Software Configuration and User Administration

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Software Configuration and User Administration"

Transcrição

1 Software Configuration and User Administration (Translation) Version: 1 / Novembro 2009 DAS Quality LTDA Rua Antonio Vieira do Amaral, 64 sl II Araçoiaba da Serra SP / Brazil CEP Hotline: Tel.: / Fax: / Internet: Copyright 2009 Q-DAS GmbH & Co. KG Eisleber Str. 2 D Weinheim Tel.: ++49/6201/ Fax: ++49/6201/ Internet: Hotline: Tel.: ++49/6201/ Fax: ++49/6201/

2 2 Software Configuration and User Administration Prefácio Gostaríamos de agradecer todos os nossos clientes pela confiança contínua e apoio nos nossos produtos e serviços. O objetivo deste manual é de servir como um guia rápido para as funções do qs-stat. Desejamos sucesso na aplicação do Q-DAS QM-Tools. Nota: A Q-DAS terá o prazer em enviar a você uma cópia do programa de treinamento. Informações atualizadas e as recentes agendas de treinamento estão disponíveis na homepage Além disso, a Q- DAS pode customizar programas de treinamentos on-site. Para o auto aprendizado, recomendamos nosso livro de referência estatística. A DAS Quality Ltda é a representante brasileira dos produtos Q-DAS, e informações sobre treinamento e assistência operacional poderão ser obtidas através da pagina Direitos Legais e Garantia Todos os direitos da documentação e os direitos do software qs-stat pertencem à Q-DAS GmbH. A informação contida neste documento ou no texto do help do programa está sujeita à alterações a qualquer momento sem notificação. Q-DAS GmbH não assume obrigações com este documento. Aquisição legal das licenças do software e dos manuais permite o uso dos programas em conformidade com o número de licenças. Cópias podem ser usadas apenas para o propósito de segurança de dados (cópia de trabalho). Quem aplicar este software para outro propósito que não seja àquele para o qual foi designado está sujeito às aplicação da lei criminal. Limitação da Garantia Nenhuma garantia para os erros do conteúdo deste manual é assumida. Apesar de todos esforços, erros nunca podem ser totalmente eliminados, e agradecemos a notificação dos mesmos.

3 3 Software Configuration and User Administration Tabela de Conteudos Prefácio... 2 Direitos Legais e Garantia... 2 Limitação da Garantia... 2 Tabela de Conteudos Configuração Software Criando e administrando usuários Direito do Grupo de usuários Adicionando um novo grupo de usuários Adicioando um novo usuário para um grupo de usuários Alterando registro de dados do usuário Delete usuários do Grupo de usuários Mova usuários existentes para um diferente grupo de usuários Definições Especiais de Login Configurações Iniciais do Programa Configurações Gerais do Programa Configuração da Impressora Criar arquivo em PDF Databases Q-DAS Database Central Database Monitoring Database Comprimir Database Opção Database Formatação de Saída Arquivos de Sistema Sincronização de Banco de Dados Sistema de Configuração Interna (Ferramentas) Configuração de Selecionando o logo da compania Configurações Adicionais Configurações Desktop Configurações Gerais... 45

4 4 Software Configuration and User Administration 1.4 Definições dependentes do módulo Barra de Menu Diretórios Padrão Seleção de Método de Avaliação a ser usado Campos de Entradas requeridos Indicações do tipo de medições utilizadas Catálogos Opções de Salvamento Arquivos Externos Outras configurações Configurações de Gráficos Opções de configurações opcionais Configurações de Importação / Exportação Configuração de Exportação Configuração de Importação Tranferidor de Catálogo Q-DAS Direct Configurações de usuários e Grupos de Usuários Em Geral Exceções Resetar Usuário- / Configurar Grupo de usuários Sistema de reset de usuários Resetar sistema de grupo de usuários Configuração das Configurações... 66

5 5 Software Configuration and User Administration 1 Configuração Software Depois que o software foi instalado com sucesso, recomendamos a realização de ajustes empresa específica. Essas configurações podem ser divididas em "configurações de software em geral", "Módulo de configurações dependentes", "Configurações de usuário dependente" e "estação de trabalho / conjunto de dados configurações dependentes". Observação: A fim de se certificar de que todos os direitos de usuário necessários e as funções de menu estão disponíveis, você precisa estar logado no software como Configurations-User. 1.1 Criando e administrando usuários A janela "Usuário" pode ser chamado acima com o menu "Configurações - Parâmetros do sistema -Usuário". A metade esquerda da janela mostra um resumo dos usuários já existentes e grupos de usuários Direito do Grupo de usuários Se um grupo específico de usuários é selecionado em destaque, os direitos de usuário atribuídos são apresentados na metade direita da janela. Os direitos do usuário para os usuários do grupo de usuários destaque já pode ser ajustada se necessário. Um direito de usuário certo é atribuído a todos os usuários de um grupo, verificando a caixa de seleção para a respectiva opção. Os direitos de usuário a seguir estão disponíveis para seleção: Gravar valores de medição: O grupo de usuários tem permição para inserir novos valores medição na Máscara de Valores Alterar valores de medição: O grupo de usuário tem permissão para alterar ou excluir valores de medição já existentes.

6 6 Software Configuration and User Administration Entrada de Plano de Teste: O grupo de usuário tem permissão para criar novos planos de teste. Isso significa que o usuário tem permissã para criar novos conjuntos de dados com as informações do cabeçalho de um conjunto de dados como as informações de peças e informações características. Editar plano de teste: O grupo de usuário tem permissão para fazer alterações em planos de Teste já existentes (peças e as informações características). Seleção de DB em grupos de usuários: O grupo de usuário pode criar e atribuir seleções de base de dados para determinados grupos de usuários. Editar Catálogos: O grupo de usuário tem permissão para editar, alterar e adicionar e apagar informações no catálogo, bem como a criação e edição de sub-catálogos. Salvando para base de dados: O grupo de usuário tem o direito de salvar informações (peças) no banco de dados. Excluir da base de dados: O grupo de usuário tem permissão para excluir peças inteiras do banco de dados. Modificar método de avaliação: O grupo de usuário tem permissão para criar novas ou alterar as estratégias de avaliação existentes. Configuração do sistema: O grupo de usuário tem permissão para configurar o sistema. Método de Seleção: Se esta opção estiver marcada, os usuários deste grupo têm permissão para mudar a estratégia de avaliação. Seleção no gráfico: O grupo de usuário tem permissão para usar a função Seleção (tomar certos pontos de dados fora da avaliação). Eliminar classificado à parte do lote principal: O grupo de usuário tem permissão para excluir os valores da avaliação que foram identificados como outliers (classificado à parte do lote principal). Mudança de distribuição: O grupo de usuário tem permissão para alterar o modelo de distribuição que foi escolhida pelo programa de acordo com os ajustes no método de avaliação. Modificar Análise QCC: Os utilizadores deste grupo podem voltar a calcular o padrão de análise do QCC com parâmetros diferentes daqueles configurados no método de avaliação. Modificar SPC QCC: O grupo de usuário tem o direito de recalcular o QCC SPC usando parâmetros diferentes daqueles configurados no método de avaliação.

7 7 Software Configuration and User Administration Alterar campo de saída: Os utilizadores deste grupo têm o direito de acrescentar novos ou alterar os pontos de saída padrão existente, por exemplo na folha de formulário 3. Administração de Bando de Dados: O grupo de usuário tem permissão para fazer as configurações do banco de dados e estrutura de banco de dados. Assinatura Exibidas: Os usuários são autorizados a abrir e ver as assinaturas existentes. Criar assinatura: Os utilizadores deste grupo têm permissão para criar assinaturas de novo relatório. Permitir a entrada do operador na gravação dos dados: Se esta opção estiver desativada, o nome de login dos usuários deste grupo auto-maticamente será gravado como nome Operador de dados adicionais. Por favor, consulte também o capítulo para as definições de catálogo para esta opção. Administração de usuários: os usuários deste grupo têm permissão para abrir a janela de diálogo usuário e modificar as configurações do usuário Adicionando um novo grupo de usuários A seleção que aparece à direita pode ser acessado com um clique direito do mouse sobre o sobre o item "Usuário". Um novo grupo de usuários e pode ser criado, selecionando o grupo "Nova opção". Depois que o grupo é criado, você será automaticamente solicitado a digitar um novo nome para o grupo de usuários e é possível atribuir os direitos de usuário ao novo grupo de imediato (ver também capítulo 1.2). Se você quiser usar o Windows também como sessão de login para o Q- DAS de software, um novo grupo de usuários tem que ser criado com o "Criar grupo de registro do Windows" a função do botão direito do mouse. Este grupo de utilizadores pode também ser dado um nome (por defeito: Windows login) e direitos do usuário podem ser atribuídos. As opções "Redefinir configurações específicas para todos os usuários" e as configurações de "Reset de todos os grupos" são descritos no capítulo 2.2 deste manual.

8 8 Software Configuration and User Administration O "sair todos os usuários" função permite a sair todos os usuários qs- STAT que são registrados no momento. Isto só é válido se o "Protocolo de login do usuário" opção está selecionada na janela de administração de usuários (ver também capítulo 1.2). Se esta opção for selecionada, uma marca de seleção verde na lista de usuários indica que o usuário está conectado (logado). Ao registrar o usuário para fora, o nome de usuário estará disponível novamente na janela de registro do usuário sobre o início do programa Adicioando um novo usuário para um grupo de usuários O menu de contexto, como mostrado à direita pode ser exibido com um clique direito do mouse em um grupo de usuários específicos. Selecione a opção "Novo usuário" função para criar um novo usuário como parte do grupo de usuários selecionados. Informações sobre o novo usuário é avisado automaticamente do lado direito da janela conforme mostrado abaixo. Digite o nome de usuário no campo respectivo. Esta entrada será, então, mostrado na janela de registro do usuário. Uma senha deve ser atribuído também. Introduza informações adicionais sobre o usuário aqui. As informações serão mostrados nos relatórios. Marque esta caixa se o novo usuário deve ser o usuário padrão. O programa automaticamente iniciar usuário padrão

9 9 Software Configuration and User Administration Recomenda-se preencher o campo exibido com as respectivas informações sobre o usuário. As entradas para a área, departamento, oficina e centro de custo pode ser selecionado a partir de um menu suspenso. As entradas disponíveis no menu suspenso pode ser editado e adicionado com o botão. Observação: As informações do usuário que tenha sido inscrita podem ser exibidos nos cabeçalhos de relatório, que torna mais fácil identificar quem criou o relatório. As definições de "Reset específicas dos usuários de todos no grupo" e "definições do grupo de Reset" são descritos no capítulo 2.2 deste manual. Um grupo de utilizadores no seu conjunto pode ser excluído do grupo de usuário "Delete" a função do botão direito do mouse. Esta opção só está disponível se o grupo de usuários não contém os utilizadores mais Alterando registro de dados do usuário Os dados do usuário pode ser alterado ou adicionado a qualquer tempo selecionando o respectivo usuário na lista de usuário e inserir as informações no lado direito da janela Delete usuários do Grupo de usuários Ao fazer um clique direito do mouse sobre o respectivo usuário ou grupo de usuários, o usuário Deletado" ou " funções grupo de usuários deletados" serão oferecidos para a seleção. "Excluir grupo de funções do usuário" só está disponível se o grupo de usuários não contém mais nenhum usuário Mova usuários existentes para um diferente grupo de usuários Os usuários existentes podem ser transferidas para outro grupo de usuário com pelo "arrastar e soltar". Isso se aplica especialmente quando o Windows é usado para Entrar qs-stat. Os usuários podem facilmente ser movidos a partir do Windows "Login" grupo em um grupo de usuários diferentes, com mais direitos do usuário por "arrastar e soltar".

