TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br"

Transcrição

1 Cursos para Gestão da Qualidade TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP:

2 Interpretação / Implantação da ISO 9001:2008 Compreender a filosofia básica, princípios, conceitos e requisitos da série de Normas ISO 9000 e como aplicá-las dentro do contexto da organização; compreender as diferenças chave entre as séries de Normas revisadas e as principais mudanças e avanços propostos, as implicações dos requisitos da NBRISO9001 para gestão e melhoria da empresa. A série ISO 9000 e sua documentação Integração com outras normas Detalhamento da ISO 9001: análise dos requisitos e os 8 Princípios da qualidade; Exercícios práticos simulando situações reais; Gestão de recursos: infraestrutura e recursos humanos; Gestão de processos Medição, análise e melhoria contínua; Responsabilidades da administração; foco nos resultados: uso de ferramentas e equipes de trabalho como um diferencial para o SGQ A QUEM SE DESTINA: Profissionais interessados em conhecer a norma e seus controles sobre o sistema de gestão da qualidade.

3 Formação de Auditores Internos ISO 9001:2008 Preparar os participantes para planejar e executar uma Auditoria Interna do Sistema de Gestão da Qualidade com base na série ISO 9001:2000 e NBR Visão geral dos requisitos ISO 9001 Objetivos / Benefícios das Auditorias; Classificação das Auditorias; Responsabilidades durante uma Auditoria Interna; Implantação de um Programa de Auditoria Interna NBR/ISO 19011; Fatores Humanos nas Auditorias: Planejamento e Realização; Formas de Coleta de Dados; Critérios para qualificação de auditores conforme a norma NBR/ISO 19011; Relatando a Auditoria ; Exercícios Práticos. A QUEM SE DESTINA: Responsáveis de Sistema da Qualidade, Engenheiros, Supervisores, Gerentes de Departamento, Técnicos e Administradores de empresas que já tenham ou estejam implementando sistemas da qualidade com base na ISO Pré requisito conhecimento prévio de ISO 9001 ou já ter participado de interpretação de norma a partir da ISO 9001versão 2000.

4 Interpretação / Implantação da ISO TS 16949:2009 Apresentar a norma TS 16949:2009 e seus requisitos, prepararando os participantes a entender como implementá-los e qual o significado dos elementos ISO/TS Análise e interpretação dos requisitos da norma; Análise dos novos requisitos; Discussão quanto ao escopo da norma; Conceitos fundamentais: Processo orientado ao cliente (POC); Estrutura dos requisitos- turle diagram; Exigências das principais montadoras mundiais- APQP-PPAP-FMEA- CEP e MSA; Nova estrutura da norma TS e análise dos requisitos; Sistema de Gestão da Qualidade Melhoria Contínua e os indicadores eficiência e eficácia; Principais documentos do IATF que complementam a norma. CARGA HORÁRIA: 24 horas A QUEM SE DESTINA: Técnicos, engenheiros, supervisores e gerentes de empresas do setor automotivo que necessitam implementar ISO TS É desejável que o participante tenha algum conhecimento de ISO 9001:2000.

5 Formação de Auditores Internos ISO TS 16949:2009 Prover conhecimento geral sobre o conteúdo da Norma ISO TS e seus requisitos, capacitando o participante para programarem, executarem e relatarem os resultados de auditorias internas se Sistema de Gestão da Qualidade com base na ISO Introdução Sistemas de Garantia SGQ Tipos de Auditorias; Análise e interpretação requisitos específicos ISO TS 16949:2009; Recomendações do IATF; Processos na TS 16946:2009 (COP s, Suporte e Gerenciamento); Planejamento, Preparação e Realização (reunião de abertura, técnicas de questionamento, exame de evidências objetivas e reunião de encerramento); Etapas da Auditoria, Características do Auditor/Postura, Relatório Final; Requisitos da Norma NBR Internos); Dinâmicas em grupo, Workshop e Exame Final. (Qualificação de Auditores CARGA HORÁRIA: 24 horas A QUEM SE DESTINA: Profissionais de empresas do setor automotivo que estejam implementando a ISO/TS Prérequisitos: conhecimento de ISO 9001

6 PPAP Capacitar os participantes na utilização do Manual PPAP harmonizado entre Daimler Chrysler, Ford e General Motors e sua aceitação por outras montadoras. Analisar a aplicabilidade de cada requisito do documento possibilitando atender as exigências de preparação de amostras. Generalidades de PPAP; Requisitos do Processo de PPAP; Requisitos de Submissão e Notificação do cliente; Níveis de submissão; Status de Submissão; Requisitos Específicos de Clientes - Visão Geral; Apêndices: de A à G (todo conjunto de apêndices do manual). CARGA HORÁRIA: 8 horas A QUEM SE DESTINA: Profissionais encarregados de preparar os documentos de PPAP nas diversas áreas da organização.

7 CEP Controle Estatístico do Processo Capacitar os participantes e implementar o CEP em suas empresas, através da coordenação dos processos de elaboração, análise e solução de problemas levantados nas cartas de controle. Amostragem e Variabilidade do Processo; Análise de Estabilidade e Tendências; Análise da Capacidade do Processo Diário de Bordo; Cartas de Controle de Variáveis e de Atributos; Escalas e Evolução da Qualidade; O que é CEP e Implantação; Probabilidade de Erros; Processo de Aperfeiçoamento da Qualidade; Técnicas de Resolução de Problemas; Verificação das Causas Especiais. base conceitual: Manual CEP core tools ISOTS A QUEM SE DESTINA: Profissionais que lideram Produção, Qualidade, Controle e Técnicos de Administração de empresas e custos.

8 Metodologia 5S - Housekeeping Fornecer conhecimento e apresentar (passo a passo) metodologia a respeito do Housekeeping e etapas para implementá-lo na empresa. Aplicação; Apresentação dos 5S s; Definição; Formação de Auditores Internos 5S s; Identificação das principais dificuldades; Manutenção do programa; Objetivos; Plano de avaliação; Plano de auditoria; Resultados a serem alcançados; Roteiro para implantação. CARGA HORÁRIA: 8 horas A QUEM SE DESTINA: Profissionais de todas as áreas da organização.

9 Poka-yoke- Dispositivos a prova de erros Apresentar aos participantes as técnicas do Poka-Yoke e os conhecimentos sobre esse sistema que cria dispositivos à prova de falhas, tendo como princípio a ideia de criar barreiras ou alertas para que não sejam cometidos erros, que possam gerar falhas. Poka Yoke; Definições e conceitos; Poka - Yoke e zero defeito; Aplicação do Poka Yoke: tipos diversos / eficácias/ validades; Erros humanos e causas de defeitos; Metodologia de implantação; Exercícios práticos. CARGA HORÁRIA: 8 horas A QUEM SE DESTINA: Gerentes, supervisores, engenheiros e técnicos de processos de melhoria da qualidade envolvidos em processos e implementação de melhorias industriais.

10 FMEA Auxiliar no desenvolvimento de novos produtos / processos reduzindo o risco da existência de falhas potenciais. Através do seminário, os participantes aprenderão a prever falhas mais significativas, suas causas e definir ações para redução de riscos. Conhecer os conceitos de FMEA alinhando às exigências ISO/TS 16949:2009. Definições e conceitos - Manual FMEA ; Objetivos e benefícios da FMEA; Exercícios / Formulários; Critérios para implementação; FMEA Projeto; FMEA Processo; Histórico da FMEA; Integração com outros métodos; Roteiro para aplicação. CARGA HORÁRIA: 8 horas A QUEM SE DESTINA: Engenheiros de produto e processo do setor automotivo, analistas de qualidade, técnicos de processo, gerentes industriais, técnicos de manutenção.

11 Gestão por Processos Preparar os participantes do seminário para o conhecimento de processos, as suas formas de gestão e possibilidades de melhorias através da atuação de equipes de trabalhos multifuncionais utilizando a abordagem por processos. O que é gestão de processos; Conceitos sobre trabalho em equipe e reuniões produtivas; Exercícios; Equipes multifuncionais; Gestão de processos Step-by-step; Importância das equipes; Lições aprendidas; Parcerias com clientes / fornecedores; Treinando pessoas a melhorar processos: técnicas e estratégias; Técnicas de mapeamento e melhoria. A QUEM SE DESTINA: Supervisores, gerentes e diretores que pretendem se preparar para o conhecimento de Gestão e Melhoria do Processo

12 APQP Desenvolver o processo de planejamento avançado da qualidade, integrando os conceitos das fases do APQP com o processo de aprovação de peça de produção adotado pelas grandes montadoras do Brasil. Conceitos de APQP; Apresentação das fases do APQP; Importância do Check-list; Interface com FMEA e Mapeamento de Processo / Plano de Controle; Papel da Equipe Multidisciplinar; Atendimento dos Requisitos dos Clientes e Preparação de Amostras; Descrição, Definição e Finalidade do APQP; Interface com PPAP: Disposição da submissão da peça, níveis de submissão; Requisitos para Aprovação e Requisitos do Processo; Registros pertinentes ao APQP- técnicas de controle de projeto. A QUEM SE DESTINA: Profissionais de Vendas, Qualidade, Engenharia e Processos de empresas voltadas ao ramo automotivo.

