ANA ISABEL FERREIRA OBJECTIVOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANA ISABEL FERREIRA OBJECTIVOS"

Transcrição

1 ANA ISABEL FERREIRA TERAPEUTA OCUPACIONAL MARÇO DE 2011 RELAXAMENTO OBJECTIVOS Conhecer as características do relaxamento no meio aquático, perspectivando a sua aplicabilidade nas aulas de natação adaptada; Diferenciar o relaxamento activo do relaxamento passivo, identificando o mais adequado para diferentes situações das aulas de natação adaptada; Aplicar técnicas e estratégias de relaxamento durante a aula de natação adaptada.

2 RELAXAMENTO Estado de consciência caracterizado por sentimentos de paz e libertação da tensão, ansiedade e medo. Apresenta uma dimensão psicológica que se traduz pela ausência de pensamentos stressantes ou desconfortáveis e uma dimensão física que se refere à descontracção muscular. ( Payne R., 2005) RELAXAMENTO NO MEIO AQUÁTICO Relax = decrease tension Take away physical tension Cope with mental tension Influence the autonomous system Treart functional problems with relaxation and moving consciously Lambeck J., 2010

3 RELAXAMENTO NO MEIO AQUÁTICO Diminuição do nível de actividade do sistema nervoso central e do sistema muscular, através da utilização de técnicas especificas que combinam, no meio aquático, o alongamento, a respiração e a informação vestibulo proprioceptiva. RELAXAMENTO NO MEIO AQUÁTICO IMPLICAÇÕES Sistema Nervoso Autónomo Sistema Endócrino Sistema Musculo Esquelético

4 RELAXAMENTO NO MEIO AQUÁTICO S.N.PARASSIMPÁTICO

5 S.N.ENDÓCRINO AUMENTO DE ACETILCOLINA Vasodilatação Diminuição da frequência cardíaca Redução de força de contracção cardíaca Diminuição de condução nervosa Activação das funções cognitivas aumentando os índices de aprendizagem. SIST. MÚSCULO ESQUELÉTICO MOV. ROTACIONAIS DO TRONCO DIMINUIÇÃO DA TENSÃO MUSCULAR MOV. RÍTMICOS ALTERNÂNCI A DE MOV. DE PEQUENO E GRANDE RAIO DIMINUIÇÃO DA ACTIVIDADE CEREBRAL

6 RELAXAMENTO NO MEIO AQUÁTICO ELEMENTOS DE RELAXAMENTO Respiração Alongamento Inf. Vestibulo Proprioceptiva ELEMENTOS DO MEIO AQUÁTICO Temperatura Resistência Filogenia / Ontogenia Música RESPIRAÇÃO A respiração é um processo automático controlado pelos centros no tronco cerebral (protuberância anular e bolbo)

7 RESPIRAÇÃO Ciclo respiratório Activação do sistema nervoso parassimpático mais profundo e equilibrado Melhor funcionamento muscular RESPIRAÇÃO No ciclo respiratório a inspiração deve ser encarada como deixar entrar o ar e na expiração libertar o ar ; A transição entre a inspiração e a expiração deve ser fluida e continua; A inspiração deve realizar-se pelo nariz, para que filtração e aquecimento do ar nas fossas nasais. haja a

8 ALONGAMENTO Ocorre essencialmente ao nível do tecido conjuntivo e do tecido muscular TECIDO CONJUNTIVO Realiza o preenchimento dos espaços existentes entre as diversas estruturas do corpo humano; Tem como funções: Estabelecimento e manutenção da forma do corpo; Defesa Transporte

9 TECIDO CONJUNTIVO É constituído por: Células Fibras Substancia fundamental TECIDO MUSCULAR Caracteriza-se pela contractibilidade e pela excitabilidade e são de três tipos: liso, cardíaco e esquelético

10 TECIDO MUSCULAR O tecido muscular esquelético é aquele cuja contracção é voluntária e rápida. Regra geral estes músculos estão envolvido na locomoção ou no revestimento visceral. DIRECTRIZES PARA O ALONGAMENTO È particularmente útil em situações de stress tecidular ou mesmo quando já se verifica rigidez; Deve ser realizado: durante 10 segundos findos os quais deve existir uma paragem de 60 segundos (Carlson et al, 1990); respeitando a elasticidade individual e alcançando, no máximo, 150% do cumprimento tecidular do individuo; de modo lento; incidindo primordialmente sobre as regiões com maior tensão; faseadamente

11 ALONGAMENTO BENEFÍCIOS PRECAUÇÕES Mantém / aumenta a elasticidade dos tecidos Excessiva velocidade de execução Melhora a mobilidade articular Previne lesões Promove a reorganização das estruturas Execução quando existe inflamação aguda do tecido conjuntivo Demasiado alongamento INF. VESTIBULO - PROPRIOCEPTIVA É dada através dos movimentos continuados (circulares e lineares) e que se realizem contra resistência; Promovem a consciencialização corporal, o relaxamento muscular e a regulação do arousal;

12 TEMPERATURA 32ºC - 34ºC R. Activo: OK Relaxamento Passivo: leva à diminuição da ºC do utente 34ºC 36º C R. Activo: há um lig. aumento da ºC do utente R. Passivo: Ok, durante os 1ºs 30m de relaxamento + de 36ºC R. Activo: Aumento significativo da ºC do utente, não sendo aconselhável R. Passivo: Manutenção da ºC Corporal do utente MÚSICA A música é uma das actividades mais agradáveis para brain reward system. O Cérebro Humano está desenhado para percepcionar a música como agradável, no entanto, os factores culturais influenciam qual o tipo de música que activa cada sistema recompensatório cerebral. Gutman e Schindler, 2007

13 FLOW Flow is a optimal experience in which people feel intense pleasure and satisfaction while deeply engaged in desired activity Csikszentmihalyi, 1988 FLOW Csikszentmihalyi, 1990 Absorção completa pela actividade e diminuição do alerta para os estímulos ambientais; Sentimento de unicidade com a actividade; Imersão total no presente e perca da noção de tempo; Diminuição do medo e ansiedade Aumento da satisfação pessoal

14 NO RELAXAMENTO AQUÁTICO Flow Pesquisa demonstra que no relaxamento aquático as ondas cerebrais predominantes são as Theta (4-7HZ) existentes nos períodos de sono; O relaxamento aquático leva ao aumento de endorfinas; Passado de 9 meses aquáticos. RELAXAMENTO NO MEIO AQUÁTICO Ai Chi Watsu ACTIVO Water Yoga. Passivo Jahara Aquamouvance.

