Guia De Configuração do Sistema de Comunicação GPRS ID DATA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia De Configuração do Sistema de Comunicação GPRS ID DATA"

Transcrição

1 Guia De Configuração do Sistema de Comunicação GPRS ID DATA

2 Sumário 1. Introdução Requisitos Mínimos Modos de Configuração da Estrutura de Comunicação Conexão Direta Entre Equipamentos e Servidor Conexão Via Roteamento Externo Conexão Via Modem 3G USB Configuração do Software ID REP Config Parametrização para Banco de Dados SQLite Parametrização para Banco de Dados Oracle Configuração do Software ID REP Communication Service Acesso ao Banco de Dados instalado no mesmo Servidor do ID REP Config Acesso ao Banco de Dados instalado em outro Servidor Parametrização para Banco de Dados SQLite Parametrização para Banco de Dados Oracle Configuração das Portas de Comunicação UDP Configuração do Sistema via Comandos SMS

3 1. Introdução O Sistema de Gestão GPRS é um conjunto composto por: Modem GPRS Dual Chip Software Windows ID REP Config Serviço Windows de coleta e gestão ID REP Communication Service Esta solução permite a utilização do ID REP em locais de mínima infraestrutura (apenas uma fonte de energia, incluindo sistema de energia solar), utilizando-se da comunicação GPRS para efetuar a gestão dos colaboradores e coleta dos eventos de ponto remotamente. 3

4 2. Requisitos Mínimos Para o funcionamento do sistema, faz-se necessário: Disponibilidade de um endereço IP fixo (este IP será do Servidor) ou disponibilidade de DNS através de domínio próprio ou através de serviços como DynDns e NoIP; Duas portas de comunicação UDP: uma para entrada de dados e outra para saída de dados; Liberação das portas UDP no Gateway/Firewall; Servidor de Aplicação com Sistema Operacional Windows;.NET Framework 4.0; Um ou dois chips com pacote de dados ativado instalados no Modem GPRS ID DATA; 4

5 3. Modos de Configuração da Estrutura de Comunicação Existem três modos de configuração da parte de comunicação do sistema, cada um para uma necessidade específica. Os modos possíveis são: Conexão Direta entre Equipamentos e Servidor de Aplicação. Conexão Via Roteamento Externo (utilizando Gateway ID DATA). Os equipamentos conectam-se ao Gateway ID DATA que roteia os pacotes para o Servidor de Aplicação. Conexão Direta via Modem 3G USB acoplado ao Servidor de Aplicação Conexão Direta Entre Equipamentos e Servidor Esta configuração caracteriza-se pelo envio de dados diretamente dos equipamentos para o Servidor de Aplicação através de GPRS. Os equipamentos ID REP estabelecem comunicação com a operadora de telefonia móvel através da rede GSM, que atribui um endereço IP dinâmico à conexão e então transmite as informações recebidas para o Servidor de Aplicação. Deve ser feito o setup do Modem ID Data com os dados do IP Fixo, ou do DNS que está atribuído ao Servidor de Aplicação e das duas portas UDP. No Gateway/Firewall deve ser feita a liberação de acesso das duas portas UDP, garantindo desta forma o tráfego dos dados. Figura 1 - Conexão Direta Entre Equipamentos e Servidor 5

6 3.2. Conexão Via Roteamento Externo Esta configuração caracteriza-se pelo envio de dados do equipamento para o Gateway ID DATA via GPRS, de onde os dados serão retransmitidos para o Servidor de Aplicação através da Internet. Os equipamentos ID REP estabelecem comunicação com a operadora de telefonia móvel através da rede GSM, que atribui um endereço IP dinâmico à conexão e transmite as informações recebidas para o Gateway ID DATA. Este por sua vez roteia os dados para o Servidor de Aplicação. Este tipo de configuração permite que o IP visualizado pelo Servidor de Aplicação seja sempre Fixo, permitindo no estabelecimento de regras no Gateway/Firewall flexibilização na configuração, sendo feita através do endereço IP Fixo e não das Portas UDP. Figura 2 - Conexão Via Roteamento Externo 3.3. Conexão Via Modem 3G USB Esta configuração caracteriza-se pela utilização de um Modem 3G USB para o envio e recebimento de informações por parte do Servidor de Aplicação. Os equipamentos ID REP estabelecem comunicação com a operadora de telefonia móvel através da rede GSM, que atribui um endereço IP dinâmico à conexão e então repassa as informações recebidas para um 6

7 serviço na internet que traduz o DNS programado em endereço IP do Servidor de Aplicação, desta forma enviando os dados ao Servidor de Aplicação, também via Rede GSM. Figura 3 - Conexão Via Modem GSM Abaixo, como exemplo, seguem os links de dois serviços gratuitos que fazem esse mapeamento de endereços: 7

8 4. Configuração do Software ID REP Config Antes de iniciar a utilização do software ID REP Config, são necessárias algumas configurações a serem definidas no arquivo ID REP Config.exe.config, localizado no diretório de instalação do software. Os campos configurados dependem do banco de dados utilizado, podendo ser ele SQLite ou Oracle Parametrização para Banco de Dados SQLite No caso da utilização do banco de dados SQLite, não é necessária a execução de nenhum script para a criação da base, o próprio software criará a base de dados automaticamente. O arquivo de configuração deve possuir os campos configurados como segue: <add name="sqlite" connectionstring="data Source= Data\IDREP.s3db" /> <add key="nametypeconnection" value="sqlite"/> 4.2. Parametrização para Banco de Dados Oracle No caso da utilização do banco de dados Oracle, a base deve ser previamente criada utilizando os scripts que acompanham o software. O arquivo de configuração deve possuir os campos como segue: <add name="oracle" connectionstring="data Source=localhost;User ID=idrep;Password=idrep;"/> <add key="nametypeconnection" value="oracle"/> *Os parâmetros acima estão definidos para um banco com acesso local, para um banco com acesso remoto, o campo Data Source deve ser preenchido com o endereço TNS configurado para a base e os campos User ID e Password devem refletir os campos configurados para acesso a base. 8