13 Interpretação / Implantação da ISO IEC Apresentar aos participantes o entendimento e aplicação dos elementos da Norma referentes a aplicação em laboratórios de calibração e ensaios. Equipamentos e materiais de referência; Introdução ao ISO 17025; Manuseio; Métodos de Calibração e Ensaio; Organização, Pessoas e Meio Ambiente; Rastreabilidade da Medição; Registros e Certificados; Sistema da Qualidade, Auditoria e Análise Crítica; Subcontratação de serviços; Tratamento das reclamações; Interface com ISO 9001:2000. A QUEM SE DESTINA: Profissionais da indústria ou de laboratórios envolvidos com serviços de medição, calibração ou ensaio.

14 Formação de Auditores Internos ISO IEC Fornecer aos participantes conhecimentos sobre os requisitos da NBR ISO/IEC17025, capacitando-os para a realização de auditorias internas. NBR ISO 17025; Definições importantes ; Visão geral dos requisitos seção 4 e seção 5 ; Técnicas de auditoria - Planejamento e Execução (como auditar e ser auditado); Classificação e constatações (não conformidade graves, observações); Como implantar o acompanhamento das ações corretivas; Importância da seção 5 - conhecimentos técnicos do auditor interno; Estudo de casos, exercício e simulação de auditoria. A QUEM SE DESTINA: Profissionais que serão responsáveis pela auditoria de sistemas de medição, calibração e ensaio.

15 GMP & HACCP - CODEX Apresentar os conceitos de GMP e HACCP aos participantes, identificando as boas práticas de fabricação visando: fatores educacionais, identificar aspectos comportamentais adequados, manutenção e aprimoramento de higiene e segurança do trabalho, prevenção dos riscos de contaminação e técnicas de controle do ambiente. Análise dos riscos; Apresentação das Normas GMP; Conceitos gerais de HACCP; Exercício prático e real na empresa; Elaboração de check-list; Formação de auditores GMP; Histórico e conceitos de GMP E HACCP; Identificação dos fatores críticos que provocam infestação/ contaminação; Metodologia de avaliação de risco; Entendendo o check list HACCP ( CODEX) Técnicas de educação / sensibilização para o GMP. A QUEM SE DESTINA: Profissionais do setor farmacêutico e alimentício envolvidos na implementação GMP & HACCP

16 Interpretação / Implantação ISO Apresentar e discutir os conceitos da ISO 14001, mostrar suas vantagens e interpretar seus requisitos, orientando os participantes sobre o Sistema de Gerenciamento Ambiental. Aspectos ambientais; Conhecendo a ISO Principais aspectos da legislação brasileira; Consequências da ausência de um sistema ambiental; Requisitos da NBR ISO 14000; Dicas para iniciar o processo da implantação de um SGA; Generalidades sobre Gerenciamento Ambiental; Requisitos para ISO e auditorias ambientais com base na ISO19011; Sistema de Gerenciamento Ambiental ISO 14004; Benefícios da implantação de um Sistema de Gerenciamento Ambiental. A QUEM SE DESTINA: Profissionais que desejam conhecer e implementar a ISO e os envolvidos no Sistema de Gestão Ambiental.

17 Formação de Auditores Internos ISO Formar e qualificar auditores internos do Sistema de Gestão Ambiental, capacitando-os para a realização de auditorias de primeira parte, verificação de conformidades e no levantamento da eficácia de implementação e manutenção do SGA com relação a norma ISO 14001:2004. Revisão dos elementos do Sistema de Gestão Ambiental (SGA); Objetivos, funções e responsabilidades da auditoria do SGA; Preparação de auditorias internas: planejamento e realização; Revisão dos requisitos da norma ISO 14001:2004; Qualificação de auditores internos; Experiência, atributos e competência de auditores- ISO19011; Protocolos de auditorias de SGA; Identificação de não conformidades e Elaboração de relatórios. A QUEM SE DESTINA: Profissionais da área de meio ambiente e da qualidade envolvidos com a implementação do Sistema de Gestão Ambiental.

18 Legislação Ambiental Básica aplicável às organizações Apresentar um panorama abrangente da evolução de Legislação Ambiental Brasileira e sua interface com a Legislação Ambiental Internacional, aplicável às atividades empresariais. Fornecer subsídios para o levantamento e avaliação da pertinência de Legislação Ambiental aplicável as atividades, produtos ou serviços da organização. Direito Internacional Ambiental; Legislação Ambiental Federal e Estadual; Padrão ambiental e Controle da poluição; Sanções Penais - comando e ação; Postura em relação à legislação ambiental; Relação entre as leis e os aspectos e impactos ambientais da organização; Tendências de evolução da legislação ambiental brasileira e internacional. CARGA HORÁRIA: 8 horas A QUEM SE DESTINA: Profissionais que precisam aprender sobre o Sistema Legal Brasileiro e as legislações ambientais aplicadas às empresas, profissionais envolvidos na identificação e atualização das legislações ambientais visando certificação ISO

19 Identificação e Avaliação de Aspectos e Impactos Ambientais Esclarecer os conceitos e fornecer metodologias para identificação de aspectos e impactos ambientais e sua importância como elementos de referências para estrutura do Sistema de Gestão Ambiental. Avaliação dos Aspectos e Impactos; Identificação dos Aspectos e Impactos Ambientais por Atividade; Caracterização dos Aspectos e Impactos Ambientais; Significância dos Aspectos Ambientais; Classificação e Registros dos Aspectos e Impactos Ambientais; Filtros de Significância; Exercícios Aplicativos. CARGA HORÁRIA: 8 horas A QUEM SE DESTINA: Profissionais que precisam aprender sobre a identificação de aspectos e impactos ambientais, instrutores internos que querem um simples e efetivo método de explicar a identificação de aspectos ambientais, profissionais envolvidos nos processos de implantação ou manutenção de Sistemas de Gestão Ambiental.

20 Interpretação / Implantação da OHSAS Proporcionar aos participantes conhecimentos para implementar um Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional tendo como base a norma OHSAS Desenvolvimento do assunto Segurança e Saúde; Normas Regulamentadoras; Requisitos da norma OHSAS 18001; Perigos e Riscos da Organização; Programa de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional; Auditorias de S &SO; Workshops e Exercícios. A QUEM SE DESTINA: Profissionais envolvidos em programas voltados saúde e segurança ambiental.

21 Formar e qualificar auditores internos do Sistema de Gerenciamento de Segurança e Saúde Ocupacional, capacitando-os para a realização de auditorias de primeira parte, verificação de conformidades e no levantamento da eficácia de implementação e manutenção do SSO com relação a norma OHSAS Formação de Auditores Internos OHSAS Revisão dos elementos do Sistema de Segurança e Saúde Ocupacional (SSO); Revisão dos requisitos da norma OHSAS 18001; Qualificação de auditores internos; Experiência, atributos e competência de auditores; Protocolos de auditoria de SSO; Identificação de não conformidades e preenchimento de relatórios; Preparação de auditorias internas: planejamento e realização; Objetivos, funções e responsabilidades da auditoria do SSO; Etapas da auditoria do SSO. A QUEM SE DESTINA: Profissionais envolvidos em programas de auditorias de saúde e segurança ocupacional, que já tenham conhecimento de OSHAS ou SST aplicado.

22 Identificação de Perigos e Avaliação de Riscos Proporcionar aos participantes conhecimentos para implementar o requisito da OHSAS 18001:99, que mostra como identificar os perigos e avaliar os riscos, estabelecendo assim critérios para priorizá-los. Os elementos da Norma OHSAS 18001; Metodologia de identificação e avaliação de perigos e riscos; Porque usar avaliação de riscos; Definições; Estágios da avaliação de riscos; Benefícios dessa avaliação. CARGA HORÁRIA: 8 horas A QUEM SE DESTINA: Profissionais que precisam aprender sobre a OHSAS 18001:99 para implantação ou manutenção de Sistemas de Gestão de Saúde e Segurança.