15 AI CHI Criado em 1995 pelo Japonês Jun Konno Na Europa tem sido muito desenvolvido por Anne Bommer Na América conta com Ruth Sova como a principal dinamizadora AI CHI Ai = Amor Chi = Energia da Vida

16 AI CHI Equilíbrio Relaxamento Força AI CHI - APLICAÇÃO Gradual Respeitando o ritmo do grupo Levando o grupo a sentir o movimento Dirigir a atenção para a mente Descentrar do movimento

17 CONTEMPLANDO FLUTUANDO ELEVANDO FECHANDO CRUZANDO ACALMANDO LIVRANDO ACEITANDO TRANSFERINDO CIRCULANDO ACEITANDO COM GRAÇA BALANÇANDO FLUINDO REFLECTINDO SUSTENTANDO

18 AI CHI VAMOS VER WATSU 1980 Harold Dull começou a aplicar os princípios dos alongamentos do Shiatsu Zen no meio aquático Aplicado à população em geral

19 PRINCIPIOS Alongamento Passivo Pressão WATSU Respiração Mobilização PRINCIPIOS Movimentos Base + ESPONTANEIDADE CRIATIVIDADE MEDITAÇÃO

20 PRINCIPIOS Utente completamente passivo Pegas com apoio dorsal da mão ou do antebraço Importância da fluidez da técnica REQUISITOS AMBIENTAIS A técnica só pode ser aplicada com agua a 34 /35ºC; O ambiente da piscina deverá ser calmo, sem aulas a decorrer, sem correntes de ar,... È recomendável a utilização de música de relaxamento durante a sessão, promovendo assim o efeito relaxante da técnica;

21 PROCEDIMENTOS GERAIS A sessão inicia-se e termina com o utente na berma; Na berma o Terapeuta explica as linhas gerais da técnica descrevendo o que irá acontecer; O utente deve permanecer de olhos fechados durante todo o relaxamento; ALGUNS PASSOS Dança da Respiração na água; Oferta suave; Libertação da coluna Oferecer uma perna Oferecer duas pernas Acordeão Acordeão em rotação Rotação da perna de dentro Rotação da perna de fora Pega por cima Calma Acompanhar o movimento Algas Watsu Europa

22 WATSU VAMOS VER RELAXAMENTO NO MEIO AQUÁTICO NA NATAÇÃO ADAPTADA

23 ESTRUTURA DA AULA FASE TRABALHO DESENVOLVIDO AQUECIMENTO Preparação das estruturas anatómicas e activação do sistema atencional para o trabalho desenvolvido na fase fundamental / desenvolvimento. DESENVOLVIMENTO Corpo da aula. Fase em que são dinamizadas as actividades que visam atingir os objectivos prioritários e levar à aprendizagem de novos conteúdos. RETORNO À CALMA Fase final da aula que visa a descontracção e por vezes a integração dos principais conteúdos abordados. RELAXAMENTO NO MEIO AQUÁTICO NA NATAÇÃO ADAPTADA

24 ESTRUTURA DA AULA FASE AQUECI. TRABALHO DESENVOLVIDO Quando o utente chega demasiado instável à aula, comprometendo o seu envolvimento na mesma. DESENVOLV. Se ao longo da aula, o utente manifestar o comportamento disruptivo que inviabilize o processo de aprendizagem. RETORNO À CALMA Quando a aula trouxe demasiados desafios ao utente, havendo necessidade de diminuir o arousal; Quando a nível neuro-motor existe indicação para realizar um alongamento com vista ao aumento / manutenção das amplitudes de movimento. BIBLIOGRAFIA Campion M. ( 2000). Hidroterapia: princípios e prática. São Paulo. Manole Cole A., Becker B. (2004). Comprehensive Aquatic Therapy. United States of America. Butterworth Heinemann Gutman, S., Schindler, V. (2007). The neurological basis of occupation. Occupational Therapy International 14(2), Payne R. ( 2003) Técnicas de Relaxamento. 2ª edição. Lisboa. Lusociência Velasco C. (1994). Habilitação e reabilitações psicomotoras na água: corpo, mente e prazer. São Paulo. Editora Harbra

HALLIWICK. Partilhar a filosofia de intervenção segunda a técnica de. Compreender os 10 pontos chaves do Halliwick;

HALLIWICK. Partilhar a filosofia de intervenção segunda a técnica de. Compreender os 10 pontos chaves do Halliwick; ANA ISABEL FERREIRA TERAPEUTA OCUPACIONAL FEVEREIRO DE 2011 HALLIWICK OBJECTIVOS Partilhar a filosofia de intervenção segunda a técnica de Halliwick; Compreender os 10 pontos chaves do Halliwick; Conhecer

Leia mais

ACTIVIDADES DE RELAXAÇÃO

ACTIVIDADES DE RELAXAÇÃO ACTIVIDADES DE RELAXAÇÃO Momentos de bem-estar, a pensar em si. ACAPO Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal Delegação do Algarve Ano 2011 A relaxação actua como um mecanismo regulador das emoções

Leia mais

Atenção > Concentração

Atenção > Concentração CONCENTRAÇÃO Atenção > Concentração A atenção é uma forma de interacção com o mundo interno e externo da pessoa (corpo e ambiente). A concentração é a manutenção das condições da atenção por algum tempo

Leia mais

TAI CHI CHUAN CARTA DE APRESENTAÇÃO À APMP

TAI CHI CHUAN CARTA DE APRESENTAÇÃO À APMP CARTA DE APRESENTAÇÃO À APMP APRESENTAÇÃO A Qualidade de Vida é importante para a manutenção da saúde e da paz, pois, quando um ser está bem consigo, gera ao seu redor um clima de tranqüilidade e bem-estar

Leia mais

Plano de Exercícios Clinic ABL Antes e Depois do Treino com Bola

Plano de Exercícios Clinic ABL Antes e Depois do Treino com Bola Plano de Exercícios Clinic ABL Antes e Depois do Treino com Bola Introdução São vários os estudos de investigação que atualmente avaliam as necessidades dos atletas e os diferentes pontos de vista a respeito

Leia mais

Programa de RN Modelo Holístico. Reabilitação Neuropsicológica. Um programa de dia. Centro de Reabilitação Profissional de Gaia 1/7

Programa de RN Modelo Holístico. Reabilitação Neuropsicológica. Um programa de dia. Centro de Reabilitação Profissional de Gaia 1/7 Reabilitação Neuropsicológica Um programa de dia 1/7 Este programa de reabilitação é dirigido a pessoas lesão cerebral adquirida, em idade activa e constitui-se como um programa de transição entre a reabilitação

Leia mais

Preparação Aquática Pré e Pós Parto e Aclimatização dos Bebés à Água

Preparação Aquática Pré e Pós Parto e Aclimatização dos Bebés à Água Programa do Curso Preparação Aquática Pré e Pós Parto e Aclimatização dos Bebés à Água 14 a 20 de Junho de 2009 no Porto A. Descoberta do meio aquático Sessões Teóricas A água: - Propriedades físico-químicas

Leia mais

PSICOLOGIA B 12º ANO

PSICOLOGIA B 12º ANO PSICOLOGIA B 12º ANO TEXTO DE APOIO ASSUNTO: Piaget Piaget apresenta uma teoria que privilegia o aspecto cognitivo do desenvolvimento, encarado como processo descontínuo, uma evolução por 4 estádios que

Leia mais

Aulas de Inglês implementando técnicas de Yoga na Educação (T.Y.E.)

