Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes"

Transcrição

1 Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes 1

2 SÉRIE GESTÃO AUTOMOTIVA

3 SEMINÁRIO APQP / PPAP Propiciar aos participantes uma visão crítica do APQP e do PPAP, seus benefícios e os riscos inerentes a aplicações mal dimensionadas. Engenheiros, Técnicos, Gerentes das diversas áreas envolvidas com desenvolvimento de produto/ processo. Conceituação do APQP. APQP no projeto do produto / processo Análise das Etapas do APQP O APQP e o processo de Melhoria Contínua Apresentação das Etapas do PPAP: Processo de Aprovação de peças para produção. Discussão das Etapas Críticas do PPAP. O processo de revisão do PPAP. Estudos de Caso / Exercícios Práticos. CARGA HORÁRIA: 08 horas

4 SEMINÁRIO FMEA Apresentar a ferramenta F.M.E.A., garantindo aos participantes o embasamento necessário para sua utilização durante as rotinas de trabalho. Pessoal envolvido com o desenvolvimento do Produto e Processo. Introdução: Evolução Histórica da Qualidade Conceituação de Qualidade On line x off line Quality Control Introdução ao FMEA: Ambiente, Propósito, etc Metodologia: Apresentação Metodologia FMEA: Detalhamento Exercício: FMEA do Processo Discussão do Resultado do Exercício Apresentação de Exemplos de FMEA o Diferença entre FMEA de Projeto e Processo o Principais falhas na elaboração do FMEA Apresentação do FMEA CARGA HORÁRIA: 08 horas

5 AUDITORES ISO TS 16949:2009 Proporcionar aos treinandos o entendimento dos requisitos da ISO TS 16949:2009, assim como apresentar os conceitos fundamentais relacionados à auditoria do sistema de gestão e capacitar os participantes a planejar, preparar e realizar uma auditoria do sistema de gestão da qualidade. Diretores, gerentes e pessoas Técnicas envolvidas com a implantação de Sistema da Qualidade. Parte Teórica ISO TS 16949:2009 o Introdução o Evolução Historia da ISO - TS o Objetivos da TS o Grupo envolvido na TS o Perspectivas TS o Vantagens da TS o Requisitos da Norma Auditoria ISO 19011:2002 o Conceitos iniciais; o Classificação das auditorias; o Fases da auditoria - Planejamento, preparação, realização, relatório e acompanhamento. o Aspectos éticos da auditoria; o Problemas comportamentais da auditoria; Parte Prática. o Workshops: Requisitos da ISO TS 16949, Preparando Listas de Verificação e Apresentação de Não Conformidades. o Estudo de Caso Didático. CARGA HORÁRIA: 24 horas

6 ISO TS 16949:2009 CONCEITOS FUNDAMENTAIS E INTERPRETAÇÃO DOS REQUISITOS Conceituar os participantes em relação a Norma ISO - TS16949 (Norma Automotiva) Diretores, gerentes e pessoas Técnicas envolvidas com a implantação de Sistema da Qualidade. Introdução Evolução Historia da ISO - TS Objetivos da TS Grupo envolvido na TS Perspectivas TS Vantagens da TS Requisitos da Norma Comparação TS QS 9000 O Processo da Auditoria CARGA HORÁRIA: 16 horas

7 SEMINÁRIO QFD Capacitar os participantes na Função Qualidade que permitirá enxergar, de forma clara, qual o impacto da função de cada setor no desempenho do produto / serviço e no atendimento às necessidades do cliente final. Pessoal da área Comercial, Marketing e Engenharia. Por que utilizar a metodologia QFD. A relação do QFD com planejamento avançado da qualidade do produto (APQP), ISO TS e ISO 9000; Desenvolvimento da Matriz I a voz do cliente; Desenvolvimento da Matriz II requisitos de projetos; Desenvolvimento da Matriz III características de processo; Desenvolvimento da Matriz IV requisitos do controle da qualidade; Metodologia de Aplicação; Estudo de caso. CARGA HORÁRIA: 8 horas

8 CURSO QFD Capacitar o participante a utilizar o QFD, contribuindo assim para transformar as reais necessidades do cliente (voz do cliente) em projetos com qualidade e custos otimizados. Gerentes, Engenheiros, Técnicos das diversas áreas envolvidas com o desenvolvimento de produtos / processos. Histórico Planejamento da Qualidade Visão Geral do QFD: Conceito e Princípios Construção da Casa da Qualidade o Matriz I A voz do cliente; o Matriz II Requisitos de Projetos; o Matriz III Características de Processo; o Matriz IV Requisitos do Controle da Qualidade; Metodologia de Aplicação do QFD Exercícios de construção das Matrizes do QFD Exemplos de casos práticos Estudos de caso CARGA HORÁRIA: 24 horas

9 SEMINÁRIO DOE / TAGUCHI Garantir aos participantes o conhecimento da técnica DOE / Taguchi; o planejamento de testes para otimizar seus produtos e processos; e a análise dos resultados obtidos. Gerentes, engenheiros, técnicos das diversas áreas envolvidas com o desenvolvimento de produtos/ processos. Apresentação da Técnica; Simulação do conceito do Delineamento Fatorial Completo; A estatística como Apoio à Análise dos Resultados; Apresentação do conceito do Delineamento Fatorial Fracionado; Simulação II : Aplicação em Processo; O método de Taguchi Função Perda; Gráficos Lineares / Relação Sinal Ruído; Exercício de aplicação; Delineamento de Experimentos Utilizando Dados por Atributos. Uma Metodologia para Implantação; Simulação III: Aplicação completa Catapulta. CARGA HORÁRIA: 8 horas

10 CURSO DOE / TAGUCHI Apresentar as metodologias de Delineamento de Experimentos (DOE) e Taguchi para otimização do projeto de produto / processo. Capacitar os participantes a planejar, conduzir e avaliar seus experimentos. Gerentes, Engenheiros, Técnicos das diversas áreas envolvidas com o desenvolvimento de produtos / processos. Histórico Premissas Estatísticas Básicas Planejamento e Condução de um Experimento Experimento Fatorial Completo Experimento Fatorial Fracionado Análise dos Resultados Conceito de Função Perda Metodologia Taguchi Simulação I: Otimização de Produto Simulação II: Aplicação em Processo Simulação III: Aplicação Completa Catapulta. Estudos de Casos de Sucesso. CARGA HORÁRIA: 24 horas

