ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015"

Transcrição

1 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na I Etapa, suas dúvidas e possíveis dificuldades. Com o estudo diário, o esclarecimento junto à sua Professora e a realização de outros exercícios, você poderá avançar nos seus conhecimentos em História. Preparamos para você uma série de atividades que o ajudarão a realizar a Avaliação de Recuperação. Bons estudos! I CONTEÚDOS FORMAS DE MORAR Diversas moradias Direito à moradia Moradia quilombola Moradia indígena As tarefas domésticas Acesso aos utensílios MUDANÇAS NA LOCALIDADE Mudanças nas ruas As ruas atuais 1

2 II. ATIVIDADES 01. Leia o texto e faça as atividades. Toda família precisa de uma casa para morar As famílias são diferentes. Umas são diferentes. Umas são numerosas, outras são menores. Toda família precisa de casa para morar, seja ela pequena, grande, confortável ou não. Existem vários tipos de moradia, pois, todos precisam de abrigo. a) Descreva como é a sua moradia: b) Faça uma ilustração de sua moradia: 02. Consulte seu livro de História e faça as atividades propostas. Releia os textos das págs. 10 e 11e escreva um texto caracterizando cortiços. Releia o texto da pag. 15 do seu livro e faça as atividades. a) Qual direito não está sendo respeitado na cena mostrada? b) Quais providências poderiam ser tomadas para resolver esse problema? 03. Existe um documento chamado Declaração Universal dos Direitos Humanos, de 1948, onde está registrado que todas as mulheres, homens e crianças têm direito a uma moradia adequada. Esse direito tem sido respeitado no local onde você mora? Por quê? 04. Leia o texto com atenção e faça o que se pede. A comunidade quilombola de Ivaporunduva está localizada no estado de São Paulo, e sua população estava estimada, em 2010, em 300 pessoas. Muitos moradores da comunidade vivem em casas construídas de alvenaria e cobertas com telhas formando uma vila. Outros moradores vivem fora da vila em casas distantes umas das outras. Várias dessas casas são construídas com pau a pique e sapé. 2

3 a) Qual o nome da comunidade a que se refere o texto? b) Cite o tipo de material que foi utilizado na construção das casas que formam a vila. c) Cite o tipo de material que são construídas as casas que ficam fora da vila. 05. Leia o texto: Antes do contato com os não índios, os habitantes de uma aldeia do povo Pataxó construíam casas grandes sem divisão de cômodos. As paredes das casas eram feitas com lascas de madeira trançadas com folhas de palmeira. O teto da casa era feito com capim seco. Após o contato com os não índios, os habitantes dessa aldeia Pataxó tiveram que mudar a aldeia para um local mais frio. No novo local, eles passaram a construir casas menores, com divisão de cômodos, feitas com paredes de tijolos e cobertas com telhas. O alimento principal dos habitantes dessa Aldeia Pataxó é a mandioca, utilizada para fazer beiju, tapioca e uma bebida chamada cauim. a) Preencha o esquema sobre a divisão de cômodos e os materiais das moradias dos Pataxós. Como era antes Como ficou depois Contato com os não índios 3

4 b) Grife no texto para que os Pataxós utilizam a mandioca. 06. Circule as imagens de acordo com a legenda. (VERMELHO) Utensílios que não existiam a cerca de cem anos. (AZUL) Utensílios que existiam há cem anos. 07. Você acha que as ruas são sempre iguais ou mudam com o passar dos anos? Observe essas fotos. Elas mostram a mesma rua em épocas diferentes. 1 2 Compare as fotografias e registre as mudanças nessa rua: 4

5 08. Leia o texto: Algumas ruas, há cerca de trezentos anos, começaram a ser calçadas com pedras; como elas tinham tamanhos diferentes, o calçamento ficava irregular. Por isso, as carroças e carruagens que passavam por elas balançavam muito. Quando chovia, as ruas ficavam escorregadias, colocando em risco as pessoas que as atravessavam e os meios de transporte que circulavam por elas. A água da chuva escorria rapidamente pelas pedras e se acumulava nos locais mais baixos, formando poças. a) Na cena descrita no texto, as ruas são de: terra pedras asfalto b) A cena descrita se passa: atualmente há vinte anos há trezentos anos c) Cite os problemas enfrentados pelas pessoas com esse tipo de calçamento. 09. Muitas pessoas moram em favelas. Outras moram sob pontes ou viadutos, em praças, ou simplesmente nas calçadas das grandes cidades. As favelas são originalmente aglomerados de barracos, construídos de material de baixo custo (madeira, papelão, folhas de zinco e telhas de amianto), embora alguns sejam de alvenaria. Favela na periferia de Manaus, no Estado do Amazonas, em

6 Nas grandes cidades famílias inteiras com todos os seus pertences se acomodam debaixo de viadutos. Cidade de São Paulo, no estado de São Paulo, em A situação retratada nas fotos ocorre na cidade onde você mora? Dê exemplos. 10. Refaça as avaliações de História da I Etapa. CMPR/gmf 6

