Escopo do Projeto; Visão Geral; Introdução do Projeto; Etapas da Implementação; Métricas; Cronograma de Acompanhamento; Resultados Esperados.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Escopo do Projeto; Visão Geral; Introdução do Projeto; Etapas da Implementação; Métricas; Cronograma de Acompanhamento; Resultados Esperados."

Transcrição

1

2 Escopo do Projeto; Visão Geral; Introdução do Projeto; Etapas da Implementação; Métricas; Cronograma de Acompanhamento; Resultados Esperados.

3 Desenvolver e implementar um Processo Logístico voltado às necessidades da M5, seus Clientes e Fornecedores, proporcionando um nível de serviço com qualidade e custo adequados a realidade do mercado, explorando os recursos tecnológicos disponíveis.

4 Objetivo do Projeto; Premissas; Fluxo da Operação; Serviços; Layout da Operação.

5 Possibilitar melhor nível de serviço aos seus clientes; Oferecer uma gama completa de serviços na cadeia logística; Obter maior agilidade no fluxo de informações; Desenvolvimento de soluções rápidas e inteligentes; t Agregar valor ao produto; Possibilitar que a M5 tenha maior foco em seu "Core Business"; Permitir a adoção de processos avançados e ampliação da operação; Otimização dos recursos existentes.

6 PRODUTOS: Grifes: Miele, Carlos Miele, Miele Denin, Mofficer. Confecções (Roupas femininas i e masculinas divididas idid em grupos: top, botton, acessórios e calçados); Nacional e Importado; SKUs: aprox skus por coleção. RECEBIMENTO 95% em caixas e 5% encabidado; ARMAZENAGEM Controle de Qualidade d para mercado nacional e exportação; Distribuição % por semana: 25%, 20%, 20%, 35%. Área total: m 2 ; Prateleiras 95% da operação; Cabideiro: 5% da operação. Inventários MOVIMENTAÇÃO NFs por mês emitidas na filial da M5 na Celote; Embarques para 81 Lojas próprias e centenas de Franquias e Multimarcas.

7 Lojas Próprias Fornecedores CD CELOTE Recebimento Armazenagem CQ Separação Embalagens Conferência Expedição Franquias Multimarcas GESTÃO DA OPERAÇÃO OPERADOR INFORMAÇÕES TOMADAS DE DECISÃO

8 Gestão de Estoques Sistema WMS Movimentação Recebimento; Conferência; Controle de Qualidade; Armazenagem; Separação; Conferência; Embalagem; Expedição. Inventários Endereçamento Processos Rastreabilidade

9 Saída Entrada CHECK OUT M5 Outras Operações Segmento de Moda Estoque Po orta palete s CQ Estoque Prateleiras CHECK IN

10

11 Fornecedor Dados de Pedidos e Notas Fiscais Cadastros Filial CD M5 Lo ocalização/ Ev ventos Central de Operações OPERADOR Eventos Viagens / entregas Localizações Carga/Veículos Previsão de Chegada Sistema Operador e M5 (Interfaces) ento Status do pedido Eventos de viagem Indicador res de atendime Dados Documentos de Transporte Dados NF Cadastros Dados de formação de cargas Dados de rotas, pedidos, rec. operacionais Janelas de entregas Dados de Produtos, Clientes Centro de Distribuição OPERADOR Lojas EDI

12

13 Dividida em duas sub etapas: Funcional: identificação dos processos e suas etapas alinhados com a execução dos planos de trabalho. Técnica: identificação das necessidades de criação específicas de forma a atender as necessidades funcionais.

14 1. Treinamento de pessoal; 2. Falta de clareza / entendimento das premissas; 3. Expectativas equivocadas; 4. Não envolvimento das pessoas certas no projeto; 5. Falta de processo formal ld de implementação; 6. Pouco comprometimento da gestão; 7. Tentativa de realizar muitas mudanças simultaneamente; 8. Automatização / sistematização de processos ruins; 9. Políticas organizacionais; 10. Prazos não realistas.

15 Nesta etapa foram desenvolvidos, identificados e documentados todos processos analisados na etapa inicial. Cada processo foi classificado de acordo com seu grau de criticidade.

16 Nesta etapa foram testados os processos e procedimentos criados e sua adequação às necessidades funcionais. Realizamos ajustes para maior desempenho. Esta etapa foi acompanhada e validada pela equipe do OPERADOR e M.OFFICER (TI + Operações).

17 Treinamento: Operacional Sistêmico

18 Indicadores de Desempenho da Operação Indicador Fonte Informação Forma de cálculo Metas Acuracidade de Estoques (Inventário Geral) Sistema M5 WMS Operador (Estoque Sistema Estoque Físico) / Estoque de Sistema Definidas em conjunto Performance de Separação WMS Operador (Unidades em lista de separação Unidades Separadas) / Unidades em lista de Separação Definidas em conjunto Performance de Recebimento Sistema M5 WMS Operador (Unidades Recebidas Unidades Processadas) / Unidades Recebidas Definidas em conjunto Acuracidade de Estoques (Inventário Rotativo) Sistema M5 WMS Operador (Estoque Sistema Estoque Físico) / Estoque de Sistema Definidas em conjunto Produtividade Separação WMS Controles Operacionais (Unidades Separadas / Homem / Hora) Definidas em conjunto Produtividade Recebimento WMS Controles Operacionais Unidades Recebidas / Homem / Hora Definidas em conjunto Produtividade Expedição WMS Controles Operacionais Unidades Expedidas / Homem / Hora Definidas em conjunto Lead Time de Entrega TMS Controles Operacionais Tempo decorrido da chegada do produto no CD até a entrega nas lojas, separados por região Definidas em conjunto

