TMS e Roteirizadores. Breno Amorim

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TMS e Roteirizadores. Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com"

Transcrição

1 TMS e Roteirizadores Breno Amorim

2 Definição TMS (Transportation Management System) é um produto para melhoria da qualidade e produtividade de todo o processo de distribuição. Este sistema permite controlar toda a operação e gestão de transportes de forma integrada. O sistema é desenvolvido em módulos que podem ser adquiridos pelo cliente, consoante as suas necessidades (Gasnier et al., 2001).

3 Finalidade O sistema tem como finalidade identificar e controlar os custos inerentes a cada operação, sendo importante identificar e medir os custos de cada elemento existente na cadeia de transporte, a qual envolve não só o veículo em si, mas também a gestão dos recursos humanos e materiais, o controlo das cargas, os custos de manutenção da frota e índices de discrepâncias nas entregas, bem como as diversas tabelas de fretes existentes (peso, valor, volume) apresentando o modelo que melhor se ajusta (Entendendo, 2002)

4 Transportation Management Systems (TMS) Principais funcionalidades de um TMS: Seleção de transportadora e meio de transporte. Rastreamento em tempo real de veículos. Controle de qualidade de serviço. Simulações de custos de esquemas de transportes. Embarque de lotes de pedidos. Avaliação de desempenho de transportadora. Exemplos: Tempo de entrega relativo ao esperado. Custo por quilômetros percorridos. GPS como tecnologia auxiliar. Informática Aplicada a Logística Profº Marcelo Pita sábado, 26 de setembro de 2009

5 Transportation Management Systems (TMS) Os TMS compreendem sistemas mais completos para gestão do transporte logístico. Enquanto os roteirizadores possuem apenas a funcionalidade de geração de rotas ótimas de transportes, os sistemas TMS se preocupam desde a chegada da ordem até a finalização da entrega. Atua de forma integrada com roteirizadores. Informática Aplicada a Logística Profº Marcelo Pita sábado, 26 de setembro de 2009

6 Transportation Management Systems (TMS) Processos que estão sob gestão de um TMS: Planejamento do tipo de transporte. Parametrizado por um conjunto de restrições dos pedidos (e.g. custo de frete, tempo de entrega). Acompanhamento de veículos durante entregas. Rastreamento dos veículos via GPS. Comunicação em tempo real para saber estado do pedido e envio de alertas (e.g. acidentes na estrada, pontos de baixa velocidade devido a engarrafamentos). Medições de desempenho. Avaliação do desempenho da transportadora através de indicadores apropriados. Informática Aplicada a Logística Profº Marcelo Pita sábado, 26 de setembro de 2009

7 Benefícios Permite obter o custo mínimo de operação Controlar a qualidade dos serviços realizados Estabelecer metas de qualidade conforme as necessidades Aumenta a disponibilidade da frota informações detalhadas e de fácil acesso que permitem uma rápida tomada de decisão Para se ter uma ideia da importância da aplicação do TMS dentro de uma empresa é preciso saber quanto representa o custo do transporte. Numa indústria, o custo do transporte é, em geral, o segundo maior, ficando apenas atrás do custo de produção. Os encargos com o transporte variam entre 1/3 e 2/3 do total dos custos logísticos que englobam abastecimento, movimentação, armazenagem e distribuição (TMS, 1996).

8 Módulos Gestão de frotas; Gestão de fretes; Roteirizadores; Programação de cargas; Controle de tráfego/rastreamento; Atendimento ao cliente, entre outros.

9 Gestão de Frotas Controle do cadastro do veículo: considera todas as informações necessárias relacionadas a cada veículo da frota (seguros, leasing, etc.); Controle de documentação: licenciamento, impostos, taxas, boletins de ocorrência, pagamentos (à vista parcelado); Controle de manutenção: controla as atividades relacionadas à manutenção (garantias, manutenção preventiva, corretiva, etc.); Controle de estoque de peças: envolve o cadastro de componentes, localização de componentes, etc.; Controle de funcionários agregados.

10 Gestão de Frotas Controle de combustíveis e lubrificantes: controla todas as informações de atividades relacionadas com abastecimento de combustíveis e lubrificantes (frota, data, veículo, custo, local, etc.); Controle de tacógrafos: monitora o comportamento do motorista durante toda a viagem; Controle de pneus e câmaras: por meio do número gravado a fogo do pneu e etiquetas nas câmaras, pode-se gerenciar a manutenção de pneus, quilometragem rodada por pneu, e algumas empresas controlam até o protetor de câmara, se necessário; Controle de engates e desengates de carretas, entre outros

11 Gestão de Fretes Controlar por meio de um cadastro geral: transportadoras, rotas e taxas, entre outras informações; Controlar tabelas de fretes diferentes, ou seja, a tabela de uma transportadora e a tabela de um dos clientes da transportadora; Analisar e calcular o custo do frete por transportadora para subsidiar a escolha da melhor transportadora; Possibilitar cálculos e simulações de frete, para que uma transportadora possa avaliar diferentes alternativas de custo e prazo de entrega, oferecendo um melhor serviço ao cliente;

12 Gestão de Fretes Calcular fretes considerando os diferentes modais, por trecho percorrido, bem como todos os custos atrelados; Controlar conhecimentos de carga voltados à multimodalidade (rodoviário, ferroviário, aéreo, aquaviário); Apontar as rotas mais adequadas; Controlar o fluxo de informações por EDI - Intercâmbio Eletrônico de Dados, ou via Internet; Liberar pagamentos e recebimentos; Conferir documentação.

13 Roteirizadores Determinação das melhores rotas a serem utilizadas; Integração da sequência de entrega proposta com o sistema de gerenciamento de armazéns (WMS) que direcionará a separação de pedidos respeitando-se a sequência de carregamento; Análise da distribuição a partir de mais de um centro de distribuição, consolidando o melhor cenário; Gerenciamento do tempo de entrega por cliente, a fim de identificar as dificuldades específicas de carga e descarga em cada empresa; Reprogramações de entrega em função de imprevistos ocorridos (problemas de quebras, acidentes, congestionamentos, etc.)