Aulas de Inglês implementando técnicas de Yoga na Educação (T.Y.E.) Aulas de Inglês implementando técnicas de Yoga na Educação (T.Y.E.) Maria Fernanda Teixeira Pinto Hoje em dia as crianças e jovens tem uma vida muito cheia de tarefas e compromissos, correndo de um lugar

Leia mais

Curso de Formação 1. www.snoezelen-idosos.com 1. Nome da Formação: Intervenção Multissensorial na Educação Especial

Curso de Formação 1. www.snoezelen-idosos.com 1. Nome da Formação: Intervenção Multissensorial na Educação Especial Curso de Formação 1 Nome da Formação: Intervenção Multissensorial na Educação Especial Perspetivas lúdicas e aprendizagens no Snoezelen Objetivo Geral do Curso: Promover a aquisição de conhecimentos sobre

Leia mais

Conteúdo: Partes do corpo humano. Atividade física eleva a qualidade de vida. Cuidando das articulações. FORTALECENDO SABERES

Conteúdo: Partes do corpo humano. Atividade física eleva a qualidade de vida. Cuidando das articulações. FORTALECENDO SABERES 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I Conteúdo: Partes do corpo humano. Atividade física eleva a qualidade de vida. Cuidando das articulações. 3 CONTEÚDO

Leia mais

As 7 estratégias mais eficazes para reduzir o stress no dia-a-dia cientificamente comprovadas e 100% naturais!

As 7 estratégias mais eficazes para reduzir o stress no dia-a-dia cientificamente comprovadas e 100% naturais! 1) Aprenda a Relaxar A prática regular de alguma técnica de relaxamento tem efeitos profundos no sistema imunológico, além de ajudar a baixar a pressão arterial e a reduzir níveis altos de colesterol.

Leia mais

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM 06-05-2016 / 08-05-2016. HORARIO Manhã - 9:00 às 13:00 Tarde - 14:00 às 18:00 INVESTIMENTO

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM 06-05-2016 / 08-05-2016. HORARIO Manhã - 9:00 às 13:00 Tarde - 14:00 às 18:00 INVESTIMENTO FISIOTERAPIA AQUáTICA (MAI 2016) PORTO A Fisioterapia Aquática pode ser utilizada na prevenção e intervenção em diversas patologias. Esta exige do terapeuta competências específicas. Junte-se a Alexandre

Leia mais

FACTORES INDIVIDUAIS ASSOCIADOS AO PRATICANTE

FACTORES INDIVIDUAIS ASSOCIADOS AO PRATICANTE FACTORES INDIVIDUAIS ASSOCIADOS AO PRATICANTE FACTORES ANSIÓGENOS, DE STRESS E ACTIVAÇÃO NA AFD Aspectos introdutórios Quadro conceptual Avaliação da ansiedade e estresse Modelos explicativos da ansiedade

Leia mais

dores do parto parto É muito importante estarem conscientes da origem natural e saudável das dores que estão a sentir entrevista

dores do parto parto É muito importante estarem conscientes da origem natural e saudável das dores que estão a sentir entrevista doresde1:layout 1 11/19/08 10:32 PM Page 24 dores do As dores de constituem um dos maiores medos para as futuras mães. Saber o que fazer e como lidar com as dores pode ajudá-la a enfrentar o trabalho de

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ATIVIDADE FÍSICA, SAÚDE E LAZER Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ATIVIDADE FÍSICA, SAÚDE E LAZER Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular ATIVIDADE FÍSICA, SAÚDE E LAZER Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Motricidade Humana 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

COMPETÊNCIAS. Reconhecer a importância das artes visuais como valor cultural indispensável ao desenvolvimento do ser humano.

COMPETÊNCIAS. Reconhecer a importância das artes visuais como valor cultural indispensável ao desenvolvimento do ser humano. COMPETÊNCIAS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS Ao longo do ensino básico as competências que o aluno deve adquirir em Artes Visuais articulam-se em três eixos estruturantes fruição - contemplação, produção criação,

Leia mais

CURSOS PROFISSIONAIS Ficha de Planificação Modular

CURSOS PROFISSIONAIS Ficha de Planificação Modular CURSOS PROFISSIONAIS Ficha de Planificação Modular Ano Lectivo: 2015-2016 Curso: Técnico de Gestão Ano: 11º Turma: Q Disciplina: Educação Física Módulo nº: 7 Data de início: 28/09/2011 TEMA do MÓDULO:

Leia mais

FUNDAMENTOS CENTRO DE PSICOTERAPIA SOMÁTICA EM BIOSSÍNTESE

FUNDAMENTOS CENTRO DE PSICOTERAPIA SOMÁTICA EM BIOSSÍNTESE FUNDAMENTOS CENTRO DE PSICOTERAPIA SOMÁTICA EM BIOSSÍNTESE Sede: Av. 5 de Outubro, Nº 122 5º Esq 1050-061 Lisboa Portugal Tel. 21 793 5326 Sociedade por quotas Capital Social 5 000 Registo Comercial Nº

Leia mais

Dist. da linha saída à 1ª barreira

Dist. da linha saída à 1ª barreira TÉCNICA DAS CORRIDAS COM BARREIRAS Antes de mais nada podemos dizer que as corridas com barreiras são provas de velocidade rasa porque, muito embora o barreiristas se depare com uma série de barreiras

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ACTIVIDADE FÍSICA, SAÚDE E LAZER Ano Lectivo 2012/2013

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ACTIVIDADE FÍSICA, SAÚDE E LAZER Ano Lectivo 2012/2013 Programa da Unidade Curricular ACTIVIDADE FÍSICA, SAÚDE E LAZER Ano Lectivo 2012/2013 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Motricidade Humana 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

Indoor Cycle Actividades de Grupo Pré-Coreografadas Telma Gonçalves

Indoor Cycle Actividades de Grupo Pré-Coreografadas Telma Gonçalves Actividades de Grupo Pré-Coreografadas Telma Gonçalves Metodologia do Indoor Cycle Em foco... Década de 80 Inspirado no ciclismo outdoor Simulação de ciclismo outdoor 2 Segurança Características Intensidade,