19 Id Nome da tarefa Duração Início Término Prede Nomes dos recursos 1 Projeto M5/Celote 57 dias Seg 18/05/09 Ter 04/08/09 2 Aprovação do Contrato 5 dias Seg 18/05/09 Sex 22/05/09 3 Aprovação da proposta 3 dias Seg 18/05/09 Qua 20/05/09 Presidência M5 4 Aprovação e assinatura do contrato 2 dias Qui 21/05/09 Sex 22/05/09 3 Presidência Celote;Presidência M5 5 Planejamento da Operação 6 dias Seg 25/05/09 Seg 01/06/09 6 Reunião de kick off 1 dia Seg 25/05/09 Seg 25/05/09 4 Projetos Celote;Projetos M5 7 Definição dos Gerentes do Projeto 1 dia Ter 26/05/09 Ter 26/05/09 Projetos Celote;Projetos M5 8 Divulgação Interna do Projeto - Celote e M5 1 dia Qua 27/05/09 Qua 27/05/09 7 Projetos Celote;Projetos M5 9 Definição das regras operacionais (Manual de Fornecimento) 2 dias Qua 27/05/09 Qui 28/05/09 7 Logística M5;Logística Celote 10 Divulgação do Projeto aos Fornecedores 2 dias Sex 29/05/09 Seg 01/06/09 9 Compras M5;Logística M5 11 Definição dos volumes planejados para o 2o semestre de dias Ter 26/05/09 Qui 28/05/09 Compras M5;Logística M5 12 Formato Fiscal da Operação 45 dias Seg 25/05/09 Sex 24/07/09 13 Reunião - Deptos Fiscais da M5 e Celote 2 dias Seg 25/05/09 Ter 26/05/09 4 Fiscal Celote;Fiscal M5 14 Definição e Divulgação da Operação Fiscal 1 dia Qua 27/05/09 Qua 27/05/09 13 Fiscal M5;Fiscal Celote;Logidtoca M5;Logística Celote 15 Autorização para emissão de NFs 15 dias Seg 25/05/09 Sex 12/06/09 Fiscal M5;Fiscal Celote 16 Abertura da Filial da M5 na Celote 45 dias Seg 25/05/09 Sex 24/07/09 Fiscal Celote 17 Instalação do Software Linx na Celote 8 dias Seg 25/05/09 Qua 03/06/09 18 Definição de utilização de Link dedicado ou Speedy 2 dias Seg 25/05/09 Ter 26/05/09 4 TI M5;TI Celote 19 Instalação física dos equipamentos para acesso ao Linx 2 dias Qua 27/05/09 Qui 28/05/09 18 TI M5;TI Celote 20 Instalação e Configuração do Software (Base de dados - Cadastro de Produtos) 2 dias Sex 29/05/09 Seg 01/06/09 19 TI M5;TI Celote 21 Teste do Servidor e Software 2 dias Ter 02/06/09 Qua 03/06/09 20 TI M5;TI Celote 22 Integração do Software WMS Celote com o Linx M5 5 dias Seg 25/05/09 Sex 29/05/09 23 Definição das interfaces 1 dia Seg 25/05/09 Seg 25/05/09 4 TI Celote;TI M5;Alcis 24 Customizaçao das interfaces 2 dias Ter 26/05/09 Qua 27/05/09 23 TI Celote;TI M5;Alcis 25 Teste prático de integração das interfaces 2 dias Qui 28/05/09 Sex 29/05/09 24 TI Celote;TI M5;Alcis 26 Operação 9 dias Seg 25/05/09 Qui 04/06/09 27 Seleção e Contratação do pessoal 7 dias Seg 25/05/09 Ter 02/06/09 4 RH Celote 28 Treinamento do pessoal operacional e Adm. 2 dias Qua 03/06/09 Qui 04/06/09 27 RH Celote;Logística Celote 29 Definição do Layout da operação 7 dias Seg 25/05/09 Ter 02/06/09 4 Projetos Celote;Logística Celote;Projetos M5 30 Operação Piloto 8 dias Sex 05/06/09 Ter 16/06/09 31 Realização do ciclo completo do processo 2 dias Sex 05/06/09 Seg 08/06/09 28 Projetos Celote;Projetos M5 32 Acompanhamento do piloto 2 dias Ter 09/06/09 Qua 10/06/09 Projetos Celote;Projetos M5 33 Ajustes da Operação Piloto 2 dias Qui 11/06/09 Sex 12/06/09 32 Projetos Celote;Projetos t M5 34 Análise dos indicadores operacionais 2 dias Seg 15/06/09 Ter 16/06/09 33 Projetos Celote;Projetos M5 35 Start up da Operação 31 dias Qua 17/06/09 Qua 29/07/09 36 Início da Operação 1 dia Qua 17/06/09 Qua 17/06/09 34 Logística M5;Logística Celote 37 Acompanhamento inicial da Operação pela equipe de projetos 30 dias Qui 18/06/09 Qua 29/07/09 36 Projetos Celote;Projetos M5 38 Ajustes da Operação 30 dias Qui 18/06/09 Qua 29/07/09 39 TI 30 dias Qui 18/06/09 Qua 29/07/09 36 TI Celote;TI M5;Alcis 40 Operação 30 dias Qui 18/06/09 Qua 29/07/09 36 Logística Celote;Logística M5 41 Admnistrativo 30 dias Qui 18/06/09 Qua 29/07/09 36 Logística Celote;Logística M5 42 Planejamento 30 dias Qui 18/06/09 Qua 29/07/09 36 Logística Celote;Logística M5 43 Avaliação Inicial da Operação 4 dias Qui 30/07/09 Ter 04/08/09 44 Divlgação dos relatórios e KPIs 2 dias Qui 30/07/09 Sex 31/07/09 42 Planejamento Celote 45 Análise e avalição das informações 2 dias Seg 03/08/09 Ter 04/08/09 44 Projetos Celote;Projetos M5 Maio/09 24/Maio/09 S T Q Q S S D S T 0% 0% 0% 0% 0%

20 Ricardo, conforme nos falamos, segue Aumento da produtividade operacional em toda cadeia logística; Redução de custos e despesas com pessoal; Redução do tempo de recebimento e entrega; Aumento de vendas e compras; Aumento de confiabilidade dos processos de compra e venda; Maior agilidade nas tomadas de decisões.

