Treinamentos. Catálogo de

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Treinamentos. Catálogo de"

Transcrição

1 Catálogo de Treinamentos Seis Sigma Lean/Produtividade Ferramentas da Qualidade Sistemas de Gestão Gestão de Pessoas Gestão Empresarial Treinamentos homologados pela Ford, Volkswagen, PSA e Mitsubishi

2

3 Os treinamentos têm como proposta dar suporte aos projetos de consultoria ou capacitar os funcionários de acordo com as necessidades das empresas. Já foram treinados pelo Setec Consulting Group mais de profissionais. Os instrutores do Setec Consulting Group levam aos treinamentos, além da didática e do domínio da teoria, a experiência e os exemplos práticos de quem atua constantemente em grandes empresas. O Setec Consulting Group possui treinamentos abertos e in-company. Os treinamentos abertos são realizados nas salas de treinamento do Setec, em clientes para toda sua cadeia de fornecimento e contam com toda a infra-estrutura do grupo. Os cursos in-company são realizados nas empresas-clientes ou no local indicado pelas mesmas, e contam com um número definido de pessoas. O grande diferencial do Setec Consulting Group é a possibilidade de desenvolvimento de cursos adaptados segundo as necessidades e interesses específicos das empresas.

4 Índice Seis Sigma Fundamentos de Seis Sigma 6 Lean Seis Sigma 6 Champion 7 Black Belt 7 Green Belt 8 White Belt 8 Design for Six Sigma 9 Teatro de Seis Sigma 9 Aplicações do Minitab 10 Aplicações do Quality Companion 2 11 Lean/Produtividade Lean Manufacturing 13 Lean Office 13 5S e Gerenciamento Visual 14 Princípios de TPM 14 Workshop de TPM 15 Conceitos de R&M 15 Mapeamento do Fluxo de Valor 16 AV/EV 16 Workshop de AV/EV 17 Workshop de Kaizen 17 SMED 18 Kanban 18 Poka Yoke 19 DFM/DFA 19 Ferramentas da Qualidade FMEA 4ª edição 21 NOVO FMEA Upgrade para 4ª Edição 21 FMEA Ford 22 NOVO FMEA Volkswagen 22 AMDEC PSA 23 Qualidade Assegurada PSA Peugeot Citroen 23 APQP 2ª Edição 24 NOVO Phased PPAP Ford 24 PPAP 4ª edição 25 MSA 3ª edição 25 CEP 2ª edição 26 CEP Operador 26 DOE básico 27 DOE Avançado 27 Global 8D Ford 28 MASP 28 Benchmarking 29 Custos da Qualidade 29 QFD 30 Ferramentas da Qualidade 30 FTA - Fault Tree Analysis 31 GPDS-SEP 31 NOVO GD&T 32 Sistemas de Gestão ISO 9001: Qualificação de Auditores Internos ISO 9001: ISO TS 16949: Qualificação de Auditores Internos ISO TS 16949: ISO 17025: ISO 14001: Qualificação de Auditores Internos ISO 14001: APR Ambiental 37 PAE 38 Legislação Ambiental 38 OHSAS 18001: Qualificação de Auditores Internos OHSAS 18001: Aspectos e Impactos Ambientais 40 MMOG/LE - Material Management Operations Guide - Logistics Evaluation 40 Manufacturing Site Assessment -Ford 41 Requisitos Específicos Ford 41 Requisitos Específicos Mitsubishi 42 FIEV PSA 43 VDA 6.3 Volkswagen 44 IMDS 44 NOVO CQI-9 45 NOVO CQI NOVO CQI NOVO Gestão de Alimentos ISO GMP 49 HACCP 50 Gestão de Pessoas Educação para a Qualidade 52 Empowerment e Liderança 52 Formação de Líderes e Supervisores 53 Habilitação de Consultores Internos 53 Equipes Empreendedoras 54 As Novas práticas de Liderança 54 Gestão Empresarial Gerenciamento por Processos 56 BSC 56 QOS-Ford 57 Inovação Workshop de Inovação de Produtos 59 Jogos e Dinâmicas Empresariais 60 NOVO NOVO

5 Seis Sigma

6 6 SEIS SIGMA Fundamentos do Seis Sigma Lean Seis Sigma Fundamentos do Seis Sigma é um treinamento que proporcionará aos seus participantes uma visão global de toda a metodologia Seis Sigma, das métricas utilizadas e dos projetos que podem ser desenvolvidos com ela. A finalidade deste treinamento é alinhar os funcionários com a metodologia Seis Sigma para que possam ser capazes de participar de projetos de melhoria. - Origem do Seis Sigma; - Descrição da Metodologia DMAIC (Define, Measure, Analyse, Improve and Control Definir, medir, Analisar, Melhorar e Controlar); - Métricas; - Exemplos de Projetos; - Papel de cada um no Seis Sigma (Champions, Black Belts, Green Belts e White Belts); - Estrutura; - Benefícios de implementação do Seis Sigma. Engenheiros de produto, processo, qualidade, manutenção técnicos e profissionais das áreas administrativas em geral. O curso tem duração de um dia. O Lean Seis Sigma (LSS) é a integração das técnicas do Seis Sigma e do Lean Manufacturing. Transmitir a metodologia do Lean Seis Sigma a partir do conhecimento individual e desenvolver projetos práticos ao longo do treinamento. - DMAIC; - Value Stream Mapping; - Indicadores de Resultados; - SMED (Troca Rápida); - 8 Desperdícios; - Teoria das Restrições; - Tark Time; - Lay-Out; - Kaizen; - Células de Manufatura; - Kanban; - Heijunka Box; - JIT; - One Piece Flow; - TPM; - 5S/Gerenciamento Visual; - Gerenciamento Visual; - Poka Yoke; - Matriz de Causa e Efeito; - Benchmarking; - FMEA; - Análise do Sistema de Medição; - Desing of Experiments; - CEP; - Plano de Controle. Público-alvo Gerentes, engenheiros, técnicos e analistas das áreas de Logística, Produção, Processo, Qualidade, Engenharia, Manutenção e Áreas Administrativas em geral. O curso tem duração de 10 a 20 dias; dependendo das necessidades da empresa e da formação de Green Belts ou Black Belts.

7 SEIS SIGMA 7 Champion Black Belt O Champion deve difundir a cultura do Seis Sigma e garantir o comprometimento do pessoal com o andamento dos projetos. Seu papel é fundamental na divulgação das novas práticas, valores e métodos associados ao Seis Sigma. Tal divulgação, é fundamental para o sucesso da sua implementação. - Fundamentos do Seis Sigma; - Metodologia DMAIC; Estrutura, papéis e responsabilidades a serem trabalhados e definidos pelo grupo durante o treinamento; - Principais Medidores; - Escolha de Projetos a ser trabalhada pelo grupo; - Estabelecimento de metas; - Planejamento e Monitoramento dos Projetos; - Benefícios; - Perpetuação da metodologia. - Escolha dos Green Belts e Black Belts. Supervisão, gerência e diretoria. O curso tem duração de um ou dois dias. No treinamento de dois dias são escolhidos os projetos a serem desenvolvidos pelas equipes. O Seis Sigma é uma metodologia que busca a melhoria na qualidade e o aumento da produtividade nos processos da empresa como um todo. Por meio desta metodologia estruturada e da utilização de ferramentas estatísticas, os participantes do treinamento de Black Belt são capazes de desenvolver projetos de melhoria e obter resultados financeiros bastante expressivos nas atividades da empresa. O objetivo do treinamento de Seis Sigma Black Belt é aprofundarse na metodologia e ensinar novas ferramentas de maneira mais detalhada de forma a capacitar os participantes do treinamento de Seis Sigma Black Belt a liderarem os projetos na empresa. O programa é continuação do treinamento de Green Belt e seu conteúdo é desenvolvido para cada empresa. Preferencialmente profissionais de diversas áreas da organização já formados Green Belt. O curso tem duração aproximadamente de 10 dias, após a conclusão do Green Belt.

8 8 SEIS SIGMA Green Belt White Belt O Seis Sigma é uma metodologia que busca a melhoria na qualidade e o aumento de produtividade nos processos da empresa como um todo. Por meio desta metodologia estruturada e da utilização de ferramentas estatísticas, os participantes do treinamento de Green Belt serão capazes de desenvolver projetos de melhoria e obter resultados financeiros bastante expressivos nas suas atividades da empresa. O objetivo do treinamento de Seis Sigma Green Belt é ensinar a metodologia e suas ferramentas de forma a capacitar os partici - pantes a desenvolverem projetos de melhoria em sua área de atuação. A ser determinado, conforme a metodologia DMAIC e as necessi - dades da empresa. Engenheiros de produto, processo, qualidade, técnicos e profission - ais das áreas administrativas, como compras, marketing, finanças etc, que desejam conhecer e utilizar a metodologia para melhorar os processos do dia-a-dia. O curso tem duração de 10 a 15 dias, dependendo das característi - cas da empresa cliente. O curso propicia aos participantes uma visão geral dos Seis Sigma, conhecimentos da metodologia, importância, resultados e ferramentas, além de esclarecer o papel esperado do White Belt no processo. A finalidade deste treinamento é alinhar os funcionários com a metodologia Seis Sigma, ensinando-lhes ferramentas estatísticas e gráficas para que possam ser capazes de desenvolver pequenos projetos em sua área ou participar de projetos de melhoria, contribuindo para o alcance de melhores resultados. - Introdução do Seis Sigma; - Estrutura da Empresa; - Metodologia; - Ferramentas; - Dinâmicas. Funcionários das áreas administrativas e operacionais que estarão participando de projetos Seis Sigma. O curso tem duração de três dias.

