Carlos Augusto Montovani Energisa, Paraíba - Brasil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Carlos Augusto Montovani Energisa, Paraíba - Brasil"

Transcrição

1 Implantação do COM - Centro de Operação da Medição Carlos Augusto Montovani Energisa, Paraíba - Brasil

2 Roteiro Histórico Estrutura - Organizacional - Funcional Atividades x Interfuncionalidades Situação atual Pontos Críticos Considerações finais

3 Histórico Com a expansão da telemetria surgiu a necessidade de criação Centro de Operação da Medição - COM, com função corporativa, tendo como principais objetivos: Sinergia e padronização de procedimento em nível corporativo; Redução de perdas; Coleta, tratamento e disponibilização dos dados de medição; Automação do faturamento.

4 Estrutura Organizacional Diretoria de Distribuição e Comercial Departamento de Gestão da Medição Apoio Administrativo LABM ENGM COM PESI s Alimentadores Fronteira Consumidores Livres Transformadores Grupo A

5 Estrutura Organizacional Alimentadores Diretoria de Distribuição e Comercial Departamento de Gestão da Medição -Monitoramento dos sistemas de conjuntos de medição instalados em alimentadores que tem objetivo de identificar em qual ponto está LABM concentrado ENGM o maior índice COM de perdas. Situação atual Apoio Administrativo PESI s Alimentadores Energisa Quantidade Paraíba Telemedição Borborema de 0 Fronteira Consumidores Livres Transformadores Grupo A

6 Estrutura Organizacional Fronteira Diretoria de Distribuição e Comercial LABM - Faturamento Departamento mensal de (Mercado); Gestão - Envio diário de da dados Mediçãopara o CCEE; -Gestão de manutenção do sistema de telemedição; -Acompanhamentos de chamados ENGM COM (CCEE). Situação atual: Apoio Administrativo PESI s Alimentadores Energisa Telemedição Quantidade de FronteiraParaíba Consumidores Livres Transformadores Borborema 8 COSERN Grupo A

7 Estrutura Organizacional Consumidores Livres Diretoria de Distribuição e Comercial LABM - Faturamento Departamento mensal de (DEGF); Gestão - Disponibilização da Medição dos dados para Mercado; - Envio diário de dados para o CCEE; - Gestão de manutenção do sistema de ENGM COM telemedição; - Disponibilização dos dados para os consumidores. Apoio Administrativo PESI s Alimentadores Fronteira Consumidores Livres Situação atual: Transformadores Grupo A Energisa Paraíba Borborema Quantidade

8 Estrutura Organizacional Grupo A Diretoria de Distribuição e Comercial s Alimentadores LABM Fronteira - Monitoramento Departamento dos sistemas de Gestão de telemedição; da Medição - Faturamento de unidades telemedidas; - Gestão de alarmes; - Gestão de Ativos (remotas / chips); ENGM COM - Gestão de manutenção do sistema de telemedição e conjuntos de fiscalização; - Parametrização de medidores. Situação atual: Energisa Paraíba Borborema Sergipe Apoio Administrativo PESI Grupo A Consumidores UC's Livres Transformadores Conjuntos de Fiscalização Grupo A Quantidade Energisa Quantidade 8 Paraiba 8 9 Borborema 0 9 Sergipe 0

9 Estrutura Organizacional Transformadores Diretoria de Distribuição e Comercial (Projeto Piloto) LABM Departamento de Gestão da Medição - Disponibilização dos dados para o Cicop; - Manutenção dos sistema de telemedição. ENGM Situação atual: COM Apoio Administrativo PESI s Alimentadores Fronteira Energisa Paraíba Consumidores Livres Quantidade Telemedição de Transformadores Grupo A

10 Estrutura Organizacional Diretoria de Distribuição e Comercial - Coleta diária Departamento dos dados de Gestão do projeto piloto (Add/ITRON); da Medição - Solicitações de inspeções. Apoio Administrativo LABM - Situação atual: ENGM COM PESI Energisa Paraíba Quantidade 8 s Alimentadores Fronteira Consumidores Livres Transformadores Grupo A

11 Estrutura Funcional FORNECEDORES INSUMOS NEGÓCIO PRODUTOS CLIENTES CAS - Ciência Aplicada à Tecnologia Software de Gerência - Hemera, CCS e SRP Operação e Gerência do Sistema de Grupo Energisa, disparando ações necessárias para seu pleno funcionamento. Dados de leitura enviados Pendências Alarmes despachados DEGF CLARO Operadora de Telefonia Celular INFORMAT TECNOLOGIA DEIN - Departamento de Informática Landis e Gyr Software de parametrização remota de medidores-sma Remotas GSM Suporte de TI Chips telefônicos GSM Modem GSM MISSÃO Manter o sistema de telemedição do Grupo Energisa operacional, enviando aos nossos clientes informações exatas sobre medição de energia e alarmes, buscando as melhores práticas para seu funcionamento e, trazendo maior dinâmica e precisão no fluxo das informações que venham a prevenir ou indicar atos que tragam prejuízos a organização. Relatório de memória de massa das Medições Fronteiras e Consumidores Livres enviados Análise de inconsistências dos dados coletados pelo CCEE analisadas efetuadas Medidores e remotas parametrizadas Sistema de medição em funcionamento CICOP Mercado CCEE Fiscalização do Actaris / Ítron Fiscalização do Grupo A Software de gerência de senhas-smc MANAGER Software de Medição de Fronteira-Notus EQUIPAMENTOS Estações de trabalho c/gaveteiro Computadores Memória de massa dos clientes do Grupo A Fiscalização do Grupo A Assessoria de Grandes Clientes Fiscalização do 8 Sistema de Telemedição Grupo B Linhas telefônicas fixa Modem GSM Linha telefônica móvel (Celular) CICOP 0 Link Saelpa - Cataguazes PESSOAL 8 Manutenção - Engenheiro eletricista - Analista em redes e ambientes operacionais - Eletrotécnico Análise de alarmes 0