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 2.º ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 2.º ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 2.º ANO/EF - 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 2.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 2.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 2.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na

Leia mais

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Geografia

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Geografia COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Geografia Nome: Ano: 2º Ano 1º Etapa 2014 Colégio Nossa Senhora da Piedade Área do Conhecimento: Ciências Humanas Disciplina:

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 4.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 4.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 4.º ANO/EF 2015 Caro (a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 4.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 4.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 4.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

2ºano. 2º período 1.2 HISTÓRIA & GEOGRAFIA. 10 de junho de 2014

2ºano. 2º período 1.2 HISTÓRIA & GEOGRAFIA. 10 de junho de 2014 2ºano 1.2 HISTÓRIA & GEOGRAFIA 2º período 10 de junho de 2014 Cuide da organização da sua avaliação, escreva de forma legível, fique atento à ortografia e elabore respostas claras. Tudo isso será considerado

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 2. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 2. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 2. o ANO/EF - 2015 Caro (a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 3.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 3.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 3.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 2.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 2.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 2.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA MATEMÁTICA 3.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA MATEMÁTICA 3.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA MATEMÁTICA 3.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

Lindo e Triste Brasil

Lindo e Triste Brasil SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 07 / / 0 II AVALIAÇÃO ESPECIAL DE GEOGRAFIA 5.º ANO/EF UNIDADE: ALUNO(A): Nº: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR: 0,0 MÉDIA:

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 Caro (a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

DATA: 06 / 12 / 2013 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE GEOGRAFIA 5.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR: 10,0 MÉDIA: 6,0 RESULTADO: %

DATA: 06 / 12 / 2013 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE GEOGRAFIA 5.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR: 10,0 MÉDIA: 6,0 RESULTADO: % SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 06 / 12 / 2013 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE GEOGRAFIA 5.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 4. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 4. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 4. o ANO/EF - 2015 Caro (a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

BRASIL: UM PAÍS DE MUITAS ESPÉCIES

BRASIL: UM PAÍS DE MUITAS ESPÉCIES Nome: Data: / / 2015 ENSINO FUNDAMENTAL Visto: Disciplina: Natureza e Cultura Ano: 1º Lista de Exercícios de VC Nota: BRASIL: UM PAÍS DE MUITAS ESPÉCIES QUANDO OS PORTUGUESES CHEGARAM AO BRASIL, COMANDADOS

Leia mais

casa. Será uma casa simples, situada em terreno plano, com sala, dois quartos, cozinha, banheiro e área de serviço.

casa. Será uma casa simples, situada em terreno plano, com sala, dois quartos, cozinha, banheiro e área de serviço. A UUL AL A A casa Nesta aula vamos examinar a planta de uma casa. Será uma casa simples, situada em terreno plano, com, dois quartos, cozinha, banheiro e área de serviço. Introdução terreno 20 m rua 30

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5. o ANO/EF - 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

As atividades econômicas realizadas pelas pessoas costumam ser agrupadas em três setores.

As atividades econômicas realizadas pelas pessoas costumam ser agrupadas em três setores. SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 03 / 2 / 205 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE GEOGRAFIA 5.º ANO/EF ALUNO(A): TURMA: N.º: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 Caro (a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

Povos americanos: Maias, Incas e Astecas

Povos americanos: Maias, Incas e Astecas Povos americanos: Maias, Incas e Astecas Nicho Policrômico. Toca do Boqueirão da Pedra Fiurada. Serra da Capivara Piauí- Brasil Ruínas as cidade inca Machu Picchu - Peru Código de escrita dos maias, México.

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO 1

PROJETO PEDAGÓGICO 1 PROJETO PEDAGÓGICO 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Silêncio criativo Em Catador de Palavras, o jovem leitor tem a oportunidade de escolher as palavras mais adequadas que o ajudarão a

Leia mais

Se as crianças entre 7 e 10 anos tivessem que reduzir uma caloria, quantas seriam?

Se as crianças entre 7 e 10 anos tivessem que reduzir uma caloria, quantas seriam? SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 06 / 2 / 20 III ETAPA - AVALIAÇÃO ESPECIAL DE MATEMÁTICA 3.º ANO/EF UNIDADE: ALUNO(A): Nº: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

RELATÓRIO FOTOGRÁFICO DO MORRO DA PROVIDÊNCIA

RELATÓRIO FOTOGRÁFICO DO MORRO DA PROVIDÊNCIA RELATÓRIO FOTOGRÁFICO DO MORRO DA PROVIDÊNCIA VISITA REALIZADA NOS DIAS 24 E 26 DE FEVEREIRO DE 2013 PELA COMISSÃO DE MORADORES DA PROVIDÊNCIA E POR MEMBROS DO FÓRUM COMUNITÁRIO DO PORTO Este relatório

