Implantação de ERP com sucesso

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Implantação de ERP com sucesso"

Transcrição

1 Implantação de ERP com sucesso Implantação de ERP com sucesso, atualmente ainda é como um jogo de xadrez, você pode estar pensando que está ganhando na implantação, mas de repente: Check Mate. Algumas empresas, optam por consultorias de implantação, outras por implantação própria como redução de custos e algumas com consultorias da própria fornecedora do ERP. Conforme o regime da empresa, a mesma seleciona o sistema de gestão de diversas formas, algumas porque acham o nome bonito (pela marca), outras porque o sistema é importado (pela origem), ou porque é nacional (pelo custo), outras porque o concorrente já instalou ou está comprando (pelo mercado). O que algumas empresas esquecem é que nos dias de hoje existem métodos de avaliação e seleção do ERP, assim pode-se encontrar o ERP com maior aderência aos processos da empresa, visando menor custo e rentabilidade. Este trabalho leva em média 6 meses, podendo ser realizado por consultorias terceirizadas, ou por funcionários internos, desde que conheçam a metodologia. Abaixo são relatados alguns tópicos enfatizando os passos de uma implantação de ERP, desde o início da seleção, passando pela implantação e finalizando com a operação. 1.Levantamento de Processos A maioria das empresas se espelham em seus legados para o desenho de processos, o que dificulta a definição para os processos do ERP, visto que alguns processos são mudados no decorrer da implantação. Os legados casualmente levam a erros de processos. É imprescindível antes de qualquer definição, levantar os processos da empresa, onde estes irão direcionar os parametrizadores do ERP. 2. Levantamento das Necessidades da Empresa Algumas empresas não conseguem identificar as Necessidades da Empresa para os próximos anos; visto que suas necessidades são atendidas atualmente pelo Legado, e há anos. É neste momento, que a diretoria tem que tomar a decisão na compra do ERP, e conseguir visualizar este novo sistema para os próximos 10 ou 20 anos, só que agora com uma visão de administração e com uma melhor ferramenta nas tomadas de decisões. 3. Análise de Aderência dos Sistemas (Funcionalidade x Necessidade) Momento difícil para a empresa que enxerga os seus processos x as suas necessidades e as suas espectivas dos sistemas de gestão, é neste momento que as fornecedoras de ERP conseguem vender a idéia de funcionamento do sistema, ou seja o sistema atende tudo. Porém se não houver uma conferência das funcionalidades do sistema com as necessidades, a empresa perde tempo na implantação, perdendo tempo, perde dinheiro! 4. Análise de Aderência Tecnológica (equipamentos e melhorias) O Gerente de Ti da empresa neste momento tem que ficar atento, pois qualquer especificação errada pode ocorrer upgrade em tecnologia após a produção. Para os fornecedores esta definição não tem muita importância, é feito um levantamento superficial com algumas informações selecionadas em conjunto com gerente de informática, os fornecedores reportam com uma possível configuração de servidor. Porém não é relatado sobre

2 como funciona o sistema após a implantação, performace de sistema, banco de dados, processos, rotinas de backup, rotinas online e offline. A empresa simplesmente, por falta de conhecimento e redução de custos, adquire o que os fornecedores demostram. Como a implantação dura em torno de 6 meses e o levantamento da configuração foi superficial, logo este servidor estará carregado, pois as informações geradas são maiores do que as relatadas no início da implantação. Na maioria das vezes tem a necessidade de fazer um upgrade no servidor. 5. Definição da equipe de projeto Escolhido o sistema, conhecido os consultores de parametrização do sistema, fechado contrato com terceiros para a implantação, o gerente de sistema reuni-se com o diretor e escolhe a dedo os líderes e usuários chaves de cada área ou módulo a ser implantado. Aqui inicia algumas falhas na implantação: Como escolher a pessoa certa? Como saber se a mesma vai agüentar até o final da implantação? Como saber se a pessoa vai exigir no momento certo e entender alguns processos do sistema? A pessoa é nova ou tem tempo de empresa? Sabe de todos dos processos? Uma coisa que sempre falta na definição de equipe é a apresentação dos consultores da empresa fornecedora do ERP, mas esta apresentação não é somente uma simples apresentação, a empresa deve exigir uma apresentação do currículo do consultor, quais projetos ele já participou, os de sucesso, referências nas empresas. Após fechar a equipe de implantação fica difícil a troca destes consultores o que ocasiona tempo e custo alto na implantação, pois ainda hoje existem consultores que não estão aptos a realizar a implantação, ou porque não conhece o módulo a ser implantado ou já implantaram apenas outro módulo. Neste momento também é aconselhado a diretoria da empresa, passar uma mensagem, um edital ou providenciar uma reunião com a empresa toda para apresentação do time de projeto, para com isto chamar a atenção dos funcionários para o início de uma nova gestão da empresa, criando uma expectativa e motivação de mudança nos funcionários. 6. Desenvolvimento do Cronograma de Implantação Como a apresentação da metodologia de implantação sempre é perfeita e a empresa não conhece a metodologia, por mais que os fornecedores demostrem, isto fica na mão dos fornecedores. Por mais que exista um gerente de informática da empresa que irá exigir dos consultores, a maioria das decisões são dos fornecedores do ERP. É com este Cronograma que datamos o início da implantação, que levará de 6 meses a 24 meses ou mais, dependendo da dedicação de ambos os lados (empresa e fornecedora ERP). Datado o início dos trabalhos, existe dois trabalhos distintos para o gerente de informática, primeiro o gerenciamento das pessoas, estadias, alimentações, isto tanto para empresa como para consultores. O segundo é o gerenciamento da implantação propriamente dita, acompanhamento das tarefas se foram concluídas no tempo, ou por que não foram, quando serão concluídas, a verificação da dedicação dos consultores, dos usuários, a cobrança das tarefas executadas dos dois lados. Na maioria das vezes o Diretor da empresa não leva em conta estes custos, pois algumas vezes o time terá que viajar para as filiais, elevando os custos do projeto.

