Justificativa. Público Alvo. 4º ano do ensino fundamental. Conceituais. Procedimentais. Atitudinais

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Justificativa. Público Alvo. 4º ano do ensino fundamental. Conceituais. Procedimentais. Atitudinais"

Transcrição

1 Justificativa No início do ano letivo, o reencontro com os amigos e novas amizades reflorescem vínculos e esperanças renovadas. Este é um momento propício para o trabalho com a pluralidade cultural e para a construção do espírito cooperativo. Sendo assim, este projeto foi elaborado visando integrar as diversas áreas do conhecimento e promover reflexões que permitam a ampliação do conhecimento cultural dos educandos, por meio do estudo da manifestação cultural Carnaval. Objetivos Conceituais Promover a socialização despertando o senso de cooperação e bons hábitos de convivência na coletividade; Estabelecer situações que permitam aos educandos à apreensão de conceitos de maneira significativa; Desenvolver as competências do educando nas suas relações com símbolos, expressões, idéias, imagens, representações e nexos, com os quais ele aprende e ressignifica o real; Investigar os saberes prévios do educando sobre as manifestações carnavalescas, promovendo comparações e reflexões desses conhecimentos com conteúdos específicos de cada área do conhecimento, em situações problematizadoras, desafiadoras, de modo que o educando vivencie o conhecimento, elabore generalizações, busque regularidades ressignificando e relacionando a dimensão conceitual das manifestações carnavalescas numa perspectiva científica, criativa, produtiva. Procedimentais Atitudinais Coletar informações sobre a história do carnaval e suas adaptações nas regiões brasileiras; Situar diferenças entre as manifestações carnavalescas do passado e do presente; Aplicar em contextos diferenciados das áreas do conhecimento as informações sobre as manifestações carnavalescas; Praticar ações cooperativas, respeitando as diversas opiniões; Apreciar o carnaval como festa folclórica brasileira; Respeitar as diversas manifestações artísticas produzidas durante o carnaval; Perceber e respeitar a pluralidade cultural existente nas manifestações carnavalescas. Público Alvo 4º ano do ensino fundamental 1

2 Material necessário Aparelho de som CD com músicas carnavalescas (marchinhas, sambas enredo, frevo, axé...) Diversos tipos de papeis coloridos EVA de cores variadas Brocal, lantejoulas, purpurina, gliter cores variadas Cola branca Tesoura escolar Latex ou barbante Desenvolvimento Para que ocorra o sucesso da realização de um projeto, é fundamental envolver os alunos no seu processo desde o início do trabalho. Nesta perspectiva, o estímulo e o encantamento são requisitos de suma importância. Assim, traga, ou solicite aos alunos que o façam, para a sala de aula filmes, documentários, músicas (antigas e atuais) e livros referentes ao tema para que os alunos entrem em contato com as variadas formas de manifestação carnavalesca. Explore os recursos disponíveis em todas as suas possibilidades: confecção de cartazes e instrumentos musicais com sucatas, elaboração de uma paródia, observação atenta do material etc. 2

3 Nome: Ano: Data: ATIVIDADES CARNAVAL Em Pernambuco é frevo, Na Bahia é axé E no Rio é samba no pé! Manifestações carnavalescas, Festa prazenteira da cultura brasileira! O carnaval do Brasil O carnaval brasileiro é uma festa popular que herdamos dos portugueses. Com o passar do tempo, recebeu também a influência africana, o que contribuiu para o seu desenvolvimento e originalidade. Inicialmente, nas festas carnavalescas, era comum os escravos molharem-se uns aos outros e jogarem-se ovos, farinha de trigo, polvilho e até restos de comida. Enquanto isso, as famílias se divertiam em suas casas, derramando pelas janelas baldes de água suja nos passantes desavisados. Após muitos protestos, a festa foi civilizando-se e adquirindo maior graça e leveza. Foi a partir do século XIX, com a chegada dos bailes de máscaras nos moldes europeus, que surgiram as músicas de carnaval, criando um clima mais sofisticado, animado e charmoso tanto nos salões quanto nas ruas das cidades. Nos bailes, também começaram a se realizar os concursos de fantasias, em que jóias valiosas eram oferecidas, como prêmio, aos ganhadores. Personagens como a colombina, o pierrô, o arlequim e o rei momo também foram incorporados ao carnaval brasileiro, embora sejam de origem européia. Nessa época, também surgiram os primeiros blocos carnavalescos, os cordões e os famosos corsos, que eram bem populares. Nestes, as pessoas fantasiavam-se e enfeitavam seus carros para desfilar pelas ruas das cidades. É possível dizer que essa seja a origem dos carros alegóricos, típicos das escolas de samba atuais. O carnaval do Brasil acontece de maneira diferente em cada região. No Rio de Janeiro, há os desfiles das escolas de samba, em que milhares de pessoas sambam ao som dos sambas-enredo. Afirma-se que a palavra samba veio da palavra africana semba, que significa umbigada. A arte de dançar o samba chegou ao Rio de Janeiro com as baianas que ali foram viver. National Library of Australia 3

4 BIP Na Bahia, a grande atração são os chamados trios elétricos, caminhões equipados com potentes alto-falantes, em que músicos e cantores percorrem as ruas, tocando e cantando sucessos carnavalescos para o povo cantar e dançar. WilsonDias/Abr Acontece em Recife e Olinda, no estado de Pernambuco, outra grande manifestação do carnaval brasileiro. O ritmo dessa festa é o envolvente e contagiante frevo, que a multidão dança fazendo acrobacias com sombrinhas coloridas. O carnaval desse estado conta também com dezenas de bonecos gigantes e com foliões extremamente animados. Uma das grandes atrações é o bloco Galo da madrugada. Christian Knepper Embratur Antonio Cruz_ABr Alan Betensley Em São Paulo, o carnaval, que era uma festa somente feita nos salões, começou a ser realizado também nas ruas, repetindo o estilo do Rio de Janeiro, com desfile de escolas de samba, enfatizando o luxo das fantasias e dos carros alegóricos. 4

5 Com base nas informações do texto que você leu, responda às perguntas: O carnaval brasileiro foi herdado principalmente de qual país europeu? Qual povo influenciou diretamente o carnaval brasileiro, dando-lhe maior originalidade? Inicialmente, como o carnaval era festejado? Entre outras, quais personagens do carnaval europeu foram introduzidas no carnaval brasileiro? Faça uma pesquisa sobre as características das personagens introduzidas no carnaval brasileiro: colombina, pierrô, arlequim e rei momo. Qual delas você achou mais interessante? Por quê? 5

6 Faça um desenho da personagem do carnaval que você destacou no item anterior. Qual a origem dos carros alegóricos das atuais escolas de samba? 6