Leia mais

TRIPLO SALTO VELOCIDADE FORÇA OUTRAS VELOCIDADE EXECUÇAO (MOV. ACÍCLICO) FORÇA RESISTÊNCIA HIPERTROFIA CAPACIDADE DE ACELERAÇÃO EQUILÍBRIO

TRIPLO SALTO VELOCIDADE FORÇA OUTRAS VELOCIDADE EXECUÇAO (MOV. ACÍCLICO) FORÇA RESISTÊNCIA HIPERTROFIA CAPACIDADE DE ACELERAÇÃO EQUILÍBRIO TRIPLO SALTO O TRIPLO SALTO É UMA DISCIPLINA TÉCNICA MUITO COMPLEXA QUE OBRIGA A UM GRANDE APERFEIÇOAMENTO EM VÁRIAS VERTENTES, VISTO O SEU DESENVOLVIMENTO DEPENDER DE UMA COMBINAÇÃO DE VÁRIAS HABILIDADES

Leia mais

Exercícios Práticos para as Dificuldades de Aprendizagem

Exercícios Práticos para as Dificuldades de Aprendizagem Exercícios Práticos para as Dificuldades de Aprendizagem (Fundamentação Teórica) Trabalho realizado por: Isabel Saraiva Barbosa n.º21666 Universidade Portucalense Porto, Portugal 13 de Junho 2008 Dificuldades

Leia mais

MASSAGEM AYURVÉDICA TRADICIONAL - CERTIFICADO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL

MASSAGEM AYURVÉDICA TRADICIONAL - CERTIFICADO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL Massagem Ayurvédica Tradicional. MASSAGEM AYURVÉDICA TRADICIONAL - CERTIFICADO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL APRESENTAÇÃO A arte milenar da terapia corporal tem na massagem Ayurvédica tradicional uma das mais

Leia mais

Danças Luso Ibéricas 2011

Danças Luso Ibéricas 2011 Danças Luso Ibéricas Sevilhanas Pilar Madeira 11 Conteúdo 1. Introdução:... 3 2. Identificação de necessidades:... 4 3. Fundamentação da acção:... 4 4. Objectivo geral:... 5 4.1 Objectivo específico:...

Leia mais

WORKSHOP DE DANÇA INCLUSIVA ORIENTADO POR ANA RITA BARATA COMPANHIA CIM

WORKSHOP DE DANÇA INCLUSIVA ORIENTADO POR ANA RITA BARATA COMPANHIA CIM WORKSHOP DE DANÇA INCLUSIVA ORIENTADO POR ANA RITA BARATA COMPANHIA CIM DIAS/HORÁRIOS 24 e 25 de Outubro > 14h às 17h Apresentação final dia 25 de Outubro às 18h NºPARTICIPANTES Mínimo 8 / Máximo 20 Nota

Leia mais

Sistema Muscular. Elementos de Anatomia e Fisiologia Humana

Sistema Muscular. Elementos de Anatomia e Fisiologia Humana Os ossos e as articulações fornecem a estrutura e o suporte do corpo humano mas, por si só, não conseguem mover o corpo. O movimento depende do sistema muscular e, é conseguido pela contracção e relaxamento

Leia mais

O Ginásio Topázio é um espaço de actividade física que existe desde Fevereiro de 2006, localizado em Alfornelos, no Concelho da Amadora.

O Ginásio Topázio é um espaço de actividade física que existe desde Fevereiro de 2006, localizado em Alfornelos, no Concelho da Amadora. O Ginásio Topázio é um espaço de actividade física que existe desde Fevereiro de 2006, localizado em Alfornelos, no Concelho da Amadora. Conta na sua equipa com um conjunto de profissionais habilitados

Leia mais

Capacidade térmica mássica

Capacidade térmica mássica AL 1.3. Capacidade térmica mássica Em grupo de trabalho e com ajuda do professor os alunos planificam um procedimento experimental que os vai ajudar a dar resposta ao problema. Durante a realização da

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO. Componente Curricular: Hidroterapia

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO. Componente Curricular: Hidroterapia CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Hidroterapia Código: Fisio 217 Pré-requisito: ------- Período Letivo: 2013.1 Professor:

Leia mais

Considerada como elemento essencial para a funcionalidade

Considerada como elemento essencial para a funcionalidade 13 Epidemiologia e Flexibilidade: Aptidão Física Relacionada à Promoção da Saúde Gláucia Regina Falsarella Graduada em Educação Física na Unicamp Considerada como elemento essencial para a funcionalidade

Leia mais

Partes Específicas da Aula (Ginástica)

Partes Específicas da Aula (Ginástica) Partes Específicas da Aula (Ginástica) Aquecimento; Desenvolvimento; Desaquecimento. Aquecimento É o conjunto de atividades que, mediante ao volume e intensidade adequados, visam preparar o indivíduo em

Leia mais

Quem não tem está out.

Quem não tem está out. Quem não tem Yn está out. Liberte o espaço de banho Yn Yn é modernidade desenhada para viver momentos de prazer no dia-a-dia. Inspirada num estilo de vida activo e citadino, a sua beleza sobressai através

Leia mais

Massagem de Relaxamento

Massagem de Relaxamento Massagem de Relaxamento Realizada com óleos essenciais, jasmim, alfazema ou ylang ylang, os seus movimentos são lentos, suaves e envolventes, com efeito relaxante, restabelecendo o equilíbrio da área psico-emocional,

Leia mais

Olá, que bom que você está aqui no Relaxamento Presente.

Olá, que bom que você está aqui no Relaxamento Presente. Olá, que bom que você está aqui no Relaxamento Presente. Um dos grandes dilemas que os pais enfrentam atualmente é em relação à educação dos filhos, e se perguntam constantemente: "Como fazer meu filho

Leia mais

Exercícios para a activação geral e o retorno à calma

Exercícios para a activação geral e o retorno à calma Exercícios para a activação geral e o retorno à calma Mobilização da articulação do ombro 1 Objectivos: Aumentar a amplitude dos ombros e parte superior das costas. Mobiliza os deltóides, rotadores da

Leia mais

DISCIPLINAS - CAMPUS 2 Aula Exercícios Físicos e Caminhada Orientada

DISCIPLINAS - CAMPUS 2 Aula Exercícios Físicos e Caminhada Orientada DISCIPLINAS - CAMPUS 2 Aula Exercícios Físicos e Caminhada Orientada A caminhada será realizada na pista de saude da Av. Henrique Gregori e/ou na pista do Luizão - os exercícios serão realizados em sala

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ANATOMOFISIOLOGIA I Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ANATOMOFISIOLOGIA I Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular ANATOMOFISIOLOGIA I Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Motricidade Humana 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

A ACTIVIDADE FÍSICA F PREVENÇÃO DA IMOBILIDADE NO IDOSO EDNA FERNANDES

A ACTIVIDADE FÍSICA F PREVENÇÃO DA IMOBILIDADE NO IDOSO EDNA FERNANDES A ACTIVIDADE FÍSICA F NA PREVENÇÃO DA IMOBILIDADE NO IDOSO EDNA FERNANDES Epidemiologia do Envelhecimento O envelhecimento da população é um fenómeno de amplitude mundial, a OMS (Organização Mundial de

Leia mais

OS SEIS ERROS MENTAIS QUE MAIS ATRAPALHAM SEU JOGO

OS SEIS ERROS MENTAIS QUE MAIS ATRAPALHAM SEU JOGO OS SEIS ERROS MENTAIS QUE MAIS ATRAPALHAM SEU JOGO Tênis é em grande parte um jogo mental. Um bom tenista deve ser mentalmente forte para conseguir lidar com as adversidades e manter um jogo consistente.