9 SEIS SIGMA 9 Design For Six Sigma Teatro de Seis Sigma Estudos mostram que cerca de 75% dos problemas de qualidade estão relacionados ao projeto. O objetivo do DFSS Design for Six Sigma é desenvolver produtos e processos (produtivos e administrativos) praticamente livres de defeitos, sem a necessidade de intermináveis correções de projeto. Para atingir esses objetivos, o DFSS utiliza a metodologia DMADV. Apresentar aos participantes a metodologia e ferramentas de desenvolvimento de produtos e processos do DFSS. - Fundamentos do DFSS; - QFD Desdobramento da Função Qualidade; - TRIZ Theory of Inventive Problem Solving; - Seleção de Conceitos; - Matriz de Decisão; - Diagrama Pugh; - FMEA de Projeto; - AV/EV Análise de Valor / Engenharia de Valor; - Projeto Robusto; - Projeto de Parâmetros; - Projeto de Tolerâncias; - DFM/DFA Projeto para Manufatura / Montagem. Green belts e Black Belts (pré-requisito). A Setec em conjunto com a Hilária Trupe, uma empresa especializada em usar o teatro para multiplicar conhecimento, desenvolveu uma peça que transmite informação com um leve toque de humor. Durante a peça são apresentadas as vantagens do Seis Sigma em relação a outras filosofia e explica-se por quê o Seis Sigma é o caminho para o sucesso. Com esta peça de teatro, é possível estimular e comprometer a equipe a fim de que resistência com relação à metodologia sejam minimizadas e de que a organização obtenha sucesso na implantação do Seis Sigma. A peça O Sucesso é para Todos mostra o desenrolar de um programa de entrevistas em que os convidados são Dois Palitos, Modos Alternativos e Seis Sigma, todos praticantes do aju-dô ; Ao final da peça é apresentada uma rápida simulação do DMAIC em uma fábrica de quimonos; Todos os funcionários da organização. Cada apresentação tem duração de uma hora. O curso tem duração de 6 dias.

10 10 SEIS SIGMA Aplicações do Minitab Este curso visa familiarizar os participantes com a interface e os métodos do programa, além de abordar as principais ferramentas de apoio aos estudos estatísticos aplicados à indústria. Ao final deste curso o participante estará apto a: Utilizar algumas das mais importantes ferramentas auxiliares do MINITAB; Realizar no MINITAB todas as análises estatísticas aplicadas à indústria que forem abordadas (de acordo com o(s) módulo(s) escolhido); Interpretar os resultados. Cada um dos módulos do curso abordará os tópicos apresentados a seguir: Módulo 1 Estatística Descritiva (8h) Apresentação do software e suas ferramentas aplicadas a conceitos estatísticos básicos. Inclui uma revisão dos conceitos estatísticos apresentados. A interface do programa diferenças e semelhanças com programas de mercado; Manipulação dos dados; Ferramentas úteis; Gráficos (histograma, linha, barra, Pareto, etc.); Cálculos estatísticos básicos (média, desvio padrão, variância, etc.); Distribuição Normal (teste de normalidade). sua aplicação no MINITAB. Cartas de controle; Estudos de capabilidade; MSA (R&R); DOE; Testes de hipótese; ANOVA; Regressão; Análise de Resíduos. Módulo 3 MINITAB Avançado (24h) Ferramentas estatísticas avançadas e sua aplicação no MINITAB. O módulo 2 é um pré requisito para este módulo. Fatorial Superfície EVOP Engenheiros e supervisores dos departamentos de produção, qualidade, desenvolvimento e suporte envolvidos com o uso de ferramentas estatísticas em geral e em projetos de Seis Sigma Green Belts e Black Belts. O curso completo tem duração de 56h. A empresa cliente pode optar pelos módulos 1 e 2 (32h), ou pelos módulos 1, 2 e 3 (56h). Módulo 2 MINITAB básico (24h) As ferramentas estatísticas usualmente empregadas na indústria e

11 SEIS SIGMA 11 Aplicações do Quality Companion 2 O curso do Quality Companion 2 tem como objetivo familiarizar os participantes de como planejar, organizar, executar e reportar resultados, com elevada eficiência, para os projetos de projetos de Seis Sigma. Ao final deste curso o participante estará apto a: Padronizar projetos de forma organizada; Simplificar o fluxo do projeto; Fornecer ferramentas que destacam análises, relatórios e apresentações; Avaliar projetos e relatar os sucessos obtidos. Módulo 1 Estatística Descritiva (8h) Apresentação do software e suas ferramentas aplicadas a gerenciamento dos projetos, além de métodos para controlar as métricas dos projetos. 1. Organização do projeto em fases; 2. Gerenciamento de Documentos Relacionados; 3. Definição da Equipe e papéis; 4. Gerenciamento de Tarefas; 5. Utilização de Formulários; 6. Apresentações Integradas; 7. Criação de métricas do projeto. Módulo 2 MINITAB básico (16h) Ferramentas avançadas para desenvolvimento de projetos. O módulo 1 é um pré requisito para este módulo. 8. Mapa de Processo; 9. Matriz de Causa e Efeito 10. Relacionamento das variáveis X e Y 11. Ferramentas de Brainstorming 12. Diagramas de causa-e-efeito 13. Compartilhamento de Dados 14. Ferramentas de Captura de Análises 15. Criação de Formulários 16. Controle e Monitoramento de dados Público-alvo Engenheiros e supervisores dos departamentos de produção, qualidade e suporte envolvidos com o uso de ferramentas estatísticas em geral e em projetos de Seis Sigma Green Belts e Black Belts. O curso completo tem duração de 24h. A empresa cliente pode optar pelos módulos 1 (8h), ou pelos módulos 1 e 2 (24h).

12 Lean/Produtividade

13 LEAN/PRODUTIVIDADE 13 Lean Manufacturing Lean Office As técnicas de produtividade são fundamentais para que as empresas possam otimizar os seus processos e eliminar tudo o que não agrega valor, tornando-as mais ágeis e mais competitivas. O Lean Manufacturing (Manufatura Enxuta) engloba de forma sistemática a aplicação das diversas ferramentas de produtividade como Mapeamento do Fluxo de Valor, TPM (Manutenção Produtiva Total), SMED (troca rápida de ferramentas), 5S, Kaizen, entre outras. Várias organizações de diversos setores da economia e de diferentes portes têm adotado a Filosofia Lean e conseguido excelentes resultados como a redução de lead times, redução de custos, melhoria de qualidade e aumento de produtividade. Trazer aos participantes os conceitos e uma visão prática do Lean Manufacturing, as principais ferramentas de produtividade e os indicadores de resultado. Orientar na implementação do Lean Manufacturing e garantir o entendimento da filosofia Lean. - Conceitos de Lean Manufacturing; - Análise de Valor Agregado dos Processos; - Conceitos de Kaizen; - TPM Manutenção Produtiva Total; - Tempo de Ciclo de Manufatura/Takt Time; - SMED Troca Rápida de Ferramentas; - 5S e Gerenciamento Visual; - TOC/JIT/Kanban; - Mapeamento do Fluxo de Valor; - Indicadores e Gestão do Lean Manufacturing (OEE - Overall Equipment Effectiveness, FTT - First Time Through, DTD - Dock to Dock, Set-up, entre outros); - Simulações e Exercícios Práticos; - OBS: Caso a empresa seja Fornecedora da Ford Motor Company, a Setec também disponibiliza um treinamento especial homologado pela montadora. Gerentes, supervisores e funcionários das áreas de logística/pcp, produção, processo, suprimentos, qualidade e expedição. O curso tem duração de dois dias. Com a crescente necessidade de enfrentar a competitividade, as áreas administrativas têm se tornado fundamentais para as organizações. Este curso tem como objetivo desenvolver os conceitos básicos das principais ferramentas Lean para as áreas administrativas e de suporte. Trazer aos participantes os conceitos básicos das principais técnicas administrativas de produtividade para aplicação na empresa. - Aspectos do Escritório Enxuto; - Metas do Escritório Enxuto; - do Escritório Enxuto; - Organização do Local de Trabalho; - Visão do Sistema Enxuto; - 10 grandes perdas; - 5S e Gerenciamento Visual; - Conceitos de Kaizen; - Kanban para escritório; - Padronização do trabalho; - Comportamento enxuto; - Exercícios práticos. Funcionários das áreas/processos administrativos da Empresa. O curso tem duração de três dias.