11 MSA ANÁLISE DO SISTEMA DE MEDIÇÃO (AIAG) Difundir entre os participantes os conceitos de análise de Sistemas de Medição. Profissionais envolvidos com avaliação de Sistemas de Medição. Diretrizes gerais para os sistemas de medição : introdução, objetivo e terminologia Conceitos gerais para avaliar os sistemas de medição: considerações estatísticas Práticas recomendadas para sistemas de medição simples: análise de um sistema de medição por variáveis o Estabilidade o Tendência método da amostra independente o Tendência método da carta de controle o Linearidade o Repetitividade e Reprodutibilidade o Método da amplitude o Método da média e amplitude Estudos de Sistemas de Medição por atributos o Método de análise de risco o Método analítico Práticas para sistemas de medição complexos ou não replicáveis (medições não destrutivas e medições destrutivas) o Estudos de estabilidade o Estudos de variabilidade Outros conceitos de medição Exercícios e Exemplos Práticos OBS: Este conteúdo está baseado plenamente nos quesitos do manual Análise dos Sistemas de Medição M.S.A. (AIAG) CARGA HORÁRIA: 24 horas 2. Serão emitidos certificados aos treinandos que tiverem freqüência maior que 70%.

12 FERRAMENTAS DA QUALIDADE Propiciar aos participantes uma visão geral e integrada da utilização das principais técnicas de melhoria da qualidade requisitadas pela ISO TS Técnicos, Engenheiros, Gerentes e Supervisores envolvidos com o processo de melhoria do Sistema da Qualidade ou com programas de Melhoria Contínua. Diretores e membros da Alta Administração interessados em formar uma visão geral da aplicação dessas técnicas. Conceitos Básicos de Qualidade. Melhoria Contínua. On Line e Off Line Quality Control. Ferramentas de Off-Line Quality Control. o QFD. o FMEA. o DOE. Ferramentas de On-Line Quality Control. o CEP. o Ferramentas de Solução de Problemas: Check-list; Histograma; Pareto; Ishikawa. Exemplos práticos de sucesso no uso das técnicas apresentadas. CARGA HORÁRIA: 8 horas

13 POKA YOKE Identificar pontos no processo que exijam dispositivos Poka Yoke Implementar o conceito de Poka Yoke na empresa. Responsáveis pelas áreas de treinamento, qualidade e produtividade e engenharias. Introdução; Conceitos básicos; A ISO TS 16949, e os dispositivos a prova de falhas ; Exemplos de dispositivos a prova de falhas ; Dispositivos mecânicos, eletrônicos, elétricos, e pneumáticos que auxiliam no projeto à prova de falhas ; Exercícios. CARGA HORÁRIA: 8 horas

14 Série Automotiva Seminário APQP/PPAP Seminário FMEA 4º Edição Auditores ISO TS 16949:2009 ISO TS 16949:2009 Conceitos Fundamentais e Interpretação dos Requisitos Seminário QFD Curso QFD Seminário DOE/Taguchi Curso DOE / Taguchi MSA Análise do Sistema de Medição (AIAG) Ferramentas da Qualidade Poka Yoke 8 h 8 h 24 h 16 h 8 h 24 h 8 h 24 h 24 h 8 h 8 h

15 Rua Monte Alegre Fone : Bairro Santo Antonio - São Caetano do Sul - S.P. CEP

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes 1 SÉRIE GESTÃO QUALIDADE E AMBIENTAL ISO 9001: 2008 CONCEITOS FUNDAMENTAIS E INTERPRETAÇÃO DOS REQUISITOS Proporcionar aos treinandos

Leia mais

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Cursos para Gestão da Qualidade TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Interpretação / Implantação da ISO 9001:2008 Compreender a filosofia

Leia mais

PROGRAMA ANUAL TREINAMENTOS EMPRESARIAIS 2008

PROGRAMA ANUAL TREINAMENTOS EMPRESARIAIS 2008 PROGRAMA ANUAL TREINAMENTOS EMPRESARIAIS 2008 Assessoria Treinamento e Gestão Rua Cel Nogueira Padilha, 1011 - Sala 6 - Sorocaba - São Paulo Fone / Fax 15 32345920 www.profort.com.br Página 1 de 9 TE-001

Leia mais

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes 1 SÉRIE PRODUTIVIDADE MELHORIA CONTÍNUA / KAIZEN CONCEITOS FUNDAMENTAIS Conceituar Melhoria Contínua e sua importância no contexto

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL - GESTÃO ORGANIZACIONAL TREINAMENTOS QUALIDADE - MEIO AMBIENTE - SEGURANÇA E SAÚDE

RESPONSABILIDADE SOCIAL - GESTÃO ORGANIZACIONAL TREINAMENTOS QUALIDADE - MEIO AMBIENTE - SEGURANÇA E SAÚDE CURSOS IN-COMPANY RESPONSABILIDADE SOCIAL - GESTÃO ORGANIZACIONAL TREINAMENTOS QUALIDADE - MEIO AMBIENTE - SEGURANÇA E SAÚDE Suporte Assessoria Empresarial Belo Horizonte - São Paulo ÍNDICE Processo de

Leia mais

Programa de Treinamentos

Programa de Treinamentos ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS Associado TÉCNICAS IBCO Instituto Brasileiro dos Consultores de Organização Programa de Treinamentos A PARTNERS GESTÃO EMPRESARIAL é uma empresa brasileira, fundada em 2001,

Leia mais

Módulo 2. Identificação dos requisitos dos sistemas de medição, critérios de aceitação e o elemento 7.6 da ISO/TS.