10 10 Software Configuration and User Administration Definições Especiais de Login Se você estiver conectado como um usuário do grupo administrador do sistema e a opção do "Protocolo de login do usuário " ativado como descrito no capítulo 1.2, você pode fazer as seguintes configurações de login adicionais com o botão : tamanho do password min. Definir um requisito para um número mínimo de caracteres para a senha max. validade de senha em dias Definir um número máximo de dias que para as senhas sejam válidas. Assim que o número de dias for ultrapassado, os usuários são solicitados a mudar suas senhas. Nº min. de caracteres epeciais na senha A fim de garantir que as senhas seguras são escolhidos, você pode definir uma exigência de um número mínimo de caracteres especiais que devem ser usados quando a senha é digitada. Sinais especiais são todos os sinais, mas a-z, A-Z e 0-9. Nº min de caracteres numéricos na senha Aqui, você pode definir uma exigência de um número mínimo de sinais numéricos (0-9) que devem estar contidas na senha. Min de taxa de repetibilidade de senha Definir o número de ciclos após o qual uma senha antiga pode ser utilizado novamente. Exemplo: Hipótese: A taxa de repetição de "1" foi definido. A senha atual é "Janeiro" Depois de o número de dias de validade de senha configurada para ser ultrapassado, o usuário é solicitado a digitar uma nova senha. Como o min. taxa de repetibilidade para a palavra-passe é definida como 1, entrando em "janeiro", como a nova senha não será aceita. Uma senha diferente (por exemplo, "Fevereiro") tem de ser digitado. Após a validade senha expirou novamente, "Fevereiro" não vai agora ser aceito como uma nova senha. "Janeiro", por exemplo, poderia ser utilizado novamente e seria aceito agora.

11 11 Software Configuration and User Administration Bloquear usuário após... dias sem login O usuário não será capaz de iniciar o software se o número de dias fixados for extrapolado. Esta conta de usuário tem que ser liberada por um outro usuário com os respectivos direitos de usuário em primeiro lugar. Protocolo de mudanças nos direitos de usuário Com esta opção, você pode ativar um protocolo de mudanças de direitos de usuário. O protocolo criado pode ser revisto como foram alteradas. Mover Protocolo usuário para outros grupos Esta opção ativa um protocolo de quando um usuário for movido para um grupo de usuários diferentes. O protocolo pode ser revisto com o menu do Usuário. Alterar senha no 1 º login Se esta opção estiver activa, a cada novo usuário tem que alterar as senhas durante o início do programa primeiro. Com as outras guias desta janela como "histórico de senha", "O usuário foi movido" e "direitos foram alteradas", você pode revisar os anúncios do protocolo da respectiva opção se a opção de associados foi ativada. 1.2 Configurações Iniciais do Programa Você pode configurar a forma como o programa se comporta durante a partida com as opções "Configurações / Sistema / Usuário função de menu". No terço inferior da janela "User", as seguintes opções estão disponíveis para seleção. 1. apresentar sempre no início do programa Se esta opção estiver ativada, o registro de usuário é exibida durante a inicialização do programa e é obrigatório para selecionar um usuário aqui antes de iniciar o programa. 2. com password Se esta opção estiver ativada, além de opção "1", o usuário também é solicitado a digitar uma senha para o usuário selecionado

12 12 Software Configuration and User Administration na janela de registro ao iniciar o programa. Se o usuário for alterado com as opções "Configurações / Sistema / login do usuário" função após o início do programa, é sempre necessário digitar uma senha, independente desta opção. 3. Login sem lista de usuários Se esta opção estiver ativada, além de opção "1", o usuário não pode selecionar o nome de usuário em um menu suspenso, mas tem que digitar o nome de usuário desejado através do teclado. 4. Informação de senha para programas externos Se esta opção estiver marcada, qualquer acesso externo ao Q- DAS (software, por exemplo, um software de terceiros via cliente COM), será necessário digitar uma senha para para cada usuário, bem quando a conexão é estabelecida. 5. Aceitar login para usuário Ativo Se ele não deveria ser permitido que um sistema de terceiros nos logs com as configurações de um usuário que já está em uso, esta opção deve ser desativada. Isso também impede a eventualidade de uma exclusão de arquivos atual ou configurações. 6. Módulo de seleção no início da sessão Se esta opção estiver ativada, além de opção "1", os módulos de software disponíveis são oferecidos para a seleção na janela de registo durante o inicio do programa. 7. Usuário tem permissão para alterar os dados Se esta opção estiver marcada, cada usuário pode alterar seus próprios dados (nome, senha, etc). 8. Protocolo login de usuário Se esta opção estiver marcada, não é possível que um usuário faça o login várias vezes em diferentes estações. Isto significa que, logo que o usuário estiver conectado, o nome de usuário não será oferecido em puxar o registo do usuário suspenso. Esta opção deve ser verificado para evitar uma sobreposição de configurações por engano. 9. registros de usuários do windows Esta opção só pode ser ativado depois de um " grupo de usuário Windows-Login " foi criado. Se esta opção estiver ativado o login do Windows também será usado como login no software Q-DAS. Novas contas de usuário são criadas automaticamente no grupo para os usuários Windows "Login" que logan pela primeira vez.

13 13 Software Configuration and User Administration 10. Cancelada após a entrada de senha errada A janela, à direita, abre-se automaticamente após esta opção estiver ativada. Com o "Número de erros de login permitido" opção você pode definir o número máximo de entradas errado (por exemplo, durante a entrada de senha). O usuário será bloqueado na base de dados de configurações após o número máximo seja ultrapassado. Usuários fechado pode ser desbloqueado novamente pelas configurações do usuário (ver também Nota). Se você ativar a opção "Enviar após o erro de login" opção, você tem que digitar um endereço de no " do destinatário após erro de login" caixa e selecione quando um respectivo deverá ser enviado para fora. Além disso, o servidor de correio electrónico, ID de usuário e endereço de correio electrónico para o remetente de correio electrónico têm de ser inscritas no com o " configuração" botão.

14 14 Software Configuration and User Administration Observação: Se um usuário estiver conectado como protocolizado devido a uma falha de programa ou um fechamento descontrolada do software, as configurações do usuário podem desbloquear este usuário novamente no "Manual de janela", destacando o usuário com botão diretito do mouse, destaque a função "logout do usuário. Opção 11 oferece a possibilidade de ligar um logoff do usuário automatizado. 11. Desconectar usuário automaticamente Se esta opção estiver ativada, o software verifica durante o login do usuário se o usuário foi registrado em mais do que o período de tempo já configurado. Se necessário, o usuário será desconectado automaticamente. Quando a opção é ativada, um prompt para o max. período de tempo de login abre. Observação: Esta opção não tem efeito sobre os usuários que estão bloqueados devido a configurações de login especiais, tais como entrada de senha errada (ver também o capítulo 1.1.7).

15 15 Software Configuration and User Administration 1.3 Configurações Gerais do Programa Configuração da Impressora Os padrões de software para a impressora padrão do Windows a menos que uma impressora diferente foi escolhido como o Q-DAS impressora padrão com o menu função arquivo Ajustar Impressora. Além disso, você pode definir padrões para a impressão com a função "menu". As Opções / Configurações do sistema / configurações da impressora para a impressão de saída são independentes da impressora selecionada.

16 16 Software Configuration and User Administration Se a opção de cor é selecionado, todas as informações de saída de cor serão enviadas para impressão colorida. Se você estiver usando uma impressora a laser preto e branco, é recomendado usar opção "preto no branco" em vez de suprimir a saída de informações de cores como tons de cinzento. Se a opção fundo "branco adicional para o impresso (em cores)" for selecionada, todos os gráficos serão impressos sem a cor de fundo. Um buffer temporário do trabalho de impressão no computador pode ser ativado por uma seleção de agências se a opções de formato como "Área de formato Bit-map" ou "formato da Área Metafile". Buffering no computador ajuda se não todas as informações são impressas em especial quando se trabalha com impressoras mais antigas que só têm uma memória pequena impressora Criar arquivo em PDF Clique no menu Arquivo e selecione Imprimir relatório em PDF do arquivo para exibir uma seleção de relatórios disponíveis. Escolha um relatório. O Salvar como caixa de diálogo. O caminho predefinido para a saída do pdf é proposto como posição de armazenamento. O nome do arquivo é gerada por meio de informações de dados adicionais usando a configuração acima. Para criar o arquivo PDF de acordo com as respectivas configurações, clique em Salvar na Salvar como caixa de diálogo. Se você não selecionar um driver de impressora PostScript capaz, o software cria o arquivo PDF usando um controlador interno.

17 17 Software Configuration and User Administration Databases A configuração e as opções de seleção descritas neste capítulo estão disponíveis apenas se você tiver adquirido a respectiva opção e / ou módulos. Configurações de banco de dados pode ser feita com as opções "Configurações / Parâmetros de Sistema / função de menu Da-tabases". A janela bancos de dados oferece as opções de seleção: Q-DAS Database central DB configuration Compress database Monitoring DB Opções Se você não faz qualquer configuração específica neste diálogo, o software vai automaticamente se conectar ao banco de dados de exemplo instalado (MS Access). O botão "Comprimir Dados" só é exibido se a conexão selecionada em banco de dados Q-DAS aponta para um banco de dados MS Access ou bancos de dados de exemplo, se o padrão são usados Q-DAS Database Você pode definir uma conexão banco de dados diferente do padrão, selecionando o botão "Escolha de conexão". O novo banco de dados tem que ser conforme a estrutura de banco de dados Q-DAS. Após clicar botão "Escolher conexão", o "Select Data Link diálogo" Arquivo abre. Se não houver nenhum arquivo de conexão disponível para a seleção, por favor, digite a descrição desejada como o nome de "Arquivo" e clique no botão "Abrir". Um novo arquivo *. udl com o nome de arquivo como entrada será criada. Observação: O arquivo de banco de dados real (por exemplo QDAS32.MDB) não pode ser selecionada nesta janela.

18 18 Software Configuration and User Administration A janela "Data Link Properties" se abre e a guia "Provider" é selecionada. conexão com um banco de dados Access Depois de um arquivo *. udl foi criado, conforme descrito no capítulo , os dados da janela "Link Properties" se abrem, o que lhe permite definir o banco de dados de ajustes específicos. O "Microsoft Jet 4.0 OLE DB Provider" precisa ser selecionado para a conexão com um banco de dados MS Access. Ao clicar no botão "Avançar", você vai passar para a aba "Conexão".