3 7. Redesenho de Processos / Implantação de Novos procedimentos Operacionais É a primeira tarefa a ser realizada em uma implantação de ERP. Estes processos ajudam na implantação, pois são eles que direcionam os consultores para a parametrização do ERP e com eles os consultores reportam como os processos serão após o funcionamento do ERP. O que acostuma acontecer normalmente é que estes processos são sempre mudados no decorrer da implantação, principalmente nas áreas de Vendas, que mesmo levantando no início da implantação, já serão alterados conforme o ERP, e quando chegamos no final da implantação, novas idéias já foram implementadas, o que ocorre com o Desenho, fica desatualizado. O Gerente de Informática tem que ficar atento a este material, pois ele é um documento essencial para obter certificação ISO. 8. Levantamento de Dados Fase difícil, na maioria dos projetos de implantação o levantamento de dados só é iniciado no final do projeto, alguns meses antes da virada. Esta fase leva tempo e os fornecedoras do ERP ganham tempo para customizações. É uma tarefa que exige atenção e quem costuma ficar com esta responsabilidade é o usuário chave do módulo, porém como existe muitas tarefas, o usuário tenta identificar um funcionário da empresa para fazer estes levantamentos e é neste momento que a indicação do usuário tem que ser certa, pois exige muita atenção e muita dedicação. Se o levantamento for realizado de forma irregular, vai errado para o ERP, ficando mais difícil depois normalizar o cadastro do ERP, pois o mesmo já está em produção. 9. Levantamento das necessidades de Customização Fase em que a fornecedora, após levantar a maioria das informações, detalhes e processos, inicia as customizações no sistema. Normalmente os fornecedores deixam de lado os relatórios, ou melhor deixam estes levantamentos para o final da implantação, bem próximo a virada. Porém algumas áreas como compras e vendas, dependem muito de relatórios e se estes só forem dados como importantes no final do projeto, pode-se ocorrer problemas perante aos usuários, já acostumados com relatórios diários e mensais, prejudicando a dedicação para a nova gestão do ERP. 10. Levantamento de necessidades de Importação de Dados Fase que depende do levantamento de dados, mesmo após levantar as informações, os fornecedores é que identificam o que vai ser importado para o banco de dados do ERP, neste momento também depende de atenção e dedicação, pois qualquer dado importado errado, fica difícil acertar após o cadastro do ERP. Nesta fase, nem sempre o usuário chave, responsável pelo levantamento de dados, tem tempo para tal tarefa, assim é identificado funcionários para colaborar no levantamento, se não for identificado uma pessoa atenta e dedicada, o levantamento pode ficar irregular. 11. Desenvolvimento de Interfaces e Customizações Este desenvolvimento depende muito de empresa para empresa, umas levam mais desenvolvimento outras menos, mas de todas esta tarefa é executada pelos fornecedores, o que a empresa não consegue medir, pois os fornecedores não tem apenas esta empresa como cliente. A empresa deve fixar datas de entrega para pressionar os fornecedores, porém com certeza estas datas sempre são alteradas. Na maioria das vezes optam em iniciar a

4 parametrização do sistema, para adiantar o tempo, conforme as finalizações das interfaces e customizações, isto acarreta algumas alterações nas parametrizações, pois com algumas customizações demandam novas parametrizações. 12. Parametrizações Após o desenvolvimento de interfaces e customizações, inicia-se as parametrizações do sistema, criação de tabelas obrigatórias para o funcionamento do ERP. Serve como atenção algumas tabelas não obrigatórias e que o sistema carrega com registros inúteis, estas podem atrapalhar no futuro a performance do sistema. Atenção também para as tabelas de configuração do sistemas como por exemplo o número das filiais, dos pedidos, CFOP. Normalmente estas tabelas não são testadas no início do projeto podendo trazer problemas no futuro já em operação. 13. Desenvolvimento de material de apoio ao projeto (documentação, manuais de operação, customizações, interfaces, parametrizações etc.) Este material demonstra como fica a empresa após a implantação do ERP, criações de tabelas, desenho de novos processos e execução dos mesmos. Tarefa que leva tempo e é papel do consultor do módulo, documentação de extrema importância para a empresa já em produção com o sistema, pois serve como direcionador para os novos funcionários. Algumas empresas por motivos de custos de horas de consultoria, deixam estas tarefas para os Usuários chaves, e em alguns casos, por falta de tempo não são criados estes documentos. 14. Testes (Parametrizações, Interfaces e Customizações) e Testes Integrados (Integração e importação de dados) É neste momento que a empresa tem uma idéia superficial de como vai ficar a sua gestão após o ERP, desde que os testes tenham início, meio e fim, e que estes ocorram sem problemas, com uma coordenação bem focada no teste, pois caso haja algum problema o mesmo tem que ser resolvido rapidamente pelos consultores e usuários. O importante nestes testes é medir tempos dos processos e tentar visualizar o sistema em produção. 15. Planejamento da Entrada em Produção Reunião de definição entre o fornecedor do ERP e a empresa, onde se define a data para a virada do novo sistema, também costuma-se definir a data das entregas das customizações em atraso, data para a importação dos dados levantados entre outras. É nesta reunião também, onde participa o patrocinador do projeto (Diretor da empresa), onde o mesmo questiona alguns processos desenvolvidos no projeto e coloca algumas idéias. 16. Definição de Relatórios Alguns consultores de parametrização colocam os relatórios para a fase após a virada, erro que ainda acontece nos dias de hoje, pois alguns destes relatórios como exemplo sugestão de compras, são relatórios diários. O ideal é separar os relatórios mais importantes (diários, semanais e mensais) e customizá-los com antecedência a virada, sem deixar de comparar com que já existe no sistema para não acontecer retrabalhos e custos para a empresa em horas de desenvolvimento.