Leia mais

EFEITO DO AQUECIMENTO MUSCULAR GERADO PELA BICICLETA ERGOMÉTRICA SOBRE A EXTENSIBILIDADE IMEDIATA DOS MÚSCULOS ISQUIOTIBIAIS

EFEITO DO AQUECIMENTO MUSCULAR GERADO PELA BICICLETA ERGOMÉTRICA SOBRE A EXTENSIBILIDADE IMEDIATA DOS MÚSCULOS ISQUIOTIBIAIS Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 EFEITO DO AQUECIMENTO MUSCULAR GERADO PELA BICICLETA ERGOMÉTRICA SOBRE A EXTENSIBILIDADE IMEDIATA DOS MÚSCULOS ISQUIOTIBIAIS

Leia mais

Promoção da Actividade Física nos Idosos Acção Integrada para um Objectivo Comum

Promoção da Actividade Física nos Idosos Acção Integrada para um Objectivo Comum Promoção da Actividade Física nos Idosos Acção Integrada para um Objectivo Comum 1. Introdução O envelhecimento é um fenómeno universal, irreversível e inevitável em todos os seres vivos. Psicológico Social

Leia mais

Óbidos SPA *Menu de tratamentos*

Óbidos SPA *Menu de tratamentos* Óbidos SPA *Menu de tratamentos* I Rituais de Rosto Ritual de Rosto Josefa d Óbidos 45 min - 30 Libertando a pele de impurezas, aumenta a oxigenação das células, revelando o brilho da pele. A tez fica

Leia mais

Dados Pessoais: História social e familiar. Questões especiais Exames Complementares Medicação: Reumoplus. Fatores que agravam os sintomas e função

Dados Pessoais: História social e familiar. Questões especiais Exames Complementares Medicação: Reumoplus. Fatores que agravam os sintomas e função Dados Pessoais: Nome: V. Idade: 19 Morada: Contacto: Médico: Fisioterapeuta: Profissão: Estudante e Jogador de Basquetebol (Estoril) Diagnóstico Médico: Ligamentoplastia do Ligamento Cruzado Anterior História

Leia mais

19/09/2012. Profa. Ms. DANIELA VINCCI LOPES RUZZON

19/09/2012. Profa. Ms. DANIELA VINCCI LOPES RUZZON HISTÓRICO MÉTODO DOS ANÉIS DE BAD RAGAZ Profa. Ms. DANIELA VINCCI LOPES RUZZON Criado na Alemanha pelo Dr. Knupfer. Conceitos de neurofisiologia do treinamento. Propriedades físicas da água. Cadeias simples

Leia mais

Treino de Alongamento

Treino de Alongamento Treino de Alongamento Ft. Priscila Zanon Candido Avaliação Antes de iniciar qualquer tipo de exercício, considera-se importante que o indivíduo seja submetido a uma avaliação física e médica (Matsudo &

Leia mais

DEPRESSÃO. Tristeza vs Depressão «Será que estou deprimido?» «Depressão?! O que é?»

DEPRESSÃO. Tristeza vs Depressão «Será que estou deprimido?» «Depressão?! O que é?» DEPRESSÃO Tristeza vs Depressão «Será que estou deprimido?» Em determinados momentos da nossa vida é normal experienciar sentimentos de «grande tristeza». Para a maioria das pessoas, tais sentimentos surgem

Leia mais

Por Personal Trainer Rui Barros

Por Personal Trainer Rui Barros Por Personal Trainer Rui Barros MANTER O PONTO DE EQUILIBRIO E NÃO RESISTIR À MUDANÇA Uma vez que estamos a terminar o nosso ciclo de treinos de verão, gostava de deixar ao leitor uma mensagem de conforto

Leia mais

PROGRAMA DE PSICOLOGIA

PROGRAMA DE PSICOLOGIA PROGRAMA DE PSICOLOGIA 12ª Classe 2º CICLO DO ENSINO SECUNDÁRIO Disciplina Opcional Ficha Técnica TÍTULO: Programa de Introdução ao Psicologia - 12ª Classe EDITORA: INIDE IMPRESSÃO: GestGráfica, S.A. TIRAGEM:

Leia mais

PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO E DA APRENDIZAGEM NA ADOLESCÊNCIA AULA 03: ABORDAGEM DA PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO TÓPICO 01: AS FASES DO DESENVOLVIMENTO HUMANO Para compreendermos a natureza do comportamento

Leia mais

CM 50. P Aparelho Anti-celulite. Instruções de utilização

CM 50. P Aparelho Anti-celulite. Instruções de utilização CM 50 PT P Aparelho Anti-celulite Instruções de utilização Beurer GmbH Söflinger Str. 218 89077 Ulm, Germany Tel.: +49 (0)731 / 39 89-144 Fax: +49 (0)731 / 39 89-255 www.beurer.com Mail: kd@beurer.de Componentes

Leia mais

Todos os direitos reservados

Todos os direitos reservados Todos os direitos reservados E necessária à autorização previa antes de reproduzir ou publicar parte ou esta obra na integra. Enquanto os autores fizeram os melhores esforços para preparar este livro,

Leia mais

Em perfeita harmonia com a Natureza envolvente, o Real Spa Marine é o refugio ideal para a sua mente, o seu corpo e o seu espírito.

Em perfeita harmonia com a Natureza envolvente, o Real Spa Marine é o refugio ideal para a sua mente, o seu corpo e o seu espírito. Em perfeita harmonia com a Natureza envolvente, o Real Spa Marine é o refugio ideal para a sua mente, o seu corpo e o seu espírito. Criámos um espaço relaxante onde tudo foi pensado ao pormenor, aliando

Leia mais

INTRODUÇÃO. A educação física é uma disciplina curricular que pedagogicamente bem orientada contribui para o desenvolvimento integral do homem.