19 19 Software Configuration and User Administration Clique no Ícone. A janela "Select Access Database" se abre. Agora você pode procurar e selecionar um banco de dados existente, e clique em "Abrir". O banco de dados exemplo Q-DAS com o nome do arquivo "QDAS32.MDB" pode ser encontrado no "Database", da pasta da QS-STAT diretório de instalação. Back in the Data "Link Properties" você pode agora verificar novamente as configurações clicando no botão. Após a ligação de teste "foi realizado com sucesso, você pode fechar ambos os dados" Propriedades de ligação "e do" banco de dados "do Windows com o botão OK Conexão para um banco de dados Oracle Depois de um arquivo *. udl foi criado, conforme descrito no capítulo , os dados "Link Properties" janela se abre, o que lhe permite definir o banco de dados de ajustes específicos. Condições prévias para se conectar a um banco de dados Oracle são de que um cliente Oracle instalado com uma configuração local, "Nome do Serviço Net" (Oracle 8.xx e 9.xx) ou "Database Alias" (Oracle 7.xx) são capazes de se conectar à servidor de banco de dados apropriado. Oracle 8.xx/9.xx: Oracle 7.xx: "Net Configuration Assistant" para a configuração de um "Nome do serviço de rede local" "SQL Net Easy Configuration" para a configuração de um "Database Alias"

20 20 Software Configuration and User Administration O "Microsoft OLE DB Provider para Oracle" tem de ser selecionada para a conexão com um banco de dados Oracle. Uma possível existencia "Oracle / Provider para OLEDB" não deve ser usado. Então, por favor clique no botão "Next" para começar a aba "Conexão". Indique o "Local Net Service Name" ou o "Database Alias" nome do Oracle E-cliente como "nome do servidor". Como "Nome de usuário",

21 21 Software Configuration and User Administration digite o usuário do banco de dados Oracle e digite a senha. Além disso, o check-box "Permitir salvamento de senha " precisa ser ativado. Agora você pode verificar automaticamente as configurações usando o botão. Após o teste de conexão "foi realizado com sucesso, você pode fechar ambos " Propriedades Data Link "e do" banco de dados "do Windows com o" OK " Conexão para um banco de dados MS-SQL Depois de um arquivo *. udl foi criado, conforme descrito no capítulo , os dados "Link Properties" janela se abre, o que lhe permite definir o banco de dados de ajustes específicos. O "Microsoft OLE DB Provider para SQL Server" tem de ser selecionada para a conexão com um banco de dados MS-SQL. Então, por favor clique no botão "Next" para começar a aba "Conexão".

22 22 Software Configuration and User Administration Nome do Servidor DB Ambas as configurações são possíveis aqui! Nome de usuário e senha do MS-SQL DB- User Permitir salvar a senha para o arquivo *. udl Selecione o Q-DAS-DB Agora você pode verificar automaticamente as configurações usando o botão. Após o teste de conexão "foi realizado com sucesso, você pode fechar ambos " Propriedades Data Link "e do" banco de dados "do Windows com o" OK " Central Database A fim de estabelecer uma conexão com o banco central, proceder conforme descrito no capítulo Configuração de uma conexão com a configuração do DB "central" botão só é exigido para o Q-DAS opção de sincronização de dados, por exemplo. Isto significa que se você trabalha com um banco de dados Q- DAS local (por exemplo: MS Access), que deverá ser periodicamente sincronizada com um segundo banco de dados central. A conexão configurado em "configuração DB central" também é usado pelo upload de dados e sistema de notificação.

23 23 Software Configuration and User Administration Monitoring Database Se você estiver usando o software de monitoramento Q-DAS para visualização do processo, você pode usar o procedimento descrito no capítulo usando o para conectar a um banco de dados diferente. Esta definição aplica-se o único software "Q-DAS" Monitorização. Informações adicionais sobre este tópico podem ser encontradas no manual " Acompanhamento Q-DAS " Comprimir Database O botão Compress database só é exibido se houver pontos de conexão de banco de dados para um banco de dados MS Access Q-DAS. A base de dados MS Access pode ser compactado com este botão. Não é possível Reparar o banco de dados com este botão Opção Database The Options button opens up a new window with the same name. In this window, user specific as well as database specific setting can be made. This manual only describes the configuration option for the database administration. User related settings for reading from the database are described in the Q-DAS Database manual as the settings can also be displayed and adjusted in the Read from database dialog. Reduzir campos do banco de dados

24 24 Software Configuration and User Administration Com esta função é possível reduzir o número de colunas em sua tabela de peças e características apenas utilizados a fim de melhorar o desempenho do banco de dados. Note que não é possível armazenar informações nas colunas desativadas. Se um conjunto de dados contém informações sobre essas colunas, uma mensagem de erro aparece ao salvar os dados. Como o número máximo de colunas possível foi atingido na tabela contendo dados de características ( "Merkmal"), uma segunda tabela de características chamada "Merkma_zus" tinha que ser introduzido. Se as colunas do quadro suplementar devem ser utilizados, esta tabela tem que ser ativado com a opção "Usar tabela de características adicionais". Dados Adicionais Os campos de dados adicionais para "Texto" e " Parâmetro de Processo " não estão ativos no banco de dados padrão. A fim de ser capaz de guardar informações nestes campos para o banco de dados, o respectivo campo deve ser ativado e o comprimento do campo exigido ou um número máximo de entradas tem que ser definido.

25 25 Software Configuration and User Administration Usando GUID Ativando a opção "Use GUID ", um número adicional, exclusivo para fins de identificação será guardado para cada peça, características e valor medido (no banco de dados, bem como com base em arquivo). Esta opção deve ser ativado se vários bancos de dados locais devem ser sincronizados com o banco de dados central. Observação: Após a criação inicial do GUID, esta opção não pode ser desativada mais. Eventos usados em WERTEVAR Se uma série de eventos vão ser gravados, ele recomendou ao ativar essa opção para melhorar o desempenho do banco de dados. Se um banco de dados local deve ser sincronizado com um banco central, esta opção tem de ser definida em ambos os bancos de dados. Depois que essa opção tenha sido controlada, os eventos "Sincronizar" botão fica ativo se os eventos já estão gravados com os valores medidos no banco de dados. Neste caso, um evento de sincronização tem de ser realizada uma vez um fim de copiar os eventos existentes na tabela WERTEVAR. Protocolo de alteração de dados em TRANSMIT_WERTEVAR É possível gravar as alterações dos valores medidos com a data da mudança, ativando esta opção. Esta informação alteradas pode então ser recuperadas da Máscara de Valores com o histórico dos valores medidos. Protocol alterating user in TRANSMIT_WERTEVAR Se esta opção tiver sido ativada, o usuário que alterou os dados também é gravado. Estas informações alteradas também podem ser recuperados da Máscara de Valores com a história dos valores medidos

26 26 Software Configuration and User Administration Indices A fim de agilizar a exibição das peças que correspondem aos critérios de filtro para consultas executadas com freqüência, você pode ativar um índice para os respectivos campos na coluna esquerda. A fim de agilizar as consultas de banco de dados após os critérios de seleção usados com freqüência, você ativar um índice adicional para os respectivos campos na coluna da direita desta janela. Com as opções no lado esquerdo da janela, um índice apenas coluna de banco de dados do respectivo será criada. Com as opções no lado direito da janela, um índice sobre as peças, características e próprio campo será criada. Observação: Se muitos índices são fixados, por escrito, o banco de dados pode ficar muito lento. Se você estiver conectado a um banco de dados Oracle, o "Tablespace" pull-down menu. Com isso, você pode determinar em que área de tabela os índices devem ser guardados.

27 27 Software Configuration and User Administration Manutenção Você pode salvar informações sobre o número de peças, número de características por peça e número de valores de medição por peça em um arquivo de texto com o botão "Criar informações para estrutura de peças e características". Se você clicar no botão Exlcuir peça e característica sem uso", uma lista de peças no banco de dados que não contém quaisquer valores medidos é criado. Você pode então selecionar as partes vazias da lista e excluí-las. A opção "Timeout para os comandos SQL", você pode definir quanto tempo pode demorar até uma resposta do banco de dados ser recebida. Nestas circunstâncias, este período deve ser ampliado para consultas extensas ou para a exclusão de peças com uma grande quantidade de características e / ou valores de medição (especialmente se você trabalha com um banco de dados MS-SQL). Se você estiver conectado a um banco de dados Oracle, os dois botões informações "Criar banco de dados de " e "estatísticas da tabela Otimizar (ANALYZE TABLE...)" são exibidos na adição. Informações sobre o banco de dados podem ser salvos em um arquivo de texto com o "Criar banco de dados de informação" em um arquivo.

28 28 Software Configuration and User Administration Com o botão "estatísticas da tabela Otimizar (ANALYZE TABLE...)", o comando ANALYZE TABLE é executado. Isto deve, no entanto, ser feito pelo administrador do banco de dados em uma base rotineira. Observação: Dependendo do tamanho do banco de dados, este comando pode demorar algum tempo para processar. commandos SQL Nesta janela, você pode digitar qualquer comando SQL que deve ser executado após a conexão de dados for estabelecida. Múltiplos comandos têm que ser separados por ponto-e-vírgula. Tipo de Bando de dados

29 29 Software Configuration and User Administration O usar banco de dados como servidor para o plano de controle só pode ser ativada para o banco de dados central. Se a opção registo de alteração dados é ativado, todas as alterações de dados são protocolado no banco de dados juntamente com o conjunto de dados. Ativando esta opção automaticamente também ativa opção Use GUID em dados adicionais. Os campos selecionados em " chave dapeça " e " chave da Características " será utilizado como identificador de peças e características para a sincronização de dados. Isto significa que estes campos devem ser cuidadosamente selecionados de acordo com o que poderia identificar uma peça com as suas características já existentes. Procedimento de armazenamento Os procedimentos armazenados existentes são exibidas nesta caixa de diálogo se estiver ligado a um MS-SQL ou um banco de dados Oracle. Também é possível executar o procedimento escolhido a partir desta janela.

30 30 Software Configuration and User Administration Copiar texto e banco de dados de config Se você estiver trabalhando com um banco de dados MS-SQL ou um Oracle, você também pode copiar as configurações de banco de dados ou texto nela. Copiando o banco de dados de texto em um banco central deve ser feito apenas em casos excepcionais, inevitáveis, pois isso pode levar a uma perda de desempenho grande. Se o banco de texto tem de ser nunca copiou a menos, proceder de acordo com a descrição para copiar o banco de dados de configurações. Para copiar as configurações de banco de dados em um banco de dados diferentes (por exemplo: Oracle) Por favor, selecione o arquivo *. udl que se conecta ao seu banco de dados alvo desejado com o "botão UDL". Em seguida, iniciar o processo de cópia com o botão "Criar banco de dados". Isto copia a estrutura de banco de dados completa, bem como os registros que já estão no banco de dados local. Observação: Entre em contato com Q-DAS antes de copiar o texto ou banco de dados de configurações para evitar problemas.