Leia mais

Povos americanos: Primeiros habitantes da América do SUL

Povos americanos: Primeiros habitantes da América do SUL Povos americanos: Primeiros habitantes da América do SUL Nicho Policrômico. Toca do Boqueirão da Pedra Fiurada. Serra da Capivara Piauí- Brasil Ruínas as cidade inca Machu Picchu - Peru Código de escrita

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 4. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 4. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 4. o ANO/EF - 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

Colégio Visconde de Porto Seguro

Colégio Visconde de Porto Seguro Colégio Visconde de Porto Seguro Unidade I 2011 AULA 1 Ensino Fundamental e Ensino Médio Atividade de Recuperação Contínua Nome do (a) Aluno (a): Atividade de Recuperação Contínua de Ciências Nível I Classe:

Leia mais

2. ESTADO DE CONSERVAÇÃO DA ESTRADA

2. ESTADO DE CONSERVAÇÃO DA ESTRADA Relatório do Reconhecimento de Campo da BR-319, Voltado à Elaboração dos Planos de Manejo das Unidades de Conservação Federal do Interflúvio Purus-Madeira 1. INTRODUÇÃO Entre os dias 4 e 8 de novembro

Leia mais

Roteiro semanal. 2º ano matutino De 14 a 16 de outubro. Tudo posso naquele que me fortalece. (Filipenses 4:13) Quarta-feira 14/10/2015

Roteiro semanal. 2º ano matutino De 14 a 16 de outubro. Tudo posso naquele que me fortalece. (Filipenses 4:13) Quarta-feira 14/10/2015 Roteiro semanal 2º ano matutino De 14 a 16 de outubro Goiânia, 14 de outubro de 2015. Professora: Nome: Português no caderno 1. Leia a notícia a seguir. Quarta-feira 14/10/2015 Panda de 36 anos pode entrar

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES

CADERNO DE ATIVIDADES COLÉGIO ARNALDO 2014 CADERNO DE ATIVIDADES GEOGRAFIA ATENÇÃO: Este trabalho deverá ser realizado em casa, trazendo as dúvidas para serem sanadas durante as aulas de plantão. Aluno (a): 5º ano Turma: Professora:

Leia mais

SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL

SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL NOME: DATA DE ENTREGA: / / SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL 1) Há algum tempo atrás, os livros, as revistas, os jornais, as fotografias, o cinema e a televisão eram em preto e branco. Hoje as cores fazem

Leia mais

Geografia da rua A rua do Marcelo

Geografia da rua A rua do Marcelo 5 A Geografia da rua rua do Marcelo [...] Tem ruas que são calçadas e tem ruas que são de terra. Quase todas as ruas calçadas são asfaltadas. Só poucas ruas são de pedras. Minha rua é asfaltada até a esquina

Leia mais

PROJETO. Desafios e possibilidades para uma vida melhor. Turma: 102

PROJETO. Desafios e possibilidades para uma vida melhor. Turma: 102 PROJETO Desafios e possibilidades para uma vida melhor Turma: 102 Carolina Clack, Gabriela Scheffer, Lauren Scheffer e Victória Gomes. Desafios e possibilidades para uma vida melhor Trabalho apresentado

Leia mais

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MÓDULO I Corredor Etnoambiental Tupi Mondé Atividade 1 Conhecendo mais sobre nosso passado, presente e futuro 1. No

Leia mais

I. INFORMAÇÕES GERAIS Município: Distrito: Localidade:

I. INFORMAÇÕES GERAIS Município: Distrito: Localidade: I. INFORMAÇÕES GERAIS Município: Distrito: Localidade: Data do Relatório: (dd:mm:aa) Entrevistador (a) N O. QUEST.: II. CARACTERÍTICAS DOS MORADORES DO DOMICÍLIO Nome do chefe da família: SEXO: 1. M 2.

Leia mais

Peças indígenas da pré-colonização do Brasil são achadas na Amazônia

Peças indígenas da pré-colonização do Brasil são achadas na Amazônia Page 1 of 8 Natureza 10/07/2012 13h23 - Atualizado em 10/07/2012 13h24 Peças indígenas da pré-colonização do Brasil são achadas na Amazônia Pesquisadores encontraram 22 sítios arqueológicos na região de

Leia mais

Capitulo 3 Horta Orgânica

Capitulo 3 Horta Orgânica ASSOCIAÇÃO SOCIOAMBIENTALISTA SOMOS UBATUBA Conteúdo Pedagógico Capitulo 3 Horta Orgânica Organização Parceria Convênio Horta Orgânica Introdução Esta etapa é composta por atividades ligadas pelas relações

Leia mais

DESENHO ARQUITETÔNICO PROFESSORA ELIZABETH CORREIA SUMARA QUERINO ROBERTO DÁLESSANDRO

DESENHO ARQUITETÔNICO PROFESSORA ELIZABETH CORREIA SUMARA QUERINO ROBERTO DÁLESSANDRO DESENHO ARQUITETÔNICO PROFESSORA ELIZABETH CORREIA SUMARA QUERINO ROBERTO DÁLESSANDRO COBERTURA -TELHADOS Cobertura: É a parte superior da construção e serve de proteção contra o sol, a chuva, intempéries,

Leia mais

A arquitetura dos memoriais

A arquitetura dos memoriais PARTE 01: Conteúdo para a prova A arquitetura dos memoriais Você já ouviu falar em memorial ou já visitou um espaço arquitetônico destinado à memória de alguma personalidade, de um povo ou de algum fato

Leia mais

A PRÉ-HISTÓRIA. Período que vai do aparecimento dos seres humanos à invenção da escrita.