9 5. Configuração do Software ID REP Communication Service O ID REP Communication Service é um software tipo Windows Service, que é inicializado, automaticamente, assim que o Windows é iniciado e é responsável pelo gerenciamento da comunicação com os equipamentos. O ID Rep Communication se utiliza da base de dados do ID REP Config e no caso da instalação dos dois softwares no mesmo computador as informações de acesso a base, configuradas para o software IDREP Config podem ser utilizadas Acesso ao Banco de Dados instalado no mesmo Servidor do ID REP Config No caso do IDREP Communication Service estar instalado no mesmo computador que o ID REP Config, o IDREP Communication Service poderá utilizar as informações de acesso a base contidas no arquivo IDREPConfig.exe.config, bastando para isso deixar o campo dbname do arquivo IDREPCommunicationService.Config vazio. Ex.: <add key="dbname" value=""/> 5.2. Acesso ao Banco de Dados instalado em outro Servidor No caso do IDREP Communication Service estar instalado em um computador diferente do qual o ID REP Config foi instalado, ou por qualquer outro motivo, os campos de configuração de acesso ao banco devem estar como descritos nos itens e 5.2.2, dependendo do banco utilizado: Parametrização para Banco de Dados SQLite O campo Data Source deve conter o caminho completo da base SQLite. Ex.: <add name="sqlite" connectionstring="data Source=C:\Program Files (x86)\id DATA Tecnologia\ID REP Config\Data\IDREP.s3db" /> <add key="dbname" value="sqlite"/> 9

10 Parametrização para Banco de Dados Oracle No caso da utilização do banco de dados Oracle, a base deve estar previamente criada utilizando os scripts que acompanham o software. O arquivo de configuração deve possuir os campos configurados como segue: <add name="oracle" connectionstring="data Source=localhost;User ID=idrep;Password=idrep;"/> <add key="dbname" value="oracle"/> *Os parâmetros acima estão definidos para um banco com acesso local, para um banco com acesso remoto, o campo Data Source deve ser preenchido com o endereço TNS configurado para a base e os campos User ID e Password devem refletir os campos configurados para acesso a base Configuração das Portas de Comunicação UDP Para comunicação com os equipamentos, são necessárias duas portas UDP com permissão de tráfego de dados, uma para a entrada e outra para a saída dos dados. O campo listenport define a porta de entrada de dados e o campo sendport define a porta de saída. O Exemplo abaixo mostra os campos configurados com a porta de entrada definida como 7008 e a porta de saída 7009: <add key="listenport" value="7008"/> <add key="sendport" value="7009"/> 10

11 6. Configuração do Sistema via Comandos SMS Para que os equipamentos possam enviar e receber dados, o modem deve estar conectado ao ID REP, com chip GSM habilitado e ligado ao sistema de alimentação. As configurações de comunicação do modem são feitas através de mensagens SMS. Mostradas abaixo: Formato de Mensagem de Configuração do IP do servidor: rip;[ip]; Exemplo de configuração do modem para envio de dados para o IP : rip; ; Formato de Mensagem de Configuração do DNS do servidor: rip;[dns]; Exemplo de configuração do modem para envio de dados para o DNS empresa.com.br: rip;empresa.com.br; Formato de Mensagem de Configuração da Porta do Servidor: rpt;[porta]; Exemplo de configuração do modem para envio de dados para a porta 7008: rpt;7008; A confirmação do recebimento das configurações pelo modem se dá pelo envio de uma mensagem SMS para o número de origem das mensagens, como segue: Confirmação da configuração de IP: Novo IP: Confirmação da configuração de DNS: Novo DNS:empresa.com.br Confirmação da configuração da porta de comunicação: Novo port:

Configurar acesso remoto DVR Série 9xxx/6xxx FullSec via rede local no PC

Configurar acesso remoto DVR Série 9xxx/6xxx FullSec via rede local no PC Configurar acesso remoto DVR Série 9xxx/6xxx FullSec via rede local no PC 1- Conectar o DVR à internet via cabo de rede 2- Conectar o DVR na energia e ligar 3- Ao ligar, se o DVR não possuir HD instalado,

Leia mais

Abra o software de programação. Clique na opção VOIP, depois opção configuração conforme as imagens:

Abra o software de programação. Clique na opção VOIP, depois opção configuração conforme as imagens: Caro cliente, atendendo a sua solicitação de auxílio no processo de configuração da placa VoIP na central Impacta, segue um passo-a-passo para ajudar a visualização. Abra o software de programação. Clique

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 SÃO CAETANO DO SUL 06/06/2014 SUMÁRIO Descrição do Produto... 3 Características... 3 Configuração USB... 4 Configuração... 5 Página

Leia mais

Satélite. Manual de instalação e configuração. CENPECT Informática www.cenpect.com.br cenpect@cenpect.com.br

Satélite. Manual de instalação e configuração. CENPECT Informática www.cenpect.com.br cenpect@cenpect.com.br Satélite Manual de instalação e configuração CENPECT Informática www.cenpect.com.br cenpect@cenpect.com.br Índice Índice 1.Informações gerais 1.1.Sobre este manual 1.2.Visão geral do sistema 1.3.História

Leia mais

O produto Rastrear Light tem uma funcionalidade que permite a recepção de mensagens SMS (Short Message Service) para acordar do modo sleep.