31 31 Software Configuration and User Administration Catálogo de resultados Neste diálogo, você pode adicionar pontos de saída adicionais para o Módulo de Análise de longa duração com o botão Selecionar Resultados. Todos os pontos necessários já estão contidos na seleção padrão para que o aumento do número de pontos de saída deverá ser necessário somente em casos excepcionais. A respectiva opção para a leitura do banco de dados será fornecida se a caixa de seleção Habilitar período de comparação estiver ativada. Comparação de Banco de Dados Para atualizar o banco de dados, selecione um banco de dados de origem (obanco de dados atual Q-DAS ) e um banco de dados de destino (o banco de dados novo). Clique no botão de Comparação para exibir uma lista de diferenças entre os dois bancos de dados. Então, você pode criar um script de atualização para o banco de origem e armazená-lo no banco de dados de destino.

32 32 Software Configuration and User Administration Template Verifique os campos do novo plano teste editável na Copia caixa de diálogo para editar os campos exibidos ao copiar um plano de teste existentes. Se esta opção estiver desativada, um estado de alteração será criado automaticamente para manter as peças a partir da janela leitura banco de dados. Verifique a caixa de Contagem automaticamente de mudança de status para salvar a entrada, na configurção Teste padrão de status entre no campo (K1004) automaticamente quando a cópia de um plano de teste. A entrada não deve exceder 20 caracteres. Arquivando periodos Uma lista de arquivos já criados podem ser revistos em diálogo de arquivamento de períodos. Também é possível criar novos arquivos de dados, conforme descrito a seguir. 1. Clique na próxima célula vazia na coluna período de arquivamento.

33 33 Software Configuration and User Administration 2. Após clicar no ícone, a janela Criar arquivo de banco de dados abre no qual você pode determinar as configurações de arquivamento em detalhe. Dependendo das definições desta janela, todas as peças que contêm pelo menos uma característica com um valor medido a partir do período selecionado será adicionado ao arquivo. Você também pode escolher se as peças em questão devem ser arquivados em opção arquivos individuais com o arquivo para arquivos, ou se o arquivo de dados deve ser criada em um banco de dados com a opção de arquivo de banco de dados. Observação: Se você selecionou a opção para arquivar dados, por favor, ignore os passos 3 e Se o arquivo de arquivos de opções foi selecionado, o passo 5 e superiores não se aplicam. Você tem agora duas opções de escolha para iniciar o processo de arquivamento: com o botão Arquivo, das respectivas peças serão copiados do seu banco de dados de produção de vida nos arquivos de arquivamento, com a fonte fora botão, os dados serão movidos para os arquivos ade e depois não estar disponíveis em seu banco de dados de arquivo de produção por mais tempo. Observação: Quando o arquivamento em arquivos, apenas os campos que são suportados no formato de arquivo poderão ser salvos.

34 34 Software Configuration and User Administration 4. As peças Salvar os arquivos de janela se abre após o processo de arquivamento foi iniciado. Esta janela apresenta uma listagem de todas as peças que cumpram os critérios período de arquivamento. Nesta janela, você pode agora ajustar o diretório de destino para os arquivos e, se necessário, remover partes únicas a partir do arquivo removendo o "X" no início de uma linha. Arquivamento de dados em arquivos agora pode ser realizada com o botão Salvar. 5. Se a opção arquivo de banco de dados tinha sido selecionado, um novo nome para o arquivo de banco de dados a ser criado podem agora ser feitas com o botão "MDB". Se você estiver conectado a um banco de dados SQL Server ou Oracle como banco de dados Q-DAS, o botão "UDL " está ativo também. Você pode selecionar um arquivo *. udl com este botão. O arquivo selecionado *. udl tem que ser apontado para um banco de dados separado para arquivar o que não pode ser idêntico aos dados de produção.

35 35 Software Configuration and User Administration 6. A estrutura de banco de dados necessários podem ser criados com o botão Criar banco de dados após o banco de dados alvo foi selecionado. 7. Após a estrutura de banco de dados foi criado, agora você pode copiar os dados a serem arquivados no banco de dados com o botão "Arquivo", ou mova os respectivos dados do banco de dados de produção na base de dados de arquivo com o botão Source para fora. Os dados que foram arquivados (terceirizados) já podem ser reproduzidos a partir do arquivo no banco de dados de produção, selecionando o arquivo desejado na lista com o ícone agora sobre o botão ativa "Recuperar". e clicando Formatação de Saída A janela de Formatação de saída pode ser chamado acima com as opções / Configurações de Sistema / menu função de Formatação de saída. As opções disponíveis são as seguintes: Formatação Geral O número de casas decimais que foi selecionado com o número de casas decimais significativass é utilizado para a produção de casas decimais para todos os valores calculados que são baseados em resultados de cálculo de outros (por exemplo, a média das médias) Formatação das Médias O número selecionado adicional de casas decimais será adicionado ao número de casas decimais que é configuração na máscara de características para exibir qualquer saída de médias. Formatação de Limites de Quantis O número desejado de casas decimais para os limites de quantis que é configuração na máscara de características será reforçada com o número adicional de casas decimais selecionadas aqui. Formatação de Porcentagens Com esta opção você pode selecionar o número desejado de casas decimais para qualquer resultado de saída em % ou ppm.

36 36 Software Configuration and User Administration Arquivos de Sistema Com a função de sistema de arquivo você pode escolher um aplicativo de terceiros que devem ser abertos quando uma assinatura é criada. Se a opção Utilizar ID como parâmetro é verificado, a identificação da assinatura atual é usado como parâmetro. Se o sistema partidário selecionados terceiros também deve ser aberto para acompanhamento assinaturas (aprovação, por exemplo) a a opção chamada de sistema de arquivo também para a próxima assinatura tem que ser verificado. Neste caso, também é possível usar um parâmetro adicional. Se os dados assinados devem ser salvos no formato QML em vez do formato DFQ, a opção Salvar assinaturas de dados em QML tem de ser verificada.

37 37 Software Configuration and User Administration Sincronização de Banco de Dados Se você quiser sincronizar os dados do banco de dados Q-DAS com uma base de dados central, você tem a opção para configurar o procedimento de sincronização com as opções de configurações / Parâmetros de sistema / menu de função de configuração de sincronização de banco de dados. Observação: É importante especificar exatamente o fluxo de dados dentro de uma oficina de instalação, pois há muitas e diferentes opções de configuração. Você pode definir um prazo em que a sincronização de dados deve ocorrer com o tempo de Início e Fim opções de tempo. Para o intervalo e o ponto de repetição no tempo, você nunca pode selecionar, minutos, horas e dias a partir da pull-down menus. A configuração do intervalo determina a freqüência de sincronização de dados deve ter lugar, o ponto de repetição no tempo opção só é relevante se a opção Iniciar sem pedir não está ativado. Neste caso, uma sincronização interrompida é repetida após o prazo fixado no ponto de repetição no tempo. Se você trabalha com um banco de dados MS Access como banco de dados Q- DAS, você automaticamente compacta-lo periodicamente (opções de seleção são horas ou dias). O nº máx. de valores na opção DB determina quantos valores por característica deve ser mantido na Q-DAS banco de dados como a história, após a sincronização. O tamanho do arquivo de protocolo que é criado na pasta "Temp" do Q-DAS diretório

38 38 Software Configuration and User Administration de instalação pode ser limitado com o máx. Tamanho do arquivo de log na opção KB. Se a opção Iniciar sem pedir é ativado, a sincronização de dados é iniciado diretamente no horário de início. Consulte também o capítulo para a configuração do tipo descrito no banco de dados Sistema de Configuração Interna (Ferramentas) As Opções / Parâmetros de Sistema menu função de configuração do sistema interno (Ferramentas) abre a janela de configuração do sistema que oferece as seguintes opções de configuração. Configuração de Memória As configurações padrões disponíveis nesta janela não devem ser alteradas. Modificações só devem ser feitas após consulta prévia com o Q-DAS. Arquivos entrada / saída

39 39 Software Configuration and User Administration As opções de configuração disponíveis aqui também não deve ser alterado sem consulta prévia com a Q-DAS. Informações do Sistema As informações do sistema atual são exibidas aqui. Não é possível fazer alterações nesta janela. Programa Use Permitir Múltiplos Inicios / Não permitir múltiplos inicios determina se o software pode ser iniciado com uma estação de trabalho diversas vezes em paralelo ou não. Se você já tiver iniciado o software e iniciá-lo novamente, uma mensagem de aviso aparece quando o botão Exibir aviso de mensagens é ativado. Se você selecionar executar Troca de programa, o software não pode ser iniciado várias vezes em paralelo. Neste caso, o software passa para o programa em execução se você iniciá-lo novamente. Verificar a aplicação não pode ser minimizada caixa e os usuários não podem minimizar a superfície de programa. Se o pedido não pode ser fechada opção estiver activa, o software não pode ser fechado. Verifique o menu de sistema não exibe a caixa para ocultar os ícones do Windows para minimizar, maximizar e fechar janelas.

40 40 Software Configuration and User Administration Plano de Emergência Se você trabalha com um banco de dados, central de rede, verificar o plano de contingência para a caixa Activar gravação automática e selecione um diretório local no diretório de backup. No caso de uma falha de rede, os dados carregados é arquivada neste diretório. Você também pode selecionar Em caso de emergência, envie um para: e digitar um endereço de . No caso de uma emergência, uma mensagem contendo os dados carregados é gerado e enviado o mais rapidamente possível. Se você não tiver definido uma configuração de ainda, clique no botão configuração. Parâmetros de Chamada Aqui você pode definir o parâmetro chamada "UX" que podem ser necessárias em determinadas condições, quando um sistema de transferências externas arquivos na Q-DAS ACII Transfer Format. Para mais informações, contacte a Q-DAS Incorporated.

41 41 Software Configuration and User Administration Configuração de Para enviar s usando o Software Q-DAS, é importante inserir as informações exigidas pelo sistema. Por favor, contate seu administrador de correio eletronico para obter as informações necessárias. Definir parâmetros em Opções definições Parâmetros de Sistema - Configuração de . host = endereço IP ou nome do computador do seu servidor de port = a porta, o servidor usa para enviar s (geralmente 25) do usuário ID = nome de usuário, você precisa acessar a sua conta de no servidor. O nome de usuário também é usado como remetente. remetente = o endereço de da conta do usuário especificado acima. Este endereço de está visível aos seus destinatários. Password = password da conta de .

42 42 Software Configuration and User Administration Selecionando o logo da compania A janela de diretórios pode ser aberta com as opções /Parâmetros de Sistema / menu de função Caminhos. Você pode procurar e selecionar um arquivo de imagem que deve ser usado como um logotipo em todos os relatórios do grupo de monitores Configurações Adicionais A janela de Configurações pode ser aberta com o menu de função Opções / Parâmetros de Sistema / Geral Configurações Desktop Na aba Desktop, você pode ajustar as configurações de superfície descrito abaixo.