5 17. Treinamento de Funcionários Com a documentação desenvolvida no projeto (manual de parametrização e de usuário) fica fácil a fase de treinamento dos usuários, papel desenvolvido tanto pelos consultores como também pelos Usuários Chaves. É essencial que a maioria dos funcionários façam o treinamento. O ideal nesta fase é encontrar pessoas com motivação para o novo sistema, estas pessoas serão multiplicadores, irão acompanhar os Usuários Chaves na virada, tirando algumas dúvidas dos funcionários. 18. Execução das atividades e ações preliminares para entrada em produção É essencial realizar uma reunião antes do dia da virada para determinar a dedicação e atividade de cada consultor e usuário chave nos devidos módulos e áreas da empresas. Motivar ainda mais as pessoas selecionadas no treinamento e ficar atentos nas pessoas que podem atrapalhar a virada. Atenção para as ações preliminares para a entrada em produção, a equipe de Ti tem que conferir todas as configurações do sistema para não ter surpresas. 19. Entrada em Operação e Acompanhamento da Operação É na entrada em operação é que conheceremos o funcionamento do ERP em produção, é neste momento que iremos rever os processos, criar novos processos para o dia-a-dia do funcionário da empresa, é desde a entrada de uma mercadoria até a expedição desta mercadoria. Neste momento é de extrema importância a presença do Time do projeto, os multiplicadores e os consultores de implantação. Definido a dedicação, as atividades e as áreas em que os consultores, usuários chaves e multiplicadores irão realizar a virada, a operação fica mais organizada. 20. Acertos e Ajustes necessários Em todas as implantações após a virada existem acertos e ajustes no ERP, desde acertos em máscaras de variáveis, ajustes em customizações e até relatórios completos. O certo é manter um consultor de desenvolvimento acompanhando pelo menos 15 dias após a virada. Para os consultores de parametrização é ideal mantê-los no mínimo uma semana. O ideal é que todas as empresas que forem implantar um ERP, planejem com no mínimo de 3 meses antes de qualquer definição, isto inclui desde a previsão do fluxo de caixa da empresa nos meses de projeto e até mesmo o planejamento das férias dos Usuários Chaves da empresa.

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

O último capítulo desta dissertação visa tecer conclusões a respeito do trabalho e sugerir algumas recomendações para estudos futuros.

O último capítulo desta dissertação visa tecer conclusões a respeito do trabalho e sugerir algumas recomendações para estudos futuros. 7 Conclusão O último capítulo desta dissertação visa tecer conclusões a respeito do trabalho e sugerir algumas recomendações para estudos futuros. A presente dissertação, conforme exposto no Capítulo 1,

Leia mais

ERP. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning -Sistema de Gestão Empresarial -Surgimento por volta dos anos 90 -Existência de uma base de dados

Leia mais

METODOLOGIA DE IMPLANTAÇÃO INFOECIA. Introdução

METODOLOGIA DE IMPLANTAÇÃO INFOECIA. Introdução Introdução O objetivo deste documento é descrever de uma forma simplificada, o processo implantação de sistemas corporativos da Infoecia. Neste documento é apresentado o ciclo de vida padrão dos projetos

Leia mais

Implantação NG ADM. Setor Implantação

Implantação NG ADM. Setor Implantação Implantação NG ADM Setor Implantação Este treinamento faz parte da Metodologia Geral de implantação ( Manual de serviços ) Tem o foco teórico É flexível e pode ser adaptada Ainda está em evolução Orientações

Leia mais

Então resolvi listar e explicar os 10 principais erros mais comuns em projetos de CRM e como podemos evita-los.

Então resolvi listar e explicar os 10 principais erros mais comuns em projetos de CRM e como podemos evita-los. Ao longo de vários anos de trabalho com CRM e após a execução de dezenas de projetos, penso que conheci diversos tipos de empresas, culturas e apesar da grande maioria dos projetos darem certo, também

Leia mais

TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL

TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL Tutorial do Sistema WinThor Módulo Contábil Copyright - PC Informática Ltda. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total por qualquer

Leia mais

ERP Enterprise Resource Planning

ERP Enterprise Resource Planning ERP Enterprise Resource Planning Sistemas Integrados de Gestão Evolução dos SI s CRM OPERACIONAL TÁTICO OPERACIONAL ESTRATÉGICO TÁTICO ESTRATÉGICO OPERACIONAL TÁTICO ESTRATÉGICO SIT SIG SAE SAD ES EIS

Leia mais

ACOMPANHAMENTO GERENCIAL SANKHYA

ACOMPANHAMENTO GERENCIAL SANKHYA MANUAL DE VISITA DE ACOMPANHAMENTO GERENCIAL SANKHYA Material exclusivo para uso interno. O QUE LEVA UMA EMPRESA OU GERENTE A INVESTIR EM UM ERP? Implantar um ERP exige tempo, dinheiro e envolve diversos

Leia mais

SInGI Sistema de Informação de Gestão Integrada

SInGI Sistema de Informação de Gestão Integrada SInGI Sistema de Informação de Gestão Integrada 2 O QUE É O PROJETO? É a implantação no novo Sistema de Informação de Gestão Integrada (SInGI) da Unimed Blumenau, em substituição ao atual ERP - sistema

Leia mais

Estudo de Viabilidade

Estudo de Viabilidade Estudo de Viabilidade PGE: Plastic Gestor Empresarial Especificação de Requisitos e Validação de Sistemas Recife, janeiro de 2013 Sumário 1. Motivação... 1 2. Introdução: O Problema Indentificado... 2

