PROJETO BÁSICO Ditec/Gerência de Relacionamento Negocial Brasília (DF) 19/03/ OBJETO:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO BÁSICO. 9904 Ditec/Gerência de Relacionamento Negocial Brasília (DF) 19/03/2014 1. OBJETO:"

Transcrição

1 PROJETO BÁSICO 1. OBJETO: 1.1. Cntrataçã de serviçs de manutençã evlutiva para cmplementaçã de funcinalidades ds móduls SAS Marketing Operatins Management (MOM) e Sas Campaign Management, cmpnentes da SOLUÇÃO de Sftware de Gestã de Campanhas SAS. 2. DESCRIÇÃO DETALHADA DO SERVIÇO: 2.1. SAS Marketing Operatins Management (SAS MOM) Para a execuçã ds serviçs a prpnente deverá: Implementar três frmuláris de slicitaçã de campanha cm infrmações/atributs distints pr mercad. Para Banc d Brasil sã cnsiderads s mercads: Pessa Física, Pessa Jurídica e Gvern; Implementar flux de Gestã de Campanhas cnfrme s prcesss e atributs determinads pel BB, pssibilitand a definiçã de entregáveis, a vinculaçã ds respnsáveis e cntrle de acess às etapas d flux de acrd cm s perfis definids pel BB; Implementar painel para acmpanhament das atividades existentes na sluçã de Sftware de Gestã de Campanhas SAS, cm quatr visões, de acrd cm anex 6 SAS MOM Painéis Existentes; Implementar painel cm visã Prject Detail, cm seleçã de filtr pr canal, além ds filtrs existentes nas visões citadas n item ; Integrar s móduls SAS MOM e Sas Campaign Management, permitind inclusive a atualizaçã das tabelas de hierarquias d SAS MOM a partir das tabelas de hierarquias d SAS Campaign. A integraçã entre s móduls dar-se-á em quatr pnts: a) Inicializaçã de Campanha (Initiate Campaign); b) Aprvaçã de Implementaçã (Review Campaign Nw); c) MA - Aprvar Campanha (Apprved); d) MA - Enviar para Scheduler (Send T Schedule) Cmplementar as funcinalidades d SAS MOM cm base na versã 6R14, u 1

2 superir d SAS MOM, já instalada n ambiente d Banc d Brasil e integrada a Sas Campaign Management Pssibilitar que acess as painéis, cnstantes d Anex 6 Sas Mm Painéis Existentes, seja feit pr mei d módul SAS MOM, sem a necessidade de nva autenticaçã, pel usuári Garantir que temp de respsta nas requisições d módul SAS MOM após as cmplementações nã exceda temp de respsta atual - 3 (três) segunds SAS Campaign Management Para a execuçã ds serviçs a prpnente deverá: Implementar 3 (três) definições/tips de campanha cm infrmações/atributs distints pr mercad (Pessa Física, Pessa Jurídica e Gvern), pssibilitand a utilizaçã das infrmações prveniente d SAS MOM n Sas Campaign Management; Implementar 15 (quinze) definições de cmunicaçã e exprtaçã de públic, send uma para cada canal que a ferramenta irá se integrar; Implementar painel de Gestã de Campanhas cm uma visã de calendári, uma visã em frma de wrkflw e 14 (quatrze) visões tip gráfic, de acrd cm anex 7 Relatóris de Acmpanhament; Definir e cnstruir repsitóri únic de campanhas; Definir e cnstruir repsitóri de históric de respstas de campanhas e cnstruir prcess de atualizaçã d repsitóri cm até 5 (cinc) layuts cm rigem de infrmaçã Cmplementar as funcinalidades d Sas Campaign Management cm base na versã SAS CI 6.1 u superir, desenvlvida cm pacte SAS Suite 9.3, já instalada n ambiente d Banc d Brasil e integrada a SAS MOM Pssibilitar que acess as painéis, cnstantes d Anex 7 Relatóris de Acmpanhament seja feit pr mei d módul SAS CAMPAIGN MANAGEMENT, sem a necessidade de nva autenticaçã, pel usuári Garantir que a realizaçã das campanhas, cntempland as etapas de planejament, preparaçã e implementaçã, após a cmplementaçã das funcinalidades, seja executada n períd de 8:00 às 17:00 d mesm dia (Intraday). 2

3 Cmum a SAS MOM e SAS Campaign 9904 Ditec/Gerência de Relacinament Negcial Para a execuçã ds serviçs a prpnente deverá: Utilizar ferramentas cm suas respectivas versões e tecnlgias cmpatíveis cm as adtadas pel Banc d Brasil. Versões de ferramentas que gerem qualquer tip de incmpatibilidade devem ser substituídas pela mesma versã utilizada pel Banc d Brasil, u versã psterir, se nã gerar nvas incmpatibilidades. Serviçs prestads cm ferramentas incmpatíveis facultam a recusa de recebiment d serviç pel Banc d Brasil Integraçã cm Legad Para a execuçã ds serviçs a prpnente deverá: Integrar Sas Campaign Management as sistemas legads d Banc d Brasil, gerand arquivs tip text, cm as infrmações de campanhas n frmat e layut cmpatíveis cm s sistemas de infrmaçã d Banc. Iss já é feit atualmente, mas devid à cmplementaçã de funcinalidades necessária e mudanças ns sistemas legads, estes arquivs deverã ser também ajustads. 3. CONDIÇÕES DE GARANTIA TÉCNICA 3.1. A PROPONENTE cncederá garantia técnica, que deverá ser iniciada a partir da instalaçã em ambiente de prduçã (subfase 2.3) e se estenderá pel praz de 12 meses a partir d aceite da última fase (item 6.5) A PROPONENTE prestará garantia técnica, que inclui s ajustes e crreções necessárias a plen funcinament da cmplementaçã de funcinalidades, bjet deste Prjet Básic Durante s períds de garantia técnica cabe à PROPONENTE tda a manutençã crretiva decrrente de errs u falhas que resultem em funcinament incrret u em descnfrmidade cm as especificações frmuladas pel Banc d Brasil, cmetids durante desenvlviment ds serviçs cntratads u decrrentes de integraçã, sem ônus para Banc d Brasil, desde que err u falha, cmprvadamente, nã se dê em funçã de falhas nas especificações feitas pel Banc d Brasil Ns cass em que, para executar s ajustes e crreções, seja necessária a parada da SOLUÇÃO de Sftware de Gestã de Campanhas SAS, Banc d Brasil deverá ser 3

4 imediatamente ntificad para que se prceda à aprvaçã d ajuste, u para que seja agendada nva data, a ser definida pel Banc d Brasil A garantia técnica da PROPONENTE deverá dispnibilizar s seguintes serviçs para a abertura de chamad, esclareciment de dúvidas e resluçã de prblemas, n hrári cmpreendid entre 08:00 e 20:00 hras, em dias úteis, inclusive feriads lcais, de segunda a sexta-feira, durante períd de garantia: a) Atendiment via telefne (serviç 0800 u lcal), em prtuguês; b) Atendiment pela Internet via u através de frmulári WEB, em prtuguês (Brasil) u inglês (EUA); em qualquer cas, as infrmações prestadas para a abertura d chamad, cntidas ns s u ns frmuláris WEB, serã em Prtuguês (Brasil); c) Atendiment n lcal, que deverá dispnibilizar prfissinal cm perfil técnic para a cmplementaçã de funcinalidades bjet deste Prjet Básic, nas dependências d Banc d Brasil, em Brasília (DF); Cas sejam utilizads frmuláris WEB para a abertura de chamads, a PROPONENTE deverá infrmar a URL cmpleta e, se fr cas, senha para autenticaçã, juntamente cm plan detalhad (item 5-Cndições de Implementaçã e Cmplementaçã das Funcinalidades); A critéri d Banc d Brasil pderá ser slicitada à PROPONENTE a substituiçã d prfissinal d atendiment n lcal cas fique cnstatada deficiência n cnheciment técnic u em questões cmprtamentais; A critéri d Banc d Brasil a prpnente pderá ser acinada para atendiment remt u n lcal Será abert um chamad técnic para cada prblema reprtad, send iniciada a cntagem de temp de atendiment a partir d mment de acinament Os chamads técnics deverã ter seu atendiment iniciad em n máxim 2 (duas) hras após a sua abertura, independente da frma de atendiment (remt u n lcal) Os chamads técnics deverã ter sua resluçã, seja pr sluçã temprária u definitiva, em até 24 (vinte e quatr) hras após a abertura d chamad, independente da frma de atendiment (remt u n lcal) Se prblema fr slucinad pr mei de crreçã prvisória, a PROPONENTE deverá apresentar a Banc d Brasil, num praz de até 10 (dez) dias úteis, um plan de açã para a sluçã definitiva, cntend uma descriçã d prblema, a sluçã prpsta e seu praz de implementaçã A PROPONENTE deverá emitir relatóris u dispnibilizar s dads referentes à prestaçã ds serviçs sempre que slicitads A PROPONENTE deverá manter relatóris de tdas as intervenções realizadas, de frma a manter registrs cmplets das crrências, ressaltand s fats imprtantes e detalhand s prmenres das intervenções brigand-se a enviá-ls a Banc d Brasil, quand requerid, u permitind a cnsulta as relatóris pr mei de sistemas/internet. 4

5 3.12. Os relatóris dispnibilizads pela PROPONENTE, para serem cnsiderads válids, devem cnter aceite de representante d Banc d Brasil, respnsável pel acmpanhament d serviç, que se briga a acmpanhar a execuçã ds ajustes. 4. TRANSFERÊNCIA DE CONHECIMENTOS: 4.1. A PROPONENTE deverá realizar, exclusivamente, a Banc d Brasil, transferência de cnheciments sbre s móduls implementads, de frma a capacitar seus funcináris na utilizaçã desses móduls: a) Para s funcináris da área negcial, a transferência de cnheciments será feita de frma a capacitá-ls na utilizaçã e melhres práticas n us ds móduls ajustads. b) Para s funcináris da área Técnica deverã ser transferids cnheciments da aplicaçã SAS MOM, cm alteraçã e inclusã de fluxs de campanha, manutençã ds dmínis e hierarquias utilizadas na ferramenta. Para a aplicaçã SAS Campaign, n que se refere à manutençã, inclusã u alteraçã de itens custmizads tais cm Infrmatin Maps e Business Cntexts, manutenções preventivas e pntuais e melhres práticas de desenvlviment e manutençã d módul A transferência de cnheciment para a área negcial deverá ser realizada a cada fase implementada, atendend a seguinte públic: Para a área negcial: a) Fase 2 Sas Campaign- 25 pessas; b) Fase 3 Sas Mm - 60 pessas; c) Fase 4 Painéis - 15 pessas Para a área técnica: a) Fase 2 Sas Campaign - 5 pessas; b) Fase 3 Sas Mm - 5 pessas; c) Fase 4 Painéis - 5 pessas A prpnente deverá apresentar cnteúd referente à transferência de cnheciments a Banc d Brasil, que seja aderente à implementaçã realizada ns móduls e submetê-la a Banc d Brasil para aceite, juntamente cm Plan Detalhad (item 5 Cndições de Implementaçã e Cmplementaçã das Funcinalidades) Ficará a critéri d Banc d Brasil, hrári de iníci e términ, respeitand limite máxim de 8 hras diárias A transferência de cnheciments deverá ser ministrada pr prfissinais cm cnheciments técnics e didátics nas áreas de negóci e de TI A PROPONENTE será respnsável, sem ônus adicinais a Banc d Brasil, pr tds s recurss e materiais, impresss u nã, necessáris à transferência de cnheciments A PROPONENTE deverá realizar a transferência de cnheciments para as áreas na dependência 9903-DITEC-UCS d Banc d Brasil, lcalizada n Centr de Tecnlgia II, SIA SOF 5