23 Interpretação / Implantação da NBR ISO Entender o valor da existência de uma norma internacional no sistema de gestão da segurança alimentar, estabelecendo um paralelo entre o conteúdo dessa norma e outras normas de segurança alimentar. Obter uma visão dos requisitos de implantação necessários à certificação. Histórico dos Sistemas de Gestão de Segurança Alimentar; Descrição do conceito de Cadeia de alimentos; ISO Princípios e Prática; Requisitos da ISO 22000; O que é um Sistema de Gestão Alimentício; Interface com ISO9001 e outras normas; Aplicação em Bebidas. A QUEM SE DESTINA: Profissionais envolvidos com o Sistema de Gestão da Qualidade, que atuem no segmento de alimentação e bebidas.

24 Interpretação / Implantação da SA 8000 Responsabilidade Social Apresentar os requisitos necessários para a implementação de um Sistema de Gestão baseado na norma SA A Norma SA 8000 Nivelamento de Conceitos; Benefícios da Implantação SA 8000; SA 8000 Interpretação dos Requisitos; Estudo de Caso e Exercícios; O Processo de Certificação; Cases de mercado em Responsabilidade Social. A QUEM SE DESTINA: Profissionais envolvidos com a implantação ou manutenção do Sistema de Gestão em Conformidade com a Norma SA 8000.

25 Interpretação / Implantação dos Sistemas Integrados ISO 9001, ISO e OHSAS Apresenta uma visão prática permitindo aos participantes o entendimento e interpretação dos requisitos das normas ISO 9001, e OHSAS necessários à implementação ou manutenção do Sistema de Gestão Integrado em suas organizações. Introdução ao Sistema de Gestão Integrado (SGI) ISO 9001, e OHSAS 1800; Histórico e Conceitos; Benefícios da Implementação do Sistema de Gestão Integrado; ISO 9001:2008 Interpretação dos Requisitos- Geral; ISO 14001:2004 Interpretação dos Requisitos- Geral; OHSAS Interpretação dos Requisitos- Geral; Requisitos Comuns das Normas (ISO 9001, e OHSAS 18001); Estratégias e técnicas de sucesso para implementar SIG com 3 normas. CARGA HORÁRIA: 24 horas A QUEM SE DESTINA: Profissionais que serão envolvidos no desenvolvimento do Sistema de Gestão Integrado ISO 9001:2000, ISO e OHSAS Desejável conhecimento prévio de ISO9001 ou ISO14001.

26 Formação de Auditores Internos dos Sistemas Integrados ISO 9001, ISO e OHSAS Apresentar uma visão prática permitindo aos participantes o entendimento e interpretação dos requisitos das normas ISO 9001, ISO 14001, OHSAS necessários à condução de auditorias internas de Sistema de Gestão Integrado. Introdução ao Sistema de Gestão Integrado (SGI) ISO 9001, 14001, OHSAS 18001; Requisitos comuns entre a ISO 9001:2000, ISO 14001:2004, OHSAS 18001, incluindo políticas, objetivos e metas; Gerenciamento do Sistema de Gestão Integrado; Responsabilidades, Comunicação, Documentação, Controle Operacional, Medição e Monitoramento e Avaliação da Satisfação de Clientes; Princípios da Auditoria do Sistema de Gestão Integrado ISO 9001, 14001, OHSAS 18001; Fases e Técnicas de Auditoria; Condução da Auditoria Interna (Planejamento, Condução, Relatório, Registro, Follow-up e Fechamento). CARGA HORÁRIA: 32 horas A QUEM SE DESTINA: Profissionais envolvidos com a implementação e/ou que irão conduzir auditorias internas do Sistema de Gestão Integrado nas organizações.

27 Custos da Qualidade Apresentar e discutir o Sistema de Custos da Qualidade, capacitando os participantes a desenvolver, implantar e gerenciar o sistema e seus benefícios a uma organização. Apresentação de relatórios à Alta Administração: linguagem dos stakeholders; Categoria dos custos da qualidade e seu histórico; Coleta e tabulação de dados; Cronograma de implantação; Definição dos custos; Elementos dos custos da qualidade; Fonte de dados; Gerenciamento dos custos da qualidade; Otimização dos custos da qualidade; Redução dos custos da qualidade / Plano de melhorias. CARGA HORÁRIA: 8 horas A QUEM SE DESTINA: Profissionais responsáveis pela área de Qualidade, Produção, Custos e Controle da qualidade.

28 Ferramentas da Qualidade Propiciar aos participantes o conhecimento conceitual e prático do uso de métodos participativos para solução de problemas no trabalho. Visão geral das ferramentas; Aspectos comportamentais; Brainstorming; Gráficos de Pareto; Estratificação de Perdas; Priorização; Diagramas de causa e efeito estudo de caso e Diagrama dos 5 Porquês; Prevenção de falhas; Ciclo PDCA planejamento e ações eficazes; Uso integrado de fluxogramas de processo; Técnicas gráficas para controle de processos. A QUEM SE DESTINA: Gerentes, Engenheiros e Técnicos ligados a área da Qualidade.

29 Interpretação / Implantação da SASSMAQ- ABQUIM Apresentar e discutir os conceitos básicos do Manual SASSMAQ (Sistema de Avaliação de Saúde, Segurança, Meio Ambiente e Qualidade). Orientar os participantes para as etapas de conhecimento, disseminação e preparação das revisões dos documentos do sistema e das ações de melhoria necessárias para adequação ao SASSMAQ. Conceitos, objetivos e histórico do SASSMAQ; Interpretação dos elementos centrais (gerencial); Responsabilidades e Coordenação; Relatórios, investigação de não conformidades, análise e ações corretivas; Interpretação dos elementos específicos Transporte Rodoviário; Treinamento; relatório e investigação de não conformidade; Subcontratação de Transporte Rodoviário; Rota e estacionamento de veículos/prontidão e respostas a emergências; Limpeza de veículos tanque; Qualidade, equipamento e operações; Segurança patrimonial. A QUEM SE DESTINA: Profissionais ligados às áreas de saúde, segurança, qualidade e meio ambiente de empresas de transporte de produtos e logística.

30 Formação de Auditores Internos da SASSMAQ-ABQUIMABQUIM Fornecer diretrizes para instituir, planejar, executar e documentar as Auditorias de Sistemas de Qualidade, com base na SASSMAQ. Análise e interpretação dos requisitos da SASSMAQ; Objetivos de um programa de Auditoria Interna; Auditoria de Produto, Processo e Sistemas; Planejamento da Auditoria; Abrangência, Programação, Responsabilidade; Elaboração do Check-List e Execução da Auditoria; Perfil e conduta do auditor; Coleta de dados, Evidências Objetivas x Opiniões; Relatório de Auditoria; Definição das ações corretivas e elaboração do plano de ação. A QUEM SE DESTINA: Diretores, Gerentes, Supervisores, Engenheiros, Técnicos, Líderes, Operadores de Processo de logística e transportadoras.

31 Alguns clientes da Teorema Consultoria Desde nossa fundação em 1998,procuramos realizar diversos trabalhos de consultoria e treinamento de forma a propiciar além do próprio autodesenvolvimento da nossa equipe de consultores e o crescimento humano dos participantes das organizações que assessoramos.

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes 1 SÉRIE GESTÃO AUTOMOTIVA SEMINÁRIO APQP / PPAP Propiciar aos participantes uma visão crítica do APQP e do PPAP, seus benefícios

Leia mais

PROGRAMA ANUAL TREINAMENTOS EMPRESARIAIS 2008

PROGRAMA ANUAL TREINAMENTOS EMPRESARIAIS 2008 PROGRAMA ANUAL TREINAMENTOS EMPRESARIAIS 2008 Assessoria Treinamento e Gestão Rua Cel Nogueira Padilha, 1011 - Sala 6 - Sorocaba - São Paulo Fone / Fax 15 32345920 www.profort.com.br Página 1 de 9 TE-001

Leia mais

Julho/2014 a Março/2015. Catálogo de Treinamentos. Treinamentos BSI. Transformando nossa experiência em seu conhecimento.

Julho/2014 a Março/2015. Catálogo de Treinamentos. Treinamentos BSI. Transformando nossa experiência em seu conhecimento. Julho/2014 a Março/2015 Catálogo de Treinamentos. Treinamentos BSI. Transformando nossa experiência em seu conhecimento. Conteúdo. Por que realizar nossos treinamentos? 4 Nossa abordagem 4 Nossos instrutores

Leia mais

CURSOS PRESENCIAIS (Também podem ser ministrados in company)

CURSOS PRESENCIAIS (Também podem ser ministrados in company) 1 CURSOS PRESENCIAIS (Também podem ser ministrados in company) BOAS PRÁTICAS DE MANIPULAÇÃO BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO BOAS PRÁTICAS DE ARMAZENAMENTO, LOGÍSTICA E DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

Plano de Aula - Sistema de Gestão da Qualidade - cód. 5325. 56 Horas/Aula

Plano de Aula - Sistema de Gestão da Qualidade - cód. 5325. 56 Horas/Aula Plano de Aula - Sistema de Gestão da - cód. 5325 Aula 1 Capítulo 1 - Conceitos e Fundamentos da Aula 2 1 - Aula 3 1 - Aula 4 1 - Aula 5 Capítulo 2 - Ferramentas da Aula 6 2 - Ferramentas da Aula 7 2 -

Leia mais

NOSSA HISTÓRIA. Desde 1988, ano de fundação da Qualtec, desenvolvemos as melhores soluções para nossos clientes.