Leia mais

SISTEMA DE PROCESSAMENTO DE TRANSAÇÕES (SPT) PARADA OBRIGATÓRIA!!! SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (SPT, SIG e ERP) CONTEÚDO DA AULA

SISTEMA DE PROCESSAMENTO DE TRANSAÇÕES (SPT) PARADA OBRIGATÓRIA!!! SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (SPT, SIG e ERP) CONTEÚDO DA AULA PROF.ª MARCIA CRISTINA DOS REIS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 14/08/2012 Aula 4 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (SPT, SIG e ERP) PARADA OBRIGATÓRIA!!! LEITURA DO LIVRO DO TURBAN, RAINER JR E POTTER Sistemas SPT p. 212

Leia mais

Ricardo Scheurer Sonda Supermercado

Ricardo Scheurer Sonda Supermercado Tema: Apresentador: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Ricardo Scheurer Sonda Supermercado Objetivo desta palestra será resolver as seguintes questões: Porque fazer um PDTI? Quais os benefícios

Leia mais

Dicas para implantação do Autodesk Vault para pequenas e médias empresas

Dicas para implantação do Autodesk Vault para pequenas e médias empresas Dicas para implantação do Autodesk Vault para pequenas e médias empresas Rodrigo Tito Nova CS Informática Cristiano Oliveira ConsultCAD É sabido por todos que hoje, o processo de desenvolvimento do produto

Leia mais

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Adilson Sérgio Nicoletti Blumenau, SC - setembro de 2001 Conteúdo Apresentação

Leia mais

Como Identificar e Definir os Processos da sua Empresa

Como Identificar e Definir os Processos da sua Empresa Como Identificar e Definir os Processos da sua Empresa Mapeamento e Padronização de Processos Organizacionais Mateus Pizetta Aline Milani Todos os Direitos Reservados 2014 Introdução: Este material foi

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0 Autor: Marco Polo Viana. Bloco Suprimentos

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0 Autor: Marco Polo Viana. Bloco Suprimentos Bloco Suprimentos Controle de Produção PCP Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Controle de Produção PCP, que se encontra no Bloco Suprimentos. Todas informações aqui disponibilizadas

Leia mais

Solução SGI (ERP) Sistema de Gestão Integrado

Solução SGI (ERP) Sistema de Gestão Integrado 2014 Solução SGI (ERP) Sistema de Gestão Integrado SOLUÇÃO SGI Sistema de Gestão Integrado (ERP), é um sistema WEB voltado para empresas que necessitam controlar e realizar a gestão de seus principais

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 ÍNDICE Introdução...3 A Necessidade do Gerenciamento e Controle das Informações...3 Benefícios de um Sistema de Gestão da Albi Informática...4 A Ferramenta...5

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO - ERP

SISTEMAS DE GESTÃO - ERP A IMPORTÂNCIA DA CONSULTORIA NA SELEÇÃO / IMPLANTAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO - ERP Alinhamento das expectativas; O por que diagnosticar; Fases do diagnóstico; Critérios de seleção para um ERP; O papel da

Leia mais

INNOVA. Soluções de software que capacitam os processadores de aves a...

INNOVA. Soluções de software que capacitam os processadores de aves a... INNOVA Soluções de software que capacitam os processadores de aves a... Maximizar o rendimento e a produtividade Estar em conformidade com os padrões de qualidade e garantir a segurança dos alimentos Obter

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO - ERP

SISTEMAS DE GESTÃO - ERP A IMPORTÂNCIA DA CONSULTORIA NA SELEÇÃO / IMPLANTAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO - ERP Para as corporações, as mudanças são absorvidas pelas equipes internas, envolvendo tecnologia, contabilidade, logística

Leia mais

Slice Management. Controlando o que você não vê. Direto ao assunto

Slice Management. Controlando o que você não vê. Direto ao assunto Slice Management Controlando o que você não vê Direto ao assunto O Slice Management (SM) é uma prática de gerenciamento que consiste em colocar um sistema de inteligência em todas as áreas da empresa.

Leia mais

Implantação. Prof. Eduardo H. S. Oliveira

Implantação. Prof. Eduardo H. S. Oliveira Visão Geral A implantação de um sistema integrado de gestão envolve uma grande quantidade de tarefas que são realizadas em períodos que variam de alguns meses a alguns anos, e dependem de diversos fatores,

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

SAD Gestor Gerenciador de Backup

SAD Gestor Gerenciador de Backup SAD Gestor Gerenciador de Backup treinamento@worksoft.inf.br SAD Gestor Gerenciador de Backup SAD Gerenciador de Backup Esse aplicativo foi desenvolvido para realizar cópias compactadas de bancos de dados

Leia mais

Manual Portal Ambipar

Manual Portal Ambipar Manual Portal Ambipar Acesso Para acessar o Portal Ambipar, visite http://ambipar.educaquiz.com.br. Login Para efetuar o login no Portal será necessário o e-mail do Colaborador e a senha padrão, caso a

Leia mais

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Módulo 4 Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Estruturas e Metodologias de controle adotadas na Sarbanes COBIT

Leia mais

CRONOGRAMA DE INSTALAÇÃO

CRONOGRAMA DE INSTALAÇÃO CRONOGRAMA DE INSTALAÇÃO Para uma instalação segura e sem imprevistos, a equipe técnica da JOTEC, preparou este cronograma com 7 etapas que deverão ser seguidas utilizando todos os materiais de apoio enviados

Leia mais

ERP SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL. Guia Prático de Compra O QUE SABER E COMO FAZER PARA ADQUIRIR CERTO. Edição de julho.2014

