Memórias de um Brasil holandês. 1. Responda: a) Qual é o período da história do Brasil retratado nesta canção?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Memórias de um Brasil holandês. 1. Responda: a) Qual é o período da história do Brasil retratado nesta canção?"

Transcrição

1 Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino fundamental Publicado em 2012 Prova bimestral 3 o Bimestre 4 o ano história Data: / / Nível: Escola: Nome: Memórias de um Brasil holandês Nessa terra tão linda chamada Brasil Abençoada pelo clima tropical Os holandeses com um toque sutil Enriqueceram nosso canavial Sob as ordens de Nassau Sonho, realidade, ilusão Fascinação, de Sergipe a São Luís do Maranhão A fauna, a flora, paraíso de beleza E a doce cobiçada riqueza [ ] Compositores: Bulla, Marcos Balão, Hércules Corrêa, De Minas, Edson e William Responda: a) Qual é o período da história do Brasil retratado nesta canção? b) Por que as riquezas do Brasil foram tão cobiçadas pelos holandeses? Prova bimestral 3 o bimestre / 4 o ano 1

2 c) No verso, Sob as ordens de Nassau, quem foi Nassau e qual sua importância nesse período? 2. A sociedade brasileira dos dois primeiros séculos de colonização era agrária, escravista e patriarcal. Escreva as características de cada uma delas. Agrária: Escravista: Patriarcal: Prova bimestral 3 o bimestre / 4 o ano 2

3 3. Relacione os momentos históricos às suas explicações. (A) Os fazendeiros estavam descontentes porque não recebiam escravos para trabalharem em suas terras e, por isso, desgastavam-se economicamente em conflitos contra os padres jesuítas, que impediam a escravidão dos indígenas. (B) Conflito regional que envolveu as cidades de Olinda e Recife, entre os anos de 1710 e (C) Poetas, comerciantes, militares e mineradores de Vila Rica se revoltaram contra os excessivos impostos cobrados pelo governo português. (D) Bandeirantes paulistas entraram em conflito com os conquistadores e aventureiros que vinham da Bahia, de Pernambuco e de Portugal para explorar as minas de ouro e diamantes. ( ) Guerra dos Emboabas ( ) Conjuração Mineira ( ) Guerra dos Mascates ( ) Revolta de Beckman 4. Quais grupos formavam a sociedade brasileira no período colonial? 5. No período colonial brasileiro, houve vários movimentos de resistência às desigualdades sociais. Podemos citar, como exemplo, o fato de os indígenas não aceitarem ser escravizados e, assim, rebelarem-se invadindo engenhos e destruindo plantações. Os escravos e indígenas do período colonial reagiram às desigualdades sociais. Nos dias atuais, as pessoas também se manifestam, por exemplo, reivindicando os seus direitos. Dê, no mínimo, três exemplos de como as pessoas reivindicam os seus direitos nos dias de hoje. Prova bimestral 3 o bimestre / 4 o ano 3

4 6. A cultura colonial pode ser compreendida como o conjunto de obras criadas no período da mineração. São pinturas, esculturas e poemas que demonstram a riqueza da época. Qual a importância de se aprender a história da nossa cultura colonial? Viagem Pitoresca através do Brasil 7. Responda. Os jesuítas foram os padres escolhidos para cuidar da educação que os portugueses desejavam para os colonos que vinham para o Brasil e para conversão dos nativos que viviam aqui antes de Julgue (V ou F) as afirmativas a seguir. ( ) Os padres jesuítas defendiam os interesses da Igreja católica ( ) Os jesuítas alfabetizavam somente os índios. ( ) As escolas nas aldeias indígenas eram precárias; não tinham móveis e materiais escolares e o papel de transmitir conhecimentos não era cumprido. ( ) Os jesuítas aprenderam com os indígenas a sua língua, o tupi. Padre Antonio Vieira ( ) Os colégios foram criados pelos jesuítas para que os filhos das famílias ricas continuassem seus estudos. Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro Prova bimestral 3 o bimestre / 4 o ano 4

5 Gabarito 1. a) A música retrata o período da ocupação holandesa no nordeste brasileiro. b) Disputar o comércio das riquezas brasileiras era uma forma de enfraquecer a Espanha para se libertarem dela, uma vez que os holandeses eram governados pelos espanhóis. c) Maurício de Nassau foi o governador da Companhia das Índias Ocidentais; ele realizou muitas modificações na cidade de Recife: construiu uma nova cidade do outro lado do rio Capibaribe, um palácio, um Jardim Botânico e pontes; realizou calçamentos e obras de embelezamento nos prédios públicos (decoração e pinturas); trouxe botânicos, naturalistas, cronistas e deu abertura a outros cultos religiosos. 2. Agrária: Tinha como fonte de riqueza os produtos do campo que eram exportados para a Europa. Escravista: Todo o trabalho era realizado por mão de obra escrava; os negros executavam serviços domésticos, nos engenhos, nas plantações e minas. Patriarcal: O poder familiar estava na mão do pai, fosse essa família pobre ou rica. 3. D C B A 4. Trabalhadores livres, senhores de engenho, proprietários rurais, negros escravizados, indígenas, mestiços e brasileiros. 5. Resposta pessoal. 6. Resposta pessoal. 7. V F F V V Prova bimestral 3 o bimestre / 4 o ano 5