6 SUL, Lte D, Área de Serviçs Públics, Brasília DF, CEP: u em utr lcal a critéri d Banc d Brasil, em cmum acrd entre as partes. 5. CONDIÇÕES DE IMPLEMENTAÇÃO E COMPLEMENTAÇÃO DE FUNCIONALIDADES 5.1. A PROPONENTE deverá apresentar, em até 30 dias após a assinatura d cntrat, um plan cntempland as atividades e rteirs para cmplementaçã de funcinalidades ds móduls Sas Campaign Management e SAS Marketing Operatins Management, dentr das fases estabelecidas n crngrama abaix: FASE 1 PLANEJAMENTO Sub Fase Descriçã Entregável 1.1 Plan Detalhad Plan Detalhad para tdas as fases. Relatóri de Sizing para s ambientes d Banc d Brasil Praz de cnclusã Até 30 dias crrids, cntads a partir da data de assinatura d cntrat. Cnteúd da transferência de cnheciments FASE 2 SAS CAMPAIGN MANAGEMENT Sub Fase Descriçã 2.1 Entrega em Desenvlviment Entregável Manual de Prmçã de Ambiente SAS Campaign Praz de cnclusã Até 115 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase Instalaçã em Hmlgaçã Aplicaçã em Ambiente de Hmlgaçã. Até 15 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase Ajustes após hmlgaçã funcinal Relatóri cm s ajustes realizads e evidências das crreções realizadas cm sucess. Até 25 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase Instalaçã em Prduçã Aplicaçã em Ambiente de Prduçã. Até 160 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase Entrega de Dcumentaçã a) Dcumentaçã de tds s cmpnentes, bem cm da integraçã entre eles (cmpnentes SAS e sistemas legads d Banc d Brasil). Até a entrega da subfase 2.3. b) Manual de utilizaçã para usuári final, referente às cmplementaçã de funcinalidades realizadas. c)manual de Melhres Práticas que facilite a utilizaçã da ferramenta, d pnt de vista d 6

7 usuári. 2.5 Transferência de Relatóri individualizad, descrevend s cnheciments - Área cnheciments transferids para cada Negcial funcinári da área Negcial. 2.6 Transferência de Relatóri individualizad, descrevend s cnheciments - Área cnheciments transferids para cada Técnica TI funcinári da Área Técnica de TI. Até a entrega da subfase 2.3. Até a entrega da subfase Pilt Sas Campaign Relatóri sbre as crrências na fase d pilt. Até 30 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase Ajustes d Pilt Relatóri cm s ajustes realizads e evidências das crreções realizadas cm sucess. 7 dias crrids, cntads da entrega da subfase Períd de Funcinament Relatóri cm as dúvidas geradas. Experimental 2.9 Operaçã Assistida Relatóri cm infrmações sbre a Operaçã Assistida. 30 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase 2.7 u ds ajustes após realizaçã d pilt (subfase 2.7.1), se fr cas. Até 20 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase 2.8. FASE 3 SAS MOM Sub Fase Descriçã Entregável Praz de cnclusã 3.1 Entrega em Desenvlviment Manual de Prmçã d Ambiente SAS MOM Até 90 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase Instalaçã em Hmlgaçã Aplicaçã em Ambiente de Hmlgaçã Até 10 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase Ajustes após hmlgaçã funcinal Relatóri cm s ajustes realizads e evidências das crreções realizadas cm sucess Até 25 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase Instalaçã em Prduçã Dcumentaçã de Desenvlviment de Sftware Sas Campaign (Ambiente de Prduçã) Até 130 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase Entrega de Dcumentaçã a) Dcumentaçã de tds s cmpnentes Até a entrega da subfase 3.3. que sfreram a manutençã evlutiva d módul SAS MOM, bem cm da integraçã entre esses cmpnentes e Sas Campaign. b) Manual de utilizaçã d SAS MOM para usuári final, referente às cmplementações de 7

8 funcinalidades realizadas. c) Manual de Melhres Práticas que facilite a utilizaçã da ferramenta, d pnt de vista d usuári. 3.5 Transferência de Relatóri individualizad, descrevend s cnheciments - Área cnheciments transferids para cada Negcial funcinári da área Negcial. 3.6 Transferência de Relatóri individualizad, descrevend s cnheciments - Área cnheciments transferids para cada Técnica TI funcinári da Área Técnica de TI. Até a entrega da subfase 3.3. Até a entrega da subfase Pilt d SAS MOM Relatóri sbre as crrências na fase d pilt. Até 30 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase Ajustes d Pilt Relatóri cm s ajustes realizads e evidências das crreções realizadas cm sucess. 7 dias crrids, cntads da entrega da subfase Períd de Funcinament Relatóri cm as dúvidas geradas. Experimental 30 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase 3.7 u ds ajustes após realizaçã d pilt (subfase 3.7.1), se fr cas. 3.9 Operaçã Assistida Relatóri cm infrmações sbre a Operaçã Assistida. Até 20 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase 3.8. FASE 4 RELATÓRIOS 4.1 Entrega em Desenvlviment Manual de prmçã de Ambiente Relatóris Até 60 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase Instalaçã em Hmlgaçã Aplicaçã em ambiente de hmlgaçã Até 10 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase Ajustes após hmlgaçã funcinal Relatóris cm s ajustes realizads e evidências das crreções realizadas cm sucess. Até 25 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase Instalaçã em Prduçã Aplicaçã em Ambiente de Prduçã Até 100 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase Entrega de Dcumentaçã a) Dcumentaçã de tds s cmpnentes ds painéis que sfreram a manutençã evlutiva; b) Manual de utilizaçã ds painéis para usuári final, referente às cmplementações de Até a entrega da subfase

9 funcinalidades realizadas. c) Manual de Melhres Práticas que facilite a utilizaçã da ferramenta, d pnt de vista d usuári. 4.5 Transferência de Relatóri individualizad, descrevend s Até a entrega da subfase 4.3. cnheciments - Área cnheciments transferids para cada Negcial funcinári da área Negcial. 4.6 Transferência de Relatóri individualizad, descrevend s Até a entrega da subfase 4.3. cnheciments - Área cnheciments transferids para cada Técnica TI funcinári da Área Técnica de TI Pilt Relatóris Ajustes d Pilt Relatóri sbre as crrências na fase d Até 30 dias crrids, cntads a pilt. partir da entrega da subfase 4.3. Relatóri cm s ajustes realizads e 7 dias crrids, cntads da evidências das crreções realizadas cm entrega da subfase 4.7. sucess. 4.8 Períd de Funcinament Relatóri cm dúvidas geradas. Experimental 30 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase 4.7 u ds ajustes após realizaçã d pilt (subfase 4.7.1), se fr cas. 4.9 Operaçã Assistida Relatóri cm infrmações sbre a Operaçã Assistida. Até 20 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase 4.8. FASE 5 FINALIZAÇÃO DO PROJETO Sub Fase Descriçã Entregável Praz de cnclusã 5.1 Finalizaçã d Prjet Declaraçã de finalizaçã d prjet Até a entrega da subfase As atividades a serem executadas em cada subfase sã as seguintes: a) Fase 1: Subfase Entregar planejament detalhad d prjet. Respnsabilidade: PROPONENTE. b) Fase 2 Subfase Dispnibilizar funcinalidades cntempladas n item 2 Descriçã Detalhada d Serviç (subitens , , e ), n Ambiente de Desenvlviment. Respnsabilidade: Prpnente 9

10 Subfase Dispnibilizar funcinalidades cntempladas n item 2 Descriçã Detalhada d Serviç (subitens , , e ) n Ambiente de Hmlgaçã. Respnsabilidade: Banc d Brasil Subfase Ajustar e crrigir errs após aceite funcinal descrit n item 6. Cndições de Aceite. Respnsabilidade: Prpnente. Subfase 2.3 Dispnibilizar funcinalidades cntempladas n item 2 Descriçã Detalhada d Serviç (subitens , , e ) n Ambiente de Prduçã. Respnsabilidade: Banc d Brasil Subfase 2.4 Entregar dcumentações referentes à cmplementaçã d módul Sas Campaign. Respnsabilidade: Prpnente Subfase 2.5 Realizar transferência de cnheciments para a área negcial, cnfrme item 4 Transferência de cnheciments. Respnsabilidade: Prpnente Subfase 2.6 Realizar transferência de cnheciments para a área técnica, cnfrme item 4 Transferência de cnheciments. Respnsabilidade: Prpnente Subfase 2.7 Realizar pilt d SAS Campaign, em ambiente de prduçã, cm a presença d frnecedr, cfe. item 5.7 (subitem 5.7.1). Respnsabilidade: Prpnente e Banc d Brasil. Subfase Ajustar e crrigir errs após realizaçã d pilt. Respnsabilidade: Prpnente. Subfase 2.8 Utilizar módul Sas Campaign, sem acmpanhament d frnecedr, para geraçã de dúvidas. Respnsabilidade: Banc d Brasil. Subfase Utilizar módul, cm a presença d frnecedr, para esclareciment das dúvidas geradas na subfase 2.8. Respnsabilidade: Prpnente e Banc d Brasil. c) Fase 3 Subfase 3.1 Dispnibilizar funcinalidades n Ambiente de Desenvlviment, cntempland as atividades descritas n item 2 Descriçã Detalhada d Serviç (subitens , , , e ). Respnsabilidade: Prpnente Subfase 3.2 Dispnibilizar funcinalidades n Ambiente de Hmlgaçã, cntempland as atividades descritas n item 2 Especificações Técnicas (subitens , , , e ). 10

11 Respnsabilidade: Banc d Brasil Subfase Ajustar e crrigir aplicaçã após aceite funcinal descrit n item 6. Cndições de Aceite. Respnsabilidade: Prpnente Subfase 3.3 Dispnibilizar funcinalidades n Ambiente de Prduçã, cntempland as atividades descritas n item 2 Especificações Técnicas (subitens , , , e ). Respnsabilidade: Banc d Brasil Subfase 3.4 Entregar dcumentações referentes à cmplementaçã d módul SAS MOM. Respnsabilidade: Prpnente Subfase 3.5 Realizar transferência de cnheciments para a área negcial, cnfrme item 4 Transferência de cnheciments. Respnsabilidade: Prpnente Subfase 3.6 Realizar transferência de cnheciments para a área técnica, cnfrme item 4 Transferência de cnheciments. Respnsabilidade: Prpnente Subfase 3.7 Realizar pilt d SAS MOM, em ambiente de prduçã, cm a presença d frnecedr, cfe. item 5.7 (subitem 5.7.2). Respnsabilidade: Prpnente e Banc d Brasil Subfase Ajustar e crrigir errs após realizaçã d pilt. Respnsabilidade: Prpnente. Subfase 3.8 Utilizar módul, sem acmpanhament d frnecedr, para geraçã de dúvidas. Respnsabilidade: Banc d Brasil. Subfase Utilizar módul, cm a presença d frnecedr para esclareciment das dúvidas geradas na subfase 3.8. Respnsabilidade: Prpnente e Banc d Brasil. d) Fase 4: Subfase 4.1 Dispnibilizar funcinalidades n Ambiente de Desenvlviment, cntempland as atividades descritas n item 2 Especificações Técnicas (subitem ). Respnsabilidade: Prpnente Subfase 4.2 Dispnibilizar funcinalidades n Ambiente de Hmlgaçã, cntempland as atividades descritas n item 2 Especificações Técnicas (subitem ). Respnsabilidade: Banc d Brasil Subfase Ajustar e crrigir aplicaçã após aceite funcinal descrita n item 6. Cndições de Aceite. 11

12 Respnsabilidade: Banc d Brasil. Subfase 4.3 Dispnibilizar funcinalidades n Ambiente de Prduçã, cntempland as atividades descritas n item 2 Especificações Técnicas (subitem ). Respnsabilidade: Banc d Brasil. Subfase 4.4 Entregar dcumentações referentes à cmplementaçã ns painéis d módul SAS Campaign. Respnsabilidade: Prpnente Subfase 4.5 Realizar transferência de cnheciments para a área negcial, cnfrme item 4 Transferência de cnheciments. Respnsabilidade: Prpnente Subfase 4.6 Realizar transferência de cnheciments para a área técnica, cnfrme item 4 Transferência de cnheciments. Respnsabilidade: Prpnente Subfase 4.7 Realizar pilt ds relatóris, em ambiente de prduçã, cm a presença d frnecedr, cfe. item 5.7 (subitem 5.7.1). Respnsabilidade: Prpnente e Banc d Brasil Subfase Ajustar e crrigir errs após realizaçã d pilt. Respnsabilidade: Prpnente. Subfase 4.8 Utilizar módul, sem acmpanhament d frnecedr, para geraçã de dúvidas. Respnsabilidade: Banc d Brasil. Subfase Utilizar módul, cm a presença d frnecedr para esclareciment das dúvidas geradas na subfase 4.8. Respnsabilidade: Prpnente e Banc d Brasil As fases 2, 3 e 4 pderã crrer de frma cncmitante, desde que acrdad entre as partes e que ist nã represente prejuíz a fiel cumpriment ds prazs estabelecids, bservadas as seguintes restrições: a) O iníci da implementaçã de cada uma dessas fases deverá crrer até a instalaçã da fase anterir em ambiente de prduçã; b) O pilt de uma fase nã pderá ser iniciad antes d términ d pilt da fase anterir. c) O períd de Funcinament Experimental nã pderá ser iniciad antes d términ d Funcinament Experimental da fase anterir; d) A Operaçã Assistida nã pderá ser iniciada antes d términ da Operaçã assistida da fase anterir O critéri para aprvaçã d plan será de acrd cm a aderência d mesm às expectativas d BB cnfrme explicitad n crngrama (item 5.1) O Banc d Brasil frnecerá as infrmações julgadas necessárias pela PROPONENTE para elabraçã d planejament e participará efetivamente ds 12

