2004 Faro R. Dr. José Filipe Alvares, 31 8005-220 FARO Telf.

Leia mais

GIGrecibos. Sistema de Emissão de Recibos de Donativos. Para Igrejas. Produzido e distribuído por: VIBISinfor Rua Nova, 10 7490-250 MORA

GIGrecibos. Sistema de Emissão de Recibos de Donativos. Para Igrejas. Produzido e distribuído por: VIBISinfor Rua Nova, 10 7490-250 MORA wgig GIGrecibos Sistema de Emissão de Recibos de Donativos Para Igrejas Produzido e distribuído por: VIBISinfor Rua Nova, 10 7490-250 MORA tel: 266403273 www.vibis.com 1 Conteúdo wgig... 1 Avisos legais...

Leia mais

Aplicação de RMAs - Instruções

Aplicação de RMAs - Instruções Aplicação de RMAs - Instruções 1 - Registo do Utilizador na Plataforma Existem duas possibilidades de um utilizador se registar na plataforma de RMAs. Utilizador com acesso ao site Utilizador sem acesso

Leia mais

1. Verificar se a Microsoft.NET Framework 2.0 está instalada. Se não estiver, efectuar o download a partir do link e instalar:

1. Verificar se a Microsoft.NET Framework 2.0 está instalada. Se não estiver, efectuar o download a partir do link e instalar: SigmaDoc INSTALAÇÃO/ACTUALIZAÇÃO Para efectuar a actualização, proceder do seguinte modo: 1. Verificar se a Microsoft.NET Framework 2.0 está instalada. Se não estiver, efectuar o download a partir do link

Leia mais

Os produtos FORMAT constituem-se como banco de recursos, à disposição dos formadores de Mecanização Agrícola.

Os produtos FORMAT constituem-se como banco de recursos, à disposição dos formadores de Mecanização Agrícola. O DOR FORMAT Formação em Máquinas e Tractores O presente Manual de Utilização pretende constituir-se como um apoio ao utilizador dos produtos FORMAT, nas necessidades de ajuda à utilização, através do

Leia mais

1. Criar uma nova apresentação

1. Criar uma nova apresentação MANUAL DO Baixa da Banheira, 2006 1. Criar uma nova apresentação Para iniciar uma sessão de trabalho no PowerPoint é necessário criar uma nova apresentação para depois trabalhar a mesma. Ao iniciar uma

Leia mais

GeoMafra SIG Municipal

GeoMafra SIG Municipal GeoMafra SIG Municipal O projecto GeoMafra constitui uma ferramenta de trabalho que visa melhorar e homogeneizar a qualidade dos serviços prestados pela autarquia. O seu novo ambiente de trabalho optimiza

Leia mais

GIAE ONLINE GIAE ONLINE. J.P.M & Abreu, Lda.

GIAE ONLINE GIAE ONLINE. J.P.M & Abreu, Lda. GIE ONLINE 1 Índice Índice 2 Índice de Figuras 3 1. Introdução 4 2. Novas funcionalidades 5 2.1. Mensagens 5 2.1.1. Recebidas 6 2.1.2. Enviadas 6 2.1.3. Enviar Mensagem 6 2.2. Consulta de Extracto 9 2.3.

Leia mais

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6 MANUAL DO UTILIZADOR A informação contida neste manual, pode ser alterada sem qualquer aviso prévio. A Estratega Software, apesar dos esforços constantes de actualização deste manual e do produto de software,

Leia mais

GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO. GESTÃO DA MEDIDA 511 Assistência Técnica FEADER

GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO. GESTÃO DA MEDIDA 511 Assistência Técnica FEADER GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO GESTÃO DA MEDIDA 511 Assistência Técnica FEADER Outubro 2010 INSTRUÇÕES PARA UMA CORRECTA UTILIZAÇÃO DO FORMULÁRIO Funcionamento genérico Os formulários estão disponíveis

Leia mais

Arquimedes e Controle de Obra

Arquimedes e Controle de Obra 1 1. Arquimedes Servidor. Trabalho em modo multi-utilizador (Novo módulo) 1.1. Servidor de bases de dados do Arquimedes 1.1.1. Bases de dados remotas e locais 1.1.2. Configuração da acessibilidade às bases

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO Acesse o site www.teubilhete.com.br, selecione a opção Teu Online, e clique no botão, preencha o formulário com os dados de sua empresa. Reúna duas vias impressas do Contrato

Leia mais

Manual técnico da Registadora SAM4S SPS-530. Versão: 1.0.1 Nº de actualizações: 1

Manual técnico da Registadora SAM4S SPS-530. Versão: 1.0.1 Nº de actualizações: 1 Manual Técnico da Registadora SAM4S SPS-530 Manual técnico da Registadora SAM4S SPS-530 Versão: 1.0.1 Nº de actualizações: 1 2 Índice 3 Configuração de dispositivos... 4 SAM4S Mux... 6 SAM4S Gaveta...