Mineração e a Crise do Sistema Colonial. Prof. Osvaldo

Mineração e a Crise do Sistema Colonial. Prof. Osvaldo Mineração e a Crise do Sistema Colonial Prof. Osvaldo Mineração No final do século XVII, os bandeirantes encontraram ouro na região de Minas Gerais Grande parte do ouro extraído era de aluvião, ou seja,

Leia mais

A expansão da América Portuguesa

A expansão da América Portuguesa 8 ANO A/B RESUMO DA UNIDADE 1 DISCIPLINA: HISTÓRIA PROFESSORA: SUELEM *Os índios no Brasil A expansão da América Portuguesa Violência contra os povos indígenas; - Doenças, trabalho forçado; - Foram obrigados

Leia mais

MÓDULO 03 CICLOS ECONÔMICOS E REBELIÕES COLONIAIS

MÓDULO 03 CICLOS ECONÔMICOS E REBELIÕES COLONIAIS MÓDULO 03 CICLOS ECONÔMICOS E REBELIÕES COLONIAIS 3.1- A AGROMANUFATURA AÇUCAREIRA O COMPLEXO AÇUCAREIRO ( XVI / XVII ) - Pré-condições favoráveis( solo, clima, mão-deobra,mercado externo ) - Participação

Leia mais

Questões Brasil Colonial

Questões Brasil Colonial Questões Brasil Colonial (Ufpel 2008) "No decorrer do período colonial no Brasil os interesses entre metropolitanos e colonos foram se ampliando. O descontentamento se agravou quando, a 1º de abril de

Leia mais

Prova bimestral 4 o ANO 2 o BIMESTRE

Prova bimestral 4 o ANO 2 o BIMESTRE Prova bimestral 4 o ANO 2 o BIMESTRE HISTÓRIA Escola: Nome: Data: / / Turma: Pedro Álvares Cabral foi o comandante da primeira expedição portuguesa que chegou ao território que mais tarde receberia o nome

Leia mais

História. Programação 3. bimestre. Temas de estudo

História. Programação 3. bimestre. Temas de estudo História Olá, pessoal! Vamos conhecer, entre outros fatos, como era o trabalho escravo no Brasil? CHIQUINHA GONZAGA Programação 3. bimestre Temas de estudo O trabalho escravo na formação do Brasil - Os

Leia mais

De que jeito se governava a Colônia

De que jeito se governava a Colônia MÓDULO 3 De que jeito se governava a Colônia Apresentação do Módulo 3 Já conhecemos bastante sobre a sociedade escravista, especialmente em sua fase colonial. Pouco sabemos ainda sobre a organização do

Leia mais

Prova bimestral. história. 1 o Bimestre 5 o ano. 1. Leia o texto a seguir e responda

Prova bimestral. história. 1 o Bimestre 5 o ano. 1. Leia o texto a seguir e responda Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino fundamental Publicado em 2012 Prova bimestral 1 o Bimestre 5 o ano história Data: / / Nível: Escola: Nome: 1. Leia o texto a seguir e responda Na

Leia mais

MINERAÇÃO E REVOLTAS NO BRASIL COLONIAL

MINERAÇÃO E REVOLTAS NO BRASIL COLONIAL MINERAÇÃO E REVOLTAS NO BRASIL COLONIAL Portugal: crises e dependências -Portugal: acordos comerciais com a Inglaterra; -Exportação de produtos brasileiros; -Tratado de Methuen: redução fiscal para os

Leia mais

Colégio Marista São José Montes Claros MG Prof. Sebastião Abiceu 7º ano

Colégio Marista São José Montes Claros MG Prof. Sebastião Abiceu 7º ano Colégio Marista São José Montes Claros MG Prof. Sebastião Abiceu 7º ano 1. CARACTERÍSTICAS GERAIS DO PERÍODO COLONIAL Colônia de exploração (fornecimento de gêneros inexistentes na Europa). Monocultura.

Leia mais

1º Período UNIDADE 1. Exercícios; A aventura de navegar

1º Período UNIDADE 1. Exercícios; A aventura de navegar 1º Período UNIDADE 1 A aventura de navegar Produtos valiosos Navegar em busca de riquezas Viagens espanholas Viagens portuguesas Ampliação O dia a dia dos marinheiros Conhecer as primeiras especiarias

Leia mais

João Paulo I O NORDESTE COLONIAL. Professor Felipe Klovan

João Paulo I O NORDESTE COLONIAL. Professor Felipe Klovan João Paulo I O NORDESTE COLONIAL Professor Felipe Klovan A ECONOMIA AÇUCAREIRA Prof. Felipe Klovan Portugal já possuía experiência no plantio da cana-de-açúcar nas Ilhas Atlânticas. Portugal possuía banqueiros

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 7 o ano 4 o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o : Leia o trecho da carta de Pero Vaz de Caminha, escrivão da armada de Pedro Álvares Cabral, escrita em maio de 1500 para o rei português