12 Estrutura Funcional FORNECEDORES INSUMOS NEGÓCIO PRODUTOS CAS - Ciência Aplicada à Tecnologia CLARO Operadora de Telefonia Celular INFORMAT TECNOLOGIA DEIN - Departamento de Informática Landis e Gyr Actaris / Ítron Fiscalização do Grupo A Fiscalização do CICOP Software de Gerência - Hemera, CCS e SRP Software de parametrização remota de medidores-sma MISSÃO Operação e Gerência do Sistema de Chips telefônicos GSM Modem GSM Software de gerência de senhas-smc MANAGER Software de Medição de Fronteira-Notus Sistema de Telemedição Grupo B Link Saelpa - Cataguazes Manutenção Análise de alarmes Operação e Gerência do Sistema de Grupo Energisa, disparando ações necessárias para seu pleno funcionamento. Fronteiras e Consumidores Livres enviados Manter o sistema de telemedição do Grupo Remotas GSM Energisa operacional, enviando aos nossos Grupo Energisa, disparando ações necessárias Análise de inconsistências para clientes informações exatas sobre medição dos dados coletados pelo de energia e alarmes, buscando as Suporte de TI CCEE analisadas efetuadas melhores práticas para seu funcionamento NEGÓCIO seu pleno funcionamento. e, trazendo maior dinâmica e precisão no fluxo das informações que venham a prevenir ou indicar atos que tragam prejuízos a organização. EQUIPAMENTOS Estações de trabalho c/gaveteiro Computadores Linhas telefônicas fixa Modem GSM Linha telefônica móvel (Celular) PESSOAL - Engenheiro eletricista - Analista em redes e ambientes operacionais - Eletrotécnico Dados de leitura enviados Pendências Alarmes despachados Relatório de memória de massa das Medições Medidores e remotas parametrizadas Sistema de medição em funcionamento Memória de massa dos clientes do Grupo A CLIENTES DEGF CICOP Mercado CCEE Fiscalização do Fiscalização do Grupo A Assessoria de Grandes Clientes 0

13 Estrutura Funcional FORNECEDORES INSUMOS NEGÓCIO PRODUTOS CAS - Ciência Aplicada à Tecnologia CLARO Operadora de Telefonia Celular INFORMAT TECNOLOGIA DEIN - Departamento de Informática Landis e Gyr Actaris / Ítron Fiscalização do Grupo A Fiscalização do CICOP 8 0 Software de Gerência - Hemera, CCS e SRP Software de parametrização Relatório de memória de Manter remota de medidores-sma o sistem a de MISSÃO telem edição do Grupo massa das Medições Fronteiras e Consumidores Energisa operacional, Manter o sistema de telemedição enviando Grupo aos Livres nossos enviados Remotas GSM Energisa operacional, enviando aos nossos Análise de inconsistências clientes informações sobre medição clientes inform exatas sobre m edição de energia e alarmes, buscando as dos dados coletados pelo Suporte de TI CCEE analisadas efetuadas melhores práticas para seu funcionamento de energia e, e trazendo alarm maior dinâmica es, e precisão buscando no as Chips telefônicos GSM fluxo das informações que venham a Medidores e remotas prevenir ou indicar atos que tragam parametrizadas m elhores práticas para seu funcionam ento Modem GSM prejuízos a organização. Sistema de medição em funcionamento Link Saelpa - Cataguazes Manutenção Operação e Gerência do Sistema de Grupo Energisa, disparando ações necessárias para seu pleno funcionamento. EQUIPAMENTOS Software de Medição de Estações de trabalho c/gaveteiro prevenir ou indicar atos que tragam Fronteira-Notus Computadores Linhas telefônicas fixa prejuízos a organização. Sistema de Telemedição Grupo Modem GSM B Linha telefônica móvel (Celular) 8 MISSÃO PESSOAL - Engenheiro eletricista - Analista em redes e ambientes operacionais - Eletrotécnico Dados de leitura enviados Pendências Alarmes despachados e, trazendo m aior dinâm ica e precisão no Software de gerência de Memória de massa dos senhas-smc MANAGER fluxo das inform ações que venham clientes do Grupo a A CLIENTES DEGF CICOP Mercado CCEE Fiscalização do Fiscalização do Grupo A Assessoria de Grandes Clientes Análise de alarmes 0

14 Estrutura Interfuncional SISTEMA DE MEDIÇÃO MEDIDOR REMOTA... MEDIDOR REMOTA Comandos e parametrizações Leituras, alarmes e memória de massa DB - Sw de Gerência SW Gerência (HEMERA) C O M INTEGRAÇÃO DB Faturamento

15 Situação atual Performance da Telemetria META HISTÓRICA REALIZADO HISTÓRICO 00 jan/08 fev/08 mar/08 abr/08 mai/08 jun/08 jul/08 ago/08 set/08 out/08 nov/08 dez/08 REALIZADO NO MÊS 8,00 8,0 90,9 8, 8, 8,0 META NO MÊS MELHOR COMPOSIÇÃO DO ÍNDICE - referência 0/08 LEITURA FRONTEIRA CONJUNTOS DE MEDIÇÃO GRUPO A,8 9,8,9 9,9

16 Pontos Críticos Simultaneidade entre as etapas de implantação e operação - Implantação do Sistema de Gestão - Definição e mapeamento dos processos (anuência com as áreas envolvidas) Adaptação a novas rotinas (manutenção e leitura) Desenvolvimento dos softwares de telemedição durante o processo de implantação Adequação do quadro funcional

17 Resultados Perdas - Monitoramento em tempo integral dos clientes ( hs por dia), inibindo possíveis intervenções não autorizadas na medição - Maior objetividade nas fiscalizações - Agilidade na detecção de falhas em equipamentos de medição Faturamento - Automação (rapidez) no processo de faturamento - Redução de erros de digitação e de leitura - Maior volume de energia faturada no mês

18 Considerações finais Apesar dos bons resultados apresentados até o momento com a implantação do sistema de telemedição, o COM deverá passar ainda por algumas adequações para atender as demandas de atividades advindas das outras empresas do grupo. A colaboração de todos os envolvidos no processo em todas as empresas do grupo é fundamental, sendo assim, o COM estará apto a atender todos os seus clientes de forma que as informações repassadas sejam precisas e de qualidade.