13 trabalhs A entrega das fases deverá respeitar a rdem prpsta pel BB: 1º) Planejament, 2º) SAS Campaign, 3)º SAS MOM, 4º) Relatóris e 5º) Aceite final d Prjet O Pilt crrespnde a períd para validaçã ds requisits descrits n item 2 - Descriçã Detalhada d Serviç, identificand falhas e discrepâncias entre implementad e especificad, cm acmpanhament d frnecedr junt cm s usuáris finais para melhr entendiment e ações de crreções mais rápidas Escp ds Pilts: Pilt da Fase 2 (SAS Campaign): a) Serã realizads testes de criaçã de campanhas desde seleçã de públic, cmunicações até a entrega das campanhas para aplicativ d Banc Crdenadr de Abrdagens; b) Serã realizads testes de perfrmance cm a execuçã simultânea de 5 campanhas utilizand recurs de Execute Nw mais 5 campanhas utilizand agendament de execuções para verificaçã ds requisits nã funcinais (temp de respsta e janelas de prcessament); c) Serã realizads testes de integraçã cm a execuçã de campanhas para s 15 canais descrits n item ; Pilt da Fase 3 (SAS MOM): a) Serã realizads testes de criaçã de campanhas desde a slicitaçã, validaçã, aprvaçã e integraçã cm SAS Campaign até a entrega das campanhas para aplicativ d Banc Crdenadr de Abrdagens; b) Serã realizads testes de perfrmance cm a execuçã simultânea de 20 usuáris d SAS MOM; c) Serã realizads testes de us ds painéis de acmpanhament de campanhas validand a frma e cnteúd de cada painel de acrd cm especificad n anex Anex 6 SAS MOM Painéis Existentes ; d) Serã realizads testes de integraçã cm SAS Campaign validand s seguintes pnts: Inicializaçã de Campanha (Initiate Campaign), Aprvaçã de Implementaçã (Review Campaign Nw), MA - Aprvar Campanha (Apprved) e MA - Enviar para Scheduler (Send T Schedule) e atualizaçã das tabelas de hierarquias d SAS MOM a partir das tabelas de hierarquias d SAS Campaign; Pilt da Fase 4 (Relatóris): a) Serã realizads testes de us ds painéis validand a frma e cnteúd de cada relatóri de acrd cm especificad n anex Anex 7 Relatóris de Acmpanhament ; 5.8. O Períd de Funcinament Experimental crrespnde a Períd de us ds móduls pr parte ds usuáris finais, após s acerts realizads, a partir de insums d pilt. Sem acmpanhament d frnecedr para que s usuáris pssam frmular dúvidas de us ds móduls; 13

14 5.9. Operaçã Assistida Períd de us ds móduls cm a presença d frnecedr junt as s usuáris para esclareciment das dúvidas identificadas n períd de Funcinament Experimental e melhres frmas de us O relatóri de sizing permite dimensinament de ambiente cmputacinal que suprte a instalaçã e implantaçã da cmplementaçã de funcinalidades ds móduls SAS Marketing Operatin (MOM) e Sas Campaign Management, cmpnentes da SOLUÇÃO de Sftware de Gestã de Campanhas SAS, bjet deste dcument, cnsiderand s seguintes dads: Quantidade de registrs estimada, que será carregada nas bases d Sas Campaign Management: 120 milhões de registrs cm cresciment vegetativ de 10% a an. Quantidade de cmunicaçã de campanhas: 2500 a mês, cm cresciment de 10% a cada an. Quantidade de variáveis estimada para segmentaçã de públic 291 variáveis, cm previsã de aument de 40% a an; A PROPONENTE deverá frnecer infrmações cm: quantidade de prcessadres, partições, memória, strage, SGBD, etc., necessáris para que a cmplementaçã de funcinalidades mantenha desempenh atual A critéri d Banc d Brasil pderã ser slicitadas à PROPONENTE, n decrrer da implementaçã, revisões n dimensinament prpst O Manual de prmçã de ambiente deverá cnter tdas as alterações efetuadas e arquivs necessáris, incluind: a) Rteirs de ações pass a pass para implementar as alterações; b) Pactes de bjets SAS exprtads; c) Scripts (SQL, ShellScript, SAS u qualquer utr); d) Quaisquer utras dcumentações e arquivs que sejam necessáris para a crreta prmçã de alterações entre ambientes; Para a execuçã ds serviçs de cmplementaçã de funcinalidades ds móduls SAS Campaign Management e SAS Marketing Operatin Management, a PROPONENTE alcará s prfissinais de seu quadr própri, bedecend às definições e atividades de cada fase de implementaçã e perfis cntempland tds s cnheciments técnics relacinads: a) Visã e arquitetura de alt nível; b) Integraçã e estratégia de rganizaçã; c) Desenvlviment/manutençã de Sftware; d) Prcesss de Testes; e) Implantaçã; f) Transferência de cnheciment e Tutrial; g) Acmpanhament pós-implementaçã. 14

15 5.15. A Manutençã evlutiva ds móduls SAS Campaign Management e SAS Marketing Operatin Management deverá ser realizada nas fases e prazs estabelecids n item 5 (Cndições de Implementaçã e Cmplementaçã das Funcinalidades), em hrári cmpreendid entre 8h e 18h, em dias úteis, de segunda a sexta-feira. A critéri d Banc d Brasil, estes serviçs pderã ser executads em dias nã úteis e/u fra d hrári aqui definid, mediante acrd prévi entre as partes A critéri d Banc d Brasil, as atividades de cmplementaçã de funcinalidades pderã ser acmpanhadas pr seus técnics Além da equipe técnica, a PROPONENTE deverá dispnibilizar líder/gerente de prjet para acmpanhar a cmplementaçã de funcinalidades, em tdas as fases, atuand em cnjunt cm seus técnics. Esse líder/gerente de prjet deverá atuar cm prepst da PROPO- NENTE durante a execuçã d crngrama de cmplementaçã de funcinalidades de tdas as fases e deverá ser designad n mment da entrega d plan detalhad descrit n item 5 Cndições de Implementaçã e Cmplementaçã de Funcinalidades Tds s serviçs necessáris para a cnfiguraçã e implementaçã da cmplementaçã de funcinalidades, inclusive s deslcaments de seu(s) técnic(s) até lcal da prestaçã ds mesms sã de respnsabilidade da PROPONENTE Os serviçs cnstantes d crngrama item 5.1 deste Prjet Básic serã realizads n lcal definid cnfrme item 4.7, u em utr lcal a critéri d Banc d Brasil, em cmum acrd entre as partes A critéri d Banc d Brasil e dependend da natureza e cmplexidade d serviç prestad pela PROPONENTE, pde haver a necessidade de acmpanhament pr técnic d Banc d Brasil, bem cm de realizaçã de reuniões técnicas para dirimir dúvidas e prestar s esclareciments necessáris acerca d serviç slicitad à PROPONENTE. Tais reuniões, em via de regra, serã realizadas n lcal definid n item 4.7 e pderã ser cnvcadas pel Banc d Brasil cm antecedência mínima de 24 hras. 6. CONDIÇÕES DE ACEITE 6.1. A Diretria de Tecnlgia (DITEC) d Banc d Brasil e a área gestra d Sftware de Gestã de Campanhas SAS avaliarã plen atendiment das Especificações Técnicas, cnstantes d item 2 deste prjet básic cm a participaçã da PROPONENTE, cas seja slicitada É brigatóri atendiment de tda a Especificaçã Técnica cnstante neste prjet básic. O nã atendiment a qualquer requisit cnstituirá mtiv suficiente para a nã aceitaçã da cmplementaçã de funcinalidades pela PROPONENTE Após a cnclusã de cada fase, estabelecida n item 5 Cndições de Implementaçã e Cmplementaçã de Funcinalidades deste prjet básic, a qual a prpnente deverá apresentar entregável que caracteriza a cnclusã da fase, Banc d Brasil realizará tdas as análises e verificações necessárias para cmprvar a sua cnclusã e emitirá term de aceite específic da fase cncluída, na frma d mdel cnstante d Anex 1 deste Prjet 15

16 Básic Após aceite s serviçs pderã ser faturads, cnfrme estabelecid n tópic Cndições de Pagament deste Cntrat Cm prpósit de subsidiar pagament e encadeament das subfases d prjet sã estabelecids terms de aceites pel Banc d Brasil às atividades da Prpnente, cm as seguintes crrelações e prazs: FASE 1 PLANEJAMENTO Aceite d plan detalhad. Até 20 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase 1.1. FASE 2 SAS CAMPAIGN MANAGEMENT Aceite d desenvlviment d Sas Campaign Até 10 dias crrids, cntads a partir da entrega da Management. subfase 2.1. Aceite funcinal d Sas Campaign Management. Até 18 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase 2.2. Aceite da entrega de dcuments e transferência de Até 20 dias crrids, cntads a partir da entrega da cnheciments d Sas Campaign Management. subfase 2.3. Aceite d Pilt d Sas Campaign Management. Até 20 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase 2.7 u ds ajustes após realizaçã d pilt (subfase 2.7.1), se fr cas. Aceite da Operaçã Assistida d Sas Campaign Até 20 dias crrids, cntads a partir da entrega da Management. subfase 2.9. FASE 3 SAS MOM Aceite d desenvlviment d SAS MOM. Aceite funcinal d SAS MOM. Até 10 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase 3.1. Até 18 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase 3.2. Aceite da entrega de dcuments e transferência de Até 20 dias crrids, cntads a partir da entrega da cnheciment d SAS MOM. subfase 3.3. Aceite d Pilt d SAS MOM. Até 20 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase 3.7 u ds ajustes após realizaçã d pilt (subfase 3.7.1), se fr cas. 16

17 Aceite da Operaçã Assistida d SAS MOM. Até 20 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase 3.9. FASE 4 RELATÓRIOS Aceite d desenvlviment ds Relatóris. Aceite funcinal ds Relatóris. Até 10 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase 4.1. Até 18 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase 4.2. Aceite da entrega de dcuments e transferência de Até 20 dias crrids, cntads a partir da entrega da cnheciment ds Relatóris. subfase 4.3. Aceite d Pilt ds Relatóris. Aceite da Operaçã Assistida ds Relatóris. Até 20 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase 4.7 u ds ajustes após realizaçã d pilt (subfase 4.7.1), se fr cas. Até 20 dias crrids, cntads a partir da entrega da subfase 4.9. FASE 5 FINALIZAÇÃO DO PROJETO Aceite final d prjet. Até 20 dias crrids, a partir da entrega da subfase CONDIÇÕES DE PAGAMENTO 7.1. O pagament para serviç de cmplementaçã ds móduls Sas Campaign Management e Sas Marketing Operatins Management será feit de frma parcelada, ns percentuais estabelecids abaix, após s aceites das subfases, pr funcinári d Banc d Brasil designad para acmpanhament de sua execuçã O pagament relativ as serviçs prestads será feit após s aceites (item 6.5), ttalizand, cnfrme abaix: FASE 1 Planejament 2 SAS Campaign Percentual da fase em relaçã a valr cntratual (%) 10% d valr estipulad para cntrat. 40% d valr estipulad para cntrat 17 Aceites Aceite d Plan Detalhad Aceite d 10% Desenvlviment Aceite Funcinal 30% Aceite da Transferência 20% de cnheciments e da Pagament da subfase após aceite 100%