Leia mais

Colonização Portuguesa. Prof. Osvaldo

Colonização Portuguesa. Prof. Osvaldo Colonização Portuguesa Prof. Osvaldo Tratado de Tordesilhas de 1494 Terras pertencentes à Espanha Terras pertencentes a Portugal A ficção do Descobrimento Principais povos Indígenas no Brasil No Brasil,

Leia mais

Portugal e Brasil no século XVII. Domínio espanhol no Brasil(1580-1640)

Portugal e Brasil no século XVII. Domínio espanhol no Brasil(1580-1640) Portugal e Brasil no século XVII Domínio espanhol no Brasil(1580-1640) O domínio espanhol. Em 1580, o rei de Portugal, D. Henrique, morreu sem deixar herdeiros ( fim da dinastia de Avis) surgiram disputas

Leia mais

História do Brasil Colônia. Profª Maria Auxiliadora

História do Brasil Colônia. Profª Maria Auxiliadora História do Brasil Colônia Profª Maria Auxiliadora O PERÍODO PRÉ-COLONIAL (1500 1530) Pau-Brasil Extrativismo Vegetal Fabricação de tintura para tecidos. Exploração nômade e predatória. Escambo com índios.

Leia mais

MERCANTILISMO (7a. Parte) Mercantilismo e Violência

MERCANTILISMO (7a. Parte) Mercantilismo e Violência MERCANTILISMO (7a. Parte) Mercantilismo e Violência CURSO: Administração DISCIPLINA: Comércio Exterior FONTE: DIAS, Reinaldo. RODRIGUES, Waldemar. Comércio Exterior Teoria e Gestão. Atlas. São Paulo: 2004.

Leia mais

AS INVASÕES FRANCESAS

AS INVASÕES FRANCESAS AS INVASÕES FRANCESAS 2ª invasão 1612 Maranhão Fundação da França Equinocial e a Cidade de São Luís Comandante Daniel de La Touche Obs: esse período Portugal passava para domínio espanhol 1ª invasão Rio

Leia mais

A novidade é que o Brasil não é só litoral É muito mais é muito mais que qualquer zona sul Tem gente boa espalhada por este Brasil Que vai fazer

A novidade é que o Brasil não é só litoral É muito mais é muito mais que qualquer zona sul Tem gente boa espalhada por este Brasil Que vai fazer CAUSAS: Acirramento da concorrência comercial entre as potências coloniais; Crise das lavouras de cana; Estagnação da economia portuguesa na segunda metade do século XVII; Necessidade de encontrar metais

Leia mais

Invasões Holandesas. 1630 uma armada holandesa ocupou Olinda e o Recife.

Invasões Holandesas. 1630 uma armada holandesa ocupou Olinda e o Recife. Invasões Holandesas A dependência holandesa do açúcar brasileiro era enorme; Entre 1625 e 1630 a Holanda dedicou-se aos ataques de corsários, no litoral brasileiro e região do Caribe, chegando a ocupar

Leia mais

O Barroco no Brasil. Capitulo 11

O Barroco no Brasil. Capitulo 11 O Barroco no Brasil Capitulo 11 O Barroco no Brasil se desenvolveu do século XVIII ao início do século XIX, época em que na Europa esse estilo já havia sido abandonado. Um só Brasil, vários Barrocos O

Leia mais

BRASIL COLÔNIA (1500-1822) A PRODUÇÃO AÇUCAREIRA NO BRASIL

BRASIL COLÔNIA (1500-1822) A PRODUÇÃO AÇUCAREIRA NO BRASIL A PRODUÇÃO AÇUCAREIRA NO BRASIL 1 - O CICLO DO AÇÚCAR Séc. XVI e XVII (auge). Nordeste (BA e PE). Litoral. Solo e clima favoráveis. Experiência de cultivo (Açores, Cabo Verde e Madeira). Mercado consumidor.

Leia mais

AS INVASÕES FRANCESAS

AS INVASÕES FRANCESAS AS INVASÕES FRANCESAS 2ª invasão 1612 Maranhão Fundação da França Equinocial e a Cidade de São Luís Comandante Daniel de La Touche Obs: esse período Portugal passava para domínio espanhol 1ª invasão Rio

Leia mais

A Formação do Território Brasileiro.

A Formação do Território Brasileiro. A Formação do Território Brasileiro. A primeira fronteira do Brasil Fernando e Isabel 1492 - Colombo 1493 papa Alexandre VI (espanhol) editou a Bula Inter Coetera 1494 - Tratado de Tordesilhas. 1530 no

Leia mais

1554 Fundação da Vila de São Paulo de Piratininga.De início pequena agricultura de substância.(via apresamento).

1554 Fundação da Vila de São Paulo de Piratininga.De início pequena agricultura de substância.(via apresamento). HB. Expansão territorial da colônia. Expansão territorial Bandeirantes. 1554 Fundação da Vila de São Paulo de Piratininga.De início pequena agricultura de substância.(via apresamento). Mão-de-obra indígena.