19 Obrigado a todos. Carlos Montovani

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

PROGRAMA DE GESTÃO AMBIENTAL

PROGRAMA DE GESTÃO AMBIENTAL JANEIRO 2013 RESUMO EXECUTIVO A ACCENT é uma empresa especializada em soluções tradução e localização de software, publicações técnicas, conteúdo de sites e material institucional e educativo. ESTRUTURA

Leia mais

Centro de Monitoramento de Perdas

Centro de Monitoramento de Perdas Apresentação Metering JUL/04 Centro de Monitoramento de Perdas Gerência de Medição e Perdas Grandes Clientes Apresentador: Fabio Toledo Gerente do Departamento Epower Análise Conceitual Remota de Telemetria

Leia mais

Luiz Celso Pinto Gerente de Controle de Perdas CAGECE Brasil. 28 a 30 de Setembro de 2010 Centro de Convenções Frei Caneca São Paulo BRASIL

Luiz Celso Pinto Gerente de Controle de Perdas CAGECE Brasil. 28 a 30 de Setembro de 2010 Centro de Convenções Frei Caneca São Paulo BRASIL Luiz Celso Pinto Gerente de Controle de Perdas CAGECE Brasil 28 a 30 de Setembro de 2010 Centro de Convenções Frei Caneca São Paulo BRASIL Desenvolvimento Interno de Soluções AMI/AMR Advanced Metering

Leia mais

Projeto Smart Grid. Visão Geral

Projeto Smart Grid. Visão Geral Projeto Smart Grid Visão Geral Contextualização Sobre o Smart Grid Smart Grid Light Estratégia da Light para os próximos anos 2 3-8 usinas - 98 SE - 111 SE - 7.500 2500 circuitos 19.685 km 1045 Dispositivos

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

GESTÃO DE EMPRESAS PARCEIRAS NA CELPA

GESTÃO DE EMPRESAS PARCEIRAS NA CELPA XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil GESTÃO DE EMPRESAS PARCEIRAS NA CELPA Severo Ferreira Sampaio Gelson Nunes Felfili

Leia mais

Solicitações de Esclarecimento

Solicitações de Esclarecimento EMPRESA: Accenture REPRESENTANTE: Guilherme Barbosa Rocha Solicitações de Esclarecimento: Item do Solicitações de Esclarecimento Termo de Referência 1.1.1 1. Existe alguma definição por parte da Eletrobras

Leia mais

Sistemas Integrados de Gestão e Gerenciamento de Processos

Sistemas Integrados de Gestão e Gerenciamento de Processos Sistemas Integrados de Gestão e Gerenciamento de Processos Augusto Mainieri Irene Szyszka 14/09/2004 Lucem Sistemas Integrados de Gestão - Direitos Reservados 1 Sistemas Integrados de Gestão Irene Szyszka

Leia mais

Softwares da Elipse são utilizados nos processos de redução de perdas de água e eficientização energética da Águas Guariroba

Softwares da Elipse são utilizados nos processos de redução de perdas de água e eficientização energética da Águas Guariroba Softwares da Elipse são utilizados nos processos de redução de perdas de água e eficientização energética da Águas Guariroba Soluções E3 e Elipse Mobile são utilizadas pela concessionária Águas Guariroba

Leia mais

Sistema Corporativo de Tele-Medição de Energia Elétrica. Eng. Eduardo Caldas Cardoso ELO Sistemas e Tecnologia eduardo@elotek.com.

Sistema Corporativo de Tele-Medição de Energia Elétrica. Eng. Eduardo Caldas Cardoso ELO Sistemas e Tecnologia eduardo@elotek.com. 21 a 25 de Agosto de 2006 Belo Horizonte - MG Sistema Corporativo de Tele-Medição de Energia Elétrica Eng. Eduardo Caldas Cardoso ELO Sistemas e Tecnologia eduardo@elotek.com.br RESUMO A tele-medição de

Leia mais

Palestra: Release de Projetos em TI.

Palestra: Release de Projetos em TI. Palestra: Release de Projetos em TI. Renato Servone Festa Coordenador de Sistemas Histórico Profissional MBA em Gestão Empresarial Bacharel em Administração de Empresas Experiência desde 1996 em programação,

Leia mais

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica. Projeto STC Serviços Técnicos Comerciais

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica. Projeto STC Serviços Técnicos Comerciais XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil Projeto STC Serviços Técnicos Comerciais Proposta de Terceirização dos Serviços Comerciais

Leia mais

MODELO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO COMO BASE DA AÇÃO COMERCIAL DE PEQUENAS EMPRESAS DE TI

MODELO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO COMO BASE DA AÇÃO COMERCIAL DE PEQUENAS EMPRESAS DE TI MODELO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO COMO BASE DA AÇÃO COMERCIAL DE PEQUENAS EMPRESAS DE TI Lina Krafta Proposta de Dissertação de Mestrado Orientador: Prof. Dr. Henrique Freitas Porto Alegre, 21 de Dezembro

Leia mais

Olinda - Pernambuco - Brasil. Torpedo: Um Novo Canal de Relacionamento Uso de novas tecnologias no relacionamento com os clientes

Olinda - Pernambuco - Brasil. Torpedo: Um Novo Canal de Relacionamento Uso de novas tecnologias no relacionamento com os clientes XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil Torpedo: Um Novo Canal de Relacionamento Uso de novas tecnologias no relacionamento

Leia mais

Paulo Henrique Almeida Cavalcante

Paulo Henrique Almeida Cavalcante Sistemas computacionais de detecção de irregularidades em medições de grandes clientes Paulo Henrique Almeida Cavalcante Companhia Energética do Ceará, Brasil Coelce Dados de Mercado Área de Concessão

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos padronizados necessários para utilização do Help Desk da Coco do Vale.