NOSSA HISTÓRIA. Desde 1988, ano de fundação da Qualtec, desenvolvemos as melhores soluções para nossos clientes. NOSSA HISTÓRIA Desde 1988, ano de fundação da Qualtec, desenvolvemos as melhores soluções para nossos clientes. Estamos preparados para atuar no desenvolvimento, implementação, aprimoramento, treinamento

Leia mais

C A T Á L O G O D E T R E I N A M E N T O S

C A T Á L O G O D E T R E I N A M E N T O S C A T Á L O G O D E T R E I N A M E N T O S 200 D I F E R E N C I A D O S Sistema de Gestão Unificado - Qualidade, Meio Ambiente, Saúde e Segurança Ocupacional.. Baseado no padrão C&Z4003 que reúne os

Leia mais

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Adilson Sérgio Nicoletti Blumenau, SC - setembro de 2001 Conteúdo Apresentação

Leia mais

Preparando a Implantação de um Sistema de Gestão da Qualidade

Preparando a Implantação de um Sistema de Gestão da Qualidade Preparando a Implantação de um Projeto Pró-Inova - InovaGusa Ana Júlia Ramos Pesquisadora em Metrologia e Qualidade e Especialista em Sistemas de Gestão da Qualidade 1. Gestão Gestão Atividades coordenadas

Leia mais

Manual da Qualidade Fornecedores 2007

Manual da Qualidade Fornecedores 2007 Manual da Qualidade Fornecedores 2007 www.metalurgicanunes.com.br 2 ÍNDICE 01 Introdução. 3 02 Filosofia da Qualidade 3 03 Políticas da Metalúrgica Nunes 4 04 Requisitos de Qualidade para fornecimento

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO NBR ISO 13485:2004 RDC 59:2000 PORTARIA 686:1998 ITENS DE VERIFICAÇÃO PARA AUDITORIA

ESTUDO COMPARATIVO NBR ISO 13485:2004 RDC 59:2000 PORTARIA 686:1998 ITENS DE VERIFICAÇÃO PARA AUDITORIA ESTUDOCOMPARATIVO NBRISO13485:2004 RDC59:2000 PORTARIA686:1998 ITENSDEVERIFICAÇÃOPARAAUDITORIA 1. OBJETIVO 1.2. 1. Há algum requisito da Clausula 7 da NBR ISO 13485:2004 que foi excluída do escopo de aplicação

Leia mais

Integração de sistemas certificáveis de gestão da qualidade, meio ambiente e segurança do trabalho

Integração de sistemas certificáveis de gestão da qualidade, meio ambiente e segurança do trabalho Integração de sistemas certificáveis de gestão da qualidade, meio ambiente e segurança do trabalho (ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS 18001) Prof. Livre Docente Otávio J. Oliveira UNESP CONTEXTUALIZAÇÃO - Diluição

Leia mais

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Cursos para Melhoria do desempenho & Gestão de RH TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Administração do Tempo Ampliar a compreensão da importância

Leia mais

A Solução mais simples para sua organização

A Solução mais simples para sua organização A Solução mais simples para sua organização Consultoria Sistemas de Gestão da Qualidade - ISO 9001 / ISO TS 16949 Sistema de Gestão Ambiental ISO 14001 OHSAS 18001 Acreditação ONA PALC Programa de Acreditação

Leia mais

CAPACITAÇÕES ABIS. Requisitos do Programa de Boas Práticas de Fabricação como Pré-Requisito para a implantação da ISO 22000

CAPACITAÇÕES ABIS. Requisitos do Programa de Boas Práticas de Fabricação como Pré-Requisito para a implantação da ISO 22000 CAPACITAÇÕES ABIS Requisitos do Programa de Boas Práticas de Fabricação como Pré-Requisito para a implantação da ISO 22000 Cada funcionário de uma empresa de alimentos, ou de bebidas, deve entender e aplicar

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DETALHADO FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DETALHADO FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO PARTE 1 ESTRUTURA DO SGI Módulo SGI-1.0 - Introdução (04 horas) Apresentação da metodologia do Programa de Formação Manual do Aluno Critérios de aprovação e reposição de módulos Uso da plataforma do Ambiente

Leia mais

9001, ISO TS 16949, ISO 14001, OHSAS 18001, ISO 22000, SASSMAQ.

9001, ISO TS 16949, ISO 14001, OHSAS 18001, ISO 22000, SASSMAQ. 1 Versão: 04A APRESENTAÇÃO: A I9Gestão é uma empresa de consultoria e treinamento especializada na implantação de Sistemas de Gestão, auxiliando as organizações no atendimento a diversos padrões normativos

Leia mais

AUDITORIA DE DIAGNÓSTICO

AUDITORIA DE DIAGNÓSTICO 1.1 POLíTICA AMBIENTAL 1.1 - Política Ambiental - Como está estabelecida e documentada a política e os objetivos e metas ambientais dentro da organização? - A política é apropriada à natureza e impactos

Leia mais

TRANSFORMANDO PESSOAS E NEGÓCIOS

TRANSFORMANDO PESSOAS E NEGÓCIOS TRANSFORMANDO PESSOAS E NEGÓCIOS PROGRAMAÇÃO DE TREINAMENTOS 1 SEMESTRE 2013 TRANSFORMANDO PESSOAS E NEGÓCIOS TREINAMENTO: ELEMENTO- CHAVE PARA O CRESCIMENTO DA ORGANIZAÇÃO SOLUÇÕES PARA TODOS OS NÍVEIS

Leia mais

Treinamento: FSSC 22000 / Versão 3 Formação de auditores internos

Treinamento: FSSC 22000 / Versão 3 Formação de auditores internos Treinamento: FSSC 22000 / Versão 3 Formação de auditores internos 1. Interpretar os requisitos das normas ISO 22000:2005; ISO TS 22002-1:2012 e requisitos adicionais da FSSC 22000. Fornecer diretrizes

Leia mais

SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE

SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE ELABORADO APROVADO FOLHA: 1/24 NOME Vivan Gonçalves Coordenador do SESMT Teresinha de Lara Coordenador do SGI DATA: 02/01/2007 VERSÃO: 01 ÍNDICE 1. Objetivo 4 1.1. Escopo do SGSSO TELEDATA 5 2. Referências

Leia mais

ECS -ASSESSORIA E CONSULTORIA TÉCNICA. ISO 9001:2015 Tendências da nova revisão

ECS -ASSESSORIA E CONSULTORIA TÉCNICA. ISO 9001:2015 Tendências da nova revisão ISO 9001:2015 Tendências da nova revisão A ISO 9001 em sua nova versão está quase pronta Histórico ECS -ASSESSORIA E CONSULTORIA TÉCNICA As normas da série ISO 9000 foram emitidas pela primeira vez no

Leia mais

22º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental

22º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental 22º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental 14 a 19 de Setembro 2003 - Joinville - Santa Catarina VI-057 - IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO SGI (MEIO AMBIENTE E SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO)

Leia mais

Julho15. Dificuldades e Estratégias Para a Adequação à ISO 9001:2015

Julho15. Dificuldades e Estratégias Para a Adequação à ISO 9001:2015 Julho15 Dificuldades e Estratégias QUALIDADE MAPEAMENTO DE PROCESSO INDICADORES DE DESEMPENHO PESQUISA FERRAMENTAS DE APERFEIÇOAMENTO CERTIFICAÇÃO DE PRODUTO MEIO AMBIENTE RESPONSABILIDADE SOCIAL SUSTENTABILIDADE

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DE PRODUTOS SISTEMA DE GESTÃO EM SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO (OHSAS 18001)

CERTIFICAÇÃO DE PRODUTOS SISTEMA DE GESTÃO EM SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO (OHSAS 18001) 1 INFO012 REV 05 APRESENTAÇÃO: A I9Gestão é uma empresa de consultoria e treinamento especializada na implantação de Sistemas de Gestão, auxiliando as organizações no atendimento a diversos padrões normativos

Leia mais

SGQ 22/10/2010. Sistema de Gestão da Qualidade. Gestão da Qualidade Qualquer atividade coordenada para dirigir e controlar uma organização para:

SGQ 22/10/2010. Sistema de Gestão da Qualidade. Gestão da Qualidade Qualquer atividade coordenada para dirigir e controlar uma organização para: PARTE 2 Sistema de Gestão da Qualidade SGQ Gestão da Qualidade Qualquer atividade coordenada para dirigir e controlar uma organização para: Possibilitar a melhoria de produtos/serviços Garantir a satisfação

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL - GESTÃO ORGANIZACIONAL TREINAMENTOS QUALIDADE - MEIO AMBIENTE - SEGURANÇA E SAÚDE

RESPONSABILIDADE SOCIAL - GESTÃO ORGANIZACIONAL TREINAMENTOS QUALIDADE - MEIO AMBIENTE - SEGURANÇA E SAÚDE CURSOS IN-COMPANY RESPONSABILIDADE SOCIAL - GESTÃO ORGANIZACIONAL TREINAMENTOS QUALIDADE - MEIO AMBIENTE - SEGURANÇA E SAÚDE Suporte Assessoria Empresarial Belo Horizonte - São Paulo ÍNDICE Processo de

Leia mais

ANÁLISE DOS REQUISITOS NORMATIVOS PARA A GESTÃO DE MEDIÇÃO EM ORGANIZAÇÕES

ANÁLISE DOS REQUISITOS NORMATIVOS PARA A GESTÃO DE MEDIÇÃO EM ORGANIZAÇÕES V CONGRESSO BRASILEIRO DE METROLOGIA Metrologia para a competitividade em áreas estratégicas 9 a 13 de novembro de 2009. Salvador, Bahia Brasil. ANÁLISE DOS REQUISITOS NORMATIVOS PARA A GESTÃO DE MEDIÇÃO

Leia mais

SGI SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO

SGI SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO SGI SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Qual o significado de ISO? ISO International Organization for Standardization, é uma organização não governamental com sede em Genebra, na Suíça, que foi criada em 1946

Leia mais

AVALIAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DO FORNECEDOR

AVALIAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DO FORNECEDOR Prezado Fornecedor, A Innova S/A, empresa certificada nas normas ISO 9001:2000, ISO 14001:1996, OHSAS 18001, avalia seus fornecedores no atendimento de requisitos relativos a Qualidade, Meio Ambiente,

Leia mais

FORMAÇÃO DE AVALIADORES DE SGI PELAS NORMAS DE GESTÃO DE QUALIDADE, SMS E RESPONSABILIDADE SOCIAL

FORMAÇÃO DE AVALIADORES DE SGI PELAS NORMAS DE GESTÃO DE QUALIDADE, SMS E RESPONSABILIDADE SOCIAL FORMAÇÃO DE AVALIADORES DE SGI PELAS NORMAS DE GESTÃO DE QUALIDADE, SMS E RESPONSABILIDADE SOCIAL 1 MODELOS DE GESTÃO MODELO Busca representar a realidade GESTÃO ACT CHECK PLAN DO PDCA 2 MODELOS DE GESTÃO

Leia mais

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes 1 SÉRIE GESTÃO QUALIDADE E AMBIENTAL ISO 9001: 2008 CONCEITOS FUNDAMENTAIS E INTERPRETAÇÃO DOS REQUISITOS Proporcionar aos treinandos

Leia mais

Os processos. Auditorias internas. Requisitos ISO 9001 S1E1

Os processos. Auditorias internas. Requisitos ISO 9001 S1E1 Os processos Requisitos ISO 9001 s internas S1E1 Metodologia Esta capacitação em s Internas de Sistemas de Gestão da Qualidade prevê a construção do conhecimento por meio de exercícios teórico-práticos

Leia mais

Correspondência entre OHSAS 18001, ISO 14001:1996, ISO 9001:1994 e ISO 9001:2000

Correspondência entre OHSAS 18001, ISO 14001:1996, ISO 9001:1994 e ISO 9001:2000 Anexo A (informativo) Correspondência entre, ISO 14001:1996, ISO 9001:1994 e ISO 9001:2000 Tabela A.1 - Correspondência entre, ISO 14001:1996 e ISO 9001:1994 Seção Seção ISO 14001:1996 Seção ISO 9001:1994

Leia mais

Sistema de Gestão de SMS

Sistema de Gestão de SMS DESCRIÇÃO DA EMPRESA Nome SMART EXPRESS TRANSPORTES LTDA EPP CNPJ 12.103.225/0001-52 Insc.Est. 79.477.680 Atividade: transporte rodoviário de carga em geral Código: 206-2 Nº de funcionários (inclusive

Leia mais

Quem somos DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS TRANSPOR TE DE PASSAGEIROS E CARGAS QUALIDADE SEGURANÇA- MEIO AMBIENTE - SAÚDE

Quem somos DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS TRANSPOR TE DE PASSAGEIROS E CARGAS QUALIDADE SEGURANÇA- MEIO AMBIENTE - SAÚDE Quem somos QUALIDADE SEGURANÇA- MEIO AMBIENTE - SAÚDE TRANSPOR TE DE PASSAGEIROS E CARGAS DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS Quem somos O mercado está cada dia mais competitivo e dentro deste cenário, nasce a

Leia mais

ESTRUTURA ISO 9.001:2008

ESTRUTURA ISO 9.001:2008 Sistema de Gestão Qualidade (SGQ) ESTRUTURA ISO 9.001:2008 Objetivos: Melhoria da norma existente; Melhoria do entendimento e facilidade de uso; Compatibilidade com a ISO 14001:2004; Foco Melhorar o entendimento

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA A REALIZAÇÃO DE AUDITORIA INTERNA E ANÁLISE CRÍTICA EM LABORATÓRIOS DE CALIBRAÇÃO E DE ENSAIO. Documento de caráter orientativo

ORIENTAÇÃO PARA A REALIZAÇÃO DE AUDITORIA INTERNA E ANÁLISE CRÍTICA EM LABORATÓRIOS DE CALIBRAÇÃO E DE ENSAIO. Documento de caráter orientativo Coordenação Geral de Acreditação ORIENTAÇÃO PARA A REALIZAÇÃO DE AUDITORIA INTERNA E ANÁLISE CRÍTICA EM LABORATÓRIOS DE CALIBRAÇÃO E DE ENSAIO Documento de caráter orientativo DOQ-CGCRE-002 Revisão 03

Leia mais

Módulo 5 Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 7, 7.1, 7.2, 7.3, 7.3.1, 7.3.2, 7.3.3, 7.3.4, 7.4, 7.4.1, 7.4.2, 7.4.3, 7.4.4, 7.

Módulo 5 Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 7, 7.1, 7.2, 7.3, 7.3.1, 7.3.2, 7.3.3, 7.3.4, 7.4, 7.4.1, 7.4.2, 7.4.3, 7.4.4, 7. Módulo 5 Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 7, 7.1, 7.2, 7.3, 7.3.1, 7.3.2, 7.3.3, 7.3.4, 7.4, 7.4.1, 7.4.2, 7.4.3, 7.4.4, 7.5, 7.5.1, 7.5.2, 7.6, 7.6.1, 7.6.2 Exercícios 7 Competência

Leia mais

Projetos de Engenharia, Produtividade, Consultoria, Sistemas de Gestão da Qualidade, Ambiental e Treinamento 1/77 Rev. 31/01/11

Projetos de Engenharia, Produtividade, Consultoria, Sistemas de Gestão da Qualidade, Ambiental e Treinamento 1/77 Rev. 31/01/11 Sistemas de Gestão da Qualidade, Ambiental e Treinamento 1/77 Ordem TREINAMENTOS MINISTRADOS IN COMPANY CARGA HORARIA GPMC-001 Analise, Mapeamento e Racionalização de Processos (SIPOC) 16 Hrs 04/77 FA-001

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Sistema de Gestão Ambiental - SGA & Certificação ISO 14.000 SGA & ISO 14.000 UMA VISÃO GERAL

APRESENTAÇÃO. Sistema de Gestão Ambiental - SGA & Certificação ISO 14.000 SGA & ISO 14.000 UMA VISÃO GERAL APRESENTAÇÃO Sistema de Gestão Ambiental - SGA & Certificação ISO 14.000 UMA VISÃO GERAL Introdução SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL - SGA Definição: Conjunto de ações sistematizadas que visam o atendimento

Leia mais

Webinário : Os vinte passos da implantação SGQ baseado na ISO 9001 Sistema de gestão qualidade implantado e certificado pela norma NBR ISO 9001:2008

Webinário : Os vinte passos da implantação SGQ baseado na ISO 9001 Sistema de gestão qualidade implantado e certificado pela norma NBR ISO 9001:2008 Sistema de gestão qualidade implantado e certificado pela norma NBR ISO 9001:2008 torna uma necessidade da empresa por: competitividade no mercado interno Competitividade no mercado externo Aumentar a