Módulo 2. Identificação dos requisitos dos sistemas de medição, critérios de aceitação e o elemento 7.6 da ISO/TS. Módulo 2 Identificação dos requisitos dos sistemas de medição, critérios de aceitação e o elemento 7.6 da ISO/TS. Conteúdos deste módulo Discriminação Decomposição da variação do sistema de medição Variação

Leia mais

PORTIFÓLIO DE TREINAMENTOS

PORTIFÓLIO DE TREINAMENTOS PORTIFÓLIO DE TREINAMENTOS CURSOS PROFISSIONALIZANTES: CÓDIGO CURSO DESCRIÇÃO PRÉ-REQUISITO CH 30 KN-001 Metrologia Básica Formação em metrologia dimensional ou e instrumentação básica KN-002 Desenho Técnico

Leia mais

Projetos de Engenharia, Produtividade, Consultoria, Sistemas de Gestão da Qualidade, Ambiental e Treinamento 1/77 Rev. 31/01/11

Projetos de Engenharia, Produtividade, Consultoria, Sistemas de Gestão da Qualidade, Ambiental e Treinamento 1/77 Rev. 31/01/11 Sistemas de Gestão da Qualidade, Ambiental e Treinamento 1/77 Ordem TREINAMENTOS MINISTRADOS IN COMPANY CARGA HORARIA GPMC-001 Analise, Mapeamento e Racionalização de Processos (SIPOC) 16 Hrs 04/77 FA-001

Leia mais

Manual da Qualidade Fornecedores 2007

Manual da Qualidade Fornecedores 2007 Manual da Qualidade Fornecedores 2007 www.metalurgicanunes.com.br 2 ÍNDICE 01 Introdução. 3 02 Filosofia da Qualidade 3 03 Políticas da Metalúrgica Nunes 4 04 Requisitos de Qualidade para fornecimento

Leia mais

DISCIPLINA: Controle de Qualidade na Indústria

DISCIPLINA: Controle de Qualidade na Indústria PPGE3M/UFRGS DISCIPLINA: Controle de Qualidade na Indústria Profa. Dra. Rejane Tubino rejane.tubino@ufrgs.br SATC 2013 Fone: 3308-9966 Programa da Disciplina Apresentação da disciplina Conceitos preliminares.

Leia mais

FMEA, PDCA, TQM, PPAP

FMEA, PDCA, TQM, PPAP Ementários Fundamentos do Pensamento Lean e Toyota Production System TPS 20 horas Introdução ao Pensamento Lean six Sigma e ao TPS Histórico Evolutivo do TPS Pilares do TPS Princípios Lean Fundamentos

Leia mais

Profº Adilson Spim 09/09/2012

Profº Adilson Spim 09/09/2012 Gestão da Qualidade ISO 9001:2008 Princípios e Requisitos Por que Qualidade e ISO 9000? Conquistar e manter mercados; Reduzir desperdícios. Gestão da Qualidade Atendimento de requisitos e redução de desperdícios

Leia mais

Gestão da qualidade. Conceito e histórico da qualidade. Prof. Dr. Gabriel Leonardo Tacchi Nascimento

Gestão da qualidade. Conceito e histórico da qualidade. Prof. Dr. Gabriel Leonardo Tacchi Nascimento Gestão da qualidade Conceito e histórico da qualidade Prof. Dr. Gabriel Leonardo Tacchi Nascimento Como é vista a qualidade Redução de custos Aumento de produtividade Conceito básico de qualidade Satisfação

Leia mais

Preparação para a Certificação de Engenheiro da Qualidade 1

Preparação para a Certificação de Engenheiro da Qualidade 1 Preparação para a Certificação de Engenheiro da Qualidade 1 OBJETIVOS DO CURSO Apresentar aos participantes os conteúdos do Corpo de Conhecimento necessários à certificação, possibilitando que aprimorem

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ENGENHARIA MECÂNICA CURSOS DE EXTENSÃO CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO MODALIDADE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ENGENHARIA MECÂNICA CURSOS DE EXTENSÃO CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO MODALIDADE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO MODALIDADE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA FEM 1000 ENGENHARIA DA QUALIDADE OBJETIVOS: O curso de Especialização em Engenharia da Qualidade visa contribuir para a preparação de profissionais

Leia mais

Gerenciando o Sistema de Medição

Gerenciando o Sistema de Medição Gerenciando o Sistema de Medição A finalidade deste artigo é colaborar na reflexão e conscientização de todos os níveis das empresas - desde a alta administração ao usuário dos instrumentos - quanto aos

Leia mais

Julho/2014 a Março/2015. Catálogo de Treinamentos. Treinamentos BSI. Transformando nossa experiência em seu conhecimento.

Julho/2014 a Março/2015. Catálogo de Treinamentos. Treinamentos BSI. Transformando nossa experiência em seu conhecimento. Julho/2014 a Março/2015 Catálogo de Treinamentos. Treinamentos BSI. Transformando nossa experiência em seu conhecimento. Conteúdo. Por que realizar nossos treinamentos? 4 Nossa abordagem 4 Nossos instrutores

Leia mais

Calendário 2015 - Treinamentos e Eventos Brasil e Portugal

Calendário 2015 - Treinamentos e Eventos Brasil e Portugal Calendário 2015 - Treinamentos e Eventos Brasil e Portugal Este material apresenta as datas e locais dos próximos treinamentos abertos da ReliaSoft Brasil. Se sua agenda conflitar com alguma destas datas

Leia mais

MSA Análise dos Sistemas de Medição. Felipe Morais Menezes, Me. Tito Rossi, Me. Ricardo Gazzana Schneider, Me. Cícero Giordani da Silveira, Me.

MSA Análise dos Sistemas de Medição. Felipe Morais Menezes, Me. Tito Rossi, Me. Ricardo Gazzana Schneider, Me. Cícero Giordani da Silveira, Me. MSA Análise dos Sistemas de Medição Felipe Morais Menezes, Me. Tito Rossi, Me. Ricardo Gazzana Schneider, Me. Cícero Giordani da Silveira, Me. Felipe Morais Menezes Mestre em Engenharia de Produção e Sistemas

Leia mais

Abordagem da Indústria Automotiva para Sistemas de Medição

Abordagem da Indústria Automotiva para Sistemas de Medição Abordagem da Indústria Automotiva para Sistemas de Medição Joselino Lacerda - Gerente de Qualidade Acumuladores Moura PRESENÇA Marca líder na América do Sul 6 plantas industriais Mais de 70 centros de

Leia mais

A Solução mais simples para sua organização

A Solução mais simples para sua organização A Solução mais simples para sua organização Consultoria Sistemas de Gestão da Qualidade - ISO 9001 / ISO TS 16949 Sistema de Gestão Ambiental ISO 14001 OHSAS 18001 Acreditação ONA PALC Programa de Acreditação

Leia mais

Preparação para a Certificação Six Sigma Black Belt

Preparação para a Certificação Six Sigma Black Belt Preparação para a Certificação Six Sigma Black Belt OBJETIVOS DO CURSO Apresentar aos participantes os conteúdos do Corpo de Conhecimento necessários à certificação, possibilitando que aprimorem os seus

Leia mais

Questionário - Proficiência Clínica

Questionário - Proficiência Clínica Tema: Elaborador: ENGENHARIA DE PROCESSOS NO LABORATÓRIO CLÍNICO Fernando de Almeida Berlitz. Farmacêutico-Bioquímico (UFRGS). MBA Gestão Empresarial e Marketing (ESPM). Lean Six Sigma Master Black Belt.