14 14 LEAN/PRODUTIVIDADE 5S e Gerenciamento Visual O 5S é uma Ferramenta da Qualidade utilizada para eliminar desperdícios, tornar o trabalho mais produtivo e o dia-a-dia mais confortável. O 5S significa UTILIZAÇÃO, ORGANIZAÇÃO, LIMPEZA, PADRONIZAÇÃO e DISCIPLINA. O 5S utiliza os conceitos de Gerenciamento Visual, que é o estabelecimento de padrões visuais, para eliminar os desperdícios e aumentar a qualidade e a produtividade. Apresentar os 5S, o GV e desenvolver um planejamento pessoal para sua implementação. O treinamento inclui exercícios práticos que compreendem aproximadamente 50% da sua carga horária. s - Conceitos básicos da Qualidade; - Apresentação de cada Senso; - Exercícios práticos; - Benefícios; - Estrutura de implantação; - Responsabilidades; - Conceitos de Gerenciamento Visual; - Controles visuais; - Planilha de inspeção; - Elementos para controle; - Ferramentas; - Fases da implantação; - Estruturação. Funcionários das áreas produtivas e administrativas. Princípios do TPM Manutenção Produtiva Total TPM é uma ferramenta que visa maximizar o rendimento operacional global dos equipamentos e processos, por meio de equipes de trabalho multifuncionais e autônomas. Ela se divide em três etapas: bronze, prata e ouro. Apresentar os conceitos básicos do TPM através da teoria e de exemplos práticos, que fornecerão subsídios para a empresacliente decidir sobre a implementação ou a conscientização da alta administração sobre a sua importância e relevância. - Visão geral do TPM - Os cinco elementos do TPM; - Quebra Zero e os Sete Passos dos Grupos Multifuncionais; - Medidores do TPM - Cálculo do Índice Operacional Global; - Confiabilidade e Manutenabilidade (R&M); - Gerenciamento Visual e 5S; - Dinâmicas; - A aplicação do TPM na empresa. Gerentes, engenheiros e técnicos relacionados às áreas de Manutenção, Produção e Administração. O curso tem duração de um dia. O curso tem duração prevista de um dia, podendo ser estendido para dois dias para aplicação prática dos conceitos nas áreas de trabalho.

15 LEAN/PRODUTIVIDADE 15 Workshop de TPM Manutenção Produtiva Total TPM é uma metodologia que visa maximizar o rendimento operacional global dos equipamentos e processos, por meio de equipes de trabalho multifuncionais e autônomas. Apresentar os conceitos e os pilares do TPM por meio de aplicação prática no chão de fábrica. Ao término do curso, as equipes estarão aptas a implementar o TPM, seus indicadores e seus planos de ação em suas áreas. Dependendo do estágio de implementação do TPM da empresacliente, os treinamentos serão dos tipos bronze, prata ou ouro, com conteúdo programático progressivamente mais detalhado e aprofundado. - Visão geral do TPM; - Os cinco elementos do TPM;. Quebra Zero e os Sete Passos dos Grupos Multifuncionais;. Medidores do TPM: Cálculo do índice Operacional Global; - Confiabilidade e Manutenabilidade (R&M); - Gerenciamento Visual e 5S; - Exercícios práticos; - Conhecimento básico dos equipamentos: Observação, Limpar é inspecionar, Lubrificação, Fontes de Contaminação e Gerenciamento Visual - exercício no chão de fábrica. Gerentes, engenheiros, técnicos e operadores relacionados às áreas de Manutenção, Produção e Administração. Conceitos de R&M Confiabilidade e Manutenabilidade O objetivo da Engenharia de Confiabilidade e Manutenabilidade para Equipamentos (R&M) é o de estabelecer uma sistemática para o desenvolvimento de máquinas e ferramentas, tendo como meta evitar falhas e problemas de manutenção, desde a fase de projeto até o fim de seu ciclo de vida. Apresentar os conceitos básicos do R&M, relacionando-o com normas da qualidade. - Conceitos básicos de Confiabilidade e Manutenabilidade; - Cálculos e definições do R&M; - As ferramentas de Engenharia do R&M; - As atividades de Melhoria Contínua; - Estudo de caso. Gerentes, engenheiros, supervisores, técnicos e principais funcionários da área de Produção, Manutenção, Engenharia e Compras de fornecedores de equipamentos e ferramentas. O curso tem duração de três dias. OBS: Curso homologado pela Ford. O curso tem duração de três dias.

16 16 LEAN/PRODUTIVIDADE Mapeamento do Fluxo de Valor (VSM) O Mapeamento do Fluxo de Valor (VSM) é uma ferramenta que permite, por meio de uma linguagem padronizada, a completa visualização e o entendimento dos fluxos de material e de informação ao longo do fluxo de valor. A partir dessa visão geral da cadeia, e não apenas de tarefas isoladas, é possível identificar fontes de desperdício e estabelecer melhorias que transformem o fluxo atual em um fluxo enxuto. - Compreender o método e a simbologia padronizada do VSM para elaborar mapas do estado atual do fluxo; - Entender o que é um fluxo enxuto e as suas regras, aprendendo a identificar as fontes de desperdício; - Conhecer as questões-chave para estabelecer o plano de implementação que transforma o fluxo atual em um fluxo enxuto. - Considerações iniciais; - O que é fluxo de valor; - O mapa do estado atual; - Simbologia; - Fluxo enxuto de valor; - Sete desperdícios; - Regras para um fluxo enxuto; - Mapa do estado futuro; - Questões-chave. AV/EV Análise de Valor / Engenharia de Valor A Análise de Valor / Engenharia de Valor é uma técnica de avaliação do projeto, para garantir que as funções essenciais do produto sejam cumpridas a um custo mínimo. Esta técnica tenta garantir que o projeto possua somente funções compatíveis com o valor determinado pelo cliente. Desenvolver, por meio da metodologia AV/EV e de um estudo de caso da própria empresa, a análise funcional do produto e de seus custos. - Análise funcional do produto; - Diagrama de Mudge; - Determinação dos custos das funções; - Eliminação de funções não-necessárias; - Estudo de oportunidade de melhoria. Gerentes, engenheiros de Produto, de Processo, da Qualidade, além de profissionais de compras e marketing. O curso tem duração de um dia. Gerentes, engenheiros, supervisores e principais funcionários da área de produção, gerenciamento de materiais, logística, PCP e sistemas. O curso tem duração de um dia, e pode ser estendido para dois dias para aplicação prática dos conceitos no local de trabalho.

17 LEAN/PRODUTIVIDADE 17 Workshop de AV/EV Análise de Valor / Engenharia de Valor A Análise de Valor / Engenharia de Valor é uma técnica de avaliação do projeto para garantir que as funções essenciais do produto sejam cumpridas a um custo mínimo. Esta técnica tenta garantir que o projeto possua somente funções compatíveis com o valor que o cliente determina. O Workshop tem como finalidade demonstrar a aplicabilidade e o potencial de resultados da AV/EV, através da aplicação prática em um produto da própria empresa-cliente. - Análise funcional do produto; - Diagrama de Mudge; - Determinação dos custos das funções; - Eliminação de funções não-necessárias; - Estudo de oportunidades de melhoria. Gerentes, engenheiros de Produto, de Processo e Qualidade e profissionais da área de Compras e Marketing. O Workshop tem duração de dois ou três dias, incluindo a aplicação para o produto escolhido pela empresa (dependendo da complexidade do produto). Workshop de Kaizen O Kaizen é uma metodologia do Lean Manufacturing que visa a melhoria contínua dos processos. O Kaizen é realizado por meio de eventos com a participação direta de equipes multidisciplinares que buscam identificar as oportunidades para otimizar a produtividade e a qualidade dos processos. Alguns dos vários benefícios que podem ser gerados pelo Kaizen são o aumento da disponibilidade dos equipamentos, redução do tempo de ciclo de manufatura, ganho de espaço físico, redução do estoque em processo, ganho de capacidade produtiva, melhoria da qualidade dos produtos e redução dos custos. O Workshop tem como objetivo o ensinamento e a aplicação praticados conceitos do Kaizen. - Conceitos e aplicações do Kaizen e de Lean Manufacturing; - As sete categorias do desperdício (Muda); - Metodologias para a resolução de problemas; - Relacionamento do Kaizen com 5S, TPM e SMED (troca rápida de ferramentas); - Exercícios práticos: Estudo da situação atual, brainstorming e plano de ação; - Implementação prática e medição dos resultados. Gerentes, supervisores e principais funcionários das áreas envolvidas com as melhorias de processo como Produção, Qualidade, Engenharia de processo e Manutenção. O Workshop tem produção de três a cinco dias, dependendo das características do processo a ser trabalhado.