Estabelecer critérios e procedimentos padronizados necessários para utilização do Help Desk da Coco do Vale. Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos padronizados necessários para utilização do Help Desk da Coco do Vale. Responsabilidades As informações neste tópico são as responsabilidades, descritas de

Leia mais

1) QUANTIDADE E DETALHAMENTO DE ESPECIFICAÇÕES DE EQUIPAMENTOS. O item 1.1.1.2 das Condições Gerais do Objeto dispõe o seguinte:

1) QUANTIDADE E DETALHAMENTO DE ESPECIFICAÇÕES DE EQUIPAMENTOS. O item 1.1.1.2 das Condições Gerais do Objeto dispõe o seguinte: 1) QUANTIDADE E DETALHAMENTO DE ESPECIFICAÇÕES DE EQUIPAMENTOS. O item 1.1.1.2 das Condições Gerais do Objeto dispõe o seguinte: 1.1.1.2 Nos CSR, os quais executarão ações comandadas pelo CM e supervisionarão

Leia mais

Pacote Microsoft Partner;Waldemar Nogueira;Microsoft Office 2007[2 licença(s)];impressora A3[1 und]

Pacote Microsoft Partner;Waldemar Nogueira;Microsoft Office 2007[2 licença(s)];impressora A3[1 und] 0 Implantação do CMMI-DEV L2 509,13 dias 01/Fev/10 08/Fev/12 1 1 Iniciação 187 dias 01/Fev/10 01/Nov/10 2 1.1 Formar e institucionalizar SEPG 187 dias 01/Fev/10 01/Nov/10 3 1.1.1 Treinamento 2 dias 01/Fev/10

Leia mais

Ricardo Teixeira Sales Engineer ITRON BRAZIL

Ricardo Teixeira Sales Engineer ITRON BRAZIL Ricardo Teixeira Sales Engineer ITRON BRAZIL 28 a 30 de Setembro de 2010 Centro de Convenções Frei Caneca São Paulo BRASIL AMR AMI nas distribuidoras de água Objetivos da Medição Criação dos dados Melhora

Leia mais

BPM Congress 27 e 28-11-2012. Palestrante: Ranussy Gonçalves

BPM Congress 27 e 28-11-2012. Palestrante: Ranussy Gonçalves BPM Congress 27 e 28-11-2012 Palestrante: Ranussy Gonçalves O SEBRAE-MG Mais de 700 funcionários Orçamento para 2012 de mais de R$ 185 milhões 130 mil empresas atendidas em 2011 e 150 mil para 2012 O início

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MODALIDADE A DISTÂNCIA CRONOGRAMA ACADÊMICO 2011 MBA EM ADMINISTRAÇÃO E MARKETING TURMAS 2011

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MODALIDADE A DISTÂNCIA CRONOGRAMA ACADÊMICO 2011 MBA EM ADMINISTRAÇÃO E MARKETING TURMAS 2011 2 3 4 5 6 7 8 9 0 2 3 4 5 6 7 8 9 20 22 Aula Data Evento 7/0 a 22/0 Período para solicitação de provas de 2ª chamada 23 24 25 26 27 28 29 26/jan Entrada de novos alunos + AVA (OFERTA JANEIRO 20) 30 3 3/0

Leia mais

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Adilson Sérgio Nicoletti Blumenau, SC - setembro de 2001 Conteúdo Apresentação

Leia mais

Implementação do módulo LES Transportation para fretes de entrada

Implementação do módulo LES Transportation para fretes de entrada Implementação do módulo LES Transportation para fretes de entrada Palestrantes: Carine Antunes (Analista TI) Francisco Sá (Coordenador de Suprimentos) Marcos Rosa (Consultor MM) Data 15/03/2012 Agenda

Leia mais

HELP INTERATIVO: FERRAMENTA PARA FACILITAR A OPERAÇÃO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO PELOS COD S RAGONE, JC

HELP INTERATIVO: FERRAMENTA PARA FACILITAR A OPERAÇÃO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO PELOS COD S RAGONE, JC 06 a 10 de Outubro de 2008 Olinda - PE HELP INTERATIVO: FERRAMENTA PARA FACILITAR A OPERAÇÃO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO PELOS COD S RAGONE, JC CFLCL jragone@catleo.com.br Companhia Força e Luz Cataguazes-

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO PARÁ MPCM CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2015

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO PARÁ MPCM CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2015 DO MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO 1 / 5 ANEXO 03 INFORMAÇÕES DOS CARGOS 1. CARGOS DE NÍVEL MÉDIO Cargo 01 Técnico em Administração Realizar atividades que envolvam a aplicação das

Leia mais

Gestão de Serviços Remotos

Gestão de Serviços Remotos Gestão de Serviços Remotos Leonardo Duarte e Alfredo Filho Co-located with: Agenda A Coelce Descrição Vantagens O Processo Fluxo de Comunicação Passos da Implantação Principais Problemas Principais Benefícios

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA MEDIÇÃO DE ENERGIA PARA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

A IMPORTÂNCIA DA MEDIÇÃO DE ENERGIA PARA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA A IMPORTÂNCIA DA MEDIÇÃO DE ENERGIA PARA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Existem várias finalidades para medição de energia, dentre elas vamos destacar as seguintes: Consumo mensal de energia A grandeza medida é

Leia mais

Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1

Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1 Termo de Abertura Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1 Iteração 1.0- Release 1.0 Versão do Documento: 1.1 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011 1.0 Versão

Leia mais

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,8 21-Jul-00 Real 0,6493 Sem frete - PIS/COFINS

Leia mais

DIRETORIA DISTRIBUIÇÃO. Assessoria de Gestão do Projeto Energia + BANCO MUNDIAL BANCO INTERNACIONAL PARA A RECONSTRUÇÃO E DESENVOLVIMENTO BIRD

DIRETORIA DISTRIBUIÇÃO. Assessoria de Gestão do Projeto Energia + BANCO MUNDIAL BANCO INTERNACIONAL PARA A RECONSTRUÇÃO E DESENVOLVIMENTO BIRD DIRETORIA DISTRIBUIÇÃO Assessoria de Gestão do Projeto Energia + BANCO MUNDIAL BANCO INTERNACIONAL PARA A RECONSTRUÇÃO E DESENVOLVIMENTO BIRD Loan: 7884 - BR TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO: Contratação de

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

SOFTWARES DA ELIPSE SÃO UTILIZADOS NOS PROCESSOS DE REDUÇÃO DE PERDAS DE ÁGUA E EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA DA ÁGUAS GUARIROBA

SOFTWARES DA ELIPSE SÃO UTILIZADOS NOS PROCESSOS DE REDUÇÃO DE PERDAS DE ÁGUA E EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA DA ÁGUAS GUARIROBA SOFTWARES DA ELIPSE SÃO UTILIZADOS NOS PROCESSOS DE REDUÇÃO DE PERDAS DE ÁGUA E EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA DA ÁGUAS GUARIROBA Soluções E3 e Elipse Mobile são utilizadas pela concessionária Águas Guariroba

Leia mais

Diretoria Regional de São Paulo Metropolitana SUOPE/GENCO / SPM

Diretoria Regional de São Paulo Metropolitana SUOPE/GENCO / SPM Diretoria Regional de São Paulo Metropolitana SUOPE/GENCO / SPM Abordagem Definição de Logística Reversa; Apresentação das características; Modalidades; Funcionalidades do sistema; Importância do serviço;

Leia mais

1. Quem somos nós? A AGI Soluções nasceu em Belo Horizonte (BH), com a simples missão de entregar serviços de TI de forma rápida e com alta qualidade.