O produto Rastrear Light tem uma funcionalidade que permite a recepção de mensagens SMS (Short Message Service) para acordar do modo sleep. 1 ÍNDICE Introdução... 2 Configuração da Função SMS... 3 1 INTRODUÇÃO 1.1 FUNÇÃO SMS O produto Rastrear Light tem uma funcionalidade que permite a recepção de mensagens SMS (Short Message Service) para

Leia mais

Manual de Operação do Módulo de Comunicação ID Data MCI

Manual de Operação do Módulo de Comunicação ID Data MCI Manual de Operação do Módulo de Comunicação ID Data MCI www.iddata.com.br Sumário 1. Introdução... 3 2. Apresentação do produto... 4 3. Especificação técnica... 4 4. Descrição do funcionamento do MCI...

Leia mais

Configurando DDNS no Stand Alone

Configurando DDNS no Stand Alone Configurando DDNS no Stand Alone Abra o seu navegador de internet e acesse o endereço http://www.advr.com.tw(ou, http://59.124.143.151 ). Clique em Register para efetuar o cadastro de um novo grupo.(foto

Leia mais

Data Autor Descrição Revisão Configuração HX600 via Rede Ethernet 1.0

Data Autor Descrição Revisão Configuração HX600 via Rede Ethernet 1.0 Data Autor Descrição Revisão 06/05/2009 Barbarini Configuração HX600 via Rede Ethernet 1.0 Page 1 / 12 Procedimento de Instalação 1 O módulo deverá ser fixado próximo ao medidor. Para alimentá-lo é necessária

Leia mais

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7.

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7. Instalando os Pré-Requisitos Os arquivos dos 'Pré-Requisitos' estão localizados na pasta Pré-Requisitos do CD HyTracks que você recebeu. Os arquivos também podem ser encontrados no servidor. (www.hytracks.com.br/pre-requisitos.zip).

Leia mais

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4 P18640 - Rev. 0 Índice Características... 3 Identificando a placa... 3 Esquema de ligação... 3 Parâmetros programados no painel de alarme... 4 Instalação do software programador... 4 Instalação do cabo

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA PRO CONTROL

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA PRO CONTROL Elaborado Por: Henrique Aren Troitinho Versão: 1.0 Data: 04/11/08 Elaborado por: Henrique Aren Troitinho Versão: 1.0 Data: 04/11/2008 Página 2 de 22 Índice: 1. Finalidade do Pro Control Pág. 03 2. Instalação

Leia mais

Instalando software MÉDICO Online no servidor

Instalando software MÉDICO Online no servidor Instalando software MÉDICO Online no servidor A máquina denominada Servidora é a que armazenará o banco de dados do software (arquivo responsável pelas informações inseridas), compartilhando com as demais

Leia mais

WinGate - Passo a passo

WinGate - Passo a passo WinGate - Passo a passo Configurando os Computadores de sua rede Nesta etapa, mostraremos como preparar os computadores de sua rede para a instalação do WinGate. 1ª Parte É necessário que os computadores

Leia mais

MODELO CLIENTE SERVIDOR

MODELO CLIENTE SERVIDOR SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Modelo Cliente Servidor Modelo que estrutura um S.O. como um grupo de processos cooperantes, chamados servidores, que oferecem serviços a processos usuários, denominados clientes;

Leia mais

MANUAL INSTALAÇÃO IPCAM

MANUAL INSTALAÇÃO IPCAM MANUAL INSTALAÇÃO IPCAM 1 ÍNDICE: 1. Conectando a câmera. ------------------------------------------------------------------------------------------- 3 2. Conectando a câmera na rede. --------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Indice. Indice.1. 6.1- Reprodução Local...18. 6.2- Reprodução Remota...19

Indice. Indice.1. 6.1- Reprodução Local...18. 6.2- Reprodução Remota...19 Indice Indice.1 1. Introdução...2 1.1. Ambiente de Operação...2 1.2. Instruções de Instalação...2 2. Instalação e desinstalação...3 2.1. Instalação...3 2.2. Desinstalação...4 2.3. Reparo...5 3. Operação

Leia mais

Trabalhos Relacionados 79

Trabalhos Relacionados 79 Trabalhos Relacionados 79 6 Avaliação e Testes Neste capítulo são apresentados alguns testes que foram realizados com o a solução de Gerenciamento de Mobilidade (API SIP User Agent) e com o sistema publish/subscribe

Leia mais

Como Conectar e configurar Câmeras FullSec em um DVR CVI de 16CH FullSec -ACESSO REMOTO VIA CELULAR

Como Conectar e configurar Câmeras FullSec em um DVR CVI de 16CH FullSec -ACESSO REMOTO VIA CELULAR Como Conectar e configurar Câmeras FullSec em um DVR CVI de 16CH FullSec -ACESSO REMOTO VIA CELULAR 1- Conectar o DVR à internet via cabo de rede 2- Conectar o DVR na energia e ligar 3- Ao ligar, se o

Leia mais

Guia Rápido LINKER SAT REV. 2.1 MAI / 2015

Guia Rápido LINKER SAT REV. 2.1 MAI / 2015 Guia Rápido LINKER SAT REV. 2.1 MAI / 2015 Revisão: 02 Data: 09/05/2015 ÍNDICE 1 Pré-requisitos para a Ativação do LINKER SAT... 3 1.1 Conexões... 3 1.2 Instalação do LINKER SAT Manager... 3 1.3 Instalação