INTRODUÇÃO. A educação física é uma disciplina curricular que pedagogicamente bem orientada contribui para o desenvolvimento integral do homem. INTRODUÇÃO O ensino da educação física no 1º nível de ensino joga um papel importante no desenvolvimento das diferentes qualidades físicas, assim como das diversas habilidades motoras dos educandos. Através

Leia mais

PROJECTO DE RESOLUÇÃO Nº 410/X

PROJECTO DE RESOLUÇÃO Nº 410/X PROJECTO DE RESOLUÇÃO Nº 410/X Que recomenda ao governo a revisão da comparticipação estatal na aquisição de medicamentos específicos para o tratamento da Demência na Doença de Alzheimer. I EXPOSIÇÃO DE

Leia mais

Serviço de Medicina Física e Reabilitação INSTITUTO PORTUGUÊS DE ONCOLOGIA DE FRANCISCO GENTIL GUIA DA MULHER SUBMETIDA A CIRURGIA DA MAMA

Serviço de Medicina Física e Reabilitação INSTITUTO PORTUGUÊS DE ONCOLOGIA DE FRANCISCO GENTIL GUIA DA MULHER SUBMETIDA A CIRURGIA DA MAMA Serviço de Medicina Física e Reabilitação INSTITUTO PORTUGUÊS DE ONCOLOGIA DE FRANCISCO GENTIL GUIA DA MULHER SUBMETIDA A CIRURGIA DA MAMA AUTORES: FT. GONÇALO SOARES FT. STELA FRAZÃO LISBOA, NOVEMBRO

Leia mais

PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA

PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA 11ª, 12ª e 13ª classes Formação de Professores do 1º Ciclo do Ensino Secundário Ficha Técnica TÍTULO: Programa de Metodologia do Ensino de Educação

Leia mais

Deficiência de Desempenho Muscular. Prof. Esp. Kemil Rocha Sousa

Deficiência de Desempenho Muscular. Prof. Esp. Kemil Rocha Sousa Deficiência de Desempenho Muscular Prof. Esp. Kemil Rocha Sousa Desempenho Muscular Refere-se à capacidade do músculo de produzir trabalho (força X distância). (KISNER & COLBI, 2009) Fatores que afetam

Leia mais

Relatório Área 1 -Semana a tempo inteiro, 1º ciclo e aulas filmadas-

Relatório Área 1 -Semana a tempo inteiro, 1º ciclo e aulas filmadas- UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE MOTRICIDADE HUMANA ESCOLA SECUNDÁRIA DE MEM MARTINS Ano Letivo 2014/2015 Relatório Área 1 -Semana a tempo inteiro, 1º ciclo e aulas filmadas- Orientadores: Prof. Lineu

Leia mais

Formação Pedagógica de Docentes. 1º Semestre do Ano Lectivo 2005/06

Formação Pedagógica de Docentes. 1º Semestre do Ano Lectivo 2005/06 Formação Pedagógica de Docentes 1º Semestre do Ano Lectivo 2005/06 Curso S1.1 Formação Pedagógica de Docentes 1 Formador: Drª Odete Fachada 2 Duração: 32 horas, repartidas por 4 dias. 3 Calendário: 1,

Leia mais

MASSAGEM PARA GRÁVIDAS (Massagem Estética Californiana)

MASSAGEM PARA GRÁVIDAS (Massagem Estética Californiana) 1 MASSAGEM PARA GRÁVIDAS (Massagem Estética Californiana) Um dos momentos mais especiais na vida de uma mulher é, sem dúvida, estar grávida. Esta é uma altura em que não é preciso motivos para celebrar

Leia mais

PROJECTO EDUCATIVO DA CRECHE

PROJECTO EDUCATIVO DA CRECHE PROJECTO EDUCATIVO DA CRECHE Uma proposta educativa própria de uma instituição e a forma global como se organiza para proporcionar às crianças o desenvolvimento do seu potencial, a experienciá-lo e a vivenciá-lo.

Leia mais

Exercícios de força muscular

Exercícios de força muscular Exercícios de força muscular ABDOMINAIS Objectivos: Melhoria funcional e reforço muscular do Core. Posição Inicial - Deite-se em decúbito dorsal (barriga para cima), coloque as pernas flectidas a 45º,

Leia mais

Drogas de Abuso. Equipe de Biologia

Drogas de Abuso. Equipe de Biologia Drogas de Abuso Equipe de Biologia Drogas Qualquer substância capaz de alterar o funcionamento do organismo ilícitas lícitas Drogas de abuso Drogas utilizadas sem indicação médica, tendo por objetivo alterar

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DA HIDROTERAPIA COMO UM RECURSO DA FISIOTERAPIA VETERINÁRIA

A UTILIZAÇÃO DA HIDROTERAPIA COMO UM RECURSO DA FISIOTERAPIA VETERINÁRIA A UTILIZAÇÃO DA HIDROTERAPIA COMO UM RECURSO DA FISIOTERAPIA VETERINÁRIA NOGUEIRA, José Luiz 1 ; SILVA, Marcos Vinícius Mendes 1 ; ARAÚJO, Karla Patrícia Cardoso 2 ; AMBRÓSIO, Carlos Eduardo 3 1 Mestrandos

Leia mais

Manual de Acolhimento das Piscinas Municipais de Oliveira do Bairro Programa Peixinhos

Manual de Acolhimento das Piscinas Municipais de Oliveira do Bairro Programa Peixinhos Horário: 2ª e 4ª feira das 10h15 às 11h Local: Piscinas Municipais de Oliveira do Bairro Manual de Acolhimento das Piscinas Municipais de Oliveira do Bairro Programa Peixinhos Âmbito Este programa, oferecido

Leia mais

PROGRAMA DE QUÍMICA 10ª CLASSE. Formação de Professores do 1º Ciclo do Ensino Secundário

PROGRAMA DE QUÍMICA 10ª CLASSE. Formação de Professores do 1º Ciclo do Ensino Secundário PROGRAMA DE QUÍMICA 10ª CLASSE Formação de Professores do 1º Ciclo do Ensino Secundário Ficha Técnica TÍTULO: Programa de Química - 10ª Classe Formação de Professores do 1º Ciclo do Ensino Secundário EDITORA:

Leia mais

PLATAFORMA OSCILATÓRIA. Faça ginástica sem esforço! Bastam 10 minutos por dia! Benefícios:

PLATAFORMA OSCILATÓRIA. Faça ginástica sem esforço! Bastam 10 minutos por dia! Benefícios: PLATAFORMA OSCILATÓRIA Faça ginástica sem esforço! Bastam 10 minutos por dia! Benefícios: Ajuda a perder peso. Ajuda a dissolver e a eliminar a celulite. Melhora a tonificação muscular. Aumenta a elasticidade.