7 Escreva como algumas localidades brasileiras festejam o carnaval. E você, como comemora o carnaval? Se tivesse que escolher uma fantasia para brincar o carnaval, qual seria ela? Justifique sua escolha. 7

8 Faça uma entrevista com pessoas mais velhas que possam lhe contar como eram os carnavais antigos. Registre na 1 a coluna da tabela a seguir as características apontadas por elas. Em seguida, anote, na 2 a coluna, as características dos carnavais modernos. Será interessante, depois, perceber aspectos que permanecem até hoje. Para destacálos, pinte-os com lápis colorido na própria tabela. CARNAVAL ANTIGO CARNAVAL ATUAL Das características que não se mantiveram, o que, na sua opinião, deveria ter permanecido? Por quê? 8

9 Leia o texto a seguir e responda às questões que se seguem. Uma das manifestações mais expressivas do carnaval de hoje são as escolas de samba. Você sabia que as escolas de samba têm origem nos cordões e blocos de carnavais antigos? Na verdade, cada escola de samba é uma espécie de clube que tem, por objetivo principal, o desfile de carnaval. Ela possui dois lugares distintos: a quadra (ou sede), lugar onde acontecem as disputas para a escolha do samba-enredo, geralmente nos meses de setembro e outubro que antecedem o carnaval, e onde acontecem os ensaios, e o barracão, que é onde se dão os preparativos para o carnaval. O desfile de uma escola de samba exige uma preparação bastante cuidadosa. Ele não é um espetáculo meramente lúdico, ou seja, voltado somente para a diversão do espectador. Para se fazer um carnaval, aspectos como sensibilidade, apuro estético, conhecimento de história, preservação cultural estão sempre envolvidos. Quando um carnaval termina, já se começa a preparar o próximo espetáculo, que envolve sempre muito trabalho, compensado quando a escola se encontra preparada e se apresenta na avenida para a alegria de todos! Suponha que você vá participar da elaboração de um desfile de escola de samba em sua cidade. A construção de um desfile de escola de samba envolve muitas etapas: definição e escolha do enredo, isto é, das ações a serem executadas pelas personagens durante o desfile na avenida; composição do samba-enredo, que, para ser considerado samba-enredo, precisa retratar o enredo escolhido pela comissão de carnaval da escola; criação e confecção do figurino e adereços (fantasias); desenho, criação e confecção de carros alegóricos; organização e ensaio da bateria; coreografias do mestre-sala e da porta-bandeira; organização das alas. Sabendo dessas etapas, escolha, agora, aquela da qual você gostaria de participar. Explique por quê. Procure, na internet, informações sobre as atividades que os responsáveis por ela costumam desenvolver para poder explicar melhor a sua escolha. 9

10 Agora, você vai participar de um desfile de escola de samba na avenida. Qual o lugar que você gostaria de ocupar? Justifique sua resposta. Ilustre a ala de um desfile de escola de samba no qual você gostaria de estar. 10

11 No carnaval, você costuma torcer por alguma escola de samba? Qual? O que você mais admira nessa escola? Sua cidade costuma ter carnaval de rua? Se sua resposta for afirmativa, conte como costuma ser a festa. Recorte o molde do anexo a seguir, faça colagens com papéis de revista picados, deixe secar e amarre barbante, elástico ou látex nos lugares indicados. Traga CDs de músicas carnavalescas e, com a sua máscara, sambe pra valer. Bom carnaval! 11

12 Anexo Atividade 12

13 Respostas 1. Portugal. 2. O povo africano. 3. Os escravos molhavam-se e jogavam ovos, farinha de trigo, polvilho e até restos de comida uns nos outros. As famílias divertiam-se em suas casas, derramando pelas janelas baldes de água suja nos passantes desavisados. 4. Colombina, pierrô, arlequim e rei momo. 5. Resposta pessoal. 6. Desenho individual. 7. Os carros alegóricos têm sua origem nos corsos, desfiles em que as pessoas se fantasiavam e enfeitavam seus carros para se apresentarem nas ruas das cidades. 8. No Rio de Janeiro e em São Paulo, o carnaval acontece com os desfiles das escolas de samba, quando milhares de pessoas sambam ao som dos sambas-enredo. Na Bahia, os trios elétricos percorrem as ruas tocando sucessos carnavalescos para o povo cantar e dançar. Já em Pernambuco, nas cidades de Recife e Olinda, as pessoas dançam no ritmo do frevo, fazendo acrobacias com sombrinhas coloridas. O carnaval de Pernambuco conta com dezenas de bonecos gigantes e foliões extremamente animados. 9. Resposta pessoal. 10. Resposta pessoal. 11. Resposta circunstancial. 12. Resposta pessoal. Texto 1. Resposta pessoal. 2. Resposta pessoal. 3. Resposta pessoal. 4. Resposta pessoal. 5. Resposta pessoal. 6. Confecção da máscara carnavalesca. 13

Projeto Pitanguá Sugestão de Avaliação de Ciências 2ª série (3º ano) 1º bimestre

Projeto Pitanguá Sugestão de Avaliação de Ciências 2ª série (3º ano) 1º bimestre Projeto Pitanguá 1 Projeto Pitanguá Sugestão de Avaliação de Ciências 2ª série (3º ano) 1º bimestre Colégio: Nome: Número: Turma: Data: Unidade 1 1. Escreva com suas palavras: o que é matéria? 2. Observe

Leia mais

JUSTIFICATIVA: OBJETIVOS:

JUSTIFICATIVA: OBJETIVOS: JUSTIFICATIVA: O projeto Páscoa tem a finalidade de apresentar as principais características desta festividade, como manifestação cultural, por meio do trabalho educativo com diferentes linguagens artística,

Leia mais

Projeto Festa Junina

Projeto Festa Junina Projeto Festa Junina Justificativa Educação Infantil O mês de junho é marcado por muitas festividades que evidenciam a pluralidade cultural existente em nosso país. Este projeto tem por objetivo levar

Leia mais

Congada PROJETOS CULTURAIS. e ucáçá~o I fa til. Justificativa

Congada PROJETOS CULTURAIS. e ucáçá~o I fa til. Justificativa Congada e ucáçá~o I fa til Justificativa PROJETOS CULTURAIS O Brasil é um país com grande diversidade étnica e cultural. É preciso dar importância e valorizar a cultura dentro e fora da escola, criando

Leia mais

Com fantasias, alunos do Infantil dançaram as marchinhas do Carnaval

Com fantasias, alunos do Infantil dançaram as marchinhas do Carnaval FourC leva o sambódromo para a Escola, unindo diversão e aprendizagem Máscaras, samba-enredo, alegorias, fantasias e muita alegria aliada ao estudo, o aprendizado e a diversão! Foi assim o Carnaval na

Leia mais

Bumba meu boi. Conhecer a diversidade cultural brasileira. Conhecer a lenda do bumba meu boi. Conhecer a origem das danças e folguedos.