Leia mais

CONFIGURANDO O SERVIÇO DE VPN NO WINDOWS SERVER 2008 R2

CONFIGURANDO O SERVIÇO DE VPN NO WINDOWS SERVER 2008 R2 CONFIGURANDO O SERVIÇO DE VPN NO WINDOWS SERVER 2008 R2 1. Antes de começar A tabela a seguir lista as informações que você precisa saber antes de configurar um servidor VPN de acesso remoto. Antes de

Leia mais

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário Índice 1. Introdução...3 2. Requisitos Mínimos de Instalação...3 3. Instalação...3 4. Inicialização do Programa...5 5. Abas de Configuração...6 5.1 Aba Serial...6 5.2 Aba TCP...7 5.2.1 Opções Cliente /

Leia mais

AULA 6: SERVIDOR DNS EM WINDOWS SERVER

AULA 6: SERVIDOR DNS EM WINDOWS SERVER AULA 6: SERVIDOR DNS EM WINDOWS SERVER Objetivo: Instalar e detalhar o funcionamento de um Servidor de DNS (Domain Name System) no sistema operacional Microsoft Windows 2003 Server. Ferramentas: - ISO

Leia mais

GVU20 Módulo GPRS Universal

GVU20 Módulo GPRS Universal MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO GVU20 Módulo GPRS Universal www.compatec.com.br 1. Apresentação... 3 2. Características Gerais... 3 3. Características Técnicas... 3 4. Requisitos para o Software... 3 5.

Leia mais

Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750

Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750 Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750 Equipamento compacto e de alto poder de processamento, ideal para ser utilizado em provedores de Internet ou pequenas empresas no gerenciamento de redes e/ou no balanceamento

Leia mais

Manual de Instalação e Operação CONFIP

Manual de Instalação e Operação CONFIP Manual de Instalação e Operação CONFIP AMNNIPC012.00 05/09 Índice 1. RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES...1 2. DESCRIÇÃO DO PRODUTO...1 3. INSTALAÇÃO...1 4. CONHECENDO OS CAMPOS DO CONFIP...2 1. Recomendações Importantes

Leia mais

Tutorial para Instalação do Ubuntu Server 10.04

Tutorial para Instalação do Ubuntu Server 10.04 Tutorial para Instalação do Ubuntu Server 10.04 Autor: Alexandre F. Ultrago E-mail: ultrago@hotmail.com 1 Infraestrutura da rede Instalação Ativando o usuário root Instalação do Webmin Acessando o Webmin

Leia mais

Arquitetura TCP/IP. Parte V Inicialização e auto-configuração (RARP, BOOTP e DHCP) Fabrízzio Alphonsus A. M. N. Soares

Arquitetura TCP/IP. Parte V Inicialização e auto-configuração (RARP, BOOTP e DHCP) Fabrízzio Alphonsus A. M. N. Soares Arquitetura TCP/IP Parte V Inicialização e auto-configuração (RARP, BOOTP e DHCP) Fabrízzio Alphonsus A. M. N. Soares Tópicos Atribuição de endereço IP RARP (Reverse ARP) BOOTP (BOOTstrap Protocol) DHCP

Leia mais

TREINAMENTO TEF TEF Varejo Redecard 5.0 16/10/12

TREINAMENTO TEF TEF Varejo Redecard 5.0 16/10/12 ÍNDICE Instalação do Software GSURF... Página 3 Instalação do Gerenciador Padrão 4.0... Página 5 Instalação do Software Redecard 5.0.0... Página 6 Configurar Lojista... Página 8 Cadastrar Operadores...

Leia mais

cio Roteamento Linux

cio Roteamento Linux Exercício cio Roteamento Linux Edgard Jamhour Exercícios práticos para configuração de roteamento usando Linux Esses exercícios devem ser executados através do servidor de máquinas virtuais: espec.ppgia.pucpr.br

Leia mais

www.lojatotalseg.com.br

www.lojatotalseg.com.br Manual do Aplicativo de Configurações J INTRODUÇÃO Este manual visa explicar a utilização do software embarcado do equipamento Prisma. De fácil utilização e com suporte a navegadores de internet de todos

Leia mais

Instalando e usando o Document Distributor 1

Instalando e usando o Document Distributor 1 Instalando e usando o 1 O é composto por pacotes de software do servidor e do cliente. O pacote do servidor deve ser instalado em um computador Windows NT, Windows 2000 ou Windows XP. O pacote cliente

Leia mais

DHCP - ESAF. 1- Prova: ESAF - 2005 - SET- RN - Auditor Fiscal do Tesouro Estadual - Prova 2

DHCP - ESAF. 1- Prova: ESAF - 2005 - SET- RN - Auditor Fiscal do Tesouro Estadual - Prova 2 DHCP - ESAF 1- Prova: ESAF - 2005 - SET- RN - Auditor Fiscal do Tesouro Estadual - Prova 2 Um protocolo é um conjunto de regras e convenções para envio de informações em uma rede. Essas regras regem, além

Leia mais

Redes de Computadores II INF-3A

Redes de Computadores II INF-3A Redes de Computadores II INF-3A 1 ROTEAMENTO 2 Papel do roteador em uma rede de computadores O Roteador é o responsável por encontrar um caminho entre a rede onde está o computador que enviou os dados

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

IP significa Internet Protocol. A Internet é uma rede, e assim como ocorre em qualquer tipo de rede, os seus nós (computadores, impressoras, etc.