Leia mais

5 ADAPTANDO AS BICICLETAS SPEED E MOUNTAIN BIKE À MORFOLOGIA DO CICLISTA

5 ADAPTANDO AS BICICLETAS SPEED E MOUNTAIN BIKE À MORFOLOGIA DO CICLISTA 5 ADAPTANDO AS BICICLETAS SPEED E MOUNTAIN BIKE À MORFOLOGIA DO CICLISTA Os dados aqui apresentados referem-se ao cálculo das dimensões das bicicletas dos tipos Speed e Mountain Bike de acordo com os dados

Leia mais

REGULAMENTO DO FITNESS / HIP HOP CHALLENGE TOUR

REGULAMENTO DO FITNESS / HIP HOP CHALLENGE TOUR REGULAMENTO DO FITNESS / HIP HOP CHALLENGE TOUR 2007 2008 1/6 INDICE INDICE... 1 INTRODUÇÃO... 2 1. OBJECTIVOS... 2 2. CRITÉRIOS DE PARTICIPAÇÃO... 2 3. COMPETIÇÕES... 3 3.1 Challenge... 3 3.2. Challenge

Leia mais

Matriz do Teste de Avaliação de Física e Química A - 11.º ano 1 de fevereiro de 2016 120 minutos

Matriz do Teste de Avaliação de Física e Química A - 11.º ano 1 de fevereiro de 2016 120 minutos Ano Letivo 2015/ 2016 Matriz do Teste de Avaliação de Física e Química A - 11.º ano 1 de fevereiro de 2016 120 minutos Objeto de avaliação O teste tem por referência o programa de Física e Química A para

Leia mais

Perturbação da Ansiedade de Separação

Perturbação da Ansiedade de Separação Bibliografia e Recursos úteis (1996). DSM-IV Manual de diagnóstico e estatística das perturbações mentais. Lisboa: Climepsi Editores. Perturbação da Ansiedade de Separação Kendall, P. C. (2011). Child

Leia mais

Competências Parentais

Competências Parentais ExpressARTE Recursos Didácticos para Aprender a Ser Mais Guia do Formador drmadorr1manda Competências Parentais Autor: Inês Eugénio Título: Competências Parentais Coordenação da Mala Formativa: Graça Pinto,

Leia mais

Neurose Ansiosa. Neurose Ansiosa. Psicopatologia Geral e Especial. Carlos Mota Cardoso

Neurose Ansiosa. Neurose Ansiosa. Psicopatologia Geral e Especial. Carlos Mota Cardoso Neurose Ansiosa 1 Angústia A angústia surge ante qualquer eventual ameaça à identidade e ao EU. Pode emergir em diversas circunstâncias, desde a mais estrita normalidade à franca psicopatologia. A angústia

Leia mais

CORPO MASSAGENS. R$ 200 60 min R$ 300 90 mim

CORPO MASSAGENS. R$ 200 60 min R$ 300 90 mim MASSAGENS CORPO Cidade Jardim Uma massagem exclusiva, que elimina a fadiga e estimula a circulação. Esta massagem é relaxante e uma combinação única entre as técnicas da massagem sueca e hindu, integrado

Leia mais

Gassho o Primeiro Pilar do Reiki

Gassho o Primeiro Pilar do Reiki Gassho o Primeiro Pilar do Reiki Os cinco princípios do Reiki são baseados nos três pilares do Reiki: Gassho: Pronuncia-se Gash-Show Reiji-Ho: Pronuncia-se - Ray-Gee-Hoe Chiryo: Pronuncia-se Chi-Rye-Oh

Leia mais

PROPOSTA DE TRABALHO ENSINO MÉDIO 2010. Pais e Alunos

PROPOSTA DE TRABALHO ENSINO MÉDIO 2010. Pais e Alunos PROPOSTA DE TRABALHO ENSINO MÉDIO 2010 Pais e Alunos Proposta de Trabalho Ensino Médio 2010 A partir de 2010 o nosso projeto pedagógico do Ensino Médio estará ainda mais comprometido com a formação integral

Leia mais

ANEXO 2 UNIDADE DIDÁTICA GINÁSTICA ACROBÁTICA. Parâmetros Gerais

ANEXO 2 UNIDADE DIDÁTICA GINÁSTICA ACROBÁTICA. Parâmetros Gerais ANEXO 2 UNIDADE DIDÁTICA GINÁSTICA ACROBÁTICA ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DO FUNDÃO ANO LECTIVO 2011 / 2012 DISCIPLINA: EDUCAÇÃO FÍSICA Plano de unidade didáctica Ginástica acrobática (complemento da

Leia mais

MASSAGENS TABELA DE PREÇOS

MASSAGENS TABELA DE PREÇOS TABELA DE PREÇOS A Urban Touch tem ao seu dispor um vasto leque de massagens e terapias orientais que atuam sobre os pontos meridianos de forma a equilibrar toda a energia vital permitindo assim alcançar

Leia mais

Glossário Termal. topo...

Glossário Termal. topo... Glossário Termal A Aerobanho É uma emulsão de bolhas de ar atmosférico em água termal provocada pela insuflação de ar, através de orifícios situados no fundo da banheira. Esta técnica vai favorecer a oxigenação

Leia mais

PERTURBAÇÃO DA ANSIEDADE DE SEPARAÇÃO

PERTURBAÇÃO DA ANSIEDADE DE SEPARAÇÃO PERTURBAÇÃO DA ANSIEDADE DE SEPARAÇÃO Informação aos pais O que é a Perturbação da Ansiedade de Separação? A Perturbação da Ansiedade de Separação caracteriza-se principalmente por um mal-estar excessivo,

Leia mais

Afinal de contas, o que é ansiedade? Mas ser ansioso não é normal? Ansiedade é uma doença?