18 18 LEAN/PRODUTIVIDADE SMED Troca Rápida de Ferramenta O SMED proporciona um entendimento sobre a filosofia Kaizen, por meio da aplicação da ferramenta conhecida como SMED - Single Minute Exchange of Die, ou Troca Rápida de Ferramenta. O Workshop tem como objetivos o ensinamento e a aplicação prática dos conceitos e das ferramentas apresentados. Dessa forma, ao final da aula teórica, o grupo fará um exercício prático para reduzir o tempo de SETUP de uma máquina. - Conceitos e aplicações do KAIZEN; - Conceitos e aplicações do SMED; - As sete categorias de desperdício (Muda); - Conceito de TAKT TIME; - Etapas para a realização da troca rápida; - Relacionamento do SMED com outras filosofias como o 5S, Kaizen; - Exercícios práticos - aplicação da teoria vista em sala de aula na realização de um setup real. Engenheiros, supervisores e principais funcionários da área de produção, qualidade, engenharia e manutenção. O Workshop tem duração de dois dias. KANBAN O Kanban é um sistema visual para controle de níveis de estoque originado no Japão, sendo uma ferramenta essencial para modelos de produção enxuta. É o instrumento que regula o Just in Time, utilizado para redução dos níveis de estoque. Este curso traz os conceitos fundamentais para utilização do Kanban, por meio de vários exemplos e exercícios práticos. - Histórico do Kanban; - Comparação da filosofia puxar X empurrar ; - Just in Time; - Teoria das restrições; - Kanban Cliente-Fornecedor e de Processo; - Exercícios práticos; - Dimensionamento do número de Kanbans; - Gerenciamento visual; - Exemplos. Funcionários de PCP, Logística, supervisores e principais colabora - dores da área de Produção, Suprimentos, Qualidade, Expedição e Engenharia. O curso tem duração de um dia.

19 LEAN/PRODUTIVIDADE 19 POKA YOKE Dispositivo à Prova de Erros - Mistake Proofing Defeitos são frutos de erros das máquinas ou de erros cometido pelos operadores. A idéia básica do Poka Yoke é criar sistemas e dispositivos que previnam a ocorrência ou façam com que a detecção destes no processo seja óbvia e imediata. Desse modo, erros não se tornarão defeitos quando descobertos e eliminados a tempo. Apresentar aos participantes uma ferramenta de prevenção de erros em todos os tipos de processos (administrativos e produtivos). - Histórico do Poka Yoke; - Conceitos e aplicações; - Tipos de Poka Yoke; - Exemplos; - Estudo de Caso e Exercícios práticos da empresa. Engenheiros, supervisores e principais funcionários da área de Produção e Qualidade. O curso tem duração de um dia. DFM/DFA Projeto para Montagem / Projeto para Manufatura DFA e DFM são técnicas que visam integrar a manufatura, a montagem e o projeto do produto e processo. O objetivo é maximizar a qualidade e o desempenho das peças e componentes que realmente agregam valor ao produto. Por meio do DFA/DFM, busca-se uma redução do número de peças de suporte. Na prática, isso se traduz em menos peças para montagem e melhor manufaturabilidade do produto. O DFA/DFM está diretamente relacionado com a Engenharia de Valor e com os conceitos de Projeto Robusto, propiciando obter reduções de custo e aumento de produtividade a partir do projeto. Desenvolver os conceitos de projeto robusto, de produção enxuta e de DFA/DFM. - Conceitos de Projeto Robusto; - Produção Enxuta; - Engenharia Simultânea; - Engenharia de Valor; - CAD e DFA/DFM; - Projeto para Montagem Manual; - Projeto para Montagem Automatizada; - Projeto para Manufatura (exemplos de diferentes processos de produção); - Estudo de caso e exercícios. Engenheiros de Produto e de Processo, engenheiros de Qualidade, projetistas e demais funcionários da área de Pesquisa e Desenvolvimento. O curso tem duração de um dia.

20 Ferramentas da Qualidade

21 FERRAMENTAS DA QUALIDADE 21 FMEA 4ª Edição Análise dos Modos de Falha e seus Efeitos NOVO FMEA é uma abordagem sistemática, que aplica uma metodologia de identificação de problemas potenciais, de suas causas e de seus efeitos. É importante ressaltar que o FMEA é uma ferramenta vital para prevenir a ocorrência de problemas, sendo parte fundamental do APQP. Este treinamento está atualizado com a quarta edição do manual de FMEA publicado pelo AIAG. - Descrever o que é um FMEA, seus objetivos e benefícios; - Desenvolver FMEA de Sistema, Projeto e Processo; - Examinar as diferenças entre os tipos de FMEA's e suas inter-relações; - Aplicar os Conceitos de Identificação de Características Especiais; - Criar estratégias para a eliminação dos obstáculos nos FMEAs; - Utilizar as tabelas de classificação para Severidade, Ocorrência e Detecção e calcular o Número de Prioridade de risco (RPN); - Identificar o FMEA como ferramenta fundamental do APQP. - Introdução - A ISO TS e o FMEA - As diferenças entre as versões - Os tipos de FMEAS - O FMEA de projeto - Interfaces entre os FMEAS - O FMEA de processo - Interfaces entre o PFMEA e o Plano de Controle - Exercícios e exemplos Engenheiros e técnicos de Manufatura, de Produto e Qualidade, supervisores de Produção, analistas ou especialistas das áreas de suporte à área de Manufatura. O curso tem duração de dois dias. FMEA Upgrade para a 4ª Edição Análise dos Modos de Falha e seus Efeitos Este workshop visa atualizar os profissionais com a quarta edição do manual de FMEA publicado pelo AIAG. Diferenciais do workshop da Setec - Experiência de ter treinado mais de empresas em FMEA; - Conhecimento profundo da automobilística automotiva. Ao término do workshop, os participantes: - Terão feito uma revisão dos FMEA s de Projeto e Processo; - Estarão atualizados quanto à quarta edição do manual da AIAG. - Introdução e histórico - As diferenças entre as versões 3 e 4 do FMEA do AIAG - As novas tabelas de severidade, ocorrência e detecção - Os tipos de FMEAS e suas interfaces - Exemplos Engenheiros e técnicos de Manufatura, de Produto e Qualidade, Supervisores de produção, Analistas ou especialistas de áreas suporte da área de Manufatura. Obs: Os participantes já deverão ter realizado o treinamento de FMEA 03ª edição. O workshop tem duração de um dia. NOVO

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes 1 SÉRIE GESTÃO AUTOMOTIVA SEMINÁRIO APQP / PPAP Propiciar aos participantes uma visão crítica do APQP e do PPAP, seus benefícios

Leia mais

RELAÇÃO DE TREINAMENTOS IN COMPANY

RELAÇÃO DE TREINAMENTOS IN COMPANY RELAÇÃO DE TREINAMENTOS IN COMPANY 1. Qualidade Tipos de treinamento 1.1 Interpretação das normas ISO 9000 - Requisitos Específicos da Norma ISO 9001 24 1.2 Interpretação da especificação técnica ISO/TS

Leia mais

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Cursos para Gestão da Qualidade TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Interpretação / Implantação da ISO 9001:2008 Compreender a filosofia

Leia mais

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA FORMAÇÃO GREEN BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM JANEIRO DE 2015

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA FORMAÇÃO GREEN BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM JANEIRO DE 2015 6 σ LEAN FORMAÇÃO GREEN BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM JANEIRO DE 2015 FORMAÇÃO GREEN BELT ORIGENS DO A metodologia Seis Sigma surgiu na Motorola, na década de 1980, e foi posteriormente implementada na

Leia mais

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM ABRIL DE 2016

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM ABRIL DE 2016 6 σ LEAN UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM ABRIL DE 2016 UPGRADE BLACK BELT ORIGENS DO A metodologia Seis Sigma surgiu na Motorola, na década de 1980, e foi posteriormente implementada na General

Leia mais

Entrevista Lean Six Sigma com David Vicentin (para compor reportagem da Revista Banas Qualidade julho/2010)

Entrevista Lean Six Sigma com David Vicentin (para compor reportagem da Revista Banas Qualidade julho/2010) Entrevista Lean Six Sigma com David Vicentin (para compor reportagem da Revista Banas Qualidade julho/2010) 1) Fale a respeito de sua formação profissional e atuação. Sou engenheiro de produção pela Escola

Leia mais

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA FORMAÇÃO GREEN BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM SETEMBRO DE 2015

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA FORMAÇÃO GREEN BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM SETEMBRO DE 2015 6 σ LEAN FORMAÇÃO GREEN BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM SETEMBRO DE 2015 FORMAÇÃO GREEN BELT ORIGENS DO A metodologia Seis Sigma surgiu na Motorola, na década de 1980, e foi posteriormente implementada na

Leia mais

CATÁLOGO DE FORMAÇÃO ACTIO 2015

CATÁLOGO DE FORMAÇÃO ACTIO 2015 Catálogo de Formação ACTIO 2015 Lean - Nível Executivo Lean Production Executivo Manutenção Lean Executivo Six Sigma - Champion Lean - Nível Master Lean Production Master Manutenção Lean Master Lean nos

Leia mais

FORMAÇÃO PRÁTICA LEAN

FORMAÇÃO PRÁTICA LEAN TREINAMENTOS PRESENCIAIS PRÁTICOS FORMAÇÃO PRÁTICA LEAN Oportunidade ideal para gerar resultados reais na sua carreira e empresa. Capacitação com implementação prática de projeto KPO Fevereiro 2016 Informações

Leia mais

LEAN-CURSOS E WORKSHOPS Cursos otimizados para as necessidades do Cliente Cursos Padrão Workshops de Capacitação

LEAN-CURSOS E WORKSHOPS Cursos otimizados para as necessidades do Cliente Cursos Padrão Workshops de Capacitação LEAN-CURSOS E WORKSHOPS Cursos otimizados para as necessidades do Cliente Cursos Padrão Workshops de Capacitação Serviços : Cursos e workshops especialmente criados para capacitar a sua organização no