IP significa Internet Protocol. A Internet é uma rede, e assim como ocorre em qualquer tipo de rede, os seus nós (computadores, impressoras, etc. Endereços IP Endereços IP IP significa Internet Protocol. A Internet é uma rede, e assim como ocorre em qualquer tipo de rede, os seus nós (computadores, impressoras, etc.) precisam ter endereços. Graças

Leia mais

Mercado Eletrônico Instalação e Atualização MEConnect2

Mercado Eletrônico Instalação e Atualização MEConnect2 Manual de Usuário da Plataforma de compras do Grupo José de Mello - Mercado Eletrônico Instalação e Atualização MEConnect2 1 Índice 1. Introdução... 3 2. Visão Geral... 3 3. Instalação e Atualização...

Leia mais

Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte

Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte O TCP/IP, na verdade, é formado por um grande conjunto de diferentes protocolos e serviços de rede. O nome TCP/IP deriva dos dois protocolos mais

Leia mais

Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos

Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos Visão geral do Serviço Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos Os Serviços de gerenciamento de dispositivos distribuídos ajudam você a controlar ativos

Leia mais

Data Autor Descrição Revisão Configuração HX600 via GPRS 1.0

Data Autor Descrição Revisão Configuração HX600 via GPRS 1.0 Data Autor Descrição Revisão 06/05/2009 Barbarini Configuração HX600 via GPRS 1.0 Page 1 / 13 Procedimento de Instalação 1 O módulo deverá ser fixado próximo ao medidor. Para alimentá-lo é necessária uma

Leia mais

COMO FAZER PARA CONFIGURAR O DVR PARA ACESSO REMOTO

COMO FAZER PARA CONFIGURAR O DVR PARA ACESSO REMOTO COMO FAZER PARA CONFIGURAR O DVR PARA ACESSO REMOTO Este COMO FAZER ensinará como configurar o DVR Standalone para acesso remoto. 1. Se você possui um DVR em sua rede e deseja configurá-lo numa conexão

Leia mais

CAMADA DE TRANSPORTE

CAMADA DE TRANSPORTE Curso Técnico de Redes de Computadores Disciplina de Fundamentos de Rede CAMADA DE TRANSPORTE Professora: Juliana Cristina de Andrade E-mail: professora.julianacrstina@gmail.com Site: www.julianacristina.com

Leia mais

Figura 2 - Menu "Config. Rede"

Figura 2 - Menu Config. Rede Produto: CL Titânio Assunto: Como acessar o CL Titânio remotamente via browser? Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Entre no menu Principal. clicando com o botão

Leia mais

Lista de Erros Discador Dial-Up

Lista de Erros Discador Dial-Up Lista de Erros Discador Dial-Up Erro Código Descrição Ok 1 Usuário autenticado com sucesso e conexão encerrada pelo usuário OK 11 Usuário autenticado com sucesso e discador terminado pelo usuário OK 21

Leia mais

A licença é vinculada ao HD (Hard Disk) da máquina, esta não podendo ser substituída em caso de formatação ou perda de qualquer espécie do hardware.

A licença é vinculada ao HD (Hard Disk) da máquina, esta não podendo ser substituída em caso de formatação ou perda de qualquer espécie do hardware. MANUAL DE INSTRUÇÕES 1 INTRODUÇÃO +SMS é um software de envio de mensagens em massa. 2 FORMA DE LICENCIAMENTO A licença é vinculada ao HD (Hard Disk) da máquina, esta não podendo ser substituída em caso

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS. Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS. Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS Se todos os computadores da sua rede doméstica estiverem executando o Windows 7, crie um grupo doméstico Definitivamente, a forma mais

Leia mais

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye 1. Introdução Esse guia foi criado com o propósito de ajudar na instalação do Neteye. Para ajuda na utilização do Software, solicitamos que consulte os manuais da Console [http://www.neteye.com.br/help/doku.php?id=ajuda]

Leia mais

Interface Ethernet SIEMENS 828D T60542A

Interface Ethernet SIEMENS 828D T60542A Interface Ethernet SIEMENS 828D T60542A ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. INSTALAÇÃO... 3 2.1 CNC...3 2.1.1. Configuração...3 2.2 PC...6 2.2.1 Configurar a rede Microsoft...6 2.2.2. Inibir o Firewall da rede

Leia mais

Instalação e utilização do Document Distributor

Instalação e utilização do Document Distributor Para ver ou fazer o download desta ou de outras publicações do Lexmark Document Solutions, clique aqui. Instalação e utilização do Document Distributor O Lexmark Document Distributor é composto por pacotes

Leia mais

Manual Completo Acesso Via Nuvem 7204/7208/7216C

Manual Completo Acesso Via Nuvem 7204/7208/7216C Manual Completo Acesso Via Nuvem 7204/7208/7216C 1 1º Passo Preparando o DVR Para isso vamos colocar o DVR na rede para ter acesso a Internet, com isso plug o cabo de rede no equipamento e verifique se

Leia mais

Configuração de Rede

Configuração de Rede Configuração de Rede 1. Configuração de rede no Windows: A finalidade deste laboratório é descobrir quais são as configurações da rede da estação de trabalho e como elas são usadas. Serão observados a

Leia mais

Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br

Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br Manual do Suporte LZT LZT Soluções em Informática Sumário VPN...3 O que é VPN...3 Configurando a VPN...3 Conectando a VPN... 14 Possíveis erros...16 Desconectando

Leia mais

Utilizando o correio eletrônico da UFJF com Thunderbird e IMAP

Utilizando o correio eletrônico da UFJF com Thunderbird e IMAP Utilizando o correio eletrônico da UFJF com Thunderbird e IMAP O cliente de e-mail web utilizado pela UFJF é um projeto OpenSource que não é desenvolvido pela universidade. Por isso, pode ocorrer que alguns