Leia mais

www.tacas-software.com Guia de Instalação e Manual do Utilizador TACAS-SOFTWARE - Guia de Instalação e Manual do Utilizador

www.tacas-software.com Guia de Instalação e Manual do Utilizador TACAS-SOFTWARE - Guia de Instalação e Manual do Utilizador www.tacas-software.com Guia de Instalação e Manual do Página 1 de 37 Software de Gestão Comercial Portátil NOTA IMPORTANTE: O SEU SOFTWARE DE GESTÃO É FORNECIDO COM UM NUMERO DE IDENTIFICAÇÃO QUE SE ENCONTRA

Leia mais

Manual de Utilizador. //Internet Banking. BNI Online. www.bni.ao

Manual de Utilizador. //Internet Banking. BNI Online. www.bni.ao ÍNDICE Introdução Informações Gerais Acesso ao Serviço Fazer Login Documentos Electrónicos Posição Integrada Agenda Vencimentos Contas à Ordem Transferências Personalizar Financiamentos Moeda Estrangeira

Leia mais

VERTENTE GESTÃO GLOBAL DE FICHEIROS E ADC S

VERTENTE GESTÃO GLOBAL DE FICHEIROS E ADC S VERTENTE GESTÃO GLOBAL DE FICHEIROS E ADC S PROCEDIMENTOS INICIAIS Opção Utilitários/Selecção de Empresas Em primeiro lugar deverá seleccionar e parametrizar quais as Empresas que irão utilizar o aplicativo.

Leia mais

Licenciatura em Informática. - Análise e Conceção de Sistemas de Informação. Gestão de Condómino. Documento de Análise.

Licenciatura em Informática. - Análise e Conceção de Sistemas de Informação. Gestão de Condómino. Documento de Análise. Licenciatura em Informática - Gestão de Condómino Documento de Análise Realizado por: José Marcos, Nº 100118005 Pedro Santo, Nº 130118025 Marius Seres, Nº 130118012 Santarém, 20 de Janeiro 2015 Índice

Leia mais

Gravador VUB-400 OPERAÇÃO. Telemax Telecomunicações e Electrónica, Lda www.telemax.pt telemax@telemax.pt Tel:222085025 / 217578695

Gravador VUB-400 OPERAÇÃO. Telemax Telecomunicações e Electrónica, Lda www.telemax.pt telemax@telemax.pt Tel:222085025 / 217578695 Gravador VUB-400 OPERAÇÃO Telemax Telecomunicações e Electrónica, Lda www.telemax.pt telemax@telemax.pt Tel:222085025 / 217578695 Março de 2007 MONITORIZAÇÃO / OPERAÇÃO 1. Janela Principal O equipamento

Leia mais

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação?

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Índice Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Como efectuar uma operação de confirmação de estimativas? Como aceder ao Serviço de Certificação

Leia mais

Salários Ver 3.6. - Criação de um novo Tipo de Desconto - I.R.S. Sobretaxa Extraordinária (cálculo de 2013)

Salários Ver 3.6. - Criação de um novo Tipo de Desconto - I.R.S. Sobretaxa Extraordinária (cálculo de 2013) Salários Ver 3.6 Em virtude das alterações à legislação decorrentes do orçamento de estado para 2013 a Cigest e a MTC Informática produziram uma nova versão do sistema de salários que contempla essas alterações.

Leia mais

Manual do InCD Reader

Manual do InCD Reader Manual do InCD Reader Nero AG Informações sobre direitos de autor e marcas comerciais Este manual e todo o respectivo conteúdo estão protegidos por direitos de autor e são propriedade da Nero AG. Todos

Leia mais

Manual de Recibos. Manual de Recibos

Manual de Recibos. Manual de Recibos Manual de Recibos As aplicações XD dispõe de um módulo de controlo de Contas Correntes de Clientes que tem sido evoluído de forma a satisfazer as diversas necessidades dos seus clientes. As Contas Correntes

Leia mais

Mas para iniciar o uso do CRM é necessário efetuar algumas configurações em primeiro lugar.