Leia mais

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes 1 SÉRIE DESENVOLVIMENTO HUMANO FORMAÇÃO DE LÍDER EMPREENDEDOR Propiciar aos participantes condições de vivenciarem um encontro com

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE PLANO CURRICULAR

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE PLANO CURRICULAR PLANO CURRICULAR UNIDADES CURRICULARES CARGA HORÁRIA ECTS Controlo Estatístico do Processo Doutora Florbela Correia 32 4 Gestão da Qualidade Mestre José Carlos Sá 24 4 Informática Aplicada a Qualidade

Leia mais

Divisão da Operational Consulting dedicada ao Desenvolvimento do Potencial Humano.

Divisão da Operational Consulting dedicada ao Desenvolvimento do Potencial Humano. Divisão da Operational Consulting dedicada ao Desenvolvimento do Potencial Humano. Especialização e Acreditação como Entidade Formativa nas áreas da Qualidade, Produtividade, Logística e Comportamental.

Leia mais

Treinamento: Metrologia em Química

Treinamento: Metrologia em Química Treinamento: Metrologia em Química Local: SINPROQUIM Rua Rodrigo Cláudio, 185 Aclimação - São Paulo SP MÓDULO 1 Curso: Estatística para Laboratórios Analíticos Data: 16 e 17 de junho de 2008 Horário: das

Leia mais

Página Seguinte BT 02 15/04/2016

Página Seguinte BT 02 15/04/2016 BT 02 15/04/2016 Simplificando o entendimento e a utilização de ferramentas e metodologias para a Melhoria da Qualidade e Aumento da Produtividade das empresas Q P $ Melhoria da Aumento da Otimização de

Leia mais

ANÁLISE DOS SISTEMAS DE MEDIÇÃO MSA SISTEMA DE MEDIÇÃO NÃO REPLICÁVEL

ANÁLISE DOS SISTEMAS DE MEDIÇÃO MSA SISTEMA DE MEDIÇÃO NÃO REPLICÁVEL ANÁLISE DOS SISTEMAS DE MEDIÇÃO MSA SISTEMA DE MEDIÇÃO NÃO REPLICÁVEL Vinicius Fechio Técnico de Metrologia Brasmetal Waelzholz S. A. Ind. e Com. Julho/ 2009 E-mail: vfechio@brasmetal.com.br / Site: www.brasmetal.com.br

Leia mais

CEP - DA. Controle Estatístico do Processo

CEP - DA. Controle Estatístico do Processo CEP - DA Controle Estatístico do Processo Principais Funcionalidades Automatiza as rotinas do Controle Estatístico do Processo A solução para CEP da Directa Automação, composta de software e hardware,

Leia mais

TRANSFORMANDO PESSOAS E NEGÓCIOS

TRANSFORMANDO PESSOAS E NEGÓCIOS TRANSFORMANDO PESSOAS E NEGÓCIOS PROGRAMAÇÃO DE TREINAMENTOS 1 SEMESTRE 2013 TRANSFORMANDO PESSOAS E NEGÓCIOS TREINAMENTO: ELEMENTO- CHAVE PARA O CRESCIMENTO DA ORGANIZAÇÃO SOLUÇÕES PARA TODOS OS NÍVEIS

Leia mais

CONSULTORES EXPERIENTES

CONSULTORES EXPERIENTES 1/7 A CTP, atua no mercado há mais de 20 anos, prestando serviços em Treinamentos, de forma a atender as características e necessidades individuais de cada empresa, através de consultores com experiência

Leia mais

CALENDÁRIO FORMAÇÃO 2015 1º SEMESTRE

CALENDÁRIO FORMAÇÃO 2015 1º SEMESTRE CALENDÁRIO BUREAU VERITAS Pólo Tecnológico de Lisboa - Lote 21 1600 485 LISBOA 217 100 934 Visite o nosso site: formacao.bureauveritas.pt QUALIDADE Implementação de Sistemas de Gestão da Qualidade ISO

Leia mais

Calendário 2016 Treinamentos e Eventos do Brasil, América do Sul e Portugal

Calendário 2016 Treinamentos e Eventos do Brasil, América do Sul e Portugal Calendário 2016 Treinamentos e Eventos do Brasil, América do Sul e Portugal Este material apresenta as datas e locais dos próximos treinamentos abertos da ReliaSoft Brasil. Se sua agenda conflitar com

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE COORDENAÇÃO DA PÓS-GRADUAÇÃO: Prof.ª Doutora Florbela Correia Mestre/Especialista José Carlos Sá PLANO Listagem das Unidades Curriculares CONTROLO ESTATÍSTICO DO PROCESSO...

Leia mais

MANUAL DE REQUISITOS PARA FORNECEDORES

MANUAL DE REQUISITOS PARA FORNECEDORES MANUAL DE REQUISITOS PARA FORNECEDORES Requisitos e diretrizes para o sistema de gestão da qualidade e ambiental Página 1 de 9 1. REQUISITOS ESPECÍFICOS... 3 1.1 Objetivo... 3 1.2 Geral... 3 1.3 Documentos

Leia mais

Treinamentos. Catálogo de

Treinamentos. Catálogo de Catálogo de Treinamentos Seis Sigma Lean/Produtividade Ferramentas da Qualidade Sistemas de Gestão Gestão de Pessoas Gestão Empresarial Treinamentos homologados pela Ford, Volkswagen, PSA e Mitsubishi

Leia mais

Ajudamos a (sua) empresa a crescer.

Ajudamos a (sua) empresa a crescer. CONSULTORIA Ajudamos a (sua) empresa a crescer. O QUE FAZEMOS SISTEMAS DE GESTÃO GESTÃO DA PRODUÇÃO E DAS PRODUÇÕES PRODUTIVIDADE E INOVAÇÃO INTERNACIONALIZAÇÃO PROJECOS DE INVESTIMENTO E INCENTIVOS

Leia mais

Nós fazemos Gestão e sua Empresa faz Sucesso! Portfólio. Francisco & Francisco Sistemas de Gestão Ltda. 1. Quem Somos?