17 Anos Gerando Soluções que Trazem Resultados para o Varejo. 2005 R-Dias. Todos direitos reservados.

17 Anos Gerando Soluções que Trazem Resultados para o Varejo. 2005 R-Dias. Todos direitos reservados. 17 Anos Gerando Soluções que Trazem Resultados para o Varejo 1 A Missão da R-Dias Colaborar para que o varejo obtenha melhores resultados. 2 Conheça nossas Unidades de Negócios 3 17 Anos Gerando Soluções

Leia mais

EMPRESA. fornecedor suprimento produção distribuição cliente. Fluxo de informação. Fluxo de materiais. Fluxo Financeiro.

EMPRESA. fornecedor suprimento produção distribuição cliente. Fluxo de informação. Fluxo de materiais. Fluxo Financeiro. EMPRESA fornecedor suprimento produção distribuição cliente Fluxo de informação Fluxo de materiais Fluxo Financeiro Fluxo Logístico Fonte: A. Novaes Poucos itens em estoque compras mais freqüentes qualidade

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Suprimentos. WMS Gerenciamento de Armazém

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Suprimentos. WMS Gerenciamento de Armazém Bloco Suprimentos WMS Gerenciamento de Armazém Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo WMS, que se encontra no Bloco Suprimentos. Todas informações aqui disponibilizadas foram

Leia mais

ÍNDICE. Apresentação do produto Impacto no negócios Telas do sistemamódulos do sistema Mobilize Stock Mobilize Store A Handcom Contato

ÍNDICE. Apresentação do produto Impacto no negócios Telas do sistemamódulos do sistema Mobilize Stock Mobilize Store A Handcom Contato ÍNDICE Apresentação do produto Impacto no negócios Telas do sistemamódulos do sistema Mobilize Stock Mobilize Store A Handcom Contato Apresentação do produto O Mobilize é uma solução mobile modular para

Leia mais

ATACADISTAS E DISTRIBUIDORES

ATACADISTAS E DISTRIBUIDORES Segmento DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA ATACADISTAS E DISTRIBUIDORES No subsegmento de atacadistas e distribuidores, comprar e vender com a melhor margem e rentabilidade é fundamental. Por isso, a TOTVS oferece

Leia mais

a WZ é uma empresa de consultoria em logística que surgiu para melhorar e oferecer soluções simples e inteligentes.

a WZ é uma empresa de consultoria em logística que surgiu para melhorar e oferecer soluções simples e inteligentes. EMPRESA CRIADA EM 2007, a WZ é uma empresa de consultoria em logística que surgiu para melhorar e oferecer soluções simples e inteligentes. Além de fazer um diagnóstico e sugerir recomendações, a WZ acredita

Leia mais

Excelência. Recursos. Faturamento/Financeiro Faturamento Contas a Receber Contas a Pagar Fiscal Contábil

Excelência. Recursos. Faturamento/Financeiro Faturamento Contas a Receber Contas a Pagar Fiscal Contábil Competência Sistemas para Transportadoras e Soluções Você e sua Empresa em perfeita sintonia Excelência Recursos Tms EXPERIÊNCIA O sistema é composto por módulos que controlam e integram os processos operacionais

Leia mais

A WZ É UMA EMPRESA EMPRESA

A WZ É UMA EMPRESA EMPRESA EMPRESA A WZ É UMA EMPRESA de consultoria em logística formada por profissionais com ampla experiência de mercado e oriundos de empresas dos setores varejista, atacadista, distribuidores e industrias.

Leia mais

LOG SERVICES TELA DE GESTÃO DOS MÓDULOS TEM UM VISUAL MODERNO E COMERCIAL, PARA SER UTILIZADO COMO INSTRUMENTO DE VENDA

LOG SERVICES TELA DE GESTÃO DOS MÓDULOS TEM UM VISUAL MODERNO E COMERCIAL, PARA SER UTILIZADO COMO INSTRUMENTO DE VENDA APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO DOS MÓDULOS TELA INICIAL TELA DE GESTÃO DOS MÓDULOS TEM UM VISUAL MODERNO E COMERCIAL, PARA SER UTILIZADO COMO INSTRUMENTO DE VENDA APRESENTAÇÃO DOS MÓDULOS WORKFLOW DOS MÓDULOS

Leia mais

22/02/2009 LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO POR QUE A LOGÍSTICA ESTÁ EM MODA POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA

22/02/2009 LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO POR QUE A LOGÍSTICA ESTÁ EM MODA POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO A melhor formação cientifica, prática e metodológica. 1 POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA Marketing Vendas Logística ANTES: foco no produto - quantidade de produtos sem qualidade

Leia mais

WMS. Agenda. Warehouse Management Systems (WMS) Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns

WMS. Agenda. Warehouse Management Systems (WMS) Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns WMS Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com Informática Aplicada a Logística Profº Breno Amorimsexta-feira, 11 de setembro de 2009 Agenda

Leia mais

estratégias operações

estratégias operações MERCADO FERRAMENTA NECESSIDADE O que é LOGÍSTICA? estratégias Fator de Diferenciação Competitiva Fator de Tomada de Decisão operações Busca pela Excelência na Gestão O que buscamos? EXCELÊNCIA LOGÍSTICA

Leia mais

Armazenagem. Por que armazenar?

Armazenagem. Por que armazenar? Armazenagem Introdução Funções da armazenagem Atividades na armazenagem Objetivos do planejamento de operações de armazenagem Políticas da armazenagem Pilares da atividade de armazenamento Armazenagem

Leia mais

Gestão de Estoques. Leader Magazine

Gestão de Estoques. Leader Magazine Gestão de Estoques Leader Magazine Maio 2005 Índice O Projeto Gestão de Estoques Resultados Índice O Projeto Gestão de Estoques Resultados Objetivos Implementar e Controlar todos os processos de Compra

Leia mais

Logística. E-commerce

Logística. E-commerce Logística E-commerce Eduardo Ramos de Carvalho Gestor de e-commerce em Projetos, Comercial e Operações. Formado em Comunicação, se especializou em e-commerce na ESPM e cursa MBA (Gestão Estratégica e economica

Leia mais

WMS Warehouse Management System

WMS Warehouse Management System WMS Warehouse Management System [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA Material Desenvolvido para a Célula Materiais

Leia mais

Prof. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Este material foi adaptado de apresentação de Marco Aurelio Meda