14 Roteirizadores Roteirização, dentro do contexto logístico, é o procedimento para o cálculo de rotas para transporte eficiente de produtos. Existem muitos algoritmos computacionais para roteirização logística que buscam otimizar rotas considerando: Muitos pedidos e suas prioridades. Otimização de tempo e custo. Condições de tráfego. Capacidades dos veículos. Informática Aplicada a Logística Profº Breno Amorim sábado, 26 de setembro de 2009

15 Roteirizadores A distribuição envolve: Procedimentos para roteirização. Condições para parametrização do sistema. Informática Aplicada a Logística Profº Breno Amorim sábado, 26 de setembro de 2009

16 Roteirizadores Procedimentos para roteirização Administração Interface do sistema de roteirização BD de ordens Georreferenc. das ordens Seleção do modelo de distribuição Impressão de ordens e relatórios Geração de rotas Informática Aplicada a Logística Profº Breno Amorim sábado, 26 de setembro de 2009

17 Roteirizadores Condições para parametrização do sistema Veículos Tipos e capacidades Motoristas Horário Zonas de conhecimento Paradas adicionais Clientes Prioridade Data limite de entrega Geográficas Distâncias Mãos e contra-mãos Retornos Rotas Custo Tempo Reais Tráfego Riscos de horários Informática Aplicada a Logística Profº Breno Amorim sábado, 26 de setembro de 2009

18 Roteirizadores Modelos de distribuição mais comuns: Roteamento com zonas fixas Roteamento com zonas fixas e dinâmicas Roteamento dinâmico Roteamento para entregas e coletas Roteamento em tempo real Informática Aplicada a Logística Profº Breno Amorim sábado, 26 de setembro de 2009

19 Roteirizadores Roteamento com zonas fixas: Alteração manual do modelo de zonas dependendo de mudanças na demanda ou recursos disponíveis. Roteamento totalmente inflexível. Otimização baixa: 10% - 20% Roteamento com zonas fixas e dinâmicas: Adição de zonas dinâmicas após inicialização do modelo. Roteamento pouco flexível. Otimização pobre: 10% - 30% Informática Aplicada a Logística Profº Breno Amorim sábado, 26 de setembro de 2009

20 Roteirizadores Roteamento dinâmico: Agrupamento de zonas com características geográficas similares. Localização geográfica dos depósitos e consideração dos seus horários de abertura e fechamento. Otimização da quantidade de veículos levando-se em consideração as informações anteriores. Pequenos ajustes nas rotas dependendo dos riscos horários. Modelo é mais flexível. Otimização boa: 30% - 50% Estimativa de tempo é pouco realística. Otimização na presença de imprevistos é regular. Informática Aplicada a Logística Profº Breno Amorim sábado, 26 de setembro de 2009

21 Roteirizadores Roteamento para entregas e coletas: Em muito similar ao roteamento dinâmico, com a diferença de que rotas são recalculadas continuamente dependendo das condições horárias. Ainda não considera condições de tráfego. Otimização boa: 40% - 60% Roteamento em tempo real Em muito similar ao roteamento para entregas e coletas, com a adição no modelo de condições de tráfego e imprevistos. Otimização alta: 50% - 80% Informática Aplicada a Logística Profº Breno Amorim sábado, 26 de setembro de 2009

22 Controle de Carga Planejamento de equipes de carregamento; Controle de funcionários por equipe; Gerenciamento de equipes específicas (ex.: transportes internacionais); Planejamento da acomodação de cargas no veículo em função de peso, volume, fragilidade, etc.; Planeja e controla as autorizações de serviço entre a empresa e fornecedores, a fim de que o motorista não tenha que levar dinheiro na viagem.

23 Outras Tecnologias Rastreamento de veículos: o sistema de comunicação móvel de dados, monitoramento e rastreamento de frotas, que utiliza recursos de comunicação do satélite BrasilSAT e de posicionamento da constelação de satélites GPS (Global Positioning System) - Autotrac. A tecnologia permite a troca instantânea de mensagens entre os veículos e suas bases de operação, possibilitando uma comunicação eficiente e sigilosa entre as partes e a automação das atividades de campo; Etiquetas de radiofrequência/transponders: a partir da identificação de uma carga (ou de um veículo) com essa tecnologia, a mesma, quando chega ao seu ponto de destino, é identificada automaticamente pelo sistema, visto que a transmissão de dados é baseada em um sistema automático de identificação por sinal de rádio. Isso possibilita um direcionamento automático do veículo para a carga ou descarga, tornando mais ágil a operação.

24 Conclusão O custo de um TMS varia de acordo com as necessidades da empresa e a sua área de actuação, já que os módulos são independentes. É interessante lembrar que se pode encontrar uma variedade de soluções no mercado, sendo necessário avaliar a real necessidade de determinados recursos disponíveis nos programas de TMS. Um TMS é uma solução que, se for bem implementada, proporciona economias e maior controle dos recursos materiais, humanos e monetários na gestão do transporte, reduzindo, assim, os custos logísticos relacionados com o transporte, o qual representa uma parcela significativa de custos dentro da cadeia logística (Entendendo, 2002).

25 Dúvidas Breno Amorim

Universidade São Judas Tadeu

Universidade São Judas Tadeu Universidade São Judas Tadeu Anna Karoline Diniz Fortaleza Camila Moura Favaro Fernando dos Anjos Reinaldo Francisco Carvalho Tiago Souza Tecnologia da Informação no Transporte São Paulo 2013 1 Tecnologia

Leia mais

23/08/2013. Tecnologia da Informação. Transportes SEMINÁRIO: MOVIMENTAÇÃO E TI

23/08/2013. Tecnologia da Informação. Transportes SEMINÁRIO: MOVIMENTAÇÃO E TI UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM GESTÃO INTEGRADA DA LOGISTICA SEMINÁRIO: MOVIMENTAÇÃO E TI ANNA KAROLINE DINIZ CAMILA MOURA FAVARO FERNANDO DOS ANJOS REINALDO FRANCISCO TIAGO SOUZA

Leia mais

Unidade IV GERENCIAMENTO DE. Prof. Altair da Silva

Unidade IV GERENCIAMENTO DE. Prof. Altair da Silva Unidade IV GERENCIAMENTO DE TRANSPORTE Prof. Altair da Silva Transporte em area urbana Perceba o volume de caminhões que circulam nas áreas urbanas em nosso país. Quais são os resultados para as empresas

Leia mais

Excelência. Recursos. Faturamento/Financeiro Faturamento Contas a Receber Contas a Pagar Fiscal Contábil

Excelência. Recursos. Faturamento/Financeiro Faturamento Contas a Receber Contas a Pagar Fiscal Contábil Competência Sistemas para Transportadoras e Soluções Você e sua Empresa em perfeita sintonia Excelência Recursos Tms EXPERIÊNCIA O sistema é composto por módulos que controlam e integram os processos operacionais

Leia mais

AUTOMAÇÃO LOGÍSTICA AULA 05 FILIPE S. MARTINS

AUTOMAÇÃO LOGÍSTICA AULA 05 FILIPE S. MARTINS AUTOMAÇÃO LOGÍSTICA AULA 05 FILIPE S. MARTINS AUTOMAÇÃO LOGÍSTICA ROTEIRO TMS GESTÃO DE TRANSPORTES PRA QUE SERVE? NÍVEIS DE DECISÃO QUAL A UTILIDADE? BENEFÍCIOS MODELOS EXERCÍCIO GESTÃO DE TRANSPORTE

Leia mais

Gestão de Transporte. Gestão do Transporte: Próprio ou Terceiros? Gestão de Transporte Avaliação das modalidades. Que fatores a serem considerados?