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL ABNT NBR ISO 14001

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL ABNT NBR ISO 14001 SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL ABNT NBR ISO 14001 Prof. Eduardo Lucena Cavalcante de Amorim INTRODUÇÃO A norma ISO 14001 faz parte de um conjunto mais amplo de normas intitulado ISO série 14000. Este grupo

Leia mais

Sistema de Gestão da Qualidade

Sistema de Gestão da Qualidade Sistema de Gestão da Qualidade Coordenadora Responsável Mara Luck Mendes, Jaguariúna, SP, mara@cnpma.embrapa.br RESUMO Em abril de 2003 foi lançado oficialmente pela Chefia da Embrapa Meio Ambiente o Cronograma

Leia mais

Prof. Adilson Spim Gestão da Qualidade ISO 9001:2008 1

Prof. Adilson Spim Gestão da Qualidade ISO 9001:2008 1 Certificação NBR Requisitos A partir da versão 1994, a série ISO 9000 passou a ser conhecida como família ISO 9000 ; leva em conta duas situações, a contratual e não contratual; Para a situação não contratual

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DETALHADO FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DETALHADO FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO PARTE I INTRODUÇÃO AO SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Módulo 01: Generalidades (10 horas). o Sistema de Gestão: o que é e quais os benefícios? o Qualidade o Ambiental o Saúde e Segurança no Trabalho o Sistema

Leia mais

NOSSA HISTÓRIA. Tem como propósito contribuir na melhoria da competitividade e sustentabilidade das organizações.

NOSSA HISTÓRIA. Tem como propósito contribuir na melhoria da competitividade e sustentabilidade das organizações. INSTITUCIONAL NOSSA HISTÓRIA Desde 1988, ano de sua fundação, a Qualtec desenvolve as melhores soluções para seus clientes na implantação, auditoria e treinamentos de sistema de gestão e estratégia corporativa

Leia mais

COMO ESCOLHER O TREINAMENTO CERTO PARA DESENVOLVER PESSOAS E EXPANDIR NEGÓCIOS? CONHECIMENTO TRANSFORMAÇÃO PROFICIÊNCIA EXCELÊNCIA DO NEGÓCIO

COMO ESCOLHER O TREINAMENTO CERTO PARA DESENVOLVER PESSOAS E EXPANDIR NEGÓCIOS? CONHECIMENTO TRANSFORMAÇÃO PROFICIÊNCIA EXCELÊNCIA DO NEGÓCIO CONHECIMENTO TRANSFORMAÇÃO PROFICIÊNCIA RETENÇÃO DE TALENTOS EXCELÊNCIA DO NEGÓCIO COMPORTAMENTO ALTA PERFORMANCE EXPERTISE HABILIDADES COMO ESCOLHER O TREINAMENTO CERTO PARA DESENVOLVER PESSOAS E EXPANDIR

Leia mais

A Gestão da Qualidade foca o produto; Tem como objectivo a satisfação do cliente.

A Gestão da Qualidade foca o produto; Tem como objectivo a satisfação do cliente. OBJECTIVOS DE UM SISTEMA DE GESTÃO A Gestão da Qualidade foca o produto; Tem como objectivo a satisfação do cliente. A Gestão da Segurança foca o indivíduo, o colaborador; Tem como objectivo a sua protecção

Leia mais

CICLO DE EVENTOS DA QUALIDADE

CICLO DE EVENTOS DA QUALIDADE Maio de 2003 CICLO DE EVENTOS DA QUALIDADE Dia 12/05/2003 Certificação e homologação de produtos, serviços e empresas do setor aeroespacial,com enfoque na qualidade Dia 13/05/2003 ISO 9001:2000 Mapeamento

Leia mais

CHECK LIST DE AVALIAÇÃO DE FORNECEDORES Divisão:

CHECK LIST DE AVALIAÇÃO DE FORNECEDORES Divisão: 4.2.2 Manual da Qualidade Está estabelecido um Manual da Qualidade que inclui o escopo do SGQ, justificativas para exclusões, os procedimentos documentados e a descrição da interação entre os processos

Leia mais

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa Aécio Costa A segurança da informação é obtida a partir da implementação de um conjunto de controles adequados, incluindo políticas, processos, procedimentos, estruturas organizacionais e funções de software

Leia mais

FMEA - 4ª. EDIÇÃO (Análise dos Modos de Falha e de seus Efeitos)

FMEA - 4ª. EDIÇÃO (Análise dos Modos de Falha e de seus Efeitos) Curso e-learning FMEA - 4ª. EDIÇÃO (Análise dos Modos de Falha e de seus Efeitos) Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão

Leia mais

COMO ESCOLHER O TREINAMENTO CERTO PARA DESENVOLVER PESSOAS E EXPANDIR NEGÓCIOS? CONHECIMENTO TRANSFORMAÇÃO PROFICIÊNCIA EXCELÊNCIA DO NEGÓCIO

COMO ESCOLHER O TREINAMENTO CERTO PARA DESENVOLVER PESSOAS E EXPANDIR NEGÓCIOS? CONHECIMENTO TRANSFORMAÇÃO PROFICIÊNCIA EXCELÊNCIA DO NEGÓCIO CONHECIMENTO TRANSFORMAÇÃO PROFICIÊNCIA RETENÇÃO DE TALENTOS EXCELÊNCIA DO NEGÓCIO COMPORTAMENTO ALTA PERFORMANCE EXPERTISE HABILIDADES COMO ESCOLHER O TREINAMENTO CERTO PARA DESENVOLVER PESSOAS E EXPANDIR

Leia mais

Ceará Fortaleza ÁREA CURSO Março Abril Maio Junho ISO 9001:2008 - Interpretação e Implementação 14

Ceará Fortaleza ÁREA CURSO Março Abril Maio Junho ISO 9001:2008 - Interpretação e Implementação 14 Amazonas Manaus 5S - Implementação e Auditoria 25 Auditor Interno da - ISO 9001:2008 15 Auditor Líder da ISO 9001 - IRCA/2245 QMS Auditor/Lead Auditor Course (A17024) 29 Auditoria de Fornecedor 27 Como

Leia mais

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos INTERPRETAÇÃO ISO 9001:2008 GESTÃO DE QUALIDADE O que é ISO? ISO = palavra grega que significa Igualdade CAPÍTULO: Preâmbulo ISO 9001:2008 0.1 - Generalidades: foi esclarecido que a conformidade com requisitos

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE DA CONSTRUTORA COPEMA

MANUAL DA QUALIDADE DA CONSTRUTORA COPEMA 1/10 INFORMAÇÕES SOBRE A EMPRESA... 2 ABRANGÊNCIA DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE... 3 1. SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE:... 4 - MANUAL DA QUALIDADE... 4 Escopo do SGQ e definição dos clientes... 4 Política

Leia mais

SÉRIE ISO 14000 SÉRIE ISO 14000

SÉRIE ISO 14000 SÉRIE ISO 14000 1993 - CRIAÇÃO DO COMITÊ TÉCNICO 207 (TC 207) DA ISO. NORMAS DA : ISO 14001 - SISTEMAS DE - ESPECIFICAÇÃO COM ORIENTAÇÃO PARA USO. ISO 14004 - SISTEMAS DE - DIRETRIZES GERAIS SOBRE PRINCÍPIOS, SISTEMAS

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:20008 SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL 14001:2004 SISTEMA DA GESTÃO DE SAÚDE E SEGURANÇA OHSAS 18001:2007

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:20008 SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL 14001:2004 SISTEMA DA GESTÃO DE SAÚDE E SEGURANÇA OHSAS 18001:2007 SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:20008 SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL 14001:2004 SISTEMA DA GESTÃO DE SAÚDE E SEGURANÇA OHSAS 18001:2007 RUA BARRA FUNDA, 16 SÃO PAULO / SP Sra. Sandra Freire Gerente

Leia mais

Sistemas de Gestão Ambiental O QUE MUDOU COM A NOVA ISO 14001:2004

Sistemas de Gestão Ambiental O QUE MUDOU COM A NOVA ISO 14001:2004 QSP Informe Reservado Nº 41 Dezembro/2004 Sistemas de Gestão O QUE MUDOU COM A NOVA ISO 14001:2004 Material especialmente preparado para os Associados ao QSP. QSP Informe Reservado Nº 41 Dezembro/2004

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL: ISO 14001. Material Didático: IBB 254 Gestão Ambiental / 2015 Curso: Ciências Biológicas - UFAM

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL: ISO 14001. Material Didático: IBB 254 Gestão Ambiental / 2015 Curso: Ciências Biológicas - UFAM SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL: ISO 14001 Material Didático: IBB 254 Gestão Ambiental / 2015 Conceitos Gerais A gestão ambiental abrange uma vasta gama de questões, inclusive aquelas com implicações estratégicas

Leia mais

OHSAS 18001:2007 SAÚDE E SEGURANÇA OCUPACIONAL. Benefícios, Certificação, Estrutura, Objetivos, Termos e definições da OHSAS 18001.