18 Entrega das dcumentações Aceite d Pilt 20% Aceite da Operaçã 20% Assistida Aceite d 10% Desenvlviment Aceite Funcinal 30% 3 Sas Mm 4 Relatóris 5 Aceite final d Prjet 25%d valr estipulad para cntrat 15% d valr estipulad para cntrat. 10% d valr estipulad para cntrat. Aceite da Transferência 20% de cnheciments e da Entrega das dcumentações Aceite d Pilt 20% Aceite da Operaçã 20% Assistida Aceite d 10% Desenvlviment Aceite Funcinal 30% Aceite da Transferência 20% de cnheciments e da Entrega das dcumentações Aceite d Pilt 20% Aceite da Operaçã 20% Assistida Aceite da declaraçã de 100% finalizaçã d prjet 7.3. O percentual de cada serviç smente será pag se as atividades previstas frem executadas e s respectivs artefats brigatóris, bem cm aqueles eventualmente pactuads e registrads, tiverem sid devidamente criads u alterads e entregues a Banc d Brasil pela PROPONENTE Os serviçs serã pags pr mei de crédit em cnta crrente a ser infrmada pela PROPONENTE, cnfrme estipulad em cntrat O pagament é realizad mediante a apresentaçã da nta fiscal, após recebiment de cmunicaçã frmal pel Banc d Brasil Ns pagaments sã efetivads s descnts decrrentes de multas e utrs fatres prevists em cntrat A nta fiscal/fatura de prestaçã de serviçs deverá cnter: O númer d cntrat, bjet cntratual e mês da prestaçã ds serviçs; O númer d banc, prefix da agência e númer da cnta crrente para crédit ds valres devids; A indicaçã ds serviçs prestads e a identificaçã da dependência respnsável; 18

19 7.8. O pagament é creditad em cnta crrente n 5º (quint) dia útil após dia 15 (quinze) d mês subsequente a da prestaçã ds serviçs, mediante a apresentaçã da respectiva nta fiscal/fatura de prestaçã ds serviçs Cas Banc d Brasil cnstate qualquer divergência u irregularidade na nta fiscal/fatura de serviçs, essa é devlvida à PROPONENTE, acmpanhada das infrmações crrespndentes às irregularidades verificadas, para as devidas crreções. A PROPONENTE smente pde emitir a nva fatura/nta fiscal após recebiment frmal de autrizaçã emitida pel Banc d Brasil. 8. MULTA 9. VIGÊNCIA: UTILIZAR CLÁUSULAS DA MINUTA PADRÃO DE CONTRATO 9.1. Vigência (iníci e fim): A vigência d cntrat inicia-se na data da assinatura d cntrat e estende-se até 12 meses após aceite da última fase, descrita n item 5 Cndições de Implementaçã e Cmplementaçã de Funcinalidades. 10. ACORDOS DE NÍVEL DE SERVIÇO (ANS) u NÍVEL MÍNIMO DE SERVIÇO EXIGIDO (NMSE): Definições da Prestaçã d Serviç O presente dcument estabelece s níveis mínims de qualidade exigids n frneciment da cmplementaçã de funcinalidade das ferramentas SAS MOM e Sas Campaign Management cnfrme especificads n Prjet Básic. Escp d Nível Mínim de Serviç Dispnibilidade d Serviç Suprte a Cliente A PROPONENTE ficará desbrigad d cumpriment ds níveis de serviç enquant a prestaçã de serviçs estiver prejudicada em funçã de impediment u retard decrrente de respnsabilidade cmprvada d BANCO DO BRASIL. Os níveis de serviçs aqui definids têm cm bjetiv medir e avaliar cumpriment ds prazs d crngrama de entrega de fases e a efetividade da capacitaçã técnica adquirida cnfrme descrit n Prjet Básic. Após a entrada em prduçã da(s) ferramenta(s) cm a cmplementaçã das funcinalidades, estas deverã estar dispníveis 24 hras pr dia 7 dias pr semana durante períd de vigência cntratual. O suprte técnic prestad em garantia deverá ser prestad em cnfrmidade cm item 3 (Cndições de garantia e assistência 19

20 Janela de manutençã técnica, manutençã e suprte técnic). As paradas prgramadas para manutençã estarã sujeitas à aprvaçã d BANCO DO BRASIL, e nã serã cntabilizadas cm períd de indispnibilidade, desde que cmunicadas cm antecedência mínima de 7 (sete) dias e que BANCO DO BRASIL efetue a cncrdância cm a manutençã. Acmpanhament ds serviçs Os níveis mínims de serviç exigids definids serã apurads mensalmente. Relatóri de Níveis de serviç A PROPONENTE deverá cnslidar e frnecer a BANCO DO BRASIL relatóri mensal cm infrmações de acmpanhament ds Níveis de Serviç, cntend as infrmações slicitadas ns indicadres especificads neste dcument. Acmpanhament ds serviçs e Relatóris de Níveis de Serviç O relatóri cmpilad de incidentes deverá ser dispnibilizad mensalmente até 10º (décim) dia útil d mês subsequente a períd apurad. O frmat d relatóri deverá ser definid entre a PROPONENTE e BANCO DO BRASIL, e deverá prver, n mínim, as seguintes infrmações: a. Númer da fase entregue; b. Nme da fase entregue; c. Data prevista da entrega da fase; d. Data da efetiva entrega da fase; e. Temp excluíd (temp cm pendência d Banc d Brasil, a ser validad); A PROPONENTE deverá dispnibilizar a BANCO DO BRASIL, a qualquer temp, infrmações sbre a situaçã d crngrama de entregas u detalhes sbre a capacitaçã técnica. N que diz respeit a nã atendiment das brigações relativas as níveis de serviç, a PROPONENTE deverá apresentar s descnts apurads nas faturas mensais d serviç. Regras de aplicaçã de descnts O valr ttal d descnt a ser apresentads é igual a smatóri ds valres apurads ns indicadres de níveis de serviç. Os descnts calculads para s níveis de serviç estã limitads a 20% d valr faturad mensal. Havend descumpriment de qualquer nível de serviç, sem prejuíz da aplicaçã ds descnts prevists, a PROPONENTE deverá tmar medidas preventivas aprpriadas para evitar 20

21 reincidências Definições de Indicadres de qualidade: Entrega de fases/ etapas EFA Descriçã d Indicadr Métrica Peridicidade de Mediçã Meta Quebra d indicadr Este indicadr tem pr bjetiv medir praz efetiv de realizaçã de cada fase. Cada fase smente será cnsiderada finalizada após a emissã d term de aceite pr parte d Banc d Brasil. EFA = (DEF DPE) TE DEF = Data efetiva da entrega da fase. DPE = Data prgramada para entrega da fase TE = Temp, em dias, cm pendência d Banc d Brasil. Mensal, pr fase. Definid n item Praz de cnclusã d crngrama de cada fase. A penalizaçã pr atras nas entregas de fases smente serã iniciads após períd de tlerância definids na tabela abaix. Fase Praz esperad Iníci Penalizaçã*** 1 Até 6 meses após a assinatura d cntrat 30 dias após praz de cnclusã. 1.1 a 1.9 Cnfrme item dias após praz de cnclusã. 2 Até 5 meses após iníci da fase 2*. 30 dias após praz de cnclusã. 2.1 a 2.8 Cnfrme item dias após praz de cnclusã. 3 Até 3 meses após iníci da fase 3**. 30 dias após praz de cnclusã. 3.1 a 3.9 Cnfrme item dias após praz de cnclusã. *O iníci da fase 2 pderá crrer até data de entrega da fase 1.4 ** O iníci da fase 3 pderá crrer até data de entrega da fase 2.4 ***Os dias de atras de cada fase sã cumulativs para a(s) próxima(s) fase(s), Após períd de tlerância será descntad equivalente a valr de 0,5% (cinc décims) d valr faturad para as fases que sfreram atras, pr dia de atras. Descriçã d Indicadr Efetividade de Capacitaçã Técnica ECT Este indicadr tem pr bjetiv medir a efetividade da capacitaçã técnica realizada. Após a realizaçã da capacitaçã técnica s participantes 21

22 Métrica Peridicidade de Mediçã Meta Quebra d indicadr Descriçã d Indicadr Métrica Peridicidade de Mediçã Meta Quebra d indicadr deverã respnder a um questinári de avaliaçã atribuind uma nta referente a seu nível de entendiment d cnteúd. O event será cnsiderad satisfatóri se a média das ntas indicadas pels participantes d event superar a meta estabelecida. ECT= SNP. QAR SNP = Sma das ntas indicadas pels participantes. QAR = Quantidade de avaliações realizadas. Pr event Média de Nta superir a 8.0 pnts. Aplicaçã de Nva Capacitaçã pela PROPONENTE, sem ônus para BANCO DO BRASIL. Entrega de Relatóris ERG Este indicadr tem pr bjetiv medir praz de entrega ds relatóris mensais que reprtam a entrega das fases. ERG = DEE DPE,nde DPE = Data prgramada da entrega. DEE = Data da efetiva entrega. Mensal Até 10º (décim) dia útil d mês subsequente a períd apurad. Aplicaçã de descnt de 0,25% (vinte e cinc décims) pr dia de atras n ttal da fatura mensal. 11. QUALIFICAÇÃO TÉCNICA Para ser qualificad tecnicamente a PROPONENTE deverá atender as seguintes requisits: Apresentar, n mínim, 1 (um) atestad para cmprvaçã de capacidade técnica e experiência em desenvlviment nas ferramentas SAS MOM e Sas Campaign Management, de n mínim hras nestas atividades. O atestad apresentad deverá cnter as seguintes infrmações: a) Empresa atestante: nme da empresa, endereç, CNPJ, cntats (nme, carg, telefne); b) Dads d cntrat: númer, lcal de prestaçã d serviç, data de iníci das atividades, data de términ das atividades; c) Descriçã ds serviçs prestads, de frma a pssibilitar a Banc d Brasil entendiment ds trabalhs realizads, bem cm a aferiçã da cmpatibilidade cm bjet da presente cntrataçã. d) Quantidade de hras prestadas; 22

23 Ser autrizada pela prprietária das ferramentas SAS a prestar serviçs de desenvlviment ns móduls a serem alterads. A cmprvaçã da autrizaçã pderá ser feita pr apresentaçã da declaraçã feita pela prprietária da ferramenta u d cntrat de parceria vigente n at da assinatura d Cntrat. O Banc d Brasil pderá cmprvar a veracidade das infrmações pr mei de cnsulta a site: 12. CONDIÇÕES PARA APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA A PROPONENTE deverá apresentar em sua prpsta de preçs, sb pena de desclassificaçã: a) valr glbal da prpsta, b) a ctaçã de tds s itens passíveis de precificaçã, dentr de cada fase, incluind: - valr de cmplementaçã de funcinalidades de cada Implementaçã de definiçã/tip de campanha ; - valr de cmplementaçã de funcinalidades de cada "definiçã de cmunicaçã de cmunicaçã e exprtaçã de públic"; c) Estimativa da implementaçã em hras, pr fase N mment da prpsta, a PROPONENTE deverá infrmar númer de telefne, endereç de e a página da Web. 13. ASPECTOS GERAIS DE SEGURANÇA Dispsições Gerais A PROPONENTE deverá respeitar integralmente as nrmas de segurança estabelecidas pel Banc d Brasil e atender s padrões de segurança e cntrle para acess e us das instalações e equipaments d Banc d Brasil, zeland pr sua integridade, mantend sigil e cnsiderand cnfidenciais tds s dads e infrmações pertinentes as serviçs prestads A PROPONENTE gerenciará a segurança das infrmações e dads para restringir acesss nã autrizads e deverá garantir que seus empregads e representantes estejam inteiramente cientes ds riscs assciads cm prblemas inerentes à segurança da infrmaçã Os dcuments encaminhads pel Banc d Brasil para a especificaçã ds serviçs, bem cm demais dcumentações pertinentes, devem ser devlvids e eliminads de suas bases de infrmações, quand nã frem mais necessáris à prestaçã d serviç u determinad pel Banc d Brasil Cas sejam cnstruíds scripts u qualquer insum adicinal, necessáris para autmatizaçã da dcumentaçã e da execuçã d teste, desde que hmlgads pel Banc d Brasil, esses devem ser frnecids pela PROPONENTE e instalads ns ambientes de teste/hmlgaçã d Banc d Brasil. 23