Prof. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Este material foi adaptado de apresentação de Marco Aurelio Meda Tecnologia da Informação Aplicada à Logística Prof. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Este material foi adaptado de apresentação de Marco Aurelio Meda Como garantir

Leia mais

ARMAZENAGEM E T.I. Prof.: Disciplina Integrantes

ARMAZENAGEM E T.I. Prof.: Disciplina Integrantes ARMAZENAGEM E T.I. Pós-Graduação em Gestão Integrada da Logística Turma: GIL131M - 2013 Universidade São Judas Tadeu Prof.: Ms. Maurício Pimentel Disciplina: Tecnologia da Informação Aplicada a Logística

Leia mais

Automação de Almoxarifado Com Mobilidade

Automação de Almoxarifado Com Mobilidade SAP FORUM 2014 Automação de Almoxarifado Com Mobilidade Daniel Costa Bezerra ArcelorMittal Tubarão - Especialista de TI Ricardo Rodrigues Grizotti ArcelorMittal Tubarão - Especialista de Suprimentos 11/02/2014

Leia mais

Armazenagem, Controle e Distribuição. Aula 3. Contextualização. Principais Atribuições. Controles de Estoque. Plano de Ação. Instrumentalização

Armazenagem, Controle e Distribuição. Aula 3. Contextualização. Principais Atribuições. Controles de Estoque. Plano de Ação. Instrumentalização Armazenagem, Controle e Distribuição Aula 3 Contextualização Prof. Walmar Rodrigues da Silva Controles de Estoque Principais Atribuições Planejamento Controle Gestão de estoques PDCA Sistema de administração

Leia mais

Armazenagem & Automação de Instalações Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins

Armazenagem & Automação de Instalações Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins Armazenagem & Automação de Instalações Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins 1 Sumário Armazenagem Estratégica Automação na Armazenagem 2 Armazenagem Área tradicional

Leia mais

Armazenagem & Automação de Instalações. Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins

Armazenagem & Automação de Instalações. Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins Armazenagem & Automação de Instalações Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins 1 Sumário - Armazenagem Estratégica - Automação na Armazenagem 2 Armazenagem -

Leia mais

INNOVA. Soluções de software que capacitam os processadores de aves a...

INNOVA. Soluções de software que capacitam os processadores de aves a... INNOVA Soluções de software que capacitam os processadores de aves a... Maximizar o rendimento e a produtividade Estar em conformidade com os padrões de qualidade e garantir a segurança dos alimentos Obter

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Conceitos avançados da Logística com foco na TI 20/08/2011. O Efeito Chicote - (Bullwhip effect)

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Conceitos avançados da Logística com foco na TI 20/08/2011. O Efeito Chicote - (Bullwhip effect) Núcleo de Pós Graduação Pitágoras MBA Logística empresarial e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos Conceitos avançados da Logística com foco na TI Disciplina: Tecnologia da Informação (TI) Aplicada à

Leia mais

OPERAÇÃO LOGÍSTICA GRV SCB NAKATA

OPERAÇÃO LOGÍSTICA GRV SCB NAKATA 1. OBJETIVO Estabelecer procedimento padrão para todos os colaboradores da Irapuru que estão envolvidos na operação logística de recebimento, armazenagem e expedição do fornecedor DANA SCB e DANA NAKATA

Leia mais

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010 Enterprise Resource Planning - ERP Objetivo da Aula Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 2 1 Sumário Informação & TI Sistemas Legados ERP Classificação Módulos Medidas

Leia mais

COMPRAS Cotação Sugestão Pesquisa Concorrentes

COMPRAS Cotação Sugestão Pesquisa Concorrentes GERÊNCIA Analises de Vendas Analises de Estoques Compras Financeiras Analises de Preço FINANCEIRO A Receber A Pagar Administração de Créditos Comissões ENTRADA Pedidos de Compra Sem pedidos Outras Entradas

Leia mais

A tríade do Comércio Internacional. Macro Ambiente de Negócio Internacional. Distribution Chain. Supply Chain. Manufatura

A tríade do Comércio Internacional. Macro Ambiente de Negócio Internacional. Distribution Chain. Supply Chain. Manufatura A tríade do Comércio Internacional Macro Ambiente de Negócio Internacional Distribution Chain Exportação Supply Chain Importação Manufatura Materials Requirement Planning II Supply Chain Visão holística

Leia mais

Supply Chain Visão holística da cadeia logística de suprimentos

Supply Chain Visão holística da cadeia logística de suprimentos A tríade do Comércio Internacional Macro Ambiente de Negócio Internacional Distribution Chain Exportação Supply Chain Importação Manufatura Materials Requirement Planning II Supply Chain Visão holística

Leia mais

A CRIAÇÃO DE UMA OPERAÇÃO DE CROSSDOCKING PARA AGILIZAR OS FLUXOS DA LEROY MERLIN

A CRIAÇÃO DE UMA OPERAÇÃO DE CROSSDOCKING PARA AGILIZAR OS FLUXOS DA LEROY MERLIN A CRIAÇÃO DE UMA OPERAÇÃO DE CROSSDOCKING PARA AGILIZAR OS FLUXOS DA LEROY MERLIN PALESTRA 0/0/0 I Rua Bela Cintra, 09 Bela Vista 0-00 SÃO PAULO / SP I Tel : + () 09 I contato@diagma.com I www.diagma.com.br

Leia mais

Sistemas de Informação. Sistemas Integrados de Gestão ERP

Sistemas de Informação. Sistemas Integrados de Gestão ERP Sistemas de Informação Sistemas Integrados de Gestão ERP Exercício 1 Um arame é cortado em duas partes. Com uma das partes é feito um quadrado. Com a outra parte é feito um círculo. Em que ponto deve ser

Leia mais

Soluções. para o seu cliente mais importante. Governo

Soluções. para o seu cliente mais importante. Governo Soluções para o seu cliente mais importante. Governo A TCI BPO Com atuação em todo o Brasil, a TCI oferece excelência na prestação dos serviços em BPO - Business Process Outsourcing, levando aos seus clientes

Leia mais

Tecnologia no processo decisório

Tecnologia no processo decisório Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry Tecnologia no processo decisório DISCIPLINA: Sistemas de Apoio a Decisão SIG - Funcionamento ERP GOV BI MERC