OHSAS 18001:2007 SAÚDE E SEGURANÇA OCUPACIONAL. Benefícios, Certificação, Estrutura, Objetivos, Termos e definições da OHSAS 18001. OHSAS 18001:2007 SAÚDE E SEGURANÇA OCUPACIONAL ASPECTOS GERAIS Benefícios, Certificação, Estrutura, Objetivos, Termos e definições da OHSAS 18001. Histórico: Normas e Gestão SSO BS 8800 Instituto Britânico

Leia mais

Sistema de Gestão Ambiental

Sistema de Gestão Ambiental Objetivos da Aula Sistema de Gestão Ambiental 1. Sistemas de gestão ambiental em pequenas empresas Universidade Federal do Espírito Santo UFES Centro Tecnológico Curso de Especialização em Gestão Ambiental

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Direitos Reservados Monteiro Associados

APRESENTAÇÃO. Direitos Reservados Monteiro Associados APRESENTAÇÃO PROPÓSITO Fazer a DIFERENÇA no DESENVOLVIMENTO saudável e sustentável das PESSOAS e das ORGANIZAÇÕES. VISÃO VISÃO DA EMPRESA TERMOS NOTÓRIO RECONHECIMENTO DA NOSSA COMPETÊNCIA NA GESTÃO DAS

Leia mais

AVALIAÇÃO E SELEÇÃO DE FORNECEDORES

AVALIAÇÃO E SELEÇÃO DE FORNECEDORES VERIFICAÇÃO APROVAÇÃO ARQUIVO SQ SIGLA DA UO SULOG RUBRICA SIGLA DA UO G-SCQ RUBRICA 1 OBJETIVO Definir os requisitos e procedimentos mínimos para avaliação e seleção de fornecedores, assegurando fontes

Leia mais

Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Desenvolvendo o Plano de Gerenciamento do Projeto. Coletando Requisitos. Declarando

Leia mais

ISO 14001:2015 Revisão Perguntas Frequentes

ISO 14001:2015 Revisão Perguntas Frequentes Latest update New and revised ISO 14001:2015 Revisão Perguntas Frequentes Introdução A ISO 14001 Sistemas de Gestão Ambiental, a primeira norma ambiental internacional do mundo tem ajudado milhares de

Leia mais

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS QUALIDADE

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS QUALIDADE COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS QUALIDADE DESCRIÇÕES DOS NÍVEIS APRENDIZ SABER Aprende para adquirir conhecimento básico. É capaz de pôr este conhecimento em prática sob circunstâncias normais, buscando assistência

Leia mais

ENQUALAB 2013 QUALIDADE & CONFIABILIDADE NA METROLOGIA AUTOMOTIVA. Elaboração em planos de Calibração Interna na Indústria Automotiva

ENQUALAB 2013 QUALIDADE & CONFIABILIDADE NA METROLOGIA AUTOMOTIVA. Elaboração em planos de Calibração Interna na Indústria Automotiva ENQUALAB 2013 QUALIDADE & CONFIABILIDADE NA METROLOGIA AUTOMOTIVA Elaboração em planos de Calibração Interna na Indústria Automotiva Joel Alves da Silva, Diretor Técnico JAS-METRO Soluções e Treinamentos

Leia mais

Enterprise Quality Management [EQM] Excelência em Gestão da Qualidade

Enterprise Quality Management [EQM] Excelência em Gestão da Qualidade Enterprise Quality Management [EQM] Excelência em Gestão da Qualidade A Gestão da Qualidade Total, do inglês Total Quality Management - TQM é uma estratégia de administração completa que tem como objetivo

Leia mais

SUMÁRIO. Este procedimento define a estrutura e a sistemática para a condução da Análise Crítica do Sistema de Gestão de SMS da OGX.

SUMÁRIO. Este procedimento define a estrutura e a sistemática para a condução da Análise Crítica do Sistema de Gestão de SMS da OGX. Procedimento de Gestão OGX PG.SMS.017 Denominação: Análise Crítica SUMÁRIO Este procedimento define a estrutura e a sistemática para a condução da Análise Crítica do Sistema de Gestão de SMS da OGX. ÍNDICE

Leia mais

ACORDO DE QUALIDADE ASSEGURADA FUNÇÃO COMERCIAL

ACORDO DE QUALIDADE ASSEGURADA FUNÇÃO COMERCIAL 1. Prefácio 1.1 Dados gerais O presente acordo de qualidade assegurada (QSV) define as exigências de qualidade para os fornecedores da REHAU. Assim, o acordo de qualidade assegurada REHAU QSV é a norma

Leia mais

RELAÇÃO DE TREINAMENTOS IN COMPANY

RELAÇÃO DE TREINAMENTOS IN COMPANY RELAÇÃO DE TREINAMENTOS IN COMPANY 1. Qualidade Tipos de treinamento 1.1 Interpretação das normas ISO 9000 - Requisitos Específicos da Norma ISO 9001 24 1.2 Interpretação da especificação técnica ISO/TS

Leia mais

MQ-1 Revisão: 06 Data: 20/04/2007 Página 1

MQ-1 Revisão: 06 Data: 20/04/2007 Página 1 MQ-1 Revisão: 06 Data: 20/04/2007 Página 1 I. APROVAÇÃO Emitente: Função: Análise crítica e aprovação: Função: Liliane Alves Ribeiro da Silva Gerente Administrativa Roberto José da Silva Gerente Geral

Leia mais

CORPO TÉCNICO PROGRAMAS DE FORMAÇÃO: SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO, TECNOLOGIA E GESTÃO AMBIENTAL E GESTOR DA QUALIDADE

CORPO TÉCNICO PROGRAMAS DE FORMAÇÃO: SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO, TECNOLOGIA E GESTÃO AMBIENTAL E GESTOR DA QUALIDADE RICARDO CALDAS GESTOR TÉCNICO SGQ Graduado em Administração de Empresas; Auditor Líder em Sistemas de Gestão da Qualidade conforme a norma ISO 9001; Coordenador Técnico da SGS ICS Certificadora Ltda; Atuando

Leia mais

JOÃO SARDINHA GESTOR TÉCNICO SGI Formado em MBA em Gestão e Tecnologias Ambientais, Engenharia Mecânica, Engenharia de Segurança do Trabalho. Atua há mais 26 anos nas áreas de engenharia do produto, qualidade,

Leia mais

Modulo de Padronização e Qualidade Formação Técnica em Administração

Modulo de Padronização e Qualidade Formação Técnica em Administração Modulo de Padronização e Qualidade Formação Técnica em Administração Competências a serem trabalhadas ENTENDER O PROCESSO DE PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO DE AUDITORIA DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE. Hoje

Leia mais

Elementos de um Processo

Elementos de um Processo Auditor Interno ISO/TS 16949:2002 Arquivo com alguns slides do curso, já incluindo nova abordagem solicitada pelo IATF aos auditores durante os exames de requalificação em 2006. (Abordagem do IATF) 1 Elementos

Leia mais

Quais são as organizações envolvidas no SASSMAQ?

Quais são as organizações envolvidas no SASSMAQ? PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES AVALIAÇÃO SASSMAQ (P.COM.26.00) O SASSMAQ é um Sistema de Avaliação de Segurança, Saúde, Meio Ambiente e Qualidade, elaborado pela Comissão de Transportes da ABIQUIM, dirigido

Leia mais

CHECK - LIST - ISO 9001:2000

CHECK - LIST - ISO 9001:2000 REQUISITOS ISO 9001: 2000 SIM NÃO 1.2 APLICAÇÃO A organização identificou as exclusões de itens da norma no seu manual da qualidade? As exclusões são relacionadas somente aos requisitos da sessão 7 da

Leia mais

SUMÁRIO ÍNDICE. 1 Objetivo: 3. 2 Aplicação e Alcance: 3. 3 Referências: 3. 4 Definições e Abreviaturas: 3. 5 Responsabilidades: 3.