Nós fazemos Gestão e sua Empresa faz Sucesso! Portfólio. Francisco & Francisco Sistemas de Gestão Ltda. 1. Quem Somos? Portfólio 1. Quem Somos? Somos uma Equipe de Auditores, Consultores e Assessores Empresariais com diversas competências para melhorar o desempenho de qualquer negócio por meio de SISTEMAS DE GESTÃO DA

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE DE FORNECEDORES MANN HUMMEL

MANUAL DA QUALIDADE DE FORNECEDORES MANN HUMMEL MANUAL DA QUALIDADE DE FORNECEDORES MANN HUMMEL Publicado:Fevereiro 2012 ESCLARECIMENTO REFERENTE À ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ISO/TS 16949:2009 APLICÁVEL A MHBR BRASIL LTDA 1-Generalidade Este anexo da Qualidade

Leia mais

Planejamento Avançado da Qualidade Elementos APQP

Planejamento Avançado da Qualidade Elementos APQP Planejamento Avançado da Qualidade Elementos APQP São descritos a seguir objetivos, expectativas e requisitos relativos à documentação dos elementos individuais do APQP Status Report (ver QSV / S 296001

Leia mais

Catálogo de Cursos 2012

Catálogo de Cursos 2012 Catálogo de Cursos 2012 Treinando a sua equipe para aumentar a competitividade da sua empresa. SIQUEIRA CAMPOS ASSOCIADOS Índice Apresentação...07 Atendimento Excelência em Serviços...09 Qualidade em

Leia mais

MSA Análise de Sistemas de Medição

MSA Análise de Sistemas de Medição MSA Análise de Sistemas de Medição 3 a. edição do manual do AIAG, aplicado à indústria automobilística Suporte Assessoria Empresarial HST Qualidade Ltda. MSA www.portalsuporte.com.br Por que muitas empresas

Leia mais

Conservação de Água e Energia Elétrica 14 de outubro de 2014

Conservação de Água e Energia Elétrica 14 de outubro de 2014 Conservação de Água e Energia Elétrica 14 de outubro de 2014 Instituto Sindipeças de Educação Corporativa Instituto Sindipeças de Educação Corporativa Outubro 2014 Instituto Sindipeças de Educação Corporativa

Leia mais

Engenharia da Produção Projeto de Produto, QFD, FMEA e DoE DoE Dr. Egon Walter Wildauer

Engenharia da Produção Projeto de Produto, QFD, FMEA e DoE DoE Dr. Egon Walter Wildauer Tema DoE Projeto Curso Disciplina Tema Professor Pós-graduação Engenharia da Produção Projeto de Produto, QFD, FMEA e DoE DoE Dr. Egon Walter Wildauer Introdução O DoE Design of Experiments é uma ferramenta

Leia mais

Otimização. Processos I

Otimização. Processos I Saiba Como o Six Sigma Convive com Outras Metodologias de Gestão e Como Otimização Alinhadas Podem Promover de a Otimização de Processos e Resultados Expressivos Processos I Alberto Pezeiro pezeiro@setadg.com.br

Leia mais

Índice. Siqueira Campos Associados

Índice. Siqueira Campos Associados Catálogo de Cursos Índice Apresentação...5 Atendimento Excelência em Serviços...6 Qualidade em Serviços...7 Análise de Risco Operacional...8 Análise do Sistema de Medição...9 Aprimoramento de Processos

Leia mais

AREA DE ATUAÇÃO. Gestão de Processos. Sistema da Qualidade. Logística Integrada. Segurança e Meio Ambiente. WCM / Lean. Organização da Produção

AREA DE ATUAÇÃO. Gestão de Processos. Sistema da Qualidade. Logística Integrada. Segurança e Meio Ambiente. WCM / Lean. Organização da Produção AREA DE ATUAÇÃO Gestão de Processos Organização da Produção Sistema da Qualidade Logística Integrada Segurança e Meio Ambiente WCM / Lean GESTÃO DE PROCESSOS - Análise do fluxo de atividades e redefinição

Leia mais

Prof. Sérgio Roberto Sigrist srsigris@hotmail.com

Prof. Sérgio Roberto Sigrist srsigris@hotmail.com Prof. Sérgio Roberto Sigrist srsigris@hotmail.com Palavras-chave Melhores práticas, inovação, geração de valor, qualidade, serviços, gestão de serviços, suporte em TI, melhoria contínua, orientação a processos,

Leia mais

IQA - INSTITUTO DA QUALIDADE AUTOMOTIVA

IQA - INSTITUTO DA QUALIDADE AUTOMOTIVA Ingo Pelikan VISÃO Ser referência como órgão sustentável da Qualidade da Cadeia Automotiva. MISSÃO Prestar serviços, que contribuam para a melhoria da Qualidade, agregando valor para toda Cadeia Automotiva

Leia mais

NOSSA HISTÓRIA. Desde 1988, ano de fundação da Qualtec, desenvolvemos as melhores soluções para nossos clientes.

NOSSA HISTÓRIA. Desde 1988, ano de fundação da Qualtec, desenvolvemos as melhores soluções para nossos clientes. NOSSA HISTÓRIA Desde 1988, ano de fundação da Qualtec, desenvolvemos as melhores soluções para nossos clientes. Estamos preparados para atuar no desenvolvimento, implementação, aprimoramento, treinamento

Leia mais

Marcos Antonio Lima de Oliveira, MSc Quality Engineer ASQ/USA Diretor da ISOQUALITAS www.qualitas.eng.br qualitas@qualitas.eng.

Marcos Antonio Lima de Oliveira, MSc Quality Engineer ASQ/USA Diretor da ISOQUALITAS www.qualitas.eng.br qualitas@qualitas.eng. 01. O QUE SIGNIFICA A SIGLA ISO? É a federação mundial dos organismos de normalização, fundada em 1947 e contanto atualmente com 156 países membros. A ABNT é representante oficial da ISO no Brasil e participou

Leia mais

Julho15. Dificuldades e Estratégias Para a Adequação à ISO 9001:2015

Julho15. Dificuldades e Estratégias Para a Adequação à ISO 9001:2015 Julho15 Dificuldades e Estratégias QUALIDADE MAPEAMENTO DE PROCESSO INDICADORES DE DESEMPENHO PESQUISA FERRAMENTAS DE APERFEIÇOAMENTO CERTIFICAÇÃO DE PRODUTO MEIO AMBIENTE RESPONSABILIDADE SOCIAL SUSTENTABILIDADE

Leia mais

Introdução Visão Geral Processos de gerenciamento de qualidade. Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas

Introdução Visão Geral Processos de gerenciamento de qualidade. Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas Introdução Visão Geral Processos de gerenciamento de qualidade Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas O que é qualidade? Qualidade é a adequação ao uso. É a conformidade às exigências. (ISO International

Leia mais

Controle da qualidade off-line. Prof. André Jun Nishizawa Capítulo 5

Controle da qualidade off-line. Prof. André Jun Nishizawa Capítulo 5 Controle da qualidade off-line Prof. Capítulo 5 Sumário QFD VOC FMEA QFD - Desdobramento da função qualidade QFD Trata-se de uma das técnicas mais importantes para o planejamento da qualidade Como produzir

Leia mais

Grupo de Auditoria ISO 19011

Grupo de Auditoria ISO 19011 Grupo de Auditoria ISO 19011 Aplicação do processo de avaliação para um time de auditoria executar uma auditoria interna no sistema de gestão da qualidade de uma Fábrica de Chocolate Fictícia Exemplo da

Leia mais

A XYZ Consultoria é uma empresa formada por uma equipe de profissionais de diferentes áreas para atuar nas três dimensões:

A XYZ Consultoria é uma empresa formada por uma equipe de profissionais de diferentes áreas para atuar nas três dimensões: A XYZ Consultoria é uma empresa formada por uma equipe de profissionais de diferentes áreas para atuar nas três dimensões: X Metodologias Y Resultados Z Atitudes Os instrutores, consultores e gerentes

Leia mais

Catálogo de Cursos 2011-2012

Catálogo de Cursos 2011-2012 Catálogo de Cursos 2011-2012 Treinando a sua equipe para aumentar a competitividade da sua empresa. Sumário 1. Qualidade em Serviços 1.1. Atendimento Excelência em Serviços...04 1.2. Qualidade em Serviços...05

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DETALHADO FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DETALHADO FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO PARTE 1 ESTRUTURA DO SGI Módulo SGI-1.0 - Introdução (04 horas) Apresentação da metodologia do Programa de Formação Manual do Aluno Critérios de aprovação e reposição de módulos Uso da plataforma do Ambiente

Leia mais

CURSOS PRESENCIAIS (Também podem ser ministrados in company)

CURSOS PRESENCIAIS (Também podem ser ministrados in company) 1 CURSOS PRESENCIAIS (Também podem ser ministrados in company) BOAS PRÁTICAS DE MANIPULAÇÃO BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO BOAS PRÁTICAS DE ARMAZENAMENTO, LOGÍSTICA E DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

Palavras Chave: PPAP, comparação, melhoria contínua, seis sigma, Cpk mínimo, Ppk, ISO-9000, QS- 9000.

Palavras Chave: PPAP, comparação, melhoria contínua, seis sigma, Cpk mínimo, Ppk, ISO-9000, QS- 9000. Comparação do Cpk/Ppk para Melhoria Contínua e Conformidade PPAP Palavras Chave: PPAP, comparação, melhoria contínua, seis sigma, Cpk mínimo, Ppk, ISO-9000, QS- 9000. Sumário A melhoria contínua é um ponto

Leia mais

índice Prefácio da Edição Brasileira Prefácio xiii

índice Prefácio da Edição Brasileira Prefácio xiii índice Prefácio da Edição Brasileira Prefácio XI xiii Capítulo 1. Conceitos da Qualidade 1.1 O que é Qualidade? 1.2 Garantia da Qualidade e Ciclo de Vida do Produto/ Serviço 1.3 Desenvolvimento dos Métodos

Leia mais

Requisitos Específicos do Cliente Mercedes-Benz do Brasil Ltda.

Requisitos Específicos do Cliente Mercedes-Benz do Brasil Ltda. Requisitos Específicos do Cliente Mercedes-Benz do Brasil Ltda. Requisitos relacionados aos itens da ISO TS 16949:2009 Para uso conjunto com ISO TS 16949 (edição 2009 / 06 / 15) Situação de modificação

Leia mais

Plano de Curso. Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial - SENAI. Página 1 de 5. Competência Geral: Objetivos Gerais: Comunicação Empresarial 40

Plano de Curso. Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial - SENAI. Página 1 de 5. Competência Geral: Objetivos Gerais: Comunicação Empresarial 40 Página 1 de 5 Nome do Curso: CBO: Modalidade: Carga Horária Total: Nível de Qualificação: Área Tecnológica: Eixo Tecnológico: Técnico em Administração 3513050000 Ocupação: Habilitação Técnica 1000 3 -

Leia mais

Universidade Federal de Sergipe Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Núcleo de Engenharia de Produção Disciplina Engenharia de Produto

Universidade Federal de Sergipe Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Núcleo de Engenharia de Produção Disciplina Engenharia de Produto Universidade Federal de Sergipe Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Núcleo de Engenharia de Produção Disciplina Engenharia de Produto Prof. Andréa Cristina dos Santos, Dr. Eng. andreaufs@gmail.com

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009

PLANO DE ENSINO 2009 PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( X ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Administração Geral

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 111-CEPE/UNICENTRO, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009. Aprova o Curso de Especialização em Qualidade na Cadeia Produtiva de Alimentos, modalidade regular, a ser ministrado no Campus CEDETEG, da UNICENTRO.

Leia mais

COMO ESCOLHER O TREINAMENTO CERTO PARA DESENVOLVER PESSOAS E EXPANDIR NEGÓCIOS? CONHECIMENTO TRANSFORMAÇÃO PROFICIÊNCIA EXCELÊNCIA DO NEGÓCIO

COMO ESCOLHER O TREINAMENTO CERTO PARA DESENVOLVER PESSOAS E EXPANDIR NEGÓCIOS? CONHECIMENTO TRANSFORMAÇÃO PROFICIÊNCIA EXCELÊNCIA DO NEGÓCIO CONHECIMENTO TRANSFORMAÇÃO PROFICIÊNCIA RETENÇÃO DE TALENTOS EXCELÊNCIA DO NEGÓCIO COMPORTAMENTO ALTA PERFORMANCE EXPERTISE HABILIDADES COMO ESCOLHER O TREINAMENTO CERTO PARA DESENVOLVER PESSOAS E EXPANDIR

Leia mais

Treinamento de. Green Belt em Lean Seis Sigma

Treinamento de. Green Belt em Lean Seis Sigma Treinamento de Green Belt em Lean Seis Sigma Sumário 03. Nossa Empresa 05. Seis Sigma 06. Treinamento de Green Belt em Lean Seis Sigma 07. Conteúdo Programático 12. Certificados 13. Principais Instrutores

Leia mais

Curso e-learning APQP 2ª. EDIÇÃO (Planejamento Avançado da Qualidade do Produto)

Curso e-learning APQP 2ª. EDIÇÃO (Planejamento Avançado da Qualidade do Produto) Curso e-learning APQP 2ª. EDIÇÃO (Planejamento Avançado da Qualidade do Produto) Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão

Leia mais

QUALIDADE II. Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves 09/08/2012. Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves

QUALIDADE II. Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves 09/08/2012. Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves QUALIDADE II Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves Engenheiro Agrônomo CCA/UFSCar 1998 Mestre em Desenvolvimento Econômico, Espaço e Meio Ambiente IE/UNICAMP 2001 Doutor

Leia mais

NOSSA HISTÓRIA. Tem como propósito contribuir na melhoria da competitividade e sustentabilidade das organizações.