Gestão de Transporte. Gestão do Transporte: Próprio ou Terceiros? Gestão de Transporte Avaliação das modalidades. Que fatores a serem considerados? Gestão de Transporte Que fatores a serem considerados? A Atividade de Transporte: Sua Gestão Barco Trem Caminhão Peso Morto por T transportada 350 kg 800kg 700 kg Força de Tração 4.000 kg 500 kg 150 kg

Leia mais

WMS. Agenda. Warehouse Management Systems (WMS) Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns

WMS. Agenda. Warehouse Management Systems (WMS) Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns WMS Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com Informática Aplicada a Logística Profº Breno Amorimsexta-feira, 11 de setembro de 2009 Agenda

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NO APOIO À DISTRIBUIÇÃO URBANA. José Lourenço

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NO APOIO À DISTRIBUIÇÃO URBANA. José Lourenço SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NO APOIO À DISTRIBUIÇÃO URBANA José Lourenço Apresentação TEIA Angola TEIA - Tecnologias de Informação de Angola, Lda (Desde 2008) Implementação e manutenção de soluções próprias

Leia mais

Sistemas de Informação. Sistemas Integrados de Gestão ERP

Sistemas de Informação. Sistemas Integrados de Gestão ERP Sistemas de Informação Sistemas Integrados de Gestão ERP Exercício 1 Um arame é cortado em duas partes. Com uma das partes é feito um quadrado. Com a outra parte é feito um círculo. Em que ponto deve ser

Leia mais

6 Benefícios operacionais e financeiros atingidos após implantação do roteirizador de veículos

6 Benefícios operacionais e financeiros atingidos após implantação do roteirizador de veículos 6 Benefícios operacionais e financeiros atingidos após implantação do roteirizador de veículos 6.1 Introdução Esse capítulo tem o objetivo de descrever todos os ganhos observados após a implantação do

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Suprimentos. WMS Gerenciamento de Armazém

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Suprimentos. WMS Gerenciamento de Armazém Bloco Suprimentos WMS Gerenciamento de Armazém Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo WMS, que se encontra no Bloco Suprimentos. Todas informações aqui disponibilizadas foram

Leia mais

SOBRE A SOFTLOG. APRESENTAÇÃO - SoftLog LOGuinho

SOBRE A SOFTLOG. APRESENTAÇÃO - SoftLog LOGuinho SOBRE A SOFTLOG A SoftLog Tecnologia é uma empresa especializada no desenvolvimento de soluções tecnológicas para empresas e instituições de diversos modais de transporte. Dentre os diversos tipos de soluções

Leia mais

www.sistemainfo.com.br Há 20 anos desenvolvendo soluções para a gestão de transporte e logística. Processo de transporte e logística Objetivo

www.sistemainfo.com.br Há 20 anos desenvolvendo soluções para a gestão de transporte e logística. Processo de transporte e logística Objetivo Há 20 anos desenvolvendo soluções para a gestão de transporte e logística. Agilidade, segurança e flexibilidade nos processos são os compromissos da Sistema Informática com seus clientes. Sediada em Criciúma,

Leia mais

Curso de Graduação em Administração. Administração da Produção e Operações II

Curso de Graduação em Administração. Administração da Produção e Operações II Curso de Graduação em Administração Administração da Produção e Operações II 19º Encontro - 09/10/2011 18:50 às 20:30h COMO SERÁ NOSSO ENCONTRO HOJE? - ABERTURA - TECNOLOGIA DE PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES INSTITUTO DE PESQUISAS SÓCIO-PEDAGÓGICAS PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES INSTITUTO DE PESQUISAS SÓCIO-PEDAGÓGICAS PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES INSTITUTO DE PESQUISAS SÓCIO-PEDAGÓGICAS PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU A IMPORTÂNCIA DA ESTRATÉGIA NA DISTRIBUIÇÃO DE PRODUTOS LOGÍSTICOS Por: Wander Frauches de Andrade Orientador:

Leia mais

Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos

Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos 2 SISTEMA DE INFORMAÇÕES EM LOGÍSTICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM LOGÍSTICA RODA Sociedade de Sobrevivência (troca de mercadorias) Poder: Monopólio de Mercadorias

Leia mais

CHALLENGE ARCHITECTS. Miguel Torres março 2015

CHALLENGE ARCHITECTS. Miguel Torres março 2015 CHALLENGE ARCHITECTS Miguel Torres março 2015 CENÁRIO PROPOSTO TRANSLESTE Cenário 7 Miguel Torres TOTVS ES Faturamento 120.000.000 Carga Fracionada 200 caminhões sendo 80 próprios e 120 terceiros Idade

Leia mais

Localização e Inteligência Móvel. Com a iguard todos os caminhos levam sua empresa onde ela precisa chegar.

Localização e Inteligência Móvel. Com a iguard todos os caminhos levam sua empresa onde ela precisa chegar. Localização e Inteligência Móvel Com a iguard todos os caminhos levam sua empresa onde ela precisa chegar. 1 2 Localização e Inteligência Móvel Todos os dias sua empresa enfrenta grandes desafios para

Leia mais

Prof. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Este material foi adaptado de apresentação de Marco Aurelio Meda

Prof. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Este material foi adaptado de apresentação de Marco Aurelio Meda Tecnologia da Informação Aplicada à Logística Prof. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Este material foi adaptado de apresentação de Marco Aurelio Meda Como garantir

Leia mais

DEFINIÇÃO DAS BOAS PRÁTICAS E DOS DESAFIOS DO TRANSPORTE URBANO DE CARGA.