Leia mais

COMO FAZER PARA CONFIGURAR O DVR PARA ACESSO REMOTO

COMO FAZER PARA CONFIGURAR O DVR PARA ACESSO REMOTO COMO FAZER PARA CONFIGURAR O DVR PARA ACESSO REMOTO Este COMO FAZER ensinará como configurar o DVR Standalone para acesso remoto. 1. Se você possui um DVR em sua rede e deseja configurá-lo numa conexão

Leia mais

Manual de Instruções. Rastreador Via Satelite para Automóveis e Caminhões

Manual de Instruções. Rastreador Via Satelite para Automóveis e Caminhões Manual de Instruções Manual de Instruções Esta embalagem contém: Módulo AT1000 1 relé de potência 1 alto falante 1 antena GPS 1 antena GSM 1 soquete p/ relé com cabo 1 conector com cabo Manual de instruções

Leia mais

Trabalho de laboratório sobre DHCP

Trabalho de laboratório sobre DHCP Trabalho de laboratório sobre DHCP Redes de Computadores I - 2005/2006 LEIC - Tagus Park Semana de 21 a 25 de Novembro 1 Introdução O objectivo desta aula é a familiarização com conceitos básicos do protocolo

Leia mais

Instalador Remoto D-TEF Informações de utilização

Instalador Remoto D-TEF Informações de utilização Instalador Remoto D-TEF Informações de utilização Requisitos de instalação D-TEF: 1- Acesso a internet Banda Larga (acesso direto ou via rede local) ou 3G 2- Acesso a FTP (modo passivo) utilizando a porta

Leia mais

Manual de Instalação Relat4 Versão 1.1

Manual de Instalação Relat4 Versão 1.1 Manual de Instalação Relat4 Versão 1.1 1 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. BASE DE DADOS... 3 3. Crystal Report... 4 4. Site... 4 5. Serviço... 10 2 1. INTRODUÇÃO A instalação do Relat4 consiste em quatro

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA INFORMÁTICA

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA INFORMÁTICA CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA INFORMÁTICA 26. Considerando o sistema de numeração Hexadecimal, o resultado da operação 2D + 3F é igual a: a) 5F b) 6D c) 98 d) A8 e) 6C 27. O conjunto

Leia mais

Cisco ASA Firewall Guia Prático

Cisco ASA Firewall Guia Prático Cisco ASA Firewall Guia Prático 2014 v1.0 Renato Pesca 1 Sumário 2 Topologia... 3 3 Preparação do Appliance... 3 3.1 Configurações de Rede... 7 3.2 Configurações de Rotas... 8 3.3 Root Básico... 9 3.4

Leia mais

Manual do Aplicativo NSE Mobile Control

Manual do Aplicativo NSE Mobile Control INSTALAÇÃO DO APLICATIVO Acesse www.nse.com.br/downloads-manuais e baixe os programas de acordo com o dispositivo que irá utilizar, nos links referentes ao produto número 1 - Módulo MTCP-3E4S. - Para uso

Leia mais

Tópicos Especiais em Informática

Tópicos Especiais em Informática Tópicos Especiais em Informática DCHP Prof. Ms.-Eng. Igor Sousa Faculdade Lourenço Filho 5 de novembro de 2014 igorvolt@gmail.com (FLF) Tópicos Especiais em Informática 5 de novembro de 2014 1 / 14 Introdução

Leia mais

Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW. Free Powerpoint Templates Page 1

Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW. Free Powerpoint Templates Page 1 Segurança na Web Cap. 5: VPN Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW Page 1 Introdução VPN (Virtual Private Network, ou rede virtual privada) criada para interligar duas redes distantes, através

Leia mais

Acesso Remoto Placas de captura

Acesso Remoto Placas de captura Acesso Remoto Placas de captura 1 instalar o DVR Siga os passos de instalação informados na caixa do produto, após seu perfeito funcionamento vá para próximo passo. 2 Configurá-lo na rede Local O computador

Leia mais

Security Shop MRS. Media Relay System. Manual do Usuário

Security Shop MRS. Media Relay System. Manual do Usuário Página 1 de 20 Security Shop MRS Media Relay System Manual do Usuário Página 2 de 20 Conteúdos: Conteúdos:... 2 Figuras:... 3 1. Introdução... 4 1.1 Âmbito do Documento... 4 1.2 Terminologia... 4 2. GERAL...

Leia mais

Na Figura a seguir apresento um exemplo de uma "mini-tabela" de roteamento:

Na Figura a seguir apresento um exemplo de uma mini-tabela de roteamento: Tutorial de TCP/IP - Parte 6 - Tabelas de Roteamento Por Júlio Cesar Fabris Battisti Introdução Esta é a sexta parte do Tutorial de TCP/IP. Na Parte 1 tratei dos aspectos básicos do protocolo TCP/IP. Na

Leia mais

ESET Remote Administrator ESET EndPoint Solutions ESET Remote Adminstrator Workgroup Script de Logon

ESET Remote Administrator ESET EndPoint Solutions ESET Remote Adminstrator Workgroup Script de Logon AGENDA 1. Download dos pacotes de instalação ESET Remote Administrator 2. Download dos pacotes de instalação ESET EndPoint Solutions 3. Procedimento de instalação e configuração básica do ESET Remote Adminstrator

Leia mais

Manual de Instalação Atendimento 3.4

Manual de Instalação Atendimento 3.4 Manual de Instalação Atendimento 3.4 1 ÍNDICE 1 - Instalação do Atendimento... 3 1.1 - Iniciando Instalação do Atendimento... 3 1.2 - Preparando-se para Instalação... 3 1.2 - Bem Vindo à Instalação do

Leia mais

CSAU 10.0. Guia: Manual do CSAU 10.0 como implementar e utilizar.