1. Quem somos nós? A AGI Soluções nasceu em Belo Horizonte (BH), com a simples missão de entregar serviços de TI de forma rápida e com alta qualidade. 1. Quem somos nós? A AGI Soluções nasceu em Belo Horizonte (BH), com a simples missão de entregar serviços de TI de forma rápida e com alta qualidade. Todos nós da AGI Soluções trabalhamos durante anos

Leia mais

Centros de Operação do Segmento de Missão Critica Sala de Controle de Gás Natural

Centros de Operação do Segmento de Missão Critica Sala de Controle de Gás Natural Centros de Operação do Segmento de Missão Critica Sala de Controle de Gás Natural 15/04/2014 1 Quem somos A maior distribuidora de gás natural canalizado do Brasil Responsável por cerca de 1/4 das vendas

Leia mais

Guia De Configuração do Sistema de Comunicação GPRS ID DATA

Guia De Configuração do Sistema de Comunicação GPRS ID DATA Guia De Configuração do Sistema de Comunicação GPRS ID DATA www.iddata.com.br Sumário 1. Introdução... 3 2. Requisitos Mínimos... 4 3. Modos de Configuração da Estrutura de Comunicação... 5 3.1. Conexão

Leia mais

Simplificando a TECNOLOGIA

Simplificando a TECNOLOGIA 3 Simplificando a TECNOLOGIA SEGURANÇA DESENVOLVIMENTO BANCO DE DADOS S O L U Ç Õ ES E M T E C N O L O G I A MISSÃO VISÃO Contribuir com o sucesso dos Clientes através da Ser a melhor provedora de Soluções

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR PLANO ANUAL DE AUDITORIA

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR PLANO ANUAL DE AUDITORIA PLANO ANUAL DE AUDITORIA EXERCÍCIO - 2014 PLANO DE EXECUÇÃO DE AUDITORIA 1 FINALIDADE O Plano Anual de Atividades do Núcleo de Controle Interno estabelece para o exercício de 2014, o planejamento das atividades

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 Reestrutura as unidades vinculadas à Secretaria de Tecnologia da Informação SETIN do Tribunal Superior do Trabalho.

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DE CONTROLE INTERNO 2014

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DE CONTROLE INTERNO 2014 Processo nº 2013/174887 PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DE CONTROLE INTERNO 2014 Novembro/2013 Sumário INTRODUÇÃO... 2 PLANEJAMENTO DAS ATIVIDADES DE CONTROLE INTERNO... 2 1. ÁREA ADMINISTRATIVA... 3 1.1 Acompanhamento

Leia mais

Energy balance: A strategy to reduce losses Balanço energético: uma estratégia para redução de perdas Marcos Aurélio Madureira da Silva & Denis Maia

Energy balance: A strategy to reduce losses Balanço energético: uma estratégia para redução de perdas Marcos Aurélio Madureira da Silva & Denis Maia Energy balance: A strategy to reduce losses Balanço energético: uma estratégia para redução de perdas Marcos Aurélio Madureira da Silva & Denis Maia Balanço energético: uma estratégia para redução de perdas

Leia mais

APLICAÇÃO DO SOFTWARE ELIPSE POWER NA CEMAR

APLICAÇÃO DO SOFTWARE ELIPSE POWER NA CEMAR APLICAÇÃO DO SOFTWARE ELIPSE POWER NA CEMAR Este case apresenta a aplicação da solução Elipse Power para automatizar a distribuição de energia elétrica realizada por um total de 35 subestações da Companhia

Leia mais

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília INTEGRANDO UM DIAGNÓSTICO À GESTÃO POR PROCESSOS Pedro Barreto SUMÁRIO 1 Diagnóstico financeiro versus

Leia mais

CONTROLE DO GASTO PÚBLICO, DESDE AS PEQUENAS COMPRAS

CONTROLE DO GASTO PÚBLICO, DESDE AS PEQUENAS COMPRAS CONTROLE DO GASTO PÚBLICO, DESDE AS PEQUENAS COMPRAS Maria Leila Casagrande Angeliki Natsoulis Cestari Ana Paula P. Delfino Motta II Congresso Consad de Gestão Pública Painel 32: Qualidade do gasto público

Leia mais

VIII Fórum de Auditoria Segurança da Informação VIII. Fórum Estadual de Auditoria. Cláudio Reginaldo Alexandre. Cláudio Reginaldo Alexandre

VIII Fórum de Auditoria Segurança da Informação VIII. Fórum Estadual de Auditoria. Cláudio Reginaldo Alexandre. Cláudio Reginaldo Alexandre VIII Fórum Estadual de Auditoria 1 Panorama Atual Leitura dos Números 2 Fonte: http://www.nbso.nic.br 3 Origem dos Incidentes 2008 Mês Total worm (%) dos (%) invasão (%) aw (%) scan (%) fraude (%) jan

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS. Vanice Ferreira

GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS. Vanice Ferreira GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS Vanice Ferreira 12 de junho de 2012 GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS: conceitos iniciais DE QUE PROCESSOS ESTAMOS FALANDO? GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS: conceitos iniciais

Leia mais

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016 Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado do Paraná Safra 2016/2017 Mar/16 0,6048 0,6048 0,6048 66,04 73,77 Abr 0,6232 0,6232 0,5927 64,72 72,29 Mai 0,5585 0,5878 0,5868

Leia mais

GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS

GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS WALLACE BORGES CRISTO 1 JOÃO CARLOS PEIXOTO FERREIRA 2 João Paulo Coelho Furtado 3 RESUMO A Tecnologia da Informação (TI) está presente em todas as áreas de