Leia mais

Estamos presentes no mercado de prestação de serviços logísticos há 11 anos; Temos Know-how europeu;

Estamos presentes no mercado de prestação de serviços logísticos há 11 anos; Temos Know-how europeu; Estamos presentes no mercado de prestação de serviços logísticos há 11 anos; Temos Know-how europeu; Fazemos uma parceria total com o cliente, combinando redução de custos fixos e otimização de recursos

Leia mais

LOGÍSTICA Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza

LOGÍSTICA Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza LOGÍSTICA Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza edwin@engenharia-puro.com.br www.engenharia-puro.com.br/edwin Gerenciamento Logístico Gerenciamento Logístico A missão do gerenciamento logístico é planejar

Leia mais

Processamento de Pedidos na Mira Transportes

Processamento de Pedidos na Mira Transportes Processamento de Pedidos na Mira Transportes Sumário 1 Apresentação da empresa... 3 1.1 Histórico... 3 1.2 Diferenciais... 3 2 Processamento de pedidos: revisão teórica... 4 2.1 Preparação... 4 2.2 Transmissão...

Leia mais

Custos Logísticos. Visão holística da cadeia logística de: Suprimentos

Custos Logísticos. Visão holística da cadeia logística de: Suprimentos Visão holística da cadeia logística de: Suprimentos Demanda Planejamento Compras Remessas Transportes Recebimento Armazenagem Atendimento Aduaneira Visão holística da cadeia logística de: Suprimentos Transportes

Leia mais

Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos

Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos 2 SISTEMA DE INFORMAÇÕES EM LOGÍSTICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM LOGÍSTICA RODA Sociedade de Sobrevivência (troca de mercadorias) Poder: Monopólio de Mercadorias

Leia mais

TOTVS COLABORAÇÃO 2.0 FISCAL powered by NeoGrid

TOTVS COLABORAÇÃO 2.0 FISCAL powered by NeoGrid TOTVS COLABORAÇÃO 2.0 FISCAL powered by NeoGrid Recebimento de NF-e e CT-e Emissão de NF-e, CT-e, MDF-e e NFS-e Integração nativa com o seu ERP Exija a solução que é o melhor investimento para a gestão

Leia mais

6. Aplicação na gestão de pallets

6. Aplicação na gestão de pallets 6. Aplicação na gestão de pallets O presente capítulo tem como objetivo analisar o uso do sistema RFID no processo de gestão de pallets. Para tal, será analisado o projeto piloto do Grupo Pão de Açúcar,

Leia mais

SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉNS WMS (WAREHOUSE MANAGEMENT SYSTEMS): ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DO SETOR ALIMENTÍCIO

SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉNS WMS (WAREHOUSE MANAGEMENT SYSTEMS): ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DO SETOR ALIMENTÍCIO XXX ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Maturidade e desafios da Engenharia de Produção: competitividade das empresas, condições de trabalho, meio ambiente. São Carlos, SP, Brasil, 12 a15 de outubro

Leia mais

Faculdade de Farmácia VALIDAÇÃO DE SISTEMAS COMPUTADORIZADOS

Faculdade de Farmácia VALIDAÇÃO DE SISTEMAS COMPUTADORIZADOS Faculdade de Farmácia VALIDAÇÃO DE SISTEMAS COMPUTADORIZADOS 2012 Relevância: Impacta diretamente na saúde do paciente, na qualidade do produto e na integridade dos dados que devem provar que o sistema

Leia mais

WMS - Warehouse Management System

WMS - Warehouse Management System Sistema de Gestão Empresarial LUSANA SOUZA NATÁLIA BATUTA MARIA DAS GRAÇAS TATIANE ROCHA GTI V Matutino Prof.: Itair Pereira Sumário 1. INTRODUÇÃO... 2 2. WMS... 2 3. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO... 2 4. POLÍTICA

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM WMS WAREHOUSE MANAGEMENT SYSTEM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉM/DEP M/DEPÓSITO WMS Software de gerenciamento de depósito que auxilia as empresas na busca de melhorias nos

Leia mais

onda Logistics powered by Quantum

onda Logistics powered by Quantum onda Logistics powered by Quantum Sonda IT Fundada no Chile em 1974, a Sonda é a maior companhia latino-americana de soluções e serviços de TI. Presente em 10 países, tais como Argentina, Brasil, Chile,

Leia mais

O último capítulo desta dissertação visa tecer conclusões a respeito do trabalho e sugerir algumas recomendações para estudos futuros.

O último capítulo desta dissertação visa tecer conclusões a respeito do trabalho e sugerir algumas recomendações para estudos futuros. 7 Conclusão O último capítulo desta dissertação visa tecer conclusões a respeito do trabalho e sugerir algumas recomendações para estudos futuros. A presente dissertação, conforme exposto no Capítulo 1,

Leia mais

Armazenamento e TI: sistema de controle e operação

Armazenamento e TI: sistema de controle e operação Armazenamento e TI: sistema de controle e operação Pós-Graduação Latu-Sensu em Gestão Integrada da Logística Disciplina: TI aplicado à Logística Professor: Mauricio Pimentel Alunos: RA Guilherme Fargnolli

Leia mais

Business Intelligence na área de Compras

Business Intelligence na área de Compras Business Intelligence na área de Compras - Caso de Sucesso DeciLogic - 2007 Agenda Introdução - Business Intelligence Eric Sarzana - Diretor - DeciLogic O projeto de BI da Telhanorte Marcelo Dalbone -

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009. Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( )

PLANO DE ENSINO 2009. Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Superior de Tecnologia

Leia mais

Jonas de Souza H2W SYSTEMS

Jonas de Souza H2W SYSTEMS Jonas de Souza H2W SYSTEMS 1 Tecnólogo em Informática Fatec Jundiaí MBA em Gerenciamento de Projetos FGV Project Management Professional PMI Mestrando em Tecnologia UNICAMP Metodologia de apoio à aquisição

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos (SP) Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio de Auxiliar

Leia mais

Software para distribuidoras de medicamentos SIMPLICIDADE E EFICIÊNCIA NA GESTÃO DAS DISTRIBUIDORAS DE MEDICAMENTOS.