ERP SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL. Guia Prático de Compra O QUE SABER E COMO FAZER PARA ADQUIRIR CERTO. Edição de julho.2014 ERP SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL Guia Prático de Compra Edição de julho.2014 O QUE SABER E COMO FAZER PARA ADQUIRIR CERTO Í n d i c e 6 perguntas antes de adquirir um sistema 4 6 dúvidas de quem vai adquirir

Leia mais

ESSE CURSO FOI CRIADO E É PROMOVIDO PELA INSTITUIÇÃO. Todos os Direitos Reservados

ESSE CURSO FOI CRIADO E É PROMOVIDO PELA INSTITUIÇÃO. Todos os Direitos Reservados Curso Online 1 2 ESSE CURSO FOI CRIADO E É PROMOVIDO PELA INSTITUIÇÃO Todos os Direitos Reservados 3 1 O Que é Fluxo de Caixa _Fatores que Afetam o Fluxo de Caixa (Internos e Externos) _Desequilíbrio Financeiro

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Tecnologia da Informação. O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

Fone: 55 11 2384-7736 - www.wissenconsulting.com.br - atendimento@wissenconsulting.com.br

Fone: 55 11 2384-7736 - www.wissenconsulting.com.br - atendimento@wissenconsulting.com.br Nosso método de trabalho foi criado para atender VOCÊ A WISSEN CONSULTING têm como compromisso ajudá-lo a alcançar o sucesso na implementação de ferramentas de gestão e colaboração para que você possa

Leia mais

Título: De Olho na Produção

Título: De Olho na Produção Título: De Olho na Produção Resumo O De Olho na Produção trata-se de um sistema inovador de gestão de informação que tem por premissas: projetar a chegada dos vagões até os pontos de carregamento e descarga,

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

Adicionais. Grupo Acert - 1

Adicionais. Grupo Acert - 1 MÓDULOS Adicionais Grupo Acert - 1 ÍNDICE 1 - ESTOQUE 1.1- Balanço de Estoque 03 2 - FATURAMENTO/FINANCEIRO 2.1- Pagamento Eletrônico (Fornecedores) 2.2- Plug-in Cheque Custódia 06 07 3 - FISCAL e CONTÁBIL

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Outubro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Abordar o domínio Adquirir e Implementar e todos

Leia mais

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG)

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG) Sistema de Informação Gerencial (SIG) Material de Apoio Os Sistemas de Informação Gerencial (SIG) são sistemas ou processos que fornecem as informações necessárias para gerenciar com eficácia as organizações.

Leia mais

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174 Versão Liberada A Gerpos comunica a seus clientes que nova versão do aplicativo Gerpos Retaguarda, contendo as rotinas para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, já está disponível. A atualização da versão

Leia mais

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos.

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos. VERSÃO 5 Outubro/2012 Release Notes Não deixe de atualizar o seu sistema Planejamos a entrega ao longo do exercício de 2012 com mais de 140 melhorias. Mais segurança, agilidade e facilidade de uso, atendendo

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. CRM e AFV

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. CRM e AFV Bloco Comercial CRM e AFV Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre os Módulos CRM e AFV, que fazem parte do Bloco Comercial. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas

Leia mais

Tecnologia da Informac aõ como aliada. PETRUS, Abril 2014

Tecnologia da Informac aõ como aliada. PETRUS, Abril 2014 Tecnologia da Informac aõ como aliada PETRUS, Abril 2014 Evolução da TI 60 70 80 90 A Era do Processamento de Dados A Era dos Sistemas de Informações A Era da Inovação e Vantagem Competitiva A Era da Integração

Leia mais

Controle de Alocação de Carga no Planejamento Operacional

Controle de Alocação de Carga no Planejamento Operacional Controle de Alocação de Carga no Produto : SARA Operacional 11.8 Projeto/IRM : L_SARA001/IRM000275-7 Data da criação : 19/08/14 Data da revisão : 19/08/14 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : SQL Server

Leia mais

NOVIDADES DA VERSÃO 2.10 DO SANKHYA-W. Atividade Descrição Versão Abrangência

NOVIDADES DA VERSÃO 2.10 DO SANKHYA-W. Atividade Descrição Versão Abrangência NOVIDADES DA VERSÃO 2.10 DO SANKHYA-W Atividade Descrição Versão Abrangência Nota de complemento Geração de nota de complemento através do Sankhya-W. Informações da Sankhya/Jiva no Os e-mails de NF-e enviados

Leia mais

Sobre a Prime Control

Sobre a Prime Control Sobre a Prime Control A Prime Control é uma empresa focada e especializada em serviços de qualidade e testes de software. Somos capacitados para garantir, através de sofisticadas técnicas, a qualidade

Leia mais

Simplificando a TECNOLOGIA

Simplificando a TECNOLOGIA 3 Simplificando a TECNOLOGIA SEGURANÇA DESENVOLVIMENTO BANCO DE DADOS S O L U Ç Õ ES E M T E C N O L O G I A MISSÃO VISÃO Contribuir com o sucesso dos Clientes através da Ser a melhor provedora de Soluções

Leia mais

Erros no Gerenciamento de Projetos em Inteligência Competitiva

Erros no Gerenciamento de Projetos em Inteligência Competitiva Erros no Gerenciamento de Projetos em Inteligência Competitiva Daniela Ramos Teixeira Muito já se escreveu sobre gerenciamento de projetos. Mas será que gerenciar projetos de inteligência competitiva (IC)

Leia mais

Perguntas Frequentes. Distribuidores

Perguntas Frequentes. Distribuidores Perguntas Frequentes Distribuidores O que é o site Compre Lista Escolar? É um site que possui um sistema desenvolvido, exclusivamente, para que distribuidores possam realizar vendas de livros escolares

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração do Primeiro Backup Versão PRO