Leia mais

Treinamento de. Green Belt em Lean Seis Sigma

Treinamento de. Green Belt em Lean Seis Sigma Treinamento de Green Belt em Lean Seis Sigma Sumário 03. Nossa Empresa 05. Seis Sigma 06. Treinamento de Green Belt em Lean Seis Sigma 07. Conteúdo Programático 12. Certificados 13. Principais Instrutores

Leia mais

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM AGOSTO DE 2015

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM AGOSTO DE 2015 6 σ LEAN UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM AGOSTO DE 2015 UPGRADE BLACK BELT ORIGENS DO A metodologia Seis Sigma surgiu na Motorola, na década de 1980, e foi posteriormente implementada na General

Leia mais

Preparação para a Certificação Six Sigma Black Belt

Preparação para a Certificação Six Sigma Black Belt Preparação para a Certificação Six Sigma Black Belt OBJETIVOS DO CURSO Apresentar aos participantes os conteúdos do Corpo de Conhecimento necessários à certificação, possibilitando que aprimorem os seus

Leia mais

Projetos de Engenharia, Produtividade, Consultoria, Sistemas de Gestão da Qualidade, Ambiental e Treinamento 1/77 Rev. 31/01/11

Projetos de Engenharia, Produtividade, Consultoria, Sistemas de Gestão da Qualidade, Ambiental e Treinamento 1/77 Rev. 31/01/11 Sistemas de Gestão da Qualidade, Ambiental e Treinamento 1/77 Ordem TREINAMENTOS MINISTRADOS IN COMPANY CARGA HORARIA GPMC-001 Analise, Mapeamento e Racionalização de Processos (SIPOC) 16 Hrs 04/77 FA-001

Leia mais

Otimização. Processos I

Otimização. Processos I Saiba Como o Six Sigma Convive com Outras Metodologias de Gestão e Como Otimização Alinhadas Podem Promover de a Otimização de Processos e Resultados Expressivos Processos I Alberto Pezeiro pezeiro@setadg.com.br

Leia mais

Portfólio de Treinamentos. Exo Excelência Operacional // 2014

Portfólio de Treinamentos. Exo Excelência Operacional // 2014 Portfólio de Treinamentos Exo Excelência Operacional // 2014 Treinamentos Exo Excelência Operacional A Exo Excelência Operacional traz para você e sua empresa treinamentos fundamentais para o desenvolvimento

Leia mais

Página Seguinte BT 02 15/04/2016

Página Seguinte BT 02 15/04/2016 BT 02 15/04/2016 Simplificando o entendimento e a utilização de ferramentas e metodologias para a Melhoria da Qualidade e Aumento da Produtividade das empresas Q P $ Melhoria da Aumento da Otimização de

Leia mais

SISTEMÁTICA PARA SELEÇÃO DE TÉCNICAS ESTATÍSTICAS APLICADA AO DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS

SISTEMÁTICA PARA SELEÇÃO DE TÉCNICAS ESTATÍSTICAS APLICADA AO DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS SISTEMÁTICA PARA SELEÇÃO DE TÉCNICAS ESTATÍSTICAS APLICADA AO DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS Creusa Sayuri Tahara Amaral Grupo ei2 NUMA EESC USP São Carlos Agenda Introdução Metodologia Seis sigma Design

Leia mais

Divisão da Operational Consulting dedicada ao Desenvolvimento do Potencial Humano.

Divisão da Operational Consulting dedicada ao Desenvolvimento do Potencial Humano. Divisão da Operational Consulting dedicada ao Desenvolvimento do Potencial Humano. Especialização e Acreditação como Entidade Formativa nas áreas da Qualidade, Produtividade, Logística e Comportamental.

Leia mais

Questionário - Proficiência Clínica

Questionário - Proficiência Clínica Tema: Elaborador: ENGENHARIA DE PROCESSOS NO LABORATÓRIO CLÍNICO Fernando de Almeida Berlitz. Farmacêutico-Bioquímico (UFRGS). MBA Gestão Empresarial e Marketing (ESPM). Lean Six Sigma Master Black Belt.

Leia mais

Manual da Qualidade Fornecedores 2007

Manual da Qualidade Fornecedores 2007 Manual da Qualidade Fornecedores 2007 www.metalurgicanunes.com.br 2 ÍNDICE 01 Introdução. 3 02 Filosofia da Qualidade 3 03 Políticas da Metalúrgica Nunes 4 04 Requisitos de Qualidade para fornecimento

Leia mais

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes 1 SÉRIE PRODUTIVIDADE MELHORIA CONTÍNUA / KAIZEN CONCEITOS FUNDAMENTAIS Conceituar Melhoria Contínua e sua importância no contexto

Leia mais

FMEA, PDCA, TQM, PPAP

FMEA, PDCA, TQM, PPAP Ementários Fundamentos do Pensamento Lean e Toyota Production System TPS 20 horas Introdução ao Pensamento Lean six Sigma e ao TPS Histórico Evolutivo do TPS Pilares do TPS Princípios Lean Fundamentos

Leia mais

TREINAMENTOS PRESENCIAIS PRÁTICOS PROGRAMAÇÃO CURSOS. Formação prática em ferramentas essenciais para a. redução de desperdícios.

TREINAMENTOS PRESENCIAIS PRÁTICOS PROGRAMAÇÃO CURSOS. Formação prática em ferramentas essenciais para a. redução de desperdícios. TREINAMENTOS PRESENCIAIS PRÁTICOS PROGRAMAÇÃO 2016 CURSOS Formação prática em ferramentas essenciais para a melhoria dos processos e redução de desperdícios. Desenvolvimento de 1 Pessoas Propósito é o

Leia mais

CONGRESSO LEAN SIX SIGMA 2010

CONGRESSO LEAN SIX SIGMA 2010 CONGRESSO LEAN SIX SIGMA 2010 Lean Six Sigma e seu relacionamento com outras metodologias Alberto Pezeiro pezeiro@setadg.com.br TEL.+55.19.3707-1535 CEL.+55.11.8111-0026 www.setadg.com.br 1 Seta Desenvolvimento

Leia mais

DEFINIÇÃO DE LEAN MANUFACTURING

DEFINIÇÃO DE LEAN MANUFACTURING MANUFATURA ENXUTA DEFINIÇÃO DE LEAN MANUFACTURING A ORIGEM DA PALAVRA LEAN O termo LEAN foi cunhado originalmente no livro A Máquina que Mudou o Mundo de Womack, Jones e Roos, publicado nos EUA em 1990.

Leia mais

Proposta. Treinamento Lean Six Sigma. Apresentação Executiva. Treinamento Lean Six Sigma - Green Belt

Proposta. Treinamento Lean Six Sigma. Apresentação Executiva. Treinamento Lean Six Sigma - Green Belt Treinamento Lean Six Sigma Green Belt Apresentação Executiva 1 O treinamento de Green Belt Six Sigma tem como premissa proporcionar o entendimento dos princípios Six Sigma e suas ferramentas. Green Belts

Leia mais

A XYZ Consultoria é uma empresa formada por uma equipe de profissionais de diferentes áreas para atuar nas três dimensões:

A XYZ Consultoria é uma empresa formada por uma equipe de profissionais de diferentes áreas para atuar nas três dimensões: A XYZ Consultoria é uma empresa formada por uma equipe de profissionais de diferentes áreas para atuar nas três dimensões: X Metodologias Y Resultados Z Atitudes Os instrutores, consultores e gerentes

Leia mais

Universidade Federal de Sergipe Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Núcleo de Engenharia de Produção Disciplina Engenharia de Produto

Universidade Federal de Sergipe Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Núcleo de Engenharia de Produção Disciplina Engenharia de Produto Universidade Federal de Sergipe Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Núcleo de Engenharia de Produção Disciplina Engenharia de Produto Prof. Andréa Cristina dos Santos, Dr. Eng. andreaufs@gmail.com

Leia mais

Gestão da qualidade. Conceito e histórico da qualidade. Prof. Dr. Gabriel Leonardo Tacchi Nascimento

Gestão da qualidade. Conceito e histórico da qualidade. Prof. Dr. Gabriel Leonardo Tacchi Nascimento Gestão da qualidade Conceito e histórico da qualidade Prof. Dr. Gabriel Leonardo Tacchi Nascimento Como é vista a qualidade Redução de custos Aumento de produtividade Conceito básico de qualidade Satisfação

Leia mais

LEAN APLICADO À CADEIA DE SUPRIMENTOS

LEAN APLICADO À CADEIA DE SUPRIMENTOS LEAN APLICADO À CADEIA DE SUPRIMENTOS INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING SUPPLY CHAIN (INCLUI LOGÍSTICA) 2 2 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING 3 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING Pensar fora da caixa... Lean

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão Qualidade Certificação Green e Black Belt

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão Qualidade Certificação Green e Black Belt DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão Qualidade Certificação Green e Black Belt 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social

Leia mais

TPM Total Productive Maintenance. ENG 90017 Manutenção e Confiabilidade Flávio Fogliatto

TPM Total Productive Maintenance. ENG 90017 Manutenção e Confiabilidade Flávio Fogliatto TPM Total Productive Maintenance ENG 90017 Manutenção e Confiabilidade Flávio Fogliatto Histórico e panorâmica da sistemática Surgida no Japão, é considerada evolução natural da manutenção corretiva (reativa)

Leia mais

Catálogo de Cursos 2012

Catálogo de Cursos 2012 Catálogo de Cursos 2012 Treinando a sua equipe para aumentar a competitividade da sua empresa. SIQUEIRA CAMPOS ASSOCIADOS Índice Apresentação...07 Atendimento Excelência em Serviços...09 Qualidade em

Leia mais

Novo MMOG/LE V3. Aprimorando a principal ferramenta de excelência em gestão Logística.