43 43 Software Configuration and User Administration Savar configurações automaticamente Verifique a caixa Salvar configuração automaticamente para salvar as configurações, você ajusta a janelas de configurações, directamente com as configurações padrão. Clique em OK para salvar as configurações. Se esta opção não está ativa, novas configurações não são guardadas como definições padrão. Depois de reiniciar um programa, as definições são repostas. Barra de Ferramentas auxiliar Verifique a barra de caixa ícone visível para mostrar os ícones na superfície programa. Você pode determinar os ícones apresentados individualmente utilizando o botão de entrada. Nota: Estas definições específicas são guardadas para o módulo. Linha de Status Desativar a caixa de linha de status para ocultar a linha de status padrão exibido na parte inferior da superfície do programa. Se você ativar esta opção, use o botão para definir quais informações você deseja exibir na linha de status. Nota: Estas definições específicas são guardadas para o módulo. Sair do Programa sem confirmação Selecione esta opção para sair do programa sem ser solicitado para salvar os dados. A fim de evitar perda de dados, não ative esta opção. Cor da janela principal Selecione esta opção para mostrar a superfície programa com um fundo colorido. Use o botão para selecionar a cor de fundo.

44 44 Software Configuration and User Administration Fundo branco para gráficos na tela Active esta opção para mostrar todas as janelas gráficas na superfície do programa com um fundo branco. Fundo branco para impressão (em cores) Se você tiver selecionado uma cor de fundo para gráficos na tela e você deseja obter uma impressão de alta qualidade em tons de cinza, ative essa opção. Agora, os gráficos são impressos com um fundo branco. Fundo branco para relatórios (tela) Verifique o fundo branco para relatórios (tela) caixa para mostrar novamente as portas no preview de relatório com um fundo branco. Fundo branco para relatórios (tela) Verifique a caixa fundo branco para relatórios (tela) para exibir relatórios no preview de relatório com um fundo branco. Enviar todos os dados de medição para campos do relatório de valor relacionado Selecione esta opção para criar uma página de relatório único para cada valor de medição em termos de seções do relatório que contém campos de valores (valores de medição e os dados adicionais). Não é aconselhável para habilitar essa opção por padrão, pois esta configuração é válida para todos os relatórios. O manual forma e Designer Máscara explica como usar esta função para os relatórios individuais sem usar esta opção. Número de registro no arquivo histórico Entre com muitos conjuntos de dados correspondentes a chamada de arquivos que você deseja exibir no histórico do arquivo. Apresentar observações no gráfico Clique no botão e a caixa de diálogo de visualização será aberta. Definir como e quando as observações serão exibidos e quando eles vão desaparecer novamente.

45 45 Software Configuration and User Administration Listas Selecione a lista de rolagem para frente ou lista de rolagem para trás para inverter as funções dos botões. Estes botões podem ser usados em listas diferentes, tais como as peças ou lista de características Configurações Gerais Na aba de Configurações GeraisIvocê pode ajustar as seguintes configurações de aparência. Referir a peça Marque a caixa de Referência de peça e apenas o resumo gráfico da parte atual é exibido. Se você desativar esta opção, o sumário de gráficos apresentam as características ativas de todas as peças carregadas.

46 46 Software Configuration and User Administration Não rajustar zoom nos gráficos Ative esta opção para manter o nível de zoom ajustado dos gráficos (por exemplo, a tabela de valor) quando se muda para uma outra característica. Se esta opção estiver desativada, o nível de zoom é reposto quando se muda para uma outra característica. O gráfico mostra todos os valores de medição carregado novamente. Exibir sempre a Lista de características Selecione esta opção para visualizar as peças / lista de características (resumo das peças e as características do plano de teste correspondente) quando a carregamento de novos dados. Plotar diretamente após a avaliação Utilize esta opção para alterar a visualização gráfica durante o processo de avaliação. Se você ativar esta opção, a característica visível é atualizado imediatamente. Plotar diretamente após alternar características Se você marcar esta caixa, o programa sempre desenha o gráfico da característica que acabou de ser avaliado. Depois de abrir um conjunto de dados ou após a avaliação dos dados, o programa apresenta sempre a última característica avaliada. Durante o processo de avaliação, sempre mostra o gráfico da característica que está sendo avaliada. Desativar características sem valores de medição Active esta opção para desativar as características sem medições, antes da avaliação. Eles não são visualizadas na superfície do programa. Bloquear novo plano de controle automaticamente Selecione esta opção para bloquear os planos de teste durante a avaliação. Enquanto um plano de teste está bloqueado, não há valores de medição correspondente pode ser gravado. Após a avaliação, o desenvolvedor tem de clicar botão-direito do mouse no plano de teste na máscara de peças ou na janela de leitura de dados. Então o direito-clique novamente na peça respectiva. Selecione o plano de teste de lançamento para liberar o plano de teste para a gravação de dados manualmente. Se você lançar um plano de teste usando a máscara de componentes, guardar as alterações antes de fechar a janela.

47 47 Software Configuration and User Administration Protocolo de dados adicionais sobre o carregamento (para mostrar r Ative esta opção para criar uma lista dos dados adicionais armazenados no conjunto de dados quando os dados de carregamento. Selecionar campos info DB - informações do banco Global ( ) - campos de saída e escolher uma das 92xx campos para lembrar o indivíduo campos de dados adicionais e para exibi-los, por exemplo, em um relatório. Número máximo de registros Check this box to define how many different records per additional data field are displayed in the list. If there is more additional data in the dataset than you have defined, the maximum number of records is entered in the list, but the surplus records cannot be transferred to the list. Texto adicionais para classes de características Click on this button to save standard texts for every characteristics class. These additional texts for each characteristic are stored in the K2902 field. They can be displayed, for example, in reports. Agrupamento de tolerâncias de posição compatível com V3.xx Enable this checkbox to work with the structure of the old 16-bit version in terms of positional tolerances. Please note that any new positional tolerance functionality of the 32-bit version cannot be used anymore. Tranpor do grupo de características nº If you want to transfer additional data from a group characteristic (e.g. x position) to the calculated superordinate characteristic (e.g. position), check the Takeover of group characteristic box and select the respective characteristic. The additional data (e.g. inspector, machine number or batch number) is transferred to the respective calculated characteristic and saved there.

48 48 Software Configuration and User Administration Exibir diálogo após início do programa In most cases, users take the same actions whenever they start the program. Select this option to choose one of the available actions and click on OK. Every time you start the program now, it will execute the selected action automatically. Exibir diálogo após mudança de módulo If you also check this box, the selected action is also executed when changing modules.

49 49 Software Configuration and User Administration 1.4 Definições dependentes do módulo Barra de Menu Você pode ajustar as funções disponíveis nos menus para cada grupo de usuário e módulo com as opções de configurações / Parâmetros de Sistema / menu de funções Barra de menu. As seguintes opções estão disponíveis na barra de menu Configurar o diálogo: Todos os menus e itens de menu disponíveis para o seleção de módulo são exibidos na janela de configurar barra de menus. Todos os itens com uma marca azul, mais tarde, estarão disponíveis a seleção adversa. Todos os itens sem uma marca de seleção não será exibido na interface do usuário do programa. Você pode ativar todos os itens do menu com o botão todos ativos, ou desativar todos os itens com o botão todo inativos. Ao clicar em um item de menu, você pode alterar o estado de um item individual (ativado / desativado). Com o botão Abrir menu corrente, você pode alterar a exibição de menu para mostrar o futuro da interface do usuário já na janela de configurar barra de menus. Ao clicar no botão, a barra de menu do modo de configuração será exibida novamente. Depois que o menu de configuração estiver concluído, ele pode ser salvo com o botão "Salvar" para o grupo de usuários selecionados. A configuração de barra de menu específico é o módulo.

50 50 Software Configuration and User Administration Diretórios Padrão Para configurar o módulo-diretórios relacionados, seleccione Opções - Sistema - Caminhos. A janela de Diretórios abre. Ele é exibido abaixo. Clique em um dos botões para abrir a respectiva caixa de diálogo que contém uma seleção de arquivos padrão. Para definir os diretórios padrão, selecione o respectivo diretório do lado esquerdo da janela de Diretórios. Utilize as funcionalidades de arrastar e soltar para entrar no diretório no campo respectivo à direita da janela de Diretórios. A janela de Diretórios oferece-lhe as seguintes opções de selecção: Ler / Salvar dados Aqui você pode determinar os caminhos de diretório correspondente no módulo qs-stat. Esses caminhos são usados por padrão durante a leitura ou salvamento de arquivos. Visualizar Relatórios Em Relatórios, você define o diretório onde o padrão de relatórios disponíveis são armazenados. Se você digitou um relatório no campo de entrada de dados padrão, o relatório pode ser impresso facilmente sem qualquer consulta outro relatório. Clique no ícone ou, no procella My.SPC "módulo", clique no botão de medição de impressão.

51 51 Software Configuration and User Administration Sob folha de rosto, você pode determinar uma folha de rosto para as assinaturas. Para imprimir relatórios no formato PDF, entra em PDF de saída no diretório de destino usado por padrão para armazenamento de dados. Imprimir Janela atual Selecione um relatório contendo os arquivos wild cards para as elementos gráficos peças ou características. Esses arquivos são acessados diretamente quando você imprime gráficos em tela, clicando sobre o ícone. Imagens Em Imagens, digite o caminho do diretório onde os gráficos estão armazenados. O software Q-DAS irá acessar este caminho. O gráfico você seleciona em Logo e insere os relatórios fornecidos padrão como logotipo corporativo. Q-DAS Monitoring arquivos graficos Selecione o diretório onde o arquivo de configuração (GraphicObj.xml) para a exibição / visualização do Q-DAS Monitoring é armazenado. Barra de Icones Digite o nome do arquivo e os caminhos da barra de ícones (barra de início rápido). Se você não quiser usar uma barra de ícones, não entrar em qualquer arquivo de definição. Máscara de tela de entrada Selecione o nome do arquivo e o caminho da mascara de entrada ( arquivo de definição para a estrutura das peças / características / máscara de valor) para o módulo correspondente. SAP Entre com o caminho para o diretório de exportação SAP. Q-DAS scripts Se você deseja trabalhar com os scripts, selecione um diretório onde os scripts foram armazenados.

52 52 Software Configuration and User Administration Seleção de Método de Avaliação a ser usado As Opções / menu de função Método de Avaliação abre uma janela com o mesmo nome. Você pode alternar entre o modo de visualização em modo de edição, clicando sobre o botão "Alterar" e selecionando um usuário com os respectivos direitos de usuário (por exemplo, configurações do usuário) na janela de registro. No modo de edição, você pode criar novas estratégias de avaliação, ou definir uma das estratégias existentes como estratégia padrão. A fim de definir uma estratégia existente como padrão, selecione a estratégia desejada no menu suspenso e marque a caixa de seleção padrão no canto inferior direito da janela. Então, por favor, confirme as configurações com o botão "Salvar" e feche a janela com o botão "OK". De agora em diante, a estratégia de avaliação selecionado será usado por padrão para todos os dados carregados neste módulo Campos de Entradas requeridos Para destacar campos de entrada única nas peças / máscara características, a fim de salientar que as caixas devem ser preenchidos, clique no menu Opções e selecione Parâmetros de sistema Configurar campos de entrada requerido. Selecione os campos respectivos das peças / máscara características. Use o botão para adicionar campos para a lista e clicar neste botão para apagar os campos selecionados na lista. A fim de verificar a sua seleção para a integralidade, as seguintes opções estão disponíveis.