Bumba meu boi. Conhecer a diversidade cultural brasileira. Conhecer a lenda do bumba meu boi. Conhecer a origem das danças e folguedos. 2 0 a O - fu dame tal Justificativa O projeto possibilita à criança conhecer e comparar os diferentes grupos sociais e suas tradições históricas. Consiste em apresentar atividades com a intenção de propiciar

Leia mais

Bumba meu boi. Conhecer a diversidade cultural brasileira. Conhecer a lenda do bumba meu boi. Conhecer a origem das danças e folguedos.

Bumba meu boi. Conhecer a diversidade cultural brasileira. Conhecer a lenda do bumba meu boi. Conhecer a origem das danças e folguedos. 5 0 a O - fu dame tal Justificativa O projeto possibilita à criança conhecer e comparar os diferentes grupos sociais e suas tradições históricas. Consiste em apresentar atividades com a intenção de propiciar

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Santiago do Cacém Plano Anual de Atividades de Animação 2015/2016

Agrupamento de Escolas de Santiago do Cacém Plano Anual de Atividades de Animação 2015/2016 Calendarização / Mês Tema Objetivos Responsáveis pela Atividade Outubro Outono - Desenvolver o gosto pelo saber; Halloween - Valorizar diferentes formas de conhecimento, Dia Mundial da Alimentação comunicação

Leia mais

EJA 3ª FASE PROF.ª CAROLINA OLIVEIRA PROF.ª JEANNE ARAÚJO

EJA 3ª FASE PROF.ª CAROLINA OLIVEIRA PROF.ª JEANNE ARAÚJO EJA 3ª FASE PROF.ª CAROLINA OLIVEIRA PROF.ª JEANNE ARAÚJO ÁREA DO CONHECIMENTO Linguagens Matemática Ensino Religioso 2 TEMA 1º Bimestre Ritmos das culturas 3 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 35 Conteúdos

Leia mais

MURAL- FEVEREIRO 2015. Compromisso. Av. Carlos Livieiro, 280 04186-100 São Paulo SP Fone: 11 2915.3111 www.ipirangatransportes.com.

MURAL- FEVEREIRO 2015. Compromisso. Av. Carlos Livieiro, 280 04186-100 São Paulo SP Fone: 11 2915.3111 www.ipirangatransportes.com. Compromisso Interessante A HISTÓRIA DO CARNAVAL... A história do carnaval no Brasil iniciou-se no período colonial. Uma das primeiras manifestações carnavalescas foi o entrudo, uma festa de origem portuguesa

Leia mais

8º Ano 2015 4º Bimestre Artes Prof. Juva

8º Ano 2015 4º Bimestre Artes Prof. Juva 8º Ano 2015 4º Bimestre Artes Prof. Juva Manifestações de Arte Popular No Brasil a arte popular é aquela produzida por alguém que não possui uma instrução acadêmica em arte, mas produz obras que contém

Leia mais

Samba, tours e folia. Uma seleção de diferentes serviços oferecidos pelo Carnaval Experience. Monte seu pacote.

Samba, tours e folia. Uma seleção de diferentes serviços oferecidos pelo Carnaval Experience. Monte seu pacote. Samba, tours e folia Uma seleção de diferentes serviços oferecidos pelo Carnaval Experience. Monte seu pacote. Índice TOURS... 4 OFICINAS... 16 FOLIAS... 22 MIX TOUR... 34 PETIT COMITÉ... 47 SHOWS...

Leia mais

JUQUERIQUERÊ. Palavras-chave Rios, recursos hídricos, meio-ambiente, poluição, questão indígena.

JUQUERIQUERÊ. Palavras-chave Rios, recursos hídricos, meio-ambiente, poluição, questão indígena. JUQUERIQUERÊ Resumo Neste breve documentário, um índio faz uma retrospectiva de como ele vivia na região do Rio Juqueriquerê, localizada no litoral norte do Estado de São Paulo. Em seu relato, compara

Leia mais

EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO)

EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO) Explorando a obra EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO) INTRODUÇÃO Antes da leitura Peça para que seus alunos observem a capa por alguns instantes e faça perguntas: Qual é o título desse livro?

Leia mais

A Música No Processo De Aprendizagem

A Música No Processo De Aprendizagem A Música No Processo De Aprendizagem Autora: Jéssica Antonia Schumann (FCSGN) * Coautor: Juliano Ciebre dos Santos (FSA) * Resumo: O presente trabalho tem por objetivo investigar sobre a importância em

Leia mais

COLÉGIO CEC CENTRO EDUCACIONAL CIANORTE ED. INFANTIL, ENS. FUNDAMENTAL E MÉDIO - SISTEMA ANGLO DE ENSINO

COLÉGIO CEC CENTRO EDUCACIONAL CIANORTE ED. INFANTIL, ENS. FUNDAMENTAL E MÉDIO - SISTEMA ANGLO DE ENSINO COLÉGIO CEC CENTRO EDUCACIONAL CIANORTE ED. INFANTIL, ENS. FUNDAMENTAL E MÉDIO - SISTEMA ANGLO DE ENSINO Aluno (a): Série: Nº. Data: / /2012 Professor (a): Rosilene Ardengui 8º Ano Conceito de Arte A arte

Leia mais

Refletir sobre a data comemorativa do natal.

Refletir sobre a data comemorativa do natal. NATAL ducação Infantil Justificativa O ano está acabando e o natal está chegando. É fundamental ressaltar o verdadeiro significado desta data: o natal não é mera troca de presentes, é momento de confraternização,

Leia mais

Projeto. Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA?

Projeto. Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA? Projeto Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA? 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Apresentação O livro tem como tema o meio ambiente em que mostra o homem e a destruição da natureza,

Leia mais

Bumba meu boi. Conhecer a diversidade cultural brasileira. Conhecer a lenda do bumba meu boi. Conhecer a origem das danças e folguedos.