NOSSA HISTÓRIA. Tem como propósito contribuir na melhoria da competitividade e sustentabilidade das organizações. INSTITUCIONAL NOSSA HISTÓRIA Desde 1988, ano de sua fundação, a Qualtec desenvolve as melhores soluções para seus clientes na implantação, auditoria e treinamentos de sistema de gestão e estratégia corporativa

Leia mais

Sistema de Gestão de Medição: importante, mas nem sempre reconhecido

Sistema de Gestão de Medição: importante, mas nem sempre reconhecido Sistema de Gestão de Medição: importante, mas nem sempre reconhecido Nasario de S.F. Duarte Jr. (São Paulo, SP) Resumo: o objetivo deste artigo é ressaltar a importância de se estabelecer um sistema de

Leia mais

Controle estatístico de processo: algumas ferramentas estatísticas. Linda Lee Ho Depto Eng de Produção EPUSP 2009

Controle estatístico de processo: algumas ferramentas estatísticas. Linda Lee Ho Depto Eng de Produção EPUSP 2009 Controle estatístico de processo: algumas ferramentas estatísticas Linda Lee Ho Depto Eng de Produção EPUSP 2009 Controle estatístico de Processo (CEP) Verificar estabilidade processo Coleção de ferramentas

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral Curso: ENGENHARIA ELÉTRICA SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão O Curso de Engenharia Elétrica da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar engenheiros com sólidos e atualizados conhecimentos científicos

Leia mais

Sistemas de Apoio à Decisão. Profa. Jiani Cardoso Disciplina: Sistemas de Informação Aula de 13/set/2005

Sistemas de Apoio à Decisão. Profa. Jiani Cardoso Disciplina: Sistemas de Informação Aula de 13/set/2005 Sistemas de Apoio à Decisão Profa. Jiani Cardoso Disciplina: Sistemas de Informação Aula de 13/set/2005 Sistemas de Suporte Gerencial SIG (sistema de Informação Gerencial) SAD (Sistema de Apoio à Decisão)

Leia mais

Consultoria em. ImobWeb

Consultoria em. ImobWeb Consultoria em ImobWeb A seguir, uma breve descrição sobre a consultoria focada em aproveitar a maior tendência do desenvolvimento de website de imobiliárias. A consultoria proposta é de grande abrangência,

Leia mais

Estratégia Seis Sigma

Estratégia Seis Sigma Estratégia Seis Sigma Transformando oportunidades em resultados para os negócios M. I. Domenech Seis Sigma - Treinamentos Seis Sigma Crescimento Melhoria de Processos - Treinamentos M. I. Domenech Carlos

Leia mais

APQP PLANEJAMENTO AVANÇADO DA QUALIDADE DO PRODUTO

APQP PLANEJAMENTO AVANÇADO DA QUALIDADE DO PRODUTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ INSTITUTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E GESTÃO APQP PLANEJAMENTO AVANÇADO DA QUALIDADE DO PRODUTO Daniel Chaves H. da Silva Orientador: Professor Carlos Henrique Pereira Mello

Leia mais

Decidir como medir cada característica. Definir as características de qualidade. Estabelecer padrões de qualidade

Decidir como medir cada característica. Definir as características de qualidade. Estabelecer padrões de qualidade Escola de Engenharia de Lorena - EEL Controle Estatístico de Processos CEP Prof. MSc. Fabrício Maciel Gomes Objetivo de um Processo Produzir um produto que satisfaça totalmente ao cliente. Conceito de

Leia mais

Requisitos Específicos do Cliente Mercedes-Benz do Brasil Ltda.

Requisitos Específicos do Cliente Mercedes-Benz do Brasil Ltda. Requisitos Específicos do Cliente Mercedes-Benz do Brasil Ltda. Requisitos relacionados aos itens da ISO TS 16949:2009 Para uso conjunto com ISO TS 16949 (edição 2009 / 06 / 15) Situação de modificação

Leia mais

PALESTRA: SEJA MAIS FELIZ!

PALESTRA: SEJA MAIS FELIZ! PALESTRA: SEJA MAIS FELIZ! CONTEÚDO O que é a felicidade? Onde tudo começa... Decisão e ação O que está por trás das decisões? Por que dar-se ao trabalho? Você está no controle! Conhece-te a ti mesmo...

Leia mais

GESTÃO da Qualidade GESTÃO DA QUALIDADE. Definição de qualidade? Consumidor vs. produtor

GESTÃO da Qualidade GESTÃO DA QUALIDADE. Definição de qualidade? Consumidor vs. produtor GESTÃO da Qualidade Práticas DEG/AB 1 GESTÃO DA QUALIDADE Definição de qualidade? Consumidor vs. produtor Consumidor: qualidade é o grau em que o produto satisfaz as necessidades pelas quais foi adquirido

Leia mais

Departamento de Engenharia. ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção

Departamento de Engenharia. ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Engenharia Curso de Graduação em Engenharia de Produção ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção Prof. Gustavo Suriani de Campos Meireles.