Leia mais

Colonização da América do Norte Formação dos Estados Unidos

Colonização da América do Norte Formação dos Estados Unidos Colonização da América do Norte Formação dos Estados Unidos A ocupação da América do Norte foi marcada por intensos conflitos entre ingleses e indígenas da região. Duas companhias de comércio foram autorizadas

Leia mais

Brasil - Colônia e Império 1500-1889

Brasil - Colônia e Império 1500-1889 Brasil - Colônia e Império 1500-1889 Texto adaptado do livro "História do Brazil", de Rocha Pombo, publicado em 1919 pela Editora "Weiszflog Irmãos" Atualização e adaptação: Paulo Victorino José Francisco

Leia mais

A FORMAÇÃO TERRITORIAL BRASILEIRA: UMA ABORDAGEM HISTÓRICA.

A FORMAÇÃO TERRITORIAL BRASILEIRA: UMA ABORDAGEM HISTÓRICA. A FORMAÇÃO TERRITORIAL BRASILEIRA: UMA ABORDAGEM HISTÓRICA. A UNIÃO IBÉRICA (1580 A 1640) OS DESDOBRAMENTOS DA UNIÃO IBÉRICA Juramento de Tomar Perda de Valor da Linha de Tordesilhas Intensificação das

Leia mais

Os negros na formação do Brasil PROFESSORA: ADRIANA MOREIRA

Os negros na formação do Brasil PROFESSORA: ADRIANA MOREIRA Os negros na formação do Brasil PROFESSORA: ADRIANA MOREIRA ESCRAVIDÃO ANTIGA A escravidão é um tipo de relação de trabalho que existia há muito tempo na história da humanidade. Na Antiguidade, o código

Leia mais

Os templos religiosos e a formação das Minas Gerais

Os templos religiosos e a formação das Minas Gerais Os templos religiosos e a formação das Minas Gerais Sou apenas uma rua na cidadezinha de Minas. Cruz da Igreja de N. Sra do Carmo Ouro Preto Minas há muitas. Provavelmente a Minas que mais nos fascina

Leia mais

1- ENTRADAS E BANDEIRAS ENTRADAS

1- ENTRADAS E BANDEIRAS ENTRADAS 1- ENTRADAS E BANDEIRAS ENTRADAS (sec. 16 e 17) expedições militares, organizadas e financiadas pela Coroa Portuguesa a fim de procurar ouro no interior. BANDEIRAS (sec. 17) expedições financiadas por

Leia mais

A DOMINAÇÃO JESUÍTICA E O INÍCIO DA LITERATURA NACIONAL

A DOMINAÇÃO JESUÍTICA E O INÍCIO DA LITERATURA NACIONAL A DOMINAÇÃO JESUÍTICA E O INÍCIO DA LITERATURA NACIONAL Ederson da Paixão (Especialista em Educação Especial: Atendimento às Necessidades Especiais Integrante do Projeto de Pesquisa Os Primeiros Dramas

Leia mais

Situa-se na Península Itálica, próxima ao mar Mediterrâneo, Adriático e Tirreno.

Situa-se na Península Itálica, próxima ao mar Mediterrâneo, Adriático e Tirreno. Situa-se na Península Itálica, próxima ao mar Mediterrâneo, Adriático e Tirreno. Foi fundada no século VIII a.c., com a unificação de aldeias latinas e sabinos. Sua história política é dividida em 3 períodos:

Leia mais

1530 O regime de capitanias hereditárias é instituído por D. João III. Primeira expedição colonizadora chefiada por Martim Afonso de Sousa.

1530 O regime de capitanias hereditárias é instituído por D. João III. Primeira expedição colonizadora chefiada por Martim Afonso de Sousa. Vera, Use a seguinte legenda: Amarelo: o documento para o link encontra-se neste site: http://www.info.lncc.br/wrmkkk/tratados.html Rosa: o documento para o link encontra-se neste site: http://www.webhistoria.com.br

Leia mais

Recuperação Final História 7º ano do EF

Recuperação Final História 7º ano do EF COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II SEÇÃO TÉCNICA DE ENSINO Recuperação Final História 7º ano do EF Aluno: Série: 7º ano Turma: Data: 08 de dezembro de 2015. LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 1. Esta prova

Leia mais

Atividade Pedagógica de Português Segunda-feira 23/09/2013

Atividade Pedagógica de Português Segunda-feira 23/09/2013 4º Ano O amor é paciente. (I Coríntios 13:4a) Roteiro Semanal de Atividades de Casa (23 a 27 de Setembro 2013) Dia 25 de Setembro Dia Nacional do Trânsito Dia 23/09/2013-2ª Feira Atividade Pedagógica de

Leia mais

Disciplina: HISTÓRIA Professora: ALESSANDRA PRADA

Disciplina: HISTÓRIA Professora: ALESSANDRA PRADA COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 3ª Etapa 2012 Disciplina: HISTÓRIA Professora: ALESSANDRA PRADA Ano: 2012 Turma: 1º FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

Disciplina: História. Período: I. Professor (a): Liliane Cristina de Oliveira Vieira e Maria Aparecida Holanda Veloso

Disciplina: História. Período: I. Professor (a): Liliane Cristina de Oliveira Vieira e Maria Aparecida Holanda Veloso COLÉGIO LA SALLE BRASILIA Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL Disciplina: História Período:

Leia mais

COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA - RESUMO

COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA - RESUMO COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA - RESUMO A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS Século XVI e XVII início da ocupação e colonização das Américas COLONIZAÇÃO definição é a ocupação e povoamento das terras americanas pelos europeus