A PRÉ-HISTÓRIA. Período que vai do aparecimento dos seres humanos à invenção da escrita. A PRÉ-HISTÓRIA Período que vai do aparecimento dos seres humanos à invenção da escrita. PERÍODO PALEOLÍTICO OU IDADE DA PEDRA LASCADA No começo de sua trajetória, o homem usou sobretudo a pedra (além do

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 3.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 3.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 3.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

POVOS INDÍGENAS NO BRASIL. Professor Sebastião Abiceu 7º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG

POVOS INDÍGENAS NO BRASIL. Professor Sebastião Abiceu 7º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG POVOS INDÍGENAS NO BRASIL Professor Sebastião Abiceu 7º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG Conhecendo os povos indígenas Para conhecer melhor os povos indígenas, é importante estudar sua língua.

Leia mais

DESCRITIVO DAS ACOMODAÇÕES POUSADA VILA KALANGO

DESCRITIVO DAS ACOMODAÇÕES POUSADA VILA KALANGO DESCRITIVO DAS ACOMODAÇÕES POUSADA VILA KALANGO Todas as acomodações do empreendimento foram desenvolvidas para seguir a filosofia de gerar experiências aos nossos hóspedes, com conforto e excelente serviço,

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA MATEMÁTICA 2.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA MATEMÁTICA 2.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA MATEMÁTICA 2.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na

Leia mais

Bairro Natal Data: 29/04/2015

Bairro Natal Data: 29/04/2015 Bairro Natal Data: 29/04/2015 Nomes: - Rialdo -Roberto -Heric -William Turma: 101 Descrição: O bairro conhecido como Vila Natal se encontra com muitos problemas graves. Existe acúmulo de lixo em vias públicas

Leia mais

Mapa 1 Proporção da população que reside em domicílios urbanos com irregularidade fundiária, por UF - 2003 (em %)

Mapa 1 Proporção da população que reside em domicílios urbanos com irregularidade fundiária, por UF - 2003 (em %) amoradia é um dos principais determinantes da qualidade de vida da população de um país. Todas as pessoas necessitam de uma habitação que lhes assegure um isolamento do meio natural, protegendo do frio,

Leia mais

Natal Luz 2014 Gramado/RS

Natal Luz 2014 Gramado/RS Natal Luz 2014 Gramado/RS Dúvidas Frequentes O que é o Natal Luz de Gramado? Considerado o maior evento natalino do Brasil e um dos maiores do mundo, o Natal Luz transforma Gramado em um grande parque

Leia mais

Mudanças de estado da água: fusão, solidificação, evaporação, ebulição, condensação...

Mudanças de estado da água: fusão, solidificação, evaporação, ebulição, condensação... PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= Mudanças de estado

Leia mais

Recuperação - 1ª Etapa Ensino Fundamental II

Recuperação - 1ª Etapa Ensino Fundamental II 1 GEOGRAFIA 6º ANO ENS. FUNDAMENTAL II PROFESSOR (A): GRAZIELLA FERNANDES NOME: Nº Querido(a) aluno(a), para que eu possa lhe ajudar neste momento de recuperação será importante que estude o conteúdo listado

Leia mais

TRILHA DO OURO BACK PACKING

TRILHA DO OURO BACK PACKING TRILHA DO OURO BACK PACKING Para relembrar os grandes momentos de aventura já acontecidos nesta ímpar travessia do Parque Nacional da Serra da Bocaina, relançamos a Trilha do Ouro Back Packing, uma programação

Leia mais

QUAL É A CIDADE MAIS DISTANTE DO MAR?

QUAL É A CIDADE MAIS DISTANTE DO MAR? SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 03 / 2 / 203 UNIDADE III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE GEOGRAFIA 6.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES

CADERNO DE ATIVIDADES COLÉGIO ARNALDO 2014 CADERNO DE ATIVIDADES GEOGRAFIA Aluno (a): 4º ano Turma: Professor (a): Valor: 20 pontos Conteúdo de Recuperação Sistema Solar. Mapa político do Brasil: Estados e capitais. Regiões

Leia mais

Direito à vida, direito à saúde e direito à alimentação adequada

Direito à vida, direito à saúde e direito à alimentação adequada CURSO DE EDUCADOR SOCIAL MÓDULO II- AULA 2 Direito à vida, direito à saúde e direito à alimentação adequada ITS Brasil1 Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República2 Nascemos iguais,