DEFINIÇÃO DAS BOAS PRÁTICAS E DOS DESAFIOS DO TRANSPORTE URBANO DE CARGA. DEFINIÇÃO DAS BOAS PRÁTICAS E DOS DESAFIOS DO TRANSPORTE URBANO DE CARGA. Caro participante, Agradecemos a sua presença no III Megacity Logistics Workshop. Você é parte importante para o aprimoramento

Leia mais

onda Logistics powered by Quantum

onda Logistics powered by Quantum onda Logistics powered by Quantum Sonda IT Fundada no Chile em 1974, a Sonda é a maior companhia latino-americana de soluções e serviços de TI. Presente em 10 países, tais como Argentina, Brasil, Chile,

Leia mais

WMS Warehouse Management System

WMS Warehouse Management System WMS Warehouse Management System [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA Material Desenvolvido para a Célula Materiais

Leia mais

Passo a Passo para Iniciar o Carregamento pelo código de Barras

Passo a Passo para Iniciar o Carregamento pelo código de Barras Passo a Passo para Iniciar o Carregamento pelo código de Barras Neste processo iremos utilizar os sistemas SysDif e Tecnocargas Passo 1: No SYSDIF inicie o carregamento, pela ordem de carregamento criada

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM WMS WAREHOUSE MANAGEMENT SYSTEM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉM/DEP M/DEPÓSITO WMS Software de gerenciamento de depósito que auxilia as empresas na busca de melhorias nos

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Conceitos avançados da Logística com foco na TI 20/08/2011. O Efeito Chicote - (Bullwhip effect)

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Conceitos avançados da Logística com foco na TI 20/08/2011. O Efeito Chicote - (Bullwhip effect) Núcleo de Pós Graduação Pitágoras MBA Logística empresarial e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos Conceitos avançados da Logística com foco na TI Disciplina: Tecnologia da Informação (TI) Aplicada à

Leia mais

Logística Empresarial. Atividades Chave, Planejamento e Estratégia Logística Prof. José Correia

Logística Empresarial. Atividades Chave, Planejamento e Estratégia Logística Prof. José Correia Logística Empresarial Atividades Chave, Planejamento e Estratégia Logística Prof. José Correia Atividades chave da Logística Padrões de serviço ao cliente (c/ marketing): Determinar as necessidades/desejos

Leia mais

Focaliza o aspecto econômico e de formação de preços dos serviços de transporte.

Focaliza o aspecto econômico e de formação de preços dos serviços de transporte. GERENCIAMENTO DO TRANSPORTE Focaliza o aspecto econômico e de formação de preços dos serviços de transporte. Trade-off CUSTO x NÍVEL DE SERVIÇO FORMAÇÃO DO PREÇO FINAL Para elaboração de uma estratégia

Leia mais

Custeio do Transporte Rodoviário de Cargas

Custeio do Transporte Rodoviário de Cargas Custeio do Transporte Rodoviário de Cargas SUMÁRIO 1. Link Aula Anterior; 2. Gestão de Custos X Gastos; 3. Custo Direto, Indireto, Fixo e Variável; 4. Custo Marginal, Histórico, Orçado. 5. Etapas do Custeio;

Leia mais

PROPOSTA DE RASTREAMENTO E MONITORAMENTO HÍBRIDO SATELITAL

PROPOSTA DE RASTREAMENTO E MONITORAMENTO HÍBRIDO SATELITAL PROPOSTA DE RASTREAMENTO E MONITORAMENTO HÍBRIDO SATELITAL Solução Tecnologia Monitoramento Instalação SOLUÇÃO A solução de rastreamento Unepxmil foi desenvolvida para atender as principais necessidades

Leia mais

TOTVS Manutenção de Ativos powered by NG

TOTVS Manutenção de Ativos powered by NG TOTVS Manutenção de Ativos powered by NG Gestão da engenharia de manutenção Otimização no uso de equipamentos Gestão de custos e mão de obra Aumente a confiabilidade e disponibilidade dos equipamentos

Leia mais

Distribuição Física. A distribuição física de produtos é realizada com a participação de alguns componentes, físicos ou informacionais, a saber:

Distribuição Física. A distribuição física de produtos é realizada com a participação de alguns componentes, físicos ou informacionais, a saber: Distribuição Física Objetivo da aula: Apresentar e discutir o conceito e os componentes do sistema de distribuição física, dentro do processo logístico. O objetivo geral da distribuição física, como meta

Leia mais

Passo a Passo para Iniciar o Carregamento pelo código de Barras com Rota Mista

Passo a Passo para Iniciar o Carregamento pelo código de Barras com Rota Mista Passo a Passo para Iniciar o Carregamento pelo código de Barras com Rota Mista Neste processo iremos utilizar os sistemas SysDif e Tecnocargas Passo 1: No SYSDIF inicie o carregamento, pela ordem de carregamento

Leia mais

APRESENTAÇÃO TMS FROTA

APRESENTAÇÃO TMS FROTA TMS FROTA QUATRO DIFERENCIAIS EXCLUSIVOS DESTAQUES OPERAÇÃO DE HUB MULTI TRECHO, INTEGRADO À CONFERÊNCIA DE FRETES DASHBOARD DINÂMICO E PLANILHA DINÂMICA COM VISÃO EM CUBO NATIVOS NA VERSÃO STANDARD TOTALMENTE

Leia mais

Transportes Diamante. Resumo. Uma nova forma de pensar e agir

Transportes Diamante. Resumo. Uma nova forma de pensar e agir Transportes Diamante Uma nova forma de pensar e agir por Wagner Rodrigo Weber e Jacir Adolfo Erthal Wagner Rodrigo Weber Mestre em Organizações e Desenvolvimento pela UNIFAE - Centro Universitário; Administrador,

Leia mais

EDITAL CONCORRÊNCIA 02/2015 ANEXO VI - ESPECIFICAÇÃO DO SISTEMA DE MONITORAMENTO DA FROTA.

EDITAL CONCORRÊNCIA 02/2015 ANEXO VI - ESPECIFICAÇÃO DO SISTEMA DE MONITORAMENTO DA FROTA. EDITAL CONCORRÊNCIA 02/2015 ANEXO VI - ESPECIFICAÇÃO DO SISTEMA DE MONITORAMENTO DA FROTA. 1. Sistema de Monitoramento da Frota O Sistema de Monitoramento da Frota será implantado pela concessionária para

Leia mais

1 Habilitação: Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Administração de Logística

1 Habilitação: Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Administração de Logística Habilitação, qualificações e especializações: 1 Habilitação: Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Administração de Logística Carga-Horária: 960 horas 1.2 Objetivo Geral do Curso O curso de Educação

Leia mais

Tecnologia Aplicada à Logística

Tecnologia Aplicada à Logística Tecnologia Aplicada à Logística Movimentação e TI Alunos: Keriton Leandro Fernando TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA LOGÍSTICA Definição de Informação na Logística É um elemento de grande importância nas operações

Leia mais

Central de Tráfego é uma unidade

Central de Tráfego é uma unidade Foto: Luiz Machado Central de Tráfego: evolução no modelo de gerenciamento de transportes Arthur Hill Central de Tráfego é uma unidade de comando que centraliza a responsabilidade pela programação, execução