24 A qualquer temp, cas Banc d Brasil julgue necessári, a PROPONENTE deve dispnibilizar suas dependências e seus ambientes de hardware e sftware para que sejam efetuadas análises e auditrias de segurança Cnfidencialidade A PROPONENTE briga-se pr si, pr seus empregads, sócis, seus diretres e mandatáris a manter ttal sigil ds serviçs prestads a Banc d Brasil e das infrmações u dcuments a ele relativs e as quais venha a ter acess, em decrrência da prestaçã ds serviçs executads pr frça d cntrat. Também se cmprmete a respeitar as impsições relativas a sigil bancári as quais Banc d Brasil está sujeit Nã serã cnsiderads cnfidenciais quaisquer dcuments, dads u infrmações d presente dcument, e infrmações de dmíni públic, que a PROPONENTE venha ter cnheciment lícit através de terceirs e aqueles que Banc d Brasil vier a trnar públics A PROPONENTE deve entregar Term de Respnsabilidade e Sigil para Terceirs (Anex 3) e Term de Cmprmiss cm Sigil da Infrmaçã (Anex 2) de cada um ds seus empregads que venham a participar da prestaçã ds serviçs bjets d cntrat, devidamente assinads A brigaçã das partes de nã divulgaçã das infrmações tidas cm sigilsas e cnfidenciais sbreviverá à rescisã d cntrat, até que crra a liberaçã pela parte prprietária das infrmações, pr determinaçã judicial u pela crrência ds events indicads n cntrat cm liberadres dessa brigaçã Prcediments cm arquivs A PROPONENTE deve manter s arquivs e artefats salvs e em segurança durante tda a vigência d cntrat. Devem estar rganizads de maneira a facilitar a recuperaçã e cnsulta pel Banc d Brasil Acess às Instalações Físicas d BB N acess de prepsts u utrs prfissinais da PROPONENTE as ambientes d Banc d Brasil deverã ser bedecidas as plíticas e nrmas de segurança e cntrle de acess d Banc d Brasil A PROPONENTE briga-se a slicitar autrizaçã a Banc d Brasil, pr mei da Slicitaçã de Acesss Especiais para Terceirs (Anex 8), cnfrme mdel a ser frnecid, para s equipaments e sftwares de terceirs que, exclusivamente n interesse d serviç e prevists cntratualmente, necessitem ser utilizads u cnectads lgicamente as recurss tecnlógics d Banc d Brasil Os acesss serã autrizads de frma individual, a cada visita de prepsts u funcináris da PROPONENTE. 24

25 13.5. Acesss Lógics Ns cass em que frem imprescindíveis à prestaçã ds serviçs bjets deste dcument e pr slicitaçã expressa da PROPONENTE, cntend as devidas justificativas, pderã ser cncedids, pel Banc d Brasil e a seu exclusiv critéri, s acesss lógics a recurss tecnlógics d seu ambiente, para usuáris externs, assim cnsiderads s empregads da PROPONENTE O acess as recurss tecnlógics e as sistemas d Banc d Brasil se dá pr mei de cncessã, via sistema, de senha e códig de usuári, definid exclusivamente para as atividades a serem executadas. Esse acess é pessal e intransferível Smente tem direit a códig de usuári s prfissinais da empresa PROPO- NENTE que estejam atendend as slicitações de serviçs u que estejam na funçã de administraçã desses. Para receber códig de usuári, a PROPONENTE deve encaminhar a Banc d Brasil, devidamente preenchids e assinads, s seguintes dcuments: a) Term de Cmprmiss cm Sigil da Infrmaçã (Anex 2) b) Term de Respnsabilidade e Sigil para Terceirs ( Anex 3) c) Cadastrament de Prestadr de Serviç ; (Anex 4) d) Term de Recebiment d códig d Usuári. (Anex 5) Os acesss lógics serã restrits as dias da semana e hráris de trabalh, cnstantes da slicitaçã da PROPONENTE, que deverã cnter nme d empregad, s dias da semana e s hráris de entrada, saída e interval d empregad, além de serem cncedids pel praz máxim de 180 dias, devend ser temprariamente suspenss ns cass de afastaments superires a 7 (sete) dias Ns cass de substituições u afastaments de empregads da PROPONENTE, definitivs u tempráris, este deverá cmunicar a Banc d Brasil cm antecedência mínima de 2 dias úteis, bem cm reclher e entregar s respectivs cartões de acess e/u crachás de identificaçã. 14. DISPOSIÇÕES GERAIS Cas crram falhas ns serviçs, geradas pela PROPONENTE, que causem prejuízs a Banc d Brasil u a terceirs, inclusive as mtivadas pr greve u ats dlss ds funcináris cntratads, bem cm aquelas decrrentes d acess às infrmações sigilsas, implicará em abertura de prcess administrativ à PROPONENTE para aplicaçã das sanções cabíveis. assinatura de dis cmissinads, send um deles em nível de RO 03 da Área Demandante 25

26 Anex 1 TERMO DE ACEITE DAS FASES DE IMPLEMENTAÇÃO DOS MÓDULOS Sas Campaign Management e Sas Marketing Operatins Management Atestams que, de acrd cm Crngrama d Prjet de Implementaçã para Cmplementaçã de funcinalidades ds móduls Sas Campaign Management e SAS Marketing Operatins Management, vinculad a cntrat Nº, celebrad entre Banc d Brasil S.A. e a empresa, fi realizada a avaliaçã e análise de cnfrmidade de tdas as tarefas cmpreendidas na fase e que atestams seu plen cumpriment, n praz estabelecid pel crngrama (cas negativ, infrmar atras verificad para psterir ntificaçã à empresa e aferiçã ds Níveis Mínims de Serviçs Exigids). Dependência: (Prefix e Nme) Data d Iníci da Fase : / / Data da Cnclusã da Fase : / / Nme d Funcinári u d prepst da CONTRATADA: Nº Matrícula u Nº d dcument de identidade d prepst da CONTRATADA: (UF), de de Assinatura d Funcinári u d prepst 26

27 Anex 2 TERMO DE COMPROMISSO COM O SIGILO DA INFORMAÇÃO Eu,, prtadr d dcument de identidade nº, expedid pela, CPF nº, pel presente Term, assum perante a empresa (prestadra de serviçs) cmprmiss de manutençã de sigil sbre as infrmações a que tenha acess u cnheciment n âmbit d Banc d Brasil em razã das atividades prfissinais a serem realizadas em decrrência d cntrat de trabalh. Cmprmet-me a nã divulgá-las u cmentá-las interna u externamente e cumprir as cndutas adequadas cntra destruiçã, mdificaçã, divulgaçã indevida e acess indevid, seja acidental u intencinalmente. Estu ciente que este Term refere-se a tdas as infrmações d Banc - dads, prcesss, infrmações, dcuments e materiais - seja qual fr mei através d qual seja apresentada u cmpartilhada: escrita em papel u ns sistemas eletrônics, falada em cnversas frmais e infrmais, disseminada ns meis de cmunicaçã interns cm reuniões, televisã etc. Este cmprmiss permanece mesm após a extinçã d cntrat de trabalh cm a empresa prestadra de serviçs. Declar que Banc tem minha permissã prévia para acess e mnitrament d ambiente de trabalh. Lcal e Data -, de de. Empresa Identificaçã d cntrat de trabalh - Nme: CPF: RG: Assinatura: Autrizad pr: Carg Assinatura d Usuári prepst da empresa prestadra d serviç 27

28 Anex 3 TERMO DE RESPONSABILIDADE E SIGILO PARA TERCEIROS 1. Em cnsnância cm dispst nas instruções d Banc d Brasil, das quais tenh cnheciment, declar-me ciente ds recurss e autridades d Códig de Usuári a mim cncedid e que seu us indevid, fraudulent, u para qualquer utr fim que nã seja estritamente n interesse d serviç, cnstitui falta grave sujeitand-me às penalidades previstas em lei. 2. Estu igualmente ciente de que: a) Su respnsável diret pela guarda da senha d meu Códig de Usuári, nã devend, sb hipótese alguma, cedê-la a utra pessa; b) Dev trcar minha senha a cada 90 dias u quand da suspeita de quebra de sigil, casiã em que deverei cmunicar fat imediatamente a meu supervisr; c) Nã dev utilizar, na frmaçã de senhas, cmbinações de fácil deduçã, tais cm: datas de nasciment, númers em sequência, númers de dcuments particulares e nmes de familiares próxims; d) Nã pss divulgar nenhuma infrmaçã cntida nas transações ds diretóris/arquivs a que tiver acess, de md a manter sigil e a privacidade ds dads ds usuáris; e) Sb nenhum pretext, dev tentar acess a arquivs u ambientes para s quais nã esteja autrizad u que nã pssuam relaçã direta cm s serviçs sb minha respnsabilidade. 3. Recnheç que, em razã da prestaçã de serviçs a BANCO DO BRASIL S.A., mantenh cntat cm infrmações privadas, cnceituadas cm segred de negóci e cmprmet-me a: a) Manter cmplet e abslut sigil e cnsiderar cnfidenciais tds s dads e infrmações, prmenres, especificações técnicas u cmerciais, invações e aperfeiçaments ds quais venha a tmar cnheciment, u que me venham a ser cnfiads, nã pdend, sb qualquer pretext, reprduzir, divulgar, ceder, dar cnheciment a terceirs; b) Garantir que a utilizaçã ds sftwares e respectivas dcumentações desenvlvidas para Banc d Brasil S.A., fique restrita a este, nã pdend reprduzi-ls, ttal u parcialmente; c) Prteger s dads e infrmações, cntra acess indevid pr terceirs. 4. Recnheç ainda, a prpriedade, direit exclusiv e a titularidade d BANCO DO BRASIL S.A. relacinads a direit autral, particularmente, ds sftwares e prgramas que tenham sid desenvlvids para Banc. Lcal e data: Empresa: (identificaçã d cntrat a qual se vincula a presente cncessã de acess) Nme: CPF: RG: Assinatura d usuári Autrizad pr: Assinatura e carimb d agente de relacinament da empresa Carg: 28

29 Anex 4 CPF cm DV... : Cadastrament de Prestadr de Serviç Mdel BANCO DO BRASIL S.A. DIRETORIA DE TECNOLOGIA CADASTRO DE PRESTADORES DE SERVIÇO Data Inici: / /. Nme : Apelid..... : Data Nasciment. : / / (dd/mm/aaaa) Sex... : (M/F) Grau Instruçã. : Estad Civil. : Prefix da Dependência : Carg : 100 CONSULTOR 101 ANALISTA 102 PROGRAMADOR 104 ANALISTA EXTRA FATURA 105 PROGRAMADOR EXTRA FATURA Tip de cntrat: ( ) Manutençã Crretiva ( ) Outrs Divisã/Núcle/Equipe - númer.: Cnta Crrente. : Agencia/dv: Nr.Cnta/dv: Númer d Cntrat.. : End. Resid...: Bairr : CEP. : Cidade : UF.. : Telefnes DDD/Fne(s) Res.. : ( ) Celular: ( ) Fax: ( ) Cm..: ( ) Ramal CONTRATANTE: Assinatura e carimb d agente de relacinament da empresa 29

30 Anex 5 TERMO DE RECEBIMENTO DE CÓDIGO DE USUÁRIO Recnheç, cm de meu exclusiv us, Códig de usuári recebid d Banc d Brasil para acess as sistemas e aplicativs d Banc e assum a respnsabilidade pr tdas as transações efetuadas sb esse códig de identificaçã, cuja senha é de meu us pessal e intransferível. Cmprmet-me a alterar a senha de acess recebida d Banc quand de meu primeir acess. E pr estar de acrd cm presente Term, assin- na presença das testemunhas abaix mencinadas. Lcal e Data -, de de. Empresa Identificaçã d cntrat de trabalh: Nme: CPF: RG: Assinatura d Usuári - Testemunhas: Nme: CPF: Nme: CPF: Autrizad pr: Nme e matrícula d Administradr de Acess d Banc d Brasil 30

31 ANEXO 6 SAS MOM PAINÉIS EXISTENTES Reprts -> Marketing Wrkbench: Cntributr Infrmatin Marketing Prcess Efficiency Analysis Prject Details Prject List Cntributr Infrmatin - Infrmações Clabradr Infrmações da tarefa para cntribuinte selecinad(s) d prjet. Lista as ações, e detalha cada tarefa ds respnsáveis pela açã. Gera resum ds status das ações, bem cm lista detalhada das etapas (se estã ativas, atrasadas, cmpletadas, e etc.). Opções de filtrs: Painel: 31

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde Anex V Sftware de Registr Eletrônic em Saúde Implantaçã em 2 (duas) Unidades de Saúde Índice 1 INTRODUÇÃO... 3 2 ESTRATÉGIAS E PROCEDIMENTOS DE IMPLANTAÇÃO... 3 4 INFRAESTRUTURA NAS UNIDADES DE SAÚDE -

Leia mais

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO 1 de 7 1. OBJETIVO Este prcediment estabelece prcess para cncessã, manutençã, exclusã e extensã da certificaçã de sistema de segurança cnfrme ABNT NBR 15540. 2. DOCUMENTOS COMPLEMENTARES - ABNT NBR 15540:2013:

Leia mais

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO UC_REQ-MK_ACF-001 27/01/2015 00 1 / 12 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 Objetiv... 2 Públic Alv... 2 Escp... 2 Referências... 2 DESCRIÇÃO GERAL DO PRODUTO... 2 Características d Usuári... 2 Limites, Supsições e

Leia mais

CONSIDERAÇÕES DA CAPGEMINI

CONSIDERAÇÕES DA CAPGEMINI CONSIDERAÇÕES DA CAPGEMINI 6.1 Requisits de Capacidade e Experiência d Prestadr A ANEEL deveria exigir um puc mais quant a estes requisits, de frma a garantir uma melhr qualificaçã da empresa a ser cntratada.