Leia mais

RELATÓRIO DE DESEMPENHO DAS METAS NACIONAIS

RELATÓRIO DE DESEMPENHO DAS METAS NACIONAIS TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO 2013 RELATÓRIO DE DESEMPENHO DAS METAS NACIONAIS Dezembro - 2013 2 RELATÓRIO DE DESEMPENHO DAS METAS NACIONAIS 2013 METAS DE NIVELAMENTO PARA AS CORREGEDORIAS

Leia mais

Ministério Público do Estado de Goiás

Ministério Público do Estado de Goiás Ministério Público do Estado de Goiás Apresentação Inicial PMO Institucional MP-GO 1 Um projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. Em muitos casos

Leia mais

Ricardo Paulino Gerente de Processos e Estratégia

Ricardo Paulino Gerente de Processos e Estratégia Ricardo Paulino Gerente de Processos e Estratégia Agenda Sobre a Ferrettigroup Brasil O Escritório de Processos Estratégia Adotada Operacionalização do Escritório de Processos Cenário Atual Próximos Desafios

Leia mais

Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software

Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Curso Técnico em Informática ENGENHARIA DE SOFTWARE Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Clayton Maciel Costa

Leia mais

SISTEMA PARA CONTROLE DE EGRESSOS E INDICADORES DE MEDIÇÃO Pesquisa em Andamento: resultados preliminares

SISTEMA PARA CONTROLE DE EGRESSOS E INDICADORES DE MEDIÇÃO Pesquisa em Andamento: resultados preliminares SISTEMA PARA CONTROLE DE EGRESSOS E INDICADORES DE MEDIÇÃO Pesquisa em Andamento: resultados preliminares Neidson Santos Bastos 1 ; Angelo Augusto Frozza 2 ; Reginaldo Rubens da Silva 3 RESUMO Mensurar

Leia mais

CENTRALIZAÇÃO, DESCENTRALIZAÇÃO, INTEGRAÇÃO DOS DESPACHOS DE EMERGÊNCIA E DO COMERCIAL: O DESAFIO DE CONFIGURAR UM CENTRO DE OPERAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO

CENTRALIZAÇÃO, DESCENTRALIZAÇÃO, INTEGRAÇÃO DOS DESPACHOS DE EMERGÊNCIA E DO COMERCIAL: O DESAFIO DE CONFIGURAR UM CENTRO DE OPERAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO 3ª Exposição e Fórum Internacional sobre Centros de Operação e Controle das Empresas de Energia Elétrica CENTRALIZAÇÃO, DESCENTRALIZAÇÃO, INTEGRAÇÃO DOS DESPACHOS DE EMERGÊNCIA E DO COMERCIAL: O DESAFIO

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES À CONSULTA PÚBLICA CP Nº 006/2015

CONTRIBUIÇÕES À CONSULTA PÚBLICA CP Nº 006/2015 CONTRIBUIÇÕES À CONSULTA PÚBLICA CP Nº 006/2015 Situação atual das informações apresentadas na fatura de energia elétrica e discutir possíveis aprimoramentos da regulamentação. Rio de Janeiro Setembro/2015

Leia mais

Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk

Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk E-mail para contato: supervisao@tse.gov.br Nome trabalho/projeto: Suporte em TI baseado em sistema de gestão da qualidade

Leia mais

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA IDENTIFICAÇÃO DO PESQUISADOR Nome do pesquisador responsável MODELO DE PROJETO DE PESQUISA Instituição Titulação Departamento CPF Endereço Telefone Fax E-Mail EQUIPE COLABORADORA Nome Departamento Titulação

Leia mais

T.T. 035 MAXIMIZANDO A DISPONIBILIDADE DOS ATIVOS, ATRAVÉS DA INTEGRAÇÃO DE TÉCNICAS PREDITIVAS E VARIÁVEIS DE PROCESSO

T.T. 035 MAXIMIZANDO A DISPONIBILIDADE DOS ATIVOS, ATRAVÉS DA INTEGRAÇÃO DE TÉCNICAS PREDITIVAS E VARIÁVEIS DE PROCESSO T.T. 035 MAXIMIZANDO A DISPONIBILIDADE DOS ATIVOS, ATRAVÉS DA INTEGRAÇÃO DE TÉCNICAS PREDITIVAS E VARIÁVEIS DE PROCESSO Luiz Fernando P. Gonçalves (1) Otávio Luiz Dibe Vescovi (2) Karlheinz Kattermann

Leia mais

Fábricas com eficientes sistemas de energia

Fábricas com eficientes sistemas de energia Fábricas com eficientes sistemas de energia Fábricas de hoje... A globalização e a concorrência entre as empresas estão causando revoluções no desenvolvimento de produtos, reduzindo cada vez mais o

Leia mais

PORTARIA Nº 7876. O PREFEITO DE JUIZ DE FORA, no uso das atribuições que lhe confere a Legislação vigente,

PORTARIA Nº 7876. O PREFEITO DE JUIZ DE FORA, no uso das atribuições que lhe confere a Legislação vigente, PORTARIA Nº 7876 Dispõe sobre a Norma PSI/N.0001 - Utilização da Estação de Trabalho, nos termos dos arts. 20 e 24, da Resolução nº 041/2010-SPDE. O PREFEITO DE JUIZ DE FORA, no uso das atribuições que

Leia mais

SEMOLA, Marcos. Gestão da segurança da informação: uma visão executiva. Rio de Janeiro: Campus, 2003.

SEMOLA, Marcos. Gestão da segurança da informação: uma visão executiva. Rio de Janeiro: Campus, 2003. Segurança da Informação - 2 Maio / 2008 SEMOLA, Marcos. Gestão da segurança da informação: uma visão executiva. Rio de Janeiro: Campus, 2003. 1 A segurança da informação é: uma área do conhecimento dedicada

Leia mais

XV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA - SENDI 2002. Logística empregada na execução do Programa Luz no Campo na Bahia

XV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA - SENDI 2002. Logística empregada na execução do Programa Luz no Campo na Bahia XV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA - SENDI 2002 Logística empregada na execução do Programa Luz no Campo na Bahia Hugo Machado S. Filho COELBA E-mail: hmachado@coelba.com.br Palavras-chave

Leia mais

FRAMEWORK DE DESENVOLVIMENTO LOTUS NOTES

FRAMEWORK DE DESENVOLVIMENTO LOTUS NOTES LEADWORK TECNOLOGIA E TREINAMENTO FRAMEWORK DE DESENVOLVIMENTO LOTUS NOTES Flexibilidade Acesso via Client Notes, Web e Mobile. Com o framework de desenvolvimento as soluções podem ser oferecidas com acesso

Leia mais

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC 1. Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenar

Leia mais

VPAR/762/2008 ANEXO III COMPANHIA FORÇA E LUZ DO OESTE - CFLO Manifestação Formal à NT 356/2008-SRE/ANEEL Consulta Pública 018/2008 DETERMINAÇÃO DO VALOR DA PARCELA A PERDAS Guarapuava, Dezembro de 2.008.