Leia mais

Tecnologia e Comércio de Equipamentos Eletrônicos LTDA PORTAL DE TELEMETRIA SYSTEMTEK PARA GERENCIAMENTO DE FROTAS

Tecnologia e Comércio de Equipamentos Eletrônicos LTDA PORTAL DE TELEMETRIA SYSTEMTEK PARA GERENCIAMENTO DE FROTAS PORTAL DE TELEMETRIA SYSTEMTEK PARA GERENCIAMENTO DE FROTAS Características Design inovador Controle de acesso Permite criar usuários com senhas podendo-se definir no sistema quais as funcionalidades cada

Leia mais

Distribuição e transporte

Distribuição e transporte Distribuição e transporte Gestão da distribuição Prof. Marco Arbex Introdução Toda produção visa a um ponto final, que é entregar os seus produtos ao consumidor; Se o produto não está disponível na prateleira,

Leia mais

Demanda por um sistema integrado de mobilidade urbana, acessível por órgãos gestores, operadoras de transporte e população!

Demanda por um sistema integrado de mobilidade urbana, acessível por órgãos gestores, operadoras de transporte e população! Curso de Gestão da Mobilidade Urbana Ensaio Crítico - Turma 17 Sistema de Informação de Usuários Michel Costa da Silva (*) No Brasil, o crescimento demográfico das grandes capitais, o apoio governamental

Leia mais

Mantenha a frota em suas mãos.

Mantenha a frota em suas mãos. Mantenha a frota em suas mãos. SISTEMA DE MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA SOBRE A ASSISTE A ASSISTE tem sua sede em Piracicaba - SP e está presente em todo o Brasil e no Exterior, por meio de seus representantes

Leia mais

Gestão Estratégica do Transporte

Gestão Estratégica do Transporte Gestão Estratégica do Transporte SUMÁRIO 1. Link Aula Anterior; 2. Conceitos de Gestão Estratégica; 3. Abordagens da Gestão Estratégica de Transportes; 4. Operações Especiais de Transportes; 5. Conceitos

Leia mais

MBA em Gestão Logística

MBA em Gestão Logística Pág. 1/5 MBA em Gestão Logística Carga Horária: 360 horas/ aulas presenciais + monografia orientada. Aulas: sábados das 8h30 às 18h, com intervalo para almoço. Valor: 16 parcelas de R$ 380,00* * Valor

Leia mais

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica. Olinda - Pernambuco - Brasil

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica. Olinda - Pernambuco - Brasil XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil Sistema Otimização de Serviços Comerciais em Apoio à Operação de Corte e Religação

Leia mais

Regras de ouro: Dediquem-se aos estudos! Desligue o celular; Evitem ausentar-se da sala

Regras de ouro: Dediquem-se aos estudos! Desligue o celular; Evitem ausentar-se da sala Regras de ouro: Desligue o celular; Evitem ausentar-se da sala Evitem conversas paralelas (sem propósito com o assunto da aula); Dediquem-se aos estudos! Nossos encontros 2 Nossos encontros AULÃO 3 Materiais

Leia mais

COMO A TECNOLOGIA PODE AJUDAR UM ATACADISTA DISTRIBUIDOR A REDUZIR CUSTOS

COMO A TECNOLOGIA PODE AJUDAR UM ATACADISTA DISTRIBUIDOR A REDUZIR CUSTOS COMO A TECNOLOGIA PODE AJUDAR UM ATACADISTA DISTRIBUIDOR A REDUZIR CUSTOS 1 ÍNDICE 1. Introdução... 2. Por que preciso investir em tecnologia?... 3. Cinco passos para usar a tecnologia a meu favor... 4.

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES EM LOGÍSTICA

SISTEMA DE INFORMAÇÕES EM LOGÍSTICA 1 SISTEMA DE INFORMAÇÕES EM LOGÍSTICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM LOGÍSTICA Tem PODER quem toma DECISÃO Toma DECISÃO correta quem possui CONHECIMENTO Possui CONHECIMENTO quem tem INFORMAÇÃO (Sem INFORMAÇÃO

Leia mais

www.simplesgps.com.br Simples como tem que ser Revisão 1.05 Página 1

www.simplesgps.com.br Simples como tem que ser Revisão 1.05 Página 1 www.simplesgps.com.br Simples como tem que ser Revisão 1.05 Página 1 Sumário Simples como tem que ser... 3 Acesso... 4 Mapas... 5 Rastreamento... 7 Panorâmica... 7 Cercas... 8 Criando cercas eletrônicas...

Leia mais

Sistemas de Informações. SCM Supply Chain Management

Sistemas de Informações. SCM Supply Chain Management Sistemas de Informações SCM Supply Chain Management Fontes Bozarth, C.; Handfield, R.B. Introduction to Operations and Supply Chain Management. Prentice Hall. 2nd. Edition Objetivos Fluxos de Informação

Leia mais

GESTÃO DA MANUTENÇÃO DE FROTAS. "SOFIT 4TRANSPORT O SOFTWARE MAIS LEVE E FÁCIL DE USAR.

GESTÃO DA MANUTENÇÃO DE FROTAS. SOFIT 4TRANSPORT O SOFTWARE MAIS LEVE E FÁCIL DE USAR. GESTÃO DA MANUTENÇÃO DE FROTAS. "SOFIT 4TRANSPORT O SOFTWARE MAIS LEVE E FÁCIL DE USAR. ALGUNS DESAFIOS NÃO MUDAM Aumento no preço dos combustíveis Prazo de entrega reduzido Aumento no preço dos pneus

Leia mais

A CONTRIBUIÇÃO DO TMS (TRANSPORTATION MANAGEMENT SYSTEM) NO DESEMPENHO DO FLUXO LOGÍSTICO NA ROTA SÃO PAULO - MANAUS

A CONTRIBUIÇÃO DO TMS (TRANSPORTATION MANAGEMENT SYSTEM) NO DESEMPENHO DO FLUXO LOGÍSTICO NA ROTA SÃO PAULO - MANAUS XXX ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Maturidade e desafios da Engenharia de Produção: competitividade das empresas, condições de trabalho, meio ambiente. São Carlos, SP, Brasil, 12 a15 de outubro

Leia mais

Supply Chain Management. SCM e Ti aplicada à Logística Marco Aurelio Meda

Supply Chain Management. SCM e Ti aplicada à Logística Marco Aurelio Meda Supply Chain Management e TI aplicada à Logística 24 de Junho de 2004 SCM e Ti aplicada à Logística Cenário de Competição... Operações Globalizadas Operações Integradas Introdução LOGÍSTICA Tecnologia