Mas para iniciar o uso do CRM é necessário efetuar algumas configurações em primeiro lugar. Menu CRM O KeyInvoice tem um CRM que lhe permite efetuar, no seu programa de faturação, uma gestão de contatos, podendo converter os mesmos em Oportunidades ou Orçamentos. Este menu inclui ainda uma agenda

Leia mais

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Versão Fevereiro/2013 Índice PCS - Módulo de Prestação de Contas...3 Acesso ao Módulo PCS...3 1. Contas financeiras...5 1.1. Cadastro de

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PLATAFORMA DE INSCRIÇÕES ONLINE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PLATAFORMA DE INSCRIÇÕES ONLINE A época de 2012/2013 terá um novo recurso para a Filiação e Inscrições em Provas para os Clubes, Equipas e Agentes Desportivos, tendo sido criada para o efeito uma nova Plataforma de Inscrições Online.

Leia mais

MANUAL - CONTABILIDADE

MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. MÓDULO CONTABILIDADE...4 2.1. PLANO CONTÁBIL...4 2.2. BOLETIM CONTÁBIL...4 2.2.1. Lançamentos Contábeis...5

Leia mais

Akropole Catequista. Todos os Ficheiros no Akropole Catequista trabalham com uma simples barra de edição, com 4 botões:

Akropole Catequista. Todos os Ficheiros no Akropole Catequista trabalham com uma simples barra de edição, com 4 botões: Akropole Catequista O Akropole Catequista em três tempos... Este texto é um pequeno manual de introdução ao Akropole Catequista. Umas das características deste programa é o facto deste não necessitar de

Leia mais

Manual de Utilização - Backoffice

Manual de Utilização - Backoffice Manual de Utilização - Backoffice ÍNDICE 1. LOGIN DE ACESSO 2. SEPARADORES 2.1 PROMOÇÕES 2.2 GESTÃO DE CENTROS E LOJAS 2.3 GESTÃO DE PÁGINA DO LOJISTA 2.4 GESTÃO DE UTILIZADORES 2.5 ALERTAS 3. VALIDAÇÃO

Leia mais

Introdução. A comunicação dos elementos dos documentos de transporte pode ser realizada através de serviço telefónico automático, nos seguintes casos:

Introdução. A comunicação dos elementos dos documentos de transporte pode ser realizada através de serviço telefónico automático, nos seguintes casos: Introdução O novo regime de bens em circulação entrará em vigor no dia 1 de julho de 2013. A Portaria nº 161/2013, publicada a 23 de abril no Diário da República, veio regulamentar o modo de cumprimento

Leia mais

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO?

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO? Índice BlueControl... 3 1 - Efetuando o logon no Windows... 4 2 - Efetuando o login no BlueControl... 5 3 - A grade de horários... 9 3.1 - Trabalhando com o calendário... 9 3.2 - Cancelando uma atividade

Leia mais

MANTENHA-SE INFORMADO

MANTENHA-SE INFORMADO MANTENHA-SE INFORMADO * O leitor consente, de forma expressa, a incorporação e o tratamento dos seus dados nos ficheiros automatizados da responsabilidade do Centro Atlântico, para os fins comerciais e

Leia mais

Bem-vindo ao nosso mundo virtual! Guia do Portal de Ensino à Distância da Get Training 1

Bem-vindo ao nosso mundo virtual! Guia do Portal de Ensino à Distância da Get Training 1 Após uma experiência formativa de mais de 20 anos em formação presencial, e tendo sempre como princípios a inovação e a satisfação do cliente, é com grande satisfação que a Get Training implementa este

Leia mais

i -Developer. Avaliação de Competências Software de Apoio PEDRO CAMARA & ASSOCIADOS - CONSULTORES EM GESTÃO, LDA

i -Developer. Avaliação de Competências Software de Apoio PEDRO CAMARA & ASSOCIADOS - CONSULTORES EM GESTÃO, LDA i -Developer. Software de Apoio Avaliação de Competências PEDRO CAMARA & ASSOCIADOS - CONSULTORES EM GESTÃO, LDA Av. 5 de Outubro, 115-3º B - 1050-052 Lisboa Telefone. 21 797 11 41 Fax. 21 797 11 43 e-mail:

Leia mais

MANUAL DIPAM A Versão de 10/05/2012

MANUAL DIPAM A Versão de 10/05/2012 MANUAL DA DIPAM A Versão de 10/05/2012 1 Índice Geral... 3 Configuração Mínima... 3 Instalação... 4 Procedimento pós-instalação para sistemas com Vista ou Windows 7... 8 Uso do Programa DIPAM-A... 10 DIPAM

Leia mais

Manual Web.Newhotel Configuração NewHotel

Manual Web.Newhotel Configuração NewHotel Manual Web.Newhotel Configuração NewHotel Versão: 1.1 Rev. 2008-11-17 Av. Almirante Gago Coutinho, 70 1700-031 Lisboa PORTUGAL Tel. 21 7817810, 53-52631959 Faxx 21 7971579 marketing@newhotel.com helpdesk@newhotel.com

Leia mais

Manual de Operação do Multiconta Drive / Delivery

Manual de Operação do Multiconta Drive / Delivery Manual de Operação do Multiconta Drive / Delivery Após instalar o programa, executar..., então aparecerá a tela de abertura abaixo. Nesta tela mostra também a versão do programa. Se for a primeira vez

Leia mais

B2S SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, LDA. RUA ARTILHARIA UM, Nº 67 3º FRT. 1250-038 LISBOA TEL: 21 385 01 09 - FAX: 21 012 52 25 E-MAIL B2S@B2S.

B2S SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, LDA. RUA ARTILHARIA UM, Nº 67 3º FRT. 1250-038 LISBOA TEL: 21 385 01 09 - FAX: 21 012 52 25 E-MAIL B2S@B2S. Procedimentos Abertura/Fecho Ano Primavera V750 B2S SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, LDA. RUA ARTILHARIA UM, Nº 67 3º FRT. 1250-038 LISBOA TEL: 21 385 01 09 - FAX: 21 012 52 25 E-MAIL B2S@B2S.PT MCRC LISBOA 11492

Leia mais

MÓDULO DE DECLARAÇÃO DE RENDIMENTOS DECORE MANUAL Versão 2.0

MÓDULO DE DECLARAÇÃO DE RENDIMENTOS DECORE MANUAL Versão 2.0 CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE MÓDULO DE DECLARAÇÃO DE RENDIMENTOS DECORE MANUAL Versão 2.0 Spiderware Consultoria em Informática Rua Mayrink Veiga, 11 / 804 Rio de Janeiro RJ CEP 20090-050 Tel. 0 (XX)

Leia mais

Segurança e recuperação Manual do utilizador

Segurança e recuperação Manual do utilizador Segurança e recuperação Manual do utilizador Copyright 2007-2009 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft é uma marca comercial registada da Microsoft Corporation nos E.U.A. As informações contidas

Leia mais

Software-Global 1/11

Software-Global 1/11 Não esquecer que a senha do Administrador é ADMIN Botões do programa: Acesso ao Programa: O Acesso ao programa deve ser feito através do utilizador ADMINISTRADOR, que tem todas as permissões para gerir

Leia mais

Folha de Cálculo Introdução à Folha de Cálculo

Folha de Cálculo Introdução à Folha de Cálculo Introdução à Folha de Cálculo O Excel é uma folha de cálculo capaz de guardar dados, executar cálculos e gerar gráficos. Introdução à Folha de Cálculo Uma folha de cálculo, por exemplo o Excel, permite

Leia mais

SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS

SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS SANTA MARIA FATECIENS 2008 Este manual tem por finalidade apresentar as especificações detalhadas da aplicação de Cadastro de Funcionários,

Leia mais

Alteração do POC (Decreto de Lei nº. 35/2005) no sispoc

Alteração do POC (Decreto de Lei nº. 35/2005) no sispoc DOSPrinter Manual do Utilizador Alteração do POC (Decreto de Lei nº. 35/2005) no sispoc Data última versão: 20.03.2006 Versão : 1.1 Data criação: 01.03.2006 Faro R. Dr. José Filipe Alvares, 31 8005-220

Leia mais

MATRÍCULA ELECTRÓNICA. Manual do Utilizador ESCOLAS / DRE

MATRÍCULA ELECTRÓNICA. Manual do Utilizador ESCOLAS / DRE MATRÍCULA ELECTRÓNICA Manual do Utilizador ESCOLAS / DRE ÍNDICE 1 PREÂMBULO... 2 2 UTILIZAÇÃO PELOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS DOS ESTABELECIMENTOS DE ENSINO... 3 2.1 Matrícula Electrónica - Acesso através

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. EcclesiaSoft 2012. v.01

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. EcclesiaSoft 2012. v.01 MANUAL DE UTILIZAÇÃO EcclesiaSoft 2012 v.01 1 CONTEÚDO 1. Apresentação:... 4 2. Instalação... 5 3. Configurações iniciais... 5 4. Secretaria... 6 4.1. Criação de uma nova ficha... 8 4.2. Listagem de Pessoas...