Leia mais

Nós, da GWA, estamos contentes por esta cartilha ter chegado às suas mãos. Por meio dela, conversaremos com você sobre assuntos muito importantes e

Nós, da GWA, estamos contentes por esta cartilha ter chegado às suas mãos. Por meio dela, conversaremos com você sobre assuntos muito importantes e ,, 3, Nós, da GWA, estamos contentes por esta cartilha ter chegado às suas mãos. Por meio dela, conversaremos com você sobre assuntos muito importantes e muito atuais. Em primeiro lugar, gostaríamos de

Leia mais

00:00:05:15 00:01:22:09 00:01:26:13 00:01:29:17 00:01:45:19 00:0152:22. Copyright 2006 TV Ciência 1/6

00:00:05:15 00:01:22:09 00:01:26:13 00:01:29:17 00:01:45:19 00:0152:22. Copyright 2006 TV Ciência 1/6 Processo nº 24 Titulo: Imagens de Timor Data: Realizador: Prof. Dr. António de Almeida Produtor: Local: Timor Imagem: Locução: Montagem: Sem montagem Filmagem: Prof. Dr. António de Almeida Tradução: Som

Leia mais

Entrevistas de moradores e familiares das comunidades sobre a localização e existência de um local onde se faziam enterros de escravos.

Entrevistas de moradores e familiares das comunidades sobre a localização e existência de um local onde se faziam enterros de escravos. 4.3.3 Programa de Monitoramento Arqueológico O Programa de Monitoramento Arqueológico, conforme consta no Plano Básico Ambiental prevê a catalogação de amostras nas áreas de construção da Estrada Parque,

Leia mais

1. Leia a reportagem e observe o mapa a seguir. Troca de figurinhas da Copa é mania entre crianças e adultos no Recife

1. Leia a reportagem e observe o mapa a seguir. Troca de figurinhas da Copa é mania entre crianças e adultos no Recife 3ºano 1.3 HISTÓRIA & GEOGRAFIA 2º período 11 de junho de 2014 Cuide da organização da sua avaliação, escreva de forma legível, fique atento à ortografia e elabore respostas claras. Tudo isso será considerado

Leia mais

CARTÓRIO DISTRIBUIDOR, CONTADOR, PARTIDOR, DEPOSITÁRIO PÚBLICO E AVALIADOR JUDICIAL COMARCA DE CASCAVEL ESTADO DO PARANÁ

CARTÓRIO DISTRIBUIDOR, CONTADOR, PARTIDOR, DEPOSITÁRIO PÚBLICO E AVALIADOR JUDICIAL COMARCA DE CASCAVEL ESTADO DO PARANÁ Cascavel - Pr, 09 de Novembro de 2015. Autos nº0010723-48.2010.8.16.0021. 1ª Vara Cível. MM. Juiz Venho respeitosamente perante Vossa Excelência, ante o contido junto a certidão constante no evento nº157.1

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA MATEMÁTICA 5.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA MATEMÁTICA 5.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA MATEMÁTICA 5.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

CD 2010 - QUESTIONÁRIO BÁSICO

CD 2010 - QUESTIONÁRIO BÁSICO 1 CD 2010 - QUESTIONÁRIO BÁSICO 1 2 IDENTIFICAÇÃO - CNEFE CARACTERÍSTICAS DO DOMICÍLIO 2.01 ESTE DOMICÍLIO É: 1- PRÓPRIO DE ALGUM MORADOR JÁ PAGO 4 - CEDIDO POR EMPREGADOR 2 - PRÓPRIO DE ALGUM MORADOR

Leia mais

ABC da Agricultura Familiar. Barragens, cacimbas e poços amazonas

ABC da Agricultura Familiar. Barragens, cacimbas e poços amazonas ABC da Agricultura Familiar Formas de garantir água nas secas 2 Barragens, cacimbas e poços amazonas Barragens, cacimbas e poços 2004 FL- 15651 1111111//111//111//11/111/111111111111///1111111//11//111//111//1/111/111/1

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santos ESTÂNCIA BALNEÁRIA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO

Prefeitura Municipal de Santos ESTÂNCIA BALNEÁRIA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Prefeitura Municipal de Santos ESTÂNCIA BALNEÁRIA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Equipe Interdisciplinar Módulo II Ciclo I Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos Santos 2003

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA COLETA SELETIVA NO MUNICÍPIO DE TOCANTINS-MINAS GERAIS

A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA COLETA SELETIVA NO MUNICÍPIO DE TOCANTINS-MINAS GERAIS A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA COLETA SELETIVA NO MUNICÍPIO DE TOCANTINS-MINAS GERAIS Renata Soares Pinto (*), Washington Luiz Nunes Apolinário, Carlos Fernando Lemos, Denise