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS REALIZAR MANUTENÇÃO PREDIAL

MANUAL DE PROCEDIMENTOS REALIZAR MANUTENÇÃO PREDIAL Códig: MAP-DILOG-002 Versã: 00 Data de Emissã: 01/01/2013 Elabrad pr: Gerência de Instalações Aprvad pr: Diretria de Lgística 1 OBJETIVO Estabelecer cicl d prcess para a manutençã predial crretiva e preventiva,

Leia mais

^i * aesíqn e=> ~omunícc3ç:c30

^i * aesíqn e=> ~omunícc3ç:c30 ^i * aesíqn e=> ~munícc3ç:c30 CONTRATO DE LICENÇA DE USO DO SISTEMA - SUBMIT CMS Web Site da Prefeitura de Frei Martinh - Paraíba 1. IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTE Prefeitura Municipal de Frei Martinh

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para Prcediment de Cmercializaçã. Inserid

Leia mais

Software Utilizado pela Contabilidade: Datasul EMS 505. itens a serem inventariados com o seu correspondente registro contábil;

Software Utilizado pela Contabilidade: Datasul EMS 505. itens a serem inventariados com o seu correspondente registro contábil; TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS DE ANÁLISE DA REDUÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL DE ATIVO PARA CÁLCULOS DO VALOR DO IMPAIRMENT E VIDA ÚTIL RESIDUAL, EM CONFORMIDADE COM O DISPOSTO

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL Intrduçã O presente Regulament cnstitui um dcument intern d curs de Ciências Cntábeis e tem pr bjetiv reger as atividades relativas a Estági de Iniciaçã

Leia mais

Legenda da Mensagem de Resposta à Verificação de Elegibilidade (respostaelegibilidade)

Legenda da Mensagem de Resposta à Verificação de Elegibilidade (respostaelegibilidade) Legenda da Mensagem de Respsta à Verificaçã de Elegibilidade (respstaelegibilidade) Mensagem : Respta à verificaçã de elegibilidade (respstaelegibilidade) - Flux : Operadra para Prestadr Códig da mensagem

Leia mais

DIRETRIZES PARA APRESENTAÇÃO DE REDES E CRONOGRAMAS SUMÁRIO 1 OBJETIVO...2 2 ELABORAÇÃO...2 2.1 PLANEJAMENTO...2

DIRETRIZES PARA APRESENTAÇÃO DE REDES E CRONOGRAMAS SUMÁRIO 1 OBJETIVO...2 2 ELABORAÇÃO...2 2.1 PLANEJAMENTO...2 1 / 5 SUMÁRIO 1 OBJETIVO...2 2 ELABORAÇÃO...2 2.1 PLANEJAMENTO...2 2.1.1 CRITÉRIOS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DO CRONOGRAMA DE BARRAS TIPO GANTT:...2 2.1.2 CRITÉRIOS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO

Leia mais

EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA VERSÃO Eikn Dcuments 2007 Service Pack 5 (2.9.5) Fevereir de 2010 DATA DE REFERÊNCIA DESCRIÇÃO Sftware para implantaçã de sistemas em GED / ECM (Gerenciament Eletrônic

Leia mais

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso Universidade Federal d Ceará Campus de Sbral Curs de Engenharia da Cmputaçã Regulament para realizaçã d Trabalh de Cnclusã de Curs Intrduçã Este dcument estabelece as regras básicas para funcinament das

Leia mais

PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP 2014

PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP 2014 QUALIDADE RS PGQP PROGRAMA GAÚCHO DA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP 2014 GUIA PARA CANDIDATURA SUMÁRIO 1. O PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP... 3 1.1 Benefícis... 3 2. PREMIAÇÃO... 3 2.1 Diretrizes

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR 1. Históric da Jrnada AGIR Ns ambientes crprativs atuais, a adçã de um mdel de gestã integrada é uma decisã estratégica n api às tmadas

Leia mais

Excluídas as seguintes definições:

Excluídas as seguintes definições: Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações Entre PM AM.08 APLICAÇÃO DE PENALIDADE POR INSUFICIÊNCIA DE CONTRATAÇÃO E PENALIDADE POR INSUFICIÊNCIA DE LASTRO DE VENDA & PdC AM.10 MONITORAMENTO DE INFRAÇÃO

Leia mais

MANUAL dos LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA

MANUAL dos LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA MANUAL ds LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA Objetiv 1. Oferecer as aluns a infra-estrutura e suprte necessári à execuçã de tarefas práticas, slicitadas pels prfessres, bservand s prazs estabelecids. 2. Oferecer

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO Term de Referência Anex I - Especificaçã técnica Cntrataçã de Empresa para prestaçã de Serviçs de Treinament na suíte Libreffice TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO

Leia mais

Gestão do Escopo 1. Planejamento da Gestão do Escopo: 2. Definição do Escopo: 3. Elaboração da EDT(EAP): 4. Verificação do Escopo:

Gestão do Escopo 1. Planejamento da Gestão do Escopo: 2. Definição do Escopo: 3. Elaboração da EDT(EAP): 4. Verificação do Escopo: Gestã d Escp 1. Planejament da Gestã d Escp: i. Autrizaçã d prjet ii. Definiçã d escp (preliminar) iii. Ativs em cnheciments rganizacinais iv. Fatres ambientais e rganizacinais v. Plan d prjet i. Plan

Leia mais

AGÊNCIA REGULADORA DE AGUAS, ENERGIA E SANEAMENTO BÁSICO DO DISTRITO FEDERAL

AGÊNCIA REGULADORA DE AGUAS, ENERGIA E SANEAMENTO BÁSICO DO DISTRITO FEDERAL AGÊNCIA REGULADORA DE AGUAS, ENERGIA E SANEAMENTO BÁSICO DO DISTRITO FEDERAL PUBLICADA NO DODF Nº 158 DE 05 DE AGOSTO DE 2014 ALTERADA POR MEIO DA PORTARIA Nº 112, DE 13 DE AGOSTO DE 2014, PUBLICADA NO

Leia mais

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Guia d Prcess de Sftware d MAPA Metdlgia de Desenvlviment de Sistemas Versã 1.0 Dcument cnfidencial e prprietári Versã d mdel: 1.1 Históric das Revisões Data Versã Descriçã Autr 24/03/2008 1.0 Iníci da

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS. Uma visão geral Baseado nas diretrizes do PMI

GESTÃO DE PROJETOS. Uma visão geral Baseado nas diretrizes do PMI GESTÃO DE PROJETOS Uma visã geral Bead n diretrizes d PMI 1 Intrduçã Objetiv da Apresentaçã O bjetiv é frnecer uma visã geral ds prcesss de Gestã de Prjets aplicads à Gestã de Empreendiments. O que é Prjet?

Leia mais

Art. 2º. Trata-se de uma promoção de caráter exclusivamente de estimulo cultural, profissional e acadêmico sem vínculo com sorteios.

Art. 2º. Trata-se de uma promoção de caráter exclusivamente de estimulo cultural, profissional e acadêmico sem vínculo com sorteios. Prêmi Data Pint de Criatividade e Invaçã - 2011 N an em que cmpleta 15 ans de atuaçã n mercad de treinament em infrmática, a Data Pint ferece à cmunidade a prtunidade de participar d Prêmi Data Pint de

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações SAZONALIZAÇAO DE CONTRATO DE LEILÃO DE VENDA EDITAL DE LEILÃO Nº 001 / 2002 - MAE PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment

Leia mais

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento Inscriçã d Candidat a Prcess de Credenciament O link de inscriçã permitirá que candidat registre suas infrmações para participar d Prcess de Credenciament, cnfrme Edital. Após tmar ciência de td cnteúd

Leia mais

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário MTur Sistema Artistas d Turism Manual d Usuári Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 3. ACESSAR O SISTEMA... 4 4. UTILIZANDO O SISTEMA... 9 4.1. CADASTRAR REPRESENTANTE... 9 4.2. CADASTRAR

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS Versã 0.0 25/10/2010 Sumári 1 Objetivs... 3 2 Cnceits... 3 3 Referências... 3 4 Princípis... 3 5 Diretrizes d Prcess... 4 6 Respnsabilidades... 5 7

Leia mais

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA Crdenadria da Administraçã Tributária Diretria Executiva da Administraçã Tributária Manual d DEC Dmicíli Eletrônic d Cntribuinte Manual DEC (dezembr

Leia mais

PROPOSTA DE DESENVOLVIMENTO

PROPOSTA DE DESENVOLVIMENTO R.M. Infrmática Cmérci e Serviç Ltda CNPJ: 04.831.742/0001-10 Av. Rdrig Otávi, 1866, Módul 22 Distrit Industrial - Manaus - AM Tel./Fax (92) 3216-3884 http://www.amaznit.cm.br e-mail: amaznit@amaznit.cm.br

Leia mais

SEGURANÇA NO TRABALHO CONTRATADOS E TERCEIROS DO CLIENTE

SEGURANÇA NO TRABALHO CONTRATADOS E TERCEIROS DO CLIENTE Flha 1 de 8 Rev. Data Cnteúd Elabrad pr Aprvad pr 0 16/06/2004 Emissã inicial englband a parte técnica d GEN PSE 004 Luiz C. Sants Cmitê da Qualidade 1 31/01/2006 Revisã geral Luiz C. Sants Cmitê da Qualidade

Leia mais

INTEGRAÇÃO Gestão de Frete Embarcador x Datasul 11.5.3

INTEGRAÇÃO Gestão de Frete Embarcador x Datasul 11.5.3 Prdut: GFE - Prtheus Plan d Prjet INTEGRAÇÃO Gestã de Frete Embarcadr x Datasul 11.5.3 PLANO DO PROJETO 24/01/2013 Respnsável pel dcument: Jã Victr Fidelix TOTVS - 1 Prdut: GFE - Prtheus Plan d Prjet ÍNDICE

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO FINANCEIRO

MANUAL DO USUÁRIO FINANCEIRO SIGIO Sistema Integrad de Gestã de Imprensa Oficial MANUAL DO USUÁRIO FINANCEIRO S I G I O M A N U A L D O U S U Á R I O P á g i n a 2 Cnteúd 1 Intrduçã... 3 2 Acess restrit a sistema... 4 2.1 Tips de

Leia mais

Requisitos técnicos de alto nível da URS para registros e registradores

Requisitos técnicos de alto nível da URS para registros e registradores Requisits técnics de alt nível da URS para registrs e registradres 17 de utubr de 2013 Os seguintes requisits técnics devem ser seguids pels peradres de registr e registradres para manter a cnfrmidade