Leia mais

Apresentação. E&L ERP Frotas. PostgreSQL 8.2/ 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0

Apresentação. E&L ERP Frotas. PostgreSQL 8.2/ 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0 Apresentação 1 PostgreSQL 8.2/ 8.3 Domingos Martins ES v. 1.0 2 Introdução: O permite efetuar o controle sobre o consumo de combustível de cada veículo ou máquina permitindo o seu total monitoramento no

Leia mais

Armazenamento e TI: sistema de controle e operação

Armazenamento e TI: sistema de controle e operação Armazenamento e TI: sistema de controle e operação Pós-Graduação Latu-Sensu em Gestão Integrada da Logística Disciplina: TI aplicado à Logística Professor: Mauricio Pimentel Alunos: RA Guilherme Fargnolli

Leia mais

A GAMA TECNOLOGIA E SEGURANÇA PATRIMONIAL

A GAMA TECNOLOGIA E SEGURANÇA PATRIMONIAL A GAMA TECNOLOGIA E SEGURANÇA PATRIMONIAL, entendendo a necessidade do mercado em serviços relacionados a segurança e proteção do patrimônio, reúne as melhores tecnologias em soluções de segurança e geolocalização.

Leia mais

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação Tecnologia da Informação O aumento da competitividade global, trouxe consigo a grande desenvolvimento da Tecnologia da informação. Os processos enxutos e sem erros, os grandes estoques, as decisões que

Leia mais

LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza

LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza Prova 1 09 de Maio de 2013 Nome: 1ª QUESTÃO (1,0) Segundo os dados divulgados pela ood and Agriculture Organization (AO, 2011) sobre as exportações brasileiras, em

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE A PROVA DISCURSIVA

ORIENTAÇÕES SOBRE A PROVA DISCURSIVA IF SUDESTE MG REITORIA Av. Francisco Bernardino, 165 4º andar Centro 36.013-100 Juiz de Fora MG Telefax: (32) 3257-4100 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO ORIENTAÇÕES SOBRE A PROVA DISCURSIVA

Leia mais

CUSTOS LOGÍSTICOS CUSTO PREÇO. Custo: Quanto a organização irá gastar para produzir o produto/serviço

CUSTOS LOGÍSTICOS CUSTO PREÇO. Custo: Quanto a organização irá gastar para produzir o produto/serviço OBSERVAÇÃO IMPORTANTE CUSTOS LOGÍSTICOS Prof., Ph.D. CUSTO PREÇO : Quanto a organização irá gastar para produzir o produto/serviço Preço: Decisão de negócio - Quanto a empresa cobrará pelo serviço SÍNTESE

Leia mais

Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo

Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo III.1 GESTÃO DE TRANSPORTES 1.1. O desenvolvimento econômico e o transporte. 1.2. A geografia brasileira, a infraestrutura dos estados, municípios

Leia mais

Manual para usuários site Lucrei no Frete

Manual para usuários site Lucrei no Frete Manual para usuários site Lucrei no Frete Para login clicar no endereço abaixo ou copiar e colar no navegador. http://lucreinofrete.a3sistemas.com.br/minha_conta/login.php Clicar em Registrar Preencher

Leia mais

3 O sistema APO Advanced Planner and Optimizer

3 O sistema APO Advanced Planner and Optimizer 3 O sistema APO Advanced Planner and Optimizer Esse capítulo tem por objetivo apresentar os conceitos do sistema APO (Advanced Planner and Optimizer), o sistema APS da empresa alemã SAP. O sistema APO

Leia mais

Politicas de Armazenagem Formador: João Matias TL02. Trabalho Realizado Por: Helena Pereira - Dora Costa - Armando Gonçalves Paulo Caiola

Politicas de Armazenagem Formador: João Matias TL02. Trabalho Realizado Por: Helena Pereira - Dora Costa - Armando Gonçalves Paulo Caiola Politicas de Armazenagem Formador: João Matias TL02 Trabalho Realizado Por: Helena Pereira - Dora Costa - Armando Gonçalves Paulo Caiola Introdução A informação sempre foi importante, essencial mesmo,

Leia mais

Solução de gestão de frota automóvel

Solução de gestão de frota automóvel Solução de gestão de frota automóvel Gisgeo Information Systems www.gisgeo.pt UPTEC Parque de Ciência e Tecnologia R. Actor Ferreira da Silva, 100 gisgeo@gisgeo.pt 4200-298 Porto +351 220301572 Portugal

Leia mais

MONITORAMENTO DE ENTREGAS E ROTEIRIZADOR DE FROTAS:

MONITORAMENTO DE ENTREGAS E ROTEIRIZADOR DE FROTAS: MONITORAMENTO DE ENTREGAS E ROTEIRIZADOR DE FROTAS: FERRAMENTAS FUNDAMENTAIS NA DISTRIBUIÇÃO 1 ÍNDICE Introdução... 1. Monitoramento de entregas... 1.1 Como a tecnologia pode ajudar a central de monitoramento

Leia mais

TRANSDATA SMART RASTREAMENTO E GESTÃO FROTA

TRANSDATA SMART RASTREAMENTO E GESTÃO FROTA BRASIL ARGENTINA +55 19 3515.1100 www.transdatasmart.com.br SEDE CAMPINAS-SP RUA ANA CUSTÓDIO DA SILVA, 120 JD. NOVA MERCEDES CEP: 13052.502 FILIAIS BRASÍLIA RECIFE CURITIBA comercial@transdatasmart.com.br

Leia mais

INDICADORES GERENCIAIS PRÓ-ATIVOS DE SEGURANÇA E SAÚDE. DISPOSITIVOS DE CONTROLE DE UTILIZAÇÃO NOS VEÍCULOS DO GRUPO CEEE.

INDICADORES GERENCIAIS PRÓ-ATIVOS DE SEGURANÇA E SAÚDE. DISPOSITIVOS DE CONTROLE DE UTILIZAÇÃO NOS VEÍCULOS DO GRUPO CEEE. INDICADORES GERENCIAIS PRÓ-ATIVOS DE SEGURANÇA E SAÚDE. DISPOSITIVOS DE CONTROLE DE UTILIZAÇÃO NOS VEÍCULOS DO GRUPO CEEE. Autores João Carlos Lindau Roberto de Azevedo Ferreira GRUPO CEEE RESUMO Cada

Leia mais

Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. Profª Caroline Pauletto Spanhol

Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. Profª Caroline Pauletto Spanhol Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos Profª Caroline Pauletto Spanhol Cadeia de Abastecimento Conceitos e Definições Elementos Principais Entendendo a Cadeia de Abastecimento Integrada Importância

Leia mais

2.Baixa de Ordens de Abastecimento com controle de quilometragem e litragem.