Leia mais

COTAÇÃO DE COMPRAS COM COTAÇÃO WEB

COTAÇÃO DE COMPRAS COM COTAÇÃO WEB COTAÇÃO DE COMPRAS COM COTAÇÃO WEB RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de

Leia mais

Astra LX Frases Codificadas Guia para o processo de Configuração de Frases Codificadas no Programa AstraLX.

Astra LX Frases Codificadas Guia para o processo de Configuração de Frases Codificadas no Programa AstraLX. 2011 www.astralab.com.br Astra LX Frases Codificadas Guia para o processo de Configuração de Frases Codificadas no Programa AstraLX. Equipe Documentação Astra AstraLab 24/08/2011 1 Sumário Frases Codificadas...

Leia mais

O módulo Cores e Tamanhos permite uma gestão de stocks (Compras e Vendas) através de uma associação a

O módulo Cores e Tamanhos permite uma gestão de stocks (Compras e Vendas) através de uma associação a Cores e Tamanhos O que é o módulo Cores e Tamanhos? Para que serve? O módulo Cores e Tamanhos permite uma gestão de stocks (Compras e Vendas) através de uma associação a uma tabela matriz de cores e tamanhos.

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Programa AMG Manual de Operação Conteúdo 1. Sumário 3 2. Programa

Leia mais

Formador: Carlos Maia

Formador: Carlos Maia Formador: Carlos Maia Iniciar o MS Excel MS Excel - Introdução 1 Ajuda Se ainda não estiver visível a ajuda do Excel do lado direito do ecrã, basta clicar sobre Ajuda do Microsoft Excel no menu Ajuda,

Leia mais

Descrição de Funcionalidades

Descrição de Funcionalidades Gestão de Expediente Descrição de Funcionalidades Registo de documentos externos e internos O registo de documentos (externos, internos ou saídos) pode ser efectuado de uma forma célere, através do preenchimento

Leia mais

Certidão Permanente. Manual de Procedimentos

Certidão Permanente. Manual de Procedimentos Certidão Permanente Manual de Procedimentos Procedimentos da Certidão Permanente On-line Sim 2. Elaborar Pedido de Subscrição 1. Autenticar apresentante / Login 1.1. Subscrição da Certidão? 4. Efectuar

Leia mais

Manual de utilização

Manual de utilização Manual de utilização 1 Índice Calendário... 3 Usuários... 4 Contato... 5 Alterar... 5 Excluir... 5 Incluir... 5 Feriados... 9 Nacionais... 9 Regionais... 9 Manutenção... 9 Obrigações... 9 Obrigações Legais...

Leia mais

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE 2 1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE ATENDIMENTO... 6 4 - A TELA AGENDA... 7 4.1 - TIPOS

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: 2 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento

Leia mais

1. REGISTRO DE PROJETOS

1. REGISTRO DE PROJETOS 1. REGISTRO DE PROJETOS Nesta aplicação será feito o registro dos projetos/ ações de extensão, informando os dados iniciais do projeto, as classificações cabíveis, os participantes, a definição da região

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR

MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR Índice 1 Apresentação... 3 2 Registo no ClinicBase... 3 3 Login... 3 4 Área Privada... 3 4.1 Os meus pacientes... 3 4.1.1 Criar novo Paciente... 3 4.1.2 Procura Paciente... 4 4.1.3

Leia mais

Sistema de Gerenciamento de Projetos V 1.01 MANUAL DO COORDENADOR

Sistema de Gerenciamento de Projetos V 1.01 MANUAL DO COORDENADOR Roteiro para utilização do GEP Versão de referência: GEP V1.00 Índice analítico I Apresentação... 2 I.1 Controles básicos do sistema;... 2 I.2 Primeiro acesso... 2 I.3 Para trocar a senha:... 3 I.4 Áreas

Leia mais

GESTÃO DE INFORMAÇÃO PESSOAL OUTLOOK (1)