Manual de Instalação e Configuração do Primeiro Backup Versão PRO Manual de Instalação e Configuração do Primeiro Backup Versão PRO Instalação do gbackup Pro Para instalar o gbackup Pro em seu computador ou servidor, basta seguir as seguintes etapas: Após baixar a instalação

Leia mais

Tutorial do Sistema de Requerimentos On-line

Tutorial do Sistema de Requerimentos On-line Tutorial do Sistema de Requerimentos On-line Atenção: Os requerimentos de segunda oportunidade, matrícula em disciplina, rematrícula, matrícula em dependência e trabalhos orientados só poderão ser abertos

Leia mais

DÉDALO Ferramenta de Apoio à Gestão de Empresas Aéreas

DÉDALO Ferramenta de Apoio à Gestão de Empresas Aéreas DÉDALO Ferramenta de Apoio à Gestão de Empresas Aéreas DÉDALO é um sistema de informações especialista, concebido e desenvolvido para automatizar, integrar e dar suporte aos principais processos utilizados

Leia mais

CONSULTA AO MERCADO RFI REQUEST FOR INFORMATION CONSOLIDAÇÃO DE DÚVIDAS APRESENTADAS

CONSULTA AO MERCADO RFI REQUEST FOR INFORMATION CONSOLIDAÇÃO DE DÚVIDAS APRESENTADAS CONSULTA AO MERCADO RFI REQUEST FOR INFORMATION CONSOLIDAÇÃO DE DÚVIDAS APRESENTADAS 1. Dúvidas Gerais Pergunta: Os processos e metodologias de avaliação de riscos do Banco estão definidos e implantados?

Leia mais

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação Tecnologia da Informação Gestão Organizacional da Logística Sistemas de Informação Sistemas de informação ERP - CRM O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para

Leia mais

ERP ERP ERP TRABALHO SOBRE IMPORTÂNCIA

ERP ERP ERP TRABALHO SOBRE IMPORTÂNCIA UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO UPE FACULDADE DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO DE PERNAMBUCO FCAP TRABALHO SOBRE Clarissa Emmanuelle Mariana Bruna Larissa EQUIPE: Bruna Araruna Bertão Clarissa Pimentel Bandeira

Leia mais

BPM Congress 27 e 28-11-2012. Palestrante: Ranussy Gonçalves

BPM Congress 27 e 28-11-2012. Palestrante: Ranussy Gonçalves BPM Congress 27 e 28-11-2012 Palestrante: Ranussy Gonçalves O SEBRAE-MG Mais de 700 funcionários Orçamento para 2012 de mais de R$ 185 milhões 130 mil empresas atendidas em 2011 e 150 mil para 2012 O início

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Gestão Aplicada a TIC AULA 05. Prof. Fábio Diniz

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Gestão Aplicada a TIC AULA 05. Prof. Fábio Diniz FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Gestão Aplicada a TIC AULA 05 Prof. Fábio Diniz FTIN FORMAÇÃO TÉCNICA EM INFORMÁTICA GESTÃO DA INFORMATIZAÇÃO EMPRESARIAL Na aula anterior Project Charter.

Leia mais

Objetivos. PDI - Plano Diretor de Informática. O que é? Como é feito? Quanto dura sua elaboração? Impactos da não execução do PDI

Objetivos. PDI - Plano Diretor de Informática. O que é? Como é feito? Quanto dura sua elaboração? Impactos da não execução do PDI Objetivos Assegurar que os esforços despendidos na área de informática sejam consistentes com as estratégias, políticas e objetivos da organização como um todo; Proporcionar uma estrutura de serviços na

Leia mais

Conquistamos ao longo de nossa trajetória mais de 30.000 licenças em operação em 6.500 clientes ativos.

Conquistamos ao longo de nossa trajetória mais de 30.000 licenças em operação em 6.500 clientes ativos. Institucional Perfil A ARTSOFT SISTEMAS é uma empresa brasileira, fundada em 1986, especializada no desenvolvimento de soluções em sistemas integrados de gestão empresarial ERP, customizáveis de acordo

Leia mais

Novas funcionalidades do Gerenciador Contábil

Novas funcionalidades do Gerenciador Contábil 1 Novas funcionalidades do Gerenciador Contábil Na versão 7.0.2.102, as seguintes opções foram implementadas no sistema: Integração das Contas a Pagar/Receber com a Contabilidade; Integração das Notas

Leia mais

Manual técnico, versão V3

Manual técnico, versão V3 cccccccccccc Manual técnico, versão V3 Daxis Sistemas Inteligentes Todos os direitos reservados Índice Overview: visão geral do processo de implantação... 3 Atenção... 3 Principais tarefas... 3 Planejamento...

Leia mais

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria Agentes Financiadores Notícias e atualidades sobre Agentes Financiadores nacionais e internacionais página inicial A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores

Leia mais

Organização e a Terceirização da área de TI. Profa. Reane Franco Goulart

Organização e a Terceirização da área de TI. Profa. Reane Franco Goulart Organização e a Terceirização da área de TI Profa. Reane Franco Goulart Como surgiu? A terceirização é uma ideia consolidada logo após a Segunda Guerra Mundial, com as indústrias bélicas americanas, as

Leia mais

CEP 2 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX)

CEP 2 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX) ANEXO 2 INFORMAÇÕES GERAIS VISTORIA 1. É obrigatória a visita ao hospital, para que a empresa faça uma vistoria prévia das condições, instalações, capacidade dos equipamentos, migração do software e da

Leia mais

Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1

Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1 Termo de Abertura Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1 Iteração 1.0- Release 1.0 Versão do Documento: 1.1 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011 1.0 Versão