CSAU 10.0. Guia: Manual do CSAU 10.0 como implementar e utilizar. CSAU 10.0 Guia: Manual do CSAU 10.0 como implementar e utilizar. Data do Documento: Janeiro de 2012 Sumário 1. Sobre o manual do CSAU... 3 2. Interface do CSAU 10.0... 4 2.1. Início... 4 2.2. Update...

Leia mais

PARANÁ GOVERNO DO ESTADO

PARANÁ GOVERNO DO ESTADO PROTOCOLOS DA INTERNET FAMÍLIA TCP/IP INTRODUÇÃO É muito comum confundir o TCP/IP como um único protocolo, uma vez que, TCP e IP são dois protocolos distintos, ao mesmo tempo que, também os mais importantes

Leia mais

Guia rápido de recursos Wi-Fi GZ-EX210

Guia rápido de recursos Wi-Fi GZ-EX210 Guia rápido de recursos Wi-Fi GZ-EX210 Funcionalidades Wi-Fi Este aparelho está equipado com a função Wi-Fi. Pode realizar as seguintes operações com o uso de um smartphone ou computador, através de uma

Leia mais

Roteiro 4: Replicação/Active Directory DHCP e Wins

Roteiro 4: Replicação/Active Directory DHCP e Wins Roteiro 4: Replicação/Active Directory DHCP e Wins Objetivos: Explorar as configurações para replicação de domínios com Active Directory; Configurar os serviços DHCP e WINS em servidores Windows; Ferramentas

Leia mais

Índice. http://www.gosoft.com.br/atualiza/gosoftsigadmservico.pdf Versão 4.0

Índice. http://www.gosoft.com.br/atualiza/gosoftsigadmservico.pdf Versão 4.0 Índice I ENVIO DE BOLETOS POR E-MAIL... 2 APRESENTAÇÃO... 2 ALTERAÇÕES NO SIGADM CONDOMÍNIO... 4 ALTERAÇÕES NO SIGADM IMÓVEIS... 6 ALTERAÇÕES NO SIGADM CONCILIAÇÃO BANCÁRIA... 8 ALTERAÇÕES NO SIGADM CONDOMÍNIO

Leia mais

Para enviar uma mensagem de texto (# 711 # número do alarme # equipamento senha # 1 # #),

Para enviar uma mensagem de texto (# 711 # número do alarme # equipamento senha # 1 # #), Configuração Logon: Últimos 8 números do IMEI do aparelho Senha: 123456 ( de fábrica, podendo ser trocada) a definição do parâmetro de terminal 1. definir o APN Envie # 802 # APN # nome de usuário # logon

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração MG-Soft

Manual de Instalação e Configuração MG-Soft Manual de Instalação e Configuração MG-Soft V 1.5.3 www.pinaculo.com.br (51)3541-0700 Sumário Apresentação... 3 1. Instalando o MG-Soft Server... 3 1.1. Liberar as portas do Firewall... 3 1.2. Autorun...

Leia mais

O CD-ROM possui um software de configuração passo a passo para o D810R.

O CD-ROM possui um software de configuração passo a passo para o D810R. GUIA DE CONFIGURAÇÃO Instalação de hardware 1. Conecte o adaptador de energia (incluso) na entrada PWR do modem e ligue-o na tomada de energia. 2. Utilize o cabo Ethernet RJ45 (incluso) para conectar a

Leia mais

ETI/Domo. Português. www.bpt.it. ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14

ETI/Domo. Português. www.bpt.it. ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14 ETI/Domo 24810180 www.bpt.it PT Português ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14 Configuração do PC Antes de realizar a configuração de todo o sistema, é necessário configurar o PC para que esteja pronto

Leia mais

AULA 7: SERVIDOR DHCP EM WINDOWS SERVER

AULA 7: SERVIDOR DHCP EM WINDOWS SERVER AULA 7: SERVIDOR DHCP EM WINDOWS SERVER Objetivo: Instalar e detalhar o funcionamento de um Servidor de DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol) no sistema operacional Microsoft Windows 2003 Server.

Leia mais

Professor: Gládston Duarte

Professor: Gládston Duarte Professor: Gládston Duarte INFRAESTRUTURA FÍSICA DE REDES DE COMPUTADORES Computador Instalação e configuração de Sistemas Operacionais Windows e Linux Arquiteturas físicas e lógicas de redes de computadores

Leia mais

Winconnection 6. Internet Gateway

Winconnection 6. Internet Gateway Winconnection 6 Internet Gateway Descrição Geral O Winconnection 6 é um gateway de acesso à internet desenvolvido dentro da filosofia UTM (Unified Threat Management). Assim centraliza as configurações

Leia mais

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP Arquitetura TCP/IP Arquitetura TCP/IP INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP gatewa y internet internet REDE REDE REDE REDE Arquitetura TCP/IP (Resumo) É útil conhecer os dois modelos de rede TCP/IP e OSI. Cada

Leia mais

Segurança de Rede Prof. João Bosco M. Sobral 1

Segurança de Rede Prof. João Bosco M. Sobral 1 1 Sinopse do capítulo Problemas de segurança para o campus. Soluções de segurança. Protegendo os dispositivos físicos. Protegendo a interface administrativa. Protegendo a comunicação entre roteadores.