Leia mais

REVISÃO PARA AVALIAÇÃO 1º BIMESTRE CIÊNCIAS

REVISÃO PARA AVALIAÇÃO 1º BIMESTRE CIÊNCIAS REVISÃO PARA AVALIAÇÃO 1º BIMESTRE CIÊNCIAS 1) A partir das informações dadas, enumere as informações, em ordem sequencial, de acordo com as etapas do método científico: ( ) Conclusões ( ) Possíveis respostas

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CONFORTO TÉRMICO EM HABITAÇÕES POPULARES NO MUNICÍPIO DE AMORINÓPOLIS GO: período de inverno. 1

AVALIAÇÃO DO CONFORTO TÉRMICO EM HABITAÇÕES POPULARES NO MUNICÍPIO DE AMORINÓPOLIS GO: período de inverno. 1 AVALIAÇÃO DO CONFORTO TÉRMICO EM HABITAÇÕES POPULARES NO MUNICÍPIO DE AMORINÓPOLIS GO: período de inverno. 1 Valdir Specian¹; Priscilla Daiane Soares Martins²; Elis Dener Lima Alves³ ¹Orientador, docente

Leia mais

FUNDAÇÃO INSTITUTO TECNOLÓGICO INDUSTRIAL

FUNDAÇÃO INSTITUTO TECNOLÓGICO INDUSTRIAL FUNDAÇÃO INSTITUTO TECNOLÓGICO INDUSTRIAL Entidade civil sem fins lucrativos, reconhecida de Utilidade Pública Municipal, Estadual e Federal. Mantenedora do CTI - Colégio Técnico Industrial Missão Proporcionar

Leia mais

MORADORES DE RUA E FLANELINHAS

MORADORES DE RUA E FLANELINHAS 1 MORADORES DE RUA E FLANELINHAS Leandro de Souza Lino À margem da sociedade, a quantidade de moradores de rua tem sido crescente no cotidiano das grandes cidades. E aliado a isso, a presença de flanelinhas

Leia mais

CONHEÇA UMA NOVA FONTE DE QUALIDADE DE VIDA. UM CONDOMÍNIO CLUBE PERFEITO PARA VOCÊ E SUA FAMÍLIA.

CONHEÇA UMA NOVA FONTE DE QUALIDADE DE VIDA. UM CONDOMÍNIO CLUBE PERFEITO PARA VOCÊ E SUA FAMÍLIA. Desde que foram criadas, as fontes sempre tiveram o mesmo papel dentro da sociedade. Ao levar beleza e frescor para as cidades, não demorou para se transformarem em verdadeiros pontos de encontro. No Rio

Leia mais

Prova Geral Matemática, Complementos de Matemática, Geografia e História

Prova Geral Matemática, Complementos de Matemática, Geografia e História Prova Geral Matemática, Complementos de Matemática, Geografia e História 4º PARTE 2 ano Instruções 1. Esta prova é constituída de 30 testes. 2. Verifique se o seu caderno de questões está completo. 3.

Leia mais

5.11. Programa de Registro do Patrimônio Histórico e Edificado. Revisão 00 NOV/2013

5.11. Programa de Registro do Patrimônio Histórico e Edificado. Revisão 00 NOV/2013 PROGRAMAS AMBIENTAIS 5.11 Programa de Registro do Patrimônio Histórico e Edificado NOV/2013 CAPA ÍNDICE GERAL 1. Introdução... 1 1.1. Ações já Realizadas... 2 2. Justificativa... 4 3. Objetivos... 5 4.

Leia mais

com 45 mil De roupa nova Antes antes e depois

com 45 mil De roupa nova Antes antes e depois antes e depois Texto: M.N.Nunes Fotos: divulgação (antes)/jomar Bragança (depois) De roupa nova com 45 mil A ardósia deu lugar ao porcelanato e ao mármore, as esquadrias de ferro desapareceram e o vidro

Leia mais

Projeto luminotécnico reúne soluções que transformam sóbrio restaurante diurno em colorido bar noturno.

Projeto luminotécnico reúne soluções que transformam sóbrio restaurante diurno em colorido bar noturno. Do sério ao Projeto luminotécnico reúne soluções que transformam sóbrio restaurante diurno em colorido bar noturno. Reportagem: JOÃO CARLOS BALDAN 64 Potência Dez 05 Jan 06 despojado De dia, a luz é branca

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 4.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 4.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 4.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na

Leia mais

2 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de História e Geografia Nome: NASCE O COMÉRCIO

2 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de História e Geografia Nome: NASCE O COMÉRCIO 2 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de História e Geografia Nome: NASCE O COMÉRCIO A aldeia cresceu. O número de pessoas aumentou. Novas atividades surgiram. Em uma aldeia, algumas pessoas só

Leia mais

GUARITA: construção em alvenaria, com tijolos aparentes, medindo aproximadamente 6m X 7m (42m 2 ), em regular estado de conservação.