SUMÁRIO ÍNDICE. 1 Objetivo: 3. 2 Aplicação e Alcance: 3. 3 Referências: 3. 4 Definições e Abreviaturas: 3. 5 Responsabilidades: 3. Procedimento de Gestão OGX Denominação: Tratamento de não conformidades, ações corretivas e preventivas PG.SMS.015 SUMÁRIO Este procedimento define a sistemática utilizada na identificação, registro e

Leia mais

Manual da Gestão Integrada - M.G.I

Manual da Gestão Integrada - M.G.I Manual da Gestão Integrada - M.G.I Revisão 001 / Outubro de 2009 CBC - Consultoria e Planejamento Ambiental Ltda. Rua Felicíssimo Antonio Pereira, 21-37, CEP 17045-015 Bauru SP Fone: (14) 3313 6332 www.cbcambiental.com.br

Leia mais

Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional (OHSAS 18001:2007)

Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional (OHSAS 18001:2007) Gestão e otimização da produção Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional () Marco Antonio Dantas de Souza MSc. Engenharia de Produção Engenheiro de Segurança do Trabalho Introdução Fonte: Ministério da

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE MQ SGQ 01-10

MANUAL DA QUALIDADE MQ SGQ 01-10 SUMÁRIO: Apresentação da ACEP 2 Missão da Empresa 3 Escopo e Justificativas de Exclusão 4 Comprometimento da Direção 5 Política da Qualidade 7 Objetivos de Qualidade 7 Fluxo de Processos 8 Organograma

Leia mais

14 ANEXO 02 - NORMA ISO 9001:2000 - INTERPRETAÇÃO LIVRE

14 ANEXO 02 - NORMA ISO 9001:2000 - INTERPRETAÇÃO LIVRE 14 ANEXO 02 - NORMA ISO 9001:2000 - INTERPRETAÇÃO LIVRE Sumário Prefácio 0 Introdução 1 Objetivo 2 Referência normativa 3 Termos e definições 4 Sistema de gestão da qualidade 5 Responsabilidade da direção

Leia mais

Nós fazemos Gestão e sua Empresa faz Sucesso! Portfólio. Francisco & Francisco Sistemas de Gestão Ltda. 1. Quem Somos?

Nós fazemos Gestão e sua Empresa faz Sucesso! Portfólio. Francisco & Francisco Sistemas de Gestão Ltda. 1. Quem Somos? Portfólio 1. Quem Somos? Somos uma Equipe de Auditores, Consultores e Assessores Empresariais com diversas competências para melhorar o desempenho de qualquer negócio por meio de SISTEMAS DE GESTÃO DA

Leia mais

Treinamento ISO 9001:2008 e Selo de Qualificação ONA. Ubiara Marfinati Janeiro/2013

Treinamento ISO 9001:2008 e Selo de Qualificação ONA. Ubiara Marfinati Janeiro/2013 Treinamento ISO 9001:2008 e Selo de Qualificação ONA. Ubiara Marfinati Janeiro/2013 ISO 9001: 2008 Princípios Básicos 4.2 Controle de Documentos e Registros 5.2 Foco no Cliente 5.3 Política da Qualidade

Leia mais

Gestão da Qualidade. Evolução da Gestão da Qualidade

Gestão da Qualidade. Evolução da Gestão da Qualidade Gestão da Qualidade Evolução da Gestão da Qualidade Grau de Incerteza Grau de complexidade Adm Científica Inspeção 100% CEQ Evolução da Gestão CEP CQ IA PQN PQN PQN TQM PQN MSC GEQ PQN PQN Negócio Sistema

Leia mais

Certificação ISO. Dificuldades, vantagens e desvantagens. Marcelo Henrique Wood Faulhaber, Med. Pat. Clin., MBA

Certificação ISO. Dificuldades, vantagens e desvantagens. Marcelo Henrique Wood Faulhaber, Med. Pat. Clin., MBA Certificação ISO Dificuldades, vantagens e desvantagens. Marcelo Henrique Wood Faulhaber, Med. Pat. Clin., MBA Avanços em Medicina Laboratorial UNICAMP 2012 Introdução à Qualidade Não existem laboratórios

Leia mais

PR 2 PROCEDIMENTO. Auditoria Interna. Revisão - 2 Página: 1 de 9

PR 2 PROCEDIMENTO. Auditoria Interna. Revisão - 2 Página: 1 de 9 Página: 1 de 9 1. OBJETIVO Estabelecer sistemática de funcionamento e aplicação das Auditorias Internas da Qualidade, fornecendo diretrizes para instruir, planejar, executar e documentar as mesmas. Este

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA, TREINAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE

ORIENTAÇÕES PARA A SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA, TREINAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE 1 ORIENTAÇÕES PARA A SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA, TREINAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE (D.O 01 revisão 05, de 22 de março de 2011) 2 SUMÁRIO PARTE I INTRODUÇÃO

Leia mais

Módulo 3. Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 6.2, 6.2.1, 6.2.2, 6.2.3, 6.2.4, 6.2.5, 6.3, 6.4, 6.4.1, 6.4.2, 6.4.

Módulo 3. Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 6.2, 6.2.1, 6.2.2, 6.2.3, 6.2.4, 6.2.5, 6.3, 6.4, 6.4.1, 6.4.2, 6.4. Módulo 3 Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 6.2, 6.2.1, 6.2.2, 6.2.3, 6.2.4, 6.2.5, 6.3, 6.4, 6.4.1, 6.4.2, 6.4.3 Exercícios 6.2 Iniciando a auditoria/ 6.2.1 Designando o líder da equipe

Leia mais

SUMÁRIO ÍNDICE. 1 Objetivo: 3. 2 Aplicação e Alcance: 3. 3 Referências: 3. 4 Definições e Abreviaturas: 4. 5 Responsabilidades: 5.

SUMÁRIO ÍNDICE. 1 Objetivo: 3. 2 Aplicação e Alcance: 3. 3 Referências: 3. 4 Definições e Abreviaturas: 4. 5 Responsabilidades: 5. OG Procedimento de Gestão PG.SMS.014 Denominação: Auditoria Interna do Sistema de Gestão de SMS SUMÁRIO Este procedimento estabelece premissas básicas sobre os critérios de planejamento e princípios a

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

SELO ABRAIDI Programa de BPADPS

SELO ABRAIDI Programa de BPADPS SELO ABRAIDI Programa de BPADPS Reuniões: Julho a Agosto de 2010 Associação Brasileira de Importadores e Distribuidores de Implantes PAUTA * OBJETIVOS * ASPECTOS FUNDAMENTAIS * HISTÓRICO * SITUAÇÃO ATUAL

Leia mais

Implantação do sistema de gestão da qualidade ISO 9001:2000 em uma empresa prestadora de serviço

Implantação do sistema de gestão da qualidade ISO 9001:2000 em uma empresa prestadora de serviço Implantação do sistema de gestão da qualidade ISO 9001:2000 em uma empresa prestadora de serviço Adriana Ferreira de Faria (Uniminas) affaria@uniminas.br Adriano Soares Correia (Uniminas) adriano@ep.uniminas.br

Leia mais

Plano de Prevenção de Riscos de Acidentes com Materiais Perfuro Cortantes. HOSPITAL...

Plano de Prevenção de Riscos de Acidentes com Materiais Perfuro Cortantes. HOSPITAL... Plano de Prevenção de Riscos de Acidentes com Materiais Perfuro Cortantes. Baseado na NR 32 Segurança e Saúde no Trabalho em Serviços de Saúde Portaria N 1.748 de 30 de Agosto de 2011. HOSPITAL... Validade

Leia mais

MEDIÇÃO DE DESEMPENHO NA CONSTRUÇÃO CIVIL

MEDIÇÃO DE DESEMPENHO NA CONSTRUÇÃO CIVIL MEDIÇÃO DE DESEMPENHO NA CONSTRUÇÃO CIVIL Eng. Dayana B. Costa MSc, Doutoranda e Pesquisadora do NORIE/UFRGS Conteúdo da Manhã Módulo 1 Medição de Desempenho Conceitos Básicos Experiência de Sistemas de

Leia mais

Treinamento: FSSC 22000 / Versão 3 Interpretação

Treinamento: FSSC 22000 / Versão 3 Interpretação Treinamento: FSSC 22000 / Versão 3 Interpretação 1. Objetivos Interpretar os requisitos das normas ISO 22000:2005; ISO TS 22002-1:2012 e requisitos adicionais da FSSC 22000. Desenvolver habilidades para

Leia mais

Visão Geral das Áreas de Conhecimento e dos Processos da Gerência de Projetos

Visão Geral das Áreas de Conhecimento e dos Processos da Gerência de Projetos Visão Geral das Áreas de Conhecimento e dos Processos da Gerência de Projetos GERÊNCIA DE INTEGRAÇÃO GERÊNCIA DO ESCOPO GERÊNCIA DO TEMPO GERÊNCIA DE CUSTO GERÊNCIA DA QUALIDADE Desenvolvimento do Plano

Leia mais