Software para distribuidoras de medicamentos SIMPLICIDADE E EFICIÊNCIA NA GESTÃO DAS DISTRIBUIDORAS DE MEDICAMENTOS. Software para distribuidoras de medicamentos SIMPLICIDADE E EFICIÊNCIA NA GESTÃO DAS DISTRIBUIDORAS DE MEDICAMENTOS. Sobre o MedOne GESTÃO SIMPLIFICADA, EFICIÊNCIA GARANTIDA. Gestão simplificada, segurança

Leia mais

A Tecnologia de Informação na Gestão de Armazenagem

A Tecnologia de Informação na Gestão de Armazenagem A Tecnologia de Informação na Gestão de Armazenagem Nádia Veríssimo (EESC-USP) nadiaverissimo@hotmail.com Prof. Dr. Marcel Andreotti Musetti (EESC-USP) musetti@prod.eesc.sc.usp.br Resumo Este trabalho

Leia mais

Matriz de Especificação de Prova da Habilitação Técnica de Nível Médio. Habilitação Técnica de Nível Médio: Técnico em Logística

Matriz de Especificação de Prova da Habilitação Técnica de Nível Médio. Habilitação Técnica de Nível Médio: Técnico em Logística : Técnico em Logística Descrição do Perfil Profissional: Planejar, programar e controlar o fluxo de materiais e informações correlatas desde a origem dos insumos até o cliente final, abrangendo as atividades

Leia mais

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning ERP Enterprise Resources Planning A Era da Informação - TI GRI Information Resource Management -Informação Modo organizado do conhecimento para ser usado na gestão das empresas. - Sistemas de informação

Leia mais

Programade de levantamento patrimonial

Programade de levantamento patrimonial Controle de Versões Versão Data Autor Notas da Revisão 1.0 03/09/2014 Douglas Souza Hugo Bastos Kaysmier Castro Luan Bueno Elaboração inicial Objetivos deste documento Definir como executar, monitorar,

Leia mais

Logística Integrada. Esse termo refere-se ao papel da Logística como elemento de ligação entre todos os processos, desde o Fornecedor até o Cliente.

Logística Integrada. Esse termo refere-se ao papel da Logística como elemento de ligação entre todos os processos, desde o Fornecedor até o Cliente. Logística Integrada Esse termo refere-se ao papel da Logística como elemento de ligação entre todos os processos, desde o Fornecedor até o Cliente. Ballou (1993) Fonte: BALLOU, R. H. Logística Empresarial.

Leia mais

ZetesChronos Visibilidade total do processo de entrega

ZetesChronos Visibilidade total do processo de entrega ZetesChronos Visibilidade total do processo de entrega WWW.ZETES.COM ALWAYS A GOOD ID Eleve a qualidade dos serviços de Prova de Entrega Quer seja uma empresa de transportes, encomendas e serviços postais

Leia mais

EFICAZ. Conduzindo Soluções

EFICAZ. Conduzindo Soluções MISSÃO Comprometimento com os objetivos de nossos clientes, oferecer-lhes soluções logísticas inovadoras com a percepção de agilidade, qualidade e segurança. VISÃO Investir em tecnologia e aprimoramento

Leia mais

Sistemas de Informação: tipos e características

Sistemas de Informação: tipos e características Sistemas de Informação: tipos e características Tipos de sistemas de informação. Os quatro tipos principais de sistemas de informação. Sistemas do ponto de vista de pessoal Sistemas de processamento de

Leia mais

GIOVANNO DA SILVA NEIVA gsn1977@gmail.com

GIOVANNO DA SILVA NEIVA gsn1977@gmail.com CURRICULUM VITAE Nome : Giovanno da Silva Neiva Idade: 36 anos Estado Civil: Casado Fone : 4199379882 Meus Pontos Fortes: grande facilidade em trabalhar com equipe, fácil comunicação, competência para

Leia mais

Sistemas de Informações. SCM Supply Chain Management

Sistemas de Informações. SCM Supply Chain Management Sistemas de Informações SCM Supply Chain Management Fontes Bozarth, C.; Handfield, R.B. Introduction to Operations and Supply Chain Management. Prentice Hall. 2nd. Edition Objetivos Fluxos de Informação

Leia mais

Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador

Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador Investir em pessoal com um programa de gestão de desempenho permite que uma operação de abastecimento não só sobreviva, mas cresça

Leia mais

APSP. Análise do Projeto do Sistema Produtivo. Movimentação e Armazenagem de Materiais. Administração de Fluxos de Materiais

APSP. Análise do Projeto do Sistema Produtivo. Movimentação e Armazenagem de Materiais. Administração de Fluxos de Materiais Movimentação e Armazenagem de Materiais APSP Análise do Projeto do Sistema Produtivo Aula 8 Por: Lucia Balsemão Furtado 1 Administração de Fluxos de Materiais Organização Modal A organização modal é um

Leia mais

Unidade IV GERENCIAMENTO DE. Prof. Altair da Silva

Unidade IV GERENCIAMENTO DE. Prof. Altair da Silva Unidade IV GERENCIAMENTO DE TRANSPORTE Prof. Altair da Silva Transporte em area urbana Perceba o volume de caminhões que circulam nas áreas urbanas em nosso país. Quais são os resultados para as empresas

Leia mais

SOBRE A SOFTLOG. APRESENTAÇÃO - SoftLog LOGuinho

SOBRE A SOFTLOG. APRESENTAÇÃO - SoftLog LOGuinho SOBRE A SOFTLOG A SoftLog Tecnologia é uma empresa especializada no desenvolvimento de soluções tecnológicas para empresas e instituições de diversos modais de transporte. Dentre os diversos tipos de soluções

Leia mais

CONCEITOS RELACIONADOS ÀS ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS NOS EPISÓDIOS 1, 2 E 3.