GESTÃO DE INFORMAÇÃO PESSOAL OUTLOOK (1) GESTÃO DE INFORMAÇÃO PESSOAL OUTLOOK (1) MICROSOFT OUTLOOK 2003 - OBJECTIVOS OBJECTIVOS: Enumerar as principais funcionalidades do Outlook; Demonstrar a utilização das ferramentas do correio electrónico;

Leia mais

Sistema Tratamento Informação Lavandarias

Sistema Tratamento Informação Lavandarias Sistema Tratamento Informação Lavandarias www.software-global.info 1 Programa de Lavandarias IMPORTANTE: Ter atenção que: 1-Nos talões não é permitido modificar a ficha e alterar ou adicionar talões no

Leia mais

FAQ s para os Administradores do Sistema

FAQ s para os Administradores do Sistema FAQ s para os Administradores do Sistema Este documento disponibiliza FAQ s sobre vários temas. Clique sobre o tema que lhe interessa para aceder às respetivas FAQ s. FAQ s sobre a credenciação do Administrador

Leia mais

Guia do Usuário. idocs Content Server v.2.0-1 -

Guia do Usuário. idocs Content Server v.2.0-1 - Guia do Usuário idocs Content Server v.2.0-1 - 2013 BBPaper_Ds - 2 - Sumário Introdução... 4 Inicializando a aplicação... 6 Ambiente... 7 Alterando o ambiente... 8 Senhas... 10 Alterando senhas... 10 Elementos

Leia mais

usuario sifuser09 Após fazer o login, o sistema abre a tela de boas vindas.

usuario sifuser09 Após fazer o login, o sistema abre a tela de boas vindas. 1- Cadastro de Equipamentos por Comarca: Em virtude da necessidade de ter um cadastramento real, foi criado o Sistema de Inventário de Equipamento de Informática, onde um usuário específico da comarca

Leia mais

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Ambiente de trabalho Configurações Acessórios O Sistema Operativo (SO) é o conjunto de programas fundamentais que permitem que o computador funcione e comunique

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR

MANUAL DO UTILIZADOR ÁREA RESERVADA MANUAL DO UTILIZADOR OUTUBRO 2015 Manual INDICE Introdução 5 Âmbito 4 Acesso Página Inicial Menu Encomenda Submenu Encomenda de Produtos TOP Produtos da Semana Pesquisa de Produtos Adição

Leia mais

Prestador de Serviços

Prestador de Serviços Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Serviços...3 Os Recibos... 5 Como imprimir?... 6 As Listagens...7 Clientes... 9 Consulta...9 Inclusão... 11 Alteração... 12 Exclusão... 13 Serviços...

Leia mais

Guia de Utilização Gestão de Mensagens Fornecedor Janeiro 2010 PLATAFORMA ELECTRÓNICA VORTAL

Guia de Utilização Gestão de Mensagens Fornecedor Janeiro 2010 PLATAFORMA ELECTRÓNICA VORTAL Guia de Utilização Gestão de Mensagens Fornecedor Janeiro 2010 PLATAFORMA ELECTRÓNICA VORTAL Índice Novo Serviço de Gestão de Mensagens... 3 Criar Mensagens... 4 Layout Criar Mensagens... 4 Processo Criar

Leia mais

Um Software com mais funcionalidades...a pensar no seu negócio

Um Software com mais funcionalidades...a pensar no seu negócio Um Software com mais funcionalidades...a pensar no seu negócio Índice SoftSolutions, Lda 2000/2015. Todos os direitos reservados... 2 Todos os direitos reservados... 2 Referência a Marcas Comerciais...

Leia mais

SAFT para siscom. Manual do Utilizador. Data última versão: 07.11.2008 Versão: 1.01. Data criação: 21.12.2007

SAFT para siscom. Manual do Utilizador. Data última versão: 07.11.2008 Versão: 1.01. Data criação: 21.12.2007 Manual do Utilizador SAFT para siscom Data última versão: 07.11.2008 Versão: 1.01 Data criação: 21.12.2007 Faro R. Dr. José Filipe Alvares, 31 8005-220 FARO Telf. +351 289 899 620 Fax. +351 289 899 629

Leia mais

Boletim Eletrônico de Recolhimento Manual do Sistema. Boletim Eletrônico de Recolhimento. Manual do Sistema

Boletim Eletrônico de Recolhimento Manual do Sistema. Boletim Eletrônico de Recolhimento. Manual do Sistema Boletim Eletrônico de Recolhimento Manual do Sistema Versão 1.2 Junho / 2013 Sumário 1. Introdução... - 3-2. O Sistema BOLETIM ELETRÔNICO DE RECOLHIMENTO... - 3-3. Pré-requisitos... - 3-4. Primeiro Acesso...