GUARITA: construção em alvenaria, com tijolos aparentes, medindo aproximadamente 6m X 7m (42m 2 ), em regular estado de conservação. GUARITA: construção em alvenaria, com tijolos aparentes, medindo aproximadamente 6m X 7m (42m 2 ), em regular estado de conservação. ESCRITÓRIOS: construção em alvenaria, com tijolos aparentes, medindo

Leia mais

Jimboê. Geografia. Avaliação. Projeto. 3 o ano. 1 o bimestre

Jimboê. Geografia. Avaliação. Projeto. 3 o ano. 1 o bimestre Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao primeiro bimestre escolar ou à Unidade 1 do Livro do Aluno. Projeto Jimboê Geografia 3 o ano Avaliação 1 o bimestre 1 Avaliação Geografia NOME: ESCOLA:

Leia mais

O SR. REMI TRINTA (PL-MA) pronuncia o seguinte. discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores

O SR. REMI TRINTA (PL-MA) pronuncia o seguinte. discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores O SR. REMI TRINTA (PL-MA) pronuncia o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, levantamento do Governo Federal mostra que 135 pessoas, entre homens e mulheres, moram em logradouros

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES

CADERNO DE ATIVIDADES COLÉGIO ARNALDO 2014 CADERNO DE ATIVIDADES Geografia Aluno (a): 2º ano: Turma: Professora: Valor: 20 pontos Nota: Conteúdo Programático Unidade 2 Representando o seu corpo. Unidade 3 De casa até a escola.

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 2ª SÉRIE

LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 2ª SÉRIE LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES FÍSICA - A - 2012 ALUNO: TURMA: CARTEIRA: MATRÍCULA: DATA: / / Unidade 01 - Introdução à Óptica Geométrica Unidade 02 - Reflexão da Luz REFAZER OS EXERCÍCIOS DO LIVRO:

Leia mais

Análise do IBEU para a RIDE-DF e a AMB

Análise do IBEU para a RIDE-DF e a AMB Análise do IBEU para a RIDE-DF e a AMB Rômulo José da Costa Ribeiro Professor Doutor da Universidade de Brasília UnB, Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo PPG-FAU, Programa de Pós-Graduação

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA I FÍSICA - ENSINO MÉDIO

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA I FÍSICA - ENSINO MÉDIO SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA I FÍSICA - ENSINO MÉDIO Título do Podcast Área Segmento Duração A eletricidade Ciências da Natureza I Física Ensino médio 5min44seg. Habilidades: H30.

Leia mais

Colégio dos Santos Anjos Avenida Iraí, 1330 Planalto Paulista www.colegiosantosanjos.g12.br A Serviço da Vida por Amor

Colégio dos Santos Anjos Avenida Iraí, 1330 Planalto Paulista www.colegiosantosanjos.g12.br A Serviço da Vida por Amor Colégio dos Santos Anjos Avenida Iraí, 1330 Planalto Paulista www.colegiosantosanjos.g12.br A Serviço da Vida por Amor Curso: EF II Ano: 9º ano A/B Componente Curricular: Ciências Naturais Professor: Mario

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 Caro (a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA. Águas no Brasil: A Visão dos Brasileiros

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA. Águas no Brasil: A Visão dos Brasileiros PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA Águas no Brasil: A Visão dos Brasileiros O que o brasileiro pensa sobre a conservação e o uso da água no Brasil METODOLOGIA OBJETIVO Levantar informações para subsidiar o planejamento

Leia mais

Produtos Substitutos Expressão Mnemônica: PS Participantes do Aprofundamento da Variável:

Produtos Substitutos Expressão Mnemônica: PS Participantes do Aprofundamento da Variável: Variável: Produtos Substitutos Expressão Mnemônica: PS Participantes do Aprofundamento da Variável: Coordenador: Belmonte Amado Rosa Cavalcante Cerâmica Estrela Colaboradores: Idelsonso Camargo Junior

Leia mais

3ª Vara Cível da Comarca de Bauru SP

3ª Vara Cível da Comarca de Bauru SP 3ª Vara Cível da Comarca de Bauru SP EDITAL DE LEILÃO e de Intimação dos executados ANTONIO MONDELLI E OUTROS O MM. Juiz de Direito da 3ª Vara Cível da Comarca de Bauru - SP, na forma da lei, FAZ SABER,

Leia mais

FAEC - Fundação Antares de Educação e Cultura Colégio Antares - Ensino Fundamental, Médio, Pré-Vestibular e Educação Profissional

FAEC - Fundação Antares de Educação e Cultura Colégio Antares - Ensino Fundamental, Médio, Pré-Vestibular e Educação Profissional FAEC - Fundação Antares de Educação e Cultura Colégio Antares - Ensino Fundamental, Médio, Pré-Vestibular e Educação Profissional Preparamos uma breve lista com dicas de outros materiais e/ou fontes de

Leia mais

Sustentabilidade do uso e ocupação do solo em áreas metropolitanas: expansão residencial em áreas de proteção de mananciais ou risco ambiental

Sustentabilidade do uso e ocupação do solo em áreas metropolitanas: expansão residencial em áreas de proteção de mananciais ou risco ambiental Sustentabilidade do uso e ocupação do solo em áreas metropolitanas: expansão residencial em áreas de proteção de mananciais ou risco ambiental Favelas O nome favela revela o cotidiano de milhares de brasileiros

Leia mais

Aula 3 de 4 Versão Aluno

Aula 3 de 4 Versão Aluno Aula 3 de 4 Versão Aluno As Comunidades Indígenas Agora vamos conhecer um pouco das características naturais que atraíram essas diferentes ocupações humanas ao longo dos séculos para a Região da Bacia

Leia mais

QUESTÃO 02 a- Caracterize psicologicamente o eu-lírico, a partir do texto em estudo. Fundamente sua resposta com base no texto.