CONCEITOS RELACIONADOS ÀS ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS NOS EPISÓDIOS 1, 2 E 3. CONCEITOS RELACIONADOS ÀS ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS NOS EPISÓDIOS 1, 2 E 3. PROBLEMA: É UM OBSTÁCULO QUE ESTÁ ENTRE O LOCAL ONDE SE ESTÁ E O LOCAL EM QUE SE GOSTARIA DE ESTAR. ALÉM DISSO, UM PROBLEMA

Leia mais

Balanced Scorecard. Resumo Metodológico

Balanced Scorecard. Resumo Metodológico Balanced Scorecard Resumo Metodológico Estratégia nunca foi foi tão tão importante Business Week Week Entretanto... Menos de de 10% 10% das das estratégias efetivamente formuladas são são eficientemente

Leia mais

Diagnóstico e Auditoria da Logística. Check-List Básico

Diagnóstico e Auditoria da Logística. Check-List Básico Diagnóstico e Auditoria da Logística Check-List Básico 1 Diagnóstico e Auditoria da Logística Objetivos Elaborar diagnóstico do sistema logístico para identificar os desvios e as correspondentes causas

Leia mais

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação Tecnologia da Informação O aumento da competitividade global, trouxe consigo a grande desenvolvimento da Tecnologia da informação. Os processos enxutos e sem erros, os grandes estoques, as decisões que

Leia mais

MIZUNO, TOPPER, RAINHA, HAVAIANAS, TIMBERLAND, DUPÉ E SETE LÉGUAS.

MIZUNO, TOPPER, RAINHA, HAVAIANAS, TIMBERLAND, DUPÉ E SETE LÉGUAS. SOBRE A ALPARGATAS Quem nunca usou um Bamba? Ou uma calça US Top, um tênis Rainha, uma sandália Havaianas, ou jogou com uma bola Topper? A Alpargatas e suas marcas estiveram e estarão sempre presentes

Leia mais

SEGMENTO DE ATACADO E DISTRIBUIÇÃO_

SEGMENTO DE ATACADO E DISTRIBUIÇÃO_ SEGMENTO DE ATACADO E DISTRIBUIÇÃO_ APRESENTAÇÃO DE SOFTWARE Solução exclusiva GESTÃO INTEGRADA_ Gerenciar os aspectos administrativos e operacionais da cadeia de distribuição e armazenamento com o Open

Leia mais

GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE

GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE SUMÁRIO O que é gestão de estoque...3 Primeiros passos para uma gestão de estoque eficiente...7 Como montar um estoque...12 Otimize a gestão do seu estoque...16

Leia mais

Sistema TMS Integrador para Embarcadores

Sistema TMS Integrador para Embarcadores Sistema TMS Integrador para Embarcadores APRESENTAÇÃO DA ACTIVE CORP HISTÓRICO A Active Corp atua a mais de 16 anos fornecendo sistemas completos para o segmento de transporte e logística. Uma das únicas

Leia mais

Função: Operação da Cadeia de materiais. 1.1 Identificar princípios da organização da área de materiais.

Função: Operação da Cadeia de materiais. 1.1 Identificar princípios da organização da área de materiais. MÓDULO II Qualificação Técnica de Nível Médio ASSISTENTE DE LOGÍSTICA II.1 Gestão de Recursos e Materiais Função: Operação da Cadeia de materiais 1. Contextualizar a importância da Administração de materiais

Leia mais

CONTROLE DE MERCADORIA EM TRÂNSITO

CONTROLE DE MERCADORIA EM TRÂNSITO CONTROLE DE MERCADORIA EM TRÂNSITO Com a utilização da rotina sugerida abaixo as mercadorias transferidas terão um controle de saldos especifico, enquanto estão em trânsito de uma unidade para outra. Ao

Leia mais

SISCVP SISTEMA DE CONTROLE VARANDAS

SISCVP SISTEMA DE CONTROLE VARANDAS SISCVP SISTEMA DE CONTROLE VARANDAS DECLARAÇÃO DE ESCOPO SCOPE STATEMENT Preparado por CCPD- Companhia de Criação, Programação e Desenvolvimento 1.3 Aprovado por Erick Richards Data 08/08/2010 I - Time

Leia mais

4 Warehouse Management System (WMS)

4 Warehouse Management System (WMS) 4 Warehouse Management System (WMS) O WMS (Warehouse Management System ou Sistema de Gerenciamento de Armazéns) surgiu da necessidade de se melhorar as informações e processos dentro de um armazém ou CD,

Leia mais

NOVIDADES DA VERSÃO 2.10 DO SANKHYA-W. Atividade Descrição Versão Abrangência

NOVIDADES DA VERSÃO 2.10 DO SANKHYA-W. Atividade Descrição Versão Abrangência NOVIDADES DA VERSÃO 2.10 DO SANKHYA-W Atividade Descrição Versão Abrangência Nota de complemento Geração de nota de complemento através do Sankhya-W. Informações da Sankhya/Jiva no Os e-mails de NF-e enviados

Leia mais

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa ACESSE Informações corporativas a partir de qualquer ponto de Internet baseado na configuração

Leia mais

w3f ArqNFe GESTÃO E ARMAZENAMENTO DE DOCUMENTOS XML

w3f ArqNFe GESTÃO E ARMAZENAMENTO DE DOCUMENTOS XML ArqNFe GESTÃO E ARMAZENAMENTO DE DOCUMENTOS XML O ARQNFE TUDO QUE VOCÊ PRECISA ESTÁ AQUI. SIMPLES, SEGURO, RÁPIDO E FÁCIL. O ArqNFe é uma moderna e eficiente solução com excelente relação custo/benefício

Leia mais

3. Warehouse Management System (WMS)

3. Warehouse Management System (WMS) 3. Warehouse Management System (WMS) A necessidade de aprimorar as operações logísticas fez com que a empresa selecionada para o estudo de caso adotasse em seu Centro de Distribuição um sistema gerenciador

Leia mais

Relatório de Atividades

Relatório de Atividades Relatório de Atividades 2011 Nossa Missão A DEAK Sistemas desenvolve software, aplicativos, serviços e consultoria para gestão de empresas, agregando valor real ao negócio do cliente. São ferramentas completas

Leia mais

RFID. RFID - Identificação por Radiofreqüência

RFID. RFID - Identificação por Radiofreqüência RFID RFID - Identificação por Radiofreqüência Sistema de Identificação por Radio Frequência O que é RFID? Objetivo e utilidade similares ao código de barras; Composto por 3 elementos: Uma antena; Um leitor;