Novo MMOG/LE V3. Aprimorando a principal ferramenta de excelência em gestão Logística. Novo MMOG/LE V3 Aprimorando a principal ferramenta de excelência em gestão Logística. Entenda como se desdobrou a nova versão e quais as principais mudanças da mais poderosa ferramenta usada como principal

Leia mais

15/09/2011. Historico / Conceito. Lean Production é um programa corporativo ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO II. Evolucao do Conceito LEAN THINKING

15/09/2011. Historico / Conceito. Lean Production é um programa corporativo ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO II. Evolucao do Conceito LEAN THINKING Historico / Conceito Lean : década de 80 James Womack (MIT) Projeto de pesquisa: fabricantes de motores automotivos; ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO II Lean Production é um programa corporativo composto por

Leia mais

www.gestaoleanmanufacturing.com.br

www.gestaoleanmanufacturing.com.br www.gestaoleanmanufacturing.com.br www.gestaoleanmanufacturing.com.br Master em Lean Manufacturing Processo de Solução de Problemas Competitividade nas Empresas Gestão de Processos & Produção x Eficiência

Leia mais

Índice. Siqueira Campos Associados

Índice. Siqueira Campos Associados Catálogo de Cursos Índice Apresentação...5 Atendimento Excelência em Serviços...6 Qualidade em Serviços...7 Análise de Risco Operacional...8 Análise do Sistema de Medição...9 Aprimoramento de Processos

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL - GESTÃO ORGANIZACIONAL TREINAMENTOS QUALIDADE - MEIO AMBIENTE - SEGURANÇA E SAÚDE

RESPONSABILIDADE SOCIAL - GESTÃO ORGANIZACIONAL TREINAMENTOS QUALIDADE - MEIO AMBIENTE - SEGURANÇA E SAÚDE CURSOS IN-COMPANY RESPONSABILIDADE SOCIAL - GESTÃO ORGANIZACIONAL TREINAMENTOS QUALIDADE - MEIO AMBIENTE - SEGURANÇA E SAÚDE Suporte Assessoria Empresarial Belo Horizonte - São Paulo ÍNDICE Processo de

Leia mais

Excelência Operacional

Excelência Operacional Excelência Operacional Inter-relação entre Lean Manufacturing e TPM ( Total Productive Management) Paulo Yida - Diretor Solving Efeso America do Sul Renato Cosloski Iamondi Consultor Senior Solving Efeso

Leia mais

FMEA - 4ª. EDIÇÃO (Análise dos Modos de Falha e de seus Efeitos)

FMEA - 4ª. EDIÇÃO (Análise dos Modos de Falha e de seus Efeitos) Curso e-learning FMEA - 4ª. EDIÇÃO (Análise dos Modos de Falha e de seus Efeitos) Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão

Leia mais

Excelência na Gestão de Ativos

Excelência na Gestão de Ativos Excelência na Gestão de Ativos 2015 Mudanças em Tempos Difíceis Em tempos difíceis é que as mudanças são necessárias, e a habilidades dos navegantes são testadas. Neste contexto a NT Desenvolvimento Gerencial

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão Qualidade Certificação Green e Black Belt

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão Qualidade Certificação Green e Black Belt DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão Qualidade Certificação Green e Black Belt 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social

Leia mais

Catálogo de Cursos 2011-2012

Catálogo de Cursos 2011-2012 Catálogo de Cursos 2011-2012 Treinando a sua equipe para aumentar a competitividade da sua empresa. Sumário 1. Qualidade em Serviços 1.1. Atendimento Excelência em Serviços...04 1.2. Qualidade em Serviços...05

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE DE FORNECEDORES MANN HUMMEL

MANUAL DA QUALIDADE DE FORNECEDORES MANN HUMMEL MANUAL DA QUALIDADE DE FORNECEDORES MANN HUMMEL Publicado:Fevereiro 2012 ESCLARECIMENTO REFERENTE À ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ISO/TS 16949:2009 APLICÁVEL A MHBR BRASIL LTDA 1-Generalidade Este anexo da Qualidade

Leia mais

Treinamento e desenvolvimento

Treinamento e desenvolvimento Sumário w w w. v o i t t o. c o m. b r A EMPRESA Nós, da Voitto, somos uma empresa especializada em treinamentos nas áreas de Lean Seis Sigma, Sistemas de Gestão e Softwares Empresariais. Nossa missão

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ENGENHARIA MECÂNICA CURSOS DE EXTENSÃO CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO MODALIDADE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ENGENHARIA MECÂNICA CURSOS DE EXTENSÃO CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO MODALIDADE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO MODALIDADE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA FEM 1000 ENGENHARIA DA QUALIDADE OBJETIVOS: O curso de Especialização em Engenharia da Qualidade visa contribuir para a preparação de profissionais

Leia mais

Treinamentos Técnicos de Engenharia de Manutenção. JWB Engenharia

Treinamentos Técnicos de Engenharia de Manutenção. JWB Engenharia Treinamentos de de Manutenção Treinamentos Técnicos de de Manutenção Treinamentos de de Manutenção Treinamentos 1) Indicadores de Desempenho da Manutenção Benchmarking 16 horas 2) 5 S Base para a Manutenção

Leia mais

A Profitability Engineers

A Profitability Engineers CATÁLOGO DE FORMAÇÃO A Profitability Engineers Em Portugal desde 1999, a ProfitAbility Engineers é uma empresa de consultoria e formação, especializada na melhoria qualidade e da produtividade; Somos

Leia mais

Introdução Visão Geral Processos de gerenciamento de qualidade. Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas

Introdução Visão Geral Processos de gerenciamento de qualidade. Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas Introdução Visão Geral Processos de gerenciamento de qualidade Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas O que é qualidade? Qualidade é a adequação ao uso. É a conformidade às exigências. (ISO International

Leia mais

O PREFEITO DO MUNICIPIO DE CONTAGEM, no uso de atribuições legais;

O PREFEITO DO MUNICIPIO DE CONTAGEM, no uso de atribuições legais; DECRETO nº 308, de 09 de abril de 2014. Altera o Decreto nº 1209, de 24 de agosto de 2009, que relaciona os serviços não compulsórios prestados pelo Poder Executivo Municipal, fixa os respectivos preços,

Leia mais

Estratégia Seis Sigma

Estratégia Seis Sigma Estratégia Seis Sigma Transformando oportunidades em resultados para os negócios M. I. Domenech Seis Sigma - Treinamentos Seis Sigma Crescimento Melhoria de Processos - Treinamentos M. I. Domenech Carlos

Leia mais

CARTA DE REQUISITOS E ESCLARECIMENTOS REFERENTES AO SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADAS APLICÁVEL AOS FORNECEDORES DA MANGELS REF.

CARTA DE REQUISITOS E ESCLARECIMENTOS REFERENTES AO SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADAS APLICÁVEL AOS FORNECEDORES DA MANGELS REF. Três Corações, 12 de janeiro de 2015. CARTA DE REQUISITOS E ESCLARECIMENTOS REFERENTES AO SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADAS APLICÁVEL AOS FORNECEDORES DA MANGELS REF. 01/2015 Este documento pode ser utilizado

Leia mais

PROGRAMA ANUAL TREINAMENTOS EMPRESARIAIS 2008

PROGRAMA ANUAL TREINAMENTOS EMPRESARIAIS 2008 PROGRAMA ANUAL TREINAMENTOS EMPRESARIAIS 2008 Assessoria Treinamento e Gestão Rua Cel Nogueira Padilha, 1011 - Sala 6 - Sorocaba - São Paulo Fone / Fax 15 32345920 www.profort.com.br Página 1 de 9 TE-001

Leia mais

CURSOS E TREINAMENTOS... 5 WORKSHOPS LEAN...

CURSOS E TREINAMENTOS... 5 WORKSHOPS LEAN... SUMÁRIO CURSOS E TREINAMENTOS... 5 WORKSHOPS LEAN... 6 WORKSHOP KAIZEN TEIAN... 6 WORKSHOP SINGLE MINUTE EXCHANGE OF DIE (SMED)... 7 WORKSHOP TRABALHO PADRONIZADO... 8 WORKSHOP MAPEAMENTO DE FLUXO DE VALOR

Leia mais

COMO FALHAR COM SEIS SIGMA

COMO FALHAR COM SEIS SIGMA COMO FALHAR COM SEIS SIGMA Marco Siqueira Campos Diretor da Siqueira Campos Associados Estatístico - Eng. Qualidade Cert. ASQ Quem somos de atuação. Foco em métodos quantitativos para qualidade, produtividade

Leia mais

Otimização de. Processos I

Otimização de. Processos I Seis Sigma Otimização de Gestão de Negócios Processos I Alberto Pezeiro Sócio Diretor Seta Desenvolvimento Gerencial pezeiro@setadg.com.br (11) 8110-0026 www.setadg.com.br 1 Introdução Otimização de A

Leia mais

Vendas na Empresa Lean

Vendas na Empresa Lean Vendas na Empresa Lean Autor: Alexandre Cardoso Publicado: 29/04/2011 Introdução Em uma empresa, a área de Vendas é de extrema importância para o sucesso do negócio. Aprimorar o seu desempenho tem sido

Leia mais

SEIS SIGMA: O ESTADO DA ARTE NA OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS LEVANDO À REDUÇÃO DE ÍNDICES DE PERDAS.