Leia mais

RECUPERAÇÃO FINAL 2015 HISTÓRIA 7º ano

RECUPERAÇÃO FINAL 2015 HISTÓRIA 7º ano História/15 7º ano Turma: 3º trimestre Nome: Data: / / 7ºhis303r RECUPERAÇÃO FINAL 2015 HISTÓRIA 7º ano 3º trimestre Aluno(a), Seguem os conteúdos trabalhados no 3º trimestre. Como base neles você deverá

Leia mais

A COLONIZAÇÃO DO BRASIL

A COLONIZAÇÃO DO BRASIL A COLONIZAÇÃO DO BRASIL OS FUNDAMENTOS DO COLONIALISMO PORTUGUÊS O processo de ocupação e formação do Império Colonial Lusitano baseou-se dentro da ótica mercantilista. Essa forma de organização ficou

Leia mais

GABARITOS MÓDULO I - HISTÓRIA II

GABARITOS MÓDULO I - HISTÓRIA II GABARITOS MÓDULO I - HISTÓRIA II UNIDADE 1 PRÉ-HISTÓRIA DO BRASIL 1) Sobre os povos dos sambaquis, é incorreto afirmar que: a) sendo nômades, ocuparam a faixa amazônica, deslocando-se durante milhares

Leia mais

MINERAÇÃO NO BRASIL A DESCOBERTA E EXPLORAÇÃO DO OURO E DO DIAMANTE

MINERAÇÃO NO BRASIL A DESCOBERTA E EXPLORAÇÃO DO OURO E DO DIAMANTE A DESCOBERTA E EXPLORAÇÃO DO OURO E DO DIAMANTE O início da mineração no Brasil; Mudanças sociais e econômicas; Atuação da Coroa portuguesa na região mineira; Revoltas ocorridas pela exploração aurífera;

Leia mais

América Portuguesa. A metrópole percebe que não está funcionando e decide mudar algumas coisas.

América Portuguesa. A metrópole percebe que não está funcionando e decide mudar algumas coisas. América Portuguesa Aspecto político/formas de governo Capitanias hereditárias É um sistema descentralizado. A metrópole quer gastar o mínimo possível com a exploração, por isso dão a nobres a serviço do

Leia mais

A América Espanhola.

A América Espanhola. Aula 14 A América Espanhola. Nesta aula, trataremos da colonização espanhola na América, do processo de independência e da formação dos Estados Nacionais. Colonização espanhola na América. A conquista

Leia mais

Resoluções das Atividades

Resoluções das Atividades Resoluções das Atividades Sumário Módulo 1 A conquista da América, a história cultural dos povos indígenas e africanos e a economia açucareira...1 Módulo 2 A mineração no Período Colonial, as atividades

Leia mais

Expansão do território brasileiro

Expansão do território brasileiro Expansão do território brasileiro O território brasileiro é resultado de diferentes movimentos expansionistas que ocorreram no Período Colonial, Imperial e Republicano. Esse processo ocorreu através de

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 8 o ano 3 o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o : 1. 25 de janeiro de 1835, ao amanhecer o dia na cidade de Salvador, 600 negros entre libertos e escravos levantaram-se decididos

Leia mais

O imperialismo. Prof Ferrari

O imperialismo. Prof Ferrari O imperialismo Prof Ferrari Imperialismo ou neocolonialismo do séc. XIX Conceitos e definições sobre o imperialismo O imperialismo dos séculos XIX e XX resultou da expansão capitalista e atendia aos interesses

Leia mais

Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar HISTÓRIA

Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar HISTÓRIA Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar HISTÓRIA A proposta A proposta do material didático para a área de História privilegia as novas tendências do estudo da História dando mais

Leia mais

A Presença Estrangeira no Período Colonial. A Disputa pelas Novas Terras

A Presença Estrangeira no Período Colonial. A Disputa pelas Novas Terras A Presença Estrangeira no Período Colonial. A Disputa pelas Novas Terras O descobrimento de novas terras e riquezas (o pau-brasil) estimulou a cobiça de várias nações européias que iniciavam as suas aventuras

Leia mais

Planejamento. Ensino fundamental I 5 o ano. história Unidade 1. Ético Sistema de Ensino Planejamento Ensino fundamental I

Planejamento. Ensino fundamental I 5 o ano. história Unidade 1. Ético Sistema de Ensino Planejamento Ensino fundamental I história Unidade 1 A vinda da família real portuguesa para o Brasil Os desdobramentos sociais, políticos e econômicos da independência do Brasil Os aspectos históricos do início do Império brasileiro O

Leia mais

Os pontos principais e a resolução das questões formam um roteiro a ser seguido.