Leia mais

3 Ferramenta de Simulação

3 Ferramenta de Simulação 3 Ferramenta de Simulação Para definir a ferramenta de simulação a ser utilizada para implementação do protocolo HIP e para coleta dos resultados de simulação com uso desse protocolo, realizou-se um estudo

Leia mais

Entendendo como funciona o NAT

Entendendo como funciona o NAT Entendendo como funciona o NAT Vamos inicialmente entender exatamente qual a função do NAT e em que situações ele é indicado. O NAT surgiu como uma alternativa real para o problema de falta de endereços

Leia mais

ori Portaria á su R al Time e U o dlauna M

ori Portaria á su R al Time e U o dlauna M M a nua ld o Usu á roi Portaria Re al Time Sumário Introdução... Especificações... 3 3 Ilustrações Portaria RT sem descarga de coletor... Portaria RT com descarga de coletor... Portaria RT TCP/IP... Portaria

Leia mais

NETALARM GATEWAY Manual Usuário

NETALARM GATEWAY Manual Usuário NETALARM GATEWAY Manual Usuário 1 Índice 1. Introdução... 3 2. Requisitos de Instalação... 3 3. Instalação... 3 4. Iniciando o programa... 5 4.1. Aba Serial... 5 4.2. Aba TCP... 6 4.3. Aba Protocolo...

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 12 Comandos de Rede e Acesso Remoto

Sistema Operacional Unidade 12 Comandos de Rede e Acesso Remoto Sistema Operacional Unidade 12 Comandos de Rede e Acesso Remoto Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 Protocolo de rede... 3 Protocolo TCP/IP... 3 Máscara de sub-rede... 3 Hostname... 3

Leia mais

Profibus View - Software de Parametrização de Equipamentos Profibus PA

Profibus View - Software de Parametrização de Equipamentos Profibus PA MANUAL DO USUÁRIO Profibus View - Software de Parametrização de Equipamentos Profibus PA Profibus View P R V I E W P A M P www.smar.com.br Especificações e informações estão sujeitas a modificações sem

Leia mais

Manual de utilização do módulo NSE METH-8RL/Exp

Manual de utilização do módulo NSE METH-8RL/Exp INSTALAÇÃO 1 - Baixe o arquivo Software Configurador Ethernet disponível para download em www.nse.com.br/downloads-manuais e descompacte-o em qualquer pasta de sua preferência. 2 - Conecte a fonte 12Vcc/1A

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO PÉGASUS (ETHERNET) STUDIO V2.02 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Rua Coronel Botelho, 64 - Alto da Lapa - CEP: 05088-020 São Paulo - SP - Brasil +55 (11) 3832-6102 PÉGASUS (ETHERNET) STUDIO V2.02 - MANUAL

Leia mais

PÉGASUS (ETHERNET POCKET) STUDIO V1.00 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

PÉGASUS (ETHERNET POCKET) STUDIO V1.00 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO PÉGASUS (ETHERNET POCKET) STUDIO V1.00 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Rua Coronel Botelho, 64 - Alto da Lapa - CEP: 05088-020 São Paulo - SP - Brasil +55 (11) 3832-6102 PÉGASUS (ETHERNET POCKET) STUDIO

Leia mais

ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. Introdução... 2. Configuração dos parâmetros de comunicação... 4 1.1 PRODUTO RASTREAR LIGHT

ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. Introdução... 2. Configuração dos parâmetros de comunicação... 4 1.1 PRODUTO RASTREAR LIGHT 1 ÍNDICE Introdução... 2 Configuração dos parâmetros de comunicação... 4 1 INTRODUÇÃO 1.1 PRODUTO RASTREAR LIGHT O Rastrear Light é um equipamento de rastreamento de frota que utiliza tecnologia GPS para

Leia mais

GUIA RÁPIDO de INSTALAÇÃO e CONFIGURAÇÃO

GUIA RÁPIDO de INSTALAÇÃO e CONFIGURAÇÃO GUIA RÁPIDO de INSTALAÇÃO e CONFIGURAÇÃO ROTEADORES WIRELESS 802.11G Modelos s: TL-WR541G/ TL- -WR542G/ TL- -WR641G/ TL- -WR642G 1. 2. 3. 4. 5. As 1. 2. 3. 4. 5. As 1. 2. 3. 4. 5. As As As s s ções ções

Leia mais

CSI IT Solutions. WebReport2.5. Relatórios abertos. Acesso controlado Extensibilidade de módulos IMPACTO AMBIENTAL

CSI IT Solutions. WebReport2.5. Relatórios abertos. Acesso controlado Extensibilidade de módulos IMPACTO AMBIENTAL CSI IT Solutions 2.5 solução CSI PrintManager G e s t ã o d e A m b i e n t e d e I m p r e s s ã o O CSI dá aos gestores de TI o poder de uma gestão integral através do acesso fácil às informações gerenciais

Leia mais

MÓDULO 8 Modelo de Referência TCP/IP

MÓDULO 8 Modelo de Referência TCP/IP MÓDULO 8 Modelo de Referência TCP/IP A internet é conhecida como uma rede pública de comunicação de dados com o controle totalmente descentralizado, utiliza para isso um conjunto de protocolos TCP e IP,

Leia mais

Manual de Instalação Corporate

Manual de Instalação Corporate Manual de Instalação Corporate Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Imobiliária21

Leia mais

Manual do usuário. Criador de Rota Estática

Manual do usuário. Criador de Rota Estática Manual do usuário Criador de Rota Estática Criador de Rota Estática Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este guia serve como referência para a instalação

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

Manual de Instalação KIT DVR VENTURA Parte 1: Conexões Parte 2: Configurações de rede Parte 3: Acesso via telefone móvel

Manual de Instalação KIT DVR VENTURA Parte 1: Conexões Parte 2: Configurações de rede Parte 3: Acesso via telefone móvel 1 Manual de Instalação KIT DVR VENTURA Parte 1: Conexões Parte 2: Configurações de rede Parte 3: Acesso via telefone móvel Parte 1: Conexões 2 Instalação do Disco Rídigo (HD) Primeiro é necessário a instalação

Leia mais