QUESTÃO 02 a- Caracterize psicologicamente o eu-lírico, a partir do texto em estudo. Fundamente sua resposta com base no texto. ATIVIDADE IV Ensino Fundamental 6º ou 7º anos Língua Portuguesa Conteúdo: Avaliação do processo do trabalho com os livros Bisa Bia e Meu avô e eu Leia o texto abaixo e responda ao que se pede logo depois.

Leia mais

ARQUIVO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO. OFICINA PEDAGÓGICA O(s) Uso(s) de Documentos de Arquivo na Sala de Aula

ARQUIVO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO. OFICINA PEDAGÓGICA O(s) Uso(s) de Documentos de Arquivo na Sala de Aula ARQUIVO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO OFICINA PEDAGÓGICA O(s) Uso(s) de Documentos de Arquivo na Sala de Aula SEQUÊNCIA DIDÁTICA Como compreender a relação do governo com a população que habita os morros

Leia mais

Chama-se vulgarmente de telhado qualquer tipo de cobertura em uma edificação. Porém, o telhado, rigorosamente, é apenas uma categoria de cobertura,

Chama-se vulgarmente de telhado qualquer tipo de cobertura em uma edificação. Porém, o telhado, rigorosamente, é apenas uma categoria de cobertura, Infinite Cursos. Chama-se vulgarmente de telhado qualquer tipo de cobertura em uma edificação. Porém, o telhado, rigorosamente, é apenas uma categoria de cobertura, em geral caracterizado por possuir um

Leia mais

Curso Aproveitamento de água de chuva em cisternas para o semi-árido 5 a 8 de maio de 2009. Construção de cisternas

Curso Aproveitamento de água de chuva em cisternas para o semi-árido 5 a 8 de maio de 2009. Construção de cisternas Curso Aproveitamento de água de chuva em cisternas para o semi-árido 5 a 8 de maio de 2009 Tema 3: Construção de cisternas Rodolfo Luiz Bezerra Nóbrega Universidade Federal de Campina Grande Financiadores:

Leia mais

A História dos Três Porquinhos

A História dos Três Porquinhos SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 0 / / 03 UNIDADE: III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

Nome: n o : Geografia. Exercícios de recuperação

Nome: n o : Geografia. Exercícios de recuperação Nome: n o : Ensino: Fundamental Ano: 7 o Turma: Data: Professor(a): Maria Silvia Geografia Exercícios de recuperação 1) Para a geografia, qual é o conceito de região? 2) Entre os aspectos utilizados para

Leia mais

22 BANCADAS. Estilosas. Apê de solteiro. Green Home. Madeira certificada. Entre, a casa é sua! Água cristalina

22 BANCADAS. Estilosas. Apê de solteiro. Green Home. Madeira certificada. Entre, a casa é sua! Água cristalina OBRA MAIS BARATA: APOSTE NA ALVENARIA ESTRUTURAL E ECONOMIZE ATÉ 30% NA CONSTRUÇÃO Estilosas 22 BANCADAS QUE FAZEM TODA A DIFERENÇA NOS BANHEIROS Apê de solteiro 3 PROJETOS QUE MOSTRAM O MODO COMO OS DONOS

Leia mais

Relatório de Atividades

Relatório de Atividades PROJETO BOLA NA REDE Relatório de Atividades "O Mestre na arte da vida faz pouca distinção entre o seu trabalho e o seu lazer, entre a sua mente e o seu corpo, entre a sua educação e a sua recreação, entre

Leia mais

DIMENSIONAMENTO DE LAJES MACIÇAS

DIMENSIONAMENTO DE LAJES MACIÇAS DIMENSIONAMENTO DE LAJES MACIÇAS Vão Vão livre (l0): Distância entre as faces dos apoios ou da etremidade livre até a face do apoio. Vão teórico (l): Distância entre os centros dos apoio. Em laje isolada:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2005 e 1 o semestre letivo de 2006 CURSO de ARQUITETURA E URBANISMO

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2005 e 1 o semestre letivo de 2006 CURSO de ARQUITETURA E URBANISMO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2005 e 1 o semestre letivo de 2006 CURSO de ARQUITETURA E URBANISMO Verifique se este caderno contém : INSTRUÇÕES AO CANDIDATO PROVA

Leia mais