Leia mais

eletrônica: Parceria Inmetro com o desenvolvimento

eletrônica: Parceria Inmetro com o desenvolvimento Novos padrões para a medição eletrônica: Parceria Inmetro com o desenvolvimento Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial Inmetro Ditec Cgint - Incubadora Samuel Valle - Eng.º

Leia mais

Índice de Prevenção de Acidentes Laborais IPAL

Índice de Prevenção de Acidentes Laborais IPAL Índice de Prevenção de Acidentes Laborais IPAL Autor: Vinicius Silva Neves Ampla Energia e Serviços S.A. RESUMO O Índice de Prevenção de Acidentes Laborais IPAL, é um indicador de prevenção de acidentes

Leia mais

EDITAL CONCORRÊNCIA 02/2015 ANEXO VI - ESPECIFICAÇÃO DO SISTEMA DE MONITORAMENTO DA FROTA.

EDITAL CONCORRÊNCIA 02/2015 ANEXO VI - ESPECIFICAÇÃO DO SISTEMA DE MONITORAMENTO DA FROTA. EDITAL CONCORRÊNCIA 02/2015 ANEXO VI - ESPECIFICAÇÃO DO SISTEMA DE MONITORAMENTO DA FROTA. 1. Sistema de Monitoramento da Frota O Sistema de Monitoramento da Frota será implantado pela concessionária para

Leia mais

O PMO DA AXXIOM Soluções Tecnológicas. Sueli Barroso de Oliveira, PMP, Prince2 Practitioner sueli.barroso@uol.com.br

O PMO DA AXXIOM Soluções Tecnológicas. Sueli Barroso de Oliveira, PMP, Prince2 Practitioner sueli.barroso@uol.com.br O PMO DA AXXIOM Soluções Tecnológicas Sueli Barroso de Oliveira, PMP, Prince2 Practitioner sueli.barroso@uol.com.br APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO A Axxiom é uma empresa constituída por dois importantes players

Leia mais

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor Gestão e Governança de TI Modelo de Governança em TI Prof. Marcel Santos Silva PMI (2013), a gestão de portfólio é: uma coleção de projetos e/ou programas e outros trabalhos que são agrupados para facilitar

Leia mais

São Paulo Linha 4 - Amarela

São Paulo Linha 4 - Amarela São Paulo Linha 4 - Amarela ViaQuatro Composição Acionária 10% Mitsui 58% 30% Montgomery 1% BRT 1% RATP Assistência Técnica Assistência Técnica Linha 4 Projeto 30 anos de concessão operacional 1 Milhão

Leia mais

Compras de Software do Governo. eduardo.santos@planejamento.gov.br www.softwarepublico.gov.br

Compras de Software do Governo. eduardo.santos@planejamento.gov.br www.softwarepublico.gov.br Compras de Software do Governo eduardo.santos@planejamento.gov.br www.softwarepublico.gov.br Modelos de Negócios O que você vende? Qual é o modelo de negócios da sua empresa? Quanto você está faturando?

Leia mais

Portfólio de Serviços

Portfólio de Serviços Portfólio de Serviços A empresa A FollowUp é uma empresa que presta serviços em Tecnologia da Informação (TI). O principal foco é o outsourcing de serviços de análise e desenvolvimento de sistemas computacionais.

Leia mais

Criação e Implantação de um Núcleo de Inteligência Competitiva Setorial para o Setor de Farmácias de Manipulação e Homeopatia.

Criação e Implantação de um Núcleo de Inteligência Competitiva Setorial para o Setor de Farmácias de Manipulação e Homeopatia. Criação e Implantação de um Núcleo de Inteligência Competitiva Setorial para o Setor de Farmácias de Manipulação e Homeopatia Elisabeth Gomes 6º Conferencia Anual de Inteligência Competitiva IBC São Paulo

Leia mais

PROJETOS, PARCERIAS E ARRANJOS INOVATIVOS: o caso do Núcleo de Documentação da Universidade Federal Fluminense

PROJETOS, PARCERIAS E ARRANJOS INOVATIVOS: o caso do Núcleo de Documentação da Universidade Federal Fluminense TRABALHO ORAL IMPACTO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO NA GESTÃO DA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA Dimensionamento dos impactos dos serviços digitais na Biblioteca PROJETOS, PARCERIAS E ARRANJOS INOVATIVOS: o caso

Leia mais

Volkswagen do Brasil Ltda INFRAESTRUTURA MEIO AMBIENTE

Volkswagen do Brasil Ltda INFRAESTRUTURA MEIO AMBIENTE VOLKSWAGEN DO BRASIL E A PLANTA ANCHIETA SEIS FÁBRICAS NO BRASIL: Anchieta (São Bernardo), São Carlos, Taubaté, Curitiba, Vinhedo e Resende Fábrica Anchieta ( São Bernardo do Campo ) Das fábricas do Grupo

Leia mais

Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso

Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso Carlos Alberto Rovedder, Gustavo Zanini Kantorski Curso de Sistemas de Informação Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) Campus

Leia mais

GERENCIAMENTO REMOTO DOS EQUIPAMENTOS DO SISTEMA DIGITAL DE TELEPROTEÇÃO CARRIER

GERENCIAMENTO REMOTO DOS EQUIPAMENTOS DO SISTEMA DIGITAL DE TELEPROTEÇÃO CARRIER GERENCIAMENTO REMOTO DOS EQUIPAMENTOS DO SISTEMA DIGITAL DE TELEPROTEÇÃO CARRIER Rocilda José Nogueira Santana Engenheiro de Analise da Manutenção Divisão de Gestão da Manutenção São Paulo CTEEP-Brasil

Leia mais

Elaboração dos documentos

Elaboração dos documentos Estudo de Caso Área de conhecimento Gerência de Escopo Projeto Correspondência Eletrônica nos Correios S.A. A Presidência dos Correios vislumbrou a possibilidade da Empresa apresentar aos seus clientes

Leia mais

Dedicação e eficácia em T.I.