SEIS SIGMA: O ESTADO DA ARTE NA OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS LEVANDO À REDUÇÃO DE ÍNDICES DE PERDAS. 1 SEIS SIGMA: O ESTADO DA ARTE NA OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS LEVANDO À REDUÇÃO DE ÍNDICES DE PERDAS. Tema VII Organização e Gestão dos Serviços de Saneamento: Recursos Humanos, Políticas Públicas e Educação

Leia mais

www.cursosglm.com.br contato@cursosglm.com.br

www.cursosglm.com.br contato@cursosglm.com.br www.cursosglm.com.br contato@cursosglm.com.br Cursos GLM Palestras, Treinamentos & Consultoria Nossa História... Fundação Janeiro de 2007. Segmentos Modalidades Gestão de Manufatura e Qualidade; Gestão

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DETALHADO FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DETALHADO FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO PARTE 1 ESTRUTURA DO SGI Módulo SGI-1.0 - Introdução (04 horas) Apresentação da metodologia do Programa de Formação Manual do Aluno Critérios de aprovação e reposição de módulos Uso da plataforma do Ambiente

Leia mais

Treinamentos Técnicos de Engenharia de Manutenção. JWB Engenharia

Treinamentos Técnicos de Engenharia de Manutenção. JWB Engenharia Treinamentos Técnicos de Engenharia de Manutenção Palestrante: Eng. José Wagner Braidotti Junior - Treinamentos 1) Indicadores de Desempenho da Manutenção Benchmarking 16 horas 2) 5 S Base para a Manutenção

Leia mais

Considerações sobre a Parte I - Histórico e componentes do lean, 74

Considerações sobre a Parte I - Histórico e componentes do lean, 74 Sumário Prefácio, xi Introdução, 1 Parte I - HISTÓRICO E COMPONENTES DO LEAN, 5 1 Conceito Enxuto: das Origens à Consolidação, 6 As indústrias da produção em massa, 8 Crise na indústria automobilística

Leia mais

COMO MELHORAR O DESEMPENHO DAS LINHAS DE. Edson Donisete da Silva, Carlos Roberto Sponteado Aquarius Software

COMO MELHORAR O DESEMPENHO DAS LINHAS DE. Edson Donisete da Silva, Carlos Roberto Sponteado Aquarius Software COMO MELHORAR O DESEMPENHO DAS LINHAS DE PRODUÇÃO Edson Donisete da Silva, Carlos Roberto Sponteado Aquarius Software Objetivo Apresentar conceitos e ferramentas atuais para melhorar eficiência da produção

Leia mais

Curso e-learning APQP 2ª. EDIÇÃO (Planejamento Avançado da Qualidade do Produto)

Curso e-learning APQP 2ª. EDIÇÃO (Planejamento Avançado da Qualidade do Produto) Curso e-learning APQP 2ª. EDIÇÃO (Planejamento Avançado da Qualidade do Produto) Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE COORDENAÇÃO DA PÓS-GRADUAÇÃO: Prof.ª Doutora Florbela Correia Mestre/Especialista José Carlos Sá PLANO Listagem das Unidades Curriculares CONTROLO ESTATÍSTICO DO PROCESSO...

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE CADEIAS PRODUTIVAS

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE CADEIAS PRODUTIVAS PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE CADEIAS PRODUTIVAS 2ª OFICINA MAPEAMENTO DO FLUXO DE VALOR Lean Manufacturing é a busca da perfeição do processo através da eliminação de desperdícios Definir Valor Trabalhar

Leia mais

Gerenciamento da Qualidade

Gerenciamento da Qualidade Gerenciamento da Qualidade Técnicas e Ferramentas de Mercado Objetivo Este curso tem como objetivo consolidar conhecimentos sobre as principais técnicas e ferramentas de Gerenciamento da Qualidade utilizadas

Leia mais

Ajudamos a (sua) empresa a crescer.

Ajudamos a (sua) empresa a crescer. CONSULTORIA Ajudamos a (sua) empresa a crescer. O QUE FAZEMOS SISTEMAS DE GESTÃO GESTÃO DA PRODUÇÃO E DAS PRODUÇÕES PRODUTIVIDADE E INOVAÇÃO INTERNACIONALIZAÇÃO PROJECOS DE INVESTIMENTO E INCENTIVOS

Leia mais

Módulo 4 O FMEA como parte integrante da Norma ISO/TS 16949, do APQP e do PPAP.

Módulo 4 O FMEA como parte integrante da Norma ISO/TS 16949, do APQP e do PPAP. Módulo 4 O FMEA como parte integrante da Norma ISO/TS 16949, do APQP e do PPAP. FMEA, ISO/TS, APQP, PPAP Pretendemos, neste módulo, mostrar todas as ligações e vínculos existentes entre a ferramenta do

Leia mais

Nós fazemos Gestão e sua Empresa faz Sucesso! Portfólio. Francisco & Francisco Sistemas de Gestão Ltda. 1. Quem Somos?

Nós fazemos Gestão e sua Empresa faz Sucesso! Portfólio. Francisco & Francisco Sistemas de Gestão Ltda. 1. Quem Somos? Portfólio 1. Quem Somos? Somos uma Equipe de Auditores, Consultores e Assessores Empresariais com diversas competências para melhorar o desempenho de qualquer negócio por meio de SISTEMAS DE GESTÃO DA

Leia mais

Excel Aplicado a Negócios

Excel Aplicado a Negócios Excel Aplicado a Negócios Sumário 03. A Voitto 05. Excel Aplicado a Negócios 06. Programático 11. Principais Instrutores 12. Visão dos Participantes 13. Vídeo Nossa Empresa A Voitto é especializada na

Leia mais

Certificação de Auditor de Qualidade Corpo de Conhecimento

Certificação de Auditor de Qualidade Corpo de Conhecimento Certificação de Auditor de Qualidade Corpo de Conhecimento Os tópicos neste corpo de conhecimentos incluem detalhes adicionais explicativos e o nível cognitivo no qual as perguntas serão formuladas. Esta

Leia mais

REQUISITOS ESPECÍFICOS - NGK do BRASIL Guia para Fornecedores Segmento Automotivo

REQUISITOS ESPECÍFICOS - NGK do BRASIL Guia para Fornecedores Segmento Automotivo REQUISITOS ESPECÍFICOS - NGK do BRASIL Guia para Fornecedores Segmento Automotivo 1. Objetivo Este documento tem por objetivo comunicar os requisitos mínimos a todos os fornecedores de componentes, matérias

Leia mais

Requisitos Específicos do Cliente Mercedes-Benz do Brasil Ltda.

Requisitos Específicos do Cliente Mercedes-Benz do Brasil Ltda. Requisitos Específicos do Cliente Mercedes-Benz do Brasil Ltda. Requisitos relacionados aos itens da ISO TS 16949:2009 Para uso conjunto com ISO TS 16949 (edição 2009 / 06 / 15) Situação de modificação

Leia mais

Tradução livre do PMBOK 2000, V 1.0, disponibilizada através da Internet pelo PMI MG em abril de 2001

Tradução livre do PMBOK 2000, V 1.0, disponibilizada através da Internet pelo PMI MG em abril de 2001 Capítulo 8 Gerenciamento da Qualidade do Projeto O Gerenciamento da Qualidade do Projeto inclui os processos necessários para garantir que o projeto irá satisfazer as necessidades para as quais ele foi

Leia mais

Profitability Engineers 1

Profitability Engineers 1 Profitability Engineers 1 Em Portugal desde 1999, a ProfitAbility Engineers é uma empresa de consultoria e formação, especializada na melhoria da eficácia [qualidade] e da eficiência [produtividade]; A

Leia mais

Engenharia de Software II: Criando a EAP e planejando a Qualidade. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: Criando a EAP e planejando a Qualidade. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: Criando a EAP e planejando a Qualidade Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Criando EAP. Planejando a qualidade. Criando a Estrutura Analítica do Projeto

Leia mais

PORTIFÓLIO DE TREINAMENTOS

PORTIFÓLIO DE TREINAMENTOS PORTIFÓLIO DE TREINAMENTOS CURSOS PROFISSIONALIZANTES: CÓDIGO CURSO DESCRIÇÃO PRÉ-REQUISITO CH 30 KN-001 Metrologia Básica Formação em metrologia dimensional ou e instrumentação básica KN-002 Desenho Técnico

Leia mais

Comercial. Gestão da Qualidade

Comercial. Gestão da Qualidade Gestão da Qualidade Comercial Ferramentas da Qualidade: Ações preventivas são tomadas em problemas potenciais, aqueles que ainda não ocorreram, mas que podem vir a ocorrer no futuro caso não seja tomada

Leia mais

CATÁLOGO DE FORMAÇÃO

CATÁLOGO DE FORMAÇÃO gestão de projectos I&D e inovação gestão da qualidade gestão da cadeia de valor normas & auditorias lean Six Sigma gestão da manutenção CATÁLOGO DE FORMAÇÃO COMO CONSULTAR ESTE CATÁLOGO Este catálogo

Leia mais

DISCIPLINA: Controle de Qualidade na Indústria

DISCIPLINA: Controle de Qualidade na Indústria PPGE3M/UFRGS DISCIPLINA: Controle de Qualidade na Indústria Profa. Dra. Rejane Tubino rejane.tubino@ufrgs.br SATC 2013 Fone: 3308-9966 Programa da Disciplina Apresentação da disciplina Conceitos preliminares.