53 53 Software Configuration and User Administration Para configurar a cor de fundo e os caracteres de um dos campos, aberto das máscaras de entrada de dados (por exemplo, a máscara de peças). Clique no botão especial e, em seguida, no botão Exibir Mascara ( e ). A caixa de diálogo exibida antes da abertura é exibir mascara. Ajuste as configurações respectivos campos de entrada de objetivo. Nota: Se você tiver alterado o display colorido e que pretende trabalhar com ela, desativar a opção Usar uma exibição padrão para o campo correspondente.

54 54 Software Configuration and User Administration Indicações do tipo de medições utilizadas Em Opções / Parâmetros de Sistema / função Indicações do tipo de medições utilizadas permite determinar quais medidas de quantidade deve ser exibidas no campo Medição quantidade seleção da Máscara de características, e em que seqüência (por exemplo, por ordem alfabética). A metade esquerda da definição das quantidades de medição utilizados janela de seleção exibido atualmente válidos das grandezas medidas que são mostradas nas respectivas características Máscara no menu suspenso. A metade direita da janela exibe todos os campos ainda disponível para adicionar. Se não houver campos adicionais são exibidas à direita, todas as quantidades disponíveis medidas já foram adicionados à selecção atualmente válidos. O botão permite a transferência de todos os itens formam uma lista para o outro, o faz o mesmo para um item, único destaque. Os botões de seta para a esquerda exibe a lista de seleção atualmente válido para permitir alterar a seqüência da exposição dos itens individuais. Uma opção adicional é classificar os itens selecionados em ordem alfabética com a classificação botão on / off. Observação: Os arquivos com as características que contêm uma quantidade medida que não faz parte da seleção definido, irá exibir a não observação na lista atual da Máscara de Características das respectivas características em seu lugar.

55 55 Software Configuration and User Administration Catálogos Selecione Configuração Parâmetros de Sistema Catalogos para abrir a janela de Configuração de Catalogos. Você pode administrar seus catálogos como arquivos ou você pode salvá-los no banco de dados Q-DAS. Nota: O catálogo de dados no banco de dados ou os respectivos ficheiros na un dade de rede central deve ser acessível a partir de qualquer estação de tr balho. - Dados de Catálogo de arquivo Se você deseja trabalhar com dados do catálogo de arquivos, selecione o botão de rádio. Em seguida, clique no botão Selecionar o respectivo arquivo para selecionar o arquivo *. DFD. Para acessar as informações mesmo catálogo de postos de trabalho diversos, o arquivo DEF deve ser armazenado em um diretório central. Clique no botão Edit para abrir a janela Editar catálogos. Selecione um catálogo a partir do menu suspenso. Se já existem alguns registros de catálogos disponíveis, eles são exibidos. Eles podem ser ajustados ou você pode adicionar novos registros. Fechar a janela Editar catálogos, clicando em OK para salvar as alterações. - Dados de Catálogo do banco de Dados Se você deseja trabalhar com dados do catálogo de um banco de dados, selecione o botão de rádio. Proceda como descrito acima com os dados do catálogo de arquivo para ajustar o conteúdo de catálogo.

56 56 Software Configuration and User Administration - Dados de Catálogo do conjunto de dados Se alguma informação catálogo foi guardado no conjunto de dados gravados, selecione esta opção para trabalhar com os registros do catálogo do conjunto de dados atual. Se o conjunto de dados atual não contém registros de catálogo, não há dados de catálogo a serem exibidos. - substituir catálogo de operador e funcionário pela lista de usuários Marque esta caixa para substituir os usuários disponíveis no catálogo operador e empregado pelo usuários disponíveis a partir da lista de usuários. Em seguida, os usuários qs-stat podem ser selecionados de uma lista Opções de Salvamento Selecione Opções Parâmetros de Sistema Salvar opções em Opções de salvamento na janela aberta. As seguintes configurações estão disponíveis. Sempre salvar distribuição calculada com o conjunto de dados Marque esta caixa para gravar o modelo de distribuição atual com o conjunto de dados. Sempre slavar classificação com o conjunto de dados Selecione esta opção para salvar a classificação com o conjunto de dados. Salvar QCC de CEP para o conjunto de dados Active esta opção para salvar as informações atuais do SPC- QRK ao conjunto de dados. Salvar dados de catálogo em arquivo Ative esta opção para salvar todas as informações do catálogo selecionado para arquivos que não contêm dados catálogo ainda. Por favor note que o tamanho do arquivo pode aumentar significativamente. Se as informações do catálogo são guardadas em um arquivo, você não pode apagá-la usando as funções na superfície do programa. Salvar compensação de tendência com o conjunto de dados Se você tiver executado compensação tendência, você pode ativar esta opção para salvá-lo no conjunto de dados.

57 57 Software Configuration and User Administration Salvar valores amplitude excluidos Os valores dos atributos pode ser desmarcado devido a testes descontrolados ou seleções manuais de valores dentro do quadro de valores individuais. Defina quais são os valores de atributo a ser marcado. Você pode selecionar uma das opções apresentadas à direita Arquivos Externos Selecione Opções Parâmetros de Sistema Arquivos Externos e abrirá a caixa de diálogo. Verifique o arquivo de recuperar a caixa de saída para executar o arquivo selecionado ou script quando você sair do software. No módulo procella My.SPC, você também pode executar um arquivo / script pelo pedido. Usando a seleção seguinte, o nome dos botões em procella My.SPC (nome do arquivo ou o texto de script Execute). Se você quiser usar o nome do arquivo carregado em um arquivo de lote novamente, verificar a transferência de arquivo atualmente aberto para script de caixa para adotar o nome do arquivo *. DFQ ou abrir arquivo *. DFD. Também é possível transferir o conteúdo de um campo K ao nível de peças.

58 58 Software Configuration and User Administration Outras configurações A janela de configurações podem ser abertas com Opções / Parâmetros de Sistema / menu de função Geral. A opção Barra de Icones visível pode ser usada para determinar se os ícones devem ser exibidos na janela do programa. Se a opção barra de ícones é ativado, o botão pode ser usado para configurar quais ícones individuais devem ser exibidas. A opção barra de status permite exibir ou ocultar a barra de status na Q-DAS janela de software. A aparência da barra de status pode ser determinada em detalhe com o botão. Todas as outras opções desta janela são definições independente do módulo e são descritos no capítulo Configurações de Gráficos É possível configurar as definições de gráfico individualmente por usuário. Opções para salvar as configurações dos gráficos simples são descritos no capítulo 2.2 deste manual. Além disso, os gráficos individuais também podem ser adicionadas aos gráficos de resumo e ser configurado mesmo diferente para a exibição lá. Resumo gráficos são gráficos, tais como as folhas de formulário, a característica Gráficos Estatísticas, o Protocolo de peças ou do Resumo / Entrada janela no procella My módulo SPC. Como exemplo, é possível alterar as configurações do valor individual gráfico que é exibido como uma coluna na Estatística Características gráfico 3, sem alterar as configurações padrão do valor individual próprio gráfico. Para fazer isso, abra as estatísticas Características 3 gráfico a partir do menu de resumo. Fazer um clique direito do mouse sobre a coluna exibindo os indivíduos Valor Gráfico. As configurações de gráficos de função do menu de contexto permite a exibição de configuração gráfica desta coluna, como desejado.

59 59 Software Configuration and User Administration Neste exemplo, a cor de fundo foi alterada para branco e do valor da opção números para Escala de ajuste (vários gráficos) no limite de exibição foi ativado. Estas definições no visor do resultado seguinte é para as estatísticas Características 3. A aparência do próprio Estatísticas Características 3 agora podem ser salvas com o ícone Salvar configurações disponíveis com o ícone da barra ou com as configurações de gráfico de função do mouse botão direito do mouse. O procedimento descrito acima também pode ser aplicada para a configuração e salvar as configurações individuais para os vários gráficos no Resumo / xx janela de entrada no módulo procella My.SPC. Por favor, consulte Exemplo 3 da configuração da função de configuração para uma descrição da configuração.

M-QIS Client Long Term Analysis

M-QIS Client Long Term Analysis M-QIS Client Long Term Analysis Version: 1 / Outubro 2009 DAS Quality LTDA Rua Antonio Vieira do Amaral, 64 sl II Araçoiaba da Serra SP / Brazil CEP 18190-000 Hotline: Tel.: 55 15 / 3281.4360 Fax: 55 15

Leia mais

M-QIS-Server Reporting-System

M-QIS-Server Reporting-System M-QIS-Server Reporting-System Versão : 1 / Janeiro / 2010 DAS Quality LTDA Rua Antonio Vieira do Amaral, 64 sl II Araçoiaba da Serra SP / Brazil CEP 18190-000 Hotline: Tel.: 55 15 / 3281.4360 Fax: 55 15

Leia mais

Q-DBM (Q-DAS Database)

Q-DBM (Q-DAS Database) Q-DBM (Q-DAS Database) (Translation) Version: 1 / Novembro 2009 DAS Quality LTDA Rua Antonio Vieira do Amaral, 64 sl II Araçoiaba da Serra SP / Brazil CEP 18190-000 Hotline: Tel.: 55 15 / 3281.4360 Fax:

Leia mais

Q-DBM Database-Upload

Q-DBM Database-Upload Q-DBM Database-Upload (Translation) Version: 1 / Novembro 2009 DAS Quality LTDA Rua Antonio Vieira do Amaral, 64 sl II Araçoiaba da Serra SP / Brazil CEP 18190-000 Hotline: Tel.: 55 15 / 3281.4360 Fax:

Leia mais

Um conjunto de soluções para auxiliar problemas do controle estatístico do processo

Um conjunto de soluções para auxiliar problemas do controle estatístico do processo 1x1 qs-stat Um conjunto de soluções para auxiliar problemas do controle estatístico do processo Version: 1 / Outubro 2009 DAS Quality LTDA Rua Antonio Vieira do Amaral, 64 sl II Araçoiaba da Serra SP /

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Home -------------------------------------------------------------------------------------------------------- 7 2. Cadastros -------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Recursos do Outlook Web Access

Recursos do Outlook Web Access Recursos do Outlook Web Access Este material foi criado pela Secretaria de Tecnologia de Informação e Comunicação (SETIC) do Tribunal Regional do Trabalho da 17ª Região. Seu intuito é apresentar algumas

Leia mais

DRIVE CONTÁBIL NASAJON

DRIVE CONTÁBIL NASAJON DRIVE CONTÁBIL NASAJON Módulo Gestão de Documentos Versão 1.0 Manual do Usuário 1 Sumário Os Módulos do Gerenciador de NFe: Informações Básicas Primeiro Acesso: Requisitos Acesso ao Drive Contábil Nasajon

Leia mais

KM-NET for Accounting. Guia de Operação

KM-NET for Accounting. Guia de Operação KM-NET for Accounting Guia de Operação Informações legais e gerais Aviso É proibida a reprodução não autorizada deste guia ou parte dele. As informações neste guia estão sujeitas a alterações sem aviso

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

Expresso Livre Correio Eletrônico

Expresso Livre Correio Eletrônico Expresso Livre Correio Eletrônico 1. EXPRESSO LIVRE Para fazer uso desta ferramenta de correio eletrônico acesse seu Navegador de Internet e digite o endereço eletrônico expresso.am.gov.br. Figura 1 A

Leia mais

Manual do Usuário ZKPatrol1.0

Manual do Usuário ZKPatrol1.0 Manual do Usuário ZKPatrol1.0 SOFTWARE Sumário 1 Introdução de Funções... 3 1.2 Operação Básica... 4 1.3 Seleção de idioma... 4 2 Gerenciamento do Sistema... 5 2.1 Entrar no sistema... 5 2.2 Sair do Sistema...