Leia mais

Sistema representação G3.ss. Tabela de Clientes. Tabela de Representantes. Tabela de Fornecedores

Sistema representação G3.ss. Tabela de Clientes. Tabela de Representantes. Tabela de Fornecedores Tabela de Clientes Além de registrar os dados principais do cliente, pode-se registrar vários contatos, o endereço de cobrança e de entrega (se forem diferentes do principal). Cada cliente tem um registro

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS SISGEN SET/12

MANUAL DO SISTEMA DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS SISGEN SET/12 2. Módulo de Relatórios... 3 2.5 TELA N000M MENU DE NOTAS FISCAIS... 3 2.6 N010M Menu de Relatórios de Notas Fiscais... 3 2.6.1 N11002 Relatório de Processo de Notas Fiscais... 4 2.6.2 N11034 Composição

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO E ENTREGA DE DOCUMENTOS NOVOS

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO E ENTREGA DE DOCUMENTOS NOVOS PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO E ENTREGA DE DOCUMENTOS NOVOS Este manual foi elaborado para orientar o Cliente, Órgão/Entidade, sobre os procedimentos necessários a serem seguidos com relação à preparação

Leia mais

Pizza Móvel. Manual do Utilizador. Seja muito bem-vindo caro utilizador

Pizza Móvel. Manual do Utilizador. Seja muito bem-vindo caro utilizador Pizza Móvel Manual do Utilizador Seja muito bem-vindo caro utilizador Nesta secção é realizada a atribuição de nomes às teclas do telemóvel que serão referidas ao longo de todo o manual. Se o modelo do

Leia mais

Capítulo 6 Movimentos

Capítulo 6 Movimentos Capítulo 6 Movimentos Neste capítulo pretende-se mostrar como se regista qualquer tipo de movimento. Começase por explicar como é composto o ecrã dos movimentos administrativos, todos os ícones a ele associados

Leia mais

Manual do utilizador da aplicação. MaisCondominio

Manual do utilizador da aplicação. MaisCondominio da aplicação MaisCondominio Este software destina-se a ser usado tanto por quem administra, apenas, um condomínio, como pelos profissionais, que administram vários condomínios. O MaisCondominio caracteriza-se

Leia mais

Acessando o SVN. Soluções em Vendas Ninfa 2

Acessando o SVN. Soluções em Vendas Ninfa 2 Acessando o SVN Para acessar o SVN é necessário um código de usuário e senha, o código de usuário do SVN é o código de cadastro da sua representação na Ninfa, a senha no primeiro acesso é o mesmo código,

Leia mais

MANUAL DA SECRETARIA

MANUAL DA SECRETARIA MANUAL DA SECRETARIA Conteúdo Tela de acesso... 2 Liberação de acesso ao sistema... 3 Funcionários... 3 Secretaria... 5 Tutores... 7 Autores... 8 Configuração dos cursos da Instituição de Ensino... 9 Novo

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE UM SISTEMA OPERATIVO

CONCEITOS BÁSICOS DE UM SISTEMA OPERATIVO 4 CONCEITOS BÁSICOS DE UM SISTEMA OPERATIVO CONCEITOS BÁSICOS MS-DOS MICROSOFT DISK OPERATION SYSTEM INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DE UM SISTEMA OPERATIVO LIGAÇÕES À INTERNET O que é um sistema operativo?

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL Manual do ITIV PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D O ITIV PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL Manual do ITIV ÍNDICE INFORMAÇÕES GERAIS...3

Leia mais

Manual de Instalação SIM/SINASC

Manual de Instalação SIM/SINASC Manual de Instalação SIM/SINASC Agosto/2009 Versão 2.2 Índice CAPÍTULO 01 INTRODUÇÃO... 4 CAPÍTULO 02 - PERFIL DO HARDWARE... 5 CAPÍTULO 03 INSTALADOR SIM SINASC 2.2... 6 CAPÍTULO 04 - MODO DE INSTALAÇÃO...