Os pontos principais e a resolução das questões formam um roteiro a ser seguido. Orientação de Estudos Os pontos principais e a resolução das questões formam um roteiro a ser seguido. Porém, a leitura do livro texto é indispensável para compreensão e fixação do conteúdo. 3EM - Antiguidade

Leia mais

Sugestões de avaliação. História 7 o ano Unidade 7

Sugestões de avaliação. História 7 o ano Unidade 7 Sugestões de avaliação História 7 o ano Unidade 7 Unidade 7 Nome: Data: 1. Leia o trecho a seguir e faça o que se pede. Depois de estabelecer colônias na África e chegar à Índia e à América, os navegadores

Leia mais

Expansão Territorial séc. XVII-XVIII

Expansão Territorial séc. XVII-XVIII BRASIL COLÔNIA Expansão Territorial séc. XVII-XVIII No período da União Ibérica, a Linha de Tordesilhas ficou sem efeito, permitindo um avanço do território brasileiro rumo ao interior. Duas formas básicas

Leia mais

PEP/2015 2ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO

PEP/2015 2ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO 1 PEP/2015 2ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA 1ª QUES TÃ O (Valor 6,0) Estudar as Rebeliões Coloniais de vulto, ocorridas no Brasil, durante os séculos XVII e XVIII, que contestaram

Leia mais

PEP/2011 1ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA 1ª QUESTÃO

PEP/2011 1ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA 1ª QUESTÃO PEP/2011 1ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO 1ª QUESTÃO Analisar a atuação das Entradas e Bandeiras entre os séculos XVI e XVIII na expansão do território da América Portuguesa, concluindo

Leia mais

Os Domínios Estrangeiros sobre o Brasil Colonial

Os Domínios Estrangeiros sobre o Brasil Colonial Os Domínios Estrangeiros sobre o Brasil Colonial Franceses, Ingleses e Holandeses Prof. Alan Carlos Ghedini O princípio: competição nos mares Portugal e Espanha chegaram primeiro à corrida das Grandes

Leia mais

A Ocupação do Litoral e a Expansão Territorial. Introdução:

A Ocupação do Litoral e a Expansão Territorial. Introdução: COLÉGIO MILITAR DE JUIZ DE FORA 2007 HISTÓRIA - 5ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL Nº: NOME: TURMA: A Ocupação do Litoral e a Expansão Territorial. Introdução: Durante o século XVI, as povoações geralmente

Leia mais

Patrimônio da Humanidade BRASIL

Patrimônio da Humanidade BRASIL Patrimônio da Humanidade BRASIL Patrimônio da Humanidade BRASIL Um local denominado patrimônio mundial é reconhecido pela UNESCO (Organização das Nações Unidas ara a Educação, a Ciência e a Cultura) como

Leia mais

ÁREA: RESENHA CRÍTICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA UESB PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS PET ECONOMIA UESB

ÁREA: RESENHA CRÍTICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA UESB PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS PET ECONOMIA UESB UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA UESB PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS PET ECONOMIA UESB Tutor: Gildásio Santana Júnior Bolsista: Iago Fernandes Botelho e Silva Resenha da

Leia mais

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 13 A EXPANSÃO TERRITORIAL

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 13 A EXPANSÃO TERRITORIAL HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 13 A EXPANSÃO TERRITORIAL cana-de-açucar pecuária mineração drogas do sertão pau-brasil portos: importação e exportação Como pode cair no enem (PUC) As Bandeiras utilizaram

Leia mais

CIÊNCIAS SOCIAIS 10/9/2012. I ECONOMIA COLONIAL SÉCULOS XVI a XIX OBJETIVOS: Formação Econômica e Social Brasileira (I)

CIÊNCIAS SOCIAIS 10/9/2012. I ECONOMIA COLONIAL SÉCULOS XVI a XIX OBJETIVOS: Formação Econômica e Social Brasileira (I) CIÊNCIAS SOCIAIS M.I DESENVOLVIMENTO DESIGUAL E COMBINADO DA SOCIEDADE MODERNA Formação Econômica e Social Brasileira (I) Profa. Claudete Pagotto Período 2 2012 2 OBJETIVOS: Abordar as características

Leia mais

Os movimentos de libertação colonial

Os movimentos de libertação colonial Os movimentos de libertação colonial Fatores determinantes Em fins do século XVIII, iniciaram-se os movimentos que tinham como objetivo libertar a colônia do domínio econômico português. Deste momento

Leia mais

A colonização espanhola e inglesa na América

A colonização espanhola e inglesa na América A colonização espanhola e inglesa na América A UU L AL A MÓDULO 2 Nas duas primeiras aulas deste módulo, você acompanhou a construção da América Portuguesa. Nesta aula, vamos estudar como outras metrópoles

Leia mais

6ª 10 4/out/11 HISTÓRIA 4º. Valor: 80

6ª 10 4/out/11 HISTÓRIA 4º. Valor: 80 6ª 10 4/out/11 HISTÓRIA 4º Valor: 80 1. A invasão holandesa no Nordeste brasileiro, ao longo do século XVII, está relacionada com a exploração de um produto trazido para o Brasil pelos portugueses. Que

Leia mais

Independência da América Espanhola

Independência da América Espanhola Independência da América Espanhola Nossa América No início do século XIX a América hispânica, inspirada nas idéias liberais do Iluminismo, travou sua guerra de independência vitoriosa contra o colonialismo

Leia mais

O Brasil holandês http://www.youtube.com/watch?v=lnvwtxkch7q Imagem: Autor Desconhecido / http://educacao.uol.com.br/biografias/domingos-fernandescalabar.jhtm DOMINGOS CALABAR Domingos Fernandes