Leia mais

A TCI BPO. Nossos diferenciais competitivos:

A TCI BPO. Nossos diferenciais competitivos: Recursos Naturais A TCI BPO Com atuação em todo o Brasil, a TCI oferece excelência na prestação dos serviços em BPO - Business Process Outsourcing, levando aos seus clientes as melhores competências e

Leia mais

Universidade São Judas Tadeu Pós Graduação Latu Senso Gestão Integrada da Logística

Universidade São Judas Tadeu Pós Graduação Latu Senso Gestão Integrada da Logística Universidade São Judas Tadeu Pós Graduação Latu Senso Gestão Integrada da Logística Adriana dos Santos Gomes Estela Paulino da Silva Luiz Cássio Jorquera Wesley Felipe de Oliveira ARMAZENAGEM E TI São

Leia mais

Tecnologia da Informação CAASP. DIS Departamento de Informática e Sistemas. Relatório Anuário 2008 Att. Gerência Geral e Diretoria CAASP

Tecnologia da Informação CAASP. DIS Departamento de Informática e Sistemas. Relatório Anuário 2008 Att. Gerência Geral e Diretoria CAASP Tecnologia da Informação CAASP DIS Relatório Anuário 2008 Att. Gerência Geral e Diretoria CAASP Introdução...03 Projetos e Fatos Relevantes 2008...03 Raio X de Investimentos e Custos...10 Considerações

Leia mais

6 Implantação do WMS na Empresa Alfa

6 Implantação do WMS na Empresa Alfa 6 Implantação do WMS na Empresa Alfa Dando continuidade ao estudo de caso sobre a implantação do WMS no CD da Empresa Alfa, este capítulo possui quatro objetivos: o primeiro é fazer uma breve descrição

Leia mais

Logística: o endereçamento como ferramenta fundamental na armazenagem e estocagem

Logística: o endereçamento como ferramenta fundamental na armazenagem e estocagem Logística: o endereçamento como ferramenta fundamental na armazenagem e estocagem Juliano Jacinto Luciano Heil Márcio Fernandes de Souza Sidnei Rodrigues RESUMO Este artigo apresenta a importância da logística

Leia mais

Software de gerenciamento de trabalho

Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho GoalPost O software de gerenciamento de trabalho (LMS) GoalPost da Intelligrated fornece informações sob demanda para medir,

Leia mais

MBA em Gestão Logística

MBA em Gestão Logística Pág. 1/5 MBA em Gestão Logística Carga Horária: 360 horas/ aulas presenciais + monografia orientada. Aulas: sábados das 8h30 às 18h, com intervalo para almoço. Valor: 16 parcelas de R$ 380,00* * Valor

Leia mais

SELECIONAMOS: Faturamento

SELECIONAMOS: Faturamento SELECIONAMOS: Monitoramento Remuneração: R$ 1400.00 Benefícios: _VALE ALIMENTAÇAO R$220,00 _SEGURO DE VIDA Descrição: ATIVIDADES PRINCIPAIS: ABERTURA DE O.S., ACOMPANHAMENTO E CONFERENCIA DE FATURAS DE

Leia mais

Metodologia de Gestão da Qualidade (Quality Assurance) de implementação de projetos ERP. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios

Metodologia de Gestão da Qualidade (Quality Assurance) de implementação de projetos ERP. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Metodologia de Gestão da Qualidade (Quality Assurance) de implementação de projetos ERP Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO - ERP

SISTEMAS DE GESTÃO - ERP A IMPORTÂNCIA DA CONSULTORIA NA SELEÇÃO / IMPLANTAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO - ERP Para as corporações, as mudanças são absorvidas pelas equipes internas, envolvendo tecnologia, contabilidade, logística

Leia mais

O que é e-ppcp? Funcionalidades adicionadas:

O que é e-ppcp? Funcionalidades adicionadas: e-ppcp / e-kanban 1 O que é e-ppcp? O e-ppcp é um aplicativo desenvolvido em ABAP/4 pela IntegrationSys para adicionar ao ERP SAP funcionalidades para suportar efetivamente o planejamento e operação de

Leia mais

Cód. Doc. TAB-RHU-003

Cód. Doc. TAB-RHU-003 1 de 27 ÁREA: SUPERINTENDÊNCIA CARGO: Diretor Superintendente Garantir o correto funcionamento dos sistemas de informação utilizados pela empresa; Aprovar projetos de melhorias nos equipamentos e sistemas

Leia mais

Projeto de Armazéns. Ricardo A. Cassel. Projeto de Armazéns

Projeto de Armazéns. Ricardo A. Cassel. Projeto de Armazéns Ricardo A. Cassel FRANCIS, R.; McGINNIS, L.; WHITE, J. Facility Layout and Location: an analytical approach. New Jersey: Prentice Hall, 2ed., 1992. BANZATTO, E.; FONSECA, L.R.P.. São Paulo: IMAN, 2008

Leia mais

Curso de Logísticas Integrada

Curso de Logísticas Integrada 1 Introdução a Logística; Capítulo 1 - Conceitos de logística; Breve Histórico da Logística; Historia da logística; SCM; Logística Onde estávamos para onde vamos? Estratégia para o futuro; 2 Conceitos

Leia mais

Logistica e Distribuição

Logistica e Distribuição Mas quais são as atividades da Logística? Ballou, 1993 Logística e Distribuição Armazenagem e Movimentação Primárias Apoio 1 2 A armazenagem corresponde a atividades de estocagem ordenada e a distribuição

Leia mais

Planejamento de Manutenção e Fiscalização de Obras Industriais, Gestão de Materiais, Inventário de Estoques e Bens Patrimoniais.

Planejamento de Manutenção e Fiscalização de Obras Industriais, Gestão de Materiais, Inventário de Estoques e Bens Patrimoniais. Planejamento de Manutenção e Fiscalização de Obras Industriais, Gestão de Materiais, Inventário de Estoques e Bens Patrimoniais. Quem Somos A MDS soluções é uma prestadora de serviços que procura apoiar

Leia mais