Bumba meu boi. Conhecer a diversidade cultural brasileira. Conhecer a lenda do bumba meu boi. Conhecer a origem das danças e folguedos. e ucáçá~o I fa til Justificativa O projeto possibilita à criança conhecer e comparar os diferentes grupos sociais e suas tradições históricas. Consiste em apresentar atividades com a intenção de propiciar

Leia mais

Enotel Porto de Galinhas

Enotel Porto de Galinhas Enotel Porto de Galinhas TEMPORADA DE VERÃO Férias de Janeiro, Carnaval, Páscoa e Copa do Mundo. Esperam para celebrar com você em Porto de Galinhas. O melhor lugar para as férias é Porto de Galinhas,

Leia mais

ESCOLA ESPECIAL RENASCER- APAE PROFESSORA: JULIANA ULIANA DA SILVA

ESCOLA ESPECIAL RENASCER- APAE PROFESSORA: JULIANA ULIANA DA SILVA ESCOLA ESPECIAL RENASCER- APAE PROFESSORA: JULIANA ULIANA DA SILVA PROJETO: ARTES NA EDUCAÇÃO ESPECIAL O CORPO E A MENTE EM AÇÃO LUCAS DO RIO VERDE 2009 APRESENTAÇÃO Em primeiro lugar é preciso compreender

Leia mais

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Carnaval 2014 A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Nesta noite vamos fazer uma viagem! Vamos voltar a um tempo que nos fez e ainda nos faz feliz, porque afinal como

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

Pão, pão, pão. Estêvão Marques, Marina Pittier e Fê Sztok Ionit Zilberman. escrito por. ilustrado por

Pão, pão, pão. Estêvão Marques, Marina Pittier e Fê Sztok Ionit Zilberman. escrito por. ilustrado por elaboração: Tatiana Pita Mestre em Educação pela PUC (SP) Pão, pão, pão escrito por ilustrado por Estêvão Marques, Marina Pittier e Fê Sztok Ionit Zilberman 2 O encanto e as descobertas que o livro nos

Leia mais

B A N D A C O N E X Ã O

B A N D A C O N E X Ã O B A N D A C O N E X Ã O CURRÍCULO ARTISTICO Prefeitura de Borborema realizou o maior carnaval da região Conforme anunciou, o Prefeito Municipal Virgilio do Amaral Filho, com o apoio de sua equipe e colaboradores,

Leia mais

Galeria de Fotos - Fevereiro

Galeria de Fotos - Fevereiro Galeria de Fotos - Fevereiro CARNAVAL 2012 O BAND.COM.BR traz a cobertura completa da maior festa popular brasileira e mostra como o Carnaval é comemorado de diferentes formas em cada estado. A sua marca

Leia mais

PARTE DIVERSIFICADA 2º TRIMESTRE TEMA- CUIDAR DA CASA COMUM LEMA: A FESTA JUNINA RESGATANDO A IDENTIDADE COMUM ATRAVÉS DE DANÇAS TÍPICAS

PARTE DIVERSIFICADA 2º TRIMESTRE TEMA- CUIDAR DA CASA COMUM LEMA: A FESTA JUNINA RESGATANDO A IDENTIDADE COMUM ATRAVÉS DE DANÇAS TÍPICAS PARTE DIVERSIFICADA 2º TRIMESTRE TEMA- CUIDAR DA CASA COMUM LEMA: A FESTA JUNINA RESGATANDO A IDENTIDADE COMUM ATRAVÉS DE DANÇAS TÍPICAS Educadores: Ano/turma: 6º ao 9º anos Vespertino / Matutino Disciplina:

Leia mais

Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre

Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre anterior, dentro de contextos que buscavam enfatizar o

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE ENSINO RELIGIOSO 5º Ano PROFESSORAS: JESSICA

Leia mais

DIÁRIO Ano 1 n 01 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul. DIÁRIO Ano 1 n 259 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul SUPLEMENTO ESPECIAL

DIÁRIO Ano 1 n 01 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul. DIÁRIO Ano 1 n 259 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul SUPLEMENTO ESPECIAL SEXTA-FEIRA, 01/04/2011 DIÁRIO Ano 1 n 01 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul www.aquies.com.br»» @folhadocaparao»» facebook.com/grupofolhadocaparao QUARTA-FEIRA, 15/02/2012 DIÁRIO Ano 1 n 259 Cachoeiro

Leia mais

JONAS RIBEIRO. ilustrações de Suppa

JONAS RIBEIRO. ilustrações de Suppa JONAS RIBEIRO ilustrações de Suppa Suplemento do professor Elaborado por Camila Tardelli da Silva Deu a louca no guarda-roupa Supl_prof_ Deu a louca no guarda roupa.indd 1 02/12/2015 12:19 Deu a louca

Leia mais

ANEXO I. CAPÍTULO I Regulamento por Categorias

ANEXO I. CAPÍTULO I Regulamento por Categorias ANEXO I CAPÍTULO I Regulamento por Categorias Art. 1º. O presente Regulamento visa complementar o Regulamento Geral do Carnaval de Pelotas estabelecendo obrigatoriedades e critérios de julgamento, destinados

Leia mais

Grupo 5 Volume 3 Unidade 5: Um pouco daqui, um pouco dali, um pouco de lá.

Grupo 5 Volume 3 Unidade 5: Um pouco daqui, um pouco dali, um pouco de lá. Grupo 5 Volume 3 Unidade 5: Um pouco daqui, um pouco dali, um pouco de lá. A Unidade é muito rica em informações sobre os três países explorados e possibilita o desenvolvimento de pesquisas e ampliação

Leia mais

1º ANO A 06 07 2015 ATIVIDADE DE FÉRIAS

1º ANO A 06 07 2015 ATIVIDADE DE FÉRIAS 1º ANO A 06 07 2015 VAMOS RELEMBRAR ALGUMAS ATIVIDADES QUE APRENDEMOS DURANTE AS AULAS? LEIA E IDENTIFIQUE CADA SÍLABA DOS QUADROS ABAIXO, DEPOIS RECORTE E COLE UMA FIGURA QUE INICIE COM A SÍLABA E ESCREVA

Leia mais

Leya Leituras Projeto de Leitura

Leya Leituras Projeto de Leitura Leya Leituras Projeto de Leitura Nome do livro: JAPĨĨ E JAKÃMĨ Uma história de amizade Autor: Yaguarê Yamã Nacionalidade do autor: Brasileira Currículo do autor: Escritor, professor e artista plástico

Leia mais

EMEI PROFº ANTONIO CARLOS PACHECO E SILVA PROJETO PEDAGÓGICO 2012 BRINCAR NÃO É BRINCADEIRA...