Leia mais

Economia e Sociedade Açucareira. Alan

Economia e Sociedade Açucareira. Alan Economia e Sociedade Açucareira Alan Características coloniais gerais Colônia de exploração Existência de Pacto Colonial Monopólio Economia de exportação de produtos tropicais Natureza predatória extrativista,

Leia mais

Vila Verde recebe brasileiros de Bom Despacho

Vila Verde recebe brasileiros de Bom Despacho Vila Verde recebe brasileiros de Bom Despacho *JACINTO GUERRA, de Brasília para o Portal de Aboim da Nóbrega Em 1967, quando o Dr.Laércio Rodrigues lançou seu livro História de Bom Despacho origens e formação,

Leia mais

PECUÁRIA NORDESTINA E SULINA, FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO, ENTRADAS E BANDEIRAS

PECUÁRIA NORDESTINA E SULINA, FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO, ENTRADAS E BANDEIRAS PECUÁRIA NORDESTINA E SULINA, FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO, ENTRADAS E BANDEIRAS Introdução Até meados do século XVII os portugueses estabeleceram-se apenas do litoral; Com o avanço pelo interior

Leia mais

Sugestões de avaliação. História 8 o ano Unidade 4

Sugestões de avaliação. História 8 o ano Unidade 4 Sugestões de avaliação História 8 o ano Unidade 4 5 Nome: Data: Unidade 4 1. Analise a gravura e explique qual crítica ela revela. Gravura anônima do século XVIII. Biblioteca Nacional da França, Paris

Leia mais

HISTÓRIA REVISÃO 1. Unidade II Civilização Greco Romana e seu legado. Aula 9 Revisão e avaliação da unidade II

HISTÓRIA REVISÃO 1. Unidade II Civilização Greco Romana e seu legado. Aula 9 Revisão e avaliação da unidade II HISTÓRIA REVISÃO 1 REVISÃO 2 REVISÃO 3 Unidade II Civilização Greco Romana e seu legado. Aula 9 Revisão e avaliação da unidade II HISTÓRIA REVISÃO 1 REVISÃO 2 REVISÃO 3 Expansionismo Romano - Etapas 1ª.

Leia mais

Sugestões de avaliação. Geografia 7 o ano Unidade 1

Sugestões de avaliação. Geografia 7 o ano Unidade 1 Sugestões de avaliação Geografia 7 o ano Unidade 1 5 Unidade 1 Nome: Data: 1. Verdadeiro ( V ) ou falso ( F )? Responda considerando a localização do território brasileiro no planeta. a) o oceano que banha

Leia mais

Três grandes impérios, além de dezenas de outros povos, que encontravam-se subjugados aos grandes centros populacionais, viviam nas regiões almejadas

Três grandes impérios, além de dezenas de outros povos, que encontravam-se subjugados aos grandes centros populacionais, viviam nas regiões almejadas América Espanhola O que os Espanhóis encontraram aqui na América... Três grandes impérios, além de dezenas de outros povos, que encontravam-se subjugados aos grandes centros populacionais, viviam nas regiões

Leia mais

Proposta para a apresentação ao aluno. Apresentação Comunidade 1

Proposta para a apresentação ao aluno. Apresentação Comunidade 1 Introdução Você iniciará agora uma viagem ao mundo da História. Anote tudo que achar interessante, os patrimônios que conhece, as dúvidas que tiver e, depois, debata em sala de aula com seus colegas e

Leia mais

Colégio Estadual João Ferreira Neves Ensino Fundamental e Médio. Plano de Trabalho Docente PTD 2014

Colégio Estadual João Ferreira Neves Ensino Fundamental e Médio. Plano de Trabalho Docente PTD 2014 Colégio Estadual João Ferreira Neves Ensino Fundamental e Médio Plano de Trabalho Docente PTD 2014 Professora: Marcela Szymanski Disciplina: História Série: 7º B, E 1º Trimestre. Conteúdo Estruturante

Leia mais

EXPANSÃO TERRITORIAL DO BRASIL O QUE ERAM AS ENTRADAS E BANDEIRAS?

EXPANSÃO TERRITORIAL DO BRASIL O QUE ERAM AS ENTRADAS E BANDEIRAS? EXPANSÃO TERRITORIAL DO BRASIL Foi a conquista e ocupação do interior do território, além dos limites do Tratado de Tordesilhas. Essa expansão foi responsável pela extensão territorial do Brasil de hoje.

Leia mais

História/15 8º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / /

História/15 8º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / / História/15 8º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / / 8ºhist301r ROTEIRO DE ESTUDO RECUPERAÇÃO 2015 8º ano do Ensino Fundamental II HISTÓRIA 1º TRIMESTRE 1. Conteúdos Objetivo 1: Africanos no Brasil (Cap.