Leia mais

Requisitos Específicos do Cliente Mercedes-Benz do Brasil Ltda.

Requisitos Específicos do Cliente Mercedes-Benz do Brasil Ltda. Requisitos Específicos do Cliente Mercedes-Benz do Brasil Ltda. Requisitos relacionados aos itens da ISO TS 16949:2009 Para uso conjunto com ISO TS 16949 (edição 2009 / 06 / 15) Situação de modificação

Leia mais

CURSO ANALISTA DE LOGISTICA E PRODUÇÃO INDUSTRIAL GRADE CURRICULAR @2014 - CENTRO EDUCACIONAL ANÍSIO PEDRUSSI

CURSO ANALISTA DE LOGISTICA E PRODUÇÃO INDUSTRIAL GRADE CURRICULAR @2014 - CENTRO EDUCACIONAL ANÍSIO PEDRUSSI MÓDULOS / DISCIPLINAS Carga Horária Módulo I - Introdução ao Estudo da Logística No Brasil e no Mundo 30 1. Introdução ao Estudo da Logística 2. História da Logística 3. Na Pré-História 4. No Exército

Leia mais

GPP TREINAMENTO E CONSULTORIA. Apresentação Básica de Portfólio

GPP TREINAMENTO E CONSULTORIA. Apresentação Básica de Portfólio GPP TREINAMENTO E CONSULTORIA Apresentação Básica de Portfólio Renato B. Rodrigues Estatístico pela UNICAMP, MBA em Administração pela FEA USP e especialização em Estratégia (Insead França) e Liderança

Leia mais

CATÁLOGO DE FORMAÇÃO 1

CATÁLOGO DE FORMAÇÃO 1 CATÁLOGO DE FORMAÇÃO 1 QUEM SOMOS MISSÃO PRINCÍPIOS E VALORES Empresa de consultoria de gestão, formada por uma equipa de profissionais com vários anos de experiência em consultoria. Criar parcerias efetivas

Leia mais

Julho/2014 a Março/2015. Catálogo de Treinamentos. Treinamentos BSI. Transformando nossa experiência em seu conhecimento.

Julho/2014 a Março/2015. Catálogo de Treinamentos. Treinamentos BSI. Transformando nossa experiência em seu conhecimento. Julho/2014 a Março/2015 Catálogo de Treinamentos. Treinamentos BSI. Transformando nossa experiência em seu conhecimento. Conteúdo. Por que realizar nossos treinamentos? 4 Nossa abordagem 4 Nossos instrutores

Leia mais

índice Prefácio da Edição Brasileira Prefácio xiii

índice Prefácio da Edição Brasileira Prefácio xiii índice Prefácio da Edição Brasileira Prefácio XI xiii Capítulo 1. Conceitos da Qualidade 1.1 O que é Qualidade? 1.2 Garantia da Qualidade e Ciclo de Vida do Produto/ Serviço 1.3 Desenvolvimento dos Métodos

Leia mais

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA TÍTULO: UTILIZAÇÃO DE SOFTWARES DEDICADOS PARA O DESENVOLVIMENTO E ELABORAÇÃO DO MAPEAMENTO DO FLUXO DE VALOR (MFV) EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO ENXUTA LEAN PRODUCTION CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE PLANO CURRICULAR

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE PLANO CURRICULAR PLANO CURRICULAR UNIDADES CURRICULARES CARGA HORÁRIA ECTS Controlo Estatístico do Processo Doutora Florbela Correia 32 4 Gestão da Qualidade Mestre José Carlos Sá 24 4 Informática Aplicada a Qualidade

Leia mais

Indústria. SIQ - Qualidade que traz Resultados!

Indústria. SIQ - Qualidade que traz Resultados! Indústria SIQ - Qualidade que traz Resultados! Panorama atual Modelo de gestão não estruturada Como as soluções atuam Onde atuam Soluções SIQ Modelo de Gestão Estruturada Todas as Suítes Fluxos Estimativa

Leia mais

TPM. José Pedro A. R. Silva

TPM. José Pedro A. R. Silva CICLOS DE FORMAÇÃO EMPRESARIAL Metodologias Avançadas para a Indústria e Serviços TPM José Pedro A. R. Silva 1 CICLOS DE FORMAÇÃO EMPRESARIAL Ciclo de formação e treino em Lean TPM Ciclo de formação e

Leia mais

Visão Geral das Áreas de Conhecimento e dos Processos da Gerência de Projetos

Visão Geral das Áreas de Conhecimento e dos Processos da Gerência de Projetos Visão Geral das Áreas de Conhecimento e dos Processos da Gerência de Projetos GERÊNCIA DE INTEGRAÇÃO GERÊNCIA DO ESCOPO GERÊNCIA DO TEMPO GERÊNCIA DE CUSTO GERÊNCIA DA QUALIDADE Desenvolvimento do Plano

Leia mais

David Vicentin (dvicentin@setecnet.com.br) Gerente de Lean Six Sigma

David Vicentin (dvicentin@setecnet.com.br) Gerente de Lean Six Sigma Carta do Leitor Por: David Vicentin (dvicentin@setecnet.com.br) Gerente de Lean Six Sigma Engenheiro de produção pela Escola Politécnica da USP e especialista em PNL pela SBPNL. Gerente da área de Lean

Leia mais

COMO ESCOLHER O TREINAMENTO CERTO PARA DESENVOLVER PESSOAS E EXPANDIR NEGÓCIOS? CONHECIMENTO TRANSFORMAÇÃO PROFICIÊNCIA EXCELÊNCIA DO NEGÓCIO

COMO ESCOLHER O TREINAMENTO CERTO PARA DESENVOLVER PESSOAS E EXPANDIR NEGÓCIOS? CONHECIMENTO TRANSFORMAÇÃO PROFICIÊNCIA EXCELÊNCIA DO NEGÓCIO CONHECIMENTO TRANSFORMAÇÃO PROFICIÊNCIA RETENÇÃO DE TALENTOS EXCELÊNCIA DO NEGÓCIO COMPORTAMENTO ALTA PERFORMANCE EXPERTISE HABILIDADES COMO ESCOLHER O TREINAMENTO CERTO PARA DESENVOLVER PESSOAS E EXPANDIR

Leia mais

Planejamento Avançado da Qualidade Elementos APQP

Planejamento Avançado da Qualidade Elementos APQP Planejamento Avançado da Qualidade Elementos APQP São descritos a seguir objetivos, expectativas e requisitos relativos à documentação dos elementos individuais do APQP Status Report (ver QSV / S 296001

Leia mais

O CEP COMO FERRAMENTA DE MELHORIA DE QUALIDADE E PRODUTIVIDADE NAS ORGANIZAÇÕES.

O CEP COMO FERRAMENTA DE MELHORIA DE QUALIDADE E PRODUTIVIDADE NAS ORGANIZAÇÕES. O CEP COMO FERRAMENTA DE MELHORIA DE QUALIDADE E PRODUTIVIDADE NAS ORGANIZAÇÕES. Evandro de Paula Faria, Claudia Cristina de Andrade, Elvis Magno da Silva RESUMO O cenário competitivo exige melhoria contínua

Leia mais

DjL Soluções Corporativas - CNPJ 11.141.633/0001-36. Rua Pres. Wenceslau Braz, 55 Vila Comendador Rois. Alves - CEP: 12511-100 Guaratinguetá SP

DjL Soluções Corporativas - CNPJ 11.141.633/0001-36. Rua Pres. Wenceslau Braz, 55 Vila Comendador Rois. Alves - CEP: 12511-100 Guaratinguetá SP 1 Apresentação 2 Estamos Comprometidos com a... - Melhoria Contínua dos Resultados de nossos Parceiros ; - Redução do Desperdício de seus Recursos ; - Responsabilidade Social ; e - Potencialização da Imagem

Leia mais

Preparação para a Certificação de Engenheiro da Qualidade 1

Preparação para a Certificação de Engenheiro da Qualidade 1 Preparação para a Certificação de Engenheiro da Qualidade 1 OBJETIVOS DO CURSO Apresentar aos participantes os conteúdos do Corpo de Conhecimento necessários à certificação, possibilitando que aprimorem

Leia mais

UBQ União Brasileira para Qualidade

UBQ União Brasileira para Qualidade UBQ União Brasileira para Qualidade Quem somos A UBQ é uma entidade civil, para fins não econômicos, que trabalha para difundir os conceitos e as práticas da Qualidade com o objetivo de ajudar as organizações

Leia mais