2.Baixa de Ordens de Abastecimento com controle de quilometragem e litragem. Abastecimento. Controle Total de Abastecimento por veículo. 1.Emissão de Ordens de Abastecimento 2.Baixa de Ordens de Abastecimento com controle de quilometragem e litragem. 3.Apuração de Média de Consumo.

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE. SALVADOR/BA, 04 de Setembro de 2014.

RIO GRANDE DO NORTE. SALVADOR/BA, 04 de Setembro de 2014. RIO GRANDE DO NORTE SALVADOR/BA, 04 de Setembro de 2014. Monitoramento de veículos na Revenda Francisco Correia E-mail: zonanortegas@ig.com.br O Mercado de GLP em Natal/RN O Mercado de GLP em Natal/RN

Leia mais

GERENCIAMENTO DE RISCOS EM TRANSPORTES

GERENCIAMENTO DE RISCOS EM TRANSPORTES 1 GERENCIAMENTO DE RISCOS EM TRANSPORTES 2 SEGURO DE TRANSPORTES NO BRASIL 3 SEGURO DE TRANSPORTES NO BRASIL POUCAS SEGURADORAS OPERANDO POUCOS CORRETORES ESPECIALIZADOS SINISTRALIDADE ALTA TAXAS CADA

Leia mais

Apresentação: WebTour - Sistema de Gestão de Pacotes Turísticos

Apresentação: WebTour - Sistema de Gestão de Pacotes Turísticos Apresentação: WebTour - Sistema de Gestão de Pacotes Turísticos M&M Soluções Web www.mmsolucoesweb.com.br Página 2 de 18 Apresentação Criada oficialmente em 2009, a M&M iniciou suas atividades através

Leia mais

Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis

Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis Módulo Cadastro SIGLA Digital Relação de Controles de Acesso Página 1 de 22 Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis Agenda Telefônica Cadastro simplificado de telefones. Tem

Leia mais

LOGÍSTICA DE OPERAÇÕES INTERNACIONAIS II. Prof. Alessandro Camargo

LOGÍSTICA DE OPERAÇÕES INTERNACIONAIS II. Prof. Alessandro Camargo LOGÍSTICA DE OPERAÇÕES INTERNACIONAIS II Prof. Alessandro Camargo Logística Internacional As principais características das operações logísticas são: - Complexidade: que podem ser desde o produto até a

Leia mais

2012-2014 PLATAFORMA DE MONITORAMENTO GPS WWW.TRACKBOX.COM.BR

2012-2014 PLATAFORMA DE MONITORAMENTO GPS WWW.TRACKBOX.COM.BR O software de rastreamento Trackbox possibilita aos provedores de serviço de monitoramento e gestores de frota uma ferramenta confiável, robusta e 100% inovadora, utilizando-se de todo o poder de processamento

Leia mais

Sumário. Manual Frota

Sumário. Manual Frota Sumário Apresentação... 2 Home... 2 Definição do Idioma... 3 Aba Frota... 4 Abastecimento... 4 Calendário... 26 Agenda Data... 38 Agenda Km... 59 Agendamento... 81 Agendas realizadas...104 Agenda...123

Leia mais

A TECNOLOGIA NA MINIMIZAÇÃO DE CUSTOS ADICIONADOS AO TRANSPORTE PELA NOVA CARGA HORÁRIA DE TRABALHO DOS MOTORISTAS

A TECNOLOGIA NA MINIMIZAÇÃO DE CUSTOS ADICIONADOS AO TRANSPORTE PELA NOVA CARGA HORÁRIA DE TRABALHO DOS MOTORISTAS A TECNOLOGIA NA MINIMIZAÇÃO DE CUSTOS ADICIONADOS AO TRANSPORTE PELA NOVA CARGA HORÁRIA DE TRABALHO DOS MOTORISTAS Wagner Fonseca NETZ Engenharia Automotiva Fundada em 1.996 por profissionais oriundos

Leia mais

SOLUÇÕES TELEMÁTICAS

SOLUÇÕES TELEMÁTICAS SOLUÇÕES TELEMÁTICAS A Plataforma agora poderá atender à todos estes nichos de negócios, atendendo a cada necessidade de controle de cargas, logística, pessoas e ainda por cima valorizando a segurança

Leia mais

Uso da Tecnologia de Informação e Desempenho Logístico na Cadeia Produtiva de Eletroeletrônicos

Uso da Tecnologia de Informação e Desempenho Logístico na Cadeia Produtiva de Eletroeletrônicos Uso da Tecnologia de Informação e Desempenho Logístico na Cadeia Produtiva de Eletroeletrônicos The use of Information Technology and Logistics Performance in the Electronics Supply Chain Eduardo Festa

Leia mais

Integração ERP/WMS e vantagens com a adoção de software livre

Integração ERP/WMS e vantagens com a adoção de software livre Integração ERP/WMS e vantagens com a adoção de software livre Filipi Damasceno Vianna (PUCRS) filipi@em.pucrs.br Resumo Este trabalho visa mostrar a importância da integração entre sistemas de ERP 1 e

Leia mais

Gerencie adequadamente os custos da sua frota

Gerencie adequadamente os custos da sua frota Gerencie adequadamente os custos da sua frota O que é gestão de Frota? De acordo com definição encontrada no livro Gerenciamento de Transporte e Frota, o termo gestão de frota representa a atividade de

Leia mais

Anexo IV Conhecimento específico Responsável Técnico. Estrutura Curricular do Curso para Responsável Técnico 125h/a

Anexo IV Conhecimento específico Responsável Técnico. Estrutura Curricular do Curso para Responsável Técnico 125h/a Anexo IV Conhecimento específico Responsável Técnico. Estrutura Curricular do Curso para Responsável Técnico 125h/a Módulo I Conhecimentos Básicos do Setor de Transporte de Cargas O Transporte Rodoviário

Leia mais

Ângelo Monteiro GERENCIAMENTO DE RISCOS EM TRANSPORTES

Ângelo Monteiro GERENCIAMENTO DE RISCOS EM TRANSPORTES 1 Ângelo Monteiro GERENCIAMENTO DE RISCOS EM TRANSPORTES 2 SEGURO DE TRANSPORTES NO BRASIL 3 SEGURO DE TRANSPORTES NO BRASIL POUCAS SEGURADORAS OPERANDO POUCOS CORRETORES ESPECIALIZADOS SINISTRALIDADE

Leia mais

Introdução... 3 1 Comunidade Gestão de Frotas... 4 1.1 Fornecedor... 4 1.2 Plano de Manutenção... 7 1.3 Layout Importação... 11 1.4 Console...