Leia mais

6 Implantação do WMS na Empresa Alfa

6 Implantação do WMS na Empresa Alfa 6 Implantação do WMS na Empresa Alfa Dando continuidade ao estudo de caso sobre a implantação do WMS no CD da Empresa Alfa, este capítulo possui quatro objetivos: o primeiro é fazer uma breve descrição

Leia mais

A Disciplina Gerência de Projetos

A Disciplina Gerência de Projetos A Disciplina Gerência de Projetos Atividades, Artefatos e Responsabilidades hermano@cin.ufpe.br Objetivos Apresentar atividades da disciplina Gerência de Projetos Discutir os artefatos e responsáveis envolvidos

Leia mais

D e c l a r a ç ã o d e T r a b a l h o d e T r e i n a m e n t o

D e c l a r a ç ã o d e T r a b a l h o d e T r e i n a m e n t o D e c l a r a ç ã o d e T r a b a l h o d e T r e i n a m e n t o I d e n t i f i c a ç ã o Projeto Implantação de Sistema GED Solicitante BB S.A Patrocinador do Projeto Jurandir Toblib Presidente da BB

Leia mais

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos.

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos. VERSÃO 5 Outubro/2012 Release Notes Não deixe de atualizar o seu sistema Planejamos a entrega ao longo do exercício de 2012 com mais de 140 melhorias. Mais segurança, agilidade e facilidade de uso, atendendo

Leia mais

Manual das planilhas de Obras

Manual das planilhas de Obras Manual das planilhas de Obras Detalhamento dos principais tópicos para uso das planilhas de obra Elaborado pela Equipe Planilhas de Obra.com Conteúdo 01. Pedidos... 3 Pedido de material detalhado;... 3

Leia mais

Foram criadas três empresas padrões que podem ser importadas na criação de novas siglas no SIGER, sendo uma para cada forma de tributação.

Foram criadas três empresas padrões que podem ser importadas na criação de novas siglas no SIGER, sendo uma para cada forma de tributação. Foram implementadas no módulo de Contabilidade do ERP SIGER, a partir da versão 15.30a, melhorias que visam agilizar e facilitar principalmente o trabalho dos Escritórios Contábeis e também poderá ser

Leia mais

Channel. Visão Geral e Navegação. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9

Channel. Visão Geral e Navegação. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9 Channel Visão Geral e Navegação Tutorial Atualizado com a versão 3.9 Copyright 2009 por JExperts Tecnologia Ltda. todos direitos reservados. É proibida a reprodução deste manual sem autorização prévia

Leia mais

Metodologia de Implantação do WinThor Distribuidor Sistema de Gestão da Qualidade

Metodologia de Implantação do WinThor Distribuidor Sistema de Gestão da Qualidade Página 1 de 28 Guia de Implantação Winthor Página 2 de 28 1. INTRODUÇÃO Quando o cliente adquire o sistema WinThor, ele na verdade está recebendo uma ferramenta que contém um modelo de gestão para o seu

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização

Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos

Leia mais

DESAFIOS OPERACIONAIS DO COMÉRCIO ELETRÔNICO: TRANSFORMADO A PERCEPÇÃO DO CONSUMIDOR

DESAFIOS OPERACIONAIS DO COMÉRCIO ELETRÔNICO: TRANSFORMADO A PERCEPÇÃO DO CONSUMIDOR 1 DESAFIOS OPERACIONAIS DO COMÉRCIO ELETRÔNICO: TRANSFORMADO A PERCEPÇÃO DO CONSUMIDOR ENEXT CONSULTORIA: SÉRIE DE WHITE PAPERS Produzido por: Gabriel Lima As informações contidas neste White Paper são

Leia mais

As partes interessadas incluem todos os membros da equipe de projetos, assim como todas entidades interessadas, tanto externas quanto internas; Cabe

As partes interessadas incluem todos os membros da equipe de projetos, assim como todas entidades interessadas, tanto externas quanto internas; Cabe Aula 04 1 2 As partes interessadas incluem todos os membros da equipe de projetos, assim como todas entidades interessadas, tanto externas quanto internas; Cabe ao gestor de projetos compreender e gerenciar

Leia mais

2.12- Criação/Implantação de Processo de Garantia da Qualidade para Empresas de Software de Pequeno Porte

2.12- Criação/Implantação de Processo de Garantia da Qualidade para Empresas de Software de Pequeno Porte 2.12- Criação/Implantação de Processo de Garantia da Qualidade para Empresas de Software de Pequeno Porte O MPS.BR tem como foco, ainda que não exclusivo, atender a micro, pequenas e médias empresas de

Leia mais

Nove erros comuns que devem ser evitados ao selecionar e implementar uma solução de mobilidade

Nove erros comuns que devem ser evitados ao selecionar e implementar uma solução de mobilidade Nove erros comuns que devem ser evitados ao selecionar e implementar uma solução de mobilidade Introdução Introdução A empresa de pesquisa IDC prevê que mais da metade dos trabalhadores usarão ferramentas

Leia mais

CONCEITOS RELACIONADOS ÀS ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS NOS EPISÓDIOS 1, 2 E 3.

CONCEITOS RELACIONADOS ÀS ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS NOS EPISÓDIOS 1, 2 E 3. CONCEITOS RELACIONADOS ÀS ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS NOS EPISÓDIOS 1, 2 E 3. PROBLEMA: É UM OBSTÁCULO QUE ESTÁ ENTRE O LOCAL ONDE SE ESTÁ E O LOCAL EM QUE SE GOSTARIA DE ESTAR. ALÉM DISSO, UM PROBLEMA

Leia mais

Cultura Inglesa São Paulo automatiza backup diário em 18 unidades com arcserve

Cultura Inglesa São Paulo automatiza backup diário em 18 unidades com arcserve CASO DE SUCESSO Julho 2014 Cultura Inglesa São Paulo automatiza backup diário em 18 unidades com arcserve PERFIL DO CLIENTE Setor: Educação Organização: Cultura Inglesa São Paulo EMPRESA DESAFIO SOLUÇÃO

Leia mais

Como entendemos a Gestão por Processos?