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Manual Digifort Evidence Versão 1.0.1 Rev. A

Manual Digifort Evidence Versão 1.0.1 Rev. A Manual Digifort Evidence Versão 1.0.1 Rev. A Índice ANTES DE VOCÊ COMEÇAR... 4 PRÉ-REQUISITOS... 4 SCREEN SHOTS... 4 A QUEM SE DESTINA ESTE MANUAL... 4 COMO UTILIZAR ESTE MANUAL... 4 Introdução... 5 INSTALANDO

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

Cliente Microsoft Outlook do Avaya Modular Messaging Versão 5.0

Cliente Microsoft Outlook do Avaya Modular Messaging Versão 5.0 Cliente Microsoft Outlook do Avaya Modular Messaging Versão 5.0 Importante: as instruções contidas neste guia só serão aplicáveis se seu armazenamento de mensagens for Avaya Message Storage Server (MSS)

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Elaboração: Equipe de Suporte Avançado do CPD SA/SRS/CPD/UnB suporte@unb.br Universidade de Brasília Brasília / 2014 Resumo A

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 18 de fevereiro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é

Leia mais

Manual de referência do Device Storage Manager

Manual de referência do Device Storage Manager Manual de referência do Device Storage Manager Avisos sobre direitos autorais e marcas comerciais Copyright 2003 Hewlett-Packard Development Company, L.P. É proibida a reprodução, adaptação ou tradução

Leia mais

Excel 2010 Modulo II

Excel 2010 Modulo II Excel 2010 Modulo II Sumário Nomeando intervalos de células... 1 Classificação e filtro de dados... 3 Subtotais... 6 Validação e auditoria de dados... 8 Validação e auditoria de dados... 9 Cenários...

Leia mais

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange Versão: 4.1 Service pack: 4B SWD-313211-0911044452-012 Conteúdo 1 Gerenciando contas de usuários... 7 Adicionar uma conta de usuário... 7 Adicionar

Leia mais

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Tutorial Hotmail Sobre o MSN Hotmail Acessando o Hotmail Como criar uma conta Efetuando o login Verificar mensagens Redigir

Leia mais

Manual de Apoio ao Treinamento. Expresso

Manual de Apoio ao Treinamento. Expresso Manual de Apoio ao Treinamento Expresso 1 EXPRESSO MAIL É dividido em algumas partes principais como: Caixa de Entrada: local onde ficam as mensagens recebidas. O número em vermelho entre parênteses refere-se

Leia mais

Capture Pro Software. Introdução. A-61640_pt-br

Capture Pro Software. Introdução. A-61640_pt-br Capture Pro Software Introdução A-61640_pt-br Introdução ao Kodak Capture Pro Software e Capture Pro Limited Edition Instalando o software: Kodak Capture Pro Software e Network Edition... 1 Instalando

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

ModusOne. ModusOne Client. Version: 5.2

ModusOne. ModusOne Client. Version: 5.2 ModusOne ModusOne Client Version: 5.2 Written by: Product Documentation, R&D Date: February 2013 2012 Perceptive Software. All rights reserved ModusOne é uma marca registrada da Lexmark International Technology

Leia mais

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários...

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.1 ExpressoMG 14/10/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário MANUAL DO USUÁRIO 2 ÍNDICE 1. PRÉ REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SIGEP WEB 04 2. PROCEDIMENTOS PARA DOWNLOAD DO SISTEMA 04 3. INSTALANDO O SIGEP WEB 07 4. CONFIGURAÇÕES DO SISTEMA 09 COMPARTILHANDO O BANCO

Leia mais

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário Sumário Conceitos Microsoft Access 97... 01 Inicialização do Access... 02 Convertendo um Banco de Dados... 03 Criando uma Tabela... 06 Estrutura da Tabela... 07 Propriedades do Campo... 08 Chave Primária...

Leia mais

Microsoft Word INTRODUÇÃO

Microsoft Word INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO O Word é uma ferramenta utilizada para o processamento e editoração eletrônica de textos. O processamento de textos consiste na possibilidade de executar e criar efeitos sobre um texto qualquer,

Leia mais

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL ATENÇÃO! Para utilizar este tutorial não se esqueça: Onde estiver escrito seusite.com.br substitua pelo ENDEREÇO do seu site (domínio). Ex.: Se o endereço do seu site é casadecarnessilva.net

Leia mais

Guia do Usuário. idocsscan v.2.1.14

Guia do Usuário. idocsscan v.2.1.14 Guia do Usuário idocsscan v.2.1.14 2013 BBPaper_Ds - 2 - Sumário Introdução... 5 Instalação... 7 Inicializando a aplicação... 12 Barras de acesso e informações... 13 Teclas de atalho... 14 Barra de Ferramentas...

Leia mais

Seu manual do usuário BLACKBERRY INTERNET SERVICE http://pt.yourpdfguides.com/dref/1117388

Seu manual do usuário BLACKBERRY INTERNET SERVICE http://pt.yourpdfguides.com/dref/1117388 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para BLACKBERRY INTERNET SERVICE. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a

Leia mais

Outlook 2003. Apresentação

Outlook 2003. Apresentação Outlook 2003 Apresentação O Microsoft Office Outlook 2003 é um programa de comunicação e gerenciador de informações pessoais que fornece um local unificado para o gerenciamento de e-mails, calendários,

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

administração Guia de BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1

administração Guia de BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 Guia de administração Publicado: 16/01/2014 SWD-20140116140606218 Conteúdo 1 Primeiros passos... 6 Disponibilidade de recursos administrativos... 6 Disponibilidade

Leia mais

Área de Administração

Área de Administração Área de Administração versão 1.1 Partir de 2012/01/14 aplica-se para a versão phpcontact 1.2.x www.phpcontact.net Geral A área de administração é utilizado para uma fácil configuração do software elaboraçao

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

Configuração de Digitalizar para E-mail

Configuração de Digitalizar para E-mail Guia de Configuração de Funções de Digitalização de Rede Rápida XE3024PT0-2 Este guia inclui instruções para: Configuração de Digitalizar para E-mail na página 1 Configuração de Digitalizar para caixa

Leia mais

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning www.pwi.com.br 1 Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado,

Leia mais

2 de maio de 2014. Remote Scan

2 de maio de 2014. Remote Scan 2 de maio de 2014 Remote Scan 2014 Electronics For Imaging. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter legal deste produto. Conteúdo 3 Conteúdo...5 Acesso ao...5

Leia mais

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424 Digitalização Este capítulo inclui: Digitalização básica na página 4-2 Instalando o driver de digitalização na página 4-4 Ajustando as opções de digitalização na página 4-5 Recuperando imagens na página

Leia mais

DRIVE CONTÁBIL NASAJON

DRIVE CONTÁBIL NASAJON DRIVE CONTÁBIL NASAJON Módulo Gerenciador de NFe Versão 1.0 Manual do Usuário 1 Sumário da Apostila Informações Básicas Primeira Utilização: Os Módulos do Gerenciador de NFe: Como funciona o Sistema? Diagrama

Leia mais

Introdução... 1. Instalação... 2

Introdução... 1. Instalação... 2 ONTE DO Introdução... 1 O que é IPP?... 1 Qual é a função de um software Samsung IPP?... 1 Instalação... 2 Requisitos do sistema... 2 Instalar o software Samsung IPP... 2 Desinstalar o software Samsung

Leia mais

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx 1 Introdução O Conecta S_Line permite que o laboratório envie à Central S_Line os resultados de exames gerados pelo Sistema de Informação Laboratorial (LIS) em forma de arquivos digitais. Todo o processo

Leia mais

Seu manual do usuário KASPERSKY ANTI-VIRUS MOBILE 6.0 http://pt.yourpdfguides.com/dref/3931618

Seu manual do usuário KASPERSKY ANTI-VIRUS MOBILE 6.0 http://pt.yourpdfguides.com/dref/3931618 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para KASPERSKY ANTI- VIRUS MOBILE 6.0. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre

Leia mais

Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5. Guia de gerenciamento de ativos. Julho de 2013

Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5. Guia de gerenciamento de ativos. Julho de 2013 Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5 Guia de gerenciamento de ativos Julho de 2013 2004-2013 Dell, Inc. Todos os direitos reservados. Qualquer forma de reprodução deste material

Leia mais

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS 1 Conteúdo Apresentação... 3 1 Página Principal do Sistema... 4 2 Telas de busca... 8 3 Teclas de Navegação... 11 4 Tela de Menu de Relatório... 12 5 Telas de

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Tutorial Administrativo (Backoffice)

Tutorial Administrativo (Backoffice) Manual - Software ENTRANDO NO SISTEMA BACKOFFICE Para entrar no sitema Backoffice, digite no seu navegador de internet o seguinte endereço: http://pesquisa.webbyapp.com/ Entre com o login e senha. Caso

Leia mais

SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - STI

SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - STI AUTOR: MÁRIO SÉRGIO CINTRA CAMARGO ÍNDICE ACESSANDO O WEBMAIL... 04 TRABALHANDO COM O CORREIO ELETRÔNICO... 09 CONCEITOS BÁSICOS... 09 O VISUAL DO CORREIO ELETRÔNICO... 10 CONHECENDO A JANELA INICIAL DO

Leia mais

Caso você possua cadastro no Twitter, selecione a opção Logar com meu usuário, e insira seu nome de usuário e senha do serviço:

Caso você possua cadastro no Twitter, selecione a opção Logar com meu usuário, e insira seu nome de usuário e senha do serviço: Tópicos 1. Efetuando login 2. Componentes da tela principal 2.1. Barra de ferramentas 2.2. Painel de atualizações 2.3. Rede de contatos do usuário 2.3.1. Controles de mouse e teclado 2.3.2. Entendendo

Leia mais

Instruções de trabalho

Instruções de trabalho Navegação Básica SAP R/3 - Versão 4.7 Instruções de trabalho Objetivo Use estas instruções de trabalho para aprender a navegação básica do sistema SAP R/3, versão 4.7. Procedimento Fazer Logon no Sistema

Leia mais

LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS

LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS 1_15 - ADS - PRO MICRO (ILM 001) - Estudo dirigido Macros Gravadas Word 1/35 LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS No Microsoft Office Word 2007 é possível automatizar tarefas usadas frequentemente criando

Leia mais

Aspectos Avançados. Conteúdo

Aspectos Avançados. Conteúdo Aspectos Avançados Conteúdo Vendo o que existe em seu computador Ambiente de Rede Lixeira Organizando arquivos e pastas Usando o Windows de maneira eficaz Trabalhando com documentos 34 Vendo o que existe

Leia mais

Volpe Enterprise Resource Planning

Volpe Enterprise Resource Planning Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado, reproduzido, traduzido ou reduzido a qualquer mídia eletrônica ou máquina de leitura, sem a expressa