Dedicação e eficácia em T.I. Dedicação e eficácia em T.I. QUEM SOMOS A CRTI Solutions é uma empresa jovem no mercado de tecnologia, que se preocupa com as necessidades de seus clientes, buscando sempre soluções inovadoras com rapidez

Leia mais

Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento dos sistemas e demais aplicações informatizadas do TJAC.

Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento dos sistemas e demais aplicações informatizadas do TJAC. Código: MAP-DITEC-001 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Elaborado por: Gerência de Sistemas Aprovado por: Diretoria de Tecnologia da Informação 1 OBJETIVO Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA CRM. Prof. Wilson Míccoli, MsC

IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA CRM. Prof. Wilson Míccoli, MsC IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA CRM 1 Fase 1: Contextualização Fase 2: Revisão do Plano Estratégico da Organização Fase 3: Revisão do Portfólio de Produtos Fase 4: Definição da Visão e dos Objetivos do CRM Fase

Leia mais

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil LUIS AUGUSTO VIEIRA CEMIG Distribuição S.A. lavieira@cemig.com.br Priscila Gamarano

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA DO SISTEMA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - STI Nº 002/2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA DO SISTEMA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - STI Nº 002/2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA DO SISTEMA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - STI Nº 002/2015 DISPÔE SOBRE AS NORMAS E PROCEDIMENTOS NO TOCANTE À AQUISIÇÃO, LOCAÇÃO E UTILIZAÇÃO DE SOFTWARE, HARDWARE, SUPRIMENTOS DE TECNOLOGIA

Leia mais

WORKSHOP FIESP - Energia/Smart Grids. Welson R. Jacometti CAS Tecnologia S/A

WORKSHOP FIESP - Energia/Smart Grids. Welson R. Jacometti CAS Tecnologia S/A WORKSHOP FIESP - Energia/Smart Grids Welson R. Jacometti CAS Tecnologia S/A V4.3-27022015 A CAS presente no seu dia a dia e da sua empresa A CAS Tecnologia é uma empresa que aplica tecnologia, engenharia

Leia mais

Mais Eficiência e Eficácia cia nas. Gestão de Processos. Irene Szyszka Lucem Sistemas Integrados de Gestão

Mais Eficiência e Eficácia cia nas. Gestão de Processos. Irene Szyszka Lucem Sistemas Integrados de Gestão Mais Eficiência e Eficácia cia nas Organizações Através s da Gestão de Processos Irene Szyszka Lucem Sistemas Integrados de Gestão 14/03/2007 Lucem Sistemas Integrados de Gestão - Direitos Reservados 1

Leia mais

Metering system for billing in the National Interconnected System Sistema de Medição para Faturamento no Sistema Interligado Nacional Neyl Hamilton

Metering system for billing in the National Interconnected System Sistema de Medição para Faturamento no Sistema Interligado Nacional Neyl Hamilton Metering system for billing in the National Interconnected System Sistema de Medição para Faturamento no Sistema Interligado Nacional Neyl Hamilton M. Soares Medição para Faturamento no Sistema Interligado

Leia mais

SISTEMA PARA O CONTROLE DO FLUXO DE PROPOSTAS DE CUSTOMIZAÇÃO

SISTEMA PARA O CONTROLE DO FLUXO DE PROPOSTAS DE CUSTOMIZAÇÃO UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SISTEMA PARA O CONTROLE DO FLUXO DE PROPOSTAS DE CUSTOMIZAÇÃO Valcir Willi Schmidt Prof. Wilson Pedro Carli, Orientador ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO

Leia mais

Agenda Prioritária 2014

Agenda Prioritária 2014 Agenda Prioritária RELATÓRIO DE STATUS (Dezembro/) 28 de janeiro de 2015 RESUMO EXECUTIVO 2 Principais Resultados (Metas) PATENTES Aprodução anual foi 40% maior que em 2013, superando a meta para. A produtividade

Leia mais

Soluções em Mobilidade

Soluções em Mobilidade Soluções em Mobilidade Soluções em Mobilidade Desafios das empresas no que se refere a mobilidade em TI Acesso aos dados e recursos de TI da empresa estando fora do escritório, em qualquer lugar conectado

Leia mais

Fundamentos de Engenharia de Software Professor Rafael Escalfoni

Fundamentos de Engenharia de Software Professor Rafael Escalfoni Escola Superior de Gestão e Tecnologia Fundamentos de Engenharia de Software Professor Rafael Escalfoni Introdução a Engenharia de Software Aula 1 1 Fundamentos em Engenharia de Software Objetivos da disciplina

Leia mais

ADITAMENTO 01 INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES

ADITAMENTO 01 INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES ADITAMENTO 01 INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE OPERAÇÃO E SUPORTE À INFRAESTRUTURA DE INFORMÁTICA DA TI CORPORATIVA DO NOS (SERVICE DESK) Ref: Aditamento nº 01 ao Edital

Leia mais

ESTUDO ORGANIZACIONAL REORGANIZAÇÃO FASES DA REORGANIZAÇÃO

ESTUDO ORGANIZACIONAL REORGANIZAÇÃO FASES DA REORGANIZAÇÃO ESTUDO ORGANIZACIONAL 1 REORGANIZAÇÃO Meta: sinergia Momento certo: Elevados custos Problemas com pessoal Baixo nível de qualidade dos produtos Baixa competitividade do mercado Dificuldade de crescimento

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DE RECURSOS HUMANOS

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DE RECURSOS HUMANOS Agregue agilidade e transparência aos seus processos de Departamento Pessoal O GRH é um sistema completo de Administração de Pessoal que permite controlar

Leia mais

Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória

Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória Não há mais dúvidas de que para as funções da administração - planejamento, organização, liderança e controle

Leia mais