Introdução... 3 1 Comunidade Gestão de Frotas... 4 1.1 Fornecedor... 4 1.2 Plano de Manutenção... 7 1.3 Layout Importação... 11 1.4 Console... Manual Referência Introdução... 3 1 Comunidade Gestão de Frotas... 4 1.1 Fornecedor... 4 1.2 Plano de Manutenção... 7 1.3 Layout Importação... 11 1.4 Console... 14 1.4.1 Marca... 14 1.4.2 Modelo... 16

Leia mais

LOGÍSTICA & BRASIL Artigo

LOGÍSTICA & BRASIL Artigo O artigo aborda relações entre logística, formação profissional e infra-estrutura do país. São debatidas questões sobre a evolução da logística no Brasil, a preparação educacional do profissional de logística

Leia mais

CONTENTS. 2010 SkyWave Mobile Communications, Inc. www.skywave.com. www.skywave.com 2 V.012010

CONTENTS. 2010 SkyWave Mobile Communications, Inc. www.skywave.com. www.skywave.com 2 V.012010 CONTENTS Introdução... 3 O que é Monitoramento Remoto?... 4 Selecionando Equipamento de Monitoramento Remoto... 6 Selecionando Tecnologias de Comunicação... 6 Escolhendo uma Solução de Monitoramento...

Leia mais

José A. Totti Diretor Florestal - Klabin S.A.

José A. Totti Diretor Florestal - Klabin S.A. SISTEMA DE CONTROLE LOGÍSTICO DE FROTAS DE CAMINHÕES FLORESTAIS José A. Totti Diretor Florestal - Klabin S.A. 1. RESUMO O desenvolvimento da tecnologia contribuiu para a evolução da gestão e dos controles

Leia mais

A UNION MODAL LOGÍSTICA INTEGRADA LTDA. vem apresentar à sua empresa um programa completo de suporte às operações de logística, que atende aos

A UNION MODAL LOGÍSTICA INTEGRADA LTDA. vem apresentar à sua empresa um programa completo de suporte às operações de logística, que atende aos 2012 Apresentação Luiz José de Souza Neto Union Modal Logística Integrada Rua Teixeira de Freitas, 72, cj. 23 Santos / SP - Tel.: 13 30613387 luiz@unionmodal.com.br A UNION MODAL LOGÍSTICA INTEGRADA LTDA.

Leia mais

www.nextrans.com.br blog.nextrans.com.br twitter.com/nextrans

www.nextrans.com.br blog.nextrans.com.br twitter.com/nextrans www.nextrans.com.br blog.nextrans.com.br twitter.com/nextrans Mais este desafio Cliente Nextrans (Cliente Nextrans) (Cliente Nextrans) (Cliente Nextrans) (Cliente Nextrans) Nós é que agradecemos a oportunidade

Leia mais

Tipos de Cargas e Veículos - 10h/a

Tipos de Cargas e Veículos - 10h/a Conhecer a evolução do Transporte no mundo, relacionando as características econômicas, sociais e culturais. Compreender a função social do transporte e o papel da circulação de bens e pessoas. Conhecer

Leia mais

Jorge Carrer Gerente Executivo Serviços e Ass. Técnica MAN Latin America. Serviços e Pós Vendas no auxílio à gestão e eficiência de frotas

Jorge Carrer Gerente Executivo Serviços e Ass. Técnica MAN Latin America. Serviços e Pós Vendas no auxílio à gestão e eficiência de frotas Jorge Carrer Gerente Executivo Serviços e Ass. Técnica MAN Latin America Serviços e Pós Vendas no auxílio à gestão e eficiência de frotas Importância do Custo Operacional TCO (Total Cost of Ownership)

Leia mais

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉM. O WMS Ampliado

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉM. O WMS Ampliado O WMS Ampliado O propósito deste artigo é analisar soluções em Tecnologia da Informação que têm propósito de ampliar o alcance e potencializar os resultados de Sistemas de Gerenciamento de Armazém. Iuri

Leia mais

O que é o Direção Positiva?

O que é o Direção Positiva? Junho - 2014 1 2 O que é o Direção Positiva? O novo projeto da Sirtec busca conscientizar os colaboradores sobre a importância das medidas preventivas no trânsito. Objetivos: Contribuir com a redução dos

Leia mais

Sua frota menor. maior. eficiência

Sua frota menor. maior. eficiência Sua frota com menor custo e maior eficiência O que é? O UNIFROTA é um sistema que combina tecnologia e a gestão administrativa de veículos, desde o abastecimento, manutenção e monitoramento dos condutores.

Leia mais

Uso de Localizador GPS Aplicado à Manutenção de Linhas de Transmissão de 69kV e 138kV.

Uso de Localizador GPS Aplicado à Manutenção de Linhas de Transmissão de 69kV e 138kV. XIX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2010 22 a 26 de novembro São Paulo - SP - Brasil Uso de Localizador GPS Aplicado à Manutenção de Linhas de Transmissão de 69kV e 138kV.

Leia mais

Tecnologia aplicada à Logística. Prof. José Rovani Kurz rovani@highpluss.com.br

Tecnologia aplicada à Logística. Prof. José Rovani Kurz rovani@highpluss.com.br Tecnologia aplicada à Logística Prof. José Rovani Kurz rovani@highpluss.com.br Logística Qual a primeira imagem que vem a sua mente quando ouve a palavra LOGÍSTICA? Logística De cada 10 pessoas, pelo menos

Leia mais

TRANSDATA SMART BILHETAGEM ELETRÔNICA

TRANSDATA SMART BILHETAGEM ELETRÔNICA BRASIL ARGENTINA +55 19 3515.1100 www.transdatasmart.com.br SEDE CAMPINAS-SP RUA ANA CUSTÓDIO DA SILVA, 120 JD. NOVA MERCEDES CEP: 13052.502 FILIAIS BRASÍLIA RECIFE CURITIBA comercial@transdatasmart.com.br

Leia mais

EFICAZ. Conduzindo Soluções

EFICAZ. Conduzindo Soluções MISSÃO Comprometimento com os objetivos de nossos clientes, oferecer-lhes soluções logísticas inovadoras com a percepção de agilidade, qualidade e segurança. VISÃO Investir em tecnologia e aprimoramento

Leia mais

1. Vincular os eventos de entrada e saída nos parâmetros gerais do sistema

1. Vincular os eventos de entrada e saída nos parâmetros gerais do sistema Desenvolvimento BM-689 Versão 2006_98 Release 49 Autor Edson Vidal Processo: Logística Nome do Processo: Endereçamento de locais de estoque Motivação O processo consiste no recebimento dos produtos e processamento

Leia mais