EMEI PROFº ANTONIO CARLOS PACHECO E SILVA PROJETO PEDAGÓGICO 2012 BRINCAR NÃO É BRINCADEIRA... EMEI PROFº ANTONIO CARLOS PACHECO E SILVA PROJETO PEDAGÓGICO 2012 BRINCAR NÃO É BRINCADEIRA... JUSTIFICATIVA Desde o nascimento a criança está imersa em um contexto social, que a identifica enquanto ser

Leia mais

Planejamento (Música)

Planejamento (Música) Planejamento (Música) Professor (a): Silvana Mara Silvestrin Brustolin MÚSICA Competências Objetivo Geral Objetivos Específicos Estratégias em Língua Portuguesa Estratégias de outras áreas do conhecimento

Leia mais

PROJETO O MUNDO DOS DINOSSAUROS

PROJETO O MUNDO DOS DINOSSAUROS PROJETO O MUNDO DOS DINOSSAUROS http://pixabay.com/pt/tiranossauro-rex-dinossauro-r%c3%a9ptil-284554/ Público alvo: Educação Infantil / Crianças a partir de 3 anos Disciplina: Natureza e Sociedade Duração:

Leia mais

CRECHE MUNICIPAL MACÁRIA MILITONA DE SANTANA PROJETO LITERATURA INFANTIL: "MUNDO ENCANTADOR"

CRECHE MUNICIPAL MACÁRIA MILITONA DE SANTANA PROJETO LITERATURA INFANTIL: MUNDO ENCANTADOR CRECHE MUNICIPAL MACÁRIA MILITONA DE SANTANA PROJETO LITERATURA INFANTIL: "MUNDO ENCANTADOR" CUIABÁ-MT 2015 CRECHE MUNICIPAL MÁCARIA MILITONA DE SANTANA 1- Tema: "Mundo Encantador" 1.2- Faixa etária: 2

Leia mais

BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES

BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES 1.º PERÍODO PLANIFICAÇÃO DA ATIVIDADE DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES. Reconhecimento da importância das artes plásticas;. Desenvolvimento progressivo das possibilidades

Leia mais

Plano Anual de Actividades 2011/2012 CRECHE

Plano Anual de Actividades 2011/2012 CRECHE Plano Anual de Actividades 2011/2012 CRECHE 1 Fundamentação Teórica O Plano Anual de Actividades constituiu, em conjunto com o Projecto Educativo e o Regulamento Interno, um dos principais instrumentos

Leia mais

SOCIEDADE ASTRONÔMICA BRASILEIRA SAB IV Olimpíada Brasileira de Astronomia IV OBA Gabarito da Prova de nível I (para alunos de 1ª à 4ª série)

SOCIEDADE ASTRONÔMICA BRASILEIRA SAB IV Olimpíada Brasileira de Astronomia IV OBA Gabarito da Prova de nível I (para alunos de 1ª à 4ª série) SOCIEDADE ASTRONÔMICA BRASILEIRA SAB IV Olimpíada Brasileira de Astronomia IV OBA Gabarito da Prova de nível I (para alunos de 1ª à 4ª série) GABARITO NÍVEL 1 (Cada questão vale 1 ponto sendo que cada

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA As Histórias do Senhor Urso. 2. EPISÓDIO(S) TRABALHADO(S) O Circo. 3. SINOPSE DO(S) EPISÓDIO(S) ESPECÍFICO(S) O episódio O circo faz parte da série

Leia mais

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Planificação Anual das Atividades Letivas

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Planificação Anual das Atividades Letivas Departamento Curricular/Ciclo: 1º Ciclo Disciplina: Expressões Artísticas e Físico-Motora Ano de escolaridade: 4º ano Ano letivo: 2015/2016 Perfil do aluno à saída do 1º ciclo: Participar na vida sala

Leia mais

RELATORIA DA TROCA DE EXPERIÊNCIAS

RELATORIA DA TROCA DE EXPERIÊNCIAS 1 RELATORIA DA TROCA DE EXPERIÊNCIAS Coordenação: Augusta Rosa Relatoria: Vanduir e Cida Diorio Reciclagem e Artesanato MOVA Guarulhos Meio Ambiente, Geração de Emprego e Renda Rio de Janeiro Projeto Acare

Leia mais

500 anos: O Brasil - Império na TV

500 anos: O Brasil - Império na TV 500 anos: O Brasil - Império na TV Episódio 01: A Corte desembarca na Colônia Resumo O episódio A Corte Desembarca na Colônia narra os acontecimentos históricos que envolveram a transferência da corte

Leia mais

TEMA: O LÚDICO NA APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA

TEMA: O LÚDICO NA APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA TEMA: O LÚDICO NA APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA RESUMO Os educadores têm se utilizado de uma metodologia Linear, que traz uma característica conteudista; É possível notar que o Lúdico não se limita

Leia mais

APRENDENDO NOS MUSEUS. Exposição no Bloco do estudante: O brinquedo e a rua: diálogos

APRENDENDO NOS MUSEUS. Exposição no Bloco do estudante: O brinquedo e a rua: diálogos APRENDENDO NOS MUSEUS Exposição no Bloco do estudante: O brinquedo e a rua: diálogos Este material foi desenvolvido a fim de ajudar alunos e professores a tirar maior proveito de suas experiências museais.

Leia mais

O PROCESSO DE MUSICALIZAÇÃO NO 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: UM ESTUDO DE CASO EM UMA ESCOLA MUNICIPAL DA CIDADE DO RECIFE

O PROCESSO DE MUSICALIZAÇÃO NO 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: UM ESTUDO DE CASO EM UMA ESCOLA MUNICIPAL DA CIDADE DO RECIFE O PROCESSO DE MUSICALIZAÇÃO NO 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: UM ESTUDO DE CASO EM UMA ESCOLA MUNICIPAL DA CIDADE DO RECIFE Romero Bomfim dos Santos 1 ; Elida Roberta Soares de Santana²; Bruno Fernandes

Leia mais

Anexo F Grelha de Categorização da Entrevista à Educadora Cooperante

Anexo F Grelha de Categorização da Entrevista à Educadora Cooperante Anexo F Grelha de Categorização da Entrevista à Educadora Cooperante CATEGORIAS SUBCATEGORIAS INDICADORES 1.1. Tempo de serviço docente ( ) 29 anos (1) 1.2. Motivações pela vertente artística ( ) porque

Leia mais

PIBID/FSDB. Autoras: Bolsistas ID da Educação Infantil

PIBID/FSDB. Autoras: Bolsistas ID da Educação Infantil PIBID/FSDB Autoras: Bolsistas ID da Educação Infantil PROJETO DIDÁTICO: BRINCANDO COM FORMAS E CORES Turma: Berçário II, Maternal I e II, Jardim I e II Duração: 2 meses. Objetivo Compartilhado: Aprofundar

Leia mais

Agora, dê sua opinião. Os seus novos amigos são legais? Acrescentar aqui: Sim! Muito legais! Não! Nem tanto assim!