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE. Técnicos de Instalação e Manutenção de Edifícios e Sistemas. (TIMs)

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE. Técnicos de Instalação e Manutenção de Edifícios e Sistemas. (TIMs) MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE Técnics de Instalaçã e Manutençã de Edifícis e Sistemas (TIMs) NO SISTEMA INFORMÁTICO DO SISTEMA NACIONAL DE CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA NOS EDIFÍCIOS (SCE) 17/07/2014

Leia mais

Projetos, Programas e Portfólios

Projetos, Programas e Portfólios Prjets, Prgramas e Prtfólis pr Juliana Klb em julianaklb.cm Prjet Segund PMBOK (2008): um prjet é um esfrç temprári empreendid para criar um nv prdut, serviç u resultad exclusiv. Esta definiçã, apesar

Leia mais

CLIENTE: CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES

CLIENTE: CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES Autmaçã Predial e Segurança Patrimnial - Cndições para Frneciment OBRA: CLIENTE: CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES Pasta: cyrella_metrplitan-pr-cf-1-0-2012.dc DATA: 14/05/2012 0 Emissã de Cndições para Frneciment

Leia mais

Anexo I - PROJETO BÁSICO: ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO

Anexo I - PROJETO BÁSICO: ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO Anex I - PROJETO BÁSICO: ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO 1. OBJETO Aquisiçã e implantaçã de SISTEMA DE RISCO, destinad a gerenciament de riscs de crédit e a prestaçã de serviçs técnics especializads para planejament,

Leia mais

3 Formulação da Metodologia 3.1. Considerações Iniciais

3 Formulação da Metodologia 3.1. Considerações Iniciais 53 3 Frmulaçã da Metdlgia 3.1. Cnsiderações Iniciais O presente capítul tem cm finalidade prpr e descrever um mdel de referencia para gerenciament de prjets de sftware que pssa ser mensurável e repetível,

Leia mais

Manual de Operação WEB SisAmil - Gestão

Manual de Operação WEB SisAmil - Gestão Manual de Operaçã WEB SisAmil - Gestã Credenciads Médics 1 Índice 1. Acess Gestã SisAmil...01 2. Autrizaçã a. Inclusã de Pedid...01 b. Alteraçã de Pedid...10 c. Cancelament de Pedid...11 d. Anexs d Pedid...12

Leia mais

Regulamento do programa de bolsas de estudos

Regulamento do programa de bolsas de estudos Regulament d prgrama de blsas de estuds Unidades Ri de Janeir e Sã Paul Data de publicaçã: 13/05/2015 Regulament válid até 30/08/2015 1 1. Sbre prgrama Através de um prcess seletiv, prgrama de blsas de

Leia mais

SDK (Software Development Kit) do Microsoft Kinect para Windows

SDK (Software Development Kit) do Microsoft Kinect para Windows SDK (Sftware Develpment Kit) d Micrsft Kinect para Windws Os presentes terms de licença cnstituem um acrd entre a Micrsft Crpratin (u, dependend d lcal n qual vcê esteja dmiciliad, uma de suas afiliadas)

Leia mais

Adesão à CCEE. Versão 1 -> Versão 2

Adesão à CCEE. Versão 1 -> Versão 2 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações Adesã à CCEE Versã 1 -> Versã 2 Versã 2 METODOLOGIA DO Text em realce refere-se à inserçã de nva redaçã Text tachad refere-se à exclusã de redaçã. Alterações

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações SAZONALIZAÇÃO DE CONTRATO INICIAL E DE ENERGIA ASSEGURADA PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para

Leia mais

COORDENADORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Suporte técnico

COORDENADORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Suporte técnico COORDENADORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Suprte técnic O serviç de suprte técnic tem pr bjetiv frnecer atendiment as usuáris de prduts e serviçs de infrmática da Defensria Pública. Este serviç é prvid

Leia mais

Legenda da Guia de Tratamento Odontológico

Legenda da Guia de Tratamento Odontológico Legenda da Guia de Tratament Odntlógic Term Registr NS Nº da n prestadr Num. d Camp na Númer da principal 3 Data da autrizaçã Senha senha 1 2 4 5 6 Nme d camp na Registr NS Númer da n prestadr Númer da

Leia mais

ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV DIREITO RIO EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA

ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV DIREITO RIO EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA 2º semestre / 2012 O Prgrama de Educaçã Cntinuada da trna públic, para cnheciment

Leia mais

GERENCIAMENTO DE DOCUMENTOS, CONTEÚDO E PROCESSOS GED/ECM. Solução de Gestão Eletrônica de Documentos Acadêmicos

GERENCIAMENTO DE DOCUMENTOS, CONTEÚDO E PROCESSOS GED/ECM. Solução de Gestão Eletrônica de Documentos Acadêmicos GERENCIAMENTO DE DOCUMENTOS, CONTEÚDO E PROCESSOS GED/ECM Sluçã de Gestã Eletrônica de Dcuments Acadêmics OBJETIVOS DA SOLUÇÃO BENEFÍCIOS GERAIS A Sluçã ECMDOC de Gestã de Dcuments Acadêmics, tem cm principais

Leia mais

GUIA DE RELACIONAMENTO MT-COR: 001 Revisão: 000

GUIA DE RELACIONAMENTO MT-COR: 001 Revisão: 000 GUIA DE RELACIONAMENTO MT-COR: 001 Revisã: 000 A Mercur S.A., empresa estabelecida desde 1924, se precupa em cnduzir as suas relações de acrd cm padrões étics e cmerciais, através d cumpriment da legislaçã

Leia mais

MASTERCOMP ESCOLA DE INFORMÁTICA

MASTERCOMP ESCOLA DE INFORMÁTICA www.mastercmp.net 1 www.mastercmp.net www.mastercmp.net INFORMAÇO ES ADICIONAIS DO CURSO DE PROMODEL E MS PROJECT Prgramaçã: Carga hrária: 32 Hras Lcal: Sã Sebastiã d Paraís MG Prgramas usads n curs: MS

Leia mais

Perguntas frequentes sobre o Programa Banda Larga nas Escolas

Perguntas frequentes sobre o Programa Banda Larga nas Escolas Perguntas frequentes sbre Prgrama Banda Larga nas Esclas 1. Qual bjetiv d Prgrama Banda Larga nas Esclas? O Prgrama Banda Larga nas Esclas tem cm bjetiv cnectar tdas as esclas públicas à internet, rede

Leia mais

Workflow. José Palazzo Moreira de Oliveira. Mirella Moura Moro

Workflow. José Palazzo Moreira de Oliveira. Mirella Moura Moro Pdems definir Wrkflw cm: Wrkflw Jsé Palazz Mreira de Oliveira Mirella Mura Mr "Qualquer tarefa executada em série u em paralel pr dis u mais membrs de um grup de trabalh (wrkgrup) visand um bjetiv cmum".

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM WEB SITE PARA A BASE DE CONHECIMENTOS DO PROGRAMA DE APOIO AOS ACTORES NÃO ESTATAIS ANGOLA

DESENVOLVIMENTO DE UM WEB SITE PARA A BASE DE CONHECIMENTOS DO PROGRAMA DE APOIO AOS ACTORES NÃO ESTATAIS ANGOLA DESENVOLVIMENTO DE UM WEB SITE PARA A BASE DE CONHECIMENTOS DO PROGRAMA DE APOIO AOS ACTORES NÃO ESTATAIS ANGOLA REQUISITOS TECNICOS O Prgrama de Api as Actres Nã Estatais publica uma slicitaçã para prestaçã

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO EVENTOS

MANUAL DO USUÁRIO EVENTOS SISTEMA DE INFORMAÇÃO E GESTÃO INTEGRADA POLICIAL Elabrad: Equipe SAG Revisad: Data: 17-09-2008 Data: Aprvad: Data: A autenticaçã d dcument cnsta n arquiv primári da Qualidade Referencia: Help_Online_Events.dc

Leia mais

REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2014

REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2014 1 REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2014 PARTICIPANTES A Olimpíada Jurídica 2014 é uma cmpetiçã direcinada a aluns que estejam regularmente matriculads ns curss de graduaçã de Direit de Instituições de

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL EDITAL CANDIDATURA AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS (CTeSP) 2015 CONDIÇÕES DE ACESSO 1. Pdem candidatar-se a acess de um Curs Técnic Superir Prfissinal (CTeSP) da ESTGL tds s que estiverem

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DE RESPONSABILIDADE AMBIENTAL

CERTIFICAÇÃO DE RESPONSABILIDADE AMBIENTAL Pól Mveleir de Arapngas PR Revisã: 00 Pól Mveleir de Arapngas PR Revisã: 01 TERMOS DE USO DO ECOSELO EQUIPE TÉCNICA RESPONSÁVEL PELA ELABORAÇÃO DESTE DOCUMENTO: Irineu Antni Brrasca Presidente d CETEC

Leia mais

Agenda. A interface de Agendamento é encontrada no Modulo Salão de Vendas Agendamento Controle de Agendamento, e será apresentada conforme figura 01.

Agenda. A interface de Agendamento é encontrada no Modulo Salão de Vendas Agendamento Controle de Agendamento, e será apresentada conforme figura 01. Agenda Intrduçã Diariamente cada um ds trabalhadres de uma empresa executam diversas atividades, muitas vezes estas atividades tem praz para serem executadas e devem ser planejadas juntamente cm utras

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Faculdade de Tecnlgia SENAI Flrianóplis e Faculdade de Tecnlgia SENAI Jaraguá d Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Pós-Graduaçã Lat Sensu MBA em Gestã de Prjets A Faculdade de Tecnlgia SENAI/SC em Flrianóplis

Leia mais

PORTARIA N. 8.605 de 05 de novembro de 2013.

PORTARIA N. 8.605 de 05 de novembro de 2013. PORTARIA N. 8.605 de 05 de nvembr de 2013. Altera a Plítica de Segurança da Infrmaçã n âmbit d Tribunal Reginal d Trabalh da 4ª Regiã. A PRESIDENTE DO, n us de suas atribuições legais e regimentais, CONSIDERANDO

Leia mais

DISSERTAÇÃO NOS MESTRADOS INTEGRADOS NORMAS PARA O SEU FUNCIONAMENTO

DISSERTAÇÃO NOS MESTRADOS INTEGRADOS NORMAS PARA O SEU FUNCIONAMENTO DISSERTAÇÃO NOS MESTRADOS INTEGRADOS NORMAS PARA O SEU FUNCIONAMENTO 1. PREÂMBULO... 1 2. NATUREZA E OBJECTIVOS... 1 3. MODO DE FUNCIONAMENTO... 2 3.1 REGIME DE ECLUSIVIDADE... 2 3.2 OCORRÊNCIAS... 2 3.3

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Faculdade de Tecnlgia SENAI Flrianóplis e Faculdade de Tecnlgia SENAI Jaraguá d Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Pós-Graduaçã Lat Sensu em Gestã da Segurança da Infrmaçã em Redes de Cmputadres A Faculdade

Leia mais

ORIENTAÇÕES AOS CANDIDATOS CONTEMPLADOS NO

ORIENTAÇÕES AOS CANDIDATOS CONTEMPLADOS NO ORIENTAÇÕES AOS CANDIDATOS CONTEMPLADOS NO Prezad(a) Alun(a) A mbilidade acadêmica internacinal é uma prtunidade valisa para seu cresciment individual, acadêmic e prfissinal. Nã permita que a falta de

Leia mais

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000 ISO 9001:2008 alterações à versã de 2000 Já passaram quase it ans desde que a versã da ISO 9001 d an 2000 fi publicada, que cnduziu à necessidade de uma grande mudança para muitas rganizações, incluind

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL Nº 005/2014 DE 07 DE ABRIL DE 2014 PROCESSO SELETIVO O Centr Universitári UNINOVAFAPI, situad à rua Vitrin Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairr d Uruguai, CEP.: 64.073-505,

Leia mais

Relatório de Gerenciamento de Riscos

Relatório de Gerenciamento de Riscos Relatóri de Gerenciament de Riscs 2º Semestre de 2014 1 Sumári 1. Intrduçã... 3 2. Gerenciament de Riscs... 3 3. Risc de Crédit... 4 3.1. Definiçã... 4 3.2. Gerenciament... 4 3.3. Limites de expsiçã à

Leia mais

PM 3.5 Versão 1 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 1 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações PdC CZ.01 PM 3.5 Versã 1 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para Prcediment de Cmercializaçã. Inserid índice. Alterada

Leia mais

MTUR Sistema FISCON. Manual do Usuário

MTUR Sistema FISCON. Manual do Usuário MTUR Sistema FISCON Manual d Usuári Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 3. ACESSAR O SISTEMA... 4 4. UTILIZANDO O SISTEMA... 5 4.1. CADASTRAR CONVENENTE... 5 4.2. INSERIR FOTOGRAFIAS/IMAGENS

Leia mais

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0 Manual d Nv Páti Revenda Versã 2.0 1 Cnteúd INTRODUÇÃO... 3 1.LOGIN... 4 2.ANUNCIANTE... 4 2.1 Listar Usuáris... 4 2.2 Criar Usuári... 5 2.2.1 Permissões:... 6 3.SERVIÇOS... 7 3.1 Serviçs... 7 3.2 Feirã...