Leia mais

Copyright. Isenção e limitação de responsabilidade

Copyright. Isenção e limitação de responsabilidade Manual do SMS Copyright 1998-2002 Palm, Inc. Todos os direitos reservados. Graffiti, HotSync, o logotipo da Palm e Palm OS são marcas registradas da Palm, Inc. O logotipo de HotSync e Palm são marcas comerciais

Leia mais

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Portal do Senac: Área Exclusiva para Alunos Manual de Navegação e Operação

Portal do Senac: Área Exclusiva para Alunos Manual de Navegação e Operação Portal do Senac: Área Exclusiva para Alunos Índice 1. Introdução... 4 2. Acessando a área exclusiva... 5 3. Trocando a senha... 6 4. Mensagens... 7 4.1. Conhecendo a tela principal... 7 4.2. Criando uma

Leia mais

BlackBerry Desktop Software. Versão: 7.1. Guia do usuário

BlackBerry Desktop Software. Versão: 7.1. Guia do usuário BlackBerry Desktop Software Versão: 7.1 Guia do usuário Publicado: 2012-06-05 SWD-20120605130141061 Conteúdo Aspectos básicos... 7 Sobre o BlackBerry Desktop Software... 7 Configurar seu smartphone com

Leia mais

Manual de Utilização COPAMAIL. Zimbra Versão 8.0.2

Manual de Utilização COPAMAIL. Zimbra Versão 8.0.2 Manual de Utilização COPAMAIL Zimbra Versão 8.0.2 Sumário ACESSANDO O EMAIL... 1 ESCREVENDO MENSAGENS E ANEXANDO ARQUIVOS... 1 ADICIONANDO CONTATOS... 4 ADICIONANDO GRUPOS DE CONTATOS... 6 ADICIONANDO

Leia mais

Livro Caixa. www.controlenanet.com.br. Copyright 2015 - ControleNaNet

Livro Caixa. www.controlenanet.com.br. Copyright 2015 - ControleNaNet www.controlenanet.com.br Copyright 2015 - ControleNaNet Conteúdo Tela Principal... 3 Como imprimir?... 4 As Listagens nas Telas... 7 Clientes... 8 Consulta... 9 Inclusão... 11 Alteração... 13 Exclusão...

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 09 de novembro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Instruções do Usuário do Saver EVO para samaritan PAD e PDU

Instruções do Usuário do Saver EVO para samaritan PAD e PDU Instruções do Usuário do Saver EVO para samaritan PAD e PDU As informações deste documento estão sujeitas a alterações sem aviso prévio e sem que quaisquer compromissos ou responsabilidades recaiam sobre

Leia mais

Copyright. Isenção e limitação de responsabilidade

Copyright. Isenção e limitação de responsabilidade Manual do SMS Copyright 1998-2002 Palm, Inc. Todos os direitos reservados. Graffiti, HotSync e Palm OS são marcas registradas da Palm, Inc. O logotipo do HotSync, Palm e o logotipo da Palm são marcas comerciais

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.0 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit Presskit Guia Rápido Release 2.0 Presskit 06/07/2009 Sumário 1 Login 2 Login e Senha...................................... 2 Esqueci minha senha.................................. 2 Fale Com o Suporte...................................

Leia mais

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet Manual do Usuário Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Vendas...3 Os Recibos...6 Como imprimir?...7 As Listagens...9 Clientes... 10 Consulta... 11 Inclusão... 13 Alteração... 14 Exclusão...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DE SOFTWARE

MANUAL DO USUÁRIO DE SOFTWARE MANUAL DO USUÁRIO DE SOFTWARE P-touch P700 O conteúdo deste manual e as especificações deste produto estão sujeitos a alterações sem prévio aviso. A Brother reserva-se o direito de fazer alterações sem

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior Mozart de Melo Alves Júnior WORD 2000 INTRODUÇÃO: O Word é um processador de texto com recursos de acentuação, formatação de parágrafo, estilo de letras diferentes, criação de tabelas, corretor ortográfico,

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. - INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Manual Captura S_Line

Manual Captura S_Line Sumário 1. Introdução... 2 2. Configuração Inicial... 2 2.1. Requisitos... 2 2.2. Downloads... 2 2.3. Instalação/Abrir... 3 3. Sistema... 4 3.1. Abrir Usuário... 4 3.2. Nova Senha... 4 3.3. Propriedades

Leia mais

Usando o Outlook MP Geral

Usando o Outlook MP Geral Usando o Outlook MP Geral Este guia descreve o uso do Outlook MP. Este guia é baseado no uso do Outlook MP em um PC executando o Windows 7. O Outlook MP pode ser usado em qualquer tipo de computador e

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES. Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES. Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES Agendar uma tarefa Você deve estar com logon de administrador para executar essas etapas. Se não tiver efetuado logon como administrador, você só poderá alterar as configurações

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 04/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais

1998-2013 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2013 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.0A-01 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SIGEP WEB

MANUAL DO USUÁRIO SIGEP WEB MANUAL DO USUÁRIO SIGEP WEB Sumário PRÉ- REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SIGEP WEB... 4 PROCEDIMENTOS PARA DOWNLOAD DO SISTEMA... 4 INSTALANDO O SIGEP WEB... 6 INICIANDO O SISTEMA... 6 INICIANDO O SISTEMA...

Leia mais

TeamViewer 9 Manual Management Console

TeamViewer 9 Manual Management Console TeamViewer 9 Manual Management Console Rev 9.2-07/2014 TeamViewer GmbH Jahnstraße 30 D-73037 Göppingen www.teamviewer.com Sumário 1 Sobre o TeamViewer Management Console... 4 1.1 Sobre o Management Console...

Leia mais

HP Capture and Route (HP CR) Guia do Usuário

HP Capture and Route (HP CR) Guia do Usuário HP Capture and Route (HP CR) Guia do Usuário HP Capture and Route (HP CR) Guia do Usuário Número de referência: 20120101 Edição: janeiro de 2012 2 Avisos legais Copyright 2012 Hewlett-Packard Development

Leia mais

Instalação e utilização do Document Distributor

Instalação e utilização do Document Distributor Para ver ou fazer o download desta ou de outras publicações do Lexmark Document Solutions, clique aqui. Instalação e utilização do Document Distributor O Lexmark Document Distributor é composto por pacotes

Leia mais

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Guia do usuário

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Guia do usuário BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 Guia do usuário Publicado: 09/01/2014 SWD-20140109134951622 Conteúdo 1 Primeiros passos... 7 Sobre os planos de serviço de mensagens oferecidos para o BlackBerry

Leia mais

Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes)

Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes) Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes) 1. Sobre o Microsoft Dynamics CRM - O Microsoft Dynamics CRM permite criar e manter facilmente uma visão clara dos clientes,

Leia mais

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA Autores Karina de Oliveira Wellington da Silva Rehder Consultores em Informática Editora Viena Rua Regente Feijó, 621 - Centro - Santa Cruz do Rio Pardo - SP CEP 18.900-000 Central de Atendimento (0XX14)

Leia mais

SGE SISTEMA DE GESTÃO ESCOLAR DIÁRIO WEB MANUAL DO PROFESSOR

SGE SISTEMA DE GESTÃO ESCOLAR DIÁRIO WEB MANUAL DO PROFESSOR ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA SUPERINTENDÊNCIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COORDENADORIA DE APOIO E RECURSOS TECNOLÓGICOS COORDENADORIA DE SISTEMAS SGE SISTEMA DE GESTÃO ESCOLAR

Leia mais

A-61629_pt-br. Smart Touch versão 1.4

A-61629_pt-br. Smart Touch versão 1.4 A-61629_pt-br Smart Touch versão 1.4 Usando a função Smart Touch Conteúdo Visão geral... 1 Inicializando o Smart Touch... 2 Usando o Smart Touch com números de função padronizados e tarefas predefinidas...

Leia mais

1. NOÇÕES BÁSICAS... 1.1. Iniciando o Excel... 1.1.1. Abrindo o Excel... 1.1.2. Encerrando o Excel... 1.2. A tela do Excel 7.0... 1.2.1.

1. NOÇÕES BÁSICAS... 1.1. Iniciando o Excel... 1.1.1. Abrindo o Excel... 1.1.2. Encerrando o Excel... 1.2. A tela do Excel 7.0... 1.2.1. 1. NOÇÕES BÁSICAS... 1.1. Iniciando o Excel... 1.1.1. Abrindo o Excel... 1.1.2. Encerrando o Excel... 1.2. A tela do Excel 7.0... 1.2.1. Partes da tela do Excel... Barra de fórmulas... Barra de status...

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Guia do Usuário da Ferramenta de Instalação da Câmera Avigilon

Guia do Usuário da Ferramenta de Instalação da Câmera Avigilon Guia do Usuário da Ferramenta de Instalação da Câmera Avigilon Versão 4.10 PDF-CIT-D-Rev1_PT Copyright 2011 Avigilon. Todos os direitos reservados. As informações apresentadas estão sujeitas a modificação

Leia mais

Ajuda do Usuário do Websense Secure Messaging

Ajuda do Usuário do Websense Secure Messaging Ajuda do Usuário do Websense Secure Messaging Bem-vindo ao Websense Secure Messaging, uma ferramenta que fornece um portal seguro para transmissão e exibição de dados confidenciais e pessoais em email.

Leia mais

Sistemas Enturma: Manual de Ferramentas do Usuário

Sistemas Enturma: Manual de Ferramentas do Usuário versão do manual: 1 1 Apresentação A evolução da tecnologia vem provocando uma revolução no ensino. O acesso à Internet e a disseminação do uso do computador vêm mudando a forma de produzir, armazenar

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES 1.3

Leia mais

Moodlerooms Instructor Essentials

Moodlerooms Instructor Essentials Moodlerooms Instructor Essentials [Type the company address] 2015 Moodlerooms Índice VISÃO GERAL DO BOLETIM JOULE... 4 Benefícios do Boletim Joule... 4 Documentação do professor no Boletim Joule... 4 Acesso

Leia mais

Guia de introdução. Para os administradores do programa DreamSpark

Guia de introdução. Para os administradores do programa DreamSpark Guia de introdução Para os administradores do programa DreamSpark Este documento destaca as funções básicas necessárias para configurar e gerenciar seu ELMS na WebStore do DreamSpark. Versão 2.4 05.06.12

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

Usar Atalhos para a Rede. Logar na Rede

Usar Atalhos para a Rede. Logar na Rede GUIA DO USUÁRIO: NOVELL CLIENT PARA WINDOWS* 95* E WINDOWS NT* Usar Atalhos para a Rede USAR O ÍCONE DA NOVELL NA BANDEJA DE SISTEMA Você pode acessar vários recursos do software Novell Client clicando

Leia mais

Call Center Manual do agente. Nº do componente P1007893 01 11 de fevereiro de 2004

Call Center Manual do agente. Nº do componente P1007893 01 11 de fevereiro de 2004 Call Center Manual do agente Nº do componente P1007893 01 11 de fevereiro de 2004 2 Manual do agente do Call Center Copyright 2004 Nortel Networks Todos os direitos reservados. 2004. As informações contidas

Leia mais