Agora, dê sua opinião. Os seus novos amigos são legais? Acrescentar aqui: Sim! Muito legais! Não! Nem tanto assim! Pag. 5 Pag. 6 Pag. 6 Pag. 7 Pag. 7 Pag. 8 Pag. 9 LIÇÃO 1 Vamos conhecer Cindy e Sandy. Que legal! Agora vamos encenar! Ótimo! Vamos conhecer mais amigos! Oba! Vamos agora encenar a fala das crianças! Sensacional!

Leia mais

REQUERIMENTO (Do Sr. VICENTINHO )

REQUERIMENTO (Do Sr. VICENTINHO ) REQUERIMENTO (Do Sr. VICENTINHO ) Requer o envio de Indicação ao Poder Executivo, relativa à Escola de Samba Vai Vai do Estado de São Paulo como patrimônio imaterial da cultura do Brasil. Senhor Presidente:

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE PAIS DE EIXO. çzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopa

ASSOCIAÇÃO DE PAIS DE EIXO. çzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopa qwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçz xcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasd fghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbn mqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjkl

Leia mais

O LÚDICO: SUA IMPORTÂNCIA NO ENSINO APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA NO ENSINO FUNDAMENTAL

O LÚDICO: SUA IMPORTÂNCIA NO ENSINO APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA NO ENSINO FUNDAMENTAL O LÚDICO: SUA IMPORTÂNCIA NO ENSINO APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA NO ENSINO FUNDAMENTAL GT 01 Educação Matemática no Ensino Fundamental : Anos iniciais e anos finais Maria Christina Schettert Moraes UNICRUZ

Leia mais

O RESSIGNIFICAR DA PRÁTICA DOCENTE: O PIBID E A CULTURA AFRO-BRASILEIRA (QUILOMBO E DANÇA)

O RESSIGNIFICAR DA PRÁTICA DOCENTE: O PIBID E A CULTURA AFRO-BRASILEIRA (QUILOMBO E DANÇA) O RESSIGNIFICAR DA PRÁTICA DOCENTE: O PIBID E A CULTURA AFRO-BRASILEIRA (QUILOMBO E DANÇA) Énelim Tathiany Zarpellon 1 Pibid - Capes - UNICENTRO Juliane Kelly Wendrechoski 2 Pibid - Capes - UNICENTRO Orientador:

Leia mais

A invasão do funk: embates entre racismo e conhecimento na sala de aula

A invasão do funk: embates entre racismo e conhecimento na sala de aula CURSO EDUCAÇÃO, RELAÇÕES RACIAIS E DIREITOS HUMANOS VANESSA COUTO SILVA A invasão do funk: embates entre racismo e conhecimento na sala de aula SÃO PAULO 2012 Introdução Este trabalho buscará uma problematização

Leia mais

CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA PARA O ANO LECTIVO 2010/2011

CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA PARA O ANO LECTIVO 2010/2011 CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA PARA O ANO LECTIVO 2010/2011 Responsável pelo Clube de Francês Profª Ana Serra CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA - ANO LECTIVO 2010/2011 INTRODUÇÃO O Francês, como língua estrangeira

Leia mais

Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar HISTÓRIA

Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar HISTÓRIA Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar HISTÓRIA A proposta A proposta do material didático para a área de História privilegia as novas tendências do estudo da História dando mais

Leia mais

Livro Novo Eu gosto - Ciências. Áreas envolvidas: Ciências, Linguagem, Matemática, Arte, Informática.

Livro Novo Eu gosto - Ciências. Áreas envolvidas: Ciências, Linguagem, Matemática, Arte, Informática. Projeto Feira de Ciências Escola Dinâmica Infantil Projeto para Feira de Ciências, com atividades para as quatro séries (ou para os quatro anos). Livro Novo Eu gosto - Ciências. Áreas envolvidas: Ciências,

Leia mais

Poluição sonora. BIP ValterCampanato_ABr MarcelloCasalJr_ABr

Poluição sonora. BIP ValterCampanato_ABr MarcelloCasalJr_ABr 6 o e 7 o anos agosto/2010 Poluição sonora BIP ValterCampanato_ABr MarcelloCasalJr_ABr BIP Vivemos em uma sociedade agitada, repleta de ruídos que eclodem naturalmente ou são provocados de modo irresponsável;

Leia mais

Apêndice F-16 Relatório Mensal de Atividades de Campo

Apêndice F-16 Relatório Mensal de Atividades de Campo Apêndice F-16 Relatório Mensal de Atividades de Campo Nome: Janet Strauss, Consultora do World Fisheries Trust Relatório Relativo ao Mês de: Março de 2006 Resumo Executivo Entre 6 e 26 de março de 2006,

Leia mais

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades Externato Cantinho Escolar Plano Anual de Atividades Ano letivo 2014 / 2015 Pré-escolar e 1º Ciclo Ação Local Objetivos Atividades Materiais Recursos Humanos Receção dos Fomentar a integração da criança

Leia mais

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES CRECHE ANO LECTIVO 2014 / 2015 - Tema transversal a trabalhar ao longo do ano: A Magia do Circo DATAS A SALIENTAR

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES CRECHE ANO LECTIVO 2014 / 2015 - Tema transversal a trabalhar ao longo do ano: A Magia do Circo DATAS A SALIENTAR MÊS Setembro TEMA Adaptação das Crianças PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES CRECHE ANO LECTIVO 2014 / 2015 - Tema transversal a trabalhar ao longo do ano: A Magia do Circo DATAS A SALIENTAR ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS

Leia mais

RESGATANDO O FOLCLORE BRASILEIRO

RESGATANDO O FOLCLORE BRASILEIRO RESGATANDO O FOLCLORE BRASILEIRO Autora: Patrícia da Silveira Souza E-mail: patbzt@cabangu.com.br A escola deve estar também comprometida com nossa cultura, resgatando nossos valores, tradições e costumes;

Leia mais

GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS Jardim II

GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS Jardim II EDUCAÇÃO INFANTIL Maceió, 05 de outubro de 2015. GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS Jardim II Senhores pais ou responsáveis Seguem abaixo os temas, objetivos, atividades e evento de culminância dos projetos

Leia mais

Título: GENEALOGIA PARA OS JOVENS. Sub-título: DETECTIVES DO PASSADO

Título: GENEALOGIA PARA OS JOVENS. Sub-título: DETECTIVES DO PASSADO Título: GENEALOGIA PARA OS JOVENS Sub-título: DETECTIVES DO PASSADO Dirigida a: crianças do 1º ciclo, 2º ciclo e 3º ciclo. Duração: 50 minutos. Relevância /interesse do estudo: Quase todas as crianças

Leia mais

caderno de atividades

caderno de atividades caderno de atividades A sociedade brasileira Índios, nossos primeiros habitantes Página 10 Para atender à causa desses povos, existem leis que garantem o direito à terra, delimitando espaços para reservas

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 2.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 2.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 2.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na

Leia mais

Resgatar antigas formas de brincar pode auxiliar na educação e também. na formação e no desenvolvimento da criança.