Leia mais

ELABORAÇÃO DO MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE PARA UMA UNIVERSIDADE

ELABORAÇÃO DO MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE PARA UMA UNIVERSIDADE ELABORAÇÃO DO MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE PARA UMA UNIVERSIDADE Thayse Akemi Matuda Moda, Unespar Câmpus de Campo Mourão, tha_matuda@hotmail.com Henrique Holowka, Unespar Câmpus de Campo Mourão,

Leia mais

Tradução livre do PMBOK 2000, V 1.0, disponibilizada através da Internet pelo PMI MG em abril de 2001

Tradução livre do PMBOK 2000, V 1.0, disponibilizada através da Internet pelo PMI MG em abril de 2001 Capítulo 8 Gerenciamento da Qualidade do Projeto O Gerenciamento da Qualidade do Projeto inclui os processos necessários para garantir que o projeto irá satisfazer as necessidades para as quais ele foi

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Direitos Reservados Monteiro Associados

APRESENTAÇÃO. Direitos Reservados Monteiro Associados APRESENTAÇÃO PROPÓSITO Fazer a DIFERENÇA no DESENVOLVIMENTO saudável e sustentável das PESSOAS e das ORGANIZAÇÕES. VISÃO VISÃO DA EMPRESA TERMOS NOTÓRIO RECONHECIMENTO DA NOSSA COMPETÊNCIA NA GESTÃO DAS

Leia mais

Gerenciamento da Qualidade

Gerenciamento da Qualidade Gerenciamento da Qualidade Técnicas e Ferramentas de Mercado Objetivo Este curso tem como objetivo consolidar conhecimentos sobre as principais técnicas e ferramentas de Gerenciamento da Qualidade utilizadas

Leia mais

CONGRESSO LEAN SIX SIGMA 2010

CONGRESSO LEAN SIX SIGMA 2010 CONGRESSO LEAN SIX SIGMA 2010 Lean Six Sigma e seu relacionamento com outras metodologias Alberto Pezeiro pezeiro@setadg.com.br TEL.+55.19.3707-1535 CEL.+55.11.8111-0026 www.setadg.com.br 1 Seta Desenvolvimento

Leia mais

Análise de Modo e Efeito de Falha Potencial - FMEA. Apostila e Tabelas Recomendadas para Severidade Ocorrência e Detecção

Análise de Modo e Efeito de Falha Potencial - FMEA. Apostila e Tabelas Recomendadas para Severidade Ocorrência e Detecção Análise de Modo e Efeito de Falha Potencial - FMEA Apostila e Tabelas Recomendadas para Severidade Ocorrência e Detecção Professores: Diego Mondadori Rodrigues Ernani Matschulat Viviane Dorneles Tobias

Leia mais

Prof. Cleber Ricardo Paiva. Sistemas de Gestão Integrados Pós-graduação Latu Sensu em Gestão Empresarial. Sistemas de Gestão Integrados.

Prof. Cleber Ricardo Paiva. Sistemas de Gestão Integrados Pós-graduação Latu Sensu em Gestão Empresarial. Sistemas de Gestão Integrados. 1 Sistemas de Gestão Integrados Gestão da Qualidade Pós graduação Latu Sensu em Gestão Empresarial Ribeirão Preto E-mail: crpaiva@faap.br CONTEÚDO Introdução Sistemas de Gestão da Qualidade Ações Gerenciais

Leia mais

VAGAS. Ger Supply Chain. Coord Adm Vendas / Gerente Jr

VAGAS. Ger Supply Chain. Coord Adm Vendas / Gerente Jr VAGAS Ger Supply Chain Coord Adm Vendas / Gerente Jr Superior Completo e MBA em Logística Experiência na posição de 5 anos mínimo Reporte: Diretor Industrial Inglês Fluente e desejável espanhol Reportando-se

Leia mais

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM ABRIL DE 2016

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM ABRIL DE 2016 6 σ LEAN UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM ABRIL DE 2016 UPGRADE BLACK BELT ORIGENS DO A metodologia Seis Sigma surgiu na Motorola, na década de 1980, e foi posteriormente implementada na General

Leia mais

Oferta Formativa 2014 INTRA EMPRESAS

Oferta Formativa 2014 INTRA EMPRESAS Qualidade Sistemas de Gestão da Qualidade ISO 9001:2008 14 Gestão por Processos - ISO 9001:2008 8 Melhoria Contínua da Qualidade 21 Seminário em Sistemas de Gestão da Qualidade 7 Sensibilização em Sistemas

Leia mais

SISTEMÁTICA PARA SELEÇÃO DE TÉCNICAS ESTATÍSTICAS APLICADA AO DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS

SISTEMÁTICA PARA SELEÇÃO DE TÉCNICAS ESTATÍSTICAS APLICADA AO DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS SISTEMÁTICA PARA SELEÇÃO DE TÉCNICAS ESTATÍSTICAS APLICADA AO DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS Creusa Sayuri Tahara Amaral Grupo ei2 NUMA EESC USP São Carlos Agenda Introdução Metodologia Seis sigma Design

Leia mais

RELAÇÃO DE TREINAMENTOS IN COMPANY

RELAÇÃO DE TREINAMENTOS IN COMPANY RELAÇÃO DE TREINAMENTOS IN COMPANY 1. Qualidade Tipos de treinamento 1.1 Interpretação das normas ISO 9000 - Requisitos Específicos da Norma ISO 9001 24 1.2 Interpretação da especificação técnica ISO/TS

Leia mais

q-book Ferramentas da Qualidade de referências VOP/DQA Novembro, 2011 Versão 2.0/ Revisão 1

q-book Ferramentas da Qualidade de referências VOP/DQA Novembro, 2011 Versão 2.0/ Revisão 1 q-book Ferramentas da Qualidade Guia rápido de referências VOP/DQA Novembro, 2011 Versão 2.0/ Revisão 1 FOLHA DE APROVAÇÃO Elaboração: Frederico Cardoso Della Bidia Engenheiro da Qualidade Revisão: Giovanni

Leia mais

QUALIDADE MELHORAMENTO FOCALIZADO

QUALIDADE MELHORAMENTO FOCALIZADO QUALIDADE MELHORAMENTO FOCALIZADO (Quality - Focus Improvement) 1 QUALITY FOCUS IMPROVEMENT 1. INTRODUÇÃO; 2. METODOLOGIA 5 S ; 3. GESTÃO DA QUALIDADE; 4. MELHORIA FOCALIZADA; 1. INTRODUÇÃO As práticas

Leia mais

Proposta. ISO 20.000 / 2011 Fundamentos. Apresentação Executiva. ISO 20.000 / 2011 - Fundamentos

Proposta. ISO 20.000 / 2011 Fundamentos. Apresentação Executiva. ISO 20.000 / 2011 - Fundamentos ISO 20.000 / 2011 Fundamentos Apresentação Executiva 1 O treinamento de ISO 20.000 Foundation tem como premissa fornecer uma visão geral da publicação da norma ISO/IEC 20000 capacitando o aluno a entender

Leia mais