Como entendemos a Gestão por Processos? RIO DE JANEIRO SÃO PAULO BRASÍLIA BELO HORIZONTE Como entendemos a Gestão por Processos? Mobilizando pessoas para promover melhorias e inovações a partir de processos André Macieira & Leandro Jesus Alguns

Leia mais

2. Principais documentos relativos ao levantamento de dados do sistema

2. Principais documentos relativos ao levantamento de dados do sistema 1. Prefácio O sistema informatizado Folha de Pagamento Doméstica (GFD), vem sendo desenvolvido visando atender inicialmente a Organização Contábil Santa Rita Ltda., mas posteriormente, poderá favorecer

Leia mais

Certificação ISO/IEC 27001. SGSI - Sistema de Gestão de Segurança da Informação. A Experiência da DATAPREV

Certificação ISO/IEC 27001. SGSI - Sistema de Gestão de Segurança da Informação. A Experiência da DATAPREV Certificação ISO/IEC 27001 SGSI - Sistema de Gestão de Segurança da Informação A Experiência da DATAPREV DATAPREV Quem somos? Empresa pública vinculada ao Ministério da Previdência Social, com personalidade

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (AULA 03)

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (AULA 03) Prof. Breno Leonardo Gomes de Menezes Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (AULA 03) 1 ERP Sistema para gestão dos recursos administrativos-financeiros,

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

2. O que informatizar?

2. O que informatizar? A INFORMÁTICA NO CONSULTÓRIO MÉDICO No fascículo anterior, comentamos como a gestão de custos, mesmo sendo feita de maneira simplista, auxilia o consultório a controlar e avaliar seus resultados, permitindo

Leia mais

Passo a Passo para Iniciar o Carregamento pelo código de Barras com Rota Mista

Passo a Passo para Iniciar o Carregamento pelo código de Barras com Rota Mista Passo a Passo para Iniciar o Carregamento pelo código de Barras com Rota Mista Neste processo iremos utilizar os sistemas SysDif e Tecnocargas Passo 1: No SYSDIF inicie o carregamento, pela ordem de carregamento

Leia mais

WHITE PAPER CERTIFICADOS SSL

WHITE PAPER CERTIFICADOS SSL WHITE PAPER CERTIFICADOS SSL Importância da Autoridade Certificadora, instalação e gerenciamento automatizados Certificados SSL são vitais para proteger comunicações. Desde que foi desenvolvida, essa tecnologia

Leia mais

Projeto: Implantação de Sistema Objetivo

Projeto: Implantação de Sistema Objetivo Projeto: Implantação de Sistema Objetivo Permitir ao aluno o contato com sistemas de informação gerenciais e com algumas fases de implantação de sistemas, como, análise do sistema, definição da matriz

Leia mais

CRManager. CRManager. TACTIUM CRManager. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM CRManager Guia de Funcionalidades. www.softium.com.

CRManager. CRManager. TACTIUM CRManager. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM CRManager Guia de Funcionalidades. www.softium.com. Tactium Tactium CRManager CRManager TACTIUM CRManager Guia de Funcionalidades 1 O TACTIUM CRManager é a base para implementar a estratégia de CRM de sua empresa. Oferece todo o suporte para personalização

Leia mais

Soluções em Tecnologia da Informação

Soluções em Tecnologia da Informação Soluções em Tecnologia da Informação Curitiba Paraná Salvador Bahia A DTS Sistemas é uma empresa familiar de Tecnologia da Informação, fundada em 1995, especializada no desenvolvimento de soluções empresariais.

Leia mais

MODALIDADE Business Service Provider - BSP

MODALIDADE Business Service Provider - BSP MODALIDADE Business Service Provider - BSP Na solução BSP a empresa delega à ABGT SISTEMAS a execução da folha de pagamento e sub-processos, além da hospedagem e do gerenciamento da infra-estrutura e tecnologia

Leia mais

Projeto Você pede, eu registro.

Projeto Você pede, eu registro. Projeto Você pede, eu registro. 1) IDENTIFICAÇÃO 1.1) Título do Projeto: Você pede eu registro. 1.2) Equipe responsável pela coordenação do projeto: Pedro Paulo Braga Bolzani Subsecretario de TI Antonio

Leia mais

Auditoria Operacional no Setor Produtivo em uma Industria de Envelopes de Papel

Auditoria Operacional no Setor Produtivo em uma Industria de Envelopes de Papel Auditoria Operacional no Setor Produtivo em uma Industria de Envelopes de Papel UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO MBA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE SÃO PAULO 2009 Gerson C. Anis e grupo de trabalho SUMÁRIO RESUMO...2

Leia mais

Suporte Técnico. A ZRCR Informática presta suporte técnico, via telefone, e-mail ou Skype diretamente aos usuários do E-GESTAOBELEZA

Suporte Técnico. A ZRCR Informática presta suporte técnico, via telefone, e-mail ou Skype diretamente aos usuários do E-GESTAOBELEZA Suporte Técnico A ZRCR Informática presta suporte técnico, via telefone, e-mail ou Skype diretamente aos usuários do E-GESTAOBELEZA Horário de Atendimento De segunda-feira à sexta-feira das 09:00 ás 19:00

Leia mais

Soluções para Administração Municipal. Outubro 2010

Soluções para Administração Municipal. Outubro 2010 Soluções para Administração Municipal Outubro 2010 Entre as maiores de TI no país Do tamanho do Brasil Sede: Jacarepaguá, Rio de Janeiro Sedes Regionais - Rio, São Paulo, Brasília, Curitiba e Recife 28

Leia mais