Resgatar antigas formas de brincar pode auxiliar na educação e também. na formação e no desenvolvimento da criança. www.iguatemy.com.br COMUNICADO 25-23 de Agosto de 2013 Ed. Infantil / Berçário / Integral Resgatar antigas formas de brincar pode auxiliar na educação e também na formação e no desenvolvimento da criança.

Leia mais

DATAS COMEMORATIVAS e HINOS CÍVICOS

DATAS COMEMORATIVAS e HINOS CÍVICOS e HINOS CÍVICOS Material de apoio e uso exclusivo dos professores que adotam os livros de História do Projeto Pitanguá. 1 a e 2 a séries Ensino Fundamental Professor Nossa preocupação, ao organizar este

Leia mais

A criança e as mídias

A criança e as mídias 34 A criança e as mídias - João, vá dormir, já está ficando tarde!!! - Pera aí, mãe, só mais um pouquinho! - Tá na hora de criança dormir! - Mas o desenho já tá acabando... só mais um pouquinho... - Tá

Leia mais

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS COMO RECURSO METODOLÓGICO PARA O ENSINO DA MATEMÁTICA: UMA EXPERIÊNCIA NO ENSINO FUNDAMENTAL

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS COMO RECURSO METODOLÓGICO PARA O ENSINO DA MATEMÁTICA: UMA EXPERIÊNCIA NO ENSINO FUNDAMENTAL CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS COMO RECURSO METODOLÓGICO PARA O ENSINO DA MATEMÁTICA: UMA EXPERIÊNCIA NO ENSINO FUNDAMENTAL Resumo: José Roniero Diodato Marilene Severina de Oliveira Ana Claudia do Nascimento Glauciane

Leia mais

BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NOS ANOS INICIAIS: UMA PERSPECTIVA INTERGERACIONAL

BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NOS ANOS INICIAIS: UMA PERSPECTIVA INTERGERACIONAL BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NOS ANOS INICIAIS: UMA PERSPECTIVA INTERGERACIONAL RESUMO Luana da Mata (UEPB) 1 Patrícia Cristina de Aragão Araújo (UEPB) 2 Este artigo tem como objetivo refletir como as brincadeiras

Leia mais

LIVRO DO PROFESSOR LIBRAS 1 O ANO 35. Espaços da escola. Encaminhamento

LIVRO DO PROFESSOR LIBRAS 1 O ANO 35. Espaços da escola. Encaminhamento Atividade 9 Espaços da escola Encaminhamento Leve os alunos para conhecer os espaços da escola: sala de leitura, informática, refeitório, quadra de futebol, parque, etc. Peça para os alunos registrarem

Leia mais

Projeto Escola e família: construindo novos caminhos

Projeto Escola e família: construindo novos caminhos Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO Projeto Escola e família: construindo novos caminhos ELIZÂNGELA. S. VIEIRA COORDENADORA DE PROJETOS EDUCACIONAIS

Leia mais

O Brincar nas tardes do Sítio

O Brincar nas tardes do Sítio Formação Complementar Recreação Educação Infantil Maternal A e B 1º Semestre/ 2014 Professora: Wanessa Oliveira Coordenação: Lucy Ramos Torres O Brincar nas tardes do Sítio As brincadeiras despertam atenção

Leia mais

Objetivo principal: aprender como definir e chamar funções.

Objetivo principal: aprender como definir e chamar funções. 12 NOME DA AULA: Escrevendo músicas Duração da aula: 45 60 minutos de músicas durante vários dias) Preparação: 5 minutos (se possível com introduções Objetivo principal: aprender como definir e chamar

Leia mais

O que abre e o que fecha

O que abre e o que fecha {jathumbnail off} O Carnaval começa com tudo em toda a nossa região. Então, não perca tempo e veja aqui só aqui no Portal de Paulínia o guia com a programação carnavalesca de 12 cidades da nossa região

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE ARTE ANO: 4 º Ano PROFESSORAS: Aline Francyele

Leia mais

O GRILO FELIZ E OS INSETOS GIGANTES

O GRILO FELIZ E OS INSETOS GIGANTES material de apoio O GRILO FELIZ E OS INSETOS GIGANTES DIVULGAÇÃO FICHA TÉCNICA Direção: Walbercy Ribas e Rafael Ribas Roteiro: Walbercy Ribas Produção: Juliana Ribas Direção de arte e fotografia: Rafael

Leia mais

Exposição e relato de experiências de Objetos Educacionais Construção de Instrumentos Musicais Artesanais. Rio Verde GO

Exposição e relato de experiências de Objetos Educacionais Construção de Instrumentos Musicais Artesanais. Rio Verde GO EMEFTI PROFESSOR WALDYR EMRICH PORTILHO GESTORA: GERLIANESANTANA GOUVEIA CABRAL COORD. ÁREA: ARISTÓTELES MESQUITA DE LIMA NETTO PROFESSORA SUPERVISORA: ELIZANGELA F. RODRIGUES Exposição e relato de experiências

Leia mais

Danças Luso Ibéricas 2011

Danças Luso Ibéricas 2011 Danças Luso Ibéricas Sevilhanas Pilar Madeira 11 Conteúdo 1. Introdução:... 3 2. Identificação de necessidades:... 4 3. Fundamentação da acção:... 4 4. Objectivo geral:... 5 4.1 Objectivo específico:...

Leia mais

AS ARTES E O LÚDICO: UMA PROPOSTA ATRAVÉS DA HISTÓRIA DO CARNAVAL

AS ARTES E O LÚDICO: UMA PROPOSTA ATRAVÉS DA HISTÓRIA DO CARNAVAL AS ARTES E O LÚDICO: UMA PROPOSTA ATRAVÉS DA HISTÓRIA DO CARNAVAL Fernanda de Paula Alves de Oliveira Professora da Rede Municipal de Ensino de Londrina fernandadepaula.fp@hotmail.com Gleisse Cristiane

Leia mais

TEATRO DE MARIONETES DE PAUL KLEE E A PRODUÇÃO DE BONECOS.