Leia mais

PROCESSOS ESCOLARES NO IMAGINÁRIO DOS VIAJANTES EUROPEUS EM MINAS GERAIS NO SÉCULO XIX *

PROCESSOS ESCOLARES NO IMAGINÁRIO DOS VIAJANTES EUROPEUS EM MINAS GERAIS NO SÉCULO XIX * PROCESSOS ESCOLARES NO IMAGINÁRIO DOS VIAJANTES EUROPEUS EM MINAS GERAIS NO SÉCULO XIX * Cláudia Fernanda de Oliveira/FAE-UFMG 2 Darlen Nogueira da Costa/FAE-UFMG 3 Pensar na existência de um projeto de

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES. História

CADERNO DE ATIVIDADES. História COLÉGIO ARNALDO 2015 CADERNO DE ATIVIDADES História Aluno (a): 4º ano: Turma: Professor (a): Valor: 20 pontos Conteúdo de Recuperação O que é História. Identificar a História como ciência. Reconhecer que

Leia mais

EXPANSÃO TERRITORIAL DO BRASIL

EXPANSÃO TERRITORIAL DO BRASIL EXPANSÃO TERRITORIAL DO BRASIL Foi a conquista e ocupação do interior do território, além dos limites do Tratado de Tordesilhas. Essa expansão foi responsável pela extensão territorial do Brasil de hoje.

Leia mais

A PROSA ROMÂNTICA BRASILEIRA

A PROSA ROMÂNTICA BRASILEIRA A PROSA ROMÂNTICA BRASILEIRA Introdução A ficção no Brasil: romances, contos e novelas aparecem na literatura brasileira no período romântico. Folhetins (romances publicados semanalmente em jornais ou

Leia mais

A conquista do Sertão. Expedições de apresamento

A conquista do Sertão. Expedições de apresamento A conquista do Sertão Expedições de apresamento As bandeiras contribuíram para a expansão do território em direção ao interior, porém houve muitas mortes de nativos. O principal alvo era as missões dos

Leia mais

FORMAÇÃO, LOCALIZAÇÃO E DIVISÃO POLÍTICA DO BRASIL

FORMAÇÃO, LOCALIZAÇÃO E DIVISÃO POLÍTICA DO BRASIL FORMAÇÃO, LOCALIZAÇÃO E DIVISÃO POLÍTICA DO BRASIL ORIGEM E FORMAÇÃO HISTÓRICA A AMÉRICA PORTUGUESA Pelo Tratado de Tordesilhas, assinado a 7 de junho de 1494, por Portugal e Espanha, os domínios dessas

Leia mais

Disciplina:História Professora: Andréa Alexandre

Disciplina:História Professora: Andréa Alexandre Disciplina:História Professora: Andréa Alexandre Cidadania Democracia Filosofia Geometria Teatro Período Pré-Homérico (2800 1100 a. C.) povoamento da Grécia. Período Homérico (1100 800 a. C.) poemas

Leia mais

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 16 A MINERAÇÃO: SOCIEDADE E CULTURA

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 16 A MINERAÇÃO: SOCIEDADE E CULTURA HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 16 A MINERAÇÃO: SOCIEDADE E CULTURA Fixação 1) (UNESP) Se bem que a base da economia mineira também seja o trabalho escravo, por sua organização geral ela se diferencia amplamente

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA PARCIAL DE HISTÓRIA Aluno(a): Nº Ano: 8º Turma: Data: 02/04/2011 Nota: Professora: Ivana Valor da Prova: 50 pontos Assinatura do responsável: Orientações

Leia mais

A partir desse texto e de seus conhecimentos, responda às questões propostas.

A partir desse texto e de seus conhecimentos, responda às questões propostas. História 0 Na manhã de 12 de agosto de 1798, um panfleto revolucionário afixado em vários lugares da cidade de Salvador dizia: Povo, o tempo é chegado para vós defendêreis a vossa Liberdade; o dia da nossa

Leia mais

1 IDENTIFICAÇÃO DO PROJECTO

1 IDENTIFICAÇÃO DO PROJECTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS BRASIL INSTITUTO PIAGET / VISEU PORTUGAL 1 IDENTIFICAÇÃO DO PROJECTO TÍTULO DO PROJECTO DE INVESTIGAÇÃO O contributo português no processo de criação de bandas amadoras

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 9 o ano 1 o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o : 1. A proclamação da República correspondeu ao encontro de duas forças diversas Exército e fazendeiros de café movidas por razões

Leia mais

A Crise do Sistema Colonial.

A Crise do Sistema Colonial. Aula 12 A Crise do Sistema Colonial. A partir do século XVIII, a América Colonial passa a conhecer movimentos que reivindicam a separação política em relação à metrópole. Vários foram os fatores que conduziram

Leia mais

PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA DO BRASIL: CRISE DO SISTEMA COLONIAL E VINDA DA FAMÍLIA REAL

PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA DO BRASIL: CRISE DO SISTEMA COLONIAL E VINDA DA FAMÍLIA REAL PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA DO BRASIL: CRISE DO SISTEMA COLONIAL E VINDA DA FAMÍLIA REAL * Três etapas: 1) Revoltas Nativistas 2) Revoltas Emancipacionistas 3) Período Joanino Família Real no Brasil (1808-1822)

Leia mais

1 - Independências das nações latinoamericanas: Império Espanhol em 1800

1 - Independências das nações latinoamericanas: Império Espanhol em 1800 1 - Independências das nações latinoamericanas: Processo de libertação das colônias espanholas. Quando: Aproximadamente entre 1810 e 1830. Império Espanhol em 1800 Fatores externos: Crise geral do Antigo

Leia mais