Afinal de contas, o que é ansiedade? Mas ser ansioso não é normal? Ansiedade é uma doença? Afinal de contas, o que é ansiedade? Mas ser ansioso não é normal? Ansiedade é uma doença? Ansiedade = falta de confiança na vida No senso comum, ansiedade é igual a aflição, angústia, nervosismo, perturbação

Leia mais

Personal Training. Guia de Curso. Nível III

Personal Training. Guia de Curso. Nível III Guia de Curso Personal Training Nível III Centro Estudos Fitness T.217 901 600 F.217 901 609 Índice Apresentação CEF...... 3 Cursos Nível III:... 3 Personal Training... 3 Publico Alvo... 3 Modalidade de

Leia mais

EXPRESSÃO CORPORAL: UMA REFLEXÃO PEDAGÓGICA

EXPRESSÃO CORPORAL: UMA REFLEXÃO PEDAGÓGICA EXPRESSÃO CORPORAL: UMA REFLEXÃO PEDAGÓGICA Rogério Santos Grisante 1 ; Ozilia Geraldini Burgo 2 RESUMO: A prática da expressão corporal na disciplina de Artes Visuais no Ensino Fundamental II pode servir

Leia mais

PISCINAS MUNICIPAIS QUINTA DAS DROGAS (4 A 15 DE JULHO) ATIVIDADE 2ª e 6ª 3ª e 5ª 4ª e 6ª

PISCINAS MUNICIPAIS QUINTA DAS DROGAS (4 A 15 DE JULHO) ATIVIDADE 2ª e 6ª 3ª e 5ª 4ª e 6ª PISCINAS MUNICIPAIS QUINTA DAS DROGAS (4 A 15 DE JULHO) ATIVIDADE 2ª e 6ª 3ª e 5ª 4ª e 6ª AMA 1 7-14 AMA 2 7-14 HIDRO 12h45 CORAÇÃO SAUDÁVEL 12h00 16h30 HIDRO SÉNIOR 11h15 16h30 CORREÇÃO POSTURAL NATAÇÃO

Leia mais

Terceira aula do Curso Neo-Equilibrium

Terceira aula do Curso Neo-Equilibrium AULA 3 Terceira aula do Curso Neo-Equilibrium Parabéns por estar iniciando a terceira semana do Neo-Equilibrium!!! Espero que tenha praticado os exercícios que aprendeu até agora, e que já esteja conseguindo

Leia mais

PLANIFICAÇÃO MODULAR ANUAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA 2014/2015 CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO - OPERADOR DE INFORMÁTICA

PLANIFICAÇÃO MODULAR ANUAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA 2014/2015 CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO - OPERADOR DE INFORMÁTICA PLANIFICAÇÃO MODULAR ANUAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA 2014/2015 CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO - OPERADOR DE INFORMÁTICA MÓDULO A1 JOGOS DESPORTIVOS COLETIVOS a) Coopera com os companheiros, quer nos exercícios

Leia mais

Um sistema bem dimensionado permite poupar, em média, 70% a 80% da energia necessária para o aquecimento de água que usamos em casa.

Um sistema bem dimensionado permite poupar, em média, 70% a 80% da energia necessária para o aquecimento de água que usamos em casa. Mais Questões Isildo M. C. Benta, Assistência Técnica Certificada de Sistemas Solares Quanto poupo se instalar um painel solar térmico? Um sistema bem dimensionado permite poupar, em média, 70% a 80% da

Leia mais

Avaliação Fisioterapêutica do Ombro Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP

Avaliação Fisioterapêutica do Ombro Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP Avaliação Fisioterapêutica do Ombro Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada Articulação esternoclavicular: É uma

Leia mais

Transferências de energia como calor: condutividade térmica

Transferências de energia como calor: condutividade térmica Faculdade de Ciências da Universidade do Porto Actividades laboratoriais para os 10º e 11º anos do Ensino Secundário Transferências de energia como calor: condutividade térmica Trabalho realizado por:

Leia mais

Revisão do 1 semestre (ballet 1 e 2 ano)

Revisão do 1 semestre (ballet 1 e 2 ano) 1 Revisão do 1 semestre (ballet 1 e 2 ano) PLIÉS DEMI PLIÉ: Demi Plié Grand Plié É um exercício de fundamental importância, pois é usado na preparação e amortecimento de muitos passos de ballet, como os

Leia mais

Foram estabelecidos critérios de inclusão, exclusão e eliminação. Critérios de inclusão: todos os dançarinos com síndrome da dor femoropatelar.

Foram estabelecidos critérios de inclusão, exclusão e eliminação. Critérios de inclusão: todos os dançarinos com síndrome da dor femoropatelar. Figura 11a - Posição inicial: 1ª posição paralela. Figura 11b - demi-plié: 1ª posição paralela. Figura 12a - Posição inicial: 2ª posição paralela. Figura 12b- Demi-plié: 2ª posição paralela. 35 Figura

Leia mais

O PROJETO. A ESTAÇÃO SAÚDE foi desenvolvida com objetivo de proporcionar aos

O PROJETO. A ESTAÇÃO SAÚDE foi desenvolvida com objetivo de proporcionar aos O PROJETO A ESTAÇÃO SAÚDE foi desenvolvida com objetivo de proporcionar aos usuários diferentes exercícios que possibilitam trabalhar grupos musculares diversos, membros superiores, inferiores, abdominais

Leia mais

CUIDADOS A TER COM O ANIMAL GERIÁTRICO

CUIDADOS A TER COM O ANIMAL GERIÁTRICO Clínica Veterinária de Mangualde Dr. Benigno Rodrigues Dra. Sandra Oliveira CUIDADOS A TER COM O ANIMAL GERIÁTRICO O que devo fazer para garantir um envelhecimento com qualidade de vida ao meu animal?

Leia mais

DISCIPLINA EDUCAÇÃO FÍSICA ANO LECTIVO 2014/2015 TURMA 12º I CURSO PROFISSIONAL MULTIMÉDIA PROFESSOR: JOÃO MOTA

DISCIPLINA EDUCAÇÃO FÍSICA ANO LECTIVO 2014/2015 TURMA 12º I CURSO PROFISSIONAL MULTIMÉDIA PROFESSOR: JOÃO MOTA 1º Período 3ºª Feira Módulo 3 JOGOS DESP. COLETIVOSIII (VOLEIBOL) 22 tempos Início16/09/14 Fim: 25/11/14 VOLEIBOL (Módulo 3) Nível Avançado - O aluno: 1. Em exercício 1x1; 3x3 e situação de jogo 4x4 e

Leia mais

Lesões do Sistema Músculo- Esquelético em Futebolistas Jovens durante a época 2012/2013

Lesões do Sistema Músculo- Esquelético em Futebolistas Jovens durante a época 2012/2013 Lesões do Sistema Músculo- Esquelético em Futebolistas Jovens durante a época 2012/2013 QUESTIONÁRIO Autor: Alexandre Miguel Mil-Homens Lucas Orientador: Prof. Doutor Raul Oliveira Ano lectivo 2012-2013

Leia mais

ENCOSTO SHIATSU COMFORT RM-ES938

ENCOSTO SHIATSU COMFORT RM-ES938 MANUAL DE INSTRUÇÕES ENCOSTO SHIATSU COMFORT RM-ES938 1 Sumário 1. CONHECENDO O SEU APARELHO...3 2. USO CORRETO...3 3. INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA...4 4. DESCRIÇÃO DO APARELHO...5 5. INICIALIZAÇÃO...5 6. OPERAÇÃO...5

Leia mais