Leia mais

QL-500 QL-560 QL-570 QL-650TD QL-1050

QL-500 QL-560 QL-570 QL-650TD QL-1050 QL-500 QL-560 QL-570 QL-650TD QL-1050 Manual de instalação do software Português LB9155001 Funcionalidades P-touch Editor Controlador da impressora P-touch Address Book (apenas Windows ) Introdução Torna

Leia mais

LASERTECK SOFTECK FC MANUAL DO USUÁRIO

LASERTECK SOFTECK FC MANUAL DO USUÁRIO LASERTECK SOFTECK FC MANUAL DO USUÁRIO 2015 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 REQUISITOS DO SISTEMA... 3 3 INSTALAÇÃO... 3 4 O QUE MUDOU... 3 5 COMO COMEÇAR... 4 6 FORMULÁRIOS DE CADASTRO... 5 7 CADASTRO DE

Leia mais

Guia Rápido. Sistema de Cobrança - Beneficiário

Guia Rápido. Sistema de Cobrança - Beneficiário GuiaRápido SistemadeCobrança-Beneficiário GR SistemadeCobrança Beneficiário Índice 1 Introdução... 4 2 Público Alvo... 4 3 Pré-Requisitos... 4 4 Acessando o Sistema de Cobrança... 5 5 Cadastro... 6 5.1

Leia mais

ZSRest. Manual de Configuração ZSPDA. V2011-Certificado

ZSRest. Manual de Configuração ZSPDA. V2011-Certificado Manual de Configuração ZSPDA V2011-Certificado 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Pré-requisitos... 3 a) Base de dados... 3 b) Firewall... 3 c) Licença... 3 d) Rede sem fios... 3 e) PDA... 4 4. ZSPDA Interface...

Leia mais

Manual do Utilizador. Janeiro de 2012.

Manual do Utilizador. Janeiro de 2012. Janeiro de 2012. Índice 1. Introdução 2 Geral 2 Específico 2 Configurável 2 2. Acesso ao adapro 3 3. Descrição 4 Descrição Geral. 4 Funcionalidades específicas de um processador de textos. 5 Documento

Leia mais

Neo Solutions Manual do usuário Net Contábil. Índice

Neo Solutions Manual do usuário Net Contábil. Índice Manual Neo Fatura 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Configurando o software para importar dados de clientes... 3 3. Importando o cadastro de clientes... 4 4. Cadastro de Bancos... 5 5. Cadastro de Conta Correntes...

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO DO PORTAL DE ATENDIMENTO AO PRESTADOR

MANUAL DE PREENCHIMENTO DO PORTAL DE ATENDIMENTO AO PRESTADOR MANUAL DE PREENCHIMENTO DO PORTAL DE ATENDIMENTO AO PRESTADOR Este Manual tem por finalidade orientar o preenchimento do Novo Portal de Serviços de Atendimento ao Prestador no atendimento aos beneficiários

Leia mais

Calmetric B2B de divulgação de imóveis Documento de Processos ISPGaya Seminário

Calmetric B2B de divulgação de imóveis Documento de Processos ISPGaya Seminário Menu Principal ud: Menu Principal Procura Imóveis Vê imóveis Disponiveis Vê imóveis para alugar Utilizador Vê imóveis para venda Efectua Pesquisa Rápida Administrador Actores: Os actores presentes neste

Leia mais

Guia Rápido do Usuário

Guia Rápido do Usuário CERTIDÕES UNIFICADAS Guia Rápido do Usuário CERTUNI Versão 1.0.0 CASA DA MOEDA DO BRASIL Conteúdo Acessando o Sistema... 3 Alterando Senhas... 3 Encerrando sua Sessão... 4 Gerando Pedido... 4 Alterando

Leia mais

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro GIA-ICMS. Instruções de Preenchimento por meio do Programa Gerador (versão 0.3.2.

Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro GIA-ICMS. Instruções de Preenchimento por meio do Programa Gerador (versão 0.3.2. Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro GIA-ICMS Instruções de Preenchimento por meio do Programa Gerador (versão 0.3.2.6) Portaria SUACIEF nº 001/2009 SUMÁRIO 1. TELA PRINCIPAL... 3 2. MENU

Leia mais

8. Perguntas e Respostas

8. Perguntas e Respostas Arquimedes Manual do Utilizador 185 8. Perguntas e Respostas 8.1. Aparência Para conservar a disposição na qual estão expostas as B.D. no ecrã e para que em posteriores sessões de trabalho tenham a mesma

Leia mais

Descrição de Funcionalidades

Descrição de Funcionalidades Descrição de Funcionalidades Gestão de Expediente Registo de documentos externos e internos O registo de documentos (externos ou saídas) pode ser efectuado de uma forma célere, através do preenchimento

Leia mais