Leia mais

ARQUITETURA E INSTALAÇÃO PROTHEUS 11

ARQUITETURA E INSTALAÇÃO PROTHEUS 11 ARQUITETURA E INSTALAÇÃO PROTHEUS 11 OBJETIVO Infraestrutura e tecnlgia d Prtheus sã a base de uma sluçã de gestã empresarial rbusta, que atende a tdas as necessidades de desenvlviment, persnalizaçã, parametrizaçã

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS FAFIT

REGULAMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS FAFIT O significad das cisas nã está nas cisas em si, mas sim em nssa atitude em relaçã a elas. (Antine de Saint-Exupéry, 1943) CURSOS bacharelads: Administraçã Geral Ciências Cntábeis Direit Educaçã Física

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS OESTECIM A MINHA EMPRESA

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS OESTECIM A MINHA EMPRESA 1. Intrduçã e Objetivs a) O Cncurs de Ideias OESTECIM a minha empresa pretende ptenciar apareciment de prjets invadres na regiã d Oeste sempre numa perspetiva de desenvlviment ecnómic e scial. b) O Cncurs

Leia mais

EDITAL BOLSA SOCIOECONÔMICA. Seleção de Bolsistas para o Programa de Bolsa Socioeconômica para o período de 2014

EDITAL BOLSA SOCIOECONÔMICA. Seleção de Bolsistas para o Programa de Bolsa Socioeconômica para o período de 2014 EDITAL BOLSA SOCIOECONÔMICA Seleçã de Blsistas para Prgrama de Blsa Sciecnômica para períd de 2014 O Reitr d Centr Universitári Tled Unitled, ns terms d Regulament aprvad pel CONSEPE, cm vistas à seleçã

Leia mais

CARTILHA PARA ORIENTAÇÃO ACERCA DAS OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS PARA O PERÍODO ELEITORAL

CARTILHA PARA ORIENTAÇÃO ACERCA DAS OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS PARA O PERÍODO ELEITORAL MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL SECRETARIA DA RECEITA PREVIDENCIÁRIA - SRP DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO - DEFIS CARTILHA PARA ORIENTAÇÃO ACERCA DAS OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS PARA O PERÍODO ELEITORAL

Leia mais

Este documento tem como objetivo definir as políticas referentes à relação entre a Sioux e seus funcionários.

Este documento tem como objetivo definir as políticas referentes à relação entre a Sioux e seus funcionários. OBJETIVO Este dcument tem cm bjetiv definir as plíticas referentes à relaçã entre a Siux e seus funcináris. A Siux se reserva direit de alterar suas plíticas em funçã ds nvs cenáris da empresa sem avis

Leia mais

Orientação Módulo: Consulta e Resposta à Notificação

Orientação Módulo: Consulta e Resposta à Notificação Ministéri d Trabalh e Previdência Scial Secretaria de Plíticas de Previdência Scial Departament ds Regimes de Previdência n Serviç Públic Crdenaçã-Geral de Atuária Cntabilidade e Investiments Orientaçã

Leia mais

Anexo 03 Recomendação nº 3: estatuto padrão, estatuto fundamental e contrato social

Anexo 03 Recomendação nº 3: estatuto padrão, estatuto fundamental e contrato social Anex 03 Recmendaçã nº 3: estatut padrã, estatut fundamental e cntrat scial 1. Resum 01 Atualmente, Estatut da Crpraçã da Internet para a atribuiçã de nmes e númers (ICANN) tem um mecanism únic para alterações.

Leia mais

Os novos usos da tecnologia da informação nas empresas Sistemas de Informação

Os novos usos da tecnologia da informação nas empresas Sistemas de Informação Os nvs uss da tecnlgia da infrmaçã nas empresas Sistemas de Infrmaçã Prf. Marcel da Silveira Siedler siedler@gmail.cm SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS Planejament

Leia mais

Manual de Procedimentos

Manual de Procedimentos Manual de Prcediments Prcediments para Submissã de Prjets de MDL à Cmissã Interministerial de Mudança Glbal d Clima Secretaria Executiva Cmissã Interministerial de Mudança Glbal d Clima Prcediments para

Leia mais

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL Objetivs: Gestã Empresarial Desenvlver cmpetências para atuar n gerenciament de prjets, prestand cnsultria

Leia mais

Definições Relacionadas à Política de Segurança da Informação

Definições Relacionadas à Política de Segurança da Informação Definições Relacinadas à Plítica de Segurança da Infrmaçã Área respnsável Versã Data de emissã Data de revisã Data de vigência Infrmática Crprativa - Segurança 1.2 20/08/2009 30/10/2013 01/02/2014 Objetiv

Leia mais

EDITAL Nº 01/NIC/ 2014

EDITAL Nº 01/NIC/ 2014 Núcle de Intercâmbi e Cperaçã Institucinal EDITAL Nº 01/NIC/ 2014 Seleçã de acadêmics para Intercâmbi n primeir semestre de 2015 d Prgrama de Blsas Iber-Americanas Santander Universidades 2014 A Universidade

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL Cntratante: O CONSELHO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL - 12º REGIÃO, pessa jurídica de direit públic cnstituída sb a frma de autarquia fiscalizadra,

Leia mais

EDITAL PADRÃO REFERENTE AOS PROCESSOS DE SELEÇÃO DE PESSOAS SESC SANTA CATARINA

EDITAL PADRÃO REFERENTE AOS PROCESSOS DE SELEÇÃO DE PESSOAS SESC SANTA CATARINA EDITAL PADRÃO REFERENTE AOS PROCESSOS DE SELEÇÃO DE PESSOAS SESC SANTA CATARINA O presente dcument tem cm bjetiv dispnibilizar a divulgaçã ficial das cndições estabelecidas pel Sesc Santa Catarina para

Leia mais

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro do

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro do CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL Nº 010/ DE 11 DE JUNHO DE VESTIBULAR /02 O Centr Universitári UNINOVAFAPI, situad à rua Vitrin Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairr d Uruguai, CEP 64.073-505, Telefne:

Leia mais

EDITAL Nº 025 / 2015 SELEÇÃO DE SUPERVISOR DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID

EDITAL Nº 025 / 2015 SELEÇÃO DE SUPERVISOR DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL-MG Pró-Reitria de Graduaçã Rua Gabriel Mnteir da Silva, 700 - Alfenas/MG - CEP 37130-000 Fne: (35) 3299-1329 Fax: (35) 3299-1078 grad@unifal-mg.edu.br

Leia mais

Proposta. Projeto: VENSSO. Data 25/05/2005. Andrade Lima Damires Fernandes Andrade Lima Damires Fernandes. Responsável. Autor (s)

Proposta. Projeto: VENSSO. Data 25/05/2005. Andrade Lima Damires Fernandes Andrade Lima Damires Fernandes. Responsável. Autor (s) Prpsta Prjet: Data 25/05/2005 Respnsável Autr (s) Dc ID Andrade Lima Damires Fernandes Andrade Lima Damires Fernandes Lcalizaçã Versã d Template

Leia mais

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30)

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30) UNIP Brasília - Crdenaçã CG/CW/GR/AD Senhres Aluns, Seguem infrmações imprtantes sbre PIM: 1. O QUE É? - Os PIM (Prjet Integrad Multidisciplinar) sã prjets brigatóris realizads els aluns ds curss de graduaçã

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO PIAUÍ. PROJETO OTIMIZAR Plano do Programa

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO PIAUÍ. PROJETO OTIMIZAR Plano do Programa 1. Escp u finalidade d prjet PROJETO OTIMIZAR Plan d Prgrama O Prjet Otimizar visa aprimrar ações implantadas que têm pr bjetiv a reduçã de cnsum de materiais e criar mecanisms de avaliaçã que pssam medir

Leia mais

Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher E s c r i t ó r i o R e g i o n a l p a r a o B r a s i l e o C o n e S u l

Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher E s c r i t ó r i o R e g i o n a l p a r a o B r a s i l e o C o n e S u l Fund de Desenvlviment das Nações Unidas para a Mulher E s c r i t ó r i R e g i n a l p a r a B r a s i l e C n e S u l Fnd de Desarrll de las Nacines Unidas para la Mujer O f i c i n a R e g i n a l p

Leia mais

ESCOPO DETALHADO - CO 137-012 - Modelos 3D e Vinhetas Animadas

ESCOPO DETALHADO - CO 137-012 - Modelos 3D e Vinhetas Animadas ESCOPO DETALHADO - CO 137-012 - Mdels 3D e Vinhetas Animadas Cntrataçã de prdutra para desenvlviment ds mdels 3D das marcas e das vinhetas de animaçã 3D O Cmitê Ri 2016 pretende cm este prcess seletiv

Leia mais

PROJETO SOA-SAÚDE ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO

PROJETO SOA-SAÚDE ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO PROJETO SOA-SAÚDE ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO ÍNDICE 1 Intrduçã...4 2 Fundamentaçã...4 3 Objet...6 4 Detalhament d Objet...6 4.1 Sluçã a ser Implantada...6 4.1.1 Arquitetura Técnica da Sluçã...7 4.1.2

Leia mais

Florianópolis, 25 de janeiro de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017

Florianópolis, 25 de janeiro de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017 Flrianóplis, 25 de janeir de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017 1) Cnsiderações Gerais: A Federaçã Nacinal ds Estudantes de Engenharia Civil

Leia mais

Novo Sistema Almoxarifado

Novo Sistema Almoxarifado Nv Sistema Almxarifad Instruções Iniciais 1. Ícnes padrões Existem ícnes espalhads pr td sistema, cada um ferece uma açã. Dentre eles sã dis s mais imprtantes: Realiza uma pesquisa para preencher s camps

Leia mais

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR A pertinência e valr demnstrad das valências d Cartã de Saúde Cfre, em razã d flux de adesões e pedids de esclareciment, trnam essencial dar evidência e respsta a algumas situações

Leia mais

O Certificado é um dos documentos exigidos para solicitar as seguintes isenções de contribuições sociais:

O Certificado é um dos documentos exigidos para solicitar as seguintes isenções de contribuições sociais: PROCEDIMENTOS PARA CERTIFICAÇÃO E/OU RENOVAÇÃO DO CEBAS CNAS CERTIFICAÇÃO/RENOVAÇÃO O Certificad é um ds dcuments exigids para slicitar as seguintes isenções de cntribuições sciais: Parte patrnal da cntribuiçã

Leia mais

Termo de Adesão ao Programa de Afiliados DATTE

Termo de Adesão ao Programa de Afiliados DATTE Term de Adesã a Prgrama de Afiliads DATTE CONSIDERANDO que este Term de Afiliads cntém as regras que se aplicam à participaçã de Pessas Físicas e Jurídicas n Prgrama de Afiliads DATTE, dravante chamad

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS Cidade Universitária de Limeira

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS Cidade Universitária de Limeira DIRETRIZES PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DOS CURSOS DE GESTÃO 1 Sumári I. O Estági em Gestã...3 II. O Estági curricular...4 III. Acmpanhament e avaliaçã...5 IV. Mdels de Plan de Atividades e de Relatóri...5

Leia mais

Número de cédula profissional (se médico); Nome completo; 20/06/2014 1/7

Número de cédula profissional (se médico); Nome completo; 20/06/2014 1/7 Mdel de Cmunicaçã Sistema Nacinal de Vigilância Epidemilógica Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes d Sistema Nacinal de Vigilância Epidemilógica.

Leia mais