TEATRO DE MARIONETES DE PAUL KLEE E A PRODUÇÃO DE BONECOS. TEATRO DE MARIONETES DE PAUL KLEE E A PRODUÇÃO DE BONECOS. Amanda Cristina de Sousa amandita_badiana@hotmail.com E.M. Freitas Azevedo Comunicação Relato de Experiência Resumo: O presente relato trata da

Leia mais

Texto: Patricia Lins Ilustrações: Isac Kosminsky e Juliana Santos

Texto: Patricia Lins Ilustrações: Isac Kosminsky e Juliana Santos Texto: Patricia Lins Ilustrações: Isac Kosminsky e Juliana Santos Texto: Patricia Lins Ilustrações: Isac Kosminsky e Juliana Santos Salvador, BA - 2015 Copyright 2015 by Patricia Lins Ilustradores: Isac

Leia mais

Planificação Anual. Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação. Registo e produções - Confiança

Planificação Anual. Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação. Registo e produções - Confiança Planificação Anual Professor: Gabriela Maria R. D. T. L. C. Silva Disciplina: Ano: préescolar Turma: I Ano letivo: 2014-2015 Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação Facilitar a adaptação

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

Projeto Girassol de Ideias Fábio Pereira da Silva Valéria Cristiani de Oliveira Vivian da Silva Francini

Projeto Girassol de Ideias Fábio Pereira da Silva Valéria Cristiani de Oliveira Vivian da Silva Francini Projeto Girassol de Ideias Fábio Pereira da Silva Valéria Cristiani de Oliveira Vivian da Silva Francini A favor da comunidade, que espera o bloco passar Ninguém fica na solidão Embarca com suas dores

Leia mais

Trabalhos 2015 1 Ano Profªs Carolina e Pamela 1º BIMESTRE:

Trabalhos 2015 1 Ano Profªs Carolina e Pamela 1º BIMESTRE: Trabalhos 2015 1 Ano Profªs Carolina e Pamela Cronograma de trabalhos 1º ano 1º BIMESTRE: PORTUGUÊS Tema: Livro de contos infantis Proposta: Escolher um conto infantil. Buscar informações sobre o conto,

Leia mais

Plano Anual. Interação e socialização da criança no meio social familiar e escolar. Ampliação progressiva do conhecimento do mundo.

Plano Anual. Interação e socialização da criança no meio social familiar e escolar. Ampliação progressiva do conhecimento do mundo. Centro Educacional Mundo do Saber Maternal II Ano Letivo: 2013 Tema: A fazenda do tio Chico Professora: Heloiza Regina Gervin Plano Anual Eu sou tio Chico, um menino muito esperto e que adora brincar e

Leia mais

Colégio dos Santos Anjos Avenida Iraí, 1330 Planalto Paulista www.colegiosantosanjos.g12.br A Serviço da Vida por Amor

Colégio dos Santos Anjos Avenida Iraí, 1330 Planalto Paulista www.colegiosantosanjos.g12.br A Serviço da Vida por Amor Colégio dos Santos Anjos Avenida Iraí, 1330 Planalto Paulista www.colegiosantosanjos.g12.br A Serviço da Vida por Amor Curso: Fundamental I Ano: 5º ano Componente Curricular: História Professor (a): Cristiane

Leia mais

Projeto Pedagógico. por Anésia Gilio

Projeto Pedagógico. por Anésia Gilio Projeto Pedagógico por Anésia Gilio INTRODUÇÃO Esta proposta pedagógica está vinculada ao Projeto Douradinho e não tem pretenção de ditar normas ou roteiros engessados. Como acreditamos que a educação

Leia mais

JOGOS ELETRÔNICOS CONTRIBUINDO NO ENSINO APRENDIZAGEM DE CONCEITOS MATEMÁTICOS NAS SÉRIES INICIAIS

JOGOS ELETRÔNICOS CONTRIBUINDO NO ENSINO APRENDIZAGEM DE CONCEITOS MATEMÁTICOS NAS SÉRIES INICIAIS JOGOS ELETRÔNICOS CONTRIBUINDO NO ENSINO APRENDIZAGEM DE CONCEITOS MATEMÁTICOS NAS SÉRIES INICIAIS Educação Matemática na Educação Infantil e nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (EMEIAIEF) GT 09 RESUMO

Leia mais

Barra do Garças Estado de Mato Grosso

Barra do Garças Estado de Mato Grosso Barra do Garças Estado de Mato Grosso ;;w :;;;;;:;wl:w Ano 2015 Poder Legislativo Municipal Plenário das DPiihPrarííP Protocolo N. 0 348, Liv. 24, Fls. Em 24/04/20 1 5. às 15:25hs. O Projeto de Lei O Projeto

Leia mais

Material Necessário: Livro didático / Caderno

Material Necessário: Livro didático / Caderno Roteiro de Matemática 6º Ano A e B 3º Bimestre Prof a Marineide (manhã) e Prof a Michelle (tarde) Data Início / / Data de Término / / Nota Estação do Conhecimento 1 Tema: Potência, Raízes e Expressões

Leia mais

AVALIAÇÃO DA UNIDADE II PONTUAÇÃO: 7,5 PONTOS

AVALIAÇÃO DA UNIDADE II PONTUAÇÃO: 7,5 PONTOS DA UNIDADE II PONTUAÇÃO: 7,5 PONTOS Questão 01: A dança representa a arte de mexer o corpo, através de uma cadência de movimentos e ritmos previamente estabelecidos ou improvisados, criando uma harmonia

Leia mais

Instituto de Educação Marista Nossa Senhora das Graças Viamão RS USBEE União Sul Brasileira de Educação e Ensino. Tecnologias para Aprender e Ensinar

Instituto de Educação Marista Nossa Senhora das Graças Viamão RS USBEE União Sul Brasileira de Educação e Ensino. Tecnologias para Aprender e Ensinar Instituto de Educação Marista Nossa Senhora das Graças Viamão RS USBEE União Sul Brasileira de Educação e Ensino Tecnologias para Aprender e Ensinar Apresenta uma experiência na construção de jogos infantis

Leia mais

Sete pintos pintados. Artes Volume V - 5º ano CADERNO DO ALUNO

Sete pintos pintados. Artes Volume V - 5º ano CADERNO DO ALUNO Sete pintos pintados Artes Volume V - 5º ano CADERNO DO ALUNO Sete pintos pintados (Artes) Volume V 5º ano CADERNO DO ALUNO Sete pintos pintados Artes (Caderno do aluno) Volume V 5º ano Projeto editorial,

Leia mais

CRECHE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2012/2013. Telef: 238490000 Fax: 238490003 Av. Cidade da Covilhã Apto. 52 6290-322 Gouveia - www.abpg.

CRECHE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2012/2013. Telef: 238490000 Fax: 238490003 Av. Cidade da Covilhã Apto. 52 6290-322 Gouveia - www.abpg. CRECHE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2012/2013 Unidade 1 Vamos à escola PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2012/2013 Unidade 2 Uma árvore de Natal muito familiar Mês: Outubro/Novembro/Dezembro Objetivos

Leia mais